Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 18 de outubro de 2008

Em 11 jogos, Aírton pega o vasco pela terceira vez

O jovem Aírton, de 18 anos, vai enfrentar o vasco, no Maracanã, às 18h10, pela terceira vez em apenas 11 jogos como profissional. Inclusive, sua estréia foi contra o rival deste domingo sob o comando de Joel Santana, no Campeonato Carioca deste ano. O volante quer ter uma boa atuação para ver sua moral crescer com o técnico Caio Júnior.

– Deus está me dando mais uma oportunidade. Espero fazer um grande jogo e corresponder à expectativa – afirmou o jogador.

Aírton terá essa oportunidade no lugar de Jaílton, que está suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo. O jogador que prega total respeito ao rival.

– Mesmo com os desfalques de Leandro Amaral e Edmundo, o vasco merece o nosso respeito. Não há favorito - finalizou.

vasco x Flamengo: 19.577 ingressos foram vendidos até este sábado

Ao contrário do primeiro turno, quando 63.611 torcedores compareceram ao Maracanã para assistir a Flamengo x vasco, o "Clássico dos Milhões", a venda antecipada de ingressos para o confronto do returno não é animadora: encerrada as vendas às 17h deste sábado, foram adquiridas 19.577 entradas para o jogo. Na sexta, o borderô fechou com 12.822.

As duas equipes se enfrentam neste domingo, às 18h10m, no Maracanã. Com 49 pontos, o Flamengo ocupa a 5ª colocação e sonha com uma vaga na Libertadores em 2009. Já o vasco, em 20º lugar com 27, briga para fugir do rebaixamento.

As vendas recomeçam neste domingo, a partir das 12h, apenas nas bilheterias apenas nas bilheterias 5, 7, 8, e 9 do Maracanã.

Confira os preços:
Arquibancadas Verdes 19.982 ingressos R$ 30 inteira e R$ 15 meia
Arquibancadas Amarelas 12.548 ingressos R$ 30 inteira e R$ 15 meia
Arquibancadas Brancas 11.051 ingressos R$ 30 inteira e R$ 15 meia
Cadeiras Especiais 733 ingressos R$120 inteira e R$ 60 meia
Cadeiras Comuns 23.716 ingressos R$ 20 inteira e R$ 10 meia

Kleberson é vetado e não disputa o clássico contra o vasco neste domingo

Kleberson tinha esperanças de enfrentar o vasco neste domingo, às 18h10m, no Maracanã, mas vai ter de assistir ao jogo pela televisão. Depois de dois dias afastado por causa de uma gripe, o meia voltou a treinar neste sábado, mas mostrou não estar nas condições físicas ideais. Saiu bastante cansado, foi reavaliado e, no fim, vetado pelo departamento médico do Flamengo.

Na última partida, a derrota para o Atlético-MG, Kleberson foi substituído ainda no primeiro tempo e saiu vaiado pela torcida. Seu substituto neste domingo deve ser Everton, mas o técnico Caio Júnior só anunciará a escalação momentos antes do clássico. O meio-campo rubro-negro já terá o desfalque de Jailton, suspenso, e o seu lugar será ocupado pelo jovem Airton.


Jônatas, mais uma vez, não é relacionado

Apesar de ter treinado entre os reservas no decorrer da semana, o volante Jônatas, mais uma vez, não foi nem sequer relacionado para a concentração. Além do time titular do Flamengo, incluindo Kleberson, que será reavaliado neste sábado pelo departamento médico, Diego, Luizinho, Dininho, Fierro, Everton, Sambueza, Vandinho e Josiel foram convocados para o jogo contra o Vasco, neste domingo.

Destes jogadores, um não irá nem para o banco. Mas independentemente da escolha de Caio, não haverá nenhum volante. Com a suspensão de Jaílton, alguns dirigentes conversaram nos bastidores ao longo da semana que seria um absurdo Jônatas nem ser convocado para o banco.

Toró pede atenção com atacante vascaíno

O desfalque de Leandro Amaral não é motivo para comemoração no Flamengo. Para o volante Toró, o substituto do atacante vascaíno, Alan Kardec também merece muita atenção.

- Os jogadores que vão entrar têm capacidade de vestir a camisa do Vasco. O Alan Kardec, por exemplo, faz gol para caramba contra a gente. Para vencermos, temos de ter total atenção - destacou.

Para conter Kardec e os outros homens de frente do Vasco, o Flamengo terá Airton na vaga de Jaílton. Toró elogia o cabeça-de-área.

- O Airton é quietinho fora de campo, mas em campo é um leão. Ele gosta de jogar contra o Vasco. Apesar de ser um jogador jovem, tem uma experiência grande. Ele vai se superar e dar conta do recado.

Brasileirão: classificação e próximos jogos


Classificação:

1º Grêmio 56 ........Libertadores
2º Palmeiras 54
3º Cruzeiro 52
4º São Paulo 52

5º Flamengo 49.......Sul-Americana
6º Botafogo 46
7º Coritiba 45
8º Goiás 44
9º Vitória 43
10º Internacional 43
11º Sport 40
12º Atlético-MG 37

13º Santos 33
14º Figueirense 33
15º Náutico 30
16º Fluminense 30

17º Atlético-PR 28.....rebaixamento, 2ª divisão
18º Portuguesa 28
19º Vasco 27 .........ridículo
20º Ipatinga 27

Próximos jogos, 30ª rodada:

Sáb, 18/10/2008
18:20 Figueirense x Ipatinga
18:20 Internacional x Atlético-PR
18:20 Botafogo x Santos


Dom, 19/10/2008
16:00 Vitória x Fluminense
16:00 Palmeiras x São Paulo
16:00 Coritiba x Goiás
16:00 Atlético-MG x Cruzeiro


18:10 Sport x Náutico
18:10 Portuguesa x Grêmio
18:10 vasco x Flamengo

Rivais no domingo, Caio Júnior e Renato já foram companheiros de ataque

Técnicos de Flamengo e vasco conquistaram títulos no Grêmio: 'Nosso estilo de jogo combinava', afirma o treinador rubro-negro.


Passe de Renato Gaúcho e gol de Caio Júnior. Ou vice-versa. A cena é surreal atualmente. Mas já foi corriqueira na década de 80. Os técnicos de Flamengo e vasco, adversários neste domingo, eram companheiros de ataque no Grêmio.

Flamengo/Petrobras em quadra

Hoje à noite, a partir das 20h, Flamengo/Petrobras e Iguaçu BC entram em cena pelo campeonato Estadual de Basquete. A partida é válida pela segunda rodada do turno e será realizada na quadra do Club Municipal.

Apesar de não estar com a equipe completa e saber que os confrontos entre Flamengo e Iguaçu não são fáceis, Paulo Chupeta conta com mais um bom resultado para a equipe rubro-negra, que busca o tetracampeonato estadual.

No primeiro jogo entre as duas equipes pelo Estadual de 2007, na qual o Flamengo faturou o título de tricampeão, vitória do Flamengo/Petrobras pelo placar de 98 a 74.

Na segunda-feira, dia 20/10, o time de Paulo Chupeta seguirá para Joinville (SC), onde irá disputar um torneio amistoso com a participação de quatro dos principais Clubes brasileiros: Flamengo, Joinville, Minas e Universo Brasília.

Os jogos serão disputados nos dias 21, 22 e 23, com retorno previsto para o dia 24 (sexta-feira).

- “A expectativa sobre o Torneio de Joinville é de encontrar uma disputa bem difícil. São quatro equipes fortes, que fizeram as finais do ano passado. O Flamengo vai tirar proveito para dar ritmo ao time, já que estamos no início do Estadual. Vamos buscar as dificuldades agora para depois encontrar as soluções” – disse o técnico tricampeão estadual e atual campeão brasileiro de basquete.

Polícia recua sobre controle de meia-entrada

A Polícia Militar (PM) do Rio de Janeiro recuou na tarde desta sexta-feira da decisão de cobrar o documento de identificação de pessoas com ingressos de meia-entrada para o jogo Vasco e Flamengo, neste domingo, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro.

Na ação, os policiais filtram torcedores com a meia e solicitam a apresentação do documento com que a mesma foi comprada. A medida, adotada desde Flamengo e Sport (27 de setembro), chegou a ser anunciada pela Superintendência de Desportos do Estado do Rio de Janeiro (Suderj).

- Nós não adotaremos este esquema. Não houve nenhum problema nas outras abordagens, mas voltaremos ao sistema anterior, limitando-nos a fazer a revista. Foi esta a ordem passada - limitou-se a dizer o comandante do Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe), Major João Busnello.

A assessoria de imprensa da PM, a assessoria de imprensa da Suderj e o 6º Batalhão da Polícia Militar, que atuará no policiamento do confronto, não souberam explicar o motivo do cancelamento da ação relativa aos ingressos de meia-entrada.

Para o clássico deste domingo, o efetivo policial contará com 400 soldados dentro do estádio, 457 fora, além de três duplas de cães, seis duplas de cavalos e dois quadriciclos - em um total de aproximadamente 900 pessoas. Além do Gepe, o 6º Batalhão da PM participará da segurança.

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Josiel é relacionado por Caio Júnior e Jônatas fica fora mais uma vez

Depois de dois jogos de "castigo", o atacante Josiel está de volta à lista de 19 jogadores convocados pelo técnico Caio Júnior para o clássico deste domingo, contra o vasco.


A relação, mais uma vez, não tem o nome do volante Jônatas. Ele foi elogiado pelo preparador físico Ronaldo Torres durante a semana, participou de dois coletivos entre os reservas, mas segue fora.
Caio Júnior optou por jogadores com características ofensivas para os suplentes. Não há nenhum volante entre os escolhidos e a tendência é que o lateral-direito Luizinho "sobre" do banco de reservas.

Confira a relação completa:

Goleiros: Bruno e Diego
Laterais: Leo Moura, Juan e Luizinho
Zagueiros: Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Dininho
Volantes: Aírton, Toró, Ibson e Kleberson
Meias: Everton, Sambueza e Fierro
Atacantes: Marcelinho Paraíba, Obina, Vandinho e Josiel

Ronaldo e elenco rubro-negro apóiam o Dia do Flamenguista

Clube promove o dia 28 de outubro com uma camisa especial




Ronaldo veste a camisa da campanha 'Dia do Flamenguista' (28 de outubro), promovida pelo clube, pelo GLOBOESPORTE.COM e pela Rádio Globo. A homenagem aos torcedores do Fla foi sancionada pelo prefeito do Rio, César Maia, no fim de 2007, e passou a fazer parte do calendário oficial da cidade. A data é a mesma do padroeiro do clube, São Judas Tadeu.



Fábio Luciano, Andrade e Marcelinho Paraíba também apóiam a iniciativa rubro-negra

Gripe de Kleberson cria dúvida na escalação do Fla

A escalação do Flamengo para o clássico contra o vasco depende do termômetro. Nesta sexta-feira, Kleberson chegou à Gávea reclamando dos sintomas de uma forte gripe, entre eles febre, e foi poupado da atividade. Desta forma, o técnico Caio Júnior colocou Everton na equipe titular durante o coletivo. O volante será reavaliado no sábado para saber se tem condições de jogo.

A atividade teve duração de quase 45 minutos e os titulares tiveram boa participação. O treinador rubro-negro parou o coletivo diversas vezes para ajustar posicionamento do time titular.

- Os jogadores têm que saber as funções que cada um exerce em campo. Isso é muito importante. Por isso, achei os coletivos desta semana muito proveitosos - declara Caio Júnior.

No ataque, Obina roubou a vaga de Vandinho e terá nova chance na equipe titular. Sem contar com Jaílton, suspenso, Caio escalou Aírton para fazer a função de terceiro zagueiro.

O Flamengo enfrenta o vasco com a seguinte escalação: Bruno; Aírton, Fábio Luciano e Ronaldo Angelim; Leo Moura, Toró, Ibson, Kleberson (Everton) e Juan; Marcelinho Paraíba e Obina.

Vasco x Flamengo: 12.822 mil ingressos vendidos até esta sexta-feira

12.822 mil ingressos foram vendidos até o fim da tarde desta sexta-feira para o clássico entre vasco e Flamengo, domingo, às 18h10m, no Maracanã. O público da partida deverá ficar bem abaixo do confronto do primeiro turno, quando os rivais cariocas levaram mais de 63 mil pagantes ao estádio.

As vendas recomeçam neste sábado em todos os postos, e no domingo somente nas bilheterias do Maracanã.

Confira os preços:

Arquibancadas Verdes/19.982 ingressos/R$30,00 inteira e R$15,00 meia
Arquibancadas Amarelas/12.548 ingressos/R$30,00 inteira e R$15,00 meia
Arquibancadas Brancas/11.051 ingressos/R$30,00 inteira e R$15,00 meia
Cadeiras Especiais/733 ingressos/R$120,00 inteira e R$60,00 meia
Cadeiras Comuns/23.716 ingressos/ R$20,00 inteira e R$10,00 meia

Locais de Vendas Antecipadas:

Bilheterias da Gávea (Flamengo)
Bilheterias do Fluminense F. C.
Bilheterias de São Januário (Somente a partir de sexta)
Parque Terra Encantada (Av. Ayrton Senna 2800, Barra da Tijuca - horários: seg. à qui. 11h às 17h; sex. 9h às 13h e sáb. das 10h às 13h)
Bilheteria 08 do Maracanã (exceto na quarta-feira dia 15/10/2008).
Bilheterias do São Cristóvão F.R

Caio diz que Obina tem 'deficiências técnicas', mas o escala pelo carisma

Foi à base de suor e carisma que Obina convenceu o técnico Caio Júnior a escalá-lo na partida deste domingo contra o vasco. O treinador admitiu nesta sexta-feira que o comandado tem problemas técnicos.

- Ele (Obina) merece essa chance, pois, assim como o Toró, é um cara que sempre treina da mesma forma. Sabemos que tem as suas deficiências técnicas. Mas precisamos dessa luta lá no ataque. É um jogador que tem muito carisma e empatia com a torcida - declara o treinador.

Obina jogará ao lado de Marcelinho Paraíba no clássico. Ele não é titular desde o dia 31 de agosto, no empate por 2 a 2 com o Fluminense. O último gol foi feito contra o Internacional, uma semana antes. A nova oportunidade deixou o atacante animado.

- É gratificante voltar. Sempre respeitei meus companheiros e tive paciência. O Flamengo faz muito gol, mas os atacantes, não. Por isso acabam ocorrendo essas trocas - diz o jogador.

Nas últimas cinco rodadas, Caio Júnior testou Josiel em três partidas e Vandinho, em duas. Os dois atacantes não fizeram gol quando foram titulares.

Em quinto lugar no Brasileirão, com 49 pontos, o Flamengo enfrenta o Vasco, 19º, com 27, às 18h10m deste domingo. O GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real e o Premiere transmite.

Flamengo ainda sonha em administrar o Maracanã

O Flamengo não desistiu de administrar o Maracanã, onde costuma mandar seus jogos. O clube que, ao lado do Fluminense e da CBF, assinou um protocolo de intenções com a empresa ISG (International Stadia Group), a mesma que reformulou Wembley, aguarda apenas pela divulgação de um edital para uma parceria público-privada do estádio, o que deve acontecer no início do ano que vem.

"Você forma realmente um conteúdo, com uma empresa de gestão, imbatível. Só estamos esperando que saia publicado o edital, mas eu acho que nós vamos ganhar", afirmou Kléber Leite, nesta semana, em entrevista à ESPN Brasil.


O presidente rubro-negro ainda explicou como seria a divisão de lucro entre Flamengo, Fluminense e a CBF.

"Provavelmente será feita uma sociedade entre a Seleção, Fluminense e Flamengo e cada um vai ter uma participação no bolo final. Mas a renda de bilheteria pertence a cada uma das partes. O Flamengo vai ficar com a sua bilheteria, o Fluminense com a sua bilheteria e a CBF com a sua bilheteria", declarou.

Com o projeto de modernização do Maracanã para a Copa do Mundo de 2014, o estádio deverá ficar fechado por um bom período. Com isso, o Flamengo deverá ter que procurar um outro lugar para sediar suas partidas neste tempo.

A primeira opção é o Estádio João Havelange, o Engenhão, administrado pelo Botafogo, mas as recentes desavenças entre as duas diretorias podem atrapalhar os planos do clube rubro-negro.

GEPE vai aumentar fiscalização sobre ingressos de meia-entrada

Para evitar fraudes na aquisição de bilhetes de meia-entrada, o GEPE, responsável pelo policiamento no Maracanã, irá aumentar a fiscalização. No clássico entre Flamengo e vasco, os torcedores terão que mostrar, tanto no ato da compra, quanto antes de passar a roleta, os documentos que comprovam o direito de pagar metade do valor do ingresso.

Os portões para a entrada no estádio estarão abertos a partir das 15h, três horas antes do jogo. À volta do Maracanã, orientadores estarão com megafones para ajudar o público a localizar os acessos.

Laterais: as principais armas do Flamengo


O torcedor do Flamengo ainda tem dificuldade para escalar o setor ofensivo. Caio Júnior também. Ele ainda continua buscando uma formação ideal. Mas independentemente disso, a principal arma rubro-negra em 2008 são os laterais.

É só perguntar a qualquer técnico que vá enfrentar o Flamengo qual é a sua maior preocupação e ele não irá titubear na resposta: marcar as subidas de Leonardo Moura e Juan.

Contra o Vasco, Caio Júnior poderá contar com o retorno do lateral-esquerdo, que estava na Seleção Brasileira. Fato que o goleiro Bruno admite que faz a diferença.

– Se falar que o Juan não faz falta, vou estar mentindo. O Juan e o Léo Moura são as nossas principais armas. Eles jogam por fora, por dentro, finalizam – disse Bruno, frisando que a convocação deles para a Seleção serve de motivação para os outros jogadores do grupo.

Depois de improvisar Sambueza contra o Atlético-MG (quando Ibson, Angelim e até Maxi acabaram tendo de fazer esta função ao longo do jogo), Caio Júnior também comemorou o retorno de Juan. Ontem, o lateral participou do coletivoemque o treinador praticamente definiu o time que enfrentará o Vasco.

A novidade foi confirmação na frente: Obina começou e terminou o treino entre os titulares, que venceram os reservas por 3 a 1 (gols de Kleberson, Marcelinho e Obina, com Josiel descontando). Para continuar dando liberdade aos laterais, Airton fará a função do suspenso Jaílton.

Ou seja, mais uma confirmação de que Caio Júnior deixa seus laterais à vontade. Não é para menos.

Juntos, Léo Moura e Juan fizeram 19 gols em 2008. No Brasileiro, foram dez ao todo, sendo que Leonardo é o artilheiro do time com sete.

– Minha forma de jogar é essa. O Caio me dá liberdade. Caio pelo meio, caio por fora. Gosto de fazer gols e de ter essa liberdade – afirmou Juan.

Fla liberaria manga na camisa para ter Ronaldo


Ronaldo segue na mira do Flamengo, que trabalha para fazer sua "engenharia financeira". Segundo nota publicada na revista Veja, o clube tentaria fazer com que o jogador desistisse de ir para o Manchester City com a seguinte proposta: pagaria parte do salário do atacante em dinheiro e o restante o jogador conseguiria com um patrocínio para botar em uma das mangas da camisa, com o valor sendo todo seu.

Mas, por enquanto, o assunto estaria sendo tratado pela cúpula do futebol. A idéia ainda não foi formalizada para o departamento de marketing. "Ainda não chegou nada até nós", afirmou o vice de marketing, Ricardo Hinrichsen.

Na última quinta, Ronaldo seguiu com sua rotina de treinos. Além da Gávea, o atacante também fez trabalho físico na Praia do Leblon. O jogador também tem disputado partidas de tênis com duração de até duas horas.

A diretoria rubro-negra pagou ontem os 50% dos salários atrasados de agosto aos jogadores e funcionários do clube, como forma de deixar o time tranqüilo e motivado para ao clássico de domingo, às 18h10 (de Brasília), contra o Vasco, no Maracanã. E prometeu pagar o mês de setembro na semana que vem. Até quinta, apenas 8.610 ingressos haviam sido vendidos.

Gepe: clássico contará com segurança total


O esquema de segurança para o clássico entre vasco e Flamengo, neste domingo, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro, já teve alguns números divulgados pelo Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe).

- Serão 400 homens dentro do estádio no dia da partida, além do policiamento externo, com auxílio do 6º Batalhão da Polícia Militar e Cavalaria. Teremos todo o apoio - afirmou o comandante do Gepe, Major João Busnello, à Rádio Manchete.

Segundo o policial, o Grupamento ainda se reunirá com os clubes para definir questões relativas à segurança no clássico. O objetivo é que tanto vasco e Flamengo colaborem na promoção da paz entre os seus torcedores.

Porém, grupos de vascaínos e rubro-negros já estariam marcando confrontos para o dia da partida via páginas de relacionamento na internet. O comandante do Gepe, no entanto, é enfático ao negar qualquer possibilidade de confusão no dia do clássico.

- A presença policial será ostensiva.Estas pessoas são desocupados criando algo que não vai acontecer. Existe a rivalidade, mas vamos trabalhar para promover a segurança. quem quiser comparecer ao Maracanã pode ir tranqüilo - assegurou o Major João Busnello.

Jogadores do Flamengo convocam torcida para clássico

A expectativa é a de que o Clássico dos Milhões entre Flamengo e Vasco, marcado para o próximo domingo, às 18h10min, não conte com um grande público. Isso porque os flamenguistas ficaram decepcionados com a derrota de 3 a 0 para o Atlético-MG, no fim de semana passado. Já os vascaínos estão fazendo péssima campanha e figurando na zona de rebaixamento.


Apesar disso, os jogadores do Flamengo sequer cogitam a hipótese de não contar com o apoio da nação rubro-negra no choque com o principal rival.

“Precisamos mais do que nunca do apoio dos nossos torcedores, pois o Flamengo ainda está no páreo pela conquista do título e também para ser um dos classificados para a Copa Libertadores do próximo ano. Por isso não podemos ficar pensando no que aconteceu contra o Atlético Mineiro e agora precisamos estar focados no Vasco. Se tivermos o apoio de nossos torcedores o nosso caminho fica um pouco mais fácil, pois o Vasco é um grande adversário e vai nos criar problemas”, disse o zagueiro Ronaldo Angelim.

Para o goleiro Bruno, a presença dos torcedores do Flamengo no Maracanã será uma ajuda fundamental para que a equipe consiga derrotar o Vasco e seguir firme na luta pela conquista do hexacampeonato.

“A nossa torcida foi fundamental nas últimas grandes conquistas do Flamengo, como no bicampeonato carioca quando ela deu um show nas decisões contra o Botafogo, assim como na arrancada no Campeonato Brasileiro do ano passado, quando ela ajudou a nos levar para a Copa Libertadores. Portanto, a importância dela neste clássico contra o Vasco será ainda mais importante, porque tivemos um tropeço no jogo passado e o resultado acabou sendo muito ruim, mas não eliminou as nossas chances no campeonato. Portanto, os torcedores precisam jogar juntos novamente com o Flamengo para que a gente volte ao caminho das vitórias”, disse o goleiro Bruno.

Para o lateral-direito Leonardo Moura a presença da torcida do Flamengo em jogos do Campeonato Brasileiro tem sido um diferencial favorável ao time carioca e por isso precisa ser usado novamente no clássico.

“O Flamengo tem tido como diferencial nos últimos anos o apoio em massa de seus torcedores no estádio e isso foi muito importante em conquistas recentes do time. Num clássico esse apoio se torna ainda mais importante, pois trata-se de um jogo equilibrado, em que os detalhes acabam interferindo e até mesmo definindo a equipe”, afirmou o jogador.

Diretoria rubro-negra cumpre acordo e paga salários aos jogadores

Um dos temas da reunião de terça-feira entre elenco e diretoria, o atraso salarial foi equacionado nesta quinta. O Flamengo devia 50% do mês de agosto e depositou o valor aos jogadores.


Na próxima semana, o clube quitará o ordenado de setembro, cujo vencimento é no dia 20 de outubro.

- Está na conta dos jogadores, conforme combinado – garante o vice-presidente de futebol do Fla, Kleber Leite.

Com dinheiro no bolso e motivação extra, o Flamengo enfrenta o Vasco pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, neste domingo, às 18h10, no Maracanã

Em dois dias, torcedores de Flamengo e Vasco compram só oito mil ingressos

O Flamengo divulgou na noite desta quinta-feira a primeira parcial da venda de ingressos para o clássico contra o Vasco, no Maracanã. Depois de dois dias com as bilheterias abertas, apenas 8.610 entradas foram vendidas.

Até o último sábado, o duelo entre as duas equipes no primeiro turno, detinha o recorde de público do Brasileirão com mais de 63 mil pagantes. O jogo entre Fla x Atlético-MG (78 mil pagantes) superou a marca e o resultado vitorioso dos mineiros desanimou os flamenguistas.

Foto: ingresso Flamengo x vasco, Final Carioca 1978, gol de Rondineli

No lado vascaíno, o empate por 2 a 2 contra o Sport, na Ilha do Retiro, ainda não foi suficiente para garantir um retorno maciço ao Maracanã.

As vendas para o clássico de domingo, às 18h10m, prosseguem nesta sexta-feira. A carga total de ingressos é de 68.030 lugares. Os postos de venda funcionam de 9h às 17h.

Confira os preços:

Arquibancadas Verdes/ 19.982 ingressos/ R$30,00 inteira e R$15,00 meia
Arquibancadas Amarelas/ 12.548 ingressos/ R$30,00 inteira e R$15,00 meia
Arquibancadas Brancas/ 11.051 ingressos/ R$30,00 inteira e R$15,00 meia
Cadeiras Especiais/ 733 ingressos/ R$120,00 inteira e R$60,00 meia
Cadeiras Comuns/ 23.716 ingressos/ R$20,00 inteira e R$10,00 meia

Locais de Vendas Antecipadas:

Bilheterias da Gávea (Flamengo)
Bilheterias do Fluminense F. C.
Bilheterias de São Januário (Somente a partir de sexta)
Parque Terra Encantada (Av. Ayrton Senna 2800, Barra da Tijuca - horários: seg. à qui. 11h às 17h; sex. 9h às 13h e sáb. das 10h às 13h)
Bilheteria 08 do Maracanã (exceto na quarta-feira dia 15/10/2008).
Bilheterias do São Cristóvão F.R

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Árbitro polêmico apita o Clássico dos Milhões

A Comissão de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nesta quinta-feira o nome do árbitro para o clássico entre Vasco e Flamengo, no próximo domingo, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro.

O sorteado para apitar o confronto foi Marcelo de Lima Henrique. Ele será auxiliado por Hílton Moutinho Rodrigues e Dibert Pedrosa Moisés. Os três são árbitros da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) e da Fifa.

Marcelo de Lima envolveu-se em polêmica no Estadual deste ano em outro clássico, quando apitou a final da Taça Guanabara, conquistada pelo Flamengo após vitória por 2 a 1.

Sua atuação no confronto foi bastante criticada pelos Alvinegros, que tiveram dois jogadores expulsos (os rubro-negros, um) e um pênalti contra si quando venciam por 1 a 0.

Neste Brasileiro, Marcelo de Lima Henrique já apitou 13 partidas, sendo o árbitro mais ativo da Ferj, ao lado de Djalma Beltrami.No ranking dos que mais apitaram, ocupam a quarta posição.

Marcelo comandou o clássico entre Vasco e Fluminense no primeiro turno da competição, que terminou empatado por 3 a 3, e foi disputado no Maracanã no dia 23 de julho.

Ainda sem treinar, Bruno diz que joga o clássico: 'Não pipoco. Vou para o pau'

Segunda, terça, quarta e quinta. Quatro dias de treinamentos e Bruno ainda não trabalhou com os companheiros na semana do clássico contra o Vasco. Entretanto, se em São Januário a presença de Leandro Amaral é incerta, o goleiro do Flamengo se escalou para o jogo de domingo.

Ele conta que fez uma ressonância magnética nesta semana e ficou constatada uma bursite no ombro esquerdo. A inflamação o incomodava há diversos jogos e para evitar complicações, preferiu parar por alguns dias.

- Se o jogo fosse hoje eu entraria em campo porque não pipoco. Vou para o pau. Acho que essa semana foi o tempo certo de recuperação. Estou sem dor e agora é ajudar o Flamengo a reencontrar o caminho das vitórias - declara.

Após a derrota por 3 a 0 para o Atlético-MG, Bruno foi o único jogador que deu explicações na coletiva pós-jogo. Nela, garantiu que apesar da quinta posição a sete pontos do líder Grêmio, ainda acredita no título brasileiro. Foi ironizado. Nesta quinta, repetiu o discurso e avisou que o clássico de domingo será decisivo.

- Acho que esse jogo decide a vida dos dois times no campeonato. É uma final para ambos. Muita gente não acredita que o Flamengo ainda possa ser campeão, mas eu acredito - afirma.

Juan retorna, e titulares batem reservas na perpetuação da ‘tropa de elite’

Depois de 11 dias com a seleção brasileira, Juan retornou aos treinos do Flamengo nesta quinta-feira. Entretanto, a novidade - ou falta dela - no coletivo na Gávea foi a manutenção do meio-campo defensivo, a chamada “tropa de elite”, da época de Joel Santana. Em quase 50 minutos de atividade, os titulares venceram por 3 a 1.

Sem Jaílton, que está suspenso, o técnico Caio Júnior escalou Aírton como terceiro zagueiro. No meio-campo, não houve mudanças. Toró, Kleberson e Ibson formaram o setor, ao lado dos alas Leo Moura e Juan. Everton treinou na ala-esquerda do time reserva.

Assim como sinalizara na véspera, o treinador rubro-negro colocou Obina na vaga de Vandinho. E o atacante baiano marcou o último gol da atividade. Kleberson e Marcelinho Paraíba fizeram os outros e Josiel descontou. Na parte final, Caio Júnior trocou Aírton por Vandinho.

Ainda recuperando-se de uma inflamação no ombro esquerdo, Bruno treinou à parte. Ele deve participar do treino desta sexta-feira e está confirmado no clássico de domingo contra o Vasco.

O Flamengo treinou com: Diego; Aírton, Fábio Luciano e Ronaldo Angelim; Leo Moura, Toró, Kleberson, Ibson e Juan; Marcelinho Paraíba e Obina.

Fierro
O chileno retornou de Santiago nesta quinta-feira depois de servir à seleção de seu país, mas não chegou a tempo de participar do coletivo.

Airton mostra ansiedade para enfrentar o Vasco

O provavel substituto de Jaílton para o clássico deste domingo, às 18h10 (de Brasília), contra o Vasco, no Maracanã, é o volante Airton. O jogador jogou no time titular no treino tático realizado nesta quarta-feira, na Gávea, e desponta como favorito para a posição. Apesar do técnico Caio Júnior não confirmar, o jogador está animado com a possibilidade.

"Espero que tenha a oportunidade de jogar no clássico. Já enfrentei o Vasco e fui muito bem marcando o Edmundo. O Vasco está brigando para não descer e estamos brigando para ficar entre os quatro primeiros. É um clássico e vamos fazer de tudo para vencer", disse Aírton, à Rádio Brasil.

Airton vai entrar na equipe em um momento conturbado. O Flamengo vem de uma derrota para o Atlético-MG, por 3 a 0, no Maracanã, e alguns jogadores foram muito vaiados pela torcida. O volante garante estar preparado para qualquer tipo de manifesto dos torcedores.

"Para jogar no Flamengo, tem que saber lidar com a pressão da torcida. Perdemos o último jogo, mas vamos com tudo para cima do Vasco", finalizou o otimista Aírton.

Caio Júnior irá esperar por Leandro Amaral

A lesão no tornozelo esquerdo do atacante Leandro Amaral também preocupa o lado adversário. O técnico Caio Júnior admitiu que pode fazer mudanças na maneira da equipe rubro-negra jogar caso o jogador vascaíno seja relacionado para o clássico de domingo entre Vasco e Flamengo, no Maracanã.

- É um jogador que desequilibra. E peça importante no Vasco. Vamos esperar a definição para saber como desenhar o time - afirmou o técnico Caio Júnior.

A preocupação de Caio Júnior é no sistema defensivo de sua equipe. Jaílton está suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo, por isso não enfrenta o Vasco. Airton deve ser o substituto. Apesar do desfalque, o técnico do Flamengo tem uma boa notícia já que Fábio Luciano retorna ao time.

Flamengo tem prática em rebaixar rivais

O Clássico de domingo entre Flamengo e Vasco pode triplicar a alegria do torcedor rubro-negro em caso de vitória. Um grande motivo para esta felicidade será a grande possibilidade de o Cruzmaltino cair para a Segunda Divisão, já que o Clube da Colina encontra-se na zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro e estamos a nove rodadas do fim da competição.

A razão desta alegria ser triplicada é o fato de que o Flamengo já tem experiência em rebaixar seus arqui-rivais. Esta seria a terceira vez que um clube carioca cairia com "colaboração" do Rubro-Negro. Fluminense e Botafogo já receberam esta ajuda não muito bem-vinda.

No Brasileiro de 1996, na antepenúltima rodada, o Flamengo enfrentou o Fluminense, que encontrava-se em situação deseperadora. A vitória rubro-negra por 3 a 1 – com dois gols de Marcos Aurélio (Jacozinho) e um de Sávio – praticamente condenou o descenso tricolor.

Porém, a pá de cal veio apenas na última rodada. Na ocasião, o Tricolor precisava vencer o Vitória e torcer para o Flamengo derrotar o Bahia, que também brigava para não cair. O Flu fez a sua parte e venceu (3 a 1), mas não contou com o apoio do Rubro-Negro, que perdeu para o Bahia por 1 a 0, no Rio de Janeiro.

Com o Botafogo, em 2002, a situação foi diferente. O Flamengo enfrentou o Alvinegro a cinco rodadas do fim do Brasileiro num jogo em que ambos defendiam a sua sobrevivência. Por ironia do destino, a vitória rubro-negra por 2 a 0 contou com os gols dos ex-alvinegros Zé Carlos e Iranildo.

Depois desta derrota, o Botafogo não teve mais forças para fugir da zona da degola e foi rebaixado após um jogo contra o São Paulo no Caio Martins, em Niterói. Dill, que também atuou pelo Glorioso, fez o único gol da vitória do Tricolor Paulista.

Flamengo pode complicar a situação do Vasco

Além da possibilidade de se recuperar da derrota para o Atlético Mineiro logo na partida seguinte, o Flamengo tem mais uma enorme motivação para o clássico de domingo contra o Vasco: atrapalhar o rival na corrida contra o rebaixamento e ser um dos responsáveis pelo descenso cruzmaltino.

E não seria a primeira vez que o Rubro-Negro ajudaria um de seus principais rivais a deixar a elite do futebol brasileiro. Em 1996, o Flamengo derrotou o Fluminense e praticamente o condenou à Segunda Divisão. O mesmo aconteceu em 2002 com o Botafogo, que complicou a sua situação na Série A após uma partida perdida para o rival da Gávea.

Apesar da posição ruim do Vasco na tabela, ninguém no Flamengo (a não ser o seu presidente) acredita que terá vida fácil no confronto de domingo. Pelo contrário, as tradições de equilíbrio do clássico têm sido respeitadas pelos jogadores e pela comissão técnica.

Caio Júnior preferiu não falar da possibilidade de mergulhar o Vasco numa crise maior e se concentrou apenas nas metas rubro-negras.

– No Brasileiro, os objetivos são divididos por partes. A primeira é fugir do rebaixamento. Depois, vem a Sul-Americana e conseguimos também. Agora nos resta a Libertadores e o título, que são os dois objetivos finais. Estes nós ainda não conseguimos, mas temos de lutar até o fim Restam 27 pontos. Tem times que ainda não conseguiram sair do rebaixamento. Mas não falo do objetivo deles, somente dos meus – disse o treinador rubro-negro.

Sobre as declarações do presidente Marcio Braga de que o time do Vasco é fraco, Caio Júnior acredita que o dirigente se excedeu em suas opiniões por não viver o cotidiano do futebol do clube. Para o técnico, isso não deve ser transformado em motivação em São Januário.

– Não acho que a opinião do Marcio Braga deve ser usada no Vasco, porque ela não vem do futebol. O presidente não participa nas decisões do futebol. Ele mesmo admite isso. Então vejo esta declaração quase como a de um torcedor. Todos sabem o respeito que temos pelo Vasco - disse o treinador.

Sem jogar há quase dois meses, Jônatas recebe elogio do preparador físico

Jônatas não é relacionado para um jogo do Flamengo desde o dia 21 de agosto. Há quase dois meses, aparece com mais destaque por causa das partidas de futevôlei que disputa contra o atacante Ronaldo. Há quem o veja fora dos planos do técnico Caio Júnior. Porém, se depender do parecer do preparador físico Ronaldo Torres, o volante terá uma nova chance em breve.

- O Jônatas sempre teve uma resistência muito grande aos treinos sem bola. Mas agora ele melhorou e está muito bem. Tem treinado com desenvoltura e já falei com o Caio Júnior. Isso não significa que ele será aproveitado, mas é o que eu digo: uma hora a oportunidade surge de novo – declara.

No início do ano, o Flamengo fez um investimento de quase R$ 2,5 milhões para contratá-lo por empréstimo de 18 meses do Espanyol.

- Não dá para acertar dez em cada dez investimentos. O treinador tem total liberdade para escalar a equipe da maneira que achar melhor. Mas espero que ele volte a atuar porque é um ótimo jogador – diz o vice-presidente de futebol do Flamengo, Kleber Leite.

Leo Jaime prestigia o Brasil com a cabeça no Flamengo x Vasco

Diferentemente da maioria dos torcedores no camarote da CBF, Leo Jaime trocou a camisa canarinho pelo uniforme do Flamengo. Acompanhado da esposa, o cantor admitiu que estava com saudade de assistir à seleção brasileira no Maracanã. Porém, acredita que vibrará mais no clássico carioca entre Flamengo x Vasco, no próximo domingo, no mesmo estádio. "Acho que o Mengão vence por 4 a 1", palpita o músico.

Caio Júnior confia em Obina para o clássico

O atacante Obina deve ser a novidade do ataque do Flamengo contra o Vasco, neste domingo, às 18h10 (de Brasília), no Maracanã. O jogador treinou a maior parte do tempo na última quarta-feira, ao lado de Marcelinho Paraíba, na Gávea. Além disso, o técnico Caio Júnior, que teve a "mordaça" retirada, confirmou que pode dar uma oportunidade ao atleta e mostrou confiança em sua escalação.

"O Obina vem se destacando nos treinos e mostrando boa movimentação. Precisamos de alguém que busque algo ali na frente", elogiou o treinador.

Caio Júnior não está satisfeito com Vandinho e Josiel, que têm disputado os últimos jogos ao lado de Marcelinho, mas ambos não vêm obtendo sucesso ou convencendo o técnico. O revezamento na posição de centroavante intensificou-se nas últimas rodadas. Josiel foi titular em três jogos, mas na última partida não foi relacionado nem para o banco de reservas. Já Vandinho jogou nos dois últimos confrontos, mas ele também não fez gol.

Além de Obina, outro que pode ganhar uma nova chance é Everton. O jogador reapareceu entre os titulares no lugar de Kléberson, que não treinou por estar gripado. O treinador confirmou que seu xodó pode reaparecer no time, pois quer ver um Flamengo bem ofensivo no domingo.

"Precisamos acrescentar alguma coisa mais nos jogos no Rio. Nosso time, desde o ano passado, se defende muito bem, mas precisa fazer gols", afirmou o técnico, lembrando da campanha do Flamengo em casa no Brasileiro. "Apesar de dez vitórias no estádio, o time perdeu quatro vezes diante da torcida", disse.

Outra mudança vai ocorrer na defesa. Na vaga de Jaílton, que está suspenso, a tendência é que Aírton seja escalado. O jogador treinou também com os titulares. "Ele tem boa estatura. Pode ser uma boa opção", acrescentou Caio Júnior.

O goleiro Bruno chegou atrasado ao treino, pois teve de participar de uma audiência no fórum da Barra da Tijuca. O camisa 1, que deu apenas voltas no gramado, vai avaliar nesta quinta a dor no ombro direito, que o afastou das atividades durante a semana. Se nada sentir, treinará normalmente.

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Marcelinho Paraíba visita o hotel da seleção e diz que confia no título do Fla

O jogador do Flamengo Marcelinho Paraíba visitou o hotel onde a seleção brasileira está hospedada, na Zona Sul do Rio. O meia-atacante rubro-negro conversou com o volante Josué. Eles jogaram juntos no Wolfsburg, da Alemanha.

O camisa 11 saiu apressado para não se atrasar para o treino do Fla, mas falou rapidamente com os jornalistas. Perguntado se o Rubro-Negro ainda tem chances de título do Brasileirão, ele respondeu de forma positiva.

- Ainda dá, mas precisa ganhar - diz.

Sobre o clássico com o Vasco, domingo, no Maracanã, Marcelinho Paraíba não criou polêmica quando perguntado se o Fla pode vencer.

- Depende do Flamengo e do Vasco (risos) – completa.

Se fosse torcedor, Ibson iria ao Maracanã depois do vexame

Ibson era torcedor de arquibancada do Flamengo. Já assistiu a vitórias e fracassos do time no Maracanã. Neste ano, participou dentro de campo das derrotas para América-MEX e Atlético-MG.

Se ainda fosse um simples torcedor, o volante garantiu que não abandonaria a equipe.

- Com certeza eu iria. Não falta empenho da equipe e eu acreditaria até o fim.

Mas com ou sem empenho, os dois vexames mancharam a imagem da equipe com a torcida e há uma certa expectativa para saber o comportamento das arquibancadas no clássico de domingo, contra o Vasco.

- Eu ficaria muito triste se estivesse vazio. Mas iria tentar entender. Vamos buscar a vitória para reconquistar a confiança – declara Ibson.

A nove rodadas do fim do Brasileirão, o Flamengo está na quinta posição, com 49 pontos a quatro do G-4.

Caio Júnior classifica pressão sobre seu trabalho como ‘ótima’

Para a torcida do Flamengo, o título brasileiro é obrigação. A diretoria acha o mesmo em relação à vaga na Taça Libertadores. Seja como for, o atual quinto lugar na tabela não agrada a ninguém e aumenta a pressão sobre o técnico Caio Júnior.

A reboque da derrota por 3 a 0 para o Atlético-MG, o treinador recebeu duras críticas. E garante que não se importa.

- Acho ótima essa cobrança porque valoriza o meu trabalho. Nunca senti a pressão e nestes momentos de decisão que cresço. Sempre fui assim porque não me abalo com sensacionalismo – declara.

O técnico aproveitou para explicar por que comandou um treino recreativo na última terça-feira em vez de aprimorar a parte tática da equipe.

- Foi uma atividade psicológica. Os jogadores se divertiram e era isso que eu queria. Hoje (quarta) novamente fiz uma brincadeira no treino de finalização e o ambiente ficou mais leve. Não é fácil conviver uma semana inteira depois de uma derrota como aquela – diz Caio Júnior.

Aírton larga na frente para substituir Jaílton

Sem poder contar com Jaílton, que está suspenso para o clássico de domingo contra o Vasco, o técnico Caio Júnior testou o volante Aírton entre os titulares no treino tático desta quarta-feira. Como tem moral com o treinador, a tendência é que o camisa 19 ratifique a sua posição para o jogo do fim de semana.

O lateral-direito Luizinho participou do treino no lugar do lateral-esquerdo Juan, que ainda está com a Seleção Brasileira. Gripado, o apoiador Kleberson também não participou da atividade. Everton entrou em seu lugar.

Porém, mais uma vez, o grande destaque do treino foi a presença do atacante Ronaldo. O Fenêmeno fez parte da equipe reserva e atraiu a atenção da maioria das pessoas que estavam na Gávea.

Obina e Everton têm chance de jogar o clássico

Além da quase certa promoção de Aírton no lugar do suspenso Jaílton, o técnico Caio Júnior deixou claro que pode fazer mais duas alterações no time titular para a partida de domingo, contra o Vasco. Obina foi testado no ataque no lugar de Vandinho na segunda parte do treino tático desta quarta-feira e Everton ficou na vaga de Kleberson, que estava gripado e não treinou.

Apesar de estar recém-recuperado de uma contusão na coxa esquerda, Everton parece reunir condições de começar jogando, exatamente no lugar de Kleberson, que contra o Atlético Mineiro foi substituído ainda no primeiro tempo. A atuação discreta de Vandinho no último sábado também pode fazer com que Obina seja promovido. O técnico Caio Júnior não confirmou e nem desmentiu as mudanças.

- O Everton está em condições e é um jogador que nos fez falta. É uma possibilidade. O Obina está bem nos treinamentos. É um jogador que se dedica muito. E a gente precisa de jogadores que mostrem que querem jogar - declarou.

Kléber Leite rechaça lei da mordaça no Fla

Nesta terça-feira, o vice-presidente de futebol, Kléber Leite, quebrou a rotina do clube ao proibir os jogadores de falar com a imprensa pela manhã. As entrevistas só aconteceram à tarde. A mordaça matinal chegou a ser comparada à que acontecia no Vasco na época de Eurico Miranda, quando a proibição de entrevistas era prática comum. No entanto, Kléber fez questão de rechaçar qualquer semelhança.

– Cada um tem a sua opção. A minha não é essa. Eu sempre optei por processos democráticos e acho a comunicação importante. Apenas adiei as entrevistas – explicou.

A atitude tomada por Kléber tinha certos objetivos: acertar as pendências com o grupo e projetar o futuro do clube que está em jogo nas últimas nove partidas que restam no Campeonato Brasileiro.

A conversa ocorreu na concentração entre o treino da manhã e o da tarde, ambos realizados no Ninho do Urubu, outra mudança na rotina, já que as atividades inicialmente iriam ocorrer na Gávea.

– Quem não se programa, dança. Nós precisávamos programar a nossa vida. Temos pendências e problemas que foram amplamente discutidos. Solicitei que eles dessem entrevistas na parte da tarde porque queria estar com o grupo e fazer essa projeção – disse Kléber.

Atrasados do Fla serão pagos até sexta-feira

Durante a reunião desta terça-feira, os dirigentes rubro-negros prometeram quitar os salários atrasados dos jogadores do Flamengo até a próxima sexta-feira. Parte dos 50% referentes ao mês de agosto dos jogadores virá de acordo que tem sido costurado com a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj).

Nele, o Fla receberá duas quantias que ainda não foram pagas. Uma é da premiação pelo Carioca desse ano. A outra é que a Ferj perdeu disputa no Tribunal de Justiça por um processo de 1998. O Fla a responsabilizou por não ter participado de alguns jogos dos Cariocas de 97 e 98.

– Temos uma reunião nesta quarta para acertar isso, mas não posso falar de valores – disse Michel Asseff Filho, diretor jurídico do departamento de futebol do Flamengo.

O LANCE! apurou que o valor total pela vitória no processo é de R$ 1,8 milhão, que será pago parceladamente. O Fla tenta adiantar parcelas para conseguir R$ 500 mil e somar aos R$ 200 mil do Carioca de 2008.

Com isso, seriam R$ 700 mil para completar os 50% dos salários atrasados – faltariam apenas algumas luvas dos jogadores. O pagamento de setembro dos funcionários foi prometido para a próxima semana.

Flamenguistas e vascaínos condenam Márcio Braga

As declarações do presidente do Flamengo, Marcio Braga, concedidas à Rádio LANCE!, dizendo que o time do Vasco é fraco ainda repercutem entre vascaínos e rubro-negros. O LANCENET! procurou ilustres torcedores dos dois clubes para saber a opinião deles sobre a polêmica.

Os cruzmaltinos demonstraram maior descontentamento pelo fato de a qualidade do time do Vasco ter sido questionada pelo dirigente do Flamengo. O cantor e compositor Dicró, vascaíno declarado, defendeu seu clube do coração.

– Marcio Braga falou demais. Mas acredito que ele esteja arrependido, pois tem boa relação com o Roberto Dinamite. Estou confiante e domingo estarei no Maraca para ver a vitória do Vascão – esbravejou.

O também cantor e compositor Dudu Nobre, torcedor do Flamengo, também foi duro ao falar das bravatas do presidente rubro-negro.

– Desta vez, o nosso presidente passou do ponto. Uma declaração como esta só aumenta a motivação do adversário. Em clássico, não se pode dar arma para o inimigo. Eles vão correr o triplo agora – frisou.

O ator e roteirista Bruno Mazzeo, que é vascaíno e filho do também cruzmaltino Chico Anysio, acredita que o clássico pode ser um pontapé inicial para que o Vasco saia da crise. Ele aproveitou para dar seu pitaco e criticar o técnico Renato Gaúcho.

– Se o Vasco vencer, pode marcar o início da arrancada para fugir da zona do rebaixamento. Como o Renato Gaúcho é mais motivador do que treinador, deve aproveitar as declarações do Marcio Braga – disse.

Paraíba não dá bola para a pressão

Atacante afirma que, para ele, situação no Flamengo é normal

Bastou o Flamengo perder por 3 a 0 para o Atlético-M para a seqüência de três vitórias consecutivas transformar-se em uma caça às bruxas. A briga pelo título ficou mais difícil e a crise ronda a Gávea. O atacante Marcelinho Paraíba, entretanto, ignora a forte pressão.

- Para mim, está tudo normal. Quando o Flamengo não vence existem as cobranças, mas é normal. Nosso grupo é forte, unido e sabe suportar – declara.

Em quinto lugar no Brasileirão, o Flamengo enfrenta o Vasco neste domingo. E o atacante, que marcou quatro gols neste Brasileiro, aposta na recuperação.

- Sabemos que será um jogo muito difícil, mas vamos para cima do Vasco.

Kleber Leite não vai procurar vascaínos: ‘Dinamite é quem me deve uma ligação’

O Flamengo não gostou da maneira como as declarações do presidente Marcio Braga foram interpretadas no Vasco. Há um consenso de que os rivais querem aumentar o clima de tensão e transferir uma possível crise para a Gávea.

Diante do panorama, a diretoria rubro-negra poderia ligar para o presidente cruzmaltino, Roberto Dinamite, e tentar “suavizar” as palavras de Braga.

- Eu ligar? Não tenho por que fazer isso. Ele é quem me deve uma ligação. Ficou de me dar uma resposta e estou esperando até hoje – diz o vice de futebol do Flamengo, Kleber Leite, por telefone.

O dirigente fez referência à proposta que apresentou para contratar o apoiador Morais, atualmente no Corinthians.

Na última segunda-feira, Marcio Braga disse que, apesar de a equipe cruzmaltina ser fraca, o clássico será o jogo mais difícil do Flamengo neste ano.

Lê, o homem que deu a Mercosul ao Fla, dispensa a aposentadoria

Romário havia sido expulso do clube um mês antes. O Palmeiras era favorito contra um time de jovens em busca de reconhecimento. Mas coube a um jogador de uma sílaba só, quase desconhecido, fazer o gol que garantiu ao Flamengo o último título internacional expressivo, a Copa Mercosul de 1999. Quase nove anos depois do chute certeiro, Lê ainda está longe de pendurar as chuteiras.

Aos 29 anos, disputou a Segunda Divisão do Rio de Janeiro pelo Teresópolis. Em dez jogos, fez três gols e deu passes para outros três. Afirma que poderia parar de jogar se quisesse. Mas acha que ainda há espaço no mercado.

- Tenho padrão de vida de um jogador de Primeira Divisão. Daria para me aposentar tranqüilamente. Mas o futebol está muito nivelado por baixo. Ainda aguardo a chance de voltar a jogar em um clube grande – diz.

Lê teve uma rápida passagem pelo Al Ahly, da Arábia Saudita, e em 2005 foi uma das estrelas do Petros de Luanda, um dos grandes clubes de Angola.

- Eu era muito cobrado. Como era brasileiro, tinha que fazer a diferença em todos os jogos – recorda.

'Está tudo bem, pai?'

No Flamengo era tratado como jóia nos juniores, onde tinha a companhia do zagueiro Juan e do atacante Reinaldo. Apesar de ter participado de 80 jogos e feito dez gols, apenas um deles não sai da mente dos torcedores.

- Sempre me param na rua para agradecer aquele da Mercosul. Foi um momento especial, inesquecível na minha carreira. Recebi um passe de calcanhar do Reinaldo, dominei e toquei de esquerda, no cantinho – conta.

A comemoração chamou atenção. Lê ajoelhou, colocou a mão no rosto e chorou. De emoção? Felicidade?

- Na verdade, foi um choro de nervosismo. Fiquei muito preocupado com o estado de saúde do meu pai. Ele é flamenguista fanático e tem problema de pressão. A primeira coisa que fiz quando acabou o jogo foi ligar para casa e saber como ele estava.

Valdir, agora com 77 anos, estava bem. Comemorou bastante o título conseguido com um empate por 3 a 3 no Palestra Itália (no Rio, o Flamengo vencera por 4 a 3). E o filho tem uma explicação para não ter dado mais alegrias ao pai com a camisa do Flamengo.

- Foi complicado, né? Joguei numa época que o clube fazia contratações milionárias. Denílson, Alex, Pet... o Carlinhos (técnico) sempre falou que preferia me escalar, mas era impossível por causa da pressão – conta.

Lê ainda retornou ao Flamengo em 2003, mas pouco entrou em campo. Agora, espera receber uma dívida do clube.

- Ganhei a última instância na Justiça. Agora estou naquela velha fila para receber. Mas não tenho qualquer mágoa do Flamengo. Pelo contrário. Só tenho a agradecer ao clube.

Ronaldo só pensa em voltar em janeiro

Como torcedor, atacante torce muito pela vitória sobre o Vasco

Utilizando-se da experiência que os 32 anos de idade e os 15 de carreira lhe deram, o atacante Ronaldo segue tranqüilo em sua recuperação da lesão no joelho. Questionado a respeito de uma possível aceleração do processo para que possa voltar ainda este ano aos gramados, o Fenômeno preferiu a cautela.

- Não projeto uma data para o retorno, mas o ideal é voltar em janeiro, com calma, até porque ainda vão surgir dores musculares normais para quem está parado - reconheceu.

A decisão do Fenômeno sobre onde vai jogar, no entanto, é aguardada com ansiedade pelo grupo rubro-negro. Léo Moura, fã assumido do atacante, lamenta não poder dividir o mesmo campo que Ronaldo, que foi sondado por Mancheste City e Paris-Saint German, em uma partida oficial:

- É maravilhoso, dá outro ânimo para a gente. Ele é um exemplo, todos aqui vêem o esforço que Ronaldo tem feito para voltar, e isso é muito estimulante. Quem não queria tê-lo em campo? Mas, infelizmente, ainda não é possível.

Alheio às provocações entre os dirigentes de Flamengo e Vasco, Ronaldo só quer paz e, claro, a vitória de seu time do coração.

- Espero que o Flamengo ganhe deles, já que, hoje, sou só um torcedor e não me envolvo em problemas - esquivou-se

Léo Moura: 'Ninguém ficará em silêncio aqui'

O fato de os jogadores do Flamengo não terem dado entrevistas de manhã, como de costume, agitou o ambiente no clube. O papo com os jornalistas foi transferido para a parte da tarde, surpreendendo a todos. Para o lateral Léo Moura, não se trata de blindagem, por conta das provocações, e nem da resquício da derrota sofrida para o Atlético, e sim apenas uma simples alteração no planejamento.

- Isso não tem nada a ver, é um novo planejamento apenas. Aqui ninguém nunca fica em silêncio, e nem nunca vai ficar. Até porque respeitamos o trabalho de vocês, jornalistas - diz o lateral, após o treinamento da tarde desta terça.

A razão pela qual os jogadores tiveram seu cronograma de entrevistas alterado foi por conta de uma reunião por volta das 15h da diretoria com o grupo para amenizar a situação em relação aos salários atrasados, que deverão ser quitados até a próxima sexta-feira.

Já Marcelinho Paraíba, mesmo com a goleada sofrida para o Atlético Mineiro, por 3 a 0, no último sábado, minimizou os efeitos dos dois dias aparentemente turbulentos.

- Para mim está tudo normal, o ambiente também. Aqui sempre terá cobrança, jogamos muito mal diante do Atlético Mineiro, faltou vontade, tranqüilidade e todos esperam mais de nós. Sabemos disso e temos de corigir. Pensamento, agora, é só no Vasco - decretou.

Marcelinho Paraíba elogia o rival Leandro Amaral

A possibilidade de Leandro Amaral ficar fora do clássico de domingo, entre Vasco e Flamengo, foi assunto no Ninho Urubu nesta terça-feira. Principal destaque do ataque rubro-negro, Marcelinho Paraíba elogiou o adversário, porém vibrou com sua possível ausência. Por outro lado, manteve o respeito a quem herdar a vaga.

- Leandro é um grande jogador, merece nosso respeito e, caso jogue, se torna uma preocupação a mais. Mas sabemos que quem entrar, se ele não puder mesmo, também terá qualidade e merecerá marcação do nosso time - disse.

Apesar de admitir a péssima atuação diante do Atlético Mineiro, no último sábado, Marcelinho assegura que o grupo está unido e que a decepção no Maracanã só dará forças para que o Rubro-Negro se reerga.

- Temos de manter a união nos momentos difíceis. Esse grupo é muito bom, uma verdadeira família. As críticas acontecem, as cobranças também, mas estamos fechados. Todos sabemos que contra o Atlético foi nossa pior partida, mas isso não é motivo para baixarmos a cabeça. Muito pelo contrário - declarou.

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Ingressos à venda para Vasco x Flamengo

Começaram a ser vendidos nesta terça-feira os ingressos para o clássico entre Vasco e Flamengo, que será realizado no próximo domingo, às 18h10, no Maracanã, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O clima para o clássico é de imensa rivalidade depois das declarações do presidente do Flamengo, Marcio Braga, de que o Vasco é um time fraco. Esta opinião não foi bem recebida em São Januário.

Confira os locais de venda de ingressos e os preços:

Locais:
Bilheteria 08 do Maracanã (exceto na quarta-feira)
Laranjeiras
Gávea
São Januário
Parque Terra Encantada
Bilheteria do São Cristóvão

Preços:
Arquibancadas Branca, Amarela e Verde: R$ 30;
Cadeiras Comuns: R$ 20;
Cadeiras Especiais: 120.
Estudantes com carteirinha atualizada pagam meia-entrada.

Fábio Luciano diz que Fla não ganha ou perde por causa dele

Líder, capitão e... peça determinante para evitar tragédias no Flamengo? Fábio Luciano garante que não. Porém, nos dois maiores vexames do time no ano, contra América-MEX e Atlético-MG, o zagueiro não entrou em campo. Ele jura que é coincidência.

- Um time não perde por causa da ausência de um jogador – garante.

Os números até que dão razão a ele. Sem Fábio, o Rubro-Negro entrou em campo 12 vezes. Perdeu quatro, empatou uma e ganhou sete. Aproveitamento de 61%.

Quando o capitão esteve em campo, o time conquistou 66% dos pontos que disputou. Foram 27 vitórias, nove empates e nove derrotas.

De qualquer forma, Fábio promete um novo comportamento nas nove rodadas restantes do Brasileirão:

- Vou tomar cuidado com os cartões. Recebi alguns bobos e quero participar de todas as partidas daqui para frente – diz o jogador, que foi advertido com nove cartões amarelos na competição.

Eltinho e Bruno não participam de treino

No puxado treino físico do Flamengo na manhã desta terça-feira, no Ninho do Urubu, as ausências foram o lateral-esquerdo Eltinho e o goleiro Bruno. Enquanto os demais realizaram um trabalho de velocidade, explosão e resistência sob o comando do preparador físico Ronaldo Torres, os dois ficaram entregues ao departamento médico.

A situação de Eltinho é a que mais preocupa. Ele sentiu uma dor forte na parte posterior da coxa esquerda no treino de segunda-feira e deixou o campo amparado. Por enquanto, o departamento médico rubro-negro não pretende realizar qualquer exame de imagem.

- Ele ainda não tem previsão de volta – diz o médico Walter Martins.

Contratado em julho para ser reserva de Juan, Eltinho participou de apenas 45 minutos e depois não foi sequer relacionado. Na ausência do titular, o técnico Caio Júnior improvisou o lateral-direito Luizinho e o apoiador Sambueza na posição.

O caso de Bruno não preocupa. Ele sente dores no ombro esquerdo, mas será reavaliado e a princípio participa do treino da tarde na quarta-feira

Fla ajusta discurso e ganha ‘turbo’ financeiro para o clássico de domingo


Treino em metade do campo, com goleiro jogando na linha, Ronaldo participando e alternância nas regras. Um recreativo com grife no segundo dia de treino na semana que antecede ao clássico contra o Vasco. O Flamengo planejou o dia de trabalho nesta terça-feira com cautela.

As entrevistas deixaram de ser na parte da manhã e passaram a ser à tarde, no Ninho do Urubu. O motivo? O vice-presidente de futebol do clube, Kleber Leite, convocou uma reunião às 15h no hotel onde os jogadores almoçaram.

Em pauta, boas notícias na parte financeira. O GLOBOESPORTE.COM apurou que a diretoria depositará na próxima sexta-feira os 50% restantes referentes ao salário de agosto – que venceu no dia 20 de setembro - e agendou para uma semana depois o pagamento de setembro – cujo vencimento é no próximo dia 20. O mal-estar gerado pelas declarações de Marcio Braga foi minimizado. Embora haja jogadores insatisfeitos com o fato de o presidente ter chamado o time do Vasco de fraco, Kleber Leite garante que não deu qualquer alerta para eles se policiarem nas declarações.

- Não há necessidade de pedir isso. Se você pegar o arquivo das declarações dos nossos jogadores verá que nunca houve desrespeito a adversário algum. O capitão Fábio Luciano foi muito feliz nas suas colocações ao dizer que o departamento de futebol respeita e muito o Vasco. As afirmações do presidente são vistas como pensamento de um torcedor – explica Kleber Leite.

Na hora das entrevistas pós-treino, o lateral Leo Moura soube driblar bem a polêmica.

- Não tem por que provocar. Tenho muitos amigos do Vasco e um clássico por si só já tem rivalidade suficiente. Não precisa cutucar.

Juan: sonho em voltar ao Fla após Copa de 2010

Atualmente na Roma e na Seleção Brasileira, o zagueiro Juan, revelado nas categorias de base do Flamengo, afirmou nesta segunda-feira, que sonha em voltar a vestir a camisa rubro-negra. No entanto, o defensor quer retornar ao Rio de Janeiro somente após a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

O defensor atuou pelo time carioca de 1996 a 2002, quando foi transferido para o Bayer Leverkusen, da Alemanha. Em 2007, deixou a equipe germânica e transferiu-se para a Itália.

"Espero cumprir meu contrato, lá (Itália) fui bem recebido por todos. Quero dar uma seqüência maior na Roma e depois da Copa de 2010 vamos ver o que vou fazer", comentou, em entrevista ao canal SporTV.

"É um sonho que eu tenho, mas gostaria de voltar a vestir a camisa do Flamengo, principalmente por ter um filho que gosta de futebol e quero que ele tenha o mesmo gosto pelo Fla que eu tenho", completou.

Mesmo em outro continente, Juan admitiu que acompanha seu time do coração. "Acompanho o Brasileiro, mais o Flamengo, mas acho que vamos ter uma reta final emocionante", opinou.

Questionado se o seu maior sonho era voltar ao Fla ou ser campeão mundial com a Seleção, Juan não exitou em responder a favor da equipe verde e amarela. "Hoje é defender a Seleção Brasileira. Principalmente depois da última Copa. Espero que possa participar de 2010 e farei de tudo para ser campeão do mundo", afirmou.

Juan está no Rio de Janeiro com a Seleção, onde se prepara para a partida contra a Colômbia, neste quarta-feira, às 22h (de Brasília), pelas Eliminatórias para o Mundial de 2010.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Fla pode renovar com a Petrobras por três anos

Todos os anos, Flamengo e a Petrobras se reúnem para discutir a renovação de contrato do ano seguinte. Isso pode acabar. É que, após solucionados os problemas quanto à continuação da parceria para 2009, surgiu a possibilidade do novo contrato ser assinado pelos próximos três anos.

A conversa é embrionária, mas que vem fazendo parte da discussão dos novos valores do futuro contrato. O Fla, que assinou por R$ 16,2 milhões para 2008, quer pelo menos R$ 20,6 milhões em 2009. Em caso da opção por três anos, o valor seria triplicado e somado a alguns reajustes.

Mas o Fla continua sem receber a verba mensal da Petrobras. Fato que até o fim dessa semana pode ser resolvido. O departamento jurídico rubro-negro espera conseguir na Justiça a certidão Negativa de Débito com a Fazenda Municipal.

Os trapalhões, ''Izaias Tinoco, Kleber Leite e Marcio Braga''.


Fla promete regularizar salários de setembro


A diretoria do Flamengo prometeu colocar em dia os salários atrasados do mês de setembro do time. A promessa foi feita nesta segunda-feira na reunião entre dirigentes, jogadores e comissão técnica da equipe rubro-negra.

"No sábado, o time teve uma pane e não foi por causa de problemas de salário. Acreditamos em uma recuperação contra o Vasco", disse o vice-presidente de futebol Kléber Leite.

Segundo fontes do clube, o técnico Caio Júnior estaria dando sinais de desgaste no relacionamento com o grupo rubro-negro. Como já havia dito o volante Cristian, hoje no Corinthians, jogadores como Ibson e Kleberson estariam irritados com o técnico devido às constantes substituições.

Os dois inclusive teriam interpelado o treinador no intervalo do jogo de sábado, na derrota para o Atlético-MG.

O Flamengo volta a campo no domingo contra o Vasco, quando poderá voltar ao G-4. "O clube fez investimentos e tem condições de não só ficar entre os quatro primeiros, mas também pensar em título", completou Kléber Leite.

Renata Jakubovic, musa do Flamengo

Musa do Brasileirão 2008


É muito linda...



É muito gata...



É maravilhosa...



Virada de mesa, tira o vasco da 2ª divisão!!!

Em 1984, o vasco só se livrou da 2ª divisão, porque foi convidado!!!

Neste período, os times se classificavam para o Brasileiro de acordo com suas posições nos campeonatos estaduais. O vasco não conseguiu a vaga direta (os classificados foram América, Bangu, Botafogo, Flamengo e Fluminense), mas foi convidado pela CBF mediante um ranking(virada de mesa) de pontos elaborado pela entidade.

"vasco tem um time fraco", diz Márcio Braga

Depois de declarar que já estava preparando a festa pelo hexacampeonato do Flamengo, o presidente Márcio Braga mostrou que a derrota para o Atlético-MG não suficiente para aplacar as provocações. Desta vez, o alvo foi o vasco, taxado pelo dirigente como um time fraco em entrevista concedida na manhã desta segunda-feira à Rádio Lance.

"Não conheço o time do vasco. O que eu vejo é que o vasco vem mal no Brasileiro, o time é fraco e está passando essas dificuldades. Torço pelo Flamengo e quero que o resto se exploda. Mas sou contra a queda de vasco e Fluminense. Não seria bom para o futebol carioca", disse o presidente.

O dirigente garantiu ainda que não se assusta com a empolgação do time cruzmaltino após o empate por 2 a 2 com o Sport, na última quarta-feira, no Recife. "Eles têm de pensar em alguma coisa positiva. Estão muito mal e tem de ter algum pensamento positivo. Que seja esse pensamento até o fim de semana, porque domingo eles vão perder", afirmou.

Flamengo e vasco fazem o esperado clássico no próximo domingo, às 18h10, no Estádio do Maracanã. O time rubro-negro tenta voltar ao G-4 e ainda sonha com a conquista de seu sexto título brasileiro. Já a equipe cruzmaltina quer confirmar a recuperação e sair da zona do rebaixamento do torneio nacional.

Caio Jr. quer remediar "vergonha" derrotando vasco

A derrota por 3 a 0 para o Atlético-MG no Maracanã no último final de semana não abalou o técnico Caio Júnior, que continua respaldado pela diretoria do Flamengo. Mas o treinador, que foi vaiado no sábado pela torcida rubro-negra, disse estar ciente de que um mau resultado contra o vasco no próximo domingo poderá ser fatal para sua permanência na Gávea.

"Sei que a torcida ficou envergonhada com esta derrota, assim como eu", comentou Caio Júnior, que já sabe como curar a dor de cabeça que tomou conta da massa flamenguista. "O remédio é pensar neste clássico contra o vasco e ir em busca de uma vitória. Vamos trabalhar durante a semana para buscar o resultado positivo", complementou.

Para dar mais tranqüilidade ao elenco e repetindo um ritual que acontece sempre que uma crise ameaça se instalar no clube, o Flamengo alterou o local dos treinamentos desta terça-feira. As atividades de período integral, antes programadas para a Gávea, foram transferiras para centro de treinamento do Ninho do Urubu, em Vargem Grande.

Kleber Leite 'blinda' Caio Júnior: 'É hora de ele pensar e ouvir'

Se a reunião entre jogadores, comissão técnica e diretoria foi rápida, o mesmo não se pode dizer da conversa entre o vice de futebol do Flamengo, Kleber Leite, e o técnico Caio Júnior. Depois do treino, na manhã desta segunda-feira, os dois conversaram por cerca de meia hora. Teoricamente, Caio daria entrevista após o encontro. Mas apenas o dirigente falou.

- É hora de ele (Caio Júnior) pensar e ouvir. Vamos deixá-lo quietinho um pouco – diz Kleber.

O dirigente rubro-negro disse que esta foi a pior partida que ele assistiu desde que retornou ao Flamengo, em 2005. Por isso, avisou aos jogadores e à comissão técnica:

- É uma obrigação, sim, ficarmos entre os quatro e chegarmos à Libertadores. Não cabe vaidade neste momento porque, se não houver harmonia, a vaca vai para o brejo.

'A gente já viu o que acontece quando o time não corre', diz o capitão

Vinte minutos e nada mais. A reunião emergencial do Flamengo na manhã desta segunda-feira foi curta. Mas, segundo o capitão Fábio Luciano, bastante produtiva. Os jogadores foram cobrados pelo vice-presidente de futebol do clube, Kleber Leite, que considerou a atuação contra o Atlético-MG "ridícula".

- A gente já viu o que acontece quando o time não corre - analisa Fábio, que não estava em campo na derrota por 3 a 0.

O desempenho abaixo da crítica motivou o grupo para o clássico contra o vasco.

- A equipe sentiu e está mordida. Nada melhor do que um jogo contra o nosso maior rival para nos recolocar nos eixos. Todo mundo sabe que o Flamengo não é aquilo (do jogo contra o Atlético-MG) - afirma o capitão rubro-negro.

O Flamengo ocupa a quinta colocação no Brasileirão, três pontos atrás do São Paulo, último clube do G-4.

Deus é Flamengo!!!


Tu és... Time de tradição ...
Raça, amor e paixão...
Oh meu Mengo!!!

Eu... Sempre te amarei...
Onde estiver estarei...
Oh meu Mengo!!!

Eu acredito!!!

Vamos Flamengo!!!
Vamos ser campeão, vamos Flamengo!!!
Minha maior paixão, vamos Flamengo!!!
Que essa taça vamos conquistar!!!



Presidente do Fla joga a toalha: 'Não dá mais para ser campeão'

Da euforia à depressão. Sentimentos extremos e que o discurso do presidente do Flamengo, Marcio Braga, sintetiza bem. Pouco mais de 24h depois da derrota por 3 a 0 para o Atlético-MG, o dirigente atendeu à reportagem do GLOBOESPORTE.COM e surpreendeu ao afirmar que o sonho do hexacampeonato brasileiro ficou para 2009.


A oratória é bem diferente daquela que há uma semana garantia a organização da "festa do título" e gerou reações imediatas dos rivais rubro-negros. A sete pontos do líder Grêmio, o Fla junta os pedaços após novo vexame no ano e vê reaberta a ferida da trágica eliminação para o América-MEX, na Libertadores.

Nesta segunda-feira, os jogadores acordam e vão à Gávea às 9h ouvir sermão do departamento de futebol. Marcio Braga prefere ficar fora da reunião.

- Já dei minha opinião ao Kleber (Leite, vice-presidente de futebol). Prefiro não colocá-la e nem comparecer porque senão terei que ficar até o fim. Sempre preferi deixar o (departamento de) futebol resolver as coisas - diz.

GLOBOESPORTE.COM: Esta derrota para o Atlético-MG pode ser comparável à eliminação da Libertadores contra o América-MEX?

Marcio Braga: Olha, desde que retornei ao clube, em 2004, tive as minhas três maiores decepções como dirigente do Flamengo e isso inclui todos os mandatos. Primeiro aquele desastre na final da Copa do Brasil contra o Santo André. O segundo foi sair da Libertadores com um resultado ridículo. E no sábado também foi algo que ninguém esperava. Perdemos e perdemos feio.

As declarações que o senhor deu sobre os preparativos para a festa do hexacampeonato atrapalharam? Não, o que fez falta foram os atletas. Nosso time perde muito sem o Juan e o Fábio Luciano. É incrível.

Então ainda acredita na possibilidade de título?
Não dá mais para ser campeão.

Não?
O jogo só termina quando o juiz apita, mas depois do que aconteceu contra o Atlético-MG ficou muito complicado pensar em título.

E ainda é possível reconquistar a torcida?
Só vencendo. Primeiro, temos de ganhar o vasco com segurança, depois derrotar o coritiba com autoridade. Aí, quem sabe, os torcedores voltam a acreditar no time.

O senhor ainda está ao lado do técnico Caio Júnior?
Sim. Eu confio nele. Gosto do nosso técnico.

Então atribui a derrota a quem?
Problemas de vestiário.

Quais?
Aí é com o pessoal do futebol. Eles precisam saber o que houve.

Os salários estão atrasados? Houve um pequeno problema com um dinheiro que esperávamos receber e não caiu na conta. Mas não é nada alarmante. Já passamos por situações piores.