Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 26 de janeiro de 2013

Quem vai parar o basquete do Flamengo?



(Alexandre Vidal - Fla Imagem)
Com o apoio da torcida, o Flamengo fez mais uma vítima neste sábado, em jogo válido pela 18ª rodada do NBB. Em noite inspirada, Olivinha fez 23 pontos e pegou 14 rebotes e foi um dos responsáveis pela vitória do Rubro-negro sobre o Pinheiros por 102 a 85, no ginásio do Tijuca Tênis Clube. Com o resultado, o time carioca ampliou a série invicta para 16 jogos, no melhor início de campeonato da história do Novo Basquete Brasil. Já o clube paulista conheceu a sexta derrota em 17 jogos e caiu da quarta para a quinta posição, com 64,7% de aproveitamento.

Na próxima segunda-feira, às 20h, o Flamengo enfrenta o Uberlândia, no Gínásio Homero Santos, em duelo adiado da quinta rodada. Será o duelo dos dois melhores times da competição. Até aqui, a equipe mineira tem 12 vitórias e quatro derrotas. O Pinheiros, só volta à quadra apenas no próximo dia 7 de fevereiro, às 19h15, contra o Palmeiras, em partida antecipada da 22ª rodada.

Além de Olivinha, quem também brilhou na partida foi o ala Marquinhos. Ele terminou a partida com 22 pontos e 11 rebotes. Curiosamente, os dois jogadores defenderam, justamente, o Pinheiros na última temporada.

Confira os outros resultados deste sábado do NBB:

Brasília 90 x 57 São José
Tijuca 52 x 74 Paulistano
Liga Sorocabana 82 x 76 Vila Velha
Bauru 91 x 59 Minas
Joinville 79 x 67 Suzano
Limeira 75 x 65 Palmeiras
Basquete Cearense 71 x 74 Mogi das Cruzes

Pontos por Quarto:

Flamengo (102) x Pinheiros (85)

 1º - 28 x 18
 2º - 18 x 21
 3º - 28 x 20
 4º - 28 x 26

Veja a classificação e a tabela do NBB


 
CLASSIFICAÇÃO Aprov. P J V D Pró Contra Avg.
1 Flamengo 100 32 16 16 0 1492 1180 1.26
2 Uberlândia 75 28 16 12 4 1331 1229 1.08
3 Brasília 75 28 16 12 4 1398 1265 1.11
4 Bauru 68 27 16 11 5 1326 1162 1.14
5 Pinheiros 64 28 17 11 6 1494 1457 1.03
6 Franca 64 28 17 11 6 1372 1224 1.12
7 São José 58 27 17 10 7 1349 1327 1.02
8 Basquete Cearense 52 26 17 9 8 1319 1322 1.00
9 Paulistano 52 26 17 9 8 1345 1348 1.00
10 Joinville 47 25 17 8 9 1276 1279 1.00
11 Minas 47 25 17 8 9 1386 1419 0.98
12 Limeira 47 25 17 8 9 1405 1357 1.04
13 Liga Sorocabana 47 25 17 8 9 1302 1337 0.97
14 Mogi das Cruzes 35 23 17 6 11 1244 1387 0.90
15 Vila Velha 29 22 17 5 12 1355 1422 0.95
16 Suzano 17 20 17 3 14 1252 1558 0.80
17 Tijuca 11 19 17 2 15 1144 1327 0.86
18 Palmeiras 11 19 17 2 15 1241 1431 0.87


Ridículo, segunda divisão até no basquete!  

Dorival faz cobranças aos atacantes: 'Falou para querer mais', diz Hernane


dorival junior hernane flamengo treino (Foto: Richard Souza)
Depois de apresentar o meia Carlos Eduardo, o Flamengo parte para a contratação de um atacante. A diretoria promete que irá encontrar um substituto para Vagner Love, mas não dá prazo para a chegada do reforço. Como a próxima segunda-feira é o limite das inscrições dos atletas para a disputa da Taça Guanabara, é mais provável que o novo dono da camisa 9 só esteja à disposição no segundo turno. Enquanto isso, Dorival Júnior tem escalado um trio de ataque. Rafinha, Hernane e Nixon foram titulares contra Quissamã e Madureira e serão mantidos no jogo contra o Volta Redonda, neste domingo, em Moça Bonita.

Após o treino da manhã deste sábado, o último antes do próximo compromisso, o treinador fez cobranças a Hernane e Nixon. O técnico falou primeiro com o camisa 9, gesticulou bastante e fez cara de poucos amigos. Depois, foi a vez de Nixon bater um papo com Dorival. A conversa foi mais rápida, mas o comandante também não economizou nos gestos. Escalado para a entrevista coletiva após a atividade, Hernane revelou o tom dos pedidos do treinador.

- Ele chamou para incentivar, falou para buscar mais o jogo, para querer um pouco mais. Quer que eu procure sempre finalizar, fazer mais jogadas. Foram coisas boas - contou.

Autor dos gols da vitória por 2 a 0 sobre o Quissamã, na primeira rodada, Hernane passou em branco no empate por 1 a 1 com o Madureira, quarta-feira passada. Na avaliação do camisa 9, o ataque tem se saído bem.

- O dia a dia vem mostrando isso, o Dorival está passando novos trabalhos, a cada dia que passa está entrosando mais o time. O ataque está funcionando - comentou.

Em sua entrevista coletiva de sexta, Dorival revelou que a movimentação do trio de ataque é uma de suas preocupações para o funcionamento do esquema.

- Você só cobra de quem sabe que pode dar mais. Contra o Madureira poderíamos ter criado mais chances se a movimentação no ataque fosse a correta. Tivemos apenas uma oportunidade.

A partida contra o Voltaço será às 17h (de Brasília). O time vai entrar em campo com Felipe, Léo Moura, Renato Santos, González e João Paulo; Cáceres, Ibson e Elias; Rafinha, Hernane e Nixon. O Flamengo é o vice-líder do Grupo B, com quatro pontos, dois a menos que o Fluminense.

dorival junior nixon flamengo treino (Foto: Richard Souza) 
Nixon também foi procurado pelo treinador após a atividade (Foto: Richard Souza)
 
 

Após perder a posição, Ramon não é relacionado por Dorival Júnior


Ramon no treino do Flamengo (Foto: Alexandre Cassiano / Ag. O Globo)
A expulsão no segundo tempo do jogo contra o Quissamã, há uma semana, pela primeira rodada da Taça Guanabara, custou a Ramon mais do que o lugar no time titular do Flamengo. Além de ver João Paulo assumir a camisa 6, o lateral-esquerdo ficou fora da relação de Dorival Júnior para a partida contra o Volta Redonda, neste domingo. O técnico convocou 20 atletas.

Em entrevista coletiva na sexta, o técnico comentou a opção por escalar João Paulo mesmo com Ramon disponível. Deixou claro que o cartão vermelho tirou pontos do jogador.

- Abriu mão (da posição), apenas isso. Nada além disso. É uma situação em que você tem que ter a consciência de que houve um erro e vai ter de trabalhar para recuperar a condição. É normal dentro do futebol, e a oportunidade está nas mãos do João Paulo. O Ramon tem uma marcação eficiente, não deixa de ter uma boa chegada na frente. Já o João Paulo explora bem por fora e por dentro. Acho que se equivalem um pouco. Vamos aguardar para ver o rendimento do João.

Além da ausência de Ramon, outra novidade na lista de Dorival é a presença de Airton. O volante jogou pela última vez em 24 de novembro, pelo Brasileiro, no empate por 1 a 1 com o Vasco. Em 2012, ele sofreu uma fratura no pé esquerdo no fim de fevereiro e ficou cerca de três meses afastado. Disputou 21 jogos e fez um gol, no empate por 3 a 3 com o Inter, em 26 de maio, pelo nacional.

O Flamengo está escalado para o jogo contra o Voltaço. O time vai a campo com Felipe, Léo Moura, Renato Santos, González e João Paulo; Cáceres, Ibson e Elias; Rafinha, Hernane e Nixon. A partida será às 17h (de Brasília), em Moça Bonita.

‘Fla-Congresso’ tenta aliviar peso da dívida


O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira, e o deputado federal Otávio Leite (PSDB-RJ) articulam a criação de uma bancada rubro-negra no Congresso, já apelidada de Fla-Congresso. O primeiro objetivo é pressionar o governo a ajudar mais uma vez os clubes a pagar sua dívida com a própria União. O Fla-Congresso quer dinheiro do BNDES para sair do atoleiro. O Fla está entre os cinco superdevedores do fut nacional.







Com contrato perto do fim, Hernane revela conversa com Paulo Pelaipe para renovar


Hernane esbraveja por perder um gol (Foto: Paulo Sergio)Um dos poucos atacantes do elenco do Flamengo neste início de temporada, Hernane convive com a expectativa de ter o contrato com o Rubro-Negro renovado. Com o vínculo se encerrando no dia 31 de maio, o artilheiro do clube da Gávea no Campeonato Carioca externou uma conversa que teve com o diretor executivo Paulo Pelaipe nesta semana.

- Meu empresário e eu falamos com o (Paulo) Pelapie nesta semana, mas não passou de uma simples conversa. Quero muito renovar com o Flamengo. Vamos ver se as negociações evoluem nos próximos 15 dias, para que eu possa definir a minha permanência no clube - disse Hernane.

Com dois gols no Estadual - ambos marcados na vitória contra o Quissamã -, o atacante rubro-negro deve continuar sendo titular até o fim da Taça Guanabara. Já que, segundo o vice de futebol, Wallim Vasconcellos, o Flamengo não contratará mais jogadores para a disputa do primeiro turno do Carioca.
Ciente da responsabilidade que carrega por ser o único atacante de área do elenco, Hernane garante que não se sente pressionado e que quer ser artilheiro da competição.

- Eu não estou me sentindo pressionado. Busco sempre dar o meu melhor, fazer os meus gols. Não gosto de ficar muito tempo sem marcar, faço de tudo para ajudar a equipe. Penso também em ser o artilheiro do Carioca, quero alcançar esse objetivo - comentou o atleta.

Hernane foi vice artilheiro do Campeonato Paulista de 2012, quando despertou o interesse do Flamengo. O jogador será novamente titular na partida deste domingo, quando o Rubro-Negro irá enfrentar o Volta Redonda, às 17, em Moça Bonita.


Comissão técnica do Fla estima que Carlos Eduardo só estreie em 40 dias


Carlos Eduardo Flamengo (Foto: Richard Souza)
O meia Carlos Eduardo vestiu a 10 do Flamengo nesta sexta-feira, durante a sua apresentação na Gávea. Mas os torcedores rubro-negros ainda deverão ter que esperar um tempo para ver o jogador em campo. Uma fonte ligada à comissão técnica do clube afirmou que o meio-campista deverá precisar de, pelo menos, 40 dias para ter condições para participar de jogos oficiais.

A ideia inicial do grupo liderado pelo treinador Dorival Júnior é que o jogador não seja utilizado antes desse prazo nem de forma gradual, entrando por 15 ou 20 minutos, por exemplo, durante um jogo. A necessidade de um prazo alto para que o meia recuperasse a forma foi passada à comissão técnica do Flamengo por representantes do jogador ainda durante as negociações.

Confirmado este período, Carlos Eduardo não defenderia o Fla na Taça Guanabara, estreando somente na Taça Rio, que começa em março. A partir da próxima semana, os preparadores do Flamengo poderão fazer uma avaliação detalhada do estado físico do atleta, definindo um cronograma para a sua liberação para as partidas.

Carlos Eduardo disputou somente 13 jogos desde 2010. A sua passagem pelo Rubin Kazan (Rússia) foi prejudicada por uma tendinite no joelho direito. Durante a apresentação no Flamengo, o jogador garantiu já estar curado do problema e fez uma previsão de que poderia ter condições de estrear em um prazo de duas a três semanas.

O treinador Dorival Júnior afirmou que fazer "uma pré-temporada será fundamental para que ele possa recuperar o bom futebol", mas, oficialmente, não quis estipular uma data para escalá-lo.




De saída, Mattheus treina, mas está fora do jogo contra o Volta Redonda


mattheus flamengo treino (Foto: Richard Souza)
De saída para o futebol italiano, Mattheus participou normalmente do treino do Flamengo na manhã deste sábado. O meia, no entanto, está fora da partida contra o Volta Redonda, neste domingo, às 17h, em Moça Bonita. Na tarde desta sexta-feira, a diretoria rubro-negra acertou os últimos detalhes da negociação com o Juventus, atual líder do Campeonato Italiano. O contrato terá duração de cinco temporadas.

O Rubro-Negro, que detém 80% dos direitos de Mattheus (os outros 20% são do jogador), deve receber aproximadamente 2 milhões de euros (R$ 5,4 milhões) na negociação. Bebeto e a MFD (empresa que gerencia a carreira do atleta) defendem a transferência, uma vez que o contrato do jogador, o seu primeiro com o Flamengo e válido até o fim deste ano, não será renovado. Mattheus recebeu aumento irrisório quando assinou como profissional - cerca de R$ 200, muito abaixo dos outros atletas.

Os contatos com o Juventus iniciaram em outubro. Com a virada do ano, o Flamengo procurou o jogador para tratar de renovação, o que não havia sido feito pela administração passada, mas foi informado da existência da proposta, que agradou pelos valores e pelo tempo de contrato. O vice-presidente de futebol Wallim Vasconcellos esteve à frente das conversas.


Flamengo deve dinheiro e Ibson deve futebol


Depois de fazer o gol do Flamengo no empate com o Madureira por 1 a 1, pela segunda rodada do Carioca, o volante Ibson desabafou e afirmou que "coisas desagradáveis" estão acontecendo na Gávea. Para o blogueiro Márvio dos Anjos, do GLOBOESPORTE.COM, apesar de o clube estar devendo ao jogador, o meio-campista não vive a sua melhor fase.

- Se um clube não paga o combinado, é sempre desprezível. Mas a torcida do Flamengo espera muito mais do Ibson. É só perguntar. A torcida não está vendo o Ibson dar seu melhor em campo. A mesma coisa aconteceu no Santos. O Ibson está devendo - afirmou, no "Redação SporTV".



 De acordo com Márvio dos Anjos, Ibson tem o direito de pedir o pagamento das dívidas do clube, mas precisa reconhecer que não tem feito grandes partidas.

- Se o Ibson estivesse só cobrando os salários, estaria certíssimo. Mas ele disse que está dando seu melhor e não está. Faltou autocrítica.

Ibson comemora gol do Flamengo contra o Madureira (Foto: Alexandre Loureiro / VIPCOMM)Depois das saídas de Vagner Love e Liedson, que se transferiram para CSKA Moscou e Porto, Ibson também poderia ser negociado para diminuir a folha salarial do clube. Segundo o blogueiro Bernardo Pombo, Ibson tem razão em reclamar.

- O Ibson tem cinco meses de direitos de imagem atrasados. O jogador é questionado o tempo inteiro pela direitoria, pelo treinador. É lógico que é para ficar chateado.



Gabriel passa por reforço muscular e não tem previsão de estreia no Flamengo


Gabriel treino Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Fla imagem)
Não é só Carlos Eduardo que terá de esperar para estrear pelo Flamengo. O meia-atacante Gabriel, de 23 anos, também. Apresentado no último dia 15, o jogador está em fase de pré-temporada e tem feito atividades de reforço muscular na academia. Gabriel foi contratado junto ao Bahia, teve 50% dos direitos econômicos adquiridos e assinou contrato de cinco anos. Ele ainda não tem seu nome registrado na Federação de Futebol do Rio por conta de uma pendência da Federação Baiana. O clube rubro-negro tem só até segunda-feira para resolver a questão, se quiser contar com o jogador na Taça Guanabara. O técnico Dorival Júnior pede paciência aos torcedores.

- O Gabriel deve demorar um pouco mais, ainda não tem (previsão de estreia). Ele passou por uma operação no nariz, ficou um tempo maior parado e tem feito reforço muscular paralelo ao condicionamento físico. Temos de dar um tempo um pouco maior para ele – explicou o treinador.

Nesta sexta-feira, por exemplo, Gabriel sequer foi para o campo. Trabalhou apenas na academia. Por conta da cirurgia, ele ficou fora dos primeiros treinos da pré-temporada do Bahia. O meia-atacante, que tem a versatilidade como principal característica, foi eleito o craque do Campeonato Baiano do ano passado e uma das revalações do Braisileirão. Ele é uma das apostas de Dorival para a temporada.

Além de Gabriel e Carlos Eduardo, o Flamengo contratou Elias, João Paulo e Wallace. Elias e João Paulo vão estrear neste domingo, contra o Volta Redonda. Já o zagueiro poderá começar a brigar por posição no time titular em breve.

- O Wallace provavelmente vai entrar nos treinos na semana que vem. Gostaria de contar com todos, mas não é possível. Daqui a pouco posso estar perdendo jogadores em razão de lesões. É melhor esperar um pouco mais. Até o jogador entrar em ritmo de partida leva um tempo maior - disse Dorival.

Uma parte do grupo continua realizando treinos físicos de pré-temporada. É o caso Adryan, que voltou da seleção brasileira sub-20 que disputou o Sul-Americano da cateogira. Ele jogou todo o segundo tempo do empate por 1 a 1 com o Madureira, quarta passada. Assim como Gabriel, o zagueiro Alex Silva também faz fortalecimento muscular e só deve estar pronto na primeira semana de fevereiro.

- O Wallace na semana que vem, e o Alex só na outra semana. Acredito que o grupo vá se encontrar dentro da competição, quando estivermos nos aproximando das finais dentro do primeiro turno.

Neste domingo, o Flamengo enfrenta o Volta Redonda, às 17h (de Brasília), em Moça Bonita. O Rubro-Negro tem quatro pontos e ocupa a segunda posição no Grupo B, dois atrás do Fluminense.


sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Revelação de saída: Fla negocia Mattheus, de 18 anos, com Juventus



Mattheus, treino do Flamengo (Foto: Bernardo Monteiro / VipComm)
Considerado uma das revelações das divisões de base do Flamengo, o meia Mattheus está de saída do clube. Em reunião na tarde desta sexta-feira, a diretoria rubro-negra acerta os últimos detalhes da negociação do jogador com o Juventus, atual líder do Campeonato Italiano. O encontro acontece na sede da MFD, empresa que agencia a carreira do filho de Bebeto, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio.

O Rubro-Negro deve receber aproximadamente 2 milhões de euros (R$ 5,4 milhões) na negociação. Bebeto e a MFD defendem a transferência, uma vez que não querem renovar o contrato do jogador com o Flamengo, que é válido até o fim deste ano. O vice-presidente de futebol do clube, Wallim Vasconcellos, está à frente das conversas.

Mattheus, de 18 anos, estreou na equipe profissional do Flamengo no ano passado e disputou 12 jogos, apenas três deles como titular, sem fazer gols.

Filho de Bebeto, Mattheus ganhou homenagem logo após seu nascimento, na comemoração "embala neném" depois do gol diante da Holanda, nas quartas de final da Copa do Mundo de 1994. Aos 10 anos, o garoto começou no futsal do Flamengo e, em 2006, passou para o futebol de campo. Tratado como promessa rubro-negra, ele não chegou a se firmar entre os profissionais.

Nome constante em convocações de Seleções de base, o meia teve participação discreta no Sul-Americano Sub-20 deste ano, no qual o Brasil decepcionou e acabou eliminado na primeira fase, sem conseguir a classificação para o Mundial da categoria. Na competição disputada na Argentina, ele foi observado por olheiros de clubes europeus, entre eles o Juventus.




Carlos Eduardo é apresentado no Fla: 'Decisão já vem de semanas'


A camisa 10 do Flamengo, enfim, foi retirada do armário e vestida por Carlos Eduardo. Oito meses depois da saída de Ronaldinho Gaúcho, que foi muito citado na entrevista coletiva, o número eternizado por Zico no clube tem novo dono. O meia-atacante, de 25 anos, foi apresentado na tarde desta sexta-feira, na Gávea, e recebeu a camisa rubro-negra das mãos do vice de futebol, Wallim Vasconcellos, e do presidente Eduardo Bandeira de Mello. Após uma arrastada negociação, o Rubro-Negro superou a concorrência de Santos, Fluminense e Inter e contratatou o reforço por empréstimo de 18 meses. Ele pertence ao Rubin Kazan, da Rússia, onde estava em baixa.

- Essa decisão já vem de semanas, junto com meu empresário, com minha família. Acreditei no projeto do Flamengo, no Paulo Pelaipe, Wallim, presidente. O meu treinador (Dorival Júnior) também conversou comigo. Todo mundo sabe da grandeza do Flamengo, um dos maiores clubes do mundo, todo mundo sabe disso. Torcida sensacional, acompanho desde criança, fico feliz de ter essas pessoas aqui me prestigiando - disse Carlos Eduardo.

As muitas vezes que Ronaldinho foi lembrado por repórteres na entrevista geraram protestos de torcedores e dirigentes rubro-negros. Em seu comentário, Carlos Eduardo foi diplomático, sem perder a personalidade, e foi aplaudido:

- Ronaldinho é um cara que todo mundo sabe que foi o melhor do mundo, não tenho muito contato com ele no momento. Acho que agora é pensar no Carlos Eduardo e dar continuidade aqui, dar alegrias aos torcedores do Flamengo.

Indagado sobre quando poderá estrear, CE10 primeiro explicou os problemas que teve no clube russo:

- Todos sabem que sofri uma lesão grave, no tendão patelar, a lesão não curou e tive de fazer uma operação. Em 2011, na volta, fiz alguns jogos, mas entrava pouco. O técnico tinha receio de me colocar para jogar. Joguei algumas partidas da Liga Europa, posso dizer que em 2012 fiz vários jogos. Nâo joguei porque o treinador entrava com muitos volantes, treinador na Rússia é muito defensivo. Mas a imprensa russa não entendia por que o Rubin Kazan me usava muito pouco.

O jogador, que disputou apenas 13 partidas desde 2010 – fez só dois gols – disse que está livre da tendinite no joelho direito, problema que o atrapalhou na passagem pelo Leste da Europa. O técnico Dorival Júnior é cauteloso em relação à estreia do jogador no Flamengo e não determina uma data. O meia entrará em pré-temporada para ficar em forma. Apesar disso, ele fez sua previsão de quando poderá estrear:

- Vinha treinando duas vezes por dia no Sul, não é a mesma coisa de treinar com o grupo. Agora posso dizer que minha massa muscular está muito grande. Creio que de duas a duas semanas e meia estarei pronto para jogar.

Na chegada ao Rio, na manhã desta sexta, Cadu voltou a dizer que não sentirá o peso da camisa 10, número que ele já usou na seleção brasileira. E na apresentação comentou sobre o fato de vestir a 10 da Gávea:

- Desde o começo tratei como uma honra vestir a 10 do Zico. Assim como Ronaldinho Gaúcho e Adriano, que passaram por aqui. Sei da responsabilidade, sou dedicado, vou ajudar a equipe.

O retorno ao Brasil é tratado como um recomeço. No Flamengo, CE10 pretende voltar a ter espaço na Seleção. A meta é disputar a Copa do Mundo de 2014. Para contar com ele no primeiro turno do Carioca, o clube terá de inscrevê-lo na Ferj até a próxima segunda-feira. O meia-atacante volta para Porto Alegre nesta sexta e retorna na manhã de segunda-feira ao Rio. Ele fará mais um exame de sangue e começará a treinar.

Carlos Eduardo Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Fla imagem) 
Carlos Eduardo na sede da Gávea antes da apresentação (Foto: Alexandre Vidal / Fla imagem)

Confira abaixo mais algumas declarações de Carlos Eduardo na sua apresentação:
Peso da camisa rubro-negra

- O Flamengo é um dos maiores clubes do mundo, isso me atraiu muito, isso me deixa muito feliz, o pessoal me procurando. Sei que é um peso muito grande chegar num clube conhecido no Brasil e mundialmente. O que resta para mim é trabalhar, votar a ser o Carlos Eduardo do Campeonato Alemão, da seleção brasileira. Com certeza vou dar muitas alegrias ao Flamengo.

Desafios e personalidade

- Sou um cara que gosta muito de desafios, isso é muito importante. Jogador que tem personalidade vai crescer.

Seleção

- É um objetivo voltar à Seleção. Tive passagem com o Dunga, com o Mano Menezes, mas a lesão atrapalhou.

Carlos Eduardo é a quinta contratação do Flamengo em 2013. Antes dele chegaram o zagueiro Wallace, ex-Corinthians, o lateral-esquerdo João Paulo, ex-Ponte, o volante Elias, ex-Sporting, e o meia Gabriel, ex-Bahia.

Ficha técnica de CE10:

Nome completo: Carlos Eduardo Marques
Data de Nascimento: 18/07/1987
Natural: Ajuricaba (RS)
Posição: meia
Peso: 68 kg
Altura: 1,71m
Clubes que defendeu: Grêmio, Hoffenheim (ALE) e Rubin Kazan (RUS).

Carlos Eduardo faz exames e exibe camisa com o símbolo do Flamengo



A apresentação oficial será às 17h, mas Carlos Eduardo já se familiariza com o símbolo do Flamengo. Na tarde desta sexta, enquanto realizava exames médicos, o meia de 25 anos posou para uma foto com uma camisa de treino do novo clube.

O GLOBOESPORTE.COM transmite ao vivo a chegada de CE10 ao Rubro-Negro a partir de 16h55m (de Brasília) direto do auditório Rogério Steinberg, na Gávea.


Carlos Eduardo camisa Flamengo (Foto: Reprodução / Twitter) 
Carlos Eduardo exibe camisa com o escudo do Flamengo (Foto: Reprodução / Twitter)
 
 
 

Elias pede paciência com CE10: ‘Ele está vindo de lesão’

tenham
paciência (Carlos Moraes / Ag. Estado)
No início da noite desta quinta-feira, Elias concedia entrevista coletiva no Ninho do Urubu quando foi questionado sobre Carlos Eduardo, que horas antes acertara um contrato de 18 meses com o Flamengo. O volante brincou com o desenrolar da negociação, destacou o futebol do novo camisa 10, mas disse que será preciso paciência.

- Já anunciou? - perguntou Elias, que recebeu a resposta positiva dos assessores de imprensa.

O jogador brincou:

- Foi uma novela.

Depois, elogiou o reforço, mas com uma ressalva.

- Estive com ele na Seleção. É um jogador rápido, habilidoso. Ele está vindo de lesão, o pessoal vai ter que ter paciência, pois vai nos ajudar muito. Não foi à toa que foi vendido por 20 milhões de euros - destacou Elias, que foi escalado entre os titulares no treino desta sexta-feira.

O Rubin Kazan investiu € 24 milhões no jogador (R$ 64,5 milhões na cotação atual). Desde 2010, entre opções do treinador e uma grave tendinite no joelho direito que o atrapalhou durante quase dois anos, Carlos Eduardo disputou apenas 13 partidas e fez dois gols.

Carlos Eduardo na partida da Seleção (Foto: Mowa Press)
Os dois jogadores foram convocados para a seleção brasileira por Mano Menezes para os amistosos contra Irã e Ucrânia, em 2010.

Elias brincou ao ser questionado se já jogara contra Carlos Eduardo:

- Só a favor, graças a Deus.

Depois de ser apresentado, Carlos Eduardo será avaliado pela comissão técnica, que já recebeu informações de que o jogador ainda terá que passar por uma fase de condicionamento físico ainda sem prazo previsto para ficar à disposição de Dorival Júnior.



Bandeira: 'Flamengo vai voltar a ser uma potência nos esportes olímpicos'



O presidente Eduardo Bandeira tem adotado a cautela e gastos ponderados no início de sua gestão à frente da presidência do Flamengo, e os esportes olímpicos terão uma redução de investimento neste começo de trabalho, como já pôde ser visto com a saída do nadador Cesar Cielo, que não teve seu contrato renovado. Mesmo assim, o novo dirigente rubro-negro afirma que dias melhores esperam pelos atletas das diversas modalidades que Bandeira promete manter. Mas sem negar que o futebol está na frente dos demais.

- O futebol é claro que é o carro chefe, sempre foi, mas os esportes olímpicos também estão sendo muito bem tratados na nossa administração. O Flamengo vai voltar a ser uma potência nos esportes olímpicos. Vamos ter acesso a patrocínio, recursos de incentivo fiscal, e vocês podem ter certeza que o esporte olímpico no Flamengo vai ser um negócio rentável também - prometeu o presidente.

A saída do medalhista olímpico Cesar Cielo também foi explicada por Eduardo Bandeira, que citou o fato de o nadador não treinar na Gávea como crucial na decisão. A base da natação virou a prioridade hoje na modalidade no clube.

Cesar Cielo entrevista Esporte Espetacular (Foto: João Gabriel Rodrigues/GLOBOESPORTE.COM) 
Apesar de atleta do Fla, Cielo não treinava na Gávea (Foto: João Gabriel Rodrigues / GLOBOESPORTE.COM)
 
- Chegamos à conclusão de que não valia a pena ter atletas de ponta que não treinassem na Gávea. Em outras modalidades você tem atletas de ponta que treinam na Gávea e podem dar exemplo à garotada que está começando. Na natação preferimos dar enfoque maior ao trabalho na base, para depois chegar de novo ao trabalho com atletas de ponta - destacou Bandeira, que ainda prometeu apoio ao time de basquete masculino, líder invicto do NBB 2012/13.

- No momento o salário dos jogadores de basquete estão em dia. E claro que estamos passando por dificuldades e alguma coisa pode acontecer, mas a nossa intenção é dar todo o apoio para que esses atletas do basquete possam ganhar o NBB - encerrou.

Eduardo Bandeira nomeou Alexandre Póvoa como vice de esportes olímpicos e para a pasta um executivo remunerado, Marcelo Vido, que deixou o Minas Tênis Clube para coordenar o projeto do clube de olho nos Jogos Olímpicos de 2016, que acontecem no Rio de Janeiro.


Benite destaca apoio da torcida do Flamengo no NBB: 'Maravilhoso'


Se não tem motivos para comemorar com a fase que seu time passa nos gramados, o torcedor do Flamengo é só felicidade com a equipe masculina de basquete na disputa do Novo Basquete Brasil (NBB). Mas a série de 15 vitórias consecutivas que o Rubro-negro alcançou nesta última quinta-feira, 24, ao vencer o Paulistano por 94 a 70, também tem explicação na força das arquibancadas. O ala Vítor Benite espera que o apoio seja cada vez maior.

- É diferente (a grande presença da torcida), maravilhoso, nunca passei por uma situação como essa, (a torcida) empurrando o tempo todo. Espero que continue assim, cada vez mais, porque isso está dando muita força para a equipe - destacou o jogador após a partida no ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro.

O ponto baixo da partida ficou por conta da expulsão do técnico José Neto no intervalo, após levar duas faltas técnicas. Ele estava inconformado com a arbitragem.

- O árbitro cumpriu a regra, com duas faltas técnicas o técnico tem que sair. Não sou a pessoa mais indicada pra julgar a arbitragem. Existe um departamento da Liga que faz isso e muito bem - disse José Neto depois do jogo. A expulsão levará o treinador do clube carioca a julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), em data a ser marcada.

O Flamengo segue na liderança isolada do NBB 2012/13, com 15 vitórias em 15 jogos. O próximo compromisso da equipe será no sábado, 26, diante do Pinheiros, novamente no Tijuca.

José Neto técnico do basquete do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem) 
José Neto foi expulso no intervalo da partida entre Flamengo e Paulistano (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)

Dorival elogia Carlos Eduardo, mas não sabe quando poderá escalá-lo

sem data
para 
estreia (Alexandre Vidal/Fla Imagem)  
Carlos Eduardo faz planos para estrear com a camisa 10 do Flamengo em menos de um mês, mas a espera pode ser maior. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, Dorival Júnior elogiou o reforço, mas deixou claro que o meia-atacante chega sem previsão para entrar em campo. O meia-atacnate disputou apenas 13 partidas nos dois últimos anos. Foi atrapalhado por uma tendinite no joelho direito e teve uma passagem apagada pelo Rubin Kazan, da Rússia.

- O Carlos Eduardo eu calculo que leve um bom periodo para estar em campo. Jogou muito pouco no ano anterior, é natural que leve um tempo maior de readaptação. Conversei com ele, temos consciência, vai ter um trabalho um pouco à parte. Não vamos contar com ele até o momento que esteja bem. Uma pré-temporada vai ser fundamental para que ele possa recuperar o bom futebol, é um grande jogador, temos muita confiança. Ele não desaprendeu, ficou um período inapto, mas pode se recuperar – disse o treinador.

Segundo o GLOBOESPORTE.COM apurou, Dorival e sua comissão trabalham com uma perspectiva de ter o camisa 10 pronto em pelo menos 40 dias. O departamento de futebol precisa inscrever o reforço na Ferj até a próxima segunda-feira, data limite para que ele possa jogar a Taça Guanabara.

Carlos Eduardo será apresentado no fim da tarde desta sexta, na Gávea, e é o quinto reforço para a temporada. Antes dele, chegaram Elias, Gabriel, João Paulo e Wallace. Dorival Júnior aponta duas possibilidades para escalá-lo na equipe.

- Depende da montagem do time. Ele já jogou por dentro e pelos lados do campo. Isso depende até do crescimento de alguns jogadores dentro da equipe, do condicionamento dos outros, para que possamos ter a noção do que poderemos montar futuramente. Ainda estou aguardando que todos estejam nas melhores condições. O Carlos vai levar um tempo maior, temos consciência disso.

Desde 2010, Carlos Eduardo fez apenas dois gols. O meia assinou um contrato de empréstimo com o Rubro-Negro de 18 meses e encara a volta ao Brasil como um recomeço na carreira e a grande chance de ganhar espaço na seleção brasileira para disputar a Copa do Mundo de 2014.




Cadu desembarca no Rio e diz que nova diretoria o fez escolher o Flamengo



Carlos Eduardo flamengo desembarque (Foto: André Casado )
Pouco antes das 9h desta sexta-feira, o novo camisa 10 do Flamengo desembarcou no aeroporto Santos Dumont. Acompanhado por um amigo e de seu assessor de imprensa, Carlos Eduardo chegou ao Rio de Janeiro para fazer exames médicos se apresentar oficialmente ao Rubro-Negro mais tarde.

Disputado por Santos, Fluminense e Inter, Cadu listou os motivos que o fizeram escolher o Fla. Dentre eles, um chama a atenção: a confiança na nova diretoria, comandada pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello, que tomou posse no dia 27 de dezembro de 2012. O diretor Paulo Pelaipe trabalhava com ele no Grêmio na época em que foi revelado.

- Escolhi o Flamengo pela grandeza do clube, pela confiança no trabalho da nova diretoria e pelas referências que recebi de alguns jogadores - disse, evitando se estender.

CE10 garantiu, mais uma vez, que não se sente pressionado por vestir a camisa 10, que pertencia a Zico e foi de Ronaldinho Gaúcho até um ano atrás.

- Nada... Joguei na Seleção, tenho bagagem e com certeza a camisa não será problema.

Discreto e apressado, o meia-atacante só foi notado no saguão por uma torcedora, que tirou foto e quis saber porque ele não decidiu ir para o Internacional. O jogador, de 25 anos, foi emprestado gratuitamente pelo Rubin Kazan, da Rússia, e assinou contrato por 18 meses. O Rubro-Negro terá de arcar apenas com o salário durante o período.

- Vim para conquistar vitórias e títulos, a minha carreira sempre foi pautada nisso - resumiu.

Carlos Eduardo será apresentado às 17h, no salão Rogério Steinberg, na Gávea. Ele é o primeiro dos cinco reforços do clube em 2013 a merecer tal tratamento. O GLOBOESPORTE.COM exibirá, ao vivo, o evento a partir de 16h55m (horário de Brasília).



Presidente revela planos e afirma: 'Flamengo vai ser campeão de tudo'


Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo (Foto: Reprodução/SporTV)A ausência de reforços de peso do Flamengo não é falta de desejo da direção, mas reflexo da crise financeira do clube, situação admitida pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello. Apesar de saber que a realidade econômica do Rubro-Negro não é boa, o que foi compartilhado com a torcida através de uma carta, Bandeira diz não saber o tamanho da dívida, responsável pela postura do clube na hora de contratar. Em entrevista exclusiva ao "SporTV News", o presidente revela que gostaria de poder contratar grandes jogadores e promete, para o futuro, um Flamengo "campeão de tudo".

- No médio e longo prazo (o objetivo) é ganhar todas as competições e transformar a Gávea em um clube de altíssimo nível. Podem ter certeza que, no longo prazo, o Flamengo vai ser campeão de tudo e vai ter o melhor clube da Zona Sul (do Rio de Janeiro) - afirmou.

Após vencer Patricia Amorim em eleição realizada em dezembro do ano passado, Eduardo Bandeira assumiu cheio de planos, mas certo de quem os resultados não aparecerão de forma imediata - o mandato é de três anos, de 2013 a 2015. A curto prazo, a meta é  resgatar a credibilidade do clube.

- Não podemos fazer loucuras e acho que a torcida está entendendo isso. Claro que todo mundo gostaria que a gente tivesse anunciando aqui e contratando o Messi, o Neymar, o Cristiano Ronaldo, mas não é possível e a torcida tem entendido. As manifestações que a gente tem tido são sempre no sentido de apoio - disse, ao comentar o fato de o clube ter apresentado poucos reforços para a temporada.

O presidente rubro-negro explicou que a medida era necessária e confirmou que a situação financeira é delicada, sem detalhar o assunto. Há menos de um mês no cargo, Bandeira está ciente de que terá muito trabalho e, questionado, admitiu não saber o tamanho real da dívida.

-  Isso ainda vai levar algum tempo. Contratamos uma empresa de auditoria e, a partir do diagnóstico, vamos ter condições de saber exatamente onde a gente está pisando.


Além dos títulos, Bandeira vê o Maracanã ao olhar para frente. Ele garante que fazer do estádio a casa do clube é uma das prioridades de sua gestão.

- A torcida sempre diz que o Maraca é nosso e nossa ideia é transformar isso em realidade. O Governo do Estado agora está com processo de licitação, estamos postulando participar como integrantes do consórcio, não só como fornecedores de conteúdo. O Maracanã sempre teve os maiores públicos vindos da torcida do Flamengo, então, não dá pra imaginá-lo sendo um negócio rentável sem a participação do clube. Com certeza vocês vão ver que o Maraca vai ser nosso.

Após desabafo, Ibson tem rápida conversa com Pelaipe no campo


Paulo Pelaipe e Ibson conversam após treino do Flamengo (Foto: Richard Souza)
Dois dias depois de desabafar sobre seu momento no Flamengo, Ibson foi chamado pelo diretor de futebol Paulo Pelaipe para uma rápida conversa. Diante da imprensa, o dirigente e o volante trocaram algumas palavras durante menos de cinco minutos, após o treino da manhã desta sexta-feira. O papo foi encerrado com tapinhas de Pelaipe nas costas do camisa 7, que treinou entre os titulares e vai participar da partida contra o Volta Redonda, domingo, pela terceira rodada da Taça Guanabara.

Nesta sexta, estava prevista apenas a entrevista de Dorival Júnior. Ibson, no entanto, concedeu coletiva e encerrou a polêmica. Disse que não se arrependeu de ter desabafado na quarta, mas que ele e Pelaipe se acertaram.

- Não me arrependo de nada que eu faço, está bem esclarecido. Resolvemos o que temos para resolver, mas não é nada que nos atrapalhe. Como ele (Pelaipe) falou, nenhum jogador é inegociável. Tendo o clube que queria comprar e o que queira vender, isso é normal no futebol. Ele (Pelaipe) falou comigo, conversou comigo, me deixou tranquilo. Agora é pensar para frente, no jogo de domingo. O mais importante é sempre o Flamengo, que está sempre na nossa frente.

Autor do gol do Flamengo no empate por 1 a 1 com o Madureira, na tarde de quarta-feira, em Conselheiro Galvão, Ibson não comemorou. Na saída de campo para o intervalo, ele atribuiu seu comportamento às críticas que vem recebendo nesta temporada. O volante, que tem contrato até 2015, é contestado pela torcida e, por ter dívidas a receber do clube e ter um salário considerado alto pela atual gestão, viu seu nome especulado como opção para deixar o Rubro-Negro. Visivelmente incomodado, ele desabafou com sua situação.

- Foi um momento do jogo. Infelizmente vêm acontecendo coisas desagradáveis a meu respeito. Todo mundo sabe o carinho que eu tenho por essa torcida, por esse clube. Quando o Flamengo foi atrás de mim, nunca hesitei, sempre demonstrei vontade em voltar. Mas vêm acontecendo coisas que não me agradam. Não estou reclamando, é apenas um desabafo. Vou sempre trabalhar dentro de campo, dando o meu melhor. Botei na cabeça que vou voltar melhor que o ano passado. Agora é continuar dentro de campo cada vez mais calando os críticos.

Ao fim da partida, o jogador voltou a conceder entrevista e, ao ser perguntado se o jogo desta quarta foi seu último pelo Flamengo, ele desconversou.

- Não sei, tem que perguntar a quem é de direito: o Eduardo Uram, meu empresário, e as pessoas que estão dentro do Flamengo. Eles estão conversando.

Após o jogo, o técnico Dorival Júnior e o diretor de futebol colocaram panos quentes e disseram que o assunto seria tratado internamente.

Na última semana, em enquete realizada pelo GLOBOESPORTE.COM, a maioria da torcida não se opos à negociação do camisa 7. Dos internautas que responderam à pergunta “Ibson fará falta ao Fla se for negociado?”, 85% (14.054) votaram que não, e 15% (2.415) acreditam que sim. No total, foram 16.469 votos na enquete.

Ibson iniciou a terceira passagem pelo Flamengo em maio do ano passado, quando foi apresentado pela então presidente Patricia Amorim e pelo diretor de futebol Zinho como principal reforço para o segundo semestre. Mas o jogador teve meses irregulares e passou a ser criticado pela torcida. Para contratá-lo, o Rubro-Negro liberou o lateral-direito Rafael Galhardo e o zagueiro David Braz para o Santos e teve de dar garantias de que assumiria o pagamento de cerca de R$ 2 milhões ao Spartak de Moscou, da Rússia.



Dorival Júnior barra Ramon e escala Elias e João Paulo entre os titulares



dorival junior flamengo treino (Foto: Richard Souza)
Dois dos cinco reforços do Flamengo para a temporada vão estrear no próximo domingo, contra o Volta Redonda, pela terceira rodada da Taça Guanabara. Na manhã desta sexta-feira, Dorival Júnior escalou o volante Elias e o lateral-esquerdo João Paulo entre os titulares. Depois de cumprir suspensão contra o Madureira, Ramon está livre para voltar, mas foi preterido.

No campo 5 do Ninho do Urubu, o técnico trabalhou apenas com os titulares, num treino tático de posicionamento. A equipe foi armada com Felipe, Léo Moura, Renato Santos, González e João Paulo; Cáceres, Ibson e Elias; Rafinha, Hernane e Nixon.

Elias foi escalado como terceiro homem do meio-campo e ocupou o lugar que vinha sendo do meia Rodolfo. Aos atacantes, Dorival pediu a entrada em velocidade na área nos contra-ataques.

Enquanto isso, o restante do grupo de jogadores fez um treino técnico no campo 4, comandado pelos auxiliares de Dorival.

Flamengo e Voltaço vão jogar às 17h (de Brasília), em Moça Bonita, no estádio do Bangu. O Rubro-Negro tem quatro pontos e é o segundo colocado no Grupo B.



Bandeira de Mello: 'Quero o futebol tão poderoso como o nosso basquete'

Presente no ginásio do Tijuca Tênis Clube para acompanhar a vitória do Flamengo sobre o Paulistano, nesta quinta-feira, pelo NBB, o presidente do clube Eduardo Bandeira de Mello demonstrou entusiasmo com o excelente momento do Rubro-Negro, que soma 15 vitórias em 15 jogos na temporada 2012/13. Em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM, o mandatário afirmou que a equipe de basquete deve servir de espelho para o futebol, considerado o carro-chefe do clube.

- A gente quer que o futebol seja tão poderoso como o basquete está demonstrando que é. Realmente a campanha está fantástica, superando todas as expectativas e a torcida comprou a ideia desse esporte, tanto é que temos jogado sempre com ginásio cheio, o que motiva os jogadores - comentou.

Sobre a partida contra o Paulistano, Bandeira elogiou a garra da equipe, que buscou a vitória mesmo após a expulsão do técnico José Neto, desqualificado depois de cometer duas faltas técnicas.

- Toda equipe tem que estar preparada para adversidades. O treinador teve que sair e o time respondeu à altura sem ele. Estão de parabéns - disse.

Flamengo basquete contra o Paulistano NBB (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem) 
O Flamengo, de Kojo, lidera o NBB com 15 vitórias em 15 jogos (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)

Sobre o primeiro mês à frente do clube, o presidente reconheceu que o Flamengo vive um momento complicado. Com muitas dívidas e instabilidade no departamento de futebol, a diretoria tem tido dificuldades para montar um elenco competitivo.

- Estamos passando por uma série de dificuldades, que vocês estão acompanhando, mas quem tem 40 milhões de torcedores não pode ter medo dessas adversidades. Vamos passar por cima disso tudo com muito trabalho - finalizou.

O próximo desafio do time comandado por José Neto será o Pinheiros, neste sábado, às 18h, novamente no Tijuca Tênis Clube. Na segunda-feira, a equipe vai até Uberlândia enfrentar os donos da casa, em partida adiada pela quinta rodada. O jogo fecha a participação do Flamengo no primeiro turno da competição.


Pelaipe vê Cadu à altura da 10 do Fla e avisa: 'Vamos atrás de um atacante'


carlos eduardo rubin kazan (Foto: AFP)
Carlos Eduardo avisa que está pronto. Sabe da responsabilidade que terá de assumir ao vestir a camisa 10 do Flamengo, mas garante que não sentirá a pressão sob o número eternizado por Zico. O diretor de futebol rubro-negro, Paulo Pelaipe, também vê no meia-atacante, de 25 anos, a capacidade de representar o maior ídolo do clube à altura. Mas é contra comparações.

- É um presente que ele (Carlos Eduardo) recebe. Tenho certeza de que tem condições de nos ajudar. O Zico é o Zico, não podemos fazer comparação. A função de meia está carente no futebol brasileiro, são poucos. Por isso vários clubes queriam o Carlos Eduardo. Inter, Santos e Fluminense o queriam pela qualidade que ele tem. A camisa 10 é a mais importante do clube, do maior ídolo, de um dos maiores jogadores do Brasil. Essa camisa é uma lenda, representa a história do Flamengo, o maior símbolo do clube vestiu. Até isso ajudou na contratação do Carlos Eduardo. Ele vai vestir o manto sagrado que foi do Zico – disse Pelaipe.

Cadu é o quinto reforço do clube para a temporada, mas será o primeiro a ser apresentado na Gávea - nesta sexta, às 17h. Ele quer estrear ainda durante a Taça Guanabara. Para isso, precisa ser inscrito até segunda-feira. Depois do camisa 10, Pelaipe avisa que vai trabalhar para preencher outra importante lacuna do grupo: a vaga deixada por Vagner Love, que voltou ao CSKA da Rússia.

- Agora, vamos atrás de um atacante para o Flamengo. Não sei se será de peso, se terá 60, 70, 90 quilos. Vamos buscar mais um jogador, com calma, como estamos fazendo até agora. Nós precisamos sempre trabalhar com convicção para tentar diminuir o risco de erro. Estamos fazendo contratações pontuais e estamos cumprindo o que nós prometemos. No dia que fui apresentado a vocês (jornalistas), falei que durante o primeiro turno do campeonato teríamos quatro ou cinco reforços. O Carlos Eduardo é o quinto reforço.

Além do meia-atacante, chegaram o volante Elias, o meia Gabriel, o lateral-esquerdo João Paulo e o zagueiro Wallace. Pelaipe vê o time mais forte com eles para a disputa do título estadual e também confia na base.

- O Dorival vai ver qual é a equipe titular, dar entrosamento, precisa ter paciência com o trabalho. O Flamengo, pela sua grandeza, está na competição para disputar títulos. Vamos lutar e fazer tudo o que pudermos para dar alegria ao torcedor. Não é fácil. São quatro grandes clubes, e os outros que disputam estão há 40, 60 dias treinando, estão há mais tempo. Vamos apostar na base, o Dorival vai continuar dando chance para os meninos da base. No momento em que a torcida acredita no nosso trabalho, aumenta a responsabilidade do dirigente.




quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Fla supera expulsão do treinador e se mantém invicto aos gritos de 'olé'


Marquinhos na partida de basquete do Flamengo contra o Paulistano (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)
Faltava espaço. Na arquibancada, a torcida se apertava e fazia a sua parte. Dentro da quadra, a situação não era diferente. O Flamengo se esforçava para passar pela bem postada defesa do Paulistano. Não havia espaço nem mesmo para reclamação. O técnico José Neto que o diga. Acabou expulso pela arbitragem no segundo quarto após levar duas faltas técnicas. Os pupilos não se abateram. Ao contrário. Mostraram força e fizeram parecer fácil um jogo que começou complicado. Nesta quinta-feira, no ginásio do Tijuca, mais um rival foi derrubado: 94 a 70. Com 15 vitórias consecutivas na conta, o próximo a tentar quebrar a sequência rubro-negra é o Pinheiros, já neste sábado.

Com 23 pontos, Marquinhos foi o destaque do Flamengo e o cestinha da partida. Pelo Paulistano, Toyloy, com 16, foi o maior pontuador. A equipe carioca continua com 100% de aproveitamento no NBB 2012/13, com 15 vitórias em 15 jogos, e a liderança isolada na tabela de classificação.

O jogo

Sob o olhar do presidente rubro-negro, Eduardo Bandeira de Mello, que pela primeira vez foi ao ginásio acompanhar a equipe de basquete, o time da Gávea mostrava a intensidade de sempre. Mas encontrou um rival que também abusava da velocidade no ataque, defendia forte e chegou a conseguir uma virada no primeiro quarto, após Kojo ter a bola roubada no meio da quadra (18 a 17). O armador se redimiu logo em seguida, colocando a equipe da casa na frente novamente. O Paulistano poderia ter diminuído, mas estourou os 24s de posse de bola e viu o rival levar a parcial: 21 a 18.     

No segundo quarto, Gegê e Duda deixaram o banco de reservas. O ritmo da partida continuava intenso. A diferença caiu para 30 a 28 graças a Toyloy. Eddy forçava a passagem por Caio Torres. O pivô fechava a porta. Na metade do período, o técnico José Neto entrou na quadra para falar com a arbitragem e tomou falta técnica. Inconformado, não demorou para levar a segunda e acabar expulso. O Flamengo teria de seguir sem seu comandante. E reagiu bem. Marquinhos chamou a responsabilidade. Procurava ir próximo à grade para vibrar com a torcida. Foi para o vestiário com 17 pontos na conta e com a vantagem de 47 a 40.

A corrente antes de começar o terceiro período era o reflexo do espírito da equipe. Um ajudava o outro. E assim foram construindo uma vantagem confortável (65 a 51). O Paulistano já não parecia tão forte como antes. Tinha dificuldade de encontrar o caminho até a cesta e ainda sofria a pressão da arquibancada. O barulho atrapalhava na concentração durante os lances livres. Mas empurrava Marquinhos e Cia. Com uma bola de três, Gegê fez 71 a 51. Gustavo De Conti pediu tempo. Na volta, Bruno Zanotti, o ala da seleção paraguaia recém-contratado pelo Flamengo, fez sua estreia. Ficou 40s em ação. Restava um minuto, que foi bem aproveitado: 76 a 54.

Mesmo com a grande vantagem no placar, o Flamengo não diminuiu o ritmo. Queria mais. Continuava brigando no garrafão pelos rebotes, continuava dando trabalho nos arremessos longos. A essa altura, os ataques eram ao som de "olé". Restando 2m21s para o fim, Marquinhos foi para o banco descansar. Teve o nome gritado em reconhecimento. De lá, viu seus companheiros assegurarem a invencibilidade no campeonato.

Os resultados da 17ª rodada do NBB:

Tijuca 64 x 73 Pinheiros
Brasília 94 x 67 Mogi das Cruzes
Flamengo 94 x 70 Paulistano
Joinville 75 x 60 Palmeiras
Limeira 96 x 65 Suzano
Bauru 85 x 70 Vila Velha
Uberlândia 91 x 87 Franca


Flamengo comemora sucesso de sua Colônia de Férias


No último sábado (19.01) chegou ao fim a "1ª edição da FlaCamp", a Colônia de Férias do Mais Querido do Brasil, iniciada em 14 de janeiro. 

O projeto recebeu 43 crianças, de 8 a 16 anos, oriundas de diferentes cidades do estado e do país, em um ambiente com toda a infraestrutura que a maior torcida do mundo merece, o Espaço Lonier, em Vargem Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

A ideia principal da colônia de férias rubro-negra é que os participantes tivessem uma rotina parecida com a dos jogadores de um time de futebol profissional. 

Programação

Os participantes acordavam cedo, tomavam café às 8h da manhã e treinavam duas vezes por dia, com duração de duas horas cada treino: das 9h às 11h e das 15h às 17h. 

Além dos treinamentos, as crianças tiveram outras atividades recreativas ao longo do dia. A alimentação dos participantes - assim como é a dos jogadores do time principal do Clube de Regatas do Flamengo - era dividida em quatro refeições diárias para aqueles que participavam ‘full time’ e três para o ‘part time’. E o horário de dormir era por volta das 22h.

Os profissionais que participaram do projeto foram criteriosamente selecionados. Faziam parte da equipe multidisciplinar dois coordenadores gerais do evento, e responsáveis pela marca FlaCamp; um coordenador de avaliação de jogadores; um avaliador profissional do clube do Flamengo; quatro professores de Educação Física especializados em futebol; três recreadores com experiência em colônias de férias; uma secretária e um profissional do departamento de Marketing do Flamengo.

Segundo o coordenador do evento, Aluízio Lopes, além dos treinamentos físico, técnico e tático, houve também momentos divertidos e muita recreação.

"Perdemos a conta de quantos jogos e brincadeiras eles realizaram. Foi um sucesso absoluto, uma grande festa", comemorou o coordenador.

Liderados por Thiago Pezão, avaliador profissional do clube, os professores tomaram notas do desempenho dos participantes, desde o primeiro dia. De acordo com Thiago, as crianças que mais se destacaram nos treinos vão ser convidadas a realizar testes nas Categorias de Base do Flamengo. 

(Os interessados podem acompanhar a publicação dos relacionados na primeira semana de fevereiro, no site www.flacamp.com)

A ideia de realizar o projeto partiu do departamento de Marketing do CRF, em parceria com a empresa Soccer Camp Eventos Esportivos, especializada neste tipo de projeto, que é inspirado nas características de grandes clubes de futebol da Europa.

"Estamos levantando pontos positivos e negativos desta primeira edição e traçando metas para a segunda, mas podemos assegurar que algumas surpresas estão por vir. Visitação de mais jogadores do clube, amistoso de futebol contra um adversário de fora da colônia e novas atividades noturnas, além de outras ideias, devem ser implementadas na segunda edição da FlaCamp", adiantou Rodrigo Magon, um dos responsáveis pelas Escolinhas do Flamengo.

A próxima colônia de férias do clube está prevista para acontecer nas férias de julho de 2013.