Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 1 de setembro de 2012

Love e Adriano, os Bad Boys do Mengão



Parece mesmo que o atacante Adriano ansioso para reeditar o chamado “Império do Amor” com o companheiro Vagner Love. Além de ter demonstrado evolução durante os treinamentos da semana, tendo participado até de um rachão neste sábado, ele fez uma brincadeira com o camisa 99 no Twitter. O Imperador postou no microblog uma montagem em alusão ao filme “Bad Boys”, estrelado por Will Smith e Martin Lawrence, com o texto: “Já, já…”

Na imagem intitulada “Bad Boys III”, o elenco do filme seria composto por Love e Adriano. Uma tarja vermelha diz que o longa chega em breve aos cinemas. O torcedor rubro-negro não poderá vê-los em ação nas telonas, mas espera que o camisa 10 se recupere para que a dupla brilhe nos gramados.



Fla vai em busca do tetra na Copa BH de juniores



O Flamengo vai em busca do quarto título da Copa BH de juniores (1986, 2003 e 2007) neste domingo (02.09), às 11h, no Estádio Benjamin Martins, em Nova Serrana (MG), diante do Grêmio. A partida terá transmissão ao vivo do canal Sportv.

Empolgado com o crescimento da equipe durante a competição, o técnico Cleber dos Santos, que fará a primeira final comandando os juniores do Fla, mantém os pés no chão e aposta num jogo muito duro diante do Grêmio.

"Os jogadores estão muitos concentrados desde o início do campeonato. Nosso objetivo era chegar até a final e esperamos conquistar o tão esperado tetracampeonato. Vamos para essa final em uma situação de igualdade com o Grêmio. O adversário teve uma boa campanha e chegou com boas condições para disputar a final, assim como a nossa equipe. Estamos com muita disposição para amanhã e esperamos trazer mais uma taça para a Gávea", afirmou o treinador rubro-negro.

Campanha
Na primeira fase, o Flamengo não foi avassalador. Com duas vitórias, dois empates e uma derrota, avançou para as oitavas de final como um dos melhores terceiros colocados. Pegou o Guarani (SP), empatou no tempo normal em 1 a 1, mas se classificou nos pênaltis, por 3 a 2.

Nas quartas de final, diante do Santos, equipe que já tinha enfrentado na primeira fase (1 a 1). E novamente o Fla empatou no tempo normal. No entanto, de maneira heroica. Depois de estar perdendo por 2 a 0, correu atrás e chegou a igualdade. Nas penalidades, nova vitória, desta vez por 4 a 2, com o goleiro Cesar brilhando.

Diante do Vitória (BA), nas semifinais, um triunfo por 2 a 0, garantindo mais uma final para o Flamengo. Além dos três títulos, o rubro-negro já disputou o caneco da competição em duas oportunidades (1990 e 1999).

Fla posa para foto em homenagem aos 400 jogos de Léo Moura




Neste domingo, contra o Internacional, no Beira-Rio, Léo Moura fará seu jogo de número 400 com a camisa do Flamengo. E o lateral-direito terá uma recordação para guardar para posteridade. Antes do treino realizado na tarde deste sábado no campo anexo ao Olímpico, jogadores e integrantes da comissão técnica posaram para uma foto, e alguns fizeram o número quatro com as mãos, em referência à marcada de Léo, que está no clube desde 2005.

- Minha segunda família!!! Obrigado a todos vocês!! Esse momento é muito especial e vai ficar para sempre na minha memória. 400 jogos!! - escreveu Léo Moura em sua página em uma rede social.

time flamengo posado treino (Foto: Divulgação / Site oficial do Flamengo)Time do Flamengo posa em Porto Alegre em homenagem aos 400 jogos de Léo Moura (Foto: Divulgação / Site oficial do Flamengo)
 
Nos próximos dias, Léo Moura receberá uma placa em referência à marca e uma camisa com o número 400 às costas, mas que não será usada no jogo diante do Inter.



Elano assiste ao treino do Flamengo e conversa com Love e Ibson




Elano aproveitou que não viajou com o Grêmio para enfrentar o Palmeiras, neste sábado, para assistir ao treino do Flamengo, que foi realizado num campo anexo do estádio Olímpico e rever amigos. O volante gremista, que está se recuperando de uma lesão muscular na coxa esquerda, conversou mais com Vagner Love e Ibson, que foi seu companheiro na época de Santos.

Elano Vagner love flamengo treino (Foto: Janir Júnior / Globoesporte.com) 
Elano conversa com Vagner Love e Ibson após o treino do Fla (Foto: Janir Júnior / Globoesporte.com)
 
 
 

Adriano reedita Império do Amor no rachão e brinca: ‘Tô velho’



O Império do Amor voltou. Pelo menos no rachão. Na dura caminhada para retornar aos gramados, Adriano participou do recreativo realizado no campo anexo ao estádio Olímpico, em Porto Alegre, na ensolarada tarde deste sábado. Durante cerca de 20 minutos, o atacante deu alguns toques na bola, correu sem forçar o ritmo, trocou passes com Vagner Love e demonstrou cautela com o pé esquerdo, ainda por causa da segunda operação realizada no tendão de Aquiles, há quatro meses.

Vagner love adriano felipe flamengo treino (Foto: Janir Júnior / Globoesporte.com) 
Império do Amor em campo: Love e Adriano participam de rachão (Foto: Janir Júnior / Globoesporte.com)
 
Antes da pelada, que contou com a participação de Zinho, Adriano correu ao redor do gramado com os demais companheiros e demonstrou descontração. No fim do trajeto, buscou fôlego e disse, em tom de brincadeira:

adriano flamengo treino (Foto: Wesley Santos / Agência Estado)
- Tô velho.

Depois do rachão, Adriano - que treinou pela manhã em uma academia de Porto Alegre - ainda fez exercícios físicos. O atacante tem recebido elogios pela dedicação nos primeiros 10 dias de treinos. O clima no treino foi de extrema tranquilidade, com direito a bate-bola entre Zinho e Dorival Júnior.

Ramon, que reclamou de dores no tornozelo direito depois do empate em 1 a 1 com o Sport, na quinta-feira, treinou normalmente e está confirmado para enfrentar o Internacional, neste domingo, às 16h, no Beira-Rio. O time deve entrar em campo com Felipe; Léo Moura, Welinton, González e Ramon; Cáceres, Luiz Antonio e Ibson; Negueba, Vagner Love e Thomás.






Dorival junior adriano flamengo treino (Foto: Wesley Santos / Agência Estado) 
Adriano ri com Dorival Júnior no campo anexo ao Olímpico (Foto: Wesley Santos / Agência Estado)
 
 
 

Cáceres sonha em ser um ídolo do Flamengo


Especial Cáceres (Foto: Alexandre Loureiro)Antes de acertar com o Flamengo, Victor Cáceres jogou durante sete anos e meio no Libertad (PAR), até então único time profissional da carreira e, desde 2007, é titular da Seleção do Paraguai. Com longa história no futebol paraguaio, o experiente jogador, de 27 anos, acredita que está preparado para agora fazer história no Brasil. Em entrevista exclusiva ao LANCENET!, Cáceres fala da conturbada transferência, o motivo de ter escolhido o Flamengo e sobre os sonhos que ainda quer realizar com a camisa rubro-negra.

Após quase oito anos como titular no Libertad e seis na seleção paraguaia, você se considera um ídolo?
Já tenho uma grande história no futebol do Paraguai, mas ainda não me considero um ídolo. Sonho ser, mas por enquanto não sou. Preciso continuar o meu trabalho para quem sabe um dia alcançar esse status.

O que fez você largar toda essa grande história no Paraguai para jogar aqui no Brasil?
Sempre joguei no Paraguai e cheguei num ponto de não aguentar mais. Lá eu tinha uma boa vida, mas faltava uma transferência no meu currículo. O Libertad queria que eu ficasse, mas não dava. Minha carreira por lá tinha que terminar para jogar no exterior.

Para acertar com o Flamengo, você sofreu ameaça de não ser mais convocado para a seleção paraguaia. Ficou magoado?
Fiquei. Eu era um jogador livre, não tinha porque atrapalharem a minha vida. Devo muito ao Libertad pela pessoa que hoje sou, quero me aposentar lá, mas só irei se os dirigentes atuais não estiverem mais no comando do clube.

Por que escolheu o Flamengo para esse novo desafio na vida?
Fiquei seduzido pelo Flamengo. É uma Instituição muito grande, conhecida a nível mundial. Quando cheguei, os companheiros me ajudaram muito. Não pensava que encontraria um elenco tão unido. Estou feliz por estar aqui.

Paraguaios como Reyes e Gamarra viraram ídolos do Flamengo. Acha que pode virar também?
Virar ídolo é uma consequência do trabalho. Claro que sonho ser ídolo, mas acredito que primeiro tenho que trabalhar forte e mostrar o meu valor. Quero marcar o meu nome na história do clube. Caso eu vire ídolo ficarei feliz.

Como definiria o Flamengo?
É um clube muito guerreiro. No Paraguai, eu sabia que o Flamengo era conhecido por sua raça dentro de campo, mas não tinha consciência de que era tão grande. E a torcida é gigante, maravilhosa.

Você já jogou cinco jogos e o Flamengo levou apenas um gol. Acredita ser indispensável?
Penso que qualquer jogador é bom. Agora temos uma equipe muito compacta. Qualquer jogador que entre na minha vaga, como o Aírton e o Amaral, jogará bem. Não me sinto indispensável.

Você tem uma boa média de passes e desarmes. Essa qualidade veio de infância ou foi aperfeiçoada com o passar do tempo?
Foi aperfeiçoada com o tempo. Sempre prezei o trabalho na minha vida. Minha vida é muito tranquila, até porque não sou muito de sair de casa. Acho que a dedicação que tenho no trabalho é um diferencial no meu perfil.

O que você pensou no jogo contra o Figueirense, quando estreou pelo Flamengo?
Eu pensei muito na vida. Tinha que começar tudo de novo. E só tinha em minha cabeça que tinha que jogar bem, porque o Flamengo é muito grande. Eu estava muito nervoso. Era tudo novo para mim. É a segunda equipe profissional da minha carreira. Por sorte, tudo saiu bem.

Ainda tem algum sonho?
Já conquistei vários sonhos na vida. Tenho uma esposa e filhos lindos, joguei a Copa do Mundo da África, cheguei na final da Copa América. Agora sonho em marcar o meu nome na história do Flamengo. Conquistar um título, chegar na Libertadores, quem sabe até no Mundial.




Fla cumpre prazo com CSKA e acerta pagamento de parcela da compra de Love



Vagner Love - Flamengo (Foto: Cleber Mendes)O Flamengo encerrou o mês de agosto com um compromisso importante quitado. No dia em que anunciou a rescisão do contrato com Deivid o clube se tranquilizava por ter pago a primeira parcela relativa à compra de Vagner Love.

A sexta-feira, dia 31, era o último dia para quitar o vencimento dos 1,5 milhões de euros (R$ 3,7 milhões). A informação de que o clube já acertou a parcela foi confirmada ao LANCENET! pelo vice de finanças, Michel Levy.

Havia também uma pendência relativa ao atraso no pagamento nos últimos meses de parte das luvas prometidas ao Artilheiro do Amor, quando ele foi contratado no início do ano. O débito também foi quitado pelo clube.

– Não temos qualquer pendência nesse sentido. Os salários estão todos em dia – resumiu Levy.

Em janeiro, o Rubro-Negro acertou com o CSKA, da Rússia, o preço de dez milhões de euros (R$ 25,1 milhões) pela transação do atacante. Desse total, 1 milhão de euros (R$ 2,5 milhões) foi pago à vista. Os outros nove milhões de euros (R$ 22,6 milhões) transformaram-se em seis parcelas de 1,5 milhão de euros (R$ 3,7 milhões) com vencimento marcado para os meses de agosto e dezembro de cada ano até 2014.

Vagner Love, hoje, é detentor do salário mais alto do Flamengo. O camisa 99 recebe cerca de R$ 500 mil por mês. Parte desse montante, aproximadamente 10%, é pago pela Olympikus, fornecedora de material esportiva do Flamengo.

Contra o Sport, Vagner Love completou o 34º desde o retorno ao Flamengo, contabilizando 20 gols. Antes do gol de Ibson contra o Leão, os cinco anteriores da equipe no Campeonato Brasileiro haviam sido anotados pelo Artilheiro do Amor. Love, é disparado, o principal goleador do Flamengo na temporada.



Jogadores da seleção brasileira de basquete voltam aos treinos no Flamengo


A equipe adulta de basquete do Flamengo treina completa, pela primeira vez na temporada, nessa segunda-feira (03.09), a partir das 11h, no ginásio Hélio Maurício, na Gávea. Os jogadores que disputaram as Olimpíadas de Londres, Marcelinho, Caio Torres e Marquinhos, além do americano Kojo (com o visto de trabalho já regularizado), e o técnico José Neto se juntarão ao restante do grupo.

Há duas semanas, parte da equipe vem realizando testes físicos e treinos técnicos de adaptação, comandada pelo auxiliar técnico João Batista e pelos preparadores físicos Diego Falcão e Rafael Bernardelli.

A primeira competição do Flamengo na temporada 2012/2013 será o Campeonato Estadual, ainda sem data marcada. Depois, o time disputa a primeira fase da Liga Sul-Americana, no final de outubro, e o NBB, a partir de novembro.

Instável no Campeonato Brasileiro, Flamengo estaciona no meio da tabela



Uma rodada o Flamengo está na nona colocação, depois na 10ª, vai, volta, mas segue na parte intermediária da tabela no Campeonato Brasileiro, cada vez mais distante dos líderes da competição e sem nunca ter dormido na zona de classificação para a Libertadores. Em 20 rodadas, a melhor classificação foi quando ficou em sétimo, na estreia. O Rubro-Negro tem um jogo a menos que os demais – enfrentará o Atlético-MG no dia 26. Mas a campanha instável, tropeços em casa, e um time ainda longe do ideal deixam um ponto de interrogação de onde a equipe pode chegar, e que objetivos conseguir.

Na última quinta-feira, o Flamengo saiu na frente, mas cedeu o empate em 1 a 1 com o Sport, em Volta Redonda. Terminou a rodada na 10ª colocação, com 27 pontos. Líder, o Atlético-MG soma 44, seguido por Fluminense (43), Grêmio (40) e vasco (35), último na zona de classificação para a Libertadores.

dorival junior flamengo (Foto: Maurício Val/VIPCOMM) 
O Flamengo é o décimo no Brasileiro. Dorival pede mais para sorrir plenamente (Foto: Maurício Val/VIPCOMM)

O Rubro-Negro soma sete vitórias, seis empates e seis derrotas, com apenas 47,4% de aproveitamento. Em agosto, porém, o time teve a melhor média desde o início da compteição. O aproveitamento nos últimos 30 dias foi de 61,1%. Foram seis partidas disputadas, 18 pontos em jogo e 11 conquistados, um índice que ainda não havia sido alcançado pela equipe nesta edição. A equipe marcou 22 gols, sofreu 23.

Na tabela, estacionou na zona intermediária, e a gangorra alterna entre a nona e 10ª colocações. Logo na abertura do Brasileirão, ainda com Joel Santana no comando da equipe, o time empatou em 1 a 1 com o Sport e dormiu na sétima posição, a mais honrosa até o momento.

Em 20 rodadas, o Rubro-Negro terminou na nona posição em oito delas; em seis, acabou sendo o 10º colocado. A pior colocação aconteceu ao fim da 14ª rodada, quando o jogo com o Atlético-MG foi adiado e o time caiu para 13º. A equipe também habitou a oitava, 11ª e 12ª posições na tabela.

Desde que assumiu o time, no empate em 0 a 0 com a Portuguesa, no Engenhão, Dorival Júnior adotou o discurso de que é preciso vencer para ainda almejar, ao menos, uma vaga na Libertadores.

- O Flamengo não pode se contentar com uma situação como essa. Precisamos melhorar consideravelmente. Não fizemos o resultado que seria importante. Vamos buscar as vitórias nos próximos jogos para subir no campeonato – afirmou o técnico, depois do empate em 1 a 1 com o Sport, na quinta-feira.

Vencer para subir, verbos pouco usados pelo Flamengo no Brasileirão.



sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Flamengo é tricampeão brasileiro na ginástica artística



Equipe do Flamengo comemora tricampeonato (Foto: Ricardo Bufolin/Photo&Grafia)O time feminino de ginástica artística do Flamengo conquistou, nesta sexta-feira, o tricampeonato brasileiro por equipes na Arena Goiânia, em Goiás. Unindo atletas jovens com outras experientes, como Jade Barbosa e Daniele Hypolito, o Rubro-Negro faturou o título com a nota 161.450.

A prata ficou com a equipe do Cegin, que somou 155.100 pontos. O Grêmio Náutico União completou o pódio, totalizando 150.950 pontos.

– Algumas atletas juvenis do Flamengo já fazem parte da Seleção Juvenil. Pudemos ver na competição muita gente nova e de talento. Machuquei o tornozelo, mas ainda não sei o que é. Depois que passar pela avaliação do médico vamos confirmar – disse Daniele Hypolito.

Jade Barbosa, outra 'veterana' do time rubro-negro, ressaltou o equilíbrio da competição.

– Este Brasileiro está com um nível muito bom. Fico feliz por minha equipe ter várias meninas jovens já se destacando e, inclusive, com vaga na Seleção Juvenil. Além do geral, também vi muita gente boa em cada aparelho – pontuou.



Cáceres é convocado para jogos da seleção paraguaia nas eliminatórias


O técnico da seleção paraguaia, Gerardo Pelusso, anunciou nesta sexta-feira a lista dos 25 jogadores convocados para os duelos contra Argentina e Venezuela pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2014. O único atleta que atua no Brasil na relação é o volante Victor Cáceres, do Flamengo. Por conta da viagem para os jogos, ele poderá desfalcar a equipe de Dorival Júnior contra Ponte Preta, Coritiba e Santos.

Cáceres Flamengo x Figueirense (Foto: Alexandre Vidal / Fla imagem)Cáceres integra lista de 25 convocados por Pelusso para eliminatórias  (Foto: Alexandre Vidal / Fla imagem)
 
O volante Jonathan Fabbro, namorado de Larissa Riquelme e jogador do Cerro Porteño, também está na lista de Gerardo Pelusso. Ele nasceu em Buenos Aires, mas atua no futebol paraguaio desde 2007, quando acertou sua transferência para o Guaraní.

Outros conhecidos dos brasileiros que fazem parte da equipe paraguaia são o lateral-direito Ivan Piris, ex-São Paulo e atualmente na Roma, e o meia Jonathan Fabbro, do Cerro Porteño, com passagem pelo Atlético-MG.

O Paraguai visita a seleção argentina no dia 7 de setembro. Quatro dias depois, o adversário será a Venezuela, em jogo realizado em Assunção. Os paraguaios ocupam apenas a oitava colocação nas Eliminatórias, com quatro pontos ganhos.

Confira a lista de convocados:

Goleiros: Justo Villar (Estudiantes-ARG), Antony Silva (Deportes Tolima-COL) e Diego Barreto (Cerro Porteño-PAR).

Defensores: Paulo Da Silva (Pachuca-MEX), Darío Verón (Pumas-MEX), Antolín Alcaraz (Wigan-ING), Ivan Piris (Roma-ITA), Pedro Benítez e Carlos Bonet (Cerro Porteño-PAR), Miguel Samudio (Libertad-PAR), Richard Ortiz e Salustiano Candia (Olímpia-PAR).

Meio-campistas: Víctor Ayala (Lanús-ARG), Víctor Cáceres (Flamengo), Hernán Pérez (Villarreal-ESP), Cristian Riveros (Kayserispor-TUR), Marcelo Estigarribia (Sampdoria-ITA), Julio dos Santos, Fidencio Oviedo e Jonathan Fabbro (Cerro Porteño).

Atacantes: Roque Santa Cruz (Málaga-ESP), Nelson Haedo (Valencia-ESP), Óscar Cardozo (Benfica-POR), Édgar Benítez (Toluca-MEX) e Luis Caballero (Krylia Sovetov-RUS).



Rápido adeus ao Flamengo



Durou pouco mais de três meses a passagem do meia Jorge Luiz pelo Flamengo. Apresentado no dia 15 de maio, o jogador rescindiu o contrato nesta quinta-feira e retornou ao clube de onde foi contratado, o Friburguense. Ele não participou de nenhum jogo oficial – apenas do amistoso contra a seleção do Piauí.

Jorge Luiz foi indicado pelo empresário Léo Rabello, que também agenciava Joel Santana, o técnico rubro-negro na época. Aos 24 anos, o jogador passou pela base do Flamengo, mas deixou o clube aos 16 anos porque foi considerado muito baixo.

O vice de relações externas do Fla, Walter Oaquim, enviou um email e assegurou que a contratação do jogador foi avalizada pelo técnico do Friburguense.

“O jogador não foi colocado no Flamengo pelo Léo Rabello, que não é procurador do atleta. Ele foi indicado pelo técnico do Friburguense, o competente Gerson Andreoti.  O jogador foi emprestado sem pagamento, e a negociação foi conduzida pela Siqueira, presidente do Clube. Acrescento que Jorge foi da base do Flamengo, participou do projeto Soma e fez um belo campeonato carioca de 2012″, escreveu.

A 120 dias do fim do contrato com Fla, Bruno deixa de ganhar R$ 5 milhões



Precisamente daqui a quatro meses, Bruno deixará de ser oficialmente funcionário e jogador do Flamengo. O contrato firmado com o clube vai até 31 de dezembro, e está suspenso por conta da prisão do goleiro em julho de 2010, suspeito do assassinato de Eliza Samudio. De ídolo a detento, com uniformes em diferentes tons de vermelho, a data representará a desvinculação formal do jogador com o Rubro-Negro.

- Hoje, Bruno é funcionário do Flamengo. O contrato está suspenso, pois devido à prisão ele não pode prestar serviços. O clube, então, entende que não deve pagar. No dia 1º de janeiro de 2013, ele não terá mais vínculo empregatício, não constará mais no BID (Boletim Informativo Diário da CBF) como jogador do Flamengo – afirmou André Galdeano, advogado que responde pelo futebol do clube.

montagem Bruno goleiro preso (Foto: Editoria de Arte / Globoesporte.com) 
Tons diferentes de vermelho: depois de brilhar com camisa 1 do Flamengo - personalizada com autógrafo e uma carinha feliz -, Bruno foi preso e assumiu uniforme de detento. (Foto: Editoria de Arte/Globoesporte.com)

Antes de ser preso, Bruno recebia salário de R$ 150 mil. De julho de 2010 até agora, ele deixou de ganhar pouco mais de R$ 4 milhões, contando o 13º salário de 2010 e 2011. Até 31 de dezembro, ele teria ainda, em condições normais, R$ 750 mil para ser depositado na sua conta bancária.

Depois do término do contrato, quando estiver em liberdade, Bruno poderá questionar judicialmente o não-pagamento dos vencimentos, suspensos no dia 7 de julho de 2010.

Caso conseguisse um habeas corpus hoje, Bruno poderia aparecer no Ninho do Urubu para treinar. Mesmo com a prisão, o clube não teve como recorrer à demissão por justa-causa, pois a sentença condenatória não foi transitada em julgado. As leis trabalhistas também protegem o ex-camisa 1.

Quando foi preso, Bruno caminhava para o status de ídolo. A camisa de número 1 personalizada com autógrafo do goleiro – que trazia sua assinatura com uma carinha feliz na letra B – tinha alto índice de vendas, principalmente entre as crianças, segundo levantamentos da época feitos pela fornecedora de material esportivo.

Como goleiro do Flamengo, Bruno foi tricampeão carioca (2007, 2008 e 2009), e também peça importante no título brasileiro de 2009. Em 234 jogos, de 2006 a 2010, o jogador sofreu 291 gols, marcou quatro vezes quando se arriscou com os pés e acumulou polêmicas.

Em março de 2010, depois de Adriano ter brigado com Joana Machado, sua noiva na época, no episódio conhecido como "barraco na Chatuba", Bruno pecou ao sair em defesa ao Imperador:

- Quem nunca saiu na mão com a mulher? - questionou o goleiro.


Bruno contrato Ferj lista 2 (Foto: Editoria de Arte / Globoesporte.com)Após chegar ao Fla em 2006, Bruno renovou contrato em janeiro de 2008, com vínculo até 31 de dezembro de 2012, como mostra site da Federação de Futebol do Rio (Foto: Editoria de Arte/ Globoesporte.com)
 
O caso de Bruno caiu como uma bomba no primeiro ano de gestão de Patricia Amorim. Em setembro de 2010, a presidente, Zico, então diretor de futebol, e Léo Moura tiveram que depor na 1ª Vara Criminal de Jacarepaguá, no Rio, para prestar esclarecimentos sobre o dia a dia do goleiro.

No início da investigação, quando seu nome foi envolvido com o desaparecimento de Eliza Samudio, o goleiro chegou a realizar alguns treinos pelo Flamengo. Na ocasião, antes de o mandato de prisão ser expedido, ele chegou a dizer em um treino na Gávea:

- Sou inocente, ainda vou rir disso tudo.

Evangélico, garçom e casamento com anjo da guarda

No presídio Nelson Hungria, em Contagem (MG), Bruno - que responde na Justiça por crimes como homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver - começou a realizar alguns treinos em fevereiro de 2011.

Em maio de 2012, quando alimentava a esperança de conseguir habeas corpus e liberdade condicional, Bruno recebeu de um amigo um par de chuteiras, entregues pela noiva, Ingrid Oliveira. O modelo branco, número 41, foi comprado no Rio de Janeiro.

- Teve que ser soçaite porque lá não tem grama. Ela me disse que ele estava precisando. Engraçado é que tem quase 2 metros e calça 41 - disse Fábio Lima, responsável pelo “presente” ao goleiro.

A noiva, Ingrid, é considerada o anjo da guarda de Bruno. Ela visita constantemente o goleiro na prisão, e segurou toda a barra desde a prisão do jogador. Os dois vão se casar em breve.

Bruno, ex-Flamengo foto na prisão (Foto: AE)
 Na prisão, Bruno mergulhou na religião evangélica, participa ativamente de cultos e anda com uma bíblia a tiracolo. O jogador também passou a servir café da manhã para os demais detentos. Com o trabalho, tenta reduzir alguns dias da pena, e também consegue passar mais tempo fora da cela.

Pessoas ouvidas pelo GLOBOESPORTE.COM, que até pouco tempo mantinham contato com Bruno através de cartas, dizem que o goleiro exalta Deus a todo instante em suas palavras. Somente vez ou outra faz menção ao Flamengo.

O ex-camisa 1 recebe inúmeras correspondências de apoio e mensagens de força remetidas por torcedores rubro-negros.

No dia 23 de dezembro, véspera de Natal e a poucos dias de ser oficialmente ex-jogador do Flamengo, Bruno completará 28 anos. A história que o goleiro tentou escrever como ídolo ficou no passado. Restaram palavras e novos capítulos do diário de um detento.


Em seis minutos, Flamengo faz 2 a 0 no Vitória e vai à final da Taça BH



O Flamengo precisou de apenas seis minutos de inspiração para conseguir a classificação para a final da Taça BH de juniores. Em uma partida com pouquíssimas chances de gol dos dois times, na tarde desta sexta-feira, os cariocas aproveitaram as duas que tiveram no início do segundo tempo, com Fernandinho e Rafinha, para fazer 2 a 0 no Vitória e sacramentar a vaga na decisão.

Depois de um primeiro tempo tecnicamente razoável, com raras jogadas de qualidade e nenhuma defesa difícil dos goleiros César e Ruan, o Flamengo começou a etapa final em outro ritmo e encontrou rapidamente os gols. A partir daí, precisou apenas administrar a partida na Arena do Calçado, em Nova Serrana. 

A caminhada para chegar até a decisão passou longe de ser fácil. Na primeira fase foram duas vitórias (8 a 0 no Guarani de Pará de Minas e 1 a 0 no Coritiba), dois empates (1 a 1 contra o Santos e 0 a 0 contra o Pedro Leopoldo) e uma derrota (1 a 0 para o América-MG). Nas oitavas, contra o Guarani, empate por 1 a 1 e classificação nos pênaltis. Nas quartas, mais uma partida dramática. Depois de sair perdendo por 2 a 0, buscou o empate e garantiu outra vitória nos pênaltis.

Agora o Flamengo aguarda o vencedor de Cruzeiro e Grêmio, que disputam a outra semifinal nesta sexta-feira, para saber o adversário da final. A decisão será no domingo, às 11h (de Brasília).

Sem emoções, primeiro tempo passa em branco

A partida começou com pouca ação nos primeiros minutos. Os dois times chegaram a arriscar chutes de fora da área, sem muito perigo para os goleiros. O Flamengo foi o primeiro a assustar de fato, aos 13, quando Rafinha cobrou falta para a área e encontrou Samir sozinho, que cabeceou para fora. Dois minutos depois foi a vez de o Vitória chegar, com José Welison batendo de fora da área, rente à trave de César. Os baianos começaram a crescer no jogo e quase marcaram em duas oportunidades: primeiro com Alan Pinheiro, aos 18, em jogada pela direita, mas o chute pegou na rede pelo lado de fora, e depois com Leonardo finalizando com perigo em boa trama do ataque, aos 20 minutos.

O Flamengo equilibrou novamente a partida, mas as marcações dos dois times estavam bem encaixadas. Fernandinho ainda poderia ter aberto o placar aos 33, mas pegou mal na bola, e o chute saiu fraco, nas mãos de Ruan. Nos últimos minutos, os goleiros se tornaram meros espectadores, e as equipes foram para o vestiário empatando por 0 a 0.

Fatura liquidada em seis minutos

Se o primeiro tempo foi morno, o segundo começou bem melhor para o Flamengo. Com pouco mais de um minuto, Fernandinho arrancou, deixou os marcadores para trás e finalizou para fazer um belo gol. Aos seis, Rafinha recebeu ótimo passe de Lucas, invadiu a área e bateu na saída de Ruan para ampliar.

Com dois gols de vantagem, os cariocas passaram a administrar a partida, sem correr riscos. O Vitória tentava ir para cima, mas tinha dificuldade para penetrar na defesa do Flamengo. O panorama da partida voltou a ser semelhante ao do primeiro tempo, com pouca criação de jogadas. O técnico dos baianos tentou mexer para mandar a equipe ao ataque, mas nada adiantava. José Welison ainda tentou de fora da área aos 27, mas César defendeu com tranquilidade. O domínio territorial do Vitória não era refletido em finalizações, e o placar não foi alterado até o apito final.


Após conversa, Deivid é liberado pelo Fla e deve acertar com o Coritiba



deivid flamengo (Foto: Maurício Val/VIPCOMM)
Uma reunião realizada nesta sexta-feira, na Gávea, entre o diretor de futebol Zinho, o vice de finanças Michel Levy e representante de Deivid, Felipe Carrilho, liberou o atacante do vínculo com o Flamengo que iria até dezembro deste ano. Assim, após o acordo feito dentro dos autos do processo movido contra o clube, o jogador já pode acertar com outra equipe, que provavelmente será o Coritiba. Deivid deve assinar contrato de três anos, recebendo um salário bem abaixo do que ganhava no Rubro-Negro.

- Podemos dizer que foi uma novela. Dois anos em uma novela que graças a Deus teve um final feliz. Um pacto entre o Flamengo e o jogador, que culminou também na saída. Encerramos o contrato, e podemos dizer que o Deivid, a partir de hoje, não é mais jogador do Flamengo. Colocamos todas as questões financeiras em dia, e não temos nada pendente para discutir - disse Michel Levy, vice de finanças do Flamengo, à Rádio Tupi.

Na última terça-feira, o empresário de Deivid enviou uma contraproposta ao Flamengo referente ao acordo da dívida que o clube tem com o atacante por direitos de imagem atrasados. Havia um débito de R$ 8 milhões. Para liberá-lo, o clube queria que ele abrisse mão de parte do valor.

Também na terça-feira, o Flamengo pagou duas prestações referentes aos meses de junho e julho deste ano, que não fazem parte da ação movida pelo jogador no dia 30 de janeiro, na 37ª Vara Cível do Rio de Janeiro.

Deivid vinha treinando normalmente, mas não foi relacionado para a última partida, contra o Sport, porque se entrasse em campo disputaria o sétimo jogo pelo Flamengo no Brasileiro, não podendo assim se transferir para outro clube da Série A. Ele também ficou fora do clássico diante do Botafogo.


Adriano é o jogador mais assediado em embarque do Fla para o Sul



A data de estreia ainda é incerta, mas Adriano voltou à rotina de jogador de futebol do Flamengo. No início da tarde desta sexta-feira, com uniforme do clube, o atacante embarcou junto com a delegação para Porto Alegre, onde o time enfrentará o Internacional, domingo, às 16h, no Beira-Rio. O atacante foi o mais assediado no Aeroporto Tom Jobim e atendeu pacientemente aos fãs.

Adriano embarque Flamengo  (Foto: Janir Júnior / Globoesporte.com) 
Adriano posa para fotos com torcedores no saguão do aeroporto (Foto: Janir Júnior / Globoesporte.com)
 
No Sul, Adriano dará prosseguimento ao trabalho de condicionamento físico e terá repouso e alimentação controlados. O atacante retorna ao Rio com o grupo na noite de domingo e dará sequência à programação de treinos na segunda-feira, no Ninho do Urubu.

Na manhã desta sexta-feira, Adriano fez trabalho físico na Praia da Macumba, no Rio. O trabalho na areia serve para fortalecer o tendão de Aquiles do pé esquerdo, operado pela segunda vez em abril.

Na quarta-feira, Adriano completou uma semana de treinos desde que assinou contrato com o clube. O atacante tem treinado diariamente, alguns dias em dois períodos. A experiência do último fim de semana, quando ficou concentrado com o time em um hotel na Barra da Tijuca, agradou. Além do trabalho físico, o Imperador se alimentou adequadamente e pode descansar.

Adriano embarque Flamengo (Foto: Janir Júnior / Globoesporte.com)
Ele ainda não tem previsão para a estreia, e o técnico Dorival Júnior prefere manter a cautela.

- Minha recuperação está indo muito bem. Sei que ainda tem muito caminho pela frente, mas posso dizer que estou me sentindo realizado. E com vontade de entrar em campo - afirmou o atacante ao site oficial do clube.

Assim como Adriano, Magal integra a delegação que vai a Porto Alegre. Ausente do banco de reservas no empate com o Sport por 1 a 1, na quinta-feira, ele viajou porque o titular da lateral esquerda, Ramon, sente dores no tornozelo direito e está sob observação. O jovem meia Mattheus também foi relacionado para a viagem.

O elenco rubro-negro deixou Volta Redonda ainda na noite de quinta-feira, depois do jogo contra o Sport, e dormiu num hotel no Rio. Concentrados desde quarta-feira, os atletas só serão liberados no domingo, depois da partida contra o Inter.

quadro família Leo Moura 400 jogos (Foto: Janir Júnior / Globoesporte.com)
Léo Moura recebe homenagem

O lateral-direito Léo Moura recebeu no saguão do aeroporto uma homenagem por seus 400 jogos pelo Flamengo, marca que ele vai alcançar diante do Internacional. Uma família de Nilópolis levou um quadro para o aeroporto com a imagem do atleta e a camisa rubro-negra. Como o jogador embarcou na sequência, o quadro ficou com um funcionário do clube, que vai repassá-lo a Léo Moura quando o grupo voltar de Porto Alegre.

Antes de embarcar, Adriano também fez sua homenagem. Ele usou o Twitter para parabenizar o companheiro pelos 400 jogos:

- Não e para qualquer um... completar 400 jogos por um clube. PARABÉNS - escreveu o jogador em sua página na rede social.




Flamengo fecha agosto com empate ruim, mas melhora desempenho

O Flamengo termina o mês de agosto frustrado pelo incômodo empate por 1 a 1 com Sport, 18º colocado no Brasileirão, mas com um alento. O mês que chega ao fim nesta sexta-feira foi o melhor do time desde o início do Campeonato Brasileiro, em maio. O aproveitamento nos últimos 30 dias foi de 61,1%. Foram seis partidas disputadas, 18 pontos em jogo e 11 conquistados, um índice que ainda não havia sido alcançado pela equipe nesta edição. Em agosto, o Rubro-Negro fez uma partida a menos do que o previsto. O jogo contra o Atlético-MG, marcado para o dia 4, foi adiado para 26 de setembro. Sob o comando de Dorival Júnior, que completou um mês no cargo no domingo passado, o Flamengo venceu Figueirense e Náutico, perdeu para o Palmeiras, venceu o Vasco, empatou com o Botafogo e empatou com o Sport. Com exceção dos dois clássicos, foram duas partidas como visitante e duas como mandante.

Vagner Love, Flamengo x Sport (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem) 
Vagner Love leva o Flamengo ao ataque no empate por 1 a 1 com o Sport (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)

Julho foi o mês em que o Flamengo mais jogou. Foram sete confrontos, sendo cinco sob o comando de Joel Santana. O Rubro-Negro ficou apenas com um terço dos pontos disputados, um aproveitamento de 33,3%. A equipe venceu Atlético-GO e Bahia, perdeu para Fluminense, Corinthians, Cruzeiro e São Paulo e empatou com a Portuguesa. Dorival estreou neste jogo contra a Lusa, mas a escalação da equipe foi do auxiliar Jaime de Almeida. Com exceção do Fla-Flu, foram três jogos em casa e três como visitante.

O mês de junho foi o segundo melhor do Flamengo no Brasileirão. Foram quatro partidas disputadas e 12 pontos em questão. Com um empate com a Ponte Preta em Campinas e duas vitórias no Rio, sobre Coritiba e contra os reservas do Santos, o Rubro-Negro somou sete pontos. A única derrota naquele mês foi para o Grêmio, em Porto Alegre, por 2 a 0. Ainda com Joel, o time teve aproveitamento de 58,3%.

ronaldinho gaucho flamengo (Foto: Marcelo Carnaval / Agência O Globo)
O desempenho de maio foi o mesmo de julho. A diferença ficou no número de jogos. O Brasileirão começou na segunda quinzena, e o time só entrou esteve em campo duas vezes. Na estreia, empatou por 1 a 1 com o Sport, no Recife, dia 19. Na primeira partida como mandante na competição, ficou no 3 a 3 com o Inter, no Engenhão. Aquele foi o último jogo de Ronaldinho Gaúcho pelo clube. O índice de desempenho foi de 33,3% no mês.

O Flamengo começa setembro com 27 pontos, em décimo lugar – tem um jogo a menos. Além da partida adiada contra o Galo, que será no dia 26, a equipe enfrentará Inter, Ponte Preta, Coritiba, Santos, Grêmio, Atlético-GO e Fluminense. Serão nove jogos, até aqui o maior número de partidas do time em um mês neste Brasileiro.

O jogo contra o Inter, neste domingo, será no Beira-Rio, às 16h (de Brasília), em Porto Alegre.

O desempenho do Flamengo mês a mês no Brasileirão:

Maio
19/05 – Sport 1 x 1 Flamengo
26/05 – Flamengo 3 x 3 Inter

Seis pontos disputados e dois conquistados – 33,3% de aproveitamento

Junho
06/06 – Ponte Preta 2 x 2 Flamengo
09/06 – Flamengo 3 x 1 Coritiba
17/06 – Flamengo 1 x 0 Santos
24/06 – Grêmio 2 x 0 Flamengo

12 pontos disputados e sete conquistados – 58,3% de aproveitamento

Julho
01/07 - Flamengo 3 x 2 Atlético-GO
08/07 – Fluminense 1 x 0 Flamengo
15/07 – Bahia 1 x 2 Flamengo
18/07 – Flamengo 0 x 3 Corinthians
22/07 – Cruzeiro 1 x 0 Flamengo – último jogo sob o comando de Joel Santana
26/07 – Flamengo 0 x 0 Portuguesa – estreia de Dorival Júnior
29/07 – São Paulo 4 x 1 Flamengo

21 pontos disputados e sete conquistados – 33,3% de aproveitamento

Agosto
04/08 – Flamengo x Atlético-MG – jogo adiado para 26 de setembro
08/08 – Figueirense 0 x 2 Flamengo
11/08 – Flamengo 2 x 0 Náutico
15/08 - Palmeiras 1 x 0 Flamengo
19/08 – Flamengo 1 x 0 Vasco
26/08 – Botafogo 0 x 0 Flamengo
30/08 – Flamengo 1 x 1 Sport

18 pontos disputados e 11 conquistados – 61,1% de aproveitamento

Dorival decide insistir com Negueba e Thomás: ‘Vão crescer com apertos’

Thomás deu a assistência para o gol de Ibson, enquanto Negueba levantou sete bolas para a área do Sport. Nenhum deles marcou no Campeonato Brasileiro até aqui. No empate por 1 a 1 com o Leão, nesta quinta-feira, em Volta Redonda, os garotos foram substituídos no segundo tempo e ouviram vaias de boa parte dos torcedores que foram ao estádio Raulino de Oliveira. Desde o jogo contra o Figueirense, na 15ª rodada, o técnico Dorival Júnior aposta na formação 4-3-3 simples. No esquema, Thomás e Negueba fazem companhia a Vagner Love no ataque e jogam pelas pontas. Na hora de defender, precisam acompanhar os laterais adversários. Os dois, no entanto, ainda não representam volume ofensivo para o time.

Negueba, Flamengo x Sport (Foto: Celso Pupo / Agência Estado) 
Negueba e Thomás em disputa com defensores do Sport: confiança de Dorival (Foto: Celso Pupo / Agência Estado)
Dorival é paciente, procura passar confiança aos dois e está convencido de que este é o esquema que melhor responde no momento. O treinador até se permite repensar a opção, mas mudanças a curto prazo dificilmente ocorrerão. Neste domingo, o Rubro-Negro visita o Inter, no Beira-Rio, pela 21ª rodada do Brasileiro. O confronto será às 16h (de Brasília).

Flamengo 1 x 1 Sport

Negueba

1 Finalização
1 Cabeceio
16 passes
13 passes certos
7 bolas levantadas
3 faltas recebidas
1 roubada de bola
1 jogada pela lateral
1 jogada pela linha de fundo

Thomás

3 finalizações
15 passes
13 passes certos
1 bola levantada
2 faltas recebidas
2 roubadas de bola
1 jogada pela lateral
1 jogada pela linha de fundo

- Estou jogando com três atacantes, são os dois garotos e o Vagner. O Liedson fica como uma boa opção. Acho que vamos repensar, mas provavelmente manteremos a equipe que vem atuando. É uma maneira que encontramos de jogar e a equipe vem se dando bem, não é por causa de um resultado que temos de modificar. Vamos continuar insistindo e acreditando nesses garotos. Esses garotos só vão adquirir maturidade se tivermos paciência. E essa paciência passa por momentos como esse, são nesses apertos que conseguiremos o crescimento de cada um deles. Vão crescer com apertos. E essa garotada tem me mostrado que nós temos potencial para um crescimento – frisou o técnico.

Sobre a reação negativa dos torcedores, Dorival até entende, mas lembra que uma das preocupações dele é não queimar etapas.

- Eu acho que é um fato natural. É uma equipe jovem, com muitos garotos, se não tivermos paciência, precipitaremos tudo, colocaremos tudo a perder. Não vamos conduzir assim. O Flamengo evoluiu, mas não fez uma brilhante partida contra o Sport.

A delegação rubro-negra viaja à tarde para a capital gaúcha. Adriano vai integrar o grupo, ficará concentrado com os companheiros e fará treinos durante a passagem do time por Porto Alegre.

O Flamengo tem 27 pontos e está na décima posição – tem um jogo a menos (a partida adiada contra o Atlético-MG será 26 de setembro).

Desencantou: Ibson volta a marcar, mas Fla só empata com o Sport


 
flamengo 1 x 1 sport frustrante Dorival é xingado, time joga mal, esbarra em Magrão e continua em 10º no Brasileiro
 Desencantou (Alexandre Vidal / Fla Imagem)Ibson, enfim, desencantou. Nesta quinta-feira, o camisa 7 não chegou a ser brilhante, mas fez uma de suas melhores partidas pelo Flamengo desde que retornou ao clube, em maio. No empate por 1 a 1 com o Sport, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, o camisa 7 se esforçou na marcação e tentou ser uma opção ofensiva. Ele marcou o gol Rubro-Negro no primeiro tempo, mas a equipe permitiu a igualdade. Com o resultado, o time de Dorival Júnior perde a chance de se aproximar do G-4. Com 27 pontos, o Flamengo continua em décimo - tem um jogo a menos (a partida contra o Atlético-MG, pela 14ª rodada, será em 26 de setembro).


Contra o Leão, Ibson disputou a 18ª partida dele pelo clube na temporada. Até então, não havia feito um gol sequer. A última vez que marcou, aliás, havia sido na segunda passagem, em 2009. Em 7 de março daquele ano, ele fez um dos gols da vitória por 3 a 1 sobre o Cabofriense, pelo Campeonato Carioca.

O volante voltou a ser titular com Dorival Júnior na rodada passada, no empate sem gols com o Botafogo. Renato, dono da posição, teve de passar por uma cirurgia no joelho direito e só deve voltar a jogar em um mês. Até então, Ibson vinha fazendo partidas muito ruins e perdeu o lugar no time de cima.

- O Ibson evoluiu, foi uma grande partida dele, fico contente porque entre alguns aspectos que não foram positivos esse foi altamente positivo - disse Dorival.

Na volta ao Rio, a delegação rubro-negra ficará concentrada. Na tarde desta sexta-feira, o grupo viaja para Porto Alegre. No domingo, o time enfrenta o Inter, no Beira-Rio, pela 21ª rodada, às 16h. O atacante Adriano vai se juntar ao time e vai viajar para dar continuidade ao processo de recuperação física.

Números de Ibson contra o Sport

Finalizações: 4
Cabeçadas: 2
Passes: 36
Passes errados: 4
Faltas cometidas: 1
Faltas recebidas: 3
Roubadas de bola: 4

Dorival critica falta de jogo coletivo do Fla: ‘Não tivemos competência’


flmengo 1 x 1 sport frustrante Dorival é xingado, time joga mal, esbarra em Magrão e continua em 10º no Bra
'Não 
tivemos competência' (Marcos Malta / Vipcomm) Dorival Júnior não gostou nada do desempenho do Flamengo no empate por 1 a 1 com o Sport. Nesta quinta-feira, a previsão do treinador se confirmou. Na véspera do confronto, válido pela 20ª rodada do Brasileirão, ele disse que esperava uma partida complexa no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ). O Rubro-Negro inicia o returno com um empate que não estava nos planos.

- Erramos muitos passes, corremos demais com a bola, não administramos a ansiedade. É normal para um time jovem como o nosso, mas é passível de correção. Sabíamos das dificuldades, o Sport marca forte e teve competência. Criamos algumas boas oportunidades no segundo tempo e não fomos felizes nas conclusões. Não tivemos competência – disse o técnico.

Na avaliação de Dorival, o time não conseguiu repetir o bom futebol de partidas anteriores, principalmente porque abriu mão do jogo coletivo:

- Só melhoramos as condições depois que começamos a jogar coletivamente. Foi bem diferente do que fizemos nas últimas partidas, desta forma é natural que você crie uma dificuldade a mais, além do próprio adversário, que soube jogar, aproveitou uma das três oportunidades que teve. É natural dentro de um campeonato equilibrado. O Flamengo não pode se contentar com uma situação como essa. Precisamos melhorar consideravamelmente. Não fizemos o resultado que seria importante.

Com o empate, o Flamengo perde uma posição e está em décimo na tabela, com 27 pontos. A próxima partida será fora de casa. O time visita o Inter, no Beira-Rio, às 16h, no domingo. A delegação ficará concentrada já nesta quinta-feira. Na tarde desta sexta, o time viaja para Porto Alegre. Adriano fará parte da delegação e vai treinar na capital gaúcha.


Após empate, Luiz Antonio admite: 'Entramos meio desligados'


lamengo 1 x 1 sport frustrante Dorival é xingado, time joga mal, esbarra em Magrão e continua em 10º no Brasileiro

'meio 
Desligados' (Richard Souza / Globoesporte.com)O Flamengo recebeu na noite desta quinta-feira o Sport, time que ocupa a zona de rebaixamento e que não fazia gols há sete jogos. Ao fim dos 90 minutos, empate por 1 a 1 e gosto amargo na boca dos flamenguistas. O volante Luiz Antonio admitiu que a equipe entrou em campo sem a pegada ideal.

- O time pelo menos mostra que está evoluiundo, e quando pressiona é difícil segurar a gente. Entramos meio desligados, devagar, a intenção era pressionar desde o início. Ficou um pouco difícil, mas é continuar que tem a sequência do Brasileiro - disse o camisa 8.

O zagueiro Welinton procurou exaltar o suor dos atletas até o fim do jogo.

- Tentamos, corremos atrás do gol a todo momento, erramos, eles acertaram numa bola cruzada que bateu na trave. Pensar no próximo jogo para melhorar mais e conquistar a vitória.

O Flamengo volta a campo no domingo, contra o Internacional, em Porto Alegre. Com 27 pontos, o Rubro-Negro aparece em décimo lugar na tabela. O goleiro Felipe lamentou o empate, mas já procurou projetar o duelo contra o Colorado.

- Se a gente tivesse mais paciência poderia ter saído daqui com a vitória, que a gente precisava muito. Agora é esquecer e ir para Porto Alegre recuperar esses dois pontos perdidos lá - avaliou o goleiro.

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Flamengo 1 x 1 Sport



Ficha técnica


Local: Estádio Raulino de Oliveira, no Rio de Janeiro

Data/hora: 30/8/2012 - às 21h (de Brasília)

Renda/público: R$ 111.310,00 / 6.035 pagantes

Gols
Flamengo: Ibson, aos 13min do primeiro tempo
 Sport: Felipe Azevedo, aos 19min do primeiro tempo

Flamengo: Felipe; Léo Moura, Welinton, Marllon e Ramon; Victor Cárceres (Liedson), Luiz Antonio, Negueba (Bottinelli), Ibson e Thomás (Adryan); Vagner Love
Treinador: Dorival Júnior

Sport: Magrão; Cicinho, Edcarlos, Diego Ivo e Willian Rocha; Renan Teixeira (Tobi), Rithelly, Moacir e Hugo; Gilsinho (Henrique) e Felipe Azevedo (Gilberto)
Treinador: Waldemar Lemos

Cartões amarelos
Flamengo: Vagner Love
Sport: Rithelly, Henrique, Hugo
 
Cartão vermelho
Sport: Willian Rocha

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Tatiana Jacques de Freitas (RS)


Flamengo 1 x 1 Sport

1º tempo

19min

Gol do Sport: Hugo recebe na direita, invade a área do Flamengo e chuta cruzado. A bola bate na trave e sobra para Felipe Azevedo, que conta com a sorte para empatar a partida.





Flamengo 1 x 0 Sport

1º tempo

13min

Gol de Ibson: Linda troca de passes do ataque do Flamengo, Thómas invade a área do Sport e toca para Ibson que, de fora da área, solta a bomba para abrir o placar.






Com problemas particulares, Marcos González desfalca o Fla contra o Sport


O zagueiro Marcos González está fora da partida entre Flamengo e Sport, nesta quinta-feira, em Volta Redonda. O jogador chileno chegou a viajar com a delegação, mas acabou liberado durante a tarde para voltar ao Rio de Janeiro e resolver problemas particulares. Com o problema de última hora, o técnico rubro-negro, Dorival Júnior, vai escalar uma dupla de zaga formada em casa, com Welinton e Marllon. O zagueiro Thiago Medeiros foi chamado às pressas para Volta Redonda e vai completar o banco de reservas.

O Flamengo ocupa a 10ª colocação no Brasileirão, com 26 pontos. Já o Sport está em 19º lugar, com 15 pontos.


Arco-íris sobre o Maracanã



Arco Iris, Maracanã (Foto: Larissa Amorim) 
Toda a extensão do arco-íris sobre o Maracanã na tarde desta quinta-feira

Fla é absolvido em julgamento sobre xingamentos da torcida a Loco Abreu

O Flamengo foi absolvido nesta quinta-feira pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) da acusação de não ter contido seus torcedores que insultaram o atacante uruguaio Loco Abreu na vitória sobre o Figueirense, por 2 a 0, em Florianópolis, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, no último dia 8. O lateral-direito Léo Moura, que foi expulso na mesma partida, pegou um jogo de suspensão, mas como já foi cumprido, contra o Náutico, está liberado para atuar pelo Rubro-Negro, que nesta quinta enfrenta o Sport.

O relator Vítor Butruce votou pela absolvição do clube carioca, afirmando ter havido um certo exagero na Procuradoria do STJD na acusação.

- Se acontecer isso, teremos de punir todos os clubes, já que todos os torcedores xingam árbitros e jogadores adversários. É da cultura do futebol, de ir a um estádio. Acredito que a procuradoria cometeu um certo excesso neste caso - disse Butruce, segundo o site "Justiça Desportiva".

Nesta quinta, às 21h (de Brasília), o Flamengo enfrenta o Sport, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ), pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.




Flamengo vai abater dívida tributária com dinheiro da Globo

 Já estão nos cofres do Flamengo R$ 30 milhões dos R$ 40 milhões que o clube recebeu de luvas pela renovação do contrato de transmissão do Campeonato Brasileiro com a TV Globo de 2016 até 2018. E boa parte desse dinheiro será usada para o clube quitar uma parcela do passivo tributário.

Uma comissão será reunida para avaliar, nas próximas semanas, qual percentual do montante amortizará uma fatia dos R$ 258 milhões em dívidas relacionadas a impostos. Esse número foi divulgado no balanço de 2011.

O Fla tentará renegociar com Receita Federal e a Procuradoria do Estado o valor do débito. O clube deseja conseguir este ano a Certidão Negativa de Débito (CND).

Por ora, não foi informado ao Rubro-Negro quando o clube receberá os outros R$ 10 milhões relativos aos bônus que faltam. Pelo novo acordo com a TV Globo, o Flamengo ganhará aproximadamente R$ 150 milhões por ano sem incluir as receitas oriundas do pacote dos jogos do pay-per-view.

O contrato foi aprovado pelo Conselho Deliberativo no último dia 9 e a liberação do dinheiro estava condicionada à assinatura do vínculo pelo Flamengo posteriormente.

Atrás do Botafogo, o Flamengo é o segundo clube, entre os 14 de maior faturamento do Brasil, que mais deve tributos à Receita. Segundo estudo feito pela Pluri Consultoria sobre as dívidas com impostos dos clubes brasileiros, a do Flamengo, se comparada com a receita de R$ 184 milhões do ano passado e o endividamento total (R$ 355 milhões), aumentou 140%.

Ibson convoca a torcida do Fla: ‘Que esteja do nosso lado no returno’


Chega a ser difícil acreditar, mas os números mostram: a presença da maior torcida do Brasil nos jogos do Flamengo tem sido tímida. O Rubro-Negro fechou o primeiro turno do Brasileirão apenas com o 13º lugar no ranking de média de público como mandante no campeonato, com 9.499 pagantes. O Corinthians terminou a primeira parte do campeonato com a melhor média: 24.668 torcedores. O Flamengo fez um jogo a menos, já que a partida contra o Atlético-MG, pela 14ª rodada, foi adiada para o dia 26 de setembro.

Nesta quinta-feira, às 21h, a equipe de Dorival Júnior recebe o Sport, em Volta Redonda, no estádio Raulino de Oliveira. O time abre o returno com a expectativa de buscar um lugar no G-4 e conta com o apoio da torcida.

 ibson flamengo (Foto: Maurício Val/VIPCOMM) 
Ibson em treino do Flamengo no Ninho do Urubu (Foto: Maurício Val/VIPCOMM)
 
O volante Ibson, novamente titular após Renato passar por cirurgia no joelho direito, lembra que as duas últimas arrancadas do Flamengo no Brasileirão tiveram o apoio do torcedor como marca. Em 2007, com média de 39.221 torcedores como mandante, o time conseguiu a vaga na Libertadores e terminou em terceiro lugar. Era tempo de Maracanã lotado. Em 2009, também com os rubro-negros fazendo a diferença nas arquibancadas, o Rubro-Negro conquistou o título depois de 17 anos. A média de público nos jogos no Rio foi de 41.788 pagantes. Nas duas edições, o Flamengo foi o time que mais atraiu torcedores.

- É gostoso ver o estádio cheio, isso incentiva bastante. A torcida sempre nos apoiou. Tivemos uma arrancada boa em 2007, uma arrancada boa em 2009, o Flamengo ficou com o título. Espero que não seja diferente agora, que o torcedor possa voltar ao estádio, estamos tentando passar confiança. Que a torcida esteja do nosso lado no returno e que comece nesta quinta-feira em Volta Redonda – fisse o camisa 7.

Depois de um primeiro semestre de eliminações no Carioca e na Libertadores e de um início ruim de Brasileiro, Ibson vê o Flamengo num momento de resgate da confiança do torcedor.

- Estamos resgantado isso, estamos resgatando a nossa confiança em campo também. É importante ter os torcedores com a gente.

O técnico Dorival Júnior, que reclamou do gramado do Engenhão após o jogo contra o Botafogo, disse que a preferência continua sendo por jogar no Rio, mas conta com o incentivo dos rubro-negros do interior.

- Joguei o campeonato todinho no ano passado com o Atlético-MG em Sete Lagoas e em Ipatinga. Isso trouxe um prejuízo grande para o clube, trouxe para América-MG e Cruzeiro também. Volta Redonda sempre recebeu bem o Flamengo. Nao é por isso que deixaríamos de ter uma equipe vibrante. Joguei de dez a 15 partidas ali dentro e o estádio é muito bom.

A equipe do Flamengo está definida e vai jogar com Felipe, Léo Moura, Welinton, González e Ramon; Cáceres, Luiz Antonio e Ibson; Negueba, Love e Thomás.



Eleição no Fla: oposição dividida e presidente sem confirmar candidatura



O segundo semestre deste ano marca um período normalmente turbulento na Gávea. As eleições para presidência do Flamengo movimentam os bastidores do clube. Enquanto a oposição procura alinhar as ideias para ter mais força na tentativa de frustrar a reeleição de Patrícia Amorim, a chapa de situação também não está definida. A própria mandatária não assegura que concorrerá novamente. O seu vice, Hélio Ferraz, avisou que não deseja se candidatar à presidência. Entre os opositores, cinco se colocaram como candidatos - mesmo número da úlltima eleição. Todas as chapas terão de ser inscritas obrigatoriamente até o dia 1° de outubro (consta dia 28 de setembro no calendário oficial, mas a secretaria do Conselho de Administração comunicou a alteração da data aos candidatos e deverá corrigir o documento).

patricia amorim flamengo carrossel (Foto: Fernando Azevedo/Fla Imagem) 
A presidente Patrícia Amorim não decidiu se será candidata à reeleição (Foto: Fernando Azevedo/Fla Imagem)
 
Anunciaram candidatura Lysias Itapicurú, Ronaldo Gomlevsky e Wallim Vasconcellos. Por telefone, Marcos Braz, demitido por Patrícia Amorim e que disputará eleição com a atual presidente do clube também para a Câmara dos Vereadores, confirmou que concorrerá e terá como vice o ex-judoca Frederico Flexa. Além deles, Jorge Rodrigues, cuja empresa, Triunfo Logística, patrocina atualmente o Flamengo e está cobrando multa por descumprimento do contrato, também vai se candidatar, informação confirmada através da assessoria da empresa.

Outros dois possíveis candidatos não asseguraram participação no pleito. Delair Dumbrosk, segundo colocado em 2009, afirmou por telefone que a intenção é de não concorrer e conversar com todos para resolver qual chapa vai apoiar. Arnaldo Cardoso, por sua vez, disse que tomará a decisão de disputar ou não a eleição até o dia 7 de setembro. A assessoria de Patrícia Amorim informou que ela participará do processo eleitoral, sem confirmar, contudo, se será candidata. Gente ligada à presidente, contudo, vem atuando em prol da candidatura. Ela já estaria até procurando de forma discreta um vice de finanças para substituir Michel Levy no próximo mandato. Recentemente o dirigente teve a sua influência no futebol reduzida com a contratação de um diretor executivo de finanças, Renato Blaute.

Info Eleicoes FLA 3 (Foto: infoesporte)

Apesar de haver um grande número de candidatos de oposição - até o momento a quantidade de concorrentes de Amorim é o mesmo da última eleição -, o fato é encarado como uma vantagem pelos partidários da atual mandatária. Em 2009, quando eleita, ela somou pouco mais do que a metade dos votos dos opositores juntos. A crença, portanto, é de que a pulverização dos votos da oposição pode ser um fator decisivo no pleito.

Nas últimas eleições, Patrícia Amorim venceu com 792 dos 2.342 votos apurados, 93 votos a mais que Delair Dumbrosck. Clóvis Sahione foi o terceiro, com 388 votos; Plinio Serpa Pinto ficou em quarto, com 311 votos; Pedro Ferrer, o quinto, teve 89 votos e Lysias Itapicurú obteve 49 votos. Foram 14 votos nulos e brancos.

Presidente da comissão eleitoral rubro-negra, Marcelo Antero afirmou que ainda não estão sacramentados os requisitos que as chapas deverão preencher. Estuda-se a necessidade de autorização por escrito dos sócios para inclusão de seus nomes. No calendário oficial enviado aos candidatos, contudo, consta a instrução de que, se o nome de um sócio aparecer em mais de uma chapa, ele será "intimado" a optar por uma delas.

Para formar uma chapa, são necessários 160 nomes para o Conselho Deliberativo, incluindo 40 suplentes; 72 nomes para o corpo transitório do Conselho de Administração, contando 24 suplentes; presidente e vice-presidente da Assembleia Geral e presidente e vice-presidente do Conselho Diretor. Ou seja, cada candidato terá de apresentar 236 partidários à comissão eleitoral.

- Haverá uma conversa preliminar e na semana seguinte decidiremos com toda a comissão. Vamos analisar essa necessidade de o sócio dar autorização por escrito para ter o seu nome vinculado a um candidato - explicou Antero, juiz conhecido por ter sido um dos responsáveis pela criação do acordo dos quatro grandes do Rio com o Tribunal Regional do Trabalho (TRT-RJ), limitando as penhoras provenientes de ações trabalhistas a uma porcentagem de desconto obrigatório em todas as receitas.

Entre os candidatos de oposição, um vem tendo sua legitimidade contestada. Wallim Vasconcellos, que lançou sua candidatura nesta terça escorado em um grupo de executivos de grandes empresas e no apoio do maior ídolo do clube, Zico, tem apenas meses como sócio proprietário do clube, apesar do tempo como sócio patrimonial. O artigo 154 do estatuto do Flamengo dá margem a interpretações. Ele cita as categorias de sócios que podem se tornar candidatos e, em outro item, menciona que o candidato deve ter cinco anos de vida associativa no clube, sem especificar se esse período tem de ser obrigatoriamente como associado em uma das categorias citadas anteriormente. Caso tenha sua candidatura impugnada, um dos empresários que dão apoio a Wallim deve tomar a frente da campanha.

- Só avaliaremos a validade de qualquer candidatura depois que a chapa for inscrita - completou Antero.