Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 21 de janeiro de 2012

Garotada faz bonito, e Flamengo estreia com goleada


Sem Ronaldinho Gaúcho e companhia, o Flamengo B cumpriu seu papel e venceu o Bonsucesso por 4 a 0 em sua estreia no Campeonato Carioca, na noite deste sábado, no Engenhão. Enquanto integrantes da diretoria viajavam para a Rússia para tentar um desfecho positivo na negociação com Vagner Love, Jael voltou a honrar o apelido de Cruel e marcou duas vezes. Camacho, com bela atuação, anotou o terceiro, e Adryan, que fez sua estreia oficial no time de cima, fechou o placar com um belo gol.

Com a vitória assegurada, a torcida hostilizou Thiago Neves, jogador do Fluminense: “Thiago Neves, vai se f..., o Flamengo não precisa de você”. Em seguida, cantou o nome de Bottinelli, usando o grito que agraciava Thiago Neves: "Ah, é Bottinelli!". Antes do início do jogo, a torcida do Flamengo viveu um momento diferente ao gritar nomes como João Felipe, Frauches, Marllon. Com a camisa 10, Bottinelli foi o mais saudado.

O Mengão, agora, volta todas as suas atenções para a pré-Libertadores. Na quarta-feira, o time enfrenta o Real Potosí, na Bolívia. Pelo Carioca, a equipe voltará a campo no sábado, diante do Macaé, no estádio Cláudio Moacyr.

Sábado do Fla em Sucre: treino, corredor polonês e ouvido no rádio


Enquanto o time B do Flamengo vencia o Bonsucesso, no Engenhão, por 4 a 0, na estreia rubro-negra no Campeonato Carioca, a equipe principal trabalhou em Sucre por uma hora e meia. No estádio Patria, o técnico Vanderlei Luxemburgo comandou uma atividade intensa. Primeiro, os jogadores realizaram um treinamento físico com bola. Em seguida, em metade do campo, os atletas foram separados em dois grupos e realizaram um exercício técnico de dois toques.

O clima entre os jogadores que estão na Bolívia foi de total descontração. Eles também se empenharam durante o trabalho que tinha como prioridade a rápida troca de passes. O goleiro Felipe deu voltas na pista de atletismo, e Cesar ficou no gol.

Treino Flamengo (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com)ogadores do Flamengo treinam em Sucre (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com)

Após a atividade, o volante Muralha, que completa 19 anos neste sábado, e o atacante Itamar, recém-chegado, tiveram de passar por um corredor polonês. Com as camisas nas mãos, os demais não perdoaram na brincadeira e “surraram” a dupla.

Alguns atletas e o técnico Vanderlei Luxemburgo conseguiram acompanharam parte do primeiro tempo do jogo contra o Bonsucesso por rádio. Os jornalistas ouviam a transmissão à beira do campo e informavam o que se passava no Rio. O grupo comemorou os dois primeiros gols, marcados por Jael.

Flamengo corredor polonês Itamar (Foto: Alexandre Vidal / Fla imagem) 
Itamar passa pelo corredor polonês e não escapa de R10 (Foto: Alexandre Vidal / Fla imagem) 

Departamento médico controla efeitos da altitude 

Após o treinamento, um a um os jogadores passaram pela medição da saturação de oxigênio. Antes e depois das atividades, os médicos Marcio Tannure e Luiz Baldi também aferem a pressão e controlam a frequência cardíaca dos rubro-negros. Os exames diários apontam que o grupo está respondendo bem aos treinamentos nos 2.800 metros de altitude em Sucre.

- As cidades no nível do mar têm uma pressão barométrica de 760 ml de mercúrio, já em Potosí, que fica a cerca de 4 mil metros, essa pressão é em torno de 400 ml. Isso influencia na saturação. Nossa hemoglobina, que é o que carrega o oxigênio em nosso sangue, precisa de pressão para funcionar. Quanto maior a pressão, mais oxigênio nosso corpo terá. Na altitude, o corpo aumenta a frequência cardíaca para compensar a diminuição de oxigênio sendo transportado pelo sangue. No nível do mar, a saturação fica entre 95 e 100 e aqui em Sucre a queda foi bem baixa. Os atletas estão apresentando resultados entre 93 e 95. Todo o elenco está bem – explicou o médico Luiz Baldi, ao site oficial do clube.

Flamengo médicos altitude (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com) 
Junior Cesar é examinado pelo departamento médico (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com)

A preocupação do departamento médico é de que quando a saturação do oxigênio é menor que 85, os sintomas da altitude começam a se manifestar mais forte. Principalmente a falta de ar, deixando o atleta ofegante. Na teoria, sem fazer esforço físico, a saturação de uma pessoa normal não adaptada em Potosí é de 86.

Neste domingo, o grupo fará um treino no estádio Victor Agustín Ugarte, em Potosí, local do jogo contra o Real Potosí, quarta-feira, na estreia do time na pré-Libertadores. A atividade será às 15h (17h de Brasília).



Grupo de dez jogadores do Fla embarca para Bolívia neste domingo

Depois da vitória por 4 a 0 sobre o Bonsucesso na noite deste sábado, um grupo de dez jogadores terá poucas horas de descanso. Ao meio-dia deste domingo, os atletas viajam para São Paulo. Depois, embarcam para a Bolívia, onde integrarão o elenco principal para a partida pela Pré-Libertadores, diante do Real Potosí, na próxima quarta-feira.

Os dez jogadores relacionados por Vanderlei Luxemburgo são: Paulo Victor, Camacho, Jael, Lucas, Thomás, Bottinelli, João Felipe, Marllon, Magal e Maldonado.

Depois do jogo contra o Real Potosí, a delegação rubro-negra desembarcará no Rio no início da noite de quinta-feira. Já no sábado, o time voltará a campo para enfrentar o Macaé, no estádio Claudio Moacyr. Vanderlei deverá usar um time misto nessa partida, já que o jogo de volta pela Libertadores será no dia 1º de fevereiro.

Jael gol Flamengo (Foto: André Portugal / VIPCOMM) 
Autor de dois gols, Jael é um dos dez jogadores escolhidos por Vanderlei (Foto: André Portugal / VIPCOMM)

Jr. Lopes revela que Luxa escalou o time e exalta jovens formados no Fla


Treinador do Flamengo por um jogo, Junior Lopes exaltou a nova safra de jogadores formados nas divisões de base do clube. Auxiliar técnico de Vanderlei Luxemburgo, Junior revelou que Luxa foi o responsável pela escalação do time que goleou o Bonsucesso por 4 a 0, neste sábado, pelo Grupo A do Carioca.

- Queria agradecer a oportunidade de trabalhar como treinador do Flamengo mesmo que por um jogo. Dos 18 jogadores relacionados para esta partida, 13 foram formados nas divisões de base. É uma vitória do clube como um todo. Vanderlei escalou o time, mas deu liberdade para mexer no que fosse preciso – afirmou Junior Lopes, que contou com a presença do pai, Antônio Lopes, no Engenhão.

Apesar de boas atuações dos jovens valores, Junior Lopes disse que é importante não queimar etapas.

- A maioria dos clubes deve seguir isso, formar jogadores no clube. Desde que o Vanderlei chegou, começamos a fazer isso, no fim de 2010. Mas também temos que ter calma, não lançar tudo de uma vez – acrescentou Junior Lopes.

Sobre o jogo em si, o treinador admitiu que o time encontrou dificuldades em alguns momentos.

- Fomos bem nos dez minutos iniciais, depois houve uma queda, até pela melhora do Bonsucesso, que tem jogadores experientes. Dos dez aos 20 minutos, o time teve dificuldade. O tempo técnico foi ótimo por isso, pude passar algumas situações aos jogadores, que estavam querendo fazer linha de impedimento mesmo sem terem treinado. Depois a equipe cresceu e foi dona do jogo novamente, fazendo dois gols - explicou.

Por fim, Junior Lopes tratou de minimizar a crise por que passa o Flamengo.

- Essa crise que estão falando... no Ninho foi uma calmaria danada, não teve influência nenhuma. A tendência é as coisas se acalmarem. Não vejo motivo para crise - finalizou Junior Lopes.


Fla sonda Ibson, Santos nega e tenta Alex Silva, que pede alto para acertar

O Flamengo tentou a contratação do meia Ibson, do Santos. Na negociação, o zagueiro Alex Silva poderia ir para o clube da Vila Belmiro. Mas o Peixe não quis saber de liberar o meio-campista e se assustou ao saber do salário pedido pelo defensor. Resultado: as tratativas não avançaram e já foram encerradas.

A fonte da informação é o presidente do Santos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, em entrevista coletiva concedida logo após o empate do Peixe com o XV, em Piracicaba, neste sábado. Segundo ele, a conversa se deu por telefone, com Patrícia Amorim, presidente do Flamengo.

- A Patrícia me ligou pedindo a contratação do Ibson e eu avisei que o atleta era inegociável. Nessa conversa, falamos sobre o Alex Silva. Ela pediu uma compensação pelo empréstimo e, para isso, oferecemos uma lista de atletas para eles escolherem. Ela me disse quanto o jogador ganha, que é algo em torno de R$ 200 mil mensais, o que acho um valor compatível com a sua qualidade. No entanto, ao conversarmos com o empresário, a pedida foi acima dos R$ 300 mil. Como (a zaga) não é uma carência do nosso elenco, vamos procurar outro jogador - disse Luis Alvaro.





Melhores momentos: Flamengo 4 x 0 Bonsucesso pela 1ª rodada da Taça Guanabara



Adryan comemora primeiro gol como profissional: 'Inesquecível'

 


Segundo tempo, 28 minutos. Adryan, de 17 anos, é chamado do banco de reservas para entrar no time profissional do Flamengo. Quinze minutos depois, ele marca o gol que encerra a vitória do Rubro-Negro por 4 a 0 sobre o Bonsucesso na estreia no Carioca. Chora ajoelhado ao gramado e não contém a emoção ao fim do jogo.

- Eu já tinha feito gol pela base, mas fazer no profissional é inesquecível. Estou muito feliz, pela minha família, por todos que torceram por mim. Bola para frente. Foi muita superação que eu passei. Não tem explicação. A gente sabia que botar a camisa do profissional era diferente. Dedico o gol para a minha família toda - disse Adryan.

Este foi o segundo jogo dele como profissional. Adryan também atuou no amistoso contra o Londrina, na pré-temporada de 2011. A partida terminou empatada em 0 a 0. O meia, no entanto, foi um dos destaques do Rubro-Negro na conquista do título da Copa São Paulo de Futebol Júnior do último ano.

O Flamengo volta a jogar pelo Carioca no próximo sábado, às 17h, contra o Macaé. Antes, a equipe titular disputa a primeira fase da Libertadores, na quarta-feira, contra o Real Potosí, na Bolívia.

Flamengo 4 x 0 Bonsucesso



Ficha técnica


Data: 21/01/2012

Hora: 19h30


Local: Engenhão

Árbitro: Wágner do Nascimento Magalhães
Auxiliares: Rodrigo Pereira Jóia e Diogo Carvalho Silva


Público pagante: 4.246

Público presente: 6.079

Renda: R$ 95.520,00


Cartões amarelos: Maldonado, Thomás e Bottinelli (FLA); Diogo, Admilton e Gomes (BON)

Gols: Jael, 28'/1ºT (1-0); Jael, 30'/1ºT (2-0); Camacho, 27'/2ºT (3-0); Adryan (4-0)



Flamengo Paulo Victor, João Felipe (Digão, 36'/2ºT), Frauches, Marllon e Magal; Maldonado, João Vitor, Bottinelli e Camacho (Adryan, 28'/2ºT); Lucas (Thomás, 15'/2ºT) e Jael.
Técnico: Lopes Junior

Bonsucesso:  Saulo, Eduardo Ratinho (Felipe Foca, 7'/1ºT) (Dráuzio, 8'/2ºT), Gomes, Admilton e Diego; Márcio Guerreiro, Bruno Ferreira, Palermo e Marco Goiano (Jefferson, 25'/2ºT); Diogo e Adriano Magrão.

Técnico: Wilson Gottardo





Flamengo 4 x 0 Bonsucesso

2º tempo

43min

GOOOOOOOLLLL DO FLAMENGO!!!!!
Magal acelera pela esquerda e cruza para Adryan, que finaliza de primeira. Golaço!!!







Flamengo 3 x 0 Bonsucesso

2º tempo

27min


GOOOOOOOLLLL DO FLAMENGO!!!

Bottinelli passa para Camacho, que manda bomba de longe, direto para as redes!








Treino do Fla tem brincadeira e conversa com Luxemburgo

 
Depois da vitória por 1 a 0 sobre o Universitário Sucre em jogo-treino disputado na sexta-feira, os jogadores do Flamengo se reapresentaram na tarde deste sábado em clima bem descontraído.

Os trabalhos no Estádio Patria começaram com uma roda de bobo. Ronaldinho e David puxaram as brincadeiras. Na sequência, os jogadores fizeram um aquecimento.

Antes do treino de posse de bola, os rubro-negros voltaram a se reunir e intimaram Muralha, aniversariante do dia, e Itamar, único reforço em Sucre, a passar pelo corredor polonês formados pelos jogadores.

O técnico Vanderlei Luxemburgo reuniu o grupo posteriormente e conversou por aproximadamente cinco minutos.

Esse foi o último treino do Flamengo antes da atividade que acontecerá neste domingo, em Potosí. A delegação do Fla será viajará para a cidade em 15 carros alugados pelo clube por volta das 14h30, horário de Brasília. O percurso de 165 quilômetros é feito em aproximadamente três horas.


Concentração do Flamengo em Sucre recebe a visita de freiras

A passagem do Flamengo por Sucre segue atraindo a atenção do povo boliviano. Depois de o grupo ser recebido por carreata na cidade e de Ronaldinho ganhar uma condecoração do presidente da Bolívia, Evo Morales, neste sábado os jogadores receberam no hotel em que estão hospedados a visita de três freiras.

Ronaldinho Freiras Sucre Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Fla imagem) 
Ronaldinho posa junto das freiras (Foto: Alexandre Vidal / Fla imagem)

As religiosas, que se dizem fãs de futebol, queriam conhecer os jogadores e conseguiram. Elas posaram para fotos ao lado dos atletas, inclusive Ronaldinho Gaúcho, e ainda levaram uma camisa autografada.

Leo Moura Freiras Sucre (Foto: Alexandre Vidal / Fla imagem) 
Léo Moura, Muralha e César também autografam a camisa (Foto: Alexandre Vidal / Fla imagem)

Flamengo 2 x 0 Bonsucesso

1º tempo

30min

GOOOOOOLLLLL DO FLAMENGO!!!!!!!
João Vitor cruza para Bottinelli, que não alcança. Bola fica com Jael, que manda uma bomba para dentro do gol.







Flamengo 1 x 0 Bonsucesso


1º tempo

27min

GOOOOOOOOLLLLLL DO FLAMENGO!!!!!!!
Camacho recupera bola na esquerda após falha de Felipe, passa para Bottinelli, que toca para Jael balançar as redes no Engenhão











Flamengo x Bonsucesso


ESCALAÇÕES CONFIRMADAS:

FLAMENGO: Paulo Victor, João Felipe, Marllon, Frauches e Magal; Maldonado, João Vitor, Camacho, Bottinelli; Lucas e Jael.
Reservas: Marcelo Carné, Fernando, Digão, Rodrigo Alvim, Adryan, Thomas e Fabiano Oliveira.



BONSUCESSO: Saulo, Eduardo Ratinho, Admilton, Gomes e Diego; Ferreira, Marcio Guerreiro, Palermo e Marco Goiano; Diogo e Adriano Magrão.
Reservas: Jaime, Felipe, Dráuzio, Antonio Carlos, Vinicius, Jefferson e Ranieri.



Real Potosí não terá seu principal atacante contra o Flamengo


Gerardo Yecerotte El Potosi (Foto: Reprodução / El Potosi)
O técnico do Real Potosí, Victor Zwenger, tem um desfalque para o jogo de ida da pré-Libertadores, contra o Flamengo, na próxima quarta-feira. Gerardo Yecerotte, principal atacante da equipe, terá de cumprir suspensão automática pela expulsão na Libertadores de 2010. Ele recebeu cartão vermelho em jogo da primeira fase daquela edição, contra o Cruzeiro, na vitória brasileira por 7 a 0, no Mineirão. Victor Hugo Angola, que se diz torcedor rubro-negro, é um dos possíveis substitutos.

Real Potosí e Flamengo vão se enfrentar no estádio Victor Agustín Ugarte, a 4.000 metros acima do nível do mar. A partida será às 21h50m (de Brasília). O jogo da volta será no dia 1º de fevereiro, no Engenhão. O classificado garante uma vaga no Grupo 2, que tem Lanús, da Argentina, Emelec, do Equador, e Olimpia, do Paraguai.



Love viaja para convencer CSKA a acertar com Fla: ‘Tem que ser agora’

O Flamengo vai dar a cartada final por Vagner Love. E, mais do que a proposta do clube ao CSKA, o pedido do atacante será o fator decisivo para um desfecho feliz na negociação. O jogador, acompanhado do empresário Evandro Ferreira, do advogado Diogo Souza e do vice-presidente de finanças do Rubro-Negro, Michel Levy, embarcou para Rússia na tarde deste sábado para tentar sua liberação.

- Não tem essa de agora ou nunca. Tem que ser agora. Já. Tenho que estar confiante – afirmou Vagner Love, que já entregou a casa que morava em Moscou para mostrar ainda mais aos russos sua vontade de voltar ao Brasil.

Vagner Love Diogo Souza (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com) 
Vagner Love e o advogado Diogo Souza demonstram confiança (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)

Ao deixar o Rio de Janeiro sob forte calor na tarde deste sábado, Love brincou:

- Vou pegar 14 graus negativos. Não quero encarar frio de novo, não – brincou Love, que deu beijos apaixonados em Lucilene na despedida no Aeroporto Internacional Tom Jobim.

A missão de convencer os russos não será fácil.

- Se não fosse o Vagner a gente nem conseguia conversar com o presidente – afirmou o empresário Evandro Ferreira.

A proposta de R$ 14,5 milhões parcelados em cinco anos – considerada inadequada pelos russos – foi esquecida. O clube remanejou recursos da frustrada compra de Thiago Neves e chegará a Moscou com uma oferta superior. São R$ 18 milhões divididos em três parcelas. A primeira – em torno de R$ 6,7 mi – seria paga no ato. Evandro também ajudou a captar dinheiro.

Vagner Love Lucilene namorada (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com) 
Vagner Love se despede de Lucilene, a namorada (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)

Apesar da mudança na proposta, os russos costumam cobrar pagamento à vista. Love, porém, usará como argumento o fato de ter defendido o clube por seis anos e meio e ter feito valer a pena o investimento com títulos e gols.

Love é muito querido pelo presidente do CSKA, Yevgeny Giner, que trata o jogador como um filho.

O amor está no ar, com Lucilene e com o Flamengo. Resta saber se terá final feliz.

 

Imprensa boliviana minimiza atuação ridícula de Ronaldinho, ''o vagabundo'' em jogo-treino


Flamengo - Matéria especial Sucre, Bolívia - Jornal (Foto: Eduardo Mendes)
No jogo-treino disputado contra o Universitário Sucre, na sexta-feira, Ronaldinho não conseguiu retribuir, pelo menos em campo, a festa feita pela torcida por causa da presença do jogador no Estádio Patria.

A atuação bem discreta do camisa 10 do Flamengo sequer foi mencionada na reportagem sobre o jogo na edição deste sábado do "Correo del Sur". O periódico destacou a presença do público que trocou a entrada pela doação de alimentos e o triunfo do time comandado por Vanderlei Luxemburgo.

Há uma pequena nota ao lado da matéria principal que menciona também a carta recebida por Ronaldinho do Flamengo Sucre, time local que disputa a segunda divisão do campeonato nacional. A direção do clube pediu que o astro rubro-negro se tornasse padrinho do xará boliviano.

Os jogadores do Flamaengo ganharam folga na manhã deste sábado e irão retormar os trabalhos no período da tarde.



Aniversariante do dia, Muralha ganha bolo na concentração do Flamengo

Depois de receber elogios de Vanderlei Luxemburgo na véspera, o volante Muralha foi surpreendido no almoço deste sábado com um bolo para celebrar o aniversário de 19 anos. O jogador pode ser titular na partida contra o Potosí, na próxima quarta-feira, pela fase eliminatória da Taça Libertadores.

- Obrigado a todos pelas mensagens. Sou grato a todos vocês. Dia maravilhoso para mim. Mesmo longe da família, mas em busca do meu objetivo - escreveu, no Twitter. 

A delegação rubro-negra hospedada em Sucre, na Bolívia, também festejou o aniversário do assessor de imprensa Leonardo André.

Aniversário do Muralha no Flamengo (Foto: Divulgação) 
Muralha assopra as velas na concentração do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/ Fla Imagem)
 
 
 

Flamengo minimiza falta de alvará em contêineres no Ninho


A crise que se instalou no Flamengo parece não ter fim. Até mesmo um simples alvará é capaz de tirar o sono de alguns dirigentes rubro-negros. O clube não conseguiu a licença para utilizar os contêineres no Ninho do Urubu e recebeu ofício da prefeitura alegando que as instalações no centro de treinamento estão irregulares.

O Flamengo reconhece o erro, mas prefere tratar o assunto como um descuido e faz questão de minimizar o fato, já que o time não deixou de treinar um dia sequer, apesar do comunicado da prefeitura vascaína.

- O que ocorreu, infelizmente, foi um descuido. Tiramos mais de 23 licenças para iniciar as obras do CT, mas não sabíamos que precisávamos de alvará para a utilização de contêineres no local. Hoje, não temos um centro de treinamento definitivo, são estruturas provisórias. Então precisamos de licenças para isso - explicou Luiz Claudio Cotta, vice de administração.

Segundo a Secretaria Especial da Ordem Pública (Seop), o Flamengo terá de arcar com multa de R$ 399,39 e mais um débito de R$ 570,56 por dia caso decida continuar utilizando o CT sem o alvará. O Flamengo promete recorrer da dívida.

- Foi apenas uma notificação. Cabe recurso, como tudo juridicamente, e o departamento jurídico já está tomando as medidas necessárias. Não sei se na segunda-feira as coisas já estarão resolvidas, mas por se tratar de uma licença provisória, não
vai demorar muito - disse Cotta.

Entenda o caso:

Provisório
O Flamengo tirou 23 licenças para poder iniciar as obras no CT Ninho do Urubu. O clube fez instalações provisórias com contêineres.

Alvará
A prefeitura (vascaína de Eduardo Paes) emitiu um comunicado afirmando que as instalações estão ilegais e que será preciso um alvará para a utilização dos contêineres.

Medidas
O Flamengo já está correndo atrás das providências e marcou reunião na segunda para tentar resolver o caso. Os jogadores não vão deixar de treinar no local, mas o clube fica passível de multa e adicional a cada dia em que utilizar o local sem permissão. O jurídico rubro-negro vai recorrer.


Conselheiros do Fla apostam em saída de Luxemburgo após Libertadores




Conselheiros do Flamengo dizem que Vanderlei Luxemburgo só vai durar enquanto o Flamengo estiver disputando a Libertadores. Afirmam que a briga dele com Ronaldinho Gaúcho, ''o vagabundo'' tornou sua situação insustentável e que Gaúcho é um dos pilares da administração de Patrícia Amorim, esportiva e financeiramente falando.



Magal quer conquistar torcida do Mengão


Magno Aparecido de Andrade, o Magal, foi a primeira contratação do Flamengo para 2012. O jogador começou a carreira no Guarani-MG, passou por Uberlândia-MG, Villa Nova-MG, Democrata-MG, ASA-AL e Americana-SP. E parou no Rubro-Negro. Em pouco tempo, já percebeu a pressão que ronda o clube. Em meio ao momento turbulento, o lateral-esquerdo quer resolver problemas, que são: ter boa atuação diante do Bonsucesso neste sábado para cair nas graças da torcida e evitar os palavrões nas entrevistas.

- O pensamento é a vitória, que pode ajudar a amenizar a situação. Eles estão lá na Bolívia resolvendo os problemas, nós estamos aqui para fazer o melhor possível. A cobrança é igual em todo elenco do Flamengo, independentemente do campeonato – afirmou o lateral-esquerdo que será titular na estreia no Campeonato Carioca.

magal flamengo (Foto: Janir Júnior / Globoesporte.com) 
Magal faz sinal de positivo no Ninho do Urubu (Foto: Janir Júnior / Globoesporte.com)

Na primeira coletiva como jogador do Flamengo, Magal escorregou e deixou escapar alguns palavrões, mais por nervosismo do que por falta de educação. Antes da última entrevista, ouviu conselhos do assessor de imprensa do clube. E se saiu bem.

Magal, que treinou bem durante a pré-temporada, com boas arrancadas e cruzamentos, espera mostrar sua credencial para o torcedor que ainda não o conhece.

- Tenho que trabalhar forte no dia a dia. É importante estar bem em vários jogos. Ainda é cedo, quando tiver oportunidade, vou tentar mostrar meu futebol para que o torcedor que não me viu jogar tenha esperança em mim – completou o lateral-esquerdo.

Magal quer provar que é bom para c...aramba.



Cogitado no Fla, Joel se esquiva: 'Não vou botar leite nesse mingau

O possível interesse do Flamengo em Joel Santana não ficou por fora dos muros do Fazendão. A possibilidade de a equipe carioca entrar em contato com o treinador, em uma eventual demissão de Vanderlei Luxemburgo, foi assunto nesta sexta-feira. Com contrato com o Bahia até o final do ano, Joel preferiu se esquivar do assunto.

Ao ser questionado se já sabia do interesse da presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, Joel Santana se disse feliz por ter sido lembrado. Pensando cuidadosamente nas palavras que iria dizer e com calma, o treinador tentou colocar panos quentes na situação.

- Fico feliz se alguém está querendo minha contratação. Um time do tamanho do Flamengo, que é igual ao tamanho do Bahia. Um time de massa como o Bahia. Essas coisas a gente não comenta para não começar a criar insegurança na torcida, na direção, nos jogadores – desconversou o treinador.

Em conflito com Ronaldinho Gaúcho, Vanderlei Luxemburgo está em processo de fritura no Flamengo. O treinador e o camisa 10 entraram em atrito algumas vezes. O último caso foi durante a pré-temporada do clube no Paraná. O jogador já teria dito, inclusive, que não continua na Gávea com o treinador.

Com a crise, Joel Santana foi apontado como um dos possíveis substitutos de Luxemburgo. Além dele, Renato Gaúcho também foi especulado. No entanto, o treinador do Bahia é o nome preferido de Patrícia Amorim.

- Deixa eu continuar fazendo o meu trabalho aqui e vamos esperar o futuro. Vamos ver o que é que acontece no futuro – comentou o técnico.

Apesar de desconversar durante a maior parte da entrevista, Joel Santana preferiu não responder quando foi perguntado se descartaria ou não a ida para o Flamengo:

- Não vou começar a botar mais leite nesse mingau, nesse bolo não, cara. Desculpa eu não responder, mas é porque boato a gente não responde. Até pelo respeito que eu tenho pelo Vanderlei. O Flamengo não está com um treinador? Então pronto. Deixas essas coisas lá e a gente fica aqui cuidando do nosso clube – disse.


Paulo Victor: inspiração em Marcos, mas sem tanta explosão no Flamengo


Paulo Victor assumirá mais uma vez o posto de titular do Flamengo na estreia do Campeonato Carioca neste sábado, contra o Bonsucesso, às 19h30m, no Engenhão. Aos 25 anos, o goleiro sonha com um futuro promissor e se espelha no passado de glórias de Marcos. O ex-jogador do Palmeiras que anunciou a aposentadoria recentemente serve de inspiração para o titular do momento do Rubro-Negro.

- Sou fã do Marcos, ele sempre mostrou que é um cara de caráter, foi até onde pôde, sou até suspeito de falar. Ele foi o melhor para mim, tem experiência e liderança dentro de campo – afirmou Paulo Victor.


Paulo Victor, goleiro do Flamengo (Foto: Janir Junior / GLOBOESPORTE.COM) 
Paulo Victor será o capitão rubro-negro neste sábado (Foto: Janir Junior / GLOBOESPORTE.COM)
 
Mas o goleiro rubro-negro aponta uma diferença em relação a Marcos: as entrevistas bombásticas depois dos jogos que viraram marca registrada do palmeirense:

- Não sou tão explosivo nas entrevistas após os jogos, fico mais concentrado, existem coisas que devem ser guardadas internamente.

No segundo tempo dos amistosos diante de Londrina e Corinthians, Paulo Victor assumiu a vaga de Felipe. 

Além de não ter sofrido gols, ele também recebeu a faixa de capitão, o que pode se repetir diante do Bonsucesso.

- Independentemente de ser capitão, o goleiro tem que ser líder, se impor. Estamos numa posição diferente. 

Temos que transmitir confiança, a responsabilidade é grande. Quando o atacante do outro time partir com a bola, os companheiros têm que olhar para mim e saber que estou tranquilo, não pode haver desconfiança. Para isso, temos que ter o respeito de todos – destacou o jogador.

Para jovens como Lucas, Frauches, João Felipe, entre outros, Paulo Victor destaca a importância do jogo com o Bonsucesso.

- O pessoal da base sabe bem como é o Flamengo, como as coisas funcionam, a maioria tem bagagem. Mas é uma partida que define o ano, um jogo de oportunidade, tem que dar a vida nos 90 minutos para abrir os caminhos – afirmou.

Em campo, Paulo Victor diz que evita gestos que possam prejudicar seus companheiros de time.

- Não exponho os jogadores por conta de um lance, isso pode causar constrangimento. Sou reservado. Se eu errar, sei que também receberei apoio- completou.



Luxemburgo cogita escalar Muralha e Negueba contra o Real Potosí



Vanderlei Luxemburgo gostou do desempenho do Flamengo no jogo-treino de 70 minutos contra o Universitário de Sucre, realizado na noite desta sexta-feira, na Bolívia. No estádio Patria, lotado por 40 mil pessoas, o Mengão derrotou a equipe boliviana por 1 a 0, gol de Renato. Além de ter observado o time na altitude de 2.800 metros, o técnico testou alternativas para o jogo contra o Real Potosí, quarta-feira, na estreia da pré-Libertadores. O volante Muralha e o atacante Negueba, que entraram no segundo tempo do teste, têm chances de começar a partida em Potosí. Airton e Deivid foram substituídos.

Jogadores do Flamengo comemoram gol em jogo-treino em Sucre (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem) 
 Após o jogo-treino, Fla pode ter mudanças para estreia na quarta-feira (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem)


- Gostei de tudo que eu vi. Até os erros que aconteceram são normais para quem está se adaptando à altitude, à velocidade da bola, que fica mais viva, ao campo molhado. Foi uma ideia do que pode acontecer no jogo. Estamos aqui para ver como os jogadores se sentem. Fiz uma mudança no segundo tempo que pode até ser que eu comece no jogo: entrar com o Muralha, e Negueba, um jogador de velocidade ne frente. Tem ainda o menino Lucas, que também é de velocidade, e vem do Rio. Vem o Bottinelli também. É uma alternativa para início ou durante o jogo - disse o treinador, que avisou com antecedência que só falaria sobre o jogo-treino.

O grupo que ficou no Rio vai estrear no Campeonato Carioca contra o Bonsucesso, neste sábado, às 19h30m, no Engenhão. Nove atletas chegarão à Bolívia na segunda-feira. Desta forma, o grupo ficará completo, com 25 atletas.

- Vou analisar com calma, mas existe a possibilidade de mudança. Vamos ver como estarão os jogadores que vão chegar.

Em Sucre, os jogadores voltam a treinar na tarde deste sábado, às 16h30m (18h30m de Brasília). No domingo, o grupo fará o reconhecimento do estádio Victor Agustín Ugarte, em Potosí.

 

Fla abrirá sindicância por envolvimento de Luxemburgo em transferências



O Conselho Fiscal do Flamengo vai abrir uma sindicância para apurar denúncias de que o téncico Vanderlei Luxemburgo estaria participando de transações de jogadores. O treinador nega. A denúncia esfriou a relação entre o técnico e o presidente do CF, Leonardo Ribeiro, antes seu defensor ardoroso.



Fla planeja usar verba de acordo judicial para bancar Ronaldinho

Disposto a romper com a Traffic e assumir o salário integral de Ronaldinho – R$ 1,25 mihões inclindo o pagamento de luvas – o Flamengo se apressa e busca alternativas financeiras. Numa reunião realizada na noite desta sexta-feira, no Leblon, Zona Sul do Rio, o vice de finanças, Michel Levy, o marido da presidente Patricia Amorim, Fernando Sihman, e o vice jurídico, Rafael de Piro, analisaram uma possível solução para dar fim ao imbróglio que coloca em risco a permanência do atacante no clube.

Ronaldinho Gaúcho no treino do Flamengo (Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo) 
Flamengo corre para ter um final feliz na novela Ronaldinho Gaúcho (Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo)
 
Trata-se do acordo judicial com a Cosan Combustíveis e Lubrificantes S.A. (Esso Brasileira de Petróleo Ltda). Costurado no fim de 2010 por Arthur Rocha, colaborador da gestão de Patricia Amorim e ex-vice geral do clube, ele prevê o encerramento da ação que arrasta-se por quase 16 anos mediante o recebimento de cerca de R$ 7,7 milhões, quantia que representaria metade do valor total do processo. Parte do montante poderia ser usada para quintar os cinco meses de salários atrasados do jogador (R$ 3,75 milhões) ou iniciar uma espécie de “poupança Ronaldinho”.

Em junho de 2009, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro determinou, em segunda instância, que o Flamengo deveria receber R$ 9,7 milhões. Entretanto, a empresa recorreu e o processo entrou na fase pericial. Em dezembro de 2010, o Conselho Deliberativo apreciou e aprovou por unanimidade a proposta de acordo. A Cosan, porém, protelou o cumprimento. A indefinição sobre a forma de pagamento gerou questionamentos do Conselho Fiscal e travou a conclusão. Foram esses pontos que Levy, Sihman e De Piro debateram no encontro. A ideia da atual diretoria sinaliza com um desfecho que promete rachar a política interna do clube.

Outra alternativa está em questão. O Flamengo também poderia realocar o contrato do jogador ao contrato dos direitos de transmissão dos jogos do time.

A reunião da oposição

A intenção de bancar o salário integral de Ronaldinho sem um parceiro não foi bem digerida pela oposição. Na noite de quarta-feira, Marcio Braga, Delair Dumbrosck, Ronaldo Gomlevsky e outros conselheiros se reuniram em um restaurante italiano de Ipanema para discutir a situação do clube. E saíram com uma bandeira levantada pedindo a saída de Ronaldinho.

- Absurdo o valor do salário dele. E imagina como fica o resto do elenco? Alguns têm pendência. Se o Flamengo bancar o Ronaldinho vai aumentar o tumulto – disse Marcio Braga.

Ele explicou o porquê do encontro.

- A reunião não tocou no assunto eleições. As pessoas queriam expor a angústia com a situação do clube. Eu não consigo andar na rua porque todo mundo quando me encontra fala “fora, Patricia”.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Flamengo derrota Universitário de Sucre em jogo-treino


Os titulares do Flamengo continuam em débito. Devem a primeira boa atuação na temporada. Em jogo-treino disputado na noite desta sexta-feira, em Sucre, na Bolívia, o desempenho ruim que se viu contra Londrina e Corinthians se repetiu. Um time lento, carente de criatividade e com dificuldades de lidar com alguns dos efeitos da altitude de 2.800 metros. No estádio Patria, foram 70 minutos de futebol fraco contra o Universitário de Sucre, que vai disputar a próxima edição da Copa Sul-Americana, numa vitória magrinha: Renato marcou após bela jogada de Léo Moura: 1 a 0.

De bonito mesmo, só a participação da torcida. O palco do último teste antes da estreia na pré-Libertardores, contra o Real Potosí, quarta-feira, recebeu 40 mil pessoas. Estádio lotado, torcida organizada e animada do time boliviano, telão e música durante a partida e no intervalo. O jogo em Potosí será disputado a 4 mil metros acima do nível do mar.

Renato Abreu no amistoso do Flamengo na Bolívia (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem) 
Renato, autor do gol da vitória, tenta passar por um rival (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)

A atividade deixou claro que o time de Vanderlei Luxemburgo ainda precisa de muitos ajustes. Da equipe que deve enfrentar o Potosí, só o goleiro Felipe, os volantes Willians e Luiz Antonio e o lateral-direito Léo Moura se salvaram. Negueba e Muralha entraram bem no segundo tempo, que durou 27 minutos. Ronaldinho Gaúcho novamente foi mal. Quase não se apresentou, errou passes, foi desarmado com facilidade e acertou a barreira numa cobrança de falta.

Fla passa apertado no último teste

Trinta e cinco minutos. Foi o tempo que o Flamengo demorou para chutar a gol. Willians, que não poupou fôlego, teve a coragem de arriscar e mandou para fora. Depois dele, só Léo Moura, que também jogou para longe. O lateral, aliás, em alguns momentos se lançou no meio-campo e tentou armar jogadas.

O Universitário de Sucre não enomonizou nas tentativas de fora da área. Nos primeiros 20 minutos, quatro chutes. Felipe defendeu os dois que foram ao gol. A diferença entre as equipes também ficou clara no toque de bola. Os donos da casa conseguiram envolver os rubro-negros, que encontraram problemas para lidar com a bola mais veloz por conta da altitude.

jogo treino do Flamengo no Sucre (Foto: Richard Souza / GLOBOESPORTE.COM) 
Torcida lotou o estádio Pátria para ver o jogo-treino (Foto: Richard Souza / GLOBOESPORTE.COM)
 
Luxa começou o jogo com Felipe, Léo Moura, Welinton, David Braz e Junior Cesar; Airton, Willians, Luiz Antonio e Renato; Ronaldinho e Deivid. No intervalo, Muralha substituiu Airton, que errou muitos passes, e Negueba ocupou o lugar de Deivid, que pouco tocou na bola.

A segunda etapa do jogo-treino foi mais curta, de apenas 27 minutos. Com as substituições, o time ganhou mais mobilidade. Ronaldinho recuou, e a troca de passes ficou melhor. O Universitário diminiu o ritmo, mas ainda assustou em mais um chute de longe.

O melhor jogador do Flamengo no primeiro tempo apareceu bem outra vez e ajudou o time a conquistar a vitória. Em jogada individual iniciada na lateral direita, Léo Moura fez fila, cortou para o meio e achou Renato na entrada da área. Livre, ele bateu rasteiro e fez o primeiro gol dos titulares em 2012. O time principal havia jogado só o primeiro tempo contra Londrina e Corinthians e passara em branco.

Nos últimos minutos, o Universitário partiu para o abafa e criou duas boas chances. Felipe, em bonita defesa, evitou o gol de empate. No último teste antes de pegar o Potosí, o Flamengo passou apertado.


Passagens emitidas: comitiva do Fla viaja neste sábado para tentar Love

As poltronas no avião estão reservadas para o vice de finanças Michel Levy, o atacante Vagner Love, o empresário Evandro Ferreira e o advogado Diogo Souza. Esse é o time escalado pelo Flamengo para convencer o CSKA a vender o Artilheiro do Amor. O embarque neste sábado está confirmado.

Levy reuniu-se com Love e Evandro na noite de quinta-feira, na Barra da Tijuca. Ele chegou a cogitar enviar a proposta por fax e aguardar uma posição dos russos, mas foi convencido pelo agente do jogador que é melhor discutir “olho no olho” com os russos.

A proposta de R$ 14,5 milhões parcelados em cinco anos – considerada inadequada pelos russos – foi esquecida. O clube remanejou recursos da frustrada compra de Thiago Neves e chegará a Moscou com uma oferta superior. São R$ 18 milhões divididos em três parcelas. A primeira – em torno de R$ 6,7 mi – seria paga no ato. Evandro também ajudou a captar dinheiro.

Love repetiu o discurso de que não podia mais esperar porque a janela de registros da Europa fecha no dia 31 de janeiro. Ele tem uma oferta da França e duas sondagens – uma da França e outra da Turquia. Os representantes do Flamengo perguntaram se o jogador tinha vontade de jogar em um destes clubes. A resposta foi simples:

- Não, eu quero voltar para o Flamengo.

Diante da firmeza, a viagem foi confirmada.

Torcedores invadem estádio para ver jogo-treino entre Fla e Universitário


Trata-se apenas de um jogo-treino, com 60 minutos de duração, mas para os torcedores da cidade de Sucre é um grande evento. Após longas filas se formarem no estádio Pátria, onde o Flamengo encara na noite desta sexta o Universitário, os fãs forçaram a entrada e invadiram o local.

Invasão da torcida no estádio Patria na Bolívia (Foto: Richard Souza / GLOBOESPORTE.COM) 
Invasão da torcida no estádio Patria. Ninguém ferido (Foto: Richard Souza / GLOBOESPORTE.COM)
 
Apesar do tumulto que se formou, ninguém se feriu. Para assistir ao jogo-treino, cada torcedor tinha de levar um quilo de alimento não-perecível. Com as longas filas, houve também quem pulasse o muro para entrar no estádio.

Homenagme pra Ronladinho antes de jogo treino do Flamengo (Foto: Richard Souza / GLOBOESPORTE.COM) 
Homenagem a Ronladinho antes do jogo-treino do Flamengo (Foto: Richard Souza / GLOBOESPORTE.COM)
 
Antes de a bola rolar, Ronaldinho foi homenageado por autoridades locais já no campo de jogo. Mais cedo, o craque havia sido condecorado pelo presidente da Bolívia, Evo Morales.



Jorge Rodrigues pode ser vice de futebol no Flamengo



O conselheiro Jorge Rodrigues, que foi à Bolívia a pedido da diretoria do Flamengo, desponta como um candidato para ocupar o cargo de vice-presidente de Futebol, atualmente vago. Rodrigues já foi diretor de Futebol na gestão de Kléber Leite e é conhecido pelo relacionamento com os jogadores.






Em silêncio, Patricia assiste ao treino do Flamengo que estreia no Carioca

A presidente do Flamengo, Patricia Amorim, esteve no Ninho do Urubu acompanhada de dois dos seus quatro filhos e assistiu à atividade do time que fará a estreia no Campeonato Carioca neste sábado, diante do Bonsucesso, às 19h30m, no Engenhão. A dirigente apenas cumprimentou os profissionais de imprensa que faziam a cobertura do treinamento, mas evitou conceder entrevista sobre o delicado momento do Rubro-Negro. Depois, brincou com o penteado do filho de um funcionário do clube, que usa estilo moicano como o de Léo Moura.

Patrícia Amorim no treino do Flamengo (Foto: Janir Junior / GLOBOESPORTE.COM) 
Patrícia Amorim brinca com moicano do filho de um funcionário (Foto: Janir Junior / GLOBOESPORTE.COM)

Como acontecera nesta quinta-feira, Junior Lopes fez treinamento intenso com jogadas de bola parada e bolas alçadas na área nesta sexta. O time para enfrentar o Bonsucesso está definido com Paulo Victor, João Felipe, Frauches, Marllon e Magal; Maldonado, João Vitor, Camacho e Bottinelli; Lucas e Jael.


R10 é condecorado por Evo Morales em Sucre e recebe um afago de Luxa



Ronaldinho Gaúcho recebeu na tarde desta sexta-feira, em Sucre, na Bolívia, a mais alta condecoração esportiva do país. No hotel que hospeda o Flamengo, no centro da cidade, o presidente da Bolívia, Evo Morales, prestou uma homenagem ao atacante e entregou ao jogador a medalha de ouro ao mérito desportivo. Durante o discurso de apresentação da cerimônia, o jogador teve os feitos da carreira destacados.

- Trata-se de um jogador de outro planeta – disse o vice-ministro do Esporte, Miguel Ángel Rimba, ex-jogador da seleção boliviana, que participou da Copa do Mundo de 1994.

Ronaldinho Gaúcho recebe homenagem de Evo Morales (Foto: Richard Souza / GLOBOESPORTE.COM) 
Ronaldinho Gaúcho recebe homenagem de Evo Morales (Foto: Richard Souza / GLOBOESPORTE.COM)

Ronaldinho ficou ao lado de Vanderlei Luxemburgo durante o evento. Os dois vivem um momento conturbado no clube, mas trocaram algumas palavras antes do início da solenidade, com certo constrangimento. No fim, Luxa comprimentou o camisa 10 e, por iniciativa do treinador, eles se abraçaram diante de fotógrafos e cinegrafistas.

Em seu pronunciamento, R10 ressaltou o carinho do povo boliviano com a delegação durante a preparação do time para o jogo da pré-Libertadores, contra o Real Potosí, na próxima quarta-feira, em Potosí.

- É uma honra receber a homenagem, quero agradecer o carinho das pessoas, falar em nome do meu clube, o Flamengo, e pela hospitalidade. Isso tudo me motiva a continuar trabalhado para manter meu nível por muitos anos e poder voltar à Bolívia com meu clube e dar alegria para as pessoas que gostam de futebol – disse o jogador, que recebeu uma camisa da seleção boliviana e entregou uma do Fla com seu nome e o número 10 a Evo Morales.

Ronaldinho e Luxemburgo com o presidente da Bolívia, Evo Morales (Foto: Richard Souza / GLOBOESPORTE.COM) 
Luxa esteve na solenidade e abraçou R10 ao final (Foto: Richard Souza / GLOBOESPORTE.COM)

Evo Morales se disse fã de Ronaldinho e elogiou o técnico Vanderlei Luxemburgo.

- É um professor histórico do Brasil, da América do Sul e do mundo.

O presidente revelou surpresa com o longo tempo de preparação do Rubro-Negro em Sucre. A delegação chegou à cidade na última terça-feira.

- É um orgulho receber o Flamengo para se aclimatar e se preparar para a Copa Libertadores da América. Aproveitamos para fazer um pequeno reconhecimento por respeito e admiração a Ronaldinho, jogador sul-americano, brasileiro, que levantou o nome da América do Sul pela participação nos distintos clubes da Europa. Sou admirador e vi muitos de seus dribles e gols pela televisão. É uma grande alegria receber uma equipe como o Flamengo em Sucre. Por isso nosso afeto e carinho. A Bolívia sabe reconhecer os amigos. Muita sorte, felicidade, saudações a presidente do clube (Patricia Amorim). Sei que é o clube de maior quatidade de torcedores no Brasil.

Ronaldinho Gaúcho recebe homenagem de Evo Morales (Foto: Richard Souza / GLOBOESPORTE.COM) 
Ronaldinho Gaúcho exibe a medalha que ganhou (Foto: Richard Souza / GLOBOESPORTE.COM)

Nesta sexta, às 19h50m (21h50m de Brasília) o Flamengo enfrenta o Universitário de Sucre, num jogo-treino de 45 minutos, no estádio Patria.



Segurança reforçada para a visita de Evo Morales ao hotel do Fla em Sucre


Um forte esquema de segurança foi montado para a visita do presidente da Bolívia, Evo Morales, ao hotel que hospeda o Flamengo na cidade de Sucre. Nesta sexta, Morales faz uma homenagem a Ronaldinho Gaúcho, que vai receber a medalha de honra ao mérito desportivo.

Hotel do Flamengo na Bolivia (Foto: Richard Souza/Globoesporte.com) 
 Hotel do Flamengo na Bolívia cheio de soldados na entrada (Foto: Richard Souza/Globoesporte.com)
 
A programação do cerimonial prevê discursos do governador do Estado de Chuquisaca, Esteban Urquizu, do vice-ministro do Esporte, Miguel Ángel Rimba, além do próprio Evo Morales.


Escudo para garotos, Bottinelli se diz pronto para substituir Thiago Neves


Bottinelli no treino do Flamengo (Foto: Janir Junior / GLOBOESPORTE.COM)
Há um ano no Flamengo, Bottinelli já conhece bem o caldeirão rubro-negro, alternou entre a condição de reserva e titular e, no fim de 2011, quando começava a se firmar de vez no time, sofreu uma fratura no pé esquerdo que o afastou dos gramados. Agora, no início de uma temporada turbulenta no Rubro-Negro, o argentino se destacou nos amistosos com Londrina, quando marcou belo gol de falta, e também balançou a rede contra o Corinthians. Para ganhar ritmo, o jogador pediu a Vanderlei Luxemburgo para enfrentar o Bonsucesso, na estreia no Carioca, neste sábado no Engenhão. Botti garante que está pronto para substituir Thiago Neves. E também para servir de escudo para os mais jovens diante da crise que ronda o clube.

- O time está bem, a garotada tem que ficar longe dos problemas. Pensamos em ganhar o jogo deste sábado. Problemas acontecem em todo time grande, o jogador tem que estar preparado para jogar num time com a pressão do Flamengo. Mas tudo que acontece lá (na Bolívia), a gente tenta tirar os mais novos disso – afirmou Bottinelli, que disputou 46 jogos pelo Flamengo e marcou oito gols.

Sobre a missão de substituir Thiago Neves, Bottinelli demonstrou confiança.

- Estou tranquilo, sei que tenho qualidade para conseguir a vaga no time, acredito que posso fazer essa função. O jogo do Carioca vai servir para ganhar mais ritmo, espero chegar bem na Bolívia para ajudar o time – disse o meia, que depois de enfrentar o Bonsucesso seguirá para Sucre e se juntará ao grupo que enfrentará o Real Potosí, no dia 25.


Técnico do Fla por um jogo, Jr. Lopes se inspira no pai. Até no timbre da voz

Na estreia no Campeonato Carioca, sábado, contra o Bonsucesso, no Engenhão, Junior Lopes, 38 anos, será o treinador do Flamengo. Mesmo que apenas por uma vez, é o suficiente para dar uma massageada no ego. E testar as cordas vocais. Filho de Antônio Lopes, o auxiliar técnico de Vanderlei Luxemburgo cresceu nos bastidores do futebol. Desde os seis anos, escutava preleções, convivia nos vestiários com nomes como Zico e Roberto Dinamite e era mascote dos times de Lopes. Nunca pensou seguir a outra profissão do pai, delegado de polícia. Nas veias e na voz - do timbre à pronúncia de algumas palavras - Junior Lopes lembra Lopes pai. E avisa: mesmo tendo passado por operação na garganta há um mês, não terá problema em gritar com Magal se for preciso, numa reedição em versão moderna dos gritos de “Maricááá” imortalizados com bom humor pelas cobranças do ex-técnico do Vasco com o lateral-direito.

- A voz dele é mais forte que a minha (risos). Mas é natural, nada forçado. Se tiver que gritar Magal, sem problemas. Estou vindo de uma cirurgia de garganta que fiz há um mês e espero ficar com a voz igual à dele, vamos ver – afirmou Junior Lopes, ao ser questionado com bom humor sobre os gritos de Lopes com o lateral-direito Maricá, no vasco.

Lopes Junior  auxiliar técnico  Vanderlei Luxemburgo  Flamengo  (Foto: Janir Junior/Globoesporte.com) 
Junior Lopes faz sinal de positivo no Ninho do Urubu (Foto: Janir Junior/Globoesporte.com)

Como Vanderlei Luxemburgo está em Sucre com o grupo de 16 jogadores que faz aclimatação para a pré-Libertadores, dia 25, contra o Real Potosí, caberá a Lopes Junior comandar o time ao lado de Jaime de Almeida.

- É bem gratificante, mesmo que por um jogo só. Procuro não pensar muito nisso, o mais importante é o clube, nossa semana foi bem tranquila. Lógico que tem o lado pessoal, você para e pensa: “vou ser treinador do Flamengo”. Isso é legal para o seu ego, mas tem que deixar de lado e vivenciar o momento para dar o melhor para o clube – disse Junior Lopes, desprovido de qualquer vaidade.

Muito mais do que o timbre de voz, Antônio Lopes foi a referência do filho no futebol.

- Meu pai é minha maior escola na vida. Ainda moleque, gostava de ir à preleção. A vivência do vestiário é uma coisa muito legal. Lembro que para mim era normal conversar com Zico, Roberto (Dinamite), Bebeto, Romário. Sou um produto do meio. Mas, além do meu pai, tem o Vanderlei (Luxemburgo), Paulo Campos, Cuca, Márcio Araújo, também aprendi muito com eles – afirmou Junior Lopes.

Durante a semana, Junior Lopes orientou muito os jogadores. Gritou, mas sempre com respeito. E exigiu do grupo. Antes de ser auxiliar de Vanderlei Luxemburgo, ele já foi treinador de equipes de menor porte. E tem um extenso currículo.

- Com 18 anos, entrei na faculdade de Educação Física, segui minha vida para professor e depois treinador. Comecei a trabalhar com futebol em 96, já vou para 16 anos de carreira. Passei pelo juniores do Botafogo e Vasco, ainda como auxiliar. Fui treinador do mirim do Vasco por três anos, depois técnico do juniores do Bangu por um ano. A partir de 2000, comecei a pegar profissional, seleção brasileira sub-17 e também fui técnico do Olaria, Bangu, CSA e Iraty. As coisas estão bem legais na minha carreira. Aos poucos, a gente chega lá – destacou Lopes Junior.

E foi aos poucos que, ainda adolescente, ele pegou por conta própria um caderno, caneta, observou um time que seria adversário da equipe comandada por Antônio Lopes e rabiscou suas primeiras observações.

- Desde os seis anos já acompanhava meu pai. A primeira equipe que ele dirigiu foi o Olaria, a partir de 1980. Dali, já comecei a gostar, ir junto com ele nos treinamentos. Fui mascote do Olaria, do América, vasco, seleção do Kuwait. Minha vida sempre foi o futebol. Meu pai teve até outra profissão, que era delegado de polícia, mas eu nunca gostei. Quando tinha 14 para 15 anos comecei a direcionar para a carreira. Nos Emirados Árabes, meu pai estava trabalhando em Dubai, no Al Wasl. Do nada eu fui a um jogo, do Al Nasr, que seria o próximo adversário. O campo era bem pertinho da nossa casa, cinco minutos a pé. Fui por minha conta, sem ele pedir, observei o Al Nasr, fiz um relatório à mão, mostrei, e ele gostou. Comecei a querer ser treinador, direcionar minha vida para isso – afirmou.

Mais do que uma história das arábias é uma vida dentro do futebol. De pai para filho, a vontade de vencer corre nas veias. E na garganta. “Magaaaal” que se cuide.



Surpreso com pedido de alvará provisório, Fla garante CT aberto



Ronaldinho chega ao Ninho do Urubu do Flamengo (Foto: Marcelo Baltar / Globoesporte.com)
O Flamengo tenta agir para evitar a interdição do Ninho do Urubu, em Vargem Grande, Zona Oeste do Rio. O clube aponta o ano eleitoral por mais um problema ter vindo à tona e admite que foi pego de surpresa pela cobrança de um alvará de funcionamento provisório. Isso porque o documento definitivo só será emitido com tudo concluído. Mas por ter instalado conteinerês no CT, o Rubro-Negro precisaria de outra documentação. Segundo o vice-presidente de administração, Luis Claudio Cacau Cotta, o treino da tarde desta sexta-feira está garantido. Cacau explicou a situação.

- O CT teve um abandono de 30 anos. Como é ano eleitoral no clube, tudo acontece, as coisas ganham vulto. Na verdade, o que falta é o alvará de funcionamento provisório. Na segunda-feira, daremos entrada na documentação, pois fomos pegos de surpresa. Como é conteiner e não alvenaria, precisaríamos do alvará. Já procuramos a Prefeitura, nesta sexta o funcionamento será normal. Não existe uma interdição definitiva, mas sim por conta do documento – explicou Luis Claudio Cacau Cotta.

Segundo publicação do Diário Oficial do Município, o CT do Ninho do Urubu foi interditado por falta de alvará de funcionamento.

O CT ganhou interdição automática assim que o documento de número 569057 chegou ao conhecimento do Flamengo, na tarde de quinta-feira. A Secretaria Especial da Ordem Pública (Seop) informou que o clube terá de pagar multa de R$ 399,39. Em caso de utilização do Ninho do Urubu sem a obtenção do alvará, o Rubro-Negro arcará com a despesa de R$ 570, 56 diários.

- Também entraremos com o pedido de anulação de multa - completou Cacau.



Flamengo já admite que pode romper com Traffic



O Flamengo já admite que pode não assinar contrato nenhum com a Traffic. Clube e empresa tinham prometido assinar o documento há 11 dias, mas não há acordo sobre a gestão do sócio-torcedor e do programa de fidelidade. Patricia Amorim também tem sido alvo de críticas por comprometer uma propriedade do unforme no acordo até 2014. Sem acordo o Fla poderá ter de pagar todo a remuneração de Ronaldinho Gaúcho.



Fla tem operação definida para contratar Vagner Love


Vagner Love (Foto: Cleber Mendes)
Aos poucos, a diretoria tenta mudar os rumos de um ano que começou de forma melancólica para os torcedores rubro-negros. Após acertar a contratação do zagueiro Marcos González, da Universidad de Chile, por três temporadas, a cúpula de futebol do Flamengo montou uma operação para, enfim, acertar a contratação de Vagner Love.

Para o ataque, o clube oferecerá ao CSKA, da Rússia, 7 milhões de euros (R$ 16 milhões). A quantia oderá ser paga em três parcelas. Três milhões de euros (R$ 6,8 milhões) seriam à vista. A segunda seria daqui a seis meses, no valor de 2 milhões de euros (R$ 4,6 milhões). E, finalmente, a terceira, no mesmo valor e também seis meses depois da anterior.

A diretoria rubro-negra irá esperar um possível entendimento, ou ao menos que os russos acenem positivamente à oferta, para que seja enviado um dirigente da cúpula de futebol a Moscou, para fechar a negociação.

- Existe o interesse e o jogador está trabalhando muito para que isso aconteça. É o reforço importante que queremos para elevar a nossa força, que já é muito boa. O Flamengo vai contratar, vai se reforçar, mas com o cuidado de não tirar o espaço dos jovens valores. É uma geração talentosa. nós temos que encontrar a solução adequada para mesclar os que vão vir com os jovens - explicou Luiz Augusto Veloso, diretor de futebol, ao LANCENET!.


Sem medo de fantasmas, Luiz Antonio encara primeira Libertadores


luiz antonio   flamengo (Foto: Richard Souza/Globoesporte.com) Luiz Antonio entra na sala de imprensa ressabiado e senta na cadeira de um jeito desconfortável. Diante de jornalistas brasileiros e bolivianos, esfrega as mãos e deixa escapar um desabafo no microfone.

- Não sei nada em espanhol. Ainda estou nervoso aqui.

A primeira pergunta, de um jornalista local, é traduzida pelo assessor de imprensa Leonardo André. Apesar de não ser estreante numa sala de entrevistas, o volante ainda se acostuma com o ambiente do time profissional do Flamengo. Dentro de alguns dias, na quarta-feira, fará parte da disputa do jogo de ida da pré-Libertadores, contra o Real Potosí, na Bolívia. É o jogo do ano para o Rubro-Negro, que tenta uma vaga no Grupo 2.

- Estou bem tranquilo, participei do Brasileiro ano passado, não afeta nada, não. É só mostrar o futebol que eu tenho, tenho a confiança do grupo. Jogar a primeira Libertadores é muito diferente.

O grupo treina em Sucre, a 2.800 metros de altitude. O jogo em Potosí será a 4 mil. Outra novidade para o jogador.

- A altitude não é muito problema, não. Temos mais alguns dias para a adaptação. É diferente do que temos no Rio, primeira vez que vou jogar assim, mas não tenho medo de fantasmas. Vamos ter que segurar um pouco o fôlego, trabalhar bastante a bola.

Nos treinos, Vanderlei Luxemburgo tem pedido aos jogadores que chutem para o gol. Na altitude, a bola viaja com mais velocidade. Luiz obedece e tem se aplicado no fundamento.

- Já tinha um pouco dessa característica, o professor pede para chutar bastante a bola no gol para tentarmos surpreender o adversário.

O classificado de Flamengo e Potosí vai entrar na chave com Lanús, da Argentina, Emelec, do Equador, e Olimpia, do Paraguai. Nesta sexta-feira, a equipe fará um jogo-treino de 45 minutos contra o Universitário de Sucre, no estádio Patria. O teste começa às 19h50m (21h50m de Brasília).