Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 19 de maio de 2012

Magal exalta segundo tempo do Fla e sente 'sabor de vitória' no empate

O empate por 1 a 1 com o Sport na estreia no Campeonato Brasileiro deixou um jogador quase eufórico no Flamengo. Na saída de campo, Magal exaltou o fato de o time carioca ter conseguido a igualdade fora de casa, depois de ter saído em desvantagem:

- No segundo tempo, mostramos quem é o Flamengo. Dentro de casa, o Sport é forte, é um clube tradicional e conquistamos esse empate com sabor de vitória - disse.

Titular da lateral-esquerda desde que a possível saída de Junior Cesar para o Atlético-MG entrou em pauta no Flamengo, Magal pouco apareceu no apoio ao ataque contra o Sport, mas se destacou nas roubadas de bola. Ao lado de Luiz Antônio, ele foi o jogador mais efetivo neste quesito, impedindo a progressão dos adversários em cinco oportunidades.





Números: Fla tem mais a bola, e Sport é muito superior nas finalizações




info estatísticas Sport x Flamengo (Foto: Globoesporte.com)

R10 analisa o Fla no intervalo, e Joel se irrita: ‘Quem fala de tática sou eu’



tática?
só com 
o joel (André Chaco / Vipcomm)Joel Santana não gostou do empate do Flamengo com o Sport na primeira rodada do Brasileirão. Mesmo depois de ter ficado 27 dias em preparação para a estreia, o Rubro-Negro jogou mal contra o Leão, principalmente no primeiro tempo. No início da segunda etapa, a equipe sofreu um gol, mas conseguiu se recuperar. No fim, 1 a 1 e muito trabalho para a sequência da competição.

A primeira resposta do treinador na entrevista coletiva foi sobre Ronaldinho Gaúcho. Não sobre o desempenho do camisa 10, mas a respeito de uma opinião do jogador. Terminado o primeiro tempo, o atacante analisou a postura tática da equipe em entrevista a emissoras de rádio e disse que a proposta definida era jogar no contra-ataque, mas faltava acertar o último passe. Ao ser questionado sobre isso, Joel não gostou.

- Não quero saber de fofoca. Quem tem que comentar a opção tática sou eu. O esquema foi escolhido, nós concordamos. Viemos jogar da maneira que treinamos. Treinamos das duas maneiras. Começamos o jogo de um jeito e terminamos de outro. No segundo tempo, jogamos melhor e poderíamos ter vencido. Não tem essa de que o Ronaldo falou. Quem fala de tática de jogo sou eu, mais ninguém.

Joel não quis analisar o desempenho individual dos jogadores. Muito menos o de Ronaldinho.

- Alguns jogadores jogaram mal. Não preciso falar de Ronaldinho. Não quero falar. Vocês viram e falam o que acham melhor. Em alguns setores não jogamos bem. Tivemos certa supremacia no segundo tempo. Da maneira que foi o jogo, não foi normal, mas poderíamos ter sido melhores no primeiro tempo.

O treinador reconheceu que esperava mais do grupo na estreia e citou o ambiente conturbado como um dos complicadores.

- Você ficar treinando um mês dentro do ambiente que treinamos, cada dia um problema, é complicado. Mas poderíamos ter feito mais. De uma maneira geral, acho que rendemos 50%. Ainda é pouco para quem quer chegar no Brasileiro.

O problema mais recente ocorreu na última quarta-feira, uma indisciplina de R10. Segundo membros da comissão técnica, ele chegou ao treino da manhã sem condições de trabalhar, aparentemente sob efeito de álcool da noite anterior. Ele alegou dores musculares e pediu para não ir a campo. A pedido do diretor de futebol do clube, Zinho, correu no gramado. No dia seguinte, foi repreendido pelo dirigente diante do grupo.

A próxima partida será no sábado, contra o Inter, no Engenhão, às 18h30m. O grupo está de folga neste domingo e volta a treinar na tarde de segunda-feira, no Ninho do Urubu.

Romário: 'R10 não tem condições de jogar pela Seleção'


HOME Romário (Foto: Bruno de Lima)Em entrevista ao programa "Juca Entrevista", da ESPN Brasil, o ex-atacante e deputado federal pelo PSB do Rio de Janeiro, Romário criticou a atual fase de Ronaldinho Gaúcho. Segundo o ex-craque, o camisa 10 do Flamengo precisa recuperar a forma física para voltar à Seleção e disputar uma Copa do Mundo ou os Jogos Olímpicos de Londres.

- Hoje, Ronaldinho Gaúcho não tem condições de jogar pela Seleção Brasileira. Ele está muito abaixo de outros jogadores tanto tecnicamente quanto fisicamente - analisou o Baixinho.

R10 não foi chamado para os quatro próximos amistosos da Seleção, no entanto, está na pré-lista de convocados para os Jogos Olímpicos de Londres, disputados de 27 de julho a 12 de agosto.

A Seleção Brasileira tem quatro adversário pela frente como preparação para os Jogos Olímpicos de Londres. No próximo 26 de maio, enfrenta a Dinamarca, em Hamburgo (ALE). Depois, três duelos nos Estados Unidos: no dia 30, contra os donos da casa, em Washington. No 3 dia de junho, encara o México, em Dallas e fecha a conta contra a Argentina, no dia 9, em Nova Jersey.

Romário, como disse ao LANCE!, voltou a lembrar a preferência pelo técnico Joel Santana para comandar o time verde-amarelo.

- Foi um dos melhores técnicos que tive durante minha carreira. Consegue conquistar os 25 jogadores de um elenco - respondeu ao jornalista Juca Kfouri.




Na estreia no Brasileiro, R10,''o cachaceiro'', volta a decepcionar


Ronaldinho - Sport x Flamengo (Foto: Antônio Carneiro)A cobrança de falta, da intermediária, aos 13 minutos do primeiro tempo e que quase acertou o ângulo esquerdo do goleiro Magrão, foi a única e melhor jogada de Ronaldinho na sua estreia pelo Flamengo no Brasileirão no empate em 1 a 1 com o Sport, neste sábado.

Os seis passes dados e somente uma finalização nos pouco mais de 90 minutos em campo resumiram bem a fraca atuação do camisa 10 rubro-negro em Recife.

O discurso resignado e com ausência de senso crítico após o empate mostrou um camisa 10 especialmente conformado. Para o astro do Flamengo, a sua atuação e o próprio desempenho do time eram previsíveis.

- Não esperava mais. Falta ritmo de jogo e temos jogadores novos. Agora é procurar ajeitar a forma de jogar e dar moral aos jogadores que estão chegando - comentou.

O próprio Joel Santana, implicitamente em sua entrevista após o jogo, mostrou decepção com Ronaldinho e se esquivou de uma avaliação:

- Sobre Ronaldinho, vocês viram como foi. Deixo para vocês falarem.

Justificativa
Para explicar a performance ruim individual e da equipe, Ronaldinho ressaltou as dificuldades que o Flamengo teve para superar a marcação imposta pelo sistema 3-5-2 usado pelo Sport, criticando, indiretamente, Joel Santana.

- Eles tinham três zagueiros e nós apenas dois atacantes à frente. Depois, com a entrada do Deivid, melhorou e conseguimos chegar ao empate - justificou o camisa 10.

Seja pela marcação ou não do Sport, o time pernambucano cometeu 16 faltas, no total, das quais apenas uma foi sobre Ronaldinho. A única participação efetiva do camisa 10 na etapa final foi o passe para Kleberson lançar Vagner Love no lance do gol de empate.



Paulo Victor comemora atuação diante do Sport

O goleiro Paulo Victor foi peça importante no empate do Flamengo por 1 a 1 contra o Sport, neste sábado, na Ilha do Retiro, na estreia no Brasileirão. O jogador fez boas defesas ao longo da partida, o que assegurou a volta do Fla para o Rio de Janeiro com um ponto na bagagem. Após o apito final, Paulo Victor comemorou a sua atuação, ressaltando a boa fase pessoal.

- O dia a dia e os jogos que fiz pelo Flamengo comprovam a minha boa fase. Meus companheiros me deram essa confiança e pude ir bem no jogo. Graças a Deus consegui fazer boas defesas e assegurar o empate. Estou à disposição do professor Joel - disse.

Diante do Sport, Paulo Victor substituiu o goleiro Felipe, afastado devido ao tratamento de dengue. No decorrer da semana, o departamento médico do Flamengo reavaliará o jogador para ver se ele terá condições de entrar em campo na próxima rodada.

O Flamengo volta a campo pelo Campeoanato Brasileiro no próximo sábado, diante do Internacional, às 18h30, no Engenhão.

Sport 1 x 1 Flamengo - Melhores Momentos - Camp. Brasileiro 2012



Love e Léo Moura ‘comemoram’ ponto fora: ‘Sempre importante’



O Flamengo voltou a entrar em campo após quase um mês e, na estreia no Brasileirão, deixou a Ilha do Retiro com um empate por 1 a 1 com o Sport. Mas para os jogadores do Rubro-Negro carioca o ponto conquistado não pode ser considerado ruim. Vagner Love e Léo Moura lembraram, após o apito final, que pontuar fora de casa é “sempre importante”.

- A gente queria começar com a vitória, infelizmente não aconteceu. Mas um ponto fora de casa é sempre importante - disse Love, autor do gol do Fla na partida, ao SporTV.

Léo Moura também destacou o ponto ganho, mas lembrou que o Flamengo poderia ter deixado o gramado com a vitória diante das oportunidades que teve na partida.

- Está começando o campeonato, a gente poderia ter saído com os três pontos. Tivemos oportunidades, eles também, mas agora é pensar no jogo em casa. Pelo que foi o jogo, com as duas equipes tendo chances, a gente leva um ponto para casa. A equipe se comportou bem e poderia até ter virado o placar. Agora é tentar os três pontos em casa - disse o lateral, já pensando na segunda rodada do Brasileirão, no próximo sábado, contra o Internacional, no Engenhão.


Sport 1 x 1 Flamengo



Ficha técnica



Data: 19/05

Horário:  18h30

Local: Ilha do Retiro, Recife (PE)






Cartões amarelos: Edcarlos e Naldinho (SPO) e Bottinelli e   Welinton (FLA)

Gols: Marquinhos 12'/2ºT (1-0) e Vagner Love 29'/2ºT (1-1)


Árbitro: Paulo Cesar de Oliveira (SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Vicente Romano Neto (SP)

SPORT: Magrão, Bruno Aguiar, Tobi e Edcarlos; Moacir, Naldinho (Diogo Oliveira 20'/2ºT), Rithelly, Thiaguinho e Rivaldo; Marquinhos e Felipe Azevedo (Ruan 34'/2ºT)
Técnico: Gustavo Bueno (interino)

FLAMENGO: Paulo Victor, Léo Moura, Welinton, González e Magal; Rômulo (Amaral intervalo), Luiz Antonio, Kleberson e Bottinelli (Deivid 17'/2ºT); Ronaldinho e Vagner Love.
Técnico: Joel Santana




Flamengo 1 x 1 Sport

2º tempo


28min

Gol de Vagner Love

Ronaldinho tocou para Kleberson no meio. O volante encontrou Vagner Love entre Edcarlos e e Tobi, dando um passe magistral para o atacante. Love recebeu e tocou na saída de Magrão.




A Hora é Essa...


Vamos esperar esses Filhos da Puta no aeroporto e quebrar eles na porrada. Lugar de vagabundo é na vala!






FLAMENGO 0 X 1 SPORT

2º tempo

13min

Gol de Marquinhos!
Moacir recebeu um lançamento pela direita, avançou e chutou cruzado. A bola bateu em Magal e voltou para o meio da área, onde Marquinhos Gabriel estava livre. Ele arrumou e meteu no ângulo direito de Paulo Victor 




Jogo horrível. Flamengo ridículo, anda em campo.

30 dias de férias, esses vagabundos continuam jogando o mesmo futebol de merda.

Mudanças já!

Fora Ronaldinho vagabundo e Cia.




Juniores: Flu perde, Flamengo empata

Após perder os 100% de aproveitamento na última rodada, o Fluminense viu cair também a sua invencibilidade na Taça Rio de juniores ao ser derrotado pelo Nova Iguaçu por 2 a 1, na tarde deste sábado, em Nova Iguaçu. Mesmo com o primeiro revés, o time tricolor segue na liderança isolada do segundo turno do Campeonato Carioca com 22 pontos. Eduardo marcou para o Flu. Napu e Wellington fizeram os gols do campeão da Taça Guanabara.

O Flamengo, por sua vez, perdeu a chance de colar no Tricolor ao empatar com o Duque de Caxias por 1 a 1 na Gávea. Com o tropeço em casa, o time se manteve na segunda colocação, agora com 19 pontos, mesma pontuação do Nova Iguaçu. O time da Baixada, no entanto, aparece em terceiro lugar, com um gol a menos de saldo. O Duque de Caxias agora é o quarto colocado, com 17. O meia-atacante Fernandinho fez o gol rubro-negro na partida.

Fluminense e Flamengo se enfrentam na próxima quarta-feira, às 15h, em Xerém.

Mais seis jogos completam a nona rodada da Taça Rio de juniores neste domingo. No Luso Brasileiro, o Vasco recebe o Olaria às 10h. Já o Botafogo vai a Volta Redonda enfrentar o time local às 11h. Nenhuma das equipes que entram em campo domingo, porém, ameaçam a liderança tricolor. Somente o Botafogo pode chegar a 19 pontos e ultrapassar o Flamengo no saldo de gols.



Resultados da nona rodada:


Sábado, 19 de maio

15h - Nova Iguaçu 2 x 1 Fluminense (Nova Iguaçu)
15h - Flamengo 1 x 1 Duque de Caxias (Gávea)

Domingo, 20 de maio

10h - vasco x Olaria (Luso Brasileiro)
11h - Volta Redonda x Botafogo (Volta Redonda)
15h - Americano x Madureira (Godofredo Cruz)
15h - Bangu x Bonsucesso (Moça Bonita)
15h - Resende x Friburguense (Trabalhador)
15h - Macaé x Boavista (CT KM5)

Classificação da Taça Rio:


1º Fluminense, 22 pontos
2º Flamengo, 19 pontos
3º Nova Iguaçu, 19 pontos
4º Duque de Caxias, 17 pontos
5º Botafogo, 16 pontos
vasco, 13 pontos
7º Bangu, 12 pontos
8º Madureira, 12 pontos
9º Boavista, 10 pontos
10º Macaé, 9 pontos
11º Bonsucesso, 8 pontos
12º Americano, 8 pontos
13º Friburguense, 6 pontos
14º Olaria, 6 pontos
15º Resende, 6 pontos
16º Volta Redonda, 4 pontos

Jogos da décima rodada:

Quarta-feira, dia 23 de maio

15h - Fluminense x Flamengo (Xerém)
15h - Duque de Caxias x Nova Iguaçu (Marrentão)
15h - Friburguense x Macaé (Eduardo Guinle)
15h - Boavista x Resende (Indefinido)
15h - Madureira x vasco (Conselheiro Galvão)
15h - Botafogo x Bangu (Caio Martins)
15h - Olaria x Americano (Bariri)
15h - Bonsucesso x Volta Redonda (Leônidas da Silva)

Torcida paraibana promete invadir a Ilha do Retiro para apoiar o Flamengo


O Flamengo estreia no Campeonato Brasileiro longe do Rio de Janeiro. Nem por isso deixará de ter o apoio de sua torcida na partida contra o Sport, neste sábado. Pelo menos, no que depender dos paraibanos, o Rubro-Negro vai se sentir em casa na Ilha do Retiro.

Uma caravana com cinco ônibus saiu no início da tarde com destino a Recife. Outros dois partirão de Campina Grande. No início a passagem, incluindo o ingresso, foi vendida por R$ 250,00. Na manhã deste sábado, ainda restavam poucos pacotes, já ao preço de R$ 120,00.

Torcida do Fla na Paraíba (Foto: Expedito Madruga)Torcida do Flamengo na Paraíba esbanja confiança antes da viagem para o Recife (Foto: Expedito Madruga)
 
Segundo a organização, pelo menos 500 torcedores deverão invadir a Ilha nesta noite.

- Além dos ônibus, tem muita gente indo de van e em carros próprios. Tudo para que o Flamengo se sinta em casa aqui no Nordeste - falou Alex Carioca, responsável pela caravana.

Os torcedores, claro, esbanjam otimismo. Não passa pela cabeça de ninguém tropeçar na estreia. Muito pelo contrário. Cada um busca inspiração no passado.

- Vai ser 3 a 0 para o Mengão, como foi em 2009, disse Adjamilton Santos, de 20 anos, que viaja pela primeira vez para acompanhar o time do coração.

Torcida do Fla na Paraíba (Foto: Expedito Madruga)
Já Kehilton Gondim, de 33 anos, já pode ser considerado um veterano em acompanhar o time. E rapidamente elege um jogo inesquecível.

- Foi na final da Copa dos Campeões contra o São Paulo, em 2002. A torcida paraibana foi em peso para Maceió. Foi uma festa muito grande, um título que a gente não esquece - disse o advogado.

Ele também morou no Rio de Janeiro e não deixava de acompanhar o time por lá e lembra com carinho uma partida em 1995, num Fla-Flu que marcou a estreia de Romário em sua volta ao Brasil.

- O Flamengo tinha um grande time. Romário, Branco, Ronaldão... O Maracanã estava lindo - relembra.

Torcida do Fla na Paraíba (Foto: Expedito Madruga)
Ronaldinho divide opiniões
Deixando de lado a festa, a torcida flamenguista na Paraíba anda dividida quando o assunto é Ronaldinho Gaúcho. O camisa 10 até que ainda tem crédito, mas a paciência do torcedor está no limite.

- Ronaldinho precisa é jogar bola. Só isso. Acho que o time precisa melhorar muita coisa para brigar pelo título. Mas Flamengo é Flamengo - sugeriu Celso Alves, de 47 anos, outro que faz questão de ir a todos os jogos do Flamengo no Nordeste.

- Acho que está faltando amor à camisa - arrisca Kehilton Gondim.

Para Manoel Domingos e a sua vasta cabeleira (que está mais para Coalhada, personagem imortalizado por Chico Anysio, do que para Ronaldinho Gaúcho), o segredo para reconquistar a torcida é o bom futebol.

- Vai ser 2 a 0 hoje. E Ronaldinho precisa jogar bola - emendou Manoel, que viaja acompanhado do filho, Klebson Bezerra.

Em meio à desconfiança, há quem ainda ganhe dinheiro com o R10. Antonio Paulino, da loja Fla-Mania, oferecia cinco bandeirões com a cara de Ronaldinho por R$ 40.

- Na loja é R$ 60,00. Aqui é promoção. E só tem cinco...

Apoio não vai faltar ao Flamengo. Resta agora o time fazer a parte dele.

Caravana do Fla na Paraíba (Foto: Expedito Madruga) 
Klebson Bezerra e o pai, Manoel Domingos: vale tudo para acompanhar o Flamengo de perto (Foto: Expedito Madruga)
 
 





Para Deivid, preparação nas 'férias' garantirá boa estreia para o Flamengo


Treino do Flamengo - Deivid (Foto: Bruno de Lima)Os Jogadores e os torcedores do Flamengo já estão cansados de ouvir, nas últimas semanas, o deboche dos adversários em relação às "férias forçadas" do futebol rubro-negro, depois que o time foi eliminado precocemente da Copa Santander Libertadores e do Campeonato Carioca.

Para o atacante Deivid, porém, este período foi muito bem aproveitado pelo grupo. Por isso, o jogador confia em uma boa esteria do time no Campeonato Brasileiro, contra o Sport, logo mais, em Recife, mesmo sabendo que será um duelo difícil fora de casa.

- O grupo está bem preparado fisicamente e ainda mais entrosado. O Sport vai entrar em campo motivado com a volta à Primeira Divisão, mas sinto que estamos prontos para encarar esse desafio e começar muito bem o Brasileirão - disse Deivid ao site oficial do clube.

Com experiência no futebol europeu, Deivid coloca o Brasileirão entre os principais campeonatos do planeta, pelo seu grau de dificuldade.

- Disputei diversos campeonatos na Europa, mas o Brasileiro é um dos mais difíceis do mundo. Tive a oportunidade de conquistar duas vezes, mas seria maravilhoso levantar a taça com a camisa do Flamengo - completou o atleta, que foi campeão pelo Cruzeiro, em 2003, e pelo Santos, em 2004.




Paulo Victor ganha espaço no Fla e força na concorrência com Felipe



ronaldinho gaucho paulo victor flamento treino (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem) As chances de assumir o gol do Flamengo têm sido cada vez mais frequentes para Paulo Victor. Neste ano, o goleiro disputou nove partidas, sendo seis como titular. É a temporada em que ele entrou em campo mais vezes desde que foi promovido a profissional do clube, em 2006. Neste sábado, contra o Sport, vai ficar com a posição novamente. O Rubro-Negro estreia no Brasileirão em partida na Ilha do Retiro, às 18h30m (de Brasília). Felipe está em recuperação física. Na última quarta-feira, voltou a treinar depois de ter sido diagnosticado com dengue e só deve trabalhar com o grupo na segunda-feira.

PV entra num momento de pressão sobre a equipe. Depois das eliminações na Libertadores e no Carioca, o time de Joel Santana ficou 27 dias sem jogar.

- É sempre bom poder defender o gol do Flamengo, fico muito feliz. É mais uma oportunidade, venho trabalhando cada vez mais para aproveitar essas chances e assumir a vaga de titular, que é o meu desejo desde o primeiro dia em que cheguei ao Flamengo – disse.

Fato é que Paulo Victor ganha cada vez mais espaço. Ele tem o apoio de boa parte do grupo para assumir o posto de titular. Joel e a diretoria também confiam no camisa 27. Tanto que o clube tentou envolver Felipe em uma negociação. Interessado no zagueiro Réver, ofereceu o goleiro e o lateral-esquerdo Junior Cesar ao Atlético-MG. O Galo, no entanto, não aceitou.

- A disputa pela vaga é sadia, eu o Felipe nos respeitamos bastante. Mas ali dentro é cada um buscando o seu objetivo, e o meu é ser titular.

A data do retorno de Felipe ainda não foi divulgada pela comissão técnica. Segundo o departamento médico, a retomada do ritmo normal de treinamentos terá de ser gradual, já que ele ficou cerca de dez dias parado.





Marcio Braga: 'Flamengo está descendo a ladeira'




“O Flamengo está descendo a ladeira. Precisa trazer quadros novos e se profissionalizar” - Marcio Braga, um dos líderes da oposição do Flamengo.


Com reação no final, Lokomotiv bate o Flamengo e conquista o Mundialito

No dia em que tudo parecia conspirar a favor do Flamengo, com direito a uma atuação brilhante do craque Benjamin, que marcou três vezes, uma reviravolta no fim tirou o título dos cariocas. Com reação espetacular, o Lokomotiv venceu o Flamengo por 6 a 4, e sagrou-se campeão do segundo Mundialito de Clubes, neste sábado, na arena montada na Represa de Guarapiranga. Gorchinskiy (2), Makarov (2), Shkarin e Daniel anotaram os gols dos russos, enquanto Benjamin (3) e Bernardo descontaram para os brasileiros.


,
partida do Flamengo e Lokomotiv  pelo II Mundialito de Clubes de futebol de areia (Foto: William Lucas / Inovafoto)

 Benjamin é eleito o craque do II Mundialito de Clubes em São Paulo


Após a final, a organização entregou os prêmios individuais da competição:o português Madjer, do Sporting, foi o 'Artilheiro' com 10 gols, o russo Sydorenko, que defende o Lokomotiv, recebeu o troféu de 'Melhor Goleiro' e Benjamin, do Flamengo, foi eleito o 'Melhor Jogador' do campeonato.

- O futebol de areia está no clube há apenas três meses, mas a diretoria já abraçou o esporte. Jogamos bem a final, mas não adianta procurar culpados agora. Tivemos nossos erros e algumas marcações duvidosas da arbitragem. Chegamos muito perto e vamos levar essa derrota como lição. Trocaria o prêmio de melhor jogador pelo título - afirmou Benjamin.


'Com o mínimo, Ronaldinho já seria importante', diz Renato M. Prado


Depois de 28 dias sem partidas oficiais, o Flamengo estreia neste sábado no Campeonato Brasileiro contra o Sport, na Ilha do Retiro. Para o comentarista do SporTV Renato Maurício Prado, Ronaldinho Gaúcho pode transformar o time carioca em candidato ao título. Porém, o jogador precisa mostrar mais dedicação aos treinamentos.

- Se tivesse o mínimo de profissionalismo, com o talento que tem, o Ronaldinho poderia jogar muito bem no Brasil. O Ronaldo Fenômeno, com mais de 100 quilos, foi campeão do Paulistão e da Copa do Brasil, sendo o craque do time. O Adriano, com 108 quilos, foi artilheiro do Campeonato Brasileiro. Basta o Ronaldinho se cuidar um pouquinho, até porque ele não engorda e nunca teve lesões sérias - disse o jornalista, no "Redação SporTV".

Na sexta-feira, o GLOBOESPORTE.COM publicou que Ronaldinho Gaúcho chegou ao Ninho do Urubu na manhã de quarta sem condições de treinar. Na avaliação de membros da comissão técnica, o jogador se apresentou aparentemente sob efeito de álcool da noite anterior. O diretor de futebol do Flamengo, Zinho, negou o episódio.

Para Renato Maurício Prado, o novo dirigente do clube deveria servir de exemplo para o camisa 10.

- O maior desafio do Zinho é fazer o Ronaldinho ter uma postura profissional. A postura do Zinho era exemplar, por isso foi vencedor por todos os clubes que passou. Não era um cracaço, um Zico, um Renato Gaúcho. Mas conseguia, com seu comportamento, chegar a patamares mais altos. O Ronaldinho não precisa ser igual ao Zinho, isso é querer demais, mas precisa ter um comportamento minimamente profissional.

Apesar de acreditar que Ronaldinho Gaúcho pode ser decisivo para o Flamengo, o comentarista afirma que o craque não irá repetir as atuações que o transformaram no melhor jogador do mundo em 2004 e 2005.

- Ele nunca mais vai ser o mesmo do Barcelona. Mesmo que ele se cuidasse, não jogaria igual mais. A idade já não permite ser aquele do Barcelona, mas ainda podia fazer diferença aqui.





Brasileirão por pontos corridos chega à 10ª edição

O Campeonato Brasileiro 2012 começa neste sábado. E não se trata de um campeonato qualquer. Primeiro pelos astros que lutam pela taça. Neymar, Ganso, Leandro Damião, Oscar, Lucas, Emerson, Vagner Love, Ronaldinho, Leo Moura, Kleberson,  Fred, Deco... Todos brigarão pelo direito de erguer o troféu da décima edição do Brasileiro por pontos corridos. Este sim, um fato inédito na principal competição do futebol cinco vezes campeão mundial.

Nunca, na história do Campeonato Brasileiro, que existe tal qual conhecemos desde 1971, uma fórmula havia sido repetida. Isso até 2003, quando os pontos corridos passaram a ser adotados. Naquele ano, muito se debateu sobre o assunto. Desconfiança de sobra. Faltaria interesse? Haveria emoção? O público aceitaria? Este ano, quando teremos a edição de número 10 no mesmo sistema, a fórmula parece consolidada entre os boleiros tupiniquins.

 Emoção não tem faltado, visto que o campeão tem sido conhecido somente nas últimas rodadas - foi assim em 2008, 2009, 2010 e 2011. Além disso, há a luta contra o rebaixamento, que mobiliza torcidas Brasil afora e torna reações místicas, como a do Fluminense em 2009, quando, de time dado como rebaixado, ressurgiu das cinzas, permaneceu na Série A.



LINHA DO TEMPO



2003: Cruzeiro campeão
O time dos 100 pontos e 102 gols num mesmo campeonato. Primeira edição do Brasileiro por pontos corridos é disputada por 24 clubes.



2004: Santos campeão
Bi de Vanderlei Luxemburgo e time que tinha Robinho, Elano & Cia.. Peixe marca 103 gols, ultrapassa marca do Cruzeiro. Grêmio é rebaixado.



2005: Corinthians campeão
Com um time recheado de astros, tendo Tévez como o principal, o Timão chega ao título, com direito a polêmica. Inter é vice e reclama da arbitragem. Começa a redução de clubes participantes. São 22 dessa vez. Atlético-MG rebaixado.



2006: São Paulo campeão
Início da era Muricy Ramalho no São Paulo. Clube paulista inicia caminhada para o tricampeonato brasileiro. Competição passa a ser disputada por 20 clubes.



2007: São Paulo campeão
Foi o título mais tranquilo dos pontos corridos. Defesa do São Paulo dá show, sofre apenas 19 gols em 38 jogos e o time fatura o título. Ano perfeito para a torcida são-paulina. Bicampeonato brasileiro e Corinthians rebaixado.



2008: São Paulo campeão
O tricampeonato do São Paulo foi decidido somente na última rodada, numa disputa ponto a ponto com o Grêmio. vasco rebaixado.



2009: Flamengo campeão
O futebol carioca volta a ser protagonista no Campeonato Brasileiro. O Fla de Adriano & Cia. Acaba com a hegemonia paulista e levanta o caneco. A competição também fica marcada pela sensacional arrancada do Fluminense, que ressurgiu das cinzas para escapar do rebaixamento.



2010: Fluminense campeão
Após a fuga do rebaixamento em 2009, o Fluminense traz o papa-títulos Muricy Ramalho e conquista um título brasileiro após 26 anos. De quebra, repete a dobradinha que fez com o Flamengo nos anos 1980. Em 1983 o Fla havia sido campeão. No ano seguinte (1984), o Flu. Conca é o nome do campeonato.


2011: Corinthians campeão
Após disputa acirrada com o Fluminense em 2010, o Timão volta a levantar a taça com o  Flamengo entre os quatro primeiros colocados.


Flamengo segue na busca por lateral




Ramon - Corinthians (Foto: Tom Dib)
Além de procurar por um zagueiro, a diretoria do Flamengo segue na busca por um lateral-esquerdo. Ramon, atualmente no Corinthians, é um dos nomes em pauta no rubro-negro.

Em função da demora do acerto de um reforço para a posição, Junior Cesar seguirá no grupo e só será liberado posteriormente.

O Atlético-MG já manifestou interesse na contratação do jogador e tem a concorrência do Cruzeiro para ter o jogador.

Inicialmente, o Flamengo emprestaria Junior Cesar a algum dos interessados, mas o clube já aceita rescindir o vínculo. Ele ganha R$ 180 mil mensais.

O jogador sequer foi relacionado para a estreia do Flamengo no Campeonato Brasileiro, neste sábado, contra o Sport, às 18h30, na Ilha do Retiro.

Oposição do Flamengo já tem novo alvo para eleição



O empresário Sergio Veiga Brito, filho de um ex-presidente do Flamengo, é o novo alvo da oposição para ser candidato na eleição de dezembro. Brito diz que as conversas são preliminares, mas não recusou a ideia. O conselheiro já foi presidente do Conselho Deliberativo e da Assembleia Geral.

Em reunião com jogadores, Zinho faz cobrança direta a Ronaldinho


O diretor de futebol do Flamengo, Zinho, negou que Ronaldinho Gaúcho tenha cometido indisciplina na última semana. Nesta sexta-feira, o GLOBOESPORTE.COM informou que o atacante chegou ao Ninho do Urubu para o treino da manhã de quarta dentro do horário, mas não teria condições ideais para trabalhar. Apesar da negativa, Zinho cobrou do jogador após um atraso no dia seguinte na frente dos companheiros o fato de ter chegado na quarta sem condições de treinar. Na avaliação de membros da comissão técnica, o jogador se apresentou aparentemente sob efeito de álcool da noite anterior. Ele alegou dores musculares e pediu para não treinar.

Fotos do treino do Flamengo em Recife (Foto: Alexandre Vida / Fla imagem) 
Zinho acompanhando o treino do Fla no Recife na sexta-feira (Foto: Alexandre Vida / Fla imagem)

A atitude contrariou a comissão técnica, e Ronaldinho foi orientado por Zinho a correr em volta do gramado principal do CT. Enquanto isso, o grupo disputava um coletivo. Um dia depois, na quinta-feira, um novo deslize do camisa 10. Ele chegou atrasado. O treino estava marcado para as 10h, mas o jogador só apareceu oito minutos depois, antes do início das atividades, quando o elenco estava pronto para trabalhar. 

A presidente Patricia Amorim estava lá e pôde acompanhar de perto o que aconteceu. A imprensa, no entanto, só foi liberada depois de 1h20m do início da atividade. Foi durante este período que Zinho reuniu os atletas no campo 2 para uma conversa franca. Em tom firme, cobrou todo o grupo, inclusive Ronaldinho. Ao capitão da equipe, disse na frente de todos os atletas e de membros da comissão técnica que ele havia chegado sem condições de treinar na véspera. O dirigente chegou a levantar a voz ao falar para o atacante e depois pediu desculpas por ter se exaltado.

R10 é o principal alvo de Zinho, mas não o único. Internamente, o ex-jogador deixa claro que quer mais compromisso, disciplina e empenho dos atletas. Publicamente, também deu sua “cutucada”. O termo, aliás, foi usado por ele ao comentar a entrevista que Joel Santana deu ao Globo Esporte de terça-feira, quando o treinador se queixou de falta de comprometimento do atletas.

- O papel do treinador é esse. Os resultados não foram bons, vai vir a cobrança, a pressão. O grande desafio dos jogadores é voltar a desenvolver o que eles podem, principalmente os grandes nomes. Esse é o grande reforço do Flamengo. É ter um comprometimento maior dos jogadores, a cobrança do diretor, o trabalho do treinador. Os jogadores são experientes e quem é da bola sabe quando está bem e quando está mal. Vale a pena dar uma cutucada para o cara se levantar – afirmou o dirigente.

Zinho não tem cartilha. E fez questão de dizer isso quando foi apresentado, há uma semana. O diretor, no entanto, quer combater a desordem. Também na conversa de quinta-feira, avisou que atos de indisciplina serão punidos com multas ou medidas mais rígidas, como afastamento. A postura do dirigente, especialmente em relação a Ronaldinho, tem agradado, mas algumas perguntas correm dentro do clube: ele terá o respaldo da presidente Patricia Amorim? Jogadores serão punidos quando falharem? As medidas valem para Ronaldinho?

O diretor de futebol assegura que sim, mas para isso vai ter que costurar, por exemplo, a relação do vice de futebol Paulo César Coutinho com o grupo. Coutinho não conta com a simpatia de boa parte do elenco. A presidente Patricia Amorim já tomou conhecimento do assunto, mas, por enquanto, não deve tomar nenhuma atitude drástica. Na semana passada, alguns jogadores planejavam um encontro com a dirigente para tratar do tema, e a reunião quase aconteceu na última quinta-feira, mas acabou cancelada.



sexta-feira, 18 de maio de 2012

Em jogo empolgante, São José bate Fla na prorrogação e empata a semi


A derrota no primeiro duelo pela série semifinal do NBB e a queda da invencibilidade de 15 jogos mexeram com os brios dos atletas do São José. Isso  porque a equipe do interior paulista teve nervos de aço para arrancar o empate a 1s do fim em cesta de três de Dedé (88 a 88) e bater o Flamengo na prorrogação por 107 a 99, empatando o confronto em 1 a 1. Fúlvio, com 29 pontos, foi o destaque dos donos da casa e cestinha da partida, enquanto Marcelinho e David Jackson, com 25 pontos cada, foram os destaques do Mengão.

A terceira partida será no domingo, às 21h, também na cidade paulista. O quarto jogo acontece no dia 25 de maio, no Tijuca, e o quinto, se necessário, dia 27, em São José dos Campos.

Marcelinho basquete Flamengo (Foto: Adenir Britto) 
Marcelinho salta para a bandeja enquanto é vigiado de perto pelos rivais do São José (Foto: Adenir Britto)

Confira os confrontos pela semifinal do NBB:

15/05 (Terça-feira)
Flamengo 84 x 68 São José

18/05 (Sexta-feira)
19h – São José 107 x 99 Flamengo

20/05 (Domingo)

21h15 – São José x Flamengo

25/05 (Sexta-feira)
21h – Flamengo x São José *

27/05 (Domingo)
18h – São José x Flamengo *



Flamengo vai lançar camisa comemorativa do retorno de Ibson




O bom filho à casa torna. É com esta frase que o Flamengo vai receber Ibson no retorno do volante. O jogador será apresentado pela presidente Patricia Amorim nesta segunda-feira, às 10h30m, na Gávea, e em seguida falará com a imprensa. Para marcar a volta da cria da base do Rubro-Negro, o clube preparou uma camisa comemorativa. O modelo é bem parecido com o uniforme de jogo número dois da equipe. Na frente, a peça terá o número 7 do lado direito do peito e o autógrafo do jogador. Sobre as faixas horizontais, a frase "O bom filho à casa torna". Nas costas, além do número, há a inscrição do nome do atleta. Ela estará à venda a partir de terça e vai custar R$ 49,90.




Ibson vai receber a camisa na volta dele ao clube, segunda-feira (Foto: Divulgação)

Flamengo 3 x 2 coisa maldita (vasco)




Flamengo vence e decide o II Mundialito de Clubes de futebol de areia


Data:  Sábado 19/05   

Hora:  10h15m

                

                     Flamengo x  Lokomotiv




Flamengo marca apresentação de Ibson para a Gávea


ibson flamengo reforço (Foto: Janir Júnior / Globoesporte.com)
A diretoria do Flamengo confirmou nesta sexta-feira que a apresentação de Ibson será na próxima segunda. O volante vai voltar a vestir a camisa rubro-negra na sede social, na Gávea, e concederá entrevista às 10h30m, no Auditório Rogerio Steinberg. A presidente Patricia Amorim estará no clube para receber o reforço.

Ibson vai assinar contrato por três anos e deve começar a treinar com o grupo à tarde, no Ninho do Urubu. Como vinha treinando e jogando normalmente pelo Santos, a reestreia do camisa 7 pode ocorrer no sábado, contra o Inter, no Engenhão, na segunda rodada do Campeonato Brasileiro.


Presidente da Sky não disputará eleição no Fla


O presidente da Sky no Brasil, Luis Eduardo Baptista declinou do convite para ser candidato a presidente do Flamengo pela oposição. Baptista alegou que as regras da Sky impedem que ele assuma um cargo como esse. Por pelo menos quatro emissoras de TV, assinantes da Sky assistem a partidas do Flamengo.

Felipe promete volta por cima do Fla: 'Já estamos há um mês sendo zoados'



Felipe goleiro do Flamengo entrevista (Foto: André Durão / Globoesporte.com)
Depois de um primeiro semestre de decepções, o Flamengo agora aposta as fichas no Campeonato Brasileiro. No ano passado, o time ficou em quarto lugar. Um dos líderes do elenco, Felipe acredita na recuperação da equipe. Sem jogar desde  22 de abril, o goleiro admite que as brincadeiras em cima das "férias fora de época" incomodaram os rubro-negros. E querem provar que podem dar alegrias ao torcedor (assista a entrevista completa com Felipe às 18h45m, no "Tá na Área").

Neste sábado, o Flamengo estreia no Brasileirão contra o Sport, em Recife, às 18h30 (de Brasília). O SporTV transmite ao vivo a partida com narração de Luiz Carlos Jr. e comentários de Lédio Carmona.

- A gente sabe que a gozação faz parte do futebol e do esporte. Tomara que isso não passe para a violência, mas a gozação faz parte. Já estamos há um mês sendo zoados, mas queremos descontar no final do Brasileiro. Mesmo sendo criticada, fomos a melhor defesa. O pessoal pega muito no pé. Goleiro tem que ter regularidade e eu tenho desde que cheguei. Faço de tudo para errar o menos possivel. Atacante pode perder dez gols e acertar no final para virar o cara. o goleiro não. Só maluco para ser goleiro - disse Felipe em entrevista exclusiva ao "Tá na Área".

Felipe garante que o grupo é unido e se cobra muito. Para ele, a conversa entre os jogadores é importante para conseguir um bom entrosamento em campo. Mesmo sendo muito criticado, Ronaldinho Gaúcho é um dos que, para o goleiro, vai fazer a diferença no Brasileirão.

- Ele é querido pelos atletas, parece que nunca ganhou nada porque é tranquilo, fala com todo mundo. No jogo, ele decide e a cobrança é alta porque ele é craque. Foi eleito o melhor do mundo duas vezes e esperamos sempre o melhor dele. Ele pode não fazer gols, mas dá muitos passes e no Brasileiro vai voltar a ser o Ronaldinho que todos conhecem. A gente conversa, aprende, se cobra. Sabemos que foi ruim (o início do ano) e que só depende da gente para mudar.

O goleiro, que desfalca o time na primeira rodada do Brasileiro por estar se recuperando de uma dengue, elege Santos e Corinthians como os principais rivais rubro-negros.

- Temos uma equipe forte com Ronaldinho, Leo Moura, Vagner Love. O Ibson está chegando. Confiamos no nosso potencial. Sabemos que o torcedor está desconfiado, mas no segundo semestre vamos dar a volta por cima. O Campeonato Brasileiro é complicado porque pode ter dez favoritos, mas Santos e Corinthians estão um pouco melhor do que as outras equipes. Mas nem sempre vence o melhor - disse Felipe.

Felipe acredita que as duas derrotas para o Vasco nas semifinais do Campeonato Carioca e a eliminação na primeira fase da Libertadores são passado. E já espera voltar ao time na segunda rodada do Brasileirão, quando o Flamengo enfrenta o Internacional, no Engenhão.

- Isso é página virada, não dá mais para ficar chorando. (As derrotas) têm que servir de lição. Um grupo como o Flamengo não pode ficar fora das finais da Libertadores, sem partida, sem renda. Nunca tinha passado por uma situação parecida de ficar um mês sem atuar e isso é ruim. Acho que segunda já estarei treinando com a equipe e volto a jogar na segunda rodada. Não nasci para ser torcedor. Foram 30 dias que pareceram 90. Mas o Joel agora tem o grupo na mão. Ele teve pouco tempo para trabalhar, muitas lesões, suspensões e, agora, com esse tempo, ele conseguiu fazer o que queria. Todo mundo confia no Joel.

Felipe também aproveitou para destacar o melhor goleiro do momento do futebol brasileiro.

- Jefferson é o melhor goleiro. Desde que voltou faz a diferenca para o Botafogo.

A entrevista completa com o goleiro Felipe vai ao ar nesta sexta-feira, a partir das 18h45m, no Tá na Área.

Fim de férias, velhos problemas: Gaúcho desliza na semana da estreia



As férias forçadas do Flamengo chegam ao fim sem que o clube tenha conseguido eliminar antigos problemas. Um deles é Ronaldinho Gaúcho. O camisa 10 até recebeu elogios internos pela postura adotada durante o período de 27 dias sem jogos, mas voltou a cometer indisciplina nesta semana. No treino previsto para as 9h30m da última quarta-feira, ele chegou ao Ninho do Urubu no horário marcado e escoltado pelo carro de sua equipe de segurança, mas não teria condições ideais para trabalhar. Na avaliação de membros da comissão técnica, o jogador se apresentou aparentemente sob efeito de álcool da noite anterior. Alegou dores musculares e pediu para não treinar.

ronaldinho gaucho flamengo treino (Foto: Maurício Val / Vipcomm) 
Ronaldinho Gaúcho corre sob chuva no treino de quarta-feira (Foto: Maurício Val / Vipcomm)
 
A atitude contrariou a comissão técnica, e Ronaldinho foi orientado por Zinho, diretor de futebol recém-chegado ao clube, a correr em volta do gramado principal do CT. Enquanto isso, o grupo disputava um coletivo, e o atacante Deivid ocupava o lugar do capitão ao lado de Vagner Love no ataque. Em entrevista ao "Redação SporTV" desta sexta-feira, Zinho deu a sua versão do episódio. O GLOBOESPORTE.COM, porém, mantém a versão publicada.

- Foi uma surpresa (a notícia), não aconteceu. Desde que cheguei, não aconteceu de ele chegar com nível de álcool acima do normal. Do contrário, não ia ao campo. Não é verdade. No dia anterior, houve trabalho na areia, de força. A semana foi de muita chuva, com campo pesado. A comissão técnica resolveu preservá-lo deste treino. Estamos na semana da estreia e não precisamos forçar. Autorizei. Fez o trabalho de musculação e foi para o campo. Nos dias seguintes treinou normalmente - disse ao Redação SporTV.

O dirigente ainda afirmou que tomou conhecimento de casos de indisciplina desde que chegou ao Flamengo e prometeu punições para quem sair da linha:

- O que estou cobrando é isso: comprometimento com o projeto do Flamengo. Acompanhei algumas indisciplinas do Ronaldo e do grupo. Já me reuni com eles, falei olho no olho e pedi a colaboração. Confio nisso, na sinceridade. A partir de agora, quem não cumprir vai ser multado, afastado. O Joel sabe disso e a cobrança cai em cima dele.

Algumas atitudes de Ronaldinho não têm agradado aos companheiros de elenco, inclusive, aos atletas mais próximos dele. Outros, de relação mais distante, demonstram insatisfação.

Ronaldinho Gaúcho no treino do Flamengo (Foto: Jorge William / Ag. O Globo)Ronaldinho Gaúcho participa do trabalho com bola no treino de quinta-feira (Foto: Jorge William / Ag. O Globo)
 
No treino da manhã desta quinta-feira, antes da viagem para o Recife, onde o time enfrenta o Sport, na estreia do time no Brasileirão, ele chegou atrasado ao Ninho. O treino do Flamengo estava marcado para as 10h, mas o meia só apareceu oito minutos depois, porém antes do início das atividades. A presidente Patricia Amorim estava no local e pôde acompanhar de perto o que aconteceu. A imprensa, no entanto, só foi liberada para entrar depois de uma hora e 20 minutos do início do treinamento. Após o atraso, ele se juntou ao time para um coletivo e teve boa atuação dando passes para os dois gols de Vagner Love.

Em quase um ano e meio de Flamengo, os atrasos do jogador são raros. Uma das incumbências da equipe que trabalha com o astro é controlar os horários dele. Também durante o período sem jogos, Ronaldinho Gaúcho passou a chegar e a sair do CT vestido com roupa de treino.

Na primeira semana de trabalho como diretor do Flamengo, Zinho se aproximou muito de Vagner Love e Deivid, dois dos principais líderes do grupo. Um tema domina as conversas: a disciplina que ele exige da equipe. Aliás, a postura do dirigente no episódio envolvendo Ronaldinho mereceu elogios internos.

Joel se diz cansado de falar sobre Ronaldinho

Em entrevista coletiva na semana passada, Joel Santana se disse cansado das perguntas sobre o rendimento e o comportamento do seu capitão. Afirmou que o próprio jogador é quem deve responder por suas atuações e atitudes e deixou claro que espera mais do camisa 10:

- Eu que estou aqui há três meses... está ficando cansativo (responder sobre Ronaldinho). Ele é um cara completo, conquistou tudo. Quando não rende o que a gente espera, nós temos de responder por ele... Não posso. Pergunta para ele. É maduro o suficiente para o dia que quiser vir aqui falar com vocês. Como vou responder sobre um cara que é campeão mundial, melhor do mundo, financeiramente definido?! Ele que tem de falar com vocês por que não está rendendo. Não tenho de tomar conta do Ronaldinho, quem tem de fazer isso são os seguranças dele. Não tenho de responder sobre o comportamento dele, aonde ele foi, aonde deixou de ir. O dia que ele achar que deve responder, ele vem aqui.

Ronaldinho Gaucho e Zinho treino Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)Ronaldinho recebe Zinho com um abraço na apresentação do diretor (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)
 
Um dia depois, durante sua apresentação, Zinho falou sobre Ronaldo. Recordou a época em que foram companheiros de Grêmio, quando o atacante ainda era uma revelação. Disse que nunca tiveram problemas e deixou claro o comportamento que espera do capitão da equipe:

- O Ronaldo faz parte desse grupo e é muito importante para esse grupo com a conduta, desempenho, liderança. É importantíssimo. É seguido por milhares de pessoas pelo que fez no futebol, pelas conquistas, pelo talento. Ele tem de conviver com isso. O Flamengo é diferente de outros clubes. Estou tranquilo, à vontade com o Ronaldo. Tanto com ele como com todo o grupo. Preciso deles ao meu lado. Ou o trabalho não flui. Respeito, honestidade, regras normais do futebol. Não é regra do Zinho. Não vai ter cartilha do Zinho. Funções e regras do futebol profissional. Preciso do Ronaldo do meu lado para fazer o Flamengo brigar pelo título. Se não for assim, a coisa não anda. Preciso deles entendendo a organização do futebol.

O GLOBOESPORTE.COM tentou contato com Zinho na noite de quinta-feira, mas o celular do dirigente estava desligado ou fora da área de cobertura.

Fla-Boca já tem camisa para apoiar o time argentino no jogo de volta, no Engenhão

Reativada para secar o Fluminense nas quartas de final da Taça Libertadores, a torcida Fla-Boca já tem uma camisa especial para receber a delegação da equipe argentina no jogo de volta contra o Tricolor, na próxima quarta-feira, no Engenhão. Os rubro-negros pretendem esperar o elenco do Boca Juniors no aeroporto e também prometem marcar presença no setor de visitantes do estádio. Na camisa, aparecem os escudos de Flamengo e Boca, com uma frase embaixo: “Um time que já é campeão da América”.

A Fla-Boca havia sido criada em 2008, quando Fluminense e Boca Juniors se enfrentaram pelas semifinais da Libertadores. Na ocasião, a iniciativa deu errado, uma vez que o Tricolor se classificou para a decisão contra a LDU. Este ano, o Boca venceu o jogo de ida, na última quinta-feira, por 1 a 0. Para avançar à próxima fase, o Flu precisa vencer por dois gols de diferença no Engenhão.


Projeto do Flamengo para São Conrado está suspenso


O projeto para dar finalidade à casa que o Flamengo possui em São Conrado, no Rio, está suspenso. A lei obriga o clube a ter Certidões Negativas de Débito para vender ou trocar propriedades imobiliárias e o clube não tem. O problema não afeta o projeto do Morro da Viúva, que será alugado à REX.

CD do Flamengo votará patrocínio na próxima terça-feira


O Conselho Deliberativo do Flamengo vai votar o patrocínio do Porcão para o ombro na próxima terça-feira. A rede de churrascaria vai pagar R$ 3 milhões pela propriedade por um contrato até o fim do ano. O Conselho Fiscal vai emitir parecer somente no dia da votação, mas é provável que não se oponha.




Membro do CF do Fla prevê patrocínio master em breve



"O marketing é meio lento, mas parece que eles estão perto de fechar o principal também" - Gonçalo Veronese, membro do Conselho Fiscal do Flamengo, sobre a atuação do departamento. O clube está sem patrocinador master desde o início do ano.

Agente de zagueiro do Bahia está no Rio para negociar com o Flamengo


Rafael Donato - Bahia (Foto: Divulgação/Site Oficial do Bahia)
O Flamengo chamou o empresário do zagueiro Rafael Donato, do Bahia, para conversar nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro, sobre a situação do jogador que é pretendido pelo clube.

O Rubro-Negro confirmará a Claudio Guadagno o interesse na contratação de Donato e irá considerar a viabilidade da compra do zagueiro que está emprestado ao clube baiano até o dia 31 maio pelo Sendas Audax, do Rio.

Nos últimos dias, o clube fez um contato prévio com o Bahia por meio do vice de futebol, Paulo César Coutinho.

Consultado, Paulo Angioni, diretor de futebol do Tricolor, pediu cerca de dois milhões de euros (R$ 5,1 milhões). O valor, porém, não será determinado pelos baianos. O Sendas já havia estipulado um montante inferior a esse para que o Bahia exercesse a opção de compra ao término do empréstimo.

Um fator que pode facilitar as conversas é a boa relação entre Guadagno e Zinho, novo diretor de futebol do Fla.


Com Athirson como grande reforço, Djalminha espera o tri pelo Flamengo



Maior vencedor do Campeonato Brasileiro (com dois títulos conquistados), o Flamengo espera continuar com sua hegemonia no showbol. Para isso, a equipe manteve a base e trouxe um reforço de peso: Athirson. No grupo C da competição, Djalminha, principal jogador da equipe, coloca o Rubro-Negro como o time a ser batido e favorito ao título.

- Este ano nós estamos com o reforço do Athirson. Por isso vejo o Flamengo como o time a ser batido. Temos esta responsabilidade, e sabemos encará-la. Chegamos fortes para ganhar uma vez mais - afirmou Djalminha.

Apesar de admitir a superioridade, o jogador sabe que o Rubro-Negro não terá vida fácil na competição. No mesmo grupo que Grêmio, Cruzeiro e São Paulo, Djalminha coloca Fluminense e Santos como principais adversários na caminhada rumo ao tri.

Djalminha e flamengo lançamento Brasileiro Showbol (Foto: Divulgação/Topper)- O Fluminense vem crescendo muito, o Santos fez um campeonato paulista excelente, e depois vem o São Paulo e o vasco correndo por fora. Não sabemos o que vem dos times de Minas e do Sul, que podem surpreender, porque não temos muitos contatos - complementou Djalminha.

Pedrinho, que retornou ao showbol após disputar o Campeonato Carioca de futebol deste ano, também foi apontado como grande perigo ao Flamengo. Segundo ele, o jogador  tem grande poder de decisão e, em uma fase de mata-mata, pode ser fatal.

- O Pedrinho é um jogador que, quando você o enfrenta, tem que ter uma atenção especial.  Quando cruza um jogo decisivo, ele é muito perigoso. Então, se a gente se cruzar, eu espero que seja na final - concluiu.

O Flamengo faz sua estreia no Campeonato Brasileiro somente no fim do mês de maio, contra o Cruzeiro, em Porto Real (RJ). Depois, a equipe viaja para São Paulo para realizar o restante dos jogos desta primeira fase.

Tão amados, tão odiados: Mengão e Corinthians mexem com paixão dos atletas


amor 
e ódio (Infoesporte) 

Eles são os clubes que mais abalam a paz de espírito de torcedores Brasil afora. Para o bem e para o mal. E quando se fala em torcedor, se fala inclusive daquele sujeito que hoje é torcedor e amanhã, bom das pernas, vira jogador. Flamengo e Corinthians, os clubes mais populares do Brasil, também são aqueles para os quais a maioria dos atletas torcia quando criança. É o que revela pesquisa realizada pelo GLOBOESPORTE.COM e pela revista “Monet” com mais de 300 atletas que disputarão o Brasileirão das séries A e B.

É um caso de amor. E de ódio. Acontece que a mesma pesquisa revela antipatia de parte dos atletas por Flamengo e Corinthians. Eles lideram a lista de times para os quais os jogadores não suportam perder. E só são superados pelo Íbis, ainda hoje ironizado pelo título de pior time do mundo, quando questionados sobre a equipe onde jamais jogariam.

grafico amor e odio - 2 (Foto: Infoesporte)


Amor
Quem fez parte da pesquisa Quem não fez parte
América-RN, Atlético-GO, Atlético-MG, Atlético-PR, Barueri, Boa Esporte, Botafogo, Bragatino, Ceará, Corinthians, Criciúma, Flamengo, Fluminense, Goiás, Guarani, Guaratinguetá, Náutico, Ponte Preta, Portuguesa, Santos, São Caetano, São Paulo e Sport. ABC, América-MG, Bahia, CRB, Cruzeiro, Figueirense, Grêmio, Internacional, Ipatinga, Palmeiras, Vasco e Vitória. Os questionários dos jogadores de ASA, Avaí, Coritiba, Joinville e Paraná não chegaram em tempo de entrar na pesquisa.

Na prática, a paixão de infância dos jogadores comprova as pesquisas que indicam Flamengo e Corinthians como maiores torcidas do Brasil. Em janeiro, a Pluri Pesquisas Esportivas apontou que 15% dos brasileiros torcem pelo Flamengo e 13% pelo Corinthians. São números parecidos com o da pesquisa entre os atletas: 15,6% e 14,4%, respectivamente. O que surpreende, entre os jogadores, é o aumento no percentual de são-paulinos.

Para a Pluri, 8% dos brasileiros torcem pelo clube do Morumbi. Entre os jogadores do Brasileirão, o percentual de simpatia ao São Paulo é bem maior: 14,1%. Ou seja: a fatia de jogadores que torcem pelo Tricolor é maior, proporcionalmente, do que a fatia de brasileiros. Já com o Palmeiras, quarto colocado, a diferença é pequena. O Verdão tinha a torcida de 6,9% dos jogadores. A pesquisa da Pluri indica simpatia de 6% da população pelo clube.

Entre os atletas, o quinto mais citado é o Santos, que aparece apenas em nono no levantamento da Pluri – no qual o quinto posto é do Vasco, com 8,8%. Mas a predominância dos paulistas entre os cinco primeiros se justifica. A maioria disparada dos jogadores entrevistados (43,7%) nasceu em São Paulo. Apenas 15,5% vieram à luz no Rio de Janeiro.

Ódio
Mas existe o outro lado da moeda. O lado do ódio. Muitos jogadores manifestam clara antipatia aos clubes. Alguns dizem que jamais vestiriam a camisa de um deles e, especialmente, afirmam que são equipes para as quais não suportam perder.

Paulo Nunes no Flamenfo (Foto: Reprodução)Paulo Nunes, ex-jogador de Flamengo e Corinthians, entende a rejeição. Ele sentiu na pele isso. Quando atuava pelo Palmeiras, queria vencer o adversário de qualquer jeito - como demonstrou ao ser um dos protagonistas de pancadaria em 1999 . Até que acabou vestindo justamente a camisa alvinegra.

- Eu era flamenguista desde menininho. O flamenguista acompanha, vive essa paixão, não quer nem saber dos outros clubes. Aí todo mundo quer ganhar dele. O Corinthians é parecido. Quando eu jogava no Palmeiras, queria ganhar de qualquer jeito. Mas eu via aquela torcida e ficava arrepiado. Quem não é corintiano, não aguenta ver aquilo. Eles são malucos. São muito chatos. Eu coloquei na cabeça que um dia ia jogar lá – disse o ex-atacante.

É importante ressalvar que os jogadores receberam com desconfiança a pergunta sobre o clube onde não jogariam. Mais de metade deles, 56%, deixou a resposta em branco. Outros 15,6% disseram que não existe uma equipe que jamais defenderiam. Entre aqueles que apontaram algum time, venceu a chacota: o Íbis, conhecido no passado como pior time do mundo, teve 4,5% do total de votos, seguido pelo Corinthians, com 4,2%. O Flamengo teve 1,8%.

Os dados são mais expressivos quando se trata do time para o qual os jogadores não suportam perder. O universo de respostas é maior. E o Corinthians volta a ser mais lembrado, tem 9% dos votos, contra 5,4% do Mengão. Na seqüência, aparece  a coisa maldita, ''vasco'' (4,5%).

Os dados indicam, embora estejam longe de comprovar, que os jogadores entram com mais sede contra Corinthians e Flamengo. Será? Que o volante Marcos Assunção, do Palmeiras, responda:

- São times para os quais não gosto de perder. A verdade é essa – resumiu o jogador.

É uma questão de respeito. Mas Marcos Assunção concorda com Paulo Nunes em um tópico: são times que incomodam a ponto de o atleta cogitar jogar neles.

- Tenho muito respeito pelo Flamengo, onde joguei. No Corinthians, não joguei, mas também respeito, pela torcida, pelos títulos. Todos jogadores gostariam de jogar em times grandes. Estou no Palmeiras, um time grande, e estou muito feliz. Não digo que não jogaria nesses times. Não tenho idade para trocar de time. Tenho quase 36 anos, então pretendo encerrar minha carreira no Palmeiras. Mas acho que em grandes times como Flamengo e Corinthians, todos jogadores gostariam de jogar. (...) Joguei no Flamengo e gostaria de ter jogado em um time como o Corinthians, com a torcida que tem. Mas estou feliz no Palmeiras – comentou o volante alviverde.

Há, porém, quem não veja sentido na diferenciação feita pelos atletas. É o caso do treinador do Flamengo, Joel Santana.

- Não interessa se você vai jogar com Sport ou com Santos; com Bahia ou com Corinthians. Tudo vale a mesma coisa. Claro que cada um tem um peso na competição, mas a responsabilidade é a mesma. Não podemos achar que com o Sport será um jogo fácil e com o Corinthians um jogo difícil. Às vezes o jogo que a gente acha que é mais fácil se torna mais difícil – opinou o treinador.

A pesquisa mostra que os jogadores levam mais em consideração o time de infância do que a equipe atual ao designar um clube onde jamais jogariam. De todos os votos para o Corinthians, apenas dois não foram de boleiros que torciam para equipes paulistas quando eram crianças.