Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 8 de dezembro de 2012

Mano Menezes vira opção no Flamengo, segundo jornal

Dispensado pela CBF, o ex-técnico da Seleção Brasileira Mano Menezes pode entrar nas pretensões da nova diretoria do Flamengo para substituir Dorival Júnior em 2013. O presidente eleito Eduardo Bandeira de Mello preferiu não comentar as informações e disse que todas as mudanças vão ficar a cargo do grupo que ficará responsável pelo futebol do clube. De acordo com informações publicadas no jornal O Globo, a provável contratação de Mano faria parte de um projeto batizado de ''MM''.

Ainda segundo O Globo, além do treinador, os dirigentes rubro-negros também estão procurando um nome para a diretoria executiva do departamento de futebol. Paulo Pelaipe, do Grêmio, Felipe Ximenes, do Coritiba, e Eduardo Maluf, ex-Cruzeiro, são os nomes cotados para o cargo.

O técnico Dorival Júnior entrou de férias sem saber se vai permanecer no clube, assim como Zinho, que comanda o departamento de futebol. Os dois estão sendo avaliados pelo grupo que assumirá a direção do Flamengo em janeiro. Dorival chegou a comunicar aos jornalistas de que havia recebido de Eduardo Bandeira a promessa de que seria mantido no cargo, mas a notícia foi desmentida pela assessoria do novo presidente.


Contratos - Como não sabe se vai permanecer na Gávea, o diretor de futebol Zinho não pode tratar da renovação dos contratos de alguns jogadores que vinham sendo aproveitados por Dorival Júnior. Os laterais Léo Moura e Wellington Silva, o meia Renato Abreu e o volante Amaral vão ter seus compromissos encerrados no final de dezembro e devem entrar de férias com a situação indefinida.  Outros jogadores que eram eventualmente aproveitados também terão sua situação definida pela nova direção nos primeiros dias de janeiro. O goleiro Marcelo Carné, o lateral Magal, o zagueiro Arthur Sanches, os volantes Rômulo e Maldonado e os meias Bottinelli e Wellington Bruno serão avaliados pela nova comissão técnica ou mesmo por Dorival Júnior, caso o treinador seja mantido em 2013.


América-MG bate o Fla e líder isolado do Grupo D do Brasileiro Sub-20


Atual campeão do Brasileiro Sub-20, o América-MG venceu mais uma neste domingo e segue na liderança isolada do Grupo D da competição realizada no Rio Grande do Sul. Depois de passar pelo Palmeiras na estreia, o time mineiro derrotou o Flamengo, neste domingo, por 1 a 0 e chegou a seis pontos. Já o Rubro-Negro, que empatou sem gols com o Coritiba na rodada de abertura, segue sem vencer e ocupa a quarta colocação, com apenas um ponto. Todos os jogos deste grupo são realizados no estádio Passo D’Areia.

Na próxima rodada, o América-MG encara o Coritiba, às 15h30m desta segunda-feira. No mesmo dia, mas às 17h30m, o Flamengo enfrenta o Atlético-GO.
 
 

Presidente do Bota revela penhora de receitas de TV dos quatro grandes do Rio e de São Paulo

A vida financeira do Botafogo em 2013 não está fácil. E quem diz isso é o presidente do clube, Maurício Assumpção. Uma penhora de 100% das receitas de direitos de transmissão dos jogos feita pela Receita Federal complica ainda mais a situação de quem busca dinheiro para cumprir seus compromissos e reforçar o time para o ano que vem.

Mas, segundo o dirigente, o problema não aflige apenas ao Botafogo. A penhora já teria sido feita também nos contratos de Flamengo, Fluminense e vasco e chegado ao futebol paulista, atingindo Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo.

- Está muito difícil. Os quatro grandes do Rio e de São Paulo tiveram todas as rendas de TV penhoradas por conta de dívidas com a Receita Federal. Não digo que não devemos pagar, mas é preciso fazer um acordo como existe com o TRT, que, através do Ato, recolhe 20% de qualquer renda. A Receita tem de rever isso, os clubes se tornarão inviáveis no ano que vem - disse Maurício.

A ação para combater essa penhora vem sendo feita em conjunto no Rio. No entanto, o presidente do Botafogo não mostra otimismo em encontrar uma solução para o caso sem que a Receita Federal aceite realizar um acordo.

- Nosso departamento jurídico, com um escritório terceirizado, que presta serviço para os quatro grandes do Rio, está vendo o que fazer. Mas não estamos ganhando. Está difícil. Vocês estão vendo o sofrimento do vasco, o Peter (Siemsen, presidente do Fluminense) já declarou isso e o pessoal do Flamengo vai levar um susto quando chegar. Da parte do Botafogo, estou lidando com a realidade - afirmou Maurício.

Flamengo lança camisa especial para seus torcedores usarem no ano-novo

O Flamengo lançou uma camisa especial para seus torcedores usarem na virada de ano. O produto, todo branco com o símbolo do clube e a inscrição "Feliz 2013" em dourado, poderá ser encontrado nas lojas oficiais do clube e nas melhores lojas do ramo a partir do próximo dia 15. De acordo com o site oficial do Rubro-Negro, o preço sugerido para a peça é R$ 49,90.


camisa Flamengo ano novo (Foto: Divulgação) 
Preço sugerido para a camisa é de R$ 49,90 (Foto: Divulgação)
 
 

Nova diretoria do Fla terá várias pendências a resolver antes de iniciar 2013



A atual gestão foi derrotada nas urnas e terá de passar o bastão para os integrantes da Chapa Azul. Porém, até o fim do mês, a presidente Patricia Amorim e seus comandados terão de resolver inúmeros problemas. Embora os jogadores já estejam de férias, o trabalho terá de ser árduo para não iniciar 2013 cheio de pendengas.

Eduardo Bandeira de Mello também tem questões a resolver, a começar pelo futebol, que precisa de um diretor executivo, que vai definir o futuro de Zinho e do técnico Dorival Júnior. Felipe Ximenes, do Coritiba, é o favorito, mas os nomes de Paulo Pelaipe (Grêmio) e Eduardo Maluf (Atlético-MG) seguem bem cotados também.

Da atual gestão, duas questões financeiras precisam resolvidas para que não virem um problema judicial, como já virou rotina. Uma delas é referente às parcelas que deveriam ter sido pagas ao Avaí pelas contratações do meia Cleber Santana e do zagueiro Renato Santos.

O Avaí chegou a enviar um release cobrando publicamente que o Flamengo pagasse a dívida. A diretoria rubro-negra ainda não arrumou uma solução para o problemas.

A outra questão financeira ainda não virou dívida de fato, mas o Flamengo terá de pagar neste mês uma das parcelas ao CSKA pelo atacante Vagner Love. O clube conseguiu manter os pagamentos em dia.

O Flamengo também está em dívida com seus atletas. Depois de manter em dia os salários por 35 meses consecutivos, a atual gestão não conseguiu quitar na data combinada o mês de outubro e algumas luvas e premiações por conta de uma penhora no valor de R$ 20 milhões referentes à dívidas de outras administrações.

Com tantos problemas para resolver, Eduardo Bandeira de Mello e Patricia Amorim vão ter de mostrar um entrosamento, pelo menos neste último mês da atual gestão. Os dois já conversaram previamente e o candidato eleito chegou a sugerir a antecipação da posse, mas a atual mandatária recusou.

LISTA DE PENDÊNCIAS

Diretor executivo
O Flamengo está em busca de um nome para comandar o futebol. Felipe Ximenes, do Coritiba, surge como o favorito.

Zinho e Dorival
Somente depois de ter um diretor executivo é que serão definidos os futuros de Zinho e Dorival Júnior. O treinador tem contrato com o clube até o fim de 2013.

Dívida
O Flamengo ainda tem de pagar as parcelas ao Avaí referentes às transferências do zagueiro Renato Santos e do meia Cleber Santana. O clube catarinense chegou a cobrar publicamente o débito.

Parcela
Embora ainda esteja em dia, o Flamengo tem de tomar cuidado para que a parcela do pagamento ao CSKA (RUS) por Vagner Love não vire um problema judicial.

Salário
A atual gestão deixou o mês de outubro atrasar depois de 35 meses pagando em dia. Além disso, há premiações e luvas que não foram quitadas.

Ronaldinho
A audiência de Ronaldinho foi marcada para fevereiro. O jogador deixou o clube alegando que não recebia há quatro meses. Ele cobra na Justiça uma verba superior a R$ 55 milhões de indenização.


Dirigentes da era Marcio Braga voltam na gestão Bandeira de Mello



Mais dois nomes para a nova diretoria já estão decididos e devem ser confirmados nos próximos dias. E, diferentemente da maioria dos outros integrantes, eles já estiveram em algum momento gerindo um setor do clube – ambos na última gestão de Marcio Braga (2004/2009).

Adalberto Ribeiro voltará a ser o vice-presidente jurídico, função exercida atualmente por Rafael De Piro – que ficou famoso por ter dito que havia um exame que comprovava a existência de álcool no sangue de Ronaldinho em um treino do Fla. O segundo nome é o de José Carlos Dias, que foi vice de finanças com Marcio Braga. Ele assumirá a pasta de Fla-Gávea, que era de responsabilidade de Cacau Cotta.

Marcio Braga foi um principais apoiadores da campanha de Eduardo Bandeira de Mello para presidente do Flamengo.




Rapidinhas do Mengão


Eleição Conselho do Fla tem reviravolta

O conselheiro Michel Assef, que até quarta-feira aparecia como favorito para presidir o Conselho Deliberativo do Flamengo, praticamente desistiu de concorrer depois que a diretoria eleita decidiu apoiar Delair Dumbrosck. Com isso, cresceram as chances de o presidente do Conselho Fiscal, Leonardo Ribeiro, lançar candidatura, ainda que para marcar posição. O atual presidente Silvio Capanema, apoiado por Patricia Amorim, não deve concorrer.

Primeiro ato   
Um dos projetos iniciais do futuro vice-presidente de Planejamento e Marketing do Flamengo, Luiz Eduardo Baptista, é cadastrar cerca de 3 milhões de torcedores rubro-negros. Baptista pretende usar o cadastro em futuras negociações com possíveis. Baptista também tem como meta fechar dois contratos de patrocínio no ano que vem.

Aceitou    
O ex-candidato a presidente Ronaldo Gomlevsky aceitou o convite de Flávio Godinho, provável vice de Futebol do Flamengo, para integrar o futuro conselho gestor. Esse grupo será formado para ajudar a diretoria a tomar decisões e também responsável para analisar os projetos e dar sugestões para a melhoria do clube.

Sansão
“A Chapa Azul não entendeu a mensagem das urnas. Os sócios querem mudança. Delair não é mudança”, Cesar Sansão, conselheiro do Flamengo, criticando a aliança entre a diretoria eleita e o ex-presidente.

Prioridade de Patricia, CT chega ao fim da gestão com obra quase parada


 
estagnado (André Durão / Globoesporte.com)Patricia Amorim deixará a presidência do Flamengo em 31 de dezembro sem ter conseguido concluir as obras da parte principal do Ninho do Urubu. Ao longo de 2012, muitos foram os prazos e os problemas para cumpri-los. Quando a maquete do CT foi apresentada, em maio do ano passado, a previsão de término dos módulos 16 e 17, destinados ao futebol profissional, era de 12 meses. Depois, com a necessidade de fazer alterações no projeto original, a estimativa pulou para julho ou agosto. Por fim, a ideia era inaugurar as instalações em dezembro, para que a pré-temporada pudesse ser realizada por completo no centro de treinamento, mas a dura realidade financeira do clube comprometeu o avanço e praticamente parou as máquinas.

Os alicerces de dinheiro ficaram abalados por conta de penhoras por falta de pagamento de impostos de 2007, 2008 e 2009. Cerca de R$ 20 milhões estão retidos. O aperto tem reflexo direto nas obras. Além de atrasos nos pagamentos da empreiteira, o clube teve dificuldades para quitar o aluguel de contêineres e chegou a devolver os que não estavam sendo utilizados. O número de funcionários que trabalhavam no dia a dia foi reduzido numa política de corte de gastos.

Segundo o vice-presidente de patrimônio Alexandre Wrobel, responsável por conduzir as obras, o ritmo da construção caiu em 70% nos últimos quatro meses. Sem verba, não havia nada a fazer.

- Estamos finalizando a gestão com quase 80% das obras civis dos dois módulos concluídas. O ritmo vinha forte até julho. A partir de julho, em razão das dificuldades financeiras, o fluxo diminuiu, o ritmo da obra caiu. Hoje está bem mais lento. Como a questão financeira começou a apertar, passei a deixar de fazer algumas contratações, de comprar material, a gente deu uma segurada. Estamos pagando o que estamos devendo. Com mais quatro meses de obras com o fluxo normal, eu acredito que os módulos 16 e 17 estarão prontos.

flamengo obras no ninho do urubu (Foto: Janir Junior/Globoesporte.com) 
Ritmo das obras do CT caiu mais da metade no segundo semestre (Foto: Janir Júnior/Globoesporte.com)

Com a derrota de Patricia Amorim na tentativa de reeleição, o presidente eleito para comandar o clube no próximo triênio, Eduardo Bandeira de Mello, terá de conduzir a conclusão do projeto com sua equipe. Wrobel já iniciou a transição e fez contato com Rodolfo Landim, que assumirá a sua pasta.

- Já falei com o Rodolfo Landim, ele está no exterior. É meu amigo, supercompetente. Combinamos de nos encontrar quando ele voltar. Estou em contato direto com a nova gestão. Vou ajudar 100% em tudo. No CT, Morro da Viúva, casa de São Conrado. Estou aqui com um dossiê prontinho – disse Wrobel.

Wrobel estima que até agora foram investidos cerca de R$ 7 milhões na construção dos módulos 16 e 17 do CT. Numa parceria, a Brahma investiu cerca de R$ 3 milhões para fazer o campo 5 – onde o time profissional treina atualmente – e também ajuda na parte de mobília e decoração do bloco 17. Mas para evitar problemas como o enfrentado por conta de penhoras, a empresa injeta o dinheiro sem que passe pelas contas bancárias do clube.

O vice de patrimônio explica que a intenção, caso Patricia fosse reeleita, era retomar o ritmo normal da obra a partir do próximo mês.

- A situação financeira seria regularizada a partir de janeiro. Foi o que o departamento de finanças me passou. Poderíamos voltar a dar um ritmo mais forte, aí estaríamos entregando os dois módulos em maio.

A pré-temporada do time, que começa em 3 de janeiro, está prevista para o Ninho do Urubu. Os atletas realizariam todas as atividades no CT, mas dormiriam no hotel que já serve de concentração para o grupo, na Barra da Tijuca, também na zona Oeste do Rio. Com a mudança na presidência, ainda não houve a confirmação do planejamento feito pelo diretor de futebol Zinho.

O módulo do time profissional até ganhou forma, há uma estimativa para ficar pronto, mas a construção do sonho do CT concluído ainda não tem data exata para virar realidade.

Morro da Viúva e mansão de São Conrado

predio Morro da Viuva, sede do Flamengo (Foto: Vicente Seda / Globoesporte.com)
No encontro com Rodolfo Landim, Wrobel também tratará do andamento das negociações para desocupação da sede do Morro da Viúva e do futuro da mansão Fadel Fadel, em São Conrado, que na década de 80 serviu de concentração para Zico, Júnior, Adílio e outras estrelas do Flamengo.

Em janeiro deste ano, o Conselho Deliberativo do Flamengo aprovou a concessão por 25 anos (renováveis por mais 25) da sede do Morro da Viúva para a empresa EBX, do bilionário Eike Batista. A assinatura do compromisso ocorreu em março. O empresário investirá R$ 100 milhões para transformar o sucateado imóvel - em uma área privilegiada da Zona Sul do Rio - em um hotel com instalações quatro estrelas. O edifício Hilton Santos, na Avenida Rui Barbosa (número 170), hoje tem 148 apartamentos com 140 metros quadrados cada. 
Com a reforma, passará a ter 454 quartos. O clube recebeu cerca de R$ 2,8 milhões de adiantamento e receberá cerca de R$ 270 mil mensais ou 2,63% do faturamento bruto - o valor que for maior.

- Fizemos acordo com 90% dos moradores, várias unidades já estão desocupadas e outras estarão sendo desocupadas até o fim do mês. Vão restar poucos moradores. No caso dos que não desocuparem, serão executadas ações de despejo – informou Wrobel.

Ainda de acordo com o vice de patrimônio, pelo acordo com a empresa de Eike Bastista, o Flamengo vai receber R$ 15 milhões quando o prédio do Morro da Viúva for totalmente desocupado. Um dos benefícios do acordo é que, quando o hotel estiver em funcionamento, o clube poderá usar 20 quartos, por duas diárias, como concentração antes das partidas.

Sobre a mansão de São Conrado, o clube busca a regularização fiscal para encontrar uma solução para o imóvel e tenta a Certidão Negativa de Débito (CND). Houve propostas para envolver a casa em uma transação, mas ela continuaria como patrimônio do clube. Uma das ofertas seria para que ela funcionasse como casa de festas infantis. A mansão Fadel Fadel está parada, em péssimo estado de conservação, inabitável e deteriorada. Outra missão para a gestão de Bandeira de Mello.

- Está formatada uma parceria, mas para fazer qualquer transação precisamos da Certidão Negativa de Débito. O clube está buscando essa certidão. O pessoal da Chapa Azul está sabendo. Mantive contato com o grupo que seria parceiro e estão no aguardo. Saindo a certidão, será levado ao Conselho Deliberativo - disse Wroebel.

Casarão concentração Flamengo abandonado (Foto: Janir Júnior / Globoesporte.com) 
Mansão que servia de concentração em São Conrado 



Adriano ainda é jogador do Flamengo e contrato deve ir até o fim sem rescisão



Adriano se despede do Flamengo (Foto: André Portugal)No dia 7 de novembro, o diretor de futebol do Flamengo, Zinho, concedeu entrevista coletiva no Ninho do Urubu afirmando que o atacante Adriano não era mais jogador do clube e que o contrato do atleta com o clube estava rescindido. A partir de então, faltaria apenas ao departamento jurídico resolver a burocracia que envolvia o rompimento. O Rubro-Negro tinha 30 dias para regularizar na CBF a rescisão do jogador, mas isso não aconteceu.

Segundo apuração do LANCE!Net, diante das polêmicas nas quais Adriano se envolvia constantemente e as frequentes faltas a treinos, a diretoria do Flamengo resolveu aliviar a pressão de torcida e imprensa sobre os fatos envolvendo o Imperador e colocou panos quentes na história. Com o contrato terminando no dia 22 de dezembro, os dirigentes rubro-negros decidiram dar a versão da rescisão, mas na verdade optaram pela manutenção do contrato com o atacante até o último dia acertado inicialmente.

A prova disso está no registro da CBF, através do Boletim Informativo Diário (BID). Trinta dias após a saída do Flamengo, o registro 144357, referente ao vínculo do jogador com o clube, sob o contrato 2012000645, continua válido e, na prática, Adriano ainda é jogador do Rubro-Negro. Por outro lado, ele está sem receber os salários desde o início de outubro, quando deixaram de ser pagos os valores referentes aos direitos de imagem, já que ultrapassou na ocasião o limite de três faltas aos treinamentos.

Contrato de Adriano com o Flamengo segue ativo na CBF (Foto: Reprodução/Internet de 7/12/2012)

A reportagem do L!Net tentou entrar em contato durante toda esta sexta-feira com André Galdeano, advogado do Flamengo. Ele pediu para que ligasse mais tarde e não mais atendeu o celular. O vice de finanças Michel Levy, Zinho, diretor de futebol, e Luiz Claudio Menezes, empresário do atacante, não foram encontrados para falar sobre o caso.


O CASO ADRIANO

Rescisão
O Flamengo anunciou a rescisão do atacante Adriano no dia 7 de novembro, através do diretor de futebol, Zinho.

Prazo na CBF
André Galdeano, advogado do Flamengo e responsável pela parte de contratos, informou que o clube tinha 30 dias, a partir da rescisão, para regularizar o rompimento na CBF, fato que acabou não acontecendo.

Contrato até o fim
Com o contrato terminando no dia 22 de dezembro, a diretoria do Flamengo resolveu dar publicamente a versão da rescisão para diminuir a pressão sobre as polêmicas do Adriano fora de campo, mas decidiu manter o contrato até o último dia para se encerrar automaticamente.


sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Indignado, Michel Assef desmente Delair sobre candidatura no Deliberativo



A menos de uma semana da eleição para o Conselho Deliberativo, a disputa nos bastidores do Flamengo fica cada vez mais acirrada. E o conselheiro Michel Assef ficou indignado ao saber que Delair Dumbrosck, candidato apoiado pelo grupo de Eduardo Bandeira, tinha declarado que ele tinha desistido e não faria mais inscrição para concorrer no Deliberativo. Irritado, desmentiu o ex-presidente e afirmou que ainda não decidiu se irá se candidatar no pleito do dia 13.

- Tem muito tempo que eu não falo com o Delair. Isso é uma mentira. Eu não desisti de nada. Não liguei para ele coisa nenhuma. Ainda não me lancei candidato, como eu posso retirar? Estou recebendo diversas ligações, inclusive de mais de 20 grandes beneméritos pedindo para que eu me candidatasse. Eu ainda não decidi. Estou conversando com os meus amigos e vou dar a resposta mais para frente -afirmou Michel Assef ao LANCE!Net.

O nome de Michel Assef aparece com força para a disputa do Conselho Deliberativo, orgão fundamental para governar o Flamengo, uma vez que reformas estatutárias e contratos de patrocínios, por exemplo, têm de ser aprovados pelos conselheiros pertencentes ao CD. Uma chapa formado por ele e Alexandre Wrobel, vice de patrimônio do Flamengo, é considerada favorita se for confirmada. Mas este ainda não confirmou se aceita o não.

Diversas correntes políticas, inclusive a dos ex-presidentes Kleber Leite e Márcio Braga apoiam a candidatura de Assef, considerado importante pela experiência no direito desportivo e para as mudanças necessárias para atualizar o estatuto. Entre os conselheiros, o apoio da Chapa Azul fez Assef repensar a candidatura. Muitos deles estavam convencido de que ele não mais concorreria.

- Eu vou sair como candidato se isso for um consenso. Eu quero unir o Flamengo. Esse cargo não é remunerado, se fosse já teriam muitos querendo - acrescentou Assef.

Embora tenha eleito 120 conselheiros para o Conselho Deliberativo, a Chapa Azul de Eduardo Bandeira, vencedora na eleição para presidente, precisa se articular politicamente caso queira vencer, já que o nome de Delair tem forte resistência de vários conselheiros. Na última eleição do CD, em 2009, 404 votos foram confirmados.

Por conta do clima de entusiasmo que tomou conta do clube com a vitória do grupo dos executivos, o pleito deverá receber entre 500 e 700 conselheiros. Mais de 1500 conselheiros, entre sócios-proprietários, beneméritos, grandes beneméritos e remidos têm condições de voto.

A "guerra" nos bastidores expôs um racha entre os ex-presidentes Márcio Braga e Kleber Leite com a Chapa Azul. Prováveis concorrentes na eleição do Deliberativo, Assef e Delair ainda não se inscreveram para participar da eleição, cujo encerramento será na próxima terça-feira. Marcos Braz e Lysias Itapicurú foram os únicos que registraram chapa.

Caso Assef não se inscreva, Leonardo Ribeiro, presidente do Conselho Fiscal, não descarta participar.

- Até a próxima terça-feira tudo pode acontecer. Se o Michel for de consenso, não vamos disputar. Mas só vamos anunciar nosso apoio no dia 11 - disse Leonardo Ribeiro.

Mais cedo, Delair Dumbrosck confirmou ao LANCE!Net que vai receber apoio da Chapa Azul e ainda afirmou que Assef deveria desistir da eleição:

- Michel Assef me disse que não fará mais a inscrição para concorrer ao pleito, Marcos Braz me garantiu que retirará a candidatura ainda nesta sexta-feira para nos apoiar. O Capitão Léo já teria dito que desistiria de concorrer. Acredito que a eleição será entre eu e o Lysias Itapicurú, mas continuaremos tentando a candidatura única - concluiu o dirigente.


Delair será o candidato da Chapa Azul para o Conselho Deliberativo


O ex-presidente do Flamengo, Delair Dumbrosk, será o candidato da Chapa Azul, do presidente eleito Eduardo Bandeira de Mello, na eleição do Conselho Deliberativo do clube. Ele, que participou ativamente da campanha vitoriosa, deve concorrer com Sylvio Capanema, atual presidente do órgão, e Lysias Itapicurú (Chapa Verde). Capanema, no entanto, ainda não decidiu se tentará a reeleição. Pediu até segunda-feira para anunciar sua posição. A data limite para inscrição das chapas para a eleição, marcada para o dia 13, é a próxima terça-feira.

Caso a composição da eleição se confirme, a Chapa Azul enfrentaria a oposição pela primeira vez depois da vitória sobre Patricia Amorim na eleição presidencial. Capanema teria o apoio das duas chapas derrotadas: a de Patricia e a de Jorge Rodrigues. A eleição do Conselho Deliberativo movimenta o clube, já que ter a presidência do poder é de fundamental importância para a governabilidade do grupo que irá assumir no dia 2 de janeiro.

Com a escolha de Delair pela Chapa Azul, o presidente do Conselho Fiscal, Leonardo Ribeiro, desistiu de concorrer no Conselho Deliberativo - ele não poderá se reeleger no Conselho Fiscal, que terá eleição somente em março. Leonardo Ribeiro explicou o cenário:

- Houve informações contraditórias no início. O grupo novo passou a impressão de que o candidato seria Michel Assef. Em cima disso eu retiraria minha candidatura, pois seria um cara de consenso. Fiquei sabendo que o candidato deles (Chapa Azul) é o Delair. Acho o nome interessante, apesar de sofrer certa resistência, pois poderia fazer algum tipo de revanchismo, o que ele garantiu que não vai fazer. Por outro lado existe o Sylvio Capanema, que ganhou respeitabilidade pelo que mostrou no Conselho Deliberativo e tenta a reeleição. Com a confirmação do Delair pela Chapa Azul, o Marcos Braz deve retirar a candidatura. Dia 11, último dia para inscrição das chapas, vou fazer uma reunião e anunciar o apoio do grupo do Conselho Fiscal – disse Leonardo Ribeiro.

A reportagem do GLOBOESPORTE.COM não conseguiu contato com Marcos Braz para falar sobre o assunto. Já Lysias Itapicurú descartou qualquer aliança.

- Não haverá composição. Vou concorrer de forma independente. As nossas portas estão abertas para o conselheiro disposto a fazer um Conselho novo, moderno, comprometido em modernizar o estatuto do clube.

Já na eleição do Conselho de Adminstração, Maurício Gomes de Mattos tem apoio do Grupo Vitória, que reúne nomes de peso na política do clube, para tentar a reeleição. Adalberto Ribeiro, ex-vice jurídico de Marcio Braga, também está cotado para o cargo de Gomes de Mattos, mas com o apoio de seu grupo ao atual presidente do órgão pode acabar novamente como vice jurídico da nova gestão.


Coisa maldita, ''vasco'', completa três meses sem salários e atletas podem apelar à Fifa


A situação financeira do vasco começa a alcançar níveis alarmantes. O time completa três meses de salários atrasados nesta sexta-feira e já pode sofrer com a ação de atletas insatisfeitos com a falta de pagamento. Os descontentes poderão encaminhar uma apelação à Fifa para conseguir a rescisão de seus vínculos contratuais com a coisa maldita.

A confirmação dos 90 dias de salários atrasados partiu do meio-campista Fellipe Bastos. O jogador esteve em São Paulo na última quinta-feira para a disputa de um jogo beneficente, no Pacaembu. 

Descontente com a forma como o vasco encerrou a temporada nacional, o atleta admitiu que a brusca queda de rendimento na reta final do Brasileiro foi motivada pelo descumprimento dos acordos da diretoria com o elenco.

 "Nós tentamos esquecer, mas a situação fica difícil com o atraso de salários e premiações. O jogador precisa abstrair isso da cabeça, porque atrapalha muito", comentou Fellipe Bastos, em entrevista à Gazeta Esportiva.net. "O vasco tem seus problemas judiciais e de receitas. A gente entende o lado deles, mas todo trabalhador quer receber. O grupo sabe que a diretoria está se esforçando, mas é claro que ficamos chateados com isso tudo."Mesmo com a intenção de permanecer no vasco em 2013, o meia terá o direito de encerrar o seu vínculo com o clube caso os dirigentes não consigam arcar com seus vencimentos. Segundo as leis da Fifa e da Justiça do Trabalho no Brasil, os jogadores que não recebem por três meses podem mover processos para adquirir o direito de negociar com qualquer outra equipe. A medida só não será válida se o clube arcar com os salários previstos na carteira de trabalho.


Troca na presidência emperra renovações de contrato no Flamengo


Zinho pretendia resolver as renovações de contrato de alguns jogadores do Flamengo antes que eles saíssem de férias. O diretor de futebol, no entanto, não conseguiu. Liberados há quase uma semana, os laterais Léo Moura e Wellington Silva, o meia Renato e o volante Amaral aproveitam o período de descanso sem saber o que será da próxima temporada. A vitória de Eduardo Bandeira de Mello na eleição presidencial da última segunda-feira emperra o desfecho das negociações, antes dadas como certas. Representantes dos atletas ainda não foram procurados pela nova gestão. Nem Zinho sabe se ficará no cargo, apesar do desejo do dirigente de trabalhar com a nova diretoria.

A chapa vencedora do pleito deve confirmar Flávio Godinho, executivo da empresa EBX, como gestor do futebol. Ele vai indicar um diretor executivo, o que deve ocorrer na próxima semana. Para esta vaga remunerada, o nome de Felipe Ximenes, atualmente no Coritiba, está no topo da lista.

montagem Flamengo Léo Moura, Renato, Amaral e Wellington Silva (Foto: Editoria de Arte / Globoesporte.com) 
Amaral, Léo Moura, Renato e Wellington Silva aguardam contato da nova diretoria (Foto: Editoria de Arte / Globoesporte.com)
 
Antes da eleição, Zinho disse que os casos de Renato e Léo estavam bem encaminhados e que teriam um desfecho positivo. Ambos têm 34 anos e vínculo com o clube até 31 de dezembro. Há um acordo verbal para que o lateral-direito assine por duas temporadas, enquanto o meia acertaria por mais uma.

Assim como Léo Moura e Renato, outros nove jogadores estão em fim de contrato: o goleiro Marcelo Carné, os laterais Wellington Silva e Magal, o zagueiro Arthur Sanches, os volantes Amaral, Rômulo e Maldonado, o meia Bottinelli (termina em 25 de janeiro), e o meia-atacante Wellington Bruno.

Mesmo com a possibilidade de troca na presidência, Zinho e o técnico Dorival Júnior, que também aguarda uma posição sobre sua permanência, começaram a definir o grupo para 2013. O lateral-direito Wellington Silva e o volante Amaral estão nos planos. A dupla foi informada sobre a opção do clube pela renovação antes das férias. Os contratos de empréstimo chegam ao fim na virada do ano. Ambos terminaram 2012 como titulares. No caso de Wellington, o clube adquiriu uma parte (16%) dos direitos econômicos quando o contratou junto ao Resende, depois do Carioca, e agora tem a prioridade na compra para completar 50%.

- Vamos exercer a prioridade de renovação do Wellington Silva e do Amaral - afirmou Zinho, na última semana de novembro.

A reportagem tentou contato com Zinho, mas seus telefones estavam desligados. O diretor fez uma viagem e só retornará ao Rio nos próximos dias.


Nova cúpula do Fla elenca três nomes para o futebol e inicia negociações


HOME - Felipe Ximenes - Eduardo Maluf - Paulo Pelaipe (Fotos: Divulgação)
   
A escolha do executivo que comandará o futebol do Flamengo na próxima temporada foi centralizada por Flávio Godinho, que será o vice da pasta, e a partir desta sexta-feira o entorno de Eduardo Bandeira de Mello começará a contactar os três nomes elencados para a função: Felipe Ximenes (Coritiba), Eduardo Maluf (Atlético-MG) e Paulo Pelaipe (Grêmio).

O objetivo da nova cúpula é escutar dos dirigentes o que pensam sobre a função no clube e quais estratégias seriam adotadas.

No fim da tarde de quinta-feira, os integrantes da chapa eleita que estão ligados às definições sobre o futebol estiveram reunidos.

A ideia é fechar com o novo profissional até o início da próxima semana para que o presidente eleito, Eduardo Bandeira de Mello, possa anunciar o staff do futebol. Nos últimos dias, os azuis fizeram uma sondagem no mercado sobre os profissionais e como são as relações dos escolhidos no meio.

Nas conversas iniciais, não houve definição de um parâmetro relacionado ao valor que esse profissional receberia no Flamengo. Sem determinar, portanto, um salário padrão, a intenção é estipular um valor a partir dos salários recebidos pelos dirigentes nos respectivos clubes deles.

Nessa linha, Eduardo Maluf é o diretor mais bem remunerado, ganhando no Atlético-MG cerca de R$ 120 mil. O contrato dele vencerá no fim do ano e ele começou a tratar sobre uma possível renovação, ontem, quando o presidente Alexandre Kalil retornou de viagem.

Felipe Ximenes, que recebe aproximadamente R$ 80 mil, e Paulo Pelaipe, cujos vencimentos no Grêmio são de cerca de R$ 75 mil, estão em um patamar mais abaixo.

A Chapa Azul, inclusive, soube que a pedida do dirigente do Coritiba seria aproximadamente entre R$ 150 mil e R$ 200 mil, caso a proposta seja oficializada.

Sem tempo previsto para o término do contrato no clube paranaense, Ximenes mostrou-se receptivo quanto ao convite. Ele, porém, é resistente, ainda, por ter um compromisso com o atual clube, mesmo com o fato de a família estar providenciando a mudança para o Rio de Janeiro.

Paulo Pelaipe, por sua vez, é o nome que tinha mais rejeição.

Declaração é mal vista

As declarações de Dorival Júnior, que disse ter recebido a garantia do presidente eleito de estar confirmado para 2013, causaram um pequeno mal-estar entre os novos responsáveis pelo futebol.

O atual técnico apenas ganhou elogios sobre o trabalho à frente do clube, fato, porém, que foi interpretado pelo técnico, na visão da atual cúpula, como uma análise equivocada sobre a permanência.

O treinador viajou para os Estados Unidos acompanhado da família e o retorno está previsto para acontecer em dez dias. Até lá, é bem provável que o diretor de futebol para 2013 já tenha sido definido. E, portanto, o executivo é quem determinará em decisão com Flávio Godinho quem será o técnico no próximo ano.

É importante lembrar, entretanto, que Dorival Júnior tem contrato até o fim de 2013 e uma saída custaria a rescisão do vínculo.

Zinho deve ter contrato revisto

Caso realmente seja mantido no Flamengo em 2013, Zinho deverá ter o contrato revisto e, consequentemente, os vencimentos. Isso porque ele pode ter uma função distinta no ano que vem.

Atualmente, o diretor recebe cerca de R$ 100 mil e acumula a função de ser o responsável pelas contratações.

Quando foi anunciado em maio por Patricia Amorim, o dirigente disse que não cuidaria dos assuntos de mercado.


Rapidinhas do Mengão

Disputa acirrada no Deliberativo do Flamengo

O grupo de apoio ao presidente eleito Eduardo Bandeira irá rachado para a eleição do presidente do Conselho Deliberativo, no dia 13. O pessoal da Chapa Azul vai apoiar o ex-presidente Delair Dumbrosck, mas os ex-presidentes Kléber Leite e Marcio Braga vão apoiar Michel Assef. Patricia Amorim apoiará Silvio Capanema se este concorrer, ou Michel Assef. A Chapa Azul elegeu 120 conselheiros. A disputa deverá reunir mais do que os 404 eleitores registrados em 2009.

Desculpa
O Flamengo entrou em contato com o presidente da Olympikus, Pedro Grandene, e deixou apalavrado a prorrogação para o o fim de dezembro para o pagamento dos R$ 3 milhões para a rescisão do contrato.  As eleições foram os motivos alegados.  A votação acontecerá logo após esta eleição. A extensão do pagamento ainda precisa ser formalizada, mas o grupo de Eduardo Bandeira já se debruça para analisar o contrato.

Fla vence por um ponto, e Regatas fica com título da Liga Sul-Americana


A missão não era fácil. Com a vitória do Brasília sobre o Penãrol-ARG no primeiro jogo do dia, o Flamengo precisava ganhar do anfitrião Regatas-ARG por 13 pontos de diferença para ser campeão da Liga Sul-Americana pela segunda vez na história. A vantagem de oito pontos no início do quarto período até deu esperança para a torcida rubro-negra, mas ficou por aí. Lutando até o fim, o time carioca venceu por 82 a 81, mas não evitou a festa da torcida argentina em Corrientes.

Com o resultado, Regatas, Brasília e Flamengo terminaram empatados com duas vitórias cada um. Com o tríplice empate, foram considerados apenas os resultados dos jogos entre estas três equipes: Regatas 74 x 61 Brasília; Brasília 85 x 74 Flamengo, além do confronto desta noite. Assim, os argentinos levaram a melhor no saldo de pontos (+12). O time do Distrito Federal teve saldo de -2, e os cariocas ficaram com -10.

Flamengo vence, mas Regatas-ARG fica com título da Liga Sul-Americana (Foto: Divulgação) 
Benite, que fez 21 pontos, tentou comandar reação rubro-negra no fim do terceiro período (Foto: Divulgação)
 
O cestinha da partida foi Quinteros, com 24 pontos. Martinez fez 20, e Meyinsse marcou 18. Do lado do Flamengo, Vitor Benite anotou 21 pontos, Shilton fez 15, e Caio Torres marcou 12 e pegou oito rebotes.

O jogo
Com a necessidade de ganhar por 13 pontos, o Flamengo entrou no jogo mais ligado, abriu 7 a 1 e deu a esperança para a torcida de que o título era possível. Mas não seria tão simples. Empurrado pela barulhenta torcida que lotava o ginásio, o Regatas reagiu rapidamente, chegou a abrir cinco pontos (19 a 14) e terminou o quarto vencendo por 20 a 18.

Regatas x Flamengo (Foto: FIBA)
Logo no início do segundo período, um lance curioso quase causou confusão. Quinteros arremessou dois lances livres no lugar de Romano e irritou os flamenguistas, mas a arbitragem consertou o erro e anulou os pontos. Melhor para o Flamengo, que fez 9 a 1 no começo do quarto para abrir 27 a 21. A vantagem carioca, porém, não durou muito mais uma vez. A equipe de Corrientes novamente ficou na frente, vencendo o primeiro tempo por 37 a 35.

O Regatas voltou melhor do vestiário, e o nervosismo pareceu tomar conta do Flamengo. Com 12 a 4 no início do quarto, o time argentino abriu dez pontos (49 a 39), sua maior vantagem na partida, e o jogo pareceu decidido. Mas o Flamengo não se entregou. Aos poucos, foi diminuindo a distância e empatou em 56 a 56 depois que Benite fez a cesta, sofreu a falta e converteu o lance de bonificação.

O Rubro-Negro queria mais. Novamente em lances livres de Benite, o time brasileiro abriu oito pontos no início do quarto período (66 a 58) e chegou a acreditar no título. Mas a proximidade do objetivo pareceu ser pressão demais. Marquinhos e Duda cometeram duas faltas técnicas em sequência, dando quatro lances livres para Quinteros, que converteu todos. Em mais dois lances livres, Meyinsse colocou os anfitriões na frente (68 a 66). Restava ao Flamengo se despedir com a vitória. E ela veio com 1s7 para o fim, com uma cesta de Shilton que deixou o placar em 82 a 81.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Fla e Coritiba estreiam com empate sem gols no Brasileiro sub-20


Em jogo que teve muitas chances desperdiçadas dos dois lados, Flamengo e Coritiba ficaram no 0 a 0, na noite desta quinta-feira, no gramado artificial do estádio Passo D'Areia, em Porto Alegre, na primeira partida de ambos no Campeonato Brasileiro sub-20. Com isso, o América-MG, que derrotou à tarde o Palmeiras, por 2 a 1, é o líder isolado do Grupo J.

Na segunda rodada, o time carioca enfrentará o América-MG, no sábado, às 17h30m (de Brasília). A equipe paranaense folga e só volta a jogar na terceira rodada, na segunda-feira, também contra o time mineiro, às 15h30m. O Atlético-GO folgou nesta quinta e fará a sua estreia contra o Palmeiras, no sábado, às 15h30m. Todos os jogos desta chave serão realizados no estádio do São José-RS.

Na primeira etapa, o Coritiba teve muito mais presença no ataque, mas esbarrou em dois problemas: a falta de pontaria de seus atacantes e nas boas defesas do goleiro Luan. O Flamengo pouco saiu da defesa e não criu uma oportunidade sequer de gol.

Na etapa final, o Fla melhorou e finalmente teve uma boa chance com Rafinha., mas o atacante rurbo-negro chutou a bola em cima da zaga, aos cinco minutos. O Coritiba tentava manter o domínio do primeiro tempo, mas o adversário era mais eficiente nos contra-ataques e aos 18 quase abriu o marcador com Sartori. Na resposta do Coxa Branca, logo em seguida, Zé Rafael jogou a bola na trave esquerda de Luan, que na etapa final andou dando uns vacilos, mas conseguiu sair de campo sem levar gol.


Delair rebate Capitão Léo: 'Não há candidato de consenso'



Delair Dumbrosck (Foto: Ricardo Cassiano)O ex-presidente do Flamengo e candidato à presidência do Conselho Deliberativo Delair Dumbrosck negou o suposto consenso da nova diretoria do clube em relação ao nome do advogado Michel Asseff para o cargo ao qual concorre. A indicação foi aventada pelo presidente do Conselho Fiscal rubro-negro Leonardo Ribeiro, o Capitão Léo, em entrevista ao LANCE!Net na tarde desta quinta-feira. Dumbrosck reiterou que pretende disputar a chefia do conselho.

- Eu, Delair, desde o primeiro momento estou junto com o grupo na campanha deles (a Chapa Azul, que elegeu Eduardo Bandeira de Mello para mandatário do Flamengo). Coloquei meu nome para apreciação de uma candidatura à presidência do Deliberativo. Mas isso ainda está sendo definido por eles. Desconheço qualquer indicação do Bandeira de Mello em relação a outro candidato - afirmou.

O LANCE!Net consultou Bandeira de Mello, que negou ter indicado o nome de Michel Asseff ou de qualquer outro candidato.


Empresário diz que CSKA quer conversar com Flamengo por Vagner Love


Vagner Love - Flamengo (Foto: Francisco Stuckert)A troca de diretoria do Flamengo pode envolver mudanças em alguns nomes em todo o clube, inclusive no futebol. Mesmo com contrato até o fim de 2015 com o Rubro-Negro, o atacante Vagner Love pode retornar ao futebol russo.

Uma parte da transação para trazer Love do CSKA foi paga à vista pelo Fla e o restante seria quitado em seis parcelas, com vencimento marcado para os meses de agosto e dezembro de cada ano até 2014. O vencimento de agosto foi pago em dia. De acordo com Evandro Ferreira, empresário do jogador, o camisa 99 quer permanecer no Flamengo.

- Não tem nada a ver com a saída da Patricia (Amorim) e a chegada do novo presidente. O CSKA tem o interesse e ainda há essa "dívida" do Flamengo com o clube russo, que ainda está no prazo, não tem nada em atraso. O Vagner não tem interesse em voltar, mas como o valor não foi pago integralmente estamos aguardando a diretoria do Flamengo para se posicionar - afirmou Evandro, em entrevista à Rádio Brasil.

O Artilheiro do Amor chegou ao CSKA em 2004 e foi emprestado ao Palmeiras e ao Flamengo, voltou para a Rússia e depois vendido para o Rubro-Negro, no início deste ano.

- Vagner insistiu para vir para o Flamengo e eles aceitaram por esse carinho que os dirigentes do CSKA têm por ele, mas agora eles têm interesse em tê-lo novamente. Não teve nenhuma proposta do Brasil, mas os russos têm interesse em conversar com o Flamengo - garantiu o empresário.

Outra interesse no futebol russo foi do Rubin Kazan, como revelado por Evandro ao jornal MAIS, na quarta-feira.

- Existiu mais um clube da Rússia, ligaram para saber a situação, mas não fizeram proposta - concluiu.





Flamengo seca o Brasília e encara o Regatas pelo título da Sul-Americana



basquete liga sul-americana Flamengo e Brasília (Foto: Marcelo Figueira / FIBA)
A rodada final da Liga Sul-Americana de basquete, nesta quinta-feira, em Corrientes, na Argentina, terá o Flamengo como o único brasileiro com chance de conquistar o título. Mesmo superando o Rubro-Negro por 85 a 74 na quarta, o Brasília ficou fora da briga, por causa da vitória do Regatas sobre o Peñarol por 65 a 58 no confronto argentino.

Na última rodada, o Brasília pega o Peñarol às 21h10m (no horário brasileiro), e o Flamengo encara o Regatas na sequência, às 23h15m. O SporTV transmite as duas partidas ao vivo, e o GLOBOESPORTE.COM acompanha tudo em Tempo Real. Se o Brasília perder, o Fla precisa de uma vitória simples para levantar a taça. Em caso de triunfo do Brasília na preliminar, o time carioca precisará vencer por 13 pontos de diferença para conquistar o bicampeonato.

O Regatas lidera o quadrangular final com duas vitórias, seguido pelos times brasileiros, que têm um triunfo e uma derrota. O Peñarol perdeu seus dois compromissos e está eliminado. Para o Regatas dar a volta olímpica, basta bater o Fla na noite desta quinta. Para a equipe carioca ficar com o título sem precisar fazer contas, é preciso vencer o rival argentino e torcer por derrota do Brasília - neste caso, Flamengo e Regatas ficariam empatados na liderança, mas os brasileiros venceriam no confronto direto.

Se os dois brasileiros vencerem, haverá um empate triplo com o Regatas, cada time com duas vitórias e um tropeço. A decisão, então, seria no saldo de pontos dos jogos envolvendo as três equipes. O Brasília, com saldo negativo de 2, não teria chance de ficar em primeiro. Para o Flamengo conquistar a taça no empate triplo, será preciso vencer o Regatas por 13 pontos de diferença. Ou seja, o time da casa pode colocar a faixa de campeão no peito até mesmo com uma derrota para o clube da Gávea.

O técnico do Flamengo, José Neto, lamentou os erros contra o Brasília, já que a vitória na quarta-feira deixaria o time em situação bem mais confortável na rodada final.

- Cometemos muitos erros, 20 no total, o que impediu nossa vitória. O Brasília controlou o jogo e isso acabou sendo fatal para a gente. Agora é esfriar a cabeça e pensar na partida de quinta. Ainda não tem nada definido, como também não teria se tivéssemos vencido. O título vai ser decidido na rodada de quinta. Será um jogo duríssimo, contra uma equipe muito bem montada, que estará em casa - afirmou Neto.

Veja os jogos do quadrangular final:

Flamengo 79 x 78 Peñarol
Regatas 74 x 61 Brasília

Brasília 85 x 74 Flamengo
Regatas 65 x 58 Peñarol

21h10m - Peñarol x Brasília
23h15m - Regatas x Flamengo



Veja a posição do seu time no somatório das dez edições do Brasileirão por pontos corridos


A Série A do Campeonato Brasileiro completou este ano a 10ª edição no sistema por pontos corridos. Desde 2003 as equipes disputam o mesmo número de partidas dentro da competição, o que nos possibilita formar um ranking com o somatório dos pontos. São 39 os times que disputaram pelo menos uma edição. Destes, apenas seis conseguiram jogar todas. Confira abaixo a soma de pontuação e a média de pontos:

De cenário confuso pode surgir consenso para Deliberativo do Flamengo


Leonardo Ribeiro Flamengo (Foto: Felippe Costa/Globoesporte.com)
A data limite para inscrição das chapas para a eleição no Conselho Deliberativo, marcada para o dia 13, é a próxima terça-feira. E o possível candidato mais temido pelo grupo que venceu a eleição presidencial no Flamengo é o atual presidente do órgão, o desembargador Sylvio Capanema. Ele, contudo, ainda não decidiu se tentará a reeleição. Pode haver uma chapa de consenso, mas o momento é confuso.

Na noite de quarta-feira, em reunião do grupo Vitória - que reúne nomes de peso na política do clube - na casa de Hélio Ferraz, em Ipanema, indicou que Michel Assef e Alexandre Wrobel poderiam compor uma chapa com apoio dos três grupos que concorreram à presidência. Porém, as informações são desencontradas, já que a Chapa Azul sinaliza que apoiará Delair Dumbrosk, que participou ativamente da campanha vitoriosa. O nome de Gilberto Cardoso Filho também foi sugerido pelos integrantes do Vitória para receber apoio da nova gestão no pleito. Vice geral de Bandeira de Mello, Walter D'Agostino afirmou que "nada está definido".

Ferraz explicou que, na reunião, ficou decidido apoio à reeleição de Maurício Gomes de Mattos no Conselho de Administração. Adalberto Ribeiro, ex-vice jurídico de Marcio Braga, estava presente. Também está cotado para o cargo de Gomes de Mattos, mas com o apoio de seu grupo ao atual presidente do órgão, pode acabar novamente como vice jurídico da nova gestão. Até o novo presidente Eduardo Bandeira de Mello esteve na casa de Hélio Ferraz, mas segundo o anfitrião, ele deixou o local antes que o debate sobre quem receberia o grupo no Deliberativo viesse à baila.

- O Eduardo esteve lá, mas saiu antes. O grupo Vitória decidiu apoiar o candidato que o grupo do Marcio Braga indicar, e tudo aponta para o Michel Assef. Mas não sei afirmar se está decidido de fato - explicou.

Michel Assef confirmou as conversas para que seja lançado como candidato de consenso e diz que está disposto a ocupar o cargo.

- Está havendo uma articulação nesse sentido. Sou um soldado do Flamengo,. Estou sempre à disposição para qualquer coisa. Se me chamar para varrer a casa, eu vou. Sou dirigente há mais de 40 anos, já fui presidente do Conselho de Administração duas vezes, já fui vice geral, vice jurídico, vice de relações externas, já fui tudo. Para o que precisarem, estou aí - afirmou.

O desembargador Walter D'Agostino, vice geral de Bandeira de Mello, afirmou ter sido o porta-voz do grupo Vitória e ressaltou que nada está decidido. Segundo ele, foram oferecidos dois nomes para receber apoio da nova administração: Michel Assef e Gilberto Cardoso Filho.

- Não tem nada definido, eu fui o porta-voz e levei esses dois nomes, decididos na reunião. Mas está tudo indefinido ainda - disse o desembargador, que foi presidente do Deliberativo na gestão de Marcio Braga.

Patrícia Amorim e Marcos Braz no Flamengo (Foto: Globoesporte.com)Patrícia Amorim e Marcos Braz no Flamengo
 
Além de Ferraz, Braga, Bandeira de Mello e Adalberto, outros nomes de peso da política rubro-negra participaram da conversa. O ex-presidente Kléber Leite não pode comparecer, mas participou em conferência por telefone. Também estiveram por lá o ex-chefe de gabinete de Braga, Octamyr Andrade, o vice geral de Bandeira de Mello, Walter D'Agostino, e Gilberto Cardoso Filho.

Sylvio Capanema não confirmou nem desmentiu que será candidato. Pediu até segunda-feira para anunciar sua posição. Em rápida conversa por telefone, ele evitou se alongar no tema, limitando-se a dizer que ainda não sabe se concorrerá pois há conversas no sentido de lançar um candidato de consenso.

- Na segunda-feira poderei dizer algo mais concreto, pode haver algo de consenso, ainda não sei dizer - desculpou-se.

Walter D'Agostino, candidato a vice-presidente geral  chapa azul do Flamengo (Foto: Vicente Seda / Globoesporte.com)Walter D'Agostino, novo vice geral do Flamengo
 
Wrobel, por sua vez, afirmou que soube da possibilidade recentemente e pediu tempo para falar a respeito. Outro possível candidato ao Deliberativo, o atual presidente do Conselho Fiscal, Leonardo Ribeiro, garantiu que, caso se confirme a chapa de consenso com Assef e Wrobel, retirará imediatamente a sua candidatura - ele não poderá se reeleger no Conselho Fiscal, que terá eleição somente em março. Lysias Itapícurú e Marcos Braz já confirmaram que concorrerão. O segundo afirmou que não estará lá para "obstruir o mandato, apenas para cumprir à risca o estatuto e dar sustentação ao projeto do novo presidente do clube". Leonardo Ribeiro, por sua vez, explicou o cenário:

- Eu seria candidato, mas comuniquei que se aparecesse uma chapa única, retiraria a minha e o Conselho Fiscal apoiaria. Sugerimos o Wrobel, o grupo vencedor da eleição presidencial indicaria o Michel, e com isso ele conseguiria unanimidade dos ex-presidentes, teria 22 dos 28 grande beneméritos, e o apoio de todos os conselhos, porque o Capanema também passaria a apoiar. A informação que tenho é de que o Bandeira saiu da casa do Hélio apoiando o Michel Assef.

Enquanto o desenho da eleição no Conselho Deliberativo, marcada para o próximo dia 15, não toma uma forma definitiva, o confuso esboço traçado para o pleito tem de ser finalizado nos próximos dias. Apesar da proximidade de Patrícia Amorim com os filhos de Assef - Michel Assef filho era o candidato à presidência da Assembléia Geral na sua chapa, e o também advogado Marco Aurélio Assef vem defendendo o clube em várias frentes -, Michel Assef, o pai, teria votado na Chapa Azul. A eleição movimenta o clube já que ter a presidência do órgão é de fundamental importância para a governabilidade do grupo que deverá assumir no dia 2 de janeiro.



Flamengo ainda deve salário de outubro e bicho aos jogadores


Os jogadores do Flamengo entraram de férias no último sábado sem que a promessa de que receberiam o salário de outubro e alguns prêmios atrasados fosse cumprida. Nesta quinta-feira, a pendência em relação ao ordenado chega a 11 dias, já que o pagamento deveria ter ocorrido no dia 25 de novembro. Além disso, o departamento financeiro ainda não resolveu pendências em relação à quitação de R$ 30 mil de bichos atrasados por atleta.

No fim do mês passado, Zinho reconheceu a dívida e disse que esperava que os valores fossem pagos antes do último jogo pelo Brasileirão, contra o Botafogo, no dia 2. A expectativa do diretor de futebol não se confirmou. O atacante Vagner Love, um dos líderes do elenco, chegou a conversar com a presidente Patricia Amorim sobre o atraso nas premiações.

O GLOBOESPORTE.COM não conseguiu contato com o vice de finanças do Rubro-Negro, Michel Levy, para falar sobre o atraso nos pagamentos. A presidente Patricia Amorim, no entanto, garante que vai resolver.

Derrotada na eleição da última segunda-feira, ela quer cumprir seu mandato no mês de dezembro para acompanhar os diversos setores - financeiro, jurídico, esportes olímpicos - que estão em fase de produção e conclusão de relatórios dos três anos de sua gestão. Nesta quinta-feira, Eduardo Bandeira de Mello foi à Gávea e deu início à transição na pasta de finanças.

Segunda parcela do Direito de Arena

Nesta quinta, o Sindicato dos Atletas de Futebol do Estado do Rio de Janeiro repassou aos jogadores o dinheiro da segunda parcela do Direito de Arena, que é parte da renda negociada pelos clubes para transmissões de eventos esportivos do qual os atletas participem. O pagamento é referente ao segundo turno do Campeonato Brasileiro.


Novo presidente vai à Gávea e dá início à transição na pasta de finanças


Partricia Amorim Eduardo Bandeira de Melo eleições Flamengo (Foto: Fernando Azevedo / FlaImagem)
O futuro do Flamengo já começou. Nesta quinta-feira, Eduardo Bandeira de Mello foi pela primeira vez à Gávea como presidente eleito do Rubro-Negro. Acompanhado por Wallim Vasconcelos (diretor geral) e Rodrigo Tostes (vice de finanças), Bandeira se encontrou com Patricia Amorim e deu início efetivamente ao processo de transição. O encontro - com as primeiras ações em conjunto entre a atual gestão e seus sucessores - transcorreu em clima amistoso e de extrema tranquilidade.

A nova gestão começou a análise justamente por uma das grandes preocupações do clube: a pasta de finanças. Os diversos setores do Flamengo - financeiro, jurídico, esportes olímpicos, patrimônio... -  estão em fase de produção e conclusão de relatórios dos três anos de gestão de Patricia Amorim.

Os documentos, juntos com outras análises da gestão de Márcio Braga (2007-08-09) serão repassados para a nova presidência, que assumirá oficialmente o Flamengo no dia 2 de janeiro.

- Quero fazer a transição da melhor forma possível, espero que as pessoas tenham a mesma conduta comigo. Isso é importante. Mas, em princípio, quero ficar até o fim – afirmou Patricia Amorim, antes mesmo do encontro desta quinta-feira.

Além da transição presidencial, Eduardo Bandeira de Mello também deu início às tratativas no departamento de futebol. O presidente eleito telefonou para Dorival Júnior e Zinho nesta quarta-feira. Pelo telefone, Bandeira disse ao técnico e ao dirigente que aprovava o trabalho da dupla, e deixou encaminhada a permanência de ambos, mas não bateu o martelo.

A definição só acontecerá quando for anunciado o novo diretor-executido do departamento de futebol, que deverá ser escolhido até a próxima semana.

Dorival, porém, se precipitou e deu como certa a permanência em 2013. Logo, depois, o técnico se explicou melhor e disse que nada estava definido.


Museu Flamengo convida torcedores para exposição


O Museu Flamengo ainda não está totalmente concluído, mas suas portas já estão abertas para os rubro-negros. Situada no primeiro andar de onde futuramente estarão as instalações definitivas do ‘templo da história do Mais Querido’, na Gávea, a exposição "Um Museu em construção" dá um aperitivo do que os torcedores do clube e os amantes do futebol verão em breve.

O público em geral pode visitar a mostra, aberta todos os dias: de segunda a sexta, das 9 às 18h, e aos sábados e domingos, das 10 às 16h. Além disso, quem visitar a exposição poderá conferir como será monumental o Museu Flamengo, que teve suas obras civis já finalizadas.

Diariamente, às 11 e às 15h, haverá visitas guiadas, com palestra sobre a exposição e demais informações sobre o acervo de mais de 7.100 peças que estão sendo preparadas e catalogadas para a abertura oficial do Museu Flamengo, prevista para maio de 2013.

As escolas, turistas e grupo de pessoas que quiserem conhecer a exposição com visitação orientada podem entrar em contato com a administração do Museu e agendar dia e horário da visita pelo telefone (21) 21590112.
 
 
 
 
 

Nova direção do Flamengo liga para Zinho, que passa sete negociações




Dorival Jr e Zinho - Flamengo (Foto: Paulo Sérgio)Os telefonemas de Eduardo Bandeira de Mello e do staff dele para Zinho e Dorival Júnior nos últimos dias não serviram apenas para conversar com o dirigente e o técnico sobre 2013, mas também para avançar no planejamento para próxima da temporada.

Flávio Godinho, que deverá ser o vice de futebol, foi quem tomou à frente dos contatos. Ele recebeu todas as informações levantadas por Zinho e Dorival sobre o atual grupo e quais eram os planos, até antes da eleição, para o ano que vem.

A nova cúpula de futebol do Flamengo teve acesso às sete operações que foram iniciadas por Zinho para reforçar o elenco. Desse total, entre quatro a cinco reforços seriam para assumir a condição de titular. Os nomes, agora, serão avaliados pela direção.

As conversas com os jogadores pretendidos não estão avançadas. Zinho e Dorival Júnior trabalham desde novembro com essas possibilidades e os contatos prévios realizados pelo diretor foram para avaliar a situação desses atletas e saber a viabilidade de uma possível transação para 2013.

Paralelamente, o entorno de Bandeira de Mello trabalha para contratar um jogador renomado, mas não confirma nomes. No dia da eleição, integrantes da Chapa Azul que ocuparão algum cargo na nova diretoria foram perguntados sobre a chance de Kaká ser o astro, mas a resposta deles foi evasiva.

– Eu quero uns dez reforços de peso para o Flamengo, mas não vamos antecipar nomes e incorrer no mesmo erro da (antiga) diretoria. Só vamos anunciar qualquer nome quando a operação estiver finalizada – disse, na segunda-feira, Luiz Eduardo Baptista, que será o vice de marketing do Rubro-Negro.

Ximenes e Maluf têm preferência

O novo presidente do Flamengo quer definir até semana que vem, quem será o responsável pelo futebol do Flamengo em 2013. Da lista com quatro nomes avaliados, dois têm a preferência: Felipe Ximenes, do Coritiba, e Eduardo Maluf, do Atlético-MG, polarizam a disputa.

O diretor do Coxa, apesar de ser receptivo ao convite, tem uma relação estreita com o presidente do clube paranaense. Tanto que o vínculo dele não tem prazo para encerrar.

– Qualquer profissional é muito pequeno em relação ao Flamengo. Mas trabalho no Coritiba, tenho orgulho por estar lá. Acho que não seria ético ficar falando desse assunto. Meu contrato com Coritiba tem data de início, mas não tem data final – disse.

O dirigente atleticano, por sua vez, aguarda por uma reunião com o presidente do Galo, Alexandre Kalil, prevista para acontecer nesta quinta-feira, para decidir o futuro.

Com o contrato se encerrando no fim desta temporada, Eduardo Maluf ainda não acertou bases para uma eventual renovação. O mandatário alvinegro retornou quarta-feira à noite de Buenos Aires e só a partir desta quinta definirá a situação do dirigente.

Maluf foi sondado duas vezes durante a gestão de Patricia Amorim para ser o executivo de futebol do Flamengo.

Impasse com a Adidas

A estratégia de vender cotas dos espaços da camisa do Flamengo proposta pela Chapa Azul esbarra no interesse da Adidas de permitir até dois patrocinadores.

Apesar de o contrato precisar ser votado no Conselho Deliberativo ainda este ano, essa questão terá de ser revista entre as partes.

A multinacional determinou que a marca do Unicef continuará no uniforme. Restariam para ser comercializados, então, o espaço para o patrocinador master e uma outra propriedade a ser definida pelo próprio Flamengo.

Além dessa imposição, a Adidas não gostaria que houvesse um revezamento entre as marcas no espaço nobre do mercado para não prejudicar a linha de produção.

A empresa considera que por ter de confeccionar as camisas para atender o mercado mundial, o revezamento dos patrocinadores e a consequente mudança do slogan no uniforme poderiam prejudicar o abastecimento das lojas.

O Banco BMG não deve renovar o contrato com o Flamengo.





As 20 maiores médias de público do brasileirão




info - Média de Público, Numerologos  (Foto: Editoria de Arte / Globoesporte.com)

Fla é superado pelo Brasília, mas segue na briga pelo título



Os duelos entre Brasília e Flamengo no basquete nunca são simples. E na noite desta quarta-feira não foi diferente. Em uma partida com reviravoltas e emoções até o fim, o time do Distrito Federal soube ser superior no momento decisivo. Com uma sequência de 11 a 0 nos últimos 2m30s de jogo, a equipe brasiliense venceu por 85 a 74 pela segunda rodada do quadrangular final da Liga Sul-Americana, mas, com a vitória do Regatas-ARG sobre o Peñarol-ARG por 65 a 58, acabou eliminada pelo critérios de desempate. Apesar da derrota, o Rubro-Negro segue com chances de levar o título em Corrientes, na Argentina..

basquete liga sul-americana Flamengo e Brasília  (Foto: Marcelo Figueira / FIBA) 
Nezinho tenta partir para cima da marcação de Kojo contra o Flamengo (Foto: Marcelo Figueira / FIBA)

A última e decisiva rodada do quadrangular final acontece nesta quinta-feira. Às 21h10m (de Brasília), o Brasília encara o Peñarol. Em seguida, às 23h15m, o Flamengo enfrenta o anfitrião Regatas. Em caso de empate na classificação entre duas equipes, o que vale é o confronto direto. Se o empate for triplo, o título será decidido no saldo de pontos apenas nos jogos entre as três equipes.

Por isso, o Brasília não tem mais chance de título, mesmo em caso de empate triplo, por ter perdido para o time de Corrientes por 74 a 61. Para o Flamengo, as contas dependerão do duelo entre Peñarol e Brasília. Se o time argentino ganhar, basta uma vitória simples para o Rubro-Negro ficar com o título. Em caso de triunfo brasiliense, o Fla terá que vencer o Regatas por 13 pontos de diferença.

basquete liga sul-americana Flamengo e Brasília  (Foto: Marcelo Figueira / FIBA)
O jogo
O Brasília até saiu na frente, mas quem começou melhor o jogo foi o Flamengo. Com sete pontos seguidos, os cariocas abriram 11 a 4 na metade do primeiro quarto. Os rubro-negros mantiveram o bom ritmo e chegaram a abrir 22 a 11 em bola de três de Benite, mas o time do Distrito Federal fez cinco pontos seguidos para diminuir a diferença antes do fim do período: 22 a 16.

Depois de um início de segundo quarto ruim, com muitos erros dos dois lados, a história do primeiro período acabou se repetindo. Com duas bolas de três de Duda, o Flamengo abriu 11 pontos (36 a 25), mas o Brasília reagiu. Com nove ponto seguidos, foi para intervalo perdendo por apenas um ponto: 40 a 39.

O time do Distrito Federal voltou melhor do vestiário e assumiu a liderança, mas o Flamengo seguiu na briga, especialmente graças a Marquinhos e Caio Torres. Mas o Brasília contou com uma boa atuação de Arthur para abrir 62 a 56 no fim do período.

Mas não seria tão fácil. O Flamengo voltou a se aproximar no placar e o duelo ficou muito disputado, com as duas equipes se alternando na frente do placar. Faltando 2m37s para o fim, Caio Torres empatou o jogo em 74 a 74, e o Rubro-Negro perdeu Olivinha machucado. Mas Alírio respondeu com uma bola de três e Nezinho marcou na infiltração para fazer o Brasília crescer. Nervoso, o time carioca passou a errar muito, e os brasilienses aproveitaram. Em outra cesta de três de Alírio, a diferença chegou a 11 pontos (85 a 74), com 11s para zerar o relógio. O Fla ainda errou seus últimos arremessos.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Dorival recua sobre conversa com Bandeira: 'Nada definido'


Dorival Junior Flamengo (Foto: Aldo Carneiro / Ag. Estado)
Antes de iniciar sua palestra no Footecon, em Copacabana, zona Sul do Rio de Janeiro, Dorival Júnior foi surpreendido pela informação de que o telefonema do presidente eleito do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, havia se tornado público. Aos ser questionado sobre o teor da conversa e da informação de que ficaria no cargo, ele deu a confirmação. No entanto, um comunicado da assessoria da nova diretoria rubro-negra negou o fato, dizendo que Bandeira apenas disse que gostava do seu trabalho e uma decisão seria tomada apenas depois do anúncio do diretor executivo.

Depois da palestra, Dorival recebeu essa informação e preferiu não polemizar. Tratou o caso como uma falha de comunicação, fruto da pressão pelo questionamento.

- Não vejo como exposição. Estou bem tranquilo. Apenas confirmei o que me perguntaram. Chegaram afirmando que já conheciam a notícia. Passar por mentiroso é que é ruim. O presidente (Bandeira) disse que continuava acreditando no nosso trabalho - afirmou Dorival, também se referindo a Zinho, diretor de futebol.

Por enquanto, não há qualquer reunião marcada para decidir o futuro da dupla à frente do futebol do Flamengo. Dorival tem contrato até o fim do ano que vem e suas declarações são sempre pensando no futuro do time, na possibilidade de fazer uma boa temporada.

- Sempre cumpri meus contratos e agora não vai ser diferente. Não há nada marcado (reunião com a diretoria). Vou esperar a volta do Zinho da Índia para fazer algum comunicado. Não deixamos nada definido. No futebol, tudo é natural e vou respeitar qualquer definição, principalmente em um momento de mudança. A questão ainda deve ser confirmada pela diretoria e a presidência. O processo está iniciando e eles têm que nos conhecer melhor - afirmou.