sábado, 6 de julho de 2013

Resultados de sábado no Brasileirão, na Série A


Flamengo 2 x 2 Coritiba
Náutico 1 x 3 Ponte Preta
Atlético-PR 1 x 1 Grêmio
Portuguesa 1 x 1 Cruzeiro

Cadu tem outra atuação apagada, e torcedor expõe insatisfação com vaia

As vaias antes mesmo de a bola rolar eram mais do que um indício: a paciência do torcedor do Flamengo com Carlos Eduardo chegou ao fim. Durante o anúncio da escalação rubro-negra pelo sistema de som do Mané Garrincha, o camisa 20 foi o único que ouviu mais "Uhhh" do que aplausos vindos da arquibancada. Em campo, não mostrou algo que pudesse acalmar quem ainda espera uma grande exibição do principal e mais caro reforço para a temporada. Curiosamente, ao dar lugar a Val, na metade do segundo tempo, as vaias foram menores. Entretanto, a reação da torcida em Brasília deixa clara a insatisfação com o jogador.

Escalado no ataque, como gosta de jogar, Carlos Eduardo teve atuação muito discreta no 2 a 2 com o Coritiba, pela sexta rodada do Brasileirão. Enquanto Gabriel, Paulinho e até o próprio centroavante Marcelo Moreno participavam o tempo inteiro da partida, o camisa 20 era tímido e raramente tentava jogadas individuais. Ao todo, foram apenas 20 passes efetuados - 18 certos e dois errados. Para se ter uma ideia, Alex, principal jogador do Coxa, acionou os companheiros 39 vezes.

Cadu Flamengo x Coritiba (Foto: Cahê Mota) 
Carlos Eduardo (dir.) ao ser substituído no empate do Flamengo com o Coritiba (Foto: Cahê Mota)
 
Cadu ainda levantou uma bola na área, roubou duas e recebeu uma falta. Muito pouco para quem chegou ao Flamengo sonhando com a Copa de 2014. No reencontro com Mano, treinador com quem viveu seu melhor momento na carreira, o meia-atacante realizou duas partidas e ainda não convenceu. Aos poucos, Val ganha espaço e, por mais que não seja da mesma posição, surge como candidato a uma vaga entre os titulares. Com ele em campo, Elias fica solto para se aproximar do ataque, e Paulinho avança para atuar ao lado de Moreno.

Quarta-feira, o Flamengo encara o ASA-AL, em Arapiraca, interior de Alagoas, pela Copa do Brasil. Mano Menezes ainda não deu indícios se pensa em fazer mudanças na equipe. Entretanto, em Brasília o torcedor já deu o recado: Carlos Eduardo precisa melhorar com urgência para tirar as vaias do repertório.

Mano lamenta reação relâmpago do Coxa e vacilos do Flamengo no contragolpe

Uma reação meteórica, que destruiu uma atuação promissora do Flamengo nos 50 minutos iniciais de jogo. Para Mano Menezes, a velocidade com que o Coritiba buscou o empate após sair perdendo por 2 a 0 - dois gols num intervalo de oito minutos - foi determinante para que sua equipe se perdesse em um caminho que parecia tranquilo no Mané Garrincha, em Brasília. No fim, o 2 a 2 pela sexta rodada, com o líder do Brasileirão, foi encarado com naturalidade.

Cáceres ampliou a vantagem para o Fla logo aos três minutos da segunda etapa - Moreno fez o primeiro. Apenas quatro minutos depois, porém, Chico diminuiu, com Alex colocando a igualdade no placar aos 15. Mano Menezes analisou o desenrolar da partida da seguinte maneira:

- Sabíamos da dificuldade do jogo e as que ainda vamos passar. Temos uma consciência grande disso. Fizemos 2 a 0 e tomamos dois gols muito rápido. Quando se faz uma vantagem dessas, é preciso de cinco a dez minutos para assentar o jogo e propor uma alteração tática. Tomamos o gol do Chico muito cedo, em uma jogada que já tinha acontecido no primeiro tempo, mas acontece. O cobrador (Alex) é de alta qualidade, coloca a bola onde é difícil de marcar. Sofremos o 2 a 2, e a equipe entrou no lugar novamente.

Com o empate, o Coritiba passou a comandar as ações ofensivas e deu espaços para contragolpes. O Flamengo até teve oportunidades, mas se perdeu em passes errados, dribles mal executados ou chutes sem direção. Para Mano, mais do que vacilos defensivos em bolas aéreas, este foi o grande problema de sua equipe. Sobre o pênalti perdido por Marcelo Moreno, ele evitou colocar o peso do tropeço nos ombros do boliviano.

- Talvez o pecado que tenhamos cometido foi não aproveitar bem o contra-ataque, que estava à disposição. Aí, é tomada de decisão, concluir com qualidade... O Coritiba está confiante e se arriscou. Esse foi nosso pecado. Se olharmos os goleiros, vemos que o Felipe fez poucas defesas, Vanderlei fez mais. Perder a penalidade dói um pouco, mas não foi por isso que deixamos escapar o resultado. Foi em um contexto geral. Vamos analisar depois, com a cabeça fria, para seguirmos melhorando.

Ao contrário do que aconteceu diante do São Paulo, o treinador não reclamou de altos e baixos do time e admitiu que o Coritiba soube conduzir à sua maneira o desenrolar da partida.

   
- Nosso problema não foi tanto de oscilação. Em alguns momentos, tivemos dificuldade para controlar o adversário, que controlou a bola no meio-campo. Nosso posicionamento não esteve bom, eles variaram muito. Na retomada das jogadas, dávamos muito campo para o Coritiba. Você não pode estar posicionado sempre para contra-ataque, é preciso às vezes controlar o jogo.

raio caiu
duas vezes (Jorge William / Agência O Globo)No fim, Mano testou uma nova formação de meio-campo, com Elias mais avançado e Val, que substituiu Carlos Eduardo, atuando como segundo volante. O primeiro apareceu bem ao lado de Moreno e Paulinho e agradou ao treinador.

- A alteração tática que fizemos foi colocar Val no lugar de Carlos Eduardo. Quando acontece isso, Elias tem mais liberdade para atacar. E isso funcionou bem. Elias chegou bem duas ou três vezes.

Com seis pontos em seis jogos pelo Brasileirão, o Flamengo permanece em Brasília até terça-feira, quando segue para Alagoas, onde encara o Asa de Arapiraca, pela Copa do Brasil. Neste domingo, o elenco treina às 10h no CT do Brasiliense.


Flamengo , vasco, São Paulo e Atlético-MG fazem semifinais na Liga de Futevôlei


 Flamengo x vasco e São Paulo x Atlético-MG são as semifinais da terceira etapa da Liga Nacional de Futevôlei. Na tarde deste sábado, no Parque Municipal de Eventos de Nilópolis, foram realizadas as quartas de final. Os vencedores da etapa serão conhecidos neste domingo, após as semifinais e a final da competição, que terão transmissão ao vivo do SporTV. As partidas terão início às 10h.

O São Paulo, atual bicampeão, teve dificuldade em derrotar o Figueirense por 2 sets a 1,de virada, mas confirmou favoritismo e está mais perto do tricampeonato da Liga Nacional. As parciais foram de 15/18, 18/15 e 15/11.

- Foi o jogo mais duro e difícil de todas as etapas até agora. O Figueirense está de parabéns pelo belo trabalho que mostrou aqui, mas estamos brigando pelo tricampeonato. Vamos com tudo - disse Alex Dias, jogador do São Paulo.

Após outro duelo acirrado, o vasco eliminou o Santos também de virada, por 2 sets a 1 e avançou para as semifinais, com parciais de 16/18, 18/14 e 15/11.

O Flamengo enfrentou o Cruzeiro, derrotou o rival por 2 sets a 0, com duplo 18/15 e foi o terceiro time a se classificar para as semifinais.

 Na última partida das quartas de final, o Atlético Mineiro também assegurou presença na etapa deste domingo ao vencer o América-RJ por 2 sets a 0, com parciais de 18/11 e 18/15.

- O nível da competição está muito forte, os clubes estão investindo, apoiando seus atletas. Isso é bom, faz o futevôlei crescer ainda mais. Ainda não chegamos a disputar uma semifinal e isso prova o quanto as partidas estão equilibradas. Cada etapa é uma batalha, um leão a ser vencido. Essa etapa de Nilópolis está muito bacana. Mostra que não precisa de praia para realização de eventos como esse, basta investimento e incentivo - disse Rodrigo Lacraia, do Atlético-MG, que conquistou o título de campeão mundial da etapa de Portugal, no mês passado.

Mais cedo, sete partidas encerraram a fase classificatória. Santos, Atlético-MG, Figueirense e Cruzeiro foram os últimos classificados para as quartas de final.

Feminino
O Fluminense garantiu vaga na final, neste sábado, contra o Flamengo, que já estava classificado. A dupla tricolor bateu o Botafogo por 18 a 16. No segundo confronto do dia, o Fluminense derrotou o Vasco por 18 a 8. Na outra partida do Grupo 2, o Botafogo venceu o vasco por 18 a 16.

Para as finalistas Lana e Patricinha, a briga pelo título será acirrada, já que o Flamengo vem de uma série de vitórias consecutivas.

- Foi uma batalha chegar aqui, mas a briga vai ser boa no Fla-Flu de amanhã. O bicho sempre pega em clássico. O Flamengo já é conhecido, tem uma dupla forte. Não vai ser fácil. Vencemos quando jogamos pelo Corinthians e depois elas ganharam da última vez. Que vença a melhor dupla - disse Lana, que joga ao lado de Patricinha desde 2009.

Paulinho sai em defesa de Moreno: 'Se tiver outra chance, ele vai acertar'



Gol Marcelo Moreno - Flamengo x Coritiba (Foto: Francisco Stuckert/LANCE!Press)Marcelo Moreno teve nos pés chance de ampliar o placar no primeiro tempo da partida deste sábado, contra o Coritiba, no Mané Garrincha, quando o Flamengo vencia por 1 a 0 - com um gol dele. No entanto, o goleador bateu mal o goleiro do Coxa pegou. Em defesa do Companheiro, o meia Paulinho garantiu que se tiver outra oportunidade, o centroavante não vai desperdiçar.

- Foi uma fatalidade, o Moreno errou, mas se tiver outra chance ele vai bater também e vai acertar - afirmou o meio-campista rubro-negro.

O próximo compromisso do Flamengo é contra o Asa, em jogo válido pela Copa do Brasil. Depois disso, no domingo, a partida será contra o rival Vasco. Os dois duelos serão disputados no Mané Garrincha.


Asa x Flamengo




O Flamengo volta a campo na quarta-feira, contra o ASA-AL, às 21h50m (de Brasília), em Arapiraca, na partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil. O time volta de Alagoas para Brasília, onde no fim de semana faz o clássico contra a coisa maldita, ''vasco'' , às 18h30m (de Brasília) pela sétima rodada do Brasileirão.

Autor de um gol e de um pênalti perdido, Moreno diz: 'Entramos desligados'



Gol Marcelo Moreno - Flamengo x Coritiba (Foto: Francisco Stuckert/LANCE!Press)O time do Flamengo fez um ótimo primeiro tempo na partida deste sábado, contra o Coritiba. No entanto, a segunda etapa do Rubro-Negro deixou a desejar e a equipe do técnico Mano Menezes acabou sofrendo um empate com gosto de derrota em Brasília, no Mané Garrincha.

O atacante Marcelo Moreno, autor do primeiro gol do time da Gávea, destacou a falta de atenção como o problema da equipe..

- Tentamos fazer um jogo bom, mas entramos muito desligados no segundo tempo, temos que cobrar um ao outro, faltou isso. Temos que conversar - contou o jogador.

Marcelo Moreno perdeu um pênalti, ainda no primeiro tempo, quando o Fla vencia por 1 a 0. O goleador lamentou o fato:

- Eu tentei mudar na hora da cobrança do pênalti e acabei não pegando tão bem.


Wallace admite culpa no primeiro gol do Coritiba: 'Descuido meu'



O zagueiro Wallace admitiu que errou no primeiro gol do Coritiba, na partida deste sábado, no Mané Garrincha, em Brasília. Lúcido, o defensor frisou que foi desatento no escanteio e que isso facilitou a vida de Chico, que balançou as redes a favor do Coxa.

- Sem dúvida esse empate teve gosto de derrota. Você abre 2 a 0 e sofre um gol de bola parada, que foi até um descuido na marcação - contou o atleta que em seguida emendou: 

- Esse gol deu uma desistabilizada, mas que sirva de lição para nós, para não acontecer outra vez.

No próximo domingo, o Flamengo encara o Vasco, novamente no Mané Garrincha, em Brasíia.

Gols: Flamengo 2 x 2 Coritiba 6ª Rodada Brasileirão Série A 06/07/2013




Flamengo 2 x 2 Coritiba

     
            
               Ficha técnica                


Data: 06/07/2013

Local:   Estádio Mané Garrincha,  Brasília

Hora:  18h30m (de Brasília)

Público:   52.825 pagantes  55.110 presentes
Segundo maior do Brasileiro até agora (atrás dos 63.501 de Santos 0 x 0 Flamengo)

Renda:  R$ 2.705.050,00

Gols: Marcelo Moreno e Víctor Cáceres (Fla) Alex e Chico(Cor)

Cartões amarelo:  Leandro Almeida, Diogo Goiano, Bottinelli(Cor) Víctor Cáceres(Fla)

Árbitro:  Paulo Cesar Oliveira (SP)
Auxiliares: Rogério Pablos Zanardo (SP) e Anderson José de Moraes Coelho (SP)

Flamengo: Felipe, Léo Moura, Wallace, González e João Paulo; Cáceres( Diego Silva) , Elias, Gabriel( Rafinha) e Paulinho, Carlos Eduardo(Val) e Marcelo Moreno.
Técnico: Mano Menezes


Coritiba:  Vanderlei; Victor Ferraz, Leandro Almeida, Chico(Emerson) e Diogo; Júnior Urso, Gil(Everton Costa), Bottinelli( Sérgio Manoel), Robinho e Alex; Deivid.
Técnico: Marquinhos Santos

Fla e Coxa usam norma e põem mais atletas no banco. Veja escalações

Flamengo e Coritiba aproveitaram resolução da CBF estabelecida esta semana, de permitir até 12 jogadores no banco de reservas, seguindo emenda da Fifa, para aumentar suas opções de suplentes para a partida deste sábado, às 18h30m, no Mané Garrincha. O técnico Mano Menezes, que fará sua estreia oficial no comando do Rubro-Negro, levou 24 jogadores para a sequência de jogos fora do Rio (em Brasília, contra Coritiba, Vasco e ASA-AL; e Arapiraca, contra o ASA-AL).

Flamengo x Coritiba (Foto: Cahê Mota) 
O banco do Flamengo com 12 jogadores para a partida contra o Coritiba (Foto: Cahê Mota)

O treinador repete a escalação que levou a campo no amistoso contra o São Paulo, no sábado passado: Felipe, Léo Moura, Wallace, González e João Paulo; Cáceres, Elias, Gabriel e Paulinho, Carlos Eduardo e Marcelo Moreno. No banco de reservas estão: Paulo Victor, Luan, Renato Santos, Samir, Ramon, Amaral, Diego, Val, Adryan, Nixon, Rafinha, Hernane.

No Coritiba, o técnico Marquinhos Santos desfez o mistério na escalação. Sem Rafinha, que era uma referência no meio-campo, o comandante confirmou o volante Gil e manteve Botinelli na armação. Assim, o Coxa tem: Vanderlei; Victor Ferraz, Leandro Almeida, Chico e Diego Goiano; Júnior Urso, Gil, Bottinelli,  e Alex; Robinho e Deivid. No banco estão: Vaná, Emerson, Abner, Sérgio Manoel, William, Lincoln, Arthur e Éverton Costa.


Nos pênaltis, Inter vence Flamengo e está na semi da Copa Nacional Sub-17

Em uma partida decidida apenas nas penalidades máximas, o Internacional supera o Flamengo e está nas semifinais da Copa Nacional Sub-17 2013, que está sendo disputada no Espírito Santo. Na tarde deste sábado, em jogo realizado no Estádio Francisco Lacerda de Aguiar, em Guaçuí, o Colorado derrotou o Rubro-Negro nos pênaltis, por 4 a 2, após um 0 a 0 no tempo normal.

Nas semifinais o Internacional vai encarar o Figueirense, que venceu o Coritiba na outra partida das quartas. O duelo entre gaúchos e catarinenses acontece na terça-feira, às 15h, no Estádio Engenheiro Araripe, em Cariacica, na Região Metropolitana de Vitória.

A fase semifinal da Copa Nacional Sub-17 será disputada em apenas um jogo. O vencedor do confronto avança para a decisão, que acontece no dia 13 de julho, às 15h, no Estádio Salvador Costa, em Vitória.

Mano elogia, mas freia euforia com atuações de Paulinho: ‘Vai oscilar’


Paulinho jogo amistoso Flamengo São Paulo (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem) Paulinho disse no início da semana que ainda não se acostumou com a vaga de titular no time do Flamengo. E é bom que fique assim, por enquanto. Segundo Mano Menezes, nesta fase inicial de trabalho todo o grupo rubro-negro está sob avaliação.

O treinador elogia o atacante, que foi bem na vitória por 1 a 0 no amistoso contra o São Paulo, acredita no crescimento dele, mas também prevê oscilações. Neste momento, ninguém pode se considerar titular da equipe.

-  Estamos num momento em que falar (que alguém é títular) absoluto é um pouco forte. Precisamos avançar mais nas avaliações. O Paulinho está no contexto dos jovens jogadores que vão crescer num ambiente que a gente quer construir. Quando se tem um coletivo forte, as individualidades começam a sobressair. Ora um, ora outro. Contra o São Paulo, foi o Paulinho. Mas outros também terão esse tipo de desempenho. Não quero criar expectativa sobre o Paulinho porque não é bom. Certamente ele vai oscilar. Como outros também vão – disse Mano.

Contra o Coritiba, neste sábado, às 18h30m, pela sexta rodada do Brasileirão, Paulinho será mantido como titular. Ele e todos os jogadores que enfrentaram o São Paulo em Uberlândia. Assim, o treinador espera dar mais segurança aos atletas. 

- A preocupação no primeiro momento é dar essa confiança, mexendo o menos possível. Começa a mexer muito, e as observações não têm o parâmetro que a gente precisa ter, você erra a avaliação. Quanto mais pudermos manter no primeiro momento, nossas avaliações serão mais fiéis para evoluirmos como equipe.

O treinador relacionou 24 atletas para os próximos quatro jogos do Flamengo. Além do Coritiba, o Rubro-Negro enfrentará o Vasco, dia 14, e o ASA-AL, dias 10, em Arapiraca, e 17, em Brasília.

Alguns jovens da base ficaram fora dessa lista, como os meias Rodolfo e Mattheus e o lateral-direito Digão, por exemplo. Mano explica que aos poucos irá utilizá-los.

- Estamos levando 24 jogadores. Também tem um limitador, mesmo que seja um conjunto de quatro jogos, a gente obedece esses critérios. Minha estratégia para os jovens é ter um pouco de cuidado. O período de transição não é o mais adequado para colocar jogadores jovens. A juventude faz com que a coragem seja ilimitada. Num campeonato duro como esse, é preciso dar mais estabilidade para a equipe para utilizar essa juventude e essa coragem. Jogadores que têm uma rodagem nesse tipo de jogo que vamos enfrentar dão segurança maior num primeiro momento. A curto prazo vamos estar utilizando os jogadores (jovens) como sempre fiz. O segredo está em equilibrar isso. A experiência e a maturidade de uns, com a juventude e vontade de vencer que os jovens têm.

Flamengo já prevê cerca de R$ 2,5 milhões a mais para a folha salarial de 2014


Rodrigo Tostes Flamengo (Foto: Cahê Mota) A urgência por reforços é evidente. Por inúmeras vezes, Mano Menezes já garantiu que três ou quatro nomes chegarão para o restante da temporada e serão fundamentais para dar experiência ao time. Para isso, a diretoria se dedica em busca de nomes no mercado que não abalem as estruturas do planejamento financeiro para o ano. Entretanto, se o momento é de usar a calculadora e o poder de persuasão para atrair bons nomes, para 2014 o cenário é bem mais empolgante. Faltando seis meses para o fim de 2013, o departamento financeiro já prevê um aumento de cerca de R$ 2,5 milhões na folha salarial.

A questão era preocupação evidente no começo da gestão Eduardo Bandeira de Mello e foi determinante para saída de nomes como Vágner Love e Ibson. Uma série de medidas fez com que o montante pago mensalmente aos jogadores caísse de R$ 8,5 milhões para R$ 6,5 milhões. Com o alívio nas dívidas através de refinanciamentos e novas receitas, a promessa do vice de finanças, Rodrigo Tostes, é de que o valor gasto com remuneração suba consideravelmente em janeiro.

- O orçamento para o ano que vem já é de R$ 8,5 milhões ou R$ 9 milhões de folha salarial e pode subir ainda. Por exemplo, se subir a receita de sócio-torcedor, se o clube vender algum atleta...
 
De acordo com Rodrigo Tostes , as decisões tomadas ao longo dos últimos meses foram emergenciais, para desafogar as finanças do clube e, principalmente, permitir que os salários fossem pagos em dia e no quinto dia útil do mês. Mesmo que a redução da folha tenha interferido diretamente na qualidade da equipe, o dirigente trata o panorama como necessário para um salto de qualidade no ano que vem.

- Esse é um ano de arrumação da casa. Acho que a torcida entendeu isso. Não dá para reconstruir uma situação tão calamitosa em um ano. Tem que jogar no chão e construir outro. É o que estamos fazendo. Agora, a pressão vai existir? Se estivéssemos com medo de pressão, não estaríamos aqui.

Consultado em todo investimento feito pelo futebol, o vice de finanças falou também sobre a expectativa por contratações em breve. Ressaltando que o departamento de futebol está ciente do limite para investimentos, Tostes é objetivo ao analisar o caso.

- A questão de reforços é a seguinte: o Flamengo tem um orçamento de futebol que tem que ser cumprido. Eles têm que encontrar uma solução dentro desse orçamento para cumprir a meta. Se vai liberar alguém, vender alguém, gerar uma receita, tudo está dentro deste valor do futebol. Mais do que isso, a minha posição é dizer: não conseguimos pagar os salários em dia. É uma decisão deles. Ano que vem, o orçamento será maior, sem dúvida alguma. Se começarmos a fazer burrada agora, comprometemos o ano que vem.

Na temporada atual, o Flamengo já contratou dez jogadores: Elias, Gabriel, João Paulo, Carlos Eduardo, Wallace, Bruninho, Val, Diego Silva, Paulinho e Marcelo Moreno. A expectativa de Mano Menezes é que três caras novas ainda sejam anunciadas em breve.



sexta-feira, 5 de julho de 2013

Após derrota, zagueiro do ASA diz que chegou a hora de pensar no Flamengo

Zagueiro do ASA, Edson Veneno disse que o time não pode ficar muito tempo lamentando a derrota em casa para a Chapecoense, líder da Série B. O Alvinegro foi batido nesta sexta-feira, por 2 a 0, e o defensor já alertou os companheiros no vestiário para a importância da partida de quarta-feira, pela Copa do Brasil, contra o Flamengo, em Arapiraca.

Edson Veneno, do ASA, cai ao tentar ganhar jogada (Foto: Ailton Cruz/ Gazeta de Alagoas) 
Zagueiro Edson Veneno cai ao tentar ganhar jogada de atacante da Chapecoense (Foto: Ailton Cruz/ Gazeta de Alagoas)

- Agora é levantar a cabeça e pensar no grande desafio que teremos pela frente. Nesse jogo com o Flamengo temos que ter atenção total e não cometer os erros da partida de hoje contra a Chapecoense. Fomos bem no primeiro tempo, mas a bola parada decidiu a partida. Paciência – disse o zagueiro, que ganhou a condição de titular porque Fabiano, com virose, foi vetado pelo departamento médico.

O jogador do ASA também lamentou a ausência do artilheiro Lúcio Maranhão.

- O Lúcio dispensa comentários. É um jogador que dá muito trabalho lá na frente e é uma referência. O Léo (Gamalho) também tem muita qualidade, mas, assim como eu, entrou sem ritmo. Apesar disso, estávamos bem no jogo e sofremos um nocaute com o segundo gol. Mas agora temos que pensar na partida de quarta. É um jogo que vai ser uma grande vitrine para o ASA e para os atletas.

E Lúcio Maranhão também vai desfalcar o time alagoano na Copa do Brasil. O jogador já foi relacionado na competição nacional quando defendia o Vitória e não pode enfrentar o Flamengo. Quem retorna à equipe é o lateral-esquerdo Chiquinho, que cumpriu suspensão na Série B.


Em clima calmo, Flamengo desembarca em Brasília para pegar o Coritiba

Sem muito alvoroço, o Flamengo desembarcou em Brasília no início da noite desta sexta-feira para partida contra o Coritiba, pela sexta-rodada do Brasileirão. Apesar dos mais de 41 mil ingressos vendidos antecipadamente para o confronto de sábado, às 18h30m, no Estádio Nacional Mané Garrincha, apenas cerca de 30 torcedores se misturaram a curiosos no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek para receber a delegação, que passou sem maiores problemas pelo saguão e seguiu para o setor hoteleiro Sul, onde está hospedada. O treinador Mano Menezes, Léo Moura, Marcelo Moreno e Rafinha, que cresceu na cidade, foram os mais assediados.

Mano Menezes desembarque Flamengo em Brasília (Foto: Cahê Mota) 
Mano Menezes desembarca com o grupo do Flamengo em Brasília (Foto: Cahê Mota)

- É maravilhoso voltar aqui - disse o camisa 7, entre autógrafos, fotos e gritos de que era melhor que Neymar. Ele, no entanto, perdeu espaço com Mano Menezes e busca um lugar no banco de reservas.

Capitão da equipe, Léo Moura também foi bastante badalado. Rapidamente, o lateral-direito falou do retorno do Brasileirão após quase um mês parado para Copa das Confederações e ressaltou a importância de um triunfo diante do Coritiba.

- Voltar ao campeonato com uma vitória seria fundamental. Tomara que tudo dê certo.

Rafinha desembarque Flamengo em Brasília (Foto: Cahê Mota) 
Rafinha, nascido em Brasília, recebe carinho no desembarque Flamengo em Brasília (Foto: Cahê Mota)
 
Depois do treinamento pela manhã, no Ninho do Urubu, o grupo rubro-negro almoçou e seguiu para o aeroporto, onde embarcou rumo ao Distrito Federal por volta de 15h30m. O voo chegou a Brasília com 40 minutos de atraso. Além do confronto com o Coxa, o Flamengo encara Vasco e Asa, este último pela Copa do Brasil, na Capital Federal, onde permanece até o dia 18 - com passagem de três dias por Alagoas para a primeira partida contra o time de Arapiraca, dia 10.

Marcelo Moreno desembarque Flamengo em Brasília (Foto: Cahê Mota) 
Marcelo Moreno posa para foto com torcedor no desembarque Flamengo em Brasília (Foto: Cahê Mota)
 
Mano Menezes, que comandará a equipe em uma partida oficial pela primeira vez, relacionou 24 jogadores para a viagem. Durante a estadia em Brasília, o Fla treinará no Centro de Treinamento do Brasiliense. Diante do Coritiba, líder do Brasileirão, o treinador deve repetir a escalação que venceu o São Paulo em amistoso sábado passado, com Felipe, Léo Moura, Wallace, González e João Paulo; Cáceres, Elias, Gabriel e Paulinho; Carlos Eduardo e Marcelo Moreno. Com cinco pontos em cinco jogos, o Rubro-Negro é apenas o 14º colocado na tabela.

Confira os relacionados por Mano Menezes:

Goleiros: Felipe, Paulo Victor e Luan;
Zagueiros: González, Wallace, Samir e Renato Santos;
Laterais: Léo Moura, João Paulo e Ramon;
Volantes: Cáceres, Elias, Amaral, Diego Silva, Luiz Antonio e Val;
Meias e atacantes: Gabriel, Paulinho, Carlos Eduardo, Adryan, Moreno, Hernane, Rafinha e Nixon.

Reforço do Flamengo, Laprovittola é cestinha em duelo da Copa Stankovic


Laprovittola vem fazendo uma boa Copa Stankovic (Foto: Lu Hui /Stankovic Cup)
O armador Nicolas Laprovittola vem provando que o Flamengo, atual campeão do NBB, pode ter feito um excelente negócio em trazê-lo para a próxima temporada do Novo Basquete Brasil. Nesta sexta-feira, pela seleção argentina, na Copa Stankovic, na China, o armador foi o cestinha da vitória dos hermanos diante de Porto Rico, por 72 a 58. "Lapro", como é chamado por lá, anotou 16 pontos, além de ter conseguido quatro rebotes e três assistências.

Na estreia, diante da Austrália, a Argentina acabou derrotada por 62 a 59. No segundo jogo, contra a Alemanha, vitória por 77 a 60, com três pontos, dois rebotes e duas assistências de Lapro. No terceiro duelo, contra a Nigéria, triunfo por 71 a 54. Laprovittola fez cinco pontos, com 50% de aproveitamento nas bolas de dentro do perímetro, mantendo seu ritmo de conduzir o time, mas nem sempre ser ofensivamente presente no quesito pontuação. No primeiro jogo contra Porto Rico, outra vitória argentina, por 71 a 61. E o armador voltou a fazer apenas três pontos, mas conduziu a equipe com velocidade na transição e uma bola de três certeira. Na penúltima partida, contra os chineses, os argentinos venceram por 66 a 59, com duas assistências do armador.

Laprovittola acertou com o clube em junho, e inclusive usou as redes sociais para falar como atleta do rubro-negro, apesar do Flamengo ainda não confirmar oficialmente a sua contratação, assim como a do pivô americano Jerome Meyinsse. Nem mesmo as renovações de Benite e Marquinhos, e de Shilton e Olivinha, confirmadas pelos dois últimos nas redes sociais, foram oficializadas. O time também negocia com o pivô Cristiano Felício, que está na seleção brasileira de novos e vai disputar a Universíade, em Kazan, na Rússia.

Em sua crônica sobre o duelo contra Porto Rico, o diário argentino "Olé" destaca não só a pontuação de Laprovittola, como também seu "empenho em ditar o ritmo da equipe". Neste sábado, Lapro e a seleção argentina voltam a atuar diante da Nigéria. O jogador ainda não tem data para se apresentar ao Flamengo, que deve apresentar oficialmente nas próximas semanas o seu elenco para a temporada 2013/14.


Felipe solta palavrões em queixa por falta de estádios no Rio e viagens


Felipe goleiro viagem  (Foto: Reprodução / Instagram) Antes de embarcar para Brasília para a partida contra o Coritiba, neste sábado, Felipe, goleiro do Flamengo, desabafou com palavrões sobre a falta de estádios no Rio de Janeiro e o excesso de viagens. Em seu perfil no Facebook, que é restrito a amigos, o camisa 1 reclamou do fato de o grupo rubro-negro ter de ficar quase 15 dias fora da cidade.

- Partiu 15 dias viajando pqp, essa porra desse rio de janeiro sem estadio ta f... kkkk é melhor me mudar pra Brasília pois o flamengo vai mandar os jogos la kct !” - postou o jogador.

Já no Instagram, no qual seu perfil é aberto ao público, o tom foi brando, mas ainda crítico.

- Partiu mais uma viagem longa, 15 dias longe dos familiares, amigos das pessoas que gostamos, mass sempre faço isso com muito orgulho e prazer pois amo a minha profissão e tenho certeza que seremos recompensados com vitórias! #viagemlonga #15diasfora #semestadionoriotaf... 
#embuscade4vitorias #vaipracimadelesmengo! – escreveu.

Recentemente, a diretoria do Flamengo orientou os jogadores a evitarem reclamações sobre as viagens e os jogos fora do Rio. Além da partida contra o Coritiba, o Flamengo fará outras duas partidas em Brasília nas próximas semanas. Dia 14, contra o Vasco, e dia 17, contra o ASA-AL. Depois do jogo contra o Coxa, o Rubro-Negro enfrenta os alagoanos em Arapiraca, pela terceira fase da Copa do Brasil. O retorno ao Rio ocorrerá apenas no dia 18.


Felipe goleiro viagem  (Foto: Reprodução / Instagram) 
Felipe em tom mais brando em seu perfil no Instagram, aberto ao público (Foto: Reprodução / Instagram)

Mais perto: tempo em Brasília servirá para aproximar Mano do grupo do Flamengo


Brasília será a casa do Flamengo pelos próximos 13 dias. A delegação viajou para a capital federal nesta sexta-feira e só retorna ao Rio em 18 de julho. No Mané Garrincha, serão três partidas. A primeira delas neste sábado, contra o Coritiba, pelo Brasileirão, às 18h30m. Na quarta, o time enfrenta o ASA-AL, pela terceira fase da Copa do Brasil, em Arapiraca. No retorno a Brasília, faz o clássico com o vasco, dia 14, e o jogo da volta contra os alagoanos, dia 17. Neste longo período, além de entrosar o time que assumiu há menos de um mês, Mano Menezes quer aproveitar o tempo para conhecer melhor os jogadores. O treinador, que já ficou uma semana com a equipe em Pinheiral, relacionou 24 atletas para as próximas quatro partidas.

- A vivência de clube permite mais isso. Você tem a oportunidade de se aproximar mais, a convivência é maior. Ficando 13 dias aumenta essa possibilidade. É importante para tirar o melhor de cada um, saber como o jogador gosta de ser cobrado, como ele responde a isso. Alguns são mais introvertidos, outros até preferem que seja assim. Precisa descobrir o perfil psicológico de cada um.

Em sua entrevista coletiva nesta sexta, Mano não usou as respostas para reclamar da saída do Rio. O técnico prefere enxergar pontos positivos na ida do time para Brasília, como comandar sua equipe em um dos palcos da última Copa das Confederações e da próxima Copa do Mundo. 

- Futebol, como a vida, sempre tem dois lados. Você perde e ganha. Cabe a nós minimizar a perda e exaltar o ganho. Teremos a chance de jogar em estádios novos, é muito gostoso poder aproveitar isso. Proporcionar ao torcedor de outros estados que ele demonstre o carinho que tem pelo Flamengo.Vamos ficar mais tempo juntos e tirar proveito disso, convivência, conhecimento. Vamos ter mais desgaste, talvez. Quando consegue fazer um grupo de jogos como fizemos, minimiza bastante esse desgaste físico. Só vamos fazer uma viagem mais longa, que é para Arapiraca-AL. Depois, vamos ficar na sede de Brasília fazendo um conjunto de três jogos. Todas as equipes que disputam o Brasileiro viajam nessa proporção – analisou.

Mano Menezes treino Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem) 
Mano Menezes treino Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)

O jogo contra o Coritiba, neste sábado, válido pela sexta rodada do Brasileiro, marca a estreia de Mano em jogos oficiais pelo clube. Na avaliação dos 18 dias de trabalho até aqui, evitou fazer comparações com o que vinha sendo realizado por Jorginho, seu antecessor, e frisou que uma das preocupações de momento é dar segurança ao grupo. 

- Não gosto de comparar com trabalhos anteriores, não acho correto. Posso dizer como será, como trabalhamos para que seja. Uma equipe bem postada em campo, segura, nesse momento de transição entendo que seja a melhor receita. Se não conseguir fazer tantas coisas, fazer de forma bem feita e segura o que consegue fazer. É isso que eu quero nesse primeiro momento. Quando a gente dá essa segurança, a equipe se sente melhor para atacar. Sou um técnico que gosto que a equipe produza ofensivamente com qualidade, que crie um número suficiente de chances que nos aproxime das vitórias. A equipe não pode levar um susto a cada momento de atacar. Porque aí ele se encolhe em campo e perde a confiança de atacar, fica mais previsível.

Contra o Coxa, promessa de iniciativa

O Flamengo é apenas o 14º na tabela do Brasileirão, com cinco pontos, enquanto o Coritiba lidera com 11. Mandante fora do Rio, Mano assegura que sua equipe tomará a iniciativa no confronto.

- É uma equipe (Coritiba) que está invicta na competição, são poucos jogos, mas iniciou bem, tanto que lidera. Vem mantendo uma boa base, é campeã estadual, conquistou o título paranaense, tem um técnico que gosta de futebol bem jogado, que é o Marquinhos. É um time forte, que chega rápido, com muitos jogadores na frente. Temos que cuidar nosso posicionamento de organização. Teremos um público bastante grande do nosso lado. A tendência de tomar a iniciativa vai acontecer, vai se confirmar, mas temos que saber tomar essa iniciativa.



Mano confirma chegada de até quatro nomes de peso no Flamengo



Mano Menezes - Treino do Flamengo (Foto: Paulo Sergio/ LANCE!Press)Antes mesmo de assumir o Flamengo, uma das exigências de Mano Menezes era da chegada de nomes para reforçar o elenco. Porém, há 18 dias no comando do clube nenhum nome foi anunciado pela diretoria. Assim mesmo o treinador está otimista pelas contratações e confirma a chegada de até quatro jogadores para dar mais qualidade ao Rubro-Negro.

- Estou confiante pelo que tratamos e combinamos está sendo feito, mas a velocidade do futebol não podemos escolher pois depende-se de partes, não gosto de prazos pois podemos frustra o torcedor. Em breve teremos no mínimo três no máximo quatro atletas que precisamos. Não traremos apenas jogadores como parte do grupo, mas esses três ou quatro são jogadores para elevar a qualidade técnica do grupo - afirmou Mano.

Enquanto os reforços pontuais não chegam, Mano acredita que o momento é não mexer muito na equipe para dar confiança ao grupo e assim ter parêmetro para observar os atletas.

- A preocupação nesse momento é dar essa confiança ao time. Se começamos a mexer muito, as observações não tem o parâmetro que temos de ter, cada situação é uma avaliação. Se mantivermos ao máximo esse avaliação será mais concreta para o que precisamos.

Após a eliminação precoce no Carioca, a diretoria rubro-negra contratou quatro jogadores do interior paulista, além de Marcelo Moreno.


Com impostos em dia, Flamengo começa a buscar recursos incentivados



Após pagamento de R$ 40 milhões em impostos nestes primeiros 6 meses do ano, o Clube de Regatas do Flamengo está usando as suas Certidões Negativas de Débito para dar entrada em projetos de Leis de Incentivo ao Esporte junto aos governos Estadual e Federal. Três projetos, cujo somatório visa a ambiciosa quantia de R$ 22 milhões, já foram protocolados pessoalmente pelo Diretor Executivo de Esportes Olímpicos, Marcelo Vido, no Rio e em Brasília.

Na última sexta-feira (28/06), a Vice Presidência de Esportes Olímpicos deu início ao processo de tramitação da Lei de Incentivo Estadual (ICMS) para o basquete. Já nesta terça-feira (02/07), dois projetos - Esportes Aquáticos e Judô/Ginástica Artística - foram apresentados no programa de Lei de Incentivo Federal (Imposto de Renda). Além desses, o Flamengo ainda pretende entrar com mais dois projetos no âmbito Estadual e outros três no Federal até o final do próximo mês de agosto. 

"No âmbito estadual, buscamos apoio para a equipe de basquete que foi o orgulho do Rio de Janeiro na última temporada. Nos projetos federais, começamos prioritariamente com os esportes em que houve a interrupção das atividades na categoria adulta. Convidamos as empresas que queiram se associar a esse projeto sério de reerguimento do clube, seja com patrocínio direto ou recursos incentivados (ICMS ou I.R). Além disso, convocamos  todos os rubro-negros que tenham I.R. a pagar em 2014  a colaborar. Destine parte do que você já pagaria de qualquer maneira ao Governo para a recuperação do Flamengo.", declarou Alexandre Póvoa, Vice-Presidente de Esportes Olímpicos.

Reconhecido internacionalmente como um tradicional clube formador de atletas (foram 196 atletas enviados à Jogos Olímpicos), o Flamengo também aguarda receber importante recursos, ainda esse ano, após a regulamentação da Lei Pelé. Assim como outros clubes de grande expressão no cenário nacional (e que possuem certidão negativa de débito), o Rubro-Negro já negocia convênios com o Ministério dos Esportes que envolvem o fornecimento de equipamentos de ginástica artística, a construção de uma moderna sala de musculação para atletas rubro-negros e a aquisição de flotilha para o remo. 

"A autossustentabilidade dos esportes olímpicos se dará gradativamente através de uma combinação de patrocínios privados, leis de incentivo/convênios e receitas da nossa nova Escola de Esportes Sempre Flamengo. Estamos trabalhando nessas três frentes. Nosso objetivo final é recolocar o clube na liderança dos esportes olímpicos e na formação de atletas no Brasil, mas dessa vez com um modelo sustentável e que possa se perpetuar" diz Póvoa.

Felipe treina normalmente, e Mano relaciona 24 atletas para quatro jogos


Felipe, goleiro do Flamengo (Foto: Richard Souza)
Recuperado de um incômodo no joelho direito, o goleiro Felipe treinou normalmente na manhã desta sexta-feira, no Ninho do Urubu, e está confirmado na viagem da delegação para Brasília. Na véspera, o camisa 1 havia ficado fora da atividade tática comandada pelo técnico Mano Menezes. No último trabalho antes da partida contra o Coritiba, marcada para as 18h30m (horário de Brasília) deste sábado, no Mané Garrincha, pela sexta rodada do Brasileirão, Mano permitiu que os atletas disputassem um recreativo. No rachão, Felipe, que costuma jogar na linha, atuou no gol. O treinador observou a movimentação sentado à beira do gramado.

Depois do treino leve, os jogadores trabalharam a bola parada. O grupo com Marcelo Moreno, Adryan, Léo Moura, Paulinho, Hernane, Carlos Eduardo e Rafinha cobrou pênaltis. Do outro lado do gramado, Gabriel, João Paulo e Val treinaram faltas.

Mano Menezes relacionou 24 atletas para a viagem ao Distrito Federal. A delegação embarca nesta sexta e só retorna ao Rio no dia 18, depois do segundo jogo contra o ASA-AL, dia 17, pela terceira fase da Copa do Brasil, que também será na capital federal. Antes, além do Coxa, o time enfrenta o ASA, em Arapiraca, dia 10, e o Vasco, dia 14, em Brasília.

No Brasileirão, o Flamengo é apenas o 14º na tabela, com cinco pontos. Até a parada para a Copa das Confederações, o Rubro-Negro perdeu duas vezes, ganhou uma e empatou outras duas.

Confira os relacionados por Mano Menezes:

Goleiros: Felipe, Paulo Victor e Luan
Zagueiros: González, Wallace, Samir e Renato Santos
Laterais: Léo Moura, João Paulo e Ramon
Volantes: Cáceres, Elias, Amaral, Diego Silva, Luiz Antonio e Val
Meias e atacantes: Gabriel, Paulinho, Carlos Eduardo, Adryan, Moreno, Hernane, Rafinha e Nixon



Sem Renato Abreu, Flamengo busca opções para cobradores de falta


Procura-se um batedor de faltas. E dos bons. A saída de Renato Abreu do Flamengo, que ainda não foi concretizada, deixa uma lacuna no time. Principal cobrador do rubro-negro até então, o ex-camisa 11 sempre foi uma arma na bola parada. O jogador, que disputou 271 partidas com a camisa do clube, marcou 73 gols, sendo o artilheiro rubro-negro no Século XXI. Do total, 25 foram de falta. O posto está vago, e o técnico Mano Menezes começa a testar opções.

No treino da tarde de quinta-feira, no Ninho do Urubu, Gabriel, Carlos Eduardo e João Paulo revezaram-se nas cobranças. Sem contar Renato Abreu, o lateral-esquerdo foi o último a marcar desta forma. O gol decidiu a partida contra o Bangu, em 27 de março, pelo Campeonato Carioca, e deu a vitória por 2 a 1 ao Flamengo. Na ocasião, João Paulo cobrou para a área, a bola desviou em um adversário e entrou.    

- O Flamengo tem grandes batedores de falta, de qualidade. Tem o Carlos Eduardo, o Gabriel, eu também costumo bater, tenho treinado bastante. Sabemos da qualidade dele (Renato), mas aqueles que estão aqui podem suprir isso da melhor maneira possível – disse João Paulo.

O lateral-esquerdo, que recuperou a posição com a chegada de Mano Menezes e deixou Ramon no banco, tem recebido atenção especial do técnico nos treinos. Mano fala constantemente com o jogador durante coletivos e atividades táticas. Às vezes, também dá broncas.

- Ele está aí para poder ajudar, aconselhando de todas as formas para acharmos a melhor forma de jogar para que tudo corra bem. Se ele está me cobrando, é porque confia em mim para fazer o melhor. A gente aceita da melhor forma possível.

Depois da pausa para a Copa das Confederações, o Flamengo retoma sua campanha no Brasileirão em busca de recuperação. Com cinco pontos, é apenas o 14º na tabela. Neste sábado, às 18h30m, o time enfrenta o líder Coritiba, no Mané Garrincha, em Brasília.

Até aqui, o time venceu uma vez, perdeu duas e empatou outras duas. O jogo contra o Coxa marca a estreia de Mano no comando do do Flamengo em partidas oficiais. João Paulo acredita numa virada da equipe.

- Estamos bastante focados, restam 33 rodadas e o grupo tem força para buscar a Libertadores. Esse é o objetivo de todos nós. Só os resultados vão mostrar para a torcida que estamos diferentes.



Diretoria apresentou quatro alegações para rescisão de Renato



Confira as imagens da segunda passagem de Renato Abreu pelo Flamengo (Foto: Futura Press)O contrato de Renato foi rescindido de forma unilateral no último dia 17. Segundo o LANCE!Net apurou, a diretoria apresentou quatro alegações para que o vínculo fosse quebrado. Pontos que, segunda ela, seriam graves e pesariam contra a permanência do jogador no clube, dando a entender que foram questões disciplinares.

A comemoração do gol contra o Atlético-PR, quando ele tirou a camisa, e uma intervenção em uma discussão no vestiário na partida entre Flamengo e Náutico, no Orlando Scarpelli, seriam algumas das justificativas da cúpula (veja mais no quadro ao lado) para romper o vínculo do jogador de forma unilateral.

Ainda de acordo com a diretoria, a reclamação com Jorginho após ser substituído na partida contra o Campinense, pela Copa do Brasil, também pesou.

Após o jogo, em entrevista coletiva, o próprio Jorginho amenizou o fato e ressaltou que “todo jogador gosta de ficar em campo.”

Mano Menezes, por sua vez, garantiu que não participou da decisão em relação a Renato. Segundo o treinador, foi lhe passado que o jogador teve alguns problemas e que a diretoria via problemas em sua permanência no elenco. O técnico, então, avisou que a decisão deveria ser tomada antes que ele assumisse o comando do time, o que acabou, de fato, acontecendo.

As alegações

Sem camisa
Renato tirou a camisa ao comemorar gol contra o Atlético-PR, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

Expulsão
Nos minutos finais do jogo contra o Náutico, Renato recebeu cartão vermelho após tocar com a mão na bola.

Reclamação
Renato reclamou após ser substituído no jogo contra o Campinense, em Juiz de Fora, pela Copa do Brasil.

Intervenção
Renato teria interferido em uma discussão no vestiário entre Elias e Hernane, no jogo contra o Náutico.



quinta-feira, 4 de julho de 2013

Flamengo x Coritiba já tem 41 mil ingressos vendidos para o Mané Garrincha

Com o início da venda em pontos físicos, aumentou consideravelmente a procura dos torcedores por ingressos para a partida entre Flamengo e Coritiba, neste sábado, às 18h30, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Em balanço divulgado nesta quinta-feira pela diretoria rubro-negra, mais de 41 mil bilhetes já foram vendidos e há a expectativa de que todos os 71 mil lugares possam ser ocupados para o jogo.

Mesmo que não chegue ao limite de ocupação do estádio,o jogo tem grande chance de render o maior público do Brasileirão até o momento. O posto é ocupado justamente pelo jogo entre Santos e Flamengo, tambem no Mané Garrincha, pela primeira rodada do Brasileirão, quando 63.501 pessoas pagaram ingresso.

Os bilhetes custam R$ 80, R$ 120 e R$ 200 e podem ser encontrados no site oficial do clube (www.flamengo.com.br) e nos seguintes pontos de venda em Brasília:

Loja Grandes Torcidas (CLS 308 Bloco A Lojas 22/26 -  Asa Sul)
Loja Action Sports (CLS  309 Bloco C Loja 11 -  Asa Sul)
Loja do Torcedor (QSA 24 Lote 12 Loja 04 Comercial Sul Taguatinga)
Loja Futebol Arte (QS 06 Conjunto 03 Loja 41 – Riacho Fundo 1)
Bilheteria do Ginásio Nilson Nelson
SRPN Centro Aquático
Ginásio Cláudio Coutinho


Flamengo apresenta contraproposta pelo Maracanã, mas decreta série no DF




No jogo de passa e repassa da negociação pelo retorno do Flamengo ao Maracanã, a bola está com o Consórcio Maracanã S.A.. Após uma série de reuniões, o Rubro-Negro formatou uma segunda contraproposta, a encaminhou na última semana ao trio de empresas responsáveis pelo estádio e está em compasso de espera por uma resposta. Enquanto nada acontece, o clube anunciará em breve um acordo que prevê mais uma série de jogos no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Apesar da ansiedade do torcedor pelo retorno ao seu palco habitual, o Flamengo mantém a postura firme em busca de um acordo que vá ao encontro de suas metas a longo prazo. Em recente entrevista ao GLOBOESPORTE.COM, o vice de finanças, Rodrigo Tostes, deixou claro que o Rubro-Negro não abre mão de um acerto que o permita gerar cerca de R$ 70 milhões anuais em receitas envolvendo o estádio em até três anos. A segunda proposta apresentada pelo consórcio atinge apenas pouco mais da metade deste montante.

Líder do conselho que está a frente das conversas, com a consultoria da Fundação Getúlio Vargas, Tostes revelou que o ponto crucial não está no que é oferecido, mas no conceito geral que não permite que o Flamengo chegue à meta. O consórcio já prometeu, por exemplo, os 43 mil lugares disponíveis atrás dos gols - que representam o valor mais barato de ingressos -, mas nenhum dos camarotes, o que não agradou. Diante do impasse, o reencontro do Fla com o estádio está cada vez mais distante.

Com necessidade de se estabelecer em algum lugar, o Flamengo anunciará em breve Brasília como sua casa para os próximos jogos no Brasileirão. Durante a estadia na capital federal para as partidas contra Coritiba, sábado, Vasco, dia 14, e Asa, dia 17, um evento será realizado para a confirmação da parceria com o Estádio Mané Garrincha para as rodadas seguintes do campeonato nacional.

Além dos compromissos previstos, o Flamengo já jogou no estádio brasiliense na estreia no Brasileirão e teve maioria absoluta nas arquibancadas no empate por 0 a 0 com o Santos. Nesta sexta, a equipe treina pela manhã e segue para o Distrito Federal.


CBF aplica emenda da Fifa, e bancos terão 12 reservas no Brasileirão


Carrossel_BANCOS-MARACANA (Foto: Infoesporte) Em maio de 2012, a Fifa autorizou que os clubes passassem a levar 12 jogadores para o banco de reservas em suas partidas, da mesma forma como ocorre com as seleções nos torneios oficiais da entidade. A prática começará a valer apenas agora no futebol brasileiro.

Na última quarta-feira, a CBF, por meio de seu diretor de competições, Virgílio Elísio, assinou documento chancelando a mudança em seus campeonatos. Desta forma, tanto no Brasileirão como na Copa do Brasil, as equipes poderão incrementar seus bancos. Antes, apenas sete atletas eram permitidos por time. O fato, no entanto, não altera o número de substituições, que continuam sendo apenas três por equipe em cada jogo.

No documento, a CBF não precisa quando a regra entrará em vigor. Apenas orienta aos administradores dos estádios que recebem os confrontos da competição a ampliarem os bancos, de forma que possam comportar os 12 jogadores e a comissão técnica. As novas arenas, que sediarão jogos da Copa do Mundo de 2014, já foram construídas ou reformadas com a orientação.



Flamengo usará CT do Brasiliense para treinos na próxima semana

CT do Brasiliense que receberá treinos do Flamengo (Foto: Fabrício Marques)O CT do Brasiliense ficará um pouco mais rubro-negro na próxima semana. O espaço, localizado no setor de clubes de Brasília, será utilizado pelo Flamengo em pelo menos três treinos preparatórios para o duelo contra o ASA, pela terceira fase da Copa do Brasil.

De acordo com a diretoria do Brasiliense, representantes do Flamengo acertaram com o clube candango o uso do CT para atividades nos dias 7, 8 e 9/7 (domingo, segunda-feira e terça-feira). O time carioca estará em Brasília neste fim de semana para enfrentar o Coritiba, sábado, no Estádio Mané Garrincha, pela sexta rodada do Brasileirão.

acelera! (Fabrício Marques)
O plano da comissão técnica do rubro-negro é seguir na capital federal até a véspera do jogo contra o ASA, no dia 10 de julho, na cidade de Arapiraca, em Alagoas. Há ainda a possibilidade de o Flamengo realizar outros treinos em Brasília, já que o time também jogará no Mané Garrincha no dia 14 de julho, contra o vasco, pelo Brasileirão, e no dia 17 de julho, na partida de volta contra o ASA, pela Copa do Brasil.


 Nesta quinta-feira, funcionários do Brasiliense cortaram a grama dos dois campos do CT do clube, que estão em boas condições. O espaço, que fica às margens do Lago Paranoá, conta ainda com vestiário e academia.

Cachorro entra em campo, diverte jogadores e ‘pedala’ no treino do Flamengo

A parte final do treino do Flamengo na tarde desta quinta-feira teve um participante diferente. Um cachorro que costuma circular pelo Ninho do Urubu entrou no campo 5 do CT durante a atividade de finalização dos jogadores. Léo Moura, Rafinha e Adryan brincaram e lançaram uma bola para o animal, que foi buscá-la e a conduziu com a cabeça, como se driblasse (veja vídeo ao lado). A habilidade chamou a atenção dos atletas.

- Ih, olha lá! – apontou Rafinha, admirado com o talento do cão.

Rafinha, aliás, apelidou o cachorro de Mattheus, numa brincadeira com o meia rubro-negro, filho de do ex-jogador Bebeto. Depois de bater bola e descontrair o ambiente, o animal deixou o gramado e sumiu no meio do matagal no Ninho.

cachorro no treino do Flamengo (Foto: Richard Souza) 
Cachorro invade treino do Flamengo e mostra habilidade com a bola (Foto: Richard Souza)
 
 

Marketing do Flamengo fecha 'pacote' com sete jogos no Mané Garrincha

Após anunciar que fará o jogo de volta com o ASA, no próximo dia 17, em Brasília, pela Copa do Brasil, o departamento de marketing do Flamengo fechou um pacote de partidas na Capital Federal, contendo sete jogos, todos pelo Campeonato Brasileiro. Destes, seis serão pelo primeiro turno, além da partida de volta diante do vasco, no returno da competição.


Veja abaixo as partidas que o Flamengo fará no Mané Garrincha:

 Flamengo x Botafogo -  Dia 28/07

 Flamengo x Atlético-MG - Dia 04/08

 Flamengo x Portuguesa - Dia 07/08

 Flamengo x São Paulo - Dia 18/08

 Flamengo x Grêmio - Dia 25/08

 Flamengo x Vitória - Dia 04/09

 Flamengo x vasco - Dia 06/10

Sem falar mesma língua, Flamengo e Dorival ainda tentam entendimento por dívida

Renato Abreu não é o único funcionário demitido em 2013 com quem o Flamengo tem tido dificuldade para entrar em acordo pela forma de pagamento da dívida. Fora do clube desde o princípio de março, Dorival Júnior segue no mesmo dilema. Pior do que isso, as partes não se entendem nem mesmo a respeito de como andam as conversas para resolução do caso. Dorival cobra do Fla o pagamento de dois meses de direito de imagem, um mês de salário na carteira de trabalho e multa por rescisão de contrato, conforme previsto - o montante é mantido em sigilo por ambas as partes.

Três meses e meio após o anúncio do fim da passagem de Dorival pela Gávea, sob alegação de que a decisão seria importante para equilibrar as finanças do clube, o Flamengo diz que já procurou o treinador duas vezes para fazer um acordo e não conseguiu êxito.

- Fizemos duas propostas e ele não aceitou. Ainda não houve um acordo. O Flamengo cumpre com o que combina e vai pagar, mas não posso prometer uma coisa que não vou fazer - disse o vice-presidente de finanças, Rodrigo Tostes.

A versão é diferente da apresentada pelo treinador. Sem dar entrevistas até que o imbróglio termine, Dorival Junior informou ao GLOBOESPORTE.COM, através de sua assessoria de imprensa, que nunca recebeu uma proposta oficial do Flamengo para que fosse feito um acordo. Segundo o treinador, o último contato aconteceu há cerca de 40 dias, com o vice de futebol, Wallim Vasconcelos, que prometeu uma ligação em quatro dias, o que não aconteceu. Anteriormente, em uma abordagem inicial, o Rubro-Negro teria demonstrado desconhecimento até mesmo do montante a ser quitado.

Até o fim do ano passado, Dorival recebia R$ 450 mil mensais. Celso de Rezende e o auxiliar Ivan Izzo ganhavam R$ 90 mil. Já Lucas Silvestre, filho e auxiliar do técnico, tinha um salário de R$ 25 mil. O quarteto passaria a custar ao clube cerca de R$ 1,2 milhão a partir de maio. A remuneração do técnico chegaria perto da casa de R$ 800 mil, o que o colocaria no patamar dos mais bem pagos do país.

O treinador aguarda pacientemente uma solução para a situação, mas não descarta entrar na Justiça por seus direitos. Substituto de Dorival, Jorginho também já deixou o clube e não teve problemas com a multa rescisória, que previa apenas o pagamento de mais um mês de salário. Atualmente, Mano Menezes é o comandante do Flamengo.




De bom humor, Mano ensaia jogadas e brinca com erro: ‘Ai, meu coração’

jogadores treino Flamengo (Foto: Richard Souza)
Definido o time, é hora de ajustá-lo. Mano Menezes usou o treino do Flamengo na tarde desta quinta-feira, no Ninho do Urubu, para ensaiar jogadas de bola parada. Primeiro, cobranças de escanteio direto para a área e também mais curtas. Depois, cobranças de falta centrais e laterais. O técnico repetiu a equipe do coletivo da véspera. Só o goleiro Felipe ficou fora para realizar um trabalho específico. A equipe titular formou com Paulo Victor, Léo Moura, Wallace, González e João Paulo; Cáceres, Elias, Gabriel e Paulinho, Carlos Eduardo e Marcelo Moreno.

 Mano começou a atividade com cobranças de escanteio. Gabriel era o responsável por elas. Quando a opção era pelo toque curto, Carlos Eduardo ficava perto do companheiro para receber e cruzar para a área. Outra opção era acionar o lateral-esquerdo João Paulo, que vinha de trás. A primeira tentativa não deu certo, e Mano, sorridente, não gostou: 

- Meu Deus! Ai, meu coração – disse, bem-humorado, olhando para os jogadores.

A partir dali, o treinador pediu que repórteres cinematográficos e fotógrafos não registrassem o ensaio das jogadas. Em alguns momentos, Mano também trabalhou o posicionamento defensivo do time na saída do adversário em contra-ataque. Sempre que necessário, parou o treino para orientar os atletas. Em uma jogada, pediu a João Paulo que chutasse para o gol para aproveitar o rebote.

'Ai, meu coração' (Richard Souza)- Um jogador que tem o teu chute não pode pensar duas vezes se ficar com a bola aqui – disse, apontando para a linha da grande área.

Na última parte do trabalho, cobranças de falta laterais e frontais. Sempre com Gabriel, Carlos Eduardo e João Paulo na bola. Concluído o treino, o técnico desfez os dois times e seus auxiliares passaram a coordenar um trabalho de cruzamentos e finalizações com todo o grupo.

O Flamengo retoma sua campanha no Brasileirão neste sábado, às 18h30m, contra o líder Coritiba. O jogo será no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Com cinco pontos, o Rubro-Negro é apenas o 14º na tabela. Os jogadores voltam a treinar na manhã desta sexta. Depois, viajam para a capital federal.

virou
nov
D de R$ 1,5 milhão emperra
rescisão de Renato. Dirigentes já
admitem que caso foi mal conduzido

Dívida de R$ 1,5 milhão emperra rescisão de Renato Abreu com o Flamengo


Quase 20 dias já se passaram desde o anúncio oficial, mas permanece o impasse entre Flamengo e Renato Abreu para assinatura da rescisão de contrato que vai até o fim de 2013. A grande questão está na forma de pagamento da dívida de R$ 1.5 milhão do clube com o jogador, referente aos seis meses de salários até dezembro. Internamente, membros do conselho gestor rubro-negro admitem que a situação foi mal conduzida pelos responsáveis pelo futebol e de forma precipitada na época. Enquanto o caso não se resolve, o Fla não se pronuncia sobre o assunto.

Na época em que comunicou que não contava mais com o jogador, a nota oficial emitida no site oficial dizia que o Flamengo tinha acertado naquela tarde - do dia 17 de junho - a rescisão do contrato. A verdade, por sua vez, é que apenas um aviso foi dado ao empresário Cláudio Guadagno, de que Renato não deveria se apresentar com o restante do elenco no dia seguinte. Desde então, o imbróglio continua.

A dificuldade por um acordo fez até mesmo com que o Rubro-Negro solicitasse que Renato voltasse ao treinamentos em horários alternativos, assim como acontece com Alex Silva. O meia, entretanto, negou prontamente. Advogados de ambas as partes buscam uma solução para o caso. A demissão do antigo camisa 11 foi comunicada no dia 17 de junho, horas após a apresentação oficial de Mano Menezes, e o único profissional do Flamengo a comentar o tema publicamente foi o treinador.

De acordo com Mano, a decisão já estava tomada antes de sua chegada por conta do jogador ter tomado atitudes reprovadas pela diretoria e ele teria pedido somente que tudo fosse resolvido antes do início de seu trabalho. Renato disputou 271 partidas com a camisa rubro-negra e marcou 73 gols, sendo o artilheiro no Século XXI. O meia conquistou ainda os Cariocas de 2007 e 2011, além da Copa do Brasil de 2006.


Ferj quer 'sensibilizar' consórcio para apressar volta dos clubes ao Maraca

O presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), Rubens Lopes, participou da reunião na última quarta-feira com o Consórcio Maracanã e disse que quer sensibilizar o pool da empresas que comanda a gestão do novo estádio após o fim da Copa das Confederações, com o inuito de agilizar a volta da utilização dos clubes. O Flamengo desponta nas negociações, mas até agora um acordo está longe de ser firmado pela divergência de valores. O Flu também tem interesse em arrendá-lo e dialoga desde maio.

- O que podemos fazer é sensibilizar o Consórcio para que eles venham a entender que eles têm de disponibilizar todo o estádio ou pelo menos a maior parte de suas dependência para os clubes. Há que existir cadeiras, camarotes e tribunas principalmente para os clubes que são protagonistas do espetáculo. Esses clubes é que vão levar público para o estádio - frisou o dirigente, em entrevista à Rádio Brasil.

Estádio Maracanã (Foto: Agência AFP) 
Uso do Maracanã modernizado é alvo de intensa discussão entre Consórcio e clubes (Foto: Agência AFP)
 
O Consórcio Maracanã S.A é formado por Odebrecht Participações e Investimentos, IMX Venues (de propriedade de Eike Batista) e AEG (de origem americana). O primeiro jogo entre clubes está programado para ser o clássico Fluminense x vasco, no dia 21 de julho, pela oitava rodada do Brasileirão. Até lá, a organização promete colocar divisórias para as torcidas e apresentar as novas estruturas aos envolvidos. Rubens Lopes destacou justamente que Polícia e Bombeiros ainda não o conhecem, por não terem participado do torneio da Fifa.

- É importante que a Polícia Militar participe dessas reuniões, e ela vai participar. O Gepe (Grupamento Especial de Policiamento em Estádios) não conhece o Maracanã, até porque não teve nenhuma participação na Copa das Confederações. Aliás, ninguém conhece. Precisamos do Corpo de Bombeiros. Normalmente os órgãos que participavam das reuniões que antecediam os jogos terão que participar agora. Precisamos também do Corpo de Bombeiros - defendeu o presidente da Ferj.

Para Rubinho, a saída do fosso e a aproximação do gramado com a arquibancada é perigosa, e precisa ser estudada uma forma de evitar invasões. Além disso, teme que as conversas se prolonguem excessivamente e prejudiquem os clubes cariocas.

- A concepção atual do Maracanã é extremamente arriscada em termos de segurança e da ordem do espetáculo. Não há barreiras físicas, há uma grande facilidade de se entrar em campo. Até agora, o Maracanã não esteve à disposição dos clubes, causando um impacto financeiro negativo muito grande aos clubes. Se ele não for colocado à disposição dos clubes e do torcedor, se houver um custo tão elevado que não permita que os clubes joguem, aí eu acho que passou a ser mais problema do que solução - apontou.

Mano perde a paciência com erros e até debocha em treino do Flamengo: ‘O gol é lá’




Mano Menezes já teve tempo suficiente de conhecer o elenco do Flamengo e, apesar de passar confiança aos jogadores, não esconde a desaprovação diante da carência técnica dos jogadores. O coletivo de ontem foi um exemplo claro de que o treinador já começa a dar sinais de impaciência e expectativa pela chegada de reforços.

Ao se deparar com passes e movimentações errados, Mano tentou orientar os atletas, mas deixou escapar, além de broncas, deboches.

“O gol é lá”, apontou o treinador, enquanto explicava a João Paulo a opção correta em jogada na esquerda.

Mano também perdeu a paciência com Carlos Eduardo e testou Adryan, a quem deu atenção especial. O jovem marcou o gol da vitória dos titulares e pode ser opção no time em breve. O treinador pareceu gostar da movimentação do jovem e ficou o tempo todo observando e incentivando.

“Fica perto do Marcelo Moreno”, pedia Mano, cumprimentando com um “muito bom” o gol de Adryan.

Diego Silva treinou no lugar de Cáceres, com uma indisposição. O restante do time foi mantido em relação ao amistoso com o São Paulo. Carlos Eduardo ainda é o titular.

Flamengo 10 títulos nacionais

Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!