sábado, 7 de julho de 2012

Patricia Amorim e Zico juntos para a eternidade... mas só no muro do CT

Patricia Amorim e Zico estão lado a lado por toda a eternidade. Pelo menos, nos tijolinhos comprados pela presidente e pelo ídolo rubro-negro e expostos no Ninho do Urubu. Curiosamente, os dois ficaram colados já que a numeração começa de cima para baixo. O da dirigente é o de número 1, e do Galinho é o 10. Mas, longe do muro do CT, Patricia e o técnico da seleção viram a relação ruir em 2010, depois que Zico pediu demissão do cargo de diretor de futebol.

Tijolinho Flamengo Patricio Amorim Zico (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com) 
Tijolinho de Patricia Amorim fica colado ao de Zico (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)

A relação azedou de vez, Zico nunca escondeu seu descontentamento com a atual diretoria, Patricia se manteve afastada do ídolo, mas sabe que comprar uma briga ainda maior pode lhe trazer consequências políticas. Em abril deste ano, quando voltou a tocar no assunto, a presidente tentou amenizar a relação que se tornou distante e manteve o ex-jogador afastado do clube.

- Faltou uma boa conversa. Talvez eu não tenha tido a sensibilidade, ou não percebi, que ele sentia falta de alguma coisa, ou que ele precisava de uma situação um pouco mais firme. A situação do Zico é muito particular. Ele precisa ser imaculado, é a única pessoa que me faz tremer – disse Patricia, em entrevista ao “Arena SporTV" , ao comentar a saída problemática do ex-dirigente.

O muro de tijolinhos deve ser inaugurado oficialmente ainda em julho. Ronaldinho Gaúcho, que foi garoto-propaganda da campanha que ajuda na construção do CT, tinha comprado seis, mas o clube prometeu devolver R$ 1.500 ao jogador para que seu nome não constasse na eternidade do Flamengo.


Fla espera definir contratação de Ramon na segunda-feira



Ramon no treino do Corinthians ramon corinthians (Foto: Ag. Estado) O Flamengo esperava por uma resposta positiva para acertar com Ramon nesta sexta-feira. Mas, depois de uma reunião entre representantes do jogador e do Corinthians, o clube paulista disse que Tite pediu que o lateral-esquerdo participasse da partida com o Sport, neste domingo, em Recife. Será o sexto jogo de Ramon, limite para a transferência para outro clube brasileiro.

Zinho diz que no início da próxima semana terá uma definição sobre o caso, e acredita em final feliz.

- Depois de uma conversa, Tite disse que precisa dele para esse jogo. Ficou para segunda-feira, quando a gente vai ver se resolve e finaliza tudo – afirmou Zinho.

Aos 24 anos, Ramon tem contrato com o Corinthians até junho de 2015 e chegaria por empréstimo. O lateral-esquerdo teve passagem pelo vasco de 2009 a 2011. Reserva no Timão, o jogador participou de alguns jogos do Brasileirão, pois Tite poupou os titulares para a disputa da Libertadores.


Léo Moura projeta retorno ao time só no jogo com Corinthians


leo moura flamengo treino (Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo) Na próxima terça-feira, Léo Moura voltará a treinar com o grupo do Flamengo, mas já descartou sua participação no jogo com o Bahia, no dia 15, em partida válida pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. O lateral-direito projeta seu retorno para a partida com o Corinthians, dia 18, no Engenhão. Agora, o jogador passará da fisioterapia para a parte de preparação física.

- Terminei uma etapa do tratamento e na terça-feira voltarei a treinar com o grupo. Mas preciso recuperar a parte física. Para o jogo com o Bahia ainda não dá. A ideia é voltar na partida com o Corinthians - afirmou Léo Moura.

O lateral-direito sofreu uma lesão de grau 2 no adutor da coxa esquerda durante um treino, no último dia 15 de junho, e ficou fora das partidas contra Coritiba, Santos, Grêmio e Atlético-GO, e também está fora do Fla-Flu e da partida com o Bahia, no próximo fim de semana. Na ausência de Léo Moura, Wellington Silva virou titular da posição, mas o volante Luiz Antonio deve ser improvisado na posição diante do Tricolor, neste domingo, às 16h, no Engenhão.


Aniversariante do dia, Mattheus encara 'corredor polonês' no Ninho

Mattheus completou 18 anos neste sábado e não escapou das brincadeiras dos companheiros. Ele teve de encarar um "corredor polonês" - com jogadores formando duas filas e dando tapas - no treino no Ninho do Urubu. Filho de Bebeto, o meia combinou com Ibson e Adryan durante a semana, via Twitter, de comemorar um gol igual ao seu pai na Copa de 1994, no estilo embala-neném. Desta vez, no entanto, o próprio Mattheus estaria no colo.

Mattheus aniversário treino Flamengo (Foto: Divulgação / Flamengo) 
Mattheus encara tapas dos companheiros no Ninho do Urubu (Foto: Divulgação / Flamengo)
 
 
 

Fla espera Diego, mas Zinho abre as portas para Riquelme


Riquelme, Boca Juniors (Foto: EFE) Depois da proposta feita pelo Flamengo ao Wolfsburg, o clube espera por uma resposta dos alemães até segunda ou terça-feira. Caso a tentativa não avance, o nome de Riquelme, que se desligou do Boca Juniors, pode entrar na pauta do Rubro-Negro. Ainda não existe negociação em curso, mas Zinho, diretor de futebol, deixou as portas abertas para o ex-camisa 10 do time argentino.

- Devemos ter o sim ou não sobre Diego até segunda ou terça-feira. Enquanto isso, não vou partir para outra negociação, não seria nem ético. Claro que tem que ter plano B, C, D. Nosso objetivo é trazer o Diego. Mas temos um limite financeiro. Estamos esperando uma resposta do Wolfsburg.

Apesar de negar que tenha feito contato com Riquelme, Zinho elogiou o jogador e não descartou uma negociação caso não haja um final feliz com Diego.

- Riquelme é um belíssimo jogador. Se eu não concretizar o Diego, me interessa, é um nome que me agrada e muito. Belo jogador. Eu conheço o representante dele aqui no Brasil, é meu amigo, o Fabiano Farah. Se ele tem interesse em jogar no Flamengo, sentamos com o empresário dele da Argentina para conversar. Mas não existe proposta, nem contato. Mas as portas estão abertas para um grande jogador como Riquelme. Mas o que tem de oficial é apenas uma proposta pelo Diego.

Aos 34 anos, Riquelme anunciou sua saída do Boca Juniors depois da final da Libertadores com o Corinthians, na última quarta-feira. Com a camisa do Boca, o experiente jogador conquistou seis títulos argentinos, três Libertadores, uma Recopa Sul-Americana e um Mundial de Clubes. Ele defendeu o clube entre 1996 e 2002, quando se transferiu para o Barcelona. De lá, rumou ao Villarreal, onde ficou até 2007, quando retornou ao Boca por empréstimo. Depois de mais uma breve passagem pelo Villarreal, Riquelme chegou de volta ao Boca em 2008 e, desde então, não saiu mais do clube.


Em clima descontraído, time de Love vence rachão e vibra ao estilo UFC

O Flamengo realizou na manhã deste sábado o último treino antes do Fla-Flu deste domingo, às 16h, no Engenhão. O clima foi de descontração e referência a luta entre Anderson Silva e Chael Sonnen que será realizada à noite, em Las Vegas. Depois de vencer o rachão, o time de colete que contou com Vagner Love, Mattheus, Deivid, Ibson, entre outros, posou fazendo pose de lutador.

Flamengo treino Vagner Love (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com) 
Jogadores do time de Vagner Love comemoram ao estilo UFC (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)
 
- A luta hoje, vamos nessa – orientou Vagner Love, depois de ironizarem o time adversário aos gritos de “o colete voltou”.

Adryan participou normalmente da atividade. Recuperado de uma torção no tornozelo direito, o jogador está à disposição de Joel Santana para o clássico. O técnico faz mistério entre Bottinelli e a jovem promessa entre os titulares.

Depois do rachão, Joel treinou jogadas de bola parada e conversou com Adryan e Mattheus.

A presidente Patricia Amorim, vestida com uma camisa Papagaio de Vintém, que será utilizada na preliminar do Fla-Flu, esteve no Ninho do Urubu e tirou fotos do muro dos tijolinhos com seu nome.

Crias da Gávea querem brilhar no centenário do clássico Fla-Flu


Adryan e Luiz Antonio (Foto: Alexandre Vida / Fla imagem) O Flamengo encara o Fluminense, no domingo, às 16h (de Brasília), no Engenhão, no confronto que marca os 100 anos do clássico carioca. Os holofotes estarão virados para o jogo histórico. E os garotos do Rubro-Negro tem uma oportunidade para brilhar. As crias da Gávea têm ganhado espaço nas últimas partidas. Diego Maurício, um dos jovens que já está há mais tempo no profissional, se diz privilegiado por poder disputar um jogo como esse. E ele quer a vitória.

- Estou na base do Flamengo desde os nove anos. Joguei muitos Fla-Flus pela base e uns oito pelo time principal. Quantos jogadores não gostariam de ter uma oportunidade dessas? Agradeço a Deus por fazer parte dessa partida histórica. Estou muito feliz e espero sair vitorioso - comentou ao site oficial do clube.

Para o zagueiro Marllon, que formará dupla no setor defensivo com o chileno Marcos González, os jovens estão acostumados com o duelo nas categorias de base. Mas, pelo profissional, a pressão será maior, segundo ele.

- Pela base eu joguei muitos, mas no time principal é o primeiro. A expectativa é a melhor possível, ainda mais sendo um jogo histórico como esse. Tem aquela pressão, mas eu vou relaxar e fazer um bom jogo - relatou.

Principal representante da base rubro-negro no time titular, Luiz Antonio também sonha com o triunfo diante do rival carioca.

- É um jogo muito importante. Quero comemorar esses 100 anos do clássico com uma vitória - concluiu.

Além de Diego Maurício, Marllon e Luiz Antonio, os meias Mattheus e Adryan estão na expectativa de uma oportunidade de Joel Santana no clássico. O primeiro voltou recentemente da disputa de um torneio na Argentina com a seleção brasileira sub-20 e completa 18 anos neste sábado. Já o segundo, que sofreu uma torção no tornozelo direito, participou normalmente da atividade desta sexta-feira e está liberado. No último jogo, contra o Atlético-GO, Adryan foi o autor do segundo gol rubro-negro.


Criançada faz a festa no CT George Helal


No Brasil, o 'País do Futebol', a maioria das crianças alimenta o sonho de se tornar jogador de futebol. E o Flamengo, por meio de suas escolinhas espalhadas por diversas regiões brasileiras, dá uma força a mais para os pequeninos que idealizam esta carreira tão concorrida.

Na manhã desta sexta-feira, no Centro de Treinamento George Helal, em Vargem Grande, os jogadores rubro-negros receberam a visita das Escolinhas de Futebol do Flamengo dos bairros de Mandaqui e Limão, Zona Norte de São Paulo.

O encontro entres as crianças e os jogadores faz parte de um projeto de marketing do Mais Querido, que tem como objetivo aproximar os ídolos dos meninos e fortalecer a paixão deles pelo Flamengo.

"A escolinha tem cerca de 300 alunos. Como ela é sediada em e São Paulo, muitos deles chegam como torcedores do Corinthians, do São Paulo, do Palmeiras, etc. Conforme eles vão tendo mais contato com o Flamengo é que eles passam a torcer para o clube. E uma visita como a de hoje aumenta essa paixão, essa identificação com o Flamengo", explicou Mauro Paixão, responsável pelas escolinhas de Mandaqui e Limão, que têm um ano de funcionamento.

O menino Enzo Faria, de 09 anos, é uma das revelações da equipe. O atacante, canhoto, frequenta a escolinha desde seu início, há um ano. Apesar do pouco tempo de 'carreira', o jogador já contabiliza muitas conquistas.

"Já ganhei a Copa dos Campeões, a Copa Libertadores, as Copas Zona Norte e Zona Oeste e o Paulista sub-09", enumerou o pequenino atleta, que treina duas vezes por semana e sonha ser jogador profissional.

"Estou muito feliz em ter esse contato com os jogadores. É muito legal estar aqui perto deles", vibrou Enzo, com brilho no olhar e sorriso farto no rosto.
  
O Flamengo tem um total de 120 escolinhas oficiais espalhadas pelo país. O projeto, que completou 10 anos em 2012, é a menina dos olhos do departamento de marketing do clube e atende crianças de 04 a 17 anos. As visitas das escolinhas ao CT rubro-negro são realizadas, em média, uma vez por mês.

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Torcida esgota terceiro setor para o centenário do Fla-Flu


Depois de os ingressos para os setores Oeste e Leste Inferior do Engenhão para o Fla-Flu deste domingo, às 16h (de Brasília), se esgotarem na quinta-feira, nesta sexta acabaram as entradas para o setor Leste Superior(Flamengo). Até o início da noite desta sexta, haviam sido vendidas  29.536 entradas do total de 34.600 ingressos. A venda antecipada continua sendo feita no site www.futebolcard.com, e em pontos do Rio de Janeiro e de Niterói, de 10h às 17h.

Preços:
Setor Oeste Superior (Fluminense) – R$ 60
Setor Norte (Fluminense) – R$ 30
Setor Sul (Flamengo) – R$ 30


Pontos de venda:
- Bilheteria Sul do Engenhão – Flamengo
- Bilheteria Oeste do Engenhão – Fluminense
- Nação Cruzmaltina -Rua São João, 34 – Niterói
- Casa Vila da Feira – Tijuca
- São Januário – Bilheteria 11 (Fluminense)
- São Januário – Bilheteria 9 (Flamengo)
- Posto Ale Pasmado – Góis Monteiro, 195
- Sede Fluminense – Álvaro Chaves, 41 (torcida Fluminense)
- Loja Cariocas FC – Shopping Carioca, Av. Vicente de Carvalho, 909
- Loja Carioca FC – Shopping Méier, Rua dias da Cruz, 255
- Sede Flamengo – Praça Nossa Senhora Auxiliadora, s/n ( Torcida Flamengo)
- Sede Flamengo – Av. Borges de Medeiros, 997 – (Socio Flamengo)

Engenhão
- Bilheteria Sul – Flamengo
- Bilheteria Oeste – Fluminense


Patrocínio master é envolvido em negociação para bancar Diego


Contas no papel, altos valores e uma engenharia financeira está sendo montada para o Flamengo tentar trazer Diego, num custo total de R$ 15 milhões por um ano de contrato, com possibilidade de renovação, quando seriam somados novos valores. Na proposta levada ao Wolfsburg, R$ 7,5 milhões seriam pagos pela Volkswagen, acionista do clube alemão que estamparia sua marca na camisa do Rubro-Negro pelo menos até o fim do ano.

Os outros R$ 7,5 milhões seriam bancados pelo clube. Com isso, Diego receberia R$ 15 milhões por um ano, contando os impostos. Ao fim do contrato, uma nova negociação com a Volkswagen discutiria valores para uma prorrogação do vínculo. A proposta do Flamengo foi levada ao Wolfsburg pelo vice-presidente de finanças, Michel Levy.

Existe no clube uma forte corrente contrária à contratação de Diego por conta dos altos valores, semelhantes aos que foram pagos a Ronaldinho Gaúcho.

Fla divulga foto da camisa para o clássico, com patrocínio pontual


Camisa que o Fla usará contra o Flu (Foto: Divulgação / Site oficial doFlamengo) O Flamengo divulgou nesta sexta-feira uma foto da camisa que o clube vai usar no Fla-Flu deste domingo. O Rubro-Negro vendeu o espaço nobre da camisa exclusivamente neste jogo para a Brasil Foodservice Group (BFG). O Flamengo vai receber R$ 1 milhão.

O acordo deve ser o primeiro passo de uma nova parceria. A BFG estuda firmar um contrato com o clube até dezembro, mas não para anunciar no espaço principal da camisa, como será no clássico. A marca seria estampada na parte frontal do calção, na perna esquerda, sobre o número. O acordo até o fim do ano renderia mais R$ 3 milhões. Esta proposta, no entanto, precisa passar pelo crivo do Conselho Deliberativo, já que supera o valor de R$ 1,2 milhão.

A BFG é uma holding do ramo alimentício que detém as marcas Porcão, Garcia & Rodrigues, Galeria Gourmet e Johnnie Pepper, todas com filiais no Rio de Janeiro. Em junho, ela firmou contrato de um ano com o vasco, no valor de R$ 4 milhões, para exibir a marca no lado direito do peito.

Flamenguistas e tricolores se  enfrentam às 16h. O confronto marca os 100 anos do clássico.





Proposta do Fla: R$ 7,5 milhões para ter Diego por empréstimo de um ano


Diego, Atlético de Madrid  (Foto: Agência Getty Images e Reuters) A cartada do Flamengo para contratar Diego foi lançada com a proposta feita pelo vice-presidente de finanças Michel Levy, que esteve na Alemanha durante a semana para conversar com representantes do Wolfsburg. Levy revelou para a diretoria rubro-negra que o valor na primeira rodada de negociações foi de € 3 milhões (cerca de R$ 7,5 milhões) pelo empréstimo de um ano. O clube espera uma resposta na próxima semana.

O alto salário também é um obstáculo que está sendo discutido. O jogador recebe € 5 milhões (R$ 12,9 milhões) anuais, quase R$ 1,1 milhão por mês, valor bem próximo do que recebia Ronaldinho Gaúcho (R$ 1,25 milhão).

O meia, de 27 anos, é um desejo do diretor de futebol Zinho. Após boa passagem por empréstimo pelo Atlético de Madri na última temporada, o jogador se reapresentou ao Wolfsburg. O vínculo entre as partes tem duração de mais dois anos.

A contratação de um camisa 10 de peso é a principal missão do Flamengo no momento. Além da questão técnica e a carência de um jogador que faça essa função, o reforço também é um trunfo para a presidente Patricia Amorim, que busca se reeleger nas eleições do clube, em dezembro.

Zinho admitiu que a questão financeira faz com que a negociação seja complicada.

- Pedi para o Michel (Levy) viajar para conversar com o clube. Não podemos contratar jogadores absurdamente. O Diego falou na minha cara que teria o maior prazer de jogar no Flamengo. A proposta foi feita, estamos esperando um retorno. Está muito difícil. A demora é porque financeiramente é difícil fazer as contratações. Estou trabalhando muito - disse o diretor.

O Wolfsburg tem recebido propostas mais vantajosas do que a do Flamengo, mas Diego tem vontade de retornar ao Brasil.

- Está difícil, mas pode clarear de um dia para o outro - completou Zinho.




Família Moura no muro


 
Após o treino desta sexta-feira, Léo Moura foi conferir os tijolinhos com o nome dele das filhas, Maria Eduarda e Isabela, no muro do Ninho do Urubu. O jogador está no Flamengo desde 2005. Ele não disputará o Fla-Flu que celebra o centenário do clássico no próximo domingo porque está machucado.








Zinho nega Dunga, desconhece Sampaoli e quer paz para Joel


Joel Santana no treino do Flamengo (Foto: Ivo Gonzalez / Agencia O Globo) Os questionamentos continuam, assim como a pressão. Exposto às críticas e na "frigideira" do clube, Joel Santana tem como escudo o diretor de futebol. Depois de uma semana sem conceder entrevista, Zinho conversou com a imprensa nesta sexta-feira. E reiterou que, caso tenha que demitir o treinador, a decisão será anunciada por ele, pediu para que as fofoquinhas sejam deixadas de lado, disse que não fez contato com Dunga e afirmou que Jorge Sampaoli, nome defendido por alguns dirigentes, não está na sua pauta.

- Nunca liguei para o Dunga, há muito tempo não falo com ele. Não tive nenhum diálogo com ele, nem com assessor. Na realidade, nosso técnico continua sendo o Joel. O dia que o Joel não for o treinador, eu vou comunicar. Passei isso para ele. Nunca vi o trabalho desse rapaz (Sampaoli), só vi a campanha do Universidad na Sul-Americana e agora na Libertadores. Não conheço o trabalho de dia a dia, e quem decide se Joel fica ou não, sou eu. Tenho autonomia da presidente do clube. Eu e Coutinho (vice de futebol) decidimos. Qualquer fofoquinha, que existe muito no Flamengo, não é verdade se não escutarem da minha boca. Não tenho nem o telefone do Sampaoli. Fiquei sabendo que o empresário dele é o Gelson Baresi, que jogou aqui. Ele me ligou para falar de jogador e nunca me ofereceu o treinador – afirmou Zinho.

O diretor admitiu que o time ainda não rendeu o esperado. Mas pediu trégua nas críticas a Joel:

- Existe uma pressão em cima do Joel? Sim. Normal, pois o time não está jogando bem. Vamos deixar o Joel trabalhar em paz. Deve ser duro. Todo dia o cara acorda e lê: o Joel vai cair, o Joel vai cair. O cara é ser humano e explode. Se o resultado não acontecer e eu achar que não é viável a permanência, eu vou falar com ele. Se não render, vou comunicar. Estou pedindo por favor: vamos falar do jogo.

Zinho comenta episódio de treino fechado

O diretor de futebol também explicou a confusão que aconteceu no treino de quinta-feira, quando um segurança liberou a entrada da imprensa sem autorização do departamento de futebol. Ao contrário de Joel, que acusou a imprensa de ter invadido o CT, Zinho apontou a falha de um funcionário do clube.

- A comissão técnica me solicitou um treinamento mais reservado. No Flamengo tudo vaza, sei lá quem está aqui dentro, o cara pode chegar ali fora e dizer que o time treinou no 4-4-2. Pedi aos atletas que os convidados entrassem junto com a imprensa. Estava tudo correndo bem, quando, de repente, entra todo mundo. Foi liberado, infelizmente, por um segurança, que vai levar uma punição. Foi uma falha, mas ele admitiu o erro. Vocês (jornalistas) não invadiram, conversei isso com Joel – disse o dirigente.

No domingo, o Flamengo enfrentará o Fluminense, às 16h, no Engenhão.


Fora do Fla-Flu, Deivid não esconde insatisfação: ‘Estava na expectativa’


Recuperado da lesão no tendão de Aquiles, Deivid ficou fora da lista de Joel Santana para mais um jogo do Flamengo. O atacante, que já não havia aparecido na relação para o jogo contra o Atlético-GO, no último fim de semana, também não foi convocado para o Fla-Flu deste domingo, que celebrará o centenário do clássico. Surpreso, o jogador manifestou sua insatisfação através de sua assessoria de imprensa pessoal.

- Fiquei fora de alguns jogos devido à contusão, mas estou bem e treinei forte durante toda a semana. Respeito a decisão da comissão técnica, mas estava na expectativa de ir para essa partida e ajudar o Flamengo a conquistar mais uma vitória no Campeonato Brasileiro - afirmou o camisa 9 do Fla.

Deivid ficou entregue ao departamento médico rubro-negro por cerca de duas semanas. A vez em que ele entrou em campo para defender o Flamengo foi no empate por 2 a 2 com a Ponte Preta, há um mês, no dia 6 de junho.

Zinho revela conversa com Diego: ‘Tem o sonho de jogar no Flamengo’


Caceres flamengo coletiva (Foto: Janir Júnior / Globoesporte.com)
O dia era da apresentação oficial do volante Cáceres, mas a coletiva de imprensa do jogador pautou outras negociações do Flamengo também. Zinho revelou que já conversou com o meia Diego, que respondeu para o diretor de futebol que sonha em jogar no clube. O dirigente, porém, destacou a dificuldade financeira para contratar o jogador do Wolfsburg, de 27 anos, que chegaria para vestir a camisa 10 do Rubro-Negro.

- Pedi para o Michel (Levy) viajar para conversar com o clube. Interessa, sim. Falta a parte financeira, não podemos contratar jogadores absurdamente. O Diego falou na minha cara que teria o maior prazer de jogar no Flamengo. O jogador quer vir, ele gosta do Flamengo, tem o sonho de jogar no Flamengo. Acha que jogando aqui pode voltar para a seleção brasileira. É um sonho meu também. A proposta foi feita, estamos esperando um retorno. Está muito difícil. A demora é porque financeiramente é difícil fazer as contratações. Estou trabalhando muito - disse o dirigente.

Após boa passagem por empréstimo pelo Atlético de Madri na última temporada, Diego se reapresentou ao Wolfsburg. O vínculo entre as partes tem duração de mais dois anos. O Rubro-Negro fez um contato inicial com o atleta, mas para contratá-lo em definitivo teria de investir cerca de R$ 30 milhões, algo inviável para o clube.

O alto salário também é um obstáculo. Diego recebe € 5 milhões (R$ 12,9 milhões) anuais, quase R$ 1,1 milhão por mês, valor bem próximo do que recebia Ronaldinho Gaúcho (R$ 1,25 milhão).

Zinho também comentou o interesse em Conca, mas disse que respeita a negociação do Fluminense, além da questão da verba.

- É um jogador também que a parte financeira não é fácil. O Fluminense tem interesse nele, tem afinidade com o clube. Respeito muito o Rodrigo Caetano (diretor executivo do Fluminense), é muito sério. Como sei que eles fizeram contato, respeito. Estou esperando. Mas o jogador que fiz a proposta foi o Diego - concluiu.
 


Cáceres é apresentado no Flamengo


Caceres flamengo coletiva (Foto: Janir Júnior / Globoesporte.com) Cáceres, 27 anos, foi apresentado de forma oficial como novo reforço do Flamengo na manhã desta sexta-feira. Depois de conhecer os jogadores, o volante beijou o escudo e concedeu sua primeira entrevista, com uma curiosidade: ainda com camisa de treino, pois não foi escolhida a numeração que o jogador usará no Rubro-Negro.

- Flamengo é uma equipe muito grande mundialmente. Estou acostumado com pressão e preparado para enfrentar isso - afirmou Cáceres, ao ser questionado sobre a pressão que ronda o clube.

O volante, contratado junto ao Libertad (PAR), afirmou que começará uma nova fase na sua carreira.

- É uma mudança de vida - admitiu.

Diretor de futebol, Zinho explicou o fato de Cáceres não ter vestido a camisa oficial na apresentação.

- Ainda não escolheu a numeração. Quando escolher, vai posar com a camisa oficial. Ele volta ao Paraguai para tirar o visto de trabalho e, na terça ou quarta-feira, começa a treinar com o grupo - afirmou Zinho.

caceres treina normalmente (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)
Antes da apresentação oficial, Cáceres correu no gramado do Ninho na manhã desta sexta-feira. A estreia deve ocorrer no dia 15, contra o Bahia, em Salvador, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

- Estou bem fisicamente, meu último jogo foi há oito dias. Acredito que não perdi nada na parte física - disse o jogador.

Cáceres revelou que já conhecia alguns integrantes do elenco e lembrou de um jogador que admira no futebol.

- Conhecia Léo Moura, Ibson, Vagner Love, vários jogadores. Ídolos eu não tenho, mas admiro o Paredes.

Revelado no modesto Atlántida, o volante foi contratado pelo Libertad aos 18 anos para jogar nas categorias de base. Logo passou para o profissional e fez sua estreia em 2006. Em 2010, ele defendeu a seleção paraguaia na Copa do Mundo da África do Sul.

Destro, Cáceres caiu nas graças da torcida do Libertad em 2007, ao marcar os dois gols no jogo decisivo contra o Sportivo Luqueño - a vitória por 2 a 0 resultou no título paraguaio. Em 2008, ele ajudou na conquista dos torneios Apertura e Clausura.


Ainda ameaçado e incomodado, Joel lembra: 'A bola da vez continua'


A irritação de Joel Santana na entrevista coletiva desta quinta-feira não teve apenas a entrada dos jornalistas no Ninho do Urubu sem a autorização dele como justificativa. As perguntas sobre a permanência do treinador no Flamengo incomodaram. Joel também mostrou-se impaciente com as informações sobre possíveis substitutos. Os nomes de Dunga e Jorge Sampaoli, por exemplo, já fizeram parte do noticiário do Rubro-Negro. O fato é que Joel continua em foco. A ameaça de demissão persiste e uma derrota no Fla-Flu deste domingo aumentará o risco de queda, algo que a diretoria admite internamente há um bom tempo, mas ainda não colocou em prática.

- Venho aqui responder as perguntas do dia, normal e natural. Todo mundo fala uma coisa. É verdade, é verdade, é mentira, é mentira, mas a bola da vez continua.

Joel Santana, treino Flamengo (Foto: Marcia Feitosa / Vipcomm) 
Joel Santana orienta o time do Flamengo para o clássico. Risco de demissão persiste (Foto: Marcia Feitosa / Vipcomm)
 
Joel também não quis falar sobre o fato de o diretor de futebol Zinho em nenhum momento ter garantido a permanência dele no comando técnico mesmo depois da vitória por 3 a 2 sobre o Atlético-GO, domingo passado.

- Não vou falar do Zinho. Se quiser, chama ele aqui e ele responde. Ninguém garantiu nada, tenho contrato (até dezembro), mas toda semana é a mesma história.

Às vésperas do clássico, a quinta-feira do Flamengo foi de clima pesado no CT. A entrada de amigos e parentes dos jogadores foi proibida para que Joel fizesse um treino fechado. Uma e hora e meia depois do início da atividade, os jornalistas foram autorizados pelos seguranças a entrar. O técnico, no entanto, não havia permitido e ficou muito irritado. Joel chegou a dizer que a imprensa havia invadido o treinamento. Durante o coletivo, berrou com os jogadores além do habitual. Houve até um atrito entre Renato e Luiz Antonio no último lance.

Quando deixou as queixas de lado, Joel falou um pouco sobre o clássico. Disse, por exemplo, que se preocupa com a bola parada tricolor.

- Eles têm uma boa bola parada, é um ponto de referência. Se tiver falta, temos que saber marcar, pois eles sabem colocar a bola no ponto de referência. São jogadores que chegam bem, isso é minha preocupação.

Durante a entrevista, o técnico disse que o Flamengo terá de mudar a maneira de jogar. Nos coletivos realizados na semana, ele chegou a testar formações mais ofensivas, com Adryan, Bottinelli e Mattheus.

A forma de jogar passa também pela escalação do Fluminense. Outra preocupação de Joel é o meia Deco. Destaque tricolor no Brasileiro, o luso-brasileiro terá atenção especial.

- Você acha que um jogador como ele joga sozinho? Joga contra o Messi, acha que ele vai jogar sozinho? Neymar vai jogar sozinho? Deco vai jogar sozinho?

O atacante Fred deve voltar ao time do Fluminense no clássico. Ele está recuperado das dores e do desequilíbrio muscular na coxa direita que o tiraram das últimas duas partidas do Tricolor.

- Se não jogar, coloca o garoto (Samuel) que sabe fazer gol. Se Fred estiver bom, claro que vai jogar, um nome que todo mundo respeita, ídolo - comentou Joel.

Flamengo e Fluminense se enfrentam às 16h (de Brasília), no Engenhão, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro tem 12 pontos e está em oitavo. O Tricolor é o terceiro, com 15.

Conca pede formalmente para deixar Guangzhou Evergrande



Conca (Foto: Reprodução / Sina.com)
Especulado em Flamengo e Fluminense, o meia argentino Darío Conca requisitou formalmente a rescisão de seu contrato com o Guangzhou Evergrande, atual campeão chinês, devido a desavenças com treinadores da equipe.

- Conca falou conosco e nos pediu sua transferência. É um duro golpe para nós e tentaremos por todos os meios fazê-lo ficar - salientou Liu Yongzhou, presidente do clube, que atualmente é líder do liga na China.

Conca vive um período muito complicado desde que protestou publicamente contra seu treinador, o sul-coreano Lee Jang-Soo, por sua substituição em uma partida da Liga dos Campeões da Ásia, em maio.

Devido a esses protestos, o clube o afastou por nove partidas, mas o castigo foi suspenso com a chegada do italiano Marcello Lippi em substituição ao técnico sul-coreano.

No entanto, a chegada de Lippi não parece ter melhorado a situação do argentino, que continua sendo substituído nas partidas, o que motivou Conca a fazer duras críticas ao clube, especialmente através da imprensa argentina.

Segundo informações desses veículos, Conca estaria disposto inclusive a pagar ao clube o valor de sua cláusula de rescisão, de 3 milhões de euros, para que seja autorizada sua transferência.

Conca foi contratado pelo Guangzhou Evergrande junto ao Fluminense em julho de 2011. O argentino assinou contrato de três anos e meio de duração, com salário anual de US$ 12,5 milhões.

Com Conca em suas fileiras, o Evergrande viveu seu período mais bem-sucedido, vencendo com comodidade o Campeonato Chinês do ano passado, liderando a atual temporada com vantagem de sete pontos e chegando às quartas de final da Liga dos Campeões da Ásia, que serão decididas a partir de setembro.


quinta-feira, 5 de julho de 2012

Mano convoca Thiago Silva, Marcelo e Hulk para Londres: veja a lista dos 18

O técnico Mano Menezes convocou nesta quinta-feira os 18 jogadores que defenderão a seleção brasileira na busca pela inédita medalha de ouro nos Jogos Olímpicos. Os três atletas com mais de 23 anos são o zagueiro Thiago Silva, do Milan, o lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madrid, e o atacante Hulk, do Porto. Assim, o zagueiro David Luiz, do Chelsea, e o lateral-direito Daniel Alves, do Barcelona, estão fora.

- Primeiro que não convoquei o Hulk para o lugar do David Luiz. Nunca me posicionei a respeito de outro zagueiro que não fosse o Thiago Silva. A lista contempla 18 jogadores e precisávamos fazer uma escolha de três jogadores acima de 23 anos. Entendi que o ganho seria grande com um atleta mais experiente do meio para fente, como foi possível ver nos últimos quatro amistosos - explicou Mano.

Mano relacionou ainda quatro atletas como "reservas", ou seja, que podem ser chamados em caso de lesão depois a estreia da Seleção nas Olimpíadas de Londres: o goleiro Gabriel (Milan, ex-Cruzeiro), o meia-atacante Giuliano (Dnipro, ex-Internacional), o zagueiro Marquinhos (Corinthians) e o volante Casemiro (São Paulo). Até o primeiro jogo, o treinador poderá chamar qualquer um dos jogadores que estavam na pré-lista de 35. 

A relação dos 18 de Mano se baseou no grupo de 23 atletas chamados pelo comandante para os compromissos na Alemanha e nos Estados Unidos (vitórias de 3 a 1 sobre Dinamarca e 4 a 1 sobre os EUA e derrotas de 2 a 0 para o México e 4 a 3 para a Argentina). A principal dúvida do treinador era em relação aos atletas acima de 23 anos, já que David Luiz, Daniel Alves e o goleiro Jefferson, do Botafogo, eram cotados para uma das vagas.

Ainda nos Estados Unidos, Mano revelou que Thiago Silva será o capitão da equipe em Londres. Na opinião do treinador, o defensor reúne todas as qualidades para ser o líder da Seleção na disputa da competição e até mesmo na Copa do Mundo de 2014.

O presidente da CBF, José Maria Marin, convidou os tetracampeões Bebeto e Romário para sentarem ao lado de Mano na convocação, já que os dois foram medalha de prata nos Jogos de 1988. O diretor de seleções, Andrés Sanches, e o chefe da delegação em Londres, Delfim Pádua (presidente da federação catarinense), também participaram da mesa em um hotel na Zona Sul do Rio de Janeiro.


lista convocados Seleção Brasileira olimpíadas reservas correto 2 (Foto: Editoria de Arte / Globoesporte.com)

O Brasil faz parte do Grupo C e estreia em 26 de julho contra o Egito, em Cardiff (País de Gales). Três dias depois, enfrenta a Bielorrússia, em Manchester. O último jogo da primeira fase é contra a Nova Zelândia, em Newcastle, em 1º de agosto.

Se avançar em primeiro lugar, o Brasil enfrentará nas quartas de final o segundo colocado do Grupo D, que tem Espanha, Japão, Honduras e Marrocos. Se ficar na segunda posição, a Seleção pegará o líder da chave D.

Antes do primeiro jogo, o time de Mano fará um amistoso de preparação contra a seleção da Grã-Bretanha, dia 20 de julho, em Middlesbrough. O torneio em Londres marca o retorno de um time de futebol único do Reino Unido às Olimpíadas. Medalha de ouro em 1908 e 1912, a seleção que une jogadores de Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, não disputa os Jogos há 52 anos. A estrela será o meia Ryan Giggs, do Manchester United.


mano menezes romario bebeto seleção brasileira (Foto: Mowa Press)Romário, Bebeto e Marin sentaram ao lado de Mano na hora da convocação para Londres (Foto: Mowa Press)
 
A Seleção vai se apresentar para iniciar os treinamentos na próxima segunda-feira, no hotel Sheraton, em São Conrado, no Rio de Janeiro. A partir daí, o grupo treinará na sede do Flamengo, na Gávea, e na Escola de Educação Física do Exército, na Urca. No dia 16, na parte da noite, a delegação embarca para Londres e ficará hospedada no Sopwell House Hotel & Spa.

Em Londres, Mano comandará as atividades da seleção brasileira no centro de treinamento do Arsenal. Em abril, o presidente da CBF, José Maria Marin, visitou o local e ficou impressionado com as instalações do clube londrino.

O torneio de futebol olímpico será disputado entre os dias 25 de julho e 11 de agosto em seis sedes: Millennium Stadium (País de Gales), Old Trafford (Manchester), St. James Park (Newcastle), Hampden Park (Glasgow), City of Coventry (Coventry) e Wembley (Londres).

Veja a tabela completa das Olimpíadas de Londres:


GRUPO A
Grã-Bretanha
Senegal
Emirados Árabes Unidos
Uruguai

JOGOS


26/7 - Manchester
Emirados x Uruguai
Grã-Bretanha x Senegal
29/7 - Londres
Senegal x Uruguai
Grã-Bretanha x Emirados
1/8 - Coventry
Senegal x Emirados
1/8 - Cardiff
Grã-Bretanha x Uruguai
GRUPO B
México
Coreia do Sul
Gabão
Suíça

JOGOS

26/7 - Newcastle
Gabão x Suíça
México x Coreia do Sul
29/7 - Coventry
México x Gabão
Coreia do Sul x Suíça
1/8 - Cardiff
México x Suíça
1/8 - Londres
Coreia do Sul x Gabão
GRUPO C
Brasil
Egito
Bielorrússia
Nova Zelândia

JOGOS


26/7 - Coventry
Bielorrússia x Nova Zelândia
26/7 - Cardiff
Brasil x Egito
29/7 - Manchester
Brasil x Bielorrússia
Egito x Nova Zelândia
1/8 - Newcastle
Brasil x Nova Zelândia
1/8 - Glasgow
Egito x Bielorrússia
GRUPO D
Espanha
Japão
Honduras
Marrocos
JOGOS

26/7 - Glasgow
Espanha x Japão
Honduras x Marrocos
29/7 - Newcastle
Espanha x Honduras
Japão x Marrocos
1/8 - Coventry
Japão x Honduras
1/8 - Manchester
Espanha x Marrocos
QUARTAS DE FINAL
4/8 - Cardiff
(28) 1A x 2B
4/8 - Manchester
(25) 1D x 2C
4/8 - Newcastle
(27) 1C x 2D
4/8 - Londres
(26) 1B x 2A
SEMIFINAIS
7/8 - Manchester
(30) V28 x V27
7/8 - Londres
(29) V26 x V25)
MEDALHA DE BRONZE
10/8 - Cardiff
(31) D30 x D29
FINAL
11/8 - Londres
(32) V30 x V29

Torneio Rio-São Paulo de 1940: taça dividida de Fla e Flu é esquecida

Memórias Fluminense (Foto: sala de troféus do Flu/Flu-Memória) “Nas Laranjeiras, não se dá um passo sem pisar numa glória.” A sentença do escritor e jornalista tricolor Nelson Rodrigues, um apaixonado pelo centenário Fla-Flu, encontra eco na também recheada sala de troféus da Gávea. Entre tantas taças espalhadas pelas prateleiras das duas sedes, uma poderia estar em ambas, mas, talvez pela fartura, acabou esquecida pelos clubes: a do Rio-São Paulo de 1940.

Em virtude do abandono dos clubes paulistas, a competição não chegou ao fim. Na ocasião, Flamengo e Fluminense eram os líderes e, segundo o site de pesquisa e estatísticas RSSSF Brasil, foram declarados campeões, sem necessidade de um jogo de desempate, em fato amplamente divulgado pela imprensa da época. No entanto, a decisão não chegou a ser homologada pela CBD (antiga CBF) e não figura na lista de conquistas de ambos.

O imbróglio teve origem financeira. Em meio às baixas rendas nas partidas, os clubes cariocas reclamavam das altas taxas pagas para jogar nos estádios de São Paulo. Os paulistas, por sua vez, alegavam que as arrecadações reduzidas não cobriam os altos gastos para os deslocamentos até o Rio de Janeiro. Além disso, havia a proximidade do Campeonato Brasileiro de Seleções, importante na época, o que fatalmente atrapalharia a preparação das equipes. Dentre os participantes, de acordo com o noticiário, somente o Fluminense havia se preparado corretamente para a competição e, com isso, era o único a contar com boa presença de torcida.

ilustração chamada CARROSSEL Fla Flu Rio São Paulo 1940 - 2 (Foto: arte esporte / cláudio roberto) 
Fla e Flu somavam 13 pontos quando Rio-São Paulo de 1940 parou (Foto: arte esporte / Cláudio Roberto)
 
Quando os paulistas abandonaram o torneio, já haviam sido disputadas oito rodadas – um turno inteiro dos dois previstos em regulamento, com a presença dos nove participantes (Flamengo, Fluminense, Vasco, Botafogo, América, Corinthians, São Paulo, Palestra Itália e Portuguesa). O Fla somava 13 pontos, com seis vitórias, um empate e uma derrota. Já o invicto Flu ocupava o mesmo posto, com cinco triunfos e três igualdades.

Em 1964 e 1966, títulos divididos e reconhecidos

Como ficaria a lista de campeões atualizada (não oficial):
Clubes Títulos
Palmeiras 5
Corinthians 5 (um dividido)
Santos 5 (dois divididos)
Botafogo 4 (dois divididos)
Vasco 3 (um dividido)
Fluminense 3 (um dividido)
Portuguesa 2
Flamengo 2 (um dividido)
São Paulo 1
O Rio-São Paulo de 1940 não é o único da história a ser interrompido, mas somente este torneio e o de 1934 ficaram sem um campeão oficial. Em 34, a competição se encerrou ainda na fase classificatória devido a disputas políticas, com clubes trocando de federações, em meio ao processo de profissionalização do futebol no país.

Em 1964, Botafogo e Santos chegaram ao fim empatados. Os clubes optaram então por uma série de três jogos para o desempate. O Bota venceu o primeiro duelo, mas, como ambos saíram em excursão (muito comum na época), ambos dividiram o título.

A edição de 1966 não foi finalizada devido à falta de datas, em virtude da preparação para a Copa do Mundo. Botafogo, Corinthians, Santos e Vasco, então líderes, foram proclamados os vencedores.

Fluminense faz homenagem na nova sala de troféus

Apesar de não ter o título reconhecido, o Flu tenta tirar do esquecimento o torneio de 40. Em sua reformada sala de troféus, reinaugurada na última terça-feira, o Tricolor separou um espaço para relembrar toda a história desta competição. Em um cartaz, além da explicação, fotos e recortes de jornais da época, consta ainda a seguinte mensagem: “Oficial ou não, o grande time do Fluminense de 1940 também recebe sua homenagem neste espaço.” Em seu site oficial, porém, a lista de conquistas do Rio-São Paulo traz apenas os anos de 1957 e 1960.

Da mesma forma, a página do Flamengo na internet registra somente o título de 1961. Caso a conquista fosse reconhecida, o Fla, com duas taças, se igualaria à Portuguesa, deixando o São Paulo sozinho na lanterna do ranking. Já o Flu passaria a ser tricampeão, ao lado do Vasco. Porém, não há qualquer previsão de que o Rio-São Paulo de 1940 venha a ser reconhecido



                                       As campanhas
Flamengo
8J 13P 6V 1E 1D 30GP 15GC
Fluminense
8J 13P 5V 3E 25GP 15GC
Flamengo 6 x 3 América-RJ Corinthians 2 x 2 Fluminense
Fluminense 2 x 1 Flamengo Fluminense 5 x 3 Palestra Itália
São Paulo 2 x 2 Flamengo Fluminense 2 x 1 Flamengo
Flamengo 3 x 1 Palestra Itália Portuguesa 1 x 5 Fluminense
Flamengo 3 x 1 Corinthians América-RJ 2 x 2 Fluminense
Flamengo 3 x 2 Botafogo Vasco 2 x 4 Fluminense
Portuguesa 1 x 9 Flamengo Botafogo 2 x 2 Fluminense
Flamengo 3 x 0 Vasco Fluminense 3 x 2 São Paulo






Conselho Diretor do Fla aprova patrocínio pontual para o clássico

O Fla-Flu do centenário vai render um patrocínio pontual ao Flamengo. O clube recebeu uma oferta de R$ 1 milhão da Brasil Foodservice Group (BFG) para estampar a marca da empresa no espaço principal do uniforme no jogo de domingo, no Engenhão, pela oitava rodada do Brasileiro. A proposta foi aprovada pelo Conselho Diretor nesta quinta-feira.

O acordo deve ser o primeiro passo de uma nova parceria. A BFG estuda firmar um contrato com o clube até dezembro, mas não para anunciar no espaço principal da camisa, como será no clássico. A marca seria estampada na parte frontal do calção, na perna esquerda, sobre o número. O acordo até o fim do ano renderia mais R$ 3 milhões. Esta proposta, no entanto, precisa passar pelo crivo do Conselho Deliberativo, já que supera o valor de R$ 1,2 milhão.

A BFG é uma holding do ramo alimentício que detém as marcas Porcão, Garcia & Rodrigues, Galeria Gourmet e Johnnie Pepper, todas com filiais no Rio de Janeiro. Em junho, ela firmou contrato de um ano com o Vasco, no valor de R$ 4 milhões, para exibir a marca no lado direito do peito.

Rubro-negros e tricolores se enfrentam às 16h. O confronto marca os 100 anos do clássico.



Visita de apoio a Joel Santana causa constrangimento e irrita Zinho


Joel recebe homenagem de Torcedores (Foto: Jorge William / Agência o Globo) Na manhã desta quinta-feira, Joel Santana se irritou com a entrada da imprensa no Ninho do Urubu sem sua autorização. O técnico queria trabalhar o time do Flamengo para enfrentar o Fluminense com privacidade. Um dia antes, foi o diretor de futebol Zinho que ficou contrariado com o treinador. Isso porque Joel aceitou receber no CT membros de uma torcida organizada que queriam manifestar apoio ao trabalho dele. Com hora marcada, ele recebeu uma placa, camisa personalizada com a frase "Joel Santana merece respeito" e um bandeirão.

Zinho considerou um absurdo o fato de Joel ter assumido o papel de vítima. A atitude causou constrangimento e piorou a situação do treinador no clube. Apesar da vitória sobre o Atlético-GO, domingo passado, ele continua sob risco de demissão. Uma derrota no Fla-Flu deste domingo, às 16h, pode representar a queda.

Procurado pela reportagem do GLOBOESPORTE.COM, Zinho não foi encontrado para falar sobre o assunto.     
  
Problema no Ninho, discussão na Gávea

O clima também ficou tenso na sede do clube nesta quinta. De volta ao Rio depois de uma viagem à Alemanha para tentar a contratação do meia Diego, do Wolfsburg, o vice de finanças Michel Levy foi à Gávea logo depois de desembarcar e demonstrou otimismo com a investida. A recepção de dois membros da cúpula do futebol foi calorosa, mas no mau sentido. O vice de futebol Paulo César Coutinho e o vice de relações externas Walter Oaquim acusaram Levy de ter embarcado sem comunicar o departamento de futebol. A viagem, no entanto, foi autorizada pela presidente Patricia Amorim. O trio discutiu aos berros.  

Paulo César Coutinho considera loucura a tentativa de contratação de Diego. O Wolfsburg tem um contrato de mais dois anos com o jogador e pede cerca de R$ 30 milhões para negociá-lo em definitivo. O alto salário também assuta. Diego recebe € 5 milhões (R$ 12,9 milhões) anuais, quase R$ 1,1 milhão por mês. Levy tenta o empréstimo e espera reduzir consideravelmente o salário.


Felipe fica fora do time reserva do Fla pelo segundo dia seguido


felipe flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem) Pelo segundo dia seguido, Felipe ficou fora do treino coletivo do Flamengo. Enquanto titulares e reservas se enfrentavam no campo principal, o camisa 1 trabalhava no campo 2 ao lado de jogadores que raramente são aproveitados, como Paulo Sérgio, Fabiano Oliveira e Rodrigo Alvim. O camisa 1, que perdeu a posição para Paulo Victor depois de ter sido diagnosticado com dengue, não tem qualquer problema físico. Sem ele, Marcelo Carné defendeu a equipe reserva.

Segundo o preparador de goleiros Cantarele, trata-se de revezamento normal de treinamento.

- Os jogadores que ficam no campo 2 fazem um trabalho em campo reduzido, então os goleiros são mais exigidos. Esse revezamento com o Marcelo Carné é normal. Fazia isso com o Paulo Victor quando ele era reserva também. É só uma opção de treinamento. Ele estará no banco normalmente (no Fla-Flu de domingo).

Felipe vive um momento complicado no Flamengo. Ele perdeu a posição durante a preparação para a estreia no Campeonato Brasileiro. A insatisfação do goleiro com a reserva já é de conhecimento de todos no futebol rubro-negro, mas ele tem cumprido a programação de treinos. Até o momento, nenhuma proposta formalizada de outro clube chegou.

- Felipe está com a cabeça boa, tem treinado normalmente e tem buscado o espaço dele. Ele quer voltar a ser titular.               

Titular e destaque do Flamengo ao longo do ano de 2011, Felipe chegou ao clube para assumir a vaga deixada por Bruno. O goleiro não joga desde a semifinal da Taça Rio, há dois meses. Contra o Atlético-GO, domingo passado, ele ficou no banco.

O Flamengo enfrenta o Fluminense neste domingo, às 16h (de Brasília), no Engenhão.

Com mistérios desvendados, Joel acusa imprensa de invasão


joel santana flamengo coleitva (Foto: Janir Júnior / Globoesporte.com)
Joel Santana demonstrou irritação na entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira. O motivo foi a entrada da imprensa com a autorização de seguranças, mas sem aval de responsáveis pelo futebol, depois de 1h30m de portões fechados. O técnico foi para o embate com os jornalistas, acusou os profissionais de terem invadido o treino e preferiu as queixas do que os comentários sobre o time. Com os mistérios desvendados, Joel disse que não pode fazer mágicas para enfrentar o Fluminense, domingo, no Engenhão.

Ao ser questionado se a semana de treinamentos foi proveitosa, Joel resmungou.

- Não está sendo, não. Hoje gostaria de fazer treinamento fechado, mas não tenho direito a fazer um treinamento com todos vocês da imprensa. Tenho que preparar alguma coisa para enfrentar o Fluminense. Quis fazer isso na primeira parte do trabalho para dar uma ideia do que posso ter com a equipe. Vocês hoje invadiram meu recinto. Ou não invadiram? – disse Joel.

Ao ser informado de que os jornalistas foram liberados, o treinador prosseguiu:

- Quem levantou (a cancela)? Quem liberou vai ter que pagar por isso. Passa bola, vamos falar de futebol.

Mas o próprio Joel voltou ao assunto. Ao ser perguntado sobre a escalação de Luiz Antonio na lateral direita, interrompeu o repórter:

- Viu, já está falando do Luiz Antonio na direita, eu estava testando. Já vai dar isso. Quem está do outro lado é o Abel (Braga). Você acha que ele é trouxa?! É isso. Pode trabalhar assim? Aí tira a graça. Você lê um livro sabendo o final? Perdeu a graça. Só aqui no Rio que isso acontece, fechamos o treino e parece que cai o mundo. Precisamos ter alguma coisa diferente. Vira a página, vou ter que pensar outra coisa.

Cabe a ressalva: Joel já escalou Luiz Antonio na lateral direita durante os jogos e em treinos com portões abertos como, por exemplo, no coletivo da tarde de quarta-feira.

E as reclamações não pararam por aí.

joel santana irritado na coletiva (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)
- Vocês invadiram, levantaram a porteira e invadiram, vai dar justa-causa – ironizou Joel.

Com a insistência do próprio treinador no assunto, Joel foi questionado se com o fato de a imprensa ter assistido ao treino, ele teria que estimular sua criatividade para montar o time. O técnico rebateu:

- Não sou mágico, não sou David Copperfield. As coisas não caem da noite para o dia. Tenho que me preparar. Quando ficamos na nossa sala, acham que estamos vendo desenho animado, filmezinho. Estamos vendo jogos, analisando. Isso que a gente procura fazer. Mas se aparecer tudo, como vou fazer uma coisa diferente dentro do jogo? Fica difícil.

E o técnico seguiu com as queixas:

- Não estou no estresse com isso, não. Mas é falta de respeito. E não tem mas...Todo dia procuro abrir o treino o mais rápido possível para vocês. Hoje se o treino estava fechado alguma coisa eu queria fazer. Agora, isso só acontece no Flamengo, não vejo isso em outro clube. Alguém liberou, vocês estão colocando em jogo o trabalho de um profissional. Isso vai ser problema do Zinho.

Joel Santana recebe homenagem (Foto: Richard Fausto / Globoesporte.com)
O problema aconteceu justamente um dia depois de Joel Santana ter autorizado a entrada de um torcedor que queria demonstrar apoio ao treinador, com uma camisa e uma placa. A iniciativa do técnico, aliás, incodomou a diretoria. 

Nesta quinta-feira, parentes e amigos dos jogadores foram proibidos de entrar no CT. Depois de 1h30m de espera, os jornalistas foram autorizados pelos seguranças para entrarem no Ninho do Urubu. O episódio causou desconforto, o coordenador de futebol Sérgio Helt gritou para saber quem tinha autorizado, os seguranças foram enquadrados e, no fim, Joel acusou a imprensa.



Mingau quente no Fla: berros de Joel e atrito entre Renato e Luiz Antonio


treino Flamengo (Foto: Jorge William / Agência O Globo) A panela esquentou demais no treino do Flamengo. Depois de dias tranquilos após a vitória sobre o Atlético-GO, a manhã de quinta-feira no Ninho do Urubu, às vésperas do Fla-Flu do centenário, foi conturbada. Além de fechar o treino por 1h30m para a imprensa e proibir que até acompanhantes dos jogadores entrassem no CT, numa operação pente-fino, Joel Santana foi enérgico com os atletas durante o coletivo e coordenou a atividade aos berros. Em determinado momento, o treinador se queixou da marcação frouxa do time titular e disparou.

- Vocês estão muito mingauzinho – gritou.

Durante a atividade, o treinador mostrou-se irritado e conversou principalmente com Vagner Love.

Para se ter uma ideia do ambiente tenso, dois jogadores que vivem brincando pelo CT tiveram um pequeno atrito. No lance final do coletivo, Renato cobrou um passe de Luiz Antonio.

- Dá a bola em mim, dá a bola em mim!

Luiz respondeu e justificou a opção de não tocar:

- Pô, mas você estava marcado.

Renato insisitiu:

- Mas dá em mim mesmo assim.

Já na saída do treino, Luiz comentou com alguém sobre o episódio. Renato ouviu e retrucou:

- Pô, fala comigo, fala comigo. Não fala com os outros, não.

Joel e Vagner Love treino Flamengo (Foto: Jorge William / Agência O Globo) 
Joel Santana orienta Vagner Love no treino do Flamengo (Foto: Jorge William / Agência O Globo)

Na entrevista coletiva, Joel minimizou o desentendimento e reconheceu que também estava mais enérgico que o habitual.

- Isso é futebol. Se não acontecer isso, não é futebol, é outra coisa. Na pelada, você pede: passa a bola, lindo?! Hoje também cobrei bastante.

É neste clima que o Flamengo se prepara para o clássico de domingo. A partida será às 16h (de Brasília), no Engenhão. O Rubro-Negro tem 12 pontos e está em oitavo. O Tricolor tem 15, em terceiro.    




A três dias do Fla-Flu, Adryan fica fora de treino para fazer tratamento


A três dias do Fla-Flu, Adryan não treinou com o grupo do Flamengo. Na manhã desta quinta-feira, o meia ficou fora do coletivo comandado pelo técnico Joel Santana para fazer tratamento. Na tarde de quarta, ele sofreu uma entrada dura do zagueiro Arthur Sanches e torceu o tornozelo direito. O garoto de 17 anos deixou o campo imediatamente, foi examinado pelo médico Marcelo Soares, colocou gelo no pé, mas deixou o Ninho do Urubu mancando muito. Na chegada ao CT nesta quinta, caminhava com muita dificuldade. Antes de deixar o Ninho, aparentava estar melhor. Ele é dúvida para o clássico, mas seguirá se tratando na tarde desta quinta e também na sexta, após o treino.

Após a atividade, no entanto, o técnico Joel Santana mostrou otimismo em relação à situação do meia e garantiu que ele retorna aos treinamentos nesta sexta-feira.

- O garoto não treinou hoje (quinta-feira), mas posso adiantar que amanhã (sexta) ele vai treinar - disse o treinador.


Adryan caminha de chinelos no ninho do urubu (Foto: Janir Junior / globoesporte.com) 
Adryan caminha de chinelos no Ninho do Urubu (Foto: Janir Junior / globoesporte.com)

Joel comandou um treino fechado. A entrada dos jornalistas só foi autorizada 1h30m depois do horário do início do treino. A equipe titular estava formada com Paulo Victor, Luiz Antonio, Marllon, González e Magal; Amaral, Renato, Ibson e Bottinelli; Diego Maurício e Vagner Love.    
 
Flamengo e Fluminense se enfrentam às 16h (de Brasília), pela oitava rodada do Brasileirão. A partida marca o centenário do clássico.


Fla vai vestir camisa Papagaio de Vintém na preliminar dos 100 anos


Camisa comemorativa dos 100 anos do futebol Rubro-Negro (Foto: Divulgação) Para comemorar o centenário do Fla-Flu e também do futebol do Rubro-Negro, ex-jogadores e artistas que participarão da preliminar do clássico de domingo, no Engenhão, vestirão a camisa Papagaio de Vintém, primeiro uniforme usado pelos jogadores de futebol do clube da Gávea, em 1912. Zinho, Junior, Andrade, Diogo Nogueira, Marcius Melhem são alguns dos que estarão em campo com o uniforme, que terá ainda o escudo da época e um selo comemorativo em homenagem à data. A peça foi fabricada pela Olympikus, fornecedora de material esportivo do clube.

Já no domingo, as camisas poderão ser encontradas no quiosque oficial do clube montado no Engenhão e na Fla-Concept, loja oficial da sede na Gávea. A partir da próxima semana, as peças estarão em todas as lojas, com preço sugerido de R$ 159,90.

- Há pouco tempo, fomos consultados pelo marketing do Flamengo sobre a possibilidade de produzirmos uma camisa utilizada no primeiro Fla x Flu. A ideia inicial era, em conjunto com o Fluminense, que os dois times usassem os uniformes alusivos ao primeiro clássico, mas não aconteceu. Resolvemos, então, lançar uma camisa não apenas em homenagem ao centenário do clássico, mas principalmente uma camisa comemorativa para homenagear o centenário do futebol do Flamengo. A partir daí, produzimos uma peça exclusiva para usar na preliminar do jogo homenageando todas as gerações e jogadores que passaram e fizeram história no clube, e que estarão sendo muito bem representados em campo por alguns deles - afirmou Gabriel Skinner, relação esportiva da Olympikus.

Camisa comemorativa dos 100 anos do futebol Rubro-Negro (Foto: Divulgação)

O Papagaio de Vintém foi o primeiro uniforme usado pelo Flamengo em 1912. O uniforme era composto por quatro grandes quadrados (dois pretos e dois vermelhos alternados) e recebeu o apelido por lembrar os desenhos de papagaios (pipas) que poderiam ser comprados por qualquer vintém (moeda da época).

 Em 1995, o modelo foi relançado para homenagear o centenário do clube, mas só foi utilizado em amistosos durante aquela temporada.


Selo homenageia centenário do futebol do Fla (Foto: Divulgação)


Os artistas e ex-jogadores que vão participar da preliminar são os seguintes:

Diogo Nogueira
Eduardo Moscovis
Humberto Garrão
Leandro Sapucahy
Marcelo D2
Marcius Melhem
Marcelo Serrado
Thiago Lacerda
Adílio
Bebeto
Cantarele
Jayme
Julio Cesar Uri Geller
Junior
Leandro
Marquinhos
Nélio
Piá
Zinho
Gilmar Popoca

Comissão técnica: Fernandinho, Silvio Batuta e Evaristo de Macedo



Flamengo 10 títulos nacionais

Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!