Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 25 de fevereiro de 2012

São José quebra tabu, vence o Flamengo e assume a vice-liderança


Na véspera da partida, o técnico Régis Marrelli admitia que o jogo de São José não encaixava contra o Flamengo. O retrospecto não deixava negar. Nas dez vezes em que estiveram frente a frente na história do Novo Basquete Brasil, seu time perdeu todas. Mas ele esperava que a quebra do tabu acontecesse neste sábado, no Tijuca. Estava certo. A primeira vitória finalmente veio. Não sozinha. Com o resultado, a equipe paulista roubou a vice-liderança de Marcelinho & Cia: 85 a 79 (36 a 29).


A rodada:

Paulistano 78 x 55 Vila Velha
Tijuca 91 x 89 Joinville
Araraquara 81 x 83 Minas
Uberlândia 96 x 80 Bauru
Flamengo 79 x 85 São José
Limeira 77 x 83 Brasília



Em portunhol, González diz que está ambientado e ansioso para a estreia


Marcos Gonzalez coletiva Flamengo (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)
Convocado para a seleção chilena que disputará um amistoso com Gana, nos Estados Unidos, Marcos González terá que adiar sua estreia pelo Flamengo. Fora do jogo contra o Boavista, quarta-feira, em Macaé, o zagueiro deve vestir a camisa rubro-negra pela primeira vez no domingo, diante do Duque de Caxias, na segunda rodada da Taça Rio.

Solícito, porém com frases curtas e carregadas no portunhol, González, que nasceu no Rio, mas com dois anos foi para o Chile e se naturalizou, comentou a proximidade de sua estreia.

- Sempre tem um pouco de ansiedade. Estou ambientado com meus companheiros do Flamengo. São boas pessoas e me tratam bem - disse González.

Aos 31 anos, o jogador ainda não está em sua plena forma física, mas já foi liberado para fazer sua estreia. Na quinta-feira, ele atuou 60 minutos no jogo-treino com o Bonsucesso, quando orientou seus companheiros, demonstrou bom posicionamento, mas sentiu um pouco a falta de velocidade nas disputas de bola.

Questionado sobre a provável titularidade, González calçou as chuteiras da humildade:

- Creio que todos nós temos as mesmas chances de jogar, tenho que pensar no bem da equipe.



Léo Moura melhora e espera jogar na quarta-feira



Melhorando das dores no joelho direito, Leonardo Moura espera estar em campo na estreia do Flamengo na Taça Rio, na próxima quarta-feira, contra o Boavista. O lateral-direito treinará na segunda-feira para ver se terá condições de jogar dois dias depois.

- É difícil de falar. Esse ano eu venho em uma crescente. A torcida fica um pouco preocupada porque isso aconteceu. O Galhardo está voltando de cirurgia. É um jogador que vai crescer, mas não quero ficar fora. Quero aproveitar o momento. Quero me manter ali. Gosto sempre de jogar. A torcida pode ficar mais tranquila porque já passou. Eu quero voltar na quarta-feira. Não quero perder esse momento - afirmou.

Léo Moura não pode afimar que estará em campo na quarta, mas se mostra muito otimista com as possibilidades.

- Estou percebendo que a recuperação está sendo mais rápida. O local que é chato. Estou confiante que quarta-feira vai dar tudo certo - disse.

Coincidentemente, o lateral-direito rubro-negro passou por um problema parecido na mesma época no ano passado. Na semifinal da Taça Guanabara em 2011, Léo Moura levou uma pancada e precisou abandonar a partida.

- Ano passado foi numa semifinal. Também não pude jogar a final. Não tem nada a ver com a contusão do ano passado. As dores diminuíram. Estou fazendo um trabalho na academia. Segunda-feira vamos para o campo para ver se vamos entrar 100% - prometeu.



Joel expõe o ‘piu-piu’ de Negueba e cobra tesão de Muralha


Negueba treino Flamengo (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)
Sem Ronaldinho Gaúcho, liberado do treino deste sábado, Joel Santana dividiu o time em dois grupos. Enquanto comandava um treino tático, o treinador gritou muito e demonstrou inspiração para cobrar os jogadores.

Depois de Negueba errar um lance fácil e perder a bola, Joel soltou:

- Tá de meia soquete, é?! Vai à praia?!.

O atacante, que virou xodó do treinador e teve oportunidade nos cinco jogos sob o comando de Joel, se justificou.

- Poxa, professor, doeu aqui – disse o jogador, levando a mão à virilha.

E Joel rebateu:

- Ah, é?! No piu-piu, é?!

Sem Ronaldinho, Willians e Léo Moura, machucado, Joel dividiu o time em grupo de oito jogadores, mas com o seguinte desenho: Felipe, Galhardo, Welinton, David Braz e Junior Cesar; Airton, Muralha, Renato e Bottinelli (Camacho); Vagner Love e Deivid.

- Está sem tesão, Muralha?! – gritou Joel.

Primeiro, o técnico exigiu muito do setor defensivo, com redução de espaços e marcação sob pressão. Depois, trabalhou a parte ofensiva.


Willians alega indisposição gástrica para não treinar

Depois de alguns atrasos na temporada passada em treinos nas manhãs de sábado, Willians apresentou novo problema. O jogador chegou ao Ninho e disse não estar se sentindo bem. O diagnóstico: indisposição gástrica. Com isso, o volante não treinou e foi substituído por Muralha.

Mais um seguidor do Ronaldinho, ''o  vagabundo''





Ronaldinho é liberado e ganha a manhã de sábado de folga no Flamengo

Ronaldinho Gaúcho ganhou a manhã de sábado de folga e não teve que se preocupar em acordar cedo. O jogador foi liberado pelo departamento de futebol da atividade. Pela programação inicial, o camisa 10 treinaria às 10h deste sábado no Ninho do Urubu e, à noite, viajaria para se juntar à Seleção Brasileira. Ronaldinho participará do amistoso diante da Bósnia, terça-feira, às 16h (de Brasíla), na Suíça.

Na sexta-feira pela manhã, ao contrário dos principais jogadores que realizaram intenso trabalho físico, Ronaldinho Gaúcho fez um leve treinamento com bola.

O preparador físico Ronaldo Torres explicou o motivo do treino de Ronaldinho, e deixou claro que não adianta mais esperar do camisa 10 o auge da forma física.

- Não posso fazer isso com o Ronaldo quando ele vai fazer um jogo na terça-feira pela Seleção Brasileira. Ia entrar cheio de dores musculares - explicou Ronaldo Torres, que comentou sobre a forma física do camisa 10:

- Com a idade, a potência que ele tem agora não é a mesma de antes. Mesmo assim, pode melhorar. Assim como outros, o Ronaldo precisa desenvolver fibras musculares de potência

Por conta do amistoso da Seleção, Ronaldinho Gaúcho está fora da estreia na Taça Rio, contra o Boavista, na quarta-feira. A tendência é que ele se reintegre ao elenco na quinta-feira. O grupo viajará na terça-feira e ficará no Norte Fluminense até domingo, dia da partida com o Duque de Caxias.


Vice de futebol ganha autonomia de Patricia: ‘Não se mete no trabalho’



Faz pouco mais de 20 dias que Paulo César Coutinho recebeu e aceitou o convite da presidente Patricia Amorim para ser o vice de futebol do Flamengo. Desde então, a rotina do gestor de um fundo de investimentos mudou. Viagens, reuniões, problemas e mais problemas para resolver. A primeira medida: remontar o departamento de futebol.

- É um processo que ainda está em curso. Estou sentindo saudade da minha família – disse, pouco antes de deixar o Ninho do Urubu depois de acompanhar o primeiro dia de trabalho do novo gerente de futebol rubro-negro, Jairo dos Santos.

Paulo Cesar Coutinho, vice-presidente de futebol do Flamengo (Foto: Janir Junior / GLOBOESPORTE.COM) 
Paulo César Coutinho, vice-presidente de futebol do Flamengo (Foto: Janir Junior / GLOBOESPORTE.COM)

Segundo ele, a contratação de reforços está suspensa. Pelo menos por enquanto.

- Agora não adianta muito, não temos como inscrever. Mas estamos atentos ao mercado.

Patricia Amorim acumulava a função desde saída de Vinícius França, no segundo semestre de 2010. Com as demissões de Luiz Augusto Veloso, Isaías Tinoco e do técnico Vanderlei Luxemburgo, decidiu achar um novo dono para a pasta. Ela pretende reduzir os problemas e achar soluções com mais agilidade.

- A Patricia não se mete no meu trabalho. Me dá total autonomia. Ela já tem muitos problemas para resolver. Agradeço pela confiança. Todos os dias me reporto a ela para que tenha ciência do que está acontecendo. É a minha função. Ela diz: “Confio em você”. Às vezes, peço opinião dela. Ela vem aqui para trocar ideias, incentivar.

Um dos pepinos que precisa descascar tem nome: Alex Silva. O zagueiro está afastado do grupo desde o dia 16 de janeiro, quando decidiu não viajar à Bolívia. O jogador alegou direitos de imagem atrasados e move uma ação na Justiça contra o clube. Já esteve muito perto de um acerto com o Santos, mas não houve acordo. Ele deixou de treinar e está em Amparo, no interior de São Paulo.
 
- O Joel não tem interesse no Alex Silva. A situação ainda está indefinida, está difícil resolver. Li que ele disse que não quer mais voltar, então está sendo descontado por cada falta. Houve uma proposta do futebol chinês, mas ele não quis sair do Brasil. Às vezes, diz que quer ir para o Santos, mas também diz que quer ficar no Flamengo. Não houve acordo com os representantes dele. Uma reintegração é muito complicada. Não era a hora de fazer o que ele fez. O grupo ficou chateado com ele. A não ser que os jogadores aceitem ele de volta, mas neste momento acho difícil.

Coutinho também diz que tem acompanhado de perto o trabalho de Joel Santana. O técnico está há duas semanas no cargo e já disputou cinco jogos (três vitórias, um empate e uma derrota). Por enquanto, o treinador tem deixado de lado garotos como Thomás e Muralha, titulares em alguns momentos com Vanderlei Luxemburgo. O dirigente, por enquanto, entende.

- Estou dando um tempo para o Joel. Não me meto em escalação. Isso é assunto do treinador. Não tiro a razão dele (de querer observar os garotos), ele chegou há pouco tempo, pegou o bonde andando, mas acredito muito na evolução do time. Acho que já melhorou. Mas tem aquela coisa. Craque o Flamengo faz em casa e temos muitos talentos na base. As coisas vão se ajeitando.

Apesar da eliminação na semifinal da Taça Guanabara, o vice de futebol faz uma análise positiva dos cinco primeiros jogos da equipe com Joel.

- Fiquei feliz pela atuação do time contra o Vasco. Foi uma das melhores, mas ocorreu uma fatalidade. O Deivid perdeu aquele gol, mas recebeu todo o nosso apoio. Não foi o herói, mas daqui a pouco pode decidir. Todo mundo falou que o Felipe falhou, mas ele já ajudou o Flamengo em muitos jogos.



Flamengo estabelece R$ 3 milhões por patrocínio de meião e shorts



O Flamengo estabeleceu em R$ 3 milhões líquidos o valor de patrocínio para meião e shorts do uniforme. Hoje, cinco agências trabalham com o clube na captação de parceiros, mas até agora não tiveram retorno nem para esta propriedade nem para o patrocínio master, que o Fla coloca como piso de R$ 20 milhões.

Aírton não deve ser comprado pelo Flamengo



Flamengo x Olaria - Campeonato Carioca - Pedrinho e Aírton (Foto: Alexandre Loureiro)O acerto do Flamengo com Victor Cáceres, do Libertad (PAR), reforça o indício de que Aírton não deverá continuar no Flamengo. O volante está emprestado pelo Benfica (POR) até o meio do ano.

A prioridade é do Rubro-Negro para adquirir os direitos econômicos do volante estipulados em cinco milhões de euros (R$ 11,5 milhões), segundo o LNET! apurou.

Só pelo empréstimo por uma temporada, o Fla já desembolsou 500 mil euros (R$ 1,1 milhão). O clube, por ora, não manifestou se irá exercer o direito de compra.

Tido com uma das grandes contratações do clube para o segundo semestre do ano passado, Aírton não conseguiu uma sequência com boas atuações. Foram apenas 20 jogos e uma expulsão.

O jogador terminou a temporada em baixa e foi preterido por Vanderlei Luxemburgo que passou a dar mais oportunidades a Muralha.

Ele voltou a ganhar chances após a chegada de Joel Santana. Aírton tem formado a base do meio de campo do time de Papai Joel com Willians e Renato.


Maluco Beleza, Felipe não quer filhos goleiros e mostra amadurecimento



Ao acertar com o Flamengo no fim de 2010, depois do episódio de Bruno, Felipe teve que vencer desconfianças e assinou contrato de risco por uma temporada. Aos 28 anos, o goleiro, que colecionava alguns episódios polêmicos fora das quatro linhas, teve postura exemplar e ganhou a confiança da torcida. O camisa 1 renovou por mais quatro temporadas, admite que tem que ser um pouco maluco para ser goleiro, torce para que os dois filhos, Yan e Yago, desistam da ideia de seguir a mesma posição do pai e demonstra personalidade para admitir falhas e revelar a fome por título. É a versão maluco beleza de Felipe.

- É uma posição diferente, solitária, único jogador que pode pegar com a mão, se veste diferente. Para ser goleiro tem que ser um pouco maluco sim ou ser muito ruim na linha. Não é o meu caso, sempre faço meus golzinhos quando jogo na linha. Sempre tive vontade de fazer uma coisa diferente. Mas ser goleiro é uma responsabilidade a mais, não pode errar. Eu gosto, mas não quero que meus filhos sejam goleiros. Eles já estão querendo ser, mas espero que não sejam. Já basta o pai. Não quero sofrer vendo eles jogando. Mas é legal quando você faz uma boa defesa, pega um pênalti, o reconhecimento de todo mundo - afirmou Felipe, com a frase que virou bordão no meio futebolístico - Não cresce grama onde o goleiro pisa.

Felipe Flamengo (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com) 
Felipe faz sinal de positivo no Ninho do Urubu (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)
 
Quando chegou ao Flamengo, onde Felipe pisava não nascia grama e também parecia um terreno minado. Com fama de jogador-problema, ele teve que vencer desconfianças. Em 2011, não teve um único ato de indisciplina. Só cometeu um equívoco. Na véspera do jogo contra o Cruzeiro, na reta final do Brasileirão, tomou um remédio para dor de cabeça sem consultar o departamento médico, não informou ao clube, e foi vetado no vestiário do Engenhão. O episódio deixou o então técnico Vanderlei Luxemburgo muito irritado, mas o jogador não foi punido.

- Em 2011, foi um ano de provação. Cheguei sob muitas dúvidas e críticas. Diziam que o Flamengo estava trazendo outro problema, que não precisava. Não criei problema, fiz o meu papel, que era ajudar o Flamengo. Erros aconteceram, é normal. Muitos falaram que como eu tinha contrato de risco, eu me segurei, que não criei problema para poder ficar. E que agora, com contrato longo, vou voltar a criar problema. Não quero isso. Quero um 2012 melhor do que 2011, almejo chegar à Seleção, ganhar um Brasileiro que nunca conquistei - disse o camisa 1.

Felipe admite a falha no primeiro gol do Vasco, na semifinal de quarta-feira. No lance, Juninho Pernambucano chutou de longe, a bola quicou, o goleiro deu rebote e Alecsandro fez o gol. O jogador rubro-negro chegou a pedir desculpas para seus companheiros. No segundo gol vascaíno, porém, Felipe se defende:

- O primeiro gol foi falha. Apesar de o Juninho bater muito bem na bola, acho que a primeira coisa que o goleiro aprende na base é não rebater para frente. A bola quicou, eu tentei colocar para o lado, mas ela foi para frente. Assumo minha culpa, já pedi desculpa para os meus companheiros. Você vê o time na frente, correndo, lutando e, por um erro individual, acabamos sofrendo um gol. Mas o segundo não tinha o que fazer. O cara (Fagner) cabeceou dentro da pequena área, defendi por puro reflexo, foi muito rápido. Mas não tenho que dar resposta, tenho que continuar com meu trabalho. Não vou estragar meu ano por causa de um jogo. Fico chateado, mas até agora vinha com ótimos jogos. Falhas acontecem, mas o segundo turno já está aí.

Mais do que uma falha, a derrota do vasco foi sentida por Felipe, que estava desacostumado a perder para o rival.

- O Flamengo já estava até desacostumado a perder. Há um bom tempo que não perdíamos um clássico, principalmente para o vasco. No ano passado, tivemos um início muito bom, ganhamos o Carioca de forma invicta. Depois, conseguimos a vaga na Libertadores na última rodada, mas o ano não foi tão bom quanto esperávamos, pois queríamos ganhar o Brasileiro. Quem sabe esse ano, começando diferente do que projetávamos, não vamos ter um ano diferente, conquistando a Libertadores, o Brasileiro e o Carioca? - completou.


sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Patrícia Amorim ''a ruim''

Você é retardada mental, escrota, maldita, desgraçada e vascaína.  
Esse maldito do Deivid ganha 400mil/mês. Perde gols incríveis, vai para o carnaval  pula e bebe os 4 dias junto com o Ronaldinho '' o  vagabundo'' e o Love.  
Ele e os outos dois andaram em campo contra o vasco. Logo,  Flamengo eliminado,  fora da final,  e um prejuízo financeiro enorme. 
O maldito entra na justiça contra o Flamengo, cobrando R$ 6,46 milhões. Porém, você alega que o valor da dívida seria algo em torno de R$ 4,75 milhões. 
Sua escrota(Patrícia), você está esquecendo que quem está sendo sacaneado é o Flamengo. 
Sua cadela escrota  você é presidente do Flamengo. Você está agindo como uma vagabunda, parecendo amante desse maldito.
Sua cadela escrota, bota esse merda junto com o Ronaldinho para fora do Flamengo e depois pede para sair.   
Sua cadela escrota, você tem noção da dívida que você está deixando no clube? 
Fora Patrícia, Deivid, Ronaldinho, Welinton...
 
 

Patricia, liga para Deivid, dá apoio e diz: ‘O Flamengo é que deve a você’

O semblante já trazia um pouco mais de leveza, com direito a um sorriso de canto de boca. Pouco antes de deixar o Ninho do Urubu depois do treino do Flamengo na manhã desta sexta-feira, Deivid encostou o carro para atender ao telefone celular. Do outro lado da linha estava a presidente do Flamengo, Patricia Amorim, que ligou para o atacante para dar apoio e transmitir confiança para o jogador por conta do gol perdido na semifinal com o vasco. A dirigente também reconheceu a dívida que o clube tem com Deivid.

- Não é você que deve ao Flamengo, mas sim o Flamengo que deve a você - disse Patricia Amorim pelo telefone.

Deivid do Flamengo fala ao telefone (Foto: Janir Junior / GLOBOESPORTE.COM)Deivid fala ao telefone com a presidente Patricia Amorim (Foto: Janir Junior / GLOBOESPORTE.COM)

Há cerca de um mês, os advogados do jogador entraram com ação na 37ª Vara Cível do Rio de Janeiro pela empresa D9 Marketing e Consultoria Desportiva LTDA, que tem Deivid como sócio. É por esta empresa que o atacante recebe o pagamento dos direitos de imagem, que significam a maior parte do salário.

No processo nº 0032741-71.2012.8.19.0001, Deivid cobra o pagamento dos direitos de imagem e uma indenização por dano moral, num débito que, segundo contas feitas pelos representantes do atleta, totalizam R$ 6,46 milhões. Porém, o clube alega que o valor da dívida seria algo em torno de R$ 4,75 milhões.

 No telefonema com Patricia Amorim, que durou cerca de cinco minutos e foi repleto de apoio por parte da presidente, o atacante repetiu seguidas vezes a palavra “obrigado”, prometeu dar a volta por cima e elogiou Patricia:

- Só cabe a mim reverter essa situação, é o que vou fazer. Você mesmo assumiu um clube com problemas, está tentando resolver e recebe muitas críticas.

Depois do jogo de quarta-feira, quando perdeu uma chance incrível de colocar o Flamengo em vantagem no placar, Deivid afirmou que recebeu diversas ligações de amigos do Santos, Cruzeiro e outros clubes. O atacante revelou que só conseguiu dormir às 8h de quinta.

Nesta sexta, um dia depois da saraivada de críticas e ironias, e de ter tomado a iniciativa de conceder entrevista coletiva, Deivid já demonstrava maior tranquilidade.

- Depois do jogo foi o pior momento, por tudo que a partida envolvia e representava. Agora, é seguir em frente, já estou um pouco mais tranquilo, as coisas passam - completou Deivid.

Felipe, sobre falhas: 'Não foi a primeira vez, nem a última'


Felipe - Flamengo (Foto: Paulo Sérgio)
Em entrevista coletiva após o treino rubro-negro da manhã desta sexta-feira, no CT Ninho do Urubu, em Vargem Grande, o goleiro Felipe falou da derrota para o vasco, do momento rubro-negro, com o técnico Joel Santana ainda buscando dar um padrão à equipe, e das falhas - dele próprio e de Deivid - que foram determinantes para a derrota do Flamengo.

Seguindo a máxima de que em tudo é possível encontrar um lado positivo, mesmo que os aspectos negativos de determinada situação prevaleçam, o arqueiro rubro-negro apontou o lado bom da derrota:

- A única coisa que se pode tirar proveito é isso, ter tempo. O nosso objetivo era estar na final, mas infelizmente não deu. Até agora o Joel não teve uma semana inteira para trabalhar. Antes, era jogo no final de semana e no meio. Mesmo não sendo muito tempo, agora ele vai poder trabalhar bastante. Esperamos entrar bem na Taça Rio.

Sobre o fato mais marcante da derrota na semifinal de quarta-feira, o gol perdido por Deivid, Felipe tratou de dividir a responsabilidade, até pela consciência das próprias falhas na partida.

- A gente sabe que não é justo culpar só o Deivid. Futebol é coletivo, não é natação ou tênis. Ele sabe onde errou e eu sei onde errei. A gente trabalha todo dia aqui pra errar o mínimo possivel. Cada um tem que assumir sua parcela de culpa. Goleiro quando erra, é gol. Infelizmente acontece. Não foi a primeira, nem vai ser a última - ponderou.

Questionado se, diante do revés, o Rubro-Negro priorizaria a Copa Santander Libertadores, o goleiro negou a possibilidade, mesmo que isso já tenha ocorrido durante a Taça Guanabara, quando um time de reservas representou o clube nas três primeiras rodadas.

- No ano passado, acabamos priorizando o Brasileiro, esquecemos a Sul-Americana e acabamos nos classificando (para a Libertadores) só na última rodada. Não adianta priorizar e não levar um nem outro. Nós queremos o Carioca! Temos condições de ganhar e também temos condições de ganhar a Libertadores. O campeonato que a gente jogar, temos condições de ganhar - afirmou.

Voltando à questão do tempo necessário para que o treinador possa formatar a equipe, Felipe citou a oportunidade que Joel teve, no jogo-treino contra o Bonsucesso, na última quinta-feira, de observar jogadores que vêm sendo pouco aproveitados:

- Ele (Joel) está conhecendo melhor o grupo agora. Ele já está vendo quem pode colocar. Ontem (quinta-feira), ele pôde ver os atletas no jogo-treino.

Um dos destaques do jogo-treino a que se referiu Felipe, foi o zagueiro chileno Marcos González, alvo de elogios e brincadeiras do goleiro.

- Ele (González) fez um belo campeonato no ano passado. Pode ser pouco conhecido aqui, mas fez um excelente trabalho na La U. Tem experiência. Eu já estou de saco cheio do Marcos porque eu vou sair do apartamento e ele é que vai entrar. Então, ele fica me cobrando pra saber quando eu vou sair - brincou, referindo-se ao apartamento em que mora e que passará a ser ocupado pelo companheiro de equipe.



Jairo dos Santos assume a gerência de futebol do Flamengo


 

Dirigentes do Flamengo.  (Foto: Richard de Souza / globoesporte.com) Com currículo em mãos, o novo gerente de futebol do Flamengo, Jairo dos Santos, chegou ao Ninho do Urubu na manhã desta sexta-feira, se apresentou aos demais funcionários e trabalhou pela primeira vez. Ao lado do vice de futebol Paulo César Coutinho e do supervisor Sérgio Helt, assistiu ao treino da equipe e fez várias anotações. Ele ocupa a função que era de Luiz Augusto Veloso.

- Ele é um cientista do futebol. Hoje mesmo já chegou, assistiu ao treino e fez anotações pertinentes. Ele vai me auxiliar, vai ser um observador, vai observar jogadores daqui e de fora e passar ao Joel (Santana). Se interessar ao Joel, analisamos o caso. É rubro-negro doente, tem muita experiência e vai nos ajudar muito – disse Coutinho, que foi quem convidou Jairo para assumir o cargo.

Jairo tem passagens pelo clube e trabalhou com o ex-técnico Cláudio Coutinho, pai de Paulo César. Foi observador técnico da Seleção Brasileira em oito Copas do Mundo e tem MBA em administração esportiva.

Sérgio Helt, até então coordenador de futebol, passa a ser supervisor e fará a função que era de Isaías Tinoco, demitido junto com o técnico Vanderlei Luxemburgo.

- Sérgio e Jairo já trabalharam juntos, se entendem muito bem. O departamento de futebol ainda está num processo de reformulação, mas já é possível notar que o ambiente está melhor. Claro que há uma hierarquia, mas aqui é um por todos e todos por um.





Flamengo define semana com regime de concentração total em Macaé


Joel Santana no treino do Flamengo (Foto: André Portugal / Vipcomm) O Flamengo vai viver regime de concentração total na próxima semana. Nesta sexta-feira, depois de uma conversa com os jogadores, comissão técnica e departamento de futebol traçaram a logística e ficou decidido que o time viajará na terça-feira para Macaé, onde ficará até domingo. Na quarta, o Rubro-Negro fará sua estreia na Taça Rio, contra o Boavista. E a partida válida pela segunda rodada, contra o Duque de Caxias, foi transferida de Volta Redonda para o Norte Fluminense, também no estádio Claudio Moacyr.

- Como vamos ter dois jogos em Macaé decidimos ir na terça-feira. Conversamos com os jogadores e o pessoal recebeu bem. Sabemos que é chato ficar longe de casa, mas é um momento de concentração – afirmou o vice-presidente de futebol do Flamengo, Paulo Cesar Coutinho.

A tendência é que Ronaldinho Gaúcho se junte a delegação na quinta-feira. O jogador, que depois do treino deste sábado pela manhã será liberado para integrar a Seleção Brasileira, disputará amistoso na terça-feira, contra a Bósnia, na Suíça.

O camisa 10 está fora do jogo com o Boavista, assim como Marcos Gonzalez. O zagueiro servirá à seleção do Chile no amistoso com Gana, nos Estados Unidos. O jogador também seguirá para Macaé e deverá fazer sua estreia diante do Duque de Caxias.

Depois das duas partidas pela Taça Rio, o Rubro-Negro enfrentará o Emelec, dia 8, no Engenhão, pela Libertadores.



Love puxa fila em forte treino físico e preparador avisa: 'Vai melhorar'


Manhã de sexta-feira com céu azul e sol escaldante é dia de praia, certo? Não para o Flamengo. O dia foi de puxado treino físico sob o comando do preparador Ronaldo Torres e do auxiliar Marcelo Martorelli, com uma série de exercícios que levou os jogadores à exaustão. Vagner Love liderou a fila, demonstrou extrema disposição e improvisou um banho para aliviar o calor com alguns copos de água.

Vagner Love no treino do Flamengo (Foto: André Portugal / Vipcomm) 
 Love foi  um dos mais empenhados no forte treino físico desta sexta (Foto: André Portugal / Vipcomm)

- Não gosto de falar em percentual de condição física. Ainda não está dentro do ideal, mas é normal. Love está no início de competição, estamos no fim de fevereiro. Depois do quinto jogo, não só o Vagner Love, mas a performance de todo o grupo começa a melhorar. Aí começo a trabalhar potência, velocidade e explosão. No início não tem como, é natural. Importante não é como começa, mas sim como termina o trabalho - afirmou Ronaldo Torres.

O preparador disse que depois do intenso trabalho, Love pode ter algum tipo de incômodo.

Love se refrescando (Foto: janir Junior / globoesporte.com)Love se refresca com copo de água


- Depois do treino, falei que ele poderia sentir dores musculares, mas risco de lesão é zero - afirmou Ronaldo Torres.

Logo após o fim da atividade, Joel Santana teve uma conversa com Vagner Love e Deivid em uma das salas do Ninho do Urubu.

Durante o treino, Willians suou a camisa e gritou repetidas vezes:

 - Jesus Cristo.

Com a eliminação do Flamengo na semifinal da Taça Guanabara, o time terá alguns dias para trabalhar a parte física, técnica e tática. Joel Santana comandou o time em cinco jogos, com pouco intervalo para fazer ajustes na equipe.

Vagner Love em treino físico (Foto: Janir Júnior / Globoesporte.com) 
Preparador diz que desempenho de todos vai melhor com o tempo (Foto: Janir Júnior / Globoesporte.com)
 
O time volta a treinar às 10h deste sábado. O próximo compromisso do Flamengo será na quarta-feira, quando a equipe fará sua estreia na Taça Rio, contra o Boavista, em Macaé.



Fla tem acerto verbal com o volante Cáceres


O volante Victor Cáceres, 26 anos, do Libertad e da seleção paraguaia, continua na lista de reforços do Flamengo. O clube tem um acerto verbal com o atleta. A negociação foi costurada pelo empresário Régis Marques – o mesmo que levou o argentino Maxi Biancucchi para a Gávea em 2007.

A ideia era contratar Cáceres em janeiro. Porém, não houve acordo com o Libertad e a negociação foi adiada para depois da Taça Libertadores – o contrato dele com o clube guarani termina no fim de 2012. A vontade de Cáceres de jogar no Flamengo antes do torneio continental era tão grande que ele fez uma proposta curiosa.

O jogador aceitou reduzir o salário oferecido pelo Mengão de R$ 110 mil para R$ 90 mil e sugeriu que a “sobra” de R$ 20 mil/mês nos quatro anos de contrato (R$ 960 mil) fosse usada para pagar parte da liberação dele com o Libertad.  Mesmo com a oferta não houve acordo entre os clubes.

Ronaldinho, ''o marginal'', treina com bola, mas separado do grupo principal do Flamengo


Ronaldinho Gaúcho fez um trabalho diferente do grupo principal do Flamengo. Na manhã desta sexta-feira, enquanto a maior parte dos jogadores realizava um rigoroso treino físico, comandado pelo preparador Ronaldo Torres, o camisa 10 participava de uma atividade técnica em campo reduzido com jogadores pouco utilizados por Joel Santana, como Kleberson, Rodrigo Alvim e Thomás.

  à parte (André Portugal / Vipcomm) 

Ronaldinho Gaúcho no treina separadamente do grupo do Flamengo

Preparador físico do Fla, Ronaldo Torres explicou o fato de ele ter ficado fora do treino com o restante do grupo. Segundo ele, o motivo é o amistoso da Seleção Brasileira, na próxima terça-feira, em St. Gallen, na Suíça.

- Não posso fazer o trabalho de potência sem conhecer bem o grupo. Com certeza alguns atletas não vão nem conseguir andar depois desse treino. Não posso fazer isso com o Ronaldo quando ele vai fazer um jogo na terça-feira pela Seleção Brasileira. Ia entrar cheio de dores musculares. Essas fibras não estão trabalhadas ainda. Outra coisa: se fizerem o que eu determinar, garanto a qualidade física deles. O Ronaldo, quando tiver tempo, vai fazer. O González também não fez, pois também vai se apresentar para a seleção (chilena). Ronaldo só ficou fora do trabalho específico devido ao jogo da Seleção Brasileira - explicou.

De acordo com Torres, o chileno Marcos González não treinou com o grupo pelo mesmo motivo de Ronaldinho. Na quarta-feira, o volante vai enfrentar Gana num amistoso da seleção chilena, nos Estados Unidos.

- Ele está pronto para começar a jogar. Nesse momento que chegou, começamos a fazer os trabalhos de resistência. Considerei uma pré-temporada, intensifiquei os trabalhos de potência. A participação dele na seleção chilena não vai atrapalhar em nada - disse.

Neste sábado, o grupo volta a trabalhar na parte da manhã. A programação inicial prevê a participação de R10 normalmente. À noite, ele viaja para se apresentar ao técnico da Seleção Brasileira, Mano Menezes. Ele não enfrenta o Boavista na quarta, em Macaé, na primeira rodada da Taça Rio. A volta ao time será no dia 4 de março, contra o Duque de Caxias, em Volta Redonda.

Ronaldinho teve a companhia do irmão e empresário, Roberto Assis, e do sobrinho Diego. O garoto de 17 anos esteve no Ninho do Urubu na parte da manhã para conhecer as instalações do CT. Ele realiza exames médicos nesta sexta e vai iniciar um período de testes na base do clube. Foi Assis quem intermediou o negócio.



Flamengo começa a vender ‘Pacote Libertadores’ nesta segunda-feira



Boa notícia para a torcida do Flamengo. O clube preparou o “Pacote Libertadores”, que terá ingressos com desconto de 20% para os três jogos do time no Engenhão pela fase de grupos da competição.

O pacote será vendido de segunda-feira (27/02) a domingo (04/03). A partir desta data, apenas será possível comprar ingressos separados por jogo, contra Emelec (08/03), Olímpia (15/03) e Lanús (12/04). Cada torcedor poderá comprar até três pacotes.

Tabela de preços:
Setor superior Leste e Oeste: R$ 96 / R$ 48 (meia-entrada) / após domingo, R$ 40 por jogo
Setor inferior Leste e Oeste: R$ 144 / R$ 72 (meia-entrada) / após domingo, R$ 60 por jogo
Setores Norte e Sul: R$ 72 / R$ 36 (meia-entrada) / após domingo, R$ 30 por jogo

Pontos de venda:
Bilheterias da Gávea (Praça N. S. Auxiliadora, s/nº)
Av. Teixeira de Castro, 54 - Bonsucesso
Bilheterias do São Cristóvão F.R
Bilheterias do Ginásio do Tijuca Tênis Clube
HSBC Arena - Av. Abelardo Bueno, 3401 - Barra da Tijuca.
Shopping Popular - Rua São João, nº. 75 – Niterói
FlaShop Centro – Rua da Quitanda 87 (somente ingressos inteiros)
Associação Atlético Volantes de Mesquita – Rua Maciel 157 – Juscelino Mesquita
www.ingressofacil.com.br

Sobrinho de R10 chega ao Fla para testes: 'Meu tio falou que é diferente'

                                                       


                                      Mais um vagabundo

Não precisa treinar. É só andar em campo que  a  Presidente Patrícia Amorim paga 1,2 milhão/mês!!!



Diego, sobrinho de Ronaldinho Gaúcho e filho de Assis, chega ao Flamengo motivado e ansioso. O meia de 17 anos conheceu as instalações do Ninho do Urubu nesta sexta-feira e não vê a hora de começar a treinar no mesmo clube do tio. R10, aliás, já deu ao garoto uma ideia do que será jogar no Rubro-Negro.

Diego, sobrinho de Ronaldinho, ao lado do pai Assis (Foto: janir Junior / globoesporte.com)Diego com o pai, Assis (de vermelho), no Ninho do Urubu (Foto: janir Junior / globoesporte.com)

- Meu tio falou que é uma sensação diferente vestir a camisa do Flamengo. Estou bastante ansioso. Vamos ver como vai ser - contou Diego, que faz exames médicos na Gávea ainda nesta sexta.

Diferentemente do tio famoso, que tem status de estrela da companhia, Diego terá que mostrar serviço para permanecer no grupo. Como parte da família está de mudança para o Rio, o garoto será integrado ao time para um período de avaliações. Ainda não tem uma data definida para ele começar a treinar.

- Ele ainda terá que fazer exames médicos, não tem data certa para começar, mas será incorporado às divisões de base. Ele treinará e será feita uma avaliação para saber se ele fará parte do grupo – afirmou o coordenador das divisões de base do Flamengo, Carlos Noval.

Diego, que recebeu o nome em homenagem a Diego Armando Maradona, começou na base do Grêmio, passou pelo rival Internacional e estava no Porto Alegre, time de propriedade do pai dele. Foi Assis quem intermediou a negociação. E a decisão agradou muito.

- Estava no Porto Alegre, surgiram outras possibilidades, mas meu pai achou melhor eu vir para o Flamengo. É uma oportunidade única de mostrar o trabalho. O Flamengo é um time gigante.

'Rivalidade' com Romarinho e ajuda de Mattheus, filho de Bebeto

Diego Assis sobrinho do Ronaldinho (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)
Com a camisa rubro-negra, o meia já prevê um duelo especial com o vizinho e amigo Romarinho, filho de Romário. Os dois se conhecem desde que Diego tinha 12 anos.

- Já falei com o Romarinho que vamos travar esse duelo entre Flamengo e vasco na base - disse o sobrinho de R10 em tom de brincadeira.

Na chegada ao Fla, Diego vai ter uma ajuda importante para se adaptar: a do meia Mattheus, filho do tetracampeão Bebeto.

- Tenho contato frequente com o Mattheus, nossa relação é muito boa. Ele vai sempre para a mesma praia que eu, jogamos peladas. Vai me ajudar na adaptação. Conheço também outros garotos que vieram do Sul. Vai ser ótimo.

Pelo Twitter, Diego, que gosta de samba como o tio, já mandou algumas indiretas sobre o seu futuro e escreveu um recado:

- Alô, nação rubro-negra.

Junior Cesar: ‘Vamos corrigir aquilo que nos trouxe prejuízo’


Junior Cesar treino Flamengo (Foto: VIPCOMM)
Joel Santana ganhou o tempo que queria para dar um pouco mais do jeito dele ao Flamengo. Não da forma ideal, já que o time ficou fora da final da Taça Guanabara, mas a pausa será bem-vinda. Desde que estreou no comando do clube, no dia 9, contra o Madureira, foram cinco partidas em menos de duas semanas. Uma delas na Argentina, contra o Lanús, pela Libertadores.

Eliminado pelo vasco na semifinal, o Rubro-Negro só volta a jogar na próxima quarta-feira, contra o Boavista, na primeira rodada da Taça Rio. Joel não dará folga ao grupo no fim de semana. No sábado e no domingo, os jogadores vão treinar no Ninho do Urubu pela manhã.

Hora de aproveitar para evoluir, segundo o lateral-esquerdo Junior Cesar.

- Bom seria fazer a final no domingo, mas pelo menos o Joel vai poder trabalhar a equipe. O crescimento é fundamental. Vamos ter alguns dias para corrigir aquilo que nos trouxe prejuízo. Ficamos chateados pela eliminação, mas saímos do estádio de cabeça erguida pelo jogo que fizemos. Isso nos deixa um pouco contentes, porque a equipe está se mostrando muito bem.

Junior Cesar conta que o técnico tem dado atenção especial para as laterais.

- A gente tem uma saída boa com o Léo (Moura) na direita, e o Ronaldo no lado esquerdo joga comigo e com o Renato. Joel tem pedido para eu ficar um pouco mais para ele liberar o Léo. Bottinelli cai com ele por ali, Willians, Luiz Antonio, até o Deivid. É algo que ele tem trabalhado. Faço com prazer.

O camisa 6 reconhece que agora a responsabilidade de melhorar no segundo turno aumentou.

- Vamos continuar focados. A camisa do Flamengo é de uma tradição muito grande. Vamos estrear na Taça Rio e buscar o título para ir à decisão do Carioca e conquistar o campeonato.





Dívida: diferente de ídolos recentes do Fla, R10, ''o vagabundo'' some contra rivais do Rio



Petkovic foi protagonista do Flamengo na conquista do tricampeonato carioca de 2001, inclusive com o gol do título, e no Brasileirão de 2009. Na campanha do hexa, aliás, dividiu o comando do time com Adriano. Junto com o sérvio, o Imperador tirou o Rubro-Negro da fila depois de 17 anos. Vagner Love ainda não conquistou taças, mas a identificação com o clube e a torcida, os gols feitos nos primeiros seis meses de 2010 (23 em 29 partidas) e o estilo aguerrido o marcaram. Por isso os rubro-negros comemoram tanto sua a volta à Gávea nesta temporada.

Adriano Petkovic Flamengo 2 x 1 Grêmio 06/12/2009 (Foto: EFE) 
Adriano e Pet, peças de realce e decisivas no título brasileiro de 2009 (Foto: EFE)

Além da idolatria, o trio tem em comum o poder de decisão. Jogadores com o hábito de crescer em confrontos de peso, que assumem a responsabilidade de conduzir a equipe, especialmente nos clássicos regionais. Apesar da admiração de muitos rubro-negros, Ronaldinho ainda não conseguiu alcançar o patamar de Pet, Adriano e Love no clube, os ídolos mais recentes. O capitão da equipe deve, por exemplo, um gol contra um rival do Rio. Nenhum dos 23 que anotou pelo clube até aqui foi num clássico. O mesmo ocorre com as assistências. Foram 11 em 62 jogos, mas nunca contra   Fluminense, Botafogo e vasco.

O retrospecto contra essas três equipes é de 11 jogos, duas vitórias, oito empates e uma derrota. As atuações, quase sempre, muito apagadas. Foi o que se viu na última quarta-feira. Contra o vasco, na semifinal da Taça Guanabara, R10 pouco fez. Passou a maior parte do tempo aos toques para o lado e escondido. A atuação pífia acabou ofuscada pelo gol perdido por Deivid. Mas o assunto que dominou o noticiário do clube não blindou o capitão de críticas dos torcedores. A cada grande jogo, os rubro-negros esperam um show de Ronaldinho, mas ele não vem.

ronaldinho gaúcho vasco x flamengo (Foto: Maurício Val/VIPCOMM) 
Ronaldinho coleciona atuações apagadas diante dos maiores rivais do Fla (Foto: Maurício Val/VIPCOMM)

- Tenho acompanhado o noticiário. Vi que colocaram o Ronaldo como o pior do jogo. A culpa não foi dele, não foi do Joel (Santana). Só tem um culpado. Eu fui o culpado – disse Deivid, nessa quinta-feira, aliviando a barra do companheiro.

É verdade que na temporada passada ele fez algumas boas apresentações, como na vitória por 5 a 4 sobre o Santos, pelo Brasileiro. Naquela partida, marcou três gols e comandou a equipe numa virada históríca. Mas é pouco. Na Taça Guanabara deste ano, foi mal contra Botafogo e vasco. Também quase não apareceu na partida contra o Lanús, na Argentina, pela Libertadores. Nas redes sociais, as críticas ao astro têm sido frequentes. O técnico Joel Santana defende o jogador, pede paciência, mas espera que o craque recupere a inspiração o quanto antes.

Pet, Adriano e Love: gols sobre todos os rivais cariocas. 

Vagner Love comemora gol do Flamengo (Foto: Ag. Estado) Se Ronaldinho economiza e some diante dos principais adversários rubro-negros, o trio nunca passou em branco contra nenhum dos três. Pet foi quem mais jogou: 28 partidas. O desempenho foi equilibrado. Dez vitórias, nove empates, nove derrotas e oito gols marcados. Cabe a ressalva: dos três, o gringo é o único da mesma posição de R10, apesar de Ronaldinho ter jogado a maioria dos clássicos como atacante.

Muito da construção do império de Adriano no Flamengo se baseou na força do jogador em clássicos. Em 16 confrontos, 11 gols marcados. Foram seis vitórias, sete empates e três derrotas. O Fluminense foi a vítima preferida. Em cinco partidas, cinco bolas na rede. Três delas num único confronto. Em 31 de janeiro de 2010, pelo estadual, o Rubro-Negro conseguiu uma vitória impressionante por 5 a 3, de virada. Uma das melhores atuações de Adriano pelo clube. Fez ainda quatro gols sobre o Botafogo e dois contra o vasco.

Love tem uma história um pouco mais curta nos clássicos cariocas, mas uma boa marca. Em oito jogos, cinco gols. O retrospecto não é bom nos resultados. Três vitórias, um empate e quatro derrotas. Com o gol marcado na quarta-feira passada, o Artilheiro do Amor fez do vasco sua maior vítima. Em três partidas, três gols. Tem também um contra o Botafogo e outro sobre o Fluminense.

Abaixo, o internauta confere o desempenho de Ronaldinho nos clássicos disputados por ele em 2011 e 2012:

tabela Clássicos Ronaladinho Gaúcho (Foto: arte Esporte)





Confira todos resultados desta quinta pela Libertadores e pelo Campeonato Carioca




Taça Libertadores da América 2012
 

 (Fase de grupos - 2ª rodada)

Olimpia-PAR 2 x 1 Lanús-ARG
The Strongest-BOL 2 x 1 Juan Aurich-PER
Universidad Católica-CHI 2 x 2 Junior Barranquilla-COL



Campeonato Carioca 2012

 (Taça Guanabara - Semifinal)

Botafogo 1 (3) x (4) 1 Fluminense
Obs: O Fluminense se classificou para final da Taça Guanabara e terá o vasco como adversário no domingo.





quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Marcelinho brilha, marca 40 pontos, e Flamengo atropela o Joinville


basquete Marcelinho Flamengo x Joinville (Foto: Fernando Azevedo / Fla Imagem) Marcelinho teve espaço para jogar na noite desta quinta-feira, no Ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro. E ele aproveitou muito bem. Mesmo poupado em diversos momentos, o ala marcou 40 pontos e comandou uma vitória tranquila do Flamengo por 97 a 83 (47 a 35 no primeiro tempo) sobre o Joinville, pela 22ª rodada da competição.

- Eu tive um bom aproveitamento e o time soube trabalhar bem em cima disso. Fico feliz de ter contribuído com o que sei fazer de melhor, que é ponto - disse Marcelinho ao SporTV.

O Flamengo agora soma 15 vitórias em 19 jogos e segue na cola do Pinheiros, que venceu 17 vezes, mas disputou 21 partidas. O Joinville sofreu sua 11ª derrota em 20 confrontos nesta temporada do NBB.

As duas equipes voltam a jogar neste sábado, em rodada dupla no Ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro. O Joinville vai enfrentar o Tijuca, às 17h (de Brasília). Às 19h, o Flamengo terá pela frente o São José, em confronto direto pela vice-liderança da competição.

O jogo começou com muitos erros das duas equipes, o que foi refletido no baixo placar. O Joinville teve apenas 30% de aproveitamento nos arremessos e marcou 13 pontos. O Flamengo foi um pouco melhor e terminou o primeiro quarto vencendo por 17 a 13.

Comandado pela grande atuação de Marcelinho, o Flamengo deslanchou no segundo período. Com 100% de aproveitamento nos arremessos de quadra e desperdiçando apenas um lance livre, ele marcou 14 pontos no quarto, e a vantagem rubro-negra chegou a 12 pontos no intervalo.

O time carioca manteve o ritmo forte na volta para o segundo tempo, e Marcelinho seguia sobrando e não errou nem lance livre no terceiro período para contribuir com mais 11 pontos. Com o Joinville parecendo entregue, a vantagem da equipe do Rio de Janeiro chegou a 22 pontos (63 a 41).

Com a vitória praticamente assegurada, o técnico Gonzalo García começou a mexer bastante no time, para dar descanso aos titulares. E o Flamengo acabou relaxando um pouco na defesa. O Joinville aproveitou para diminuir um pouco a diferença, mas nada que ameaçasse a vitória dos anfitriões: 97 a 83.




Maxi Biancucchi dá vitória ao Olimpia sobre o Lanús no grupo do Flamengo


O Olimpia-PAR venceu o Lanús-ARG por 2 a 1 nesta quinta-feira, no Defensores del Chaco, e somou seus primeiros três pontos na Libertadores. As equipes estão no Grupo 2, o mesmo do Flamengo, que tem ainda o Emelec-EQU. Um dos destaques da partida foi o ex-flamenguista Maxi Biancucchi, que fez um gol e infernizou a defesa do time argentino, que é o líder do Clausura.

Maximiliano Biancucchi gol Olimpia (Foto: EFE) 
Maxi comemora seu gol, que deu a vitória ao Olimpia (Foto: EFE)

O Olimpia abriu o placar aos 25 minutos do primeiro tempo em uma jogada de bola parada com Marín. Na segunda etapa, o Lanús, que segue com apenas um ponto, tentou uma reação e empatou aos 26. Carlos Araujo acertou um chute de primeira no ângulo do goleiro Silva. Mas logo depois, aos 34, os paraguaios marcaram novamente. Biancucchi tabelou com Marín e chutou forte de dentro da área para balançar a rede e garantir o triunfo dos donos da casa.

Os paraguaios voltam a campo pela Libertadores no dia 15 de março, às 22h (de Brasília), no Engenhão, para enfrentar o Flamengo. O Rubro-Negro tem um compromisso antes disso: dia 8, também no Engenhão, a equipe encara o Emelec. O próximo compromisso do Lanús é o Emelec, dia 13, na Argentina.

Deivid...






Fla volta do Mundial de Remo Indoor com medalha de bronze



A missão dada ao jovem João Pedro Kubit não foi nada fácil. Mas, com o tempo de 6m24s2, o remador do Flamengo assegurou presença no pódio do Mundial de Remo Indoor, o Crash-B, ao ficar com o terceiro lugar na categoria júnior peso-leve. Matthew Segal, da St.George's High School, com 6m22s1, e Kris Hobbs, da McLean High School Crew Club, que ficou com o segundo lugar, com 6m23s9, completaram o pódio. A competição foi realizada em Boston, nos Estados Unidos, com a participação de mais de 2.220 remadores de diversos lugares do mundo.

Gabriela Salles, a outra representante do Flamengo na competição, acabou em nono lugar com o tempo de 7m18s4. A vencedora, a alemã Janina Scholz, da Concept2 Team, fez a prova em 6m54s6.

Não foi a primeira vez que o remo do Flamengo disputou o Mundial de Remo Indoor, realizado em remoergômetros.  No ano passado, a rubro-negra Nayara Furtado foi a representante oficial do Rubro-Negro e, trouxe a medalha de prata para a Gávea.

“Os brasileiros que estiveram em Boston eletrizaram um ginásio de mais de três mil participantes e sei lá quantos espectadores. Cada prova com, pelo menos, 300 participantes de todas as partes do mundo e ficamos entre os 10 melhores em cada uma delas. Sou grato pela oportunidade de defender o nome da minha família, amigos, companheiros de trabalho, atletas e ex-atletas, dirigentes, as cores do clube que amo e, o Brasil com todas as ferramentas que a mim foram dadas nessas duas décadas de entrega a esse esporte que moldou meu caráter baseado em valores e ideais”, comemorou o técnico Alexandre Clark.



Léo Moura ainda sente dores, mas tranquiliza a torcida: ‘Nada grave’


Léo Moura do Flamengo na partida contra o Vasco (Foto: André Portugal / Vipcomm)
Ao que tudo indica, foi apenas um susto. Nesta quinta-feira, um dia depois de deixar o campo na derrota por 2 a 1 para o Vasco sem conseguir apoiar o pé no chão por conta de fortes dores no joelho direito, Léo Moura passou por uma observação médica e, segundo o próprio jogador, nada mais grave foi constatado. O lateral ficará em tratamento e observação, mas tranquilizou a torcida.

- Graças a Deus, não foi nada grave, mas sinto um pouco de dor no local da pancada e por isso estou em observação. Mas as dores já estão começando a diminuir - afirmou Léo Moura, depois de ser reavaliado na tarde desta quinta-feira.

Na temporada passada, Léo Moura ficou afastado de diversos jogos por conta de problema no joelho direito. Durante três meses, o lateral enfrentou dores e teve que fazer tratamento intensivo para se recuperar.

Diante do vasco, Léo Moura sofreu uma pancada no joelho direito. O lateral rubro-negro deixou o campo aos 34 minutos do segundo tempo para a entrada de Galhardo.

Destaque do time na atual temporada, Léo Moura espera retornar o mais rápido possível:

- Espero voltar logo e continuar aproveitando essa minha boa fase para ajudar o Flamengo em busca dos objetivos que vem pela frente.

González disputa 60 minutos de jogo-treino. Garotos são observados



González Flamengo (Foto: Janir Junior / GLOBOESPORTE.COM) Marcos González em ação no jogo-treino

O Flamengo viveu uma tarde diferente com o jogo-treino contra o Bonsucesso, nesta quinta-feira. Em campo, foi possível ver jogadores que vinham como titulares e não estão sendo relacionados – casos de Muralha, Thomás e até Luiz Antonio, que ficou fora do banco no jogo contra o Vasco – e também cerca de 60 minutos de atuação do zagueiro Marcos González. Kleberson também atuou. A equipe rubro-negra venceu por 1 a 0, gol do atacante Diego Maurício.

González ainda demonstrou falta de ritmo, mas teve bom posicionamento em jogadas aéreas e também orientou seus companheiros durante a atividade. O zagueiro, porém, perdeu algumas jogadas em velocidade diante da correria do adversário.

No primeiro tempo, o time atuou com Paulo Victor, Galhardo, Arthur Sanches (zagueiro que passa por período de observação), González e Magal; Muralha, Luiz Antonio, Camacho e Bottinelli; Diego Maurício e Negueba.

Kleberson (Foto: Janir Junior / GLOBOESPORTE.COM)Kleberson também foi observado por Joel

Luiz Antonio conseguiu alguns bons passes, enquanto Muralha teve participação discreta. O jogador, que teve chances com Vanderlei Luxemburgo, ainda não foi relacionando nem para o banco nos cinco jogos comandados por Joel Santana, que acompanhou a movimentação à beira do campo.

No segundo tempo, o time teve alterações e voltou com PauloVictor, Galhardo, Marllon, González (Arthur Sanches) e Rodrigo Alvim; Rômulo, João Vitor, Kleberson (Carlyle) e Thomás; Lucas e Itamar (Paulo Sérgio).

González sentiu o cansaço e foi substituído aos 15 minutos da etapa final. Kleberson, ainda longe do ritmo ideal, tentou as jogadas e compensou a falta da preparação ideal com disposição. Thomás também buscou jogou e tentou fazer a ligação do meio-campo com o ataque, mas o Bonsucesso fechou bem o setor defensivo. Itamar, contratação feita por Luxemburgo e que tem contrato até 15 de maio, pouco conseguiu fazer no setor ofensivo.

R10 deixa Ninho rapidamente e Love passeia no campo

Ronaldinho Gaúcho esteve no Ninho, ficou na sala de musculação e deixou o CT rapidamente. Vagner Love, de chinelos, acompanhou parte da atividade no campo.

O time não terá descanso nos próximos dias. Nesta sexta-feira, a equipe treinará às 10h, no Ninho, mesmo horário de sábado. Domingo, a atividade está marcada para 9h30m.

vagner love flamengo   (Foto: Janir Junior/Globoesporte.com) 
Love assistiu ao jogo-treino de chinelos à beira do campo (Foto: Janir Júnior/Globoesporte.com)
 
 
 

Sem se esconder, Deivid, ''o maldito'', diz: ‘Não sou jogador frouxo, covarde e otário’, sou um merda!


Deivid, ''o maldito'', pediu a palavra. Tomou a iniciativa e se escalou para ser o entrevistado do Flamengo na coletiva da tarde desta quinta-feira, no Ninho do Urubu. Como de hábito, não se escondeu e não deixou perguntas sem resposta. O gol perdido na derrota por 2 a 1 para a coisa maldita(vasco), em uma das semifinais da Taça Guanabara, foi o tema (assista ao lance no vídeo ao lado). Assim como no intervalo e no fim da partida, manteve-se sereno e lamentou o erro. Foi além. Assumiu a culpa pelo resultado e a eliminação.

- Por toda a repercussão que tenho acompanhado, não teria motivo para me esconder. É a minha profissão. Não sou jogador frouxo, covarde e otário. Isso nunca vai me fazer pedir para sair do Flamengo. Tenho contrato até dezembro e vou cumprir. Tenho acompanhado o noticiário, vi que colocaram o Ronaldo como o pior do jogo. A culpa não foi dele, não foi do Joel (Santana). Só tem um culpado. Eu fui o culpado. Se tivesse feito o gol, iríamos para o intervalo com 2 a 1, mas é uma coisa que acontece. Gostaria de estar aqui falando da boa atuação, do gol que fiz, do passe para o gol do Love. Poderia estar falando como herói da classificação, mas falo como vilão. Se tivesse feito o gol, a história seria outra.

O jogador disse que só conseguiu dormir às 8h. Além do apoio da família, recebeu mensagens de incentivo de amigos que fez ao longo da carreira.


deivid coletiva flamengo (Foto: Janir Junior/Globoesporte.com)Deivid durante coletiva no Ninho do Urubu

- Foram ligações de jogadores do Santos, de presidentes de clubes. Fico feliz, mostra que sou querido, que tenho feito as coisas certas no futebol. Disseram que tenho uma história muito bonita para ser apagada por conta de um gol perdido. Quem mais sofre é a família, né? Fica escutando gracinha, piadinha. Eu já sou cascudo, tenho casco de tartaruga. Momento mais difícil da minha vida foi quando quebrei a perna e perdi minha mãe. Joel me deu força no intervalo, os jogadores. Isso é o mais importante. Fico triste porque a torcida vai, paga R$ 50, R$ 60. Temos muita coisa lá pela frente, jogos decisivos pela Libertadores, Carioca.

O jogador disse que reviu o lance mais de uma vez e também custou a acreditar no erro.

- Fui tão convicto que faria o gol que bati para comemorar. Aquela fração de segundo, desatenção, acabou acontecendo dessa forma. Até meu filho, de cinco anos, faria. Pensei nele quando aconteceu. Ele já entende. Vou tentar recuperar. Tenho que levantar a cabeça. Minha vida sempre foi de desafios, obstáculos.



Flamengo define preço de pacote de jogos para a Libertadores


A partir da próxima segunda-feira o torcedor do Flamengo poderá adquirir o pacote dos três jogos que o time fará em casa pela fase de grupos da Copa Santander Libertadores com 20% de desconto.Os preços foram definidos pela diretoria para os todos os setores do Engenhão.

O primeiro compromisso rubro-negro na competição sul-americana no Rio de Janeiro está marcado para o dia 8 de março, contra o Emelec (EQU), às 21h45, no Engenhão.

O Flamengo, depois, voltará a jogar no Engenhão no dia 15 de março, contra o Olimpia, do Paraguai. O último compromisso em casa acontecerá em 12 de abril, diante do Lanús (ARG).

 Veja os preços dos ingressos para os setores do Engenhão:

Superior
R$ 40 (preço para um jogo) / R$ 96 (pacote com os três jogos)

Inferior
R$ 60 (preço para um jogo) / R$ 144 (pacote com os três jogos)

Norte e Sul
R$ 30 (preço para um jogo) / R$ 72 (pacote com os três jogos)