Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 7 de abril de 2012

Clássico deixa saldo de 120 cadeiras quebradas no Engenhão

O vandalismo não foi apenas no campo. Enquanto os jogadores do  vasco partiram para agredir o  árbitro Wagner do Santos Rosa , após a derrota por 2 a 1 para o Mengão, neste sábado, a torcida  vascína promovia um verdadeiro quebra-quebra, arremessando cadeiras do Engenhão na direção do gramado. o que ficou visível após o clássico. No total, foram 120 assentos danificados. 

Cada cadeira está orçada em R$ 90, o que significa um prejuízo de R$ 10.800. No entanto, o Botafogo conta com um seguro que cobre os danos ocorridos em jogos no estádio.

Cadeiras quebradas Engenhão (Foto: Gustavo Rotstein / Globoesporte.com) 

Cadeiras quebradas foram jogadas ao campo pelos vascaínos (Foto: Gustavo Rotstein / Globoesporte.com)



Torcida do Fla pede respeito e ganha aplausos dos atletas após o clássico

A série de protestos da torcida do Flamengo deve ser interrompida. Pelo menos até a definição do futuro do time na Taça Libertadores. Na próxima quinta-feira, o Rubro-Negro recebe o Lanús, no Engenhão, pela última rodada do Grupo 2. Precisa vencer e torcer por um empate entre Olimpia e Emelec, no Paraguai, para ir às oitavas de final. Neste sábado, a equipe de Joel Santana derrotou o Vasco por 2 a 1 e assegurou a classificação para a semifinal da Taça Rio com uma rodada de antecedência (melhores lances acima).

Os rubro-negros que foram ao Engenhão se manifestaram de forma discreta. Alguns cartazes e faixas foram exibidos, mas nada ofensivo. A maior delas, exibida no setor Leste, pedia respeito.

- Respeitam a nação – dizia o texto.

Durante a partida, nenhum jogador foi vaiado. Ronaldinho Gaúcho, que ao longo da semana virou o principal alvo de críticas de membros de torcidas organizadas, foi festejado ao marcar o gol da vitória, ao 47 do segundo tempo, mas de uma forma bem mais discreta do que de costume. Após a comemoração, o camisa 10 reverenciou os rubro-negros e teve o nome gritado.

Torcida Flamengo faixa respeiro (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com) 
Torcida do Flamengo exibe faixa pedindo respeito

Após o apito final, Joel Santana reuniu os atletas e pediu a eles que fossem cumprimentar os torcedores. O técnico também foi para o centro do campo e todos aplaudiram o público.

- Foram três dias só de chicotadas. O torcedor tem razão, contanto que não tenha agressão. Mas ele tem razão, sofre assim como a gente. Parecia um jogo mais ou menos, mas a vitória vai dar um pouco mais de calma. Vamos esperar a quinta-feira para ver o que vai acontecer.

Flamengo e Lanús vão jogar às 19h30m (de Brasília). No mesmo horário, Olimpia e Emelec se enfrentam em Assunção, no estádio Defensores del Chaco.

O grupo rubro-negro ganhou folga no domingo de Páscoa e volta a trabalhar na manhã de terça-feira, às 10h, no Ninho do Urubu.






Joel respira aliviado: ‘Teremos tranquilidade ao sair de casa’


A pressão sobre o Flamengo continua, mas Joel Santana vai ter um domingo de Páscoa um pouco mais tranquilo. A vitória sobre o Vasco, por 2 a 1, neste sábado, coloca o Rubro-Negro na semifinal da Taça Rio e ameniza a crise provocada pelo momento difícil na Libertadores. Na próxima quinta-feira, o time enfrenta o Lanús no Engenhão, precisa vencer e torcer por um empate entre Olimpia e Emelec, no Paraguai, para ir às oitavas de final.

- No Flamengo, a gente tem que saber medir as coias, não podemos ficar tão eufóricos. Mas pelo menos teremos tranquilidade ao sair de casa. Foi bom vencer. O mundo do futebol é assim. Ele muda muito rápido, principalmente depois que perdemos e jogamos um clássico contra um adversário que talvez esteja em um momento melhor que o nosso. Muitos falaram que não valia nada, mas vocês viram que valia. Sempre vale. A honra, a rivalidade. Para nós, foi bom. Houve uma melhora da equipe. Foi um clássico bem disputado, as equipes jogaram bem, dá um pouco de tranquilidade ao torcedor, comissão, direção, jogadores. Futebol se renova a todo momento.

Joel negou que os jogadores tenham ficado insatisfeitos com a concentração antecipada. No mesmo dia em que voltou do Equador, pela manhã, o grupo teve de ir ao hotel à noite. O treinador considerou a atitude acertada.

- Não houve resistência de alguns jogadores. Algumas notícias chegam deturpadas, coisas de bastidores. Essa concentração estava marcada e totalmente dentro do contexto, entendi assim. Tive experiência uma outra vez, no próprio Flamengo, quando fiz uma programação parecida, os jogadores pediram, acabei cedendo, perdi o jogo no domingo e foi uma calamidade. Fiz a coisa assim porque sabia o que ia acontecer. O que precisávamos era descanso. E isso ajudou bastante. Não sei se ganhou o jogo, mas ajudou.

Joel Santana Vagner Love Flamengo x vasco (Foto: André Portugal / VIPCOMM) 
Joel Santana orienta a equipe durante o clássico (Foto: André Portugal / VIPCOMM)

O treinador também explicou a opção por deixar Muralha e Luiz Antonio no banco de reservas e lançar Kleberson como titular.

- Sabíamos que seríamos muito cobrados. Temos uma preocupação com o futuro do clube, com esse garotos. Hoje conhecemos melhor esses atletas, falamos para eles que tinham de conviver com os dois lados. Não quis expor os garotos. Deixei o Muralha no banco, coloquei o Luiz Antonio durante o jogo. Estou com um zagueiro novo que já levei para a concentração e a qualquer momento vou colocar para jogar, que é o Marllon. Tem o Thomás também. Botei o time amadurecido, rodado, isso foi pensado. O Ronaldo hoje fez um partida brilhante, de líder de equipe. Ele tem que colocar “eu sou o líder” e acabou. O Vagner Love, o Deivid, os jogadores mais vividos. Quis preservar os garotos, mas aos poucos eles vão voltar para a equipe.

O grupo do Flamengo está de folga neste domingo e volta a trabalhar na manhã de segunda-feira, às 10h. O jogo contra o Lanús será na quinta, às 19h30m (de Brasília).



Melhores Momentos | vasco 1 X 2 Flamengo - Taça Rio

Punição muito severa para essa raça maldita e desgraçada, que desde 1500 faz o que quer no Brasil.


Os torcedores do vasco agiram com vandalismo  no Engenhão. Uma cadeira da arquibancada que fica situada atrás de um dos gols foi arremessada no gramado em meio ao tumulto que acontecia com os jogadores, que tentaram agredir o árbitro.

Roberto estalinho presidente do  vasco chama o árbitro de ladrão.









Autor de um gol no clássico, Deivid mostra alívio: 'Dever cumprido'


O atacante Deivid abriu neste sábado o caminho para a vitória do Flamengo sobre o vasco, por 2 a 1, no Engenhão. O camisa 9 fez o primeiro gol do jogo e, após o apito final, comentou a partida em tom de alívio.

- Dever cumprido. A rivalidade tornou esse jogo importante. Agora é trabalhar e torcer para que a gente possa se classificar na Libertadores - disse o atacante.

O pentacampeão Kleberson, que atuou os 90 minutos na partida, ressaltou que o triunfo serviu para diminuir a pressão sobre o time.

- Importante um resultado desse para todo mundo, nós tivemos uma semana complicada e é bom para dar continuidade. Não há nada perdido na Libertadores. Negócio é fazer um bom jogo na quinta-feira para avançarmos - disse Kleberson, que não está inscrito na competição continental.

O Flamengo joga a vida na Libertadores nesta quinta-feira. O time precisa vencer o Lanús, no Engenhão, e ainda torcer por um empate no Olimpia x Emelec, no mesmo dia, no Paraguai.





Léo Moura, sobre lance que decidiu o jogo: 'Gosto de entrar em diagonal'

O Flamengo venceu o vasco por 2 a 1, na noite deste sábado, no Engenhão, e garantiu seu lugar na fase semifinal da Taça Rio. O gol da vitória foi marcado nos acréscimos, por Ronaldinho, em pênalti sofrido por Léo Moura. O lateral recebeu passe de Kleberson na área e foi derrubado por Fernando Prass. Minutos antes, o mesmo Léo Moura havia recebido de Ronaldinho e, livre, perdeu a chance de marcar. O lateral comentou sua característica ofensiva.

- Ronaldo sabe que gosto de entrar em diagonal, na primeira não consegui fazer o gol, mas na segunda, passe do Kleberson, consegui. Todos puderam ajudar a conseguir o resultado - destacou Léo Moura.

O lateral tentou ainda manter viva a esperança de classificação na Taça Libertadores. O time precisa vencer o Lanús, quinta-feira, no Engenhão, e torcer por um empate entre Olimpia e Emelec, no mesmo dia, em Assunção.

- Depois de tudo que aconteceu, é importante esta vitória. Vamos ver o resultado do Olimpia com o Emelec para ver se conseguimos a vaga na Libertadores - finalizou.


O vasco é muito merda: Mengão 2 a 1


R10 exalta torcida: 'Estávamos com saudades de ganhar'


Ao final do jogo o sentimento no Flamengo foi de alívio. Após os últimos resultados, a vitória no clássico contra o vasco, neste sábado, por 2 a 1, parecia ser uma questão de honra para os jogadores. Autor do gol da vitória, Ronaldinho Gaúcho evitou polemizar e exaltou o resultado.

- Estávamos com saudades de ganhar. Já eram dois jogos sem vencer. O Flamengo é sempre uma pressão muito grande e já estamos acostumados a isso - disse.

O craque rubro-negro também aproveitou para ressaltar o apoio da torcida. Ele ignorou as cobranças que vêm recebendo e elogiou os torcedores.

- Desde o primeiro dia que cheguei aqui no Flamengo, sempre fui tratado assim. Assim espero sair daqui. Adoro a torcida do Flamengo e o carinho sempre veio em troca - destacou.

O Flamengo volta a treinar na segunda-feira, no Ninho do Urubu.





Flamengo 2 x 1 coisa maldita(vasco)


Ficha técnica

Data: 07/04/12

Local: Engenhão

Hora: 18h30min

Gols: Deivid, 16'/1ºT (0-1); Diego Souza, 5'/2ºT (1-1); Ronaldinho, 47'/2ºT


Renda/público: R$ 302.734,00 / 10.461 pagantes / 14mil presentes

Cartões amarelos: Renato Silva, Thiago Feltri, Alecsandro (vas); Léo Moura,  Kleberson (FLA)


Árbitro: Wagner dos Santos Rosa (RJ)
Assistentes: Eduardo de Souza Couto (RJ) e Francisco Pereira de Souza (RJ)


Flamengo:  Felipe, Léo Moura, Marcos González, Welinton e Junior Cesar; Willians (Rômulo, 10'/2ºT), Kleberson, Bottinelli (Luiz Antônio, 26'/2ºT) e Ronaldinho; Deivid (Diego Maurício, 30'/2ºT) e Vagner Love.
Técnico: Joel Santana


A coisa maldita   vasco: Fernando Prass, Fagner (Nilton, 31'/2ºT), Renato Silva, Rodolfo e Thiago Feltri; Rômulo, Eduardo Costa e Fellipe Bastos (Allan, 26'/2ºT); Eder Luis, Alecsandro e William Bastos (Diego Souza, intervalo).
Técnico: Cristóvão Borges










Flamengo 2 x 1 vasco

2º tempo

47min
 
GOOOOOOOOOLLLL DO FLAMENGO!!!!!
Na cobrança, Ronaldinho chuta no cantinho esquerdo de Prass, que pula para o canto direito: 2 a 1 Flamengo.


Flamengo 1 x 1 vasco

2º tempo

5 min

Gol do vasco!!!!
Alecsandro chuta de fora da área, bola bate na zaga, encobre Welinton, que não consegue voltar na bola, e Diego Souza entre livre para estufar a rede de Felipe.


Flamengo 1 x 0 vasco

1º tempo

15min

GOOOOOOOOOOLLLL DO FLAMENGO!!!
Kleberson toca para Vagner Love na área, ele gira sobre o zagueiro e cai na área, mas mesmo assim consegue o chute. Prass espalma e a bola sobra fácil para Deivid marcar.



Flamengo x vasco

Pré-Jogo

Felipe é desfalque de última hora no vasco e não enfrenta o Flamengo

Enquanto isso... Torcida do vasco aplaude quando o placar eletrônico anuncia o nome do Deivid na escalação do Flamengo.

Flamengo definido:

Felipe, Léo Moura, Marcos González, Welinton e Junior Cesar; Willians, Kleberson, Bottinelli e Ronaldinho; Deivid e Vagner Love.

Banco: Paulo Victor, Romulo, Magal, Luiz Antonio, Thomás, Muralha, Diego Maurício.

vasco definido:

Fernando Prass, Fagner, Renato Silva, Rodolfo e Thiago Feltri; Romulo, Eduardo Costa e Fellipe Bastos; Wiliam Barbio, Eder Luis e Alecsandro.

Banco: Alessandro, Douglas, Dieyson, Nilton, Diego Rosa, Allan, Diego Souza.



Flamengo tem segurança reforçada na concentração

Temendo novos protestos da torcida, o Flamengo reforçou a segurança no hotel onde o time está concentrado na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Enquanto o ônibus que aguarda para levar os jogadores para o clássico diante do vasco, às 18h30, no Engenhão, oito policiais cuidam da segurança no local (dois em uma viatura e seis em motos).

Na última sexta-feira, torcedores rubro-negros atiraram pipoca e ovos no ônibus que conduziu uma pequena parte do elenco ao Ninho do Urubu. Porém, só estavam lá Felipe, Paulo Victor, David e outros reservas, além da comissão técnica. Os titulares ficaram no hotel e o treino foi cancelado.

Paralelamente a esse clima tenso, Assis, irmão e empresário de Ronaldinho Gaúcho, foi à concentração na manhã deste sábado acompanhado de sua mulher e seu filho para visitar o camisa 10 do Flamengo.



Juniores: Flamengo vence o vasco e assume a liderança provisória da Taça GB

Em jogo válido pela penúltima rodada da Taça Guanabara de juniores, o Flamengo venceu o clássico com o vasco por 2 a 0, no estádio Luso Brasileiro, e assumiu a liderança provisória da competição com 35 pontos, um a mais do que o Nova Iguaçu, que no domingo encara o Americano e tem a chance de retomar a ponta. O vasco  segue com 25 pontos e já não tem mais chance de título.

Nixon fez dois gols e foi o grande destaque da partida. O meia atacante Matheus, filho do tetracampeão Bebeto, contribuiu com uma assistência.

nixon Flamengo x Vasco   (Foto: Leandra Benjamin  ) 
Nixon comemora um de seus gols contra o vasco (Foto: Leandra Benjamin )
 
O campeão da Taça Guanabara será decidido na última rodada, dia 15, em horário ainda a ser definido. O Fla encara o Americano na Gávea, enquanto o Nova Iguaçu mede força com o vasco no Laranjão. Quem ficar com a taça estará classificado para a final do Carioca.

Flu também está na briga pelo título
O Fluminense também entrou em campo neste sábado. A equipe das Laranjeiras fez 5 a 3 em cima do Madureira, chegou a 34 pontos e chega na última rodada ainda com o sonho de ficar com a taça. Para isso, além de vencer o Olaria, nas Laranjeiras, precisa torcer por tropeços de Flamengo e Nova Iguaçu.

O Botafogo também venceu neste sábado - 3 a 0 contra o Friburguense, no Caio Martins, mas, com 31 pontos, já não tem mais chance de ser campeão da Taça Guanabara.
 
 

Ronaldinho Gaúcho deveria jogar no Globetrotters, diz Renato M. Prado

Se em campo Ronaldinho Gaúcho já não é mais o mesmo, ao menos a habilidade dos tempos em que era o melhor jogador do mundo permace. Porém, seus "truques" já não são mais efetivos. Que o diga o Flamengo, onde o jogador já não tem mais clima para permanecer, segundo Renato Maurício Prado. Inspirado em uma lembrança da infância, o comentarista sugeriu a criação de um time de futebol dos Globettroters. 

- Ia ser o máximo! Olha para um lado, dá para outro. Ele deu uma matada de bola no jogo contra o Emelec que a bola ficou alguns segundos. Só que o cara do Emelec chegou nele por trás e tum! A bola foi parar lá na frente e o cara quase armou um contra-ataque - disse Renato Maurício Prado no "Redação SporTV" desta sexta-feira.

Ronaldinho Gaúcho no treino do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)Para Renato Maurício Prado, não falta habilidade a Ronaldinho 
 
Na opinião do comentarista, Ronaldinho Gaúcho continua sendo um showman. Mas diferente da época do Barcelona:

- Houve uma época em que ele conseguia ser um showman efetivo. Se criasse um time de Globetrotters do futebol ele seria o camisa 10. Só que para o futebol pra valer, não dá mais. Um milhão e trezentos por mês por isso é caro, né? - disse Renato Maurício Prado.



De Letra: 'No Fla, isso é quase tradição, parece o Judiciário'


"Isso no Flamengo é quase uma tradição, parece o Judiciário com seus prazos" - Sylvio Capanema, presidente do Conselho Deliberativo, sobre o atraso no envio do balanço de 2011 e as contas de 2010 que ainda sequer foram votadas no plenário do órgão.


Capitão Léo: 'Crise no Flamengo? Isso não existe'



Capitão Léo - Leonardo Ribeiro - Flamengo (Foto: Alexandre Loureiro)
Uma das figuras mais polêmicas da política do Flamengo é o presidente do Conselho Fiscal, Leonardo Ribeiro, conhecido como Capitão Léo. Apontado como o principal motivo para a saída de Zico do cargo de diretor-executivo do Flamengo, o dirigente é um dos poucos no Rubro-Negro que ainda estão ao lado da presidente Patricia Amorim, cada vez mais isolada e abandonada pelas correntes políticas do clube.

Surpreendentemente, no meio do furacão que se transformou o Flamengo na última semana, Leonardo permanece tranquilo e nem de longe lembra o chefe de torcida ativo, que se notabilizou pela pressão feita em cima de jogadores e dirigentes nas crises de outrora.

O motivo da calma? Capitão Léo surpreende mais uma vez:

- Falam de crise no Flamengo. Crise? Não existe crise. É algo de fora para dentro. Está tudo normal, salários em dia, um bom time montado, não tem nada errado - garantiu ao LANCENET! o capitão otimista.

Mas se a crise é uma farsa, uma imagem errada de quem está fora do clube, o que estaria acontecendo com o clube mais popular do Brasil?

- A oposição e dissidentes que perderam espaço é que querem tumultuar - acusa o defensor da situação.

O discurso que dá alívio para os rubro-negros em relação à situação política, porém, não é o mesmo quando questionado sobre o momento do time de futebol. Aí, Léo volta a ser o torcedor temido pelas facções rivais dos tempos de Maracanã.

- Aí a culpa é do treinador. Essa situação se agravou por causa do empate contra o Emelec. Ele mexeu mal, trocou atacante por zagueiro. Se tivéssemos vencido, estaria tudo muito melhor - aponta.

Ex-chefe de torcida, Leonardo Ribeiro dá razão aos membros da Torcida Jovem que foram na manhã desta sexta-feira ao Ninho do Urubu atirar pipoca e ovos nos jogadores.

- Acho que eles estão certos. E isso é bom para alguns jogadores entenderem as coisas. Jogador respeita mais isso do que a palavra dos dirigentes. Tem de pressionar mesmo. Os caras estão com os salários em dia e não podem não se entregar como está acontecendo - criticou Capitão Léo, neste momento ainda mais torcedor do que presidente de um dos poderes mais importantes do Flamengo.





Ex-presidentes do Fla exigem renúncia de Patricia Amorim


Patricia Amorim (Foto: Paulo Sérgio)
A crise instalada no Flamengo nos últimos dias preocupa não apenas os torcedores comuns. Velhos caciques da política rubro-negra estão revoltados com a série de erros cometidos pela presidente Patricia Amorim e não enxergam outro caminho que não seja a renúncia do mandato, que termina no fim deste ano.

Presidente mais vitorioso da História do clube, Marcio Braga foi enfático em suas críticas, sempre se preocupando em não questionar a honestidade de Patricia.

- Se ela não está conseguindo dar sustentabilidade ao clube, deveria se licenciar e entregar ao Hélio (Ferraz, vice-presidente do Flamengo). Queremos apenas que ela entregue o cargo - disse o ex-presidente ao jornal MAIS.

Apesar de não ser do mesmo grupo político de Braga, Delair Dumbrosck, que dirigiu o Fla durante a conquista do hexa, mostra que Patricia está isolada e sem o apoio das várias correntes políticas do Flamengo:

- O melhor caminho é entregar o cargo ao Helinho. O grupo dela, com o marido (Fernando Sihman) e o Michel Levy não quer ajuda de ninguém. Eles ignoram os ex-presidentes.

Procurada pelo MAIS, a presidente estava com o celular desligado.

Delair avisa: no dia 15, abre-se o processo de impeachment

 
Delair Dumbrosck pediu a apresentação das contas de 2010. Como isso ainda não ocorreu, o ex-presidente alertou ter pedido um prazo de 30 dias ainda em março e que este se encerra no próximo dia 15. De acordo com ele, caso não haja a resposta, o Conselho Deliberativo deve colocar em pauta o impeachment de Patrícia Amorim.

- O Conselho Fiscal tem de apresentar as contas até o dia 15 de abril. Se não o fizerem, o Conselho Deliberativo tem de abrir uma comissão de inquérito para aplicar a perda de mandato - disse Delair Dumbrosck.


   MÁRCIO BRAGA
O que a Patrícia deve fazer, Márcio Braga?
Se ela não está conseguindo dar sustentabilidade ao clube, deveria se licenciar e entregar ao Hélio Paulo (Ferraz, vice-presidente do Flamengo). Ele já foi presidente, entende disso. Todos sabem que é o marido dela quem manda no clube. Há uma falta de transparência, são crises que se sucedem. Não se sabe das contas, em quanto está a dívida, o valor da folha de pagamento...

A crise lhe surpreende?
No início do ano avisei: “Preparem-se, rubro-negros, o ano será de sofrimento”. Desde a fase preparatória avisei isso. Quando atleta abandona delegação (Alex Silva) e há crise entre técnico e jogadores só pode se esperar por um ano de muitas dificuldades. Tá aí o que eu disse.

   DELAIR DUMBROSCK
Que medida deve tomar a Patrícia, Delair?
O melhor caminho é entregar o cargo ao Helinho. Tem mais conhecimento e trânsito com as pessoas dentro do clube. Ela ignorou o Márcio (Braga), a mim e outros presidentes. O Helinho é a solução menos pior para o momento. Ele vai ter capacidade de me consultar, de falar com Kleber, Márcio e outros... O grupo dela, com o marido dela (Fernando Shiman) e o Michel Levy não quer ajuda de ninguém.

Qual o grande erro dela?
Achou que poderia ser gestora de um clube da grandeza do Flamengo, mas não trouxe ninguém com experiência. Já fiz vários requerimentos ao Conselho Fiscal, mas não obtenho resposta. Falta transparência, ela só escuta o pessoal dela e não nos consulta.

   HÉLIO FERRAZ
Márcio Braga e Delair pediram seu nome. Qual a sua reação diante disso?
Agradeço aos comentários sobre minha pessoa, mas o momento é de buscar tranquilidade, cabeça fria nesse momento. Temos de procurar ajudar o clube. Essa questão de perda de mandato só deve se aplicar numa situação extrema.

Está pronto para voltar à presidência do Fla?
Estou pronto, como todo vice-presidente deve estar. Assumi um cargo em que brinco, dizendo que sou o “primeiro suplente”. Em caso de doença, viagem ou desistência, eu assumo. Mas espero que isso não aconteça. Não acho que seja caso de perda de mandato.



Flamengo já planeja se livrar de Ronaldinho Gaúcho

O Flamengo já perdeu a paciência com Ronaldinho. A provável e precoce eliminação do time na Copa Santander Libertadores pode ser o ponto final do caso entre o jogador e o clube. Sem dar o retorno esperado dentro e fora de campo, o Rubro-Negro vai procurar uma forma de se livrar do jogador mais caro da História do Fla.

Entretanto, o clube ainda não sabe como vai conseguir tirar um jogador tão caro do elenco, já que uma rescisão unilateral é completamente inviável para os cofres rubro-negros e dificilmente um clube estaria disposto a contratá-lo.

Uma bala perdida, das muitas que tem no Rio, pode atingir a cabeça desse filho da puta e do irmão. Acidentes, acontecem. Deus é Flamengo.

Em reunião com diversos dirigentes e alguns conselheiros do clube, a presidente Patricia Amorim reconheceu que o momento delicado exige atitudes drásticas. Uma delas seria o fim do casamento com Ronaldinho. “O navio está afundando”, foi a expressão utilizada no encontro.

Um dos fatores fundamentais é que Ronaldinho também não tem a influência esperada sob o grupo. Ele se tornou o capitão do time desde que chegou e já bateu de frente com o técnico Vanderlei Luxemburgo. A ideia dos dirigentes era de que ele pudesse ser um líder do time, mas acabou virando uma liderança longe do imaginado no começo de 2011, quando o craque foi contratado.

A pressão interna para que o Flamengo se livre de Ronaldinho já existe há muito tempo. Porém, desde que o clube passou a pagar 100% do salário do craque as cobranças ficaram ainda maiores.
Sem um retorno financeiro fora de campo e com atuações abaixo do esperado, a oposição também passou a fazer pressão para que Ronaldinho deixe o clube.

ASSIS SE IRRITA

Irmão e empresário de Ronaldinho(dupla de vagabundos), Assis não gostou de ser questionado sobre o futuro do craque. Segundo ele, o Flamengo ainda não lhe procurou sobre uma possível venda de R10.

– Não vou falar. Não tem nada, pelo menos até agora ninguém me falou. Ele tem contrato até 2014. Se chegar alguma coisa eu analiso – afirmou Assis, com um tom de voz irritado.

Em outros momentos, Assis já chegou a falar que propostas para o seu irmão nunca faltaram. Entretanto, ele sempre deixou claro que a intenção de Ronaldinho é seguir no Flamengo.


sexta-feira, 6 de abril de 2012

Polícia é chamada para encerrar protesto na porta do hotel do Fla

Pela manhã, membros de uma torcida organizada do Flamengo foram até o Ninho do Urubu e protestaram contra o time, jogando ovos e pipoca no ônibus do clube. Na noite desta sexta, integrantes de uma outra facção organizada rubro-negra fizeram uma nova manifestação, desta vez na porta do hotel que serve de concentração ao Flamengo. Os torcedores, que carregavam faixas, batucaram e gritaram palavras de ordem. A gerência do hotel chamou uma patrulha da Polícia Militar para encerrar o protesto, alegando que os hóspedes estavam sendo incomodados. Com a chegada dos policiais, o grupo cessou a manifestação de maneira pacífica.

Hotel Flamengo Windsor Barra (Foto: Eduardo Lamas / Globoesporte.com)Hotel que serve de concentração ao Flamengo (Foto: Eduardo Lamas / Globoesporte.com)
 
Chefiada por José Pinheiro, a equipe de segurança do Flamengo é formada no total por cinco pessoas, que têm ainda o apoio dos seguranças do hotel. De acordo com Pinheiro, o contingente não foi aumentado por conta do momento de crise por que passa o Flamengo. O chefe da segurança garantiu ainda que não planeja pedir auxílio à Polícia.

O Flamengo vive situação delicada na Taça Libertadores. Para avançar às oitavas de final, o time precisa vencer seu último jogo na fase de grupos, contra o Lanús, na próxima quinta, no Engenhão, e ainda torcer para que Olimpia x Emelec, no mesmo dia, termine empatado.

Neste sábado, o Mengão joga o clássico com o vasco no Engenhão. Se vencer, o Fla, dependendo dos demais resultados da rodada, pode garantir a classificação à fase semifinal da Taça Rio com uma rodada de antecipação.

Cobrança da presidente

Na tarde desta sexta-feira, a presidente Patricia Amorim esteve na concentração. Acompanhada por outros dirigentes, ela pediu a palavra e questionou os últimos resultados. Durante a reunião, Patricia exigiu maior comprometimento dos jogadores e reforçou o discurso da grandeza do Fla. O vice de futebol Paulo Coutinho e o vice jurídico Rafael de Piro também discursaram. O técnico Joel Santana não participou da conversa porque não foi convidado.

Ronaldinho permaneceu calado durante todo o tempo. O único que falou em nome do grupo foi o atacante Deivid. Ele disse que o elenco é unido, mas reconheceu os fracos resultados do ano.

- Estamos prontos para resolver essa situação. Não existe apenas um culpado, mas sim todo o grupo. Temos um compromisso com a torcida para mudar essa situação – disse o camisa 9 na frente de todos.



Quem é Deivid?


É o dono do Flamengo!

Esse merda toda vez que começa uma crise, ele aparece como um líder, assume a culpa e tudo bem!

Patrícia Amorim, sua cadela escrota, coloca esse merda fora do Flamengo sua idiota, ridícula. 
 
 
 

Patricia, ''a ridícula'' cobra jogadores em reunião sem Joel; Deivid, ''o merda'' é porta-voz do grupo

O confinamento dos jogadores do Flamengo à espera do jogo contra o Vasco serviu para uma forte cobrança da presidente Patricia Amorim na tarde desta sexta-feira, no hotel onde o grupo se concentra, na Barra da Tijuca. Acompanhada por outros dirigentes, ela pediu a palavra e questionou os últimos resultados. Com uma folha de quase R$ 7 milhões, o Rubro-Negro está na lanterna do Grupo 2 da Libertadores – cinco pontos em cinco jogos – e só avança às oitavas se vencer o Lanús, quinta-feira, e Olimpia e Emelec empatarem no Paraguai.

Durante a reunião, Patricia exigiu maior comprometimento dos jogadores e reforçou o discurso da grandeza do Fla. Ela disse que o clube respira vitórias e que os jogadores precisam dar alegrias aos torcedores. O vice de futebol Paulo Coutinho e o vice jurídico Rafael de Piro também discursaram. O técnico Joel Santana não participou da conversa porque não foi convidado.

Ronaldinho, ''o vagabundo'' permaneceu calado durante todo o tempo. O único que falou em nome do grupo foi o atacante Deivid. Ele disse que o elenco é unido, mas reconheceu os fracos resultados do ano.

- Estamos prontos para resolver essa situação. Não existe apenas um culpado, mas sim todo o grupo.  Temos um compromisso com a torcida para mudar essa situação – disse o camisa 9 na frente de todos.

Segundo um dirigente que estava na reunião, o comportamento de um atleta irritou os comandantes:  Willians. O volante se mostrou alheio ao papo e pode ser afastado do grupo após a partida contra o Lanús, quinta-feira.

- Ele é marrento e não respeita ninguém. Não se enquadra no que queremos daqui para frente – disse o dirigente.

O vice de relações externas, Walter Oaquim, rebateu o comentário:

- Quem passou essa informação está mentindo. O único que pode barrar o Willians é o técnico. Não existe nenhum movimento para afastá-lo.





Felipe: 'Está faltando honrar a camisa do Flamengo'

"Falta maturidade". Foi essas palavras utilizadas pelo técnico Joel Santana para explicar mais um resultado adverso na Libertadores. A constatação é parecida com a de Felipe. Em sua segunda disputa da Libertadores, o goleiro reconhece que o time do Flamengo ainda não aprendeu a lidar com as peculiaridades de uma partida do nível da competição internacional.

- É diferente. Essa é a segunda vez que eu disputo. Não é a mesma coisa do Carioca. O juiz não marca as mesmas faltas, puxam, dão cotovelada. Ainda não nos acostumamos e não aprendemos a jogar assim. Isso vem fazendo a diferença - explicou.

Em uma análise sincera, Felipe chegou a dizer que o time estava à beira do inferno, e que só um resultado positivo, pode proporcionar dias mais tranquilos para o jogo derradeiro, contra o Lanús, na próxima quinta-feira. O camisa 1 reconheceu que falta mais empenho aos jogadores nos jogos.

- Falta mais tudo. Nós sabemos que está faltando muito. Não é só entrar e jogar. Falta algo mais. Honrar a camisa, correr, suar. Temos que fazer algo diferente. Se eu soubesse a receita, já tinha passado para não sofrer tantos gols. Alguma coisa tem de ser mudada urgentemente, porque temos o mesmo elenco do ano passado. Saiu o Thiago Neves e entrou o Love - encerrou.


No Anzhi, não

O lateral-esquerdo Roberto Carlos, que não tem jogado pelo Anzhi e está atuando como diretor, publicou em seu Twitter nesta sexta-feira que o clube russo não tem interesse na contratação de Ronaldinho Gaúcho.

A hipótese foi levantada pelo jornalista Renato Maurício Prado durante o programa “Redação Sportv” na manhã desta sexta.

Adriano se diz pronto para cirurgia, mas não afasta possibilidade de parar



O médico do Flamengo, José Luís Runco, deu o parecer. Adriano terá mesmo de passar por nova cirurgia no tendão de Aquiles do pé esquerdo. A recuperação não será, segundo Runco, inferior a três meses. Por todo o tempo da entrevista, nesta sexta, no Ninho do Urubu, o atacante mostrou tranquilidade com a notícia. Sereno nas respostas, procurava sempre olhar para o repórter que fazia a pergunta e responder pausadamente. Em alguns momentos, sorriu até para o médico, que será seu fiel escudeiro na empreitada para voltar ao futebol.

O Imperador sonha retornar aos gramados e ao Flamengo, mas deixou claro: só após a cirurgia vai tomar a decisão do que vai fazer. Uma abreviação no fim de sua carreira não está afastada.


adriano flamengo coletiva (Foto: Marcos Tristão / Agência Globo)Adriano diz que, com 30 anos, ainda tem muito a dar ao futebol (Foto: Marcos Tristão / Agência Globo)

- Neste momento tenho que ter calma. Tenho conversado com a minha família. Minha mãe chegou a falar para eu parar de jogar que ela estaria comigo. Falei que não é o tempo de parar. Sei que as pessoas pensam que não quero mais nada. Não é por aí. Fiquei muito tempo parado. Temos que ficar tranquilos, vai ter operação, depois da operação vou ver como vou estar. Hoje, meu pensamento é de voltar a jogar futebol. Mas tudo vai depender da forma como vai ser esse período. Caso contrário, vou ter que pensar em outra situação.

Mas o sonho de Adriano é conseguir se recuperar. Após a conversa com Runco, o atacante confessou ter ficado um pouco triste com o fato de a cirurgia ser capital para a volta aos gramados em bom estado físico.

- Ele falou que teria de passar pela nova cirurgia, até porque hoje eu posso jogar, mas em grande nível não poderia. Isso me deixou um pouco triste. Pensei, conversei com a minha família e decidi não desistir ainda. Vou me recuperar dessa operação e pensar muito bem no que vou fazer depois de estar recuperado. É chato quando você fica parado há muito tempo. Estou parado há quase dois anos por causa de lesões. Se eu tiver uma decisão de parar de jogar, não vai ser a certa. Tenho 30 anos, muita coisa para dar ao futebol. Meu objetivo é me recuperar e quem sabe assinar com o Flamengo e voltar à Seleção.

O retorno ao Flamengo continua visto com bons olhos pelo craque, que no dia da derrota para o Emelec chegou a passar um SMS desejando sorte ao time na partida no Equador.

- Foi aqui que eu nasci, vou tentar recomeçar como em 2009. Aqui realmente me sinto em casa. É como um recomeço, e não vai ser diferente desta vez. A minha ideia hoje é me recuperar e poder voltar a jogar no Flamengo, se for o caso. Acho que tem grande chance. Mas primeiro vou pensar na minha pessoa e nas coisas que vão acontecer.

adriano flamengo coletiva (Foto: Marcos Tristão / Agência Globo) 
Ao lado de Runco, atacante mostra tranquilidade com a situação (Foto: Marcos Tristão / Agência Globo)

Após os problemas com o Corinthians, onde, segundo a diretoria do clube paulista, o atacante teria faltado a 67 sessões de fisioterapia, fica a grande dúvida de como seria a sua recuperação no Flamengo. O atacante reconheceu seus erros.

- No começo, sim, eu faltei. Mas nunca deixei de comunicar ao Corinthians. Isso me prejudicou - afirmou o atacante.




Felipe alerta sobre crise do Flamengo: 'Estamos com um pé no inferno'


Único membro da equipe titular do Flamengo a comparecer ao treinamento no Ninho do Urubu, na manhã desta sexta-feira, o goleiro Felipe enfatizou a difícil situação que o clube atravessa na temporada. Segundo ele, vencer o vasco neste sábado, em partida válida pela sétima rodada da Taça Rio, será a solução para amenizar a péssima fase.

- Estamos com pé no inferno, e perder para o vasco é um empurrãozinho que falta...Se está ruim agora, imaginem se não vencermos? Sabemos que se ganhar amanhã (sábado) evitaremos uma crise maior. Temos que representar e honrar essa camisa, pois estamos deixando a desejar - destacou o camisa 1.

Antes da atividade realizada no Ninho do Urubu, alguns membros de uma torcida organizada protestaram na porta do centro de treinamento. Com nariz de palhaço, eles jogaram ovos e pipocas no ônibus que levava os atletas que foram ao centro de treinamento.

- Isso mexe de certa forma. Futebol é assim. Já tive essa experiência em outro clube, e tento evitar de ler todas as matérias. Por isso, é importante que vençamos o clássico. Ninguém vai esquecer a derrota e todos querem ter um fim de semana mais tranquilo. Além disso, a vitória nos deixa em boa situação paras as semifinais. 

Ficamos chateados já que é o nosso local de trabalho. Acho que o melhor lugar para protestar é no estádio. Nenhum trabalhador gosta dessa situação. Ninguém vai ao seu trabalho para ser esculachado. Algumas coisas são mandadas. Sabemos da força da nossa torcida e não são três ou quatro que representam toda a torcida do Flamengo - ressaltou o arqueiro.

Em meio a este caldeirão, o Flamengo enfrenta a coisa maldita(vasco), neste sábado, às 18h30, no Engenhão.

Renato M. Prado: 'Não há mais clima para Ronaldinho continuar no Flamengo'


A saída de Ronaldinho Gaúcho do Flamengo é questão de tempo. Na opinião de Renato Maurício Prado, que participou nesta sexta-feira do "Redação SporTV", não há mais atmosfera para o jogador no clube. Inclusive, o camisa 10 nem jogaria contra o vasco, neste sábado, no Engenhão.  

- Não há mais clima para Ronaldinho continuar no Flamengo. Não me surpreenderei se a Patrícia Amorim for ao Ninho do Urubu hoje para conversar com os jogadores, e em particular com Ronaldinho. Não me surpreenderei se essa coisa desandar e o Ronaldinho nem jogar contra o vasco - disse Renato Maurício Prado. 

O comentarista lamentou o fato do Flamengo não ter virado um clube-empresa. Possibilidade que ele não crê na atual diretoria:

- A Patrícia Amorim tem uns quatro ou cinco aspones que a cerca, com cargos de vice de finanças, vice de jurídico, e mandam no futebol como se fosse a casa deles. O cara chega e diz: "tem que contratar o Ronaldinho". Aí contrata. "Tem que mandar o Ronaldinho embora". Aí manda. Não tem como dar certo nunca - disse Renato Maurício Prado.

Outro que está perto de deixar o clube é Joel Santana. O título do Campeonato Carioca seria a salvação do Papai Joel:

- O prazo de validade dele é até o campeonato estadual. Caindo na Libertadores, depende do estadual. Se ganhar o estadual, ainda se discute. Se perder o estadual, no Brasileiro já terá outro técnico. Qual será, não me pergunte - disse o comentarista.





Recuperação da cirurgia de Adriano vai demorar pelo menos três meses


adriano flamengo (Foto: Richard Souza/Globoesporte.com)
O departamento médico do Flamengo confirmou nesta sexta-feira, em entrevista coletiva, que o atacante Adriano terá que passar por uma nova cirurgia no tendão de Aquiles do pé esquerdo para corrigir a cicatrização do local. A expectativa inicial era de que a recuperação fosse feita em dois meses, mas, de acordo com o médico José Luiz Runco, deverá pelo menos três meses. Ele, no entanto, disse que não é possível precisar o tempo.

- Nossa preocupação não é só com o tendão esquerdo, mas com o tendão do lado oposto. O tendão do lado esquerdo está funcionando, mas de forma insuficiente. Terá de ser submetido a um procedimento cirúrgico. Não vai ser de dois meses, vai ser maior, mas não posso precisar. Antes de três meses eu garanto que ele não volta.  O ato operatório ainda não está definido dia, hora e local. Hoje, está extremamente confortável dar este tratamento - disse Runco.

O médico explicou o objetivo da cirurgia e demonstrou otimismo com o tratamento. Ele, no entanto, disse que o sucesso depende muito do próprio Adriano.
 
- Vamos fazer um reforço no lado esquerdo que foi operado. O tendão direito está bom, nossa preocupação é não comprometê-lo. A ideia é recuperar o ser humano, depois o atleta. Ele sabe que depende muito dele. Podemos ter um resultado muito positivo. Há como recuperar esta força (no tendão). O Flamengo está cuidando de uma criança que é tratada aqui desde os 15 anos e tem um irmão aqui. Não tem vínculo contratual, é um relacionamento do Adriano com os médicos.

José Luiz Runco comentou sobre a recuperação feita pelo Imperador no Corinthians após a cirurgia. O médico afirmou que não considera que houve algum tipo de erro no tratamento feito pelo clube paulista.

- Ele me passou que no Corinthians conseguia jogar novamente. Algumas coisas que aconteceram foram em função das atividades dele, inclusive o gol sobre o Atlético-MG, que praticamente deu o título ao clube. Neste momento que está sem clube, gostaria de tentar recuperar a força muscular dele. Fizemos exames de laboratório e imagens. O procedimento médico feito no Corinthians e o tratamento dado foram corretos, coerentes, dentro da lesão que ele teve. Se ele não fez todo o procedimento, evidentemente que prejudica.

Serafim Borges, também médico do Fla, comentou sobre alterações nos exames clínicos do jogador, mas disse que não existe preocupação. Ele afirmou que tudo será controlado. 

- Todo jogador que chega ao Flamengo passa por uma avaliação clínica e cardiológica. As alterações que encontramos são corrigíveis. Vamos fazer estas correções e esperamos um resultado satisfatório. Certamente teremos. É um jovem, tem uma saúde perfeita.

O Imperador fará todo o seu tratamento com os profissionais do Fla. Assim que estiver recuperado, se tudo correr dentro do planejado, o atacante vai sentar para discutir um contrato para voltar a ser oficialmente jogador rubro-negro.

Antes da derrota do Fla para o Emelec por 3 a 2, na quarta-feira, Adriano enviou um SMS para o vice de futebol Paulo César Coutinho desejando sorte. O dirigente já conta com o Imperador no time rubro-negro para a disputa do Campeonato Brasileiro.





Vamos invadir o hotel e meter a porrada nesses filhos da puta!!!




                                  Hotel Windsor Janeiro

Av Sernambetiba 2630 Barra Da Tijuca, Rio de Janeiro, RJ 22620-172 Brasil 




Protesto faz Flamengo cancelar treino dos ''vagabundos'' , no Ninho

O protesto dos torcedores de uma organizada na porta do Ninho do Urubu fizeram com que o Flamengo alterasse a sua programação. Com exceção de alguns reservas, do meia Renato, e do goleiro Felipe, os jogadores, ''vagabundos'', não vão treinar nesta-sexta-feira e permanecerão concentrados no Hotel Windsor, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, onde usarão a academia do local para uma atividade física. Os manifestantes aguardaram o plantel no centro de treinamento com nariz de palhaço, e atiraram ovos e pipoca no ônibus que chegou trazendo os atletas que foram treinar.

Com isso, o elenco rubro-negro não fará nenhum trabalho no campo visando o clássico contra o Vasco, neste sábado, válido pela sétima rodada da Taça Rio. Na última quinta-feira, ao chegar do Equador, onde foi derrotado pelo Emelec, pela Copa Santander Libertadores, a delegação já havia driblado os torcedores que aguardavam os jogadores no Aeroporto Internacional Tom Jobim, saindo pelos fundos.

Contudo, a entrevista coletiva com o atacante Adriano ainda ocorrerá nesta sexta-feira quando o jogador falará sobre a possiblidade de cirurgia no tendão de Aquiles.



Justa causa para Ronaldinho




       Fora do Flamengo, vagabundo, marginal  



RESCISÃO DE CONTRATO DE TRABALHO POR JUSTA CAUSA DO EMPREGADO

Justa causa é todo ato faltoso do empregado que faz desaparecer a confiança e a boa-fé existentes entre as partes, tornando indesejável o prosseguimento da relação empregatícia.

Os atos faltosos do empregado que justificam a rescisão do contrato pelo empregador tanto podem referir-se às obrigações contratuais como também à conduta pessoal do empregado que possa refletir na relação contratual.




Aliados de Patrícia Amorim temem que Ronaldinho seja arma da oposição



Aliados da presidente Patricia Amorim, ''cadela escrota'', estão temerosos com o que chamam de risco-Ronaldinho nas eleições do Flamengo do fim do ano. O alto salário do jogador, de R$ 1,2 milhão, combinado a um desempenho ridículo, deve ser usado como munição pela oposição durante a campanha. Por enquanto, Amorim ainda não confirmou publicamente sua candidatura à reeleição.





Rubro-negros protestam com nariz de palhaço, ovos e pipoca no Ninho do Urubu


Torcida Fla (Foto: Wagner Meier)
A sexta-feira santa rubro-negra não começou bem. No Ninho do Urubu, membros da Torcida Jovem do Flamengo protestaram por conta dos últimos resultados da equipe. Com nariz de palhaço, os seis manifestantes jogaram pipoca e ovos no ônibus do clube que trouxe a comissão técnica da concentração, no Hotel Windsor, na Barra da Tijuca. Aos gritos de time sem vergonha, eles puderam ver a revolta no semblante dos torcedores. Os jogadores ainda são esperados no centro de treinamento. Ronaldinho é o mais criticado.

Segundo eles, o objetivo do protesto não é conversar com os atletas, mas sim mostrar a insatisfação diante da campanha ruim que o time faz na Copa Santander Libertadores.

- Não queremos falar com ninguém. Viemos aqui para jogar pipoca nestes pipoqueiros. Nós não admitimos amadorismo já que os salários estão em dia - disse um dos integrantes.

Com este clima de muita tensão, os jogadores do Fla farão a última atividade antes do clássico deste sábado contra o vasco, pela sétima rodada da Taça Rio.








CBF orienta árbitros a evitar dar cartão e proíbe entrevistas

A ordem da comissão nacional de arbitragem da CBF para 2012 é diminuir os cartões aplicados. Documento enviado às federações e aos árbitros cita palavras fortes, como covardia, para atitudes que devem ser evitadas, como expulsar jogadores por conveniência.
Essa e outras 25 orientações estão no documento intitulado "Critério, Coragem e Repressão à Violência", produzido pela comissão após treinamento e debate de profissionais da área entre 23 e 25 de fevereiro, na Granja Comary, em Teresópolis (RJ). 

Segundo Rodrigo Paiva, diretor de comunicação da CBF, a publicação das orientações é novidade na entidade e segue recomendação do novo presidente, José Maria Marin. 

Também foi confirmada a proibição de entrevistas sobre questões técnicas e disciplinares de um jogo. O "cala a boca" já era uma ordem da comissão, que agora oficializou a regra. Houve a inclusão, na orientação número 4, da proibição de citar nomes de clubes, jogadores, técnicos e dirigentes em palestras. 

ATITUDE 'COVARDE'
 
Chama a atenção o pedido para evitar cartões em lances normais. Na orientação 9, que explana sobre a advertência com o amarelo, a comissão de arbitragem critica a técnica de "segurar" a partida. 

A teoria é que alguns árbitros aplicam o amarelo em jogadas não violentas, no início, para evitar problemas de disciplina quando o confronto esquenta, mais no final. 

A CBF chama de "covarde" a atitude de um árbitro quando ele expulsa dois jogadores envolvidos em uma confusão, sendo que um deles fez uma falta normal, mas foi agredido de maneira brutal como forma de revide pelo outro. 

A comissão diz que expulsar um de cada time, no exemplo citado, é solução de problema para o árbitro (evita reclamações) e diminui sua autoridade na partida. 

O árbitro-assistente Roberto Braatz, que esteve na Copa de 2010, participou do grupo de discussão em Teresópolis e acha que o documento normatiza regras que já eram passadas. "Serve para ter parâmetro para uma cobrança." 

Presidente da Anaf (Associação Nacional dos Árbitros de Futebol), Marco Antônio Martins não leu as orientações e evitou comentá-las. 




Alguma coisa tem que ser feita, diz ex-presidente do Flamengo


Ex-presidente do Flamengo entre 1995 e 1998, e responsável pelo retorno de Romário ao Brasil, Kléber Leite criticou, nesta quinta-feira, o aproveitamento do meia atacante Ronaldinho Gaúcho no clube. Ele classificou de "inconcebível" o baixo retorno que a contratação do craque vem dando, seja no campo, seja financeiramente. 

"Até aqui, é um investimento ruim. Alguma coisa tem que ser feita, tem que se chegar a uma conclusão do que isso representa", afirmou. 

Kleber Leite acrescentou que a direção do clube precisa tomar uma atitude rapidamente, sob o risco de o ano "não terminar bem" na Gávea. Ele frisou que, por ser um ano de eleições no clube, a crise instalada após a derrota de 3 a 2 para o Emelec, do Equador, poderá ficar ainda pior daqui para frente. 

"O momento é preocupante. A grande questão é daqui para frente. A eleição é no fim do ano, mas as movimentações começam cedo, e influenciam o futebol do clube", afirmou. 

O ex-dirigente flamenguista procurou minimizar a derrota frente ao time equatoriano, e lembrou que o Flamengo não pode perder o rumo de vez esse ano, já que ainda tem duas competições pela frente ¿ o Brasileiro e o Estadual. Leite cobrou "serenidade" da presidente Patricia Amorim para definir os rumos do clube. 

"Ela tem que ter um equilíbrio muito grande, deixar a eleição em segundo plano. Tem que estar voltada para os interesses do clube. Minha impressão é que o Flamengo vem sendo gerido de fora para dentro, com uma série de opiniões que influenciam", comentou.



Novo Basquete Brasil: Flamengo vence Tijuca




O Flamengo derrotou o Tijuca por 83 a 76 e encerrou sua participação na fase de classificação. Os rivais, que ainda sonham com uma vaga nos playoffs, agora vão precisar secar o Minas, que precisa perder os próximos dois jogos para que os cariocas avancem de fase. Os Rubro-Negros estão garantidos na sequência da competição.

O pivô Caio Torres, do Flamengo, foi o cestinha, com 24 pontos. Pelo Tijuca, o armador Manteguinha foi o destaque, com 17 pontos.







Confira os  outros resultados ontem:


Pinheiros 82 x 87 Paulistano
Tijuca 76 x 83 Flamengo
Uberlândia 80 x 68 Franca
Araraquara 78 x 89 Limeira
São José 93 x 82 Joinville
 


Sábado é dia de malhar...




        Vascaínos e os jogadores do Flamengo













Nos planos para o Brasileiro, Adriano envia SMS antes da queda no Equador

 
Adriano faz exames no Flamengo (Foto: Thiago Lontra / Ag. O Globo)
O namoro entre Adriano e o Flamengo está mais vivo a cada dia. Na manhã desta sexta-feira, o atacante será tema de um pronunciamento do médico José Luiz Runco sobre a sua situação física e a cirurgia no tendão de Aquiles do pé esquerdo a que deve ser submetido para corrigir a cicatrização do local. Mas, no clube, a esperança de receber o Imperador como reforço é grande, principalmente pelo posicionamento do jogador.

Antes da derrota por 3 a 2 para o Emelec, em Guayaquil, quarta-feira à noite, pela Taça Libetadores, Adriano enviou uma mensagem via celular para o vice-presidente de futebol do Flamengo, Paulo César Coutinho. O jogador desejou boa sorte ao time, que acabou vendo suas chances de classificação para as oitavas de final ficarem reduzidas a um milagre - precisa vencer o Lanús-ARG e torcer por um empate entre Olimpia-PAR e Emelec, quinta-feira.

- Vamos ver o que o Runco vai dizer, mas ele deve mesmo passar por uma cirurgia, bem mais simples do que a anterior. Estou contando com o Adriano para o Campeonato Brasileiro. Para o primeiro turno, ainda acho difícil, mas para o segundo conto com ele - afirmou Coutinho, que estará no Ninho do urubu para acompanhar o pronunciamento de Runco.

Adriano foi submetido a uma série de exames nas últimas duas semanas para que o departamento médico do Flamengo avaliasse as reais condições de sua lesão. O jogador teve sua demissão por justa causa anunciada pelo Corinthians no dia 23 de março. Coutinho foi o responsável pelo primeiro contato com o Imperador depois de sua saída oficial do clube paulista.





quinta-feira, 5 de abril de 2012

Love, R10 e Joel não passam pelo saguão ao chegarem à concentração

O Flamengo iniciou já na noite desta quinta-feira a concentração com vistas ao clássico contra o vasco, sábado, pela Taça Rio. Ronaldinho Gaúcho e Vagner Love, os dois principais jogadores do elenco, não passaram pela recepção do hotel que hospeda o time, assim como o técnico Joel Santana, que subiu direto do estacionamento para seu quarto. Havia torcedores à espera dos jogadores no local. Eles queriam ter algum tipo de diálogo com líderes do grupo.

Assis conversa com Junior Cesar, Deivid e o auxiliar Marcelo Salles (Foto: Eduardo Peixoto / Globoesporte.com) 
Assis, irmão de Ronaldinho, conversa com Junior Cesar, Deivid e o auxiliar Marcelo Salles no hotel do Fla (Foto: Eduardo Peixoto / Globoesporte.com)

A delegação do Flamengo chegou na manhã desta quinta-feira ao Rio, vinda de Guayaquil, no Equador, onde o time foi derrotado pelo Emelec, por 3 a 2, e se colocou em posição delicada na Taça Libertadores. Vagner Love, pela manhã, tentou até o último momento demover o técnico Joel Santana da ideia de iniciar a concentração na noite desta quinta-feira. A alegação era de que os jogadores vêm de três viagens desgastantes seguidas – Assunção, Macaé e Guayaquil – e que passar esta noite ao lado de familiares seria importante.

No entanto, comissão técnica e diretoria apegam-se ao Campeonato Carioca para salvar o semestre. O time está na liderança do Grupo A, com 15 pontos, e pode garantir classificação antecipada às semifinais da Taça Rio se vencer o duelo de sábado.


Saída de R10 entra em pauta no Fla, mas Patricia rejeita: 'Sem cabimento'

As fracas atuacões e o alto salário podem abreviar a passagem de Ronaldinho Gaúcho pelo Flamengo. Enquanto o time está à beira da eliminação na Taça Libertadores, assessores próximos à presidente Patricia Amorim tentam convencê-la a buscar a rescisão do contrato do jogador, que recebe cerca de 1,2 milhão por mês e vem sendo alvo de questionamentos dentro e fora do clube. O compromisso vai até dezembro de 2014.

- A ideia é buscar um acordo com o Assis (irmão e empresário de R10) e fazer uma rescisão amigável - disse uma pessoa ligada à diretoria.

A presidente, porém, nega com veemência que tal possibilidade exista no momento:

- Isso não tem cabimento - afirmou Patricia Amorim, através da assessoria de imprensa do clube.

Assim como a presidente, Assis rechaça o possível rompimento:

- São essas notícias plantadas que criam as confusões e atrapalham o ambiente. Ninguém nunca comentou isso comigo. Nunca vi do Flamengo interesse em rescindir o contrato que vai até 2014. Nao tenho motivo pra achar que o Fla queira rescindir. Pode ser que alguem tenha interesse nisso - afirmou o empresário.

Questionado sobre uma suposta conversa com Patricia, Assis foi enfático.

- Vou falar com a Patricia por quê? Não tem motivo, ninguém me procurou, não existe nada.

Além da presidente, outros dirigentes, como o vice de finanças Michel Levy, também negam a hipótese:

- Isso é coisa do imaginário. Não vou comentar sobre algo que não existe.

O vice-jurídico Rafael de Piro ecoou Levy:

- Não sei de nada.


Casagrande critica o Flamengo e diz que falta comando na Gávea

Com a derrota por 3 a 2 para o Emelec, o Flamengo  ficou na última colocação do Grupo 2 da Taça Libertadores com apenas cinco pontos conquistados e está distante da próxima fase da competição. Para o comentarista Walter Casagrande, o clube carioca vive o reflexo de seu início de ano conturbado.


- Tudo isso que está acontecendo com o Flamengo é reflexo do início do ano. Não é o jogo de ontem que está tirando o Flamengo da Libertadores (...) Me parece que o clube não tem comando. Nem da diretoria, nem do treinador e os jogadores fazem o que querem - ressaltou o comentarista no "Arena SporTV".

Para Casagrande, falta determinação no clube carioca e, por isso, a equipe encontra-se na última colocação de seu grupo e com poucas chances de garantir uma vaga na próxima fase.

Para se classificar, o Flamengo depende de uma combinação de resultados e precisa vencer o Lanús, líder do grupo com 10 pontos, em casa, na última rodada, e torcer por um empate entre Emelec e Olímpia, a outra partida do grupo. Na visão de Casagrande, o Flamengo não deve ir para as oitavas de final.

- O Flamengo não está fazendo a parte dele. É muito difícil achar que de uma hora para outra o time vai encaixar o jogo. Eu acho muito difícil - concluiu.



Luiz Antonio é liberado pelo TJD para enfrentar o vasco e Joel ganha opção

 Em uma semana complicada, depois da derrota para o Emelec-EQU, por 3 a 2, em Guayaquil, pela Taça Libertadores, o Flamengo tem menos um problema para o o confronto com o Vasco, sábado, às 18h30 (de Brasília), pela Taça Rio. O volante Luiz Antonio foi punido apenas com uma advertência pela expulsão na vitória por 4 a 2 sobre o Volta Redonda e está liberado para entrar em campo no clássico.

Luiz Antonio foi julgado pela Quarta Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro nesta quinta-feira. Ele havia sido denunciado no artigo 254-A, parágrafo 1º, inciso II, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), com pena prevista de quatro a 12 jogos de suspensão.

Com a liberação de Luiz Antonio, o técnico Joel Santana terá mais uma opção para escalar o time para o clássico com o Vasco, pela penúltima rodada da Taça Rio. Contra o Emelec, o jogador ficou no banco de reservas e entrou apenas no segundo tempo no lugar de Muralha. Foi a última substituição do Flamengo no jogo.

O Flamengo lidera o Grupo A da Taça Rio, com 15 pontos, faltando duas rodadas para ao fim da fase de classificação. Na Libertadores, o time precisa vencer o Lanús-ARG, quinta-feira, às 19h30, no Engenhão, e torcer por um empate entre Olimpia-PAR e Emelec, em Assunção, para entrar nas oitavas de final como segundo colocado do Grupo 2.