Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 13 de agosto de 2011

Léo Moura aponta o adversário invisível do Flamengo: fadiga




leonardo moura  flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem)
Vanderlei Luxemburgo gostaria de ter poupado Léo Moura e Junior Cesar na última quarta-feira, na estreia do time na Copa Sul-Americana. Sem substitutos para os laterais, o técnico escalou ambos na vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-PR. Eles participaram dos 90 minutos. Na quinta e na sexta, a dupla ficou quase em repouso absoluto. O preparador físico Antônio Mello priorizou a recuperação para a partida contra o Figueirense, neste domingo, pelo Brasileirão.

Léo reconhece que a sequência de jogos tem sido desgastante, especialmente para os jogadores que raramente são substituídos.

- Pelo calendário, sabemos que são vários jogos durante o ano, é normal que um ou outro sinta a fadiga. Ainda mais quem joga 90 minutos quase sempre. Depois do jogo da Sul-Americana, fiquei dois dias só recuperando para estar bem agora e ajudar os companherios – disse Léo, que disputou 37 jogos em 2011.

Nos últimos 36 dias, a equipe disputou 9 partidas, média de um jogo a cada quatro dias. A rotina de viagens limita a realização dos treinos. O tempo que sobra é reservado para atividades regenerativas. Ainda assim, o índice de lesões do Flamengo em oito meses é quase nulo. O único caso até agora envolveu o volante reserva Fernando, que sentiu um problema muscular durante um treino.

Nesta sexta, quem levou um susto foi Thiago Neves. Durante um trabalho de cruzamentos e finalizações, o meia sentiu dores na panturrilha esquerda. Neste sábado, já em Florianópolis, ele foi submetido a um teste físico e participou do rachão normalmente. O departamento médico, no entanto, ainda não confirmou a escalação do jogador contra o Figueira, o que vai ocorrer momentos antes do confronto. Se ele não jogar, Bottinelli é o mais cotado.

- O Thiago é um jogador de muita qualidade para a armação da equipe, ajuda o Ronaldo e Renato. Com ele temos mais um jogador para dificultar a vida da defesa do Figueirense - analisou Léo.

Thiago Neves participou de 36 partidas do Rubro-Negro na temporada. A equipe entrou em campo 43 vezes.

O Fla é o vice-líder do Campeonato Brasileiro com 33 pontos, mesmo número do Corinthians, que leva vantagem no saldo de vitórias (10 a 9). A partida contra os catarinenses, em 18º, com 22 pontos, será às 16h (de Brasília), no Orlando Scarpelli.

A TV Globo transmite a partida para toda a rede, exceto os estados de RS, PR, SP, MG, GO, TO, CE e DF e a região de Florianópolis. O GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real.






Jael, ''o Cruel'', recebe 'batismo' atrasado dos companheiros de Flamengo



O treinamento do Flamengo na tarde deste sábado, na Ressacada, em Florianópolis, serviu para que o grupo de atletas acertasse contas com um de seus mais novos integrantes: o atacante Jael. Mesmo com atraso, o Cruel enfim passou pelo ritual de iniciação para novatos no Rubro-Negro: foi jogado para o alto pelos companheiros.







 
Jael é jogado para o alto: o batismo dos colegas no treino na Ressacada (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem)

Craques como Ronaldinho e Thiago Neves passaram pela mesma situação quando chegaram ao Flamengo. Jael, entretanto, já fez três jogos pelo Rubro-Negro. Num deles, contra o Coritiba, fez até gol. O jogador, que não teve apresentação oficial no clube, ao menos ganhou agora seu "batismo" dos colegas.

O Flamengo enfrenta o Figueirense às 16h (de Brasília) deste sábado, no estádio Orlando Scarpelli. A TV Globo transmite a partida para toda a rede, exceto os estados de RS, PR, SP, MG, GO, TO, CE e DF e a região de Florianópolis. O GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real.





Multidão acompanha Flamengo em Santa Catarina


 . Foto: Fabrício Escandiuzzi/Especial para Terra


O treino do Flamengo, realizado na tarde deste sábado, em Florianópolis, levou uma multidão ao campo do Avaí, no Estádio da Ressacada. A segurança precisou ser reforçada por policiais militares para que os jogadores da equipe rubro-negra conseguissem chegar para realizar um bate-bola.

Por volta das 14h (de Brasília), duas horas antes do horário programado para o treino, centenas de torcedores se aglomeraram ao redor do estádio. A delegação carioca chegou à Ressacada pouco depois das 16h, quando milhares de  pessoas aguardavam o time, segundo os cálculos da Polícia Militar.

O Mengão é dos que possuem o maior número de torcedores em Santa Catarina. Os ingressos para o jogo deste domingo, contra o Figueirense, estão esgotados desde quarta.

Enquanto esperavam, os flamenguistas cantaram o hino do clube e chamaram pelo ídolo Ronaldinho, que foi o último a entrar em campo. Além dos seguranças do Flamengo, policiais militares precisaram escoltar o artilheiro do Campeonato Brasileiro até o gramado. Houve empurra-empurra quando o craque passou rapidamente próximo aos torcedores.

"Estou aqui a tarde toda com o meu filho para ver se conseguia um autógrafo", disse a corretora de imóveis Graziela Santos, 36 anos. "Não imaginava que teria tanta gente. Foi impossível chegar perto dele."

O treino se resumiu a um rápido bate-bola entre os jogadores. O técnico Vanderlei Luxemburgo conversou com a comissão técnica na lateral do campo e depois falou com aos atletas.

O campo de treino do Avaí precisou ser cercado pelos seguranças do Flamengo. Muitos torcedores se penduraram no alambrado e durante todo o tempo chamavam por Ronaldinho.




Ídolos do passado batizam novos espaços na Gávea

Mesmo com o time em Florianópolis, o sábado foi de festa na Gávea. Ídolos rubro-negros, Adílio, Nunes e Julio César “Uri Gueller” foram homenageados e batizaram espaços no clube com seus nomes. A presidente Patricia Amorim participou do evento.

Adílio e Julio César deram seus nomes às novas quadras de futsal do Flamengo, e não conseguiram esconder a emoção.

- Comecei a jogar bola com seis anos. Eu morava na Cruzada (conjunto habitacional próximo ao clube) e pulava o muro para estar aqui. Estou muito emocionado porque essa quadra sempre fez parte da minha história. É muito difícil ser jogador de futebol, é importante nunca desistir - disse Adílio ao site oficial do clube.


Uri Gueller e Adílio batizaram novas quadras de futsal (Foto: Leandra Benjamin / FlaImagem)

Já Nunes deixou sua marca registrada em um novo espaço com churraqueira e vestiário ao lado do campo de futebol de sete.

- Todos os rubro-negros sabem que eu amo essa nação, esse clube. Tudo o que eu fiz pelo Flamengo foi de coração e me sinto muito honrado com o que está acontecendo. Espero, e sei que vou ver o Mengão campeão do mundo de novo. É o meu maior desejo - declarou.

Patricia Amorim ressaltou a importância dos ex-jogadores para a história do Flamengo e disse que o evento deste sábado foi uma singela retribuição aos serviços prestados por eles com a camisa rubro-negra.

- Respeito muito o patrimônio e a nossa história. A Gávea é a casa do Flamengo e uma das minhas maiores preocupações é cuidar dela. Esses craques homenagearam a nação há 30 anos trazendo o título Mundial. Só estamos retribuindo - afirmou.







Thiago Neves treina em Floripa e tem chance de jogar contra o Figueirense

O Flamengo fez na tarde deste sábado o último treinamento antes do jogo deste domingo, contra o Figueirense, pelo Campeonato Brasileiro. Thiago Neves, que chegou a Florianópolis com dores na panturrilha esquerda, participou normalmente da atividade física, realizada no estádio da Ressacada (casa do Avaí). O camisa 7 tem chance de ir a campo no domingo, mas a escalação só será confirmada momentos antes da partida.


 


Na sexta, ainda no Rio de Janeiro, o técnico Vanderlei Luxemburgo chegou a lamentar a possibilidade de não poder contar com o atleta na partida. Caso Thiago Neves não jogue, o mais provável é que Bottinelli seja escalado.

A bola rola para Figueirense x Flamengo às 16h (de Brasília) deste domingo, no estádio Orlando Scarpelli. A TV Globo transmite para toda a rede, exceto os estados de RS, PR, SP, MG, GO, TO, CE e DF e a região de Florianópolis. O GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real.





Campeão Carioca invicto, Thiago Neves quer dobradinha no Brasileiro

Recebido com desconfiança, Thiago Neves conquistou a torcida do Flamengo. De coadjuvante de Ronaldinho Gaúcho, virou peça fundamental no time de Luxemburgo. Agora apoiado na boa fase da equipe, o meia sonha alto. Apesar de ter consciência da dificuldade, ele acredita que o time pode repetir a campanha do Carioca e ser campeão sem perder no Brasileirão.

Em entrevista na sua casa, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, o jogador brincou com uma faixa do último título pelo Flamengo. Ele pediu para trocar o escrito Estadual por Brasileiro e manter o verbete invicto.

- Acho difícil vencer o Brasileiro assim. Só que é um sonho. Para ganhar do Flamengo os outros vão ter que se esforçar, porque nós ralamos muito para estar nesta situação. Não temos medo de nenhum time, mas respeitamos todos. Estamos nessa situação por causa da forma com que jogamos, sem que o Luxemburgo modifique o esquema do time. A liberdade dos jogadores em campo e a união também contribuíram. Temos simplicidade, o momento não subiu à cabeça. Agora que chegamos à liderança, é manter. Enfrentaremos dificuldade sempre que entrarmos em campo, mas vamos tentar manter a pegada - afirmou.

thiago neves flamengo (Foto: Fabricio Costa / Globoesporte.com) 
Thiago Neves espera comemorar mais no fim do ano (Foto: Fabricio Costa / Globoesporte.com)

Não bastasse a dedicação ao time, Thiago Neves elege o trio Renato, William e Airton com um dos trunfos do Flamengo no Campeonato Brasileiro.

- Eles dão tranquilidade para a gente arriscar. A gente sabe que se perder uma bola, eles vão roubar de novo. Já temos o Willians Pitbull e o Renato Urubu. O Airton pode ser chamado de Rottweiler - disse.

Além disso, o jogador defende que 60% do desempenho da equipe se deve ao momento atravessado por Ronaldinho Gaúcho.

- Ele é uma pessoa especial. Não só para mim, mas para todos do Flamengo. Estamos passando momentos de felicidade a cada dia. Vai ficar marcado para todos. Temos que aproveitar esses momentos porque daqui a pouco ele parar de jogar. Procuro curtir o máximo possível, já que no futebol tudo é muito rápido. Ele tem muita qualidade e tranquilidade quando está com a bola. Não fica nervoso, porque sempre sabe o que vai fazer e decide a maioria dos jogos - garantiu.

Clássico Fla-Flu dentro de casa

Mesmo fora dos gramados, Thiago Neves não consegue se desvencilhar dos clássicos. Tudo isso porque a esposa segue torcedora fanática do Fluminense, embora o marido tenha se transferido para o arquirrival.

- Ela gosta do Fluminense. Não vai virar Flamengo por causa de mim. Não fico forçando. No Fla-Flu, ela não torce por mim. Vai de camisa do Fluminense ao camarote do Flamengo. As pessoas já a conhecem e a respeitam. Não tem problema. No fim do ano, vamos botar uma faixa de campeão, e ela vai ficar triste - provocou.

Falando em Tricolor carioca, o atleta garante que passou por uma transformação de uns cinco anos para cá.

- Sempre fui um fora dos trilhos, gostava muito de sair à noite. Mas hoje sou bem casado e tenho uma filha linda. Ás vezes chego nervoso do treino, e a minha fofura acaba com o meu estresse. A minha filha, aliás, foi um dos motivos de eu ter voltado para o Brasil. Queria que ela estivesse perto das avós.
 
Festa da filha será depois do jogo contra o vasco

thiago neves flamengo (Foto: Fabricio Costa / Globoesporte.com)
Com isso, o próximo domingo será especial para Thiago Neves. É o primeiro Dia dos Pais que o atleta vai passar ao lado de Maria Carolina, de 11 meses. Mas engana-se quem pensa que vai haver festa. O aniversário da herdeira, que completa um ano no dia 25 deste mês, está marcado para depois do clássico contra o Vasco, em 28 de agosto. Ele crê que pode se destacar mais uma vez no duelo que marcou a sua estreia pelo Flamengo.

- Tenho sorte e competência na hora de finalizar. Fui feliz em alguns clássicos. Estava sempre no lugar e na hora certa. Sempre trabalhei para isso. Na semana de clássico, procuro ter mais atenção e trabalhar mais para chegar bem ao jogo. Sou premiado e também não tenho medo de arriscar. Tive sorte na minha estreia. Foi muito importante ter feito aquele gol contra o vasco. Deu tudo certo: o drible no goleiro, a finalização e o gol. Ficou marcado. Foi bom também para eu ganhar confiança - declarou.

Bem-humorado, Thiago Neves revela como alguns companheiros são chamados dentro do grupo.

- De bonito o Deivid não tem nada, mas o apelido dele é lindo. O David Braz é o Cebolinha. Nós chamamos o Jael de Shrek. O meu apelido é canhota simpático, porque eu falo com todo mundo. Já o Ronaldinho, ninguém tem coragem e personalidade para brincar com ele (risos).

Para o meio-campo, defender o Flamengo é algo que superou as suas expectativas.

- Eu achava que era normal, mas é diferente por causa da torcida. Quando os torcedores gritam, chega a doer os nossos ouvidos de tanto eco. É uma coisa absurda. Agora vem aí o CT. É um clube que faz de tudo para crescer ainda mais. O Flamengo vai virar uma potência do futebol mundial. Com esse time, dá para ganhar a Libertadores. Essa competição não é mais a mesma, com times potentes da Argentina e do Uruguai - afirmou.

Meia releva clube de coração

Além disso, ele crê voltará a vestir a amarelinha e não descarta jogar a Copa de 2014.

- Acho que dá (para jogar a Copa de 2014). Tive uma oportunidade e quero voltar à Seleção Brasileira. Tenho que mostrar o meu valor no meu clube primeiro. Se continuar jogando assim, o Mano vai me convocar. Preciso mostrar que estou preparado - ponderou.

Por fim, o jogador revelou qual é o seu clube de coração.

- É o meu time de infância. Até hoje torço pelo Paraná. Acompanho os jogos da Série B e quero que o time suba logo.



De Letra: 'De nossa parte não há mágoa nenhuma'



"Se houvesse algum tipo de mágoa ele nem traria esse patrocínio até nós, teria oferecido a outros. De nossa parte, não há mágoa nenhuma" - Patricia Amorim, presidente do Flamengo, sobre a relação do clube com Ronaldo.




Mesmo fora de casa, Ronaldinho destaca chance de voltar à liderança

Em segundo lugar na classificação, mas empatado em pontos com o líder Corinthians, o Flamengo visita o Figueirense no próximo domingo de olho no topo do Campeonato Brasileiro. O time desembarcou nesta sexta-feira em Florianópolis, local da partida, e sabe que os três pontos são importantes para não deixar o Timão folgado lá na frente.

- Mais uma vez teremos a oportunidade para conseguir assumir a liderança do Brasileiro. Vamos fazer o máximo em campo para conseguir a vitória e não deixar o Corinthians voltar a escapar. O importante é entrar ligado no jogo - disse Ronaldinho Gaúcho ao site oficial do clube.

Na mala, Vanderlei Luxemburgo carregou uma dúvida. Thiago Neves sentiu dores na panturrilha esquerda durante o treino desta sexta e pode não jogar. Se a ausência se confirmar, Bottinelli deve ser o substituto.

O Fla vai a campo com Felipe, Léo Moura, Welinton, Angelim e Junior Cesar; Airton, Willians, Renato e Thiago Neves (Bottinelli); Ronaldinho e Deivid. A partida começa às 16h de domingo.


Pet sela paz com Edilson, mas brinca: 'Perdemos a Mercosul por sua culpa'


Desafetos declarados no período em que defenderam juntos o Flamengo, entre 2000 e 2001, Petkovic e Edilson selaram a paz. A dupla brincou muito e trocou provocações durante entrevista concedida pelo sérvio ao baiano para o quadro "Edilson que o povo gosta", exibido semanalmente pelo Globo Esporte Bahia. Eles conversaram em uma sala de cinema, onde assistiram ao documentário "O Gringo", que retrata a história do craque.

Na primeira referência às dificuldades que tinham um com o outro na Gávea, Pet não perdoou e lembrou a expulsão de Edilson durante o primeiro jogo da decisão da Mercosul de 2001. Na ocasião, o baiano levou o vermelho no etapa inicial do empate por 0 a 0 com o San Lorenzo.

- Não ganhamos a Sul-Americana (Mercosul) por sua culpa - disparou.

O Capetinha não deixou por menos e recordou um atraso do "ex-inimigo" às vésperas da finalíssima, realizada somente no dia 24 janeiro de 2002 - o governo argentino decretou Estado de Sítio no mês anterior e acabou adiando a partida.

A ideia do filme surgiu em 2001, depois daquele jogaço que fizemos contra o vasco e conquistamos o título (tricampeonato carioca)"
Pet

- É verdade, ele tem razão. Fui expulso naquele jogo, mas você chegou atrasado na pré-temporada e ficou lá na Sérvia por um tempão - retrucou.

Pet alegou ter ficado 30 dias na Sérvia, mas realmente sempre retornava após os demais no início de cada ano. O Fla terminou como vice-campeão, sendo derrotado pelo San Lorenzo nos pênaltis após empate por 1 a 1 no tempo normal.

Para enfim acabar com as rusgas, o Gringo destacou o entendimento que tinham nos jogos, citando uma vitória por 4 a 0 sobre o Independiente, em Brasília, pela mesma edição da Mercosul, em 2001.

Acabo de assistir ao filme do Pet, que é muito bom. Maravilhoso"

Edilson

- A gente se deu muito bem em campo, até mesmo depois de termos discutido em Brasília. No dia seguinte, fiz dois passes para você marcar os gols. Então isso é bom para ensinar à garotada: uma vez dentro de campo, o que vale é a camisa e o clube. Depois do campo, a gente toma uma e até briga, mas dentro dele fica tudo bem - garantiu, equivocando-se mais uma vez. Na verdade, ele, que brilhou no duelo em questão, deu três assistências para gols, mas apenas uma foi para o Capetinha. As outras duas foram para o zagueiro Juan.

Edilson concordou com Petkovic, a quem inclusive chamou de amigo no início da entrevista, e brincou, sendo prontamente corroborado pelo ex-companheiro:

- A gente briga com nossas mulheres dentro de casa - disse, rindo muito.

- Todo dia! - exclamou o Pet.

Vitória

O Gringo também abordou seus tempos de Vitória, primeiro clube defendido por ele no Brasil. Ele destacou a "história de pescador" que ouviu de Valtércio Fonseca, à época dirigente do clube baiano, e se divertiu ao lembrar de seu primeiro dia com a camisa do Rubro-Negro local.

Infelizmente não joguei pelo Bahia. Recebi convites, mas tenho muito carinho pelo Vitória. Agradeci com educação, é claro"

Pet

- Foi um sucesso. Cheguei da Espanha (onde defendia o Real Madrid) com um jornal e a página de trás era toda dedicada ao Evaristo de Macedo, meu técnico. Tinha um gol de peixinho dele. No dia seguinte, fui treinar e mostrei para ele. O Evaristo começou a falar: 'Viu? Eu joguei bola!'. Depois disso, ele me botou para jogar e me deixou em paz - completou, mais uma vez após muitas risadas.




Flamengo e Batavo ainda se bicam



O Flamengo ainda cobra a Batavo uma cota do patrocínio máster, cujo contrato terminou no dia 31 de janeiro deste ano. O mês não quitado, segundo o clube, é o de janeiro no valor de R$ 1,8 milhão.

O Flamengo alega que cumpriu o contrato até o último dia - inclusive na apresentação oficial de Ronaldinho Gaúcho. A relação entre Batavo e Fla foi pontuada por acusações de lado a lado por descumprimento de contrato. A coluna procurou a Batavo, sem sucesso.










CBF oficializa novos horários de jogos do Brasileirão



A Diretoria de Competições da CBF anunciou oficialmente nesta sexta-feira a extinção dos jogos aos sábados, às 21h, além de ratificar os novos horários da Série A. Os jogos das 21h passarão a ser disputados às 18h.

Às quartas-feiras, o horário das 19h30 foi substituído pelo das 20h30. Os jogos das 21h50, no entanto, foram mantidos. Outra alteração foi a antecipação do horário dos jogos das quintas-feiras, que ocorrerão às 20h30, não mais às 21h. As mudanças  têm validade até a 28ª rodada.






sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Proposta de patrocínio levada pela Traffic ao Fla é de R$ 6 milhões

Durante a apresentação do patrocinador principal do Flamengo, na manhã desta sexta-feira, a presidente Patricia Amorim informou que a Traffic, parceira na contratação de Ronaldinho Gaúcho, apresentou a proposta de um anunciante para a barra da camisa. Além de arcar com 75% do salário do jogador (equivalente a R$ 750 mil – R$ 250 mil são do Flamengo), a empresa trabalha como intermediária na captação de patrocinadores.

O GLOBOESPORTE.COM apurou que a oferta alcança R$ 6 milhões e será analisada pelo clube a partir da próxima segunda-feira. Se aprovada, será encaminhada para apreciação dos poderes do clube até chegar ao Conselho Deliberativo. Deste valor, 15% ficariam com a Traffic (R$ 900 mil) como comissão, e o Fla receberia R$ 5,1 milhões. A ideia é estampar a nova marca na parte da frente da camisa. O tempo de contrato seria de até um ano.

Caso o negócio se concretize, a empresa irá lucrar pela primeira vez com um patrocínio no projeto R10. A negociação com a Procter & Gamble não passou pela Traffic. A agência 9ine, que tem Ronaldo Fenômeno com sócio, intermediou as tratativas. Do contrato de R$ 6,6 milhões até o fim de 2011, o Rubro-Negro vai receber R$ 5,6 milhões. O restante, 15% (R$ 975 mil), irão para a empresa do ex-atacante como comissão.

O retorno da parceria com o Flamengo por Ronaldinho Gaúcho é totalmente baseado na geração de receitas do departamento de marketing. Não há no contrato, por exemplo, garantias que envolvam percentuais de direitos econômicos de atletas do clube. A Traffic se comprometeu a pagar R$ 36 milhões ao jogador até dezembro de 2014, quando o vínculo se encerra (até agora, pagou R$ 6 milhões). A relação entre as partes é considerada ótima, mas a cobrança pelo retorno do investimento realizado começou.

Com o acerto com a Procter & Gamble, o Flamengo contabiliza R$ 16,6 milhões em patrocínios (já possuía R$ 8 milhões do BMG nas mangas e R$ 2 milhões da TIM no número da camisa). O contrato do clube e a Traffic considera como ponto de partida os R$ 30 milhões recebidos no ano passado (soma dos contratos com Batavo - R$ 22 milhões - e BMG – R$ 8 milhões) e prevê a divisão da quantia excedente da seguinte forma: 50% para Ronaldinho; 30% para o Flamengo e 20% para a Traffic.

Proposta de site pode ser revista

A proposta de patrocínio do site de compras coletivas Felicidade Urbana, que fora descartada na última quarta-feira, pode ser revista. A votação do contrato, de R$ 5,2 milhões por 12 meses, saiu da pauta do Conselho Deliberativo por decisão da presidente Patricia Amorim. A marca ficaria exposta na barra traseira da camisa e no calção.

Os principais entraves para o acerto foram a forma de pagamento - duas parcelas de R$ 100 mil e outras dez de R$ 500 mil - e o alto valor da comissão a ser paga à agência que intermediou a negociação: um total de R$ 800 mil divididos em duas parcelas, com os pagamentos sendo feitos no início da vigência do acordo. Para se ter uma ideia, a comissão paga sobre o contrato com a Batavo, em 2010, de R$ 22 milhões, não passou de R$ 700 mil.

Além disso, chegou-se a um consenso de que seria um negócio de risco fazer um contrato com um parceiro que tem menos de dois meses de mercado.

Fla chega a Floripa e acompanha recuperação de Thiago Neves



Diego Maurício e Thiago Neves no avião do Flamengo (Foto: Reprodução / Twitter)
A delegação do Flamengo está em Florianópolis. O grupo desembarcou na capital catarinense na tarde desta sexta-feira por volta de 16h. Neste domingo, o Rubro-Negro, vice-líder do Brasileirão, enfrenta o Figueirense, no Orlando Scarpelli, pela 16ª rodada. A equipe de Vanderlei Luxemburgo deixou o Rio com uma dúvida. Durante o treino da manhã, o meia Thiago Neves sentiu dores na panturrilha esquerda e deixou a atividade antes do fim. Ele foi avaliado pelo médico Márcio Tannure ainda no Ninho do Urubu, viajou com os companheiros e está sob observação. 

Neste sábado, o time vai treinar na Ressacada, estádio do Avaí, às 16h. Segundo o preparador físico Antônio Mello, o incômodo sentido por Thiago foi provocado pela fadiga muscular. Ele jogou 36 das 43 partidas do Rubro-Negro na temporada.

- Acontece muito em panturrilha. Conversei com o médico e vamos esperar até amanhã. Aparentemente, não é nada preocupante - disse, por telefone.

Luxa não confirmou, mas caso o camisa 7 não jogue a tendência é que Bottinelli assuma a posição. O time está escalado com Felipe, Léo Moura, Welinton, Angelim e Junior Cesar; Airton, Willians, Renato e Thiago Neves (Bottinelli); Ronaldinho e Deivid.

O Flamengo tem 33 pontos, mesma pontuação do líder Corinthians, que tem uma vitória a mais (10 a 9). A partida contra o Figueira será às 16h (de Brasília). 

Ronaldinho Gaúcho no desembarque do Flamengo em Florianopolis (Foto: Reprodução / Twitter) 
 
Ronaldinho Gaúcho na chegada do Flamengo a Floripa (Foto: Reprodução / Twitter)
 
 
 

Patricia Amorim, sobre a possível convocação de R10: ‘Logo agora?’


A confirmação do amistoso da Seleção Brasileira contra o Egito, no dia 6 de setembro, causou calafrios nos rubro-negros. Vivendo seu melhor momento desde que retornou ao futebol brasileiro, Ronaldinho voltou a ser cogitado para o time de Mano Menezes. A questão é que a partida será realizada na véspera do jogo contra o Corinthians, que pode valer a liderança do Campeonato Brasileiro.

Preocupada com a possível perda de seu camisa 10 para o confronto contra o time paulista, caso jogadores do futebol brasileiro sejam chamados, Patricia Amorim pede bom senso, apesar de torcer por Ronaldinho na Seleção.

Ronaldinho Gaúcho no treino do Flamengo (Foto: Nina Lima / Vipcomm) 

Artilheiro do Brasileirão, R10 volta a ser apontado como nome forte para a Seleção (Foto: Nina Lima / Vipcomm)

- É claro que o Flamengo torce pelo Ronaldinho na Seleção Brasileira. Mas já tiveram tantas outras oportunidades e vão convocá-lo logo agora? Será um grande jogo contra o Corinthians. Nesse sistema de pontos corridos, será como uma final. Essa partida gera muita expectativa. As torcidas querem os times completos. Minha expectativa é que o Flamengo esteja completo – frisou Patricia.

O técnico Vanderlei Luxemburgo também falou sobre o assunto nesta sexta-feira, mostrou-se preocupado e sugeriu que a rodada seja adiada.

- Preocupa não só a mim, mas os clubes que têm jogadores em condições de Seleção Brasileira. Acho que num campeonato tão difícil como esse não se pode dar privilégio a um clube e a outro não. Acho que o bom senso seria o adiamento da rodada para que ninguém possa se sentir prejudicado. Já que o Internacional teve jogos adiados para disputar um torneio na Alemanha, o Santos teve jogos adiados porque tinha um número de jogadores na Seleção Brasileira. Para que o Vanderlei não saia reclamando do Mano, para que o Corinthians não saia reclamando, o bom senso seria adiar a rodada para não prejudicar a competição, que está muito boa. Isso na minha cabeça. Se vai acontecer ou não, aí não sei.

Mano Menezes convocará a Seleção Brasileira para o amistoso contra o Egito na próxima quinta-feira. Ainda em setembro, o Brasil terá dois confrontos com a Argentina, válidos pelo Superclássico das Américas, apenas com jogadores que atuam nos campeonatos nacionais: em 14 de setembro, na Argentina, e 28 de setembro, em Belém.

A seleção argentina, aliás, foi a última adversária de Ronaldinho com a camisa do Brasil. Em novembro do ano passado, o jogador do Flamengo esteve em campo na derrota por 1 a 0, no Qatar, e foi discreto. Essa foi a única vez que R10 esteve na Seleção com Mano Menezes.



Luxa: ‘Não vejo o Corinthians em queda ou o Fla em ascensão’

Vanderlei Luxemburgo prevê dificuldades para o Flamengo contra o Figueirense. Neste domingo, o Rubro-Negro enfrenta os catarinenses em Florianópolis, às 16h (de Brasília), no Orlando Scarpelli. A equipe entra na 16ª rodada do Brasileirão em segundo lugar, com os mesmos 33 pontos do Corinthians, mas em desvantagem no número de vitórias (10 contra 9). O treinador classifica a partida como fundamental para a disputa do título.

- Jogo complicado. Sempre digo que clubes como Figueirense, Avaí e Ceará são de tradição, têm uma história no futebol. Ganhar lá sempre é muito complicado, sabemos que será difícil. Vejo como um dos mais importantes nossos, já que chegamos ao mesmo número de pontos do Corinthians, eles têm a vantagem das vitórias (10 contra 9), o Corinthians joga em casa (contra o Ceará) e nós fora. Cada compromisso agora é estudando o adversário e a gente. Vamos jogar um jogo decisivo. Não tem adversário fácil mais, não. É duro. Em casa ou fora é sempre jogo duro.

Thiago Neves, Ronaldinho e Luxemburgo no treino do Flamengo (Foto: Nina Lima / Vipcomm) 
Luxa ainda não sabe se poderá contar com Thiago Neves no domingo (Foto: Nina Lima / Vipcomm)

O treinador não limita a disputa pela liderança a Flamengo e Corinthians e diz que depois de encostar será preciso manter o equilíbrio.

- Se o campeonato terminasse hoje, o Corinthians seria o campeão, já que tem uma vitória a mais. Claro que eu queria ter ganho nos empates que eu tive. Mas se tivesse perdido os seis jogos, estaríamos bem distantes do Corinthians. Vejo um campeonato muito complicado. O Corinthians encontrou adversários mais complicados pela frente, tinha um jogo atrasado (empate sem gols com o Santos), sabíamos que poderia somar pontos ou não. Não somou, mas somou o suficiente para chegar em igualdade. Não vejo o Corinthians em queda ou o Flamengo em ascensão. Não podemos esquecer que o São Paulão começou com cinco vitórias, perdeu duas e já está lá em cima de novo (31 pontos, em terceiro, com dez vitórias). É um clube que me preocupa muito, pela tradição de conquistas. O próprio Vasco perdeu de quatro para o Botafogo, mas vinha numa crescente também. Sabemos como o futebol é dinâmico. A felicidade não é plena, nem a tristeza. Vamos encontrar o dia maior de prazer quando ganharmos o campeonato. Ou de tristeza.

O time está escalado, segundo Luxa. A única dúvida é Thiago Neves. No treino da manhã desta sexta-feira, ele sentiu dores na panturrilha esquerda, vai viajar com a delegação, mas precisa ser reavaliado pelos médicos. Caso ele não jogue, a tendência é que Bottinelli seja escalado. A formação terá Felipe, Léo Moura, Welinton, Angelim e Junior Cesar; Airton, Willians, Renato e Thiago Neves (Bottinelli); Ronaldinho e Deivid.

Alex Silva não está pronto

Na entrevista coletiva, Vanderlei explicou a opção por não relacionar Alex Silva para o confronto. Havia a expectativa de que o zagueiro pudesse estrear, ainda que como opção no banco de reservas. Por prudência, a comissão técnica optou por esperar um pouco mais. A estreia deve ocorrer na quinta-feira, contra o Atlético-GO, no Engenhão.

- Foi uma decisão de consenso. Não adianta estar bem fisicamente se ainda não está no ideal. O jogador vinha parado há bastante tempo (desde maio, quando defendia o São Paulo). Não vejo nenhum problema, não. Tem que ter paciência depois de muito tempo parado. Apesar das críticas, estou muito satisfeito. Os números mostram que o conjunto está bom. Falavam que não tínhamos atacantes, mas temos o melhor ataque da competição (28 gols). Nossa a defesa é a segunda menos vazada (13). É satisfatório. O conjunto está muito bom.

A delegação embarca para Florianópolis na tarde desta sexta-feira. Neste sábado, às 16h, vai realizar o último treino antes do jogo. A atividade será na Ressacada, estádio do Avaí.


Executiva diz que Fla deve agradecer a Ronaldo Fenômeno por patrocínio




Depois de uma longa espera, o Flamengo apresentou nesta sexta-feira o seu novo patrocinador master. Pelo valor de R$ 6,6 milhões, o clube chegou a um acordo com a Procter & Gamble e vai estampar as marcas Duracell e Gillette nos uniformes de jogo, de treino, no backdrop do clube e em placas de publicidade no Centro de Treinamento pelo menos até o fim de 2011.

apresentação da camisa do Flamengo com novos patrocinadores (Foto: Leandra Benjamin / FlaImagem) 
 
Levy estava com a camisa 33, que pertencia ao atacante Wanderley (Foto: Leandra Benjamin / FlaImagem)

Em evento nesta sexta-feira, no auditório Rogério Steinberg, na sede da Gávea, a presidente Patrícia Amorim apresentou a parceria, ao lado do novo diretor de marketing do clube, Marcus Duarte, o vice de finanças, Michel Levy, e a diretora de comunicação da P&G, Gabriela Onofre. Esta última confirmou que a agência 9ine intermediou a negociação e que Ronaldo, um os sócios da empresa, teve papel fundamental no desfecho. Do valor total, 15% irão para a empresa do Fenômeno, que deixou os rubro-negros frustrados ao ir para o Corinthians em 2009. Tirando a comissão da 9ine,  R$ 5,6 mi ficarão com o Flamengo.

- A 9ine é nossa agência, e trabalhamos a construção de nossas marcas como nossas agências. Ele conhece o mundo do esporte melhor do que ninguém. Ele nos apresentou o Flamengo, se não fosse o Ronaldo, não estaríamos aqui – revelou Gabriela Onofre, diretora de marketing da P&G.

O contrato com a P&G vai até o fim do ano, mas a ideia é ser estendido para a próxima temporada.

- A nossa expectativa é sempre prolongar a parceria. Sempre achamos que podemos mais, um valor maior. Mas de maneira alguma estamos insatisfeitos com o valor. Temos a expectativa que esse namoro, que agora virou casamento, seja duradouro. Temos primeiro que dar o retorno. Aí sim, talvez em uma segunda negociação, podemos ter um valor um pouco maior. O importante é a credibilidade da nossa parceira. Tivemos um contrato muito grande no ano passado (R$ 22 mi com a Batavo), que não foi cumprido - disse a presidente Patrícia Amorim.

Com o acerto com a Procter & Gamble, o Flamengo contabiliza R$ 16,6 milhões em patrocínios (já possui R$ 8 milhões do BMG nas mangas e R$ 2 milhões da TIM no número da camisa). Existe ainda a possibilidade de rede de departamento  Leader chegar a um acordo para estampar sua marca nos ombros da camisa rubro-negra.

Durante o evento, as camisas, já com as marcas estampadas, foram apresentadas. Patrícia Amorim usou o modelo rubro-negro, com o número 10 e o nome do Ronaldinho nas costas. Michel Levy, por sua vez, vestiu a camisa azul de treino como o nome do atacante Wanderley nas costas. A curiosidade é que ele não é mais jogador do clube.

A negociação com a P&G não passou pela Traffic. Do valor que irá entrar nos cofres do Rubro-Negro com o novo contrato, nenhum centavo irá para a conta da empresa. O acordo entre as partes considera como ponto de partida os R$ 30 milhões recebidos no ano passado (soma dos contratos com Batavo - R$ 22 milhões - e BMG – R$ 8 milhões) e prevê a divisão da quantia excedente da seguinte forma: 50% para Ronaldinho; 30% para o Flamengo e 20% para a Traffic, que também pode trabalhar como intermediária na captação de patrocinadores e faturar 15% de comissão de agência.

apresentação da camisa do Flamengo com novos patrocinadores (Foto: Marcelo Baltar / Globoesporte.com) 
 
Nas costas da camisa, estará a marca Duracell (Foto: Marcelo Baltar / Globoesporte.com)
 
 
 

Com dores na panturrilha esquerda, Thiago Neves é dúvida para domingo


Thiago Neves deixa o treino com dores (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com)
O Flamengo corre o risco de não ter Thiago Neves no jogo deste domingo, às 16h, contra o Figueirense, em Florianópolis. No treino da manhã desta sexta-feira, no Ninho do Urubu, o meia saiu de campo reclamando de dores na panturrilha esquerda.

Thiago participava de um treino de cruzamentos e finalizações. Logo que percebeu o problema, o jogador caminhou na direção do mécico Márcio Tannure e gesticulou como se tivesse sentido o músculo esticando. Na saída do CT, mancou em direção ao carro.

O jogador viaja com a delegação para Florianópolis nesta sexta e será reavaliado neste sábado.

Caso Thiago Neves não jogue, o mais provável é que Bottinelli seja escalado. O técnico Vanderlei Luxemburgo prefere esperar a posição dos médicos, mas está preocupado com a possível ausência.

- Nós sentimos muito. Não que outro jogador não tenha qualidade para fazer a função. Mas quando o adversário vê Thiago Neves e Ronaldinho em campo, respeita mais - comentou o técnico, que teve uma conversa com Márcio Tanure e o preparador-físico Antônio Mello logo depois da coletiva.


Ruim de derrubar: Willians e Airton dão proteção máxima à defesa do Flamengo


Pode chamar o próximo da fila. Aquele que vai tentar derrubar a barreira que protege a zaga do Flamengo. E o próximo é o Figueirense. Neste domingo, a equipe catarinense recebe o Rubro-Negro em Florianópolis, pela 16ª rodada do Brasileirão, com algumas tarefas ingratas. Os cariocas estão em segundo na tabela, têm o melhor ataque, com 28 gols, a segunda melhor defesa, com 13, e ainda não perderam na competição (nove vitórias e seis empates).

Willians Airton Flamengo (Foto: Montagem sobre foto da VIPCOMM) 
Willians e Airton: a quase intransponível barreira rubro-negra (Foto: Montagem sobre foto da  VIPCOMM)

Para superar o muro que Vanderlei Luxemburgo ergueu, o dono da casa terá de superar os volantes Airton e Willians. Com a dupla em campo, o Flamengo ainda não sofreu gols. Foram quatro partidas ao todo: vitórias por 1 a 0 sobre São Paulo e Fluminense, empate sem gols com o Palmeiras e triunfo por 2 a 0 sobre o Grêmio.
Fla com Willians e Airton
1 x 0 São Paulo (SP) - casa
1 x 0 Fluminense (RJ) - neutro
0 x 0 Palmeiras (SP) - fora
2 x 0 Grêmio (RS) - casa

O retorno de Airton ao clube, em junho, permitiu a reedição de uma parceria. A dupla fez sucesso em 2009 ao lado de Maldonado (depois Toró) e Petkovic e conquistou o título brasileiro.

- Formamos uma parceria boa em 2009 com o Maldonado. Já tínhamos entrosamento, faltava acertar um pouco. Já tivemos uma melhora grande nos últimos jogos. Fica muito difícil para os adversários passar por nós. Com ele (Airton) em campo damos um suporte maior para os jogadores de qualidade. Atacamos e defendemos rapidamente. Nossa equipe melhorou muito ultimamente – comentou Willians. O Pitbull é maior ladrão de bolas do Brasileirão: 66.

Os resultados com Airton são ainda mais expressivos. Foram seis partidas disputadas por ele até agora. Cinco pelo Brasileirão, e uma pela Copa Sul-Americana. Em nenhuma delas a equipe sofreu gols.
Fla só com Airton
1 x 0 Cruzeiro (MG) - fora
1 x 0 Atlético (PR) - casa
Fla só com Willians
1 x 1 Ceará (CE) - casa
5 x 4 Santos (SP) - fora
1 x 0 Coritba (PR) - cas

- Tinha escutado alguns comentários sobre isso. É muito bom. O grupo está colaborando, inclusive os jogadores da frente que voltam para dar combate na marcação. O Willians marca muito e chega mais na frente do que eu. É bom ter este equilíbrio, dá certo.

Figueirense e Flamengo vão jogar no Orlando Scarpelli, às 16h (de Brasília). O Rubro-Negro é vice-líder com os mesmos 33 pontos do Corinthians, mas perde no número de vitórias (10 a 9).

Confira as estatísticas da muralha rubro-negra

Airton números
passes certos 136
passes errados 13
faltas cometidas 22
faltas recebidas 11
cartões amarelos 3
roubadas de bola 13
bolas levantadas 0
bolas laterais 0
jogadas pelo fundo 0
finalizações 0
Willians números
passes certos 492
passes errados 47
faltas cometidas 44
faltas sofridas 42
cartões amarelos 6
roubadas de bola 66
bolas levantadas 8
bolas laterais 9
jogadas pelo fundo 2
finalizações 6 (5 chutes e 1 cabeceio)

Líderes nas estatísticas em suas respectivas funções dentro de campo, Willians e Ronaldinho Gaúcho mostram um entrosamento ainda melhor fora dele. A relação entre o maior “ladrão” de bolas e o artilheiro do Campeonato Brasileiro cresce a cada dia e fica mais visível em todo depoimento dos jogadores.

Ronaldinho Willians treino Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Fla imagem) 

Willians espera reeditar, na Seleção, a parceira que vive com Ronaldinho no Rubro-Negro (Foto: Alexandre Vidal / Fla imagem)

Na semana passada, R10 apontou o amigo, ao lado de Neymar, como o melhor atleta da competição nacional. No dia seguinte, o Pitbull (apelido dado pelo próprio Ronaldinho) agradeceu ao elogio e afirmou que o craque rubro-negro era espetacular e jogava demais.

Após mais uma derrota da Seleção Brasileira, na quarta-feira, para a Alemanha, parte da mídia começou a questionar se esse não é o momento para o ex-número um do mundo voltar a vestir a camisa amarelinha. Se dependesse de Willians, R10 já estaria de volta na próxima convocação.

- Ele está merecendo, vem fazendo bons jogos. Todo mundo respeita o Ronaldinho. Que o Mano olhe para cá e que ele seja chamado - retribuiu o elogio.

O próprio Pitbull não enconde sua vontade em dar as primeiras “mordidas”, ainda mais ao lado do amigo, com a camisa da Seleção. Líder no quesito roubadas de bola (66 em 15 partidas), Willians confessou que sonha há muito tempo com uma oportunidade.

- Sempre, né? Desde 2009 eu venho querendo. Mas me concentro aqui no meu trabalho e procuro pensar mais no Flamengo.

A boa fase do volante rubro-negro não vem de hoje, o jogador foi eleito o melhor da sua posição no Campeonato Carioca de 2010 e 2011, além de ser escolhido o terceiro melhor no Brasileiro do ano passado. Já os números de Ronaldinho Gaúcho são ainda mais expressivos. Ele é o artilheiro do Brasileirão com nove gols, deu seis assistências para gols dos companheiros e ainda é o líder do Troféu Armando Nogueira, que premia os melhores do campeonato.

A convocação da dupla poderá ocorrer ainda neste mês de agosto já que Brasil e Argentina vão disputar dois jogos e apenas atletas atuando dentro dos seus respectivos países serão chamados. A primeira partida acontecerá no dia 14 de setembro, na Argentina, e o jogo de volta, dia 28, em Belém do Pará.



quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Conselho Deliberativo aprova novo patrocinador master do Flamengo


Desde o fim de janeiro sem patrocinador master, o Flamengo aprovou na noite desta quinta-feira, por unanimidade no Conselho Deliberativo, o novo contrato de patrocínio com as marcas da P&G - Duracell e Gillette.

Com um investimento de R$ 6,6 milhões, o contrato, com vigência até dezembro de 2011, dá direito à presença das logomarcas nos uniformes de jogo, de treino, no backdrop do clube e em placas de publicidade no Centro de Treinamento. O time já usará a nova camisa na partida deste domingo contra o Figueirense, às 16h, em Florianópolis.

A negociação com a P&G foi intermediada pela agência 9ine, que tem Ronaldo Fenômeno como sócio. Do valor total, 15% irão para a empresa do Fenômeno como comissão, e R$ 5,6 mi ficarão com o clube.


 
Após sete meses de busca, o Flamengo terá um patrocinador principal (Foto: Márcia Feitosa / Vipcomm)

- Estamos dando mais um passo importante na valorização da marca Flamengo. É o início de uma grande parceria que tem tudo para ser duradoura. Teremos em nossa camisa mais uma marca com o tamanho e com a grandeza que o Flamengo merece - disse a presidente do Flamengo, Patricia Amorim, via comunicado oficial do clube.

Com o acerto com a Procter & Gamble, o Flamengo contabiliza R$ 16,6 milhões em patrocínios (já possui R$ 8 milhões do BMG nas mangas e R$ 2 milhões da TIM no número da camisa).

Foram sete meses sem um patrocínio master, o que gerou mal-estar e questionamentos internos. Inicialmente, o Flamengo pedia cerca de R$ 30 milhões para o patrocinador principal. Diante da dificuldade em encontrar interessados, o departamento demorou, mas passou a trabalhar com a ideia de “fatiar” o uniforme. Alguns poderes do clube, em especial do Conselho Fiscal, condenaram a intenção sob justificativa de que a camisa seria transformada em macacão de Fórmula 1. O que só gerou indecisão, perda de tempo e de dinheiro. No primeiro semestre, o clube rejeitou uma proposta de R$ 16 milhões até o fim do ano de uma montadora de carros. O prazo para fechar com uma empresa chegou a ser estipulado para o fim de março, o que não ocorreu.

Parceira do clube na contratação de Ronaldinho Gaúcho, a Traffic decidiu monitorar as negociações com a P&G  de perto. A preocupação da empresa se explica. O retorno da parceria com o Flamengo por R10 é totalmente baseado na geração de receitas do departamento de marketing. Não há no contrato, por exemplo, garantias que envolvam percentuais de direitos econômicos de atletas do clube.

No entanto, a negociação com a P&G não passou pela Traffic. Do valor que irá entrar nos cofres do Rubro-Negro com o novo contrato, nenhum centavo irá para a conta da empresa. O contrato entre as partes considera como ponto de partida os R$ 30 milhões recebidos no ano passado (soma dos contratos com Batavo - R$ 22 milhões - e BMG – R$ 8 milhões) e prevê a divisão da quantia excedente da seguinte forma: 50% para Ronaldinho; 30% para o Flamengo e 20% para a Traffic, que também pode trabalhar como intermediária na captação de patrocinadores e faturar 15% de comissão de agência.

Alto valor de comissão veta o Felicidade Urbana


Também estava prevista para a reunião desta quinta a votação da proposta de patrocínio do site de compras coletivas Felicidade Urbana, no valor de R$ 5,2 milhões por 12 meses. O contrato, no entanto, saiu da pauta por decisão da presidente Patricia Amorim. Os principais entraves para o acerto foram a forma de pagamento - duas parcelas de R$ 100 mil e outras dez de R$ 500 mil - e o alto valor da comissão a ser paga à agência que intermediou a negociação. Esse valor seria de um total de R$ 800 mil divididos em duas parcelas, com os pagamentos sendo feitos no início da vigência do contrato. Para se ter uma ideia, a comissão paga sobre o contrato com a Batavo, em 2010, de R$ 22 milhões, não passou de R$ 700 mil.

Somália treina entre os titulares em coletivo visando partida contra o Mengão

O atacante Somália treinou pela primeira vez entre os titulares do Figueirense. Ainda sem ter o seu nome publicado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF nesta quinta, o jogador, que foi apresentado na última quarta-feira, formou dupla de ataque com Júlio César nos trabalhos realizados no CFT do Cambirela.

No meio de campo, com a saída do volante Ygor, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o técnico Jorginho colocou Jackson para formar a proteção da defesa com Túlio.

Na segunda parte do treino, realizado em campo reduzido, Fernandes entrou no lugar de Somália, revezando com Elias como segundo atacante. O meia Maicon também deixou o campo e deu lugar a Wilson Pittoni. Na quarta-feira ele fez uma radiografia do tórax em razão de uma pancada que levou no jogo contra o Botafogo. Se persistirem as dores ele fará uma nova avaliação nesta sexta-feira.

O time escalado por Jorginho para o treino teve Wilson, Bruno, João Paulo, Edson Silva, Juninho; Túlio, Jackson, Maicon, Elias, júlio César e Somália.



Léo Moura, sobre estreia de Adriano: 'Pode vir que estamos esperando'

Depois do volante Willians, foi a vez de Léo Moura comentar a volta do ex-rubro-negro Adriano aos gramados. Depois de passar quatro meses se recuperando de uma cirurgia no tendão de Aquiles, o atacante já tem data para estrear pelo Corinthians: 7 de setembro, contra o Flamengo, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

- Pode vir que nós estamos esperando. Esse jogo vai dar o que falar - disse Leo Moura, rindo, durante participação no programa "Tá na Área".

O lateral e o volante foram campeões brasileiros ao lado de Adriano em 2009, pelo Flamengo. No momento, após 15 rodadas do Nacional-2011, os dois times têm os mesmos 33 pontos e brigam pelo primeiro lugar na tabela. O time paulista lidera por ter uma vitória a mais.

Ídolo da torcida rubro-negra, Léo Moura aproveitou para elogiar Ronaldinho Gaúcho e defender uma vaga para o amigo na Seleção Brasileira. Na hora de escolher os melhores jogadores em atividade no Brasil hoje em dia, o lateral incluiu o camisa 10 do Fla ao lado de dois adversários.

- Ronaldinho Gaúcho, Neymar e Dedé acho que são os melhores e merecem vaga na Seleção - afirmou.

Leo Moura elogiou o time de Mano Menezes - que perdeu na quarta-feira por 3 a 2 da Alemanha - e pediu calma à torcida. Segundo o jogador, toda renovação de elenco precisa de um tempo para ser feita e para dar certo.

- Ainda é muito cedo para questionar o trabalho do Mano. Os laterais têm qualidade para estar na Seleção. É difícil agradar a todos. O treinador vai escolher o jogador que ele acha que está melhor para servir a Seleção - analisou.

Sobre a possibilidade de disputar a Copa de 2014 no Brasil, o lateral não mostra confiança.

- Hoje a Seleção passa por um processo de renovação, de jogadores mais jovens. Já estou com 32 e sei que fica um pouco complicado. Hoje o meu pensamento é defender bem o meu clube, mas se aparecer a possibilidade de defender a Seleção, eu estarei preparado - ponderou.

Campeão de quatro campeonatos Carioca e um Brasileiro, o jogador elege o título da Copa do Brasil, em 2006, como o mais especial, por ter sido o primeiro conquistado na carreira. Segundo ele, o título que ainda falta é o da Libertadores, para então lutar pelo do Mundial de Clubes.





No Chile, Fierro vê o nascimento da filha: 'Espero levar esta alegria ao Rio'


fierro chile filho (Foto: Divulgação)
Liberado pelo Flamengo, o meia Fierro não participou do jogo desta quarta-feira, contra o Atlético-PR, pela Copa Sul-Americana. O jogador voou para Santiago, no Chile, onde acompanhou o nascimento da filha, Antonia. A segunda herdeira do chileno (o filho mais velho chama-se Benjamin) veio ao mundo às 23h51m de quarta-feira.

- Não sei se o que me deixa mais feliz neste momento, é muita emoção junta. O Benjamin também está eufórico, há muito tempo ele pedia um irmão ou uma irmã. Graças a Deus a Antonia chegou em nosso mundo com saúde e minha mulher também passa muito bem. Espero agora levar toda esta alegria para o Rio e ajudar o Flamengo na conquista do Campeonato Brasileiro, que é o sonho maior de todos no grupo - disse o jogador.

Fierro já estava no grupo do Flamengo campeão brasileiro em 2009.




Estreia de Alex Silva é adiada, e zagueiro não enfrenta o Figueirense

Ainda não será contra o Figueirense que a torcida do Flamengo verá em ação o zagueiro Alex Silva. O jogador, que tinha a estreia prevista para domingo, no Orlando Scarpelli, só deve jogar pelo Rubro-Negro na próxima quinta-feira, contra o Atlético-GO, no Engenhão.


flamengo alex silva vanderlei luxemburgo treino (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem) 
 
Alex Silva terá de esperar mais uma semana para estrear (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem)

Nesta quinta-feira, Alex Silva participou durante 90 minutos do jogo-treino contra o Bangu e sentiu-se bem. Mesmo assim, a comissão técnica do Flamengo prefere aguardar mais uns dias para promover a estreia de Pirulito.

- No coletivo contra os juniores (terça), eu estava meio preso, mas hoje joguei 90 minutos e me senti bem (no jogo-treino contra o Bangu). Optaram pela estreia no Engenhão, na quinta-feira. No sábado, vou fazer mais um treino com bola com a garota, e na segunda deve ter mais um jogo-treino  – revelou o zagueiro.

Alex Silva se prepara para entrar na equipe em um momento em que a defesa rubro-negra vive uma boa fase e não é vazada há quatro jogos. O defensor não joga desde maio, quando deixou o São Paulo.
 

Ronaldinho joga futevôlei na praia

No dia seguinte à vitória do Flamengo sobre o Atlético-PR, Ronaldinho aproveitou a manhã livre nesta quinta-feira para jogar futevôlei na praia da Barra da Tijuca, no Rio. O craque, que foi o autor do gol da vitória sobre o Furacão, brincou com amigos.

ronaldinho gaúcho futevôlei barra da tijuca (Foto: Agência Estado)

Ronaldinho Gaúcho joga futevôlei na praia da Barra da Tijuca (Foto: Agência Estado)
Na parte da tarde, Ronaldinho esteve no Ninho do Urubu. Às 16h, o craque participou do primeiro tempo do jogo-treino contra o Bangu. Enquanto esteve em campo, R10 foi o destaque.

ronaldinho gaúcho futevôlei barra da tijuca montagem (Foto: Agência Estado) 

Durante a partida na praia, craque acena (Foto: Agência Estado)





Em jogo-treino contra o Bangu, R10 se destaca e Alex Silva é observado



Ronaldinho Gaúcho no treino do Flamengo (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com)
O Flamengo disputou um jogo-treino contra o Bangu na tarde desta quinta-feira, no Ninho do Urubu. No primeiro tempo do teste, o destaque foi Ronaldinho Gaúcho, autor dos passes para os gols da vitória parcial por 2 a 0. O primeiro foi para Deivid marcar de cabeça. O segundo toque decisivo chegou aos pés de Willians, que driblou o goleiro antes de rolar para a rede.

O técnico Vanderlei Luxemburgo escalou os jogadores que não foram titulares contra o Atlético-PR. O time  começou jogando com Paulo Victor, Digão, Alex Silva, Welinton e Lohan; Willians, Muralha, Renato e Thiago Neves; Ronaldinho e Deivid. Quem participou mais tempo da partida de quarta-feira fez apenas um trabalho regenerativo na academia do CT.

Luxemburgo observou Alex Silva, que ainda não sabe se será titular no jogo de domingo, às 16h, contra o Figueirense. Contratado no mês passado, o jogador não atua desde maio, quando ficou fora dos planos do São Paulo. No teste desta quinta, ele atuou pelo lado direito. Welinton passou para a esquerda, algo raro.

No segundo tempo, Luxa trocou quase todo o time, mas manteve Alex Silva. A equipe passou a jogar com Vinícius, Digão, Alex Silva, Jean e Rodrigo Alvim; Muralha, Lohan, Adryan e Vander; Thomás e Yguinho.

O preparador-físico Antônio Mello acredita que Alex Silva terá condições de jogar 90 minutos no domingo.

- Se não sentir nada até amanhã, está liberado. Aí o Luxemburgo é quem vai decidir. Fez 45 minutos de coletivo na terça-feira e não se queixou - comentou Mello, que está mais preocupado com os laterais Léo Moura e Junior Cesar.

- Os dois deveriam ter sido poupados contra o Atlético-PR, mas não tínhamos opções. Vão ficar até sábado fazendo apenas trabalho regenerativo.

O Flamengo volta a treinar nesta sexta pela manhã, e viaja à tarde para Florianópolis.



Empresário e jogador, Athirson diz que sonha com retorno ao Flamengo

A ligação de alguns jogadores com o futebol é tão forte que, mesmo após se aposentarem, continuam atuando no setor, seja como técnico, auxiliar, dirigente, comentarista ou até mesmo empresário. Com Athirson é um pouco diferente. Conhecido por passagem marcante pelo Flamengo, o ex-lateral-esquerdo, que agora joga de meia, acertou recentemente com o Duque de Caxias, que disputa a Série B do Campeonato Brasileiro. No entanto, mesmo ainda em atividade aos 34 anos, ele já ingressou em outra carreira paralela: a de empresário de jogador de futebol.

Athirson duque de caxias (Foto: Ivan Raupp / GLOBOESPORTE.COM) 
Cansado, Athirson (dir) encerra mais um dia de treinos no Duque (Foto: Ivan Raupp / GLOBOESPORTE.COM)

Entre 2008 e 2010, Athirson aproveitou sua passagem pela Portuguesa para passar a exercer a segunda função. Junto com seu empresário Fábio Buratta, passou a gerenciar a carreira de três atletas, dos quais apenas o goleiro Lúcio permaneceu na equipe paulista. Os outros são os laterais-esquerdos Fabrício, do Internacional, e Romano, hoje no Avaí.

- Eu entro mais com o meu nome, ajudando. Enquanto eu jogo, não tenho muito tempo. A empresa é dele (Buratta), mas falo nossa empresa porque temos um vínculo muito forte. Estamos começando. Pretendo mexer mais com isso depois. Gosto muito e acho que tem muita gente que precisa ser orientada dentro de campo e fora também. É um suporte para a pessoa.

Ídolo da torcida rubro-negra entre o fim da década de 1990 e o ínicio dos anos 2000, ele revelou ter cogitado até um contrato de risco para voltar ao Fla no início de 2011, mas a ideia foi recusada pela diretoria do clube. E essa não é a única frustração na vida de Athirson, que lamenta ainda não ter sido convocado para a Copa do Mundo de 2002:

athirson flamengo (Foto: Diário de São Paulo)Athirson com a camisa do Flamengo: sonho de voltar à Gávea (Foto: Diário de São Paulo)

- Abri mão de disputar uma Copa quando fui para o Juventus-ITA, em 2000. Era próximo de 2002, e vinha sendo convocado. Quando fui para a Itália, isso me afastou um pouco da Seleção. E tentei voltar ao Flamengo no começo do ano. Meu empresário solicitou que fizessem qualquer tipo de contrato. Queria terminar minha carreira no Flamengo. Sou rubro-negro, tenho muito carinho e respeito pelo clube. Qualquer contrato, seja de R$ 1 mil, de R$ 500 por mês, já estaria bom. Para mim era só assinar e terminar minha carreira lá junto dessa torcida que sempre me apoiou.

O jogador estava sem clube nos últimos oito meses. As propostas, como uma do América-RJ, foram todas recusadas. No mês passado, acertou com o Bragantino. Porém, após menos de uma semana, disse ter sentido muita falta da família e, por isso, voltou atrás: 

- Até pensaram em levar minha família, mas não tinha como. Devolvi tudo o que recebi. Financeiramente, não era algo que ia resolver minha vida. Graças a Deus já tenho a vida adiantada nesse ponto. Só fico longe se pintar uma proposta muito boa financeiramente.

Pelo Duque, Athirson ainda não estreou. Ele garante estar em forma, mas ainda aguarda regularização na CBF. Se tudo correr conforme o esperado, a primeira partida do atleta pelo time da Baixada Fluminense poderá ser nesta terça-feira, a partir das 19h30m (de Brasília), contra o ASA, em Volta Redonda. De certo mesmo é que o meia é mais uma esperança para tirar o lanterna da Série B da grave situação em que se encontra. Até agora, são apenas cinco pontos em 16 jogos, sem nenhuma vitória conquistada.