Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Dorival classifica Renato como referência e diz: 'É um dos titulares'

Na primeira vez que começou como titular na temporada, Renato Abreu fez dois gols, teve boa atuação e foi o principal responsável pela vitória por 2 a 0 sobre o Olaria, na noite deste sábado, em Volta Redonda. O jogador – substituto de Elias, que ficou fora para aprimorar a forma física – mereceu rasgados elogios de Dorival Júnior, que elegeu o volante como um dos titulares da equipe.

- Renato sempre foi uma grande opção, nunca deixou de ser. Ele sabe bem que é um jogador que temos uma confiança muito grande, é um dos titulares da equipe, momentaneamente não estava atuando, muito em razão do crescimento de alguns companheiros. O Renato também iniciou mais tarde, prolongamos a pré-temporada dele. É um jogador que serve como referência dentro do elenco, ele sabe a importância que tem no grupo – exaltou o treinador rubro-negro.

Dorival também comentou a estreia de Gabriel e a segunda atuação de Carlos Eduardo. O camisa 10 atuou 45 minutos no clássico com o Botafogo, e diante do Olaria foi substituído aos 17 minutos do segundo tempo:

- Gabriel fez poucos trabalhos com bola, estamos tentando acelerar, pois seria fundamental para os jogos finais. O Carlos (Eduardo) atuou 17 minutos a mais do que na primeira partida, já com maior desenvoltura. Ele vai crescer, é um grande jogador, consolidado, está adaptado a nossa maneira de trabalho, tudo é questão de tempo. Ele tem melhorado a cada momento.

O técnico, porém, não exaltou a atuação do time na noite deste sábado:

- Jogamos bem abaixo, também pela marcação do Olaria. Tivemos dificuldades para criar.

Com 22 pontos, o Flamengo chega para a semifinal da Taça Guanabara invicto, com a melhor campanha do turno e com a vantagem do empate até numa eventual decisão. O Rubro-Negro aguarda o complemento da rodada neste domingo para saber quem será seu adversário no mata-mata.

Dorival Junior e Gabriel, Flamengo x Olaria (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem) 
Dorival conversa com Gabriel antes de promover a estreia do jogador (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem)

Atletas citam volta por cima: 'Nem o mais fanático acreditava', diz Felipe

 Após uma campanha ruim no Campeonato Brasileiro de 2012, o Flamengo iniciou a temporada com nova gestão, mas sem uma contratação de peso. Venceu a desconfiança de parte da torcida e alcançou a melhor campanha da Taça Guanabara, com 22 pontos em 24 possíveis, e a liderança do Grupo B. Mostrou duas revelações, Rafinha e Rodolfo, conseguiu contratações importantes, como Carlos Eduardo, Elias e Gabriel, e resgatou a fase artilheira de Hernane. Apesar dos bons números, do ambiente tranquilo e da vantagem de jogar pelo empate na semifinal, os rubro-negros rejeitam  favoritismo.

- Desde o começo do campeonato, o Flamengo nunca foi favorito. Sempre disse que temos um grupo forte, por causa da manutenção de jogadores e do técnico, que conhece o elenco e sabe o que cada um pode dar de melhor - explicou Ibson, um dos jogadores que subiram de produção nesta temporada em comparação à passada.

O goleiro Felipe é outro que prega humildade ao grupo, que continua como único invicto entre os grandes do Rio em 2013. Para ele, a boa sequência não pode subir à cabeça dos atletas, que terão pela frente um caminho difícil rumo ao título da Taça Guanabara. Afinal, é grande a chance de Flamengo, Fluminense, Botafogo e vasco figurarem nas semifinais.

- Há oito jogos, nem o mais fanático dos torcedores acreditava no elenco. Demos a volta por cima. Agora é mata-mata, é mais importante. Deve ser um clássico, e temos que manter pés no chão. Sabemos que não ganhamos nada ainda, mas estamos de parabéns pela campanha - afirmou o camisa 1.

Após a vitória por 2 a 0 para o Olaria, os rubro-negros terão dois dias de folga e retornam às atividades na terça-feira pela manhã. A partida pela semifinal será no próximo fim de semana contra Botafogo, Madureira ou vasco - que ocupa atualmente a segunda posição do Grupo A e é o provável adversário.

Atuações: Renato se destaca, e Alex Silva e Gabriel têm estreia discreta


Header-Materia_Flamengo (Foto: infoesporte)
FELIPE - GOLEIRO
Nas poucas vezes em que foi exigido, demonstrou segurança. Fez uma boa defesa com o pé quando o jogo ainda estava empatado e outra bela intervenção no segundo tempo.
Nota: 7,0

LÉO MOURA - LATERAL-DIREITO
Participativo, tentou levar o time ao ataque. Conseguiu algumas boas investidas, mas sem grande brilho.
Nota: 6,5

WALLACE - ZAGUEIRO
Contou com a afobação do time do Olaria e fez o simples, dando chutão quando necessário, mas saindo com a bola no chão quando não era ameaçado.
Nota: 6,5

MARCOS GONZÁLEZ - ZAGUEIRO
Assim como seu companheiro de zaga, não foi muito incomodado pelo ataque adversário. Nas vezes em que apareceu, não comprometeu. Saiu no intervalo.
Nota: 6,5

ALEX SILVA - ZAGUEIRO
Entrou no lugar de González e fez sua estreia na temporada, atuando pela primeira vez com Wallace. Sentiu a falta de ritmo de jogo e não encontrou o melhor posicionamento.
Nota: 5,5

JOÃO PAULO - LATERAL-ESQUERDO
Mesmo sem apoiar no primeiro tempo, deu espaços para o Olaria atacar. No segundo, ficou mais postado para dar liberdade para Rafinha subir ao ataque.
Nota: 5,5

CÁCERES - VOLANTE
Com seriedade na marcação, levou a melhor na grande maioria das divididas.
Nota: 6,5

IBSON - VOLANTE
Muita disposição, brigando pelas jogadas. Foi bem na parte defensiva, nos desarmes e conseguiu uma ou outra boa virada de jogo.
Nota: 6,5

RENATO ABREU - VOLANTE
Apareceu bem na área para fazer o gol de cabeça. Fez um golaço de falta, cobrou bem outro lance de bola parada e criou uma dor de cabeça para Dorival escalar o time na semifinal.
Nota: 7,5

CARLOS EDUARDO - MEIA-ATACANTE
Conseguiu uma boa finalização, alçou bem a bola na área na falta que resultou no gol de cabeça de Renato, mas ainda é visível sua falta de ritmo de jogo.
Nota: 6,0

GABRIEL - MEIA-ATACANTE
Entrou no lugar de Carlos Eduardo e fez sua estreia com a camisa do Flamengo. Demonstrou velocidade ao dar alguns piques, mas pouco apareceu.
Nota: 5,5

RAFINHA - ATACANTE
Participativo, começou a partida arisco e caindo pelo lado esquerdo de ataque. Mas, aos poucos, sumiu do jogo e teve apenas lampejos.
Nota: 6,0

HERNANE - ATACANTE
Não levou perigo ao gol do Olaria: a bola pouco chegou aos seus pés e passou em branco, demonstrando lentidão em alguns lances.
Nota: 5,0

IGOR SARTORI - ATACANTE
Entrou no lugar de Hernane e pouco apareceu no jogo.
Nota: 5,0

DORIVAL JÚNIOR
Decidiu levar o time titular a campo, mesmo com a classificação garantida. A única alteração que fez na equipe antes do início do jogo surtiu efeito. Renato, que entrou na vaga de Elias, marcou duas vezes. Na volta do intervalo, o treinador colocou Alex Silva na vaga de González. Promoveu a estreia de Gabriel no segundo tempo e lançou Igor Sartori.
Nota: 7,0

Header-Materia_Olaria (Foto: infoesporte)

Sendo o único time que ainda não venceu no Campeonato Carioca, o Olaria só conseguiu chegar três vezes com algum perigo ao gol do Flamengo. O treinador Luiz Antônio ainda não conseguiu dar padrão tático à equipe, que diante do Rubro-Negro não teve um destaque individual.


Rafinha sofre corte próximo ao olho e reclama de faltas: 'Me perseguem'


Graças a uma bela atuação de Renato Abreu, autor de dois gols, o Flamengo venceu o Olaria por 2 a 0 e foi a 22 pontos, liderando com folga o Grupo B na Taça Guanabara. Quem deixou o jogo sem muitos motivos para comemorar, no entanto, foi o atacante Rafinha.

Ele sofreu muitas faltas de seus marcadores no Raulino de Oliveira, entre elas uma cotovelada que abriu um corte abaixo do olho direito. Indignado com o árbitro Philip Georg Bennett, que deixou seguir a maioria dos lances, Rafinha desabafou na saída de campo.

- Toda hora os jogadores batem, me perseguem. Vou tentar um drible, o juiz não marca falta e fala que não posso fazer porque vão me bater. Fica difícil - afirmou o jogador, que neste sábado à noite vestiu a camisa 8.

Rafinha foi titular nas oito partidas do Flamengo no ano e deixou sua marca duas vezes. Foi destaque sobretudo nas vitórias por 4 a 2 sobre o vasco e por 4 a 0 sobre o Friburguense, alcançando a segunda maior média das notas dadas pelo GLOBOESPORTE.COM até esta rodada no Carioca. Com 7,21, estava atrás apenas do botafoguense Seedorf (com 7,40).

O Flamengo terá folga nos dois próximos dias e volta a treinar na terça-feira, visando ao jogo do fim de semana contra o segundo colocado do Grupo A, que será conhecido neste domingo. O adversário será Botafogo, Madureira ou Vasco - atualmente, o vice-líder da chave.

Rafinha, Flamengo x Olaria (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem) 
Rafinha sofre marcação dupla durante vitória sobre o Olaria (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem)


Flamengo 2 x 0 Olaria - Melhores Momentos - Campeonato Carioca 2013


Flamengo 2 x 0 Olaria

                                                      
                                                            Ficha técnica


Estádio: Raulino de Oliveira, Volta Redonda (RJ)

Data: 23/02/2013

Hora:  18h30 (de Brasília)


Gols: Renato(2)

Renda e público: R$ 60.840,00 / 4.712 pagantes



Árbitro: Philip Georg Bennet (RJ)
Auxiliares: Wagner de Almeida Santos (RJ) e Jackson Lourenço Massarra dos Santos (RJ)


Cartão amarelo:  Rafael, Leandrão, Waldir(Ola).Alex Silva, Cáceres, Renato (Fla)


Flamengo: Felipe, Léo Moura, Wallace, González(Alex Silva)e João Paulo; Cáceres, Ibson, Renato Abreu e Carlos Eduardo(Gabriel); Rafinha e Hernane(Igor Sartori).
Técnico: Dorival Junior

Olaria:  Moreno, Lucas, Calisto, Rafael e Assis; Cleberson, Victor, Lenine e Leozinho; Leo(David) Rocha(Leandrão) e Waldir.
Técnico: Luiz Antonio




Eurico Miranda acompanha jogo entre Flamengo e Olaria no Raulino


O ex-presidente da coisa maldita, vasco,  Eurico Miranda, que sempre classificou os jogos contra o Flamengo como uma decisão à parte, foi ao Estádio Raulino de Oliveira para acompanhar o duelo entre o Rubro-Negro e o Olaria. Esteve acompanhado de José Luiz Moreira, gestor de futebol do clube do subúrbio carioca e que foi vice-presidente na gestão de Eurico no cruz-maltino.

Eurico ficou poucos minutos na parte aberta do camarote reservado à diretoria do Olaria. Alguns rubro-negros que estavam a poucos metros não notaram a presença do ex-presidente, que, antes mesmo de o Flamengo abrir o placar, já assistia à partida numa parte reservada, sem contato com torcedores.

eurico miranda, sentado, e josé luiz moreira, ex-dirigente do vasco e atual cartola do olaria, no jogo com o flamengo em volta redonda (Foto: Janir Junior) 
Eurico Miranda senta-se perto de José Luiz Moreira, ex-dirigente do vasco e atual gestor do Olaria, no jogo do Flamengo em Volta Redonda (Foto: Janir Junior)
 
 
 
 
 

Direção do Inter admite negócio encaminhado com volante Airton


O tão desejado volante pretendido pelo Inter está prestes a ser anunciado. É Airton, do Flamengo. Mesmo que o grupo esteja mobilizado para a disputado do Gre-Nal deste domingo, o negócio está tão adiantado que a direção já não esconde e admite que a transação tem tudo para ser concretizada nos próximos dias.

Marcelo Medeiros comentou sobre a possibilidade de acerto. O diretor de futebol colorado elogiou o histórico do atleta, que foi campeão brasileiro com Willians pelo Flamengo em 2009 e aposta no desfecho positivo:

- A situação do Airton está sendo tratada há algum tempo. Está bem encaminhada.

A transação deve ser fechada na segunda-feira. Nesta data, Medeiros e o presidente Giovanni Luigi estarão no Rio de Janeiro. Lá, se encontrarão com membros da CBF, mas devem aproveitar para selar o acordo com o volante, o apresentando até terça.

Airton estava relacionado para o jogo deste sábado com o Olaria, mas acabou retirado da lista de jogadores que viajaram para Volta Redonda. O volante, que pertence ao Benfica, estava emprestado até o dia 30 de junho, mas a diretoria carioca não tinha a intenção em renová-lo.





Flamengo 2 x 0 Olaria

 1º tempo

24min

GOL DO FLAMENGO
Renato Abreu cobra falta e merca o segundo gol do Flamengo. Olaria 0 x 2 Flamengo.

Flamengo 1 x 0 Olaria


1º tempo

21min


GOL DO FLAMENGO
Após cobrança de falta de Carlos Eduardo, Renato Abreu cabeceia para marcar o primeiro gol do Flamengo. Olaria 0 x 1 Flamengo.

Em tarde inspirada de Benite, Flamengo passa pelo Basquete Cearense



A casa estava cheia. Pronta para colocar pressão sobre os ombros do Flamengo, que depois da sequência de 20 vitórias seguidas, sofreu duas derrotas nos últimos três compromissos.  Mas a esperança de tentar surpreender o líder do NBB não durou dez minutos. Neste sábado, no ginásio Paulo Sarasate em Fortaleza, o Rubro-Negro fez ouvido de mercador. Alheio ao barulho da arquibancada, liquidou o jogo no primeiro quarto. O caminho para mais um triunfo ficou ainda mais tranquilo graças a Benite, que anotou 29 pontos, sendo 21 deles da linha de três: 101 a 82.

NBB - Basquete Cearense x Flamengo (Foto: LC Moreira) 
Benite foi o cestinha da partida com 29 pontos (Foto: LC Moreira)

- A gente fica contete de ver o ginásio lotado assim. O jogo vai acontecendo de uma forma e se tem uma defesa tranquila ajuda muito. A gente conseguiu fazer isso - disse o cestinha Benite.

O jogo

A enterrada de Felipe abriu a contagem do placar e o apetite da torcida também. Mal sabia que as comemorações de cestas seriam tão poucas no primeiro quarto. A precipitação ofensiva custou caro aos anfitriões. Quando piscou, o Flamengo já tinha 9 a 2 de vantagem. Na metade do período, Drudi fez a arquibancada acordar ao converter dois lances livres. Mas a alegria durou pouco. Diante de tantos erros, o técnico Alberto Bial não escondia a irritação. Pedia por mais tranquilidade no ataque, trocava peças, mas a situação não mudava. O adversário aproveitava para desgarrar no marcador. Abriu 20 a 4 e só permitiu que o Basquete Cearense voltasse a pontuar no último minuto: uma vez com Drudi e outra com André: 20 a 8.

No segundo quarto, a ansiedade dos anfitriões parecia estar mais controlada. Aos pouquinhos, o time foi se arrumando em quadra. Encontrando em André uma boa opção para tentar diminuir o prejuízo. O problema é que do outro lado da quadra, o Flamengo não deixava o ritmo cair. Shilton entrou bem no jogo. Contribui com 10 dos 33 pontos marcados por sua equipe no período. Apesar de ter permitido um bom momento do time casa, que conseguiu uma sequência de cinco pontos consecutivos, o Rubro-Negro se arrumou de novo na defesa e impôs a maior vantagem na partida ao anotar 8 a 0 e ir para o vestiário com 53 a 30.

vitória do barulho (LC Moreira)
 Na retomada do jogo, Rogério e seus companheiros não conseguiram arrumar uma maneira de conter o ímpeto do líder. A defesa cedia espaço e os comandados de José Neto aproveitavam. Benite seguia dando trabalho da linha de três. Olivinha continuava ganhando os rebotes. Marquinhos chegava à casa dos 20 pontos. Sem dificuldades, a equipe abriu 80 a 52.

Nos últimos dez minutos, o Flamengo administrou a vantagem. Os jovens jogadores deixaram o banco de reservas. Enquanto isso, o Basquete Cearense tentava fazer com que a diferença no marcador diminuísse um pouco. A equipe venceu a parcial (30 a 21), mas não teve como evitar a derrota.

- Fomos mal no primeiro tempo e jogamos melhor no segundo. Mas a gente sabe que essa derrota não vai abalar em nada o time. Estamos de cabeça em pé. Agora vem a próxima pedreira na terça-feira, que é o Brasília - afirmou Felipe, que anotou 22 pontos para a equipe cearense.


vitória do barulho

Bandeira de Mello fala sobre recente polêmica no Fla-Gávea




Presidente Eduardo Bandeira de Mello (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem)
O presidente Eduardo Bandeira de Mello comentou sobre a recente polêmica envolvendo dirigentes da Fla-Gávea e a saída do vice-presidente da pasta, José Carlos Dias. O mandatário lamentou a agressão de Cacau Cotta, ex-vice-presidente do setor, a Clément Izard, atual gerente do Fla-Gávea, e garantiu que José Carlos Dias, o Cheirinho, deixou o Rubro-Negro por questões pessoais.

Cacau Cotta é acusado de agredir Clément Izard durante o clássico entre Flamengo e Botafogo, no Engenhão. O caso foi registrado no Jecrim e Cotta afastado por 30 dias.

- Acho que a questão da agressão é lamentável. Me surpreendeu isso. Todos os contatos que (Cacau Cotta) teve comigo, foi educado, mas às vezes acontece. E o que nós estamos fazendo no Flamengo é tratando do caso dentro do que o estatuto permite. Espero que tudo venha a se solucionar futuramente - disse, à Rádio Globo, Bandeira de Mello, que completou:

- Com relação a José Carlos Dias, foi um colaborador nosso de primeira hora. Todo mundo continua gostando muito dele e ele da gente. Teve questões pessoais e preferiu se afastar nesse momento. O Claudio Pracownic está acumulando o Fla-Gávea (ele também é vice-presidente de Administração e Tecnologia da Informação) e tudo vai seguir na santa paz, sem o menor problema.

José Carlos Dias deixou o cargo após um desentendimento com a cúpula. Ele havia pedido a demissão de Clément Izard, gerente do Fla-Gávea, mas a solicitação não foi atendida e a diretoria pediu que fosse esperada até a próxima reunião. Contrariado, Cheirinho enviou uma carta em que, dentre outras coisas, relatava que Clément não tinha um bom trato com os funcionário e avisava que não trabalharia mais com ele.

José Carlos Dias chegou à Chapa Azul após esta receber o apoio de Márcio Braga.


Meio bilhão no caminho da governabilidade do Flamengo



Para ordenar sua vida financeira, o Flamengo tenta tirar do caminho um problema de quase meio bilhão de reais. Em campo, o time que neste sábado enfrenta o Olaria, às 18h30m, em Volta Redonda, vem colhendo resultados. Só que o faz num clube que ainda não consegue prever a entrada de recursos, a incidência de penhoras e não é elegível para captar investimentos de estatais ou via leis de incentivo. Tudo por não ter a Certidão Negativa de Débito (CND), que virou prioridade do clube. Somente as dívidas públicas que impedem a emissão do documento somam R$ 450 milhões. O total de débitos fiscais passa de R$ 500 milhões.

A auditoria da Ernst & Young está concluindo seu trabalho, que aponta para um total que deve rondar R$ 600 milhões, entre dívidas públicas e privadas. Em entendimentos com a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) para conseguir a CND, o Flamengo pagou, em 45 dias, cerca de R$ 25 milhões em impostos. O objetivo é mostrar ao órgão que está disposto a cumprir seus compromissos.

Nos próximos dias, o Flamengo entregará uma proposta de acordo à Procuradoria. Nela, fixa um valor mensal a ser pago, em troca da emissão da certidão. Para dar sinais ao governo de que quer romper com a tradição de mau pagador, se propõe a oferecer como garantias seus contratos de patrocínio e até o terreno do CT do Ninho do Urubu.

- Não é só obter a Certidão Negativa de Débito. É obter e manter. Estamos elaborando uma proposta dentro da realidade do clube, algo que possamos cumprir. É uma proposta de longo prazo - explica Rodrigo Tostes, vice-presidente de finanças do Flamengo.

Sem controle

Regularizar a situação fiscal e conseguir a certidão permitiria ao Flamengo fomentar os esportes olímpicos com leis de incentivo. Hoje, as modalidades não são sustentáveis. Além disso, interromperia a incidência das penhoras de valores mais altos. Por fim, permitiria contratos com estatais. O patrocínio da Caixa Econômica Federal, com valores próximos de R$ 35 milhões, é uma possibilidade real que está na mesa, mas o Flamengo não é elegível para recebê-lo.

Os esforços para ordenar a situação fiscal do clube retratam um histórico caos administrativo. A primeira atitude da nova diretoria foi procurar a PGFN. Nas primeiras reuniões, o órgão se disse sem condições de informar o montante da dívida. O clube também não tinha controle sobre o que já fora pago e o que era devido. Aos poucos, descobriu-se que o recolhimento de Imposto de Renda que incide sobre salários, por exemplo, não acontecia há cinco anos. Há um ano, o Flamengo deixara de quitar as parcelas de programas de refinanciamento de dívidas como o Refis e a Timemania. Estava ameaçado de exclusão, o que faria, imediatamente, incidir uma penhora de R$ 167 milhões, capaz de inviabilizar o clube.

 Para “convencer” a PGFN de que o clube irá cumprir compromissos, a quitação de impostos virou prioridade. Todas as parcelas atrasadas de Refis e Timemania foram pagas, assim como outras dívidas fiscais em fase de execução. Além disso, o clube tem exibido documentos comprovando o recolhimento de todos os impostos neste ano. Ontem, foram pagos aos jogadores os dois meses de salários que estavam em atraso. A questão dos direitos de imagem do grupo ainda não tem data para ser paga. A dívida, dependendo dos jogadores, oscila entre três e quatro meses.

- Até mesmo para conseguir um investidor privado, a Certidão Negativa de Débito abriria portas. É uma chancela de que vale a pena investir no clube - diz Tostes.

Dois Montillos em impostos

A diretoria costuma usar imagens para explicar a razão dos investimentos tímidos no futebol, mostrando que a regularização fiscal virou prioridade. Por exemplo, dirigentes comentam que os R$ 25 milhões pagos em impostos permitiriam ao clube ter contratado “dois Montillos”. No entanto, seria impossível garantir que o argentino receberia seus salários em dia.



Ponto forte de Patricia Amorim ganha adaptação em nova gestão do Flamengo

Um dos poucos pontos de aprovação da gestão da ex-presidente Patricia Amorim, o Fla-Gávea sofreu uma adaptação a partir deste ano, com a entrada de Eduardo Bandeira de Mello e a Chapa Azul no poder do clube. A pasta, que antes tinha apenas um vice-presidente, agora tem um diretor executivo e um gerente, ganhando hierarquia parecida com a já vista em outros setores do clube, como o próprio futebol.

E após a saída de José Carlos Dias – que chegou depois da aproximação de Márcio Braga à chapa e pediu demissão no começo da semana –, o setor, agora, é formado basicamente por homens-fortes da chapa presidencial, com Claudio Pracownic como vice-presidente interino, Alexandre Petroni como diretor executivo e ainda Clément Izard como gerente (os dois últimos, remunerados).

Uma prova da importância que a atual diretoria está dando ao Fla-Gávea foi a rapidez com que tentaram suprir a despedida de Cheirinho (como era conhecido José Carlos) e poucos dias depois anunciaram Pracownic, de forma interina, como o novo nome para a vice-presidência.

A reunião para a solução do assunto, inclusive, aconteceu já na segunda-feira, dia seguinte ao pedido de demissão de José Carlos.

Atualmente, Pracownic também é responsável pela vice-presidência de Administração e Tecnologia da Informação, até a escolha de uma outra pessoa que a diretoria considere dentro do perfil. O próprio reconhece que o clube necessita de pessoas diferentes para os cargos.

Porém, a diretoria caminha, talvez, para um rumo de melhorias em uma área que Patricia apontou ser forte dentre os sócios e, consequentemente, celeiro de votos.

Com os três nomes fortes do setor alinhavados quanto a ideologia adotada, a tentativa é também afastar qualquer tipo de polêmica na pasta, assim como já aconteceu neste início de gestão.

Boa relação com Clément Izard

Alexandre Petroni foi oficializado como diretor executivo da Fla-Gávea nesta semana. O dirigente, por sua vez, ressalta que já vinha trabalhando no setor e a sua relação com Clément Izard é boa.

Segundo Petroni, o ambiente no Fla-Gávea é muito bom. Ele garante não se preocupar pelo fato de entrar oficialmente na pasta após a polêmica envolvendo Clément e José Carlos Dias, ex-vice-presidente.
.
– Trabalho com o Clément desde o começo do ano, quando ele assumiu o cargo. Não há problema de relação com ele. O ambiente no Fla-Gávea é o melhor possível e não temo nada quanto a isso – disse Petroni..

Clément foi um dos protagonistas da recente polêmica nos bastidores do clube, quando José Carlos Dias pediu sua demissão, mas não foi acatado e, então, resolveu requisitar sua saída do Rubro-Negro.

Em carta, José Carlos Dias relatou, dentre outras coisas, que Clément tratava os funcionário de forma ríspida e que não trabalharia mais com ele.

Segundo o LANCE!Net apurou, poucos dias após a saída de Cheirinho, Clément chegou a mudar o comportamento nos corredores da Gávea. Blindado pela diretoria, o gerente do Fla-Gávea tem evitado conceder entrevistas.


sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Contrato pronto: Fla espera semana que vem a assinatura de Rafinha




rafinha flamengo treino (Foto: Alexandre Cassiano / O Globo)
Depois de conversas, reuniões, discussões sobre aumento de salário e premiações por objetivos, o Flamengo, enfim, está perto de renovar com Rafinha. O diretor executivo do clube, Paulo Pelaipe, encaminhou o contrato para o setor jurídico do futebol, que já redigiu o documento. Existia a expectativa que tudo já estivesse resolvido, mas a assinatura do jogador de 19 anos ainda não aconteceu. Pelaipe, porém, acredita que no início da próxima semana a situação do atacante tenha um desfecho, antes da semifinal da Taça Guanabara.
- Está tudo certo, acredito que o contrato esteja assinado até a próxima quarta-feira - afirmou o diretor rubro-negro.

A negociação, porém, se arrasta mais do que o previsto. No início do mês, Pelaipe teve reunião com Vantuil Gonçalves e Gerson Sá, da empresa MFD, que gerencia a carreira do atleta. No dia 7, depois de Rafinha brilhar na vitória por 4 a 0 sobre o Friburguense – quando fez um golaço com toque por cobertura e deu duas assistências -, o diretor já dava como certa a renovação.

Aos 19 anos, Rafinha tem contrato até março de 2014. O Flamengo é dono de 50% dos direitos econômicos. A outra metade é da MFD. O jogador tem sido titular e destaque da equipe no Carioca. Neste sábado, o atacante novamente estará em campo para o jogo contra o Olaria, às 18h30m (de Brasília), em Volta Redonda.


Aniversariante do dia, Felipe leva ovada de presente após o treino

Completando 29 anos nesta sexta-feira, Felipe ganhou um festival de ovadas dos companheiros. Logo após o treino recreativo no Ninho do Urubu, ele foi cercado pelos jogadores e não escapou do presente. O camisa 1, que atacou de centro-avante no rachão mas não conseguiu balançar a rede, acredita viver seu melhor momento na carreira e mantrém vivo o sonho de ser convocado para a Seleção. Com apenas três gols sofridos em sete jogos, ele é o goleiro menos vazado do Campeonato Carioca.

Felipe leva ovada no treino do Flamengo (Foto: Raphael Bózeo) 
Felipe depois de receber o presente de aniversário dos companheiros após o treino (Foto: Raphael Bózeo)

Depois de virar zagueiro em rachão, Hernane treina finalizações de cabeça



Hernane no treino do Flamengo (Foto: Raphael Bózeo)
Artilheiro do Carioca com oito gols em sete jogos, Hernane atuou como zagueiro no rachão descontraído realizado na tarde desta sexta-feira, no Ninho do Urubu. Mas após o recreativo, o Brocador foi o único titular que treinou finalizações, tudo para não perder o apetite pelos gols.

Com Ramon cruzando pela esquerda, o atacante se revezou com Renato Santos, Mathes e Adryan e se destacou nas bolas aéras marcando muitos gols. Porém, na maior parte do dia, no rachão, ele jogou como zagueiro enquanto o goleiro Felipe atuava como atacante. O camisa 1 até tentou, mas não conseguiu fazer o dele.

O time do camisa 9, de vermelho, venceu por 3 a 2, de virada. E o gol da vitória foi de Renato, que será titular contra o Olaria. Ao balançar a rede, o meia se desequilibrou e até empurrou a trave para evitar a queda, levando os companheiros às gargalhadas.

Outra novidade foi a volta de Nixon aos treinos com bola. O atacante vinha se recuperando de dores no músculo posterior da coxa esquerda desde a vitória por 4 a 0 sobre o Friburguense, em Macaé, no dia 6 de fevereiro.

Neste sábado, o Flamengo faz a última partida da primeira fase da Taça Guanabara, contra o Olaria, às 18h30m (de Brasília), no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. O time titular terá Felipe, Léo Moura, González, Wallace e João Paulo; Cáceres, Ibson e Renato; Rafinha, Carlos Eduardo e Hernane. O Rubro-Negro tem 19 pontos e já está classificado em primeiro lugar do Grupo B e com a melhor campanha do turno.

Gabriel é relacionado pela primeira vez e começa no banco contra Olaria


Gabriel flamengo treino (Foto: Richard Souza)
Liberado pela preparação física, Gabriel teve uma sexta-feira com gostinho de primeira vez. O jogador foi relacionado para o jogo contra o Olaria, neste sábado, às 18h30m (de Brasília), em Volta Redonda. Com a possibilidade de estreia à vista, ele vai debutar em viagem, na concentração e também no banco de reserva do Rubro-Negro. O time titular terá apenas uma alteração em relação a última escalação: Dorival confirmou que Renato será o substituto de Elias, que tem trabalhado para melhorar a forma física de olho na fase final da Taça Guanabara.

O treinador não fez mistérios revelou a equipe com Felipe, Léo Moura, Wallace, González e João Paulo; Cáceres, Ibson, Renato e Carlos Eduardo; Rafinha e Hernane.

- O time não muda, e o Gabriel está indo como opção. Ele já está bem melhor, talvez seja o mesmo caso do Carlos Eduardo, em uma proporção melhor. Cada um tem suas peculiaridades. - analisou Dorival.

O preparador físico da equipe, Celso de Rezende já havia dado o aval para escalação de Gabriel, uma das apostas da diretoria rubro-negra.

- Na parte física, ele teve uma melhora acentuada. Fisicamente, ele pode ser relacionado para o jogo (contra o Olaria), está em condições.

Alex Silva e Igor Sartori dentro, Adryan e Mattheus fora

Quem também está de novo relacionado é Alex Silva, que pode fazer sua reestreia em seu retorno ao clube. O zagueiro, que na última rodada ficou no banco diante do Botafogo, fez um trabalho mais extenso durante a pré-temporada. Durante a semana, o jogador treinou entre os reservas, mas, durante um coletivo, foi testado no lugar de Wallace, indicando uma substituição que Dorival poderá fazer diante do Olaria.

O atacante Igor Sartori foi outra vez chamado por Dorival e está entre os 19 relacionados. Já Adryan e Mattheus estão fora da lista. Confira a relação de jogadores:

Goleiros: Felipe e Paulo Victor
Laterais: Léo Moura e João Paulo
Zagueiros: Wallace, González e Alex Silva
Volantes: Cáceres, Ibson, Luiz Antonio e Amaral
Meias: Renato, Cleber Santana e Rodolfo
Atacantes: Rafinha, Carlos Eduardo, Hernane, Gabriel e Igor Sartori

Com 19 pontos, o Flamengo já está classificado co a melhor campanha do turno para a semifinal da Taça Guanabara.





Carlos Eduardo aproveita o Rio de Janeiro


Nascido no Rio Grande do Sul e com passagem pela Rússia, o meia Carlos Eduardo parece estar gostando do Rio de Janeiro. Nesta sexta-feira, o jogador aproveitou o calor na Cidade Maravilhosa e foi curtir uma praia. O jogador usou o Instagram para mostrar que estava na Prainha, na Barra da Tijuca.


carloseduardo


Felipe completa 29 anos de bem com a vida: ‘Vivo meu melhor momento’



Felipe no treino do Flamengo (Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo)
Sexta-feira, 22 de fevereiro, véspera do jogo contra o Olaria e aniversário do goleiro Felipe. Com contrato até o fim de 2016, o camisa 1 rubro-negro completa 29 anos cheio de motivos para comemorar. Segundo o próprio, o momento atual é o melhor de sua vida.

- Estou em casa aqui no Flamengo. Fico feliz em viver o melhor momento na minha vida pessoal e profissional vestindo a camisa do meu time do coração. Hoje, mais maduro e com mais bagagem no futebol, tenho certeza que posso ajudar meu time a conquistar mais títulos – afirmou, através de sua assessoria pessoa.

Felipe, no entanto, acredita que há sempre o que melhorar e faz planos para um futuro próximo. O goleiro pretende agregar ao seu currículo o título do Campeonato Brasileiro antes dos 30 anos, ou seja, ainda este ano.

- Seria ótimo chegar aos 30 anos com um Campeonato Brasileiro pelo Flamengo no meu currículo. Farei o máximo para isso acontecer - disse.

E além de títulos com a camisa rubro-negra, Felipe também espera ganhar outro presente em 2013, a convocação para a seleção brasileira.

- Faço o meu trabalho com muito prazer. Treino diariamente muito forte para estar bem e ajudar meus companheiros nos jogos com defesas importantes e também buscando orientar da melhor maneira os jogadores de defesa. Se conseguir manter um bom nível nos jogos e o time conquistar títulos, posso me aproximar da Seleção Brasileira. Isso é um sonho que quero conquistar. Já defendi o Brasil em todas as seleções de base, mas nunca a principal. Seria maravilhoso fazer parte do grupo que lutará pelo hexa aqui no Brasil - observou o aniversariante.



Maracanã: fotos revelam detalhes da instalação das cadeiras e cobertura


Na reta final das obras para a Copa das Confederações, o Maracanã teve novas fotos divulgadas nesta sexta-feira. Em fase de instalação das cadeiras e da cobertura, o estádio já tem cerca de 10 mil assentos nas arquibancandas. De acordo com a última medição oficial do consórcio responsável pela construção, o projeto está 80% concluído.

obras estádio maracanã  (Foto: Agência Reuters) 
Vista aérea da colocação da lona da cobertura do Maracanã (Foto: Agência Reuters)

No momento, além do acabamento, as principais preocupações são quanto à instalação das cadeiras e a suspensão da nova cobertura. Na última segunda, a instalação da lona, prevista anteriormente para novembro do ano passado, começou a ser feita com o auxílio de alpinistas. A cobertura terá 68,4 metros de comprimento e vai proteger cerca de 75 mil dos quase 80 mil lugares. Os operários também começaram a colocar as cadeiras no início da semana.

cadeiras estádio maracanã  (Foto: Agência Reuters) 
Cerca de 10 mil cadeiras das quase 80 mil já foram instaladas (Foto: Agência Reuters)

O primeiro jogo confirmado no Maracanã é o amistoso entre Brasil e Inglaterra, dia 2 de junho. Na Copa das Confederações, o estádio receberá México x Itália (16 de junho), Espanha x Taiti (20 de junho) e a decisão de 30 de junho.

obras estádio maracanã  (Foto: Agência Reuters) 
Cobertura já está sendo instalada (Foto: Agência Reuters)

Nos próximos dias, o Maracanã receberá o gramado. Antes prevista para ser concluída no fim deste mês, a reforma só deve ser terminada em maio, embora exista a promessa de que a arena estará pronta para testes em abril. Desde que começaram os atrasos nas obras, o consórcio responsável pela construção não divulga novos dados sobre a conclusão do projeto.

obras estádio maracanã  (Foto: Agência Reuters) 
Obras no Maracanã (Foto: Agência Reuters)
 
 
 

Comissão do Flamengo pede auditoria nas contas de 2011

A comissão de finanças do Conselho Deliberativo do Flamengo recomendou a contratação de uma auditoria para examinar as contas de 2011. Diz que alguns números precisam ser detalhados. Aponta que há R$ 7 milhões sem prestação de contas e R$ 32 mi sem fiscalização. Na semana que vem o Conselho irá votar as contas. Uma proposta é que haja uma aprovação com ressalvas. O clube tem medo de deixar de conseguir o patrocínio da Caixa, mas mesmo com isso ainda precisara regularizar a siuação fiscal.




Audiência entre Flamengo e Ronaldinho é adiada



A nova audiência sobre o processo movido por Ronaldinho contra o Flamengo, agendada para a próxima segunda-feira, foi adiada, sem nova data estabelecida. O processo está em carga para o advogado do autor, no caso, o atacante do Atlético-MG.

Isso quer dizer que a defesa retirou o processo do fórum para análise e, quando devolver, deverá fazer uma petição. A advogada do jogador, Gislaine Nunes, confirmou o adiamento, mas sem dar detalhes sobre o motivo:

– A audiência foi redesignada. Foi um pedido da nossa parte.

O Flamengo, por sua vez, segundo o LANCE! apurou, requereu a produção de prova pericial, confirmada posteriormente pelo vice jurídico do clube, Flávio Willeman:

– Foi adiado porque houve o deferimento da perícia para apurar a conduta do atleta e se ele causou algum prejuízo ao clube.

Desde a realização da primeira audiência, no dia 8 de novembro, e passado o prazo de 15 dias estipulado pela juíza para uma tentativa de acordo, as partes não voltaram a se falar sobre uma conciliação. O caso foi passado para a nova diretoria, que rechaça, por ora, uma solução amigável.

Em conversas anteriores à primeira audiência, o clube estava disposto a propor um acordo entre R$ 6 milhões e R$ 7 milhões, mas o número mais baixo aceito pela defesa de Ronaldinho para abrir negociação foi de R$ 13 milhões.

Fla e Traffic sem acordo ainda

A pendência entre Flamengo e Traffic continua sem uma definição e o caso, por enquanto, não foi retomado pela atual diretoria rubro-negra. Inicialmente, a empresa havia postergado qualquer conversa com o clube para depois da eleição.

Mesmo após a nova diretoria ter assumido, o grupo não conversou com os atuais gestores especificamente sobre esse assunto. A Traffic, inclusive, pode ser parceira do Flamengo na captação de patrocínios para os esportes olímpicos.

O clube alegava, no ano passado, que não pagou a Ronaldinho os R$ 750 mil referentes aos direitos de imagem porque assumiu a dívida da empresa com o jogador no início de 2012. A Traffic ficou sem pagar o atacante de agosto a dezembro, provocando o início do racha entre as partes na parceria pela contratação do jogador.

Desdobramentos

Novembro
No dia 8 de novembro, Ronaldinho e Flamengo se encontraram para a primeira audiência sobre a ação movida pelo jogador contra o clube. Na ocasião, a juíza estipulou um prazo de 15 dias para tentativa de acordo entre as partes, o que não aconteceu.

Fevereiro
Uma nova audiência, então, foi marcada para 25 de fevereiro, mas cancelada no último dia 15. A defesa do jogador retirou o processo do fórum para análise. O Flamengo, por sua vez, requereu produção de prova pericial. Desde a primeira audiência, as partes não voltaram a se falar. A atual diretoria, por ora, rechaça possibilidade de acordo.

O processo

A ação
Ronaldinho cobra R$ 40.177.140 referentes a cinco meses de direitos de imagens não pagos, entre janeiro e maio, e o salário do mês em que o jogador deixou o clube (no dia 31 de maio). Há também 12 meses de previdência e fundo de garantia, porém, não são reconhecidos pelos advogados do clube. Além disso, há mais R$ 15 milhões por danos morais.

O outro lado
O Flamengo reconhece que deve ao ex-camisa 10 cerca de R$ 5,3 milhões referentes aos cinco meses de direitos de imagens não pagos, entre janeiro e maio. O clube estava disposto a propor um acordo entre R$ 6 milhões e R$ 7 milhões, que foi recusado.


Sul-Americano de Rúgbi Sevens agita sede do Flamengo no fim de semana



Seleção feminina de rúgbi (Foto: João Neto/Fotojump)
O Clube de Regatas do Flamengo deve encher neste fim de semana. Mas não por conta de chuva ou de jogo de futebol. É que a sede do rubro-negro, que fica na Gávea, no Rio de Janeiro, será palco do Campeonato Sul-Americano de Rúgbi Sevens.

O torneio, que reune as principais seleções do continente, é classificatório para o Mundial da modalidade, marcado para junho, na Rússia. Já se encontram em território nacional os times da Guatemala, Argentina, Chile, Colômbia, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela. Hoje, dia 22, desembarca na cidade maravilhosa a equipe do Equador.

Ano passado, o Uruguai surpreendeu a Argentina no masculino e levantou o caneco, Já no feminino, a seleção brasileira espera manter a hegemonia continental.





Mesmo classificado, Flamengo terá time titular diante do Olaria

Dorival Júnior já tomou a decisão e não vai poupar jogadores para o jogo com o Olaria, neste sábado, às 18h30m, em Volta Redonda. A única mudança no time será a saída de Elias – que fará trabalho para melhorar a forma física. Renato Abreu é o provável substituto. No mais, o time será com a base montada pelo treinador, com Felipe, Léo Moura, Wallace, González e João Paulo; Cáceres, Ibson, Renato Abreu e Carlos Eduardo; Rafinha e Hernane.

A expectativa é pelo aproveitamento de jogadores que ainda não atuaram no Carioca, casos de Alex Silva e Gabriel, que podem ser relacionados para a partida. Rodolfo ficará como opção no banco de reservas.

A intenção é que Carlos Eduardo também ganhe mais ritmo de jogo. O novo camisa 10 estreou diante do Botafogo, quando atuou por apenas 45 minutos. A partida contra o Olaria servirá para o jogador chegar em melhores condições à semifinal da Taça Guanabara.

O Flamengo ocupa a primeira colocação do Grupo B da Taça Guanabara, com 19 pontos. O time treina na tarde desta sexta-feira no Ninho do Urubu e viaja para Volta Redonda no início da noite.

Joia lapidada: após fortalecimento e adaptação, Gabriel é aposta do Flamengo


A vida de Gabriel mudou. Aos 18 anos, ele jogava bola no Campo do Lasca, quadra de terra batida localizada no bairro da Ribeira, em Salvador. Foi chamado para fazer um teste no Bahia, ficou seis meses nas categorias de base e, logo depois, estava no profissional, pelo qual disputou 82 jogos. No início deste ano, foi contratado pelo Flamengo e “teve que sair de casa pela primeira vez”. Antes disso, porém, uma cirurgia para correção do septo nasal deixou o jogador cerca de 45 dias sem treinar. As mudanças bruscas na realidade do garoto tiveram consequências, como a necessidade de um maior desenvolvimento muscular e a adaptação ao Rio de Janeiro. Lapidada, a nova joia é a aposta do Rubro-Negro.

Gabriel, enfim, pode ser relacionado pela primeira vez para o jogo contra o Olaria, neste sábado, em Volta Redonda. Durante o período de treinos, não apenas a parte física foi observada.

Gabriel no treino do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem) 
Gabriel começou a treinar nesta semana com o restante do grupo (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)
 
- Acompanhei o desenvolvimento, ele está muito melhor. Gabriel também teve que se adaptar ao clube, pois foi como a primeira vez que ele saísse de casa. Mudança de cidade também. Todos esses aspectos contam. Agora, precisa trabalhar com bola, se entrosar com o grupo. Na parte física, ele teve uma melhora acentuada. Fisicamente, ele pode ser relacionado para o jogo (contra o Olaria), está em condições. Mas quem vai definir é o Dorival – afirmou o preparador físico rubro-negro Celso de Rezende.

Responsável pela contratação de Gabriel, o diretor executivo Paulo Pelaipe destaca o período de adaptação, a atenção do clube e a aposta no futebol do jovem.

- Todos os meninos merecem cuidado: Gabriel, Rafinha, Igor Sartori... Gabriel é um menino, é claro que conta (mudança do Bahia para o Flamengo). Temos que prestigiar durante as oscilações que pode ter. Mas ele tem muito potencial. O Grêmio queria, o Cruzeiro tentou comprá-lo – disse Pelaipe.

Ganho de massa sem perder velocidade

Quando chegou ao Flamengo, uma programação especial de treinos foi elaborada para Gabriel, que contou com participação de médicos, preparadores e fisiologistas. A intenção era o ganho de massa, sem que o jogador perdesse velocidade.

Além de ter que ganhar massa muscular, o jogador passara por um longo tempo de inatividade depois da cirurgia para corrigir o septo nasal e não participou da pré-temporada do Bahia.

Antes mesmo de chegar ao Flamengo, Gabriel, hoje com 23 anos, deu a dimensão dos efeitos do afastamento da família, até então seu principal pilar.

- É complicado para uma mãe ou avó ver o filho ou neto sair de casa e ir para longe. Mas será muito bom para minha vida profissional, e elas entendem isso. Cheguei ao time da base do Bahia, lutei para caramba, cheguei sem nada para fazer uma história e estou tentando escrever a minha da melhor maneira possível. Minha mãe e minha avó ficaram abatidas, mas acontece – afirmou o jogador na sua última entrevista como jogador do Bahia.

Gabriel teve 50% de seus direitos econômicos adquiridos pelo Flamengo e assinou contrato de cinco anos. Ao chegar ao Rio, ficou instalado no hotel que serve de concentração para o time, na Barra da Tijuca, restringindo seu dia a dia ao trajeto que leva ao Ninho do Urubu. Nesta semana, ele passou a treinar com o grupo e participou de um coletivo entre os reservas.


quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Com 'tática Zico', Rafinha supera Adryan, Renato e Dorival em desafio



Terminado o treino do Flamengo na manhã desta quinta-feira, três jogadores iniciaram um desafio. Em uma das traves do campo 5 do Ninho do Urubu, os meias Renato e Adryan e o atacante Rafinha praticaram chutes a gol da entrada da área. O objetivo era simples: da meia-lua, acertar na gaveta. O trio imitou Zico, maior ídolo rubro-negro, conhecido pela precisão nos chutes. Para calibrar o pé, eles usaram uma toalha em cada ângulo, mesma tática do Galinho de Quintino nos treinamentos. Rafinha foi o único a acertar e conseguiu por duas vezes.    
   
rafinha flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem) 
Rafinha leva a melhor em brincadeira no treino (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem).
 
Renato até passou perto, mas não acertou as toalhas. Adryan teve a pior pontaria. A maioria dos chutes do meia passou por cima do gol. Um pouco depois, o técnico Dorival Júnior também entrou na brincadeira. O máximo que conseguiu foi acertar o travessão uma vez, algo que Rafinha também fez.

Apesar da precisão, Rafinha ainda não cobrou faltas nos jogos do Flamengo. A função costuma ser do lateral-esquerdo João Paulo, dos meias Cleber Santana, Renato e Adryan e do lateral-direito Léo Moura.

Adryan e renato abreu flamengo treino (Foto: Richard Souza) 
Jogadores tentam acertar toalhas, como Zico costumava fazer (Foto: Richard Souza)




Versão rubro-negra de samba campeão da Vila Isabel faz sucesso na internet

Jogando como se fosse por música em 2013, o Flamengo ganhou um fôlego a mais para brilhar na temporada. O samba da Vila Isabel, consagrada campeã do Carnaval carioca no último dia 13, vai subir a arquibancada. O rubro-negro Tunico da Vila, um dos compositores da canção que ficou conhecida como "Festa no Arraiá", adaptou a letra para a torcida do Fla cantar nos jogos.

Divulgada no fim da noite da última terça-feira, a primeira versão rubro-negra do samba campeão virou sucesso na internet. Tunico não esconde a emoção por inflamar a galera e disse ao MAIS que esta troca de mensagens com os fãs é o mais positivo da história.



- Está maneira para caramba a interação da torcida comigo. Foi muita gente mandando mensagem no Twitter e no Facebook e pedindo para fazer umas mudanças na letra. Quero que a música seja assinada com autoria de Tunico da Vila e Nação Rubro-Negra - vibrou.

Confira abaixo a letra da música, que teve a versão final divulgada na tarde desta quinta-feira por Tunico. Como o próprio disse, ele aceitou fazer alguns ajustes na letra, a pedido dos seus fãs, para o hit emplacar de vez com a torcida.

VERSOS DA VILA
"Ô muié, o cumpádi chegou
Puxa o banco, vem prosear
Bota água no feijão já tem lenha no fogão
Faz um bolo de fubá

Festa no arraiá,
É pra lá de bom
Ao som do fole, eu e você
A Vila vem plantar
Felicidade no amanhecer"
  A ADAPTAÇÃO
"Sai do chão, o Flamengo chegou
Rubro-negro, vem festejar
Salve o Manto do Mengão
Zico é o rei dessa nação, hoje o bicho vai pegar

Mengão vai jogar,
é pra lá de bom
Ó, meu Mengão, eu e você
Flamengo vai vencer
Eu sou Flamengo até morrer"

Música faz Tunico sonhar com todas as torcidas cantando

Algo desagradável na torcida do Flamengo é a rixa entre as organizadas. Durante os jogos, às vezes três músicas são cantadas ao mesmo tempo por três facções diferentes. Tunico quer que sua música acabe com isso.

- A minha intenção principal é fazer a torcida cantar um canto só no estádio. É chato que uma cante uma, outra cante outra e outra parte cante outra coisa. Quero a torcida inteira cantando, seja organizada, povão ou o pessoal que senta na tribuna de honra - pediu o compositor.

Tunico também sonha com que a tradicional "Ó, meu Mengão" volte a ter força.

- Muito triste. Desde 1970 e pouco cantam "Oh, meu Mengão". Como pode parar? E o antigo "Mengooo" com o assovio também não ouvi nunca mais. Isso é um absurdo. Acho isso muito ruim - reclamou.

Arlindo Cruz vibra: "Vai virar festa no Engenhão"

Cinco craques em composição se uniram para fazer o samba que embalou o título da Vila. Três deles rubro-negros, um vascaíno e um botafoguense. O flamenguista Arlindo Cruz, um dos que assinam a obra campeã, vibrou ao saber pelo MAIS da paródia feita por Tunico.

- Isso é uma maravilha, não sabia! Que boa notícia! Toda a vez que o samba entra no campo, na torcida, acho maravilhoso. Estou louco para ver isso! Eu, o Tunico e o André Diniz somos Flamengo. Só o Martinho é Vasco e o Leonel, Botafogo. O samba é rubro-negro! Assim como tudo neste país, a maioria dos compositores do samba são Flamengo, então tem tudo para dar certo. Essa "Festa no Arraiá" que vai virar "festa no Engenhão" - festejou.

Tunico tira onda com o pai: "É tudo vice, lá em casa só eu me salvei"

Martinho da Vila, um dos mais ilustres vascaínos e pai de Tunico, terá de aturar a torcida do Flamengo cantando uma adaptação do samba que assinou para sua querida Vila Isabel. O filho tira onda e se mostra aliviado por nenhum cruz-maltino ter feito uma versão parecida.

- Antes ele (Martinho da Vila) ter o dissabor de ver a torcida do Mengão cantar essa música do que eu vendo a torcida do vasco cantá-la. Lá em casa todo mundo é vice, só eu me salvei, graças a Deus - diverte-se Tunico da Vila, zoando o pai.

  
  Com a camisa do Flamengo, Tunico posa ao lado do pai Martinho e da irmã Mart'nália (FOTO: Reprodução)
BATE-BOLA
Tunico da Vila
compositor

Sua música faz a torcida do Flamengo voltar a criar seus cantos. O que isso significa?
Na minha época de arquibancada, o Flamengo lançava música e todos imitavam. Hoje em dia a gente só sabe imitar. A Brasília Amarela (Dale êo, Mengão do meu coração) veio do Inter. Há torcidas do Fla querendo virar barra brava (organizadas sul-americanas) da Argentina. A Nação é grande demais para imitar torcidinha ou musiquinha de fora.

E essa versão do Coldplay, "Viva o Flamengo", vai pegar na arquibancada?
Ela não tem cara de arquibancada, não. Pode ser que pegue, a Raça é muito grande, é a torcida que incendeia o estádio, mas acho que não vai pegar. Se pegar, eu canto. Não sou de organizada nenhuma, quero é ver todo mundo cantando junto.

Você é de alguma torcida organizada?
Não sou da Raça, da Jovem da Urubuzada ou Fla-Manguaça. Tenho um carinho pelo pessoal da Urubuzada, conheço quase todo mundo da torcida, mas eu sou Flamengo!


Elias trabalha em tempo integral para chegar com gás à semifinal



Uma conversa entre a comissão técnica e Elias definiu que o jogador ficaria fora do jogo com o Olaria, neste sábado, às 18h30m, em Volta Redonda. A decisão faz parte da programação para que o jogador chegue à semifinal da Taça Guanabara com mais gás e em melhor forma física. Em vez de poupado, na verdade, o volante está sendo preparado para a partida de caráter decisivo. Durante três dias - quinta, sexta e sábado - Elias treinará em tempo integral, com folga apenas no domingo, quando o restante do elenco também terá descanso.

- Não tem nada de poupar. Desde o começo da temporada temos feito trabalho deste tipo com Cléber Santana, Renato Abreu, Alex Silva. Chegamos à conclusão que Elias poderia melhorar no aspecto físico. Eu, Dorival, Pavanelli (fisiologista) conversamos com o atleta e mostramos que seria interessante, um bom momento para buscar um melhor condicionamento, para melhorar a parte física e chegar com ainda mais gás nos jogos finais - analisou o preparador físico Celso de Rezende.

Elias no treino do Flamengo (Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo) 
Elias já se prepara para a semifinal (Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo)

Elias fez sua estreia pelo Flamengo no dia 27 de janeiro, e logo disputou quatro jogos em apenas 11 dias - contra Volta Redonda, Vasco, Nova Iguaçu e Friburguense. Depois, ainda atuou diante do Botafogo.

Antes da estreia, porém, Elias veio de um período de 30 dias apenas com treinos, sem jogos oficiais. Na mudança do futebol português para o brasileiro, Elias admitiu que sentiu as diferenças entre os calendários de jogos.

- Estou tentando me adaptar ao futebol brasileiro, os jogos são muito próximos. Na Europa, numa sequência assim, eles tiram o jogador de algumas partidas para descansar - disse volante, depois dos quatro primeiros jogos.

Na quarta-feira à tarde, Elias não participou do treino entre titulares e reservas, e fez um trabalho de corrida no campo 4. Nesta quinta, ele trabalhou a parte física pela manhã, e também à tarde. Sexta e sábado ele treinará em dois períodos no Ninho do Urubu.

Para o jogo com o Olaria, a tendência é que Renato Abreu seja o substituto de Elias.



Renato entende reserva, mas frisa: 'Para mim não é normal'



renato abreu flamengo treino (Foto: Alexandre Vidal / FlaImagem)
Renato está entre os jogadores mais experientes do Flamengo. Aos 34 anos, o meia tem 258 partidas pelo clube e 66 gols marcados. Conquistou a Copa do Brasil de 2006 e os Cariocas de 2007 e 2011. Na virada do ano, ele teve o contrato renovado por mais uma temporada. Mas 2013 tem sido diferente para o jogador, que não está entre os titulares de Dorival Júnior, apesar de o treinador já ter dito que assim o considera. Dos sete jogos da equipe na Taça Guanabara, ele participou de quatro. Entrou no segundo tempo contra Madureira, Volta Redonda, Vasco e Friburguense.

- Para mim não é normal, estava há muito tempo sem ficar no banco, não posso me acomodar com isso. Independentemente do que fiz, temos que viver o presente. Procuro dar o máximo em cada treino, aproveitar as chances, respeitar o técnico e os companheiros. Não é porque tem uma história que tem que ser titular. Tem que provar a cada dia a sua posição, procurar entender a cabeça do treinador e dar moral a quem está entrando. Quem está entrando vem fazendo resultado, não tenho motivo para questionar. Procuro ajudar como for preciso, com palavra, minha maneira de pensar, treinamento. Esse momento serve para isso.

O meia não esconde que a situação é desconfortável, mas respeita a decisão do técnico. Dorival, aliás, por mais de uma vez disse neste ano que o papel de Renato tem sido importante principalmente em relação aos mais jovens. O jogador é uma espécie de conselheiro.

- Você tem que ter postura, mesmo no banco. Não pode mudar por isso. Tudo que fiz foi na base da conversa, da motivação, da palavra. Tenho essa liderança. Não posso perder isso. Às vezes você fica chateado, é normal em qualquer jogador. É normal um dia estar chateado, depois tem que pensar, refletir que é coisa de momento. Sei que tenho condições de jogar. Pelo menos estou sendo útil de alguma forma.

O primeiro jogo de Renato como titular do Flamengo em 2013 se aproxima. Como Elias não enfrentará o Olaria neste sábado, em Volta Redonda, para reforçar o condicionamento físico, o meia tem boas chances de ser escalado.

Rafinha e renato abreu flamengo treino (Foto: Richard Souza) 
Renato arrisca chute forte, qualidade que o consagrou, observado pelo jovem Rafinha (Foto: Richard Souza)
 
Renato tem acompanhado de perto a boa fase de promessas da base, como Nixon, Rodolfo e principalmente Rafinha. Referência para a garotada, o meia acredita que o momento da equipe - que venceu seis jogos e empatou um no Carioca - tem colaborado para o crescimento dos garotos. 

- O momento está sendo maravilhoso, ajuda. Todos os garotos que subiram da base tiveram o mesmo acolhimento. Talvez o momento esteja sendo bom, talvez tenham entendido mais rápido o que o treinador pede, se encaixam melhor no esquema de jogo. Estão subindo, com moral, tem muita coisa para ocorrer na carreira deles. Os mais velhos tentam ajudar de alguma forma. Tem os altos e baixos. O momento é de alegria, mas temos de preparar para o momento de tristeza, de cobrança grande. Enquanto não acontece, vamos procurar ajudar nos pontos positivos. Não é só o Rafinha, não. Tem Nixon, Thomás, Rodolfo, Frauches. Jogadores que têm talento e muito a dar.

Flamengo e Olaria se enfrentam às 18h30m (de Brasília), no Raulino de Oliveira. O Rubro-Negro está classificado para a semifinal da Taça Guanabara.



Dorival não dá sinais de time, e jogadores treinam finalizações


O técnico Dorival Júnior não deu sinais do time que vai mandar a campo na partida contra o Olaria, sábado, em Volta Redonda. Na manhã desta quinta-feira, a maioria dos jogadores do Flamengo treinou finalizações. Dorival cobrou empenho dos atletas e alguns conseguiram belos lances, como o meia Rodolfo, que acertou um voleio. Os zagueiros trabalharam à parte e realizaram exercícios específicos da posição.

Ao lado, no campo quatro do Ninho do Urubu, três jogadores realizaram um trabalho físico com bola. O volante Elias, que não vai enfrentar o Olaria para reforçar o condicionamento, o atacante Nixon, que faz reforço muscular, e o volante Muralha, que voltou do empréstimo ao Atlético-GO e aguarda a definição do novo clube.

Ibson flamengo treino (Foto: Alexandre Vidal / FlaImagem) 
Ibson arrisca chute a gol em treino de finalizações do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / FlaImagem)
 
Na véspera, Dorival armou a equipe titular num treino tático em campo reduzido, e Renato ocupou a vaga de Elias. A formação teve Felipe, Léo Moura, Wallace, González e João Paulo; Cáceres, Ibson e Renato; Carlos Eduardo, Hernane e Rafinha. Durante o treino, três mudanças: Alex Silva entrou no lugar de Wallace na zaga, o volante Luiz Antonio foi improvisado na lateral direita na vaga de Léo Moura, e Rodolfo ocupou a de Carlos Eduardo na frente.

O meia-atacante Gabriel, que ainda não estreou, deve ser relacionado pela primeira vez. No clube há um mês, ele passou por um período de reforço muscular, mas desde terça-feira treina com todo o grupo.

O Flamengo tem 19 pontos no Grupo B da Taça Guanabara e já está classificado em primeiro lugar para a semifinal. O jogo contra o Olaria será no Raulino de Oliveira, às 18h30m (de Brasília).