Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 14 de abril de 2012

Joel Santana luta contra o fantasma da eliminação do Fla na Libertadores



A eliminação na fase de grupos da Taça Libertadores é difícil de ser digerida. Mas o técnico Joel Santana tanta fazer com que o fato não atrapalhe seu trabalho no Flamengo, que volta a campo no domingo, às 16h (de Brasília), para enfrentar o Americano, no Engenhão, pela última rodada da Taça Rio.

Joel pensa no futuro, nas competições que fazem parte do calendário do Flamengo na temporada e em como formar o melhor elenco possível para o restante do ano. O técnico sabe que a conquista do Carioca é fundamental para se manter no cargo e a vaga na Libertadores do ano que vem é obrigação no Brasileiro.

- O que passou, passou. Não adianta ficar resmungando mais. Nosso futuro é ser campeão carioca, campeão brasileiro, se classificar para a Libertadores do ano que vem. É nisso que devemos pensar - comentou Joel.

Apesar de se concentrar na disputa do Carioca, Joel tem consciência de que as feridas são grandes e a cicatrização de todas elas ainda vai demorar. O técnico lembra que na próxima fase da Libertadores mais oito equipes estarão na mesma situação do Flamengo.

- Em 20 dias será decidido o Carioca e outras equipes estarão fora da Libertadores. O destino não quis. E quando não quer, não adianta. Jamais vi alguém contar coisa parecida com o que aconteceu. Foi uma perda muito grande, de uma pessoa muito particular da nossa família - comentou Joel, sobre a sequência de gols nos últimos minutos, que classificou o Emelec-EQU para as oitavas de final da Libertadores.



Revista desbanca Pelé como o maior goleador da história

Romário é o maior artilheiro de todos os tempos. Pelo menos é o que diz a revista argentina "El Gráfico". Os hermanos resolveram fazer uma recontagem de gols, que durou cerca de três meses, e apontaram o Baixinho como o maior goleador da história, desbancando o Rei do Futebol.

A publicação adotou alguns critérios, no qual não seriam computados gols marcados em amistosos de clubes, torneios de verão, partidas amistosas entre seleções e clubes, jogos de pré-temporada, duelos que não envolvessem o elenco profissional, jogos festivos e competições organizadas por clubes. Também não foram considerados tentos marcados em seleções de base.

Entre os dez primeiros colocados, quatro são brasileiros. Romário, do ''Flamengo'' vem na ponta da lista com 768 gols. Pelé aparece apenas em terceiro lugar, com 757, atrás do tcheco Josef Bican. Os outros dois, são o artilheiro falastrão, Túlio Maravilha, na nona posição e o ídolo do Mengão, Zico, em décimo.

OS 10 MAIORES GOLEADORES SEGUNDO A "EL GRÁFICO":

1º Romário (BRA) - 768 gols /  Flamengo
2º Josef Bican (CZE) - 759
3º Pelé (BRA) - 757  Santos
4º Ferenc Puskas (HUN) - 709
5º Gerd Muller (ALE) - 680
6º Eusébio (POR) - 625
7º Ferenc Deak (HUN) - 576
8º Uwe Seeler (ALE) - 568
9º Túlio (BRA) - 538  Botafogo
10º Zico (BRA) – 516 /  Flamengo


Animado, Renato faz brincadeiras na véspera do retorno aos gramados

 
Jogadores do Flamengo fazem homenagem a Renato (Foto: Rafael Moraes)O jogo  contra o Americano pode não ter muito valor para o Flamengo, mas para Renato a partida é fundamental, pois será seu retorno aos gramados depois de passar por uma cirurgia no coração que o deixou fora dos gramados por quase um mês.

Apesar de estar escalado para figurar o banco de reservas,o técnico Joel Santana acredita que o apoiador tem grande chance de entrar no decorrer da partida.

– Deve entrar no meio do jogo. Ele é aquele jogador que falei para vocês, eu olho e ele já sabe o que quero, não tem de falar muita coisa, já entende a maneira de ser, de trabalhar – explicou o técnico rubro-negro.

Empolgado com seu retorno aos gramados, Renato demonstrou muita alegria no treinamento deste sábado, no Ninho do Urubu. Com diversas brincadeiras, ele foi o centro das atenções no rachão.

– Luiz Antonio, você é jogador de correr, não é de ficar parado – brincou Renato, com o companheiro de time no recreativo.

Ao fim da atividade, Renato mostrou dedicação e permaneceu no campo, realizando treinamentos específicos de falta e pênalti.

Apesar do prestígio com o técnico, Renato lembra que vai ter de reconquistar a confiança de todos.

– Agora começa tudo de novo. Preciso buscar meu espaço novamente. Ainda não tem como eu estar 100%, vamos ver – afirmou o camisa 11.





Nova Iguaçu é campeão da Taça Guanabara de juniores. Fla é vice

O Nova Iguaçu não tomou conhecimento da coisa maldita(vasco) neste sábado, no Estádio Jânio Morais, na Baixada Fluminense, venceu por 2 a 1 e conquistou o título da Taça Guanabara de juniores, o primeiro turno da competição. Os gols da vitória foram de Adib e Walber (contra). O gol do vasco foi de Phelipe (contra). Com isso, o time laranja garantiu uma vaga na finalíssima do Estadual, que será disputado contra o vencedor da Taça Rio, o segundo turno.

Diferente dos profissionais, os turnos do Carioca de juniores são disputados no sistema de pontos corridos. Quem pontua mais nos 15 jogos de cada etapa é considerado campeão. Se faturar a Taça Rio, o Nova Iguaçu conquista o título diretamente.

recife flamengo x americano   (Foto: Fred Huber/Globoesporte.com)Flamengo goleou, mas ficou com o vice

 
O Flamengo ainda tinha chance de título, venceu o Americano por 4 a 0 - gols de Recife, Fernando, Nixon e Fernandinho -, mas dependia de pelo menos um empate do Nova Iguaçu. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Renato mostra disposição em treino na véspera de sua volta ao futebol

Pronto 
para a 
volta (Maurício Val/VIPCOMM) Renato vai ficar no banco de reservas do Flamengo neste domingo, às 16h (de Brasília), contra o Americano, no Engenhão, pela última rodada da Taça Rio. Afastado do time para corrigir uma arritmia cardíaca, ele ganhará alguns minutos em sua volta aos gramados, segundo o técnico Joel Santana.

Neste sábado, Renato mostrou disposição no treinamento. Ele participou intensamente do recreativo, comemorou a vitória de seu time e ainda ficou sozinho cobrando faltas e pênaltis para o goleiro Felipe. O pé não estava tão calibrado, mas a preocupação do jogador em ganhar ritmo ficou nítida.

- Renato deve entrar no decorrer do jogo, até para ganhar ritmo. A gente já se conhece há quatro anos. Só de nos olharmos, ele já sabe o que eu gosto e eu sei do que ele gosta. Estava todo animado, cobrando falta, não tem que falar muita coisa. Ele entende a nossa maneira de trabalhar e vice-versa. O importante é o respeito em todos os aspectos - disse Joel.

O último jogo de Renato antes da cirurgia foi a derrota por 2 a 1 para o Boavista, no dia 29 de fevereiro. No dia 10 de março, ele foi submetido ao procedimento e voltou a treinar 19 dias depois. Aos 33 anos, ele tem contrato até o fim do ano com o Flamengo.

O Flamengo já está classificado para a semifinal da Taça Rio. Com 18 pontos, o time lidera o Grupo A e garantirá o primeiro lugar com uma vitória simples no jogo deste domingo. O segundo colocado é o Botafogo, com 17 pontos, também com vaga na semifinal assegurada.


Desfalques fazem Joel olhar com carinho para os juniores


Joel Santana no treino do Flamengo (Foto: André Portugal / Vipcomm)
Preocupado com a sequência de desfalques no time e a sequência da temporada, com a disputa do Campeonato Brasileiro, o técnico Joel Santana disse que pretende assistir ao jogo dos juniores do Flamengo, neste sábado, às 15h (de Brasília), na Gávea, contra o Americano. Ele garantiu que vem recebendo informações sobre alguns jogadores em condições de atuarem entre os profissionais.

Joel citou a cabeça-de-área como a sua posição mais carente no momento. Ele tem Aírton, Maldonado e Willians machucados. Outra opção, Rômulo não completou o treinamento deste sábado com dores musculares. Muralha e Luiz Antonio não são especialistas na função de primeiro homem de meio-campo.

- Estou com vontade de assistir ao jogo dos juniores. Ainda não tive a chance de ir lá. Algumas peças estão despontando e queria ver mais perto um ou dois jogadores. A prioridade é dar condição de jogo no time principal a quem aparecer bem, principal numa posição com necessidade como essa (cabeça-de-área) - disse Joel.

Além essa posição, Joel falou sobre o zagueiro Marllon, que já atuou entre os profissionais no começo do ano, quando o então técnico Vanderlei Luxemburgo colocou apenas os reservas em campo. A expectativa é de que ele possa atuar por alguns minutos contra o Americano, domingo, às 16h (de Brasília), no Engenhão, pela última rodada da Taça Rio.

- Estão falando muito do Marllon e ele pode ter uma oportunidade. Vamos levar alguns jogadores que podem começar esse jogo ou atuar por alguns minutos. Temos um grupo de garotos e não sei se conseguirei usar todo mundo - explicou Joel.

Para o Campeonato Brasileiro, o treinador vai continuar estudando o grupo. Ele lamentou apenas o pouco espaço de tempo que terá entre uma possível final da Taça Rio ou do Carioca e o início da principal competição do calendário nacional.

- Vamos reformular o grupo nas posições em que achamos carentes, dentro daquilo que é o meu desejo, a minha maneira de ser. Teremos uma semana para dar uma guinada aí. Vamos ver - comentou o treinador.


Adriano recebe alta do hospital um dia depois de cirurgia no pé esquerdo

Um dia depois da cirurgia a que se submeteu no tendão de Aquiles do pé esquerdo, o atacante Adriano recebeu alta na manhã deste sábado do Hospital Barra D'Or, no Rio de Janeiro. Ele recebeu dos médicos a ordem para ficar em repouso e precisará ficar seis semanas sem encostar o pé no chão.

- Passei hoje de manhã no hospital, nosso atleta já estava muito bem e o liberei. Agora, é esperar uma semana para fazer um novo exame e começar a fisioterapia - disse o chefe do departamento médico do Flamengo, José Luiz Runco, responsável pela cirurgia.

O Rubro-Negro decidiu oferecer ajuda ao atacante para que ele possa retomar a carreira em alto nível no clube, mesmo sem ter qualquer compromisso firmado com o jogador neste momento. Dois fisioterapeutas do clube, Fabiano Bernardes e Mário Peixoto, serão os responsáveis pelo tratamento. José Luiz Runco já deixou claro que Adriano vai demorar, no mínimo, três meses para voltar aos gramados.

- Ele sabe da importância de se cuidar e trabalhar. Se algo levá-lo a colocar o pé no chão nas próximas seis semanas, vai comprometer o tratamento. E ele vai precisar controlar o peso também - avisou Runco.

O jogador, de 30 anos, foi operado em abril de 2011 do mesmo problema na perna esquerda, mas a recuperação foi considerada inadequada e o departamento médico rubro-negro optou por um reparo no local. Segundo a diretoria do Corinthians, o jogador faltou a 67 sessões de fisioterapia.



Com dores na perna, Ronaldinho está fora do jogo contra o Americano


Ronaldinho e Vagner Love (Foto: Fla Imagem)Libertadores, Ronaldinho Gaúcho não entrará em campo neste domingo, contra o Americano, às 16h (de Brasília), no Engenhão, pela última rodada da Taça Rio. Com dores na perna direita, ele não participou do recreativo deste sábado, no Ninho do Urubu, e desfalcará o time. Além dele, Vagner Love e Leonardo Moura, ambos com dores no joelho direito, e Willians, que será submetido a um exame na coxa esquerda, também estão fora da última rodada da fase de grupos da Taça Rio.

Ronaldinho ficou a maior parte do tempo desta manhã no departamento médico. Depois, foi até o refeitório. Em um determinado momento, convocou Vagner Love, que participou do treinamento recreativo, para uma foto produzida, perto de um painel com o escudo do Flamengo próximo ao refeitório.

Leonardo Moura e Willians tampouco participaram do recreativo. O lateral fez companhia para a presidente Patrícia Amorim, que assitiu ao treinamento. Além deles, o zagueiro David Braz está fora do jogo, pois ainda se recupera de uma lesão na coxa direita.


Comissão Jurídica do CD do Fla decidirá julgamento de Márcio Braga



A Comissão Júridica do Conselho Deliberativo é quem vai decidir em qual órgão o ex-presidente do Flamengo Márcio Braga vai ser julgado. Foi concluído o inquérito esta semana que responsabilizou Braga pelo não lançamento de 10% dos direitos econômicos de Renato Augusto no balanço de 2009. O caso pode parar no próprio Deliberativo ou no Conselho de Administração.

Ingressos para Flamengo x Americano já estão à venda


Os ingressos para assistir ao jogo entre Flamengo e Americano já estão à venda. A partida, válida pela última rodada da Taça Rio, será neste domingo, às 16h, no Engenhão.

Os preços variam de R$ 20 a R$ 40. Não haverá venda para o setor Oeste para este jogo. Cada torcedor poderá comprar até três ingressos.

Confira os preços:
Setor Norte: R$ 20,00 inteira / R$ 10,00 meia (Americano)
Setor Sul : R$ 20,00 inteira / R$ 10,00 meia (Flamengo)
Setor Leste Superior: R$ 30,00 inteira / R$ 15,00 meia (Flamengo)
Setor Leste Inferior: R$ 40,00 inteira / R$ 20,00 meia (Flamengo)

Confira os postos de venda:
Av. Borges de Medeiros, 997 - Gávea (somente para sócios do Flamengo)
Bilheterias da Gávea (Praça N. S. Auxiliadora, s/nº)
Bilheteria Sul do Engenhão: (exceto na quinta-feira dia 12/04)
Av. Teixeira de Castro, 54 - Bonsucesso
Bilheterias do São Cristóvão F.R
Bilheterias do Estádio Guilherme da Silveira (Moça Bonita)
Bilheterias do Ginásio do Tijuca Tênis Clube
Shopping Popular - Rua São João, nº. 75 – Niterói
FlaShop Centro – Rua da Quitanda 87 (somente ingressos inteiros)



sexta-feira, 13 de abril de 2012

Após cair na Libertadores, Fla começa a planejar o Brasileiro


Patricia Amorim   (Foto: Thales Soares/GLOBOESPORTE.COM)
No dia seguinte à eliminação do Flamengo na Taça Libertadores, a presidente do clube, Patricia Amorim, e os vices de Finanças, Michel Levy; Futebol, Paulo Cesar Coutinho, e Relações Externas, Walter Oaquim, se reuniram no fim da tarde e no início da noite desta sexta-feira para começar a discutir as medidas que vão ser tomadas para o Campeonato Brasileiro e o segundo semestre.
 
- Não é mudança de técnico, de comissão técnica, de diretoria. Vai ter de ser feito um ajuste. Os jogadores que o Joel não vai aproveitar, nós vamos emprestar e vamos trazer um ou outro, até porque o grupo é bom. Não tem mudança radical. Sempre foi isso - avisou Oaquim.

Joel fica no comando da equipe pelo menos até o fim da participação do time no Carioca, como já disse Coutinho em ocasiões anteriores. A chance de o técnico se manter no cargo é vencer o estadual. Como o time jogou bem contra o Lanús, há a esperança de que a equipe mantenha um padrão de jogo e comece a render. Desta forma, Joel, que está há dois meses no cargo, teria boas chances de permanecer.

Entre os jogadores que vão sair, Airton é o mais provável, até porque o contrato de empréstimo do Benfica termina no meio do ano. O clube rubro-negro já dá como certa a contratação do volante Cáceres, do Libertad-PAR, e o vice jurídico Rafael de Piro está na Itália, tentando trazer o zagueiro Juan, do Roma. Sobre Ronaldinho, o irmão e procurador do camisa 10, Roberto Assis, já afirmou que ele quer continuar no clube e vai ficar.


Vice para sempre



Willians e Léo Moura serão avaliados e podem ficar fora contra o Americano



dúvidas (Ivo Gonzalez / Agência O Globo)
Além de David Braz, que continua vetado pelo departamento médico, o Flamengo pode ter dois desfalques na partida contra o Americano, neste domingo, pela última rodada da fase classificatória da Taça Rio. Willians e Léo Moura se queixaram de dores no treino da manhã desta sexta-feira e estão sob observação do departamento médico.

O volante deixou a partida contra o Lanús, pela Libertadores, no segundo tempo. Na saída do Engenhão, caminhava com dificuldade e sentia dores na coxa esquerda. Como o jogo contra o Americano está muito próximo, é possível que ele fique fora. O mesmo serve para Léo Moura.

- Willians é dúvida, sim. O jogo teminou às 22h de quinta, o treino desta sexta foi pela manhã, então o tempo foi curto. Estava com dor e existe a chance de não jogar. É difícil. O Léo Moura reclamou de dor no joelho direito, mas vamos ver neste sábado também. Incomoda, o jogo é domingo, então é dúvida também. Para este jogo, vamos selecionar só os jogadores que estiverem bem. O David Braz está muito bem, mas não há necessidade de voltar agora. A previsão é que ele volte ao campo na próxima semana.

Na zaga, Welinton continua no lugar de David. Caso Willians e Léo Moura fiquem fora, Muralha e Galhardo são as opções. 

O Flamengo é o líder do Grupo A da Taça Rio, com 18 pontos, e já está classificado para a semifinal. Resta saber se será primeiro ou segundo da chave. O vice-líder é o Botafogo, que tem 17. O Alvinegro enfrenta o Boavista. Flamengo e Americano vão jogar às 16h (de Brasília), no Engenhão. Todas as partidas da rodada serão no mesmo horário.

Flamengo planeja jogo de despedida para Ronaldo Angelim



O Flamengo planeja um jogo de despedida para Ronaldo Angelim, que fará parte do calendário de comemoração pelo centenário do futebol do clube. O jogo será numa data oficial, na partida contra o Santos ou o Fluminense. Em maio o Fla vai fechar todas as ações para o centenário do futebol e também do clássico Fla-Flu.





Renato volta a ser relacionado: ‘Vou ter quer reconquistar espaço’



Renato do Flamengo (Foto: Ivo Gonzalez / Agência o Globo)
Ao menos uma boa notícia na sexta-feira 13 do Flamengo. No dia seguinte à eliminação da Libertadores, o meia Renato disse após o treino da manhã que está convocado para a partida contra o Americano, neste domingo, pela última rodada da fase de classificação da Taça Rio. Afastado de treinos e jogos no início de março e submetido a uma cirurgia para a correção de uma arritmia cardíaca, o meia vai ficar à disposição do técnico Joel Santana. Provalmente no banco de reservas.

- Estou feliz por novamente poder trabalhar com o grupo, voltei ontem (quinta-feira) a participar de um coletivo de 50 minutos. Com essa lua de manhã é complicado dar os 100% e nem tem como ainda. Fico feliz por ser convocado, a confiança está sendo grande, espero voltar com a maior alegria e ajudar o Flamengo. Acho que a princípio, sim (vai ficar no banco). Vou ter que reconquistar o espaço. Vou procurar fazer isso com tranquilidade e com trabalho. Vai ser algo natural.

Na última quarta, Renato voltou a participar de treinos com bola com o grupo e disputou o rachão. Na atividade, chegou a dar um passe preciso para um gol de Ronaldinho Gaúcho. A última vez que o camisa 11 esteve em campo foi na derrota por 2 a 1 para o Boavista, na primeira rodada da Taça Rio, em 29 de fevereiro.

Na ausência do jogador, Muralha, Luiz Antonio, Kleberson e Rômulo ganharam espaço com Joel. O técnico, no entanto, já disse que conta com jogador.

- É importante pelo seu comportamento, disciplina, pela alegria que dá ao grupo. Temos um relacionamento de respeito, amizade. É bom ter um jogador como ele no grupo, acostumado a ser campeão. Tem aquele perfume de campeão, um jogador líder. Conto com ele para o que der e vier. Jogando ou não, faz parte dessa engrenagem – disse Joel, na última quarta-feira.

Flamengo e Americano vão jogar no Engenhão, às 16h (de Brasília). A equipe de Campos luta contra o rebaixamento. O Rubro-Negro é líder do Grupo A e já tem classificação garantida para a semifinal. Resta saber se vai terminar em primeiro ou em segundo.


'A vergonha é ser eliminado em um grupo horroroso', diz Renato M. Prado


 A eliminação do Flamengo da Taça Libertadores, que terminou o Grupo 2 em terceiro lugar, se deve às falhas nas partidas contra o Lanús, na Argentina, e contra o Emelec, no Equador, na opinião do comentarista do SporTV Renato Maurício Prado.

- O pior da desclassificação era que o Flamengo estava em um grupo horroroso, uma baba. A maior vergonha do Flamengo foi ser eliminado contra adversários fraquíssimos. Ainda não está definido o adversário do Emelec, mas eu aposto agora que vai dar duas chineladas, sorrindo, no time equatoriano. O Flamengo teve várias oportunidades de conseguir essa vaga. Podia ter vencido o Lanús na Argentina, levou uma virada do Emelec, no Equador. Teve várias chances de se classificar - disse o jornalista, no "Redação SporTV", desta sexta.

Renato Maurício Prado elogiou a atuação da equipe na vitória sobre o Lanús no Engenhão, por 3 a 0, mas acredita que, mesmo assim, o time não merecia a classificação.

- Se tivesse jogado o futebol de ontem durante toda a competição, merecia a vaga. Mas o Flamengo teve atuações ridículas. Decididamente, não merecia passar.

Felipe e Vagner Love, Flamengo x Lanus (Foto: EFE) 
Felipe e Vagner Love lamentam a desclassificação do Flamengo na Libertadores (Foto: EFE)
Para o comentarista, apenas o atacante Vagner Love foi o único jogador da equipe que fez uma boa competição, apesar do desempenho do restante da equipe.

- O Love tem varias coisas que realmente justificam o amor da torcida. Ele disse sempre que queria voltar para o Flamengo. Ele mesmo negociou com o presidente do CSKA para voltar. O problema é que ele chora, mas outros dão festas. Não porque estão comemorando a desclassificação, mas simplesmente porque acham que todo dia é dia de festa.

Mesmo com a desclassificação, porém, Renato Maurício Prado acredita que o técnico Joel Santana e o meia Ronaldinho Gaúcho só terão seus futuros definidos após a disputa do Campeonato Carioca.

- Nada acontece no Flamengo até o fim do Estadual. Nem o Joel, nem o Ronaldinho serão mexidos agora. Somente depois.




Após cirurgia, Adriano precisa ficar seis semanas sem colocar pé no chão



Adriano, no Barra D'Or (Foto: Thales Soares / Globoesporte.com)
Depois de quase duas horas de cirurgia, o médico José Luiz Runco mostrou otimismo com relação ao futuro de Adriano. O jogador precisou ser submetido a uma intervenção no tendão de Aquiles do pé esquerdo, que já havia sido operado em abril do ano passado, quando estava no Corinthians. Apesar da expectativa de recuperação, o alerta foi dado ao Imperador para que ele faça o tratamento da forma devida.

No dia 23 de março, Adriano teve anunciada a sua demissão por justa causa do Corinthians. O clube paulista alegou que ele havia faltado a 67 sessões de fisioterapia, o que acabou comprometendo a recuperação da lesão no tendão. Segundo Runco, ele deverá ficar seis semanas sem colocar o pé no chão.

- Gato escaldado tem medo de água quente - disse Runco, mudando o ditado que se refere ao medo de água fria. - Ele sabe da importância de se cuidar, trabalhar e respeitar essas seis semanas. Se algo levá-lo a colocar o pé no chão, vai comprometer o tratamento. E ele vai precisar controlar o peso também.

Adriano será reavaliado em uma semana para saber se já poderá iniciar o trabalho de fisioterapia. O jogador ainda não tem alta definida. Runco vai acompanhá-lo, e a sua liberação pode acontecer sábado ou domingo. O médico contou que o jogador mostrou otimismo, brincando pelo fato de ter passado por uma cirurgia em uma sexta-feira 13.

- O Adriano mandou avisar que ficou feliz por isso. Afinal, 13 é o número do Zagallo, e ele tem fé nesse relacionamento. Sabe que o Zagallo torce muito por ele - comentou Runco.

Especialista em cirurgia no pé e tornozelo, o médico Carlos Alfredo Jasmin também participou da operação. Chefe do departamento médico do Corinthians, Joaquim Grava não teve disponibilidade para estar no Rio, pois houve necessidade de sua presença em uma cirurgia de emergência.

- Ele vai fazer uma fisioterapia com cuidados maiores. Queremos que ele volte o mais rapidamente possível para uma atividade, para que não haja complicações. Se não fizer movimentos em um trabalho fisioterápico, pode haver complicações - explicou Jasmim.

O Flamengo ainda não tem qualquer compromisso firmado com Adriano. O clube colocou suas instalações e equipe à disposição do jogador para a sua recuperação da lesão.




Titulares do Fla fazem treino leve, e R10 é um dos primeiros a deixar o CT


Assis no Flamengo (Foto: Richard Fausto de Souza / Globoesporte.com)
No dia seguinte à eliminação na Libertadores, os titulares do Flamengo fizeram um treino regenerativo, já os reservas realizaram um trabalho de dois toques na metade do campo. A entrada da imprensa só foi liberada 55 minutos depois do início das atividades, que começou às 11h. Logo depois da entrada, Ronaldinho Gaúcho entrou no carro e deixou o Ninho do Urubu.

Uma presença no CT, porém, chamou a atenção. Roberto Assis, empresário e irmão do camisa 10, estava no local, conversando com o filho Diego Assis, que treina nas categorias de base do clube. Ao deixar o Ninho, Assis passou pela imprensa. Solicitado para dar entrevistas, respondeu, surpreso:

- Po, Eu?

O único dirigente que apareceu no Ninho do Urubu foi o gerente de futebol, Jairo dos Santos. O vice de futebol Paulo César Coutinho e Patrícia Amorim não apareceram.

O Flamengo treina neste sábado pela manhã, e joga no domingo, às 16h (de Brasília), contra o Americano. Já classificada, a equipe depende do resultado para definir se vai se classificar em primeiro ou segundo lugar do Grupo B na Taça Rio.




Sete pecados: Fla se complica na Libertadores dentro e fora do campo


 
(Infoesporte)


 
Joel Santana deixou a explicação sobre a queda precoce do Flamengo na Libertadores para os deuses do futebol. O Rubro-Negro encerrou a participação na competição sul-americana em terceiro lugar no Grupo 2. O principal projeto do primeiro semestre fracassou. Numa chave equilibrada, dois clubes sem tradição no campeonato avançaram: Lanús e Emelec se classificaram para as oitavas de final. O Olimpia, tricampeão da América, também ficou pelo caminho e se despediu na lanterna.

Em seis jogos, o Rubro-Negro conquistou oito pontos. Foram duas vitórias, dois empates e duas derrotas, com um aproveitamento de 44,4%. A equipe fez 12 gols e sofreu dez. No fim das contas, a partida contra o Olimpia, em 15 de março, virou o símbolo da eliminação. Naquele confronto, o Flamengo abriu 3 a 0, no Engenhão, mas permitiu a igualdade nos 15 minutos finais. Um pecado. Na verdade, um deles. O GLOBOESPORTE.COM destaca os sete pecados cometidos pelo clube na campanha frustrante.


Má condução da crise e das mudanças no departamento de futebol
O Flamengo entrou em ebulição desde a reapresentação. Os dois primeiros treinos de 2012 foram realizados em dois períodos. Ronaldinho alegou insônia e dormiu no CT na manhã dos dias 3 e 4 de janeiro. O comportamento contrariou o técnico Vanderlei Luxemburgo, que procurou a presidente Patricia Amorim para se queixar e pedir providências. Nada foi feito. Durante a pré-temporada em Londrina, no interior do Paraná, os jogadores entraram em crise com o vice de finanças Michel Levy. Cobraram publicamente o pagamento de luvas atrasadas. Como resposta, foram chamados de “marqueteiros” pelo dirigente. Luxa defendeu o grupo e cobrou os atrasados, mas ouviu da presidente que cada um deveria responder pelo seu departamento. O treinador não gostou do que classificou como “Cala boca, Luxa”.

A crise foi parar debaixo do tapete, e a delegação embarcou para a Bolívia. A preparação para o primeiro jogo da Pré-Libertadores, contra o Real Potosí, foi feita em Sucre. Alex Silva, no entanto, não viajou. O zagueiro se separou do grupo em São Paulo. Além de insatisfeito com as dívidas do clube, não gostou de saber que o processo de fritura de Luxemburgo havia começado. Naquele momento, Ronaldinho e seu irmão e empresário, Roberto Assis, tinham a garantia de que o técnico não seguiria no cargo.

Fato é que a pré-temporada no Brasil e na Bolívia não foi de calmaria. O Flamengo perdeu o primeiro jogo contra o Real Potosí por 2 a 1, mas decidiria a vaga no Rio. Na volta, venceu por 2 a 0. Antes mesmo da segunda partida, a demissão de Vanderlei Luxemburgo estava decidida. A contratação de Joel Santana, também. Luxa comandou o time no Engenhão e foi dispensado no dia seguinte. Na véspera, Patricia Amorim havia garantido o treinador no cargo. Com ele, saíram o preparador físico Antônio Mello, o auxiliar Júnior Lopes e o gerente de futebol Isaís Tinoco. O diretor de futebol Luiz Augusto Veloso entregou o cargo.

Aliado a isso, a diretoria esqueceu de se planejar para o torneio. Até a estreia na primeira fase da competição, contra o Potosí, o clube só se reforçou com Magal e Itamar - este sequer foi inscrito. Posteriormente, Michel Levy viajou à Rússia e pagou cerca de R$ 23 milhões para contratar Vagner Love. O outro reforço foi o zagueiro Marcos González, ex-La U, contratado sem a aprovação do então técnico Vanderlei Luxemburgo.

Joel Santana não encontra o time ideal
Joel dirigiu o time pela primeira vez em 9 de fevereiro, pelo Campeonato Carioca, contra o Madureira. Seis dias mais tarde, escalou a equipe para enfrentar o Lanús, na Argentina, pela primeira rodada da fase de grupos. A partida terminou empatada: 1 a 1. A equipe entrou em campo com Felipe, Léo Moura, Welinton, David Braz e Junior Cesar; Airton, Maldonado, Willians e Renato; Ronaldinho e Deivid. Por motivos diversos, ela jamais se repetiu. Em seis jogos, Joel usou seis escalações diferentes. Tentou encontrar a equipe ideal durante a competição, mas sem sucesso.

Série de lesões graves
Um dos motivos que atrapalharam Joel foi o excesso de lesões graves. Num período curto, o técnico perdeu em sequência Airton, Willians, Felipe, Renato, Léo Moura, Camacho e Maldonado. Como só 25 jogadores estavam inscritos na Libertadores, chegou a ter apenas o número mínimo de atletas para montar o time e o banco de reservas (18). Foi Vanderlei Luxemburgo quem fez a lista. Antes do início da fase de grupos, Joel mudou três nomes. Saíram Marllon, João Filipe e Jael, entraram Marcos González, Galhardo e Vagner Love.

Síndrome da bola aérea
Apesar de trabalhar o posicionamento defensivo da equipe na jogada aérea em vários momentos, o técnico do Flamengo não conseguiu corrigir a deficiência da equipe no fundamento. O Rubro-Negro tem sofrido na temporada com as bolas alçadas e não foi diferente na Libertadores. Nas derrotas para Olimpia e Emelec, ambas por 3 a 2, o time sofreu gols assim. Nos jogos, sempre ficou em apuros quando o adversário cobrou escanteios ou faltas na direção da grande aérea. Os zagueiros Marcos González, David Braz, Welinton e Gustavo não conseguiram passar segurança ao longo da competição. 

Flamengo se apequena fora de casa
Em nove pontos disputados como visitante na Libertadores, só um conquistado. Contra o Lanús, na estreia, Joel Santana armou o meio-campo com quatro volantes na Argentina: Airton, Maldonado, Willians e Renato. O time conseguiu sair na frente, mas se encolheu e permitiu a igualdade: 1 a 1. Contra o Olimpia, o Flamengo até lutou, mas não teve boa atuação no Defensores del Chaco, em Assunção. Após ceder empate em 3 a 3 no Engenhão, o time foi derrotado por 3 a 2 e viu sua situação na Taça Libertadores se complicar de maneira considerável.

O pior jogo foi contra o Emelec, em Guayaquil. A equipe esteve em vantagem no placar por duas vezes, mas sofreu a virada aos 45 minutos do segundo tempo. Uma alteração de Joel convidou os equatorianos para o campo rubro-negro. A entrada do zagueiro Gustavo no lugar do atacante Deivid para reforçar a marcação fez o time se encolher e permitir reação do Emelec. O que se viu foi uma pressão que até então não havia acontecido. Todo encolhido, o Fla não conseguia trocar três passes quando tinha a bola. O Emelec insistia com perigo nas jogadas pelo alto e não saía do campo defensivo dos brasileiros. Fez isso até conseguir a vitória por 3 a 2.

Síndrome dos minutos finais e decisão de não poupar titulares
O Flamengo sofreu dez gols em seis partidas na Libertadores, sendo metade deles a partir dos 30 minutos do segundo tempo. Contra o Emelec, no Equador, o time vencia por 2 a 1 até os 37 da etapa final. Sofreu o empate e ainda tomou o terceiro, aos 45. Mas o maior vacilo veio contra o Olimpia, no Rio. A equipe de Joel Santana abriu 3 a 0 com facilidade. Só que os paraguaios marcaram aos 31, 38 e 43 e deixaram o Engenhão com sensação de vitória.

Até agora o técnico não conseguiu explicar a queda de rendimento do time na parte final do segundo tempo das partidas. Mesmo quando não sofreu gols, a equipe passou por apuros. Uma possível explicação é o fato de que Joel não poupou o grupo em momento algum. O treinador sempre usou a força máxima nos jogos do Carioca, mesmo com a rotina desgastante de viagens pela Libertadores e das lesões em sequência. Apesar de nas entrevistas dizerem que a decisão era acertada, longe das câmeras e dos microfones alguns jogadores consideravam um equívoco. Achavam que pelo menos Ronaldinho, Vagner Love e Léo Moura deveriam ganhar um tempo de repouso maior entre as partidas. Classificados para as semifinais da Taça Guanabara, Vasco e Fluminense chegaram a poupar titulares em cinco duelos no Carioca.

Fator Olimpia
A relação entre Olimpia e Flamengo nesta edição da Libertadores vai ficar marcada. O Rubro-Negro não conseguiu vencer os paraguaios (3 a 3 no Rio e derrota por 3 a 2 no Paraguai) e na rodada decisiva viu o tricampeão da América sucumbir diante do modesto Emelec. No Defensores del Chaco, em Assunção, o Olimpia não conseguiu sequer empatar com os equatorianos. Foi derrotado por 3 a 2 e também está eliminado.

Na saída do Engenhão após a queda, quase todos os jogadores que concederam entrevista citaram o empate no Rio como decisivo para a despedida precoce do Flamengo da competição.




Viaduto da Abolição trará mudanças ao tráfego no entorno do Engenhão

O tráfego no entorno do Engenhão sofrerá mudanças em breve por conta da construção do Viaduto da Abolição. A estrutura que está sendo erguida sobre a Linha Amarela vai criar uma nova saída do estádio em direção à Barra da Tijuca, além de devolver a circulação entre o começo e o fim da Rua da Abolição, interrompida há 15 anos pelas obras da via expressa.

- A pessoa que sai do Engenhão hoje tem duas opções para ir para a Barra: ou ela vai pega a Suburbana (Av. Dom Helder Câmara); ou vai ter que ir por dentro. Aí, fica confuso, porque as ruas são estreitas e você não tem capacidade para receber trânsito, o que gera um problema de operação – explica o engenheiro Eduardo Fagundes, gerente de obras de Vias Especiais da Secretaria Municipal de Obras.

Viaduto da Abolição mudará tráfego no entorno do Engenhão (Foto: Divulgação / Site Cidade Olímpica) 
Viaduto da Abolição mudará tráfego no entorno do Engenhão (Foto: Divulgação / Site Cidade Olímpica)
 
Com o novo viaduto, o motorista que estiver na Rua das Oficinas – Setor Norte do Engenhão – vai poder chegar ao bairro da Abolição sem precisar dar a volta no estádio para acessar a Rua Piauí e a Av. Dom Helder Câmara. Esse caminho será feito pela própria Rua da Abolição, até o momento sem saída.

A técnica utilizada para a construção da estrutura evita o fechamento, mesmo que parcial, da via expressa. Primeira obra do pacote das Olimpíadas de 2016 previsto para o entorno do Engenhão, o Viaduto da Abolição deve ficar pronto até setembro deste ano. Depois dele, além de outras intervenções que já acontecem na região, como a implantação de novas redes de drenagem, as ruas do Engenho de Dentro que cercam o estádio serão reurbanizadas.





Na eliminação do Flamengo, Joel enxerga amadurecimento dos jovens



Joel Santana, tecnico do Flamego  (Foto: Mauricio Val / Vipcomm)
Joel Santana conseguiu encontrar pontos positivos na eliminação do Flamengo na fase de grupos da Taça Libertadores. Depois de resultados decepcionantes durante a campanha na competição, encerrou a sua participação com uma vitória por 3 a 0 sobre o Lanús, quinta-feira, no Engenhão, que acabou não servindo ao clube, pois dependia ainda de um empate entre Olimpia-PAR e Emelec-EQU para se classificar. O time equatoriano ficou com a vaga ao vencer por 3 a 2 com um gol aos 47 minutos do segundo tempo.

O treinador, no entanto, viu na reação dos jogadores mais jovens do time a esperança de um futuro promissor. Ele usou uma jogada em que Luiz Antonio não aceitou as desculpas de um adversário para mostrar o amadurecimento em campo.

- Quem sabe no futuro, vamos usar o que colocamos hoje (quinta-feira) aí, com Thomás, Muralha, Luiz Antonio, Negueba, que ficou no banco, Galhardo. È um time de jovens amadurecendo com esses mais antigos. Teve um momento do jogo em que o Luiz Antonio levou uma pancada e não aceitou as desculpas. Esses jogadores (argentinos) são assim, têm mania de fazer isso. Os nossos ficaram vacinados, sabendo o que querem. O Welinton deu um cascudo naquele centroavante chato deles e não quis saber; A competição é assim, eles fazem isso. Foi um ganho muito grande - disse Joel.

Nessa mescla, um dos mais experientes do time é Ronaldinho Gaúcho. Contra o Lanús, ele teve boa participação, dando passes para dois gols. Joel confia no jogador e não teme uma queda de motivação do camisa 10 depois da eliminação na Libertadores.

- Ronaldinho já passou por várias situações, de alegria e de tristeza, de perdas e conquistas, está totalmente calejado para esse tipo de situação. O ídolo vive momentos assim. Por isso, ele é o Ronaldinho. É mais uma barreira em sua vida. Astro não se faz todo dia. Com o estrelato é diferente, a carga de cobrança vem em cima de uma vez por todas - comentou Joel.

O treinador, agora, traça planos para domingo, quando o Flamengo enfrenta o Americano, às 16h (de Brasília), no Engenhão, pela última rodada da Taça Rio. O time lidera o Grupo A, com 18 pontos, e já está classificado para a semifinal.


Léo Moura passa por drama em tempo real na eliminação do Fla

Após se confirmar a vitória por 3 a 0 do Flamengo sobre o Lanús-ARG, na noite desta quinta-feira, pela última rodada do Grupo 2 da Taça Libertadores da América, Léo Mouraouviu o final da partida entre Olímpia-PAR e Emelec-EQU pela transmissão do canal Fox Sports. Ainda no gramado do Engenhão, o lateral pegou o fone de ouvido quando o jogo no Defensores del Chaco, em Assunção, estava empatado por 2 a 2, para felicidade do jogador.

- Surpresa boa. Tomara que termine logo para a gente garantir essa classificação.

No momento em que o Emelec ganhava a cobrança de escanteio, Léo Moura pergunta quanto tempo faltava para o fim do jogo, e chega a comemorar ao saber que a partida já estava com 47 do segundo tempo.

- Quantos minutos tem? Vai terminar e a gente vai se classificar.

Porém, para infelicidade dos rubro-negros, ninguém do Olímpia subiu para cortar o cruzamento, e o zagueiro Luis Quiñonez cabeceou para marcar o gol da vitória do Emelec, deixando o lateral do Flamengo incrédulo em menos de dois minutos.

- Gol do Emelec? - perguntou o jogador, com a expressão de angústia estampada no rosto, antes de procurar refúgio nas outras competições do ano.

- Não (dá para acreditar), já estava no final, mas no futebol tudo pode acontecer. Infelizmente a classificação não veio, mas nesse último jogo fizemos o papel de casa, que era vencer. Agora vamos procurar colocar todas as forças no Carioca e no Brasileiro.

Com oito pontos, o Flamengo terminou na terceira posição do Grupo 2, atrás do Emelec, com nove, e do Lanús, com dez, e está eliminado do torneio continental. O time volta agora suas atenções para o Campeonato Carioca, onde já está classificado para as semifinais da Taça Rio com uma rodada de antecedência. O Fla tenta o bicampeonato estadual este ano.


Segurança de R10 saca arma e abre caminho na saída do Engenhão

Ronaldinho Gaúcho não saiu pelo saguão do Engenhão, mas ainda assim não conseguiu escapar da ira de alguns torcedores do Flamengo. Após a vitória por 3 a 0 sobre o Lanús, na noite desta quinta-feira, que não foi suficiente para evitar a queda do time na Libertadores, um grupo de aproximadamente 20 torcedores se posicionou no portão do setor Norte do Engenhão, na Rua das Oficinas, para protestar na saída dos jogadores.

Os veículos que levavam o atacante e sua equipe de seguranças tiveram dificuldades para deixar o local. Para abrir caminho, quatro seguranças desceram do carro e um deles sacou uma arma sem apontar na direção de ninguém. Só assim as pessoas dispersaram. Elas não vestiam uniforme de torcidas organizadas.

O ônibus do clube e carros de outros jogadores saíram do local um pouco antes. Aos gritos, os torcedores pediam respeito, vergonha e disposição. Objetos foram atirados no veículo que transporta a delegação. Não havia policiamento no local.


quinta-feira, 12 de abril de 2012

Fla deixa Engenhão com poucas palavras e muito a lamentar

Felipe não quis falar. Assim como a maioria dos jogadores, o goleiro passou apressado pelo saguão do Engenhão. Muralha ainda tentava entender o que tinha acontecido na noite desta quinta-feira e não conseguia acreditar.

- Já estava sentado no vestiário, comemorando a classificação, quando o Emelec fez o terceiro gol. Não acreditei – resumiu o volante.

Após a vitória por 3 a 0 sobre o Lanús e a eliminação na Libertadores por conta da vitória do Emelec sobre o Olimpia, por 3 a 2, os jogadores do Flamengo deixaram o estádio com poucas palavras e muito a lamentar.

- Estamos lamentando hoje a eliminação pelo resultado contra o Olimpia, o 3 a 3 (no Rio, depois que o time abriu a vantagem de 3 a 0). Em Libertadores você tem de fazer o resultado dentro de casa. Naquele momento nós não fizemos e estamos lamentando agora - disse Junior Cesar.

Ronaldinho, como de hábito, deixou o vestiário sem qualquer contato com torcedores ou jornalistas. Léo Moura deixou o local abatido, mas ainda assim assim deu entrevista e posou para fotos com fãs:

- É a primeira vez que vivo uma situação assim, essa expectativa no fim do jogo. No futebol tudo pode acontecer e infelizmente aconteceu com a gente.

Flamengo, Love (Foto: EFE)Vagner Love, Thomás (sentado) e Luiz Antonio desolados com a eliminação na Libertadores (Foto: EFE)

Deivid e Willians também falaram. Depois de ter sido substituído no segundo tempo por conta de um problema muscular, o volante ficou no banco de reservas para acompanhar o fim da partida. Também viu a classificação escapar por entre os dedos.

- A gente vem numa sequência de Libertadores que não foi nada agradável. Dependíamos muito do resultado de lá (entre Olimpia e Emelec). Até o fim tivemos o gostinho da classificação, mas acabou não acontecendo. Cabeça erguida, nada acabou. Temos de nos concentrar no Carioca - comentou o camisa 8.

Willians será reavaliado na manhã desta sexta-feira, no Ninho do Urubu. Ele sente dores na virilha esquerda. O grupo volta a treinar às 10h. No domingo, enfrenta o Americano, pela última rodada classificatória da Taça Rio.

O vice de futebol do Flamengo, Paulo César Coutinho, também não quis falar. Ao ser abordado, ele pediu desculpas e disse:

- Agora, não.

Joel não tem explicação: 'Os deuses do futebol sabem explicar melhor'

A sequência de gols no fim do confronto entre Olimpia-PAR e Emelec-EQU, que tirou o Flamengo da Taça Libertadores, com a vitória por 3 a 2 do time equatoriano, em Assunção, deixou o técnico Joel Santana surpreso. Depois de vencer o Lanús-ARG por 3 a 0 no Engenhão, em sua despedida da competição, ele desceu para o vestiário sem saber o resultado do outro jogo. Com a informação, a decepção e a certeza de que o futebol é feito de situações inesperadas.

- Se fosse na casa do Emelec ainda dava para entender esse gol no último minuto. Esperava que o Olimpia pudesse vencer no fim, pois jogava no seu caldeirão e havia conseguido o empate aos 46. Só os deuses do futebol podem explicar melhor do que eu. Ainda não havia participado de uma situação como essa. Coisas incriveis aconteceram no nosso grupo e a equipe em que menos se acreditava (Emelec) classificou - comentou Joel.

Ainda abalado pelos resultados anteriores do Flamengo na competição, Joel seguiu lamentando o empate em 3 a 3 com o Olimpia, no Engenhão, depois de o time abrir 3 a 0, e a derrota por 3 a 2 para o Emelec, em Guayaquil, quando sofreu dois gols nos últimos oito minutos. Assim, entrou na última rodada na lanterna da competição e dependendo de um empate no outro jogo.

- Às vezes, o futebol nos deixa perplexos pelos acontecimentos. Fica uma chateação em função da atuação que nós tivemos. Apresentamos mais bons do que maus momentos na competição. Tudo na vida é um aprendizado. Esse é mais um que levamos para casa. No momento em que relaxamos um pouquinho, a pancada foi forte - afirmou Joel.

Flamengo, Joel (Foto: Reuters) 
Joel Santana parece chorar no Engenhão. Técnico lamentou muito a eliminação (Foto: Reuters)
 
Apesar de a derrota para o Emelec ter mantido o time equatoriano na briga e, por isso, com interesse no jogo com o Olimpia, Joel lamentou o ponto que o Flamengo deixou de ganhar no Equador, por causa de um pênalti no último minuto de jogo. Se houvesse empate, o adversário estaria eliminado e jogaria sem pretensões na competição contra o Olimpia.

- Nosso desempenho não foi bom, mas falar em vexame é muito forte. Ficamos por um pontinho, que poderíamos ter conquistado naquele jogo no Equador. Numa competição como essa, nem sempre se classifica o melhor. Quando acabou tudo, fui ver o que aconteceu no campeonato e sofremos demais depois dos 45 - comentou Joel.

O Flamengo volta a jogar domingo, às 16h (de Brasília), contra o Americano, no Engenhão, pela última rodada da Taça Rio, O time lidera o Grupo A, com 18 pontos, e já está classificado para a semifinal da competição.


Jogadores dizem que os resultados anteriores determinaram a eliminação

O Flamengo venceu o Lanús por 3 a 0 nesta quinta-feira, no Engenhão, mas o resultado não foi suficiente para o time se classificar para as oitavas de final da Libertadores. No Paraguai, em um jogo eletrizante, o Emelec fez 3 a 2 no Olimpia e roubou a zaga. Para o Fla, só interessa que estas equipes empatassem.

Como o jogo contra o Lanús terminou minutos antes, os jogadores rubro-negros ainda ficaram no gramado esperando o apito final no Paraguai. Na ida para o vestiário, o sentimento era de decepção. Para o goleiro Felipe, a desclassificação aconteceu nos vacilos que o time deu contra o Emelec e o Olimpia.

- Não sabemos o que aconteceu direito lá, acho que foram dois gols em dois minutos. Ficamos chateados. Não temos de lamentar a partida de lá, mas os dois jogos que pesaram para nós: o Emelec lá no Equador (derrota por 3 a 2) e, principalmente, o contra o Olimpia no Engenhão (3 a 3) – disse à Rádio Tupi.

Luiz Antonio também lamentou os resultados nas rodadas anteriores. O volante disse que o time precisa ser campeão carioca para minimizar a dor.

- Torcemos, jogamos até o final, ganhamos, mas não saímos com a classificação. Perdemos para nós mesmos, demos mole. Agora é levar a lição para outros anos e ganhar o Carioca para nos redimir um pouco.

Felipe disse que não ter uma explicação para os altos de baixos vividos pelo time do Flamengo.

- Não sabemos o motivo da queda de rendimento. Contra o Lanús, jogador da mesma forma do que contra o vasco e conseguimos o resultado.

Ao fim da fase de grupos, Lanús e Emelec foram os classificados do Grupo 2.


Flamengo 3 x 0 Lanús


Ficha técnica



Data: 12/04/2012



Hora: 19h30m (de Brasília)


Local: Engenhão

Árbitro: Wilmar Roldan (COL)
Assistentes: Abraham Gonzalez e Wilson Berrio (COL)

Gols: Welinton, aos 17'/1°T e Deivid, aos 41'/1°T  e Luiz Antonio, 4'/2°T.


Flamengo: Felipe, Léo Moura, Welinton, González e Junior Cesar; Willians (Muralha), Luiz Antonio, Bottinelli (Camacho) e Ronaldinho; Deivid (Thomás) e Vagner Love. 
Técnico: Joel Santana


Lanús:  Marchesin, Araujo, Goltz, Braghieri e Balbi; González (Ledesma), Fritzler, Pizarro e Valeri (Pereyra); Regueiro e Pavone
Técnico: Gabriel Schurrer




Olimpia 2 x 3 Emelec


O Emelec está classificado para as oitavas de final da Taça Libertadores. O Flamengo fica em terceiro e está eliminado, junto com o Olimpia.



Flamengo 3 x 0 Lanús

2º tempo

4min

Gooooooooooooooool de Luiz Antonio!!! Ronaldinho faz jogada espetacular e cruza na medida para o volante, que pega de primeira e manda na rede. R10 deu dois dribles sensacionais antes de fazer a assistência. 

Flamengo 2 x 0 Lanús

1º tempo

41min

Goooooooooooool de Deivid!!!! Ronaldinho faz linda jogada e passa para o atacante, que, com calma, finaliza de dentro da área e manda na rede do Lanús.




Flamengo 1 x 0 Lanús

1º tempo

17min


Gooooooooool de Welinton!!!!! Após a cobrança de escanteio, Welinton desvia de cabeça e manda para a rede.

Torcida do Fla demonstra apoio no Engenhão: 'Nós acreditamos. Lutem!'

A missão é complexa, mas há quem acredite. Nesta quinta-feira, o Flamengo precisa vencer o Lanús e torcer por um empate entre Olimpia e Emelec para seguir na Taça Libertadores. Enquanto os rubro-negros enfrentam os argentinos no Engenhão, paraguaios e equatorianos jogam em Assunção, no Paraguai. Antes da partida, uma das torcidas organizadas do Rubro-Negro exibiu uma faixa de apoio na arquibancada do setor Leste.

- Nós acreditamos. Lutem!

Faixa torcida Flamengo (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com) 
Engenhão tem pouco público (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com)



 

Parentes de Felipe usam camisa de apoio ao Fla: ‘Acredita no milagre’

Um grupo de sócios do Flamengo mandou confeccionar mil camisas para distribuir a rubro-negros no Engenhão, nesta quinta-feira, antes do jogo contra o Lanús, pela Libertadores. No peito, as peças têm duas mensagens de apoio aos jogadores: "À espera de um milagre" e “Acredita no milagre”. Na chegada ao estádio, parentes do goleiro Felipe receberam um dos modelos e posaram para fotos. O tio Toninho e o primo Diogo Ricardo são muito próximos do jogador e costumam acompanhá-lo nos treinos da equipe. Torcedores que passavam pelo setor Norte também receberam.


Tio e primo de Felipe com camisa (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com) 
Tio e primo de Felipe com camisa 'acredito no milagre' (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com)
 
O Flamengo precisa vencer o Lanús e torcer por um empate entre Olimpia e Emelec, no Paraguai, para ir às oitavas de final da Libertadores.





Para analistas, diretoria do Fla é culpada pela situação do clube

Na noite desta quinta-feira o Flamengo decide o seu futuro na Libertadores. Um tropeço pode deixar a equipe fora da fase eliminatórias e fazer com que o time termine a competição no último lugar de seu grupo. Situação complicada para um time que tem Ronaldinho Gaúcho e Vagner Love, mas que, para os analistas do "Arena SporTV" são ocasionadas pela direção.

- A culpa é da diretoria que manda treinador embora e traz o Joel achando que vai fazer milagre. A culpa é da diretoria - enfatizou o jornalista Marco Antônio Rodrigues.

Para Zé Elias, ex-jogador e comentarista, a culpa da diretoria foi dar todo respaldo para Ronaldinho Gaúcho quando resolveu demitir o treinador Vanderlei Luxemburgo no confronto entre os dois.

- Como que o Joel vai ser cobrado se a diretoria dá todo respaldo para o Ronaldinho (...) A diretoria depositou toda confiança no Ronaldinho Gaúcho. Ela leva toda culpa - concluiu.

O Flamengo está no último lugar do grupo 2 com cinco pontos conquistados. Para garantir classificação tem que vencer o Lanús e torcer por um empate entre Olimpia e Emelec. Qualquer outro resultado deixa a equipe fora da Libertadores.



Antes de jogo contra o Lanús, Muralha tira as luzes do cabelo




Muralha e Iriri, cabelo, Flamengo (Foto: Divulgação)
O volante Muralha mudou o visual antes da partida contra o Lanús, nesta quinta-feira, pela última rodada classificatória do Grupo 2 da Libertadores. O jogador manteve o corte moicano, raspado dos lados e na parte de trás cabeça, mas decidiu tirar as luzes. O cabelo foi pintado de preto por Nilson Moraes, o Iriri, cabeleireiro dos boleiros.

Após o último treino antes da partida, nesta quarta, Muralha procurou o técnico Joel Santana para um conversa. Os dois conversaram por longos minutos no gramado principal do Ninho do Urubu. Depois, em entrevista coletiva, Joel disse que aproveitou o papo para dar alguns conselhos e ouvir o jovem.

Muralha disputa uma vaga no meio-campo com Luiz Antonio. Um deles vai ocupar o espaço ao lado de Willians. O Flamengo precisa vencer os argentinos no Engenhão e torcer por um empate entre Olimpia e Emelec no Paraguai. As duas partidas ocorrem às 19h30m (de Brasília).

A provável escalação do Flamengo: Felipe, Léo Moura, Marcos González, Welinton e Junior Cesar; Willians, Muralha (Luiz Antonio), Bottinelli e Ronaldinho; Deivid e Vagner Love.





Torcida do Fla manda carta condenando Ronaldinho


Vasco x Flamengo - Ronaldinho (Foto: Wagner Meier)

A poucas horas antes do jogo mais importante do Flamengo em 2012, na noite desta quinta-feira, contra o Lanús, pela última rodada da fase de grupos da Copa Santander Libertadores, a maior torcida organizada do clube não poupou o maior astro da equipe, Ronaldinho das críticas. 

A principal reclamação da Raça Rubro-Negra é o baixo rendimento do camisa 10 no campo e os excessos do jogador na noite carioca.



 Veja a íntegra da carta:


"O Flamengo possui uma vitoriosa história repleta de conquistas e ídolos. A sua sala de troféus e os nomes de tantos craques que já vestiram este Manto Sagrado só enfatizam o quanto este clube é grande. Porém, o Flamengo é maior que Tudo e que Todos. Nenhum jogador é ou será maior do que este clube. E isso também se aplica a quem hoje é considerado a estrela maior do atual plantel, Ronaldinho Gaúcho. Acompanhamos de perto o esforço e a batalha para termos em nosso clube um atleta que é considerado um astro, uma referência e um craque reconhecido mundialmente. Entretanto, estes atributos parecem realmente terem ficado no passado, já que Ronaldinho só vive um cotidiano de desrespeito.

Posso enumerar muito mais suas atitudes anti-profissionais fora de campo, do que suas efetivas participações dentro das quatro linhas. Afinal, presenciei episódios como, após a derrota no Paraguai, sua atuação com loira em saguão do hotel, sua presença em camarote em um show de pagode - quando se afirmava não treinar por conjuntivite -, a não presença ao longo da semana nos treinamentos por dores no corpo – incômodos musculares que parecem não se manifestarem quando há eventos na noitada daquela casa de show na Barra -, fora o churrascão feito com amigos em sua mansão, logo após a derrota pífia para o Emelec. Isso sim é ser astro, referência e craque. De farra.

O jogador mais caro do elenco, com alto salário, que deveria ser espelho para os jovens que estão começando sua vida profissional agora, só demonstra falta de respeito e despeito pelas cores do Flamengo. Um atleta que não vive uma vida regrada, coisa essencial para um jogador de futebol. E o alto investimento do clube não foi feito para bancar suas festinhas particulares ou para que você seja o camisa 10 da esbórnia. Muitos torcedores deixam de comprar um alimento para o seu lar, justamente para pagar um ingresso para ver o time em campo. E o que esse torcedor recebe em troca pelo sacrifício de se deslocar em transporte público precário e lotado, altas horas da noite, é o vexame de milionários jogadores que não respeitam as cores do Flamengo.

A Raça Rubro Negra cansou de dar provas de seu infinito amor pelo clube, afinal, é por ele que vivemos e é por causa dele que existimos. O nosso dever é sempre estar ao lado apoiando, representando e também cobrando melhorias para que o Flamengo continue a ser o Mais Querido do Brasil. Das arquibancadas, fazemos bem a nossa parte e estamos aqui para cobrar alguns resultados que estão aquém da história deste clube. Não estamos aqui para questionar a política do clube, mas sim o rendimento de Ronaldinho Gaúcho que tem desagradado a todos que enxergam o futebol além do passado. Estamos insatisfeitos com esse jogador que não está respeitando o clube e não se dedica ao time como deveria.

Não é qualquer time que possui uma Nação ao seu lado. Não é qualquer um que tem a Raça ao seu lado. Por isso, não gostaríamos de ver atletas ganhando altos salários que não justificam em campo o capital que lhes é devido. Queremos jogadores que honrem o Manto e saibam valorizar esta camisa, independente do que se tenha feito em seu pretérito. Não vamos tolerar quem não sabe o significado da palavra profissionalismo. Queremos uma equipe dedicada, não um jogador que não leva a sério a tradição do clube. Queremos respeito e vamos cobrar, doa a quem doer. A Raça Rubro Negra sabe que os jogadores passam e que o Flamengo fica

Queremos respeito e mudança de atitude.

Anderson Macula

Presidente

Raça Rubro Negra – O Maior Movimento de Torcidas do Brasil."




Vice do Flamengo pretende contratar diretor de futebol remunerado


O vice de futebol do Flamengo, Paulo Cesar Coutinho, quer contratar um diretor de futebol remunerado. A contratação está programada para dois cenários: ainda este mês, caso o time se classifique para a próxima fase da Libertadores, ou para maio, assim que terminar o Carioca. Jairo dos Santos, hoje gerente de futebol, ficará no cargo.


12 mil ingressos vendidos para Flamengo x Lanús


A chance de classificação do Flamengo às oitavas de final da Libertadores é pequena. Talvez por isso, a procura por ingressos, apesar de não ser ruim, é bem abaixo das expectativas. Até o momento foram vendidos 12 mil ingressos para o jogo contra o Lanús, nesta quinta-feira, às 19h30, no Engenhão. No total, foram disponibilizados 36 mil ingressos para o jogo desta noite.

O Flamengo precisa derrotar o Lanús e torcer por um empate entre Olimpia e Emelec, em Assunção, para garantir a segunda colocação do Grupo 2 da Copa Santander Libertadores. Se houver um vencedor na partida do Defensores del Chaco, o Mengão estará automaticamente eliminado da competição sul-americana.



Presidente do TJD-RJ(torcedor do vasco) diz que atletas da coisa maldita(vasco) não foram expulsos

O julgamento dos cinco jogadores do vasco citados pela súmula do árbitro Wagner Rosa no clássico contra o Flamengo do último sábado foi adiado para o dia 18 de abril. Porém, o presidente do TJD-RJ já deu um indício de como a audiência pode ser conduzida. Antonio Vanderler afirmou que não há como considerar a expulsão dos jogadores, ao contrário do que diz o advogado do árbitro, Giuliano Bozzano, e disse que, em sua opinião, os atletas estão liberados para enfrentar o Nova Iguaçu, neste domingo, às 16h, pela última rodada da Taça Rio. Desta forma, o vasco não corre o risco de escalar Rodolfo, Eduardo Costa e Fellipe Bastos e sofrer uma punição posteriormente por isso.

- Entendo que todos estão em condições de jogar. O árbitro teve a intenção de dar o vermelho, mas achou por bem, cautelosamente, não mostrar. Relatou direitinho na súmula e deixou a cargo do Tribunal. Nós iríamos julgar isso na sexta, mas temos uma infinidade de processos, então vamos julgar na quarta-feira que vem. Eles não foram expulsos. A súmula não relata que houve expulsão, relata a intenção - afirmou Vanderler, em entrevista à Rádio Brasil.

A opinião do presidente do TJD-RJ é semelhante à do vice jurídico do vasco, Aníbal Rouxinol, que se baseou em declarações do presidente da Ferj, Rubens Lopes. Na visão do dirigente cruz-maltino, Rodolfo, Eduardo Costa e Fellipe Bastos não são obrigados a cumprir suspensão automática. Fagner e Diego Souza, também citados na súmula, já estão fora por terem recebido o terceiro cartão amarelo durante a partida.



Adriano: operação no tendão confirmada para 8h de sexta-feira

A cirurgia no tendão de aquiles do tornozelo esquerdo de Adriano está confirmada para 8h desta sexta-feira no Hospital Barra D'Or, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. A operação será conduzida pelo médico do Flamengo, José Luís Runco.

Em entrevista coletiva na semana passada, Runco estimou a recuperação em pelo menos três meses. Apesar de não ter contrato com o Flamengo, o Imperador já é considerado internamente como reforço para a equipe no segundo turno do Campeonato Brasileiro.

O jogador, de 30 anos, foi operado em abril de 2011 do mesmo problema na perna esquerda, mas a recuperação foi considerada inadequada e o departamento médico rubro-negro optou por um reparo no local. Segundo a diretoria do Corinthians, o jogador faltou a 67 sessões de fisioterapia.