sábado, 6 de dezembro de 2008

Rapidinhas do Mengão!


'Apesar de tudo que surgiu esta semana, a equipe está preparada', diz Paraíba
Meia rubro-negro garante que polêmicas que tomaram conta do noticiário não vão atrapalhar o desempenho da equipe

Ao contrário do vascaindo, Leo Moura quer atualização da rodada em tempo real
Lateral acredita que saber informações do que acontece com Palmeiras e Cruzeiro será benéfico para os rubro-negros

'Caras novas' integram delegação rubro-negra em Curitiba para jogo decisivo
Pouco utilizados no ano, Marcelo Lomba, Paulo Victor, Fernando e Fernandão podem ter uma oportunidade na partida contra o Furacão

Torcida 'estrangeira' prestigia Fla no aeroporto
Três brasileiros vindos dos Estados Unidos tietaram jogadores no embarque para Curitiba


Fla e Atlético-PR: duelo decisivo para ambos

A última rodada do Campeonato Brasileiro será de tensão para dois rubro-negros. O Flamengo enfrenta o Atlético-PR neste domingo, na Arena da Baixada, precisando superar um retrospecto completamente desfavorável no estádio e torcer por tropeços dos rivais para se classificar para a Libertadores de 2009. Do outro lado, os paranaenses contarão com a força da torcida para fugir do rebaixamento.


Ficha técnica:

Atlético-PR x Flamengo

Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR)

Data: 7/12/2008
Hora:17h (de Brasília)

Árbitro: Leonardo Gaciba(Fifa-RS)
Auxiliares: Altemir Hausmanm (Fifa-RS) e José Antônio Chaves (RS)

Atlético-PR: Galatto, Antônio Carlos, Chico e Rhodolfo; Zé Antônio, Fernando, Valencia, Alan Bahia, Julio dos Santos e Netinho; Rafael Moura.
Técnico Geninho.


Flamengo: Bruno, Jaílton, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim; Léo Moura, Aírton, Toró, Marcelinho Paraíba e Juan; Diego Tardelli e Vandinho.
Técnico: Caio Júnior.

Petrobras nega que tenha cancelado patrocínio ao Fla

Após rumores de que o Flamengo não contaria mais com o patrocínio da Petrobras em 2009, a empresa comunicou, em nota oficial divulgada neste sábado, que ainda negocia com a presidência do clube a renovação do patrocínio.

A estatal negou que, por causa da crise econômica mundial, tenha decidido cancelar a parceria com a equipe carioca, que já dura mais de 24 anos.

Confira o comunicado na íntegra:

A respeito das recentes notícias envolvendo o Clube de Regatas do Flamengo e a Petrobras, a Companhia gostaria de esclarecer que continua em negociações com a presidência do clube para a renovação do patrocínio.


Fla chega ao hotel saudado por fogos e faixa ‘Libertadores é obrigação’





















No Rio, a cada vez que entram em campo os jogadores doFlamengo se deparam com a faixa “O Brasileiro é obrigação”. Neste sábado, o time desembarcou em Curitiba e recebeu nova ordem de sua torcida: “Libertadores é obrigação”. Houve também um intenso foguetório por quase três minutos. A movimentação assustou os moradores da região e fechou o trânsito no local.

Cerca de 150 torcedores estiveram em frente ao hotel, na rua Cândido Lopes, e recepcionaram a delegação misturando incentivo e cobrança. Entre gritos de “sempre te amarei”, exigiram raça e comprometimento. A Polícia Militar teve de intervir e houve um princípio de tumulto, entre policiais e torcedores, com correria e xingamentos.

Os jogadores desceram rapidamente do ônibus e não tiveram contato com a torcida. Essa blindagem também ocorreu no aeroporto Afonso Pena, quando a delegação saiu por uma área restrita e não teve qualquer contato com os flamenguistas.

- Eles teriam uma recepção gloriosa, mas preferiram se esconder. É uma pena – diz o torcedor Lucas de Oliveira, de 16 anos.

O Flamengo enfrenta o Atlético-PR neste domingo, às 17h (horário de Brasília), na Arena da Baixada. Para terminar o Brasileirão no G-4, o time precisa vencer e torcer para tropeço de Palmeiras ou Cruzeiro.

Flamengo desembarca por saída alternativa

O Flamengo desembarcou em Curitiba por uma saída alternativa numa área restrita do Aeroporto Afonso Pena. Com o intuito de driblar os cerca de dez a 15 torcedores que aguardavam para recepcionar os jogadores, a delegação entrou em um ônibus do aeroporto que o conduziu até o ônibus principal que levaria o grupo para o hotel.

A delegação conseguiu êxito no aeroporto, mas não conseguiu escapar de cerca de 150 que estavam na porta do hotel, localizado no Centro. Houve foguetório intenso de cinco minutos. A polícia ameaçou conter os mais exaltados com balas de borracha e bombas de efeito moral. Nenhuma bomba estourou, mas foi o suficiente para gerar correria.

A Fla-Paraná, uma das integrantes do projeto rubro-negro chamado "Embaixada da Nação", que representa todas as torcidas do Brasil, compareceu em peso ao hotel onde a delegação está hospedada.

Léo Moura completa marca importante

Léo Moura chegou ao Flamengo em junho de 2005 contratado junto ao Sporting Braga. Três anos depois, o lateral chegará à marca de 196 jogos com a camisa rubro-negra contra o Atlético-PR e passa a ser o jogador do atual elenco que mais atuou pelo clube.

Na sua história pelo Rubro-Negro, Léo Moura foi campeão da Copa do Brasil de 2006 e campeão Estadual de 2007 e de 2008. Com a camisa do Flamengo, o lateral marcou 27 gols e chegou à Seleção Brasileira.

Antes da 'final', Diego Tardelli recebe o chamego da filha



Antes da partida contra o Atlético-PR, o atacante Diego Tardelli recebeu um incentivo especial da filha. Após o treino, Pietra entrou no gramado, tomou suco com o pai e se divertiu com a bola. O centroavante está confirmado no time titular do Flamengo.

Vale tudo por vaga no G-4: 'Vou até o meu limite para ajudar', diz Leonardo Moura

Recuperado da lesão no joelho direito que o tirou da partida contra o Goiás, na última rodada, Leonardo Moura está confirmado no time do Flamengo para o duelo decisivo contra o Atlético-PR, domingo, às 17h, na Arena da Baixada, pela última rodada do Brasileirão.

Poupado no coletivo de sexta-feira, o lateral-direito se divertiu jogando como goleiro no recreativo deste sábado na Gávea e garantiu que irá superar os limites físicos para ajudar o clube a conquistar uma vaga na Libertadores.

Foto: Juan e Leonardo Moura não treinaram com bola

- Estou mais tranqüilo. Até mesmo pela semana de trabalho na fisioterapia. A contusão é enjoada, fica um pouquinho de dor. Mas a equipe precisa de mim nesta partida importante e vou até o meu limite para ajudar. A dor é normal, não digo que vou para o sacrifício. Vou até onde suportar.

Assim como Caio Júnior, Leo Moura faz questão de dizer que, pela trajetória dentro da competição, o Flamengo não merece terminar o ano fora do G-4.

- Trabalhamos bastante esse ano e não merecemos ficar fora da Libertadores. Para que isso aconteça, temos que vencer lá (em Curitiba). O jogo é difícil, mas o pessoal está muito motivado.

Com 64 pontos, o Flamengo é o quinto colocado no Brasileirão, e, além de vencer o Atlético-PR, precisa torcer por tropeços de Palmeiras e Cruzeiro contra Botafogo e Portuguesa, respectivamente, para ficar com a vaga na maior competição de clubes do continente pelo terceiro ano consecutivo.

Abandonado pela torcida, Fla faz último treino do ano com direito a troféu

Grupo tenta driblar clima de fim de festa e buscar a vaga na Libertadores

Quem acompanhou a trajetória do Flamengo no Brasileirão de 2008 não imaginaria que o último treino do ano, na manhã deste sábado, seria tão melancólico. O pequeno troféu colocado em uma mesa ao lado do campo não era o do torneio nacional, mas sim apenas uma homenagem ao “pior do rachão”.

Nas arquibancadas e cadeiras da Gávea não havia ninguém, apenas parentes de atletas e comissão técnica. Em campo, os jogadores que não tiveram as férias antecipadas tentavam demonstrar ânimo.



- Nada mais justo do que ter isso na véspera. A pressão é muito grande o ano todo, e no fim ter esse rachão para descontrair e motivar a galera é importante – diz o lateral-direito Leo Moura.

Assim que terminaram o rachão, posaram para a foto da vitória de costas para a imprensa e em frente a câmeras imaginárias. O capitão Fábio Luciano pediu para que os companheiros entregassem o taça a Dininho no vestiário, para evitar que a brincadeira fosse registrada.


Foto: Cadeiras da Gávea onde ficam torcedores em busca de autógrafos estavam desertas.

Em quinto lugar no Campeonato Brasileiro, o Flamengo precisa vencer o Atlético-PR, em Curitiba, e torcer para Palmeiras ou Cruzeiro tropeçar para chegar à Taça Libertadores.

A delegação embarca para a capital paranaense no fim da tarde. O goleiro Diego teve uma crise renal e ficará no Rio. Ao lado do titular Bruno, Marcelo Lomba e Paulo Victor viajam.

- Vamos com os três – diz o preparador de goleiros, Roberto Barbosa.

Patrocinador desiste de parceria e complica finanças do Fla

Em reunião na última quinta, Petrobras decidiu não renovar contrato que completaria 25 anos com o clube. Marcio Braga prefere aguardarÀ beira de 2009, o Flamengo descobrirá que o poço do clube não tem petróleo e é muito mais fundo do que se imagina. Em reunião na última quinta-feira, a diretoria da Petrobras desaconselhou a renovação do compromisso com o clube carioca.

A decisão é reflexo da crise mundial. Com a economia retraída e precisando de sucessivos empréstimos bancários, a gigante do ramo petrolífero decidiu cortar despesas. E uma delas, segundo o encontro da alta cúpula, é o patrocínio ao Flamengo.

O atual compromisso termina em janeiro de 2009 e rendeu aos cofres do clube carioca R$ 16,2 milhões. As negociações para a renovação por três anos se estendem há algum tempo. Inicialmente, o Fla desejava R$ 20 milhões. Entretanto, após rodadas de negociação, o valor caiu para R$ 18 milhões e o contrato por três anos estava quase acordado.

No entanto, a reunião de quinta-feira pode estragar os planos do Flamengo e prejudicar drasticamente o orçamento de 2009. Afinal, o clube terá pouco mais de um mês para negociar um novo patrocínio. Até o início da noite de sexta, o presidente Marcio Braga não sabia da desistência da Petrobras.

- Não tem nada novo. Vamos aguardar para ver o que acontece. O prazo se encerra quando o atual contrato acabar – diz o dirigente.

Em 2009, a parceria entre Flamengo e Petrobras completaria 25 anos.

Afunda raça imunda!





















Flamengo decide o futuro dessa coisa!

-Se perder, colocamos na 2ª divisão e se vencer, vão sair da merda graças ao Flamengo!!!



Caio Júnior confirma time que enfrentará o Atlético-PR

O técnico Caio Júnior comandou um treino coletivo, nesta sexta-feira, sem a presença dos laterais Leonardo Moura e Juan, poupados da atividade para fazer um trabalho de musculação. Porém, ambos estarão em campo no jogo contra o Atlético-PR, domingo, em Curitiba. Fierro e Everton os substituíram, respectivamente.

Caio confirmou que a equipe titular será a do coletivo realizado na véspera, com Bruno, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Jaílton; Leonardo Moura, Airton, Toró, Marcelinho Paraíba e Juan; Diego Tardelli e Vandinho. O treinador considerou o treino um dos melhores do ano, com Marcelinho Paraíba sendo o destaque, atuando como meia de ligação.

Quem será o novo técnico do Flamengo?

Flamengo: Campeão Estadual de Futsal

Depois de fazer o dever de casa e ganhar do Cabo Frio no Rio de Janeiro, o Mengão foi buscar o título na Região dos Lagos. Empurrado pela torcida e com gols de Silva, Leco e Sixel, o Fla venceu os rivais fora de casa, na noite de sexta-feira, por 3 a 2 (1 a 2 no tempo normal e 2 a 0 na prorrogação), e faturou o título de melhor time de futsal do Rio de Janeiro pela segunda vez em sua história.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Basquete: Flamengo 1 x 0 Cabo Frio

Flamengo/Petrobras venceu o primeiro confronto da série melhor-de-três da final do Estadual de Basquete 2008.

Atual tricampeão estadual de basquete, o Flamengo/Petrobras assegurou a primeira vitória da série melhor-de-três da final do Estadual de Basquete 2008 ao vencer o Cabo Frio/Sika pelo placar de 117 a 70.

Hélio (28) e Duda (23) comandaram a partida, que contou ainda com o bom desempenho de Marcelinho (19), Fernando Mineiro (18) e Daniel (11).

A equipe de Paulo Chupeta não encontrou dificuldades ao derrotar pela terceira vez o time de Cabo Frio.

O segundo, e possivelmente o último jogo da série final será disputado na próxima segunda-feira (8/12), às 20h, no ginásio do Municipal.

Invicto, o Flamengo/Petrobras é o grande favorito ao título de tetracampeão estadual, o 34º da história do basquete rubro-negro.



Caio Jr. escorrega e fala em tom de despedida

O técnico do Flamengo, Caio Júnior, deu a entender nesta sexta-feira, após o treino da equipe, que realmente pode continuar no clube para o próximo ano, embora tenha contrato assinado até o final de 2009.

"Eu sempre saio, ou melhor, termino um trabalho de maneira educada com os jogadores, dirigentes e vocês, da imprensa", disse o treinador, tropeçando nas palavras.

Matematicamente, o Flamengo ainda tem chances de chegar na Copa Libertadores. Mas a combinação não lhe é favorável. A equipe precisa vencer o ameaçado Atlético-PR, na Arena da Baixada, e torcer por tropeços ou do Palmeiras, ou do Cruzeiro, que enfrentam, respectivamente, o abatido Botafogo e a rebaixada Portuguesa, também às 17h (de Brasília) deste domingo, em casa.

O curioso é que Caio Júnior confirmou ter conversado com um dos candidatos a sucedê-lo, Cuca. O treinador confirnou que recebeu um telefonema do colega nas ultimas horas e ambos conversaram sobre as especulações de que o ex-comandante do rival Botafogo assumiria o clube da Gávea no próximo ano.

"Demos muitas risadas ao telefone e até perguntei para ele se ele estaria em Curitiba no domingo me assessorando", disse Caio Júnior, que ao longo das semana preferiu silêncio, quando as especulações sobre sua saída ganharam força.

O treinador afirmou que já se considera um vitorioso só por ter chegado ao fim do Brasileiro à frente do Flamengo.

Flamengo evita falar sobre futuro de Caio Júnior

Pelo menos até domingo, a diretoria do Flamengo se nega a falar sobre uma possível troca da comissão técnica para 2009. Ainda resta uma esperança para o treinador Caio Júnior, que não sabe se ficará no clube. Somente a classificação para a Taça Libertadores deve mantê-lo na Gávea, tamanha é a pressão para a sua saída.

Para disputar a Libertadores no ano que vem, o Flamengo precisa vencer o Atlético Paranaense, na Arena da Baixada, e contar com tropeço de Palmeiras ou Cruzeiro. "A temporada de 2009 só será planejada e pensada após o jogo contra o Atlético-PR", disse vice-presidente de futebol do Rubro-Negro, Kléber Leite.

Sobre o possível interesse do Flamengo em Cuca, o dirigente garantiu que não teve contato com nenhum treinador. "Seria um desrespeito com o Caio Júnior", emendou.

Flamenguista domingo é Furacão, Náutico e Figueirense!

Site oficial do Atlético-PR faz campanha para incentivar os jogadores

O momento no Campeonato Brasileiro é muito delicado para o Atlético-PR que precisa de uma vitória sobre o Flamengo, no próximo domingo, às 17h, na Arena da Baixada, para escapar do rebaixamento. Por isso, o site ofical do clube (www.atleticoparanaense.com) faz questão, em sua página principal, de fazer uma campanha para motivar os jogadores antes do jogo decisivo. Os torcedores podem enviar mensagens e mostrar toda sua paixão pelo Furacão na reta final da competição.

Rapidinhas do Mengão!

Vandinho comemora retorno ao time titular
Depois de oito jogos no banco ou até mesmo sem ser relacionado, formará dupla com Diego Tardelli contra o Atlético Paranaense

Caio Jr. evita elogios rasgados à formação com Marcelinho no meio
Treinador é cauteloso e diz que prefere aguardar o desempanho no jogo

Leo Moura e Juan são poupados, mas não preocupam para duelo contra o Furacão
Dupla volta de lesão e fez apenas trabalho de musculação nesta sexta-feira

Fla antecipa férias de cinco jogadores
Suspensos, Ibson, Kleberson e Obina já estão liberados, assim como Jônatas e Josiel



Ridículo


O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, vascaíno de carteirinha, afirmou que conta com o apoio do rival Flamengo e da torcida do Mengão na última rodada do Campeonato Brasileiro para evitar o rebaixamento do clube cruzmaltino.




'Ataque ligeirinho' já faz Marcelinho Paraíba projetar contra-ataques mortais
Escalado na função de meia, rubro-negro acredita que velocidade de Vandinho e Tardelli vai facilitar seu trabalho na Arena da Baixada



Tardelli ainda não marcou na era Caio Júnior
O último gol de Diego Tardelli com a camisa do Flamengo foi no dia 4 de maio, contra o Botafogo, no segundo jogo da decisão do Estadual



Toró completa 100 jogos pelo Fla no domingo
Volante tem escalação praticamente assegurada contra o Atlético-PR

Pressão na Arena? Para Toró, quem encara o Maraca tira o resto de letra





















Decepcionante dentro de casa e dono da melhor campanha fora, o Flamengo vai jogar sua sorte no Brasileirão 2008 longe de seus torcedores, na Arena da Baixada, contra o Atlético-PR. Famoso por ser um caldeirão, o estádio não costuma dar sorte ao time carioca, que nunca venceu uma partida sequer no local.

Precisando também da vitória para se livrar do rebaixamento, a torcida do Furacão esgotou com quatro dias de antecedência os 22.500 bilhetes para a partida de domingo, às 17h. Promessa de pressão, mas nada que intimide o rubro-negro Toró.

- Jogar na Arena é sempre difícil. É um caldeirão. Só que já estamos acostumados. Até porque quem tem uma torcida como a nossa não pode cair em pressão.

Para o volante, o segrede da vitória está em não repetir os erros recentes, principalmente do empate com o Goiás.

- Sabemos das coisas erradas que fizemos. Agora, vamos pensar no que vem de bom pela frente, que pode ser a vaga na Libertadores. Queremos repetir as boas atuações que tivemos no campeonato e começar e terminar jogando bem. Algo que não aconteceu no jogo passado.

Com 64 pontos, o Flamengo é o quinto colocado no Brasileirão, e, além de vencer o Atlético-PR, precisa torcer por tropeços de Palmeiras e Cruzeiro contra Botafogo e Portuguesa, respectivamente, para terminar a competição no G-4.

Técnico do Caxias comemora e diz: vamos surpreender o vasco na estréia da 2ª divisão


Encontro entre vultos históricos na Segundona em 2009.



















A maldição do VICE acompanha esses desgraçados a mais de 500 anos!





Para Toró, missão do trio de volantes do Fla é deixar ataque à vontade para criar

Sem poder contar com Ibson e Kleberson, suspensos, e com Leo Moura e Juan voltando de lesões, Caio Júnior formou uma tropa de choque na frente da zaga rubro-negra com Jaílton, Aírton e Toró. O trio de volantes tem a missão de proteger a zaga dos ataques do Atlético-PR, domingo, às 17h, na Arena da Baixada, pela última rodada do Brasileirão, mas essa não é a única tarefa dos combatentes.

Eles terão também que se desdobrar para que o outro trio, o ofensivo, formado por Marcelinho Paraíba, Tardelli e Vandinho, se preocupe apenas em criar oportunidades de gol.

- O Leo e o Juan não estão 100%. Temos que dar proteção para eles. Ainda mais que perdemos um jogador importante, que chama a responsabilidade, que é o Ibson, e vamos ajudar o Marcelinho. Dar força para ele municiar o Tardelli e o Vandinho no ataque. Temos que proteger a zaga e deixá-los à vontade - diz Toró.

O objetivo de tal formação está claro na cabeça dos jogadores, é para o Flamengo se mandar para o ataque em Curitiba. Até porque, só a vitória interessa na luta pela Libertadores.

- Sabemos das dificuldades, porque o Atlético-PR precisa vencer, mas vamos para a Arena fazer o nosso papel - completa o volante.

Com 64 pontos, o Flamengo é o quinto colocado no Brasileirão e precisa vencer e torcer por tropeços de Palmeiras ou Cruzeiro para terminar a competição no G-4.

Kléber Pereira revela seu amor pelo Flamengo

O atacante Kléber Pereira, do Santos, revelou nesta quinta-feira, após seu julgamento do STJD, que gostaria de vestir a camisa do Flamengo um dia. O jogador revelou sua paixão pelo Rubro-Negro mas garantiu que isso será difícil de acontecer. Pelo menos por agora.

- A cidade é boa, gostaria de passar o rèveillon aqui. Sou torcer do Flamengo e um dia gostaria de jogar no futebol carioca - admitiu o artilheiro.

Quem viu com muito bons olhos as declarações de Kléber Pereira foi o vice de futebol do Flamengo Kléber Leite. O dirigente rubro-negro não garante que irá sondar o atacante para a próxima temporada, mas também não negou que ele esteja descartado dos planos do clube.

- Eu amaria se o contrato dele terminasse agora em dezembro, mas termina em dezembro do ano que vem. Não inviabiliza, mas dificulta muito - afirmou o dirigente.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Kleber Leite prega respeito a Caio Jr. e levanta hipótese da permanência do técnico em 2009

Por um fim de campeonato de paz e para manter a concentração total na partida decisiva contra o Atlético-PR, domingo, às 17h, na Arena da Baixada, pela última rodada do Brasileirão, Kleber Leite rebateu nesta sexta-feira a informação de que o Flamengo já iniciou as conversas para ter Cuca como treinador em 2009.

Apesar de ter se reunido com o ex-botafoguense antes do clássico contra o vasco no segundo turno, o dirigente garante que não abriu negociações com qualquer profissional.

- Isso envolve uma série de situações institucionais e respeito aos profissionais. Posso falar para vocês que não negociei com ninguém e não estive com nenhum treinador. Seria desrespeitoso com o Caio e, como disse anteriormente, o 2009 do Flamengo começa imediatamente após o jogo contra o Atlético-PR. Precisamos de um mínimo de paz. Já está difícil, sem paz fica mais complicado.

A situação fez com que Kleber Leite, inclusive, levantasse a hipótese da permanência de Caio Júnior, algo descartado nos bastidores do clube. Porém, como o treinador tem contrato até o fim de 2009 com o clube, a declaração do dirigente, na prática, também significa que ele não está garantido.

- Não temos uma definição precisa sobre o caminho que iremos tomar depois do jogo e entre as opções há uma possibilidade enorme do Caio continuar.

Quanto aos protestos de torcedores nesta semana, que se reuniram com o dirigente e o capitão Fábio Luciano para pedir a saída do treinador, Kleber Leite disse que são coisas normais em um grande clube.

- Quem está no Flamengo tem que ter a consciência de que conviver com a pressão é mais do que natural. É do tamanho do clube.

Náutico se prepara para agüentar a pressão

A equipe do Náutico treinou na tarde de quarta-feira na última preparação em Recife para o jogo decisivo contra o Santos, domingo, na Vila Belmiro. A última rodada do Campeonato Brasileiro tomou ares de decisão para ambas equipes que buscam uma vaga na Copa Sul-Americana. Além disso, o Timbu ainda quer se livrar da possibilidade de ser rebaixado, já que está na 15ª posição da tabela com 43 pontos.

Após o treino, a equipe embarcou para São Paulo. A delegação ficará concentrada na Estância Santa Filomena, na cidade de Jarinu, no interior de São Paulo. O local foi escolhido porque o treinador Roberto Fernandes quer proteger os jogadores da pressão da torcida e do assédio da imprensa.

– Estamos fazendo de tudo para dar mais tranqüilidade aos jogadores. Queremos os atletas prontos para encarar o Santos e podermos voltar ao Recife com a presença na Série A do ano que vem, garantida – disse Roberto Fernandes.

Mas para tristeza da torcida, o volante Hamilton, peça-chave no esquema do time, pediu para não embarcar com o resto da delegação. O jogador já vinha reclamando de dores na coxa direita e desfalcará o Náutico. Reinaldo e Ticão brigam

Figueirense empolgado contra o Inter



Nesta quinta-feira, para intensificar os trabalhos, o técnico Pintado, ao lado do auxiliar Marcelo Martellote comandam trabalhos em dois períodos no Orlando Scarpelli, palco do jogo decisivo contra o Internacional, domingo, às 17h.


Na quarta-feira, os trabalhos foram realizados somente no período matutino, no Centro de Formação e Treinamento do Cambirela, em Palhoça. À tarde, os jogadores receberam folga e apenas o goleiro Wilson apareceu no estádio.



Rapidinhas do Figueira:

Esgotados os ingressos promocionais aos não sócios do Figueirense
Sócios do clube ainda podem adquirir bilhetes para convidados por R$10

Cleiton Xavier vai encarar o Internacional
Diretoria do Figueira consegue acordo com colorados para escalar o meia

Pintado diz que mérito pelos resultados positivos é dos atletas
Treinador também elogia a torcida do Figueira nesta reta final

Anderson Luís dá como certa a permanência do Figueira na Série A
Lateral está confiante em vitória sobre o Inter e derrota do vasco

Torcida do Flamengo e quase metade no Rio de Janeiro, afirma pesquisa

O Instituto GPP divulgou nesta quinta-feira pesquisa realizada no Rio de Janeiro sobre o percentual das torcidas cariocas. A pesquisa foi realizada entre os dias 29 a 30 de novembro, somente na cidade do Rio, com 800 entrevistados acima de 16 anos.

O resultado comprova que a ampla maioria torce pelo Flamengo: 45,6% dos entrevistados se disseram rubro-negros. O vasco(16,3%) ficou em segundo na preferência, seguido de Fluminense (11,8%) e Botafogo (9%). Torcem para outros clubes 1,9% dos entrevistados e 15,4% disseram não torcer para nenhum. A margem de erro da pesquisa é de 3,5 pontos percentuais.

O Flamengo quase que dobrou o percentual de sua torcida no Rio de Janeiro ao longo de cinco décadas. Em 1954, em pesquisa realizada pelo Ibope, o clube da Gávea tinha 28% da preferência, Fluminense 18%, Vasco 17%, América 6%, Botafogo 5%, Bangu 2% e São Cristóvão 1%. O percentual dos que não torciam para nenhum clube era de 23%.

Segundo pesquisa LANCE!/Ibope de 2004, o Flamengo tem uma torcida de 33 milhões de brasileiros, ficando em primeiro lugar na preferência nacional. O vasco tem 10 milhões - em quinto lugar -, o Botafogo 2,7 milhões (11º) e o Fluminense, 2,2 milhões (12º).

No meio-campo, Marcelinho Paraíba é o destaque do coletivo desta quinta

Se só a vitória interessa para o Flamengo continuar sonhando com a classificação para a Taça Libertadores da América de 2009, Caio Júnior vai mandar o time para cima do Atlético-PR, domingo, às 17h, na Arena da Baixada. Nesta quinta-feira, o treinador comandou o primeiro coletivo da semana e escalou três atacantes entre os titulares: Marcelinho Paraíba, mais recuado, Diego Tardelli e Vandinho.

Sem poder contar com Ibson, Kléberson e Obina, Caio Júnior optou por proteger a defesa, com Toró e Aírton na cabeça-de-área, e liberar a criatividade dos atacantes. Finalmente testado em sua posição original, como pediu em sua apresentação oficial, Marcelinho Paraíba foi o destaque do coletivo, dando os passes para os gols de Diego Tardelli e Toró, na vitória por 2 a 0 dos titulares sobre os reservas.

Fábio Luciano, que participou do Julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) no início da tarde, chegou apenas para a segunda metade da atividade e herdou a vaga de Dininho. Neste momento, o treinador já tinha resolvido poupar Leo Moura e Juan, que voltam de lesões, e escalado Fierro e Everton na equipe.

Josiel, artilheiro do Brasileirão de 2007, participou apenas dos minutos finais do treinamento, na vaga de Fernandão, entre os reservas.

O Flamengo deve encarar o Atlético-PR na Arena da Baixada com Bruno, Jaílton, Fábio Luciano e Ronaldo Angelim; Leo Moura, Toró, Aírton, Marcelinho Paraíba e Juan; Diego Tardelli e Vandinho.

Ingressos esgotados para Furacão x Flamengo

A torcida do Furacão promete fazer a festa no último jogo do time do Atlético-PR na temporada, neste domingo, contra o Flamengo, na Arena da Baixada. Na manhã desta quinta-feira, os cerca de três mil ingressos colocados à venda para o torcedor comum se esgotaram apenas duas horas depois da abertura das bilheterias.

Assim, a expectativa é que o estádio esteja completamente lotado, uma vez que 20 mil bilhetes são destinados aos sócios atleticanos e os outros 2.500 são reservados para os torcedores do time carioca.

Diego Tardelli e Fábio Luciano liberados para jogar domingo

Já sem poder contar com Ibson, Kleberson e Obina, suspensos pelo terceiro cartão amarelo, Caio Júnior finalmente pode respirar aliviado. Absolvidos em primeira instância, Fábio Luciano e Diego Tardelli pegaram um jogo de suspensão, já cumprido contra oGoiás, em julgamento do pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pelas expulsões na partida conta o Cruzeiro e estão liberados para a partida contra o Atlético-PR, domingo, às 17h, na Arena da Baixada, pela última rodada do Brasileirão.

Apenas Fábio Luciano esteve presente no julgamento, acompanhado do advogado do Flamengo, Michel Assef Filho. A defesa do Rubro-Negro foi fundamentada na sinceridade do depoimento do capitão na primeira vez em que esteve no banco dos réus, na última semana, e nas supostas falhas na súmula do árbitro Carlos Eugênio Simon, que teria relatado um peitada de Diego Tardelli, quando o atacante apenas o "cutucou". As informações são do site Justiça Desportiva.

O atacante foi julgado no artigo 253 (agressão física), cuja pena varia de 120 a 540 dias e suspenso por uma partida por três votos a dois. Fábio Luciano, por sua vez, respondeu ao artigo 252 (ofensa moral) e poderia ser suspenso de dois a seis jogos, mas se livrou de pena maior por unanimidade de votos.

Com 64 pontos, o Flamengo é o quinto colocado no Brasileirão, e precisa vencer o Furacão e torcer por tropeços de Palmeiras ou Cruzeiro, contra Botafogo e Portuguesa, respectivamente, para conseguir uma vaga na Libertadores 2009.

Novo integrante do time profissional, Vander dribla a própria marra para subir

Jogador é avisado de que se apresentará ao elenco principal do Rubro-Negro no início de 2009 e comemora: ‘A ficha não caiu’

Vander ainda era adolescente quando câmeras e microfones começaram a procurá-lo. Todos queriam ver a acrobacia que o menino das divisões de base do Flamengo fazia. Chamado de lambreta invertida, o drible, ao mesmo tempo que trouxe glamour, prejudicou a carreira dele.

Tão jovem e tão badalado, reconhece que se deslumbrou e perdeu chances. Na última terça-feira, ele recebeu a notícia de que em 2009 irá se reapresentar com o elenco profissional, dia 7 de janeiro – o atacante Kayke também, enquanto Vinícius Colombiano terá de aguardar a formação do elenco.

- Aquela badalação subiu à cabeça e me achei absoluto. Eu era moleque e já tinha amizade com os caras do profissional, tipo o Felipe (atualmente no Qatar). Fiquei na marra e perdi oportunidades. Mas é vivendo e aprendendo. Sempre tive personalidade muito forte e nunca reconheci meus erros. Agora estou bem preparado – declara.

Carioca da Pavuna, Vander se define como um “atacante rápido que gosta de partir para cima e fazer gols”. Depois de conquistar diversos títulos nas divisões de base, chorou sozinho no último sábado a perda da vaga nas semifinais da Taça Otávio Pinto Guimarães para o Fluminense.

- Emociona perder um título. Essa minha paixão pelo Flamengo pode ser um diferencial. Sei que a responsabilidade é grande, mas estou realizando um sonho. A ficha não caiu – afirma, citando Kaká como um jogador a se inspirar.

Foto:Vander segura um dos troféus que ganhou nas divisões de base do Fla

Vitória promete exterminar o vasco dentro do galinheiro!!!

Após a decisão de Vágner Mancini, que permanecerá no rubro-negro baiano no ano que vem, cinco jogadores renovaram contrato com o Esporte Clube Vitória esta semana. Os meias Vanderson e Willians, além dos goleiros Viáfara e Gleguer estão confirmados para 2009. O lateral Marcelo Cordeiro também é um dos que já renovaram com o time.

A diretoria rubro-negra falou que só vai anunciar novas contratações e dispensas na semana que vem. Como reforços, os nomes especulados até agora são o do atacante Roger, do São Paulo, que estava no Sport, o lateral direito Apodi, ex-Vitória, agora do Cruzeiro, e o também atacante Nadson, que também começou clube baiano, mas atualmente joga no futebol japonês.

Os meias Rafael Bastos, ex-jogador do Bahia, e Leandro Bonfim, que começou a carreira no Vitória, também já foram citados para fazer parte do elenco.

Eu acredito!

Vamos torcer, torcer, torcer, vamos torcer até morrer, morrer, morrer, pois a torcida do Mengão é toda assim, a começar por mim...
















As novas torcidas organizadas do Mengão





Fla-Fur
acão(Atlético-PR)
Flamengo vai perder para o Atlético-PR








Fla- Náutico
Náutico vai empatar ou ganhar do Santos







Fla-Figueirense
Figueirense vai ganhar do Internacional

Torcida do Atlético-PR enfrenta fila por ingressos

CURITIBA, PR - Duas longas filas em frente a Arena da Baixada foram formadas na manhã desta quinta-feira. Centenas de torcedores do Atlético-PR se aglomeraram aos arredores do estádio em busca de um ingresso para o jogo contra o Flamengo, neste domingo, às 17h, pela rodada final do Campeonato Brasileiro.

A venda dos bilhetes só teve início às 10h, mas uma hora antes duas longas filas começavam a contornar o estádio saindo da Rua Buenos Aires e seguindo até a Avenida Getúlio Vargas e a Rua Brasílio Itiberê.

O jogo válido pela última rodada do Campeonato Brasileiro é encarado como uma decisão pelo Atlético-PR, que precisa de um resultado positivo frente ao Flamengo para garantir sua permanência na divisão principal do futebol brasileiro.

Durante toda a semana, os torcedores e a diretoria do Atlético-PR se mobilizaram para dar forças ao elenco. Um site de torcedores trocou a página inicial por uma mensagem pedindo a presença da torcida no estádio.

O site oficial do clube também abriu um espaço para que torcedores enviem mensagens, vídeos e fotos para os jogadores. O material enviado pelos aficionados será entregue à comissão técnica e ao elenco.

Ex-jogadores atleticanos, Fernandinho e Jadson, hoje no do Shaktar Donetsk, da Ucrânia, foram os primeiros a enviar mensagens para os jogadores e torcedores.

- Um clube grande como o Atlético tem que ficar na primeira divisão e por isso desejo boa sorte para os jogadores e estarei torcendo de longe - afirmou Jadson em sua mensagem.

Já Fernandinho aposta na força da torcida para que o clube vença o Flamengo

- Acho que a torcida será o diferencial. Quando o Atlético joga em casa com o estádio cheio fica quase imbatível - escreveu.

Cuca pode retornar ao Flamengo em 2009

No mar de incertezas em que o Flamengo navega em 2008, o nome de Cuca aparece como o do possível timoneiro para a próxima temporada. Se a saída de Caio Júnior já é dada como certa nos bastidores da Gávea, a procura por substitutos é mais do que normal, apesar de o assunto ser tratado com sigilo pela diretoria até o fim do campeonato.

No entanto, o LANCENET! apurou que a principal opção para assumir é mesmo Cuca, que passou pelo Flamengo em 2005. Há cerca de duas semanas, o vice de futebol rubro-negro, Kléber Leite, e o treinador (atualmente sem clube) jantaram no Rio de Janeiro.

Além da refeição, o encontro teria servido para deixar tudo apalavrado. Mas nem isso é capaz de garantir que Cuca realmente vá voltar à Gávea. Principalmente porque 2009 será ano eleitoral, a política começou a borbulhar no clube e há quem diga que, mesmo que remota, existe a chance de uma reformulação no departamento de futebol por parte de Marcio Braga.

Independentemente dessa questão política, a escolha do treinador também passa pelo futuro do Flamengo. Uma classificação para a Copa Libertadores (cuja chance também é muito remota) pode fazer com que a diretoria pense em mudar o alvo de sua aposta.

É aí que aparecem dois nomes: Joel Santana, atualmente na África do Sul (não há multa para ambos os lados), e Carlos Alberto Parreira, hoje observador da Traffic.

O nome de Joel é sempre lembrado na Gávea e, inclusive, é o de consenso entre os jogadores, que vêm procurando se informar quando o treinador voltará ao Brasil (sua chegada está prevista para o próximo dia 18). Já Parreira pode surgir como técnico ou até mesmo ocupando algum cargo de dirigente do futebol rubro-negro.

Mas como a vaga na Libertadores é algo mais distante, o nome de Cuca ganha força. Além do apoio de Kléber Leite – que só fala sobre 2009 a partir do próximo domingo –, o técnico tem simpatizantes entre pessoas influentes do clube.

O problema é que, em 2005, Cuca teve desavenças com o departamento médico atual. Sobre o possível retorno, ele desconversou.

– Estou descansando para voltar com tudo em 2009 – diz Cuca.

Confira a escala dos árbitros da última rodada

Goiás x São Paulo

Árbitro: Wagner Tardelli Azevedo (Fifa SC)

Auxiliares: Milton Otaviano dos Santos (Fifa RN) e Alessandro Alvaro Rocha de Matos (Fifa BA)

Grêmio x Atlético-MG

Árbitro: Luis Antônio Silva Santos (RJ)

Auxiliares: Hilton Moutinho Rodrigues (Fifa RJ) e Dibert Pedrosa Moisés (Fifa RJ)

vasco x Vitória

Árbitro: Alicio Pena Júnior (Fifa MG) * Segunda partida seguida no galinheiro, muito estranho!!!

Auxiliares: Márcio Eustáquio S. Santiago (MG) e Helberth Costa Anfrade (MG)

Figueirense x Internacional

Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)

Auxiliares: Ednilson Corona (Fifa SP) eEmerson Augusto de Carvalho (Fifa SP)

Atlético-PR x Flamengo

Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (Fifa RS)

Auxiliares: Altemir Hausmann (Fifa RS) e José Antônio C. Franco Filho (RS)

Santos x Náutico

Árbitro: Sérgio da Silva Carvalho (DF)

Auxiliares: Marrubson Melo Freitas (DF) e Cesar Augusto de Oliveira Vaz (DF)

Palmeiras x Botafogo

Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa PR)

Auxiliares: Roberto Braatz (Fifa PR) e Gilson Bento Coutinho (PR)

Cruzeiro x Portuguesa

Árbitro: Evandro Rogério Roman (Fifa PR)

Auxiliares: Ivan Carlos Bohn (PR) e Flávio Gilberto Kanitz (GO)

Fluminense x Ipatinga

Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa RS) * Vagabundo, safado

Auxiliares: Katiuscha Mayer B. Mendonça (Fifa ES) e Marcelino Tomaz de Brito Neto (SP)

Sport x Coritiba

Árbitro: Maurício Aparecido de Siqueira (MT)

Auxiliares: Alécio Aparecido Lezo (MS) e Carlos Lustosa Filho (PI)

Desprezado por Caio Júnior, Jônatas revela: ‘Foi o pior ano da minha carreira’

Jônatas agüentou calado aos meses de ostracismo no Flamengo. Sem entrar em campo desde o dia 21 de agosto, o volante viu o sonho de um retorno triunfal ao clube que o formou se transformar em um arrastado e monótono filme.

Por mais que treinasse bem, o técnico Caio Júnior decidiu não escalá-lo mais. A explicação oficial é de que o jogador, apesar de muito técnico, não tem as características para entrar no esquema tático determinado.

Por isso, nem as suspensões de Ibson e Kleberson alimentam a chance de Jônatas ser relacionado na última rodada.

- Ele não vai me levar. Já houve situação parecida e não fui – diz.

Ao conversar com o GLOBOESPORTE.COM, o jogador demonstrou a todo instante autocontrole para não estourar e falar demais sobre os momentos angustiantes que viveu no ano. Emprestado pelo Espanyol até junho de 2009, ele participou de 26 jogos na temporada (18 como titular), mas em momento algum teve o status de titular.

GLOBOESPORTE.COM: O ano termina de uma forma pouco confortável para você no Flamengo. É hora de procurar novos rumos?
Jônatas: A princípio, vou cumprir meu contrato. Mas vamos esperar para ver. Não sei se o Flamengo vai continuar comigo. Soube que o pessoal do Espanyol ligou e perguntou da minha situação.

Pode retornar à Espanha?
Quero ficar e jogar. Não quero voltar sem jogar. Mas se eles quiserem que eu volte agora e me disserem que terei oportunidade, ficaria feliz. Não esperava jogar tão pouco neste ano, mas tive a oportunidade de curtir mais a minha família.

E como foi agüentar esses momentos abandonado, sem ser relacionado? Eu me comportei como deveria. O grupo me ajudou muito. Não estou tão feliz como gostaria, mas não atrapalhei em nada e está todo mundo de prova. Entro de férias com a consciência tranqüila.

A saída do Caio Júnior facilitaria sua permanência?
(longa pausa) Ele pode mudar a opinião e achar que consigo jogar no time dele. Com Caio ou sem eu quero voltar a trabalhar e esquecer o ano. Posso dizer que foi um ano muito ruim, o pior da minha carreira. O melhor ainda está por vir, até porque pior do que isso não pode ser.

Recentemente, o treinador afirmou que você era um dos jogadores mais técnicos com quem ele trabalhou, mas por outro lado disse que via muitos problemas na sua marcação. Como encarou estes comentários?

Eu soube pelos colegas, durante os treinos, que ele falou isso. Ouvi e não absorvi. Acho melhor eu nem tentar entender. É o tipo de comentário que não satisfaz.

O Caio em algum momento conversou contigo?
Ele só disse que era uma opção dele. Eu respondi: “Quando precisar estou disposto a ajudar”. Mas sei que antes dele (Caio) tenho que pensar nos meus companheiros.

Como é a vida do torcedor Jônatas?
Eu fico em casa e assisto aos jogos pela televisão. É complicado, fico imaginando as jogadas como se eu estivesse em campo. Isso mata o cara.

BOX "3X Fla" à venda a partir de hoje

O presente com os 3 DVDs sai por R$ 49,90 e será comercializado exclusivamente no site da Loja Oficial do Flamengo

O Flamengo coloca à disposição do torcedor rubro-negro, a partir de hoje, uma inédita opção de Natal: um box especial com os DVDs sobre as 3 últimas conquistas do Fla - Copa do Brasil 2006 e Campeonatos Cariocas de 2007 e 2008.

O presente com os 3 DVDs sai por R$ 49,90 e será comercializado exclusivamente no site da Loja Oficial do Flamengo - www.flashop.com.br

Flamengo x Cabo Frio na Final do Estadual de Basquete e Futsal

Primeiro jogo da final será nesta sexta-feira, em quadra adversária.

O time do Flamengo/Petrobras já sabe quem será o adversário da final do Campeonato Estadual de Basquete 2008. Em busca do tetracampeonato consecutivo, o rubro-negro entra em quadra na próxima sexta-feira (5/12) para o primeiro jogo da série melhor-de-três.

A partida entre Flamengo/Petrobras e Cabo Frio/Sika, que derrotou o Municipal por 69 a 65, nesta terça-feira, e garantiu a vaga na final, será às 18 horas, em Cabo Frio.

O time de Paulo Chupeta segue treinando para a conquista do tetracampeonato. Nesta quarta-feira foi realizado um treino técnico pela manhã e a tarde será de descanso.

Confira a programação abaixo:
Dia 4/12 – quinta-feira:
Folga pela manhã
17h: Academia
18h: Treino técnico, seguido de banheira de gelo

Dia 5/12 – sexta-feira:
14h: Viagem à Cabo Frio
18h: FINAL 1º JOGO: Flamengo/Petrobras x Cabo Frio/Sika, em Cabo Frio

Dia 6/12 – sábado:
Folga

Dia 7/12 – domingo:
A definir

Dia 8/12 – segunda-feira:
Arremessos pela manhã
20h: FINAL 2º JOGO: Flamengo/Petrobras x Cabo Frio/Sika, no Municipal (RJ)

Vale ressaltar que a sexta-feira será de rodada dupla em Cabo Frio. Logo após a disputa do primeiro jogo da final do Estadual de Basquete, terá início o confronto entre Flamengo e Cabo Frio pela final do Estadual de Futsal.








quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Craque da Galera


Quer ajudar Juan na eleição do Craque da Galera? Clique aqui e vote agora!

Vote quantas vezes quiser!

‘Não dá para aceitar’, diz Bruno sobre situação do Fla na tabela

Bruno confiava tanto no título brasileiro que prometeu só cortar o cabelo após levantar o troféu. Não deu. Com os cachos ele já se acostumou e até ensaiou um visual de cabelos longos na terça-feira. Entretanto, a situação do Flamengo no Brasileiro ainda o incomoda.

Depois de disputar o título por muitas rodadas, a equipe está em quinto lugar e depende de tropeços alheios para chegar à Libertadores.

- Não aceito, não dá para aceitar ver um grupo qualificado desses fora da disputa pelo título. Ainda está doendo muito. Mas não adianta culpar o Caio. A culpa é de todo mundo. Diretoria, jogadores e até torcida. Eles disseram que o time é de m... e têm esse direito de protestar – desabafa Bruno, que apareceu no treino desta quarta-feira sem os apliques no cabelo.

Obina tem tarde de autógrafos na zona oeste do Rio de Janeiro

Após o treino da manhã desta quarta-feira, Obina aproveitou para dar uma tarde de autógrafos na loja Azzurra Futebol, em Realengo, zona oeste do Rio de Janeiro. Durante quase uma hora, o atacante fez a festa dos flamenguistas e recebeu incentivos de alguns para conseguir a vaga na Taça Libertadores, outros para entregar o jogo e o vasco cair. O Anjo Negro sorriu e agradeceu ao apoio e disse: "Eu não vou jogar domingo, estou suspenso".










O dono da loja distribuiu 150 camisas com a frase "Deus perdoa. Obina, não". O centroavante ganhou uma cesta com brindes.



Caio Júnior resolve não falar com a imprensa

Por conta dos problemas ocorridos nas últimas semanas - polêmica do pênalti em Diego Tardelli, empate contra o Goiás depois de estar vencendo por 3 a 0 e o pedido dos torcedores pela saída do treinador e pela derrota para o Atlético-PR, o que prejudicaria o vasco -, o técnico Caio Júnior resolveu recuar e cancelou a entrevista coletiva que estava prevista para esta quarta-feira.

A imprensa ficou esperando durante quase uma hora pela chegada do treinador, quando foi comunicada que ele não falaria nesta quarta. A pressão no Flamengo parece aumentar a cada dia e Caio Júnior não tem demonstrado condições de suportá-las.

Furacão x Fla: ingressos à venda nesta quinta

Os ingressos para a decisão entre Atlético Paranaense e Flamengo, domingo, às 17h (de Brasília), na Arena da Baixada, estarão à venda a partir desta quinta-feira. Como o Furacão conta com mais de 20 mil sócios, cerca de cinco mil bilhetes estarão à venda. Destes, 2.500 estão disponíveis para a torcida do Fla.

Em todos os setores da Arena os ingressos custarão R$ 30, inclusive para os visitantes. A meia-entrada está disponível para menores de 12 anos, estudantes e idosos. Confira os locais das vendas de ingressos:

Confira os locais de vendas, horários e os preços dos ingressos:

- Bilheterias da Arena: Rua Buenos Aires - das 10h às 18h;
- RD Pratas e Semijóias: Av. Manoel Ribas, 6.109 - Telefone: 3273 7484 - ao lado do Restaurante Dom Antonio - horário comercial;
- CT do Caju: Estrada do Ganchinho, 1451, Umbará - das 10h às 18h;
- Pratique Premium: Rua Riachuelo, 31, Centro - Telefone: 3029-4433 - Segunda à sexta, das 9h às 18h30, e sábados, das 9h às 14h;
- Disk Ingressos - 3315 0808.

Flamengo 10 títulos nacionais

Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!