Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 16 de março de 2013

Fla dá bobeira, Pinheiros não ajuda, e time está fora da Liga das Américas

Faltavam 26s para o fim do jogo, e o Flamengo tinha nas mãos a chance de fazer a última jogada da partida. Mas a bola escapou de Benite, também de Duda e acabou com García Zamora fazendo a cesta, sofrendo a falta e convertendo o lance livre. Em noite em que deu bobeira diversas vezes, Rubro-Negro acabou derrotado por 95 a 93 pelo Mavort-EQU e está fora da Liga das Américas após duas derrotas no quadrangular semifinal em Buenos Aires.

Precisando de duas vitórias do Pinheiros para ainda sonhar com a classificação, o Flamengo viu sua última esperança acabar depois que a equipe paulista foi derrotada pelo Lanús por 87 a 72  na noite deste sábado. Adrián Boccia foi o cestinha do time argentino, com 17 pontos, mesma pontuação de Paulinho Boracini e Rafael Mineiro.

Flamengo x Mavort basquete (Foto: Marcelo Figueras / FIBA) 
O armador americano Kojo tenta a jogada, marcado por Guzmán (Foto: Marcelo Figueras / FIBA)

Na última rodada, neste domingo, o Flamengo enfrenta o Lanús, às 22h10m (de Brasília). O Pinheiros encara o Mavort na disputa da última vaga do grupo, às 20h05m.

Apesar da derrota, Marquinhos teve grande atuação, com 32 pontos e seis assistências. Caio Torres conseguiu um duplo-duplo, com 19 pontos e 14 rebotes, e Olivinha marcou 17 pontos e pegou sete rebotes. Do lado do Mavort, Riley fez 21 pontos e pegou nove rebotes, Guzman García conseguiu 20 pontos e nove rebotes, e Sloan anotou 16 pontos.

O jogo

Flamengo x Mavort basquete (Foto: Marcelo Figueras / FIBA)Assim como havia acontecido no dia anterior, o Flamengo voltou a começar mal e viu o Mavort abrir 6 a 0. A equipe carioca até conseguiu reagir rapidamente, mas dava espaço na defesa e deixava o time equatoriano seguir comandando o placar, terminando o primeiro quarto vencendo por 28 a 23.

Os brasileiros até voltaram melhor no segundo quarto. Ficaram em vantagem com uma cesta de Benite, mas passaram a cometer seguidos erros e viram o time do Equador abrir dez pontos de vantagem (43 a 33). O Flamengo ainda conseguiu equilibrar as ações, mas sofreu uma cesta de três no último segundo e foi para o intervalo perdendo por 48 a 40.

Mas Marquinhos voltou inspirado para o segundo tempo. Com a mão certeira da linha dos três pontos, o ala marcou 17 pontos e colocou o Flamengo novamente na partida. Só que novamente o time sofreu uma cesta nos últimos segundos, indo para o último quarto perdendo por 73 a 71.

O Flamengo foi crescendo aos poucos e, com uma sequência de oito pontos, deu a impressão de que chegaria à vitória quando Caio Torres fez 90 a 84 a 2m10s do fim. Mas duas faltas rubro-negras permitiram que o Mavort fizesse duas jogadas de três pontos e seguisse colado. Faltando 26s para o fim, com 92 a 92 no placar, Benite tentava gastar o tempo no cronômetro, mas perdeu o controle da bola, que saiu rolando na direção de Duda. Cardenas chegou antes, partiu no contra-ataque, fez a cesta e ainda sofreu a falta para abrir três pontos de distância. Caio Torres ainda cobrou dois lances livres, acertando o primeiro e errando o segundo propositalmente, mas o Fla não conseguiu pegar o rebote e nem evitar a derrota.

Benite sobe para a cesta durante a derrota do Fla (Foto: Marcelo Figueras / FIBA)


Tetracampeão Jorginho é a opção número 1 do Flamengo para técnico


JOrginho kashima antlers (Foto: Divulgação)
Jorginho é o favorito a assumir o comando técnico do Flamengo. O tetracampeão, que até o fim do ano passado treinava o Kashima Antlers, do Japão, é o número 1 da diretoria rubro-negra para ocupar o posto que até este sábado era de Dorival Júnior. O ex-lateral-direito, de 48 anos, foi escolhido por conta do perfil jovem e de identificação com o clube, e também por se encaixar nas novas diretrizes financeiras. Ele receberia um salário bem inferior ao do antecessor.

O trabalho realizado no Figueirense em 2011 é considerado uma ótima referência pela diretoria. No Brasileirão daquele ano, o técnico por pouco não levou o time à Libertadores da América. Depois de trabalhar no Japão, ele passou por estágio em dois dos principais clubes do mundo: os espanhóis Barcelona e Real Madrid.

Jorginho chegaria apenas com um auxiliar, provavelmente o ex-meia Ailton Ferraz (também com passagem pelo Flamengo), o que reduziria consideravelmente o gasto do clube com comissão técnica. Um novo preparador físico seria contratado. Segundo o GLOBOESPORTE.COM apurou, Dorival, seus dois auxiliares, Lucas Silvestre e Ivan Izzo, e seu preparador físico, Celso de Rezende, custariam ao Flamengo cerca de R$ 1,2 milhão mensais a partir do mês de maio.

Não é a primeira vez que Jorginho interessa ao Flamengo. Em 2012, Zinho, então diretor de futebol, tentou contratá-lo, mas o técnico disse que não poderia romper com o Kashima por consideração aos diretores do clube japonês. Na época, ele recebia US$ 100 mil mensais (R$ 198 mil na cotação atual).
 
O ex-técnico da seleção brasileira Mano Menezes esteve bem cotado desde a chegada da nova diretoria, mas Pelaipe tratou de esfriar a possibildade da contratação. Motivo: o alto salário.

- Mano Menezes não é um nome forte, porque está neste nível de Muricy (Ramalho, técnico do Santos), Abel (Braga, treinador do Fluminense), de salários muito altos.  Estou voltando para conversar com o Wallim e começarmos a definir isso. Já tenho o treinador na minha cabeça e vou levar para a direção.

Último trabalho foi no futebol japonês

Ex-lateral-direito do Flamengo (campeão carioca em 1986 e brasileiro em 87) e da Seleção (titular e ganhador da Copa de 1994), Jorginho iniciou sua carreira de treinador no mesmo clube no qual se tornou jogador profissional: o América. Em 2005 e 2006, teve boa passagem pela equipe e ficou marcado por uma polêmica ao querer mudar o mascote do clube. Evangélico, ele tentou substituir o diabo por uma águia. Jorginho deixou a equipe para ser auxiliar técnico de Dunga na Seleção que acabou eliminada nas quartas de final da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

Pouco depois do Mundial, foi anunciado pelo Goiás, mas acabou demitido dois meses depois, com o time praticamente rebaixado para a Série B do Brasileiro. Em março de 2011, acertou com o Figueirense e a equipe teve boa campanha no campeonato nacional, ficando perto de conseguir a vaga na Libertadores. Depois, ele acertou com o japonês Kashima Antlers (clube que já tinha defendido como jogador) e ficou ao longo de toda a temporada 2012. Lá, foi apenas o 11º colocado no Campeonato Japonês, mas levou o título da Copa da Liga Japonesa.

Jorginho atualmente está sem clube. No início do mês, ele visitou os centros de treinamento de Barcelona e Real Madrid "em busca de reciclagem".



Dorival não é mais técnico do Flamengo




Dorival Junior, Flamengo x Resende (Foto: Ivo Gonzalez/Agência O Globo)
Dorival Júnior não é mais técnico do Flamengo. O treinador se reuniu na tarde deste sábado com Wallim Vasconcellos, vice de futebol do clube, que propôs uma redução salarial ao treinador de 50%. Dorival disse que aceitaria reduzir 40% de seus vencimentos agora, e o restante em julho, quando estava previsto um reajuste de seu salário, mas o clube ficou irredutível. Sem acordo, optou-se pelo desligamento do treinador.

O Flamengo já publicou a informação em seu site oficial. Segundo a nota, "a rescisão contratual reafirma a decisão da nova diretoria em trabalhar pelo equilíbrio financeiro do clube".

Com Dorival, saem os axuliares Lucas Silvestre e Ivan Izzo e o preparador físico Celso de Rezende. Segundo apurou o GLOBOESPORTE.COM, o Rubro-Negro gastava com os quatro cerca de R$ 1,2 milhão por mês.

Mano não é nome forte, diz Pelaipe

Em Porto Alegre por conta de um problema familiar (o irmão foi vítima de um acidente de trânsito), o diretor de futebol Paulo Pelaipe comentou o assunto.

- Wallim (Vasconcellos, vice de futebol) já vinha conversando com Dorival há algum tempo. Dorival foi flexível, mas não chegou a um denominador comum. Ele sai do Flamengo mais por culpa da situação financeira do que qualquer outra coisa. Os números estavam fora da realidade para o Flamengo. Fizeram um acordo, pois o Flamengo não tem condições de ter um salário naqueles números - destacou Pelaipe, frisando que as duas últimas derrotas não influenciaram na decisão - Não pesou nada.

Sobre o novo treinador, Pelaipe tratou de esfriar a possibildade da contratação de Mano Menezes. O ex-comandante da seleção brasileira tem seu nome envolvido em rumores desde que a nova diretoria assumiu o Flamengo, no início do ano.

- Mano Menezes não é um nome forte, porque está neste nível de Muricy (Ramalho, técnico do Santos), Abel (Braga, treinador do Fluminense), de salários muito altos.  Estou voltando para conversar com o Wallim e começarmos a definir isso. Já tenho o treinador na minha cabeça e vou levar para a direção. Espero anunciar no decorrer da próxima semana - finalizou.

Na última quinta-feira, dia seguinte à derrota do Flamengo para o Resende (3 a 2, Pelaipe havia concedido uma entrevista coletiva, na qual garantia a continuidade de Dorival Júnior no cargo. O diretor dizia que o Flamengo tinha um projeto e que o treinador seria mantido.

A passagem de Dorival

Dorival chegou ao Flamengo em meio ao Brasileirão de 2012, em substituição a Joel Santana, que havia sido demitido. No total, ele comandou o time em 37 jogos, com 15 vitórias, 12 empates e 10 derrotas (aproveitamento de 51,3%).

Em 2013, Dorival conseguiu campanha quase irretocável na primeira fase da Taça Guanabara (sete vitórias e um empate), mas acabou eliminado na semifinal, diante do Botafogo (2 a 0). A estreia na Taça Rio não foi animadora: derrota de virada para o Resende (3 a 2), no Engenhão.



Juniores: grandes estreiam com o pé direito na Taça Rio

A Taça Rio de juniores começou, neste sábado, com vitória dos quatro grandes. Os garotos de Botafogo, Flamengo, Fluminense e vasco venceram seus jogos no início da luta pelo título do segundo turno. Outras quatro partidas completaram a primeira rodada.

Campeão da Taça Guanabara, o Fluminense começou a luta para ser campeão carioca sem precisar de final com o pé direito. Em Xerém, o time derrotou o Audax Rio por 3 a 1. Na Gávea, o Flamengo bateu o Resende pelo mesmo placar. O Botafogo foi outro a repetir o placar de 3 a 1. Também jogando em casa, no Caio Martins, o Alvinegro passou pelo Quissamã. O vasco foi o único a obter uma vitória simples. Em Itaguaí, os garotos cruz-maltinos superaram o Volta Redonda por 1 a 0. 

Além dos quatro grandes, o Madureira levou a melhor no clássico suburbano com o Olaria. Na casa do rival, na Rua Bariri, o Tricolor venceu por 2 a 1. No Eduardo Guinle, o Friburguense não resistiu ao Nova Iguaçu, que venceu o duelo por 3 a 1. O Macaé derrotou o Boavista por 2 a 0, e Bangu e Duque de Caxias protagonizaram o único empate da rodada inicial e ficaram no 2 a 2.

Confira os resultados da rodada:

Fluminense 3 x 1 Audax Rio
Vasco 1 x 0 Volta Redonda
Botafogo 3 x 1 Quissamã
Flamengo 3 x 1 Resende
Olaria 1 x 2 Madureira
Friburguese 1 x 3 Nova Iguaçu
Bangu 2 x 2 Duque de Caxias
Macaé 2 x 0 Boavista

Veja os jogos da segunda rodada:

Sábado, 23/03

13h45m – Quissamã x Olaria – Antônio Carneiro
15h30m - Madureira x Botafogo – Conselheiro Galvão
15h30m – Resende x Macaé – Municipal de Vassouras
15h30m – Audax Rio x Bangu – Arthur Sendas
15h30m – Boavista x Flamengo – Nivaldo Pereira
15h30m – Nova Iguaçu x vasco – Laranjão

Domingo, 24/03

13h45m – Volta Redonda x Friburguense – Raulino de Oliveira
15h30m – Duque de Caxias x Fluminense – Telê Santana

Convocações de González e Cáceres abrem disputa por posições no Flamengo


Liberados do treino do Flamengo na manhã deste sábado, Marcos González e Victor Cáceres viajaram para se apresentar as seleções de Chile e Paraguai, respectivamente, para a disputa de jogos das eliminatórias da Copa do Mundo de 2014. Ambos ficarão fora das duas próximas partidas do Rubro-Negro na Taça Rio, contra Boavista, dia 23, e Bangu, dia 27. As convocações abrem a disputa por posições no time de Dorival Júnior.

Junto com Alex Silva, González foi muito criticado pelo desempenho da zaga na derrota por 3 a 2 para o Resende, de virada, na quarta-feira passada. A dupla falhou em todos os gols do adversário. Sem o chileno, o treinador terá de escolher entre Wallace, titular até a semifinal da Taça Guanabara, e Renato Santos, que disputou as cinco primeiras partidas do turno na equipe de cima. A tendência é que Wallace ganhe o lugar.

No meio, a troca deve ser simples. Sai Cáceres, entra Amaral. Eles chegaram a disputar posição em alguns treinos durante a Taça Guanabara, mas o paraguaio conquistou a preferência de Dorival. 

Victor Cáceres vai defender o Paraguai contra Uruguai, dia 22 de março, e Equador, dia 26. Nas mesmas datas, González jogará pelo Chile contra Peru e Uruguai. Os dois retornam ao Flamengo no dia 28.



Vestiários do Maracanã recebem banheiras e entram na reta final


A cada dia que passa o Maracanã vai voltando a ter cara de estádio. Depois de receber o gramado, parte das cadeiras e ter a cobertura com quase 50% de sua totalidade, o palco das finas da Copa das Confederações desse ano e da Copa do Mundo de 2014 já tem seus vestiários bem adiantados e em fase de acabamento.

vestiário Maracanã obras  (Foto: GLOBOESPRTE.COM) 
Vestiários entram em fase final dos acabamentos (Foto: GLOBOESPORTE.COM)

Imagens exclusivas conseguidas pelo GLOBOESPORTE.COM mostram que as banheiras de hidromassagem já estão em seus devidos lugares. Toda a parte de azulejo e pintura foi finalizada e faltam detalhes para o fim dos trabalhos. As privadas e os chuveiros ainda não foram colocados.

O Maracanã terminou fevereiro com 87% da obra concluída e a promessa do governo do estado do Rio de Janeiro é entregá-lo pronto em 27 de abril, data do primeiro evento-teste do estádio para a Copa das Confederações. O segundo será em 8 de maio, também com portões fechados. O primeiro jogo com venda de ingressos será Brasil x Inglaterra, em 2 de junho.

vestiário Maracanã obras  (Foto: GLOBOESPRTE.COM) 
Espaço já apresenta novas formas (Foto: GLOBOESPORTE.COM)
 
Água das chuvas nos banheiros

O projeto do novo Maracanã seguirá o sistema LEED (Leardership in Energy and Environmental Design) – certificado que significa liderança em energia e design ambiental –, do Green Building Council Brasil (GBC), concedido a empreendimentos que apresentam alto desempenho ambiental e energético. O estádio terá dispositivos economizadores de água e um sistema de captação de água de chuva, o que diminuirá o uso de água potável em 50% para irrigação do gramado. A meta é reduzir o consumo de água em 30%. A chuva captada pela nova cobertura será utilizada também para o funcionamento dos banheiros, que terão torneiras inteligentes com fechamento automático e descargas ecológicas.

vestiário Maracanã obras  (Foto: GLOBOESPRTE.COM) 
Entrega do Maracanã está programada para dia 27 de abril (Foto: GLOBOESPORTE.COM)
 
vestiário Maracanã obras  (Foto: GLOBOESPRTE.COM) 
Algumas peças já estão instaladas nos vestiários (Foto: GLOBOESPORTE.COM)
 
vestiário Maracanã obras  (Foto: GLOBOESPRTE.COM) 
Outros acessórios estão no local para instalações (Foto: GLOBOESPORTE.COM)
 
 
 

Renato Santos respeita barração, mas defende volta ao time titular do Flamengo


renato santos zagueiro do flamengo (Foto: Janir Junior / Globoesporte.com)
Renato Santos aceita, respeita, mas não concorda com a decisão de Dorival Júnior de barrá-lo no time titular do Flamengo. O zagueiro mantém o discurso comedido, mas nas entrelinhas deixa claro que ficou surpreso com a opção do treinador. O jogador diz que tem o respaldo das estatísticas. Em 15 jogos com ele em campo, o Flamengo só perdeu uma vez (venceu sete e empatou sete). A derrota foi no dia 10 de outubro, na estreia do defensor pela equipe, contra o Corinthians, no Pacaembu. Os paulistas venceram por 3 a 2, e Renato fez o primeiro gol rubro-negro.    

No Carioca, foi titular nas cinco primeiras rodadas da Taça Guanabara. Jogou contra Quissamã, Madureira, Volta Redonda, vasco e Friburguense. No total, quatro vitórias, um empate e três gols sofridos. 

- Os números mostram, não preciso falar, exaltar. O futebol é um esporte público. Quando você entra ali, todo mundo vê. Não cabe a mim julgar. São escolhas do treinador, respeito, uma coisa normal que acontece num time de futebol. Cabe a mim trabalhar mais. Eu entendo. Sou muito grato ao Dorival por ter me dado a oportundiade de jogar no Flamengo. Ele é o chefe, não posso contestar. Ele achou melhor, por questão técnica ou tática - disse.

Renato Santos disse que Dorival alegou queda de rendimento para tirá-lo do time. O zagueiro negou que tenha cometido algum ato de indisciplina ou que tenha engordado, como chegou a ser especulado. 

- Essas coisas sobre peso, outros fatores, são boatos. Me preocupo muito para me preparar, me cobro ao extremo, tenho uma família que depende de mim. Voltei de férias como um dos melhores na parte física, por isso comecei jogando. Respeito a escolha do Dorival e vou procurar trabalhar mais a cada dia.
 
Na coletiva, Renato Santos também comentou o desentendimento que teve com o volante Ibson no treinamento da véspera. Eles discutiram durante uma atividade técnica. O zagueiro Alex Silva também se exaltou.

- É coisa rotineira de treinamento. Todo mundo quer ganhar, ninguém quer perder. Isso é bom, faz todo mundo se esforçar mais. É uma coisa normal que acontece. O Ibson é amigo, quando tem inimigo no time você nem conversa. Não é isso que vai atrapalhar o ambiente ou a amizade.

O grupo rubro-negro fez um treino físico na manhã deste sábado. Neste domingo, os jogadores estão de folga. A volta ao trabalho será na tarde de segunda-feira. O próximo jogo vai ser no dia 23, sábado, contra o Boavista, no Engenhão.




Com Dorival no cangote, grupo do Flamengo realiza um treino físico

A manhã deste sábado foi de treino físico para os jogadores do Flamengo. O grupo trabalhou na caixa de areia, ao lado do campo 4 do Ninho do Urubu, sob sol forte e muita cobrança do técnico Dorival Júnior e do preparador físico Celso de Rezende. Quatro jogadores não participaram: Rafinha, Léo Moura, Cáceres e González. Os dois primeiros estão em recuperação. O atacante sente dores no joelho esquerdo, enquanto o lateral trata o tornozelo esquerdo. Já o volante e o zagueiro foram liberados e vão se apresentar a Paraguai e Chile para a disputa de jogos das eliminatórias da Copa do Mundo.

Enquanto os jogadores se exercitavam, Dorival ficou bem perto de cada um deles para incentivar. Aos berros, dizia o nome de cada um e pedia empenho. Os atletas demonstraram cansaço nos intervalos.


treino físico Flamengo (Foto: Richard Souza) 
Jogadores realizam treino físico com incentivo de Dorival Júnior (Foto: Richard Souza)

Neste domingo, o grupo terá folga. A volta ao trabalho será na tarde de segunda-feira. O Flamengo só vai jogar no dia 23, sábado que vem, contra o Boavista, no Engenhão.


Fla, pela primeira vez pressionado no ano, tem dias tensos para evitar crise

As primeiras derrotas, as primeiras cobranças, a primeira discussão... O ano de 2013 demorou a apresentar seu lado ruim no Flamengo, mas chegou com tudo. Depois de uma primeira fase de Taça Guanabara quase perfeita, a equipe de Dorival Júnior dependia de dois empates para levar o título, se garantir na decisão do Carioca e ter um mês de março tranquilo. Não foi o que aconteceu. A derrota para o Botafogo na semifinal ligou o sinal de alerta, que virou desconfiança com o novo revés diante do Resende, na estreia do time na Taça Rio. Antes invicta, a equipe agora é questionada e colocada à prova para manter longe do Ninho do Urubu uma palavra que se fez presente em 2012: crise.

Com o próximo compromisso marcado apenas para o próximo dia 23, contra o Boavista, no Engenhão, o elenco rubro-negro tem pela frente uma semana que será marcada pela desconfiança do torcedor, e sabe que só resultado convincente diante da equipe de Saquarema mudará o panorama. Se a eliminação para o Botafogo foi encarada com naturalidade, o baque com a virada sofrida em 23 minutos para o Resende foi bem pior e levantou até mesmo burburinhos sobre uma possível pressão sobre Dorival Júnior, o que foi negado prontamente pelo diretor de futebol Paulo Pelaipe.


Dorival Junior Flamengo treino (Foto: Mauricio Val / VIPCOMM) 
Dorival orienta os jogadores no Ninho: Fla tenta cortar a crise pela raiz (Foto: Mauricio Val / VIPCOMM)
 
Um dos líderes do grupo, Felipe analisou a situação. Ciente de que as críticas crescerão a cada dia sem vitórias, o goleiro lamentou ficar mais um período longo sem entrar em campo, mas voltou a bater na tecla de aproveitar o tempo livre para corrigir os erros. No período entre o Botafogo e o Resende, a estratégia não deu certo.

- O bom ambiente é construído com vitórias. Para não perdermos isso, temos que voltar a vencer. Se não acontecer, as críticas e as dúvidas vão chegar. Temos que dar a volta por cima. Infelizmente, não tem jogo no fim de semana. São mais dez dias. É ruim, mas dá para trabalhar bastante e não voltar a repetir os erros do último jogo.

Para amenizar o clima de tensão, deflagrado em um bate-boca entre Renato Santos, Ibson e Alex Silva no treinamento da manhã desta sexta, Felipe brincou com a superstição para apostar em uma volta por cima na Taça Rio. O camisa 1 lembrou ainda que o grupo precisa ter maturidade para não se deixar levar por comentários externos, sejam positivos ou negativos.

- Começamos bem o primeiro turno e terminamos mal. Agora, começamos com o pé esquerdo e o final pode ser diferente. Não dá para criticar e dizer que tudo está errado. Não nos animamos com os elogios e não podemos nos abater com as críticas.

O jovem Gabriel seguiu a mesma linha do goleiro e tentou tratar com serenidade a situação. Questionado sobre a possibilidade de o Flamengo ficar dois anos sem disputar finais de turno pela primeira vez desde 2004, quando o Carioca começou a ser disputado nos moldes atuais, o baiano preferiu uma visão otimista.

- Nosso pensamento está distante disso. Nossa ideia é chegar à final e poder ajudar o Flamengo. No primeiro turno, ganhamos tudo e na decisão perdemos. Pode ter o lado bom de termos perdido e agora entrarmos mais ligados.

Avassalador na fase de classificação da Taça Guanabara, o Flamengo viu o então elogiado 4-3-3 naufragar diante de situações adversas. Pautado na velocidade de Rafinha e na qualidade de Ibson e Elias nas saídas de contra-ataque, o esquema não deu retorno quando esteve em desvantagem no placar e o que se viu foi uma equipe buscando reações até certo ponto de forma desorganizada, diante de Botafogo e Resende. Para Gabriel, um panorama normal para um time em formação.

- O tempo vai dar a variação tática que o time precisa. Chegaram muitos jogadores novos e demora para encaixar. É muito mais difícil do que pegar um time já montado, que joga junto. No futebol, o mais fácil é avançar pelas beiradas. Aí, não tem como não fazer os cruzamentos. Por isso, estamos apelando para o chuveirinho. Só por dentro é muito complicado, as defesas se fecham bem.

Se o ataque não demonstrou o poder de decisão esperado nos últimos confrontos, a defesa não ficou atrás e teve queda brusca de rendimento. Melhor do Carioca até o 3 a 2 para o Resende, o Flamengo sofreu três gols nos oito primeiros jogos da competição e cinco nos últimos dois.




sexta-feira, 15 de março de 2013

Liga das Américas: Flamengo é derrotado pelo Pinheiros na Argentina




Equipe jogou bem e quase virou um jogo disputado
Em jogo bastante equilibrado na noite desta sexta-feira, na Argentina, o Flamengo acabou derrotado pelo Pinheiros, por 88 a 85, em sua partida de estreia na segunda fase da Liga das Américas (LDA), pelo Grupo D. A equipe de José Neto saiu bem atrás no placar, após um primeiro quarto de apenas 11 pontos. O time chegou a estar perdendo por mais de 15 pontos de diferença, mas equilibrou a partida na etapa final. Neste sábado, o Flamengo volta à quadra na Argentina, às 20h05. O adversário será o equatoriano Mavort.

Aos seis minutos do último quarto, o Rubro-Negro chegou à virada no placar, mas cedeu a vantagem novamente. Nos segundos finais, a equipe teve a chance do empate com o ala-armador Marquinhos, que acabou perdendo um lance livre que empataria a partida.

"Basquete é assim: decidido em detalhes. Infelizmente a bola bateu no aro e acabou saindo. Mas estamos na competição ainda, precisamos vencer amanhã para chegar no último adversário dependendo apenas de nós mesmos para conseguirmos a classificação", analisou Marquinhos. Os dois primeiros do grupo se classificam para o Final Four, nos dias 29 e 31/03.

 Pontos por Quarto:

 Flamengo (85) x (88) Pinheiros      
 1º - 11 x 25
 2º - 20 x 16
 3º - 29 x 27
 4º - 25 x 20


Felipe admite a necessidade de reforços: ‘Sabem que precisamos’


Felipe no treino do Flamengo (Foto: Ivo Gonzalez / Agencia O Globo)
Um elenco suficiente para o Campeonato Carioca. E só. A boa campanha na fase de classificação da Taça Guanabara pode até ter dado ânimo extra ao Flamengo, tão rodeado de dúvidas no início da temporada, mas não iludiu ninguém. Após duas derrotas consecutivas, para Botafogo e Resende, o diretor de futebol Paulo Pelaipe garantiu que ninguém será contratado para a disputa da Taça Rio. É consenso, no entanto, que a situação é provisória. E até mesmo os jogadores reconhecem a necessidade de reforços para que o Rubro-Negro tenha maiores ambições tanto no Brasileirão quanto na Copa do Brasil.

De acordo com a diretoria, a tendência é que três ou quatro nomes desembarquem na Gávea para as competições nacionais. Planejamento compartilhado pelo goleiro Felipe. Ele admitiu que o Flamengo ainda faz parte de um segundo escalão na temporada atual do futebol brasileiro e cobrou um elenco mais homogêneo para chegar às competições nacionais em igualdade de condição com as grandes forças.

- A própria diretoria e a comissão sabem que precisamos de um ou outro atleta. Para Copa do Brasil e Brasileirão é preciso um elenco maior. Os dirigentes estão se esforçando e disseram que para o Carioca não teremos reforços. Mas para o Brasileirão deve chegar gente para o Flamengo alcançar os times que estão um pouco na frente, como Fluminense, Grêmio e Atlético-MG... São times com bom elenco. Mudam os jogadores e isso não faz tanta diferença.

A avaliação vem muito da queda de rendimento de jogadores preponderantes para boa campanha no primeiro turno e que já têm demonstrado oscilações e falta de poder de decisão, como Hernane e Rafinha. O resultado disso é um Flamengo que não deu a resposta nas duas únicas situações de pressão em que se deparou na temporada: o gol no início sofrido diante do Botafogo, na semifinal da Taça GB, e a virada do Resende, na estreia na Taça Rio.

A postura no revés para equipe do Sul fluminense, por sinal, incomodou bastante o goleiro, que admitiu um relaxamento acima do normal na volta para o segundo tempo.

- Perdemos porque não acreditamos que o Resende teria força para virar. Quando acordamos, já estava 3 a 2. São coisas que temos que aceitar. Com 2 a 0, seja contra quem for, não pode relaxar e tomar uma virada. Ainda mais em 20 minutos. Agora, temos seis jogos pela frente e vamos atrás desses 18 pontos.

Sem reforços e sob pressão, o Flamengo volta a jogar pela Taça Rio no próximo dia 23, contra o Boavista, no Engenhão.




Caso Mattheus: saída para Juventus será concluída na semana que vem



Mattheus treino Flamengo (Foto: Fábio Borges / VIPCOMM)
A saída de Mattheus do Flamengo não deve passar da próxima semana. Os representantes do jogador, da empresa MFD, acreditam que a conclusão do negócio com o Juventus, da Itália, ocorrerá muito em breve. Um dos empresários do meia, Gerson Sá, irá se reunir com dirigentes do clube italiano em Turim para apresentar as considerações que o Rubro-Negro fez sobre a proposta e dizer que a equipe brasileira irá negociá-lo. As conversas estão em estágio muito avançado e o desfecho se aproxima. 

Sob risco de ver o meia deixar o clube sem qualquer retorno financeiro, a diretoria do Flamengo decidiu aceitar a oferta pelo jogador. Os italianos oferecem 2 milhões de euros (cerca de R$ 5 milhões) e um contrato de cinco anos ao atleta.

Vinculado ao Flamengo até 31 de dezembro, o jovem de 18 anos foi irredutível em sua decisão de deixar a Gávea, e a missão da diretoria passou a ser acelerar sua venda para que ele não saísse sem que o clube recebesse um tostão sequer. A partir de 30 de junho, ele poderia assinar um pré-contrato.

Em janeiro, por muito pouco o Flamengo não selou a venda do filho de Bebeto para a Velha Senhora. Exigências em relação à forma de pagamento e observações contratuais feitas pelos cariocas, por sua vez, emperraram a transação até o fechamento da janela europeia, no dia 31 de janeiro. Mas o interesse do Juventus continuou.

O Rubro-Negro detém 80% dos direitos econômicos de Mattheus (os outros 20% são do jogador). O jovem ficaria com 500 mil euros (R$ 1,3 milhão), mas abriu mão do valor para facilitar a negociação. Ele tem treinado normalmente à espera da definição, mas não é relacionado para as partidas.



Gabriel avisa que seguirá trabalhando para evoluir mais



Cada dia que passa o meia Gabriel prova que a diretoria rubro-negra acertou em cheio ao contratá-lo. Seja nos jogos ou nos treinamentos, a evolução do jogador é notória. Nesta sexta-feira, após se destacar em mais um trabalho, o jovem atleta disse em entrevista coletiva que se sente pronto para jogar, mas respeita as decisões do técnico Dorival Júnior e o bom momento vivido por seus companheiros.

"Fiz um trabalho de recuperação e já estou me sentindo muito melhor fisicamente. Agora falta uma sequência de jogos para evoluir ainda mais. Se perguntar a qualquer jogador a vontade é sempre de ser titular, mas aguardo e respeito as opções do treinador. Estou esperando a minha oportunidade e vou seguir trabalhando", disse Gabriel, que está muito feliz com o sucesso do seu novo amigo Rafinha:

"Ele é um grande jogador. Não tem isso de disputar posição. Rafinha merece a titularidade porque tem qualidade e trabalha muito. É gente boa dentro e fora do campo. Vou torcer para o sucesso dele e o meu também", avisou o meia.

Sobre a derrota para o Resende, Gabriel acredita que o Flamengo ainda vai dar a volta por cima e quando chegar nas fases decisivas conseguirá as vitórias necessárias para disputar o título.

"Ninguém vai ficar abatido e nem sentir a pressão. Temos jogadores vitoriosos e experientes no elenco que ajudam os mais jovens. Vamos voltar e jogar nosso futebol. Sabemos jogar. Estamos focados e vamos lutar para chegar à final", encerrou.




Flamengo parcela restante de dívida com o Avaí em mais de 12 vezes


HOME Apresentação de Renato Santos e Cleber Santana no Flamengo (Foto: André Portugal)O Flamengo caminha, mesmo que lentamente, para quitar a dívida que tem com o Avaí, referente às contratações de Cleber Santana e Renato Santos. Recentemente, o Rubro-Negro acertou o pagamento de R$ 400 mil ao clube catarinense. Segundo o LANCE!Net apurou, o restante do débito, que é de aproximadamente R$ 1 milhão, foi parcelado em mais de 12 vezes.

Procurado pela reportagem, o presidente do Avaí, João Zunino, demonstrou satisfação com a postura da diretoria do clube da Gávea, que segundo ele, nunca fugiu da dívida.

- A diretoria do Flamengo está agindo de forma correta desde que a presidência do clube mudou. Eles nunca fugiram do problema e sempre estiveram dispostos a negociar a dívida. O imbróglio está caminhando para ser resolvido, mas ainda resta uma quantia para que eles paguem tudo o que devem - disse o mandatário.

As contratações de Cleber Santana e Renato Santos, feitas na gestão de Patricia Amorim, custaram cerca de R$ 3,2 milhões aos cofres rubro-negros. Grande parte da dívida, porém, foi quitada pela atual presidência, encabeçada por Eduardo Bandeira de Mello.



Sem Rafinha, Léo Moura e Cáceres, Flamengo faz treino de finalizações


Sem Rafinha, sem Léo Moura, sem Cáceres e sem rusgas. Depois do treino técnico da manhã com ânimos um pouco alterados, quando Ibson e Renato Santos discutiram, o Flamengo trabalhou em clima tranquilo na tarde desta sexta-feira. O técnico Dorival Júnior coordenou uma atividade de finalizações. Três atletas não participaram: Rafinha, que levou uma pancada no joelho esquerdo no jogo contra o Resende e voltou a sentir dores de manhã; Léo Moura, que ainda sende dores no tornozelo esquerdo, e Cáceres, que deve viajar neste sábado para jogar pela seleção do Paraguai.

Renato Santos e Ibson Flamengo treino (Foto: Richard Souza) 
Após desentendimento pela manhã, Ibson e Renato Santos ficam lado a lado à tarde (Foto: Richard Souza)
 
Rafinha fez apenas tratamento médico, mas o problema não preocupa. Léo se exercitou na academia, assim como Cáceres. O volante foi convocado para participar de dois jogos das eliminatórias da Copa do Mundo de 2014 e vai desfalcar o Rubro-Negro no jogo contra o Boavista, dia 23.

Durante o treinamento, Dorival cobrou empenho dos atletas nos cruzamentos e finazalições. Ibson e Renato Santos demonstraram que o desentendimento da manhã não deixou marcas. A dupla conversou e sorriu numa roda de bate-papo que também tinha González e Thomás.

Rodolfo Flamengo treino (Foto: Richard Souza) 
Rodolfo participa do treino de finalizações no Ninho do Urubu (Foto: Richard Souza)

O grupo volta a trabalhar na manhã deste sábado, às 9h, no Ninho do Urubu. No domingo, os jogadores terão folga.


Atração turística, estátua de Zico já está em sua localização definitiva


Zico estatua flamengo (Foto: Cahe Mota)



A mais recente, e talvez maior, atração turística da Gávea já está em seu lugar definitivo. Inaugurada no último dia 2 de março na calçada da Avenida Borges de Medeiros, a estátua em homenagem a Zico já foi remanejada para parte de dentro da sede. Localizada na entrada principal, no centro do hall que conta com a loja oficial do Flamengo e onde está sendo construído o museu, a réplica do ídolo maior do clube tem recebido visitas constantes para registros fotográficos. Uma corrente, no entanto, isola a estátua e evita maiores aproximações.

Desde a confecção, a previsão era de que a homenagem ficasse na parte interna da sede para evitar depredações caso ficasse em local público. A localização em frente ao museu conta ainda com uma coincidência: na Bombonera, em Buenos Aires, o Boca Juniores homenageou o ídolo Diego Armando Maradona no mesmo lugar.






Zico estatua flamengo (Foto: Cahe Mota) 
Estátua já está em sua localização definitiva: no hall de entrada da sede Gávea (Foto: Cahe Mota)


FOTOS: veja como está a instalação das cadeiras e da cobertura do Maracanã


 
 
  

  





Cáceres, do Fla, é convocado pelo Paraguai. Herói do Málaga é ausência



Cáceres aprende português com pagodeiros (Foto: André Durão / Globoesporte.com)
O volante Víctor Cáceres, do Flamengo, foi convocado pelo técnico Gerardo Pelusso para defender a seleção paraguaia nas partidas contra Uruguai, no dia 22 de março, e Equador, no dia 26, válidas pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2014, que será realizada no Brasil. A ausência mais notada foi a do atacante Roque Santa Cruz, herói da classificação do Málaga nas quartas de final da Liga dos Campeões ao fazer o segundo gol da vitória por 2 a 0 sobre o Porto, na última quarta-feira.

Com a convocação, Cáceres desfalcará o time rubro-negro na partida contra o Boavista prevista para o dia 23 de março pela 2ª rodada da Taça Rio. Ele é o único da lista que atua no Brasil.

O Paraguai praticamente não tem mais chances de disputar a Copa de 2014, já que ocupa a última posição das eliminatórias com apenas sete pontos em nove jogos.

Confira a lista dos convocados:

Goleiros: Diego Barreto (Cerro Porteño), Antony Silva (Deportes Tolima-COL) e Tobías Vargas (Deportivo Capiatá).

Defensores: Iván Piris (Roma-ITA), Marcos Cáceres (Newell's Old Boys-ARG), Paulo Da Silva (Pachuca-MEX), Pablo Aguilar (Tijuana-MEX), Antolín Alcaraz (Wigan-ING), Lorenzo Melgarejo (Benfica-POR); Pedro Benítez, Ismael Benegas e Miguel Samudio (Libertad).

Meio-campistas: Fidencio Oviedo, Jonathan Fabbro y Julio Dos Santos (Cerro Porteño); Víctor Cáceres (Flamengo), Víctor Ayala (Lanús-ARG), Cristian Riveros (Kayserispor-TUR), Richard Ortiz (Olimpia), Marcelo Estigarribia (Sampdoria-ITA), Osvaldo Martínez (América-MEX) e Silvio Torales (Nacional).

Atacantes: Nelson Haedo (Valencia-ESP), Oscar Cardozo (Benfica-POR), Luis Caballero (Samara-RUS), Edgar Benítez (Toluca-MEX), Robín Ramírez (Pumas UNAM-MEX) e Pablo Velázquez (Libertad).



Barrado, Renato Santos afirma que Dorival alegou queda de rendimento



Renato Santos no treino do Flamengo (Foto: Ivo Gonzalez / Agencia O Globo)
Em dois dias, Renato Santos voltou a ser assunto no Flamengo. Na quarta-feira à noite, após a derrota por 3 a 2 para o Resende, Dorival Júnior foi questionado sobre a saída do zagueiro do time e não foi claro na resposta. Disse apenas que o jogador sabia o motivo. Na manhã desta sexta, o defensor desentendeu-se com o volante Ibson durante um treino técnico e a dupla teve de ter uma conversa com o treinador..

Em rápido contato com a reportagem do GLOBOESPORTE.COM, Renato aceitou falar sobre o primeiro assunto. Segundo ele, Dorival decidiu tirá-lo da equipe por questões técnicas.

- O professor Dorival conversou comigo e disse que achava que meu rendimento com o González havia caído em relação ao ano passado e que faria mudanças, que passariam pela minha saída do time. Respeitei a decisão, acatei e continuei trabalhando normalmente. Estou me empenhando nos treinamentos para estar preparado quando uma nova chance surgir – afirmou.

Em coletiva na tarde de quinta-feira, o diretor de futebol Paulo Pelaipe comentou o assunto e disse que o jogador sempre teve comportamento exemplar.

- Desde o dia que eu assumi aqui (Flamengo), nós nunca tivemos nenhum tipo de problemas de indisciplima com nenhum jogador. A colocação dele (Dorival) deve ter sido relacionada ao aspecto técnico ou de preparação física. Ele (Renato) não devia estar rendendo o que ele, Dorival, gostaria. Mas trata-se de um excelente profissional, que sempre comparece nos vestiários, nas preces, mesmo não estando relacionado – comentou o dirigente.

Renato Santos foi o parceiro de González contra Quissamã, Madureira, Volta Redonda e vVasco. Diante do Friburguense, a dupla mudou. Com a convocação do chileno para defender a seleção de seu país, Renato e Wallace jogaram juntos uma única vez. Depois disso, o primeiro não voltou mais. Com Renato Santos em campo, a equipe venceu quatro vezes, empatou uma e sofreu três gols.

Dorival decidiu escalar o Flamengo com uma nova dupla de zaga na estreia do time na Taça Rio. Contra o Resende, Alex Silva, que voltou a ser titular da equipe após mais de um ano, e González falharam nos gols do adversário e tiveram baixo rendimento na derrota por 3 a 2, no Engenhão. Titular da quinta rodada até a semifinal da Taça Guanabara, Wallace foi sacado para que Pirulito entrasse e ficou no banco. Foi a segunda mudança que o treinador promoveu no setor neste Carioca.



Clima quente: Ibson e Renato Santos se desentendem em treino técnico

Ao contrário da descontração que marcou a reapresentação do grupo do Flamengo na tarde de quinta-feira, o treino da manhã desta sexta, no Ninho do Urubu, aconteceu em clima quente. Durante uma atividade técnica, Ibson e Renato Santos se desentenderam. Alex Silva saiu em defesa do companheiro de zaga e também entrou no bate-boca. Após a discussão, já com os ânimos mais calmos, a movimentação prosseguiu, e, quando a bola parou de rolar, os brigões foram chamados pelo técnico Dorival Júnior.

roupa suja (Editoria de Arte)

- Isso é normal. Um bate-boca, uma discussão... Às vezes, um não entende o que o outro quer e acaba acontecendo. Se fosse em uma partida, quem sabe o resultado não seria outro. São coisas do jogo. Ali, um abraça o outro e não tem problema nenhum. É a coisa mais comum. Se for para vencer, vale qualquer coisa - amenizou o goleiro Felipe.

No treino técnico havia três times, e dois deles se enfrentavam em uma parte do campo com o objetivo de ultrapassar a linha do meio de campo. O vencedor desse objetivo encararia o time que estava do outro lado. Em um desses confrontos, Ibson ultrapassou a faixa do meio de campo, mas sem conduzir a bola. Renato Santos, que estava no time rival, questionou se a jogada foi válida e iniciou um bate-boca, em que o volante era o mais exaltado. Em seguida, Alex Silva chegou para defender Renato Santos, também aos gritos.

Apenas Renato Santos e Ibson formam chamados para explicar o desentendimento ao treinador. Usando a bola, o volante tentava mostrar a Dorival que tinha conseguido ultrapassar a linha do meio de campo. Renato Santos pouco falava.

O Flamengo só volta a campo no sábado, dia 23, pela segunda rodada da Taça Rio, contra o Boavista, no Engenhão.





Sem poças ou baldes: cobertura do Maracanã reaproveitará água da chuva


Esqueça os homens de cueca tirando água com baldes da cobertura do Maracanã ou a presença de “cascatas” entre as membranas do novo teto. Segundo o projeto final do estádio, a chuva não será problema para os torcedores no palco das finais da Copa das Confederações deste ano e da Copa do Mundo de 2014. Pelo contrário: a Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio de Janeiro (Emop) garante que boa parte da água será reaproveitada na própria arena carioca, dentro dos banheiros.

INFO ESCOAMENTO MARACANÃ 3 (Foto: arte esporte)

A tempestade do último dia 6 gerou cenas que chocaram até a Fifa (veja no vídeo abaixo). A mais preocupante foi a presença de homens em cima do novo teto do Maracanã retirando a água com baldes e sem equipamento de segurança (os alemães, contratados para orientar a instalação da cobertura, acabaram advertidos pelo governo do Rio).

 
A Emop explica que a instalação da lona (feita de teflon e fibra de vidro) já presente no estádio não está pronta. O material ainda vai ser tensionado, o que resolverá dois problemas após a cobertura ser esticada: a água descerá para o sistema de calhas; e os buracos entre as membranas serão cobertos, evitando que os torcedores fiquem molhados.

A previsão dos responsáveis pela obra é que 50% das 120 membranas estarão instaladas até sábado. Somente depois de todo o trabalho feito, com 47 mil metros quadrados no lugar, é que a lona será totalmente tensionada, dando o aspecto esperado pelo projeto final.

A nova cobertura do Maracanã terá 68,4 metros de comprimento, contra 30 metros da antiga. A promessa é que ela cubra 95% das 78.838 cadeiras. O teto vai pesar 3,6 mil toneladas e ainda sustentará 396 refletores e 78 alto-falantes.

Água da chuva será reaproveitada nos banheiros

E o que fazer com toda a água que cair na cobertura em dias de chuva? Pelo menos metade dela será reaproveitada no próprio Maracanã, segundo a Emop. A água será captada e drenada por 60 calhas de concreto em um sistema de sucção a vácuo. Depois, seguirá para dois reservatórios subterrâneos com filtros para tratamento e posteriormente será direcionada para uso não potável nos banheiros.

O processo faz parte da certificação Leed (Leardership in Energy and Environmental Design), principal selo para edificações sustentáveis no Brasil. A sustentabilidade aparece em outras preocupações da reforma do Maracanã, como a instalação de 1.500 módulos fotovoltaicos na cobertura para produção de energia solar. 

 Outros exemplos de metas sustentáveis do estádio são: redução do consumo de água em 30%; reutilização da água de irrigação do campo de jogo; redução do consumo de energia elétrica em 8%; utilização de cimento e aço com conteúdo reciclado; e uso de 100% de madeira certificada com o selo FSC (veja no vídeo ao lado todos os detalhes de como ficará o estádio).

O primeiro-evento teste do Maracanã está marcado para 27 de abril, apenas com os operários presentes. Até lá, a Emop garante ter toda a cobertura pronta, incluindo a instalação de refletores, telões, sistemas de drenagem, iluminação e som. Depois, também com portões fechados, haverá o segundo teste em 8 de maio. A primeira partida com venda de ingressos será o amistoso entre Brasil e Inglaterra, dia 2 de junho.

Na Copa das Confederações, o estádio receberá mais dois jogos além da final de 30 de junho: México x Itália (16 de junho), pelo Grupo A, e Espanha x Taiti (20 de junho), pelo Grupo B.

Obras estádio maracanã (Foto: Genílson Araújo / O Globo) 
Maracanã na tarde de quinta: membranas ainda serão tensionadas (Foto: Genílson Araújo / O Globo)

Flamengo renegocia dívida de R$ 3,5 milhões com Ibson


ibson flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem)
A diretoria do Flamengo renegocia com Ibson e seus representantes o pagamento de uma dívida de R$ 3,5 milhões. O valor é o somatório de luvas e direitos de imagem em atraso, referentes ao contrato atual do jogador. O departamento financeiro do Rubro-Negro reuniu-se com a parte do atleta nesta quinta-feira e tenta chegar a um acordo para quitar o valor de forma parcelada.

Ibson iniciou a terceira passagem pelo Flamengo em maio do ano passado, quando foi apresentado pela então presidente Patricia Amorim e pelo diretor de futebol Zinho como principal reforço para o segundo semestre. Mas o jogador teve meses irregulares e passou a ser criticado pela torcida.

No início desta temporada, voltou a ter boas atuações, mas ficou incomodado ao saber que pode integrar a lista de negociáveis por conta do alto salário. O clube chegou a acertar o empréstimo do jogador para o Palmeiras. Inconformado com a negociação sem o aval dele, o camisa 7 recusou-se a ser emprestado. Disse que o Flamengo deveria vendê-lo se quisesse sua saída.

No ápice da polêmica, Ibson chegou a ter uma conversa com o diretor de futebol Paulo Pelaipe na frente dos jornalistas, após um treino no campo 5 do Ninho do Urubu. Logo depois, em entrevista coletiva, afirmou que ele e o executivo estavam acertados.

Hoje, o volante, que tem contrato até 2015, é titular absoluto de Dorival Júnior e tem alternado atuações de destaque com outras mais discretas.



Flamengo vira página e enfrenta o Pinheiros pela Liga das Américas


A ordem no Flamengo é esquecer a derrota para o Bauru no último sábado, pela 28ª rodada do NBB. Foi assim na segunda-feira, quando o time recebeu a visita do pentacampeão da NBA Ron Harper. Será assim neste fim de semana. Até domingo, o foco é apenas no quadrangular semifinal da Liga das Américas, que começa nesta sexta, às 20h05m, em Buenos Aires. O primeiro adversário é o Pinheiros, com transmissão em Tempo Real do GLOBOESPORTE.COM.

- Agora é foco total na Liga das Américas. Esquecer NBB, esquecer a última derrota, esquecer tudo e focar neste campeonato. Ele é diferente, é um campeonato curto, é um quadrangular em que não se pode errar. Tem que estar muito concentrado para fazer tudo da forma que for combinado. E conseguir uma vitória já no primeiro jogo, que isso já dá um passo muito grande para conseguir a classificação – afirmou o armador Vitor Benite.


basquete benite flamengo e Estrellas Occidentales liga das américas (Foto: Samuel Vélez / FIBA Américas ) 
Benite parte para cesta em jogo da primeira fase da Liga das Américas (Foto: Samuel Vélez / FIBA Américas )
 
Com duas vitórias e uma derrota, o Flamengo foi o melhor ataque (309 pontos marcados) e a melhor defesa (226 pontos sofridos, ao lado de Brasília) da primeira fase. O Pinheiros também venceu dois jogos e perdeu um, e avançou apesar do terceiro lugar do Grupo A, que teve o Lanús como líder. Derrotado em todos seus jogos na primeira fase, o Mavort, do Equador, substitui o mexicano Osos de Jalisco.

- Agora a gente vai para uma fase em que conhece um pouco mais os times. O Lanús a gente enfrentou em um amistoso, o Pinheiros a gente já jogou aqui. O Mavort, do Equador, é um time que a gente não conhece tanto, mas sabe que sempre traz dificuldade – disse o camisa 8 do Flamengo.

Os dois melhores de cada chave avançam para as finais, previstas para os dias 29, 30 e 31 de março em uma sede ainda a ser definida. No Grupo E, os brasileiros Brasília e São José estão ao lado de Pioneros de Quintana Roo, do México, e Capitanes de Arecibo, de Porto Rico. A chave será em Cancún, e os jogos começam no próximo dia 22.

Veja tabela completa do Grupo D, em Buenos Aires:

Sexta-feira - 15/3
20h05m - Flamengo (BRA) x Pinheiros (BRA)
22h10m - Lanús (ARG) x Mavort (EQU)

Sábado - 16/3
20h05m - Mavort (EQU) x Flamengo (BRA)
22h10m - Pinheiros (BRA) x Lanús (ARG)

Domingo - 17/3
20h05m - Pinherios (BRA) x Mavort (EQU)
22h10m - Lanús (ARG) x Flamengo (BRA)

quinta-feira, 14 de março de 2013

Elias assume responsabilidade e avisa: ‘Ninguém vai fugir do pau’


 Elias, Flamengo x Resende (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem) Mesmo após a derrota de virada para o Resende, que acarretou na forte pressão da torcida e os questionamentos da imprensa, o volante Elias compareceu para conversar com os jornalistas depois da atividade física na tarde desta quinta-feira no CT Ninho do Urubu. Experiente e com passagem pela seleção brasileira, o jogador garante que nenhum resultado negativo fará com que ele ou os outros jogadores se escondam do grande público.

- Com a experiência que eu adquiri no futebol e também por ter jogado na Seleção sempre vou tentar assumir e passar certas responsabilidades. Mas o Flamengo é uma equipe, e todos têm de assumir sua pequena parcela de responsabilidade. Hoje, eu assumi, mas em outras vezes, outros irão. É uma equipe de muito caráter que nunca vai sumir do pau – afirmou.

Acostumado a jogar em outros times de massa como Corinthians e Atlético de Madri, Elias diz entender que um jogo no próximo fim de semana seria o ideal para que a pressão sobre o elenco não perdurasse por tanto tempo. No entanto ele afirma que os jogadores saberão lidar com os questionamentos que poderão ser feitos durante os dez dias sem jogos.

- O ideal é sempre estar jogando quarta e domingo, mas temos de saber lidar com isso. É a primeira vez neste ano que isso acontece (duas derrotas seguidas), mas temos jogadores experientes para dar mais calma para os mais jovens – explicou o jogador, que só voltará a campo com o time rubro-negro no outro sábado, dia 23, contra o Boavista, no Engenhão.

Para essa partida, o atleta pede atenção total para que o Rubro-Negro não seja surpreendido novamente e complique sua situação na Taça Rio.

- Com certeza temos de vencer, caso contrário nossa classificação vai ficar mais dificil. Não podemos mais perder pontos bestas, pois já perdemos um título e agora iniciamos mal o segundo turno. Daqui pra frente temos que errar o menos possivel – admitiu.



Ferj foge de confronto com o MP e cancela venda de cerveja nos jogos

 O presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), Rubens Lopes, divulgou nesta quinta-feira uma resolução que torna sem efeito uma anterior, emitida na segunda-feira, segundo a qual estaria liberada a venda de cerveja nos estádios em dias de jogos do Campeonato Carioca. A decisão, porém, não é definitiva.

Com o cancelamento, a Ferj evita confronto com o Ministério Público (MP), que havia recomendado jogos com portões fechados até que fossem apresentados laudos técnicos que atestem as condições de segurança nos estádios com a liberação da venda de bebidas.

A ideia é conseguir tais laudos e, a partir daí, voltar a permitir a venda de cerveja nos estádios.

Por meio de sua assessoria, a Ferj divulgou um comunicado sobre o caso. Eis a íntegra:

"A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro publicou no início da noite desta quinta-feira, 14 de março, uma resolução que suspende a autorização da venda de cerveja até nova deliberação. A RDP foi motivada pelo expediente encaminhado à FERJ pelo Ministério Público Estadual, por meio do Ofício nº 0353/2013 – 4ª PJDC, que diz que 'os laudos de engenharia, da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e da Vigilância Sanitária apresentados antes do campeonato não contemplavam a liberação de bebida prevista na Resolução nº 12/13 da Federação'. A Federação aguardará o posicionamento dos órgãos supracitados, para nova análise do caso".

Pelaipe garante continuação de Dorival no cargo: 'Temos um projeto'

A pressão diante do Flamengo aumentou após a eliminação da Taça Guanabara e a derrota de virada para o Resende, na noite da última quarta-feira. Devido a isso, alguns questionamentos sobre a permanência do técnico Dorival Júnior começaram a acontecer na mídia e entre os torcedores. Abordado sobre essa questão, o diretor executivo Paulo Pelaipe fez questão de apoiar o treinador e garantir a continuidade do planejamento.

- Temos um projeto e nós continuaremos com ele. Nossa luta do dia a dia permanece para deixar a equipe consistente – garantiu o dirigente.

Os poucos torcedores presentes ao Engenhão na última partida protestaram contra a diretoria e pediram a contratação de reforços, entretanto Pelaipe manteve seu discurso e reafirmou que esse será o elenco do Flamengo até o fim do Campeonato Carioca.

- Nesse momento esse é o grupo do Campeonato Carioca. Nós estamos trabalhando e sabemos que precisamos reforçar o elenco para o Brasileiro e a Copa do Brasil, principalmente se avançarmos para enfrentar os times que estão disputando a Taça Libertadores, mas por enquanto não dá – declarou.

No equilíbrio entre austeridade e responsabilidade, Pelaipe garantiu que o clube não cometerá loucuras, independentemente dos resultados obtidos dentro de campo.

- Evidente que o time não foi bem nos últimos jogos, mas cabe a nós, comissão técnica, direção e jogadores tirar essa má impressão. Perder no futebol é sempre ruim e desgastante, mas temos de ter tranquilidade, calma, fazer análises para não sermos passionais. Você não pode fazer o futebol com irresponsabilidade. Contratar e não pagar não é certo – concluiu.



Público contra o Resende é o menor do Flamengo nos últimos nove anos


O Engenhão foi palco para dois fatos negativos para o Flamengo na última quarta-feira. Além de sofrer uma virada para o Resende por 3 a 2, o Rubro-Negro teve o seu menor público pagante nos últimos nove anos como mandante - como visitante houve dois jogos com números menores.

Flamengo x Resende Engenhão com pouco público (Foto: Richard Souza) 
Engenhão quase vazio na noite desta quarta, durante Flamengo x Resende (Foto: Richard Souza)
 
Os 1413 torcedores da estreia na Taça Rio só superam, neste período, os 1166 pagantes ao duelo contra o Madureira, pela Taça Guanabara de 2004, em Edson Passos. Este público também configura o menor público do Flamengo na história do Engenhão.

A baixa presença na última quarta-feira fez o Flamengo cair no ranking das médias de público do Campeonato Carioca. Antes líder, agora o clube ocupa a terceira colocação na lista, que passa a ser encabeçada pelo Botafogo.

 O menor público do Flamengo como mandante na atual edição do estadual era, até quarta, o duelo contra o Volta Redonda, pela terceira rodada da Taça Guanabara, que teve 2165 pagantes.

Curiosamente, o Flamengo já teve um público muito ruim em um duelo contra o Resende, na Taça Rio de 2010, mas como visitante. Naquela partida foram 1217 pagantes no Raulino de Oliveira.