sábado, 8 de junho de 2013

Fla marca encontro com Mano e projeta chegada de reforços de peso


Mano Menezes entrevista  (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com) O Flamengo projeta avançar nas negociações por Mano Menezes na próxima segunda-feira. Decidido a ter o ex-treinador da seleção brasileira para o restante da temporada, a diretoria autorizou Paulo Pelaipe a ter uma reunião para intensificar as conversas antes da formatação de uma proposta oficial. Com o elenco de folga por oito dias, o gerente de futebol segue para Porto Alegre, onde acontecerá o encontro. E do cofre aberto para convencer Mano sairá também dinheiro para contratações de renome.

Durante a vitória por 3 a 0 sobre o Criciúma, no estádio Heriberto Hülse, neste sábado, Pelaipe revelou no gramado ao repórter da Rede Globo, André Galindo, que estaria muito próximo de um zagueiro, um meia e um atacante de peso. O desfecho das negociações, porém, depende da aprovação do futuro treinador rubro-negro. O início ruim de Brasileirão e a fragilidade do elenco, exposta nas primeiras rodadas, fizeram com que a diretoria mudasse o tom radical de corte de despesas previsto inicialmente.

O maior exemplo disso é a própria escolha por Mano Menezes. Após a tentativa fracassada de apostar em um treinador barato e sem muita rodagem, caso de Jorginho, a cúpula do futebol enxerga como necessária a chegada de alguém consagrado para conduzir o barco rubro-negro. O vice de futebol, Wallim Vasconcellos, voltou de Florianópolis, depois da derrota para o Náutico, com a decisão tomada e recebeu o aval do restante da diretoria. Mesmo com algumas divergências de ideias com Wallim, o vice de marketing, Luiz Eduardo Baptista, o Bap, e o de relações externas, Flávio Godinho, apoiam a escolha.

Velho conhecido de Mano Menezes, com quem trabalhou no Grêmio, Paulo Pelaipe conversará com o treinador para descobrir suas pretensões. No mercado desde novembro do ano passado, quando deixou a Seleção, o gaúcho apontou junho com o mês de sua volta, mas condicionou a “ter possibilidades de fazer um bom trabalho”. Em um primeiro contato, a ida para o Fla não entusiasmou muito o técnico. Por outro lado, ele nunca se privou de ouvir o clube.



Presidente Bandeira de Mello recebe time tricampeão da Copa do Brasil de Fut 7



Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo, recebeu a equipe rubro-negra de Futebol 7 em seu gabinete presidencial, na noite desta sexta-feira (7.06). A equipe conquistou o tricampeonato da Copa do Brasil, de forma invicta, ao vencer o America por 4 a 1, no último fim de semana.


"Representar o Flamengo, para um flamenguista como eu, é muito bom. Quero agradecer ao presidente Bandeira de Mello e ao José Moraes (técnico e presidente do time). Só de pisar aqui na sala presidencial já fico emocionado. É um orgulho muito grande para mim", disse Vitor "Bolt", rápido ala da equipe, que foi eleito o melhor jogador da Copa do Brasil.

Em seu gabinete, o presidente Bandeira de Mello entregou as faixas de campeão à cada jogador e integrante da comissão técnica. Além disso, o mandatário rubro-negro recebeu a medalha de ouro da Copa do Brasil.

"Fiquei muito feliz de ver tantos atletas aqui de qualidade vestindo a camisa do Flamengo, com a faixa no peito e trazendo troféus para nós. É sempre bom ver o Flamengo vitorioso e, no caso do Futebol 7, somos mais que vitoriosos", disse o presidente Eduardo Bandeira de Mello.


Flamengo FA estreia com vitória fora de casa no Torneio Touchdown

Além do reencontro com a vitória no futebol após o 3 a 0 sobre o Criciúma no Estádio Heriberto Hulse pelo Campeonato Brasileiro, o Flamengo venceu em outro gramado neste sábado: o do futebol americano. Em sua estreia no Torneio Touchdown 2013, o recém-criado Flamengo FA derrotou o Campo Grande Gravediggers por 52 a 7, no Estádio Morenão, no Mato Grosso do Sul.

Pela fase regular da conferência George Halas, o Flamengo FA encara o Uberlândia Lobos, ainda sem local definido, no dia 22 de junho, às 15h (de Brasília). Os Gravediggers agora entram em campo no dia 29 de junho contra o Corinthians Steamrollers, em Leme, São Paulo. A conferência tem, além de Fla, Campo Grande, Corinthians e Uberlândia, a equipe do Botafogo-SP Challengers.

O Botafogo FA e o vasco Patriotas, também do Rio de Janeiro, estão nas conferências Vince Lombardi e Walter Camp, respectivamente, e só farão suas estreias no dia 15 de junho, ambos em casa.


‘Abençoado’ por Zico e Junior, Jaime celebra vitória contra o Criciúma


Após a primeira vitória no Brasileirão, Jaime de Almeida e jogadores disseram que o “Flamengo voltou a ser Flamengo” nos 3 a 0 sobre o Criciúma, neste sábado, no Heriberto Hülse, pela quinta rodada. A apatia da derrota para o Náutico na quarta-feira deu lugar a um time atento e que dominou o adversário – que teve um a menos desde o primeiro tempo. E se o treinador interino tem boa parcela de responsabilidade nessa mudança de postura, o próprio revelou que recebeu na véspera do confronto uma injeção de ânimo dos dois maiores jogadores da história do clube: Zico e Junior.

Ex-zagueiro, Jaime foi companheiro da dupla na década de 70 e, além de desejos de boa sorte, recebeu um pedido: que fizesse a equipe honrar a tradição rubro-negra. Deu certo.

- Tive a felicidade de receber dois telefonemas de grandes atletas que foram criados comigo: Zico e Junior. E eles falaram justamente isso, que estava faltando ser Flamengo. Hoje, os garotos foram Flamengo. Pode ganhar, pode perder, mas foram Flamengo, e o resultado saiu.

Em sua terceira partida, em situações distintas, como interino, Jaime conquistou a primeira vitória no comando do time. Sincero, o treinador admitiu que o tempo não permitiu muitas mudanças táticas – apesar de escalar quatro caras novas -, mas focou na parte motivacional para que a equipe evoluísse.

- Sou funcionário do clube e nesse momento complicado, a saída do Jorge, um profissional muito correto, fui colocado no comando da equipe. Fiz o meu papel. Presidência e diretoria confiaram no meu trabalho e deu tudo certo. Estávamos apanhando muito. O Flamengo é uma equipe de elite, de massa, fui criado assim, com muito amor. E o Flamengo realmente não estava demonstrando, não sei o motivo. Trabalhei justamente esse lado de estarmos para baixo. O Flamengo é um time guerreiro, que não se intimida.

Contra o Criciúma, o Fla abandonou o 4-3-3 que o tem marcado durante a temporada e jogou no 4-4-2, com Carlos Eduardo e Gabriel atuando como meias. Satisfeito com o que viu em campo, Jaime elogiou os comandados.

- Botamos duas linhas de quatro e quando tivemos a bola a trabalhamos. Sabíamos que se ficássemos lá atrás esperando, iríamos sofrer muito. Procuramos jogar. O time se comportou bem. Foi surpreendente por não ser muito treinado. Houve dedicação, o que é fundamental. O resultado é inesperado, ninguém acha que vai chegar aqui e meter 3 a 0, mas estamos de parabéns. Todos estavam sofrendo para caramba.

Com a vitória sobre o Criciúma, o Flamengo saiu da zona de rebaixamento. O elenco volta para o Rio na manhã de domingo e está de folga por oito dias. A próxima partida acontece somente no dia 6 de julho, contra o Coritiba, em local a ser definido. O clube negocia com o Consórcio SA para jogar no Maracanã.

Estreante, jovem Samir se emociona com oportunidade: 'Sem palavras'

 
bem-vindo (Fernando Ribeiro / Futura Press)
Quando o técnico interino Jaime de Almeida divulgou a escalação do Flamengo para o jogo contra o Criciúma, um nome chamou atenção. O zagueiro Samir, de apenas 18 anos, entraria na vaga do barrado Renato Santos. Era a primeira partida dele entre os profissionais. Mas ninguém diria. Samir não se intimidou, fez boas antecipações na defesa e ajudou a garantir a vitória por 3 a 0 sobre o Tigre .
A partida em Santa Catarina ficará marcada para Samir como um início com o pé direito. Emocionado, ao fim do jogo, ele se disse privilegiado por ter conquistado a chance no clube que o formou.

- Sem palavras... Graças a Deus, tive essa oportunidade, vinha trabalhando, e a diretoria e o time confiaram muito em mim. Agradeço muito ao Flamengo, que me proporcionou grandes coisas na vida. É um prazer jogar ao lado dos meus ídolos Léo Moura, Elias, e triunfando assim, é um sonho - afirmou o zagueiro rubro-negro, que já havia sido relacionado para enfrentar o Macaé, no Carioca, e o Náutico, na rodada passada, mas não havia sido utilizado.

Com a vitória, o Flamengo de Samir deixou a zona de rebaixamento e chegou aos cinco pontos ganhos em cinco partidas. O próximo desafio será apenas após a Copa das Confederações, contra o Coritiba, no dia 6 de julho, pela sexta rodada. O mandante do jogo é o Rubro-Negro, mas o local ainda não foi definido.

Números de Samir contra o Criciúma:

Desarmes: 9
Roubadas de bola: 1
Faltas sofridas: 3
Faltas cometidas: 1
Passes certos: 26
Passes errados: 3
Nota (avaliação do GLOBOESPORTE.COM): 7

Gabriel comemora gol olímpico e primeira vitória do Flamengo


A boa atuação do Flamengo na vitória de 3 a 0 sobre o Criciúma, neste sábado, no estádio Heriberto Hülse, teve Gabriel como expoente. O meio-campista comandou o time rubro-negro: movimentou-se bem pelo meio, chamou as jogadas e fez dois gols - um deles como centroavante, outro de escanteio. Foi o primeiro gol olímpico da carreira dele.

E foi consciente. Depois do jogo, Gabriel disse que seu objetivo foi fazer o gol direto. A arbitragem ficou na dúvida, mas deu o gol. O jogador, na hora, já acreditou que a bola tinha entrado.

- Acho que foi gol. Logo que bati, levantei a mão. Eu bati consciente, não tinha ninguém no primeiro pau e bati ali. Foi a primeira vez - afirmou o meia.

Gabriel ficou satisfeito com a vitória. E destacou a importância dela em um momento de cobranças.

- Estávamos precisando. Nosso grupo é forte, mas sem vitórias estava complicado.

Hernane fez o outro gol do Flamengo na partida. O Criciúma jogou com um atleta a menos desde os 15 minutos de jogo, quando o atacante Fabinho foi expulso.

Esta foi a primeira vez que o Rubro-Negro venceu o Tigre em Criciúma em Brasileiros.




Elias valoriza vitória: 'Estamos com espírito de Flamengo'

 
alma (Fernando Ribeiro / Futura Press)A primeira vitória no Campeonato Brasileiro trouxe evidente alívio para o elenco do Flamengo. A atuação foi boa nos 3 a 0 sobre o Criciúma, neste sábado, e a postura do time ganhou destaque no discurso pós-jogo dos atletas. Elias, uma das principais figuras em campo, viu a equipe atuando com a alma que caracteriza o clube.

- Estamos com o espírito de Flamengo de novo. Tem jogador caneludo que é ídolo do clube, e tem que ser isso aí mesmo - disse o jogador para a Rádio Globo.

Elias foi decisivo. Ele cavou a expulsão de Fabinho, do Criciúma, e deu o passe para Hernane fazer o primeiro gol no Heriberto Hülse.

- Foi difícil, mas a equipe soube trabalhar bem com um a mais, que hoje no futebol é importante, e fez os gols. A partir da expulsão, soubemos controlar a posse de bola, rodar de um lado para o outro - comentou o volante.

O meia Carlos Eduardo destacou a capacidade de reação da equipe em momento de contestação.
- O grupo todo está de parabéns. A pressão era forte, mas soubemos colocar a cabeça no lugar e nos superar para essa grande vitória.

Os gols de Flamengo 3 x 0 Criciúma




Criciúma 0 x 3 Flamengo

CARA DE
FLAMENGO (Fernando Ribeiro / Agência Estado)            
   Ficha técnica

Data: 08/06/2013

Local:  Heriberto Hülse

Hora: 16h20m (de Brasília)

Cartão vermelho:  Fabinho(Cri)

Cartão amarelo: Diego Silva, Adrian(Fla)

Gols: Hernane, Gabriel(2)(Fla)

Público:   18.033

Renda:     R$ 468.590

Árbitro:  Jailson Macedo Freitas (BA)
Auxiliares: Ivan Carlos Bohn (PR) e Adson Marcio Lopes Leal (BA).

Flamengo: Felipe, Leo Moura, Samir, Wallace e João Paulo; Diego Silva, Elias(Val), Gabriel e Carlos Eduardo(Adrian); Paulinho e Hernane.
Técnico: Jaime de Almeida

Criciúma:  Bruno; Pacheco( Ivo), Matheus Ferraz, Ewerton Páscoa e Marlon(Gilson); Serginho, Elton e João Vitor; Lins, Giancarlo( Daniel Carvalho) e Fabinho.
Técnico:Vadão


Criciúma 0 x 3 Flamengo Gol de Gabriel


Criciuma 0 x 2 Flamengo Gol de Gabriel


Criciúma 0 x 1 Flamengo - gol de Hernane

Flamengo garante permanência do diretor Paulo Pelaipe


 A diretoria do Flamengo veio a público para reiterar seu apoio ao trabalho do diretor executivo de futebol, Paulo Pelaipe. Alvo de críticas, o dirigente vem sendo cotado para deixar o clube desde a demissão do técnico Jorginho, na quinta-feira. Em nota oficial, o presidente Eduardo Bandeira de Mello demonstrou apoio a Pelaipe e rejeitou os rumores sobre a saída iminente do dirigente. 

"Diante das informações infundadas divulgadas por alguns veículos de comunicação da imprensa carioca, o Clube de Regatas do Flamengo, através de seu presidente Eduardo Bandeira de Mello, do seu vice-presidente de Futebol Wallim Vasconcellos e de todo seu conselho diretor, reafirma seu total apoio ao trabalho realizado pelo diretor executivo de Futebol, Paulo Pelaipe", registrou o presidente, em nota.

Pelaipe foi contratado por Bandeira de Mello, eleito em dezembro, para comandar o futebol do Flamengo. O dirigente assumiu a filosofia da nova gestão de reduzir os gastos com contratações de peso e apostar em jovens talentos, em razão da delicada situação financeira do clube.

Ele ganhou elogios pelas contratações de Marcelo Moreno, Gabriel e Elias, mas segue recebendo críticas pelo acerto com Carlos Eduardo, reforço mais caro para a temporada. O jogador demorou para recuperar a forma física e ainda não vingou no time. Para piorar a situação do dirigente, o Flamengo teve papel apenas de coadjuvante no Campeonato Carioca e ainda não venceu no Brasileirão - está na zona de rebaixamento.

Os resultados aumentaram a pressão sobre Jorginho, que acabou sendo demitido. E pioraram o relacionamento de Pelaipe com membros da diretoria. O nome do dirigente também estaria sob críticas no vestiário do time. Por tudo isso, cresceram nos últimos dias os rumores sobre a demissão de Pelaipe.


Cerveja no Maracanã custará R$ 9 na Copa das Confederações



Quem for acompanhar algum dos três jogos no Maracanã durante a Copa das Confederações terá que abrir a carteira para lanchar dentro do estádio. A água vai custar R$ 6, o refrigerante, R$ 7. A cerveja, que será liberada durante a competição Fifa, custará R$ 9 a Brahma(lata) e R$ 12 a Budweiser(lata).

Com a alimentação os preços não ficam mais suaves. O biscoito polvilho custará R$ 5, o amendoim R$ 7, os salgadinhos de batata frita e tortilha, R$ 7. A Fifa recomenda que o torcedor não leve comida.

– Não é nem pela questão do consumo, é pela segurança alimentar mesmo. O torcedor pode levar alguma coisa que não chegue em bom estado no estádio e que poderia causar algum tipo de intoxicação – explicou o gerente de operações do Comitê Organizador Local da Copa, Tiago Paes.

Itália x México, Espanha x Taiti e a final serão no Maracanã.



Em crise, Wallim e Bap já não falam a mesma língua no Flamengo



Wallim e Luiz, candidatura Flamengo (Foto: David Nascimento)A crise que tomou conta do futebol do Flamengo ganhou também dimensões políticas. Dois dos principais vice-presidentes da gestão Eduardo Bandeira de Mello, Wallim Vasconcellos, do futebol, e Luiz Eduardo Baptista, do marketing, já não falam a mesma língua. Dois temas, um para ser resolvido futuramente e outro de forma imediata, norteiam a divergência que foi capaz de abalar a harmonia que caracterizava a gestão até então.

Tanto Wallim quanto Baptista almejam a presidência do clube na eleição de 2015. Até lá, muita água ainda passará por debaixo da ponte. O vice de futebol era o candidato inicial da Chapa Azul, mas acabou impugnado pouco menos de um mês antes da eleição, no fim do ano passado. Já Bap, que internamente é visto como o “presidente”, não esconde o sonho de comandar o clube de maior torcida do país no futuro. Para isso, trabalha de forma pesada nas ações de marketing e no programa de sócio-torcedor, os quais imagina serem as plataformas para atingir tal objetivo.

Ao lado de Luiz Eduardo Baptista está o vice-presidente de relações externas, Flávio Godinho, que tem feito interferências no departamento de futebol e desagradado a Wallim. Uma delas foi não aconselhar a contratação do zagueiro Rhodolfo, do São Paulo. E também vem questionando a continuidade de Paulo Pelaipe como diretor executivo de futebol.

Pelaipe, por sinal, está no olho do furacão. O único que banca a permanência do dirigente ainda é o próprio Wallim, que tem confiança no executivo, mesmo com os reforços trazidos até agora não tendo vingado.

Godinho e Bap estiveram no mês passado na Europa para tentar trazer um reforço de peso. O sonho do vice de marketing é “um rosto bonito e conhecido” (Kaká) capaz de alavancar a venda de camisas e o sócio-torcedor. Wallim é contra essa ideia, uma vez que enxerga não ser possível bancar o salário de um atleta deste porte.

Em eventos para anunciar parcerias – como os patrocínios com a Peugeot, Caixa, Adidas e o Nação Rubro-Negra –, Bap e Wallim podiam até estar no mesmo ambiente, mas nunca próximos. Sempre que um anunciava algum bem para o clube, o outro não estava ao lado. Aliás, isso só aconteceu no lançamento da chapa, ainda com Wallim como candidato.

O LANCE!Net procurou o departamento de comunicação do Flamengo para ouvir a versão do clube sobre o assunto. A posição oficial foi a de que “por ser uma história desprovida de qualquer fundamento, o clube não vai se pronunciar.”

CREDENCIAIS PARA FACÇÕES EM JOGOS
O vice-presidente de futebol do Flamengo, Wallim Vasconcellos, levou à pauta da reunião do Conselho Gestor a ideia de distribuir 20 credenciais para organizadas em jogos do clube. O dirigente alegou que isso seria importante para que as pessoas das facções pudessem trabalhar antes das partidas nas montagens de bandeira, que contribuem na beleza nos estádios.

A ideia sugerida por Wallim Vasconcellos foi prontamente contestada pelo vice-presidente de marketing, Luiz Eduardo Baptista. E como Bap tem o apoio da maioria do Conselho Gestor, a ideia acabou descartada.

Uma curiosidade relacionada às organizadas aconteceu no treino de ontem, em Florianópolis. Com autorização do diretor executivo de futebol do Flamengo, Paulo Pelaipe, integrantes da Raça entraram na atividade e fizeram com que Felipe, Hernane, Paulo Victor, Adryan e Paulinho posassem para uma foto fazendo o símbolo da facção.

GODINHO ERA O NOME PARA A PASTA DO FUTEBOL
Quando a Chapa Azul foi lançada, em agosto do ano passado, o candidato à presidência era Wallim Vasconcellos, que mais tarde acabou impugnado por ter menos de cinco anos de vida associativa ininterrupta. Na conjuntura inicial, Flávio Godinho, hoje vice-presidente de relações externas, era o indicado para assumir a pasta de futebol, que posteriormente acabou destinada a Wallim.

Com Eduardo Bandeira de Mello à frente da candidatura – pouco menos de um mês antes da eleição –, o planejamento teve de ser todo alterado, sobrando a Flávio Godinho a pasta pela qual responde atualmente.

Mesmo sem estar no dia a dia do futebol, Godinho é presença constante nos jogos do Flamengo. Em certo momento, era mais comum encontrá-lo nos estádios do que o próprio vice-presidente de futebol. De postura mais discreta, Godinho é forte internamente.

EDUARDO BANDEIRA DE MELLO NÃO FOI A REUNIÃO DA DEMISSÃO DE JORGINHO
A reunião que selou a demissão de Jorginho como técnico do Flamengo, na madrugada de quinta-feira, em Florianópolis, não contou com a presença do presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, que estava em Santa Catarina para o jogo contra o Náutico.

Apenas o vice-presidente de futebol, Wallim Vasconcellos, e o diretor executivo da pasta, Paulo Pelaipe, discutiram a saída do treinador. Bandeira de Mello apenas foi avisado da decisão e não criou empecilho quanto a isto para os dirigentes.

PRIMEIROS ATRITOS NA DIRETORIA

Marketing
Antes de completar um mês de gestão no marketing, como diretor executivo, João Henrique Areias deixou o cargo para dar lugar a Frederico Luz. Internamente, a saída de Areias aconteceu por desavenças com Luiz Eduardo Baptista, vice da pasta.

Fla-Gávea
O então vice do Fla-Gávea, José Carlos Dias, renunciou ao cargo em fevereiro após demitir o gerente geral da pasta, Clément Izard. Por sua vez, não foi atendido pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello, que pediu para José Carlos não assinar a dispensa. Cheirinho, como é conhecido, era ligado ao grupo político do ex-presidente Marcio Braga. Após o ocorrido, Clément foi transferido para a pasta de patrimônio.


Por amor, gringo deixa EUA e ganha lugar no futebol americano do Flamengo

Até abril de 2012, o americano Adam Flores era um ex-jogador de futebol americano universitário que havia abandonado o sonho de fazer sucesso no esporte para trabalhar com o pai. Até que, em uma convenção de trabalho em Atlanta, ele conheceu a brasileira Juliane. Pouco mais de um ano depois, o californiano A.J. está casado, morando no Brasil e jogando futebol americano no Rio de Janeiro, algo que ele nem imaginava que existia.

O Flamengo Futebol Americano e A.J. fazem sua estreia neste sábado, às 16h, quando enfrentam o Campo Grande Gravediggers, no Mato Grosso do Sul, pelo Torneio Touchdown.

- Encurtando a história, estávamos em uma viagem de negócios em abril do ano passado. Basicamente eu me apaixonei à primeira vista. A segui para Los Angeles, nós nos divertimos e eu disse “vou te ver no Brasil”. Ela não acreditou, mas eu comprei uma passagem, vim para o Rio de Janeiro, a pedi em casamento na véspera do Ano Novo, e aqui estou, hoje, casado com ela. Louco, né? Usando uma expressão do beisebol, a vida me mandou uma grande bola curva. Mas foi para melhor. Eu só posso avançar a partir de agora – disse A.J.

Adam AJ Flores, flamengo futebol americano (Foto: Leo Velasco) 
Casado com uma brasileira, Adam A.J. Flores defenderá o Fla no futebol americano (Foto: Leo Velasco)

Adam jogou no futebol americano universitário pela Fresno State College e depois atuou um ano pelo time de San Jose da Arena Football League, antes de parar para trabalhar com antenas de TV via satélite nos últimos três anos.

- Eu estou feliz de estar de volta ao campo, de poder jogar de novo. Já tem alguns anos desde que eu jogava, mas esse sempre foi o meu sonho.  Eu não imaginava mesmo que o Brasil tinha futebol americano. Minha mulher que falou para mim. Quando vi, disse “Eu tenho que jogar”. Ela insistiu mais para eu vir jogar porque queria que eu fizesse amigos, conhecesse pessoas. Quando cheguei aqui estava um pouco perdido, sempre dependendo dela. Agora eu tenho esses caras realmente me ajudando muito – destacou.
flamengo futebol americano (Foto: Leo Velasco)

O americano atua na defesa do Flamengo. É um linebacker. E tem o cabeludo Clay Matthews III, do Green Bay Packers, como principal referência no esporte.

- Como a gente diz nos Estados Unidos, eu sou o martelo, não o prego. Eu gosto de correr e acertar pessoas.Eu gosto muito do Clay Matthews. Ele é um linebacker um pouco menor, mas ele cresceu muito sendo persistente. Ele é um animal, é uma fera. Ele se joga como uma bola de ping-pong. Ele não se importa. É isso que tento replicar no campo.


Missão Sul: Fla tenta aliviar crise em região que costuma ser maltratado


Info_RETROSPECTO_FLA_SUL-2 (Foto: Infoesporte)


Segunda rodada do Carioca Fut 7 acontece neste fim de semana


Mikimba, Flamengo - Fut 7 (Foto: Fut 7/Divulgação)
Neste fim de semana a promessa é de espetáculo no Campeonato Carioca de Futebol de 7. A segunda rodada do estadual começa nesse sábado com as equipes finalistas da Copa do Brasil Fut 7 abrindo os trabalhos no Iate Clube Jardim Guanabara. O America, vice da competição nacional, encara o Bangu. Enquanto isso, o Flamengo, campeão da Copa, encara o Entrerriense.

Ainda no sábado, a Portuguesa entra em campo buscando a reabilitação em cima do São Cristóvão. Duque de Caxias e Boavista medem forçam, assim como o Olaria tenta fazer bonito contra o Riostrense.

Domingo haverá mais cinco desafios, mas dessa vez na Arena Akxe, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste. O Botafogo encara o Serrano, e logo em seguida, São Gonçalo e Niterói medem forças.

A nova equipe do vasco tem um desafio difícil contra o Macaé. Em seguida, Fluminense e Madureira fazem um dos duelos mais aguardados da rodada. Encerrando o final de semana, o Rio de Janeiro encara o Ceres.

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Cúpula do Fla articula saída de Paulo Pelaipe do comando do futebol


Paulo Pelaipe, diretor executivo de futebol do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Flaimagem) A saída de Jorginho pode não ser a única mudança no rumo que o Flamengo pretende tomar para o restante da temporada. Membros importantes da cúpula do futebol rubro-negro articulam a demissão do gerente executivo Paulo Pelaipe. Nos bastidores da Gávea, há quem garanta que a decisão está tomada e será comunicada ainda neste fim de semana. O nome dos sonhos é Zico, mas procurado pela reportagem do GLOBOESPORTE.COM, o Galinho foi enfático ao recusar a ideia.

Mesmo indagado se não reconsideraria em caso de apelo dos dirigentes, Zico se manteve firme:

- Não tem a menor chance, não tem apelo, não tem nada. Não existe a menor possibilidade.

Aposta para comandar o futebol no começo da gestão Eduardo Bandeira de Mello, Pelaipe nunca foi unanimidade no conselho gestor e o vice de relações externas, Flávio Godinho é quem mais combate sua presença no clube. Entre os muitos questionamentos, está o jeito explosivo do dirigente, apontado como contraste à linha de conduta desejada por seus superiores e que recebe criticas também de atletas.

Na última edição da reunião de vices presidentes realizada toda segunda-feira na Gávea, foi colocada em questão a demissão de Jorginho ou Pelaipe. Godinho foi partidário da saída do dirigente, enquanto Wallim optou pela paciência. A derrota para o Náutico pode ter decretado o fim da linha para ambos.

O vice de futebol, por outro lado, monitora e faz avaliações sobre o trabalho de seu subordinado. Há pouco mais de um mês chegou a cogitar até mesmo criar um cargo para que um homem de confiança atuasse ao lado do gaúcho. O vazamento da informação inviabilizou a ideia.

O fracasso das contratações em 2013 também depõe contra Pelaipe. Dos 11 jogadores que chegaram ao clube, apenas Gabriel teve algum destaque, mas já foi reserva no último jogo. A aposta em Carlos Eduardo, jogador mais caro do elenco, também cai na conta do profissional. Contratado com status de jogador de Seleção, o meia-atacante tem desempenho muito ruim.

Consultor e principal apoiador da antiga Chapa Azul, Zico é o nome dos sonhos para o cargo, retornando após a saída traumática de 2010. Há correntes nos bastidores que pedem a volta também do supervisor Isaias Tinoco.

A possível mudança não interfere em nada no desejo de contar com Mano Menezes. Apesar da amizade entre o treinador e Pelaipe, quem conduz a negociação é a alta cúpula, encabeçada por Bap e Godinho, exatamente o opositor do diretor.

Neste sábado, o Flamengo encara o Criciúma, no Heriberto Hülse, pela quinta rodada do Brasileirão. Após o jogo, o campeonato para, o elenco terá folga, mas o caldeirão rubro-negro continuará fervendo. E muito.



Heriberto Hülse deve ter lotação máxima para jogo Criciúma x Flamengo



Secretaria Heriberto Hülse (Foto: Lucas Jorge / Criciúma E.C.)
O estádio Heriberto Hülse deve ter lotação máxima para a partida entre Criciúma e Flamengo. A previsão do clube é de que os 19.225 lugares, entre arquibancadas, cadeiras e camarotes, estejam ocupados por espectadores. Os ingressos para a torcida visitante se esgotaram no fim da tarde desta sexta-feira, dia que antecede o confronto da quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Os times se enfrentam às 16h20m deste sábado.

No início da tarde, o Criciúma informou que haviam 100 entradas restantes para os 1.900 lugares destinados à torcida flamenguista. Porém, horas depois, os bilhetes estavam esgotados. Pelo comunicado, ainda restavam menos de mil ingressos para o espaço aos torcedores do time da casa. É provável que no dia da partida não seja realizada comercialização de entradas.

Uma semana antes o clube catarinense deu início a venda de ‘pacotão’ de ingressos. Por um valor diferenciado, o torcedor adquiria entradas para o confronto diante do Santos (quarta-feira) e também para o deste sábado. A promoção era válida somente para espaço da torcida local. O valor dos ingressos é de R$ 100, com direito à meia-entrada. Crianças (de 12 anos incompletos), pagam R$ 20. Sócios do clube podem fazer a compra por R$ 80 a unidade, também com desconto de 50% para meia-entrada.

- As vendas foram boas. Ao todo vendemos mais de 4 mil ingressos para as duas torcidas – disse o gerente administrativo do Criciúma, Carlos Augusto Dias.

A capacidade atual do Heriberto Hülse, com a construção de camarotes por quase todo o entorno superior das arquibancadas reduziu a capacidade do estádio. De 19.990, passou para 19.225. São 17.290 lugares em arquibancadas, 1.191 em cadeiras, 10 vagas para cadeirantes e 734 em camarotes.




Mais um na merda...Fluminense


Justiça penhora direitos de Wellington Nem e tenta impedir venda do Flu

A transferência do atacante Wellington Nem do Fluminense para o Shakthar-UCR pode não acontecer mais. Apesar do time do leste europeu ter anunciado a contratação e do contrato ter sido assinado, o juiz Vladimir Vitovsky, da 9ª Vara de Execuções Fiscais, concedeu nesta sexta-feira a penhora dos direitos federativos e econômicos do atleta. O pedido foi feito pela PGFN (Procuradoria Geral da Fazenda Nacional) por conta de uma dívida de R$ 31 milhões contraída entre 2007 e 2010.

O Fluminense, que receberia cerca de R$ 15 milhões pelo acordo, referente a 60% dos direitos econômicos do atacante, irá recorrer da decisão. Na ação protocolada pela procuradora Clarice Bello Bechara, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e a Ferj (Federação de Futebol do Rio de Janeiro) são intimadas a não realizarem a transferência dos documentos. O time das Laranjeiras ainda terá suas operações monitoradas pelo Banco Central para que a quantia não seja depositada na conta do clube.



O processo corre em segredo de justiça e foi remetido para a 10ª Vara. Na ação, a procuradora cobra uma dívida de pouco mais de R$ 24 milhões e intima o clube a apresentar o contrato com o Shakhtar e depositar o valor recebido em juízo sob pena de fraude à execução. Matérias de jornais também foram anexadas para comprovar a veracidade da negociação.

Internamente o clima é de revolta com a PGFN. Em dezembro de 2012, a desembargadora Salete Maccalóz determinou a centralização das execuções na 9ª Vara, em parcelas menores, de R$ 1,127 milhão mensal que entrariam no fluxo de caixa do clube. A medida, porém, acabou não tendo efeito por conta de uma decisão judicial desfavorável. Outras tentativas diretas de acordo foram negadas.

A venda do zagueiro Dedé para o vasco também foi alvo de penhora em abril deste ano. Porém, o time carioca já havia utilizado o dinheiro para pagamento de salários e outros débitos, apresentando os comprovantes. O jogador entrou na Justiça do Trabalho e conseguiu uma liminar que autorizou a sua inscrição pelo clube mineiro.



Engenhão terá de passar por obras estruturais e só reabrirá em 18 meses

A entrevista coletiva convocada nesta sexta-feira pela Prefeitura do Rio de Janeiro a respeito da interdição do Engenhão não trouxe boas notícias para o torcedor carioca. De acordo com o engenheiro Sebastião Andrade, o secretário municipal de obras, Alexandre Pinto, e o presidente da RioUrbe, Armando Queiroga, a cobertura do estádio precisará passar por um reforço estrutural imediato, e a obra levará em torno de 18 meses para ser concluída.

- Estamos notificando os consórcios e evocamos as garantias previstas no Código Civil quanto à segurança e à solidez de uma obra de engenharia. É uma tragédia. Já estamos notificando, mas não acredito que já na segunda-feira haja operários nessa obra. O prazo é em torno de 18 meses e começa a partir da notificação imediata ao consórcio, o que será feito hoje (sexta-feira) - afirmou o secretário municipal de obras.

Ele disse que ainda não existe uma previsão para os custos da reforma e se disse certo de que os consórcios acatarão a notificação. Segundo os membros da comissão constituída para analisar a situação do Engenhão, o estádio não oferece condições mínimas de segurança ao público.

Coletiva estádio engenhão  (Foto: Raphael Zarko) 
Membros da comissão sobre o Engenhão explicam situação do estádio em coletiva (Foto: Raphael Zarko)
 
- Diante das considerações expostas e da avaliação de toda a documentação disponibilizada, esta comissão entende que o reforço estrutural imediato da cobertura é imprescindível para que possa ser utilizado com os níveis mínimos de segurança exigidos pela legislação vigente. Da maneira que está, o estádio não cumpre com os riscos mínimos - explicou Sebastião Andrade, um dos três engenheiros designados pelo prefeito Eduardo Paes para a comissão especial que trata da interdição.

A entrega do laudo estava prevista para 30 de maio, porém houve uma prorrogação de 15 dias no prazo, por necessidade de mais tempo para completar a avaliação. Andrade disse que houve erro no projeto inicial do estádio, construído para a realização do Pan-Americano de 2007 e alugado ao Botafogo.

- A causa deste comportamento tem a ver com a concepção estrutural. O arco, por exemplo, na situação atual, se movimentou bastante. Isso tudo levou a níveis mais baixos de confiabilidade. A comissão decidiu que não dá para deixar desse jeito, precisa-se recompor estes níveis.

Engenheiro do consórcio do Engenhão, Marcos Vidigal argumentou que não houve tempo, no momento da construção, de estudar o projeto.

- O projeto estava concluído, e as peças, já fabricadas. Só tivemos que montar.

A Delta iniciou a construção do Engenhão em 2003, com custo estimado em R$ 60 milhões, mas alegou falta de condições financeiras e desistiu com menos de um terço das obras. Elas foram concluídas por um consórcio formado por Odebrecht e OAS, que incluiu no contrato cláusulas que o eximem de responsabilidade em caso de problemas estruturais.

O estádio está fechado desde o dia 26 de março após o poder municipal receber um laudo da empresa alemã SBP, que constatou problemas na cobertura do estádio. A interdição foi cercada por polêmicas e desinformação. Em resposta ao laudo alemão, uma empresa da Inglaterra (RWDI) analisou os dois estudos - da Alemanha e o original da empresa canadense, que fez os cálculos estruturais - e referendou o estudo do Canadá, que apontava até três vezes menos riscos na estrutura que os alemães.

O grande ponto de divergência entre os dois cálculos diz respeito à segurança da estrutura em caso de ventos muito fortes no Rio de Janeiro. Segundo a RWDI, haveria riscos - mas não de colapso - apenas em casos de ventos acima de 115 km/h. O parecer da SBP, no entanto, aponta que já há perigo se os ventos atingirem 63 km/h.


INFO_ENGENHAO_02 (Foto: Infoesporte)

Treino do Flamengo é marcado por conversa entre interino, dirigente e atletas


O Flamengo realizou na manhã desta sexta-feira o último treinamento antes de enfrentar o Criciúma, sábado, às 16h20, no estádio Heriberto Hülse, pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após a demissão do técnico Jorginho, a atividade foi marcada por uma longa conversa entre o interino Jaime de Almeida, o diretor de futebol Paulo Pelaipe e o elenco.

O papo durou aproximadamente 40 minutos para que os jogadores fossem informados das mudanças e sequência do trabalho no departamento de futebol rubro-negro. Depois da formalidade, os atletas iniciaram o treinamento.

 Jaime de Almeida deu ênfase aos exercícios de bolas paradas e prática em campo reduzido. Na sequência, uma atividade de finalização com os atacantes e zagueiros fechou o trabalho. O técnico interino não esboçou o time titular para o compromisso.

Com apenas dois pontos em quatro jogos, o mengão é o penúltimo colocado do torneio nacional e busca a recuperação fora de casa para aliviar a intensa crise nos bastidores da Gávea.


Flamengo 'ignora' política barata por técnico e inicia conversas com mano
A diretoria do Flamengo decidiu investir para contratar um novo comandante para o time. Diante da enorme pressão por conta da péssima campanha no Campeonato Brasileiro, a cúpula rubro-negra ignorou a política de economizar com treinador e definiu que terá que abrir os cofres para fechar com um técnico que tire o time da zona do rebaixamento da competição. E o alvo já está definido: Mano Menezes .
 




Rapidinhas do Mengão



Folgão dos próximos dias será descontado das férias do elenco
Mesmo em situação delicada no Brasileirão, o Flamengo confirmou que dará oito dias de folga ao elenco após a partida contra o Criciúma, sábado, às 16h20m (de Brasília), no Heriberto Hulse, pela quinta rodada da competição. O período, no entanto, não será um “mimo” para os jogadores rubro-negros. A decisão se deu por conta da paralisação para Copa das Confederações e todos os dias serão descontados das férias no final do ano. Com o fim do Campeonato Brasileiro marcado para o dia 8 de dezembro, o planejamento prevê a reapresentação logo nos primeiros dias de 2014, e não em 8 de janeiro, como seria a lógica.

 Sócio Torcedor
O Flamengo chegou a 25 mil sócio-torcedores, segundo o programa Por um Futebol Melhor. Eles rende-se ao clube R$ 14 milhões/ano, e são a terceira maior fonte de receita de marketing do clube, atrás apenas de Adidas e Caixa. O programa visa dar descontos em valor maior do que a mensalidade de ST.

Velho Fla
A queda de Jorginho fez a oposição do Flamengo se reerguer. Pelo menos três grupos já recomeçaram a se articular. O primeiro evento foi ontem, o aniversário de Gonçalo Veronese, candidato derrota à presidência do Conselho Fiscal. O maior alvo é o futebol e o diretor Paulo Pelaipe.

Oposição
A Patrícia abdicou da liderança. Ela continua meio deprimida. O grupo que tem a legitimidade de ser a oposição é o nosso.
Leonardo Ribeiro, ex-presidente do Conselho Fiscal, cujo grupo tem representantes em todos os poderes do Flamengo.

Carlos Eduardo vira personagem de divergência no futebol do Flamengo



Carlos Eduardo - Treino do Flamengo (Foto: Ruano Carneiro/LANCE!Press)Maior salário do elenco do Flamengo, entre luvas e direitos de imagem, Carlos Eduardo ainda não disse a que veio em cinco meses no clube. Além disso, cada vez crescem mais os questionamentos sobre Paulo Pelaipe, diretor executivo que bancou a contratação. O dirigente tem agido de forma mais incisiva para que o meia seja relacionado. O fato chegou a gerar atritos com Dorival Júnior e Jorginho, ex-técnicos do clube, que não viam o jogador preparado para ser titular. Pelaipe já declarou que, dependendo dele, Carlos Eduardo terá vida longa no Fla. Apesar de ainda não cogitar a devolução, o Flamengo tem, por acordo, o direito de se desfazer do meia antes do término dos 18 meses de contrato.

Até o momento, o discurso de contenção de custos cai por terra com o que é gasto para manter o jogador, que foi contratado para ser o camisa 10 e não conseguiu dar retorno. Neste período, o Fla já desembolsou R$ 2,5 milhões para ter um atleta que participou de apenas dez partidas, sendo cinco como titular. O baixo rendimento é um enigma que a diretoria ainda não conseguiu decifrar. Quando chegou ao clube, era sabido que o meia demoraria mais do que o restante do grupo para se recondicionar fisicamente, por conta das duas sérias lesões que teve no joelho direito. Porém, após cinco meses, pouco evoluiu.

Sem conseguir justificar o alto valor investido nos gramados, Carlos Eduardo teve um período agitado extracampo. Os abusos na noite e a demora para começar a render pesaram decisivamente para que o meia fosse gradativamente perdendo espaço dentro do elenco. O número 10 na camisa deu lugar ao 20. Internamente, outros membros da diretoria já não sabem mais o que fazer com o jogador que, mesmo sem querer, acabou virando símbolo de um início atribulado da atual gestão.

Contra o Atlético-PR, no sábado passado, o meia foi escalado como titular, pouco rendeu mais uma vez e foi sacado ainda no intervalo. Já na partida seguinte, na derrota para o Náutico, chegou a figurar no banco, mas não foi utilizado.

VIAGEM A PINHEIRAL PARA CERCAR JOGADOR

O departamento de futebol do Flamengo mostrou preocupação com Carlos Eduardo até mesmo em viagens em que ele não estava relacionado. Assim que Jorginho assumiu, a equipe realizou um período de treinamentos em Pinheiral, no Sul Fluminense. O meia ficaria no Rio, sob a justificativa de que precisava aprimorar o condicionamento físico.

Porém, logo foi percebido que a distância não iria trazer benefícios, muito pelo contrário. Havia o medo de que o clube não teria como vigiá-lo. Tanto que pouco tempo depois, o grupo viajou para outra semana em Pinheiral, na véspera do Fla-Flu, e o meia foi relacionado para ir junto, mesmo não ficando nem no banco no clássico.

Medicamento para cura de sinusite impede estreia de Bruninho pelo Flamengo


Bruninho treino Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)
Não foi por questão técnica que Bruninho ainda não fez a sua estreia com a camisa do Flamengo na temporada. Destaque do Atlético Sorocaba no Campeonato Paulista, o meia-atacante é o único reforço que sequer foi relacionado pelo ex-treinador Jorginho, mas por uma questão médica. Apesar de não ter nenhum tipo de lesão física que o impeça de atuar, o jovem teve detectada uma sinusite nos exames antes da apresentação e foi preservado por conta do tratamento.

Mesmo treinando normalmente com os companheiros no Ninho do Urubu, Bruninho foi proibido de entrar em campo por fazer uso de corticoide, substância proibida em exames antidoping. Já curado da sinusite, o meia-atacante não faz mais uso da medicação. A necessidade de 10 dias para “limpeza” do organismo, no entanto, o impediu de ser relacionado para os jogos contra Náutico e Criciúma, em Santa Catarina.

Após a paralisação do Brasileirão por 28 dias para Copa das Confederações, Bruninho estará livre para, enfim, vestir a camisa rubro-negra. Dos outros reforços, Diego Silva é o único que ainda não entrou em campo, mas foi relacionado em duas oportunidades. Já Val estreou diante do Náutico, enquanto Paulinho e Marcelo Moreno se firmaram e chegaram a ser titulares.


Jaime leva calculadora a Criciúma: ‘Temos que começar a fazer contas’



Jaime de Almeida, interino do Flamengo (Foto: Cahê Mota)
De fala mansa e conteúdo sincero, Jaime de Almeida não tentou maquiar a situação atual do Flamengo em sua entrevista antes da partida contra o Criciúma, sábado, às 16h20m (de Brasília), no Heriberto Hulse, pela quinta rodada do Brasileirão. Com dois pontos, o Rubro-Negro é o penúltimo colocado na tabela de classificação e só uma vitória em Santa Catarina deve impedir que passe todo o período da Copa das Confederações no Z-4. Apesar de se tratar ainda do início da competição, o treinador interino foi sincero ao admitir: já é hora de mexer com a calculadora.

- Temos que começar a fazer contas. Isso tudo nos provoca uma reação de trabalhar mais e treinar mais para recuperarmos o tempo perdido.

Substituto de Jorginho na partida contra o Tigre, o ex-auxiliar técnico adotou tom misterioso ao falar da possibilidade de mudanças na equipe. Mais que isso, deu a entender que escalará caras novas no Heriberto Hulse, mas pediu um tempo para dialogar com os jogadores primeiro.

- Não tenho uma equipe ainda. Tenho algumas ideias na cabeça, mas preciso conversar com os jogadores. Fica muito difícil querer mexer muito, é até uma loucura. Temos que trabalhar em cima do que vejo no trabalho do Jorge. O time está apanhando muito, sendo muito cobrado, tenho que elevar o moral desse grupo.

Uma mudança na equipe é certa: Renato Abreu, expulso contra o Náutico, já voltou para o Rio de Janeiro. Gabriel é o favorito para a vaga. Hernane, muito criticado no duelo com o Timbu, é um dos que corre risco. A ausência de um centroavante entre os reservas, porém, pode dar uma sobrevida ao Brocador. Questionado sobre o tema, Jaime mais uma vez não respondeu. Tudo pode acontecer.


Header Transmissão Criciuma x Flamengo  - Globo para RJ, MG, ES, SC (menos Criciúma), BA, CE, RN, AL, PB, MA, SE, PI e Regiões Norte e Centro-Oeste - PremiereFC 4 (Foto: Editoria de Arte)

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Flamengo exibe 'seleção' no futebol americano

Se o futebol está dando dor de cabeça ao torcedor rubro-negro após a derrota desta quarta-feira e a demissão do técnico Jorginho, a bola oval pode se tornar um alento para a torcida. O Flamengo apresentou nesta quinta-feira, na Gávea, o time de futebol americano do clube, que já nasce como um dos favoritos ao título do Torneio Touchdown, uma das competições nacionais da modalidade. Tudo isso graças a um elenco recheado de atletas da seleção. A parceria é sem ônus financeiro para o clube, que cede seu nome e dá apoio à equipe.

time Flamengo futebol americano (Foto: Divulgação) 
Time de futebol americano do Flamengo posado na apresentação oficial do grupo (Foto: Divulgação)

São 11 jogadores que defenderam a camisa verde-amarela nas últimas convocações, como o quarterback Ramon Martire, o cornerback Bruno “Sapo” Rosa e o tight end Felipe “Cebola” Leiria. O técnico Otávio Roichman também faz parte da comissão técnica da seleção, como treinador de ataque. Além disso, o time conta com o reforço do americano Adam “A.J.” Flores, que jogou na Fresno State College e no San Jose, da Arena Football League.

- É uma emoção única representar mais de 40 milhões de torcedores. É bem satisfatório e com certeza a gente vai fazer de tudo para trazer alegria e honrar as cores rubro-negras. A gente está treinando bastante, o dobro do que treinava do ano passado, justamente para ir em busca do título. A gente não quer nada menos do que o título – afirmou Rogério Pimentel, presidente e jogador do Flamengo Futebol Americano.

time Flamengo futebol americano (Foto: Divulgação) 
Equipe tem 11 jogadores na seleção brasileira e quer o título do Torneio Touchdown (Foto: Divulgação)

A estreia da equipe já é daqui a três dias. No sábado, o Flamengo enfrenta o Campo Grande Gravediggers, no Mato Grosso do Sul. Apesar da ansiedade, o time confia nos treinamentos que acontecem desde janeiro e também no entrosamento. Vários jogadores estavam no elenco do Rio de Janeiro Imperadores, campeão do Touchdown em 2009, e depois defenderam o Fluminense Imperadores, que conquistou o Campeonato Brasileiro em 2011.

- A gente tem uma base muito boa desde 2009 do Imperadores e a gente está conseguindo manter essa base. A gente está vindo para brigar. Dentro de campo não tem favorito. Tem que entrar focado e dar o melhor para conseguir o resultado – afirmou o quarterback Ramon Martire.

O passado tricolor não preocupa o time, que garante ter outras cobranças para dar atenção.
- Pressão sempre vem de algum lado. Hoje a gente está se sentindo literalmente em casa e isso é o que importa. Hoje a gente pode dizer que está em casa. As duas cobranças que a gente tem muito são: “Tem que ser campeão de qualquer jeito” e “Eu quero uma camisa”. Isso todo mundo fala – brincou Rogério.

time Flamengo futebol americano (Foto: Divulgação) 
Rubro-negro estreia neste sábado no torneio, fora de casa, em Campo Grande (Foto: Divulgação)

Encontro por transferência de Adrián Martínez ao Flamengo é adiado


Adrián Martínez (Foto: Hector Guerrero/AFP)Não foi nesta quinta-feira que a transferência do lateral-direito Adrián Martínez ao Flamengo foi concretizada. O intermediário da Traffic, empresa que detém parte dos direitos econômicos do jogador, adiou para sábado um almoço com representantes do San Lorenzo (ARG) para selar o acordo, tão aguardado pelos torcedores rubro-negros.

- O Adrián Martínez ainda tem dois jogos para disputar lá, apesar do time que defende já ter conquistado o acesso. O nosso intermediário acabou não conseguindo encontrar com a diretoria do San Lorenzo nesta quinta-feira e marcou um almoço que deve definir toda a situação para o sábado - afirmou Fernando Gonçalves, diretor executivo da Traffic.

O diretor executivo de futebol do Flamengo, Paulo Pelaipe, foi na mesma linha de Fernando Gonçalves, destacando que a chegada do Adrián Martínez acontecerá apenas na janela de transferências, que abre no fim deste mês, após disputar os jogos que restam no Olimpo.

- Esperamos que ele conclua as duas partidas que restam no time lá da Argentina para poder concretizar - disse Paulo Pelaipe.



Jorginho prefere não comentar demissão do Fla no desermbarque no Rio

O ex-técnico do Flamengo Jorginho desembarcou no Rio por volta das 22h desta quinta-feira no Aeroporto Internacional do Galeão, após ser demitido nesta madrugada. Questionado pela reportagem do LANCE!Net sobre a saída do clube, o treinador preferiu não se pronunciar por ter pendências a serem resolvidas com a diretoria.

- Não quero me pronunciar no momento. Tenho algumas pendências para resolver com a diretoria e depois disso irei apenas me pronunciar através de minha assessoria de imprensa - afirmou o treinador rapidamente no desembarque.

O prejuízo financeiro que o Flamengo terá com a demissão de Jorginho não será dos piores. Por ter quebrado o contrato que iria até o fim de 2014, o Mengão terá  de pagar R$ 300mil ao treinador, valor equivalente a um mês de salário.

Em evento de Zico, Andrade diz que está disponível para o Flamengo


O técnico Andrade, campeão brasileiro de 2009 pelo Flamengo, foi ao evento de lançamento do documentário "Zico 60", na noite desta quinta-feira, e comentou sobre a saída de Jorginho do comando do clube. O ex-jogador, inclusive, disse star disponível para assumir o Rubro-Negro.

– Lamento bastante a saída de Jorginho, que é um grande treinador. Agora, no que o Flamengo precisar, estou disponível. Já tive a oportunidade uma vez e dei um resultado muito positivo ao clube – disse.

Já Zico, eterno camisa 10 do Flamengo, membro do Conselho Gestor de futebol do clube e um dos alicerces da gestão do presidente Eduardo Bandeira de Mello, garantiu que não assumiria o cargo de técnico do Rubro-Negro. E, ao ser questionado sobre a demissão de Jorginho do cargo, afirmou que era melhor perguntar para os dirigentes.

– Cabe à diretoria tomar decisões. Ela foi eleita de forma democrática e vive o cotidiano do Flamengo. Em todo lugar do mundo tem essa questão de continuidade de treinador no futebol – resumiu o Galinho.


Torcedores já podem comprar ingressos para partida contra o Criciúma

No próximo sábado (8.06), o Flamengo enfrenta o Criciúma na casa do adversário. A torcida rubro-negra terá uma carga de até mil ingressos para a partida, sendo a inteira à R$100 e meia, R$50. A compra poderá ser feita apenas na secretaria do Criciúma Esporte Clube e, no dia do duelo, nas bilheterias do Estádio Heriberto Hulse, palco do jogo, no sábado.

A carga de ingressos não pertence ao Clube de Regatas do Flamengo e toda a renda gerada com a venda das entradas ficará com o clube mandante da partida.

Interino, Jaime sobre mudanças drásticas no Fla: 'Seria loucura'


Amigo de Jorginho, Jaime de Almeida, afirmou que todo o elenco rubro-negro sentiu a saída do treinador, demitido na madrugada desta quinta-feira. O técnico interino ressaltou ainda que não há tempo para mudanças drásticas na equipe para o jogo de sábado, contra o Criciúma, em Criciúma.

Jaime lembrou que já havia trabalhado com Jorginho no futebol japonês e classificou como loucura uma tentativa de alterações completar para o próximo compromisso no Campeonato Brasileiro.

- Conheço o Jorginho há muito tempo, foi meu jogador lá no Japão. Infelizmente, o trabalho não deu certo. Mas temos de virar isso. Focar no jogo. Seria até uma loucura (mudar muito o time). Tem de trabalhar em cima do que fizemos com o Jorge. A coisa não está andando... Precisa ter calma. Precisa entrar em campo com moral elevada – disse.

Em um passado recente, Jaime assumiu o time do Flamengo após as saídas de Vanderlei Luxemburgo e Joel Santana, ambos demitidos no ano passado. Em quatro jogos, o time rubro-negro acumula duas derrotas e dois empates.

Funcionários pintam muro do Flamengo e encobrem os protestos da torcida


Após amanhecer pichado em protesto pela derrota do Flamengo para o Náutico pelo Campeonato Brasileiro e pela penúltima posição do time na tabela, o muro da sede da Gávea recebeu nova pintura ainda no fim da tarde de quinta-feira. Na madrugada de quarta para quinta, vândalos protestaram contra a atual diretoria, em especial Paulo Pelaipe, diretor executivo de futebol, e o presidente Eduardo Bandeira de Mello. Os dizeres também pediam a demissão de Jorginho, já consumada, e a saída de Carlos Eduardo, maior contratação da temporada, mas que não consegue se firmar na equipe titular e recebe cerca de R$ 500 mil por mês.

No início da manhã, alguns funcionários do clube tentaram apagar as reclamações, mas a tinta não havia conseguido encobrir os dizeres: "Fora Jorginho", "Quero de volta meu Fla", "Pelaipe, fora do Fla e volta pro Sul", "Fora, diretoria incompetente", "Fora, Jorginho burro", Fora, Carlos Eduardo", Time de M...." e "Vergonha Bandeira de M...."

Pelo menos um dos pedidos dos "torcedores" foi atendido. Jorginho não aguentou a pressão e foi demitido, nesta madrugada, do comando do Flamengo.


muro pichado flamengo gávea (Foto: Fábio Leme ) 
No início da manhã, funcionários tentaram, em vão, apagar as ofensas do muro (Foto: Fábio Leme )
 
muro Flamengo pintado pichação  (Foto: Fabio Leme) 
À noite ainda havia marcas no muro, mas os dizeres haviam sido encobertos (Foto: Fabio Leme)

muro pichado flamengo gávea (Foto: Fábio Leme ) 
O presidente Eduardo Bandeira de Melo foi alvo dos protestos na madrugada (Foto: Fábio Leme )

muro Flamengo pintado pichação  (Foto: Fabio Leme) 
No início da noite as ofensas ao presidente foram apagadas por funcionários (Foto: Fabio Leme)

Com apenas oito atletas, Jaime de Almeida comanda treino em Floripa

Apenas oito jogadores participaram do primeiro treinamento do Flamengo sem Jorginho. Com os titulares no hotel para trabalho regenerativo, somente quem ficou no banco de reservas e o goleiro Felipe foram até o centro de treinamento do Figueirense para atividade comandada pelo interino Jaime de Almeida. O ex-auxiliar técnico de Jorginho será o responsável pelo time na partida contra o Criciúma, sábado, às 16h20m (de Brasília), no Heriberto Hulse, pela quinta rodada do Brasileirão.

Jaime de Almeida, interino do Flamengo (Foto: Cahê Mota) 
Jaime de Almeida, técnico interino do Flamengo, durante treino em Florianópolis (Foto: Cahê Mota)

Felipe, Paulo Victor, Samir, Gabriel, Adryan, Carlos Eduardo, Diego Silva e Val foram os jogadores que estiveram no campo. Após atividade rápida na academia, o grupo participou de um treinamento técnico. Ao lado de Joélton Urtiga, preparador físico que chegou ao clube indicado por Jorginho e permanece na comissão técnica fixa, Jaime incentivou bastante os jogadores a todo instante.

Para a partida contra o Criciúma, o Flamengo não terá, além de Marcelo Moreno e González, que estão com as seleções da Bolívia e do Chile, respectivamente, o meia Renato Abreu, que foi expulso contra o Náutico e já voltou para o Rio de Janeiro. Nixon foi convocado para compor o elenco, mas chegou a capital catarinense somente no fim da tarde e não participou do treinamento.


Flamengo chega a 25.000 sócios e faturamento já é superior a R$ 14 milhões

Nesta quinta-feira, o Flamengo alcançou a marca de 25.000 sócios cadastrados no Movimento por um Futebol Melhor, consolidando-se, em três meses e meio de programa, na sétima colocação entre os clubes brasileiros em número de associados.

Com a marca, o Rubro-negro já alcança faturamento anual de R$ 14,1 milhões, o que corresponde à terceira maior fonte de receitas do Flamengo, superior ao acordo de patrocínio com a montadora francesa Peugeot e atrás apenas dos contratos firmados com a Caixa Econômica Federal e Adidas.










Antes de treino do Fla, Pelaipe conversa com comissão técnica



Pelaipe conversa com comissão técnica (Foto: Alexandre Araujo)Antes do início dos treinos desta quinta-feira, no CT do Figueirense, o diretor executivo de futebol, Paulo Pelaipe, conversou por alguns minutos com a comissão técnica rubro-negra. Durante o bate-papo, Jaime de Almeida, auxiliar que vai assumir o time interinamente, ficou ao lado do dirigente. O tom da conversa pareceu ser descontraído.

Os jogadores que fizeram parte do time titular na última quarta-feira, quando o time foi derrotado para o Náutico, ficaram fazendo alguns trabalhos no hotel, em Florianópolis. Para Palhoça. local onde fica o CT do Figueirense, apenas oito jogadores, os reservas e o goleiro Felipe. O trabalho foi divido em exercícios na academia e em campo.





Vestiário em chamas


A derrota por 1 a 0 para o Náutico na noite de quarta-feira transformou o vestiário do Flamengo, no estádio Orlando Scarpelli, em palco de uma agitada terapia de grupo dos jogadores.

A confusão começou com Elias. O volante, exaltado, dirigiu-se a Hernane aos berros e o acusou de ser o responsável pelo fracasso em Florianópolis por causa das chances perdidas.

- P…, perdeu gol pra c… e ferrou a gente.

A cobrança, à base de muitas ofensas, teve resposta:

- Vai tomar no c…, rapaz. Você não é o dono do time e também erra – disse o Brocador.

A discussão, segundo relato de jogadores, foi pesada e teve a participação de outros atletas. Os jogadores contratados recentemente se assustaram, mas não participaram do episódio.

Durante a madrugada, o técnico Jorginho foi demitido e a sede da Gávea amanheceu com pichações contra a diretoria, o treinador e Carlos Eduardo.

Flamengo desiste de torneio em Belém. Bota e Libertad são opções

Há uma semana de sua realização, o torneio quadrangular envolvendo equipes do Rio de Janeiro e Pará ainda não confirmou um de seus participantes. Após o Flamengo recusar participar do chamado "Torneio da Amazônia", Botafogo ou Libertad, do Paraguai, surgem como opções para entrar na vaga da equipe rubro-negra. O alvinegro carioca recebeu o convite ainda no mês de maio, mas ainda não confirmou e a resposta deve sair nos próximos dias.

Independente do quarto participante, as datas do torneio permanecem as mesmas. Dia 13 de junho, Remo e Paysandu fazem o confronto paraense às 20h e, logo em seguida, às 22h, Vasco e Botafogo ou Libertad duelam para definir o outro finalista. No dia 15, acontece a disputa de terceiro lugar às 20h e a final às 22h. Todos os jogos serão no Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, em Belém.

Estádio Mangueirão (Foto: Wagner Carmo/CBAt) 
Estádio do Mangueirão será o palco dos confrontos do Toneio da Amazônia (Foto: Wagner Carmo/CBAt)
 
 
 

Paulo Pelaipe tenta convencer Mano Menezes a assumir Flamengo; Zico é sonho e Renato Gaúcho vira opção

Mano Menezes é a primeira opção para assumir o Flamengo.

O ex-técnico da seleção brasileira é desejo antigo de Paulo Pelaipe, diretor do clube e homem forte do futebol.

O dirigente aposta no passado vitorioso no Grêmio e no bom relacionamento com o treinador. Mano, em recente entrevista, deixou claro que pretende trabalhar na Europa.

O salário é outro empecilho. A realidade financeira do Flamengo é distante. Mano recebia cerca de R$ 500 mil e não aceitaria dirigir o Flamengo por um valor menor.

Carlos Leite, empresário de Mano, tem ótima entrada no Flamengo e nunca escondeu o desejo de colocar o técnico no futebol carioca.

Renato Gaúcho não está descartado, mas pesa sobre ele o histórico de rebaixamento. Até o nome de Zico, eterno ídolo rubro-negro, é cogitado. Zico, na época, foi consultado e aprovou a contratação de Jorginho.

Muricy, demitido pelo Santos, seria mais uma alternativa e Celso Roth, com passagem pelo clube em 2005, está sendo oferecido via empresário.

Flamengo 10 títulos nacionais

Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!