Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 23 de outubro de 2010

Um jogo inesquecível: Flamengo 5 x 1 Atlético-MG

Os donos da grana


Os donos da grana

Uma conferida nas escalações dos principais clubes brasileiros sugere que o futebol nacional está em período de vacas gordas. Sobram craques que abandonaram o exterior para ganhar salários milionários por aqui. Não só veteranos do porte de Ronaldo, Deco e Roberto Carlos, que já rechearam suas contas jogando na Europa, mas também gente que ainda tem lenha para queimar. Casos de Valdívia, Keirrison, Rafael Sóbis e Fred. Sem falar em Neymar, que rechaçou os milhões do Chelsea para seguir na Vila Belmiro.

Esse quadro, que dá a ideia de finanças equilibradas e cofres abarrotados, distorce a realidade. A maioria está se endividando como nunca. PLACAR fez um levantamento para saber quais clubes do Brasil mais gastam com salários de jogadores. Entre os líderes do ranking, estão gigantes que há décadas convivem com dívidas gigantescas, como Corinthians, Fluminense e Palmeiras. Apesar de transformarem o ato de pedir empréstimos vultosos num gesto corriqueiro, os cartolas bancaram um aumento desenfreado nos salários dos jogadores. Prova disso é a comparação dos pagamentos atuais com o último ranking dos salários feito pela PLACAR. Em junho de 2009, o segundo maior salário era o de Adriano: 362 000 reais. Com o mesmo vencimento, ele ocuparia, agora, a sexta posição entre os mais bem pagos do país.

Ainda maior foi a inflação entre os treinadores. Vanderlei Luxemburgo e Carlos Alberto Parreira tinham os salários mais altos: 500 000 reais. Hoje, eles estariam em terceiro no ranking.

O jogador mais bem pago do país não mudou: ainda é Ronaldo (com 1,8 milhão de reais mensais). No Corinthians, ele ganhou a companhia de Roberto Carlos (300 000 reais mensais) e continua convivendo com Souza (175 000 reais) e Edu (cerca de 200 000 reais). O clube até que economizou com a troca de Mano Menezes por Adílson Batista. O atual técnico da seleção ganhava 350 000 reais e seu substituto no alvinegro recebe 250 000 reais. Só que Adílson vai engordar seu salário com cerca de 50 000 reais por mês, graças a um antigo débito do Corinthians com ele, dos tempos de atleta.

Para os cartolas corintianos, o gasto com o Fenômeno não conta na folha de pagamento porque o grosso de seus vencimentos vem de contratos de publicidade. Mas o dinheiro precisa entrar no clube para chegar ao atacante, que recebe 550 000 reais do Corinthians. “O valor que ele ganha de patrocínio não entra na folha de pagamento, isso é marketing”, diz o presidente Andrés Sanchez. De patrocínio, Ronaldo gera 20 milhões anuais para o Alvinegro e embolsa 15 milhões. “É como se ele pagasse para jogar”, diz Luís Paulo Rosenberg, vice de marketing.

Apesar dos altos gastos e de ter uma dívida que supera os 100 milhões de reais, a diretoria corintiana afirma que a situação está sob controle e que fechará o ano com superávit.

JEITINHO BRASILEIRO
Em tempos de gastança, os cartolas usaram a criatividade para buscar dinheiro. Mas o Fluminense segue fiel à antiga fórmula de ter um parceiro rico, no caso, a Unimed. A patrocinadora banca 2,5 milhões de reais dos 4,2 milhões da folha de pagamento, segundo dados da diretoria — concorrentes acreditam que o gasto mensal chega a 5 milhões de reais. A parceira paga em média 80% dos salários mais altos. Os valores assustam. Deco ganha 550 000 mensais e Fred, 460 000.

O Internacional também aposta em parcerias. Apoiado pelo torcedor fanático e milionário Delcir Sonda, o Colorado não poupa em contratações. Repatriou Rafael Sóbis, que chegou para ganhar 300 000 reais mensais, e possui muitos jogadores recebendo acima de 150 000 reais por mês. Para o técnico Celso Roth, paga 300 000 reais. O título da Libertadores ainda lhe rendeu 1 milhão de reais de premiação.

Diferentemente do Flu e do Inter, o Palmeiras prefere inovar. A contratação de Kléber, por exemplo, só aconteceu porque o clube trocou de patrocinador. Colocou a Fiat no lugar da Samsung e pegou 7 milhões de reais antecipados. Mais engenhosa ainda foi a operação para trazer Valdívia. Para pagar o Al Ain-EAU foi necessária uma fiança bancária, uma vaquinha entre o grupo de sócios-remidos chamado eternos Palestinos e uma parceria com o conselheiro Osório Furlan Júnior, que adquiriu 36% dos direitos do chileno.

Apesar de usar métodos diferentes, o Alviverde não fica muito atrás do Fluminense em gastos. Só Luiz Felipe Scolari ganha 700 000 reais. “Não pagamos nem a metade do que ele ganha. Quem banca a maior parte é o patrocinador”, diz o presidente do Palmeiras, Luiz Gonzaga Belluzzo.

Entre os jogadores, Kléber é o recordista com 373 500 reais mensais. Nessa conta entram luvas e valores que recebeu pela venda de parte de seus direitos. No total, ele fatura 2 milhões de euros por ano, livres de impostos. Logo atrás, aparece Valdívia, com 299 500 mensais. Nesse valor estão 500 000 euros de luvas diluídos nos salários, em cinco anos. “Contratamos jogadores caros, mas negociamos outros que ganhavam bem, como o Diego Souza e o Cleiton Xavier”, diz Belluzzo.

A mão aberta do dirigente não combina com seu discurso quando assumiu o Palmeiras e pregou uma união entre os times para que fosse estipulado um teto salarial a fim de botar um freio nos salários. “O teto só funciona se todo mundo cumprir o combinado. Se você faz o teto sozinho, você se ferra porque os outros pagam mais e levam o jogador”, afirma o presidente palmeirense.

Belluzzo é ainda um dos maiores entusiastas de uma prática que a maioria dos clubes adotou: o alongamento de dívida. Os cartolas pegam um empréstimo alto num banco para saldar débitos menores com outros bancos. E passam a ter apenas um empréstimo maior para pagar. Como garantia de pagamento, dão cotas de TV, patrocínios e até rendas dos jogos. O Palmeiras, por exemplo, conseguiu autorização de seu conselho de fiscalização para pegar 39,6 milhões no BMG dando as cotas dos próximos cinco Campeonatos Paulistas como garantia. Se não pagar, o banco recebe o dinheiro direto da Globo. A estratégia é criticada pela oposição, que acredita que o dinheiro é usado para pagar (altos) salários atrasados. O clube chegou a dever pelo menos dois meses de direitos de imagem. Além disso, os opositores alegam que Belluzzo jogou a dívida para seu sucessor.

“Estamos reestruturando a dívida do clube. É melhor pagar uma dívida longa com taxas baixas que uma curta com taxas altas. A oposição não conhece isso porque é coisa recente. Vou deixar uma dívida menor para o próximo presidente”, assegura o cartola.

No Rio de Janeiro, a prática de comprometer as cotas de TV também está sendo usada. Os quatro grandes do estado deram como garantia as receitas de transmissão do Campeonato Carioca de 2011. “Os clubes se veem na necessidade de gastar mais a curto prazo. Não acho que esse é o melhor dos caminhos. Mas, se eles pedem o nosso aval para não afundar, temos que dar”, afirma o presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, Rubens Lopes.

Mesmo assim, o vasco sofre com atrasos. No dia 20 de agosto, o clube pagou um dos dois meses que devia a seus jogadores. O time ainda tem que lidar com a penhora de sua renda para pagamento de dívidas trabalhistas antigas, uma delas para o atacante Euller. No clássico com o Fluminense, por exemplo, o time receberia 533 685 reais, mas pouco menos da metade desse valor foi penhorado.

Até quem se gabava de ter a casa arrumada, como o São Paulo, aderiu à moda. Recentemente, ofereceu pelo menos três anos de receitas de TV do Estadual para movimentar sua conta garantida, espécie de cheque especial.

O Tricolor, quinto que mais gasta, adotou outra prática entre clubes, em especial aqueles com altos salários de jogadores que rendem abaixo do esperado: emprestar atletas e continuar bancando parte dos vencimentos. Os são-paulinos ainda pagam 65 000 reais, metade do salário de Marcelinho Paraíba, emprestado ao Sport; e 50 000 reais para Washington, que ganhava 190 000 e está no Fluminense.

“As pessoas que me questionam sobre o Washington falam que ele está marcando gol no Fluminense. Mas a transferência foi interessante para nós, pelo momento que ele vivia aqui”, afirma João Paulo de Jesus Lopes, diretor de futebol do São Paulo, clube que tem uma dívida na casa dos 100 milhões.

O São Paulo ganhou fôlego com a venda de Hernanes, por 13,5 milhões de euros, mas mantém algumas medidas austeras em sua parte administrativa. Quando um funcionário de fora do futebol pede demissão, a prioridade é evitar contratar outro para a função — contenção de despesas que destoa de caras contratações para salvar o time, como a de Ricardo Oliveira, que recebe cerca de 200 000 reais mensais.

Outro cartola que põe a mão no bolso para pagar quem já defende outras cores é Luís Álvaro do Oliveira Ribeiro, presidente do Santos. Ele ainda banca 40% do salário de Fábio Costa, emprestado ao Atlético-MG. “É mais inteligente fazermos isso que pagar 100%. Quando cheguei aqui, gastávamos 2 milhões por mês a mais do que arrecadávamos”, diz Ribeiro. Quando ele substituiu Marcelo Teixeira, a folha de pagamento do clube era de 4 milhões de reais por mês. Caiu para 2,8 milhões, mas voltou a subir e hoje está em 3,3 milhões. Isso sem contar o mínimo de 1,5 milhão de reais por ano (125 000 por mês) prometido a Neymar em contratos de publicidade. Se o clube não atingir esse valor, tem que pagar do próprio bolso. Sem esses 125 000 mensais, Neymar ganharia 180 000 reais — mesmo salário de Paulo Henrique Ganso e menos do que Keirrison, que recebe 200 000 reais.

Tantos exemplos de gastança descontrolada mostram que o alto poderio dos clubes vai até a página 2, onde estão os mecanismos que eles usaram para ter grandes jogadores e técnicos. Novas estratégias e parcerias, que enchem os olhos dos torcedores, por seus resultados a curto prazo, podem significar, mais adiante, crises gigantescas. É o dilema do futebol nacional, em que os clubes precisam se endividar para tentar conquistar algo ou assistir de longe aos concorrentes se destacarem…

Quanto custa seu time?

Flamengo inicia regulamentação das Embaixadas da Nação

A presidente do Flamengo, Patricia Amorim, promoveu, neste sábado (23.10) na Gávea, o primeiro encontro das Embaixadas da Nação. O evento contou com a participação de todas as embaixadas e teve a participação de representantes do Ministério da Justiça e do Ministério dos Esportes. De forma inédita e demonstrando que o Flamengo continua na vanguarda do esporte, os representantes das Embaixadas da Nação assistiram palestras sobre segurança dos torcedores nos estádios e o Estatuto do torcedor.

O diretor executivo de marketing do Flamengo, Harrison Baptista, contextualizou todo o projeto que está sendo desenvolvido em cima das embaixadas, o que deixou os torcedores muito satisfeitos.

"Acho que a diretoria deu um passo importantíssimo com esse canal direto com o clube. O Flamengo formatou o projeto através do sistema pioneiro, o canal de diálogo, e isso é uma marca da administração da presidente Patricia Amorim", analisou Vinicius Nagem presidente da embaixada Flaparaná.

Os torcedores puderam interagir e fazer perguntas aos palestrantes, inclusive à presidente, o que enriqueceu ainda mais o encontro.

"Estou muito feliz e me sinto realizada em poder dirigir esse clube que é formado por uma grande nação com mais de 38 milhões de torcedores. O bom dirigente é aquele que não atrapalha. Estou no clube de segunda a domingo, me preocupo com tudo, podem estar certos que eu almoço, janto, respiro e vivo Flamengo 24 horas, e não poderia ser diferente. Quero sair daqui e deixar vários legados, um deles é a regulamentação definitiva das embaixadas da nação", afirmou Patricia Amorim, que falou ainda sobre o planejamento para o aniversário do clube.

"A semana do aniversário do Flamengo será repleta de festejos e atividades na Gávea. No dia do aniversario do clube (15 de novembro) iremos coroá-lo com um grande evento que está sendo viabilizado para acontecer no Vivo Rio, com a participação de grandes artistas Rubro Negros da música popular brasileira", destacou Patricia Amorim.

Campanha do Tijolinho - Como o futebol é o carro chefe do Flamengo, a presidente fez questão de avisar que, no dia 5 de novembro, o clube inicia a campanha do Tijolinho, e o torcedor que participar vai colocar seu nome no tão sonhado Centro de Treinamento de Futebol George Helal.

"Lançaremos a campanha dia 5 de novembro e conto com a participação de todos. Eu já vou fazer a minha parte comprando quatro tijolinhos pros meus filhos e o meu. Com esses recursos, mais o que obtivemos com o patrocínio da AmBev, iniciaremos a construção do C.T. do Flamengo, e tenho a convicção que o futebol do nosso clube dará um grande salto de qualidade", completou.


Quase 15 mil ingressos vendidos para o Clássico dos Milhões

A expectativa de casa cheia no Engenhão, neste domingo, parece que irá se confirmar. Ao final deste sábado, já fora vendidos 14.300 ingressos para o clássico entre Flamengo e a coisa horrível, às 18h30. A venda continua no dia do jogo em todos os pontos de venda. As entradas para os setores Norte e Sul já se esgotaram. As bilheterias leste e oeste abrem para vendas às 9h, assim como os outros pontos. A norte e a sul, vendendo ingressos apenas para os setores leste e oeste, iniciam as vendas um pouco mais tarde, às 15h. Nos pontos de venda que não são no Engenhão, local da partida, a venda vai apenas até às 13h.

Vale ressaltar que cada torcedor, sócio ou não, só poderá comprar três ingressos cada. Aqueles que adquirem meia-entrada deverão, obrigatoriamente, apresentar documento que comprove seu direito (carteira de identidade, carteira de estudante ou comprovação de matrícula do ano de 2010) para ingressar no estádio.

Avisos importantes
- Os torcedores com direito a gratuidade (menores de 12 anos acompanhados de responsáveis, deficientes físicos e idosos maiores de 65 anos) terão que acessar o Engenhão uma hora antes da partida. Após esse horário, estará encerrada a troca de gratuidades. Esse procedimento será executado para preservar a integridade física desses torcedores e garantir que a capacidade máxima seja respeitada do estádio.

- A entrada dos torcedores do Flamengo acontecerá pelos setores Sul e Leste.

- No domingo, dia do confronto entre a coisa e Flamengo, as bilheterias do setor sul (Flamengo) e setor oeste (vasco), no Engenhão, abrirão às 9h. As demais bilheterias do estádio abrirão apenas às 14h.

- A abertura dos portões de acesso para os torcedores no dia do jogo acontecerá às 16h.

Serviço
Jogo: vasco x Flamengo.
Data: 24/10/2010 (domingo)
Horário: 18h30
Local: Estádio Olímpico João Havelange (Engenhão)

Preços dos Ingressos:

vasco
Setor Norte: R$ 30,00 inteira / R$ 15,00 meia
Setor Oeste Inferior: R$ 60,00 inteira / R$ 30,00 meia
Setor Oeste Superior: R$ 40,00 inteira / R$ 20,00 meia

Flamengo
Setor Sul: R$ 30,00 inteira / R$ R$ 15,00 meia
Setor Leste Inferior: R$ 60,00 inteira / R$ 30,00 meia
Setor Leste Superior: R$ 40,00 inteira / R$ 20,00 meia

Pontos de venda:
Bilheterias da Gávea (Praça N. S. Auxiliadora)
Bilheterias do Fluminense F. C.
Bilheterias do São Cristóvão F.R
Bilheterias do Ginásio do Tijuca Tênis Clube
Rua São João nº. 34 loja 114 – Centro – Niterói


Recreativo encerra a semana de preparação para o clássico

A tarde deste sábado foi de trabalho para os jogadores do Flamengo. Na véspera do clássico contra o Vasco, os rubro-negros foram a campo no Ninho do Urubu para o último treinamento antes da partida. Na atividade, os jogadores disputaram um animado recreativo, o chamado rachão, e também treinaram finalizações.

Depois de quatro dias de muito trabalho, com atividades físicas, técnicas e táticas, os rubro-negros encerraram a preparação para o Clássico dos Milhões com uma atividade para unir ainda mais o grupo antes de um jogo tão importante. Caso nada mude, a equipe entrará em campo desta maneira: Marcelo Lomba; Leonardo Moura, Welinton, David e Juan; Maldonado, Willians, Kleberson e Renato; Diego Maurício e Deivid.

Com 37 pontos, o Flamengo tenta uma vitória no clássico para se distanciar ainda mais da parte de baixo da tabela e se firmar na zona dos clubes que disputam a próxima edição da Copa Sul-Americana.


Luxemburgo elogia Deivid e Diego Maurício: ‘Podem dar certo juntos’

O Flamengo já teve muitas duplas de ataque neste Campeonato Brasileiro, mas a que começará o clássico, contra o vasco, às 18h30m, deste domingo, no Engenhão, é uma grande aposta do técnico Vanderlei Luxemburgo. Segundo ele, Deivid e Diego Maurício têm qualidades importantes e podem dar muito certo juntos.

- São atacantes soltos, que sempre buscam espaços na frente. O Deivid é mais maduro, e o Diego Maurício é um menino que está atrás de seu espaço. Acredito que os dois podem dar certo juntos.

Quanto as constantes mudanças no clube, que está com seu quarto técnico no Campeonato Brasileiro, Luxemburgo acha que isso pode ser um fator de motivação para alguns jogadores que estão encostados. Porém, deixa claro que deve satisfações aos que não são relacionados para os jogos.

- A mudança de técnico cria uma motivação diferente. Estou dando uma cara ao time e mostrando aos atletas que as minhas decisões obedecem a uma lógica. A permanência na equipe titular depende dos próprios jogadores. A definição do elenco está clara. Não tenho porque dar satisfação de cada um que não é relacionado. O grupo é bem grande.


Flamengo e a coisa(vasco) duas equipes ruins de cabeça


Confira o ranking dos times que mais fazem gols de cabeça no Brasileiro:


Botafogo - 12
Grêmio - 12
Corinthians - 11
São Paulo - 11
Cruzeiro - 10
Vitória - 10
Atlético-MG - 9
Fluminense - 9
Internacional - 7
Atlético-PR - 6
Avaí - 6
Ceará - 5
Grêmio Prudente - 5
Palmeiras - 5
Santos - 5
Atlético-GO - 4
Goiás - 4
Guarani - 4
Flamengo - 3
vasco(coisa ruim) - 3


Nos 70 anos de Pelé, relembre o dia em que ele jogou no Fla

No dia 6 de abril de 1979, em um amistoso beneficente para ajudar as vítimas das enchentes que assustavam Minas Gerais na época, o "Rei" jogou ao lado de Zico no Maracanã.

Já com 39 anos, Pelé vestiu a camisa 10, deixando o Galinho com a número 9, no confronto contra o Atlético Mineiro, que gerou uma renda de CR$ 8.781.290,00, com um publico de 139.953 pagantes. Comandado por Zico, que marcou três vezes, e pelo ponta Júlio César, o Uri Geller, o Flamengo goleou o Galo por 5 a 1. Uri Geller, aliás, se lembra com carinho daquela data, pois realizou o sonho de jogar ao lado de Pelé e ainda foi seu companheiro de quarto.

"Meu grande sonho era jogar com o Pelé. Nunca imaginaria jogar ao lado dele. Por coincidência, acordei de madrugada e vi que tinha um cara do meu lado. Quando vi, era o negão dormindo (risos). Foi fantástico. A história de como ele entrou no time é até engraçada. Quem o Coutinho ia tirar daquele timaço? Então, no coletivo de quinta, antes do jogo, o Adílio caiu depois de levar uma pancada. Não era nada, mas já entraram com o gesso na mão e ele acabou ficando de fora. Fiz grandes partidas com aquele time, mas este foi um dia especial por jogar ao lado de Zico e Pelé", explicou.

O Jogo - Quem abriu o placar, no entanto, foi o Atlético, com Marcelo, aos 21 minutos do primeiro tempo. Porém, o empate veio rápido. Aos 35 minutos, Zico colocou o Rubro-Negro com um gol no placar; de pênalti, que o meia teve a intenção de deixar Pelé bater, mas o Rei recusou. Emocionante, o primeiro tempo ficou apenas nisso.

Mas, na volta do intervalo, só deu Fla. Logo aos 10 minutos da segunda etapa, o Galinho de Quintino voltou a brilhar e fez jus à camisa 9 que vestia. Como um verdadeiro artilheiro, Zico marcou o segundo gol do time da Gávea. E, quatro minutos depois, voltou a balançar as redes, deixando o Flamengo com a vantagem de 3x1 no placar. Pelé então foi substituído, e aplaudido de pé pela imensa massa rubro-negra que lotou o estádio. Em seu lugar, entrou Luisinho, que, aos 28 minutos da etapa final, marcou o quarto gol da equipe do Flamengo.

Era uma goleada formada a favor da equipe comandada pelo treinador Cláudio Coutinho. E ainda vinha mais. Quem fechou o caixão foi o artilheiro Cláudio Adão, aos 39. Festa da torcida e também dos jogadores rubro-negros. Segundo Andrade, aquele foi um dia inesquecível, ainda mais para ele, que era iniciante. Dia inesquecível também, com certeza, para a Nação Rubro-Negra, e para o Rei Pelé, que afirmou ter sido um grande prazer honrar a camisa do clube e jogar ao lado de Zico.

Ficha Técnica

Flamengo 5 x 1 Atlético-MG

Data: 06/04/1979

Local: Maracanã - Rio de Janeiro


Público: 139.953

Renda: CR$ 8.781.290,00

Gols: Marcelo (CAM) 21'/1ºT, Zico 35'/1ºT, 10'/2ºT e 14'/2ºT, Luisinho 28'/2ºT e Cláudio Adão 39'/2ºT

Flamengo: Cantarelli, Toninho, Rondinelli (Nelson), Manguito e Júnior; Andrade, Carpeggiani (Ramirez) e Zico; Tita, Pelé (Luisinho) e Júlio César (Reinaldo). Técnico: Cláudio Coutinho.

Atlético-MG: João Leite, Alves, Osmar, Luizinho e Hilton Bruniz; Cerezo, Marcelo (Carlinhos) e Paulo Isidoro; Serginho (Pedrinho), Dario e Ziza (Vilmar). Técnico: Procópio Cardoso.


Ambev lança segunda latas de clubes do Rio



As latas da Ambev com escudos de Flamengo, Fluminense, Botafogo e vasco começam a ser vendidas na segunda-feira. O fabricante se inspirou nas camisas históricas. A parceria prevê ainda a criação de bares temáticos. Enquanto isso, o G4 paulista, que assinou primeiro, cobra da Femsa novo prazo - era outubro - para lançar seus produtos



Léo Moura completa 32 anos e ganha festa surpresa da família

O lateral-direito Léo Moura completa neste sábado 32 anos de idade. Para comemorar, a família do jogador preparou uma festa surpresa na noite de sexta. Assim que ele chegou do Ninho Urubu, onde participou do treino do Flamengo, ele deu de cara com amigos em familiares em sua casa. No cardápio, além do tradicional bolo, havia um rodízio de crepes.

Mas a celebração teve que ser curta, já que o atleta precisava estar na concentração do Flamengo às 23h. Ossos do ofício. Elenice, mãe do jogador, festejou o fato de o filho estar bem na carreira e ter boa saúde.

- A esposa dele (Camila) preparou a festa e convidamos amigos e familiares. Quando ele chegou do treino viu a surpresa. Estamos muito felizes, porque ele está muito bem, com boa saúde - disse a mãe do jogador.

aniversário Léo Moura Flamengo
Léo Moura junto com seus familiares na festa surpresa (Foto: Alessandra Riccioppo)

No sábado Léo Moura segue concentrado e fará um treino na parte da tarde. Domingo, às 18h30m (de Brasília), no Engenhão, ele estará em campo para o clássico com o vasco. A família irá toda ao estádio com uma camiseta personalizada para fazer uma homenagem ao atleta pelos 32 anos.

Na sexta-feira outro jogador fez aniversário: Deivid completou 31 anos.


David: 'Fico feliz pela confiança do Luxemburgo'

Embora Ronaldo Angelim tenha entrado bem na vitória de 3 a 0 sobre o Internacional, o técnico Vanderlei Luxemburgo optou pela escalação de David no clássico deste domingo, contra o Vasco, no Engenhão. Titular nos dois primeiros jogos sob comando do treinador, o zagueiro agradece a confiança e promete se empenhar.

– Fico muito feliz pela confiança demonstrada pelo Luxemburgo. Todos nós sabemos da qualidade dele e vou tentar retribuir essa chance da melhor maneira possível. Sempre pensando em ajudar o Flamengo – afirmou o zagueiro, satisfeito pela escolha baseada no critério técnico.

Estreante no Clássico dos Milhões, David não descarta marcar um gol no rival, mas admite que pensa primeiramente em defender e ajudar o Flamengo a sair de campo com a vitória.

– Costumo dizer que a minha obrigação é sempre defender. Mas é lógico que se sair o gol será lindo. Se eu fizer, ficará marcado – admitiu.




Fla renova com a revelação Diego Maurício até o fim de 2015

Grande revelação do Flamengo nesta temporada, o atacante Diego Maurício, de 19 anos, acertou na noite desta sexta-feira a ampliação de seu vínculo, que terminava em 2012, para dezembro de 2015. Com o novo contrato, o jogador terá um reajuste salarial.

- Acertamos tudo esta noite e o jogador está muito feliz com o contrato por mais cinco anos - afirmou o empresário do atleta, Orlando Júnior.

Diego Maurício foi lançado no time principal pelo técnico Rogério Lourenço, que o conhecia das categorias de base. O atacante fez a sua estreia no dia 23 de Maio de 2010, quando o Flamengo fez 3 a 1 sobre o Grêmio Prudente, pelo Campeonato Brasileiro. Na ocasião, sofreu o pênalti que originou o terceiro gol, feito por Vágner Love.

Com força física e velocidade, Diego Maurício encheu os olhos do técnico Vanderlei Luxemburgo e dos torcedores rubro-negros. O bom desempenho lhe garantiu um lugar entre os titulares.


sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Luxa: 'Até quando não estava aqui eu torcia contra a coisa( vasco)

O técnico Vanderlei Luxemburgo disputa contra o vasco, o primeiro clássico desde sua volta ao Flamengo. Com pouco mais de três semanas de Gávea, ele se diz ansioso para a volta dos confrontos estaduais e lembra que sempre torceu contra o Cruzmaltino.

- Sempre dá aquele friozinho na barriga, ainda mais com toda a rivalidade. É um grande duelo não tem como dizer que não estou nervoso. Como torcedor do Flamengo, vou sempre torcer para o vasco perder. Até quando não estava aqui eu torcia contra eles. Mas por ser profssional a gente acaba tendo outros deveres - afirmou.

A dupla de ataque do Flamengo no clássico de domingo, contra o vasco, será formada por Diego Maurício e Deivid. Os dois são, respectivamente, artilheiro e vice do rubro-negro no Brasileirão. O camisa 9 tem quatro gols e o novato já balançou as redes em três oportunidades. O técnico Vanderlei justifica a opção de Diego Maurício no lugar de Diogo.

- São dois jogadores mais velozes que não ficam dentro da área o tempo todo, buscam espaço. Esses são os motivos pela escolha. Optei neste jogo pelo Diego Maurício e confio no trabalho dele. Venho conversando com ele para passar a experiência, que Deivid já possui - disse.

A coisa horrível

Flamengo lança pedra fundamental do museu no próximo dia 16 de novembro

Com atraso, mais ainda um sonho vivo. Enfim, parece que o projeto do museu do Flamengo na sede da Gávea sairá do papel. O UOL Esporte apurou que clube e Olympikus, fornecedora de material esportivo, preparam uma festa para lançar a pedra fundamental do museu no próximo dia 16 de novembro, na Gávea.

As partes planejam apresentar na data o projeto definitivo e até uma cápsula do tempo, que representará as fases históricas do clube rubro-negro. O fato é que o projeto original do museu (cerca de R$ 8 milhões, adiantados pela Olympikus e pago com royalties), que ocupará dois andares na sede rubro-negra (o local terá 2.600 m²), sofreu algumas alterações exigidas pela própria fornecedora para receber as inovações.

O lançamento do museu estava previsto para este ano, mas ao que tudo indica só deverá ficar pronto a partir do meio de 2011. Entretanto, estima-se que os gastos da obra possam ultrapassar os R$ 12 milhões.

No local, mais de 11 mil peças, entre troféus, camisas, calções, jornais, revistas, e vídeos contarão a trajetória do clube fundado em 1895. Os dirigentes responsáveis também trabalham diariamente catalogando o acervo e buscando novos itens relativos às recentes conquistas do clube.

O museu do Flamengo será o segundo empreendimento na sede da Gávea realizado em parceria com a Olympikus. O primeiro foi a imponente loja oficial Fla Concept, inaugurada no fim do ano passado.







Hablando la verdad! Pelé és una Farsa!

Mais de dez mil ingressos vendidos para o clássico

Segue a venda antecipada de ingressos para o clássico entre vasco e Flamengo, que será realizado no próximo domingo (24.10), às 18h30, no Engenhão. Todos os torcedores poderão adquirir seus ingressos nos pontos de venda, citados abaixo, no mesmo horário. Os preços, também citados abaixo, variam de R$ 30 (R$ 15 – meia-entrada) até R$ 60 (R$ 30 – meia-entrada). Até o momento, já foram vendidos 10.310 ingressos.

Vale ressaltar que cada torcedor, sócio ou não, só poderá comprar três ingressos cada. Aqueles que adquirem meia-entrada deverão, obrigatoriamente, apresentar documento que comprove seu direito (carteira de identidade, carteira de estudante ou comprovação de matrícula do ano de 2010) para ingressar no estádio.

Avisos importantes
- Os torcedores com direito a gratuidade (menores de 12 anos acompanhados de responsáveis, deficientes físicos e idosos maiores de 65 anos) terão que acessar o Engenhão uma hora antes da partida. Após esse horário, estará encerrada a troca de gratuidades. Esse procedimento será executado para preservar a integridade física desses torcedores e garantir que a capacidade máxima seja respeitada do estádio.

- A entrada dos torcedores do Mengão acontecerá pelos setores Sul e Leste.

- No domingo, dia do confronto entre vasco e Flamengo, as bilheterias do setor sul (Flamengo) e setor oeste (vasco), no Engenhão, abrirão às 9h. As demais bilheterias do estádio abrirão apenas às 14h.

- A abertura dos portões de acesso para os torcedores no dia do jogo acontecerá às 16h.

SERVIÇO

Jogo: vasco x Flamengo.
Data: 24/10/2010 (domingo)
Horário: 18h30
Local: Estádio Olímpico João Havelange (Engenhão)

Preços dos Ingressos

vasco

setor Norte: R$ 30,00 inteira / R$ 15,00 meia
Setor Oeste Inferior: R$ 60,00 inteira / R$ 30,00 meia
Setor Oeste Superior: R$ 40,00 inteira / R$ 20,00 meia

Flamengo

Setor Sul: R$ 30,00 inteira / R$ R$ 15,00 meia
Setor Leste Inferior: R$ 60,00 inteira / R$ 30,00 meia
Setor Leste Superior: R$ 40,00 inteira / R$ 20,00 meia

Pontos de venda

Bilheterias da Gávea (Praça N. S. Auxiliadora)
Bilheterias do galinheiro de São Januário
Bilheterias do Fluminense F. C.
Bilheterias do São Cristóvão F.R
Bilheterias do Ginásio do Tijuca Tênis Clube
Rua São João nº. 34 loja 114 – Centro – Niterói
Bilheteria Sul do Engenhão (exceto no sábado dia 23/10/2010)
HSBC Arena - Av. Abelardo Bueno, 3401 - Barra da Tijuca.
Site da Ingresso Fácil (www.ingressofacil.com.br)


Tabela da Copa Sul-Americana 2010

Campeão do torneio garantirá uma vaga na Libertadores de 2011


Luxa repete em treino formação com Diogo e Angelim entre reservas

O técnico Vanderlei Luxemburgo comandou na tarde desta sexta-feira, no Ninho do Urubu, o segundo coletivo do Flamengo na semana. Ele repetiu a escalação do time, com Ronaldo Angelim e Diogo entre os reservas. David Braz e Welinton formaram a defesa. O primeiro atuou pelo lado direito. Willians, que retorna de suspensão, volta normalmente ao time titular. Ele entra na vaga de Correa, que levou o terceiro amarelo na vitória por 3 a 0 sobre o Internacional, na última rodada.

A equipe treinou com: Marcelo Lomba; Léo Moura, David Braz, Welinton e Juan; Maldonado, Willians, Kleberson e Renato; Deivid e Diego Maurício. Os reservas jogaram com: Vinícius; Galhardo, Jean, Ronaldo Angelim e Rodrigo Alvim; Toró, Fernando, Fierro e Marquinhos; Petkovic e Diogo. O sérvio não havia participado da atividade de quinta por causa de uma gripe.

O time teve um bom desempenho. Orientados por Luxemburgo, os atletas mostraram muita disposição e jogaram em alta velocidade. Renato fez um belo gol após um rápido contra-ataque. A equipe se prepara para o clássico com o Vasco, domingo, às 18h30m (de Brasília), no Engenhão.


Atenção autoridades!!!



A infeliz torcida do
vasco provoca baderna, vandalismo e marginalidade antes, durante e após os jogos no Engenhão. Os trens e os ônibus são constantemente vandaliza
dos. Esses malditos transformam esses transportes coletivos em um campo de guerra, realizando assaltos, brigas, estupros, venda de drogas e muitas das vezes com a conivência da PM e da Guarda Municipal.





Engenhão terá esquema especial de segurança para a coisa(vasco) x Flamengo

Outrora preterido do Engenhão por motivos de segurança, o clássico vasco x Flamengo receberá um esquema especial, no domingo. A Polícia Militar informou que estará presente com o efetivo de 800 homens. Serão 300 policiais militares do Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (GEPE) na parte interna do estádio, com apoio de cães.

O restante ficará ao lado de fora do Engenhão, realizando o policiamento a pé, com viaturas em ronda e motocicletas. Além disso, a Polícia Montada também fará a segurança nos arredores do estádio.

O Gepe também vai realizar escolta de torcidas organizadas que partem de diversos pontos da cidade, como Nova Iguaçu, Central do Brasil, Zona Oeste, Niterói e São Gonçalo, a fim de garantir a segurança no trajeto.

Essa será a primeira vez que o clássico será disputado no Engenhão.

A coisa, horrível



Ex-jogador Jaime de Almeida passa integrar comissão técnica do Flamengo

Por intermédio de seu twitter, o gerente de futebol do Flamengo, Isaias Tinoco, revelou que o ex-jogador do clube na décadade 70 Jaime de Almeida Filho é o novo integrante da comissão técnica de Vanderlei Luxemburgo. Companheiro do treinador rubro-negro quando atuavam na Gávea, Jaime será um de seus auxiliares.

Contratado junto com Luxemburgo e com o preparador físico Antônio Melo, Lopes Júnior continua como o "braço direito" do comandante do Fla. A contratação do profissional foi concretizada em uma reunião da cúpula de futebol do clube.

- Contratado Jaime de Almeida para auxiliar do Luxa. Segue com primeiro auxiliar Lopes Junior - disse Isaias Tinoco.



Andrés: 'Estádio sem déficit só para nós e o Flamengo'

O presidente Andrés Sanchez do Corinthians acredita que apenas dois clubes brasileiros têm condição de ter um estádio e fechar o ano com superávit: Corinthians e Flamengo.

A afirmação do mandatário alvinegro foi dita durante uma palestra aos alunos da faculdade Mackenzie na noite da última quinta-feira, que foi acompanhada com exclusividade pelo LANCENET!.

- Só existem dois times no Brasil que podem ter um estádio sem déficit: Corinthians e Flamengo.









Maldonado vê brilho no olho de volta em Luxa: 'O Flamengo fez bem a ele'

Quando deixou o comando do Atlético-MG, o técnico Vanderlei Luxemburgo disse que precisava de um tempo para descansar e se reciclar. Mas uma convocação do Flamengo, seu clube do coração, o fez mudar os planos. Para o volante Maldonado, que já trabalhou diversas vezes com o treinador, ele estava triste e o desafio rubro-negro o fez retomar o brilho nos olhos.

O chileno disse que todos notaram a grande vontade de Luxa de colocar o Fla no rumo certo.

- Acho que o Vanderlei voltou a ser feliz. Quando saiu do Atlético, notei que ele estava cabisbaixo. Agora, ele voltou a ser o Vanderlei de sempre, está com muita vontade de trabalhar, melhorar. O Flamengo fez muito bem a ele, ainda mais por ser o clube que ele gosta - disse o volante.

E não é só com o trabalho dentro de campo que Luxemburgo está motivado. O plano de modernizar o Ninho do Urubu é uma ideia fixa na cabeça do treinador. E os primeiros passos já foram dados. Nesta semana, ele conversou bastante com representantes da empresa que está colocando containeres no CT. Eles servirão para as refeições e descanso dos atletas no intervalo dos treinamentos. Três deles já estão no clube, mas ainda não estão em funcionamento.

O desejo dele (Luxemburgo) é deixar uma marca no Flamengo
Maldonado, volante do Fla

- Aos poucos o CT vai mudando já. Ele quer que tudo seja feito aqui. Quando houver treino integral, a ideia é que os jogadores possam fazer as refeições aqui e possam descansar. O desejo dele é deixar uma marca no Flamengo - disse Maldonado.

Sobre o jogo deste domingo, contra o vasco, o volante espera que o Fla confirme sua evolução no campeonato e faça um bom resultado diante do arquirrival. Maldonado quer o time superando o adversário na garra.

- Será a segunda vez que, pelo Flamengo, enfrento o vasco. Os dois times estão em um momento parecido. Clássico é vontade, raça. Quem tiver mais estará em vantagem. Nós mudamos nosso jeito de jogar. Esperamos fazer um jogo bom para continuarmos na nossa caminhada para parte de cima da tabela.

Léo Moura usará chuteira personalisada no clássico

Em referência aos 300 jogos completados com a camisa do Flamengo no empate em 2 a 2 com o Avaí, no último dia 10 de outrubro, Léo Moura ganhou de uma empresa de material esportivo uma chuteira personalisa. Esta foi confeccionada com o nome e o número 300. Ele estreará o calçado no clássico contra a coisa(vasco), no próximo domingo, às 18h30, no primeiro jogo entre as equipes no Engenhão.








Em coletivo, Luxemburgo rouba a cena outra vez

O técnico Vanderlei Luxemburgo continua bem na fita no Flamengo. Mesmo após vetar as filmagens durante o coletivo realizado na quinta-feira, o treinador chamou a atenção pela curiosidade com que se dirigiu a uma supercâmera levada ao Ninho do Urubu. Mais uma vez, o comandante roubou a cena.

Depois de pedir para que um cinegrafista não registrasse as imagens do treinamento, o técnico se dirigiu a ele, ao término da atividade, e fez uma série de perguntas sobre o equipamento, capaz de gravar imagens muito lentas.

Em clima harmônico, o coletivo também serviu para comprovar que Diego Maurício está mesmo em alta com Luxa. Mesmo com Diogo recuperado, o camisa 49 deve continuar entre os titulares, já que atuou nessa condição na atividade de ontem. Na zaga, David deve voltar, o que faz com que Ronaldo Angelim fique no banco de reservas.

O time titular foi formado com: Marcelo Lomba; Léo Moura, Welinton, David e Juan; Maldonado, Willians, Kleberson e Renato; Diego Maurício e Deivid.


Debutante no Clássico dos Milhões, Diego Maurício já sonhou com gol

O atacante Diego Maurício, de 19 anos, se acostumou a ver os duelos entre Flamengo e Vasco de longe, como espectador. Neste domingo, no entanto, ele será um dos protagonistas do Clássico dos Milhões. Efetivado como titular após as últimas boas exibições, ele já até sonhou em marcar um gol e sair para comemorar com a torcida rubro-negra no Engenhão.

- É um momento muito especial para mim. Será o meu primeiro clássico com o Vasco no profissional. Este duelo representa muito. Seria uma emoção incrível fazer gol neste jogo... fico imaginando como seria. Já sonhei com isto - contou o atacante.

Diego Maurício acredita que seu histórico contra o Vasco nas divisões base é equilibrado, mas sempre deixava a sua marca.

- Acho que meu histórico contra o Vasco na base é bom, mas já perdi algumas vezes também. Sempre fiz gol. Deste elenco atual do Vasco, já tive a oportunidade de enfrentar o Allan.

O atacante está cheio de moral depois que o técnico Vanderlei Luxemburgo apostou em seu potencial. Ele lembrou que, após um início sem muito brilho, muitas pessoas o consideraram a última opção para o ataque do Fla.

- O Luxemburgo dispensa comentários, levar puxão de orelha dele é bom. Me ajuda a melhorar. Meu objetivo é ir pelas beiradas e permanecer como titular do Flamengo. Estou começando a minha história, para muitos eu era o último dos atacantes do clube.



Luxa tem retrospecto avassalador contra o vasco: 100% de aproveitamento

Veja os jogos de Luxa como técnico do Flamengo contra o vasco:

24/03/1991 - Flamengo 3 x 0 vasco – Campeonato Brasileiro
30/06/1991 - Flamengo 2 x 0 vasco – Copa Rio
07/05/1995 - Flamengo 1 x 0 vasco – Campeonato Estadual
28/05/1995 - Flamengo 4 x 2 vasco – Campeonato Estadual



BWA distribuirá cartões que servirão de ingresso para o torcedor

A empresa BWA, que gerencia a venda de ingressos para os jogos do Flamengo, lançará, a partir do início da venda de ingressos para a partida diante do Corinthians, que será realizada na próxima quarta-feira (27.10), às 22h, no Engenhão, um cartão que servirá como ingresso para as outras partidas do Rubro-negro. A grande novidade fica por conta da maneira que o torcedor compra sua entrada. Ele poderá recarregar o cartão nos pontos de venda de ingressos, em casas lotéricas ou pelo telefone 4003-2245.

O processo desde o recebimento do cartão, na hora da compra do ingresso, até a recarga, feita em qualquer uma das três opções, é gerenciado pela BWA. Vale ressaltar para o torcedor que para ter acesso ao cartão, ele precisará fazer um cadastro na hora em que for comprar seu ingresso para o SETOR LESTE do Engenhão, a partir do jogo contra o Corinthians. O rubro-negro deve ter em mãos CPF e RG.

Uma taxa de administração de R$ 3,00 (três reais) será cobrada do torcedor que preferir recarregar seu cartão nas lotéricas ou pelo telefone. Caso a mesma seja feita nos postos de venda, ele fica isento da taxa.

Outro ponto importante a ser destacado é que cada cartão, que valerá apenas para a compra de ingressos, carregará apenas 1 (uma) entrada. E a taxa, caso seja necessário o pagamento, será cobrada por jogo. Para obter maiores informações, o torcedor deve ligar para 4003-2245 ou enviar um e-mail para sac@ingressofacil.com.br.

FOTO: Val Baiano volta a treinar com bola

Val Baiano Flamengo

Oito dias depois de sofrer um estiramento grau 1 na panturrilha direita, Val Baiano voltou a treinar com bola. Na tarde desta quinta-feira, no Ninho do Urubu, o atacante trabalhou separado do grupo, se movimentou bastante e arriscou alguns chutes de longa distância. (Foto: Helena Rebello / Globoesporte.com)



Flamengo derrota o Riachuelo e segue invicto no Estadual

O Flamengo conquistou mais uma vitória no Campeonato Estadual de basquete. Na noite dessa quinta-feira, o time derrotou o Riachuelo por 104 x 61, no ginásio do Clube Municipal, em partida válida pela primeira rodada do returno da competição. No primeiro turno, o Flamengo venceu por 114 a 56. O ala/armador Marcelinho foi o cestinha da partida, com 34 pontos.

O Flamengo jogou desfalcado do armador Fred e do ala Teichmman, que se recuperam de contusões e foram poupados.

No primeiro tempo, o Flamengo encontrou dificuldades na marcação e foi para o intervalo vencendo por 48 a 33. A diferença chegou a 10 pontos no terceiro quarto (58 x 48), mas com quatro cestas de três pontos de Marcelinho - três delas seguidas -, o Rubro-negro fechou o quarto em 72 x 52. O Flamengo passou a gostar mais do jogo e a diferença aumentou ainda mais no último quarto (87 x 54). Aí foi só manter o ritmo e fechar em 104 x 61.

"O time começou meio mal, mas no intervalo focamos no que vínhamos treinando durante a semana e o time engrenou", explicou o armador Helio.

Agora, o Flamengo segue para a Argentina para a disputa da Liga Sul-Americana. A equipe estreia dia 28.10, contra o Malvin, do Uruguai. O time viaja na próxima segunda-feira (25.10) para Buenos Aires, onde fará um amistoso, no dia seguinte, contra o Los Indios, da segunda divisão da Argentina. Na quarta (27.10), a equipe segue para Santiago Del Estero, onde será disputada a Liga. O Flamengo está no Grupo B, que conta ainda com Inacap (CHI) e Quimsa (ARG). Os dois primeiros colocados do grupo se classificam para o hexagonal final.

"Será uma competição forte, onde precisaremos de todos os jogadores. Mas estamos preparados", disse o ala/pivô Jefferson.

O Flamengo jogou com: Helio (7), Marcelinho (34), Duda (13), Jefferson (14) e Bábby (22). Entraram: Átila (2), Guto (10), Wagner (2) e Guilherme (-).


quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Sem surpresas, Fla faz tático no Ninho do Urubu

O Flamengo não deve ter novidades na partida de domingo, contra o vasco, no Engenhão. O técnico Vanderlei Luxemburgo comandou um treinamento tático, nesta quinta-feira, no Ninho do Urubu, e escalou a equipe titular sem surpresas em relação ao que ele havia colocado em campo nos últimos jogos. Antes de a bola rolar, o treinador conversou bastante com os jogadores, que, sentados, ouviram atentamente as palavras do comandante.

David e Leo Moura, que cumpriram suspensão contra o Internacional, voltam à equipe, assim como Willians. No ataque, Deivid, que marcou dois gols na vitória sobre o Colorado, segue como titular, assim como o jovem Diego Maurício. Diogo, recuperado de lesão, treinou entre os reservas. Petkovic, Val Baiano, Uendel e Correa fizeram um trabalho à parte, na academia. O apoiador Renato Augusto, ex-Flamengo e hoje jogador do Bayer Leverkusen, segue se tratando de uma lesão no CT rubro-negro.

Sendo assim, a equipe titular foi formada por Marcelo Lomba, Leonardo Moura, Welinton, David e Juan; Maldonado, Willians, Kleberson e Renato; Diego Maurício e Deivid. Os reservas treinaram com Vinícius, Galhardo, Jean, Ronaldo Angelim e Rodrigo Alvim; Toró, Fernando, Fierro e Marquinhos; Diogo e Cristian Borja.

Como de costume, Vanderlei parou bastante o treinamento, dando atenção especial, principalmente, à marcação do time titular. Ele frisou a importância de não dar espaço ao adversário e também de aproveitar as saídas de bola para o ataque. Além disso, Luxa também treinou jogadas de bola aérea, tanto ofensiva quanto defensivamente.


Flamengo desiste de mandar jogos fora do Rio no Campeonato Brasileiro

De olho em rendas gordas, a diretoria do Flamengo considerou a possibilidade de transferir alguns jogos do time para fora da cidade e até do Estado do Rio. Ainda que haja um contrato assinado com o Botafogo pelo uso do Engenhão, evitar viagens como a da próxima semana era uma alternativa. Mas a troca de comando e os recentes bons resultados com Luxemburgo frearam a manobra.

Na quarta-feira que vem, o Mengão encarará o Corinthians. Em seguida, pega o Ceará, em Fortaleza. Já chegar no Nordeste segunda-feira poderia valer a pena. Assim, a ideia fica para 2011, muito provavelmente para confrontos pela Copa do Brasil ou no começo do Brasileirão.

- Não podemos ter perda técnica. Isso foi discutido, mas não foi à frente por uma série de razões. Vamos ver para o ano que vem. É preciso criar datas para amistosos também - lembrou Henrique Brandão, vice de marketing do clube da Gávea.

A Prefeitura de Macaé fez contatos com o Fla após reformar o estádio local e convidou a equipe para realizar algumas partidas até o fim da temporada. Além do Engenhão, há acordo para visitar Volta Redonda algumas vezes. Lá, o Rubro-negro recebe tudo que o jogo arrecada: de placas de publicidade, consumo de produtos e a própria renda.


Aos 16 anos, Toró teve dia de Rei Pelé

Ser Pelé, ainda que por um dia, é privilégio para poucos. Ainda mais no cinema. Uma chance que até atores de Hollywood gostariam de ter experimentado. Mas coube a um brasileiro viver a sensação de ser Rei do Futebol. Um jogador em atividade. Rafael Ferreira Francisco, o Toró, volante do Flamengo, foi o maior do mundo em "Pelé eterno", filme de Aníbal Massaini lançado nos cinemas em 2004.

O diretor do longa resolveu recriar a cena do golaço marcado por Pelé no dia 5 de março de 1961 - um lance tão impressionante que rendeu homenagem no estádio e um novo termo futebolístico: gol de placa, expressão para designar belos e singulares tentos. O clássico contra o Fluminense, vencido por 3 a 1 pelo Santos, valia pelo Torneio Rio-São Paulo e tinha sido registrado, mas as cinco fitas que registravam o lance desapareceram misteriosamente. Não há, portanto, imagens daquele que é considerado um dos momentos mais bonitos do Rei.

Toró foi escalado para reviver esse momento histórico e matou no peito, quase no susto.

Especial Pelé 70 anos Toró
Na época do Fluminense, Toró tinha 16 anos e era grande promessa. 'A gravação foi num dia só. Mas das 9 da manhã até as 7 da noite. Tive que repetir bastante para chegar à perfeição' (Foto: Globoesporte.com)

- Foi uma coisa rápida. Nem deu tempo de eu fazer laboratório. Chegaram e me disseram "faz isso e aquilo". Eu conhecia o Pelé pelas histórias que meu pai contava, os lances que via na TV. A gravação foi num dia só. Mas das 9 da manhã até as 7 da noite. Tive que repetir bastante para chegar à perfeição. Um gol desses do Pelé... Uma coisa montada já é difícil... Imagina o cara fazer isso em 90 minutos - conta Toró, que gravou a cena em 2002, quando tinha 16 anos e cinco meses.

Na ocasião, o jogador era do Fluminense. O diretor do filme, Aníbal Massaini, usou o elenco juvenil do Tricolor para fazer a cena. A garotada era treinada por Altair, ídolo do clube dos anos 60. O ex-lateral-esquerdo estava naquela partida, viu bem de perto o lance e pôde ajudar na reconstituição (veja no vídeo abaixo o making of da filmagem).




- O grupo que dirigia o filme foi a Xerém. O Altair chefiava a delegação e me indicou para fazer o Pelé. Eu vivia um momento legal, jogava naquela posição, era camisa 10. Foi um motivo de muito orgulho fazer parte dessa história - recorda Toró, agora com 24 anos.

Ainda que não tenha repetido nos profissionais a habilidade e o estilo impetuoso que o tornavam grande promessa naquela época, não se pode dizer que Toró não venceu. Recuou de posição. Acabou tornando-se bom volante e ganhou títulos no Flamengo: Copa do Brasil em 2006, tri carioca em 2007-08-09 e o Brasileiro em 2009. Um dos jogadores de maior fôlego na equipe, lembrou que, ao "representar" Pelé na jogada do gol de placa, chegou a ficar assustado com a forma física do Rei.

- O que mais me impressinou foi o pulmão, a explosão dele na jogada. Pelé veio correndo por muito tempo da defesa do Santos e ainda chegou de cara para o goleiro cheio de saúde. É uma jogada muito difícil de fazer até hoje em dia, mesmo com a preparação física que temos - conta Toró, que foi à pré-estreia do filme, em 2004, na companhia dos pais, Francisco e Maria. - Foi uma alegria muito grande para eles.

O golaço de Pelé aconteceu aos 40 minutos do primeiro tempo, quando o Santos já vencia por 1 a 0. O Rei pegou a bola na intermediária do Santos e partiu em velocidade para o gol adversário. Passou na corrida por Valdo e Edmilson, deixou na saudade Clóvis, driblou Jair Marinho e Pinheiro, enganou Altair e tocou na saída de Castilho. A torcida do Fluminense presente ao Maracanã se rendeu, e, apesar da tristeza pela iminente derrota, bateu palmas para o camisa 10 do Santos por cerca de dois minutos.

Após o fim da partida, o jornalista Joelmir Betting sugeriu que fosse feita placa de bronze em homenagem à jogada, nascendo, aí, o termo gol de placa.

- Pelé era um jogador completo. Estava vendo uma entrevista dele outro dia, falando da comparação que fazem dele com o Maradona. Ele explicava que o Maradona só batia bem com a perna esquerda e não cabeceava bem. É exatamente isso. Não dá para comparar. Pelé foi muito mais completo - reforça Toró.


Zico vai ao Botafogo negociar Jogo das Estrelas no Engenhão

Poucas semanas após deixar o comando do futebol do Flamengo, Zico esteve em General Severiano nesta quinta-feira. Ao lado do filho Júnior, ele tinha como objetivo negociar a realização do Jogo das Estrelas - sua partida festiva de final de ano - no Engenhão.

Zico e presidente Maurício Assumpção, do Botafogo

Júnior Coimbra, o presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, e Zico em General Severiano (Foto: Divulgação / Botafogo FR)

Zico se reuniu com o presidente Maurício Assumpção e aproveitou para visitar o CT do Botafogo, elogiado pelo Galinho. O Jogo das Estrelas terá de mudar de local por causa do fechamento do Maracanã, em obras para a Copa do Mundo de 2014.



Rafinha marca na estreia no sub-20 do Fla, mas destaque é Guilherme

Se o time juvenil do Flamengo coleciona promessas e bons resultados, nos juniores a situação é diferente. Depois de uma campanha ruim no Campeonato Estadual, o time também patina na Taça Otávio Pinto Guimarães (uma espécie de Carioca do segundo semestre). Depois de dois tropeços contra times pequenos, o Rubro-Negro conquistou a primeira vitória, quarta-feira, na Gávea. E foi sofrida. O gol que garantiu o triunfo por 3 a 2 só saiu aos 47 minutos do segundo tempo, marcado por Carlyle.

Assista ao gol do Rafinha


A partida teve como principal atração Rafinha. Aos 17 anos, o atacante, conhecido como Neymar da Gávea, estreou na categoria sub-20 e não decepcionou. Ele fez o segundo gol ao receber ótimo passe de Guilherme, o melhor em campo. O volante Maicon abriu o caminho em um chute de fora da área.

'' Craque da internet'', Maycon Santana ficou no banco de reservas e entrou aos 33 minutos do segundo tempo. O jogador foi contratado pelo Flamengo em 2007 graças a um vídeo postado no Youtube.


Chances para a bomba e melhora da forma física: ânimo duplo de Renato

Apresentado há dois meses e meio, Renato voltou ao Flamengo para dividir com Petkovic o meio de campo do time. Em má forma, não conseguiu desempenhar a função nos primeiros jogos. Aos poucos, porém, com paciência, os melhores momentos de 2006 e 2007 têm voltado. Prova disso foi o gol diante do Inter, sábado, no Engenhão, e a garantia de vaga entre os titulares de Luxa (veja o vídeo com o segundo gol da vitória por 3 a 0 sobre o Inter).


Aliado a isso, há a evolução física, que o jogador comemora e vislumbra dias melhores.

- No começo não tive chances (de chutar) mesmo. Agora, elas já estão aparecendo e posso aproveitar. Os gols dependem de todos, da zaga, do meio, além dos atacantes. É uma arma importante, que pretendo usar mais - colocou o jogador.

Renato confirmou que perdeu peso e se movimenta bem melhor.

- Já me sinto bem melhor. Com o tempo de trabalho fica mais fácil.

Domingo, no Engenhão, o Flamengo encara o Vasco, também no Engenhão. O técnico Vanderlei Luxemburgo não terá Correa, suspenso, e, possivelmente, Val Baiano, machucado.

Marcelo Lomba tenta pela primeira vez vencer a coisa(vasco), adversário especial para ele

A coisa é um adversário que traz recordações especiais ao goleiro Marcelo Lomba, de 23 anos. Foi contra o arquirrival do Flamengo que o jogador fez sua estreia em uma partida oficial do Rubro-Negro. Na ocasião, o duelo terminou 2 a 2. Na outra vez que encarou o time da Colina, outro empate. Desta vez em 0 a 0, no Brasileiro deste ano. Neste domingo, às 18h30m (de Brasília), no Engenhão, ele quer a primeira vitória.

Lomba espera que o Fla some os três pontos e siga sua ascensão na tabela de classificação no campeonato.

- Este é realmente um jogo especial para mim. Foi minha estreia e ainda não consegui vencer, só na base. É o Clássico dos Milhões. Vou torcer para o estádio estar cheio para que a partida seja mais emocionante. Esperamos conseguir uma vitória para tentar continuar subindo na tabela. Em 2007, nós conseguimos escapar do rebaixamento e chegamos na Libertadores - lembrou.

O goleiro rubro-negro contou que em sua família também haverá a disputa em clássico, já que tem torcedores dos dois clubes. Ele acredita que sua presença em campo fará a torcida pender para o lado do Fla.

- A rivalidade na família é grande. Tem muitos flamenguistas e vascaínos, mas acredito que todos vão torcer para mim no domingo.

Marcelo Lomba vive o ano mais importante de sua carreira, já que encara o grande teste de ser o titular na vaga de Bruno. Ele espera ficar bastante tempo no gol rubro-negro e se tornar um ídolo, assim como seu antecessor.

- Amo o Flamengo e quero ficar aqui muito tempo. Este é o meu ano de afirmação, e no próximo, assim como o Vanderlei Luxemburgo disse, será para buscar títulos. Penso em um dia me tornar ídolo da torcida.

Sem Zico à frente, 'campanha do tijolinho' para o CT será lançada dia 28

A saída de Zico do cargo de diretor de futebol trouxe prejuízos ao Flamengo. Não só à imagem do clube, mas também em relação a alguns projetos. Prioridade do ídolo, o crescimento do CT de Vargem Grande teve sua fonte de renda atrasada, justamente por conta do envolvimento dele. Ainda assim, a ideia sairá do papel em evento no dia 28, quinta-feira da semana que vem. A previsão inicial era de lançamento no fim de setembro.

A campanha, batizada de "Abrace o CT", ganhou popularidade entre os torcedores, que terão de pagar R$ 250 cada para ter cada um dos tijolos personalizados que serão utilizados na obra. O primeiro lote terá 15 mil deles e, ao todo, deverão ser 23 mil, totalizando cerca de R$ 5 milhões de arrecadação, um quarto do que é considerado necessário para todos os ajustes no Ninho do Urubu, ainda com a estrutura precária para atender a base e os profissionais.

O problema é que já houve boicote em sites de relacionamento na internet com rubro-negros pedindo que ninguém participe do projeto, em razão do adeus de seu principal incentivador. Isso não preocupa tanto a diretoria, segundo o vice de marketing, Henrique Brandão.

- É uma campanha da torcida do Flamengo, que tem 33 milhões de amantes. Foi uma minoria que reclamou, mas isso já passou. Temos plena confiança no sucesso dela, mesmo sem um garoto-propaganda, que não é tão necessário. E não descartamos que o Zico ajude no que ele puder. Só não é um projeto pessoal dele - esclareceu.

Sobre o assunto, Zico ressaltou que até manteria seu envolvimento com uma condição: que a verba acumulada não passe pelos cofres do clube.

- Não conversei com ninguém desde que saí do clube. Para eu participar de qualquer campanha teria que ser de fora pra dentro, com verba carimbada, sem passar por ninguém de lá, pois perdi a confiança em algumas pessoas que estão no clube. A torcida tem o direito de se manifestar e acredito que ela vai apoiar se sentir que a ajuda dela é direta para o CT - afirmou Zico, por e-mail.

Patrocínio à vista

Outra fonte de renda do CT tem tudo para ser anunciada em novembro. Em negociação para estampar sua marca no número da camisa do Fla desde junho, a empresa de telefonia móvel Tim já acertou os detalhes do contrato com o Rubro-Negro e só depende da aprovação do Conselho Deliberativo, que verá os documentos também na próxima semana. Um entrave que havia já está fora do caminho: a Batavo, principal nome no manto, não seguirá.

O acordo com a nova parceira deve render em torno de R$ 2 milhões, revertidos para a obra. A duração será de um ano. Vale lembrar que o vínculo com o BMG foi renovado para as mangas e o clube está à procura de um novo patrocínio master.



Clássico será divisor de águas do Fla no Brasileiro

Conhecido por ser um time de chegada, o Flamengo ameaça decolar na reta final do Campeonato Brasileiro. A reação tardia não permite muitos sonhos, mas a chegada de Vanderlei Luxemburgo deu gás e sede de vitórias aos jogadores. Um resultado positivo domingo, diante do vasco, servirá de combustível para que a ascensão continue até o fim da competição. Uma derrota, porém, pode cortar as asas do Urubu, que tenta voar alto, mas ainda corre o risco de cair.

A rivalidade entre os dois times é tanta que o confronto é considerado por ambas as torcidas como um campeonato à parte. Por isso, quem sair derrotado pode perder o rumo, enquanto o vencedor receberá uma injeção de ânimo para os últimos sete jogos.

“Clássico regional mexe com todos. A torcida já comenta nas ruas. É um jogo importante, que todo jogador gosta de participar. Tem o lado positivo e o lado negativo. Quem vencer ganhará moral para o resto do campeonato. Mas quem perder sairá cabisbaixo e sofrerá com a pressão”, disse o meia Renato Abreu, que, no entanto, ressalta que um resultado negativo no domingo não será encarado como uma tragédia.

“Se nós perdermos, vamos buscar os resultados novamente. Mas é importante vencer para embalar. Se perder, para essa nossa sequência. Mas nada que vá nos afetar. O nosso comando está muito bom. Até porque uma hora a gente vai perder. É muito difícil ficar oito jogos sem perder. Se conseguirmos vencer todos, será ótimo”, emendou.

A partida de domingo pode fazer o Flamengo encostar no vasco e, consequentemente, dar mais um passo para longe da zona de rebaixamento, rumo à parte de cima da tabela. E tem caráter histórico, já que será o primeiro Flamengo x vasco da história realizado no Engenhão. Para Marcelo Lomba, a partida será um divisor de águas para as duas equipes. Apesar do clima de tensão em campo, o goleiro pede paz às torcidas nas ruas e no estádio.

“Quem perder sairá por baixo e terá uma semana difícil. Mas quem vencer fica por cima. O Flamengo voltou a jogar bem. A gente pede para as torcidas comparecerem em clima festivo”, disse Lomba.

MP pede arquivamento de inquérito contra Adriano

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) requereu o arquivamento do inquérito com relação a Adriano quanto à suposta associação do ex-atacante do Flamengo com traficantes da Vila Cruzeiro. A decisão, agora, caberá à 26ª Vara Criminal da Comarca da Capital. Ainda por intermédio da 6ª Promotoria de Investigação Penal da 1ª Central de Inquéritos, o MPRJ ofereceu denúncia à 26ª Vara Criminal da Comarca da Capital contra 13 pessoas envolvidas com o tráfico de drogas nas favelas Furquim Mendes e Dique, no bairro Jardim América. A denúncia baseia-se em inquérito conduzido pela 38ª DP (Irajá).

No pedido de arquivamento, o promotor de Justiça Alexandre Themístocles ressalta que Adriano não foi indiciado ou sequer citado no relatório final da Polícia. Cita ainda que, em junho, o Juízo indeferiu os requerimentos de quebra dos sigilos bancário e telefônico do atleta por entender que, até aquele momento, os autos indicavam, em tese, que o jogador havia sido vítima de crime de extorsão, forçado a entregar R$ 60 mil para financiar a festa de Natal da favela.

O promotor ainda considerou nula, como prova, a conversa entre Adriano e seu primo, gravada em dezembro de 2009 por meio de interceptação telefônica autorizada pela Justiça e que deflagrou as investigações em relação ao atleta. Themíscoles alega que a tracrição foi incluída nos autos tardiamente, seis meses depois da divulgação da mesma pela imprensa, o que, segundo ele, fere a Lei Federal 9.296/96, que estabelece, em seu artigo 6º, que, tão logo a diligência seja cumprida, a autoridade policial deve encaminhar o resultado da interceptação ao juiz.

Por fim, o promotor destaca que, antes de promover o arquivamento, uma série de diligências foi realizada, como a oitiva do jogador e o pedido de quebra de sigilo de seus dados bancários. Na época, Alexandre Themístocles solicitou também que a Justiça tomasse providências junto à Corregedoria de Polícia Civil sobre o vazamento de informações para a imprensa, que dizem respeito a interceptações telefônicas.

"A invalidade da prova obtida pela autoridade judiciária, única fonte a justificar o movimento da persecução penal para apurar a conduta atribuída ao atleta Adriano, impede qualquer outra iniciativa do MPRJ, em razão do inevitável reconhecimento da ilicitude derivada da diligência complementar", aponta o pedido de arquivamento.


quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Empresário diz que renovação de Juan está 'tarde e cedo ao mesmo tempo'

Alguns clubes já tentaram tirar o lateral-esquerdo Juan do Flamengo desde que o camisa 6 chegou ao clube em 2006. Entretanto, entra ano, sai ano, e ele segue intocável no setor. O contrato com o Rubro-Negro se encerra no dia 31 de dezembro deste ano. Teoricamente, Juan está livre desde julho para assinar um pré-contrato com qualquer outra equipe.

Porém, apesar de a situação exigir certa velocidade, Eduardo Uram, empresário do jogador, garantiu que isso não acontecerá e explicou o estágio no qual se encontra a negociação para a renovação com o Flamengo.

“Basicamente, está tarde e cedo ao mesmo tempo para conversarmos. Ele poderia assinar um pré-contrato com qualquer outro clube, mas posso garantir que não assinou e nem vai assinar. A situação ainda não foi resolvida simplesmente pelas mudanças que aconteceram recentemente no Flamengo. O clube planejou sair da situação delicada que estava no Campeonato Brasileiro e possui objetivos para essa fase importante da competição. Estamos aguardando tudo isso passar para conversarmos em definitivo”, afirmou Eduardo Uram, ao UOL Esporte, acrescentando.

“Acredito que dentro de três ou quatro semanas começaremos a resolver tudo isso. Vamos procurar o melhor para ambas as partes e tentar resolver isso sem muitos problemas”, finalizou.

Além de Juan, a diretoria do Flamengo trabalha como prioridade a renovação de contrato do volante Toró, que se encerra no próximo dia 31 de outubro. Internamente, a situação é tratada como complicada, mas uma definição positiva é esperada para o início da semana que vem.

Maldonado promete fazer o dever de casa contra o vasco

"Aluno exemplar" de Vanderlei Luxemburgo, que é só elogios ao "jogador mais tático com quem já trabalhou", o volante Maldonado quer fazer seu dever de casa, domingo (24.10), contra o Vasco, no Engenhão. Em 2009, bastou ele entrar na equipe do Flamengo para o time se acertar e emplacar uma grande sequência de resultados positivos. Neste ano, Maldonado já começou com o pé direito sob o comando do novo velho treinador.

De volta ao time titular após ser convocado para a seleção chilena, esteve em campo na vitória por 3 a 0 sobre o Inter, no Engenhão, e espera repetir o sucesso no final de semana. Para o jogador, no entanto, a missão não será fácil. Ele acredita que o clássico regional é sempre uma partida diferente, especial, e pede atenção aos companheiros no confronto. Segundo ele, é preciso estudar bem o rival para entrar em campo já ciente do que fazer.

"Contra o Vasco, é um jogo a mais, só que é importante por ser um clássico e também para nos deixar ainda mais longe da zona. Será complicado. Estamos vindo de uma sequência boa e tudo o que vier para somar agora é importante. Vamos estudar bem o Vasco, trabalhar bem, para conseguirmos mais essa vitória", disse.

Apesar de animado com a boa fase, Maldonado prefere ainda não pensar no G4. Segundo ele, é preciso manter o foco na Sul-Americana e ir subindo de degrau em degrau para, então, sonhar com uma vaga na Libertadores 2011.

"Não podemos pensar ainda no G4. Estamos longe. Mas trabalhar em cima da Sul-Americana é importante. É uma competição boa para o clube, para os jogadores, e temos que ir passo a passo, sem queimar etapas. Mas se acontecer tudo certo, se vencermos os oito jogos, chegaríamos lá em cima e seria ótimo. Mas temos que pensar primeiro na Sul-Americana", finalizou.

As "boas" dores de cabeça de Vanderlei Luxemburgo

Correa, suspenso, e Val Baiano, machucado, são os únicos desfalques do Flamengo para o clássico de domingo, às 18h30, no Engenhão, contra o vasco. Portanto, o técnico Vanderlei Luxemburgo terá a seu dispor quase que tudo o que tem de melhor para escalar o Rubro-Negro para o jogo, que é considerado fundamental por todos no clube. As opções são tantas, e tão homogêneas, que já se espera que o treinador tenha a chamada "boa dor de cabeça" pra escalar a equipe.

A primeira delas é na zaga. David cumpriu suspensão contra o Internacional, mas foi bem substituído por Ronaldo Angelim, que fez dupla com o jovem Welinton, que vem em grande fase. Agora, o camisa 14 está novamente à disposição e sabe que a briga para recuperar a titularidade não será fácil. O treinador ainda conta com o experiente Jean para a posição.

"Todos aqui têm muita qualidade, e com certeza será uma briga boa por essa vaga, onde só quem tem a ganhar é o Flamengo", disse David.

No meio de campo, com a suspensão de Correa e o retorno de Willians, é provável que o camisa oito tenha Maldonado como parceiro para fazer a cabeça de área. Toró corre por fora na briga. Para Maldo, esta variedade de opções é importante para o treinador.

"Temos muita gente à disposição, então ele pode mexer com o time a toda hora: pode colocar um jogador que será útil para um jogo e outro para outro, dependendo de como ele quer formar o time. Isso é muito bom. O grupo todo estar à disposição é fundamental nesta reta final", observou.

O ataque também ainda não está definido. A tendência é que a dupla formada por Deivid e Diego Maurício seja mantida, mas Diogo está recuperado da lesão no tornozelo e também poderá ser aproveitado. Para Diego Maurício, o importante é que a equipe renda o seu melhor, independente de quem começar jogando.

"Todos querem jogar, mas quem ele optar para começar jogando vai dar o máximo para ajudar o Flamengo e fazer o bem para o grupo", finalizou.