Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 15 de setembro de 2012

Léo Moura avisa: 'Eu não sou o camisa 10'


A grande novidade no time do Flamengo que vai enfrentar o Grêmio é a presença de Léo Moura no meio de campo, como um jogador de criação e que também cai pela ponta direita. Empolgado com a possibilidade de atuar numa nova posição, Léo Moura lembra que esta não será sua primeira vez no meio e que se sentiu bem nas outras vezes em que foi testado nessa função.

– Sabia que em algum momento ia jogar no meio de campo, mas não sabia que seria agora. É uma posição que já atuei antes e que sempre gostei, me sinto à vontade. O Dorival é um cara inteligente, teve a percepção de ver isso – disse.

Apesar de se mostrar disposto a jogar como um homem de criação, Léo Moura fez questão de deixar claro que não será o salvador da pátria.

– Eu sou camisa 2, não sou o 10. Vou estar ali para ajudar na armação, finalização e chegar mais na área para ajudar o Vagner Love, que tem ficado isolado – afirmou.

No início do ano, Léo Moura já havia falado que pretendia atuar no meio de campo, mas sua expectativa era de que fosse na próxima temporada, com uma adaptação desde a pré-temporada. Porém, para isso ele teria de renovar contrato, já que seu vínculo se encerra no fim do ano.

Love elogia Liedson e lamenta falta de entrosamento com mudanças

Na sexta-feira, Dorival Júnior testou Adryan e, depois, Liedson ao lado de Vagner Love. Neste sábado, o Levezinho ganhou a vaga de titular para o jogo com o Grêmio neste domingo. O Artilheiro do Amor diz que os jogadores têm características diferentes e elogia o experiente atacante. Ao mesmo tempo, Love deixou claro que as constantes mudanças no time – seja por lesão, suspensão ou opção tática – atrapalham o entrosamento da equipe.

- Com Liedson, tenho um jogador bem mais próximo de mim. O Adryan vem mais de trás com a bola dominada, são características diferentes. É mais um homem-gol que temos ali, mais um que vai ajudar a chegar na frente. Os dois ajudam, o Dorival vai decidir – afirmou Love.

Desde que chegou ao clube, o treinador comandou o time em 12 rodadas do Campeonato Brasileiro. Sem contar o jogo de estreia, contra a Portuguesa, no dia 26 de julho, o técnico usou dez formações diferentes. Love destaca o ponto negativo de tantas mudanças.

- É ruim para o treinador quando acontecem lesões, jogadores suspensos. É chato quando o tenta arrumar um jeito para o time jogar, um jogador sai, tem que mudar. Dorival está tentando encontrar o time ideal. As modificações são para ajudar e o time fazer o melhor. Quando começar a ter entrosamento perde alguém. O Mattheus machucou, já tem que colocar outro que não tem o mesmo entrosamento, de repente não tem a mesma qualidade. É complicado – analisou o atacante.

Em crise de resultados, há seis jogos sem vencer, com sequência de quatro derrotas e precisando de vitória contra o Grêmio, domingo, às 18h30m (de Brasília), no Engenhão, Dorival Júnior fez mudanças no time em relação ao coletivo realizado nesta sexta-feira pela manhã, no Ninho do Urubu. Léo Moura foi deslocado para o meio-campo, com Wellington Silva na lateral direita. Wellinton foi barrado e a zaga foi formada por González e Frauches.

O time que vai enfrentar o Grêmio terá Felipe, Wellington Silva, González, Frauches, Ramon; Luiz Antonio, Cáceres, Ibson e Léo Moura; Liedson e Vagner Love.

Fla, Botafogo, Sport e Bahia em desafio de futebol de areia em PE


Flamengo Futebol de areia campeão Sub-23 (Foto: Divulgação)
Praia, sol e mar. Uma combinação perfeita que os pernambucanos conhecem bem. Pois, de 21 a 23 de setembro, junto a esses “ingredientes” se juntará o esporte. Nessa data, Pernambuco sedia o Desafio Espetacular de Beach Soccer, na Arena Sesc Piedade, na cidade de Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife.

O desafio, que faz parte do calendário da Confederação Brasileira de Beach Soccer (CBBS), terá a participação de quatro equipes. De Pernambuco, apenas o Sport participará. O rubro-negro pernambucano enfrentará os times do Flamengo, Botafogo e Bahia.

– Queremos fazer com que a modalidade ganhe mais adeptos, já que temos infraestrutura para que o futebol de areia cresça e avance no estado. Como diz o nome, não precisa de praia, mas de areia e, por isso, também estamos de olho na interiorização do esporte – destaca o presidente da Federação Pernambucana de Beach Soccer, Gustavo Sampaio.

Os times chegam ao torneio com credenciais distintas. O Sport conquistou o terceiro lugar na Super Copa e a quinta colocação no Campeonato Brasileiro de Beach Soccer. O favorito é o Flamengo, vice-campeão do Mundial de Clubes da Fifa este ano. O Botafogo foi campeão da Copa do Brasil de 2011. Já o Bahia foi semifinalista do Campeonato Brasileiro Sub-23.

– A expectativa é que o torneio receba um público de duas mil pessoas em cada dia do evento – diz Gustavo Sampaio.

Depois de noite no pagode, Adriano recebe boas-vindas e atua em rachão


Adriano, Flamengo (Foto: Fernando Azevedo / Fla Imagem)
Na noite desta sexta-feira, Adriano – na companhia de uma morena e de um grupo de amigos – esteve em uma casa de shows na zona oeste do Rio para curtir o som de Alexandre Pires. Poucas horas depois do pagode, o batuque foi substituído pelo suor e por homenagens. O atacante chegou cedo à Gávea. Na arquibancada, um torcedor estendeu a faixa com a frase ‘Bem-vindo, Imperador’. E uma bandeira em homenagem a Vagner Love também foi pendurada, na véspera do importante jogo contra o Grêmio, no Engenhão.

Um pequeno grupo de torcedores presentes à Gávea cantou o hino do clube, mas um deles destoou e gritou "fora Patricia". Ele foi convidado por seguranças a se retirar.

Fora de campo, o batalhão de dirigentes assistindo ao treino chamou a atenção. Estavam presentes Walter Oaquim, vice de relações externas, Michel Levy, vice de finanças, Leonardo Ribeiro, presidente do Conselho Fiscal, Ronaldo Gomlevsky e Wallin Vasconcelos, candidatos de oposição à presidência, Hélio Ferraz, vice-presidente geral, e Michel Assef, advogado do clube. Patricia Amorim também apareceu e conversou com jogadores.

Adriano participou, pela segunda vez desde que voltou ao Flamengo, do rachão da véspera de jogos -  a primeira foi no dia 2 de setembro, antes da derrota para o Inter, em Porto Alegre. Na atividade deste sábado, o Imperador pediu muito a bola no ataque, mas ainda demonstrou dificuldades para se movimentar. Ele atuou no time de Vagner Love e Léo Moura, que saiu vencedor. O vice de relações externas mostrou otimismo com o que viu:

- Conversei com Adriano, ele disse que em duas semanas está em condição de jogar. Vai começar a treinar com bola na semana que vem - afirmou Walter Oaquim.

Adriano, Love, Ibson, Flamengo (Foto: Fernando Azevedo / Fla Imagem) 
Ibson comemora gol Love a Adriano (Foto: Fernando Azevedo / Fla Imagem)
 
Adriano também tem programação prevista para a manhã deste domingo. Desde de ter faltado a dois treinos, há cerca de 15 dias, o jogador tem cumprido rigorosamente o cronograma de atividades. Durante a semana, ele alternou treinamentos no Ninho do Urubu com exercícios em uma academia na Barra da Tijuca, sempre orientado por Marcos Lima preparador físico do Flamengo.

Adriano, Flamengo, Faixa (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com) 
Faixa dá boas-vindas a Adriano na Gávea (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)
 
 
 

Dorival põe Liedson ao lado de Love; meio tem Luiz Antonio e Léo Moura




Dorival Junior, Flamengo (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)
A sexta-feira foi cinzenta, mas o sábado amanheceu com forte sol. O tempo mudou, e a escalação do Flamengo também. Ao conversar com um grupo de 11 jogadores antes de uma movimentação, Dorival Júnior deu pistas do time que vai enfrentar o Grêmio neste domingo, às 18h30m (de Brasília), no Engenhão. Luiz Antonio voltou a fazer a função de primeiro volante, Liedson entrou no lugar de Adryan, e Léo Moura foi mantido no meio-campo, com Wellington Silva na lateral direita.

O time que conversou com Dorival e depois trabalhou em metade do campo, sem adversário para que o treinador orientasse o posicionamento da equipe, teve a seguinte formação: Felipe, Wellington Silva, Frauches, González e Ramon; Luiz Antonio, Cáceres, Ibson e Léo Moura; Liedson e Vagner Love.

No coletivo de sexta-feira, Adryan começou entre os titulares, Liedson entrou depois. Muralha, que sentiu dores abdominais, segue em observação pelo departamento médico, mas está concentrado com grupo. Luiz Antonio assumiu seu lugar e deve ser confirmado como titular.

Depois da movimentação, Dorival voltou a conversar com os jogadores.Em 12 jogos - sem contar a Portuguesa, quando Jaime de Almeida escalou o time - o treinador só conseguiu repetir a escalação uma única vez. Paulo Sérgio, que estava treinando à parte, fez um trabalho físico com o grupo na Gávea. Com 27 pontos, o Flamengo ocupa a 16ª colocação do Brasileiro.

Confira os lesionados, suspensos e pendurados para a rodada #25


INFO Suspensos e pendurados 15/09 - 4 (Foto: Editoria de Arte / Globoesporte.com)



Em negociações com o Fla, Olympikus não se pronunciará sobre futuro


O Flamengo deverá anunciar no início da semana que vem que empresa será a fornecedora de material esportivo do clube a partir de 2015. Há cerca de três semanas, o clube analisa a contraproposta da Olympikus em relação à oferta de R$ 350 milhões da Adidas por um contrato de dez anos.

Desde que enviou a oferta, no dia 23 de agosto, a atual fornecedora, que tem contrato com o Rubro-Negro até 2014, não se manifestou e só se pronunciará após o desfecho das negociações.

Os valores que o Fla receberia entre 2015 e 2024 e dizem respeito à exclusividade foram divididos em duas partes, conforme revelou o LANCENET! com exclusividade no dia 30 de maio.

Nos primeiros cinco anos, o clube ganharia R$ 12,5 milhões em dinheiro. Nos outros cinco restantes esse montante aumentaria para R$ 17,5 milhões por temporada.

Há três situações, por sua vez, em que os pagamentos são sofrem variáveis. Seriam R$ 8 milhões em fornecimento de material esportivo, outros R$ 8 milhões em garantia mínima de recebimento de royalties e mais R$ 1,5 milhão em ações de marketing. Na primeira metade do contrato, então, o Flamengo teria direito a R$ 30 milhões por ano. Já a segunda parte asseguraria mais R$ 35 milhões a cada temporada.

Confira o comunicado da Olympikus:
A Olympikus informa que não irá se pronunciar, neste momento, sobre detalhes de patrocínio e fornecimento de material esportivo ao Clube de Regatas do Flamengo devido a cláusulas de confidencialidade previstas em contrato vigente até o dia 31 de dezembro de 2014.

Sobre a construção do Museu Flamengo, a Olympikus esclarece que já concluiu toda a obra civil (edificação, reforço das colunas de sustentação do primeiro andar, sistemas de água e esgoto, iluminação, elevadores, ar condicionado, portaria, sistema eletrônico de acesso, instalações sanitárias, vestiários e área administrativa). Até agora a Olympikus já investiu R$ 10,4 milhões (2,4 milhões a mais do que determinado em contrato). Esse aumento no custo foi necessário para a realização de novas obras devido à grande deterioração do prédio da Gávea, que exigiu reforços estruturais.

A Olympikus reitera o excelente relacionamento que seus executivos mantêm com a Presidência, diretores, conselheiros, colaboradores, jogadores e funcionários do Flamengo, bem como com a fantástica torcida do "Maior do Mundo".


Léo Moura revive começo de carreira e tem bom retrospecto no meio de campo



Léo Moura - Flamengo (Foto: André Portugal)O carente elenco do Flamengo obrigará o técnico Dorival Júnior promover mais mudanças no time para enfrentar o Grêmio, neste domingo, às 18h30, no Engenhão. Por opção do treinador, já que Bottinelli treinou entre os reservas, Léo Moura será improvisado como apoiador na ausência de Mattheus.

Jogar na armação, no entanto, não é novidade para Léo Moura. Muito pelo contrário. É o setor no qual começou a carreira como profissional, no Botafogo. No Flamengo, inclusive, chegou a atuar oito vezes no meio de campo, todas em 2009, com o técnico Cuca. E o jogador teve um bom desempenho, tendo marcado três gols e dado três assistências.

O camisa 2 é o maior assistente do time no Brasileiro deste ano, mesmo que o número não empolgue: apenas dois passes para gol. Léo Moura será o jogador mais avançado do meio de campo e terá de cumprir a função de articular as jogadas ofensivas do time.

A alteração de posicionamento foi testada por Dorival no coletivo da manhã de sexta-feira, no Ninho do Urubu. Léo Moura cairá pelo lado direito e, pela movimentação pedida pelo treinador, Adryan vai se movimentar pelo lado esquerdo para ajudar na criação e municiar Love.

– Às vezes jogar sozinho na frente é complicado. O Dorival está tentando um esquema para chegarem mais jogadores na área. Ele fala que os jogadores têm que acionar. Fico sozinho, às vezes tento o girar e não consigo. Em outros jogos a bola chegou e eu fiz o gol. Não acho que seja o problema de chegar a bola, mas a fase mesmo que não está sendo boa – explicou Vagner Love, artilheiro do Flamengo no Campeonato Brasileiro, com dez gols, mas que perdeu uma chance clara na derrota para o Santos.

Outra mudança de meio de campo se deu com a volta de Cáceres. O paraguaio ganhou a vaga de Luiz Antonio, que treinou entre os reservas. Dorival preferiu manter Muralha ao lado de Cáceres para dar mais proteção ao setor defensivo do Fla.

A zaga também sofreu alterações. Marcos González voltou dos compromissos com a seleção do Chile e formará dupla com o jovem Frauches.


Vice do Flamengo pede que política se separe do futebol



Patricia Amorim e Zinho - Flamengo (Foto: Cléber Mendes)Em meio à turbulência gerada pelo clima pré-eleitoral no Flamengo, o vice geral, Hélio Ferraz, deseja que haja uma dissociação entre política e futebol no clube. Pedido feito, pelo menos, para este momento em que o time é o primeiro fora da zona de rebaixamento e não vence há seis jogos no Campeonato Brasileiro.

– A minha prioridade é o futebol. Tem que se afastar da questão eleitoral procurando tomar atitude de ordem política para melhorar a situação. Eu assumi a presidência em 2002 e a vice-presidência em 2005. 

Nas duas vezes o time estava brigando contra o rebaixamento. Eu procurei criar condições políticas para conseguir apoio maciço para manter o futebol a salvo e distante dessa rinha. Quanto mais distante do processo eleitoral, melhor. Tem de adotar uma negociação ampla e consensual – ponderou Ferraz.

Hélio chegou a ser colocado pelo Grupo Vitória, que discute o Flamengo, como um potencial candidato para a disputa das eleições. O vice geral, por sua vez, não cogita essa possibilidade.

Reencontro indigesto
A reunião com Marcos Braz na madrugada de sexta-feira promoveu o encontro entre Michel Levy, vice de finanças, e Cacau Cotta, vice de administração. Ambos, no início da semana, haviam discordado em relação à contratação de Ganso pelo Flamengo.

Levy foi quem encabeçou a pressão para que o meia do Santos reforçasse o time no Brasileirão e era favorável ao clube pagar os R$ 23,8 milhões pedidos pelo Peixe pelos 45% dos direitos econômicos que pertencem ao clube paulista. Cotta, por sua vez, foi um dos membros da alta cúpula de futebol rubro-negro que foi contra a chegada do camisa 10, alegando que o alto investimento na aquisição do jogador estaria fora da realidade do clube.

O vice de finanças não é unanimidade nem mesmo no entorno de Patricia Amorim há um bom tempo. Ele é um dos alvos preferidos da oposição nos ataques à gestão da atual mandatária. Recentemente, a pedidos da Patricia, Levy saiu de cena.


Rapidinhas do Mengão


Fla aciona plano B para concluir museu

O Instituto Museu do Flamengo, criado para gerir o espaço, vai tentar arrecadar R$ 2 milhões para a montagem do museu por meio da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura e Lei de Incentivo ao Esporte. A diretoria disse que não vai pagar o valor. Assim, mesmo com as obras quase concluídas, a inauguração fica mais distante. As obras, de R$ 10,4 milhões, foram pagas pela Olympikus. A empresa não custeará a montagem.

Páreo cheio

Sete pré-candidatos à eleição do Flamengo compraram a lista de sócios (R$ 1.500), necessária à inscrição de chapas. Ronaldo Gomlevsky, Jorge Rodrigues, Lysias Itapicuru, Wallim Vasconcelos, Delair Dumbrosck, Marcus Braz e Maurício Rodrigues são os que já têm a lista, mas ainda não inscreveram chapa.

Colegiado

Serão 5.991 os associados com direito a voto na próxima eleição do Flamengo. Eles também podem ser incluídos na formação de chapas. Foram incluídos na lista apenas os sócios adimplentes até 31 de agosto. Os que pagarem depois não poderão votar. E para os 5.991 é preciso estar em dia com as mensalidades na data do pleito. O clube afirma ter mais de 10 mil associados ativos.


Ibson prega união e diz que todos são culpados pela má fase



Ibson flamengo coletiva (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)
Com 15 anos de Flamengo, Ibson conhece como poucos os efeitos de um mau momento no futebol rubro-negro. O volante prega a união para tentar superar a crise e quebrar a sequência de seis jogos sem vitória. O time ocupa a 16ª colocação, com 27 pontos.

- Passamos por um momento complicado, difícil, mas estamos de mãos dadas, não tem um jogador culpado. Errado somos todos nós, pois não conseguimos vencer. O momento é de pedir apoio da torcida, sei que é complicado, mas isso vai nos ajudar. Temos que mudar, não vencemos há seis jogos, precisamos ter uma atitude melhor - afirmou Ibson.

O jogador sabe que até o fim do Brasileirão o Rubro-Negro não terá moleza:

- Só tem jogos difíceis, com grandes equipes que têm qualidade. Não tem jogo fácil.

Ibson destaca a importância de vencer o Grêmio dentro de casa, e pregou que o time não pode perder a cabeça, com risco de ter maiores consequências.

- Contra o Santos, a equipe se comportou bem até os 40 minutos do segundo tempo. Temos que dar o máximo para tirar o time dessa situação, somar pontos, fazer o dever de casa contra o Grêmio. Já passei situações piores. Temos que manter a cabeça no lugar, senão o corpo não responde – completou.


Zinho receita antídoto contra Grêmio de Luxa e diz: ‘Temos que ganhar’


Zinho partida Flamengo jogo Coritiba (Foto: Joka Madruga / Ag. Estado)
Pressionado, o Flamengo enfrenta o Grêmio neste domingo, às 18h30m, no Engenhão. Para o clube, há seis jogos em vencer e com quatro derrotas consecutivas, qualquer resultado que não seja a vitória levará ao caos. E do outro lado estará Vanderlei Luxemburgo, que conhece bem os efeitos de uma crise rubro-negra. Por isso, Zinho aponta os antídotos para aliviar uma possível dor de cabeça num jogo que será o divisor de águas para o Flamengo no campeonato.

- É um jogo muito difícil, com um dos líderes. O Grêmio é um time que marca muito, que vem para explorar o nervosismo do Flamengo. As pessoas que estão lá trabalharam aqui e sabem que passam 15 minutos, se não fizer um gol, se errar um passe, a torcida vai ficar impaciente, os jogadores vão perder a confiança. Temos que ter antídoto para isso, que é jogar com raça, aplicação, determinação, empenho. Ganhar esse jogo é fundamental – afirmou o diretor de futebol do Flamengo.

Vanderlei Luxemburgo foi demitido do Flamengo no dia 2 de fevereiro, depois de um ano e dois meses no comando do time. O treinador enfrentou processo de fritura interno e uma guerra particular com Ronaldinho Gaúcho, que saiu vitorioso. Luxa foi para o Grêmio, ajeitou o time do Sul e, enquanto está na terceira colocação na tabela do Brasileiro, vê seu ex-clube em meio a mais uma crise. O Rubro-Negro é o 16º, com 27 pontos, 20 a menos que o adversário deste domingo.

Para superar o momento complicado, além de suportar a pressão do Grêmio, Zinho espera apoio vindo das arquibancadas.

- Os presidentes da Raça, da Jovem, da Urubuzada, todas as torcidas me ligaram. Estão preocupados, cobrando, mas apoiando. Todo mundo esperava baderna, briga no aeroporto (no desembarque depois da derrota para o Santos) e não aconteceu. Isso mostra que a torcida está preocupada, mas que siga com esse comportamento. O torcedor tem que ir ao Engenhão – determinou.
 
Apesar da derrota, Zinho exaltou a atuação diante do Santos, e lamentou a chance desperdiçada por Vagner Love no segundo tempo da partida, quando o placar ainda estava 0 a 0:

- Vontade e raça não estão faltando. Jogamos bem contra o Santos, mas perdemos o jogo em cinco minutos. Infelizmente, tivemos a chance de matar a partida. Temos o Vagner Love, um dos melhores atacantes do Brasil, que também erra, acontece. Ele perdeu o gol, e na sequência os caras mataram jogo.

O diretor deixa claro que a luta continua. Mas é preciso vencer:

- O trabalho da comissão existe, a cobrança existe, mas temos que ganhar.

Adriano vai a show de Alexandre Pires na Barra da Tijuca



Adriano esteve na noite desta sexta-feira numa casa de shows da Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. O atacante do Flamengo foi assistir ao show de Alexandre Pires.

Adriano, Show do alexandre pires (Foto: Graça Paes / Foto Rio) 
Adriano chega para o show acompanhado de uma morena (Foto: Graça Paes / Foto Rio)

O Imperador chegou ao local acompanhado de várias pessoas, entre elas uma mulher morena.

Adriano, Show Alexandre Pires (Foto: Graça Paes / Foto Rio) 
Alexandre Pires se apresenta. Adriano esteve na plateia (Foto: Graça Paes / Foto Rio)
 
 
 

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Flamengo treina na Gávea neste sábado


O último treino do Flamengo antes do confronto contra o Grêmio será realizado neste sábado, às 10h, na Gávea. A equipe, que costuma trabalhar no Centro de Treinamento George Helal, em Vargem Grande, precisa da vitória mais do que nunca para afastar a má fase que vive no Campeonato Brasileiro. E nada melhor que treinar na sede do clube, local de tantas glórias, para recarregar as boas energias do grupo, que está determinado na recuperação do Mais Querido na competição.

Quando os treinamentos acontecem na Gávea, os atletas ficam ainda mais entusiasmados, até porque recebem o carinho da torcida de perto. E falando em carinho de torcedor, jogadores como Vagner Love, Léo Moura e Felipe ressaltaram que o apoio da Nação na partida de domingo será fundamental para que o time consiga um resultado positivo. 

O Mais Querido do Brasil recebe o Grêmio no próximo domingo (16.09), às 18h30, no Engenhão. A partida é válida pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro ocupa a 16ª posição na tabela da competição, com 27 pontos somados.

Abatido com demissão de Coutinho, Zinho revela: 'Pus cargo à disposição'


Dorival junior zinho flamengo treino (Foto: Fernando Azevedo / FlaImagem)
Na tarde de quinta-feira, um dia depois da derrota por 2 a 0 para o Santos, Zinho recebeu um telefonema de Patricia Amorim. Na conversa, a presidente revelou que a situação do vice de futebol Paulo Cesar Coutinho estava insustentável. Mesmo incomodado com a demissão que classifica como questão política, o diretor acatou a decisão. E foi além.

- Pus meu cargo à disposição dela (Patricia) e da direção. Disse que, se achassem que o trabalho não estava correto, ficassem à vontade (para demiti-lo). Se acharem que estou atrapalhando, não estou desenvolvendo meu trabalho, conseguindo o que os dirigentes estão pensando, que fiquem à vontade. Quero ajudar o Flamengo. Se minha permanência junto com o Coutinho não está ajudando, para o Flamengo melhorar, se não atingir o que estão esperando... Mas continuo, e com 100% de dedicação – revelou Zinho ao GLOBOESPORTE.COM.

No que depender da sua vontade, o diretor não abandona o barco antes de dezembro. Ele foi apenas comunicado da demissão de Coutinho, mesmo com a mudança atingindo diretamente o seu departamento. Ficou chateado, mas, diante da fase ruim do time, evita polêmica.

- A Patricia me ligou dizendo que estava indo para uma reunião com ex-presidentes, vice-presidente. Enfim, com pessoas que diretamente ou não estão dentro do clube, algumas nem ocupam cargos, mas estão ligadas a pessoas que estão no clube. Ela disse que não sabia o teor da conversa, mas achava que uma das pautas era o caso do Coutinho. Hoje (sexta) pela manhã, ela me ligou, comunicou, disse que a pressão foi muito grande, quase uma unanimidade no Conselho, que ficou insustentável. Dizer que não estou chateado, muito incomodado, seria mentira. Entendo o futebol, algumas pessoas são sacrificadas. Mas não vou causar polêmica – destacou o dirigente.

Zinho rasgou elogios a Coutinho. O vice de futebol esteve perto de ser demitido em maio, mas o diretor pediu a permanência dele.

- Estou triste, era um cara extremamente confiável, um ser humano da melhor qualidade, rubro-negro, se doou, largou sua família, sua vida, seus negócios para exercer a função de vice-presidente de futebol. Não o conhecia antes. Sou grato ao Flamengo mais uma vez, pois me proporcionou um novo amigo. Convivi com ele quatro meses, período curto, mas foi companheiro, parceiro, esteve junto em todos os momentos. Sou leal aos meus amigos, então fico triste. Dizer que estou rindo, estou feliz... Não. Coutinho pode ter errado em algumas coisas, como também acertou em várias outras. Não é o momento de falar de todas as coisas que acho que foram erradas desde o início, pois nosso objetivo é o Flamengo se recuperar. E, para isso, temos que deixar de lado uma individualidade para pensar no coletivo. Não quer dizer que porque o Coutinho saiu o Flamengo será o campeão do mundo, e também não quer dizer que, se ficasse, cairia para Segunda Divisão – disse Zinho.

O dirigente chegou a um veredicto:

- É uma questão mais política do que profissional.

Zinho tem deixado a família de lado pelo Flamengo. Nos bastidores da Gávea, ele já tem seu trabalho questionado. Desgastado, o diretor não baixa a guarda e aponta alguns fatores para o insucesso do time.

- Passamos por um momento muito difícil dentro de campo, mas temos que colocar o que aconteceu nesse período. Perdemos quatro, cinco jogadores do time, isso contribuiu para a fase ruim. Com a sequência de derrotas, o time perdeu um pouco da personalidade, da confiança, que só vai voltar com trabalho, apoio, união. Contra o Santos, jogamos com o time muito mexido. Temos que defender o elenco. Perdemos Céceres, Renato e González por quatro jogos seguidos. Renato dava sustentação ao meio-campo, tem liderança. Afetou muito um elenco que já tinha limitações – analisou.

Sem dinheiro para grandes contratações

O diretor disse ainda que os problemas já vêm de muito tempo e afirma que faltou dinheiro para grandes contratações. O clube tentou Diego, Riquelme e, recentemente, chegou a cogitar negociação com Ganso.

- Ninguém está tapando o sol com a peneira. Os erros que vieram lá de trás acabamos pagando agora, com contusões, ida de jogador para seleção. Tentamos preencher, mas no mercado não tem tanta coisa. Os jogadores que queríamos eram muito caros, e ficou empatado na parte financeira. Não faltou empenho do Coutinho e do Zinho para buscar contratações. Não havia dinheiro para comprar jogadores de ponta. Medianos são apostas, e é difícil, não é toda hora que dá certo, ainda mais no Flamengo – completou.

Dorival é absolvido no STJD e vai poder ficar no banco neste domingo


Dorival Junior, técnico do Flamengo (Foto: Lincoln Oliveira / Globoesporte.com)O técnico Dorival Júnior, do Flamengo, foi julgado e absolvido na tarde desta sexta-feira, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O treinador havia sido denunciado por ter sido expulso no clássico contra o Botafogo, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro (0 a 0). Na ocasião, o árbitro Péricles Bassols relatou na súmula que Dorival reclamou com as seguintes palavras: "Você inverteu duas faltas! Você está de brincadeira".
 
O treinador rubro-negro corria o risco de pegar de um a seis jogos de suspensão, caso fosse condenado. A defesa do Flamengo, feita pelo advogado Michel Assef Filho, alegou que Dorival admitiu ter dito o que foi relatado na súmula, mas que as palavras não eram ofensivas.

Com o resultado, Dorival vai poder dirigir a equipe normalmente no jogo contra o Grêmio, neste domingo, no Engenhão. Em breve, o treinador voltará a ser julgado no STJD. Ele também foi expulso na derrota do Flamengo diante da Ponte Preta, por 1 a 0.




Welinton e Mattheus são vetados e não enfrentam o Grêmio

O Flamengo não terá Welinton e Mattheus na partida contra o Grêmio, neste domingo, às 18h30, no Engenhão, em jogo válido pela 25ª rodada do Brasileirão. O zagueiro apresenta problemas na coxa esquerda, e o meia sente dores na panturrilha direita.

Com as duas ausências, é provável que a zaga seja formada por González e Frauches e que Léo Moura atue no meio de campo, com Wellington Silva na lateral direita.

Com 27 pontos, o Flamengo ocupa a 16ª colocação do Brasileiro.

Fla antecipa concentração para partida contra o Grêmio



dorival junior flamengo treino (Foto: André Durão / Globoesporte.com)
Trabalho, determinação e concentração. Esse é o lema do Flamengo para tentar sair da fase adversa. Além de Dorival Júnior exigir muito do time nos treinamentos, o grupo também está em regime de concentração total para enfrentar o Grêmio, domingo, às 18h30m, no Engenhão. Com 27 pontos, na 16ª colocação e vindo de sequência de quatro derrotas, o Rubro-Negro encara a partida como uma decisão. Uma derrota detonaria o caos no clube.

Depois do treino realizado na manhã desta sexta-feira, no Ninho do Urubu, os jogadores almoçaram no CT e, depois, seguiram para um hotel na Barra da Tijuca. Antes, o time costumava se concentrar na véspera das partidas quando os confrontos aconteciam no Rio. Os jogadores aceitaram bem a antecipação.

O time volta a treinar às 9h30m desse sábado, na última atividade antes de enfrentar o Grêmio. Welinton e Mattheus, lesionados, são dúvidas para o jogo.

No coletivo realizado nesta sexta-feira, Dorival testou o time com Léo Moura no meio-campo e fez alterações durante a atividade. A equipe iniciou com a seguinte formação: Felipe, Wellington Silva, Frauches, González e Ramon; Muralha, Cáceres, Ibson e Léo Moura; Adryan e Vagner Love. No decorrer da atividade, Liedson entrou no lugar de Adryan. Muralha sentiu um problema e deixou o campo diretamente para o departamento médico. Camacho entrou no time.

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Love aparece de surpresa em reunião para dar apoio a Patricia


Uma cena inusitada, um apoio irrestrito. No começo da reunião realizada na noite desta quinta-feira, na Gávea, entre Patricia Amorim e vários conselheiros e dirigentes do clube, Vagner Love apareceu no gabinete presidencial para declarar total apoio à mandatária. O atacante, que tem relação estreita com Patricia, chegou a dizer que caso ela saia do cargo de presidente, ele deixaria o clube no dia seguinte. O jogador, que desembarcou vindo de Santos por volta de 15h, seguiu para a sede do clube.

Patricia Amorim continua em dúvida sobre sua candidatura à reeleição no clube. Ela tem até o fim do mês para tomar sua decisão. A dirigente chegou a cogitar apoiar o vice de patrimônio Alexandre Wrobel em uma possível candidatura. Mas a ideia perdeu força depois de o dirigente ter declarado que seria "candidato do Flamengo, e não de Patricia".

Fora do Flamengo, Love também assumiu o papel de cabo eleitoral de Patricia Amorim, e participou da propaganda eleitoral da dirigente na campanha para tentar a reeleição na Câmara dos Vereadores.

Em janeiro, o clube se dispôs a pagar cerca de R$ 22,8 milhões ao CSKA para contar com Love até dezembro de 2014. O valor será parcelado em três anos.




Fla supera SP na abertura do Rio-São Paulo; Bruno Reis brilha no Flu



O Flamengo começou com o pé direito sua caminhada no Torneio Rio-São Paulo de showbol. Na primeira rodada do Grupo A, disputada nesta quinta-feira em Casimiro de Abreu (RJ), a equipe rubro-negra liderada por Djalminha saiu atrás no placar, mas se recuperou rapidamente e derrotou o São Paulo por 12 a 8. Na outra partida da chave, Bruno Reis marcou nove gols e foi essencial para a vitória do Fluminense por 12 a 6 sobre o Santos. O Tricolor das Laranjeiras defende o título da competição.

Atual vice-campeão, o Fla sofreu o primeiro revés na partida, com gol de Rodrigo Fabri para o São Paulo. Porém, depois de Fábio Baiano empatar, e Emerson e Djalminha virarem para os rubro-negros, o time carioca se manteve até o final da partida à frente do placar. Comandado por Djalminha, cujo primeiro dos quatro gols no jogo foi de calcanhar, o Flamengo conquistou a vitória e é o segundo colocado do grupo.

No confronto entre Fluminense e Santos, o atacante Bruno Reis deu um show na grama sintética. Depois de marcar sete gols contra o Palmeiras no Brasileiro, em maio, o camisa 10 tricolor se superou e balançou as redes nove vezes contra o Peixe. Com os gols do artilheiro, a equipe carioca pode se dar ao luxo de sofrer três gols no último minuto de jogo e ainda assim sair de Casimiro de Abreu com os três pontos e a liderança da chave.

As quatro equipes terão agora um longo período de descanso. A segunda e a terceira rodada do Grupo A serão disputadas somente nos dias 29 e 30 de setembro.


Após longa reunião, vice de futebol é demitido, e Fla busca Marcos Braz




Paulo Cesar Coutinho, vice-presidente de futebol do Flamengo (Foto: Janir Junior / GLOBOESPORTE.COM) Uma reunião de cerca de duas horas e meia realizada na noite desta quinta-feira agitou os bastidores da Gávea. Patricia Amorim teve uma longa conversa com diversos poderes do clube, que decidiram por mudanças no departamento de futebol. O primeiro alvo é o vice de futebol Paulo Cesar Coutinho, que não continua no cargo. A mandatária telefonou para o dirigente em tom de despedida e a demissão está sacramentada. O anúncio oficial, no entanto, só será feito quando o substituto for definido. Marcos Braz, que exerceu a função em 2009, é o escolhido. Mas, como teria que se dedicar intensamente ao cargo, com viagens e o frenético dia a dia do clube, Braz teria que abrir mão da sua candidatura a vereador. O vice-presidente de Administração e do Fla Gávea, Cacau Cotta, seria outra opção. Hélio Ferraz também poderia acumular funções.

Participaram da reunião com Patricia Amorim o vice geral Hélio Paulo Ferraz, Mauricio Gomes de Mattos (presidente do conselho de administração), Antonio Augusto Dunshee de Abranches (ex-presidente), Eduardo Motta ( ex-presidente do conselho de grandes beneméritos), Alexandre Wrobel (vice de patrimônio), Carlos Eduardo Mello (vice-presidente da assembleia geral) e Siro Darlan (conselheiro). Vice de finanças, Michel Levy chegou com a conversa em andamento.

Eduardo Motta e Dunshee foram incisivos ao cobrar mudanças no departamento de futebol.

A saída de Coutinho já vinha sendo desenhada há algum tempo. O vice de futebol só contava com apoio de Walter Oaquim, vice de relações exteriores, e do diretor de futebol Zinho. Internamente, porém, sofria rejeição ao extremo.

O dirigente esteve para ser demitido no fim do maio, em um caso envolvendo Ronaldinho Gaúcho. Na época, o jogador se ausentou em viagem para Teresina para jogar um amistoso. Coutinho, então, foi filmado por torcedores dizendo que já tinha falado com Patricia e que o jogador estava afastado. No mesmo dia, o ex-camisa 10 entrou na Justiça cobrando R$ 40 milhões do clube.

Na ocasião, Patricia Amorim era favorável à demissão, mas Zinho pediu a permanência do vice de futebol. Nos bastidores, o diretor também tem sido alvo de questionamentos por conta de contratações que não vingaram e das tentativas fracassadas, como nos episódios envolvendo os meias Diego, do Wolfsburg, da Alemanha, e Riquelme, do Boca Juniors, da Argentina.

O Flamengo vive momento delicado. Com 27 pontos, o time ocupa a 16ª colocação, e vem de sequência de seis partidas sem vitória, sendo quatro derrotas consecutivas. Com contrato até dezembro de 2013, Dorival Júnior tem respaldo em seu trabalho, e não corre risco de demissão.

Dirigentes do Rio sugerem limitação de membros de organizada nos estádios


A Federação de Futebol do Rio (Ferj) divulgou nesta quinta-feira o documento enviado nesta semana ao Tribunal e Justiça do Estado TJ-RJ) com sugestões para reduzir a violência das torcidas organizadas do estado. Os pontos foram definidos durante reunião com representantes dos quatro grandes do Rio, há uma semana.

Entre alguns pontos, os dirigentes entendem que a violência perderia força se fosse limitado o número de membros das torcidas organizadas nos estádios, houvesse identificação biométrica e fosse vetada a venda de bebidas alcoólicas no entorno do estádio nas horas que antecedem e sucedem o jogo, liberando a comercialização no interior, mas só enquanto a bola não rolar.

PONTOS SUGERIDOS:

JECRIM
1 - Presença do Juizado Especial Criminal (Jecrim) por período mínimo de 3 horas, antes do inicio da partida e até 3 horas, após o término, em todos os estádios onde ocorrerem jogos com a participação de pelo menos um grande. Também foi sugerida a criação de uma unidade da Polícia Civil para centralizar os flagrantes nos eventos especiais.

TORCIDAS ORGANIZADAS NOS ESTÁDIOS
2 - Limitar a entrada de membros até 5% da capacidade do estádio. Nos clássicos, essa fatia seria dividida pela metade entre os clubes. Definir locais específicos para as organizadas dentro dos estádios. A entrada das facções deve ocorrer em catracas com identificação biométrica, em um portão separado só para isso. A polícia ainda deve ter carta branca para revistar qualquer membro da organizada.

EFETIVO POLICIAL
3 - Clubes pedem presença de policiais militares nos locais dos estádios destinados às torcidas organizadas em número suficiente para garantir a ordem, bem como, nas estações de trem e metrô em dias de jogos, além das principais vias de acesso aos estádios. Solicitam ainda a instalação de esquema de segurança similar ao de aeroportos.

CADASTRAMENTO
4 - Pedem cadastramento dos membros das torcidas organizadas, ressaltando que o Ministério do Esporte chegou a dar início ao procedimento pelo estado do Paraná e sinalizou com a continuidade dos trabalhos no Rio. Alguns clubes chegaram a ser procurados, mas o programa, segundo os dirigentes, foi suspenso.

RESPONSABILIZAÇÃO
5 - Clubes pedem responsabilização civil de toda a direção da torcida organizada que tiver qualquer de seus membros envolvido em delitos. Solicitam ainda monitoramento das redes sociais e até telefones para que a violência das organizadas seja desarticulada.

BEBIDA
6- Dirigentes sugerem proibir a venda de bebida alcoólica em determinado perímetro dos estádios, desde três horas antes do início das partidas e até uma hora depois do término. Clubes consideram relevante a liberação da venda de bebidas no interior dos estádios, mas só antes de a bola rolar e fora do assento dos torcedores.


Três jogadores do Flamengo são convocados para a Seleção sub-17



O técnico Emerson Ávila convocou, na última quarta-feira, 24 jogadores para a primeira fase de treinamento da Seleção Brasileira sub-17, visando a disputa do Sul-Americano 2013, que acontece na Argentina, ainda sem data definida. O período de treinos acontecerá na Granja Comary entre os dias 21 e 28 de setembro. Na lista, três jogadores do Flamengo figuram entre os convocados: Caio Rangel, Lincoln e Thiago.

Camisa 10 do time juvenil do Flamengo, Caio Rangel ficou animado quando soube da convocação e espera brilhar com a Amarelinha.

- Estava no carro com o meu pai quando a minha irmã ligou para dar a notícia da minha convocação. Fiquei muito feliz. Minha vontade era a de soltar foguetes. Isso mostra que estou trabalhando corretamente e que todo o esforço está sendo recompensado. Quero disputar o Sul-Americano e vou fazer de tudo para estar lá - disse o jovem meia.

  Confira a lista completa de convocados:

Goleiros
Thiago (Flamengo)
Marcos (Fluminense)
Igor (Internacional)

Zagueiros
Leo (Atlético-PR)
Lincoln (Flamengo)
Marcos T. (Avaí)
João Bruno (Corinthians)

Laterais
Abner (Coritiba)
Diego (Botafogo)
Foguete (vasco)
Leonardo (Fluminense)
André (Grêmio)

Meio-campo
Sávio (Cruzeiro)
Danilo (vasco)
Fernando (Santos)
Gustavo Aguiar (São Paulo)
Caio (Flamengo)
Indio (vasco)
Elvis (Desportivo Brasil)
Boschilia (Guarani)

Atacantes
Douglas (Vitória)
Kenedy (Fluminense)
Alisson Azul (Internacional)
Bruno (São Paulo)



Colégio eleitoral do Flamengo definido


A data exata não está decidida, mas os candidatos à presidência do Flamengo sabem o número exato de sócios aptos a votar no pleito da segunda semana de dezembro. Na lista entregue a quem compra o kit para homologação de chapa há 5.990 nomes. A categoria mais representativa é a dos sócios proprietários, com 3.594. No topo da pirâmide estão os 26 grandes beneméritos.

Por enquanto, demonstraram intenção de participar os seguintes candidatos: Jorge Rodrigues, Lysias Itapicuru, Marcos Braz, Ronaldo Gomlevsky e Wallim Vasconcellos. Após especular o nome do vice de patrimônio Alexandre Wrobel, a presidente Patrícia Amorim deve voltar atrás e tentar a reeleição.

Confira a lista de sócios aptos dividida por categorias:

Grandes Beneméritos: 26
Beneméritos: 90
Eméritos: 129
Laureados: 444
Remidos: 249
Proprietários: 3.594
Patrimoniais: 573
Contribuintes: 282
Contribuintes alunos: 98
Off Rio: 147
Contribuintes familiares: 358


Na crise do Fla, Felipe apela para o torcedor: ‘A corda está no pescoço’


Felipe foi um dos poucos jogadores a parar no saguão do Aeroporto Santos Dumont para falar com os jornalistas na volta do Flamengo ao Rio, nesta quinta-feira, após a derrota por 2 a 0 para o Santos, na Vila Belmiro, pela 24ª rodada do Brasileirão. Por alguns minutos, o goleiro falou, buscou justificativas, mas não conseguiu explicar o momento ruim do time no campeonato. Com 27 pontos, o Rubro-Negro é só o 16º colocado na tabela, uma posição à frente da zona de rebaixamento.

- Faltam 15 jogos e a gente nem está pensando em quantas vitórias tem que fazer. Existe, sim, uma grande preocupação, são quatro derrotas seguidas, seis partidas sem vencer, a confiança não é a mesma de antes. Passa a ser obrigação vencer o Grêmio para não ter que se preocupar ainda mais com os times que estão atrás da gente. O Grêmio é uma equipe forte, tem um grande treinador e faz boa campanha. Mas não tem outro jeito, a corda está no pescoço - disse o camisa 1.

Felipe no desembarque do Flamengo (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com) 
Felipe pede apoio da torcida para o Fla voltar a vencer (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com)

O Flamengo recebe o Tricolor gaúcho no domingo, no Engenhão, às 18h30m. A equipe de Vanderlei Luxemburgo, ex-técnico rubro-negro, está no G-4 e briga pelo título. Para a tentativa de reabilitação contra um adversário que vive boa fase, Felipe apela para os torcedores.

- Temos que voltar a vencer e para isso pedimos o apoio do torcedor. Se ele abandondar o clube, fica complicado. A gente não sabe o que está dando errado. Das últimas derrotas, o jogo contra o Santos foi melhor da equipe. Não estamos fazendo por onde vencer as partidas. O que temos feito não está sendo suficiente para conseguirmos a vitória.

O goleiro reconhece que o risco de rebaixamento é real e cada vez mais incômodo.

- A vantagem era grande, agora são só quatro pontos à frente (do Sport, o primeiro do Z-4). A partir do momento que você não vence, as equipes de trás começam a encostar. Temos chances de sobra ainda para sair dessa situação e só depende da gente.

O grupo do Flamengo foi liberado após o desembarque. A volta aos treinos será na manhã desta sexta-feira, às 9h30m, no Ninho do Urubu. A diretoria fez uma promoção de ingressos para a próxima partida na tentativa de atrair os torcedores.


Fla reforça segurança dos ''vagabundos'', na volta ao Rio, mas ouve aplausos no desembarque


O tempo feio e chuvoso do Rio de Janeiro nesta quinta-feira combina com o Flamengo. Derrotado nas últimas quatro partidas e sem vencer há seis rodadas no Brasileirão, o Rubro-Negro se vê numa tormenta. Com 27 pontos, na 16ª posição, o time de Dorival Júnior está só uma posição e quatro pontos à frente do Sport, time que abre a zona de rebaixamento. Na volta para casa, no início da tarde, ficou claro que o Rubro-Negro vive uma dura e amarga rotina.

Poucos jogadores quiseram falar. O golerio Felipe, o lateral-esquerdo Ramon e os meias Adryan e Mattheus atenderam aos jornalistas no desembarque no Aeroporto Santos Dumont. A maioria passou pelo saguão com expressão fechada, rosto coberto por óculos escuros e passos apressados. A segurança foi reforçada pelo clube e pelos próprios atletas. Eram pelo menos 15 seguranças. Não houve protestos. Alguns rubro-negros se manifestaram de forma positiva ao verem os jogadores e chegaram a aplaudir.

jogadores no desembarque do Flamengo (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com) 
Jogadores retornam ao Rio com expressões fechadas e poucos falam com a imprensa (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com)
 
O diretor de futebol do clube, Zinho, o vice de futebol Paulo César Coutinho, o vice de finanças Michel Levy e o técnico Dorival Júnior também retornaram. Nenhum deles falou com a imprensa.

Os atletas foram liberados e voltam a treinar na manhã desta sexta-feira, às 9h30m, no Ninho do Urubu. O tempo para tentar iniciar uma recuperação é curto. No domingo, a equipe recebe o Grêmio, no Engenhão, às 18h30m. O Tricolor gaúcho está no G-4 e na disputa pelo título. Para atrair o apoio do torcedor, a diretoria baixou o preço dos ingressos.



Fla faz promoção de ingressos para jogo contra o Grêmio no Engenhão




Com o time a apenas quatro pontos da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, a diretoria do Flamengo resolveu apelar para o apoio da torcida para tentar sair dessa situação. Na próxima rodada, o time recebe o Grêmio, às 18h30m deste domingo, no Engenhão, e a presidente Patricia Amorim acatou iniciativa do vice de relações externas Walter Oaquim e reduziu o valor dos ingressos para atrair o torcedor.

Assim, os ingressos para os setores Leste e Oeste superior e inferior custarão R$ 30, enquanto os para os setores Norte e Sul sairão por R$ 20. Normalmente, os setores superiores saem a R$ 40, enquanto os inferiores custam R$ 60.  A torcida do Grêmio ficará no setor Norte do estádio.

Os bilhetes já estão à venda e a carga total é de 40 mil entradas. Há meia-entrada para estudantes. Idosos, crianças menores de 12 anos e deficientes físicos têm acesso gratuito ao estádio somente até uma horas antes do início da partida.

Confira os pontos de venda:
- Av. Borges de Medeiros, 997 – Gávea (somente para sócios)
- Bilheterias da Gávea (Praça N. S. Auxiliadora)
- Bilheterias do Engenhão (exceto na quinta-feira)
- Bilheterias do São Cristóvão
- Sede do Bonsucesso (Av. Teixeira de Castro, 54)
- Bilheterias do Ginásio do Tijuca Tênis Clube
- Rua São João, Número 75 Loja: 37 - (Shopping Popular - Niterói)
- Espaço Rubro-Negro - Rua da Quitanda, 87- Centro (somente ingressos inteiros)
- Espaço Rubro-Negro - Av. das Américas, 500 Bloco 3, Lj 114 Shopping Downtown (somente ingressos inteiros)
- Campo do Bangu - Rua Sul América n° 950 Centro de Bangu
- Site da Ingresso Fácil (www.ingressofacil.com.br)



Apostas, Adryan e Mattheus ganham elogios de Dorival Júnior


 Adryan, 18 anos. Mattheus, também. Jovens promessas do Flamengo que, na quarta-feira à noite, entraram no gramado da Vila Belmiro para enfrentar o Santos (assista no vídeo aos melhores momentos da vitória santista por 2 a 0) com uma missão: diminuir as dúvidas de Dorival Júnior quanto ao time-base que levará a campo no decorrer do Campeonato Brasileiro. Incertezas que já fizeram o treinador escalar dez formações diferentes nas últimas onze partidas.

A dupla não atuava junta desde o início de uma partida desde 26 de julho, contra a Portuguesa - jogo, inclusive, que marcou a estreia de Dorival. De lá para cá, Adryan fez alguns jogos como titular e sequer foi relacionado em outros, enquanto Mattheus, que não esteve nas derrotas para Ponte Preta e Coritiba, ainda tenta se firmar como opção ao treinador.

Contra o Santos, coube a Mattheus (apesar do número 43 às costas) o papel de ser o "camisa 10" da equipe, encabeçando o losango do meio-campo, que ainda tinha Muralha como homem próximo à zaga, Luiz Antonio aberto na direita e Ibson pela esquerda. Já Adryan (vestindo a camisa 37) foi a campo como segundo atacante e jogador mais próximo de Vagner Love.

O começo de jogo de ambos foi promissor. Com menos de um minuto de jogo, foi em Adryan - após passe de Mattheus - a primeira falta da partida, cometida por Patito Rodriguez. Caindo pela esquerda, o veloz atacante rubro-negro deu bastante trabalho a Patito e ao lateral-direito Bruno Peres nos primeiros minutos da partida.

Adryan na partida do Flamengo contra o Santos (Foto: Ivan Storti / Site Oficial do Santos) 
Adryan disputa jogada com Bruno Peres. Mattheus observa (Foto: Ivan Storti / Site Oficial do Santos)


Mattheus, embora inicialmente um pouco tímido no ataque, mostrou movimentação interessante pelo centro do campo. Em alguns momentos, até recuou para apoiar a marcação - como aos 11 minutos, quando antecipou-se a Arouca na grande área e fez o corte para escanteio - no momento em que o Santos esboçava maior pressão.

Aos poucos, porém, a dupla foi perdendo o "pique" inicial. Com a marcação mais forte pela esquerda, Adryan passou a jogar na direita. O atacante, contudo, viu-se ainda mais travado por ali, por vezes carregando a bola um pouco além do ideal - o jogador terminou a partida como o rubro-negro que mais errou passes (6).

Mattheus contra o Santos
Finalizações: 3
Passes certos: 87,5%
Bolas levantadas: 1
Linha de fundo: 0
Faltas cometidas: 0
Faltas sofridas: 1
Roubadas de bola: 1

Já Mattheus gradativamente passou a se movimentar com mais frequência no ataque, buscando a aproximação com Vagner Love. Porém, se por um lado o meia pouco errava passes - dos 16 que deu na partida, acertou 14 -, por outro se via em dificldade para avançar, e mesmo se deslocar para receber a bola, cercado pela dupla Arouca e Adriano, "campeã" de desarmes da noite (foram cinco de cada).

Na etapa final, Mattheus foi quem se sobressaiu na dupla. Mais incisivo, chegava às vezes a postar-se como um terceiro homem de ataque e já encontrava brechas na marcação. O crescimento do jogador na partida, porém, foi interrompido logo aos 15 minutos, quando sentiu incômodo na panturrilha e deixou o gramado de maca, para dar lugar a Negueba. À ocasião, era um dos jogadores mais perigosos do Flamengo.
 
Adryan contra o Santos
Finalizações: 0
Passes certos: 53,8%
Bolas levantadas: 3
Linha de fundo: 1
Faltas cometidas: 0
Faltas sofridas: 2
Roubadas de bola: 2

Adryan, por sua vez, teve um segundo tempo mais discreto. Embora demonstrasse estar ligado no jogo e buscasse pressionar a saída de bola santista, o atacante seguia com dificuldades para partir em direção a área. Acabou substituido por Bottinelli aos 23 minutos.

Mesmo não tendo atuado durante os 90 minutos (ainda que por razões diferentes) e o resultado não ter sido o esperado pela torcida do Flamengo, a dupla deixou o gramado elogiada por Dorival. Em especial Mattheus, que por conta das dores sentidas no jogo, é dúvida para o embate de domingo, às 18h30, contra o Grêmio, no Engenhão, pela 25ª rodada - O Rubro-Negro é o 16º colocado, com 27 pontos.

- Eu fiquei contente com a entrada do Mattheus, que fez uma boa apresentação, crescendo ao longo da partida. Infelizmente, ele sofreu uma lesão. O Adryan também (foi bem), dentro de uma condição aceitável. Mas vamos ter calma antes de pensar no que fazer para próximo jogo, que será tão complicado quanto esse - avaliou.

Um dos mais experientes do time rubro-negro, Vagner Love ressaltou a importância do incentivo aos jovens talentos.O atacante lembrou seus primeiros passos no Palmeiras, quando recebeu apoio dos mais rodados no então quadro que disputou e conquistou a Segundona, voltando à elite do futebol nacional.

- Eles estão começando. Também comecei com 18, 19 anos. Naquela época tinha o Marcão, o goleiro, as pessoas que me ajudaram para eu ter força e disputar a Série B tão difícil. Espero ajudar a garotada e fazer o Flamengo sair dessa situação.


Clássicos abrem o Rio-São Paulo de showbol,nesta quinta em Casimiro de Abreu


Depois de mais de três meses de espera, o showbol está de volta com a disputa da sexta edição do Torneio Rio-São Paulo. A primeira parada é na cidade de Casimiro de Abreu, no interior do Rio de Janeiro, que recebe, nesta quinta-feira, a primeira rodada do grupo A - com Flamengo, Fluminense, Santos e São Paulo.


Confira os jogos desta quinta-feira:

18h - Fluminense x Santos (SporTV)
19h - Flamengo x São Paulo (SporTV)

Dorival admite que Fla luta para não cair: 'Temos que ser realistas'


Dorival Junior, técnico do Flamengo (Foto: Lincoln Oliveira / Globoesporte.com)
A derrota de quarta-feira à noite por 2 a 0 para o Santos, na Vila Belmiro, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, deixou a situação do Flamengo mais complicada. Com 27 pontos, o Rubro-Negro desceu para o 16º lugar, somente quatro pontos à frente do Sport, que encabeça o Z-4. Não à toa, o próprio técnico Dorival Júnior admitiu que, no momento, a luta do clube carioca - que não vence há seis jogos e vem de quatro derrotas consecutivas - é mesmo contra o rebaixamento.

- Nesse momento, é natural (que a briga seja contra o rebaixamento). Não podemos pensar de outra forma. Temos que ser coerentes e realistas acima de tudo. Em um momento da competição, poderíamos ter nos aproximado ainda mais dos cinco primeiros. A equipe vinha bem, mas alguns resultados ruins em sequência nos tiraram desse momento. Agora, é trabalharmos para reverter esse quadro de novo - reconheceu.

Na Vila Belmiro, o Flamengo até esteve próximo de dar fim à seca de resultados. Aos 39 minutos da etapa final, quando o placar ainda estava 0 a 0, Vagner Love teve a grande chance rubro-negra ao receber lançamento e, diante de Rafael, acertar a trave. No contra-ataque, o Santos acabou marcando com Victor Andrade, e no minuto seguinte, ampliou com Neymar.
 
A sequência dos lances que definiram o resultado em Santos foi lamentada por Dorival. Para ele, o jogo na Vila foi parelho e o Fla até fez uma boa partida, mas faltou ao Rubro-Negro uma melhor sorte. Ausência que preocupa o treinador do time da Gávea.

- Foi um jogo totalmente equilibrado, onde as defesas prevaleceram sobre o ataque. Infelizmente, novamente houve uma situação em que tivemos a possibilidade da definição do resultado e não aconteceu. O Vagner fez o certo, tirou a bola do Rafael, mas não fomos felizes. É um momento que temos que ter conscência de que precisamos melhorar, porque as coisas estão apertando. Os pontos que tínhamos antes, agora nos deixam em uma posição desconfortável - sentenciou.

O Flamengo tentará a reabilitação no Brasileirão no próximo domingo, às 18h30, contra o Grêmio, no Engenhão, pela 25ª rodada do torneio.



Melhores Momentos de Santos 2 X 0 Flamengo




Santos 2 x 0 Flamengo


Ficha técnica



Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Data: 12/9/2012 

Hora: 22h

Árbitro: Marcio Chagas da Silva
Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva e Kleber Lucio Gil.


Público e Renda: 8.015 pagantes/R$ 281.955,00

Cartões Amarelos: Durval, Adriano, Felipe Anderson, Victor Andrade (SAN); Léo Moura, Welinton, Luiz Antônio, Frauches (FLA)
Gols: Victor Andrade, aos 40'/2ºT (1-0) e Neymar, aos 41'/2ºT (2-0)

Santos: Rafael; Bruno Peres, Bruno Rodrigo, Durval e Léo; Adriano, Arouca e Felipe Anderson (João Pedro - 32'/2ºT); Patito Rodríguez (Bernardo - 32'/2ºT), Neymar e André (Victor Andrade - 38'/2ºT).
Técnico: Muricy Ramalho

Flamengo: Felipe; Léo Moura, Welinton (Marllon - intervalo), Frauches e Ramon; Muralha, Luiz Antonio e Ibson; Mattheus (Negueba - 18'/2ºT), Adryan (Bottinelli - 23'/2ºT) e Vagner Love.
Técnico: Dorival Júnior


quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Zinho vai a Florianópolis e encaminha acerto com Renato Santos, do Avaí



Renato Santos, Avaí (Foto: Savio Hermano / GLOBOESPORTE.COM)
O Flamengo está em negociação com o Avaí para contratar o zagueiro Renato Santos, de 25 anos. Pela segunda vez em pouco mais de um mês, o diretor de futebol do Rubro-Negro, Zinho, esteve em Florianópolis para observar o jogador e encaminhar o acerto. Em vez de embarcarem com o restante da delegação para Santos, o dirigente e o vice de finanças Michel Levy foram à capital catarinense na noite desta terça-feira e assistiram à vitória do Leão por 2 a 1 sobre o Ipatinga, pela Série B, na Ressacada. A dupla foi recebida pelo presidente do clube catarinense, João Nilson Zunino, e pelo gerente de futebol Marcelinho Paulista. O meia Cléber Santana, autor dos dois gols do Avaí na partida, também foi novamente observado. Renato e Cléber foram elogiados.     

- Eles, o Zinho e o Michel, estiveram lá comigo. Não foi a primeira vez que assistiram a uma partida (do Avaí). Não dá para negar que eles elogiaram alguns jogadores. Existe um interesse no Renato Santos, como também existiu no Bruno ou no Leandro Silva, que se machucou agora - disse o presidente do Avaí.

Procurado pela reportagem, Zinho, que chegou à Baixada Santista apenas na tarde desta quarta-feira para assistir ao jogo entre Flamengo e Santos, preferiu negar a viagem a Floripa e o interesse nos dois jogadores. 

- Estou numa reunião no hotel em Santos, como posso estar em Florianópolis? Essa informação não procede. Não estive lá - afirmou, por telefone.    

A contratação do zagueiro é a mais próxima de um desfecho positivo para o rubro-negro. Renato Santos é dono de 60% de seus direitos econômicos, enquanto o Avaí detém 40%. Além disso, o Leão da Ilha não pretende dificultar a transferência do jogador. 

Cléber Santana Avaí x ABC (Foto: Rubens Flores / Ag. Estado)
A negociação com o meia Cléber Santana, de 31 anos, principal jogador do Avaí na Série B e artilheiro do time na temporada com 15 gols, é vista como um pouco mais complicada. O camisa 10 pertence ao São Paulo e tem contrato de empréstimo com a equipe catarinense até o dia 31 de dezembro de 2012. No entanto, em relação a uma possível saída do jogador, o presidente João Zunino revela certa facilidade para o "clube certo". Em agosto, o Palmeiras, rival do São Paulo, também procurou o meia, mas encontrou dificuldades.

- Quem no Brasil hoje não gosta de ver o Cléber Santana jogar? O Zinho é um amigo de longa data e é sempre muito elegante e gentil comigo. É claro que eu autorizo uma negociação, com o time certo - afirmou.

No início do mês agosto, Zinho aproveitou a viagem a Florianópolis para o jogo entre Figueirense e Flamengo e foi à Ressacada para acompanhar a partida entre Avaí e ABC. Na ocasião, o dirigente também esteve ao lado do presidente do clube catarinense. Agora, Zinho retornou para avançar nas negociações. O prazo para inscrição de atletas na CBF termina em 21 de setembro.

Cléber Santana seria mais uma tentativa de Zinho de encontrar um meia armador, já que o dirigente fracassou quando fez propostas para contratar Diego, do Wolfsburg, da Alemanha, e Riquelme, que estava de saída do Boca Juniors, da Argentina. Na última segunda-feira, a cúpula do futebol rubro-negro se reuniu para tratar do interesse em Paulo Henrique Ganso, do Santos, mas concluiu que não seria possível avançar e desistiu.


Flamengo é tetracampeão no remo



Foto: Fla ImagemO Flamengo levantou a taça de campeão da 36ª Regata a Remo da Escola Naval, disputada no último domingo (09.09), na Lagoa Rodrigo de Freitas. Inscrito em oito das 15 provas, o Flamengo mostrou garra ao vencer quatro – Quatro Com Aspirante; Single Skiff Junior A; Double Skiff Infantil e Oito Com Aspirante – e sagrar-se tetracampeão. O Botafogo foi o segundo colocado, com duas vitórias, seguido pelo vasco e pela Escola Naval, ambos com uma.

Entre os principais destaques da competição, a jovem Beatriz Tavares (foto) assegurou o primeiro lugar no skiff e ajudou o clube da Gávea a manter a invencibilidade na Lagoa. A guarnição do Oito também mostrou que está despontando e pronta para o próximo desafio.

"Foi uma boa vitória. Os meninos estão, realmente, correspondendo muito bem aos treinamentos e com isso foi possível assegurar mais essa vitória", disse o técnico Marcos Amorim.

Líder isolado do Estadual, com 322 pontos, o Flamengo volta à Lagoa no dia 14 de outubro para a disputa da 5ª Regata.