Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 26 de dezembro de 2009

Zico defende Campeonato Brasileiro de pontos corridos

Maior ídolo da história do Flamengo, Zico joga no time dos que defendem o Campeonato Brasileiro de pontos corridos. Segundo ele, além de ser a fórmula mas justa de disputa, mantém a torcida ligada até a última rodada. Como exemplo, citou o Fluminense.

"Os torcedores acompanharam o Fluminense até o fim, na luta contra o rebaixamento. Se fosse uma competição dividida em fases como era no passado, com certeza o apoio não seria o mesmo", afirmou Zico.

Quando vestia a camisa 10 do Flamengo, Zico disputou quatro finais de Campeonato Brasileiro e ganhou todas elas: contra Atlético-MG (1980), Grêmio (1982) e Santos (1983) e Internacional (1987).


Zico ganha estátua no Maracanã e lembra golaço da Copa do Mundo de 1982

O talento de Zico imortalizado. O maior ídolo da história do Flamengo ganhou uma estátua em sua homenagem no Hall da Fama do Maracanã. A obra, confeccionada pelo cenógrafo Abel Gomes, foi inaugurada na tarde deste sábado. Nela, ele dá um “voleio”. A imagem passa a impressão de que o ex-jogador está no ar.

Marcelo  Carnaval/O Globo

Com o neto no colo, Zico observa Zico na inauguração da sua estátua no Hall da Fama do Maracanã

Num evento fechado, parentes e amigos do craque puderam observar a estátua. Neste domingo, antes do Jogo das estrelas organizado pelo Galinho, que começa às 17h, ela poderá ser admirada pelo grande público.

- A estátua me lembra muito um gol que fiz na Copa de 82 contra a Nova Zelândia. Está aprovada – disse Zico que, naquela ocasião, ajudou o Brasil a vencer o último jogo da primeira fase do Mundial da Espanha por 4 a 0.

Zico, que hoje é técnico do Olympiacos, da Grécia, é o maior artilheiro do Maracanã, com 333 gols. Ele também já deixou sua marca na Calçada da Fama do estádio. Durante a inaugaração, ficou muito emocionado ao discursar e fez questão de lembrar do pai e do irmão mais velho, ambos chamados Antunes e que já faleceram.

O ex-jogador e auxiliar técnico da seleção brasileira, Jorginho, a cantora Sandra de Sá, o músico Ivo Meirelles, e a modelo e ex-BBB Priscila prestigiaram o evento.

Adriano dá boas-vindas para Vagner Love

Adriano esteve presente na tarde deste sábado na pelada de Júnior Negão, no Leme, com seu filho Adrianinho. Sorridente e de bom humor, o atacante do Flamengo concedeu uma entrevista para os repórteres presentes e deu as boas-vindas a Vagner Love.

Cerca de 300 pessoas estavam na praia e acompanharam a descontraída partida de perto.

Eduardo Peixoto/GLOBOESPORTE.COM

O Imperador Adriano disputa a bola em partida nas areias da praia do Leme, Zona Sul do Rio de Janeiro

Confira a entrevista na íntegra:

1 - Como está o Adriano depois do título brasileiro?

Estou ótimo, muito feliz em poder ser campeão. A felicidade acima de tudo é mais importante. Não só em conseguir esse título, mas o importante é que a felicidade voltou. Estou perto da minha família, dos meus filhos e isso me fez retornar o mais rápido possível.

2 - Ronaldinho Gaúcho disse que invejava o Adriano com título brasileiro, Maracanã lotado. Ele tem de invejar mesmo?

Acima de tudo ele sabe o carinho que o povo brasileiro tem pela gente. Claro que um jogador sempre sonha em ser campeão dentro do nosso país, com os torcedores apoiando a gente e com certeza ele sentiu essa falta. Mas acho que ele não deve ter inveja de ninguém. Ele já conquistou muitas coisas e estou começando a conquistar de novo.Com certeza ele vai dar a volta por cima também.

3 - O que pesou para o Adriano ficar no Brasil?

Meus filhos, minha família, enfim, isso não tem troca. Não tem como você escolher. É um sentimento mais forte. Por isso resolvi ficar.

4 - As peladas não tem em Roma e Milão. Isso faz a diferença?

Aqui tenho os meus amigos para me apoiar. A gente sente falta. Lá realmente é difícil encontrar isso, esse carinho dos amigos, das pessoas. Com certeza isso foi uma das coisas que me segurou aqui.

5 - Esse carinho é mais importante do que qualquer saco de dinheiro?

Com certeza, sem dúvida nenhuma.

6 - Seu parceiro no ataque, ao que parece, vai ser o Vágner Love. Como é jogar com ele?

Muito legal, cara. Conheço o Vagner há muito tempo. Jogamos a Copa América (2007) juntos. Jogamos peladas juntos também, a amizade é muito boa. A gente espera fazer um bom trabalho no Flamengo. Acho que isso é o mais importante.

7 - Tem muita fofoca, mas o que o Adriano realmente faz nas horas de folga?

Foi o que sempre falei. Sempre que posso vou na minha comunidade até porque meus amigos de verdade estão lá. Mas, de resto, eu tento em ficar mais em casa com os meus amigos, com a minha família e curtir isso ao máximo.


Maldonado prevê volta em março e sonha com Copa

Maldonado havia recuperado a boa fase no Flamengo, tanto que voltou a ser convocado para a Seleção Chilena. Contudo, justamente quando atuava por seu país em um amistoso contra a Eslováquia em novembro, o jogador sofreu uma grave lesão no joelho esquerdo. Apesar de contundido, o volante ainda sonha em disputar a Copa de 2010.

"A recuperação tem sido melhor do que o habitual. Os médicos se surpreenderam e me deram esperanças de poder chegar à África do Sul. Do jeito que estou, em março espero estar já treinando. Mas quero ir com calma", disse Maldonado ao Terra Chile, enquanto fazia sessão de fisioterapia.

Na expectativa de disputar a Copa de 2010, Maldonado também analisou o Grupo H, no qual o Chile terá pela frente a favorita Espanha, além de Suíça e Honduras.

"É um bom grupo, difícil como todos, mas creio que há boas possibilidades de passarmos para a segunda fase", afirmou o jogador campeão brasileiro com o Flamengo em 2009.


Vagner Love será adversário do Flamengo no jogo das Estrelas

Sonho de consumo do Flamengo para 2010, Vagner Love será adversário do clube do coração no Jogo das Estrelas neste domingo. O atacante está confirmado no evento organizado por Zico. Mas do outro lado do campo.

Enquanto o time rubro-negro terá o ataque dos sonhos, com Zico, Adriano e Romário no ataque, o artilheiro do amor jogará no time dos "Amigos de Zico" ao lado de Carlos Alberto e Amoroso.

Outro jogador que confirmou presença na partida, que começa às 17h (de Brasília), no Maracanã, foi o zagueiro Juan, da seleção brasileira e do Roma.

- Está tudo pronto para a festa. Meu pai está muito feliz pela maneira com que o povo carioca acolheu o Jogo das Estrelas. Essa aceitação faz com que tenhamos ainda mais motivação para continuar organizando a partida e ajudando a quem precisa nos anos que se seguirão - disse Junior Coimbra, filho de Zico e um dos organizadores do evento.

As arquibancadas custam R$ 10 e as cadeiras inferiores R$ 6.



Marcos Braz aguarda Love e avisa: 'Só vou contratar jogador acima da média'

O Flamengo está há duas semanas espera ndo por Vagner Love. Em 2008, ocorreu situação semelhante. O artilheiro do amor ficou na Rússia e o clube acabou de perdendo tempo precioso na busca por reforços. Desta vez, porém, o vice-presidente de futebol Marcos Braz assegura que a história é diferente.

- Temos um time campeão brasileiro, não adianta sair trazendo um monte de gente. Só vou contratar jogador acima da média - afirmou.

Neste sábado surgiu a informação de que o Palmeiras aceitaria Fierro como "moeda" para liberar Love.

- Não negocio o chileno. Ele vai disputar a Copa do Mundo. Deixa o Fierro aqui - disse Braz.

Além de um atacante, o Flamengo procura um reserva para Petkovic. Marquinhos chegou a ficar perto do acerto, mas preferiu o Santos. O técnico Andrade também indicou que gostaria de um volante para repor a perda de Aírton, vendido para o Benfica, e Maldonado, que operou o joelho.


RETROSPECTIVA 2009: Flamengo domina o Rio e conquista o Brasil

Títulos na raça. Parece lugar-comum, mas o ano do Flamengo está intimamente ligado ao adjetivo que a torcida mais gosta. Seja no Campeonato Carioca seja no Campeonato Brasileiro, o Mengão soube impor-se aos adversários nos momentos decisivos e sai de 2009 como a equipe mais vitoriosa do país.

Houve um momento no Campeonato Carioca em que o Mengão foi dado como carta fora do baralho. No fim, levantou o tricampeonato e conquistou a hegemonia (31 títulos contra 30 do Flu) pela primeira vez na história.

O enredo praticamente se repetiu no Brasileiro. Depois de mudar o comando do departamento de futebol e o treinador – saiu Cuca e entrou Andrade – no meio da competição, o Mengão ultrapassou os obstáculos e também ficou com a taça.


A revelação


Há quem diga que Petkovic, aos 37 anos, foi a grande revelação do Flamengo em 2009. Mas, brincadeiras e efetividade do gringo à parte, Willians leva o prêmio com louvor. Contratado do Santo André, ele ganhou a posição no meio-campo na pré-temporada e não a abandonou. Apesar da “marra” fora de campo, o jogador brilhou nos desarmes e foi o principal ladrão de bolas do Brasileirão. Ele tem sondagens da Europa, mas, por enquanto, fica no Mengão em 2010.




O personagem



Adriano reuniu a imprensa em abril para dizer que, por falta de motivação, pararia temporariamente de jogar futebol. Mas o Flamengo o acolheu e, como ele mesmo diz, transformou-se em seu psicólogo. Menos de um mês e meio depois, estreou de forma triunfal contra o Atlético-PR.

Os gritos de “Imperador voltou” se multiplicaram, ganharam força e obtiveram resposta. Apesar das regalias, ausências em treinos e outros pequenos deslizes, o atacante foi decisivo. Foram 19 gols que garantiram a artilharia ao lado de Diego Tardelli, do Atlético-MG, e o título do Brasileiro no clube do coração. O choro do vencedor – na vida e no campo – no gramado do Maracanã após a vitória sobre o Grêmio resumiu um ano sofrido e brilhante do camisa 10 da Gávea.

A imagem

Andrade ainda era técnico interino quando comoveu o Brasil, em julho, ao chorar após a vitória por 2 a 1 sobre o Santos. Mais do que o fim de um jejum histórico – o Flamengo jamais havia vencido na Vila Belmiro – as lágrimas do comandante tinham outro motivo: dois dias antes, o amigo e ex-goleiro Zé Carlos morreu vítima de câncer.



O depoimento

Andrade, técnico do Flamengo:

“Esse título teve sabor especial. Muita gente não acreditava, disseram que eu era incapaz, e provei o contrário para eles. Lógico que Adriano e Petkovic foram importantes, mas o grupo foi quem ganhou esse campeonato. Só posso agradecê-los por terem ficado ao meu lado e levarem ao Flamengo a essa conquista. Mas agora é pensar à frente. A Libertadores vem aí. É um novo desafio e não podemos nos acomodar”.


O dia chave


O Flamengo ainda estava fora do G-4 quando foi ao Palestra Itália enfrentar o líder Palmeiras. E foi naquele domingo ensolarado que a equipe, como revelou o próprio Andrade, sentiu que dava para lutar pelo troféu. Petkovic deu show e fez os dois – belos – gols da vitória por 2 a 0.

Aposta 2010

A principal aposta para o próximo ano será a presidente Patrícia Amorim. Primeira mulher alçada ao cargo, a ex-nadadora assume um time campeão, mas com graves problemas financeiros. No discurso de posse, ela prometeu tornar o “Flamengo ainda maior do que ele é”.

Dentro de campo, ao contrário do usual, o clube não deve se valer da máxima “craque o Flamengo faz em casa” em 2010. As divisões de base passam por reestruturação, com expectativa de investimento no CT. Os jogadores que subiram dos juniores recentemente, a princípio, devem ser emprestados para adquirir experiência. Caso, por exemplo, de Erick Flores.

Adeus

Ibson e Emerson... Os dois partiram e deixaram saudade. No entanto, ambos podem voltar. Já Fábio Luciano - ou melhor, o Capitão - só será visto novamente com a camisa rubro-negra em VT. O zagueiro anunciou a aposentadoria na reta final do Campeonato Carioca. Era o combustível que um grupo abatido pelo mau relacionamento com Cuca precisava para reagir e conquistar o tricampeonato carioca. E assim Fábio se despediu como gostaria: levantando a taça no clube que aprendeu a amar.


Palmeiras pede Fierro para liberar Vagner Love

O Palmeiras já não faz questão de segurar Vagner Love. A postura do atacante desagradou aos dirigentes, que internamente discutem qual jogador do Flamengo poderia chegar em troca da liberação do atleta emprestado pelo CSKA Moscou, da Rússia, até julho de 2010 - outra forma, de acordo com o vice-presidente Gilberto Cipullo, seria uma compensação financeira.

Entre os nomes comentados está o do meia Gonzalo Fierro, de 25 anos. O chileno foi comprado pela Traffic, parceira do Palmeiras neste ano, e ficou perto de ir para o Palestra Itália. Agora, como moeda de troca, pode desembarcar no clube. Seu contrato com o time da Gávea termina no dia 26 de agosto de 2010 e o fato de ele pertencer à Traffic facilitaria o acerto rápido.

Esse raciocínio vale também para o meia Éverton, outro nome que foi comentado nos bastidores do Palmeiras depois do pedido de Love para sair. O jogador de 21 anos, cujo vínculo também está ligado à empresa de J. Hawilla, tem contrato até dezembro. O Flamengo poderia deixar o caminho aberto para o Palmeiras, sem brigar por uma renovação.

O problema será convencer o clube rubro-negro a liberar os dois jogadores, ou pelo menos Fierro. A seu favor, o Palmeiras tem a informação de que o técnico Andrade sonha com um ataque em 2010 formado por Adriano e Vagner Love.

O Flamengo gostaria de empurrar para o negócio o atacante Denis Marques, com espaço reduzido após o retorno de Obina à Gávea e a possível chegada de Love.


Respaldado pela experiência, Kleberson mantém esperança de disputar Copa

Recuperado de uma lesão no ombro direito, Kleberson voltou ao time do Flamengo nas rodadas finais do Campeonato Brasileiro. Contudo, este problema físico acabou afastando o meio-de-campo da seleção. Agora, ele tem os primeiros meses de 2010 para provar ao técnico Dunga que pode voltar a vestir a camisa amarela na Copa do Mundo da África do Sul.

“Eu tenho esperança. Tem um pouco de tempo ainda e eu vou tentar. Sei que o grupo está formado, mas estou muito motivado para tentar entrar com tudo nesse ano e conseguir uma vaga na Copa”, disse o jogador.

História com a seleção Kleberson tem. O meio-de-campo foi titular na campanha do pentacampeonato, em 2002, na Copa da Coreia e Japão. Por isso, ele conserva ainda mais esperanças de que sua experiência possa fazer a diferença no momento de Dunga definir os convocados.

“Isso pode fazer a diferença, e espero que faça. A experiência às vezes é importante, ainda mais em uma Copa do Mundo. Tive a felicidade de jogar uma, de vencer uma. Se isso pesar a meu favor, será muito bom”, encerrou.


O desejo dos remanescentes do Flamengo

Em 2005, o Flamengo quase caiu para a Série B do Brasileirão. Após uma recuperação extraordinária na reta final do campeonato, o time se livrou do vexame. Oito meses depois, conquistava o primeiro de uma série de títulos importantes: a Copa do Brasil. Daquele time campeão, apenas quatro jogadores seguem como titulares do Fla. E dois deles querem finalizar a série com a Libertadores e o Mundial, para entrarem na História do Flamengo como campeões de tudo.

O time campeão da Copa do Brasil tinha, além de Léo e Toró, o zagueiro Ronaldo Angelim e o lateral-esquerdo Juan, sendo que o primeiro não jogou a partida decisiva. São os únicos que permanecem como titulares. Diego, o goleiro da ocasião, hoje é reserva e talvez nem fique na Gávea.

A trajetória é parecida com a do time campeão do mundo em 1981. O Flamengo não vinha bem até 1978, quando conquistou o primeiro título, o Carioca. Depois, foi tricampeão estadual, campeão brasileiro, até, finalmente, conquistar a América e mundo. Sim, o mundo é uma obsessão de Léo Moura. Quando perguntamos se só falta a América, ele retruca:

- Faltam a Libertadores e o Mundial. Em 2010, tenho mais uma oportunidade. Com este grupo, temos totais condições de chegar na Libertadores e sermos campeões. Basta acreditar.

E a aposta é justamente na base que o Flamengo vem mantendo há algum tempo. Em 2008, quando o time foi eliminado de maneira vexatória da Libertadores e não se classificou entre os quatro primeiros no Brasileirão, a diretoria optou por manter a maioria dos jogadores. A política deu certo.

- Saímos na frente, pois mantivemos a base. Tenho certeza de que os jogadores que chegarem durante a pré-temporada vão se enquadrar bem no Flamengo - aposta o lateral-direito.


Humor Tadela 8

Humor Tadela 7

Humor Tadela 6

Humor Tadela 5

Humor Tadela 4

Humor Tadela 3

Humor Tadela 2

Humor Tadela 1

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

O Fla quer o Vagner Love! E o Verdão quer o Everton do Mengão!

O Flamengo sonha com uma dupla de ataque em 2010 formada por Adriano e Vagner Love,e isso é fato!

Já a diretoria do Palmeiras parece não fazer muita questão em manter o atacante no Verdão ano que vem, afinal, seu alto custo somado a sua pouca produtividade resultaram na ira de uma parte da torcida palmeirense, inclusive, o jogador foi até agredido ao tentar sair de uma agencia bancária.

No entanto, o Verdão quer alguma compensação para ceder o jogador ao Flamengo.

Marcos Braz, vice-presidente de futebol do Fla, age com ética e só se manifestará oficialmente quando ambas as diretorias baterem o martelo em relação a qual ou quais jogadores poderão pintar no Palestra Itália em 2010.

E um dos nomes mais cogitados é o do meia Éverton, de 21 anos e que tem 90% dos seus direitos pertencentes a Traffic, parceira do clube paulista e que terá seu contrato encerrado no próximo dia 31 com o Mengão!

O jogador tem características que agradam Muricy Ramalho, pois assim como o Márcio Araujo que veio do Galo e que atua tanto como volante quanto meia direita, Everton apesar de ser meia-esquerda e por sinal, com muita habilidade, nesse último Brasileirão chegou a atuar na lateral-esquerda após uma longa contusão do Juan.

Enfim, Love não quer ficar mais no Verdão, o Mengão deseja o atacante que sonha em formar uma dupla de ataque com Adriano ainda mais no Flamengo, enquanto isso, o nome que agrada ao Palmeiras pertence a Traffic!

Vamos aguardar...


Mancha reafirma: quer Love fora do Palestra Itália

Pivô da crise envolvendo Vagner Love, a Mancha Alviverde reiterou que pretende ver o atacante fora do Palestra Itália no ano que vem.

– Se for para continuar com essa bolinha, é melhor ir embora. A gente não quer ele no Palmeiras. Mas se ele jogar bola, tudo bem. Se for para ser dessa forma, passando ferias no pais e curtir a noite, que vá para o Flamengo – afirmou André Guerra, presidente da torcida, ao LANCENET!.

Love pediu oficialmente para rescindir contrato na última quarta, alegando falta de segurança em São Paulo. Na primeira semana de dezembro, ele se envolveu em briga com três integrantes da Mancha em uma agência bancária ao lado do Palestra Itália. O atacante tem proposta do Flamengo para 2010.

Como noticiou o LANCENET! na terça, o porco(Palmeiras) exige compensação financeira ou a liberação de algum jogador para ceder Vagner Love, com contrato até o meio do ano.

As negociações devem avançar no início da próxima semana. O Palmeiras sabe que será difícil manter um jogador insatisfeito no clube.

– É melhor eles falarem quais jogadores gostariam de ter. Eu não posso oferecer jogador. Mas podemos, sim, ouvir uma proposta – afirmou Marcos Braz, vice-presidente do Flamengo, que descarta pagar algo ao Verdão para ter o jogador.

Love está de férias, no Rio.

Edno pode ir para o Fla

O Corinthians não para de contratar reforços para a próxima temporada. Tcheco, Danilo, Iarley e Roberto Carlos são nomes confirmados. Opções que, sem dúvida, deixam em segundo plano alguns jogadores que já compunham o elenco alvinegro, como o meia-atacante Edno, que pode ter um novo destino em 2010. Sem ter conseguido se firmar na equipe de Mano Menezes, o atleta pode ser emprestado ao Flamengo, que, assim como o Timão, disputará a próxima Libertadores da América.

No meio do ano, o Rubro-negro já havia demonstrado interesse em levar o jogador, contudo, perdeu no “leilão” feito entre diversos clubes, e o destino de Edno foi o Corinthians. Com a permanência de Zé Roberto praticamente descartada na Gávea, o jogador corintiano voltou a ser visto como boa opção. O time do Parque São Jorge possui 40% dos direitos econômicos do meia-atacante. Os outros 60% pertencem à Portuguesa, que não esconde o interesse de um empréstimo ao Flamengo, sobretudo pelo bom momento da equipe carioca, atual campeã brasileira.

“Isso aí depende do Corinthians. Como temos parte dele (Edno), o Corinthians precisa nos consultar sobre qualquer negociação. Se isso acontecer, não teremos problema algum em emprestá-lo ao Flamengo, que é um grande clube e será uma boa vitrine”, declarou o presidente da Portuguesa, Manuel da Lupa, ao site Justicadesportiva.com.br, destacando que o mais importante para a Lusa é que Edno esteja atuando e ganhando visibilidade.

O dirigente disse ainda não gostar da forma como o jogador vem sendo utilizado no Corinthians, afirmando que isso tem prejudicado o seu futebol. “O Edno está sendo escalado no lugar errado. Ele não pode receber a bola de costas, tem que vir de trás. Já provou que é bom quando faz isso. Aqui, na Portuguesa, foi um dos poucos lugares em que foi usado da forma correta”, defendeu Da Lupa.


Álvaro: a consistência do novo xerife do Mengão

No final de agosto, exatamente no dia 26 de agosto, o Flamengo anunciou uma das peças fundamentais para dar maior equilíbrio ao sistema defensivo. Fragilizado pela ausência de Fábio Luciano, capitão e grande líder do time nos últimos anos, o Rubro-Negro precisava de alguém que tomasse às rédeas da equipe.

Carioca de Nilópolis, o zagueiro Álvaro chegou de mansinho à Gávea para se tornar um dos pontos de referência da equipe. Dois dias após de ser apresentado ao Fla, o defensivo mostrou que estava com vontade de defender as cores rubro-negras. E logo em sua estreia, dois dias após ter se apresentado, o Flamengo já adotou outra postura e venceu o duelo contra o Santo André por 3 a 0, no Maracanã.

A partir de sua entrada, a equipe de Andrade ficara dez partidas invicta. Sendo sete vitórias e quatro empates. Somante o Barueri conseguiu interromper a série magnífica, em casa. Porém, nos últimos seis jogos o Flamengo não deu chances aos adversários. Venceu 5 e empatou uma.

Álvaro não jogou o último jogo, a "final" contra o Grêmio, tendo em vista que ele fora suspenso na vitória do Flamengo sobre o Corinthians, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. E curiosamente seu substituto, David, abriu o caminho da vitória contra os gaúchos, marcando o primeiro gol da partida. Ronaldo Angelim, companheiro do zagueiro de 32 anos, fez história ao arrematar o cruzamento de Pet e dar números finais a partida.

Os zagueiros foram um dos grandes responsáveis pela conquista do título brasileiro. Além dos dois gols decisivos na última rodada, só tomaram 44 gols em 38 partida.

Fla vai para décima Libertadores em busca do bi

Se em 2009 o torcedor rubro-negro pôde soltar o grito de ‘É campeão’ após 17 anos na fila de espera do Campeonato Brasileiro, em 2010 o objetivo é ainda maior. O Flamengo disputará a Taça Libertadores da América e busca um título que não vem há quase 30 anos.

O time da Gávea foi campeão da competição logo na primeira vez em que participou, em 1981. Com uma campanha praticamente perfeita, o Flamengo tornou-se campeão da Libertadores ao derrotar o Cobreloa, do Uruguai, na decisão. O time comandado por Zico dentro de campo e Paulo César Carpeggiani fora das quatro linhas perdeu apenas uma partida em toda a competição. A derrota foi justamente para o adversário na final e o resultado levou a decisão para um terceiro jogo.

De lá para cá foram mais oito participações e a melhor posição obtida foi o terceiro lugar em 1984. Em 2002 o Rubro-Negro foi eliminado na primeira fase com um time que tinha craques como Petkovic, Alex e Denílson.

As participações mais recentes na competição mais importante da América do Sul foram em 2007 e 2008. Nas duas ocasiões o Flamengo terminou a primeira fase tendo uma das melhores campanhas entre os 38 participantes, mas acabou eliminado de forma traumática no Maracanã já nas oitavas-de-final.

Jogadores como o goleiro Bruno, os laterais Leo Moura e Juan, além do zagueiro Ronaldo Angelim faziam parte da equipe eliminada nas duas últimas participações. A trágica lembrança ainda está viva na memória deles e dos torcedores e as derrotas do passado devem servir de lição para o futuro.

Vale lembrar que três grandes clubes sul-americanos não participarão da edição de 2010 da Taça Libertadores. São eles: os argentinos Boca Juniors e River Plate, além da LDU, do Equador. Muitos acreditam que com adversários de peso fora da competição fica mais fácil conquistar a Libertadores. Mas este é um pensamento que não deve ser levado adiante, pois certamente todos os 40 clubes que disputarão a competição em 2010 entraram com o mesmo pensamento.

Confira como foram as participações do Flamengo na Libertadores:

- 1981: campeão (21 equipes participantes)
- 1982: 6° colocado (21 equipes participantes)
- 1983: 11° colocado (21 equipes participantes)
- 1984: 3° colocado (21 equipes participantes)
- 1991: 5° colocado (21 equipes participantes)
- 1993: 5° colocado (21 equipes participantes)
- 2002: 28° colocado (34 equipes participantes)
- 2007: 9° colocado (38 equipes participantes)
- 2008: 9º colocado (38 equipes participantes)


Diego ainda não se vê fora do Flamengo: ‘A chance de sair é 50%’

O Flamengo indicou que a permanência de Diego no clube em 2010 depende de um relatório do preparador de goleiros Roberto Barbosa. Há sete anos no time profissional, o reserva de Bruno está dividido sobre o futuro.

Embora tenha vontade de encontrar uma equipe para jogar, ele também fica reticente em deixar o Rubro-Negro neste momento.

- A chance de sair é 50%. Está igualzinho. Estou com 27 anos e talvez seja a hora de procurar meu espaço. Seria bom sair por cima, mas por outro lado sempre há o desejo de ficar, disputar mais uma Libertadores. Vamos ver – afirmou.

Campeão da Copa do Brasil como titular e de outras cinco competições no banco, o goleiro se reunirá com o empresário Eduardo Uram na próxima semana para decidir o futuro.

Neste ano, ele substituiu Bruno em três jogos. Dois contra o Fluminense (1 a 1 e 1 a 0) e contra o Inter (0 a 0). Em todos os jogos, saiu de campo elogiado.

- É bonito. Posso sair campeão e sabendo que fiz boas partidas. O jogo contra o Inter, naquele temporal, acabou sendo decisivo para o título – declarou Diego.


Até nas férias, Bruno não vacila e brilha em disputa de pênaltis

Bruno chegou de helicóptero na estreia do campeonato de futebol que leva seu nome em Ribeirão das Neves, região metropolitana de Belo Horizonte. Mas foi na última quarta-feira que o goleiro mostrou por que é a estrela do evento.

Na semifinal do torneio, ele foi o herói do 100% FC. Depois de jogar na linha no tempo normal e ajudar no empate por 1 a 1, o camisa 1 do Flamengo resolveu “apelar” na disputa por pênaltis. Colocou as luvas e foi para debaixo da trave. Resultado? Dois pênaltis defendidos e a classificação para a final.

- Nunca perdi disputa por pênaltis na carreira – disse Bruno, em maio, após o tricampeonato carioca.

Pelo visto, a afirmação é extensiva até as partidas amadoras. A final do torneio, que dá R$ 10 mil ao time campeão, será no próximo domingo.


Rapidinhas Mengão!


Paulo Sergio retorna ao Mengão
O empréstimo com o Figueirense terminou, e Paulo Sergio foi informado que volta ao Flamengo em 2010. O atacante, de 20 anos, tem contrato até o fim de 2013.

- Já me ligaram dizendo que preciso me reapresentar dia 5 de janeiro com os demais jogadores – disse.

Por outro lado...
O lateral-esquerdo Egídio não fica na Gávea. Ele também estava no Figueirense e tem seis propostas.

Mais uma
Neste sábado haverá mais uma festa no Rio de Janeiro para celebrar o título brasileiro. O Samba com Raça começa às 18h (de Brasília) na quadra da Caprichosos de Pilares e terá diversas atrações. Dentre elas, os grupos Revelação e Gaiola das Popozudas.

Idolatrado pela torcida do Fla, Ibson avisa que ainda não é hora de voltar
Jogador revela que comemorou o título brasileiro pulando nas ruas de Niterói



Sem pensar em fim de carreira, Petkovic pede jogo festivo pela seleção sérvia

Destaque do Flamengo no título do Campeonato Brasileiro de 2009, o meia Petkovic voltou a falar que ainda não estabeleceu uma data para encerrar a carreira. Aos 37 anos, o jogador mostrou ao longo da temporada que ainda pode ser decisivo em campo. E disse que continuará a carreira principalmente para fazer a alegria dos rubro-negros.

- Seria sacanagem com os torcedores. Vou continuar no Flamengo. E nem estabeleço um prazo para parar. Vou jogar enquanto conseguir ser um dos melhores - disse o meia, em entrevista ao jornal português 'O Jogo'.

Antes do Brasileirão, o sérvio chegou à Gávea sob a desconfiança de muitos no clube e de boa parte da torcida. Aos poucos, conquistou seu espaço no time titular e passou a dividir o papel de protagonista com o artilheiro Adriano. Apesar da polêmica em torno de sua contratação, ele explica que sempre confiou no seu futebol.

- Foi um regresso bastante turbulento. Apostei em mim mesmo ao voltar, arriscando a idolatria que já tinha, mas, com muita superação, tudo terminou maravilhosamente.

Mesmo vivendo grande fase na carreira, Petkovic acha que não tem mais espaço na seleção da Sérvia. Mas pede o reconhecimento de seu país com uma partida festiva.

- Com 37 anos, e sem jogar a fase de qualificação, não seria justo pedir uma convocação para a Copa. Mas um jogo particular, após o Mundial, acho que isso mereço.

Com um coração 'globalizado', Pet revela que torcerá por pelo menos quatro seleções na Copa do Mundo de 2010. E, claro, o Brasil está entre elas.

- Torço pela Sérvia e pelo Brasil, mas também pela Espanha, porque uma das minhas filhas nasceu lá, e pela Itália, onde nasceu a outra - encerrou o ídolo rubro-negro.


Diretoria do Fla garante Adriano Imperador até o fim da Libertadores

A maior preocupação do torcedor do Flamengo para a temporada 2010 é a permanência ou não de Adriano para a disputa da Libertadores. O vice-presidente de futebol do clube, Marcos Braz, tratou de tranquilizar os rubro-negros e confirmou a presença do Imperador pelo menos até a final do torneio, que vai ocorrer apenas após a Copa do Mundo, na África do Sul.

- Se o Flamengo estiver numa final de Libertadores, tenho absoluta certeza que ele estará nessa decisão - disse Braz, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

OBINA RETORNA À GÁVEA EM JANEIRO

Marcos Braz afirmou ainda que Obina, dispensado pelo Palmeiras após brigar com o zagueiro Maurício durante o jogo contra o Grêmio, no dia 18 de novembro, retornará ao Flamengo em 2010. O jogador vai participar normalmente da pré-temporada, em Porto Feliz, no interior de São Paulo.

- Ele se apresenta junto com os demais no dia 5 - afirmou o dirigente.


Flamengo, Flamengo, campeão de terra e mar

Em 2009, as equipes de futebol e remo do Clube de Regatas do Flamengo fizeram jus ao hino oficial do Rubro-Negro, composto por Paulo Magalhães e cantado pela primeira vez em 15 de novembro de 1920, na Rua Paysandu, no empate por 1 a 1 contra o Palmeiras. Os atletas rubro-negros lutaram. Sempre com valor infindo, ardentemente, com denodo e fé, e por isso, o clube da Gávea tornou-se, mais uma vez, campeão de terra e mar (campeão estadual no futebol e no remo).





O pavilhão do nosso amor foi arqueado no topo do Maracanã e do Estádio de Remo da Lagoa nos dias 3 de maio e 15 de novembro, respectivamente. O título no remo, aliás, veio como presente dos 114 anos de história do clube, já que a oitava e última regata da temporada foi disputada justamente na data do aniversário do Mais Querido do Brasil. Esta foi a 15ª vez em que o Flamengo sagrou-se campeão de terra em mar. O feito já havia sido conquistado em 1920, 27, 42, 43, 63, 72, 74, 78, 79, 81, 86, 91, 96, 2004, 06 e 07.





O Clube de Regatas do Flamengo é o maior vencedor da história de ambas as modalidades no Rio de Janeiro. No remo, o clube detém 44 títulos estaduais. No futebol, são 31.


Torcedor do Espírito Santo ganha Fiat Dobló 0km de Natal

O presente de Natal do rubro-negro Paulo Oliveira chegou de forma antecipada. O torcedor de 26 anos é o vencedor do concurso "Natal Rubro-Negro", promovido pelo Cidadão Rubro-Negro, programa de relacionamento do Flamengo com sua torcida. Ele quase acertou o número de bolinhas que havia dentro do Fiat Dobló, um dos prêmios da promoção. No veículo havia 35.733 bolinhas, enquanto Paulo apostou que no carro teria 35.742 bolinhas. O resultado foi divulgado quarta-feira, 23 de dezembro de 2009.

Além de faturar o veículo, um Fiat Dobló 0km, o torcedor do Espírito Santo ganhou ainda uma viagem e uma camisa oficial do Flamengo. A promoção também premiou outros 50 participantes com pontos no programa de relacionamento.

O Natal Rubro-Negro foi a terc eira grande promoção do programa, que já premiou 140 torcedores com viagens, camisas oficiais e kits de torcida. O técnico Andrade, ídolo da torcida rubro-negra como jogador na década de 80 e revelação como treinador neste ano, foi a estrela desta campanha.

O Cidadão Rubro-Negro oferece três categorias de participação e um pacote exclusivo de vantagens e benefícios aos participantes. Mesmo quem não paga nada por mês participa e pode acumular pontos. Paulo, vencedor da promoção de Natal é cidadão Bronze.

No momento do cadastro, é preciso escolher uma das três categorias de participação: Ouro (com anuidade de R$ 396, que pode ser parcelada em 12 vezes no cartão), Prata (com anuidade de R$ 96,00, que pode ser parcelada em 12 vezes no cartão) e Bronze (acesso gratuito).

Acesse agora e saiba mais: www.cidadaorubronegro.com.br .


Vice de futebol diz que após mês atípico, Angelim deve renovar com o Fla

Ronaldo Angelim ganhou grande destaque no final do ano esportivo do Flamengo porque foi com um gol seu que a torcida pôde comemorar o hexacampeonato brasileiro. No entanto, o zagueiro ainda não renovou seu contrato. Esse fato poderia deixar os rubro-negros preocupados, mas o vice-presidente de futebol do clube, Marcos Braz, tratou de tranquilizá-los.

O dirigente explicou que o jogador ainda não foi procurado para discutir sua renovação porque dezembro está sendo um mês atípico. No período, o time comandado por Andrade ganhou o Campeonato Brasileiro, foram disputadas eleições no clube, as festas em alusão a conquista se estenderam e, além disso, os jogadores aproveitaram as férias para viajar para suas cidades de origem.

Angelim foi um deles. O “Papada”, apelido dado pelos companheiros de time, aproveitou o tempo livre para visitar seus familiares em Juazeiro do Norte. Na cidade cearense, o zagueiro foi recebido com muita festa pelos moradores locais e chegou a receber uma homenagem do prefeito, Raimundo Santana Neto.

“Em relação à renovação do Angelim e outros jogadores cujos contratos estão encerrando no fim do mês, creio que eles vão estender seus vínculos sem qualquer problema. Ainda não renovamos com eles porque dezembro está sendo um mês atípico. Fomos hexacampeões brasileiros, recebemos muitas homenagens e ainda aconteceram eleições no clube”, disse Marcos Braz, em entrevista ao UOL Esporte.

Além de Ronaldo Angelim, outro jogador importante para o esquema de Andrade que está com seu contrato por encerrar é Everton. O meia desequilibrou alguns jogos do Campeonato Brasileiro, mas fraturou o pé na reta final da competição. O nome do atleta chegou a ser especulado no Tigres, do México. Contudo, a tendência é que ele permaneça na Gávea.


Conselho conservador pode barrar patrocínio recorde no Flamengo

O Flamengo teme pelo conservadorismo de conselheiros para aprovar o que seria o maior patrocínio do futebol brasileiro -R$ 28 milhões em um ano.

A presidente eleita do clube, Patrícia Amorim, pretende assumir o cargo em 4 de janeiro com os logotipos bem definidos no novo uniforme do time de futebol, que deve ser o primeiro na história do clube mostrando o nome do patrocinador até no short.

Patrícia quer evitar eventuais dificuldades com o conselho deliberativo, considerado ‘conservador’’, e garantir o contrato que o Flamengo tenta firmar com a empresa paulista Hypermarcas.
Após ser fechado pela diretoria, o acordo precisará passar pelos conselheiros, que se reúnem na primeira quinzena do próximo mês.

O Conselho Deliberativo costuma se opor a mudanças, como de desenhos nos uniformes. Ele cedeu à colocação de logotipos nas mangas das camisas somente em junho deste ano, quando o clube estava sem patrocínio e, então, abriu espaço para a Bozzano, justamente uma das 160 marcas da empresa sediada em Barueri.

A Olympikus -fornecedora de material esportivo e responsável por pagar parte dos vencimentos do centroavante Adriano- deve continuar com um pequeno espaço na frente da camisa.

Outro ponto com detalhes a serem fechados pelo Flamengo e pela Hypermarcas é o tempo de validade do contrato. O clube quer firmar logo uma parceria por dois anos, enquanto a empresa pretende assinar por um ano, renovável por mais um.

Segundo a assessoria de Patrícia Amorim, ainda há alguns ‘aspectos jurídicos’’ pendentes para que o contrato seja fechado antes da virada do ano. O clube diz ainda que a Hypermarcas não condicionou o patrocínio à permanência de nenhum atleta.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Foco nas Olimpíadas de 2016

Ainda faltam sete anos, mas o trabalho já começou. Para sediar os Jogos Olímpicos, a cidade do Rio de Janeiro terá que passar por uma espécie de reformulação. Trânsito, transporte, segurança e hotelaria são alguns dos pontos que devem receber investimentos por parte dos governos municipal, estadual e federal, além da iniciativa púbilca. Mas, para tornar as Olimpíadas de 2016 um sucesso, é preciso também que os grandes clubes da cidade se engajem na formação de novos atletas e no incentivo à prática do esporte.

Com a eleição da ex-nadadora Patricia Amorim para o cargo de presidente do Flamengo nos próximos três anos, atletas e ex-atletas dos esportes olímpicos do clube, acreditam que este trabalho nas categorias de base do Rubro-Negro será uma das prioridades, para fazer valer o ditado de que "Craque, o Flamengo faz em casa" não só nos gramados, como também nas quadras, nos tablados, nas piscinas...

"O trabalho de base é muito importante. Acredito que o Flamengo terá um papel fundamental no incentivo aos Jogos de 2016. A cidade do Rio de Janeiro deu um show no Pan-Americano, mas para a Olimpíada a estrutura tem que ser ainda melhor. Estamos no caminho certo e acredito que um clube da grandeza do Flamengo pode fazer um trabalho bacana de incentivo ao esporte. Pode pegar a garotada, levar para dentro do clube e formar novos talentos", explicou a ex-jogadora de vôlei do Flamengo, Virna, campeã da Superliga Feminina na temporada 2000/2001.

O ginasta Diego Hypolito é um exemplo do sucesso dos esportes olímpicos do Clube de Regatas do Flamengo. Tetracampeão mundial de ginástica no solo, Diego também acredita que o clube pode ajudar muito na formação de novos ginastas, nadadores, jogadores e também de cidadãos.

"É tradicional o Flamengo formar grandes atletas e acredito que isso não pode se perder, ainda mais com esses Jogos Olímpicos vindo em 2016. O esporte é um ótimo meio de formar não apenas novos talentos, como também cidadãos, e sem dúvidas, o clube deve investir nas categorias de base", completou Diego.

Dirigente do Flamengo descarta Rodrigo Souto

O volante Rodrigo Souto até se animou com a possibilidade de defender o Flamengo. Mas nesta quinta-feira, o Rubro-Negro despistou sobre achance de o jogador do Santos ser um dos primeiros reforços para 2010. Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o vice de futebol Marcos Braz disse que Souto não vai jogar no Fla.

- Com todo respeito que tenho pelo jogador, não será possível trazer o Rodrigo Souto em função do salário dele. Ele não está perto da realidade financeira que o Flamengo pretende continuar adotando em 2010 - explicou o dirigente.

Obina

Marcos Braz também analisou a situação do atacante Obina, que não vai ficar no Palmeiras e tem contrato com o Flamengo até o fim de 2010:

- Já determinei que o Obina deverá se apresentar no dia 5 juntamente com os outros jogadores.

Marcos Braz admite ceder jogadores do Fla por Love

O Flamengo acena cada vez mais forte com o interesse de trazer Vagner Love para a Gávea. Entretanto, pela situação financeira não muito favorável do clube, é difícil que haja dinheiro envolvido na negociação. Mas o Rubro-Negro admite que pode envolver atletas na transação para ter o centroavante.

- Não podemos dar compensação financeira, mas há a possibilidade de fazer uma composição com algum atleta. Mas o Flamengo só se posicionará em relação ao Vagner Love após o término da relação dele com o Palmeiras - disse o vice de futebol Marcos Braz, em entrevista para a Rádio Bandeirantes, sem, entretanto, revelar nomes de atletas que poderiam ir para o Palmeiras.

O dirigente também lembrou que, no futebol atual, a vontade do atleta também conta muito na hora de concretizar uma trasnferência:

- A vontade do jogador é preponderante. Estou muito à vontade para falar isso por conta do Airton, que era um menino com futuro brilhante no Flamengo, mas me pediu pessoalmente para ir embora. A partir disso, tratei a negociação e ele está vendido.

Feliz Natal

http://blogdagirafa.blog.uol.com.br/images/papai_noel.gif



Ric maumau deseja um Feliz Natal a todos os flamenguistas e que a Paz do Senhor proteja seus lares e ilumine seus caminhos



Léo Moura quer escrever fim de novela no Fla com títulos de Libertadores e Mundial

Sentado no calçadão da Barra da Tijuca, sunga branca, dois celulares e óculos. Nada mais. No olhar encoberto pelas lentes escuras, o horizonte é claro e prevê um capítulo final da relação com o Flamengo ambicioso e acompanhado da célebre frase “e foram felizes para sempre”. Há cinco temporadas no clube e com duas por cumprir, Léo Moura tem o script para a despedida. Em dezembro de 2010, abraçado à taça do Mundial Interclubes em Abu Dhabi.

Enquanto prepara-se para o novo desafio, aproveita o título brasileiro. Ele confessa que está surpreso com a euforia pós-conquista. No campo pessoal, revela que teve problemas com a superexposição do namoro com a cantora Perlla.

Eduardo Peixoto/GLOBOESPORTE.COM

Léo Moura sorri durante entrevista na praia da Barra da Tijuca

Sossegado ao lado da namorada Camila e das filhas Isabella e Maria Eduarda, o lateral não abandona a vaidade. Recentemente, afirmou ao jornal Extra que não era bonito “só por causa do futebol”.

A marra de galã é interrompida por três meninas. Uma delas, de longe, pede para tirar foto. Ao se aproximar, olha para o rosto do jogador e emenda:

- Você é muito gatinho, hein?

Léo Moura sorri vencedor. Comprovou a tese rapidamente. No Flamengo, a vitória pessoal também veio sem sustos. Desde 2005, apossou-se da lateral direita e tornou-se referência. O primeiro título no clube – e na carreira – foi a Copa do Brasil de 2006. Depois, um tricampeonato estadual e, por fim o Campeonato Brasileiro.

- Recentemente alguém falou, não lembro se foi o Andrade, que eu ficaria no banco do Leandro. Aquele time de 81 tem uma história incomparável, mas eu não estou longe. Estou no grupo seleto dos jogadores que fizeram história no Flamengo – disse.

Confira a entrevista completa:


GLOBOESPORTE.COM: Uma Copa do Brasil, três Estaduais e um Campeonato Brasileiro. Ainda falta alguma coisa?

Léo Moura: A Libertadores. Mas desde que cheguei, tive cinco temporadas positivas. De repente não foi para o clube, mas para mim todas foram. E alguns anos foram de felicidade dupla.

No seu primeiro ano, em 2005, as coisas não foram tão simples. O Flamengo lutou para não cair no Brasileiro. Foi o momento mais difícil?

A fase estava ruim, minha mãe teve até um problema no coração por causa do nervosismo. Foi uma lição de vida. Vim de Portugal, não tinha noção do que era Flamengo. Dali passei a conhecer verdadeiramente. Aqui a cobrança é muito maior. Tudo que você faz toma uma dimensão enorme. Tem que tomar cuidado. Só que as alegrias também são redobradas. Estou vendo isso nas férias.

Por causa do título brasileiro?

Claro, fiz um cruzeiro na semana passada e fiquei mais dentro da cabine do que qualquer coisa. Achei que chegaria lá e teria só casal, pessoas que não curtem tanto futebol. Mas quando fui fazer o check-in já veio uma multidão. Pensei: “Estou em alto-mar e nem assim vou conseguir descansar”. Pior que não tinha para onde correr (risos). A proporção do título ficou fora do normal.

Acima do que esperava?

Sabia que iriam comemorar, mas está coisa de outro mundo. Até na água juntava gente em busca de autógrafo, foto. A torcida esperava há 17 anos. Muita gente nem tinha visto o Flamengo campeão. Entrou para a história.

E você acha que também tem vaga entre os principais jogadores do Flamengo?

Recentemente, alguém falou, não lembro se foi o Andrade, que eu ficaria no banco do Leandro. Aquele time de 81 tem uma história incomparável, mas eu não estou longe. Estou no grupo seleto dos jogadores que fizeram história no Flamengo.

Em 2010 você disputa sua terceira Libertadores no Flamengo. É a última chance de ser campeão?

De repente esse título vem para finalizar meus anos de contrato com o Flamengo. Para começar a escrever o fim do meu livro aqui. Sabe aquele último capítulo de novela que todo mundo quer? Então... Depois eu veria o que fazer. Pegar essa família e dar uma volta ao mundo. E o título é possível, pelo grupo que temos. Se acreditarmos como fizemos na reta final do Brasileiro é bem possível.

Qual é o segredo?

Mantendo a base dá para brigar pelo título. A gente se conhece, sabe o posicionamento de cada um em campo. Às vezes algo que o treinador pede e não dá certo, os próprios jogadores se corrigem porque têm esse feeling. Com a espinha dorsal que temos desde 2006 o Flamengo larga na frente.

E a importância do Andrade neste grupo?

O diferencial dele é a humildade para ouvir os jogadores e aceitar opiniões. Com ele não tem sacanagem. Joga quem é o melhor. Isso é o fator principal do nosso grupo. Quem estava no banco torcia muito, vibrava com os demais. Andrade conseguiu construir essa família. Acompanhei a renovação e queria que ele ficasse. Deu certo.

Bem antes do título, você se envolveu em uma polêmica ao ofender a torcida após fazer um gol no jogo contra o Náutico. Nesses cinco anos, em algum momento, achou que seu ciclo no clube estivesse encerrado?

Nunca pensei em sair. Aquele episódio acontece na carreira de qualquer um. As vaias foram passageiras, sabia seriam. Até porque na rua eu ouvia muita coisa de incentivo. Era só ter tranquilidade que passaria. É como um casal que tem brigas, mas depois resolve. Torcida sempre esteve junto comigo. Jogador que não é cobrado fica na mesmice.

Você está com 31 anos. Já pensa em aposentadoria?

Não queria nem parar, mas quero jogar mais cinco. Uns três deles na lateral. Mas isso é relativo. Sou um cara que me cuido. Não bebo, dificilmente perco noite de sono. Agora estou mais com a família. Vou ficando velho e aprendendo mais. Cinco anos para guardar e dar o futuro que minha família precisa e merece. Tudo pesa.

Você namorou a cantora Perlla e passou a frequentar as colunas de fofoca. De que forma isso o afetou?

Eu não sabia, na verdade, a proporção que isso tomaria. Mas aconteceu de namorar alguém que também está sempre na mídia. E há pessoas que não respeitam a privacidade e isso é um pouco ruim para mim, ainda mais porque jogo em time grande. Essa história serve de lição para a vida, para não me expor tanto.


FOTOS: Toró celebra título brasileiro com churrasco em família

Divulgação/Divulgação

Ao lado da filha Manuela e da esposa Luana, Toró comemorou o fim de ano feliz com familiares e amigos. O grupo Batucada Maneira e o MC K9, que lançou o hit "É o Pet", animaram a festa.

Divulgação/Divulgação

Ex-companheiros do volante rubro-negro no Fluminense, Juliano e Radamés também estiveram no evento: "Minha família e meus amigos me apoiaram no momento complicado neste ano, quando quebrei meu pé. E agora, que estou muito feliz com o título, nada melhor do que celebrar com eles", disse o jogador.

Júnior reúne amigos em festa de fim de ano do E.C. Juventus

Flamengo chega a acordo e fecha patrocínio de R$ 28 milhões

Não demorou mais do que um dia o impasse sobre o novo patrocínio do Flamengo. O clube chegou a um entendimento com a Hypermarcas sobre a duração do contrato e fechou o acordo em R$ 28 milhões para todo o ano de 2010. O anúncio oficial acontece nos próximos dias.

O patrocinador terá direito a expor marcas na frente, costas, mangas e calção do uniforme. Há ainda uma cláusula de renovação por mais um ano. Se o Mengão tiver alguma outra proposta terá de apresentá-la antecipadamente ao parceiro atual.

A negociação foi iniciada na gestão de Marcio Braga, com participação do vice geral Delair Dumbrosck e o colaborador José Carlos Dias. Em 2008, com a Petrobras, o Flamengo recebeu pouco mais de R$ 16 milhões.

Parte da verba do novo patrocinador será destinada ao pagamento do reajuste salarial de Adriano. Há ainda a possibilidade de a Hypermarcas bancar parte dos ordenados de Vagner Love, se o atacante for realmente contratado.

Marcos Braz diz que Airton deve se apresentar ao Benfica na próxima semana

Em entrevista ao jornal português “A Bola”, o vice de futebol do Flamengo, Marcos Braz, informou que o volante Airton, de 19 anos, vai mesmo jogar no Benfica. O contrato do jogador com os portugueses será de cinco anos e meio (até junho de 2013).

O Rubro-Negro receberia cerca de R$ 2,8 milhões (1,1 milhão de euros) pelos 15% que possui. O valor total da negociação ainda não foi definido. Segundo o dirigente, o meio-campista estará à disposição do novo clube já na próxima semana.

- A situação alterou-se bastante nas últimas duas semanas e está muito mais avançada. A ida do Airton para o Benfica é um negócio bem encaminhado. Antes do dia 1º ele deverá se apresentar em Lisboa, no seu novo clube - disse Marcos Braz.


Basquete: o ano em que o Flamengo ganhou tudo

Está chegando ao fim o ano mais vitorioso da história do basquete do Flamengo. Em 114 anos de vida, o clube nunca conquistou tantos títulos na modalidade em uma só temporada. O time do técnico Paulo Chupeta, que já era campeão nacional e tetra estadual, teve um 2009 irretocável e conquistou o bicampeonato brasileiro, o penta carioca e ainda a Liga Sul-Americana. Não poderia ter sido melhor. E, como recordar é viver, vale a pena lembrar estes momentos de glória em vermelho e preto dentro das quadras.

A bola subiu para o basquete do Flamengo pela primeira vez neste ano no dia 14 de janeiro. A equipe estreava na Liga das Américas já superando seu grande rival, o Brasília, por 96 a 92, e dava um importante passo para a classificação no torneio. Depois, o time ainda venceu o Deportes Castro, mas, na última rodada, acabou derrotado pelo Libertad Sunchales e ficou fora do Final Four. Mas, tudo bem, o melhor estava guardado para os meses seguintes. Se o ano começou com uma pequena decepção, sua sequência foi só de glórias.

Vieram a continuação da primeira fase do Novo Basquete Brasil, que havia começado no final de 2008, e a fase de classificação da Liga Sul-Americana. Em ambas, o Flamengo se deu bem. Superou todos os adversários e, com muita técnica aliada à vontade de vencer e à superação, terminou a primeira fase do NBB como líder e classificou-se para o quadrangular decisivo da competição internacional. E foi justamente este o primeiro título do Rubro-Negro na temporada.

Sul-Americana - No fim da noite de um inesquecível dia 12 de março, com 41 pontos do craque Marcelinho Machado, o time de Paulo Chupeta fazia história. Dentro da Argentina, em um ginásio lotado, sofrendo pressão de todos os lados, o Flamengo venceu o forte time do Quimsa, por 98 a 96, e como já havia superado o Regatas (92 a 72) e o Cucuta (115 a 82), conquistou, pela terceira vez na história do clube, o título de Campeão Sul-Americano de Basquete Masculino.

"Estamos numa sequência muito boa, principalmente de conquistas, e isso é muito importante. Tudo isso é fruto de treinamento, de muita dedicação, de muito trabalho e da força desse grupo, que tem prazer em jogar junto e é muito unido", afirmou o ala/armador Duda.

NBB - Passaram-se dois meses até o início dos playoffs do NBB, que começaram no dia 16 de maio. Nas quartas-de-final, já uma série considerada muito difícil, contra o Pinheiros. Porém, com a dupla Marcelinho e Baby mais do que inspirada, os rubro-negros não encontraram muitos problemas para se classificarem às semifinais. Foram vitórias apertadas, mas a equipe fechou a série melhor de cinco com três vitórias a zero (92 a 87, 92 a 85 e 87 a 84) e garantiu-se nas semifinais, para pegar o Joinville. Depois de uma primeira partida complicada (88 a 86), o Fla deslanchou e também passou fácil pelos catarinenses: 92 a 86 e 109 a 94.

Chegou então a decisão que todos esperavam. Frente a frente, assim como em 2008, os dois melhores times do basquete nacional: Flamengo e Brasília. No dia 11 de junho, começou a série final do Novo Basquete Brasil, na capital federal. E quem disse que o Flamengo se assustou por causa disso? Pelo contrário, partiu para cima dos adversários e abriu 1 a 0 na série vencendo por 81 a 74, com 32 pontos de Marcelinho e 20 de Jefferson. Depois disso, o time teria dois jogos em casa para fechar as finais.

No entanto, no primeiro deles, acabou perdendo por dez pontos de diferença: 81 a 71. Então, a série ficou complicada. E tudo apontava para um quinto jogo. Foi exatamente o que aconteceu. No segundo jogo na HSBC Arena, o Flamengo venceu por 99 a 78, e no segundo jogo em Brasília, vitória dos donos da casa por 82 a 78 na prorrogação. A decisão do título ficou para o Rio de Janeiro. Diante de mais de 15 mil pessoas no ginásio da Barra da Tijuca, o Flamengo não poderia decepcionar. E não o fez. Na raça, e novamente com participação decisiva de Marcelinho, com 27 pontos, venceu o Universo por 76 a 68 e conquistou seu segundo título nacional consecutivo.

Estadual - Para fechar o ano com a Tríplice Coroa, só faltava confirmar o favoritismo e vencer o Campeonato Estadual no final de 2009. E ele veio, sem muita dificuldade. Mais uma vez, de forma invicta, o Flamengo superou todos os adversários, batendo o Club Municipal na final melhor de três jogos por 2 a 0, e conquistando o pentacampeonato carioca.

"Este é o meu oitavo título pelo Flamengo e cada um é especial. É uma alegria muito grande ser campeão com a camisa do meu clube do coração", disse o capitão Marcelinho Machado.

Depois de um ano tão vitorioso, a expectativa é de que em 2010, o Flamengo possa seguir com a mesma pegada para conquistar ainda mais títulos e fazer com que Marcelinho e companhia escrevam ainda mais seus nomes na história do clube.


Em evento rubro-negro, Ibson e Diego organizam quarto ‘Fim de ano feliz’

As camisa do Flamengo rodeavam o campo e pediam autógrafos. As bolas penduradas no clube Cinco de Julho, em São Gonçalo, também eram rubro-negras. E os astros do “Fim de ano feliz” também estão ou estiveram recentemente no atual campeão brasileiro.

Organizado por Ibson, Diego e Léo Mattos, o jogo beneficente arrecadou 70 toneladas de alimentos. O goleiro, que se arriscou na zaga, exaltou o sucesso da ação.

- É muito gratificante pode fazer isso na minha terra e saber que estou ajudando pessoas que precisam – disse.

Ibson concordou:

- Está a cada ano melhor. O público prestigiou e o pessoal, mesmo cansado, fez questão de vir.

Ele tem razão. Para fugir do trânsito e não deixar os amigos na mão, Léo Moura chegou ao local de helicóptero. Ele e Renato Augusto foram os “fominhas” do empate por 13 a 13. Ficaram em campo todo o tempo. Por outro lado, Toró pipocou. O volante saiu à francesa e não participou do jogo.

Também estiveram no Cinco de Julho: Fabrício, Bruno Mezenga, Vinícius Pacheco (Figueirense), Paulo Sérgio, Thiago Campos (Resende), Henrique (Bordeaux), Jean (ex-Santos), Marcelo Cordeiro (Inter), o cantor Gustavo Lins, o MC Serginho acompanhado das dançarinas Lacraia e X-Tudão.


quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Honrado com estátua no Maracanã, Zico escolhe o seu gol mais bonito no estádio

Zico está honrado com a estátua em sua homenagem que será inaugurada neste sábado, às 19h, no Hall da Fama do Maracanã. A obra, confeccionada pelo cenógrafo Abel Gomes, terá o maior ídolo do Flamengo dando um "voleio" - assim, ela dá a impressão de que o ex-jogador está no ar. O evento será fechado ao público, que só poderá observar a estátua pela primeira vez no domingo, dia 27, antes do Jogo das Estrelas organizado pelo Galinho.

A ideia surgiu após uma campanha feita em 2007 por torcedores rubro-negros, reunindo 25 mil assinaturas.

- É uma emoção muito grande. Eu fiz grandes jogos no Maracanã, que é a minha casa. Como sempre tratei os torcedores dos outros clubes com muito respeito, acho que não vai ter problema. Será uma honra muito grande para mim.

Zico é o maior artilheiro do estádio, com 333 gols. O mais bonito deles, porém, não está imortalizado. Foi em 1974, em uma partida contra o Grêmio que o Flamengo venceu por 1 a 0, pelo Campeonato Brasileiro.

- Não há imagens, e olha que eu já procurei. A minha mãe estava no estádio. Foi emocionante. Pena que não tenho gravado. Pena que ninguém gravou. Foi o meu gol mais bonito no Maracanã. Sempre brinco com o Vanderlei Luxemburgo por causa desse gol, falo que é para lembrar que ele jogou bola - diz Zico, que aproveitou para descrever o lance. - O Vanderlei cruzou, e cheguei correndo para bater de primeira. Foi um daqueles chutes que você joga a bola lá no placar se pegar mal. Mas foi na veia.

Sem falsa modéstia, o eterno camisa 10 do Flamengo considera difícil um jogador quebrar o seu recorde de gols no estádio.

- É complicado, primeiro porque hoje em dia um jogador não fica esse tempo todo aqui no Brasil, como nós ficávamos. Se um Adriano permanecesse no Rio de Janeiro uns dez anos e jogasse mais no Maracanã, até acho que superaria. Um Romário, um Túlio (Maravilha)... Mas agora, como está o futebol, acho difícil.


Empresário de Love diz ao Palmeiras que atacante não quer mais ficar no Palestra

O empresário de Vagner Love, Evandro Ferreira, telefonou nesta quarta-feira para o diretor de futebol do Palmeiras, Savério Orlandi, para formalizar a posição do atacante em não permanecer no Palestra Itália. De férias no Rio de Janeiro e assustado com a violência da torcida do Verdão, Love manifestou o interesse em se transferir para o Flamengo, com quem já teria até mesmo os salários acertados.

Vagner pertence ao CSKA, da Rússia, e está emprestado ao Palmeiras até a metade de 2010. Na reta final do Campeonato Brasileiro, quando o Verdão foi líder durante metade da competição e ficou fora até da zona da Taça Libertadores da América, o atacante se envolveu numa briga com alguns torcedores. Ao sair de uma agência bancária ao lado do estádio, foi xingado e agredido. Agora, para continuar no Palmeiras, ele exige segurança.

- O procurador dele ligou para o Savério manifestando o interesse em não ficar. Só que não é assim. Seria muito fácil falar não quero ficar e sair. O Vagner tem contrato com o Palmeiras e terá de cumprir - explicou o vice-presidente de futebol palmeirense, Gilberto Cipullo, em entrevista à Rádio Globo.

Sobre a exigência do atacante em ter mais segurança para continuar, o dirigente não acenou com nenhuma resolução de tratamento diferente para Love. Porém, disse estar disposto a escutar o pedido do atleta.

- Sei que o problema dele é só questão da segurança. Não temos nenhuma reunião marcada, mas podemos sentar e estabelecer algumas formas para ele ter tranquilidade. O que é certo é que ele deve se reapresentar no dia 5 de janeiro junto com todo o elenco.


Viva o Povo Rubro-Negro



O especial da Expn sobre o Flamengo será às 20h do dia 25/dez e foi intitulado

"Viva o povo rubro-negro".



Fabrício não fica no Fla em 2010

Mais uma baixa se anuncia na Gávea. Enquanto o Flamengo se prepara para perder Zé Roberto e cogita não renovar com o goleiro Diego, o zagueiro Fabrício confirma que seu destino em 2010 será o exterior. O jovem defensor, uma das principais promessas da base rubro-negra, tem contrato até 2013 e, apesar de não especificar qual camisa vestirá na próxima temporada, afirmou que seu empresário recebeu propostas da Europa.

- Pelo que eu sei, não fico no Flamengo. Saio com o dever cumprido, tanto na base, como no profissional. Tive uma experiência na Alemanha que foi boa. Espero que novamente possa acontecer desa maneira – explicou Fabrício, fazendo menção à sua passagem pelo Hoffenheim

Andrade lamenta 'leilão' que fez o Mengão perder o meia Marquinhos, ex-Avaí

Destaque do Avaí no Campeonato Brasileiro, o meia Marquinhos estava com um pé na Gávea até esta quarta-feira, mas seu destino será a Vila Belmiro - o jogador acabou preterindo o Flamengoo em favor do Santos, numa negociação na qual a postura do seu procurador, Luiz Alberto, não agradou aos rubro-negros. O primeiro a lamentar foi Andrade, que contava com o atleta para um revezamento envolvendo Petkovic.

O treinador não escondeu a frustração com a reviravolta, lembrando que não há como o hexacampeão brasileiro entrar numa briga para reforçar o elenco visando à temporada 2010.

- Era uma contratação que já estava certa, as partes já tinham acertado as bases (salariais). Mas vira leilão quando entram outros clubes interessados, e o Flamengo não tem como competir.

Andrade aproveitou ainda para falar de Rodrigo Souto, volante do Santos que ele mesmo indicou, uma vez que o Flamengo ficou sem Aírton, negociado com o Benfica, e Maldonado, que ainda se recupera de uma cirurgia no joelho esquerdo e só voltará aos gramados a partir de março - o clube ainda tentará Leandro Euzébio, do Goiás. O técnico, no entanto, foi lacônico.

- Não sei. Tenho de falar com o Marcos (Braz) ainda - disse ele, referindo-se ao vice de futebol rubro-negro.

Diego não deve renovar com o Flamengo

Depois de sete anos no time profissional do Flamengo, o goleiro Diego está perto do fim do seu ciclo no clube. O contrato dele termina no dia 31 de dezembro e dificilmente será renovado.

O próprio jogador, de 27 anos, avisou durante o ano que buscaria outro destino em 2010 por causa da condição de reserva.

Questionado sobre o assunto, Marcos Braz avisou que a possibilidade de permanência passaria por uma avaliação do preparador Roberto Barbosa.

- Será feito um relatório do preparador de goleiros para saber se ele fica – disse Marcos Braz.

No clube, há quase consenso de que chegou a hora de apostar em Marcelo Lomba, de 23 anos, para ser o substituto imediato de Bruno.

Diego participou de 171 jogos pelo Flamengo e sofreu 220 gols. Ele participou de quatro título cariocas (2004, 2007, 2008 e 2009), do Campeonato Brasileiro (2009) e da Copa do Brasil (2006). Neste último, o goleiro foi titular.

Outros que não ficam


Na lista de jogadores que não continuam em 2010 estão Marlon, Maxi e Alex Cruz. Por causa do alto salário e com contrato até o meio do ano, Denis Marques depende de propostas para deixar o clube.

Aírton foi vendido ao Benfica por R$ 2,8 milhões e Zé Roberto, segundo a própria diretoria, tem a permanência quase descartada. Por sua vez, Everton recebeu oferta sedutora do Tigres-MEX. Erick Flores pode ser emprestado.


Flamengo dá aumento de 40% para segurar Adriano

Para ficar no Flamengo até a Copa do Mundo de 2010, Adriano diminuiu seu prejuízo. Na reunião que selou a permanência do jogador, no fim de semana, o clube rubro-negro topou aumentar o salário dele em 40%.

Mesmo assim, o atacante ganhará no Rio de Janeiro menos da metade do salário que receberia se aceitasse a proposta do Milan, por exemplo. O dinheiro do plus salarial virá do novo patrocinador – provavelmente a Hypermarcas. A Olympikus também ajuda o Rubro-Negro com uma parte do ordenado do astro.

- Ocorreu uma negociação e vamos passar a diferença para um patrocinador – disse o vice-presidente de futebol rubro-negro, Marcos Braz.

Artilheiro e campeão brasileiro, Adriano curte férias e segue em silêncio. Para Andrade, porém, o reajuste para o camisa 10 é mais do que merecido.

- É justíssimo. Ele dá retorno ao clube com venda de camisas, publicidade. E dentro de campo também. Os 19 gols no Brasileiro comprovam isso – disse o treinador.

Até o momento, o Flamengo perdeu Aírton, vendido para o Benfica por R$ 2,8 milhões, e praticamente desistiu de Zé Roberto.