Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 18 de abril de 2009

Cuca não aceita palestrar para árbitros e chama presidente do TJD de mentiroso

A presença de Cuca no banco de reservas na final da Taça Rio contra o Botafogo, domingo, no Maracanã, ainda é incerta. Neste sábado, após o último treino do Flamengo na Gávea, o técnico diz que não aceita dar três palestras para árbitros como determinou o presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD/RJ), Antônio Vanderler de Lima, para liberar o treinador dos 15 dias restantes da pena. Além das palestras, Cuca vai precisar pagar 100 cestas básicas para instituições de caridade. Algo que o treinador diz não ter problema.

Cuca entrou em contato com o advogado do clube Michel Assef Filho para cuidar do caso. Se precisar dar as três palestras como determinou o Tribunal, o treinador já decidiu que não vai ficar no banco de reservas no domingo contra o Botafogo e cumprir o resto da pena.

- A lei diz claramente que passados 50% da punição, ela pode virar ações sociais. Agora me fazer dar palestra para árbitro é um absurdo. Gostaria de saber se houve outro treinador dando palestra para árbitros. Vou falar o que para os árbitros? Não sei dar palestra - disse Cuca deixando claro que não aceita a decisão.

- Já comuniquei o doutor Michel. Se falar que tenho que dar palestra, prefiro não ir para o banco. Não tenho que falar tática de futebol para árbitro. Isso é errado. Se tiver que ficar fora 30 dias é a minha pena e eu cumpro. Tudo bem. Agora não vem me pedir para dar palestra para árbitro. Eu não vou. Isso também é demais - continuou o treinador.

Treinador chama presidente do Tribunal de mentiroso

Cuca também não poupou críticas ao presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD/RJ), Antônio Vanderler de Lima.

- O doutor Vanderler foi quem prometeu que me daria o efeito suspensivo no dia seguinte. E eu não minto. Mas fui lá e cumpri os 15 dias. Mentiu - disse.

Por causa da declaração, Cuca pode voltar a ter problemas com o Tribunal. O presidente do Flamengo, Marcio Braga, foi suspenso por 1.440 dias por ter criticado o Tribunal. Em março, o dirigente foi julgado em três artigos e pegou pena máxima em todos, totalizando quase quatro anos. O indiciamento no TJD-RJ ocorreu depois que Marcio Braga classificou como "brutalidade" a perda de pontos do vasco no tapetão durante a Taça Guanabara.

Além disso, o treinador corre o risco de ser novamente suspenso pelo Tribunal. Cuca apareceu no vestiário do Flamengo durante a partida contra o Fluminense, o que teoricamente não poderia ter acontecido por estar suspenso. Ele foi denunciado pelo TJD.

Jogadores do Mengão fazem corrente antes da final

Os jogadores rubro-negros procuraram demonstrar, neste sábado pela manhã, no último treino antes da final da Taça Rio, contra o Botafogo, que estão unidos e concentrados para a decisão. Durante cerca de 15 minutos, todos se abraçaram no centro do gramado da Gávea para escutar as palavras do técnico Cuca. Depois, o grupo iniciou um treino recreativo que contou com o apoio dos torcedores.


Diego leva o primeiro ouro da temporada

O sonho de conquistar a primeira medalha de ouro em 2009 se tornou realidade para Diego Hypolito. Neste sábado, o ginasta brasileiro disputou a final de solo da Copa do Mundo, na cidade de Maribor, na Eslovênia, e terminou como campeão da prova, com a nota 15,300 pontos. A prata ficou com o israelense Alex Shatilov, e o bronze com o croata Filip Ude.

"O critério foi muito rigoroso na avaliação da arbitragem. A minha nota na final acabou sendo mais baixa do que das eliminatórias (15,700), mas a série que fiz hoje foi muito boa, mais difícil, e a principal mudança foi o número de passadas, que foram seis. Minha nota de partida foi de 16,50, e o maior desconto que tive foi na última passada, quando acabou sobrando força", explicou Diego, que promete executar o “Hypolito 2” na próxima etapa da copa.

"Vou enviar o dvd com antecedência o novo movimento para a comissão julgadora da copa, e na etapa de Glasgow, na Escócia, vou lançá-lo", comentou.

Neste domingo (19), será a vez de Diego lutar por um lugar no pódio na final de salto. O ginasta brasileiro mostrou-se animado em sair da Eslovênia com mais uma medalha.

"A disputa na final de salto será bastante acirrada e sei da qualidade dos meus adversários, principalmente, o holandês Jeffrey Wammes, que foi o vencedor desta prova na etapa de Cottbus, na Alemanha, no mês passado", finalizou Diego, que terminou a fase eliminatória na primeira colocação, com 15,975 pontos.

Cuca tenta primeiro título expressivo

Personagens frequentes nas decisões recentes do Campeonato Carioca, Cuca e Ney Franco estão cotados como dois dos principais treinadores do futebol brasileiro na atualidade. Curiosamente, os comandantes de Flamengo e Botafogo têm personalidades completamente distintas. A única semelhança aparente é a vontade de ser campeão carioca de 2009.

Ainda em busca do primeiro título de expressão da carreira – só conquistou a Taça Rio –, Cuca tem a fama de não saber lidar com os momentos decisivos muito por conta de suas superstições. Ele garante que suas manias de nada influenciam em seu comportamento à beira do campo e que não tem rituais às vésperas de partidas importantes.

- Não muda nada. Procuro me distrair vendo filme e durmo cedo, por volta das 22h30. Acordo por volta das 8h e vou à missa. Evito ficar pensando no jogo, porque senão eu não durmo. Tenho a semana toda para pensar na tática, no esquema - frisou.

O capitão Fábio Luciano, que fará sua despedida do futebol em caso de derrota neste domingo, elogiou o jeito destemido que Cuca mostra diante de seus desafios. O zagueiro pondera que a fama de não vencer não tem inteira justiça, já que muitos outros treinadores têm ficado pelo caminho em fases bem menos derradeiras.

- Cuca tem uma motivação grande e sentimos ele confiante. Ele procura passar isso também para o grupo. Ele tem de ficar feliz pela carreira dele. Vai ser campeão quando encontrar a equipe pronta para isso. É melhor ele chegar às finais do que não chegar - indagou.

Já o volante Willians, que disputa sua primeira final com a camisa rubro-negra e deve fazer marcação individual em Maicosuel, admite que Cuca está uma pilha nesta semana decisiva da Taça Rio.

- Não vou falar que ele está tranquilo porque não está. É uma final. Nós treinamos, mas o pensamento está todo no jogo de domingo. Ele tem conversado com os jogadores e esperamos fazer o nosso melhor dentro de campo - enfatizou.

Torcida do Flamengo prepara ‘apitaço’ para a final da Taça Rio

A torcida doFlamengo fará barulho neste domingo. E não apenas com os gritos de incentivo. As principais organizadas do clube compraram 30 mil apitos para a final da Taça Rio contra o Botafogo, domingo. A ideia é promover um verdadeiro “apitaço” a cada ataque do adversário.

Os ingressos estão esgotados desde a última quarta-feira. O público pagante será de 78.395 pessoas.

Fábio Luciano: 'A minha história é muito bonita para ser resolvida num jogo só'

O confronto de domingo contra o Botafogo pode ser a última partida da carreira do capitão rubro-negro Fábio Luciano, que anunciou a sua aposentadoria há duas semanas. O zagueiro reafirmou nesta sexta-feira que mesmo em caso de derrota do Flamengo, ele vai encerrar a carreira no fim do Estadual

- Vai acontecer em caso de vitória ou derrota. O time joga com 50% chance, embora o pensamento seja sempre de vencer, de levar o Flamengo até à final do Carioca. O que vale é a história dentro do futebol. Se a gente vai terminar com uma vitória ou uma derrota, são os 90 minutos que vão dizer. Mas, o que eu levo são muitos mais títulos do que derrotas, mais carinho do que decepção. A minha história é muito bonita para ser resolvida num jogo só.

O jogador não cedeu à pressão dos companheiros de clube para que ele continue. A insistência de Ronaldo Angelim, que tenta convencê-lo a ficar até o final do ano, ou pelo menos, até o final da Copa do Brasil, não surtiu efeito.

- Eu estou agradecendo todos os dias aos jogadores do Flamengo e aos torcedores pela demonstração de carinho. Mas vamos pensar no jogo contra o Botafogo, em fazer uma grande partida, como fizemos contra o Fluminense, e tentar a decisão em mais dois jogos.

Campeonato Brasileiro 2009


Rodada 01 – 10/05/09 – 16h00 – Cruzeiro x Flamengo – Mineirão
Rodada 02 – 17/05/09 – 16h00 – Flamengo x Avaí – Maracanã
Rodada 03 – 24/05/09 – 18h30 – Santo André x Flamengo – Bruno José Daniel
Rodada 04 – 30/05/09 – 18h30 – Flamengo x Atlético-PR – Maracanã
Rodada 05 – 06/06/09 – 16h10 – Sport Recife x Flamengo – Ilha do Retiro
Rodada 06 – 14/06/09 – 16h00 – Coritiba x Flamengo – Couto Pereira
Rodada 07 – 21/06/09 – 18h30 – Flamengo x Internacional – Maracanã
Rodada 08 – 28/06/09 – 18h30 – Fluminense x Flamengo – Maracanã
Rodada 09 – 05/07/09 – 18h30 – Flamengo x Vitória – Maracanã
Rodada 10 – 12/07/09 – 16h00 – São Paulo x Flamengo – Morumbi
Rodada 11 – 15/07/09 – 21h50 – Flamengo x Palmeiras – Maracanã
Rodada 12 – 19/07/09 – 18h30 – Botafogo x Flamengo – João Havelange
Rodada 13 – 23/07/09 – 21h00 – Flamengo x Barueri – Maracanã
Rodada 14 – 26/07/09 – 16h00 – Santos x Flamengo – Vila Belmiro
Rodada 15 – 30/07/09 – 21h00 – Flamengo x Atlético-MG – Maracanã
Rodada 16 – 02/08/09 – 16h00 – Flamengo x Náutico – Maracanã
Rodada 17 – 05/08/09 – 21h50 – Goiás x Flamengo – Serra Dourada
Rodada 18 – 09/08/09 – 16h00 – Flamengo x Corinthians – Maracanã
Rodada 19 – 16/08/09 – 16h00 – Grêmio x Flamengo – Olímpico


Rodada 20 – 19/08/09 – Flamengo x Cruzeiro – Maracanã
Rodada 21 – 23/08/09 – Avaí x Flamengo – Ressacada
Rodada 22 – 30/08/09 – Flamengo x Santo André – Maracanã
Rodada 23 – 05/09/09 – Atlético-PR x Flamengo – Arena da Baixada
Rodada 24 – 13/09/09 – Flamengo x Sport Recife – Maracanã
Rodada 25 – 20/09/09 – Flamengo x Coritiba – Maracanã
Rodada 26 – 27/09/09 – Internacional x Flamengo – Beira Rio
Rodada 27 – 04/10/09 – Fluminense x Flamengo – Maracanã
Rodada 28 – 07/10/09 – Vitória x Flamengo – Barradão
Rodada 29 – 10/10/09 – Flamengo x São Paulo – Maracanã
Rodada 30 – 18/10/09 – Palmeiras x Flamengo – Palestra Itália
Rodada 31 – 25/10/09 – Flamengo x Botafogo – Maracanã
Rodada 32 – 28/10/09 – Barueri x Flamengo – Arena Barueri
Rodada 33 – 01/11/09 – Flamengo x Santos – Maracanã
Rodada 34 – 08/11/09 – Atlético-MG x Flamengo – Mineirão
Rodada 35 – 15/11/09 – Náutico x Flamengo – Aflitos
Rodada 36 – 22/11/09 – Flamengo x Goiás – Maracanã
Rodada 37 – 29/11/09 – Corinthians x Flamengo – Pacaembu
Rodada 38 – 06/12/09 – Flamengo x Grêmio – Maracanã

• Fonte: Confederação Brasileira de Futebol (CBF).
• Horários e locais confirmados pela CBF somente nas 19 rodadas iniciais. Da 20ª à 38ª rodada, as datas são indicativas e os jogos poderão ser realizados em dias anteriores ou posteriores à programação divulgada previamente (no sábado, em vez do domingo, ou na quinta, em vez do sábado, por exemplo).


sexta-feira, 17 de abril de 2009

Imbatível

Flamengo conquista mais uma vitória em quadra adversária e segue na liderança do NBB.

Na noite em que o armador Hélio completou 100 jogos com a camisa 5 da Gávea, o Flamengo venceu o Univates/Bira pelo placar de 90 a 73 (46 a 40). A partida, válida pela oitava rodada do returno do Novo Basquete Brasil, foi realizada nesta sexta-feira (17/04), no Complexo Esportivo da Univates, em Lajeado (RS).

O cestinha da partida foi Marcelinho Machado, com 29 pontos. O ala e capitão da equipe que é tetracampeã carioca, atual campeã brasileira e sul-americana completará 100 jogos pelo Flamengo na próxima quarta-feira, 19h em jogo contra o Saldanha da Gama no Rio de Janeiro. Pelo Univates/Bira, Audrei foi o maior pontuador, com 21 pontos.

Com a 19ª vitória assegurada, o Flamengo segue na liderança da tabela de classificação (40 pontos/21 jogos), o que já lhe rendeu vaga nos playoffs.

A partida começou com o Flamengo impondo o seu ritmo e abrindo três de vantagem, com uma cesta de dois pontos e um lance livre convertido por Araújo. O Bira passou a frente após marcar cesta de três, seguida de outra de dois. Marcelinho recolocou o Flamengo na frente do marcador após garantir uma bola de dois e assegurar um dos dois lances livres. O primeiro quarto seguiu equilibrado, com os donos da casa dando trabalho ao Rubro-Negro que fechou o período com sete pontos de diferença.

O Flamengo permaneceu comandando o jogo no segundo quarto e abriu 12 de vantagem, mas caiu de qualidade e permitiu que o Bira se reaproximasse do placar – diferença caiu para seis pontos. Os dois times permaneceram equilibrados, mantendo a diferença de seis pontos até o final do primeiro tempo.

O quinteto rubro-negro voltou inspirado para o terceiro quarto e caprichou nos arremessos. A equipe da Gávea apertou o ritmo e passou a impor maior pressão sobre os donos da casa que acabaram cedendo. Marcelinho marcou sua sétima cesta de três (a décima do rubro-negro no jogo) e o Flamengo abriu nova vantagem de 14 pontos.

O quarto e último período de jogo permaneceu igual, o Univates/Bira buscando reação e o Flamengo na liderança do marcador. Duda marcou sua terceira cesta de três. Disposto a garantir a 19ª vitória no NBB, o Rubro-Negro ampliou a vantagem para 22 pontos. A diferença chegou a cair para 18, mas a equipe da Gávea soube ter cautela e administrou o placar até o último segundo de jogo.

Períodos:
1º quarto: 27 a 20
2º quarto: 46 a 40 (19 a 20)
3º quarto: 70 a 56 (24 a 16)
4º quarto: 90 a 73 (20 a 17)

Jogadores/Pontos:
(4) Marcelinho: 29
(5) Hélio: 6
(7) Wagner: 7
(8) Fernando: 4
(9) Fred: 7
(10) Duda: 16
(18) Jefferson: 7
(19) Ian: não pontuou
(45) Coloneze: 2
(54) Alírio: 1
(55) Araújo: 11

Resultados do Flamengo no returno do NBB:
1ª rodada: x E.C.Pinheiros – 86 a 81
2ª rodada: x Paulistano/Amil – 105 a 71
4ª rodada: x Winner/Limeira – 76 a 65
3ª rodada: x São José/Unimed/Vinac – 91 a 80
5ª rodada: x Amigão/Andorinha/Unimed/Assis: 106 a 88
6ª rodada: x GRSA/Itabom/Bauru: 98 a 91
7ª rodada: x Ciser/Araldite/Univille/Joinville: 100 a 90
8ª rodada: x Univates/Bira: 90 a 73

Ibson: rivalidade Fla x Bota superando Fla x vasco

O clássico entre Flamengo e Botafogo, neste domingo, no Maracanã, que vai decidir a Taça Rio, foi a final dos últimos dois Campeonatos Cariocas -e o será pela terceira vez consecutiva.

Caso o Alvinegros vencer, será campeão estadual automaticamente. Se o Rubro-negro ganhar, obriga a realização de dois jogos finais para se definir o campeão.

Devido aos últimos confrontos decisivos, o meia Ibson acredita que a rivalidade entre os dois clubes tem sido um destaque a parte na história recente do futebol carioca.

- No momento, é a maior rivalidade do Rio, porque ambos estão chegando longe. Todos dizem que é Flamengo e vasco, mas Flamengo e Botafogo está superando - afirmou Ibson.

Nas últimas duas decisões, o Rubro-negro sagrou-se campeão. Agora, com o Alvinegro campeão da Taça Guanabara, precisa vencer o jogo de domingo para forçar uma nova final com o adversário.

- A rivalidade é grande. Os dois times têm ido a muitas finais e temos que jogar para ganhar, mas sem violência. Nosso pensamento é só neste primeiro jogo, pois se perdermos o Carioca acaba - declarou Ibson.

Risadas, brincadeiras e uma pitada de dúvida no ataque do Fla

Um recreativo bem humorado terminou o treino do Flamengo nesta sexta-feira, antevéspera da final da Taça Rio contra o Botafogo. Mas antes da atividade, que teve direito a comemorações à lá jogadores de basquete, com pulos e “peitadas”, o técnico Cuca fez uma atividade tática.

Primeiro, o treinador ajeitou o posicionamento defensivo. Aírton está recuperado de uma torção no tornozelo direito e revezou com Welinton na função de terceiro zagueiro, mas está confirmado. Na hora da parte ofensiva, Emerson novamente iniciou o treino ao lado de Zé Roberto no ataque. Porém, nos dez minutos finais, Cuca tentou confundir e trocou o Sheik por Josiel.

Nas arquibancadas, cerca de 30 crianças animaram e incentivaram o grupo. Todos os jogadores foram “homenageados” com gritos de guerra. Obina brilhou ao fazer um lindo gol de voleio e saiu aplaudido.

O Flamengo deve entrar em campo com: Bruno; Aírton, Fábio Luciano e Ronaldo Angelim; Léo Moura, Willians, Kleberson, Ibson e Juan; Zé Roberto e Emerson.

Goleiro do Fla: 'Final é o tipo de jogo que gosto'

O goleiro do Flamengo, Bruno, suspenso da semifinal da Taça Rio, volta ao time no Campeonato Carioca, neste domingo, contra o Botafogo, na decisão do segundo turno.

- Esse é o tipo de jogo que eu gosto, é onde o jogador se destaca e fica marcado pelo clube - afirmou o jogador rubro-negro, que entre a última rodada da Taça Rio e a semifinal, foi titular na vitória sobre o Remo por 2 a 0 pela Copa do Brasil.

O goleiro do Flamengo não concedia entrevista no clube há cerca de um mês. Antes de começar a coletiva desta sexta-feira, ele se desculpou com os jornalistas e explicou seus motivos.

- O motivo do meu silêncio foi por conta de muitas coisas que aconteceram comigo neste mês. Teve a perda do meu padrasto, teve o julgamento em que fui suspenso e outras coisas - declarou Bruno.

Por conta disso, o camisa 1 não conhecia a nova sala da imprensa do Rubro-negro, inaugurada em fevereiro, e que tem o nome da assessora de imprensa Marilene Dabos.

Tribunal libera presença de Cuca à beira do campo na final da Taça Rio

O Flamengo terá o reforço de Cuca à beira do gramado na final da Taça Rio contra o Botafogo, domingo, no Maracanã. No início da noite desta sexta-feira, o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-RJ) converteu a pena de 15 dias em punições alternativas.

O treinador terá de dar três palestras na Comissão de Arbitragem e doar cestas básicas. Ele havia sido punido por 30 dias por ofender o árbitro Luiz Antônio da Silva Santos no clássico contra o Vasco.

- O sofrimento lá em cima é 5% do que é lá embaixo, mas eu gosto da adrenalina do jogo, do clima. O jogador também precisa de mim. Se eu puder estar lá embaixo, é muito melhor – afirmou Cuca.

Ele ficou impedido de ficar no gramado nos últimos três jogos do Flamengo (dois no Carioca e um na Copa do Brasil). O irmão Cuquinha o substituiu e conseguiu duas vitórias e um empate.

Inicialmente punidos pelo Tribunal de Justiça Desportiva, Juninho e Alessandro também estão liberados para a final, depois de o departamento jurídico do Botafogo sair vencedor do recurso. Os dois atletas, porém, serão novamente julgados na próxima semana.

Sob o ‘olhar’ da Taça Rio, rubro-negros e botafoguenses almoçam em clima de paz

A dois dias do confronto deste domingo, pela final da Taça Rio, Flamengo e Botafogo celebraram a paz em um almoço que contou com a presença dos técnicos, capitães e da diretoria de futebol dos dois clubes. Quem também marcou presença foi o objeto de desejo de todos os presentes: o troféu do segundo turno do Carioca.

O pensamento dos rubro-negros e botafoguenses era um só: dar o exemplo de harmonia para que este seja seguido pelos torcedores e que não aconteçam casos de violência no Maracanã.

- Que a guerra seja no grito da torcida. Um vai ganhar o outro vai perder, mas a vida continua – afirmou Cuca.

O vice-presidente de futebol rubro-negro, Kleber Leite, lembrou que a rivalidade não pode sair das quatro linhas.

- Na Europa, é muito comum os dirigentes de times rivais se reunirem. Tudo deve se restringir às quatro linhas. É possível torcer, se esgoelar pelo seu time, sem violência.

Ele reencontrou o amigo Ney Franco, campeão Carioca pelo Flamengo em 2007. Antes do almoço, o papo do técnico alvinegro com o adversário Cuca não era sobre futebol, mas sobre um pequeno incidente envolvendo o treinador rubro-negro. Ao abrir a porta do carro, Cuca bateu no retrovisor de um vascaíno que passava na rua Maria Angélica, no Jardim Botânico.

- Espero que isso possa servir para o torcedor, para se respeitarem na arquibancada, que a gente não ouça nenhuma notícia de briga e morte. A gente dá a demonstração que pode ter uma harmonia. A gente riu um pouquinho sem ter que tirar dinheiro do bolso – afirmou o treinador.

Fábio Luciano e Leandro Guerreiro também disseram, em clima de brincadeira, que não iam pagar a conta.

- A gente vai comer bem para ter energia para o domingo. Mas é importante mostrar para o torcedor que a rivalidade vai sempre existir, mas existe respeito – disse o capitão rubro-negro.

Diretoria exclui comissão técnica e paga bicho somente aos atletas do Fla

A premiação por vitória está proibida no Flamengo. Mas só para alguns. Na quinta-feira, a diretoria anunciou aos jogadores a divisão de um bicho de R$ 50 mil pela classificação para as oitavas-de-final da Copa do Brasil.

A comissão técnica ficou fora do bolo. Os jogadores que viajaram para o Pará e participaram da vitória por 2 a 0 sobre o Remo receberam R$ 2 mil. Aqueles que ficaram no Rio lucraram R$ 1 mil.

A atitude de excluir os demais profissionais do rateio causou mal-estar, principalmente porque os líderes do time pregam constantemente a união entre todas as engrenagens do departamento de futebol.

O clube ainda deve à comissão boa parte das gratificações do último Campeonato Brasileiro. Para piorar, no Nacional de 2007, o prêmio foi descontado no Imposto de Renda, mas não o clube não depositou integralmente.

Em relação aos salários, a expectativa dos dirigentes é quitar fevereiro antes do dia 25 de abril, quando completaria dois meses.


Flamengo negocia patrocínio com gigante da cana-de-açúcar

As negociações com uma empresa de telefonia celular por enquanto foram parar na caixa postal. Mas o Flamengo ainda tem combustível para alimentar seu orçamento com milhões de reais. O clube negocia com a maior produtora de derivados da cana-de-açúcar do mundo para ocupar o espaço de principal patrocinador.

Segundo pessoas ligadas à diretoria rubro-negra, a Cosan tem conversas adiantadas para fechar o negócio. A ideia é divulgar a marca Esso, comprada pelo conglomerado em abril de 2008. A empresa paulista também detém a marca do açúcar refinado Da Barra, vice-líder de mercado no país.

O valor ainda não está estipulado, mas deve ficar na casa de R$ 16 milhões. Para patrocínio das mangas e calção há duas concorrentes mais fortes: a Oi, que tem receio de vincular sua imagem somente a um clube, e as tintas Suvinil.

No total, o clube deve conseguir uma receita de R$ 20 milhões. A diretoria espera anunciar o substituto da Petrobras, que ficou 24 anos no clube, na próxima semana.

Fluminense vira presa da Águia em Belém

O Fluminense tentou alçar novos voos após a eliminação no Campeonato Carioca, mas, no meio do caminho, foi fisgado pelo Águia de Marabá, que não teve piedade do momento tricolor e venceu por 2 a 1, em Belém (PA), no primeiro jogo da segunda fase da Copa do Brasil.

Thiago Neves jogou uma bola na cabeça do gandula e foi justamente expulso.

Punidos no TJD-RJ, Juninho e Alessandro estão fora da final contra o Mengão

Botafoguenses foram julgados e suspensos por incidentes no clássico contra o Fluminense.

O fio de esperança para ter Alessandro e Juninho na final da Taça Rio, domingo, contra o Flamengo, se esvaiu de vez com a informação de que, segundo a lei do TJD-RJ, que puniu ambos nesta quinta-feira, não é possível obter efeito suspensivo para penas menores do que três partidas.

Reinaldo sente lesão na coxa esquerda e sai de campo aos 26 minutos do primeiro tempo da partida contra o americano.

Botafogo perde nos pênaltis e deixa a Copa do Brasil. Maicosuel errou e o Americano venceu 5 x 4.

Para Zé Roberto, a camisa do Flamengo faz a diferença nas finais

Zé Roberto sabe bem como o Flamengo cresce em decisão. Quando o time foi campeão do Campeonato Carioca, em 2007, ele jogava pelo Botafogo, equipe adversária deste domingo, às 16h, no Maracanã, pela final da Taça Rio. Para o meia, o manto rubro-negro e a torcida fazem a diferença nos momentos mais importantes.

- Acho que a história e a camisa fazem a diferença. Em decisão, o Flamengo cresce, a equipe se supera. Não só o time, mas o torcedor cresce também. A torcida cobra muito, mas quando vê dificuldade, procurar apoiar bastante. Muitas vezes o nosso torcedor faz a diferença e a gente espera que possa ajudar a conquistar a vitória.

O próprio jogador, que pode fazer dupla com Emerson em vez de Josiel, se sente mais motivado em disputar a final da Taça Rio.

- Todo mundo gosta. Com todo o respeito, ninguém quer jogar com times ruins. Jogos bons são os decisivos, os clássicos, os jogos que todo mundo está vendo. São esses que a gente se motiva mais, se concentra mais.

Delair rebate: ‘Pena que o Leonardo não pode trabalhar voluntariamente’

Mais uma vez, um ex-jogador do Flamengo solta o verbo para – à distância – criticar a diretoria e o modelo de gestão do clube. Em entrevista ao jornal "O Globo", Leonardo sugeriu que o Rubro-Negro fosse vendido. O presidente em exercício, Delair Dumbrosck, descartou a possibilidade de o clube trocar de mãos e contra-atacou:

- Se ele está dizendo que chegou a hora de vender o clube é porque certamente tem um grupo interessado por trás. Talvez seja um lobby do Leonardo. Os sócios jamais vão permitir que o Flamengo seja vendido. No máximo, uma sociedade empresarial no futebol. Temos de nos modernizar, mas de outra forma.

Leonardo é sócio proprietário do Flamengo, mas por exigências estatutárias não tem condições de se candidatar às eleições presidenciais do fim deste ano. No clube, a chuva de críticas dele foi mal recebida. Segundo os dirigentes, falar é fácil.

- Ele até tem direito de se manifestar. Só é uma pena que eu não tenha R$ 250 mil para pagar de salário para trazê-lo e também é uma pena que ele não possa trabalhar voluntariamente, assim como eu faço, o Juvenal (Juvêncio, presidente do São Paulo) faz – desabafou Delair Dumbrosck.

Mais cedo, durante o treino do Flamengo na Gávea, o vice-presidente de futebol, Kleber Leite, disse que Leonardo deveria participar mais do dia-dia do clube.

- Ele é sócio e pode expor essas questões no conselho deliberativo ou no de administração. Só quero responder sobre a declaração em que ele diz que dirigente enriquece por meio de esquemas com empresários. Eu e o Plínio (diretor de futebol) não queremos nada do Flamengo. Nem o refrigerante o clube nos paga.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Final da Taça Rio tem maior renda e público pagante do Carioca

Os ingressos para a final da Taça Rio entre Flamengo e Botafogo terminaram nesta quarta-feira. Nesta quinta, foram divulgados os números da partida. O público pagante será de 78.395, com renda de R$ 1.456.470, os maiores números do Campeonato Carioca.

O público pagante e renda superam os da final da Taça Guanabara, entre Botafogo e Resende, que proporcionou renda de R$ 1.251.174,50 para 72.301 pagantes.

Univates/Bira x Flamengo

Armador Hélio completa 100 jogos pelo Flamengo nesta sexta-feira, em Lajeado.

Ocupando a 14ª colocação da tabela de classificação do NBB, com 24 pontos (20 jogos/4 vitórias/16 derrotas), o Univates/Bira recebe o líder Flamengo nesta sexta-feira (17/04), às 20h. A partida, válida pela oitava rodada do returno do NBB, será disputada no Complexo Esportivo da Univates, em Lajeado (RS).

O Univates/Bira vem de derrota para o Pitágoras Minas (84 a 70). Já o Rubro-Negro, único carioca a disputar o Novo Basquete Brasil, soma 18 vitórias em 20 jogos e segue como líder absoluto, já tendo garantida a sua vaga nos playoffs.

No confronto entre as duas equipes no primeiro turno, o Flamengo venceu o adversário pelo placar de 110 a 69. Marcelinho foi o cestinha, com 24 pontos.

Na partida desta sexta-feira, o armador Hélio completa 100 jogos pelo Flamengo. – “É ótimo chegar a uma marca dessas em um Clube tão importante, com uma torcida tão maravilhosa e com os resultados que conseguimos, como o tetracampeonato estadual, o título nacional e a conquista da Liga Sul-Americana neste ano” - completou o camisa 5 da Gávea, melhor jogador do Flamengo no quesito assistências, com média de quase 4,5 passes decisivos por jogo.

Jogos pelo Flamengo: 100
Pontos pelo Flamengo: 1203
Jogos no NBB: 20 jogos
Pontos no NBB: 213 pontos

Contrato Flamengo e Nike

Comunicado Oficial

"Em atenção às notícias veiculadas recentemente na imprensa acerca do término do contrato de patrocínio e fornecimento de material esportivo entre Flamengo e Nike, o Flamengo vem a público esclarecer que as informações divulgadas não são oficiais. O contrato entre Flamengo e Nike continua vigente. O Flamengo fará um comunicado oficial, assim que houver decisão definitiva sobre seu patrocinador e fornecedor de material."

Para Leonardo, Flamengo deveria mudar gestão

Diretor da Fundação Milan, Leonardo é o preferido da torcida rubro-negra para ser o presidente do Flamengo. Mas, em entrevista ao jornal "O Globo", o ex-jogador diz que nunca vai ser presidente com a atual estrutura e dá uma sugestão para o clube sair da crise: vender o Flamengo.

Segundo o ex-jogador, tudo o que se consegue hoje no Flamengo é através de amizade. Para Leonardo, é necessário construir uma estrutura e por isso o clube está fora do mercado. E, para voltar, precisaria de uma mudança drástica.

- Há dois caminhos (para a mudança). O primeiro é o Estado intervir. O segundo é a minha proposta: abre o clube, vende o Flamengo. O que é o Flamengo? Uma grande marca, esportivamente a maior do país. Pode chamar de venda, cessão de direitos de imagem, cessão de direitos federativos. A verdade é que vai ter uma gestão independente, pela qual alguém pode botar dinheiro, fazer contas, mas vai ter sempre seu maior patrimônio, a torcida - afirmou Leonardo.

Fla diz que Vieri foi oferecido, mas negociação não evoluiu

Um site italiano especializado em transferência de jogadores, o "Tuttomercato", publicou nesta quinta-feira que o Flamengo estaria de olho no atacante Christian Vieri, de 35 anos, que recentemente rescindiu seu contrato com o Atalanta. O vice-presidente de futebol rubro-negro Kleber Leite, no entanto, disse que o atleta é que foi oferecido, mas o negócio não evoluiu.

- Houve uma sondagem por parte do representante dele, mas o negócio não evoluiu - afirmou.

Sem contrato, Vieri, que fez sucesso com a camisa da seleção italiana, se dedica a outra função enquanto não assina com outro clube: o pôquer. Além do Fla, outro clube poderia ser o destino do atacante é o Los Angeles Galaxy, dos EUA.

Kleberson tem sido o ponto de equilíbrio

O Flamengo teve a sua melhor atuação na temporada na semifinal da Taça Rio contra o Fluminense. Coincidência ou não, a postura da equipe mudou muito com a entrada de Kleberson no meio-de-campo. Com boa movimentação, o apoiador soube comandar o setor e ainda deu opções para o técnico Cuca variar o esquema.

A entrada do pentacampeão devolveu Leonardo Moura à sua posição de origem, a lateral direita, e dificultou a marcação do adversário, já que o Flamengo tinha um homem a mais nos momentos em que saía para o ataque.

A variação funcional de Kleberson, que ora estava posicionado como volante, ora como armador, também deu maior liberdade a Ibson, que perdeu em responsabilidade na marcação e pôde fazer pela direita o que Zé Roberto faz pela esquerda, que é auxiliar Josiel.

A evolução de Kleberson é elogiada pelos companheiros. O lateral-esquerdo Juan destacou as qualidades do camisa 15 e acredita que a entrada dele no time titular foi um acerto do técnico Cuca.

– Com ele em campo, o Flamengo ganha muito pela experiência e pelo grande jogador que ele é. Ficou clara a importância que ele tem para o grupo. Particularmente, Kleberson dá uma opção boa de passe e é muito bom jogar ao lado dele. A entrada dele é boa para o time todo – disse Juan.

Para a final da Taça Rio, no domingo, contra o Botafogo, Kleberson deve ser mantido na equipe.

Camisa ‘limpa’ vira objeto de desejo

As camisetas sem a logomarca da Petrobras viraram febre entre os torcedores do Flamengo. 80% das ligações para o setor de televendas do clube são de interessados na camisa “limpa”. Na Fla Boutique da Gávea, a procura também é grande. Os vendedores não sabem o que dizer aos clientes. Como não está à venda, os rubro-negros estão comprando mais os outros modelos. As vendas da blusa oficial feminina (R$ 99,90), que já não tinha o nome da empresa, cresceram depois que o clube anunciou oficialmente o fim da parceria, há duas semanas.

Os homens que procuram a camiseta “100% rubro-negra” acabam comprando outras peças. Segundo os vendedores, a procura pelo modelo retrô de 92, em homenagem ao jogador Júnior, também aumentou muito nas duas últimas semanas.

- A procura está muito grande. De cada dez ligações que eu recebo, oito são perguntando da camisa nova. Muitos sabem que não está vendendo, mas ligam para se certificar – contou Carolina Silva da Conceição, atendente de televendas do Flamengo.

Sem previsão de ter o novo modelo e com o estoque cheio, muitas lojas de artigos esportivos já reduziram o preço das camisas oficiais com o nome da empresa. A de 2008/2009, que custava R$ 159,90 há pouco tempo, já está sendo vendida por R$ 99,90 em alguns lugares. A do ano anterior sai por R$ 59,00. As lojas que ainda não fizeram promoção, já pensam em baixar os preços também.

- Só ontem presenciei umas dez pessoas procurando a camiseta sem patrocínio. Eu falo para elas que não tem previsão. O estoque é muito grande. Não sei se é viável para eles (Nike e Flamengo) fazerem o novo modelo para vender. Provavelmente vamos ter que liquidar também – afirmou o gerente da loja da Gávea, Fernando Moraes.

Clubes obtêm vitória em Comissão da Câmara

Segundo deputado, COB recebeu R$247 milhões da Lei Agnelo/Piva de 2006 a 2008

O Globo

BRASÍLIA.

Na luta para manter recursos da Lei Agnelo/Piva (Lei 10.264/01), que lhe destina 2% da arrecadação das loterias, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) foi derrotado ontem na Comissão Especial da Câmara dos Deputados, que estuda a Lei Pelé (Lei 9.615/98), fundamentação do esporte no país.


Por unanimidade, a comissão aprovou relatório do deputado José Rocha (PR-BA) sobre o projeto de lei 5.186/05, do Executivo, que altera as regulamentações das Leis Pelé e Agnelo/Piva. O deputado Otavio Leite (PSDB/RJ) propôs que também recebam recursos da Lei Agnelo/Piva: Pinheiros, Minas, Sogipa, Náutico União, vasco, Fluminense, Flamengo e Corinthians, do Conselho de Clubes Formadores de Atletas Olímpicos (Confao). O tema será votado no plenário da Câmara.


Atualmente, 85% dos recursos da lei vão para o COB e 15% para o Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB). De acordo com o que Leite levantou junto à Caixa Econômica Federal, de 2006 a 2008 o COB recebeu R$247,5 milhões, e o CPB, R$44,5 milhões. Ano passado, o COB obteve R$93,8 milhões, e o CPB, R$16,8 milhões.

MAUMAU e LANCENET! apresenta Cuquinha

Os olhos azuis e a aparência física denunciam logo que o auxiliar de Cuca é seu irmão. Invicto em três jogos, Cuquinha, como é conhecido Avlamir Dirceo Stival, de 39 anos, o acompanha desde 2000 e estará no banco na final da Taça Rio. Caso o Flamengo avance à final do Carioca, ficará a supersticiosa dúvida: quem comandará o time no segundo jogo, quando a punição de Cuca terá acabado?

– Ele que vai decidir – afirma Cuquinha, que tem em comum com o irmão o amor pelo futebol.

Mas enquanto Cuca foi um jogador reconhecido e já se consolidou como técnico, o irmão tem outra filosofia. Ele chegou a ser volante de Coritiba, Brasil de Pelotas (RS), Santa Cruz (RS) e Tuna Luso (PA). Mas a carreira durou apenas seis anos.

– O que me atrapalhava era a bola – brinca Cuquinha, que também não tem a ambição de ser técnico.

Virou auxiliar por acaso. Trabalhava na panificadora de Cuca, em Curitiba, quando este o chamou para o cargo quando estava no Avaí.

– No primeiro ano discutíamos cinco, seis vezes por mês. Atualmente, se discutimos duas é muito. Já sei o que ele quer pelo olhar – disse. Mas Cuca entrega o irmão caçula (ainda tem o mais velho, Amauri, e a do meio, Anykeli).

– Uma vez não fui à concentração e o Capixaba (apoiador) não estava animado. Falei: “vai lá e dá uma animada nele, Cuquinha”. Pouco tempo depois, ele me liga: “Danou-se. Ele não quer mais jogar”. Nossa! Eu fiquei louco. Tive de ir meia-noite para a concentração resolver isso – lembra com humor, para revelar a origem do apelido.

– O nome dele éAvlamir. Minha mãe não estava inspirada no dia. Não é um nome tão simples... Por isso virou Cuquinha – brincou.

Confira o bate-bola com Cuquinha:

LNET!: Por que você não seguiu a carreira como jogador? Pensa em ser técnico um dia?

Cuquinha: Quando se joga profissionalmente você treina uma vez por dia. Aí, depois, não pode fazer outra coisa, como jogar uma pelada à noite. Gosto do lado social do futebol, de ver as partidas. Sou peladeiro. Pode ver que em qualquer treino de dois toques eu estou dentro (risos). E não sonho em ser técnico. Enquanto Cuca for treinador, não tenho condição de ser. O dia que ele parar, aí eu viro olheiro. Mas daqui uns sete anos vou largar o futebol. Minha ambição é criar bem a minha família (a esposa, Patrícia, e os filhos João Victor e Eluiza) e ser feliz.

LNET!: Num país em que fala-se muito em nepotismo, nunca te olharam feio por ser irmão dele?

Cuquinha: Jamais. Nunca ninguém questionou minha capacidade. Ao contrário, em muitos clubes já aconteceu de ele ter de sair e pedirem para eu continuar.

LNET!: Pode lembrar alguma história entre vocês dois?

Cuquinha: Quando ele jogava, sempre perguntava quanto seria o placar. Aí eu dizia e tal. Quando eu acertava, ele me dava o bicho. Deu para comprar uma moto (risos).

Ninho do Urubu substitui duas bicicletas por sala de musculação completa

Pode parecer brincadeira, mas não é. Depois de três anos e meio de funcionamento, o CT do Flamengo enfim ganhará uma sala completa de musculação para as divisões de base. A previsão é de que em 45 dias o novo equipamento seja instalado no Ninho do Urubu.

A iniciativa partiu do coordenador das divisões de base Moyses Saubel. Ele consultou o médico José Luiz Runco e o preparador físico Daniel Jouvin para saber os aparelhos necessários.

Com o orçamento feito, o dirigente recorreu ao presidente Delair Dumbrosck e ao vice de finanças Sebastião Pedrazzi. O dinheiro foi liberado e o sinal será pago até sexta-feira.

- Nossos atletas tinham de se locomover 100 km para ir à Gávea, fazer musculação e voltar para o CT, que fica em Vargem Grande. Mas a consciência do Delair foi impressionante e conseguimos essa vitória – declarou, aliviado, Moyses.

O CT rubro-negro tem somente duas bicicletas ergométricas. Os jogadores das divisões de base sofrem com a dificuldade para se recuperar de lesões simples e até para fazer o fortalecimento muscular padrão.

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Emerson brilha no coletivo e está pronto para ser titular no domingo

Depois de entrar em três partidas pelo Flamengo, Emerson disse que está pronto para jogar os 90 minutos da final da Taça Rio contra o Botafogo neste domingo, às 16h, no Maracanã. No treino desta quarta-feira à tarde, o atacante substituiu Josiel na dupla com Zé Roberto, no segundo tempo e teve uma bela atuação. O Sheik da Gávea marcou dois gols na vitória por 4 a 1 sobre os reservas e mostrou sua força como titular. Josiel e Léo Moura também marcaram, e Maxi descontou para os suplentes.

- Eu acho que já dá (para jogar durante 90 minutos). Depende também do ritmo da partida, mas já estou me sentindo muito melhor. Espero que jogue, mas há outros jogadores que também merecem. O importante é estar focado e é o que está acontecendo com o elenco. Mas se o professor Cuca achar que a gente merece uma chance, é claro que eu vou estar pronto.

O atacante ficou contente ao saber que Cuca considera seu “pedido de passagem”, mas sabe que tem outros jogadores disputando a posição há mais tempo. Enquanto espera a decisão final do “professor”, o jogador mostra suas qualidades em campo e destaca que pode fazer a diferença.

- Eu me movimento bastante. Procuro as laterais do campo também. Gosto de jogar enfiado e explorar minha velocidade, que é o que eu tenho de melhor. O Josiel também faz isso, mas eu tenho um pouco mais que ele.

Flamengo e Botafogo: situações diferentes fora de campo

Enquanto o Botafogo está com salários em dia e prometeu um prêmio aos seus jogadores que disputarão a final da Taça Rio contra o Flamengo, a situação da equipe adversária é oposta. Os jogadores rubro-negros estão sem receber há quase dois mesesm, e a diretoria do clube ainda não divulgou se haverá pagamento de prêmio, caso o time vença a decisão a ser disputada no domingo, às 16h, no Maracanã.

Os problemas financeiros da equipe da Gávea podem não atrapalhar o grupo a conquistar o título. Nos dois últimos anos, os salários estavam atrasados no final do campeonato, e os jogadores superaram o rival alvinegro.

- Agora é o momento de pensar no título. Deixar isso aí de lado – afirmou Juan, lateral-esquerdo do Flamengo.

O jogador acrescentou que o clima na Gávea melhorou em relação ao primeiro turno do campeonato, quando o Flamengo foi eliminado pelo Resende na semifinal.

- Antes estava um clima pesado, carregado – disse.

Já no lado alvinegro, o técnico Ney Franco não acredita que em uma decisão de campeonato, os salários possam atrapalhar o rendimento dos jogadores em campo.

- Minha posição sobre essa questão salarial é que nenhum jogador faz corpo mole em uma partida.

Agora resta saber se esses problemas extracampo vão atrapalhar ou ajudar os finalistas do segundo turno do Carioca 2009.


Torcedores esgotam os ingressos para a final entre Fla e Bota

As longas filas desde o início desta quarta-feira já indicavam a notícia: depois de os ingressos de arquibancada terem se esgotado pouco depois do meio-dia, todos os 68.709 bilhetes para a decisão da Taça Rio entre Flamengo e Botafogo, neste domingo, às 16h, estão esgotados.

As entradas terminaram no segundo dia de venda antecipada. Só na terça-feira, mais de 40 mil ingressos já haviam sido comercializados. Desta forma, há a certeza de casa cheia no Maracanã.

Se vencer a partida, o Alvinegro fica com o título e elimina a necessidade da decisão do Carioca em duas partidas, já que conquistou a Taça Guanabara. O Fla precisa vencer neste domingo de qualquer jeito para provocar a final.

Situação de Cuca pode ser agravada

Sem conseguir reverter a suspensão de 30 dias, cujo recurso foi julgado nesta terça-feira, o técnico Cuca poderá ser punido novamente. Mesmo cumprindo a pena, o comandante rubro-negro esteve no vestiário do Fla-Flu de domingo, antes e depois da partida.

O procurador geral do TJD, André Valentim, vai assistir ao vídeo em que o treinador aparece fazendo uma corrente com os jogadores e, nesta quarta-feira, entrará com a denúncia. De acordo com o artigo 172 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, Cuca não poderia estar no local de trabalho.

Segundo Valentim, o técnico deverá responder por descumprimento de determinação da Justiça Desportiva, conforme previsto no artigo 223 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), parágrafo único, que pode punir com multa de R$ 10 mil a R$ 200 mil e suspensão de 90 a 360 dias. Em caso de reincidência no descumprimento, a pena pode ser a eliminação do futebol, conforme explica o site "Justiça Desportiva".

Cuca lamentou a possibilidade de receber um novo gancho.

- As leis não são claras. Eu fui ao vestiário antes e depois do jogo para rezar. Se eu for punido por rezar será o fim do mundo. Eu respeito as leis, mas não me falaram nada sobre isso.

Em 2006 um fato semelhante aconteceu com o treinador. Dirigindo o Botafogo, ele passou pelo vestiário de uma partida contra o vasco, mesmo suspenso. O clube de São Januário denunciou o treinador, mas a acusação deveria ter vindo do STJD e ele foi absolvido.

O treinador cumpre suspensão de 30 dias desde 1º de abril. Na partida contra o Vasco, no dia 22 de março, pela quarta rodada da Taça Rio, ele foi expulso aos 41 minutos do segundo tempo, quando o Flamengo já perdia por 2 a 0 (placar final). Cuca gesticulou com o árbitro Luiz Antonio Silva dos Santos, reclamando de uma falta contra o rubro-negro, e foi excluído do gramado. Quando saía para o vestiário xingou o juiz.

terça-feira, 14 de abril de 2009

Flamengo chega à nona vitória seguida e mantém a liderança no NBB 2009

Apesar de atuar fora de casa, o Flamengo não teve dificuldades para manter a liderança na classificação do Novo Basquete Brasil (NBB) e garantir vaga nos playoffs, entre os oito melhores do campeonato. Na partida de abertura da sétima rodada do returno, nesta terça-feira, em Joinville (SC), o time comandado pelo técnico Paulo Chupeta venceu o Ciser/Joinville por 100 a 90 (56 a 37).

Com o resultado, o rubro-negro chega a 38 pontos na classificação com 18 vitórias em 20 confrontos (90% de aproveitamento). O Joinville sofreu a segunda derrota consecutiva e soma 36 em 21 jogos com 15 vitórias (71,4.%).

Marcelinho Machado foi o cestinha do confronto e ultrapassou 2.500 pontos defendendo o Fla. O capitão deixou a quadra com 34 pontos na partida, 27 deles no primeiro tempo, somando 2.516 pontos marcados pelo clube. Os destaques no Joinville foram André, com 21 pontos, e o pivô Shilton que além de 17 pontos pegou 18 rebotes.

- Esta foi uma vitória importante porque matematicamente já estamos classificados para os playoffs. A equipe entrou com determinação o que foi fundamental para o resultado em um jogo como este - comemorou o treinador rubro-negro, Paulo Chupeta.

Fla pode ter mudanças na final: ‘Tem gente pedindo passagem’, avisa Cuca

O Flamengo realizou um treino pouco conclusivo, com jogadores misturados em duas equipes na tarde desta terça-feira. Mas antes mesmo de esboçar o time titular no gramado da Gávea, Cuca reconheceu que pode fazer alterações na formação que venceu o Fluminense por 1 a 0 no último domingo.

- Nos treinamentos tem gente pedindo passagem. E eu não serei o obstáculo.

O recado não foi nominal. Mas sabe-se que o treinador está bastante satisfeito com Emerson e pode colocá-lo na vaga de Josiel. O atacante tem dois gols e, no Fla-Flu, novamente teve boa movimentação e quase fez um gol no fim.

- Nem me fale desse gol, nem me fale – brincou Emerson, enquanto deixava a Gávea.

Há também a situação de Everton Silva. O jogador ficou fora do último jogo por causa de um problema na coxa, mas está recuperado. Resta saber se ele voltará à equipe, ou se Léo Moura será mantido na lateral direita.

- Tenho uma ou duas dúvidas e vocês só vão saber o que escolhi um pouquinho antes do jogo – avisou o treinador.

O Flamengo enfrenta o Botafogo na final da Taça Rio no próximo domingo, às 16h. O GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real. A TV e a Rádio Globo transmitem para o Rio de Janeiro.

Bruno volta a treinar e está confirmado na decisão de domingo

Diego fez a sua parte, saiu festejado, mas Bruno está de volta ao gol do Flamengo. Nesta terça-feira, o goleiro treinou forte ao lado dos companheiros, na Gávea. Ele ficou fora dos últimos dois jogos por causa de uma suspensão do TJD-RJ e desde terça-feira estava de folga. Na viagem a Belém, ele confidenciou que voltaria com "ainda mais vontade" de conquistar o tricampeonato do Campeonato Carioca. No proximo domingo, Bruno será titular na final da Taça Rio contra o Botafogo.


Recurso de Cuca é negado, e treinador segue suspenso pelo TJD

Por oito votos a zero, os auditores do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD/RJ) mantiveram a punição de 30 dias de suspensão imposta ao técnico Cuca, pela Terceira Comissão Disciplinar, por ter sido expulso de uma partida contra o Vasco. Ele foi acusado de ofender o árbitro Luiz Antônio Silva Santos, mas a punição poderá ser convertida em cestas básicas, já que ele cumpriu 50% da pena. Se o TJD aceitar a conversão, Cuca poderá comandar o Flamengo na decisão da Taça Rio, domingo, no Maracanã.

Já o goleiro Bruno, julgado por jogo violento na mesma partida, recebeu cinco votos pela manutenção da pena e três votos contra. Mas ele já cumpriu os dois jogos de suspensão e está poderá enfrentar o Botafogo na decisão da Taça Rio, no próximo domingo, no Maracanã.

O goleiro do Flamengo, porém, deixou de ser réu primário, mas o advogado do Flamengo, Michel Assef Filho, deverá recorrer ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para que o camisa 1 tenha a ficha limpa nos tribunais.

- Conversarei com Bruno para saber se ele quer que eu recorra ao STJD porque entendo que três dos oito auditores o absolveram. Quanto a Cuca, quinta-feira poderei pedir a conversão da pena para cestas básicas. Se o presidente do TJD, Antônio Vanderler, entender que poderá haver conversão, Cuca poderá comandar o time na final da Taça Rio – afirmou Michel Assef Filho.

Torcidas de Fla e Bota compram mais de 40 mil ingressos para a final

Os torcedores de Flamengo e Botafogo foram rápidos e compraram mais da metade da carga de ingressos disponível para a final da Taça Rio, domingo às 16h, no Maracanã. Só nesta terça-feira, 41.009 foram vendidos. No total, havia no começo do dia 68.709 bilhetes. Não há mais cadeiras especiais. Nesta quarta, a partir das 11h, possivelmente, todos os ingressos serão esgotados.


Confira os preços dos ingressos

Setor Preço Meia-entrada
Arquibancada branca, verde e amarela R$ 30 R$ 15
Cadeira comum R$ 20 R$ 10


Locais de venda

Gávea (Sede do Clube de Regatas do Flamengo, na Av. Borges de Medeiros, n° 997)
Laranjeiras (Sede do Fluminense Football Club, na Rua Álvaro Chaves, n° 41)
Parque de Diversões Terra Encantada, na Barra da Tijuca
São Cristóvão F.R.(Rua Figueira de Melo, n° 41)
Bilheteria 08 do Macaranã
General Severiano (Av. Venceslau Brás, 72. Botafogo)
Estádio de Caio Martins (Rua Presidente Backer, s/n Santa Rosa - Niterói)
Estádio Olímpico João Havelange (Bilheteria Norte)

‘Não vou enfiar a cabeça na privada se não for campeão’, afirma Cuca

A palavra da moda para a final de domingo entre Flamengo e Botafogo é “vice”. Mas nesta terça-feira, Cuca, o principal protagonista da decisão, tratou de repelir a ideia de que ele e o time alvinegro vão disputar o rótulo desagradável de vice-campeões.

Nos últimos dois estaduais, o treinador estava do outro lado e perdeu as decisões para o Rubro-Negro. Quando conquistou a Taça Guanabara deste ano, a torcida do Botafogo gritou “Vice é o Cuca”. O fato o incomodou. Mas só num primeiro instante.


- Agora consigo ver de outra forma. Entendi que eles falaram aquilo porque agora estou no maior rival. Jamais vou falar mal de um clube em que fui muito bem recebido e deixei amigos. A decisão será entre Flamengo e Botafogo. O Cuca não é sequer uma unha deste clássico. Aliás, menos do que uma unha.

Para conseguir seu primeiro título na carreira – com exceção de duas Taças Rio vencidas em 2007 e 2008 – o técnico Cuca promete não se desesperar. Ele garante que não haverá desabafo se ganhar e nem depressão se sair derrotado.

- Se eu for campeão, não vou chegar aqui no dia seguinte soltando foguetes e também não vou enfiar a cabeça na privada. Chegarei aqui com a mesma cara, essa cara feia que vocês sempre veem.

Por fim, ele acha que ainda é muito cedo para que as pessoas joguem sobre as costas dele a fama de vice-campeão.

- Tenho 45 anos, quero trabalhar até os 70. Vou ser vice muitas vezes, assim como vou ganhar outras. Perdi ano passado e retrasado. Só por isso vou pegar o estigma de vice?.

Flamengo e Botafogo decidem a Taça Rio neste domingo, às 16h. Se vencer, o time rubro-negro ainda terá de disputar os dois jogos da decisão do Carioca.

Ibson sofre pancada e dá susto na Gávea

O volante Ibson pregou uma peça em todos que assistiam ao primeiro treino do Flamengo em função da decisão da Taça Rio, domingo, contra o Botafogo.

O jogador sofreu uma pancada na panturilha direita, em lance com o atacante Emerson, e ficou cerca de um minuto caído no chão. Quando todos estavam preocupados com o estado do camisa 7, ele se levantou e disse:

- A bola é nossa.

Além da brincadeira, o que chamou a atenção no treino em campo reduzido comandado pelo técnico Cuca foi o golaço marcado por Kleberson, em bomba de fora da área.

O lateral-direito Everton Silva, com dores no púbis, e o volante Airton, com dores no tornozelo direito, seguem fora do time. Outro que também não participou do treino na Gávea foi o volante Willians, liberado para resolver problemas particulares. A presença dele é certa no treino desta quarta-feira.

Defesa do Flamengo: o diferencial

Criticada no início da temporada, quando chegou a passar dez jogos seguidos do Carioca levando ao menos um gol, a defesa do Flamengo vive boa fase, coincidentemente após o retorno de Ronaldo Angelim, que passou por cirurgia na coxa direita. Nas últimas cinco partidas que realizou, o Rubro-Negro sofreu apenas um gol, contra o Fluminense.

Desde a goleada por 4 a 0 sobre o Resende, o comportamento da retaguarda rubro-negra tem sido quase impecável. Foi assim, também, contra o Americano, em Campos, Remo, em Belém, e nos dois Fla-Flus.

Apesar do bom desempenho defensivo no clássico do último domingo, Ronaldo Angelim acredita que a classificação para a final da Taça Rio só aconteceu pelo fato de grande parte do time do Flamengo ter atuado bem. Ele cita até algumas peças-chave do técnico Cuca.

– O ponto mais importante para a vitória foi a atuação de alguns jogadores fundamentais na nossa equipe. Quando Juan, Kleberson, Ibson e Leonardo Moura jogam bem é difícil ganhar do Flamengo – disse.

A respeito da provocação do presidente do Fluminense, Roberto Horcades, Angelim acredita que o episódio nada tem a ver com a excelente exibição do Flamengo diante do Tricolor. Para o zagueiro, só de atuar pelo Rubro-Negro, ainda mais em um clássico, já é motivo para tamanha entrega.

– Era uma semifinal de Taça Rio. Quem joga pelo Flamengo, principalmente em clássicos, tem de dar o máximo. Se fosse depender das polêmicas, precisaríamos de alguma provocação do Botafogo para correr no domingo? – indagou Angelim, esquecendo-se de que a torcida alvinegra já pegou no pé de Cuca e isso pode servir de incentivo.

Número 3 marca a decisão da Taça Rio

Além da manutenção do sonho de faturar o quinto tricampeonato estadual de sua História, o Flamengo tem três motivações a mais para superar o Botafogo no próximo domingo, pela decisão do returno: conquistar a Taça Rio, livrar o técnico Cuca da gozação alvinegra e postergar o fim da carreira do capitão Fábio Luciano por duas semanas.

Uma motivação desencadeia a outra e o número 3 cerca todas elas. Se o Flamengo for campeão do segundo turno, Cuca vai faturar a sua terceira Taça Rio consecutiva. Curiosamente, as outras duas foram quando dirigia o Alvinegro. O treinador já afirmou ter ampliado a vontade de levantar este caneco para responder à provocação dos botafoguenses, que na final da Taça Guanabara cantaram: “Vice é o Cuca”, acreditando que não vão ficar na segunda posição pela terceira vez consecutiva.

Além destas peculiaridades, Fábio Luciano veste a camisa 3 e serve de inspiração para os companheiros pelo seu espírito de liderança. Como aconteceu no Fla-Flu, os jogadores vão se dedicar para que o capitão finalize sua vitoriosa carreira com mais uma conquista pelo Flamengo.

Fundamental nos últimos dois títulos estaduais do Flamengo, o lateral-direito Léo Moura é um dos quatro titulares que buscam o tricampeonato. O camisa 2 sabe da importância deste feito até mesmo para ampliar a sua trajetória pelo clube.

– A chance de ser tricampeão será um marco para todos nós. Entraremos para a História do Flamengo e isso será inesquecível – declarou.

Presente na entrevista coletiva em que Fábio Luciano anunciou o fim de sua carreira, Leonardo Moura, que chegou a se emocionar ao saber que a despedida do capitão está próxima, garante que os companheiros estão mobilizados para prolongar a carreira do zagueiro.

– Nós vamos fazer de tudo para ele não parar agora. E se viermos a conquistar este título, vamos pedir para que ele continue conosco – frisou.

Cortês, Kleber Leite planeja jantar com técnico e diretoria do Botafogo

Na semana da decisão da Taça Rio, o vice-presidente de futebol do Flamengo, Kleber Leite, e o técnico do Botafogo, Ney Franco, possuem encontro marcado antes de a bola rolar. Na sexta-feira, os dois almoçam juntos para colocarem a conversa em dia e provarem que, apesar das seguidas decisões entre as duas equipes, não há rivalidade acima do normal entre o Rubro-Negro e o Alvinegro.

- Será um encontro entre amigos, é necessário passar este tipo de mensagem. O assunto futebol se limita às quatro linhas. Ney é uma das pessoas que mais amo no futebol. A rivalidade deve ser estimulada, mas com amor e carinho. Os treinadores vão ao encontro, e se o presidente do Botafogo também for, vou chamar o Delair Dumbrosck (presidente do Flamengo em exercicio) - explicou Kleber Leite.

O dirigente da Gávea confessou que não será a primeira vez que os dois se encontrarão desde que passaram a estar em lados opostos no futebol carioca. Na Taça Guanabara, Kleber Leite e Ney Franco já haviam jantado juntos.

- Recentemente, ele aniversariou e estava sozinho em casa, já que a esposa teve que ir a Belo Horizonte. Liguei para ele e saímos para jantar como dois bons amigos. Ainda bem que o jogo entre Flamengo e Botafogo terminou empatado na ocasião, senão teriam falado alguma coisa - concluiu.

‘Será o jogo das nossas vidas’, diz Ibson

Campeão da Taça Guanabara, o Botafogo pode terminar o Campeonato Carioca no próximo domingo. Basta vencer o Flamengo. A situação privilegiada do adversário não amedronta os rubro-negros.

Pelo contrário. Ibson diz que a obrigação de vitória é motivadora

- Tivemos várias finais contra o Botafogo nos últimos anos, mas este será o jogo das nossas vidas. Temos de trabalhar bastante nesta semana.

O volante Kleberson segue a mesma linha de raciocínio. Ele pede que o Flamengo estude as principais jogadas ao Alvinegro e lembra que não haverá segunda chance.

- Eles que têm toda a vantagem. Para gente é tudo ou nada. Temos de saber quais são as principais jogadas do Botafogo para conseguir fazer um bom jogo.

O Flamengo teve folga nesta segunda-feira, dia seguinte à vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense. O time se reapresenta na tarde desta terça, na Gávea.

Flamengo x Botafogo: ingressos para a decisão da Taça Rio à venda nesta terça

A venda de ingressos para a decisão da Taça Rio entre Flamengo e Botafogo terá início às 11h desta terça-feira. As equipes se enfrentam no domingo, às 16h, em partida que pode garantir o título antecipado do Campeonato Carioca ao Alvinegro, que já venceu a Taça Guanabara. Em caso de triunfo do Mengão, o Estadual será decidido em duas partidas. Serão disponibilizados 68.709 bilhetes.

Confira os preços dos ingressos

Setor Preço Meia-entrada
Arquibancada branca, verde e amarela R$ 30 R$ 15
Cadeira comum R$ 20 R$ 10
Cadeira especial R$ 120 R$ 60


Locais de venda

Gávea (Sede do Clube de Regatas do Flamengo, na Av. Borges de Medeiros, n° 997)
Laranjeiras (Sede do Fluminense Football Club, na Rua Álvaro Chaves, n° 41)
Parque de Diversões Terra Encantada, na Barra da Tijuca
São Cristóvão F.R.(Rua Figueira de Melo, n° 41)
Bilheteria 08 do Macaranã
General Severiano (Av. Venceslau Brás, 72. Botafogo)
Estádio de Caio Martins (Rua Presidente Backer, s/n Santa Rosa - Niterói)
Estádio Olímpico João Havelange (Bilheteria Norte)

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Angelim de olho nos pontos fortes do Bota

A defesa do Flamengo voltou a ser um dos pontos fortes do time. Nos últimos cinco jogos levou apenas um gol (de Alan, contra o Fluminense). Mas agora o Rubro-Negro terá pela frente um trio de peso e Ronaldo Angelim está de olho na principal arma do Botafogo.

Dos 49 gols marcados pelo Botafogo no ano, 31 foram de Reinaldo, Maicosuel e Victor Simões. O trio preocupa a defesa do Flamengo, mas Ronaldo Angelim também pede atenção com os laterais Alessandro e Thiaguinho.

- Temos que nos preocupar com o trio e com os dois laterais que agridem bastante. Cuca vai estudar bem o time deles e nós vamos ver também a forma como jogam. Eles são perigosos e não podemos dar espaço - analisou Ronaldo Angelim.

Joinville x Flamengo

O time do Flamengo viajou hoje para Joinville (SC), onde enfrenta os donos da casa nesta terça-feira (14/04), pela sétima rodada do returno do Novo Basquete Brasil. A partida, com início previsto para as 19h, terá transmissão ao vivo do Sportv.

O Ciser/Araldite/Univille/Joinville se encontra em 4º lugar na tabela de classificação, com 35 pontos (20 jogos/15 vitórias/5 derrotas) e vem de derrota para o Pinheiros (94 a 92). No primeiro turno, o Flamengo levou a melhor ao vencer o adversário por 105 a 83. Na ocasião, Marcelinho, Araújo e Jefferson foram os destaques da partida, com 26, 24 e 22 pontos, respectivamente. Pelo time de Joinville, Jefferson Sobral foi o maior pontuador, com 17 pontos.

Mesmo com um jogo a menos, o Mengão segue na liderança do NBB, com 36 pontos (19 jogos/17 vitórias/2 derrotas) e vem fazendo uma boa campanha em partidas fora da casa.

Sob o comando do técnico Alberto Bial, o Joinville conta com jogadores perigosos, como Olívia, ex-Flamengo, Espiga e o americano Williams.

Pleno do TJD julga recurso de Cuca nesta terça

O departamento jurídico do Flamengo vai tentar nesta terça-feira conseguir a liberação de Cuca para comandar a equipe na final da Taça Rio, neste domingo, contra o Botafogo. O Pleno do TJD vai julgar o recurso contra a punição de 30 dias ao treinador por xingamento ao árbitro Luiz Antônio Silva Santos no clássico contra o Vasco.

O advogado do Flamengo, Michel Asseff Filho, ainda conversará com Cuca para definir se o levará ao julgamento. O treinador já cumpriu 12 dias de pena e, se for absolvido, volta a comandar a equipe à beira do gramado.

- Existe essa possibilidade, mas ainda vou conversar com ele. Vamos apresentar a mesma defesa apresentada anteriormente. A intenção de Cuca jamais foi ofender o árbitro - afirmou Michel.

Além do recurso de Cuca, também será julgado o de Bruno. Apesar do goleiro já ter cumprido os dois jogos de suspensão por jogada violenta, o advogado do Flamengo quer a absolvição pensando na possibilidade de um futuro julgamento.

- Com Bruno, no entendimento da defesa, não houve sequer falta e ele não deveria ser punido. Vamos tentar recuperar a primariedade dele porque ainda vamos enfrentar um Brasileiro longo - explicou Michel.

Quando um atleta que é réu primário é julgado, a possibilidade dele ser absolvido é maior. Além de, no caso de ser punido, a pena ser mais branda.