Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 5 de julho de 2008

Lula diz que estado psicológico atrapalhou Thiago Neves


Presidente cita erro do meia na decisão da Libertadores em encontro com atletas olímpicos e parabeniza Roberto Dinamite por eleição no Vasco.


Antes de discursar para os atletas, Lula elogiou o novo presidente vascaíno, Roberto Dinamite, que estava presente na audiência.

- Meu caro Roberto Dinamite, parabéns pela presidência do Vasco da Gama. Se isso aconteceu, nada mais é impossível de acontecer - disse.
Obs: todos tem nojo, ódio do Eurico...

Branco fica sem o dinheiro da penhora da renda


O Fluminense deve, e não nega. Mas se Branco não aceitar parcelar a dívida de R$ 2,8 milhões que o clube tem com ele, acumulada desde 1994, a permanência do coordenador no comando do futebol tricolor poderá se tornar inviável.

"Não posso ter um funcionário brigando na Justiça e ao mesmo tempo em atividade nas Laranjeiras", salientou o presidente Roberto Horcades, como se não soubesse do fato quando o contratou.


O dirigente disse que consultou os arquivos da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e que a entidade realmente depositou os salários e os prêmios de Branco, durante o tempo em que ele serviu a Seleção Brasileira, na Copa dos Estados Unidos.


"O dinheiro foi depositado nos cofres do Fluminense, sim. Onde ele foi parar, não me perguntem. E mesmo que eu quisesse saber a resposta, não poderia obtê-la. O presidente daquela época (Arnaldo Santiago) já morreu", lembrou Horcades.

Com cinco desfalques, Naútico encara o Flamengo, no Maracanã


Em comum, as duas equipes têm alguns desfalques. Do lado do Fla, Fábio Luciano, suspenso, e Ibson, sem contrato, serão substituídos por Dininho e Kleberson.

No Náutico Luizão, Vágner, Radamés, Paulo Almeida e Felipe entram nas vagas de Everaldo, Negretti, Ticão, Alceu, todos suspensos, e Warley, lesionado, respectivamente.

Caio Jr. pede atitude e avisa: 'O Náutico vai brigar pelos primeiros lugares'


O Flamengo chega à nona rodada do Brasileirão como líder, embalado por duas vitórias consecutivas fora de casa e com a promessa de presença em massa da torcida. Motivos de sobra para o torcedor rubro-negro se deixar levar pela empolgação e pensar que o triunfo contra o Náutico, sábado, às 18h20m, será fácil. Algo que Caio Júnior faz questão de rebater.


- Eu não considero o adversário fraco. O Náutico tem provado dentro de campo que é uma equipe que vai brigar pelos primeiros lugares. Talvez até seja uma surpresa para muitos, mas desde o ano passado já terminaram bem o Brasileiro e a base foi mantida.


O técnico lembra que o Flamengo as rivais diretos na briga pela ponta da tabela jogam fora de casa na rodada e fazer o dever de casa passar a ser ainda mais importante.


- Será um jogo muito difícil. Vamos precisar bastante do apoio da torcida, até porque nossos adversários diretos irão jogar fora de casa. É o tipo de jogo chato e precisamos ter a atitude que tivemos nos últimos jogos.

Hoje tem Mengão, vamos lotar o maracanã!

Venda de ingressos para Fla x Náutico está abaixo das expectativas da diretoria.

Flamengo espera 45 mil torcedores no Maracanã, mas até o fim da tarde desta sexta-feira apenas 11.666 bilhetes foram vendidos.

Arquibancadas verde e amarela custam R$ 30 (R$ 15 meia-entrada).


Arquibancada branca, o ingresso pode ser comprado por R$ 40 (R$ 20).

As cadeiras azuis custam 20 (R$ 10)

Especiais saem por R$ 120 (R$ 60).

Neste sábado, os ingressos serão vendidos nas sedes do Flamengo e do Fluminense até as 17h e até o horário da partida nas bilheterias 2, 5 e 8 no Maracanã.

Bruno faz alerta ao Flamengo: 'Não pode haver vaidade entre a gente'


Para os jogadores do Flamengo, mais difícil do que alcançar a liderança do Campeonato Brasileiro será manter o time no topo durante toda a competição. Ciente do equilíbrio e da dificuldade da disputa, o goleiro Bruno faz uma alerta: os jogadores não podem ter vaidade e deixar em segundo plano a luta para vencer cada partida. O camisa 1 lembra que todos vão querer bater o líder, a começar pelo Náutico, neste sábado, no Maracanã.

Humilde, Fla recebe o Náutico no Maracanã


Quando pisou no Maracanã pela última vez, o Flamengo deixou o torcedor desconfiado com o resultado: derrota por 4 a 2 para o São Paulo diante de quase 60 mil torcedores. Neste sábado, no entanto, a equipe reencontra os rubro-negros após vencer duas partidas, mostrar força fora de casa e de moral renovado para encarar o Náutico, às 18h20m, pela nona rodada do Brasileirão.

Carisma de Obina conquista até a Fifa.


A fase de Obina é tão boa que até a Fifa se rendeu ao carisma do atacante. Titular do Flamengo na partida contra o Náutico, neste sábado, pela nona rodada do Brasileirão, ele é destaque no site da entidade maior do futebol, que o escolheu para ilustrar a reportagem semanal sobre a rodada dos campeonatos nacionais no fim de semana.

Não ganha nada, pelo menos serva para limpar o piso!!!


Que peninha! Nadou, nadou e morreu na praia.


sexta-feira, 4 de julho de 2008

Agora a coisa é séria, vem aí o noticiário do Flamengo.


Cristian rebate o rótulo de cavalo paraguaio:
'Fla não é o Bota de 2007'

Volante Túlio, do Botafogo, torceu pelo Flu para não ver festa do Fla.
Jogador brinca ao explicar o motivo de querer ver o Tricolor campeão.


Diretoria do Fla espera uma definição sobre o destino de Ibson na segunda.
Kléber Leite, vice-presidente de futebol, afirma não estar preocupado com o assédio do São Paulo, que luta para ter o volante no Brasileiro.


Maxi e Leonardo não devem ficar à disposição contra o Náutico.
Atacante argentino levou uma pancada na coxa direita, e o zagueiro está com uma torção no joelho direito.


Vágner Love: ' Tenho muita vontade de jogar no Flamengo um dia`.

Estreante, o ansioso Dininho espera honrar a camisa do Fla.

Mais sacanagens(7), chora fluzinho!!!




Campeões da Taça Libertadores são recebidos na capital equatoriana

Depois do desembarque no aeroporto, jogadores entram em um ônibus onde desfilam pela cidade de Quito, capital do Equador. Torcida da LDU recebe os atletas como heróis.

Torcida da LDU faz festa em Copacabana

Os equatorianos que viajaram até o Rio de Janeiro para assistir à final da Libertadores contra o Fluminense não estão desperdiçando nenhum minuto na Cidade Maravilhosa. Nesta quinta-feira, alguns deles foram à Praia de Copacabana para comemorar o título nos pênaltis num Maracanã lotado.

Mais sacanagens(6), chora fluzinho!!!


Mais sacanagens(5), chora fluzinho!!!


Mais sacanagens(4), chora fluzinho!!!







quinta-feira, 3 de julho de 2008

Mais sacanagens(3), chora fluzinho!!!




Mais sacanagens(2), chora fluzinho!!!







Mais sacanagens(1), chora fluzinho!!!







Muito, muito ridículo ...


Liga Dos Urubus, informa:

Chora Fluminense o sonho acabou, a lanterninhaaaaaa, foi o que restouuuuuuuu...

A pergunta que não quer calar:
Renato você trocaria de lugar com o Caio Jr?

Renato.
- Se tiver que fazer 3, 4 ou 5 gols a gente vai lá e faz.
Reporter.
- E se tiver que bater penaltis?
Renato.
- Ihhh!!!!

Atenção proprietário do carro FLU-2008
A sua lanterna está acesa.

O que é, o que é começa com Fla e termina com Flu?
-A tabela de classificação do brasileiro

Renato vai brincar no brasileiro de 2008!
Brincar com a lanterna e em 2009 na 2ª divisão.

Reporter.
- Dodo qual a sensação de perder um penalti?
Dodo.
- Não sei, pergunta a quem bateu!

Pergunta que não quer calar!
-Cade o Coração Valente?
Está na locadora.

Vôo do Flu para o Japão, para em Washington!

E ninguém cala esse chororô
Chora o vascaindo,
chora bostafoguense,
e agora chora o tricolor.

Uh Uh LDU, Uh Uh LDU!!!

Problema é o que não falta no vasco


Sem grana em caixa, Roberto herda dívida gigante.

O clube esta sem um tostão em caixa, tem dívida de R$ 250 milhões, cinco processos de penhora do estádio de São Januário, em curso na justiça, 177 processos em ações trabalhistas por rompimento de contratos e uma ameaça despejo do vasco-Barra, por não pagar o aluguel de R$ 80 mil há 8 meses.
Além de cofres totalmente vazios, de já ter gasto as verbas de patrocínio do Habib's e da MRV e ter antecipado a cota da tv de 2009.
O vasco é o clube mais endividado entre os grandes do Brasil , tem o quadro social deteriorado:
Dezenas de milhares de sócios(fantasma) cadastrados, somente
882 mantêm em dia a mensalidade.
''O vasco vive uma situação muito difícil. Não tem dinheiro em caixa e já há compromissos a saldar'', lamentou Roberto, surpreso com o legado deixado por Eurico Miranda.
Quanto mais cedo tomarmos pé da real situação, mais rápido resolveremos
os problemas, disse o dirigente, sem saber como pagar os salários de junho para os jogadores.

Caio confirma Obina, Dininho e Kleberson no time


O técnico Caio Júnior praticamente confirmou a equipe do Flamengo que enfrenta o Náutico, neste sábado, no Maracanã. Os titulares devem ser os que atuaram no coletivo da tarde desta quarta-feira, na Gávea. Obina, que fez o único gol da atividade, deverá formar dupla com Marcinho. Dininho fará a estréia com a camisa rubro-negra na vaga do capitão Fábio Luciano, suspenso. Kleberson será o substituto de Ibson, que está sem contrato.

Caio Júnior acredita que o time não vai sentir as ausências dos dois importantes titulares. E adiantou que, durante a partida, pensa em colocar Souza ao lado de Obina no lugar de um volante se precisar de mais força ofensiva.

- A tendência é que seja este time, estou tentando ser coerente. O Dininho deve entrar no lugar do Fábio (Luciano) e o Kleberson no lugar do Ibson, até porque ele tem decidido nos jogos e tem características parecidas com as do Ibson. Treinei essa opção com o Souza entrando junto com o Obina e podemos utilizar isso durante a partida. Todas as alterações são de jogadores que jogam nas mesmas posições, fazem as mesmas funções dos que saíram. Não acredito que o time vai sentir - argumenta.

Com as alterações para o jogo contra o Náutico, o treinador segue sem conseguir repetir uma escalação no Campeonato Brasileiro. Caio Júnior acredita que esta será uma tendência ainda mais forte daqui para frente, e lembrou que alguns jogadores, como o atacante Éder, poderão ter a oportunidade de atuar.

- Provavelmente 90% das equipes passam por este problema de não repetir a escalação. Isso vai piorar quando tivermos jogos no meio da semana. Mas também vai dar oportunidade a alguns jogadores. O Éder, por exemplo tem demonstrado um potencial enorme, finaliza muito bem. Temos muitos jogadores nesta posição, mas, se ele tiver uma chance, tenho certeza de que vai agarrar - diz.

O Fla ''seca''

Bolaños: 'A torcida do Flamengo nos apoiou e agradecemos'


Autor do gol da LDU enaltece a conquista inédita do time equatoriano.

Depois do título com a LDU, Bolaños, autor do gol do time equatoriano, falou sobre a torcida do Flamengo no apoio ao time nos dias anteriores ao jogo e até mesmo dentro do Maracanã. Até mesmo os gandulas gritavam "Mengo" para ele e para Guerrón, que saiu do estádio com a camisa do Getafe, seu novo clube.

- A torcida do Flamengo nos apoiou e agradecemos. Nós sempre tivemos este sonho da Libertadores e agora realizamos - diz Bolaños.

Papel higiênico!

Quase!

E ninguém cala, esse chororô...

Renato Gaúcho agora vai '' brincar '' na 2ª divisão!!!

LDU vence nos pênaltis e é campeã da Libertadores

O Fluminense tentou, lutou e venceu no tempo normal, mas a LDU foi mais competente nos pênaltis e é campeã da Libertadores. O Flu fez 3 a 1, de virada, mas nos pênaltis a LDU venceu por 3 a 1.

A LDU saiu na frente com Bolaños logo aos cinco minutos, mas o Flu virou ainda no primeiro tempo com dois gols de Thiago Neves, aos 12 e 28. Na segunda etapa, Thiago Neves fez 3 a 1 cobrando falta, aos 12 minutos, e levou a partida para a prorrogação.

Após 30 minutos sem gols, a decisão foi para os pênaltis. Cevallos brilhou, pegando as cobranças de Thiago Neves, Conca e Washington.

LDU conquista feito inédito para o Equador



Nem o mais otimista torcedor do Fluminense imaginaria perder uma Libertadores, dentro do Maracanã, para a LDU. Mas a equipe do Equador conseguiu um feito inédito para o seu país, sendo o primeiro clube a conquistar o principal campeonato do continente.

O time do técnico Edgardo Bauza fez campanha regular durante a competição, ficando em segundo lugar no grupo do próprio Fluminense. Em 14 jogos, foram cinco vitórias, cinco empates e quatro derrotas, duas delas para a equipe carioca.

O Barcelona é o único time do Equador que chegou perto da LDU. Em 90, a equipe perdeu a final para o Olímpia, do Paraguai. Já em 98, foi derrotado para o Vasco. O curioso que o goleiro do Barcelona era o Cevallos, que defendeu três pênaltis nesta quarta e foi o grande herói da conquista equatoriana.

- Isso é futebol e tudo pode acontecer. Sabíamos que lutariamos até o final - disse Cevallos.

Fluminense 2ª divisão!!!

Classificação Campeonato Brasileiro:

1 º Flamengo ----- 19 pontos


20 º Fluminense --- 3
último colocado, segunda divisão.

LDU é campeã da Taça Libertadores!

Guerrón, da LDU, manda a torcida tricolor calar a boca.



A força da torcida do Flamengo


O amor dos jogadores ao Flamengo

quarta-feira, 2 de julho de 2008

Ronaldo, sua casa é o Flamengo

Dinamite confirma: dívida do Vasco beira R$ 250 milhões

O presidente eleito do Vasco, Roberto Dinamite, disse que está fazendo as contas das dividas totais do clube, mas cálculos preliminares apontam que os dividendos giram em torno de R$ 250 milhões. Segundo ele, o montante inclui dívidas trabalhistas com órgãos federais, além de salários atrasados de funcionários.

"Nós vamos trabalhar para colocar as coisas em dia, mas já sabemos que o trabalho será muito difícil", disse Dinamite, que esteve nesta tarde em São Januário para uma conversa com os jogadores e a comissão técnica.

O novo mandatário vascaíno sinalizou pela permanência do técnico Antonio Lopes e tentou tranqüilizar funcionários e jogadores sobre os problemas financeiros.

Dinamite foi empossado como presidente do Vasco na última terça-feira, em cerimônia realizada na Sede Náutica da Lagoa. O ex-atacante e ídolo da torcida foi eleito para o cargo na madrugada do último sábado.

Atenção Governador do Estado de Pernambuco.

Rio de Janeiro, 1 de julho de 2008.

Excelentíssimo SenhorEduardo Campos

Governador do Estado de Pernambuco.

O Clube de Regatas do Flamengo, por seu representante legal abaixo assinado, vem respeitosamente levar ao elevado conhecimento de Vossa Excelência os lamentáveis fatos a seguir narrados.

No domingo p.p., dia 29 do mês em curso, a equipe de futebol profissional do Flamengo disputou contra o Sport Club Recife partida válida pelo Campeonato Brasileiro de Futebol da 1ª Divisão.

Em obediência à tabela elaborada pela CBF, a mencionada partida foi disputada na Ilha do Retiro, no campo do mandante do jogo, Sport Club Recife.

Ao término do jogo que o Flamengo teve a felicidade de vencer, com gol convertido somente aos 48 minutos do segundo tempo, o que causou explosão de alegria nos atletas do Flamengo e natural frustração aos torcedores do Sport, doze policiais militares, devidamente fardados, invadiram o vestiário destinado ao clube visitante, dizendo que estavam ali para prender o jogador do Flamengo "Marcinho", sob a alegação de que este jogara um copo de plástico com água em um torcedor do Sport.

Diante da acusação, o chefe da delegação do Flamengo exigiu dos policiais militares que declinassem o nome do torcedor atingido.

Em conseqüência o chefe da delegação do Flamengo, Plínio Serpa Pinto, indagou ao atleta "Marcinho" se era verdadeira a versão apresentada pelos policiais, tendo o atleta negado veementemente que tivesse atirado um copo d'água na direção da torcida do Sport.

Ato contínuo, solicitou aos policiais que lhe informassem o nome do torcedor para que o Flamengo oficialmente se desculpasse e, de alguma forma, o indenizasse por qualquer dano, mas os policiais sintomaticamente disseram não saber o nome do torcedor.

Ora, Sr. Governador, como é que os policiais militares queriam conduzir o atleta do Flamengo para uma delegacia de polícia ou batalhão da PM se nem mesmo sabiam o nome do torcedor supostamente ofendido?!

Esse desagradável incidente, somado à truculência com que foram tratados recentemente dirigentes do Botafogo na linda cidade de Recife, não fazem justiça à tradição de hospitalidade, cortesia e urbanidade que são marcas do simpático povo pernambucano. Parece até que está virando moda os clubes do Rio de Janeiro serem maltratados pela PM de Pernambuco.

Como Vossa Excelência é reconhecidamente um excelente homem público, que honra as tradições pernambucanas e o legado do grande brasileiro que foi Miguel Arraes, confiamos em que tomará providências enérgicas para mandar apurar os fatos aqui narrados.

Respeitosamente,
Michel Asseff

Representante do CR do Flamengo


Muitos problemas envolveram Fla e Nike!


Atraso
Em 2007, a Nike atrasou a entrega de materiais de jogo, entre eles camisas dos jogadores. Na ocasião, a empresa afirmou que suas fábricas estavam passando por uma série de ajustes.


Cadê o preto?
No contrato com a Nike, uma cláusula dizia que qualquer uniforme a ser lançado precisava ser aprovado pelo Fla. Mas a empresa fez o segundo uniforme do basquete somente com as cores vermelha e branca, sem a aprovação do clube.


Atraso de novo
Nesta temporada, o problema do atraso persistiu. No primeiro jogo com o modelo novo, a Nike por pouco não deixou de enviar a camisa com o número 2, usada por Leonardo Moura.


Muro da discórdia
No último mês de março, no lançamento do terceiro uniforme do Flamengo, a Nike veiculou uma foto de um muro da Gávea caindo aos pedaços.


Antes da hora
Um dia antes da final do Campeonato Carioca deste ano (contra o Botafogo), uma camisa que comemorava o título já estava sendo comercializada.


Com frio
Fla teve dificuldade com uniformes de frio durante a Copa Libertadores deste ano porque a demanda da Nike não foi considerada suficiente.


Isso tudo?
A Nike pediu seis meses para trocar o nome do produto do patrocinador (Petrobras) do Rubro-Negro na camisa.


Lava e seca
O Flamengo teve de reaproveitar uma parte do material de treino e de jogo por falta de abastecimento da Nike.

Leonardo descarta Goiás e quer ficar no Flamengo

O zagueiro Leonardo não pretende deixar o Flamengo. O jogador foi consultado pelo presidente do Goiás, Pedro Goulart, quanto à possibilidade de ir para o time esmeraldino. Porém, o defensor quer ficar na Gávea.


"Realmente houve um contato do presidente, demonstrando interesse no meu retorno, mas não houve proposta concreta. Disse a ele que estou bem no Flamengo e pretendo cumprir meu contrato até o final", contou Leonardo.

O acordo do zagueiro com o clube carioca vai até 31 de dezembro de 2008. Ele já atuou pelo Goiás, em 2006, quando conquistou o Campeonato Goiano pelo time alviverde e foi eleito o melhor jogador da posição na competição.


"De qualquer forma, passei esta situação para o meu empresário (Adão Ferreira), que cuidará disso a partir de agora. Minha preocupação está somente em ajudar meus companheiros a manter o Flamengo na liderança do Brasileirão", disse o jogador, que foi titular do time em apenas um jogo, na vitória por 3 a 1 sobre o Santos, válida pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

Náutico desfalcado para encarar o Flamengo


O treinador do Náutico, Leandro Machado, está com sérios problemas para encarar o líder do Campeonato Brasileiro, o Flamengo, na próxima rodada da competição. Pelo menos cinco titulares não poderão estar em campo, seja por estarem no departamento médico ou suspensos.

Obina deixa a decisão nas mãos de Caio Júnior


Com a volta de Souza, suspenso contra o Sport, Obina pode voltar para a reserva após brilhante atuação.

Mesmo sendo decisivo na vitória de 2 a 1 sobre o Sport, no último domingo, o atacante Obina não acha que tenha garantido uma vaga entre os titulares. Com a volta de Souza, que cumpriu suspensão, Obina deixa nas mãos do técnico Caio Júnior a responsabilidade de montar o ataque rubro-negro.

- Minha cobrança para jogar é no bom sentido. Acho que posso jogar com o Souza, como aconteceu quando eu passei pela minha melhor fase. Não me considero titular ainda. O treinador é quem decide, ele sabe o que é melhor e eu vou aceitar sempre. Minha hora um dia vai chegar - acredita o xodó da torcida rubro-negra.

Obina afirmou, nesta terça-feira, que está vivendo o melhor momento desde a lesão que teve no joelho, no ano passado. O atacante também espera acabar com a fama de jogador de segundo tempo.


- Quando machuquei o joelho, estava na minha melhor fase e era titular. Não falavam isso. Acho que é a melhor fase que vivo depois da lesão. Às vezes falam que sou melhor entrando no segundo tempo, mas minha disposição é sempre a mesma - garantiu Obina.