Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 4 de fevereiro de 2012

À vontade, Magal mostra habilidade com pipa no Ninho do Urubu

Aos poucos, Magal fica mais à vontade no Flamengo. O lateral-esquerdo, que tem atuado nas partidas do Campeonato Carioca com o time B, será reserva de Junior Cesar neste domingo, no jogo contra o Botafogo, às 19h30m (de Brasília), no Engenhão. Mesmo sem a vaga, a pipa do jogador continua no alto, literalmente. Depois do treino deste sábado, no Ninho do Urubu, Magal pegou emprestada uma pipa de um menino e demonstrou habilidade.

Magal pipa flamengo (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com) 
Magal empina uma pipa depois do treino do Flamengo (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)

- Que é isso, moleque – disse o jogador, enquanto o menino aguardava para ter sua pipa de volta.

Magal participou dos três jogos do Carioca – contra Bonsucesso, Macaé e Olaria -, além de ter entrado no segundo tempo dos amistosos com Londrina e Corinthians. Natural de Lavras, Minas Gerais, o lateral-esquerdo começou a carreira no Guarani-MG, passou por Uberlândia-MG, Villa Nova-MG, Democrata-MG, ASA-AL e Americana-SP. Pelo último clube, realizou 49 partidas, sendo 14 pelo Paulistão e 35 pela Série B do Brasileirão.

Léo Moura reconhece problemas com Luxa e dá boas-vindas a Joel



Joel Santana e Luxemburgo (Fotos: Celio Messias e Cleber Mendes)
O lateral-direito Léo Moura foi o primeiro a receber a notícia (da presidente Patricia Amorim) de que Vanderlei Luxemburgo iria deixar o Flamengo e que seu sucessor seria Joel Santana. Dois dias após a demissão do técnico, ele reconheceu publicamente que o grupo tinha problemas com Luxa.

- Alguns problemas fora de campo afetaram o grupo, mas todos sempre foram profissionais aqui no Flamengo e, dentro de campo, mostraram o que tinham de mostrar. Tem que ser sempre assim - revelou.

Léo Moura, que vai para sua terceira passagem com Joel Santana, já ligou para o treinador que estava no Bahia para desejar a ele as boas-vindas. Ele acredita que o novo comandante terá um jeito bem diferente de lidar com os jogadores e prevê um bom entendimento com o craque Ronaldinho.

- Falei com ele na sexta-feira por telefone. Ele me disse que acompanhou nosso jogo (contra o Real Potosí). É um cara que eu já conheço, nosso grupo não vai ter nenhum problema com ele. O Ronaldinho é um cara super amigo, parceiro. O Joel é um cara malandro, vivido no futebol, não vai ter problema nenhum com o astro do nosso time - disse.



Placar do galinheiro de São Januário


Show do grupo de pagode Revelação


STF nega pedido de liberdade para o ex-goleiro Bruno


Bruno
O vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ayres Britto, negou mais uma vez um pedido de liminar para pôr em liberdade o goleiro Bruno Fernandes, ex-jogador do Flamengo. A decisão, tomada no dia 29 de dezembro do ano passado, foi divulgada na última quinta-feira.

Os advogados do ex-jogador tentavam derrubar decisão da 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que rejeitou por unanimidade pedido de liberdade do goleiro. A defesa argumentou que Bruno poderia aguardar o julgamento em liberdade porque é réu primário, com bons antecedentes, figura "pública e notória" e que não representa "nenhum risco para o processo penal pelo qual responde perante a Comarca de Contagem".

Ayres Britto, no entanto, indeferiu o pedido de liminar. Segundo ele, as circunstâncias que envolvem a suposta morte de Eliza Samudio, ex-namorada do jogador, cujo corpo nunca foi encontrado, são "reveladoras da periculosidade concreta do agente (Bruno)" e, "por si sós, já se mostraram suficientes a justificar a manutenção da prisão, de natureza cautelar".


Às gargalhadas, Ronaldinho participa de rachão e ironiza conjuntivite



Na sexta-feira à tarde, Ronaldinho Gaúcho faltou ao treino do Flamengo com a alegação de que fora vítima de conjuntivite. Poucas horas depois, o camisa 10 se esbaldou no show do grupo Revelação. Sem óculos escuros, aconselhados para quem está com a infecção no olho e circulando em local público, o jogador deixou o repouso de lado. Neste sábado, Ronaldinho chegou ao Ninho do Urubu poucos minutos antes de 16h30m, horário marcado para o início da atividade, treinou normalmente, deu gargalhadas e ainda ironizou o problema nos olhos.

Ronaldinho Gaúcho treino Flamengo (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com) 
Ronaldinho Gaúcho tapa os olhos na foto do time vencedor do rachão (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)

De extremo bom humor no seu primeiro treino sem a presença de Vanderlei Luxemburgo, Ronaldinho participou normalmente da atividade. A única preocupação que teve durante o rachão foi tapar os olhos em alguns momentos para evitar que o sol batesse na vista. O clima era de extrema leveza, principalmente para o camisa 10, que brincou a todo instante.

- Deve ter sido uma conjuntivite só por irritação, e não infecciosa. Ele deve ter colocado um colírio e melhorou. Sair à noite foi opção dele, não estava proibido de nada – afirmou o médico José Luiz Runco, que ressaltou que o exame foi realizado por um oftalmologista que não é do clube.

Ronaldinho Gaúcho treino Flamengo (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)Ronaldinho feliz da vida no treino do Flamengo

 Ronaldinho, Bottinelli, Renato, entre outros, levaram a melhor sobre o time de colete vermelho, que contou com reforço de Vagner Love, que pela primeira vez participou do rachão. O camisa 10, que fez gol, deu muitas gargalhadas com a segunda vitória da sua equipe nos últimos dias. No fim, ao posar para foto de campeão, enquanto os jogadores indicavam com o dedo o número de vitórias – que poderia ser confundido com o símbolo de paz e amor – Ronaldinho, sorrindo, tapou os olhos. Depois, o jogador saiu esbanjando sorrisos.

Com isso, Ronaldinho não será problema para o jogo contra o Botafogo, neste domingo, às 19h30m (de Brasília), no Engenhão. Já Marcos González, que havia ido ao Chile para regularizar seu visto de trabalho, participou da animada atividade com o grupo, mas ainda não tem data de estreia marcada.

Maracanã recebe primeiras vigas de sustentação das novas arquibancadas


Em processo acelerado, a nova arquibancada do Maracanã entrou em uma nova fase de construção. Depois de receber os blocos de concreto armado e já apresentar uma forma, ela começa a ter as primeiras vigas de sustentação que darão suporte ao elo entre o antigo anel inferior e o superior. No projeto do estádio, que está sendo reformado para os jogos da Copa das Confederações, em 2013, e do Mundial, em 2014, as cadeiras terão início no nível do gramado.

obras no estádio Maracanã para a Copa de 2014 (Foto: Felippe Costa / GLOBOESPORTE.COM) 
 obras no estádio Maracanã para a Copa de 2014 (Foto: Felippe Costa / GLOBOESPORTE.COM)

Segundo o Consórcio Rio 2014, todos os setores da reforma do Maracanã trabalham simultaneamente, mas a construção das arquibancadas ganham uma atenção especial. Além dos blocos de concreto, que são feitos no próprio canteiro de obra, grande parte da terra tirada do campo é utilizada para compor a base estrutural.


Projeta maracanã (Foto: Divulgação)
 - Para fazer a arquibancada é preciso reaproveitar a terra que é tirada do solo. Com ela, nós enchemos os blocos que foram feitos na base da arquibancada e damos uma base forte - disse Anderson Luis Oliveira, que é engenheiro civil da obra.

Atualmente, a obra conta com 3.600 operários. Porém, esse número vai aumentar até o fim do ano. Mais 400 profissionais ainda devem ser contratados para o chamado "pico", quando ela estiver no processo de finalização. Não haverá mais nenhum tipo de demolição.


Projeto da futura arquibancada do Maracanã mostra a arquibancada unificada (Foto: Divulgação)

Segundo o cronograma apresentado pelo governo do Rio de Janeiro, o Maracanã deverá estar pronto no início de 2013 - provavelmente liberado entre fevereiro e março. Palco da final do Mundial de 1950, o estádio receberá a decisão também em 2014.

Visitação pública

O torcedor, principalmente o carioca, que anda sentindo falta do Maracanã pode matar a saudade do estádio em uma visita guiada, que é realizada todo dia 1° do mês. Basta se cadastrar no site do Consórcio (www.maracanario2014.com.br) e esperar uma resposta. A visitação ocorre das 8h às 13h.

obras no estádio Maracanã para a Copa de 2014 (Foto: Felippe Costa / GLOBOESPORTE.COM) 
Terra é aproveitada para compor as bases da arquibancada (Foto: Felippe Costa /  GLOBOESPORTE.COM)



Nova camisa do Flamengo já à venda



A Olympikus só lançará oficialmente a nova camisa do Flamengo na próxima terça-feira, mas a loja “Só Futebol BrasiL” já começou a vender o que seria o novo modelo rubro-negro (com o número 10 e o nome de Ronaldinho nas costas) pela internet.

A camisa é bem parecida com a da foto divulgada aqui no blog recentemente (lembre), mas sem o símbolo da Unicef no peito.

O novo modelo tem listras bem mais grossas que a da camisa atual e também apresenta novidades na disposição das cores do clube nas mangas. Na barra esquerda, há a inscrição “Centenário do Futebol 1912 – 2012″ em homenagem à data comemorada neste ano.




A camisa do Flamengo está sendo vendida no site por R$ 189,90.



Luxa usa blog para agradecer à torcida e mandar recado a desafetos


Luxemburgo na coletiva do Flamengo de despedida (Foto: Fabio Rossi / Ag. O Globo)
Após conceder entrevista coletiva nessa sexta-feira, Vanderlei Luxemburgo voltou a falar sobre sua saída do Flamengo neste sábado. Desta vez, no entanto, o técnico usou o seu blog pessoal para se manifestar. Com o título “Meu eterno agradecimento”, o ex-comandante rubro-negro escreveu uma breve mensagem aos torcedores e também mandou recado aos desafetos, pelos quais diz sentir “desprezo”.

- Aos que não gostam do meu trabalho, a minha compreensão e respeito. Aos meus desafetos declarados, o meu desprezo. Até um dia - escreveu o treinador.

Luxemburgo falou ainda que deixa a Gávea com o sentimento de missão cumprida e agradece à oportunidade de ter trabalho no “clube do coração” e representado a “nação.”

Confira a íntegra do texto de Luxemburgo:


"Meu eterno agradecimento

Meu eterno agradecimento a todos aqueles verdadeiros torcedores rubro-negros, que nas horas difíceis me deram apoio e incentivo e que também souberam compartilhar e desfrutar das alegrias. Sinto que saio com a missão cumprida e agradeço mais uma vez a oportunidade que tive em dirigir o clube do coração e representar esta imensa nação. Aos que não gostam do meu trabalho, a minha compreensão e respeito. Aos meus desafetos declarados, o meu desprezo. Até um dia”.




Novo vice de futebol ignora crise: 'No Flamengo é assim todo dia'

 
paulo cesar coutinho gerente flamengo (Foto: Richard Souza/Globoesporte.com)
Na última sexta-feira, a vida de Paulo César Coutinho sofreu uma grande reviravolta. Tudo em função do convite feito pela presidente do Flamengo, Patrícia Amorim para assumir a vice-presidência de futebol do clube, cargo não remunerado que estava vago desde 2010. Apesar de estar mais do que ciente do imenso desafio que terá pela frente, o filho do ex-técnico Cláudio Coutinho não hesitou e aceitou na hora.

O novo vice de futebol admite que o momento do clube é agitado. No entanto, ele lembra que isso não é um fato novo no dia a dia rubro-negro. Em sua visão, a crise no Flamengo acontece até mesmo "quando o time vence jogando mal". Com os objetivos claros em sua cabeça, Paulo César quer em um primeiro momento trazer a alegria de volta ao clube.

- Não há momento difícil no Flamengo. No clube, todo dia é assim. Vivo isso desde os tempos do meu pai e a pressão nele era maior já que ele acumulava os cargos no clube e na Seleção Brasileira. Recebi o convite com muita honra, mas ciente de que é uma responsabilidade muito grande. Só posso prometer dar o meu máximo para reorganizar o clube. Temos de resgatar a alegria do time em jogar futebol. A oportunidade é a gente quem faz - afirmou Paulo César, lembrando que precisa do apoio incondicional da torcida para que o projeto dê certo.

- Só assim posso conseguir isso. É a melhor forma. Sei que a torcida está impaciente, mas ela pode esperar muito trabalho da nossa parte.

Paulo César Coutinho fez questão de frisar que os salários do clube estão em dia. A única pendência, segundo o vice, é a dívida com Deivid, mas que já está sendo equacionada. Justamente por isso, o dirigente considerou exagero o tratamento do momento do clube, com a crise sendo considerada como uma das maiores dos últimos tempos.

- O vasco está com salários atrasados. O Botafogo jogou mal os dois últimos jogos. E é aqui no Flamengo que se fala em crise. Não sei quem fomenta isso. Mas volto a dizer que quero trazer a alegria de volta ao clube e reaproximar a nossa torcida.

Além de querer resgatar a alegria do clube como um todo, Paulo César Coutinho tem outra missão bem clara na sua cabeça: trazer de volta um sorriso que é mais do que emblemático: o de Ronaldinho Gaúcho. Segundo o vice de futebol, as notícias relacionadas ao camisa 10 rubro-negro são repletas de exagero.

- O que eu sei é o que eu leio e as notícias são exageradas. Ele não pode ser tão ausente como falam. Caso contrário nunca chegaria aonde chegou em sua carreira. Volto a dizer, acho que está faltando alegria e liberdade para ele jogar. E isso ele vai ter agora.

Flamengo consegue boa vitória e garante classificação no Showbol


Flamengo 13 x 8 Botafogo







R10 não treina, mas vai a show de pagode


Apesar de não ter treinado na sexta-feira por causa de uma conjuntivite, Ronaldinho Gaúcho fez uma discreta participacao no show do grupo de pagode Revelação, à noite, no City Bank Hall na Barra da Tijuca. Durante a apresentação, os membros do grupo brincavam:

- O Escondidinho taí… o escondidinho taí…

Quando os membros do grupo tocavam no meio do público, eis que o craque apareceu, de roupa branca e boina. Subiu ao palco, tocou surdo, apertou a mão de alguns músicos e foi saudado:
- O Escondidinho apareceu!

Ronaldinho tocou uma canção, saiu rapidamente e não foi mais visto. Outros jogadores prestigiaram o show como o atacante Herrera, do Botafogo, e o zagueiro Dedé, do vasco. O lateral Léo Moura também esteve lá e publicou duas fotos em seu twitter.









Joel já fala como técnico do Fla e garante que não irá mudar de postura



 
Perto se ser confirmado oficialmente como técnico do Flamengo, o técnico Joel Santana deixou claro que não irá mudar sua postura no seu retorno ao clube. No Rio de Janeiro após se desligar do Bahia na última sexta-feira, o treinador já falou como funcionário do clube e fez questão de exaltar os torcedores do Rubro-Negro.

- O Joel não mudou nada, continua o mesmo. Continua ser amigo, uma pessoa que respeita e vai ser respeitada . Sabemos que atrás de nós vai ter uma camisa, uma bandeira e uma nação. Esse é o nosso maior patrimônio, que tem que ser respeitado. Mais uma vez agradeço o retorno ao Flamengo e aos torcedores.

O treinador terá uma reunião com os dirigentes do Flamengo neste sábado para acertar o seu retorno ao clube. Esta será a quinta passagem de Joel Santana pelo clube. As quatro anteriores foram em 1996, 1998, 2005 e 2007/2008. No clube rubro-negro, ele conquistou os Estaduais de 1996 e 2008.



Correspondente da BBC chama Campeonato Carioca de amador


Correspondente da BBC na América do Sul, o inglês Tim Vickery é o maior opositor dos campeonatos estaduais entre os convidados do "Redação SporTV". Para o jornalista, a competição é um dos grandes problemas do futebol brasileiro. Vickery ignora as rivalidades regionais e reprova a longa duração. O aspecto deficitário, também bastante criticado, ganhou um novo exemplo usado por ela na última terça-feira, quando participou do programa. No último sábado, o Bonsucesso venceu o Madureira por 3 a 1, em Moça Bonita, diante de 75 pagantes.    

- Eu respeito muito a importância dos campeonatos estaduais no desenvolvimento do futebol brasileiro. Só que hoje em dia... Teve um jogo do campeoanto carioca da primeira divisão com 75 pagantes. Campeonato carioca, primeira divisão, o segundo maior do país, 75 pagantes. Isso, meus caros amigos, é futebol amador. Nada contra futebol amador. Amo futebol amador, meu pai jogava. Mas para clubes como Flamengo, vasco , Botafogo e Fluminense, passar três meses jogando contra dois times que só reuniram 75 pagantes, é um dos maiores absurdos do futebol contemporâneo - disse Tim Vickery.

Para o jornalista da BBC, jogar contra times pequenos pode contribuir para o êxodo de jogadores de clubes grandes para o futebol internacional:

- Se você condena os times grandes a jogar durante tanto tempo contra times sem expressão e de pouca representatividade, você está sacrificando os times grandes e contribuindo com o êxodo do jogador. Porque jogador que preste não quer jogar campeonato estadual. O Campeonato Paraguaio é mais interessante do que qualquer campeonato regional no Brasil. O que faz o calendário errado é a existência do campeonato estadual antes do Campeonato Brasileiro.


Outro convidado do programa, o jornalista da revista "Veja", Augusto Nunes, de outro exemplo, desta vez no Campeonato Paulista. O clássico de Ribeirão Preto entre Botafogo e Comercial, que não acontecia há anos pelo Campeonato Paulista, atraiu 7.000 torcedores em um estádio com capacidade para 28 mil.


Viagem do Fla à Bolívia custou mais de R$ 500 mil



Os dez dias de viagem a Sucre, na Bolívia, custaram ao Flamengo R$ 322 mil. A delegação tinha 53 membros. Com o voo fretado, o custo subiu para R$ 550 mil. Os US$ 100 mil dólares que o clube recebeu da Conmebol (cerca de R$ 172 mil), não foram suficientes para cobrir os gastos. O clube contratou a empresa Off Side para cuidar da logística da viagem.



Veloso pode trabalhar no Museu do Flamengo



Luis Augusto Veloso, que saiu na quinta-feira da diretoria do futebol, vai continuar no Flamengo. Veloso é cotado para assumir a gerência do Museu do Flamengo, cuja data de inauguração ainda não foi definida. A presidente Patricia Amorim ainda não bateu o martelo.



Ação movida por Alex Silva contra o Flamengo ultrapassa R$ 1 milhão


Especial - Alex Silva, Pirulito, Jogador do Flamengo (Foto: André Durão/Globoesporte.com) O departamento jurídico do Flamengo foi notificado na noite da última terça-feira sobre uma ação movida por Alex Silva na Justiça do Trabalho. O processo corre na 47ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro e é representado pelo advogado Régis Villas Boas. Alex cobra pouco mais de R$ 1 milhão. Segundo Villas Boas, o valor é referente a salários, luvas e direitos de imagem atrasados.

Durante a pré-temporada em Londrina, Pirulito foi um dos atletas que reivindicaram o pagamento de luvas e direitos de imagem pendentes. A dívida do clube com ele era de R$ 250 mil (de luvas). Essa foi uma das razões que o fizeram desistir de viajar para o período de treinos na Bolívia, no dia 16.

Na época, a presidente Patricia Amorim afirmou que quitara o débito. O advogado de Alex a desmentiu no dia 17. Na mesma data, voltou atrás e explicou que havia sido uma confusão bancária. O Flamengo apresentou um comprovante a Régis Villas Boas. Agora, ele diz que o dinheiro não caiu na conta.

- O documento que o Michel Levy (vice de finanças) me apresentou dizia que o pagamento havia sido feito, mas isso não aconteceu. O Flamengo ainda deve ao Alex. A ação é superior a R$ 1 milhão.

O GLOBOESPORTE.COM não conseguiu contato com Levy para falar sobre o assunto.

O zagueiro está em Amparo, no interior de São Paulo, e aguarda o desfecho da negociação com o Inter. As tratativas estão adiantadas, e o clube pretende fechar com o jogador até segunda-feira para inscrevê-lo na fase de grupos da Libertadores da América. A possibilidade mais provável é a de empréstimo, mas uma venda não está descartada.

Em julho do ano passado, Rubro-Negro adquiriu 50% dos direitos econômicos de Alex Silva junto ao Hamburgo-ALE por € 2,5 milhões (cerca de R$ 5,5 milhões). A outra metade pertence aos empresários Sérgio Malucelli e Juan Figger, que têm sociedade sobre os direitos econômicos do atleta. O contrato com o Flamengo vai até meados de 2014. O defensor, 26 anos, disputou 20 jogos pelo clube.



Ingressos para Botafogo x Flamengo estão à venda



PREÇOS

Norte: R$ 30 (R$ 15 meia) - Botafogo
Oeste Superior: R$ 40 (R$ 20 meia) - Botafogo
Oeste Inferior: R$ 60 (R$ 30 meia) - Botafogo
Sul: R$ 30 (R$ 15 meia) - Flamengo
Leste Superior: R$ 40 (R$ 20 meia) - Flamengo
Leste Inferior: R$ 60 (R$ 30 meia) - Flamengo

POSTOS DE VENDA

General Severiano - Av. Venceslau Braz, 72 - Botafogo
Stadium Rio (Bilheteria Norte - Botafogo; Bilheteria Sul - Flamengo)
Caio Martins - Av. Presidente Backer s/nº - Niterói
Marechal Hermes - Rua Xavier Curado, 1.705
Gávea - Av. Borges de Medeiros, 997
Laranjeiras - Rua Álvaro Chaves, 41
São Januário (Bilheteria 11) - Rua Francisco Palheta (Botafogo)
Casa da Vila da Feira - Rua Haddock Lobo 195 - Tijuca
Rua General Góis Monteiro, 195 - Posto de gasolina Ale - Botafogo

(www.futebolcard.com)

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Flamengo derrota Atenas-ARG, mas dá adeus para a Liga Sul-Americana

O Flamengo viu a classificação para a semifinal da Liga Sul-Americana bem perto. O Mengão ficou na frente do Atenas, da Argentina, durante toda a partida na noite desta sexta-feira, em Buenos Aires. Mas precisava vencer por uma diferença de nove pontos, e a vitória por 71 a 68 (31 a 27 no primeiro tempo) acabou não sendo o bastante.

A equipe do Flamengo terminou empatada com o Atenas com uma vitória e uma derrota, mas ficou com saldo de pontos de -12. O time argentino, classificado em segundo do Grupo B, teve saldo de -1. O Pinheiros avançou em primeiro, com saldo de 13 pontos.

Kammerichs  atenas x Franca basquete   (Foto: Divulgação/Ligateunafoto.com) 
Kammerichs se esforçou, mas não conseguiu evitar a eliminação (Foto: Divulgação/Ligateunafoto.com)

O argentino Kammerichs foi o destaque do Flamengo, com um duplo-duplo (20 pontos e 11 rebotes). Marcelinho contribuiu com mais 15 pontos, e David Jackson fez 14. O cestinha do duelo foi Marcus Melvin, com 22 pontos. Jose Lloreda Ferron fez 17 pontos, e Miguel Gerlero conseguiu um duplo-duplo (13 pontos e 10 rebotes).

O  jogo

O Flamengo começou bem a partida e, comandado por Caio Torres e David Jackson, rapidamente abriu vantagem. A diferença chegou a sete pontos faltando 4m03s do primeiro quarto, depois que Wagner acertou dois lances livres (14 a 7).

O Atenas chegou a diminuir a diferença para um ponto no segundo quarto, mas o Flamengo conseguiu reagir antes do fim do primeiro tempo para ir para o vestiário vencendo por 31 a 27. Com Marcelinho aparecendo pouco (apenas dois pontos), coube a Kammerichs ser o destaque do time rubro-negro na primeira etapa, marcando dez pontos.

A primeira vez no jogo em que o Flamengo abriu nove pontos de diferença, marca necessária para se classificar, foi com 6m47s no relógio do terceiro quarto, depois de uma bola de três de David Jackson (39 a 30). Os argentinos mais uma vez encostaram, mas Kammerichs marcou seis pontos e deu assistência para cesta de três de Duda para deixar a equipe carioca com dez pontos de distância no fim do período: 54 a 44.

O último quarto começou bastante disputado, mas o Flamengo viu sua vantagem diminuir aos poucos e cair para apenas quatro pontos depois que Jose Lloreda Ferron marcou dois pontos com 4m20s para o fim (62 a 58).

Marcelinho manteve a esperança rubro-negra viva por duas vezes, com duas bolas de três. Primeiro, faltando 1m42s para o fim, deixou a distância em oito pontos. Depois, a apenas 34s do fim, o Fla abriu seis pontos. Mas a equipe brasileira não resistiu à pressão do Atenas, errou os arremessos decisivos e viu a vantagem ficar em apenas três pontos (71 a 68), e a vaga para a semifinal escapar.



Reunião entre Fla e Traffic não ocorre, e ruptura parece inevitável


Não aconteceu a reunião entre Flamengo e Traffic que estava prevista para esta sexta-feira. Em pauta, estaria a última tentativa de acordo entre as partes para que a parceria seja mantida e os pagamentos a Ronaldinho Gaúcho sejam regularizados. Michel Levy, vice de finanças do Flamengo, e Roberto Assis, irmão e empresário de R10, foram procurados pelo GLOBOESPORTE.COM para comentar o assunto, mas não foram encontrados. Clube e o representante do atleta haviam combinado que o prazo para uma solução para o problema seria até este domingo.

É justamente neste dia 5 de fevereiro que a dívida com o atacante vai completar seis meses. O montante está perto de chegar a R$ 4,5 milhões. A Traffic parou de depositar a parte que lhe cabe (R$ 750 mil) na conta do astro para forçar o Flamengo a assinar o contrato que oficializa a parceria na contratação do jogador. Desde a chegada do atacante ao clube, há um ano, um memorando sustenta o acordo.

A suspensão do pagamento também foi motivada pela parceria pontual do clube com a 9ine, que tem Ronaldo Fenômeno como sócio. A agência intermediou a negociação do acerto com a Procter & Gamble para patrocinador master. A Traffic não foi informada sobre as tratativas e não recebeu um centavo sequer pelo acerto feito para os quatro últimos meses de 2011 (R$ 5,6 milhões).

Quando sentaram para assinar o contrato, a Traffic quis renegociar questões técnicas ligadas a patrocínios, licenciamento de produtos e ao futuro programa de fidelidade para o torcedor e esbarrou em resistências do clube, principalmente do departamento de markenting. Daí a demora para chegar a um acordo.

O Flamengo já avisou que, mesmo sem a Traffic, vai ficar com Ronaldinho. Uma possibilidade para o clube viabilizar esta decisão seria realocar o contrato do jogador ao contrato dos direitos de transmissão de TV dos jogos do time.

Justiça vai ao São Paulo ordenar a devolução da Taça das Bolinhas

Taça das Bolinhas (Foto: Divulgação)
A história da "Taça das Bolinhas" teve um novo capítulo nesta sexta-feira. Um oficial de justiça foi até o São Paulo com uma intimação para o clube devolver o objeto em até 24h para a Caixa Econômica Federal. Mas, de acordo com Kalil Rocha Abdala, diretor jurídico do Tricolor, como o presidente Juvenal Juvêncio não estava, o documento não pôde ser entregue.

O Flamengo, o outro interessado no caso, comemorou a vitória nesta batalha, mas sabe que ainda há muita disputa pela frente. O clube ainda não havia sido informado que a intimação não pôde ser entregue ao mandatário são-paulino.

- O processo vem correndo e o São Paulo não tinha obrigatoriedade de devolver a taça porque ainda não tinha ciência, o que aconteceu nesta sexta. O clube foi intimado e terá que devolver para a Caixa Econômica Federal em até 24h. A partir daí a justiça irá decidir qual será o destino. A CBF já reconheceu o Flamengo como campeão de 87, mas houve o problema com a justiça do Recife - disse o advogado do Fla no caso, Rodrigo Fux.

A Taça das Bolinhas foi criada para premiar o campeão brasileiro e, segundo o regulamento adotado quando de sua implantação, seria de posse definitiva do primeiro clube que conquistasse o campeonato três vezes consecutivas ou cinco vezes intercaladas. Considerando-se o Flamengo campeão em 1987, o clube carioca seria o primeiro "penta" (a quinta conquista aconteceu em 1992, enquanto o São Paulo só chegou ao quinto título em 2007).

A CBF, entretanto, considerou até 2011 o Sport como único campeão de 1987 e, por isso, a Taça das Bolinhas foi entregue ao São Paulo. Quando no ano passado a CBF resolveu reconhecer o Flamengo como campeão de 1987, junto com o Sport, o clube carioca procurou a Justiça para tomar posse da Taça das Bolinhas. Daí a decisão de que o troféu seja entregue à Caixa Econômica Federal. Ainda em 2011, a CBF, por conta de uma nova decisão judicial, foi obrigada a voltar atrás e reconhecer novamente só o Sport como campeão único.





Técnico interino exalta a liderança do Fla e a disposição da molecada

O segundo empate consecutivo em 0 a 0 da garotada do Flamengo não foi alvo de críticas da comissão técnica do clube. Pelo contrário. O técnico interino Jaime de Almeida exaltou o esforço feito pelos jovens diante de um Olária bem postado e com jogadores experientes além do forte calor que fez no Engenhão na tarde desta sexta-feira. Jaime lembrou ainda que com o outro empate, o Rubro-Negro chegou a cinco pontos conquistados e é o líder do Grupo A da Taça Guanabara.

- No domingo os titulares vão voltar a entrar e encontrarão o time na liderança. Poderia ter sido melhor em termos de pontuação? Claro que sim. Mas o Flamengo está invicto e o saldo é mais do que positivo. Agora o clube realmente vai iniciar a disputa do Carioca - afirmou o treinador, comentando a atuação da molecada.

- Nosso setor ofensivo, por exemplo, foi escalado com jogadores que ainda estão em formação. No segundo tempo eles deram uma cansada e acabaram pressionados. O Olaria cheogu a criar boas chances para marcar. Mas depois voltamos a equilibrar e poderíamos até ter saído com uma vitória. Foi um esforço louvável.

jaime flamengo x olaria (Foto: André Portugal/VIPCOMM) 
Jaime de Almeida orienta os jogadores no Engenhão (Foto: André Portugal/VIPCOMM)

Sobre o clássico contra o Botafogo, no próximo domingo, Jaime preferiu não falar muito. Apesar de reconhecer que o mais provável é que ele siga no comando, o interino prefere ser comunicado oficialmente pela diretoria. Mas, mesmo assim, lembrou que sempre teve um bom relacionamento com o grupo principal.

- Fui informado que iria comandar apenas esta partida. O futebol é muito dinâmico. Vou esperar a diretoria se pronunciar, mas se tiver de estar na beira do campo o farei sem problemas. Sou funcionário do Flamengo e vou cumprir o que me for pedido. Tenho uma relação muito boa com os profissionais, sou honesto e claro... Nunca tive problema com ninguém - finalizou.

O Flamengo agora volta a entrar em campo no próximo domingo, diante do Botafogo, às 19h30m (de Brasília), novamente no Engenhão. O time é o líder do Grupo A com cinco pontos conquistados.


Filho de Bebeto estreia como profissional pelo Fla: 'Faltou o gol'



http://www.lancenet.com.br/flamengo/Bebeto-Matheus-Foto-Gilvan-Souza_LANIMA20120203_0127_26.jpg#650x433

 A estreia não foi do jeito que Matheus queria. Uma vitória, com direito a bola nas redes, seria melhor. Em sua primeira partida no time profissional do Flamengo, o filho de Bebeto, que já era famoso logo quando nasceu, pela comemoração do pai na Copa do Mundo de 1994, teve boa atuação, mas o Rubro-Negro não saiu do 0 a 0 com o Olaria na tarde desta sexta-feira.

- O Campeonato Carioca é muito importante. A gente vinha bem na partida, mas faltou o gol para sair vitorioso. Mas a gente vai continuar lutando para conseguir a classificação - disse Matheus, ao deixar o gramado.

O filho do tetracampeão mundial entrou em campo aos 32 do segundo tempo. Deu bons passes, cobrou faltas e escanteios. Tudo com dicas do pai.

- Sempre converso com o meu pai, pelo que ele viveu. Procuro pegar experiência para colocar dentro dos gramados - finalizou.

O Flamengo volta a campo neste domingo, contra o Botafogo, às 19h30m. No entanto, o time titular deve disputar o clássico. Com isso, Matheus não vai ficar no banco de reservas, atuando apenas pelo time de juniores.


Em situações opostas, Flamengo e Botafogo fazem clássico pelo Carioca de showbol



Vitorioso na primeira rodada do grupo B do Carioca de showbol, o Flamengo enfrenta o Botafogo, neste sábado, às 11h, na Praia do Anil, em Angra dos Reis-RJ. O duelo - um dos mais tradicionais do esporte brasileiro - será marcado pelos momentos opostos das equipes, já que o Alvinegro perdeu para o América na estreia e precisa desesperadamente de um resultado positivo.  Na preliminar, América e Volta Redonda se enfrentam às 10h no mesmo local. O SporTV transmite as duas partidas ao vivo.

Flamengo vence o Botafogo pelo Brasileiro de showbol (Foto: Divulgação/Ricardo Cassiano) 
Flamengo e Botafogo travarão nova batalha em Angra dos Reis (Foto: Divulgação/Ricardo Cassiano)

Comandado pelo craque Djalminha, o Flamengo não teve muita dificuldade para passar pelo Voltaço. Jogando com autoridade, o Rubro-Negro triunfou por 11 a 3, assumindo a liderança do grupo. Para o camisa 10 da Gávea, é esse o espírito que deve imperar na equipe até o fim do campeonato.

- O jogo contra o Volta Redonda era para ter sido mais disputado, mas nós o fizemos ficar fácil. Imprimimos um ritmo forte desde o início da partida e marcamos muitos gols, o que é essencial no showbol. Temos que continuar assim por todo o campeonato - comentou Djalminha.

Pelo lado do Botafogo, o clima é de confiança, apesar da derrota na estreia. Para o capitão Gonçalves, 2012 será o ano do Glorioso.

FRAME - América vence o Botafogo pelo Carioca de showbol (Foto: Reprodução SporTV)
- Em 2011, Fluminense e vasco conquistaram os seus primeiros títulos no showbol. Agora só falta a gente e estamos mais que preparados para isso. Nosso trunfo é a manutenção da base e muita garra para vencer - disse ele.

Finalista do último Carioca, o América pode sair classificado já neste sábado. Para isso, basta vencer o Volta Redonda e torcer para que o Botafogo não derrote o Flamengo. Com uma base jovem, o Diabo aposta em novos talentos do showbol como Possato, Calisto e Cazé para triunfar. O Voltaço, por sua vez, jogará suas últimas fichas na competição. As esperanças do time da Cidade do Aço são o habilidoso Sidclei e o conhecido Alex Oliveira.

O SporTV transmite todas as emoções da segunda rodada do grupo B do Carioca a partir das 10h deste sábado. A narração será de Claudio Uchoa, com comentários de Marcelo Rodrigues e reportagem de Rodrigo Albornoz.



Com garotos, Flamengo empata com Olaria em 1º jogo sem Luxemburgo

Jovem Adryan recebeu chance como titular do Flamengo. Foto: André Portugal/Vipcomm/Divulgação Jovem Adryan recebeu chance como titular do Flamengo


À espera de Joel Santana, o Flamengo viu seu segundo empate em três jogos pela Taça Guanabara. Nesta sexta-feira, a equipe rubro-negra ficou no 0 a 0 com o Olaria no Estádio do Engenhão, em jogo que o atual campeão carioca usou um time repleto de garotos. Esta foi a primeira partida do Fla desde a queda do técnico Vanderlei Luxemburgo. 

Os titulares, que enfrentaram o Real Potosí na última quarta-feira pela Copa Libertadores, foram preservados, e treinaram no CT de Vargem Grande nesta sexta. Eles estão confirmados para o clássico contra o Botafogo, no domingo. 

A equipe que atuou nesta sexta contou com poucos veteranos, casos do goleiro Paulo Victor e dos volantes Maldonado e Aírton. O time terminou composto por garotos, e jovens como Thomas e Adryan tiveram chance no Flamengo titular. Pelo lado do Olaria, o destaque ficou pela presença do veterano Pedrinho, ex Palmeiras. 


Flamengo 0 x 0 Olaria


Ficha técnica


Data: 03/02/2012

Hora: 17h

Local: Engenhão

Árbitro: Eduardo Cordeiro Guimarães (RJ)
Auxiliares: Lilian da Silva Fernandes (RJ) e André Mafra de Sá (RJ)


Renda: R$ 39.455,00

Público/ 1.890 pagantes / 3.132 presentes

Cartões amarelos: João Felipe, Thomás (FLA); Juninho, Amarildo, Diego Macedo, Vanilson, Thiago Eleutério (OLA)

Flamengo: Paulo Victor, João Felipe, Marlon, Gustavo e Magal; Aírton, Maldonado (Victor Hugo, 21'/2ºT), Lorran e Adryan (Iguinho, 21'/2ºT); Thomás e Lucas (Matheus, 32'/2ºT)
Técnico: Jaime de Almeida


Olaria: Wanderson, Ivan, Thiago Eleutério, Diego Macedo e Amarildo; David, Juninho (Moisés, 19'/2ºT), Araruama e Pedrinho; Claudir (Allan, 17'/2ºT) e Vanilson (Siston, 29'/2ºT)
Técnico: Amilton Oliveira




Negócio 'encaminhado': Alex Silva, ''o merda'', deve chegar na terça-feira ao Inter



Alex Silva flamengo treino (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com)Alex Silva está cada vez mais perto do Inter. Com a discussão da parte salarial bastante adiantada, o empresário do zagueiro espera apenas pela resposta do Flamengo, clube com o qual Alex tem vínculo até 2014. A grande questão para sacramentar a transferência é a forma do negócio. Se o defensor virá para o Beira-Rio por empréstimo ou em definitivo. A ideia das partes é confirmar o acerto até segunda-feira, com o atleta chegando na terça, a tempo de ser inscrito na Libertadores. A lista para a fase de grupos precisa ser enviada até terça a Conmebol, 48 horas antes da estreia diante do Juan Aurich, do Peru.

Há a chance de Alex Silva se tornar jogador do Inter em definitivo, segundo Luiz Taveira. Em entrevista à Rádio Gaúcha, o empresário do zagueiro espera uma "solução amigável" com o clube carioca. Salários atrasados e um "desgaste" na Gávea podem ajudar Alex Silva a deixar o clube, dispensando o empréstimo.

- A coisa está bem encaminhada - garante Taveira, que externa o mesmo otimismo já demonstrado por Alex Silva. - Eu creio que isso deve acontecer até segunda-feira.

O empresário ainda citou a excelente relação entre Alex Silva e Fernandão, diretor técnico do Inter, quando ambos jogaram juntos no São Paulo. Caso o acerto iminente se confirme, Alex Silva chegará ao Inter para disputar posição com Índio, Rodrigo Moledo e Bolívar. Dalton, lesionado, ficará três meses fora.


Fora Ronaldinho: O "vagabundo"



Na minha opinião o Ronaldinho Gaúcho está querendo mandar no Flamengo.

O Flamengo está acima de tudo e todos! Nunca podemos esquecer disto!

A Patrícia Amorim, por seu muito política e ter péssimos aliados, está perdendo o controle, parece uma marionete. É bom ela ficar esperta e de olhos bem abertos, pois ela pode ser a próxima vítima desse "vagabundo".

O Ronaldinho é hoje um péssimo exemplo para os jogadores mais jovens do Flamengo. Isso é fato e não especulação. Além disso, não há retorno de marketing, nem financeiro, nem nada... Nenhuma empresa quer investir num jogador assim.

Ronaldinho: Fora do Flamengo!



Ronaldinho, ''o vagabundo'' não vai ao treinamento desta sexta-feira. Motivo: conjuntivite


O grupo titular do Flamengo realizou na tarde desta sexta-feira um treinamento fechado para a imprensa no Ninho do Urubu. A única ausência foi a de Ronaldinho Gaúcho. Ele sofre de conjuntivite, informa o médico do Flamengo José Luiz Runco.

- Ronaldo está com quadro de conjuntivite e hoje não vai poder treinar. Já foi avisado que ele vai ser visto por um oftamologista, vai ser tratado e vamos aguadar - disse Runco ao site oficial do clube.

O grupo se prepara para enfrentar o Botafogo, domingo, pela Taça Guanabara. Nesta sexta, ao mesmo tempo em que os titulares treinavam, os resevas iam a campo para encarar o Olaria.



Empresário de Joel confirma que técnico tem acerto com o Flamengo

 
joel santana (Foto: Raphael Carneiro/Globoesporte.com)
O empresário do técnico Joel Santana, Léo Rabello, confirmou nesta sexta-feira que já existe um acerto para que ele seja o novo comandante do Flamengo. Faltam apenas detalhes para o "Papai" assinar contrato e voltar a dirigir o clube. A tendência é de que a apresentação seja realizada na segunda-feira.

- Já está tudo certo, só falta assinar. Ele deve se apresentar na segunda - afirmou Rabello.

Joel Santana tinha contrato com o Bahia até maio, sem multa rescisória, e na quinta-feira acertou sua saída do clube. Ele chega à Gávea com o preparador físico Ronaldo Torres e os auxiliares Marcelo Salles - que foi o braço direito de Andrade no título brasileiro de 2009 - e Mauricio Albuquerque.

O técnico será o substituto de Vanderlei Luxemburgo, que saiu do Fla após divergências com os dirigentes e jogadores rubro-negros. Luxa deu entrevista nesta sexta reclamando da postura do clube.


Flamengo receberá Sul-Americano de rúgbi


Seleção brasileira de rúgbi (Foto: Luiz Pires/VIPCOMM)
A Confederação Brasileira de Rúgbi (CBRu) anunciou nesta sexta-feira que o Flamengo sediará o próximo Sul-Americano de rúgbi sevens (com sete atletas em campo), modalidade disputada no Pan-Americano de Guadalajara e que estará na Olimpíada do Rio-2016.

A competição, que acontecerá entre os dias 10 e 11 de março, será disputada nos naipes masculino e feminino.

Na competição para os homens, na qual o Brasil ficou em terceiro na última edição e tem a Argentina como atual campeã, serão dez as seleções participantes. As novidades são as presenças do Equador e da Guatemala, além da Argentina, Brasil, Uruguai, Paraguai, Chile, Colômbia, Peru e Venezuela.

Já o torneio feminino terá oito equipes. O Brasil venceu todas as seis edições do Sul-Americano realizadas até hoje, desde 2004. Além da Seleção, jogarão Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile, Colômbia, Peru e Venezuela.

Seis clubes permanecem com dívida com o Clube dos 13



Botafogo, Coritiba, Flamengo, Goiás, Guarani e Sport são os clubes que ainda terão débito com o Clube dos 13, mesmo com o dinheiro do pay-per-view do ano passado (casos de Botafogo e Flamengo). O acerto final das contas deve ficar só para março. O caso que mais intriga a diretoria do Clube dos 13 é o do Flamengo, que só deve R$ 500 mil e não fecha a conta.



Renato Maurício Prado aprova Joel no Fla: 'É um grande bombeiro'


Para o momento conturbado em que vive o Flamengo, a opção por Joel Santana é a melhor, na opinião de Renato Maurício Prado. Para o comentarista, que participou nesta sexta-feira do "Redação SporTV", o treinador terá jogo de cintura para apaziguar os ânimos dos jogadores, missão típica do "Papai Joel".  

- O Joel é um grande bombeiro. E o que o Flamengo precisa neste momento é de um bombeiro. Tem muita gente que defende a contratação do técnico da La U (Universidad de Chile), Sampaoli. Só que se ele chegar agora naquele caldeirão no Flamengo vai ser assado e comido em dois meses. Um cara como o Sampaoli é para projetos mais longos, estruturados. Dos nomes que me passa pela cabeça o Joel é o melhor - disse o Renato Maurício Prado.

Para o jornalista, Ronaldinho Gaúcho não vai virar um seminarista. Mas sob comando do treinador poderá diminuir os excessos nas noitadas.

- Vem cá, ajuda o papai. Pode "to be" sair só duas vezes por semana, em vez de cinco? Numa delas eu vou com você - brincou Renato, imitando o jeito de falar de Joel.

Outro convidado do programa, o articulista da "Folha de S. Paulo", Marcos Augusto Gonçalves não acredita em chance de título do Flamengo na Libertadores:

- Não ganha com Joel, com ninguém. Vamos ver. Mas assim como o Vanderlei mudou de patamar para baixo, pode ser que o Joel mude para um patamar para cima. E se torne finalmente um técnico de padrão que ele pode ser. Por enquanto ele é visto como aquela coisa doméstica - disse o jornalista.




Luxemburgo: ‘Foi o processo mais feio que já vivi. Fritura mesmo'


Confira a íntegra da entrevista coletiva de Luxemburgo

A coletiva aconteceu no Salão Imperial do Windsor, exatamente o mesmo local onde, no ano passado, às gargalhadas, concedeu entrevista depois da conquista do Campeonato Carioca de forma invicta. Uma curiosidade: o time B do Flamengo está concentrado no mesmo hotel para o jogo diante do Olaria. Alguns funcionários do clube repetiam como um mantra: “Nunca vi uma fase assim”.

Confira tópicos da entrevista:

Casos de indisciplina
 - A reciclagem fez muito bem para mim. Da maneira como eu agia anteriormente, até um pouco intempestivo, mudei, fui mais tolerante. Ano passado eu fui bem tranquilo e, às vezes, fechando os olhos para algum comportamento inadequado profissional, porque o Flamengo tinha que alcançar seu objetivo, que era ir para a Libertadores. Preferi mudar, aceitar e tentar me aproximar e conviver com aquilo. Em função dos dois jogos mais importantes para a etapa de trabalho nossa, preferi puxar o freio de mão. Mas eu falei: sou profissional de futebol, tenho que me focar nesses dois jogos. E foi o que eu fiz. Eu tinha a obrigação de colocar o Flamengo na Libertadores. E completamos esse objetivo agora. Eu não desviei o caminho. Faltou pulso em determinadas situações. Mas eu entendo. Na nossa conversa, ontem, senti a Patricia (Amorim) muito sozinha. Achei ela muito vulnerável, ela está muito só. A minha saída não pode ser por uma coisa normal do futebol. Desgaste tem todos os dias.

Quebra de hierarquia
- Comuniquei que seria difícil eu conviver com as coisas que aconteceram no ano passado. Falei: tenho que mudar para esse ano. Eu mudei, comecei a colocar as coisas em seu lugar. Se a diretoria não mudou, não é problema meu. Se prefere jogar os problemas para debaixo do tapete, tudo bem. Eu fiz isso e venci. Eu sou pago para comandar. Mas por onde passei, conquistei títulos, mesmo tendo desgaste.

Avaliação do trabalho
vanderlei luxemburgo coletiva (Foto: Janir Júnior / Globoesporte.com)
- Meu resultado vem com o projeto. Para o projeto que fui contratado, o resultado foi excelente. Eu conversei com eles que faria a gestão do futebol e que arriscaria a minha carreira, porque o Flamengo estava na zona de rebaixamento. E o profissional do meu nível, não é legal assumir um clube faltando dez rodadas para acabar um campeonato e o seu time podendo ir para a Segunda Divisão. Aceitei correr o risco. Quem acompanhou meu tempo no Flamengo viu como eu lutei para manter o time treinando no Ninho do Urubu. Disso eu me orgulho, me traz satisfação. E conseguimos levar o Flamengo para a Libertadores. Isso me deixou satisfeito. Estou triste por sair, acho que poderia acrescentar muita coisa. Mas satisfeito de entender que o projeto para o qual fui convidado eu consegui cumprir. Completei as etapas. Saio com dever cumprido.

Processo de fritura
- Eu já sabia que eu ia sair do Flamengo porque a notícia que saiu há um mês. Falaram que se terminasse os dois jogos, eu não seria mais o técnico e simplesmente confirmou. O jornalista que colocou essa informação sabia disso, não colocou isso porque o cara quis colocar. Ele tinha informação de que aquilo iria existir. Só que, para completar a minha etapa de trabalho, terminar com dignidade, eu tinha que terminar direito, conseguir a classificação para a Libertadores. Poucas vezes, dentro de tanto tempo de futebol, vi um desgaste tão grande e uma fritura tão grande como a que fizeram comigo, vazando informações para jornalistas, precisas, para que fosse se avolumando, e chegasse ao desgaste que chegou. Foi o processo mais feio que já vivi. Fritura mesmo.

Crise com Ronaldinho
- Eu não tenho que almoçar com jogador de futebol, ter relação fora do futebol. E, ano passado, foram ditas algumas coisas que não são cabíveis dentro do futebol. Não quero o Ronaldinho para casar com a minha filha, quero o Ronaldinho para jogar futebol e cumprir com seus compromissos. A regalia que um atleta de alto nível tem que ter é o salário que ele ganha. O clube é soberano. Não pode ficar refém de jogador, dirigente, técnico, da presidente, de ninguém. O clube é sempre soberano nesse processo. Tem que perguntar para Patricia (se o clube é refém de Ronaldinho).

Relação com jogadores
- Não tem desgaste com jogador. Agora, quem dirige tem que dar autonomia e autoridade para o comando. Quando você tem esse direito, as coisas caminham. E todas as vezes que tive esse direito, as coisas caminharam e muito bem. Não há desgaste, o que tem é um processo natural do futebol.

Semelhanças com 1995 e comparação com Zico e Marcos Braz
- Relacionar um fato ao outro é complicado. Pessoas diferentes, momentos diferentes do clube. Eu me sinto satisfeito de ter voltado ao Flamengo e ter feito esse trabalho. Uma pena isso ter acontecido. Eu nunca escondi que sou flamenguista. Se eu trabalhar amanhã no Fluminense, Botafogo ou Vasco, vou querer ganhar do Flamengo. Mas não posso negar que sou Flamengo, eu ia de bandeira para o estádio quando criança. Mas aconteceu comigo o que aconteceu com o Zico, um dos mais ilustres jogadores do futebol brasileiro. Aconteceu um desgaste caminhando. E nós somos rubro-negros, pessoas que querem o bem do Flamengo. Até com Marcos Braz, que não jogou no Flamengo, aconteceu a mesma coisa. Esse processo todo. O Flamengo não poderia desgastar tantos rubro-negros ilustres como está desgastando. Se tiver que voltar, vou voltar. Talvez não como técnico. Não queria mesmo voltar como técnico, achava que poderia acontecer isso. Voltei pelo projeto que a Patricia apresentou, mas ela interrompeu. Voltaria, mas não como técnico.
(Nota: em 1995, Luxa foi demitido por bater de frente com Romário)

Vitória da indisciplina?
- Não. Acho uma coisa natural no futebol. Eu saio do Flamengo com a cabeça erguida e com dever cumprido. Dirigente é que tem de saber se vale a pena continuar colocando coisa debaixo do tapete. Mas meu problema está resolvido, resolvi todos eles. O Flamengo alcançou seus objetivos. Se o técnico vive em função de resultado, como foi falado, é excelente. Conquistei todas as nossas metas.
 
Decisão só da Patricia?
- Ela com certeza deixou de ter autoridade de presidente. Vi isso no olho no olho, conversando com ela. (Fui) totalmente desrespeitado, sim. Faltou respeito, as coisas foram direcionadas todas para mim.

Multa rescisória
 - Não tem multa. Eu não tenho multa. O pessoal falou disso, mas eu tenho um contrato de trabalho, que a lei determina algumas regras. Eu não tenho multa, ah, tem que pagar R$ 15 milhões, R$ 20 milhões se mandar embora. O Flamengo mandou embora, tinha um contrato e só. Tem que pagar pelo prazo que eu tinha para cumprir (até dezembro de 2012).

Luxemburgo na coletiva do Flamengo de despedida (Foto: Janir Junior / GLOBOESPORTE.COM)Luxemburgo na coletiva de despedida
- O profissional de alto nível, quando tem um problema, ele não vai ficar calado. Sempre foi assim. Se a presidente do clube fala alguma coisa, ela tem que saber que está lidando com Luxemburgo, com Felipão, com Mano Menezes. Ela deveria estar preparada para saber que quando o Luxemburgo fala, tem eco, e eco volta.

Mudança de função
- Continuo como técnico, sim. Mas a reciclagem é interessante falar porque você pega o Vanderlei antes de chegar ao Flamengo e o Vanderlei no Flamengo. O tratamento com a imprensa. A gente sabe que a notícia procede, mas às vezes você tem que ser grosso, fugir do assunto quando não interessa. Eu queria que vocês entendessem que não é algo pessoal, e sim uma defesa profissional. Há um tempo atrás, se acontecesse 10% do que aconteceu aqui, eu tinha chutado o balde muito antes. Com certeza. E voltar ao Flamengo eu volto. Um dia, se for para ajudar ao clube e a um companheiro, volto com certeza. O Luxemburgo tá desgastado? Se quatro pessoas saem de uma comissão técnica, não é desgaste de um profissional só.
(Nota: O gerente de futebol Isaías Tinoco, o preparador físico Antônio Mello e o auxiliar Júnior Lopes foram demitidos)

Embates com Michel Levy

Luxemburgo na coletiva do Flamengo de despedida (Foto: Janir Junior / GLOBOESPORTE.COM)Luxemburgo deu entrevista no hotel que serve de concentração para o Flamengo (Foto: Janir Junior / GLOBOESPORTE.COM)
 
- Cada pessoa escolhe os seus pares. Quem escolheu a diretoria da Patricia foi a Patricia. Ele hoje é um homem-chave na adminstração. As declarações dele, até o off, trouxeram muito prejuízo para o trabalho. Foi onde começou os problemas de Londrina. A última dele foi chamar os jogadores de marqueteriros, que o Alex Silva estava bichado. Ali começou o desconforto muito grande. Vou falar algo que não falei na época, tinha acontecido no ano passado, aí vem minha reciclagem. Ano passado, só confidenciando, os jogadores queriam fazer uma greve. Falei: estão loucos? Briguem, busquem o seu direito, os dirigentes de futebol têm que estar preparados para uma cobrança pública de um atleta. Ele está com o salário atrasado? Então pode cobrar. E o dirigente que não paga, que não cumpre seu compromisso, tem que estar preparado. Esse ano, em Londrina, quando os jogadores não queriam treinar enquanto alguém não fosse conversar (sobre atrasados), o próprio Levy. Falei: estão loucos? Temos dois jogos importantes aqui. Eu participei o tempo todo, evitando até confrontos maiores. Isso é muito pequeno. Quando firmei meu contrato em outubro de 2010, e a Patricia cumpriu parte disso, e está fazendo força, até o próprio Michel, disse que salário atrasado era uma das coisas que trazem problema. Atleta de futebol é profissional como qualquer outro. Está sem receber, tem que jogar e não pode reivindicar?

Ação de Deivid na Justiça
- Não vaiem o Deivid, não façam isso porque ele não é mercenário. Eu peço para a torcida. Ele não está recebendo há dois anos e está jogando. Falaram para ele que não recebe porque foi contratado pelo Zico. O Michel Levy disse isso. Ele está se doando, correndo atrás. Esse cara é um profissional, não é um mercenário. Se fosse, não estaria jogando.

Caminho do Flamengo
- Está no caminho certo. Mesmo sendo demitido do Flamengo, em um ano e pouco com a Patrica, o Levy, o Veloso, com a diretoria, nós avançamos bastante. O Flamengo poderia ter aproveitado mais o grande momento do futebol brasileiro, de investimento, Copa, Olimpíadas, dinheiro chegando. O Flamengo está no caminho certo. Conseguimos com a diretoria avançar. E acho que não tem jeito de o Flamengo voltar para a Gávea para treinar. Vejo sim, uma vez por mês, voltar à Gávea para o torcedor ver seu time lá, o sócio, os conselheiros. Mas voltar como local de trabalho, seria um retrocesso muito grande. Todo o processo está crescente no Flamengo hoje.

Luxemburgo na coletiva do Flamengo de despedida (Foto: Fabio Rossi / Ag. O Globo) 
Luxemburgo na coletiva de despedida  do Flamengo (Foto: Fabio Rossi / Ag. O Globo)


Patricia: caso 'Sherlock Luxa' ganhou dimensão maior do que deveria


patricia amorim  flamengo coletiva (Foto: Jorge William/Globo)
Durante a pré-temporada em Londrina, depois de esbarrar com Ronaldinho Gaúcho em um horário inadequado e fora do andar destinado aos jogadores no hotel que serviu de concentração para a delegação, Vanderlei Luxemburgo não teve dúvidas: o jogador estava com uma mulher. Luxa, então, reuniu provas com as imagens do circuito interno do hotel. Apesar dos claros indícios da indisciplina, nenhuma das cenas registrou o camisa 10 ao lado da companhia feminina. O treinador cobrou uma medida enérgica da diretoria e queria o desligamento do jogador da delegação, mas viu seu pedido esvaziado. E Patricia Amorim confirmou que acreditou na versão apresentada pelo vice-presidente jurídico do Rubro-Negro, Rafael de Piro, e minimizou o episódio.

- No momento em que isso aconteceu, nosso vice jurídico, o Rafael de Piro, foi para Londrina. Ele é advogado criminalísta. Ele analisou a tal da fita, ouviu as partes e viu que cabia uma advertência. É lógico que confio no parecer do nosso vice jurídico, a gente tomou a medida que tinha que ser tomada. Lógico que não agradou muito. Mas quando uma relação profissional tem desgaste (no caso, entre Luxa e Ronaldinho), qualquer coisa pequena fica muito grande, não dá para explicar, só dá para sentir - explicou Patricia Amorim durante a entrevista coletiva concedida nesta quinta-feira, quando foi feito o anúncio oficial da demissão de Vanderlei.

A falta de uma medida mais enérgica irritou Vanderlei Luxemburgo. Na ocasião, o GLOBOESPORTE.COM apurou que o vídeo tem momentos que comprometem o jogador. Uma mulher loira e magra, chamada Bruna, faz o check in no hotel durante a manhã e se dirige a um dos quartos do 14º andar - a delegação estava no sexto e sétimo andares. No início da madrugada, R10, com uma garrafa de bebida em uma das mãos, entra no mesmo quarto em que está a mulher. Ele reaparece no corredor na manhã seguinte e entra no elevador. Bruna desce e toma café normalmente com outros hóspedes.

Na ocasião, depois de analisar as imagens, De Piro afirmou:

- Fui a Londrina resolver esse assunto a pedido da Patricia Amorim e avaliamos as imagens. Ele circulava em horário impróprio dentro da concentração, mas as imagens não o mostram acompanhado por ninguém. Ele foi advertido e tratamos o assunto internamente. Ele deu uma satisfação.

Luxemburgo solicitou respaldo da diretoria e, em vez de apoiá-lo, o diretor de futebol Luis Augusto Veloso conversou com Ronaldinho e disse:

- Estamos com você.

Segundo o treinador, o diretor colocava a presidente Patricia Amorim contra ele.


Ligação de Patricia faz R10 decretar saída de Luxa : ‘Já era, já foi’


Saída do Engenhão no início da madrugada de quinta-feira. Ronaldinho, sem cerimônia, passa por um funcionário e decreta o fim da era Vanderlei Luxemburgo no Flamengo.

- Já era, já foi. Foi bater de frente com a gente e caiu - disse o camisa 10.

O capitão rubro-negro sabia antes da vitória por 2 a 0 sobre Real Potosí que a guerra fria com o treinador terminaria após a partida. E recebeu sinais sonoros e claros de que venceria. Enquanto estava concentrado no hotel Windsor, ele atendeu a três ligações de Patricia Amorim durante a tarde. Em todas, a presidente ratificou que o jogador poderia ficar tranquilo porque Luxa sairia e Joel Santana o substituiria. R10 também deu um sinal, só que com música. Ao deixar a concentração, carregava sua inseparável caixa de som. No ônibus, além de samba e funk, seus ritmos preferidos, ele dedicou uma canção especial do cantor Belo a Luxa. O tema: adeus.

patricia amorim  flamengo coletiva (Foto: Jorge William/Globo) 
Patricia Amorim concede entrevista. Ela chorou ao falar com Luxa (Foto: Jorge William/Globo)

Mais cedo, a presidente foi à concentração levar ingressos para a partida. Não encontrou Ronaldinho, mas deu o mesmo recado a outro líder do grupo.

- Não posso afirmar que todos os jogadores sabiam que o Luxemburgo seria demitido após o jogo, mas grande parte recebeu a notícia na concentração e festejou. Os jogadores ficaram empolgados. A tática da diretoria deu certo - disse uma pessoa que estava no hotel do Flamengo.

Na concentração, a informação da troca de treinador estava disseminada. O próprio Vanderlei Luxemburgo sabia e chegou a comentar com um assessor:

vanderlei luxemburgo chega pra ser demitido flamengo (Foto: Janir Junior/Globoesporte.com)Com roupa de treino, Luxa chega à Gávea para ser demitido 

- Acho que vão me tirar. Mas ela vai ter que ter aquilo roxo... E ela não tem.

No trajeto entre o hotel e o Engenhão, a presidente foi informada por telefone que a informação fora publicada no GLOBOESPORTE.COM. E temeu que a emenda complicasse o soneto. A solução emergencial foi desmentir a demissão - mesmo sabendo que a situação do treinador era insustentável. Em entrevista à Rádio Tupi, a dirigente foi enfática:

- Quero desmentir oficialmente essa informação. Nosso técnico é o Vanderlei Luxembrugo. É ano eleitoral no Flamengo e querem desestabilizar a gente antes de um jogo decisivo - disse.

Após o jogo, ainda no estádio, eufórica pela vitória, Patricia celebrava:

- Tentaram me derrubar, mas não conseguiram. Mengo, Mengo, Mengo!

A ênfase de Patricia garantindo a permanência de Luxemburgo soou exagerada para outros membros da diretoria - que já sabiam do acerto com Joel Santana. Luxa contra-atacou de modo sutil: deu uma entrevista política - sem se comprometer nem criticar ninguém, deixando o ônus da demissão para o Flamengo. O objetivo do treinador era esperar a demissão e embolsar a multa rescisória de R$ 4 milhões. Os dirigentes foram dormir aliviados com a vitória - e a classificação para a fase de grupos da Libertadores - mas com um grande pepino a descascar. Como demitir o treinador depois da entrevista de Patricia?

Depois que saiu do Engenhão, Luxemburgo jantou com integrantes da comissão técnica até 6h no restaurante Fratelli, na Barra da Tijuca. Ele avisou que seguiria o planejamento normal de trabalho, mas sabia que a demissão viria.

- Em 50 anos de futebol nunca vi isso. Sei que tudo o que publicaram é verdade, mas não vou fazer nada. Vou esperar eles se posicionarem - confidenciou.

Os jogadores acordaram despreocupados. Ronaldinho foi à praia na Barra da Tijuca, onde foi observado por repórteres do EGO se divertindo ao lado de uma morena. Comentou brincando que "só iria treinar quando o Luxemburgo fosse demitido". O pepino estava nas mãos de Patricia e de seus principais auxiliares: o vice de finanças, Michel Levy; o vice-geral, Hélio Ferraz, e o até então diretor de futebol, Luiz Augusto Veloso. Numa reunião na casa de Ferraz, em Ipanema, Zona Sul do Rio, a sina de Luxa foi confirmada. O Flamengo arcaria com a multa do treinador e o futebol seria inteiramente reformulado, como havia sido planejado.

À tarde, Luxemburgo seguiu para o Ninho do Urubu, onde havia treino marcado para 16h30m. Chegou às 15h55m no CT rubro-negro. Às 16h20m recebeu um telefonema, entrou no carro e rumou na direção da Gávea ainda com uniforme de treino. Ao chegar na sede do clube na Zona Sul do Rio, o treinador foi recebido pela presidente, com quem ficou a sós por alguns minutos. Na conversa, Patricia agradeceu a Luxa... e se emocionou, chorando.
A seguir, entraram Michel Levy e Hélio Ferraz. Levy disse:

- Vanderlei, é preciso entender que o Flamengo é grande. Tem várias correntes.

O treinador respondeu:

- Um clube grande tem que ser comandado por gente grande, que tome decisões grandes.

A seguir, ele se disse desapontado e deixou a sala. Uniformizado, deixou a sede do clube pela última vez como técnico em 2012. Entre os dirigentes que ficaram se ouviu uma frase:

- Enfim, saiu o empresário.

O enredo da demissão

Em rota de colisão com Ronaldinho, o treinador perdeu a queda de braço. A relação era amistosa até metade do ano passado. Porém, os excessos noturnos do astro incomodaram o treinador. Ele fez queixas seguidas à presidente, mas não obteve respaldo. A situação piorou e ficou insustentável no início de 2012.

Logo nos primeiros dois treinos do ano, R10 alegou insônia e ficou dormindo no vestiário. Vanderlei mandou e-mails para Patricia e relatou a situação. Pouco depois, em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM, a mandatária disse que esses problemas teriam de ser resolvidos no departamento de futebol. Em Londrina, Ronaldinho levou uma mulher para a concentração. As indisciplinas deixaram o treinador irado. Na outra ponta, o irmão e agente do capitão rubro-negro, Assis, dizia ter recebido sinais de que Luxemburgo cairia após os confrontos contra o Potosí

Luxemburgo e Ronaldinho Gaúcho no treino do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)Foto entre Luxa e R10 foi ideia de Isaías e não agradou Patricia

O problema com Ronaldinho não foi o único. A relação com o vice de finanças Michel Levy também foi problemática. Os dois sempre discordaram quando o assunto era reforços. Luxa pediu, por exemplo, André, Wesley e Bolívar. Levy preferiu Kleber, Vagner Love e Marcos González. Ambos trocaram indiretas publicamente em diversas ocasiões O último a se desentender com Luxemburgo foi o diretor de futebol, Luiz Augusto Veloso. A forma pouco atuante dele no cargo iniciou o desgaste. Ao se unir a Patricia e Ronaldinho, o dirigente ganhou a antipatia de Luxa.

A saída de Isaías Tinoco chega a ser surpreendente. O dirigente estava no cargo desde 2005 e resistiu a diversas crises e mudanças profundas no departamento. No entanto, a forte aliança com Luxemburgo o desgastou com a diretoria. Para os dirigentes, ele foi o autor intelectual da foto posada de Ronaldinho e Vanderlei na Bolívia - com a ideia de esvaziar a crise entre ambos. Em vez de fazer isso, acabou irritando a presidente e decretando sua própria demissão.