Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 5 de janeiro de 2013

Flamengo e Rondonópolis ficam no zero em estreia na Copa São Paulo


O Flamengo tropeçou no início de sua busca pelo terceiro título da Copa São Paulo de Futebol Júnior e não passou de um empate por 0 a 0 com o Rondonópolis, do Mato Grosso, em jogo disputado na noite deste sábado, no estádio Benedito Teixeira, o Teixeirão, em São José do Rio Preto.

As duas equipes voltam a campo nesta terça-feira, pela segunda rodada do Grupo E. O Rondonópolis vai enfrentar o anfitrião América, às 17h, enquanto o Flamengo pega o Santos-AP, que na estreia foi derrotado pelos donos da casa por 1 a 0.

Uma das surpresas da Copinha em 2012, quando chegou até as oitavas de final e ficou famoso por uma campanha com muitos gols - em cinco jogos, marcou 16 gols e sofreu 17 -, o Rondonópolis entrou em campo com uma escalação teoricamente ofensiva, com três atacantes, e até ameaçou um pouco nos primeiros minutos, especialmente numa cobrança de falta de Alex Bolívia que quase surpreendeu o goleiro Caio. O esquema, porém, era mais defensivo do que parecia: o time se defendia bem e tentava surpreender nos contra-ataques.


O Flamengo, por sua vez, sofria com o gramado muito ruim, cheio de manchas amareladas que pareciam areia, mas na verdade eram veneno contra pragas (segundo os organizadores, combatia ervas daninhas, formigas e cogumelos).

Lance flamengo e Rondonópolis copa são paulo junior (Foto: Bê Caviquioli / Futura Press)Além disso, o time não contava com vários jogadores com idade para a Copinha, como Adryan, que está na seleção sub-20 que disputa o Sul-Americano. O time demorou a entrar no jogo e só criou a primeira chance aos 25 minutos, quando Douglas Baggio cruzou em busca de Renan Donizete, filho do ex-atacante Donizete Pantera, mas o zagueiro Alexandre espanou a bola antes que o "Panterinha" a alcançasse. Aos 33, Renan Donizete conseguiu a finalização, mas o goleiro Anderson defendeu com tranquilidade.

Mais chances perdidas

A melhor chance riubro-negra saiu aos 37 minutos: o goleiro Anderson saiu mal num passe longo e Rodolfo bateu livre para o gol, mas chutou fraco e o zagueiro Fabrício conseguiu afastar. Aos 41, nova bobeada de Anderson, que reteve a bola por mais de seis segundos e foi punido com falta técnica, mas Digão cobrou por cima do gol e desperdiçou mais uma chance para o Flamengo.

 O Rondonópolis voltou mais ligado para o segundo tempo e logo no primeiro minuto reclamou de um pênalti, após um tranco de Rodolfo em Lucas Conrrado, mas o árbitro mandou o lance seguir. Aos 6, Lucas Conrrado teve boa chance, mas chutou à direito do gol de Caio.

O Flamengo respondeu aos 16 minutos: Lucas Conrrado errou ao tentar sair jogando na área e a bola sobrou para Renan Donizete, mas o Panterinha bateu mal, por cima do gol. Aos 19 minutos, Pedrinho, que entrou no lugar de Renan Donizete, cruzou para Lucas Baggio, que cabeceou por cima.

Cãibras e mais cãibras

O jogo seguiu disputado e truncado. Os jogadores do Rondonópolis começaram a sofrer com cãibras, e o Flamengo partiu para cima. Aos 29 minutos, foi a vez de o time carioca reclamar sem sucesso de um pênalti, num lance do zagueiro Felipe sobre Pedrinho. Logo depois, após boa jogada pela esquerda, Rodolfo bateu de esquerda, mas mandou para fora.

Nos minutos finais, virou ataque contra defesa - isso quando não havia jogador do time mato-grossense caído reclamando de cãibras. Sem criatividade ou imaginação e na base da pura vontade, o Flamengo continuou tentando com chuveirinhos para a área, todos rechaçados pela defesa do Rondonópolis.

Na última grande chance, Rafinha recebeu cruzamento da direita, mas errou o chute e a bola saiu. Ainda houve um escanteio cobrado por Michel e tentativas de Adam pela direita, que não deram em nada, e o Rondonópolis saiu comemorando o heroico empate conquistado na noite de Rio Preto.

- Faltou concentração. Nosso time teve oportunidades para fazer o gol, mas não saiu - afirmou o atacante Douglas Baggio.


Nunes pode ser observador técnico do Flamengo


 Nunes, campeão mundial pelo Flamengo em 1981, poderá exercer função de observador técnico no clube. O ex-atacante chegou ir ao Ninho do Urubu neste sábado para  conversar com o vice de futebol Wallim Vasconcellos e com o diretor-executivo Paulo Pelaipe sobre a nova função, mas chegou atrasado. Segundo o ex-jogador, uma nova conversa na próxima segunda-feira poderá definir o acerto.

- Vai ficar a critério deles, estou pronto a ajudar o Flamengo a voltar a ser um papão de títulos. Vou conversar sobre a função que eu vou exercer. Estou disposto a ajudar o Flamengo. Devo ser uma espécie de consultor, posso ir em alguns jogos observar – explicou Nunes.

Nunes, conhecido como o artilheiro das decisões, fez parte da geração mais vitoriosa do Flamengo e foi responsável por dois gols na vitória sobre o Liverpool na final do Mundial Interclubes, em 1981, maior título da história do clube. Além deste título, o ex-jogador foi campeão de quatro brasileiros e uma Libertadores. Ele e Zico apoiaram a Chapa Fla Campeão do Mundo, eleita no pleito para presidente, cujo presidente é Eduardo Bandeira.

- Eu cheguei hoje lá no Ninho do Urubu atrasado e todos já tinham ido embora. Sair de Nova Iguaçu para o Ninho do Urubu com trânsito não é mole – encerrou.

Definição por Carlos Eduardo no Flamengo deve sair até segunda-feira


Carlos Eduardo - Rubin Kazan (Foto: Divulgação/Rubin Kazan)O único jogador ainda não descartado pela diretoria do Flamengo é o meia Carlos Eduardo. Desde o fim de 2012, o empresário Jorge Machado vem conversando com o diretor executivo do clube, Paulo Pelaipe, que espera a liberação do Rubin Kazan (RUS) até esta segunda-feira, para enfim prosseguir com uma negociação para contar com o meia por empréstimo de um ano.

– Acredito que até segunda-feira o clube russo dê a resposta se libera ou não ele para negociar com outro clube – disse o empresário ao LANCE!Net.

Paulo Pelaipe desconversou sobre o assunto, mas não negou que o meia possa acertar com o clube.

– Não tem nenhuma negociação com ele. Até porque não negociamos com jogador impedido. Caso haja essa liberação russa para ele, a história pode mudar de figura e podemos conversar. Mas por ora não tem nada – admitiu Pelaipe.

Inicialmente, os russos pedem cerca de dez milhões de euros (R$ 27 milhões) pela liberação definitiva do meia. Porém, o empresário de Carlos Eduardo trabalha com a possibilidade de ceder o meia-atacante por empréstimo de um ano.



Flamengo consegue oitava vitória seguida e iguala recorde do Brasília


Basquete nbb shiltons flamengo e tijuca (Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo)
Desde a lesão no joelho, Marcelinho Machado teve de se acostumar a acompanhar os jogos do Flamengo do sofá de casa, em frente à TV ou do computador. Neste sábado, depois de abandonar a muleta que o acompanhava desde a cirurgia, o capitão da equipe foi apoiar os companheiros no ginásio do Tijuca. Viu o time passar pelos donos da casa e manter a liderança e a série invicta no NBB, igualando o recorde de oito vitórias seguidas no início de temporada, obtido pelo Brasília na segunda edição do campeonato: 94 a 70 (41 a 31). Com o resultado, o Tijuca, que sofre com lesões de alguns de seus principais jogadores, amargou a 10ª derrota em 11 partidas.

- Estar perto do time ajuda a diminuir um pouco a saudade, a falta que sinto da bola. Já que não posso estar dentro de quadra, ao menos estou por perto. Essa lesão exige paciência, a recuperação é demorada, por isso é bom poder voltar ao ginásio e ver o time jogando bem, ver a torcida lotar as arquibancadas e receber o carinho de todos - disse Marcelinho.

O ala Marquinhos foi o cestinha do confronto com 24 pontos. O ala-pivô Olivinha também se destacou, conseguindo um cduplo-duplo: 16 pontos e 12 rebotes. Pelo Tijuca, o armador Arnaldinho foi o maior pontuador, com 20.

O Flamengo volta às quadras pelo primeiro turno do NBB na próxima quinta-feira, 10 de janeiro, contra o Joinville, às 20h no ginásio do Tijuca Tênis Clube.


                                                                             Shilton enterra na partida entre Flamengo e Tijuca (Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo)

O jogo

O Rubro-Negro não demorou para abrir uma frente confortável. Fez 15 a 5, encontrou pouca resistência do adversário e só permitiu que os anfitriões marcassem 10 pontos no primeiro quarto.  Mesmo número que Marquinhos, sozinho, deu ao Flamengo: 22 a 10.

No quarto seguinte, o Tijuca ganhou fôlego com Arnaldinho. O experiente armador, que ainda se recupera de lesão, chamou o jogo. A equipe também passou a marcar melhor. Do outro lado, o Flamengo pecava na defesa. Com Marquinhos e Kojo no banco, o time comandado pelo técnico José Neto viu a diferença cair para sete pontos (31 a 24). No finalzinho do período, a precipitação ofensiva do Tijuca ajudou a equipe da Gávea, que foi para o vestiário com 41 a 31 no placar.

Basquete nbb marquinhos flamengo e tijuca (Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo) 
Marquinhos foi o cestinha da partida (Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo)

Na volta, com uma postura mais agressiva, o Flamengo retomou o controle do jogo. Olivinha e Marquinhos puxaram os contra-ataques e começaram a minar as forças do adversário. Arnaldinho, que terminou o segundo quarto com 14 pontos, não conseguiu anotar mais do que quatro. Melhor para o Flamengo, que construiu a frente de  67 a 46.

No último período, a ordem de Neto era para que seus comandados não deixassem cair o ritmo. O pedido foi atendido e o time não deu chances para qualquer tentativa de reação do rival. 

- A equipe toda entrou focada. Em alguns momentos da partida tivemos um grande aproveitamento e isso fez o diferencial nesse jogo - afirmou Marquinhos em entrevista à rádio Bradesco Esportes FM.


Aposta na quadra, Sasha passará por testes com seleção de vôlei de praia

Jogadora mirim do Flamengo, Sasha tem tido algum sucesso nas categorias de base de vôlei de quadra. Elogiada por técnicos e convocada para a seleção carioca da categoria, a filha da apresentadora Xuxa Meneghel tenta mostrar que a paixão pelo vôlei não é apenas uma fase. Agora, a menina de 14 anos vai arriscar um outro passo. Pré-convocada para a seleção sub-19 de vôlei de praia, Sasha vai trocar as quadras pela areia para treinar com outras atletas em Saquarema, no centro de desenvolvimento da Confederação Brasileira de Vôlei.

vôlei de praia sasha treino (Foto: Wallace Barbosa / Agnews) 
Sasha treina com amigas na praia em Ipanema (Foto: Wallace Barbosa / Agnews)

Sasha havia sido pré-convocada para um período de testes entre 14 a 19 de janeiro em Saquarema. A CBV, no entanto, mudou a data - ainda não divulgada -, mas confirmou que a filha de Xuxa estará ao lado de outras nove jogadoras durante os treinos da seleção. Em fevereiro do ano passado, a menina apareceu jogando com algumas amigas na praia de Ipanema.

Xuxa e Sasha em Jambeiro (Foto: Reprodução/ TV Vanguarda)

A presença de Sasha na equipe é vista pela CBV como uma forma de aumentar a exposição do vôlei de praia na mídia. Mas não só isso. A confederação entende que a modalidade enfrenta problemas de renovação e, assim, tem selecionado jovens das quadras para períodos de testes na areia em busca de novos talentos para o esporte.

Nos últimos anos, Sasha, mesmo cercada pelos holofotes, tem viajado pelo país com o Flamengo e disputado competições em outros estados. Xuxa, além do pai, o ator Luciano Szafir, costumam prestigiar a filha em algumas das partidas.






                                      Sasha conversa com a mãe em jogo do Flamengo  (Foto: Reprodução/ TV Vanguarda)


Vôlei de praia sasha Reprodução site CBV (Foto: Reprodução / Site Oficial da CBV) 
Nome de Sasha entre as pré-convocadas para período de testes (Foto: Reprodução / Site Oficial da CBV)



Recópia: saiba porque a Record ganhou esse apelido!



Toda emissora de televisão há equipe ou setor de criação, certo? Não é isso que acontece na Rede Record de Televisão. A TV da Barra Funda especializou-se na xérox sem medo de ser feliz. Muitos dos programas da casa tem tom alá Rede Globo. Nós poderíamos relevar, dando a justificativa que tal programa foi inspirado em alguma atração de sucesso de outra emissora, mas a questão não é essa, a Record além de copiar o formato batiza o clone com um sinônimo da original: o Domingo Espetacular e Esporte Fantástico não me deixam mentir.

ImagemAnimados com o sucesso do tradicional Globo Repórter foi criado nos anos 90, melhor, copiado nos anos 90, o Repórter Record, a primeira xerocada da era Edir. Em 2009 e 2010 o jornalístico mais parecia o bandejão requentado com matérias de outros programas. Em 5 de julho de 2010 a alta cúpula da TV de primeira deu fim a atração.


ImagemNo ano de 2004 estreou a maior cópia da Record, o Domingo Espetacular, alusão clara ao Fantástico. Afinal fantástico e espetacular, em sumo, significa a mesma coisa. Na busca de audiência a versão fantástica da TV ligada a Igreja Universal optou por reportagens sensacionalistas, as quais foram amenizadas por Paulo Henrique Amorim, apresentador titular, chamando-as de reportagens dramáticas.


ImagemOutra cópia que vingou, foi à revista eletrônica diária Hoje em Dia, a qual foi buscar na TV Mulher, programa matinal de grande sucesso na década de 80 na TV Globo, inspiração para nova empreitada. A TV Mulher tinha vários apresentadores, cada um era responsável por uma especialidade que ia da moda a culinária. Mesma temática utilizada atualmente no Hoje em Dia.


ImagemEm dezembro de 2005, Casoy foi demitido da emissora sob a alegação de que não se adequava mais aos padrões do jornalismo da Record. Na verdade, Casoy não lembrava o William Bonner (risos). Casoy revidou, dizendo que havia sido demitido por pressão do PT. Em seu lugar, assumiu interinamente Heleine Heringer, a ex-moça do tempo do telejornal nos tempos de Bóris. Pouco menos de um mês depois da demissão de Bóris Casoy, estreava o novo Jornal da Record, apresentado por Celso Freitas e Adriana Araújo (ex-globo, e essa sim parecida com a Fátima Bernardes). Com o casal na bancada, surgiram as cópias no modo de editar as matérias, nas chamadas de reportagens. Mas foi com a entrada de Ana Paula Padrão que a operação “vamos copiar tudo” se intensificou. A parte gráfica foi a mais visível, a cor do logotipo do jornal ganhou azul com tom de vermelho, a mesma usada no Jornal Nacional, os caracteres de identificação dos repórteres e entrevistados recebeu características iguais ao do JN, o que difere são as pontas: as do JN são quadradas, já as do JR são arredondadas. Grande diferença, né leitor? (risos)


ImagemEm 2006 a TV de Edir Macedo, ''o esperto" tentou emplacar a cópia do folhetim adolescente global: Malhação. Daquela vez eles não usaram sinônimo, grande avanço, porém, o contexto não inovava em nada, resultado: fracasso total! A novelinha terminou em junho de 2007 e projeto para o público juvenil só retornou agora com a versão brasileira do seriado mexicano Rebelde.


ImagemDepois de clonar programas na área da dramaturgia e jornalismo, faltava um esportivo. Então, contrataram Mylena Ciribelli, ex-apresentadora do Esporte Espetacular, para comandar um informativo do esporte, até ai tudo bem. No entanto, para surpresa de ninguém, o dominical ganhou o nome de Esporte Fantástico, que inicialmente foi ao ar no mesmo horário do Esporte Espetacular. A audiência foi tão medíocre que o programa Ganhe Mais Dinheiro com Jequiti do SBT com a apresentação da insossa Patrícia Salvador conseguiu ganhar em alguns domingos. O jeito foi tentar a sorte aos sábados à tarde, o IBOPE respirou, e está na grade até hoje.

Imagem Se você faz o estilo de telespectador observador, deve ter percebido que a (fonte) letra amarela usada nos filmes e seriados da Globo, é a mesma usada pela Record, também em filmes e seriados. Sem esquecer das rodinhas que tem o mascote do BBB (o olhinho do BBB), a qual A Fazenda também colocou no mascote do reality.

Infelizmente, a Rede Record de Televisão não cresce inovando, criando; cresce copiando. Assim jamais deixará de ser a mera sombra da Globo. Depois reclamam do apelido carinhoso que ganhou: 

  “R-E-C-Ó-P-I-A”.

Qual será a próxima? 


Rede Globo passa a ser a terceira maior emissora de televisão do mundo

Fla tem primeiro contato com bola, e jogadores brincam com trabalho pesado


Em meio aos puxados treinos físicos nos primeiros dias de pré-temporada, os jogadores tiveram na tarde deste sábado o primeiro contato com a bola. Mas nada que amenizasse os intensos trabalhos comandados pelos preparadores e acompanhado de perto por Dorival Júnior. Os atletas fizeram uma rápida movimentação de dois toques em espaço reduzido. Durante a atividade, Love e Ibson brincaram e pediram que terminasse ali.

- Olha o tamanho da minha coxa, já está parecendo com a do Roberto Carlos – disse Ibson, em referência ao ex-jogador.

Liedson vagner love flamengo treino (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com) 
Liedson vagner love flamengo treino (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)
 
Depois do trabalho na manhã, os jogadores realizaram atividade física sob forte calor na parte da tarde. O regime de concentração em hotel na zona oeste do Rio começou neste sábado. O grupo voltará a treinar em dois períodos no domingo.

O Mengão estreia no Campeonato Carioca dia 19, contra o Quissamã, no Engenhão.

Amaral não polemiza com Wellington Silva: ‘Cada um fala o que quer’


Amaral puxa fila no treino do Flamengo (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)
Na temporada passada, empolgado por defender seu time de coração, Wellington Silva recordava os tempos de torcedor de arquibancada e declarava seu amor pelo Rubro-Negro. O lateral acertou com o Fluminense, disse que agora é tricolor e afirmou que a chance de chegar à seleção brasileira é maior jogando nas Laranjeiras. Companheiro de quarto do lateral no ano passado, Amaral não polemiza, mas garante que cumprirá seu contrato de três anos com o Flamengo.

- Cada um fala o que quer. Ficávamos juntos na concentração, é o pensamento dele, não sei, não posso falar por ele. Estou aqui, sou Flamengo, e vou cumprir meu contrato até o fim – afirmou Amaral.

Amaral, assim como Wellington Silva, era uma das apostas de Zinho para a próxima temporada. O diretor deixou o cargo feliz pela renovação do volante, e triste com a decisão de Wellington Silva, que chegou a falar para o dirigente que permaneceria no Rubro-Negro.

Mesmo com um time ainda sem reforços, Amaral quer deixar o ano que passou para trás, e projeta dias melhores:

- Espero que esse ano possa ser melhor para mim e para o Flamengo, quero corresponder à altura. Conhecemos o grupo, sabemos da força, tenho certeza que a diretoria vai correr atrás das contratações, mas praticamente é a base que disputou o Brasileiro. Faltando 12 jogos para acabar o Brasileiro, tivemos uma crescente. O ano velho ficou para trás, agora é pensar no ano novo – completou o volante.


Flamengo e Brasília ficam no mesmo grupo na Liga das Américas


A Federação Internacional de Basquete (Fiba) divulgou neste sábado os grupos e o calendário da Liga das Américas. A competição terá início no dia 1º de fevereiro e contará com quatro equipes brasileiras. Brasília e Flamengo, responsáveis pela maior rivalidade do país nos últimos anos, estão na mesma na chave. São José e Pinheiros integram as outras duas.

Basquete Flamengo x Brasília NBB (Foto: Fernando Azevedo / FlaImagem) 
Flamengo e Brasília fazem jogo de abertura do Grupo B (Foto: Fernando Azevedo / FlaImagem)

A primeira fase do torneio será disputada em três sedes. Em Guadalajara, no México, o Pinheiros fará sua estreia contra o Lanús, da Argentina. Osos Guadalajara e Bucaneros fazem o jogo de fundo. No dia 8 de fevereiro, em Barquisimeto, na Venezuela,  Flamengo e Brasília fazem o primeiro confronto do Grupo B, que conta ainda com o Guaros de Lara e o Fuerza Regia. O São José será o último representante do Brasil a entrar em quadra. Em Quito, no Equador, no dia 22, terá como adversário o anfitrião Mavort. Capitanes de Arecibo e Pioneros de Cancún completam o Grupo C.

Na primeira fase, os dois melhores de cada chave e os dois melhores terceiros colocados garantem classificação. O primeiro quadrangular semifinal está marcado para o período de 8 a 10 de março. O segundo, entre os dias 15 e 17 do mesmo mês. O Final Four será disputado de 29 a 31 de março.

Confira a tabela da fase de classificação:

Grupo A - sede em Guadalajara (MEX)
1/2 - Lanús (ARG) x Pinheiros (BRA)
1/2 - Osos Guadalajara (MEX) x Bucaneros (VEN)
2/2 - Bucaneros (VEN) x Lanús (ARG)
2/2 - Pinheiros (BRA) x Osos Guadalajara (MEX)
3/2 - Pinheiros (BRA) x Bucaneros (VEN)
3/2 - Osos Guadalajara (MEX) x Lanús (ARG)

Grupo B - sede em Barquisimeto (VEN)
8/2 - Brasília (BRA) x Flamengo (BRA)
8/2 - Guaros de Lara (VEN) x Fuerza Regia (MEX)
9/2 - Fuerza Regia (MEX) x Flamengo (BRA)
9/2 - Brasília (BRA) x Guaros de Lara (VEN)
10/2 - Fuerza Regia (MEX) x Brasília (BRA)
10/2 - Guaros de Lara (VEN) x Flamengo (BRA)

Grupo C - sede em Quito (EQU)
22/2 - Capitanes Arecibo (PUR) x Pioneros de Cancún (MEX)
22/2 - Mavort (EQU) x São José (BRA)
23/2 - São José (BRA) x Capitanes Arecibo (PUR)
23/2 - Pioneros de Cancún (MEX) x Mavort (EQU)
24/2 - Pioneros de Cancún (MEX) x São José (BRA)
24/2 - Mavort (EQU) x Capitanes Arecibo (PUR)


Com 25 jogadores, Fla tem carência de homem de criação e nas laterais


Ainda sem novidade em termos de contratação, o Flamengo deu prosseguimento ao começo de pré-temporada com trabalho físico no gramado do Ninho do Urubu. Dorival Júnior e os preparadores trabalharam com uma equipe de 24 jogadores no campo, sendo que Camacho, que se recupera de cirurgia na artéria vertebral, fez atividade à parte. Ainda fica nítida a conhecida carência que o time tinha em 2012, com a falta de homens de criação. E, agora, também necessidade de reforços para as laterais.

treino Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Flaimagem)
treino Flamengo treina na manhã deste sábado no Ninho do Urubu (Foto: Alexandre Vidal / Flaimagem)
 
No grupo que correu no gramado na manhã deste sábado, apenas Cléber Santana e Thomás são meias de origem. No ano passado, depois de tentativas frustradas de contratar um camisa 10 - Diego e Riquelme foram algumas das cartadas -, o time se ressentiu dessa ausência.

Adryan e Mattheus, que também figuram entre os profissionais, estão com a seleção brasileira que disputará o Sul-Americano sub-20, a partir do dia 10, na Argentina. Os dois seriam outras opções para o meio-campo.

Com a renovação de contrato até o fim da temporada, Léo Moura, que atuou algumas vezes no meio-campo na temporada passada, voltará para a lateral direita. Sem reserva para a posição, João Felipe, dos juniores, foi integrado ao profissional.

Renato e João Felipe, Flamengo (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)
Aos 20 anos, João Felipe era elogiado por Vanderlei Luxemburgo, ex-treinador rubro-negro que levou o jogador para a pré-temporada realizada em Londrina, em 2012. Ele chegou ao Flamengo em 2010, depois de defender o Internacional durante sete anos.

O clube contava com a renovação de Wellington Silva, que acertou com o Fluminense e deixou a lateral direita do Flamengo como mais um problema.

Na lateral esquerda, Ramon segue como primeira - e única - opção de titular e não tem reserva para a posição. Magal, que teve o contrato encerrado no fim do ano, não teve seu vínculo renovado.
Luan, goleiro do juniores, também está trabalhando com o grupo principal.

Jogadores como Maldonado, Bottinelli (que está a caminho do Coritiba), Paulo Sérgio, Magal, Marcelo Carné e Negueba (acertou com o São Paulo) deixaram o clube.

Na temporada passada, Dorival demonstrou contrariedade com o elenco inchado. O treinador chegou a trabalhar com 35 jogadores (38, contando os goleiros) e disse que era impossível administrar um universo tão grande de atletas. O técnico considera 28 atletas o número ideal para ter à disposição.

Neste sábado, o Flamengo volta a treinar no período da tarde e dá início ao regime de concentração da pré-temporada.

Lista de jogadores

Goleiros: Felipe, Paulo Victor e Luan
Laterais: Léo Moura, Ramon e João Felipe
Zagueiros: Renato Santos, Welinton, González, Alex Silva, Frauches
Volantes: Airton, Cáceres, Amaral, Muralha, Luiz Antonio, Ibson, Renato
Meias: Cléber Santana, Camacho (em recuperação de cirurgia), Thomás (Adryan e Mattheus estão com a seleção)
Atacantes: Vagner Love, Hernane, Nixon, Liedson

Os bichados

Histórico de lesões de quarteto deixa preparação física do Flamengo atenta

Concluídos os exames médicos e testes físicos, os jogadores do Flamengo iniciam efetivamente os treinos da pré-temporada neste sábado, no Ninho do Urubu. O técnico Dorival Júnior e o preparador físico Celso de Rezende poderão começar a preparação dos atletas para a estreia no Campeonato Carioca, dia 19, contra o Quissamã. Alguns jogadores terão atenção especial, segundo o preparador. São os casos de Léo Moura, Renato, Liedson e Alex Silva. As lesões e cirurgias enfrentadas pelo trio no ano passado preocupam e exigem cuidados.

MONTAGEM Leo moura flamengo (Foto: Reprodução) 
Léo Moura teve uma série de lesões em 2012 e merecerá atenção especial neste ano (Foto: Reprodução)

Léo Moura, no clube de 2005 e de 34 anos, teve o segundo semestre de 2012 completamente comprometido por lesões de coxa, panturrilha e joelho. Algo inédito na carreira do lateral-direito. Renato tem a mesma idade de Léo e na temporada passada teve de se afastar do time por conta de uma cirurgia no joelho direito, no fim de agosto. Voltou bem para a reta final do Brasileirão e terminou o ano como titular.

O caso de Alex Silva foi ainda mais grave. Após saída conturbada do Flamengo em abril de 2012, o zagueiro foi para o Cruzeiro, mas praticamente não jogou. Depois de três partidas, sofreu uma grave lesão no joelho esquerdo e foi operado. De volta ao Rubro-Negro, se reapresentou na última quinta-feira e foi avaliado pelo médico José Luiz Runco. Ele está apto para começar a pré-temporada com os companheiros.
    
O joelho esquerdo também é a preocupação no caso de Liedson, que também tem 34 anos. O atacante chegou ao Flamengo no segundo semestre da temporada passada. Num primeiro momento, teve de fazer reforço no joelho esquerdo, operado três vezes ao longo da carreira. Os cuidados continuam.  
   
- Alguns atletas precisam de cuidado especial  pelo histórico de lesões. Temos de fazer de tudo para afastar os riscos de novos problemas. Tem o Léo, o Renato fez cirurgia ano passado, a volta do Alex Silva, que também vem de cirurgia de joelho. O Liedson. Atletas que estão mais propensos a essas lesões – disse Celso de Rezende.

Como o departamento de futebol vai montar o elenco do Flamengo durante o Campeonato Carioca, o preparador físico explica que nas primeiras rodadas do estadual a equipe poderá ter trocas mais frequentes entre um jogo e outro.

- O ideal é que você tenha pelo menos 70, 80% do grupo montado desde o ínicio. É importante que o torcedor, a imprensa e a diretoria façam esse tipo de observação. O que pode acontecer realmente aqui é isso, não iniciar o Carioca com a formação ideal. O fator de formação é bastante relevante. Se o grupo for esse que iniciou os trabalhos esta semana, acho que nas três, quatro primeiras rodadas devemos mesclar bastante.

Celso de Rezende viveu uma situação desconfortável após a troca de gestão no Flamengo. Num primeiro momento, o diretor de futebol Paulo Pelaipe trabalhou a ideia de contratar um preparador físico de sua confiança. O profissional seria o novo membro da comissão técnica permanente do clube. A possibilidade de Celso sair colocou em dúvida a permanência de Dorival, já que eles são muito próximos, inclusive na vida pessoal. Dorival pediu, Pelaipe aceitou, e o preparador ficou.

- Vi a informação pela internet durante as férias, o Dorival também estava de férias, nos Estados Unidos, quando nós conseguimos nos comunicar deixei ele à vontade. Apesar de sermos uma equipe, de trabalharmos juntos há muito tempo, existe um respeito muito grande. Existem fatores que influenciam na permanência do próprio Dorival,  como contrato, acredito que multa. A minha maior preocupação foi essa. Não seria pelo fato da minha permanência ou não que ele deveria tomar alguma atitude. Ninguém tocou no assunto (de passar a integrar a comissão técnica permanente), continua normal, falei com o o Dorival e continuaremos da maneira que estava. Foi essa a conversa da diretoria.


-

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Flamengo estreia neste sábado na Copa São Paulo de Futebol Júnior



O Flamengo inicia neste sábado (05.01) a busca pelo terceiro título da Copa São Paulo de Futebol Júnior, também conhecida como Copinha. O Mais Querido do Brasil, que conquistou a competição em 1990 e 2011, entra em campo amanhã, quando enfrenta o Rondonópolis-MT, pelo Grupo E, que ainda conta com América-SP e Santos-AP. A partida está marcada para às 21h (de Brasília), no estádio Benedito Teixeira, em São José do Rio Preto. 

Carlos Noval, diretor das categorias de base do Flamengo, está confiante num desempenho positivo da equipe na competição. 

"O conjunto do time é bom. Essa equipe se destaca pela qualidade técnica. O grupo é muito bom", resume Noval.

A Copa São Paulo de Futebol Júnior reúne 100 equipes, que estão divididas em 25 grupos. Após o confronto com o Rondonópolis-MT, o Rubro-Negro enfrenta o Santos-AP (08.01) e, na sequência, pega o América-SP (11.01). A final da Copinha acontece no dia 25 de janeiro.


Rescisão de Bottinelli com o Flamengo deve sair na próxima segunda-feira

A passagem de Bottinelli pelo Flamengo está chegando ao fim. Com contrato até o próximo dia 25, o meia argentino não está nos planos da nova diretoria do clube. Pretendido por quatro clubes do Brasil, o camisa 18 deve ter o vínculo rescindido na próxima segunda-feira.

- Só irei negociar com algum clube quando eu tiver a liberação do jogador em mãos - declarou Jorge Dinatale, agente do jogador.

Segundo apuração do LANCE!Net, o argentino foi procurado pelo Goiás, Vitória, Coritiba e Atlético-PR. Como as propostas saláriais estão bem equiparados, a probabilidade do jogador ir para a cidade de Curitiba é grande, pela proximidade da cidade paranaense com a Argentina.

Bottinelli não se reapresentou junto do elenco rubro-negro, no Ninho do Urubu, para dar início a pré-temporada por conta de um problema de saúde da mulher, que precisou ser operada.

O meia argentino vestiu a camisa rubro-negra 90 vezes e fez 11 gols.



Maracanã: cobertura ganha forma



A estrutura da futura cobertura do Maracanã, que tem forma de uma teia de aranha, já está sendo erguida. Todo o processo foi iniciado no mês de setembro, com a fixação de 60 anéis de compressão de 40 toneladas cada um e a chegada dos cabos tensionados. Após essa fase, alpinistas profissionais terão a responsabilidade de instalar a lona, que vai cobrir cerca de 75 mil dos 78.639 lugares do estádio.

Devido ao perigo de possíveis acidentes, a segurança do trabalho solicitou o adiamento de visitação ao estádio. Contudo, o andamento dos trabalhos pode ser visualizado no site da construtora Odebrecht, que mostra um vídeo online da obra.

Segundo informações do Portal da Transparência na Copa, atualizado pela Controladoria-Geral da União (CGU), o custo das obras do Maracanã (valor contratado) está em R$ 863,4 milhões.

Rapidinha da coisa maldita

Barata, fezes e sujeira recebem o vasco na volta ao trabalho em 2013


sujeira estádio São Januário Vasco (Foto: Gustavo Rotstein / Globoesporte.com)





















A quinta-feira marcou o reinício das atividades no galinheiro do vasco, e foi possível ver que o gramado de São Januário passa por uma reforma para receber as competições de 2013. No entanto, apesar de um mês sem que haja qualquer atividade na principal dependência do clube - a última partida oficial foi vasco x Atlético-MG, no dia 11 de novembro -, ficou marcante o mau estado de conservação e a sujeira do estádio cruz-maltino.

Embaixo das cadeiras sociais era possível ver muito lixo. Nas cadeiras especiais, guimbas de cigarro e baratas eram visíveis. Por todos os lados de São Januário – cadeiras, arquibancada e estacionamento – havia fezes de gato e poeira. Os animais ainda circulavam por todo clube e em alguns locais havia pontos de distribuição de ração para os felinos.





sujeira estádio São Januário Vasco (Foto: Gustavo Rotstein / Globoesporte.com) 
Fezes de gato embaixo das cadeiras sociais de São Januário 

Assim como os jogadores, os funcionários do clube – incluindo os responsáveis pela limpeza – estão há dois meses sem receber salários, além de férias e 13º. Por conta disso, muitos têm dificuldade de se deslocar de casa até  o galinheiro de São Januário.


sujeira estádio São Januário Vasco (Foto: Gustavo Rotstein / Globoesporte.com) 
Barata e sujeira nas cadeiras especiais do estádio

Sporting sonha com o retorno de Liedson, afirma jornal português

 
 
de
saída? (Pedro Kirilos / Agência o Globo)Um dos maiores ídolos da história do Sporting, o atacante Liedson é um dos objetivos do clube português neste início de ano. Segundo o jornal "A Bola", de Lisboa, o jogador do Flamengo já teria sido sondado sobre a possibilidade de voltar ao time lusitano.

O "Levezinho" vestiu a camisa do Sporting entre 2003 e 2011, marcou 174 gols, ganhou duas vezes a Taça de Portugal (2006/2007 e 2007/2008) e até se naturalizou português para defender a seleção do país na Copa do Mundo de 2010.

De acordo com "A Bola", um membro da comissão técnica do Sporting entrou em contato com Liedson e o atacante teria gostado da ideia de voltar ao clube de Lisboa, pois "ainda sente ter condições para corresponder às expectativas" apesar de já estar com 35 anos.

O atleta se despediu do Sporting no início de 2011 para defender o Corinthians, mas trocou o time paulista pelo Flamengo em agosto do ano passado. "A Bola" diz que o clube português tentou acertar com Liedson ainda quando ele deixou o Timão.

Jornal 'Record' descarta interesse

Por outro lado, o diário "Record", concorrente do jornal "A Bola" nas bancas portuguesas, publicou que a contratação de Liedson não está nos planos do Sporting. Uma fonte do clube, sem o nome identificado, teria descartado abrir negociação:

- Liedson deu muito ao clube e faz parte da história do Sporting, mas o seu eventual regresso não foi equacionado e nem sequer é uma possibilidade.


Flamengo diz que vai exercer o direito de compra dos 34% de Wellington Silva


A briga entre o Flamengo e os empresários de Wellington Silva, que se apresentou nesta sexta-feira ao Fluminense, está longe do fim. O clube rubro-negro não venderá sua parte dos direitos do jogador e manterá ação que corre em sigilo na Justiça. O Tricolor fez uma oferta por 50% dos direitos do lateral, enquanto o Flamengo tinha prioridade de compra apenas sobre 34%, em valor acordado na ocasião da chegada dele à Gávea, depois do Estadual de 2012. Sem uma renovação automática com valores pré-estabelecidos, Wellington foi liberado pela Justiça para assinar com os tricolores. O advogado e gestor do futebol do Resende, Alberto Macedo, alega que a razão decisiva para a transferência foi a falta de oficialização de uma proposta ao atleta por parte do Rubro-Negro.

O caso teve interferência direta do empresário Léo Rabello, ex-aliado de Patricia Amorim, mas que rachou com a antiga mandatária na transferência de Thiago Neves para as Laranjeiras, em janeiro de 2012. Ele é o procurador de Wellington Silva. O outro protagonista do caso foi Alberto Macedo, dono da "Gol de Placa", empresa gestora do futebol do Resende. Segundo Macedo, a companhia recebe um percentual pela venda, mas não possui direitos sobre o jogador.


A discussão gira em torno dos direitos econômicos. Após o empréstimo por um ano, o Flamengo, que já detinha 16% do jogador, teria opção de compra de outros 34%, com os 50% restantes pertencendo à empresa de Macedo, gestora do Resende. O clube da Gávea acredita ter exercido essa prioridade no prazo, com uma notificação formal, sendo que o pagamento ainda não foi realizado porque o prazo para a quitação do valor vai até meados de 2013. O diretor executivo de futebol do Fluminense, Rodrigo Caetano, confirmou que o clube comprou 50% dos direitos sobre o jogador e que o Flamengo ainda pode efetuar o pagamento pelos outros 34%.

- Hoje a divisão é essa (50% do Fluminense, 34% do Resende e 16% do Flamengo), mas o Flamengo pode vir a ter 50% se pagar a opção de compra estipulada no contrato anterior. Mas isso não muda a situação dele atual, porque os direitos federativos são do Fluminense. Como ele assinou contrato de trabalho com o Fluminense, os direitos são do Fluminense - explicou o dirigente, descartando a possibilidade de ver cancelada na Justiça a transferência do atleta.

Paulo Pelaipe, diretor executivo de futebol do Flamengo, afirmou que o clube não desistirá dos direitos sobre o Wellington Silva, mesmo atuando no rival. Ele garante que não houve perda de prazo e afirma que o Rubro-Negro terá 50% do jogador quando terminar de pagar pelos 34% sobre os quais tinha prioridade em contrato.

- O Flamengo tem 16% adquiridos e agora vai executar os 34% a que tem direito no contrato. O assunto está no departamento jurídico. Eu só posso dizer o que me foi repassado, pois não fiz nenhum acompanhamento e nem conheço o atleta. O Flamengo vai exercer a compra dos outros 34% do atleta, que serão em cinco parcelas de R$ 200 mil, e o Flamengo já exerceu sua opção. Aí sim, quando terminar de pagar essas parcelas, vai ter 50% do atleta. O Flamengo não perdeu o prazo. A informação é do departamento jurídico.

 Como não havia, contudo, renovação automática prevista em contrato, apenas a compra de direitos, Wellington Silva acabou cedendo à pressão de seus representantes, do clube que o revelou e da segurança que poderia dar a sua família, como admitiu Macedo ao afirmar que a transição política na Gávea, bem como o atraso de salários, tiveram peso na decisão. No dia 28 de dezembro, o advogado Paulo Reis, ex-vice jurídico do  da coisa maldita ''vasco'', que representa o jogador, cassou a liminar conseguida pelo Rubro-Negro na Justiça do Trabalho, na semana anterior. Dessa forma, o lateral ficou livre para acertar com o Tricolor.






Empresa divulga esclarecimento sobre relação com o Flamengo



Assustada com a situação do Flamengo, a nova diretoria contratou uma auditoria para fazer uma análise minuciosa e independente da saúde financeira do clube. A intenção é destrinchar o quadro pessoal, funções, entre outros detalhes da folha salarial do Rubro-Negro. Contratos com empresas também serão analisados. Um deles é o da Braziline, que tem um acordo com o Flamengo para a produção de camisas licenciadas usando o símbolo do time.

Citada pelo GLOBOESPORTE.COM nesta sexta-feira como responsável pelo pagamento de um salário de R$ 10 mil a um funcionário da área de comunicação, demitido na última quarta-feira, a empresa nega e emitiu um comunicado para esclarecer o caso. Na nota, a Braziline explica que os pagamentos não são feitos a funcionários do Flamengo, mas a empresas que emitem notas fiscais. A Braziline mensalmente autoriza o pagamento junto ao clube, efetua e depois desconta do pagamento de royalties, ou seja, quem paga aos prestadores, ainda que indiretamente, é o próprio Flamengo.

O texto confirma que os pagamentos citados na reportagem ocorrem há mais de três anos e que começaram na gestão Marcio Braga/Delair Dumbrosck.

Procurado pela reportagem do GLOBOESPORTE.COM, o ex-presidente Marcio Braga indicou o vice de marketing do seu último mandato para falar sobre o assunto. Ricardo Hinrichsen, por sua vez, disse que desconhece o pagamento a funcionários.

- Eu não tenho conhecimento desse acerto de pagar funcionários da área de comunicação. Ela pagava algumas despesas de verba de ativação de marketing, como quando o mascote precisava se deslocar para o estádio, mas eram sempre valores pequenos. Mas o contrato é bem antigo – disse.

Confira a íntegra do comunicado da Braziline:

"Com relação a citação do nome da Braziline em matéria publicada hoje no site globo.com, nós gostaríamos de esclarecer que:

"- Os pagamentos citados na matéria, acontecem há mais de 3 anos, por solicitação feita ainda na gestão Marcio Braga / Delair Dumbrosck.

"- Os pagamentos não são feitos a funcionários do Flamengo, mas a duas empresas: Felipe Costa Barros Fotografia e FotoBr, que emitem Nota Fiscal contra a Braziline.

"- Todos os pagamentos foram feitos por solicitação do próprio Clube, que negociou os valores e condições diretamente com os prestadores de serviço.

"- A Braziline mensalmente autoriza o pagamento junto ao Clube, efetua e depois desconta do pagamento de Royalties, ou seja, quem paga aos prestadores, ainda que indiretamente, é o próprio Flamengo.

"- Todo processo é formal e regular, e mensalmente a empresa presta contas ao Clube, através dos relatórios de vendas e royalties, descontando do pagamento de royalties os valores pagos às empresas indicadas pelo Clube.

"A Braziline tem 26 anos e é licenciada pelo C.R.Flamengo há mais de 16 anos, tendo sido a pioneira no Brasil neste negócio. Temos mais de dez propriedades licenciadas e prezamos pela ética e transparência em nossas relações. Atualmente contamos com uma estrutura mantida a partir de um sistema de gestão e meritocracia que nos permite crescer de forma planejada. Por tudo isso apoiamos as iniciativas de profissionalização em qualquer âmbito e assim será com esta nova proposta do Flamengo.

"Desta forma nos colocamos à disposição para prestar qualquer tipo de esclarecimento ou informações antes que matérias sejam publicadas colocando dúvidas sobre nosso nome ou conduta."




Paulo Pelaipe mira Corinthians e crê em Flamengo melhor já em 6 meses

Atual campeão da Libertadores e Mundial, o Corinthians já colhe os frutos das suas conquistas. E agora começa a ir além dos títulos. Está conseguindo alcançar o respeito e passou a ser modelo para alguns rivais. Esse é o caso do Flamengo. Novo diretor-executivo do clube, Paulo Pelaipe não cansou de elogiar a estrutura e o planejamento do time paulista. Em entrevista no “Arena SporTV”, Pelaipe reconheceu a mudança feita pela antiga diretoria alvinegra e mantida pelos atuais dirigentes.

- Em dezembro de 2007, a torcida chorava a queda. Em dezembro de 2008, vencia a Série B. Em dezembro de 2012 eles conquistaram o Mundial. A continuidade faz o trabalho dar resultado – elogiou Pelaipe.

Pelaipe falou que o caminho para a transformação do Flamengo é a transparência, especialmente com jogadores e torcedores. Não é possível, segundo ele, contratar jogadores de renome no momento por conta da situação financeira do clube, delicada  já que todas as receitas que entram estão bloqueadas por conta de dívidas antigas. Por isso descartou a chegada de jogadores como Elias, do Sporting de Lisboa, Robinho, do Milan e Eduardo Vargas, do Napoli. Confirmou, também, que o clube ainda deve o salário de novembro e o 13º, mas prometeu novidades antes da estreia do time no Estadual do Rio de Janeiro.

- Teremos três ou quatro reforços para o Estadual. Temos que dar condições ao Dorival, que é um grande profissional. Temos carências, admitimos isso e vamos nos reforçar. Não acredito que o vamos perder jogadores. O Vagner Love já falou que no Brasil só quer jogar no Flamengo. Acredito que deveremos manter esse plantel.

Por fim, ele prometeu que daqui a seis meses os torcedores Rubro-Negros terão um novo time e orgulho de torcer pela equipe.

- Daqui a seis meses, vamos falar de outro Flamengo. Grandes profissionais estão sendo contratados para o clube mostrar a sua força. O nosso projeto é mudar o quadro atual para o torcedor ter orgulho em falar do Flamengo. O torcedor está machucado, mas eles são muito importantes. Precisamos da força deles nesse momento – pediu Pelaipe.

Paulo Pelaipe coletiva Flamengo (Foto: Fernando Azevedo / Fla Imagem) 
Paulo Pelaipe coletiva Flamengo (Foto: Fernando Azevedo / Fla Imagem)

Felipe apoia nova gestão, mas espera semestre difícil: 'Pode ser complicado'


Felipe Flamengo coletiva (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com)
O estilo polêmico passou longe na primeira entrevista de Felipe em 2013. Nesta sexta-feira, o goleiro acompanhou o discurso de Léo Moura e Renato, os entrevistados no dia da reapresentação do Flamengo, e pediu paciência para os torcedores, tanto para aguardar contratações da diretoria quanto para esperar pelos bons resultados em campo. Ele acredita que o início de temporada pode ser de dificuldades, especialmente nas competições que o time vai disputar no primeiro semestre: o Campeonato Carioca e a Copa do Brasil.

- Eles querem o resultado logo, ainda mais vendo que as grandes equipes estão se reforçando, enquanto o nosso torcedor vê que o Flamegno não contratou nenhum atleta. Temos que pedir um pouco de paciência, essa impaciência é normal, tem que saber que é uma diretoria nova, que encontrou mais problemas do que esperava. É um grupo de pessoas que têm sucesso nos seus trabalhos, esperamos que tenham sucesso aqui. Pedimos aos torcedores que confiem um pouco mais nesse elenco, atletas vão chegar. Esse primeiro semestre pode ser bastante complicado, mas que logo, logo vão voltar a ter alegrias com a gente, como já demos. E o futebol é uma caixinha de surpresas. Hoje não tem ninguém, mas amanhã pode chegar. Quando cheguei (fim de 2010), era eu e mais um. Depois vieram Thiago (Neves), Ronaldo (Gaúcho), e foi aquela euforia. Que os torcedores confiem mais, pois vamos nos doar ao máximo, e esperem o que vai acontecer na frente.

Felipe também adotou as mesmas palavras dos companheiros quando o assunto foi o atraso salarial. O clube deve novembro, férias, parte do 13º e férias. O goleiro, novamente, procurou demonstrar paciência. Na reapresentação do elenco, o presidente Eduardo Bandeira de Mello, o vice de futebol Wallim Vasconcellos e o diretor de futebol Paulo Pelaipe disseram que estão empenhados em acabar com as pendências financeiras. Confiante, o camisa 1 ressaltou que a situação não é exclussiva do Flamengo e deu um voto de confiança para a nova diretoria.

- Não é só no Flamengo (que os salários atrasam), você conta nos dedos equipes que pagam em dia. O problema maior é de penhora, tem dinheiro entrando, mas da mesma forma que entra existem pendências dos anos anteriores. Temos de dar um voto de confinça para a diretoria, estão tentando resolver para que a temporada seja melhor que 2012. Não estipularam data, mas nós acompanhamos as notícias, sabemos do negócio com a Adidas, do patrocínio de um posto, ações de marketing. A diretoria está buscando recursos. Não custa nada esperar um pouquinho. É algo chato, mas comum no futebol brasileiro. Daqui a alguns dias o Flamengo pode voltar a respirar (financeiramente) para dar alegria a todo mundo - defendeu.

Devido às dificuldades financeiras, Wallim já avisou que o Flamengo não terá reforços de peso para o Campeonato Carioca, pois primeiro a diretoria quer resolver os débitos com o grupo atual. Felipe apoiou a postura dos dirigentes para não abalar a harmonia no clube.

- Todo clube carece de grandes jogadores. É um momento de transição, uma diretoria nova, muitos problemas. O pensamento é correto de acertar o que tem aqui e depois trazer um jogador de peso. Evita criar um problema, aquela coisa de que tem (dinheiro) para trazer, mas não tem para pagar. Pelo que temos acompanhado, a diretoria vai se esforçar para o segundo semestre. Esse elenco vai se desdobrar na Copa do Brasil e Brasileiro.

Felipe no treino do Flamengo (Foto: Jorge William / Ag. O Globo) 
Felipe acha que Fla poderá passar por dificuldades no primeiro semestre (Foto: Jorge William / Ag. O Globo)
 
 
 

Fla contrata auditoria para desvendar caos financeiro e abrir caixa-preta


Wallim Vasconcellos vice diretor de futebol do Flamengo (Foto: Janir Júnior / Globoesporte.com)
Dívidas milionárias, falta de dinheiro em caixa para fazer grandes contratações, atraso nos salários e outros pagamentos, penhoras que mordem dinheiro novo que entra no cofre do Flamengo, e uma bola de neve de complicações financeiras. A nova gestão se assustou com os problemas e somente nos próximos meses vai tomar conhecimento da real condição do clube. A ideia - discutida já em dezembro - foi colocada em prática e uma auditoria já foi contratada para abrir a caixa-preta. E vermelha. O novo vice-presidente de finanças, Rodrigo Tostes, só deverá se pronunciar sobre a complicada situação depois de ter em mãos um parecer da análise minuciosa e independente que será realizada. Mas alguns casos chamam atenção e causaram espanto à diretoria que assumiu o clube.

Já se sabe que a Gávea tem cerca de 700 funcionários, número considerado muito elevado pela demanda da sede. Através da auditoria será possível destrinchar o quadro pessoal, funções, entre outros detalhes da folha salarial do Rubro-Negro. Demissões já começaram a ser realizadas e alguns pontos de interrogação vieram à tona, como um caso ligado à área de comunicação. Um dos funcionários recebia cerca de R$ 10 mil pagos não pelo clube, mas sim pela Braziline, empresa que tem contrato com o Flamengo para a produção de camisas licenciadas usando o símbolo do Rubro-Negro. Segundo o GLOBOESPORTE.COM apurou, esse valor já era pago na mesma condição a outro funcionário, que também exercia essa função na gestão Marcio Braga/Delair Dumbrosck.
- Está para ser anunciada a auditoria, mas estão sendo definidos os últimos detalhes do escopo e do tamanho do trabalho que será feito. É muito mais um diagnóstico para saber a gravidade da doença e tratá-la, não é um ato de autopromoção para podermos dizer o que fizemos depois - disse o novo vice de administração e tecnologia da informação, Claudio Pracownik, que participa diretamente da contratação da empresa responsável pela auditoria.

Alguns funcionários que foram demitidos no fim da gestão Patricia Amorim tiveram pouco tempo para comemorar os cheques recebidos no momento do desligamento, pois eles não tinham fundos. Cheques emitidos para pagamentos diversos na última semana de dezembro, alguns deles de alto valor, também foram devolvidos na quarta-feira, primeiro dia útil do ano. O departamento financeiro vai passar por reformulação, e pelo menos dois funcionários que trabalhavam com Michel Levy, ex-vice de finanças do clube, serão demitidos nos próximos dias. Em meio ao momento complicado, o clube esperava um depósito de antecipação de direitos para o último dia 31, mas ele não aconteceu.
Mesmo ainda sem ter a exata noção da situação financeira, a nova diretoria trabalha com estimativas bastante pessimistas, com um cenário descrito como o “pior dos mundos”.

Com os adiantamentos e as luvas do contrato de transmissão de jogos feitos por Patricia Amorim, o Flamengo já comprometeu mais de 90% dos seus recursos dessa natureza, restando cerca de R$ 8 milhões dessa verba para 2013. Nesta sexta-feira, o Conselho Fiscal vai emitir um parecer sobre as contas de 2011 ao Conselho Deliberativo.

- Só recomendaremos a aprovação mediante a reclassificação de algumas contas. Será preciso ajustar o resultado do exercício de 2011 e dar baixa nas despesas como, por exemplo, adiantamentos. O Flamengo adiantou verbas para alguns departamentos, chegaram os comprovantes, e agora tem que reduzir o saldo dos adiantamentos do saldo de despesas. Feito isso, a gente recomenda a aprovação.

No balanço de 2011, o valor de adiantamentos ficou fora do padrão histórico do Flamengo, que é de R$ 2 mihões, e chegou a R$ 7 milhões – disse o presidente do Conselho Fiscal, Leonardo Ribeiro.
O mandato de Leonardo Ribeiro termina em 31 de março. Até lá, ele diz que vai conduzir a auditoria do conselho e quer receber detalhes da apuração encomendada pela nova diretoria.

- Eles contrataram uma empresa para fazer o levantamento à parte, mas já existe uma auditoria interna. As contas de 2012 ainda estão sob nossos cuidados, pelo menos até o fim do meu mandato. O primeiro ofício do Conselho Fiscal direcionado para a nova administração vai ser o contrato com essa empresa.

No exercício de 2010, as contas foram aprovadas com ressalvas. Os números de 2012 ainda estão em aberto, mas houve problemas no primeiro semestre, quando a diretoria não emitiu nenhum dos balancetes trimestrais e teve de ser feito, por ordem do Conselho Fiscal, um balanço semestral extraordinário para que os conselheiros pudessem verificar as contas.

Os salários dos jogadores estão atrasados. E isso foi tema do bate-papo entre a nova diretoria e o elenco logo no primeiro dia de contato, na quinta-feira.

- São pessoas novas, sérias, que estão entrando no Flamengo, mas já chegaram com esse trabalho de resolver (atraso de salário). Mas são capacitadas para isso. Jogadores têm que se preocupar dentro de campo, deixar que essas pessoas resolvam essas pendências. Temos de dar esse voto de confiança, acredito que eles vão resolver. É acreditar e esperar que possam solucionar essa pendência do ano passado – disse o lateral-direito Léo Moura.

Mudanças no marketing

O departamento de marketing, um dos pontos que a nova direção quer trabalhar intensamente depois do insucesso na gestão Patricia Amorim, também sofrerá mudanças. Luiz Eduardo Baptista, novo responsável pela pasta e homem-forte na diretoria, está em viagem e na semana que vem providenciará as mudanças.

Com a chegada de Bap, o clube também espera fechar três patrocinadores para a camisa. No planejamento, haverá três cotas disponíveis a R$ 15 milhões. Os patrocinadores passarão por um revezamento quadrimestral de exposição da marca em três locais diferentes do uniforme: ombro, peito e manga. A sugestão inicial do Flamengo é que as empresas assinem contratos por três anos, totalizando R$ 45 milhões por cada uma..

Vice de futebol justifica falta de reforços: penhoras

O torcedor do Flamengo não poderá festejar a chegada de reforços de impacto durante o Campeonato Carioca. O vice de futebol Wallim Vasconcellos avisou que o clube só poderá ter nomes de peso a partir da Copa do Brasil e do Brasileirão. Segundo ele, “três ou quatro atletas” chegarão durante o primeiro turno do Estadual, mas apenas por empréstimo. O dirigente descartou entrar em leilões e anunciou que o Rubro-Negro está fora das tratativas para contratar Nenê, Vargas, Conca e Jorge Henrique, últimas sondagens do Fla. Wallim elegeu o maior vilão do Flamengo no momento: as penhoras. Sendo assim, o plano da nova diretoria é enxugar as despesas e canalizar o investimento em um primeiro momento para o futebol.

- Esse problema da penhora é o maior que temos hoje. Estamos trabalhando com os órgãos públicos, como Ministério da Fazenda, para tentar fazer acordos para as nossas dívidas. Vários acordos foram feitos, mas não foram cumpridos. Vamos reverter isso, o presidente está empenhado com o (departamento) financeiro para saber o tamanho da dívida, renegociar. Vamos ter dinheiro em caixa com patrocínio da Adidas, com patrocinadores, ações de marketing. Os jogadores não têm culpa. 

Nós, teoricamente, não temos culpa, mas vamos ter de matar essa bola no peito. Pedimos um pouco de paciência para eles. O que falamos é que agora começou um novo Flamengo e não teremos atraso de salários. Vamos resolver, e acredito que tenham entendido. O que pedimos é o esforço deles, isso vai nos ajudar a trazer receita para o clube – explicou o vice de futebol.

O Flamengo teve R$ 27 milhões penhorados pela Justiça nos últimos meses por conta de execuções de antigas dívidas com a União, como recolhimento de imposto de renda e contribuição previdenciária do período 2007-08-09. Em recesso, a Justiça volta a funcionar na próxima segunda-feira.