Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 2 de junho de 2012

Showbol: Djalminha faz sete, Flamengo bate São Paulo e vai à semifinal do Brasileiro



Com sete gols do craque Djalminha, o Flamengo derrotou o São Paulo por 14 a 12(assista aos gols no vídeo abaixo) neste sábado, em Carapicuíba (SP), pela segunda rodada do grupo C do Campeonato Brasileiro de showbol. Com o resultado, o Rubro-Negro garantiu suas vaga na semifinal com uma rodada de antecedência. Apesar da derrota, o Tricolor Paulista segue com chances. Neste domingo, o time do Morumbi enfrenta o Grêmio em disputa direta pelo segundo lugar no índice técnico - apenas o melhor vice-líder dentre as três chaves avança à próxima fase e os dois times têm pontuação suficiente para superarem a campanha do Fluminense, melhor segundo até então.




Os primeiros 10 minutos foram muito equilibrados. O Flamengo abriu o placar logo a um minuto, com Marquinhos, mas Alex Dias empatou aos quatro. Djalminha, aos cinco, fez 2 a 1, e Emerson, menos de um minuto depois, deixou os cariocas com dois gols de vantagem.

A partir dos sete, o São Paulo iniciou sua reação, que começou com dois golaços de Rodrigo Fabri da intermediária: 3 a 3. Aos 10, o zagueiro Wilson deixou o Tricolor Paulista pela primeira vez na frente no marcador, entretanto, Djalminha, marcou 4 a 4, em chute diagonal, aos 11. Melhor jogador em campo até então, Rodrigo Fabri fez o seu terceiro gol no jogo aos 15, dando uma esfriada na partida.

O Flamengo só voltou a marcar a cinco minutos do fim, com Djalminha, de pênalti. Aos 23, Jorginho retribuiu a "gentileza" são-paulina cometendo nova penalidade. Contudo, Ivan Rocha desperdiçou a cobrança, jogando para fora a oportunidade de deixar o Tricolor em vantagem no primeiro tempo, que terminou mesmo com o placar de 5 a 5.

Mostrando que não deixou-se abater pelo pênalti perdido, Ivan Rocha marcou um dos gols mais bonitos da partida com menos de um minuto no segundo tempo. Logo após a saída de bola, o zagueiro acertou uma bomba de seu campo fazendo 6 a 5. O gol motivou o São Paulo, que fez mais um com Alex Dias, aos dois, mas, Marquinhos, em seguida, recolocou o Flamengo na partida, com uma conclusão perfeita de esquerda.

Aos cinco, Wilson fez 8 a 6 e, Alex Dias, aos sete, colocou o Tricolor com com três gols de vantagem. Gelson Baresi diminuiu para o Fla segundos depois e Marquinhos, aos nove, deixou os cariocas a um gol do empate. O São Paulo só foi acordar aos 12, quando Wilson emendou da intermediária para marcar 10 a 8.

Douglas Mizuno, aos 15, voltou a deixar o Tricolor com três gols de vantagem até Emerson e Djalminha fazerem o Rubro-Negro encostar no placar novamente. De tanto insistir, os cariocas chegaram ao empate aos 18, com Djalminha. Sentindo o bom momento, o camisa 10 anotou seu sexto gol na partida, ao pedalar para cima de Wilson e tocar com categoria na saída de Maizena: 12 a 11.

A dois minutos do fim, Jorginho fez o 13º, deixando o Flamengo com uma mão na classificação. Nos segundos derradeiros, Djaminha ainda assinou uma pintura, ao marcar o seu sétimo gol na partida, após deixar três marcadores para trás. No apagar das luzes, sobrou tempo para Rodrigo Fabri deixar mais um, porém já era tarde.

Flamengo: Robertinho, Gelson, Aldair, Emerson, Marquinhos e Djalminha. Entraram: Cleisson, Piá, Nélio. Técnico: Ernesto Paulo.

São Paulo: Maizena, Ivan Rocha, Wilson, Alex Dias, Juninho Paulista e Rodrigo Fabri. Entraram: Adilson, Pavão, Douglas Mizuno. Técnico: Sidney.

Árbitro: Luis Marcelo Canssian

Pai de santo que previu saída de R10 diz: Fla se reerguerá


Pai Marcelo de Maria Mulambo (Foto: Arquivo pessoal)No dia 10 de janeiro, o MAIS publicou uma matéria na qual pais de santo faziam previsões para o Flamengo no ano que estava começando. Pai Marcelo de Maria Mulambo previu que Ronaldinho sairia do Fla antes do meio do ano. Mais ainda, disse que a torcida rubro-negra não sentiria falta do seu ex-camisa 10.

Com a confirmação da previsão, o MAIS consultou outra vez o místico para saber como ficará o Flamengo com esta perda. Segundo Pai Marcelo, o clube saiu ganhando na briga.

- A saída do Ronaldinho foi muito melhor para o Flamengo. O clube vai conseguir se equilibrar agora. Terá dificuldades, mas vai superar. Vejo o Flamengo na Libertadores - disse.

Ele ainda fez questão de mandar recado para R10:

- É bom o Ronaldinho tomar cuidado. A doença da mãe dele vai se agravar e ele precisa se preparar para o pior.

'Patricia passará por dificuldades, mas será reeleita'

Seguindo com as suas previsões bombásticas, Pai Marcelo dedicou mais da metade de seu trabalho a Patricia Amorim. De acordo com o pai de santo, a presidente do Flamengo deve sofrer muitas turbulências, mas a sua gestão sofrerá uma reviravolta.

- A Patricia Amorim não sairá totalmente queimada dessa situação. Sua gestão sofrerá algo nunca antes visto, ela sairá muito mais forte de tudo isso e vai conseguir ser reeleita no Flamengo e também como vereadora - afirmou.

Pai Marcelo também previu algo que a torcida e o clube estão esperando desde o início deste ano:

- O Flamengo vai arrumar um patrocinador que vai levantar o time no Brasileiro. Acredito que o time só vai emplacar depois disso.

  
Declarações do pai de santo dadas no início do ano prevendo a saída de Ronaldinho

  


BATE-BOLA
Pai Marcelo de Maria Mulambo



Qual será o destino do Ronaldinho agora?
Ele receberá algumas propostas do exterior, mas nada muito importante. Vejo que ele deve acertar com algum clube da Ásia. Vai ganhar muito dinheiro por lá.

E com relação a vida pessoal dele?
A situação da mãe servirá para amadurecê-lo cerca de 10 anos, ele vai aprender muito com tudo que acontecerá, mas vai precisar de tempo para superar.

Tem alguma previsão para o irmão dele?
Sim. Jogaram um feitiço para o Ronaldinho, mas acabou pegando no Assis. O que ele tem de fazer é tomar muito cuidado com acidentes de carro.

O Joel segue no Fla?
Não vejo, mas ele terá turbulências dentro do clube.



Joel defende meio com quatro volantes: ‘Todos têm liberdade’



Ibson Deivid treino Flamengo (Foto: Maurício Val / Vipcomm) No Flamengo ou em outro clube, Joel Santana sempre sofreu críticas por escalar os chamados volantes no meio-campo de seus times. E com a estreia de Ibson, no empate por 3 a 3 com o Internacional, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico voltou a apostar em uma formação com quatro cabeças de área. Na partida no Engenhão, Airton, Luiz Antônio e Kleberson completaram o setor. O treinador defende o esquema que deve voltar a usar nos próximos jogos do time rubro-negro. No amistoso contra a seleção do Piauí, ele optou por Renato na vaga de Luiz Antônio. Para ele, a quantidade de volantes não atrapalha a ofensividade da equipe.

Joel ressalta a importância de os quatro homens de meio-campo ajudarem na marcação. Mas afirma que todos também têm liberdade para sair jogando ao ataque.

- A proposta é essa. Todos participarem da marcação, mas com liberdade para agredir o adversário. Acredito que apresentaremos um bom futebol com jogadores como Kleberson, Ibson, Luiz Antonio ou Renato vindo com a bola de trás. O que eu peço para eles é muita movimentação, marcação, mas também quero que eles tenham liberdade e saiam para o ataque - disse o técnico ao site oficial do clube.

Além dos quatro jogadores citados acima, Joel ainda tem Muralha, Rômulo, Amaral, Lorran e Maldonado como opções para a cabeça de área, além dos apoiadores Renato, Bottinelli, Thomás, Camacho e Jorge Luiz.

O próximo desafio do novo meio de campo de Joel Santana será na próxima quarta-feira, contra a Ponte Preta, às 21h50m, no Moisés Lucarelli.



Torcida do Grêmio aproveita crise de R10 e volta a exibir faixa de Judas

ronaldinho judas faixa grêmio olímpico flamengo (Foto: Lucas Rizzatti/Globoesporte.com) 
Ronaldinho não foi esquecido no Olímpico



Ronaldinho, ''o vagabundo''



































Ex-aliados criticam isolamento político de Patricia Amorim



Em meio à crise causada pela saída judicial de Ronaldinho Gaúcho do Flamengo, antigos aliados da presidente Patricia Amorim reclamam que ela vem se isolando cada vez mais na administração do clube. Por isso, vem perdendo apoio político importante para as eleições no fim do ano.

Ao apresentar Hernane, Zinho pede que novo reforço esqueça problemas


Novo reforço do Flamengo, Hernane foi apresentado na manhã deste sábado no Ninho do Urubu. Pelo Mogi Mirim, o atacante foi vice-artilheiro do Campeonato Paulista, com 16 gols, apenas um a menos do que Neymar. Ao receber a camisa das mãos de Zinho, ele ouviu do diretor que esqueça todo o rebuliço causado nos últimos dias com a saída conturbada de Ronaldinho Gaúcho.

- Vou apresentar meu novo garoto, estou feliz por trazer o Hernane. Ele tem que esquecer todos os problemas que aconteceram recentemente, pois agora está chegando num momento bom. 

Zinho também deu a Hernane um recado bem adequado para a atual conjuntura rubro-negra:

- Joga tranquilo, a torcida é a maior do Brasil. Que você colabore com a gente com bom comportamento dentro e fora de campo - declarou Zinho.

Hernane Flamengo Zinho (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com) 
Hernane é apresentado e ganha conselhos de Zinho (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)

Hernane disse que tinha vontade de atuar com Ronaldinho Gaúcho, mas destacou que o jogador faz parte do passado do clube:

- Todos têm um sonho de jogar com Ronaldinho, mas isso é passado e tem outros jogadores de qualidade no Flamengo.

O atacante garantiu que não terá problemas fora de campo e definiu seu estilo de jogo:

- Aqui o jogador tem de estar com a cabeça boa fora de campo e sou tranquilo. Sei o que pode acontecer se não for bem. Quero estar muito focado par ajudar, sei da pressão que tem, mas quero honrar muito a camisa do Flamengo. Sou um centroavante de área, mas se o técnico precisar que jogue aberto, pelas laterais, tenho de estar preparado para isso.

O Rubro-Negro vai comprar 10% dos direitos econômicos de Hernane. Em dezembro, o clube poderá exercer o direito de compra de mais 40%.

Hernane já correu no campo do CT na manhã deste sábado.




Renato e Negueba disputam corrida em carrinho apelidado de ‘Jairomóvel’



Fim da atividade do Flamengo na manhã deste sábado. E uma cena curiosa de descontração entre os jogadores. Renato, tendo Luiz Antonio como carona, assumiu a direção de um dos carrinhos utilizados por funcionários para rodar no Ninho do Urubu. Negueba pegou a direção de outro veículo. Foi dada, então, a largada para uma corrida improvisada, com direito a perseguição em círculos ao redor do carro de Ibson, que aproveitou para incentivar e brincar com os companheiros.

Renato Negueba treino Flamengo (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com) 
Renato pilota um 'Jairomovel' após o treino (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)
Recentemente, o pequeno veículo, comum em campos de golfe e que também é utilizado em jogos para a retirada de jogadores machucados do gramado,foi apelidado de “Jairomóvel”, em referência ao ex-gerente de futebol Jairo dos Santos, que costumava se deslocar no Ninho do Urubu a bordo do carrinho.

- Negueba é muito fraco - implicou Renato.

O próximo jogo do Rubro-Negro válido pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro será contra a Ponte Preta, quarta-feira, em Campinas.


Patricia acompanha primeiro treino após saída de R10



Patricia Amorim e Felipe - Flamengo (Foto: Cléber Mendes)O grupo do Flamengo iniciou os trabalhos na manhã deste sábado no Ninho do Urubu no primeiro dia de treino após a saída de Ronaldinho do clube. E a presidente Patricia Amorim, que há algum tempo não comparecia às atividades de sábado, também esteve presente.

Pouco tempo depois que a mandatária chegou ao centro de treinamentos, por volta das 10h, a entrada para a imprensa foi liberada. Patricia Amorim, depois de passar pelas dependências do CT, foi até ao campo onde sentou-se ao lado de Joel Santana para acompanhar o treino físico.

Depois de folga de sexta-feira, os jogadores também participam de um trabalho técnico. O Flamengo apresentará ainda neste sábado o atacante Hernane, ex-Mogi Mirim, contratado pelo clube para a disputa do Campeonato Brasileiro.


Para Júnior, saída de Ronaldinho não é incômoda para Joel Santana


A saída de Ronaldinho Gaúcho do Flamengo não incomodou o técnico Joel Santana, na opinião do comentarista da TV Globo Júnior. O capitão rubro-negro no Brasileiro de 1992 afirmou que o treinador não estava satisfeito com o jogador e mostrou isso em entrevista.

- O Joel não estava satisfeito com o retorno que o Ronaldinho dava em campo. A forma como ele se expressou já mostra isso. É complicado dizer que o Ronaldinho não existe mais. É um craque. Seria ótimo contar com o Ronaldinho em uma situação melhor - disse Júnior, no "Redação SporTV".

O comentarista da Rádio CBN Carlos Eduardo Ébol acredita que, além do desempenho de Ronaldinho, o relacionamento do craque com o Joel Santana também tinha problemas.

- Joel está aliviado. Tem um alívio claro no rosto do Joel. O ambiente estava pesado. Havia sim atrito no relacionamento. O compromisso do Ronaldinho não era mais o mesmo. Era um pacote de problemas. Ele não falava sobre o Ronaldinho e fazia questão de afirmar o comando.

Apesar de reconhecer que Ronaldinho Gaúcho tinha direito a receber em dia todos os valores assinados no contrato, Júnior lembrou sua experiência como gerente de futebol do Flamengo em 2004. Na ocasião, o clube era patrocinado por uma empresa estatal e foi impedido na Justiça de receber o patrocínio porque tinha dívidas com a União. Assim, atrasou o salário dos jogadores. Contudo, segundo Júnior, o elenco entendeu os problemas financeiros e conseguiu se motivar em campo.

- Eu vivi isso no próprio Flamengo em 2004. O Flamengo não podia receber o dinheiro do patrocinador. Ficamos dez meses nessa situação. Eu juntei as figuras mais importantes, o Julio Cesar, o Júnior Baiano, o Athirson, o Felipe. A gente sentou, conversou e eu disse: 'Não tem como pagar. O clube está nessa situação. A única saída é ganhar'. Porque ganhando a gente tinha bilheteria, direitos da televisão e conseguia pagar. E o elenco comprou isso, tanto que fomos campeões cariocas e vice da Copa do Brasil no primeiro semestre.

Além disso, Júnior criticou o comportamento de Assis, irmão e empresário de Ronaldinho, em confusão na loja oficial do Flamengo, na sede da Gávea.

- Esse episódio da loja não dá para digerir. Isso não é comportamento de ninguém, ainda mais de uma pessoa como o Assis, responsável pela imagem do Ronaldinho.




Marllon comemora nova chance nos titulares do Flamengo


Marllon (Foto: Divulgação)Apesar de se tratar de um jogo festivo, o zagueiro Marllon avaliou como positiva a passagem do Flamengo pelo Piauí. O jogador, revelado pelo clube, foi titular na vitória por 2 a 0 sobre a seleção local, na noite da última quinta-feira.

- A pausa do Brasileiro está sendo importante para enfatizar os treinamentos e este amistoso serviu para a comissão técnica avaliar alguns jogadores. Os que já estavam no grupo e alguns reforços. Digo por mim, que a partida teve o seu valor. Voltei a ter uma chance entre os titulares e agora é esperar novas brechas, da mesma forma que aconteceu no Carioca - explicou o zagueiro, que ainda falou sobre a briga pela posição.

- Com respeito, luto para mostrar que tenho condições de jogar, quando necessário e conquistar meu espaço aos poucos. Tenho consciência que as oportunidades com zagueiros não são recorrentes, mas o importante é estar preparado - finalizou.

Zinho ganha força no futebol do Fla por conduta no caso Ronaldinho



patricia amorim flamengo zinho (Foto: Fernando Azevedo/Fla Imagem) Sentado à direita de Patricia Amorim, Zinho parecia um pilar confiável para a presidente do Flamengo. Nesta sexta-feira, durante o pronunciamento da mandatária sobre a saída de Ronaldinho Gaúcho do clube, o diretor de futebol ouviu cada palavra de Patricia com atenção, manteve os olhos grudados nela. Depois de pouco mais de quatro minutos, levantou-se enquanto a dirigente deixava a sala Antônio Moreira Leite, no terceiro andar da Gávea, sentou-se na cadeira central e diante de microfones, máquinas fotográficas e câmeras não poupou o atacante.

Sem alterar o tom de voz, usou palavras firmes. Reconheceu que Ronaldinho cometeu atos de indisciplina, o mais grave deles a ausência na viagem ao Piauí, na quinta-feira passada, e afirmou que havia tomado a decisão de afastar o camisa 10. O clube, no entanto, foi pego de surpresa com a notícia de que o atleta entrara na Justiça para pleitear pouco mais de R$ 40 milhões pela rescisão do contrato que terminava em dezembro de 2014.

- A corda apertou mesmo, não tinha mais conversa fiada, regalia para ninguém. Acredito que esse foi um dos motivos que fizeram ele tomar a atitude de sair. Infelizmente, pela porta dos fundos. Quem errou com o departamento de futebol foi o Ronaldo. Vamos ser sinceros. Não teve uma conduta profissional, de atleta profissional. Isso é inadmissível. Estou triste também. Não era o desfecho que a gente queria – afirmou.

Zinho completa neste sábado 22 dias no cargo. Desde a apresentação, mostrou-se seguro e avisou que teria um diálogo franco com jogadores e comissão técnica. O mais recente deles há quatro dias. Sem Ronaldinho, naquele momento liberado para visitar a mãe recém-operada em Porto Alegre, criticou o vazamento de informações e quis saber se havia problemas de relacionamento com o técnico Joel Santana. Segundo ele, os atletas negaram. Além disso, cobrou reação de todos após os dois empates no Brasileirão, com Sport e Inter.

- Ele se coloca bem nas palavras – elogiou um jogador.

Zinho no treino do Flamengo em reunião com os jogadores (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem) 
Zinho em reunião com os jogadores do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)
 
Logo que chegou, o diretor deixou claro que contava com Ronaldinho Gaúcho, ex-companheiro dele no Grêmio. Os dois trocaram um carinhoso abraço na apresentação do dirigente ao grupo, mas Zinho precisou agir rápido. Confrontou o principal jogador do time duas vezes. Primeiro, ao constatar o estado do capitão, o diretor pediu que, em vez de ficar no vestiário, ele fosse a campo correr. No dia seguinte, na frente de todos os jogadores, o jogador foi confrontado com direito a peitada e discurso duro:

- Quando eu cheguei, você me deu um abraço e disse que estava comigo. Do jeito que você chegou hoje (quinta, dia 17 maio) e ontem (quarta, dia 16), não está nem com você mesmo. Isso é um desrespeito com todos os seus companheiros… Se for para ser assim, eu peço meu boné para a Patricia e vou embora.

A atitude mereceu elogios internos, e os jogadores gostaram da postura de Zinho, principalmente com Ronaldinho Gaúcho. O fato de o dirigente acompanhar o treino à beira do campo chama a atenção. Outro ponto a favor dele: o currículo vencedor. Os atletas admiram o ex-jogador, que tem a Copa do Mundo de 1994, Libertadores e cinco Brasileiros na bagagem.

Episódio com R10 fortalece o dirigente


A posição firme diante do comportamento do astro do Flamengo dá força a Zinho para reorganizar o departamento de futebol. Antes do pronunciamento desta sexta, Patricia se reuniu com o vice jurídico Rafael de Piro, Zinho, o vice de futebol Paulo César Coutinho e com o vice de finanças Michel Levy. Na conversa de quase três horas, ficou decidido que Coutinho seria mantido no cargo, apesar do episódio em que anunciou o afastamento de Ronaldinho Gaúcho em conversa com torcedores do Piauí, na última quinta-feira. As declarações foram registradas em vídeo. A permanência dele foi um pedido de Zinho, mas o futuro de vice de futebol é incerto e ele segue em questionamento. No encontro, Zinho apresentou alguns motivos para Coutinho ficar. Um deles seria o fato de que a saída poderia ser associada a Ronaldinho.
 


Saída de R10 pesou na permanência de vice no Flamengo



HOME Zinho e Patricia Amorim - Flamengo (Foto: Fla Imagem) A saída de Ronaldinho do Flamengo via Justiça também teve interferência na manutenção de Paulo Cesar Coutinho no cargo de vice de futebol do clube.

Depois do amistoso contra a seleção do Piauí, na quinta-feira, a presidente Patricia Amorim ligou para Sérgio Helt, coordenador de futebol, para dizer que ainda estava chateada com o vídeo vazado na internet em que mostrava Coutinho dizendo que Ronaldinho estava afastado, mas sem consentimento dela.

Zinho, então, pediu para conversar com Patricia, mostrando o desejo que o vice fosse mantido.

O diretor executivo, além de dizer que tinha uma boa relação profissional com Coutinho, lembrou à presidente que, caso ela demitisse o dirigente, reforçaria a tese de que o vídeo teria motivado a ação.

Após reunião realizada entre a alta cúpula de futebol do Flamengo no fim da manhã de sexta-feira, na Gávea, ficou acertado que Paulo Cesar Coutinho seguirá no clube.

Caso fosse desligado, ele seria mais um dirigente a cair no Flamengo desde a chegada de Ronaldinho. Em fevereiro, Luiz Augusto Veloso e Isaías Tinoco caíram após polêmicas com o atacante.







Indisciplina de R10 foi relatada em planilha criada pelo Flamengo

Controle de treinamento de Ronaldinho - FlamengoO 10 do Flamengo transformou-se no número 35 em um formulário de controle de treinamentos criado em março pelo departamento de futebol do Flamengo para relatar as atividades feitas por cada jogador do grupo. Por meio de dez critérios distintos, era possível classificar a situação do jogador no determinado dia de trabalho. Faltas disciplinares também passaram a ser devidamente relatadas como uma ocorrência. Mas nem mesmo planilhas e advertências as quais o LANCENET! teve acesso foram capazes de determinar limites a Ronaldinho no Rubro-Negro.

Os homens nomeados por Patricia Amorim para o futebol constataram rapidamente que o principal astro do time, até então, estava literalmente sem freio. A bagunça a qual Zinho, diretor executivo, referiu-se em seu pronunciamento na sexta-feira superou qualquer tentativa do clube de impor uma norma ao atacante.

Ausências em boa parte dos treinamentos da manhã e apresentar-se sem condições para estar em campo fazem parte de relatos que envolvem Ronaldinho e estão contidos nessas fichas arquivadas pelo clube.




(LNET! mostra como modelo de planilha de controle de treinos usada pelo Fla)

Ainda em março, pouco tempo antes de a crise entre o jogador e o clube estourar, Ronaldinho recebeu um comunicado por escrito. O atacante estava advertido por não ter participado de um treino da manhã no dia 20 de março, na Gávea, porque na madrugada havia estado em uma casa de shows na Barra da Tijuca, acompanhado de Adriano.

A própria ocorrência desmistifica o tal problema estomacal informado pelo clube para justificar a ausência do jogador no trabalho na caixa de areia naquele dia.

Falso discurso, inclusive, usado com frequência publicamente pelo Fla e pelo staff do jogador para encobrir os deslizes de Ronaldinho que repercutiam na imprensa. Enquanto a crise era maquiada externamente, as partes trabalhavam de maneira interna procurando um modo de romper a relação em definitivo.

As planilhas constituiriam, na visão do Flamengo, uma prova substancial para um eventual embate na Justiça, mostrando a falta de comprometimento do jogador. O irmão e empresário de Ronaldinho, por sua vez, participava do jogo do clube. A ação que contestava a dívida estava sendo preparada e a notificação enviada pelos advogados ao Flamengo em abril era o aviso final.

Àquela altura, Assis e Ronaldinho já sabiam que o ciclo no clube havia acabado de maneira frustrada, especialmente em função dos últimos episódios da parceria.

O agente tentou emplacar a Nike como fornecedora de material esportivo do Fla. Ele acreditava que a patrocinadora pessoal do irmão assumiria parte, ou até mesmo a totalidade dos R$ 750 mil referentes aos direitos de imagem que não estavam sendo pagos pelo clube. A polêmica na loja da oficial do Fla foi mais um recado direto de Assis.

Já Ronaldinho praticamente reconhecia o fracasso de seu primeiro objetivo no retorno para o Brasil. Fora da lista composta pela base da Seleção Olímpica para quatro amistosos, ele se viu excluído dos Jogos de Londres no meio do ano.

A ação de R$ 40.177.140, portanto, foi apenas uma questão de tempo para oficializar o fim do casamento que durou 17 meses.

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Fla ameaça cobrar R$ 325 milhões do Palmeiras por negociação com R10


A guerra entre Ronaldinho Gaúcho e Flamengo já começou. E respingou no Palmeiras. No primeiro contra-ataque à liminar obtida pelo jogador na Justiça que rompe seu vínculo com o clube, o Rubro-Negro, em documento assinado pela presidente Patricia Amorim, enviou na noite desta sexta-feira uma notificação extrajudicial para o presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone, com cópias para a CBF e a Federação Paulista. Patricia alega que tem evidências de uma negociação entre o jogador e o clube paulista antes do rompimento do contrato do atleta com o Rubro-Negro, o que caracterizaria indução de quebra de vínculo.O Flamengo diz que, caso haja um acerto entre jogador e o Palmeiras, irá à Justiça cobrar indenização de R$ 325 milhões. A diretoria do Verdão negou de forma veemente a acusação dos rubro-negros.

Segundo o documento, o Flamengo “tem evidências de que a Sociedade Esportiva Palmeiras iniciou tratativas para contratação do atleta Ronaldo de Assis Moreira em data anterior à concessão de antecipação de tutela proferida pela 9ª Vara do Trabalho da Comarca do Rio de Janeiro”, o que aconteceu na quinta-feira.

Na notificação extrajudicial emitida pelo Rubro-Negro, existe até um detalhe sobre a negociação com o Verdão, que estaria sendo financiada por um fundo de investimentos.

Por fim, o Rubro-Negro diz que, caso a negociação se concretize, Arnaldo Tirone fica ciente de que o Flamengo tomará providências judiciais cabíveis em relação ao “reconhecimento de solidariedade” do Palmeiras no pagamento da cláusula indenizatória, e cita “o inciso 1º do caput do art.28 da Lei 9615-98, no valor de R$ 325.000.000,00 conforme previsto no parágrafo segundo do art.28 da citada Lei”. O valor teria que ser pago pelo clube paulista.

O diretor jurídico do Palmeiras, Piraci Oliveira, disse que não havia visto o documento até o momento em que deixou a sede do clube, às 21h30m desta sexta. Ele ficou irritado ao saber pela reportagem das alegações presentes na notificação do Flamengo.

- Eu refuto de forma veemente esse tipo de acusação, porque o Palmeiras nunca conversa com jogador que tem contrato em vigência. Não vamos deixar que eles façam isso com o Palmeiras, pois é uma história fantasiosa, completamente absurda - afirmou o diretor jurídico.

Depois de um ano e cinco meses na Gávea, Ronaldinho Gaúcho cobra do Rubro-Negro uma dívida de R$ 40.177.714,00, e conseguiu a tutela antecipada na 9ª Vara do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro. A liminar concedida pelo juiz André Luiz Amorim Franco foi protocolada na tarde de quinta-feira na CBF, e o fim do vínculo contratual será oficializado assim que a liminar passar pelos departamentos jurídico e de registros da entidade, o que libera o jogador para assinar com outro clube.

Na tarde desta sexta, Patricia Amorim já dera o tom da guerra com Ronaldinho:

- A luta será implacável.

Mudança de discurso de Tirone

Pelo lado do Palmeiras, Tirone mudou o discurso depois de ter descartado a contratação de Ronaldinho. Inicialmente, o presidente do Palmeiras afirmara que Ronaldinho só seria contratado se ele deixasse a presidência do clube.

Depois, o dirigente demonstrou interesse no craque. Em entrevista à rádio "Transamérica", Tirone avisou que a negociação é difícil, mas não deixou de lado a possibilidade de negociar com Ronaldinho:

– Todo grande jogador interessa, o Ronaldinho é um craque. Mas nossa realidade financeira é difícil, vamos aguardar e ver o que acontece – afirmou o presidente.



Patricia Amorim pede 'mobilização nacional' por Flamengo contra R10

A fim de esclarecer para a torcida a saída de Ronaldinho e as medidas que o Flamengo irá tomar para reverter o processo colocado pelos procuradores do jogador na Justiça do Trabalho, a presidente Patricia Amorim concedeu uma entrevista na TV Fla. A mandatária reconhece o momento turbulento e garante que "essa luta está epanas começando".

- Passamos por um momento muito turbulento, um momento difícil, mas de grande definição. Investimos no jogador o ano passado, contando com vocês. E tivemos uma resposta não tão muito feliz no fim dessa história. Mantínhamos sempre contato e uma boa relação. E recebemos só indisciplinas, mas uma ação judicial da qual o Flamengo não se ausentará da luta - disse Patricia Amorim, acrescentando que vai fazer de tudo para o clube não ser prejudicado.

- Nós seremos implacáveis na briga na Justiça pelo que é direito do Flamengo, o direito do Flamengo é que só joga no clube quem gosta. Esse é o direito e assim tem que ser respeitado. Isso é uma causa de todos nós. É uma mobilização nacional. Venho pedir para incentivarmos o nosso time, e mostrarmos que o Flamengo é muito maior do que qualquer jogador. Essa luta está apenas começando - encerrou.

Atacante Hernane assina contrato com o Flamengo



Hernane - Mogi Mirim (Foto: Rafael Bertanha/Mogi Mirim)Ainda de forma modesta, o Flamengo se movimenta para melhorar o seu elenco para o Campeonato Brasileiro. O atacante Hernane, vice-artilheiro do Campeonato Paulista pelo Mogi Mirim, assinou contrato nesta sexta-feira e ficará no clube até o fim desta temporada. Ele chega por empréstimo.

Hernane deverá ser apresentado neste sábado como novo reforço. A contratação do jogador foi um pedido do técnico Joel Santana que tinha poucos jogadores com característica de área.

Outra notícia boa para o treinador é a regularização do zagueiro Thiago Medeiros, que fez a sua estreia pelo time do Flamengo nesta quinta-feira, no amistoso contra a seleção do Piauí. O jogador está liberado para enfrentar a Ponte Preta, na próxima quarta-feira, pela terceira rodada do Brasileirão, em Campinas (SP).

Caio Ribeiro, sobre futuro de R10: 'No Brasil, dificilmente alguém irá pegá-lo'


Após anunciar que não iria defender mais o Flamengo, inúmeras especulações sobre o futuro de Ronaldinho Gaúcho começaram a surgir. Mas, para o comentarista Caio Ribeiro, dificilmente algum clube brasileiro irá contratar o jogador, principalmente pelo futebol apresentado pelo camisa 10 no Rubro-Negro.

- Acho que no Brasil dificilmente alguém irá pegar o Ronaldinho. Ele ganha muito para o que está jogando. Acho que o futuro dele vai ser no Qatar, na China, nos Estados Unidos. Lamento muito a forma com que ele está saindo - destacou o comentarista no "Arena" desta sexta-feira.

Segundo Caio, no período de pouco mais de um ano em que Ronaldinho Gaúcho esteve no Flamengo, ele apenas teve lampejos de bom jogador, e não conseguiu repetir o futebol que o consagrou na Europa.

- Acho que a passagem do Ronaldinho pelo Flamengo foi ruim. Ele teve lampejos de Ronaldinho, mas muito longe daquilo que se imaginava. Lamento a forma com que ele está saindo, para mim ele está saindo pelas portas do fundo. Todo mundo queria vê-lo jogar - complementou.

No entanto, Caio não aponta apenas Ronaldinho como o único culpado pelo insucesso da parceira com o Flamengo. O ex-jogador acredita que houve uma falha por conta dos gestores do clube, que não criaram estratégias para pagar o camisa 10.

- Os gestores tem que entender que transferindo dívida você está lesando o clube. Quando você contrata o Ronaldinho, você tem que criar estratégias para pagá-lo. Todo mundo trabalha e tem que receber pelo seu trabalho. Houve erro das duas partes - concluiu.



Jurídico do Fla vai contra-atacar R10: ‘Estamos preparando tiro de canhão’


O Flamengo vai atacar Ronaldinho Gaúcho. Nesta sexta-feira, após o pronunciamento da presidente Patricia Amorim e do diretor de futebol Zinho sobre a saída do atacante, o vice jurídico do clube, Rafael de Piro, informou que o Rubro-Negro irá recorrer em todas as esferas possíveis para tentar reverter a decisão judicial favorável ao jogador. Nesta quinta, o camisa 10 conseguiu a tutela antecipada na 9ª Vara do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro para deixar o clube. Ele cobra do Rubro-Negro uma dívida de R$ 40.177.714,00.

Zinho, Patricia Amorim e Rafael de Piro (Foto: Janir Junior /  Globoesporte.com)Zinho, Patricia Amorim e Rafael de Piro na entrevista coletiva (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)
 
De Piro, único a responder perguntas dos jornalistas, afirmou que o Flamengo está fortemente "armado". O clube, inclusive, vai pedir uma indenização por danos morais. Nos últimos tempos, o clube vinha preparando um dossiê dos atos de indisciplina do jogador e tem algumas advertências assinadas por ele.

- Pensamos em fazer isso por tudo que o Flamengo passou quando ele esteve aqui. Danos morais causados ao Flamengo, mas prefiro não antecipar nada juridicamente. Estamos preparando um tiro de canhão. A mobilização é geral. O sentimento é de indignação pelo que o Ronaldo fez com o Flamengo. Nós fizemos um esforço para mantê-lo no Flamengo, acreditando numa contrapartida. Recebemos em troca um mandado judicial. Esse sentimento vai se transformar em mobilização jurídica nacional. Virou uma questão de honra, é uma causa que vocês podem ter certeza que vamos reverter. Seja onde for - prometeu.

Segundo De Piro, o Flamengo reconhece a dívida de R$ 5 milhões, valor referente a direitos de imagem:

- Não faz nenhum sentido (cobrar R$ 40 milhões). O que se deve são os valores de direito de imagem que ele não recebeu. Se não me engano, são quatro, cinco meses no máximo. Algo em torno de quatro, cinco milhões.

Em duas páginas, o juiz da 9ª vara do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), André Luiz Amorim Franco, decidiu o desligamento de Ronaldinho Gaúcho do Flamengo. O GLOBOESPORTE.COM teve acesso ao documento oficial, que cita "atraso contumaz de salários e FGTS" como motivo determinante para conceder a antecipação dos efeitos de tutela. O Flamengo contesta e diz que tem como provar.

- Entregamos ao advogado que cuida do assunto diretamente, junto com o nosso corpo jurídico, e está provado que as guias de FGTS já estavam recolhidas, já foram pagas. Acredito que essa decisão possa ser tranquilamente reformada.

Advogados de R10 apostam em cláusula que une rescisões


Gislaine Nunes e seu staff depositam suas fichas em uma cláusula específica do contrato do jogador. Nos procedimentos para rescisão unilateral do contrato de imagem, está especificado que, após atraso de dois meses no pagamento, o clube tem de ser notificado oficialmente, o que aconteceu no início de abril. 

Segundo Gislaine, não houve qualquer resposta formal. O clube teria, a partir de então, 10 dias para quitar os débitos, o que também não aconteceu. A cláusula seguinte no documento determina que, neste caso, a parte tem direito à rescisão unilateral do contrato de imagem e do contrato de trabalho.

Patricia se decepciona com R10, e Zinho dá o tom: 'Acabou a festa'



Zinho, Patricia Amorim e Rafael de Piro (Foto: Janir Junior /  Globoesporte.com) No segundo piso da Gávea, Ronaldinho Gaúcho ainda se faz presente. Num quadro, vestido com o uniforme do Flamengo, o ex-camisa 10 corre numa comemoração ilustrada com a frase dita por ele na chegada ao clube, há um ano e cinco meses: “Flamengo é Flamengo... é de arrepiar”. No terceiro andar, na sala Antônio Moreira Leite, a presidente Patricia Amorim se pronunciou por exatos 4m16s na tarde desta sexta-feira sobre a saída do atacante, sacramentada na véspera por uma decisão da Justiça favorável ao jogador.


 Zinho, Patricia Amorim e Rafael de Piro no Fla (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)

Mais magra e visivelmente abatida, Patricia Amorim citou uma única vez o nome do jogador e nenhuma o de Assis, chamado-o apenas de irmão e empresário. Vestida de vermelho e sobretudo preto, teve a companhia de Zinho, que também fez apenas um pronunciamento, e Rafael de Piro, advogado responsável pelo caso Ronaldinho, único a responder perguntas. As palavras de Zinho, que está há pouco mais de duas semanas no clube, indicaram o nível de descontentamento com o comportamento de Ronaldinho.

- Tive autonomia para fazer um trabalho profissional. Fui chamado para organizar o futebol, para que realmente a conduta do atleta, de funcionários, mudasse. Do jeito que estava, não condiz com o que é o futebol. Avisei que não ia permitir deslizes. Acabou a bagunça, acabou a festa. Fui bem claro. Quem quer fica. Quem não quer pede para sair. Ouvi de todos os atletas que iam fazer o trabalho corretamente. Ronaldo cometeu duas indisciplinas, a última foi não comparecer a uma viagem. Já tínhamos o nosso planejamento (afastamento), tinha que comunicar para a presidente o que faríamos. Para surpresa, houve a antecipação do Ronaldo e das pessoas que respondem por ele de pedir esse desligamento - disse o diretor de futebol.

O dirigente confirmou que fez cobranças a Ronaldinho, mas não obteve a resposta esperada.

- A corda apertou mesmo, não tinha mais conversa fiada, regalia para ninguém. Acredito que esse foi um dos motivos que fizeram ele tomar a atitude de sair. Infelizmente, pela porta dos fundos. Não era o objetivo do Flamengo. Em todos os momentos chamei para conversar, tentar motivá-lo, trazer de volta para que continuasse com uma atitude profissional. Seria bom para ele e para o clube. Acreditamos que poderia ser útil. Infelizmente não aconteceu. Por parte do departamento de futebol, todos os esforços foram feitos. Ele não quis. Quem errou com o departamento de futebol foi o Ronaldo. Vamos ser sinceros. Não teve uma conduta profissional, de atleta profissional. Isso é inadmissível. Estou triste também. Não era o desfecho que a gente queria. O torcedor rubro-negro tem que saber que as pessoas aqui estão tomando atitudes em prol do Flamegno. O Flamengo está acima de Ronaldo, do Zinho, de todos. Nenhum atleta é mais importante que o nome Flamengo. É fato. A conduta é essa - afirmou Zinho.

Coutinho segue no cargo, e Patricia garante: 'A luta será implacável'

Antes de falar com o batalhão de jornalistas, Patricia se reuniu com De Piro, Zinho, o vice de futebol Paulo César Coutinho e com o vice de finanças Michel Levy. Na conversa, ficou decidido que Coutinho será mantido no cargo, apesar do episódio em que anunciou o afastamento de Ronaldinho Gaúcho em conversa com torcedores do Piauí, na última quinta-feira.  As declarações foram registradas em vídeo. A permanência dele foi um pedido de Zinho.

Antes do pronunciamento do diretor de futebol, Patricia se emocionou e desabafou. Ela lembrou o alto investimento que o clube fez no atleta.

- Queria dizer para toda a nação rubro-negra que o sentimento que tenho deve ser o mesmo de todo torcedor. Decepção, tristeza, é até bastante difícil falar. Estou muito, muito emocionada. O Flamengo fez um investimento no ano passado no jogador Ronaldinho Gaúcho, uma negociação boa para o clube. Quando a patrocinadora (Traffic) se afastou, o Flamengo, de uma forma correta, assumiu a dívida de R$ 3,75 milhões que não era nossa, apostando no comprometimento, na identidade que nós imaginávamos que ele poderia ter. A dívida não era nossa e assumimos apostando na temporada de 2012 - disse Patricia.

Zinho, Patricia Amorim e Rafael de Piro (Foto: Janir Junior /  Globoesporte.com)
A dirigente disse que recebeu uma pancada com a notícia de que o atleta entrou na Justiça e pleiteia pouco mais de R$ 40 milhões pela rescisão do contrato que terminava em dezembro de 2014.

- Fizemos um novo contrato com o jogador, e exatamente os cinco meses que ele pleiteia de atraso foram os que pagamos de uma conta que não era nossa. Vínhamos conversando com o empresário dele (Roberto Assis), imaginávamos chegar a um entendimento. Fomos conciliatórios, corretos, francos, e recebemos uma pancada, uma resposta que não é de quem disse que ia sair pela porta da frente. Infelizmente, com muita dor, apostamos no envolvimento do jogador e ao longo do tempo percebemos que isso não aconteceu. Sem entrar no mérito do que ele representa, a decepção é enorme, profunda, dói, tem cicatrizes.

Por fim, ela prometeu uma batalha firme pelos direitos do clube:

- O Flamengo será implacável na busca pelos seus direitos. Eu repito: implacável. Devemos isso ao Flamengo. Me desculpem, torcedores, se em algum momento o Flamengo falhou. Não há jogador, dirigente, que possa achar que tem o tamanho da envergadura do Flamengo. A luta começa agora.




José Neto será o novo técnico do time de basquete do Flamengo




basquete josé neto treinador flamengo (Foto: Divulgação / CBB) José Neto será o novo técnico do time de basquete do Flamengo. O treinador, que dirigiu o Joinville nesta temporada e embarca nesta sexta-feira para a Venezuela, onde irá dirigir a seleção brasileira no Sul-Americano, será anunciado oficialmente pelos dirigentes rubro-negros na próxima segunda-feira e deve assinar um acordo por um ano.

Assistente técnico de Ruben Magnano na Seleção, Neto será o substituto do técnico argentino Gonzalo Garcia, que após duas temporadas sem sucesso à frente do time rubro-negro, voltou ao seu país para treinar o La Unión de Formosa pelas próximas duas temporadas. 

Caberá ao novo treinador definir o novo elenco do Flamengo. A única certeza até o momento é a permanência do ala Marcelinho, capitão da equipe, que já acertou a renovação de seu contrato por mais três temporadas.

A diretoria do clube também espera manter o americano David Jackson e o argentino Guilhermo Kammerichs.

Flamengo já sabia sobre o processo de R10 e recolhia provas


A decisão de Ronaldinho, a princípio, não surpreendeu a cúpula de futebol do Flamengo. Há cerca de 20 dias, o clube recebeu uma notificação sobre a dívida com o jogador com o aviso de que teria apenas dez dias para quitar o débito.

Ciente de que o caso caminharia para a Justiça, o clube também se articulava. O Flamengo preparava uma ação por meio da qual poderia quebrar o vínculo, alegando demissão do jogador por justa causa.

Como ponto favorável ao Rubro-Negro, os deslizes disciplinares cometidos por Ronaldinho encabeçavam a lista.

Antes mesmo de a crise ganhar mais contornos, foi recomendado a Paulo César Coutinho, quando assumiu o cargo de vice de futebol, fazer um relato de todas as faltas de R10 no clube.

Inicialmente, o dirigente não aprovou a ideia, com receio de entrar em conflito com o principal jogador do clube, como aconteceu com o ex-diretor de futebol Luiz Augusto Veloso, que colocou o cargo à disposição depois que Vanderlei Luxemburgo foi demitido no início do ano.

A sugestão partiu do departamento jurídico, que deixou a cargo dos poderes do futebol esse trabalho de recolhimento de provas a favor do Flamengo no caso de um eventual embate judicial posteriormente.

Os cerca de R$ 40 milhões cobrados pelo jogador na Justiça são equivalentes a quase 20% do orçamento de R$ 203 milhões do Flamengo para este ano. Se forem considerar apenas as despesas correntes, que são de R$ 127 milhões, a dívida com o atacante poderá representar pouco menos de um terço desse montante.

Adriano pede R$ 50 milhões; Timão acorda em R$ 1milhão

adriano audiência fórum são paulo (Foto: Diogo Moreira / Agência Estado) Acabou a briga entre Adriano e Corinthians. Em audiência com duração de mais de três horas, no Fórum Trabalhista de São Paulo, na Barra Funda, nesta sexta-feira, o Imperador e o Departamento Jurídico do Timão chegaram, nesta sexta-feira, a um acordo amigável sobre o rompimento do contrato. O Timão não divulga o valor exato da indenização, mas o acordo gira em torno de R$ 1 milhão, segundo o diretor jurídico do Corinthians, Luiz Alberto Bussab.

O centroavante cobrava cerca de R$ 50 milhões referentes ao fim do vínculo, em junho, incluindo até indenização por danos morais. Já o Timão havia depositado apenas R$ 150 mil por tê-lo demitido por justa causa, amparado pelas 67 faltas dele a treinamentos e sessões de fisioterapia no CT Joaquim Grava.

– Ele pedia R$ 50 milhões, mas fizemos um acordo amigável e está tudo resolvido. Vamos pagar um pouco mais de R$ 1 milhão. A liberação do Fundo de Garantia é imediata. O restante vamos pagar em seis vezes – explicou Bussab.

A cobrança de Adriano - agora oficialmente livre para acertar com outros clubes -  na Justiça incluía também R$ 800 mil por atraso no pagamento dos direitos de imagem. O Corinthians reconheceu o débito, mas alegou que isso aconteceu porque o jogador não apresentou notas fiscais. No acordo, o Alvinegro conseguiu diminuir o valor.

- Havia essa divergência por causa dos valores e por ele não nos ter emitido as notas. Acertamos e vamos cumprir. Desejamos toda a sorte ao Adriano e que ele consiga se recuperar - acrescentou Bussab.

Na última quarta-feira, Adriano anunciou em seu Twitter que inicia na próxima segunda o trabalho de fisioterapia nas instalações do Flamengo, no Ninho do Urubu. O futuro dele no clube que o revelou, porém, ainda é uma incógnita.


Torcedor-cinegrafista diz: ‘Acho que ajudei o Flamengo a se livrar daquele mala’


Na madrugada desta quinta-feira, Jhonathan Souza, em companhia do também rubro-negro Saulo Postiga, estava na porta do hotel onde o Flamengo está concentrado em Teresina. Foi quando o vice-presidente de futebol Paulo Cesar Coutinho apareceu para fumar um cigarro, começou a conversar com os torcedores e disse que Ronaldinho estava afastado e “não joga porra nenhuma”, declaração citada com deboche por Gislaine Nunes, advogada do jogador no caso. A essa altura, o torcedor-cinegrafista registrava todo diálogo com a câmera de um telefone celular e logo percebeu que estava com uma “bomba” na mão. E, quando o vídeo foi publicado pelo GLOBOESPORTE. COM, ela foi detonada.

Jhonathan afirma que se sente um pouco responsável pela saída do jogador do Flamengo, em virtude da participação nos últimos capítulos de uma guerra fria iniciada há tempos.

- Não vou ser hipócrita de dizer que não contribuí um pouco. Estou satisfeito com a saída do Ronaldo. Acho que ajudei o Flamengo a se livrar daquele mala que se achava o dono do clube. Acho que fiz um bem para meu time, e não um mal – disse Jhonathan, que mora em Teresina.

Depois da divulgação do vídeo, o ambiente ficou tenso no Rio e na capital piauiense. Patricia Amorim, citada por Coutinho – que disse ter avisado a presidente sobre o afastamento do camisa 10 – ficou extremamente contrariada com a situação. Zinho teve que conceder entrevista para tentar apagar o incêndio, e o vice de futebol admitiu:

-Exagerei, errei e peço desculpas à minha presidente.


'Uma bomba' no telefone celular

O torcedor-cinegrafista revelou mais um pouco dos bastidores da gravação que abriu o dia que ficaria marcado pela saída de Ronaldinho do Flamengo.

- Na hora que o Coutinho começou a falar, olhamos um para o outro e começamos a gravar. Isso jamais seria para ferrar o Flamengo, mas, sim, para ajudar. O Coutinho é muito gente boa e expôs realmente o que estava sentindo. A gente já tinha visto ele na televisão. Então, começamos a gravar. Depois que vimos o vídeo, pensamos que ia explodir. Quando o GLOBOESPORTE. COM publicou, virou uma bomba – afirmou Jhonathan.

Além da afirmação de Coutinho de que Ronaldinho estava afastado, o vídeo com 1m47s de duração tem uma declaração que causou irritação pelo lado do Gaúcho. Quando Jhonatan e Saulo questionam o vice de futebol sobre a guerra entre o camisa 10 e o clube, o dirigente dispara:

- Quem você acha que vai ganhar? O Flamengo tem 100 anos. O Ronaldinho não joga porra nenhuma.

Advogada de Ronaldinho, Gislaine Nunes ironizou a declaração:

- Dedico essa liminar ao Coutinho. Da pérola que ele falou. Que o Ronaldinho não joga "nada". Vai chorar na cama que é lugar quente.

Assis e Ronaldinho pretendem usar o vídeo para processar o vice de futebol do Flamengo por danos morais. Depois de assistirem às imagens, jogador e agente ratificaram em conversas com pessoas próximas o desejo de encerrar de vez o vínculo com o clube.

Jhonathan e Saulo estiveram no amistoso entre Flamengo e seleção do Piauí. E com um pequeno grande detalhe: com o telefone celular em mãos.



CBF divulga novas vagas da Copa do Brasil com 14 estados beneficiados

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou em seu site oficial uma redistribuição de vagas na Copa do Brasil. Antes composta por 54 equipes oriundas de torneios estaduais, a competição nacional passará a ter 70 vagas deste tipo em 2013. Mais dez times virão do ranking nacional de clubes e seis da Libertadores, formando um total de 86, distribuídos em sete fases (veja na tabela abaixo os estados que foram contemplados com as novas vagas).

Caso o país só tenha cinco vagas no torneio continental, o mais bem colocado do ranking nacional de clubes será convidado para completar as oitavas de final (16 times). Ou seja, um torneio mata-mata será diputado entre 80 equipes, e dez estarão classificadas para as oitavas, somando os seis da Libertadores - ou cinco mais o convidado pelo ranking nacional.

Outra mudança confirmada pela CBF ainda em 2011 é em relação ao processo de classificação para a Copa Sul-Americana. A fase eliminatória brasileira deixará de existir. O Brasil enviará quatro representantes para a competição, e a escolha deles não será mais apenas pela classificação do Campeonato Brasileiro. Serão indicados os clubes que deixarem a Copa do Brasil antes do início da Sul-Americana, de acordo com a classificação do Brasileiro do ano anterior. Os mais bem colocados no Brasileirão 2012 que deixarem precocemente a Copa do Brasil de 2013 terão a chance de entrar na competição da Conmebol.


Estados Vagas a mais (vagas no total)
Rio de Janeiro Mais duas vagas (cinco vagas)
São Paulo Mais duas vagas (cinco vagas)
Rio Grande do Sul Mais uma vaga (quatro vagas)
Minas Gerais Mais uma vaga (quatro vagas)
Paraná Mais uma vaga (quatro vagas)
Pernambuco Mais uma vaga (três vagas)
Bahia Mais uma vaga (três vagas)
Goiás Mais uma vaga (três vagas)
Santa Catarina Mais uma vaga (três vagas)
Ceará Mais uma vaga (três vagas)
Pará Mais uma vaga (três vagas)
Rio Grande do Norte Mais uma vaga (três vagas)
Alagoas Mais uma vaga (três vagas)
Distrito Federal Mais uma vaga (três vagas)
Espírito Santo Nenhuma (duas vagas)
Paraíba Nenhuma (duas vagas)
Maranhão Nenhuma (duas vagas)
Amazonas Nenhuma (duas vagas)
Mato Grosso do Sul Nenhuma (duas vagas)
Sergipe Nenhuma (duas vagas)
Piauí Nenhuma (duas vagas)
Mato Grosso Nenhuma (duas vagas)
Acre Nenhuma (uma vagas)
Tocantins Nenhuma (uma vaga)
Rondônia Nenhuma (uma vaga)
Amapá Nenhuma (uma vaga)
Roraima Nenhuma (uma vaga)

Com ação contra o Fla na Justiça, Deivid evita comparação com R10



Ronaldinho Gaúcho não foi o primeiro jogador do grupo atual do Flamengo a acionar o clube na Justiça para cobrar atrasados. Em 30 de janeiro, o atacante Deivid entrou com uma ação na 37ª Vara Cível do Rio de Janeiro sob alegação de pendência no pagamento dos direitos de imagem, num total de R$ 6,46 milhões, e reivindicando uma indenização por dano material. O jogador tomou a decisão num momento importante para o clube. Dois dias depois, o Rubro-Negro disputaria a segunda partida da pré-Libertadores, contra o Real Potosí, no Engenhão, com obrigação de vitória para seguir na competição.

Como o atacante estava escalado no time titular, o então técnico Vanderlei Luxemburgo consultou o departamento jurídico, que ainda não havia sido notificado oficialmente e deu condição de jogo ao atleta. Luxa conversou com o jogador, que fez questão de entrar em campo. A atitude provocou reações positivas entre torcedores. A presidente Patricia Amorim também elogiou Deivid na época.



Deivid treino Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem) 
Deivid, no Ninho do Urubu: atacante também aciona Fla na Justiça  (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)
Ronaldinho cobra do Flamengo na Justiça uma dívida de R$ 40.177.714,00. A diferença entre os casos é que o camisa 10 conseguiu a tutela antecipada na 9ª Vara do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro, o que encerra o vínculo com o clube e o libera para assinar com outra equipe.

Na manhã desta sexta-feira, na volta da delegação rubro-negra de Teresina, onde a equipe venceu o amistoso contra a seleção do Piauí por 2 a 0, Deivid evitou comparar os casos e comentou a decisão do ex-companheiro.

- Cada um tem uma cabeça, sua maneira de pensar, de agir. Ele achou que a dele é a correta e temos que respeitar. Difícil falar isso (se a permanência era insustentável). O Ronaldo é uma grande pessoa, sempre respeitou o grupo. É um momento que o clube e o jogador têm que resolver. Nós temos que tocar nossa vida para frente.

O camisa 9 contou que o grupo recebeu a decisão de R10 com surpresa, mas ressaltou que não há tempo para lamentar. Segundo ele, há vida sem Ronaldinho.

- Temos que dar a volta por cima. O Ronaldo é uma referência, um grande jogador, mas não podemos viver de Ronaldo. Temos que tocar a vida para frente e tentar vencer.

Os jogadores do Flamengo estão de folga nesta sexta-feira. O grupo volta ao trabalho na manhã deste sábado, no Ninho, às 9h30m. O próximo compromisso pelo Brasileirão será na quarta-feira, contra a Ponte Preta, em Campinas, pela terceira rodada.

Na volta ao Rio, delegação do Fla evita falar sobre saída de Ronaldinho

Na volta da delegação do Flamengo ao Rio, nenhuma pergunta sobre a vitória por 2 a 0 no amistoso contra a seleção do Piauí, na noite desta quinta-feira, em Teresina. Os jogadores desembarcaram no Aeroporto Internacional Tom Jobim por volta das 6h desta sexta e passaram rapidamente pelo saguão para deixar o local. Só Deivid e Renato falaram, e um tema dominou as entrevistas: a saída de Ronaldinho Gaúcho.

Renato, desembarque do Flamengo (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com)Renato desembarcou sem querer se pronunciar sobre a saída do R10 (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com)

O meia preferiu não comentar o assunto, enquanto o atacante foi breve. O camisa 9 disse que ainda não conversou com Ronaldinho e que, apesar de acompanhar todo o processo, o grupo foi pego de surpresa com a notícia da saída do jogador.

- A gente não estava esperando isso, mas são coisas do futebol, acontece. Nós temos de seguir, bola para frente. Vida que segue. Temos que treinar, jogar e tentar fazer o que a gente tem que fazer, que é colocar o Flamengo no topo. É um momento delicado para falar sobre o assunto.

Paulo Cesar Coutunho, desembarque do Flamengo (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com)Dirigentes e o técnico Joel Santana não se pronunciaram. O diretor de futebol do clube, Zinho, mandou avisar que só irá falar após a reunião com a presidente Patricia Amorim, na Gávea, marcada para o fim da manhã. O vice de futebol Paulo César Coutinho, que deve ser desligado do clube após a conversa com a mandatária, também evitou a imprensa.

- Não vou dar nenhuma declaração - disse.

O voo de volta de Teresina deve ser o último de Paulo César Coutinho como vice-presidente de futebol do Flamengo. A decisão da presidente de tirá-lo do cargo tem como razão principal o desgaste provocado pela conversa do dirigente com torcedores de Teresina que foi registrada em vídeo nas primeiras horas de quinta-feira.
 
Nas imagens registradas por um dos rubro-negros, Coutinho diz que, depois de uma conversa com a mandatária, Ronaldinho Gaúcho será afastado por não ter dado explicações para não ter embarcado com o grupo ao Piauí, onde a equipe disputa um amistoso contra a seleção local na noite desta quinta. Apesar de não ter se pronunciado sobre o episódio, Patricia já deixou claro que não gostou de ter sido citada por Coutinho na conversa com os rubro-negros. Ele voltou atrás, mas é pouco provável que continue. O vice-presidente do Fla-Gávea, Cacau Cotta, é o mais cotado para assumir o posto. Marcos Braz, até o momento inimigo político de Patricia, também já foi cogitado.

O grupo do Flamengo está de folga nesta sexta. Os jogadores se reapresentam para o treino da manhã deste sábado, às 9h30m, no Ninho do Urubu.




quinta-feira, 31 de maio de 2012

Showbol: Flamengo vence o Grêmio


No jogo de fundo da rodada de abertura do grupo C do Brasileiro de showbol, o Flamengo bateu o Grêmio por 13 a 9 (assista aos gols no vídeo abaixo) na noite desta quinta-feira, chegando aos mesmos três pontos do São Paulo. Apesar da vitória, a liderança da chave ficou com o Tricolor Paulista, que terminou a rodada com melhor saldo de gols - o time do Morumbi bateu o Cruzeiro por 15 a 9, no primeiro confronto da noite. Flamengo e São Paulo se enfrentam no sábado em Carapicuíba (SP), pela segunda rodada, que terá também Grêmio x Cruzeiro na partida preliminar.



No duelo desta noite, os primeiros minutos foram muito equilibrados. O Flamengo saiu na frente com Emerson, logo aos 30 segundos, mas, aos três, Paulo Nunes chutou, a bola tocou em Aldair e acabou entrando: 1 a 1. Djalminha recolocou o Flamengo na frente, em lindo toque por cobertura, aos quatro, porém Dinho, aos seis, bateu da intermediária para empatar novamente.

A alternância no placar continuou até o sétimo minuto, quando Aldair e Paulo Nunes marcaram mais um gol para cada lado. A partir dos nove, o Rubro-Negro começou a se distanciar no placar. Primeiro, quem marcou foi Marquinhos, seguido por Djalminha (duas vezes) e Piá (duas vezes): 8 a 3.

FRAME - Emerson, jogador de showbol do Flamengo (Foto: Reprodução SporTV)
Abalado com a avalanche de gols do adversário, o Grêmio só voltou a balançar a rede a três minutos do fim, com Carlos Miguel, em belo toque de letra. Djalminha fez mais um para o Flamengo a seguir, porém Carlos Miguel anotou o quinto do Grêmio no minuto final, reascendendo as esperanças para o segundo tempo.

- O time demorou para entrar novamente no jogo, quando levou os cinco gols e isso acabou sendo o diferencial para irmos para intervalo perdendo por 9 a 5 - avaliou Carlos Miguel, em entrevista ao SporTV, no intervalo.

Apesar da motivação dos gremistas, foi o Flamengo quem abriu o placar no segundo tempo. O autor do gol foi Piá, em mais um chute certeiro da intermediária. Aos sete, Paulo Nunes, em toque de letra, fez o sexto dos gaúchos e, Rodrigo Costa, segundos depois, anotou mais um, dando a impressão de que o Grêmio emplacaria uma reação.

Mesmo mais recuado, o Flamengo voltou a se distanciar no placar nos minutos seguintes. Aos 12, Djalminha escorou cruzamento para fazer 11 a 7 e, aos 14, foi a vez de Marquinhos estufar a rede. Em cobrança de falta ensaiada, Rodrigo Costa voltou a diminuir a sete minutos do fim. Aos 21, Carlos Miguel deu esperanças para um improvável empate gremista, porém Marquinhos, em tabela com Djalminha, fez 13 a 9, a um minuto do fim, sepultando as chances de reação da equipe gaúcha.

Flamengo: Robertinho, Gelson Baresi, Aldair, Emerson, Marquinhos e Djalminha. Entraram: Piá, Jorginho, Cleisson, Nélio e Selé. Técnico: Ernesto Paulo.

Grêmio: Leonardo, Dinho, Éder, Douglas Silva, Paulo Nunes e Alexandre Gaúcho. Entraram: Rodrigo Costa, Arilson, João Antônio e Carlos Miguel. Técnico: Yura.

Joel, sobre a saída de Ronaldinho Gaúcho: ‘Acabou, é página virada’

Acabou, página virada e de uma forma não muito feliz. Assim Joel Santana tratou a saída de Ronaldinho Gaúcho do Flamengo. Em entrevista concedida depois do amistoso com a seleção do Piauí, o técnico comentou sobre o desfecho do seu ex-camisa 10.

- Isso passou, agora está por conta da parte jurídica do clube. Foi um final que não era para acontecer, mas infelizmente aconteceu. Temos de continuar trabalhando em função do grupo. Acabou, não adianta falar de uma coisa que não existe mais. É página virada, vamos pensar no grupo que temos aqui. Mas é uma pena, um jogador que é um ídolo. O Flamengo fez um esforço muito grande para trazer, mas acabou. Temos de pensar nos jovens valores que temos aqui, Muralha, Thomás, Luiz Antonio – afirmou Joel Santana.

O técnico comentou ainda o amistoso da noite desta quinta-feira, em que o Flamengo venceu por 2 a 0.

- Foi bom para ver os jogadores, mas ainda falta entrosamento. A equipe vai melhorar. O amistoso foi muito bom no que diz respeito ao Flamengo. Muita paixão dos torcedores. Esse foi o maior lucro, expandir o que esse clube tem. Sempre carrega essa multidão - completou o treinador.

O Flamengo embarca de volta para o Rio à 0h30m desta sexta, com chegada prevista no Aeroporto Internacional Tom Jobim para 6h. O time terá a sexta de folga e se reapresenta no sábado, às 9h30m, no Ninho do Urubu.




Flamengo 2 x 0 Seleção do Piaui - Melhores Momentos - 31/05/2012





Seleção do Piauí 0 X 2 Flamengo



Ficha técnica


Estádio: Governador Alberto Tavares Silva, em Teresina (PI)

Data: 31/05/2012

Hora: 19h30 (de Brasília)

Árbitro: Antonio Santos Nunes (PI)
Auxiliares: Carlos Lustosa Filho (PI) e Edmilson Timóteo da Silva (PI)
.
Gols: Kleberson 39'/1ºT (0-1) e Luiz Antonio 35'/2ºT (0-2)


Seleção do Piauí: Robinho (Rodrigo 7'/2ºT), Barata, Marcelo (Pedrosa 19'/2ºT), Alyson (Cleitinho 34'/2ºT) e Jorginho Paulista (Mika 8'/2ºT); Fábio Ubajara (Roberto Helcheyer 37'/2ºT), Jonas (Netinho 23'/2ºT), Fábio Augusto (Luis Henrique intervalo) e Péricles (Alexandro intervalo); Zé Rodrigues (Fabiano 17'/2ºT) e França (Ítalo intervalo).
Técnico: Aníbal Lemos.


Flamengo: Paulo Victor (Marcelo Carné 44'/2ºT), Léo Moura (Muralha 15'/2ºT), Marllon (Thiago Medeiros 34'/2ºT), Welinton (Arthur 30'/2ºT) e Wellington Silva; Airton (Amaral 25'/2ºT), Kleberson (Luiz Antonio 15'/2ºT), Renato (Jorge Luiz 40'/2ºT) e Ibson (Bottinelli 17'/2ºT); Vagner Love (Negueba 22'/2ºT) e Deivid (Diego Maurício 18'/2ºT).
Técnico: Joel Santana.



Seleção do Piauí 0 x 2 Flamengo

2º tempo


35min


GOOOOL DO FLAMENGO! LUIZ ANTONIO!
Bottinelli arranca pela meio, rola para Luiz Antonio, que pega de primeira, da entrada da área, e acerta o cantinho esquerdo de Rodrigo.