Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 10 de agosto de 2013

Proibido no UFC, bandeirão da torcida de José Aldo será aberto no Fla-Flu


O bandeirão da Torcida José Aldo, proibido no UFC Rio 4, será aberto neste domingo, no Maracanã, durante o clássico entre Flamengo e Fluminense. A TJA fez a sua parte no último sábado na Arena da Barra empurrando o lutador José Aldo a manter o cinturão dos penas ao bater o "Zumbi Coreano" Chan Sung Jung. Mas uma das surpresas prometidas pela torcida acabou não acontecendo. O bandeirão com a imagem do lutador, que ocuparia toda arquibancada e media 10m x 40m, foi proibido pela organização do UFC momentos antes da luta.

Bandeirão José Aldo (Foto: Ana Hissa) 
Bandeirão da Torcida José Aldo seria aberto durante o UFC Rio 4 (Foto: Ana Hissa)

A torcida já tinha conseguido uma liberação para abrir a bandeira e até a foto do teste chegou a ser divulgada, mas, para surpresa da torcida, do público e do próprio Aldo, a organização voltou atrás.

Para homenagear o campeão, a uma das torcidas organizadas do Flamengo vai abrir o bandeirão que seria usado no UFC, neste domingo, antes do clássico entre o Rubro-Negro e o Fluminense, jogo válido pelo Campeonato Brasileiro.

José Aldo, atualmente único brasileiro detentor de título linear no UFC, é torcedor do Flamengo e promete estar presente no Maracanã para empurrar o time e presenciar a homenagem da torcida.

Uma notícia sem o compromisso com a verdade


O site Lancenet! publicou, nesta 6ª feira, uma notícia que falava sobre uma suposta discussão entre o VP de Administração – Claudio Pracownik – e o VP de Marketing – Luiz Eduardo Baptista, acontecida em julho, no clube Marimbás.

Esta notícia, assim como algumas outras já publicadas anteriormente, não é verdadeira. Jamais aconteceu o referido encontro no clube Marimbás e muito menos a desavença entre os dois VPs a respeito do reajuste das mensalidades do clube.

Na realidade este reajuste foi amplamente discutido dentro do Conselho Diretor do clube, em suas reuniões regulares onde, por unanimidade, foi acertada a necessidade de se fazer a correção destas mensalidades – congeladas desde 2009 - dada à previsão de um enorme déficit financeiro da sede social (mais deR$ 6 milhões para este ano).

O Clube de Regatas do Flamengo não entende o motivo de o jornalista responsável não ter procurado o clube e nem os possíveis envolvidos na matéria – procedimento básico do bom jornalismo. Caso isto fosse feito, o site evitaria ter cometido o erro de publicar uma notícia sem nenhum compromisso com a verdade.

Vale ainda registrar que, diferentemente do que alguns veículos de comunicação tentam passar, o atual Conselho Diretor é unido e sabe que o alto nível do debate de ideias é algo muito positivo para uma administração de sucesso. 

Por fim, lembramos que o trabalho que está sendo realizado pela nova diretoria segue rigorosamente o plano de governo amplamente divulgado pela Chapa Azul durante o processo eleitoral. Plano este aprovado pela maioria absoluta dos sócios do Flamengo.

CONSELHO DIRETOR DO CLUBE DE REGATAS DO FLAMENGO

Autor: Conselho Diretor do Clube de Regatas Flamengo
Fonte: Site Oficial do Clube

Antes do Fla-Flu, Adryan comemora aniversário com família e amigos

O sábado é de festa para Adryan. Neste dia 10 de agosto, o meia do Flamengo comemora 19 anos. Depois do treino da manhã, no Ninho do Urubu, o último antes do Fla-Flu, o jogador postou em seu perfil em uma rede social uma montagem com fotos da comemoração da data com parentes e amigos.

- Mais um ano se passando! Só tenho a agradecer a Deus pela minha família e verdadeiras amizades! Senhor eu te amo! - escreveu.

Adryan está concentrado com o time para o clássico deste domingo e deve começar a partida no banco. Fluminense e Flamengo se enfrentam às 16h (de Brasília), no Maracanã.

Aniversario Adryan  (Foto: Reprodução / Instagram) 
Adryan posta fotos da comemoração do seu aniversário de 19 anos (Foto: Reprodução / Instagram)
 

Depois de dividir ‘Emoções’, Léo Moura, ''velho acabado'', quer atenção total com Fred


O encontro estava marcado para o Maracanã, mas Léo Moura e Fred se esbarraram antes do Fla-Flu. Na noite desta sexta-feira, os capitães dividiram espaço em um show de Roberto Carlos, no Rio. Em Copacabana, cantaram os sucessos do Rei e conversaram sobre o clássico. As equipes se enfrentam na tarde deste domingo, às 16h (de Brasília), e tentam sair da área intermediária da tabela. As emoções começaram mais cedo para o lateral e o atacante.     

- Fred perguntou se eu ia jogar. Falei que estava pronto e que ia jogar, sim. Foi uma conversa em tom de brincadeira, de amizade. É um cara que eu respeito, um amigo.

Fred e Léo Moura Show do Roberto Carlos (Foto: Cleomir Tavares / Mural da fama) 
Fred e Léo Moura se encontraram no show do Rei. Clima amistoso antes do Fla-Flu (Foto: Cleomir Tavares / Mural da fama)
 
O camisa 9 tricolor não vive um grande momento no Brasileirão, perdeu dois pênaltis seguidos recentemente, mas fez dois gols nos últimos três jogos. Léo Moura sabe o que o adversário representa e reconhece que é preciso cuidado.
   
- Tem que ter, é um atacante de Seleção, artilheiro, sabe fazer gol, sabe jogar até de costas para o gol. Ele chama a responsabilidade. Tem de ser marcado com atenção total, pois numa bola pode decidir do jogo.

Os dois times vivem momentos parecidos no campeonato, têm a mesma pontuação (14 pontos) e estão colados na tabela. O Fluminense é o 12º, enquanto o Flamengo é o 13º. A vantagem tricolor está no número de vitórias (quatro contra três). Mais do que vencer o Fla-Flu, querm deixar o rival para trás.

- Vitória num clássico dá muita moral, os dois times estão precisando se firmar no campeonato. Acredito que chegou nosso momento, com uma vitória no clássico a gente vai conseguir se afastar daquela zona que incomoda. É um jogo que vale seis pontos para nos afastarmos de vez e encostarmos no grupo lá de cima.

Header transmissão PremiereFC 1 (Foto: Infoesporte)


Em treino fechado, Mano escala André Santos no meio-campo titular


Andre Santos treino do Flamengo (Foto: Richard Souza)
André Santos tem boas chances de estrear no Fla-Flu deste domingo. E como titular. Na manhã deste sábado, em treino fechado, Mano Menezes testou o lateral-esquerdo no meio-campo durante o coletivo ao lado de Luiz Antonio, Elias e Gabriel. Segundo o GLOBOESPORTE.COM apurou, em nenhum momento o treinador tirou o camisa 27 do time. A atividade começou às 10h, mas a entrada dos jornalistas no Ninho do Urubu só foi permitida às 11h20m. Neste período, escalou a equipe da seguinte forma: Felipe, Léo Moura, Wallace, González e João Paulo; Luiz Antonio, Elias, André Santos e Gabriel; Nixon e Hernane. Mano fez apenas uma mudança ao longo do treinamento. Ele sacou Hernane e lançou Fernando.

Durante o trabalho, Mano cobrou muito dos jogadores e concentrou-se na repetição. A atividade era interrompida em vários momentos para que ele passasse instruções. O zagueiro Chicão, apresentado nesta sexta-feira, também está relacionado, mas treinou entre os reservas.

Quando os portões foram abertos para a imprensa, a base do time titular apenas descansava à beira do campo, inclusive Diego Silva, que seria o substituto natural de Victor Cáceres, que está suspenso. Junto com os reservas, André Santos e Chicão participavam de um trabalho técnico em campo reduzido.   

Jogar no meio-campo não seria uma novidade para André Santos. Depois que saiu do Corinthians com um título da Série B, um Paulistão e uma Copa do Brasil, o lateral-esquerdo foi para o Fenerbahçe, da Turquia. Lá, dividiu espaço com o pentacampeão Roberto Carlos e Wederson no setor e desempenhou um papel diferente, escalado como um meia. Em sua apresentação, no fim de julho, o jogador afirmou que ajudaria no que fosse preciso, mas deixou claro que seu lugar é na lateral do campo.

- Primeiramente, fui contratado pelo Flamengo e quero jogar, buscar minha forma e depois pensar. Sou um trabalhador que acata ordens. O que o Mano precisar e estiver disposto a fazer, estou pronto para retribuir, seja na lateral ou na meia. Mas minha posição de origem é a lateral esquerda – avisou, na ocasião.

Fluminense e Flamengo se enfrentam às 16h (de Brasília), no Maracanã.

Sem pistas: Mano fecha treino e deixa dúvidas sobre time do Fla-Flu


Mano menezes treino do Flamengo (Foto: Richard Souza)
A escalação do Flamengo para o clássico com o Fluminense, por enquanto, é um mistério. Na manhã deste sábado, o técnico Mano Menezes trabalhou com portões fechados e não deu pistas da formação que mandará para o jogo. A atividade começou às 10h, mas os jornalistas só tiveram acesso às 11h20m. Quando a entrada foi autorizada, apenas os reservas faziam um trabalho técnico no campo. Os titulares já descansavam à beira do gramado e buscavam sombras para escapar do sol forte. O volante Diego Silva estava neste grupo. Ele é o mais cotado para substituir Victor Cáceres, que cumprirá suspensão.

Reforços da era Mano Menezes, Chicão e André Santos treinavam entre os reservas. A dupla está relacionada para  o Fla-Flu, tem chance até de começar o jogo, mas o treinador optou por não divulgar a escalação. Se optar apenas por uma troca simples e deixar os ex-corintianos no banco, a provável formação do Flamengo no clássico é Felipe, Léo Moura, Wallace, González e João Paulo; Diego Silva, Luiz Antonio, Elias e Gabriel; Nixon e Hernane.

Chicão treino do Flamengo (Foto: Richard Souza)
O treino foi acompanhado pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello, pelo vice de futebol Wallim Vasconcellos e pelo diretor de futebol Paulo Pelaipe.

Mano relacionou 24 atletas para a partida, válida pela 13ª rodada do Brasileirão. Flamengo e Fluminense se enfrentam às 16h (de Brasília), no Maracanã. O Rubro-Negro tem 14 pontos e está em 13º lugar na tabela. Com a mesma pontuação, o Flu é o 12º, mas leva vantagem no número de vitórias (quatro contra três).    

Confira os relacionados:
Goleiros: Felipe, Paulo Victor e Cesar
Zagueiros: González, Wallace, Chicão e Samir
Volantes: Elias, Luiz Antonio, Diego Silva e Val
Laterais: Léo Moura, João Paulo, André Santos e Digão
Meias: Gabriel, Adryan, Carlos Eduardo, Paulinho e Fernando
Atacantes: Hernane, Nixon, Bruninho e Rafinha

Wallim, Bandeira de Mello e Pelaipe no treino do Flamengo (Foto: Richard Souza) 
Wallim, Pelaipe e Bandeira de Mello no treino da manhã deste sábado (Foto: Richard Souza)
 
 

Ídolo do Flamengo, Zagallo completa 82 anos

Há exatos 82 anos, nasceu em Maceió, Alagoas, um gênio da história do futebol mundial: Mário Jorge Lobo Zagallo. Um dos maiores jogadores e técnicos de todos os tempos, Zagallo é hoje muito querido por qualquer brasileiro. Afinal, ele esteve presente nos quatro primeiros títulos do Brasil em Copas do Mundo. Da Nação Rubro-Negra, ele recebe um carinho ainda maior. Não à toa. Pelo Mais Querido, o ídolo ganhou mais de 15 títulos somando suas passagens como jogador e treinador.

A passagem de Zagallo pelo Flamengo como jogador foi brilhante. Ficou na Gávea de 1951 à 1958 e ganhou sete títulos. Ele tem a honra de ter integrado o elenco que conquistou o primeiro tricampeonato carioca (1953, 1954 e 1955) do Mais Querido na Era Maracanã, um feito antológico. Em 1958, quando ainda era atleta do Rubro-Negro, o ex-ponta-esquerda foi campeão do mundo, pela Seleção Brasileira, na Suécia.

Como treinador, Zagallo teve três passagens pela Gávea: 1972/73, 1984/85 e 2000/01. Somando todas elas, foram nove títulos. Destaque para o título estadual de 2001. De sua área técnica, ele viu Petkovic fazer aquele histórico gol de falta, que deu o quarto tricampeonato carioca ao Flamengo. Mais um momento em que o ídolo e a Nação vibraram juntos no Maracanã.

Zagallo nasceu para ser vencedor. Conquistou inúmeros títulos na carreira, mas nunca deixou de ser simples e humilde, características que ajudam a explicar sua identificação com a torcida do Flamengo. Graças ao seu jeito e competência, ganhou o amor dos que gostam de futebol, e, hoje, ganha os parabéns da Nação Rubro-Negra.

Veja abaixo dados e curiosidades sobre as passagens de Zagallo pelo Flamengo.

Nome completo: Mário Jorge Lobo Zagallo
Data de Nascimento: 9 de agosto de 1931
Local: Maceió (AL)
e todos os tempos, Zagallo é hoje muito querido por qualquer brasileiro. Afinal, ele esteve presente nos quatro primeiros títulos do Brasil em Copas do Mundo. Da Nação Rubro-Negra, ele recebe um carinho ainda maior. Não à toa. Pelo Mais Querido, o ídolo

Como jogador:
Posição: Ponta-esquerda
Período no Flamengo: de 1951 até 1958
Jogos: 217
Gols: 30
Títulos: Campeonato Carioca (1953, 1954 e 1955), Torneio Início (1952), Torneio Internacional do Rio de Janeiro (1954 e 1955), Torneio Internacional do Morumbi (1957)

Curiosidades:

1 - Campeão do mundo pela Seleção Brasileira em 1958, quando era jogador do Flamengo.
2 - Fleitas Solich, técnico do Flamengo nos Anos 50, exigia que o ponta-esquerda Zagallo voltasse para ajudar o lateral esquerdo Jordan na marcação, tornando o Velho Lobo em um pioneiro entre os atacantes que voltam para ajudar a defesa. Zagallo repetiu a função na Copa do Mundo de 1958, o que acabou sendo decisivo para a seleção brasileira se tornar campeã.
3 - Marcou gols pelo Flamengo em várias excursões contra grandes times do exterior, como por exemplo: Boca Juniors-ARG (1953), Combinado Milan/Internazionale-ITA (1954), Werder Bremen-ALE (1954), Estrela Vermelha-IUG (1955), Burnley-ING (1957), Boca Juniors-ARG (1958) e Racing-ARG (1958), entre outros.

Como técnico:
Passagens: 3 (1972/73, 1984/85 e 2000/2001)
Jogos: 283
Vitórias: 137
Empates: 66
Títulos: Campeonato Carioca (1972 e 2001), Copa dos Campeões Regionais (2001) e Taça Guanabara (1972, 1973, 1984 e 2001), Torneio do Povo (1972) e Torneio de Verão (1972)

Curiosidades:
1 - Zagallo era o técnico quando Zico se firmou definitivamente como titular, em 1973, ano em que o Galinho tinha apenas 20 anos. Doze anos depois, em 1985, também estava no Flamengo quando Zico voltou da Itália para jogar no Mais Querido.
2 - Nas 4 passagens que teve pelo Flamengo,  Zagallo foi campeão contra o Fluminense: 1954 (Torneio Internacional do RJ, 5x2), 1972 (Campeonato Carioca, 2x1 e Taça Guanabara, 5x2), 1984 (Taça Guanabara, 1x0) e 2001 (Taça Guanabara, nos pênaltis)
3 - Campeão da Taça Guanabara nas 3 passagens que teve como técnico: 1972, 1984 e 2001



Flamengo, 1952
Em pé: Japonês, Antoninho, Cido, Walter, Jadir e Beto. Agachados: Aloísio, Neca, Índio, Zagallo e Itamar.



Lesionados, pendurados e suspensos para a 13ª rodada do Brasileirão



Info Suspensos, Pendurados, Lesionados e Convocados (Foto: Editoria de Arte)
 

Intimidade e experiência: as virtudes de Chicão no Flamengo de Mano


Já passava das 16h (de Brasília), quando o zagueiro Chicão iniciou sua caminhada até o gramado do campo 1 do Ninho do Urubu. Naquele momento, trocava seus primeiros passes como jogador do Flamengo em um grupo nem tão cheio de novidades assim para ele. A intimidade no contato com André Santos, Elias e, especialmente, o técnico Mano Menezes denunciava o grau de relacionamento que nutrem.

- Trabalhei com o Mano em 2008, 2009, um pouquinho de 2010. É um cara sensacional, chegou na Seleção, infelizmente não seguiu lá. É aquele pai que cobra bastante - afirmou Chicão.

Chicão Treino Flamengo  (Foto: Thales soares)
Chicão e André Santos conversam com Mano Menezes no treino (Foto: Thales soares)

Capitão do Corinthians em vários momentos dos seus cinco anos no clube, Chicão carrega com ele essa liderança para um grupo formado por muitos jogadores ainda em busca de seu espaço no futebol. Essa posição e sua intimidade rápida com o grupo são pontos julgados como facilitadores de sua adaptação ao Flamengo.

Na chegada ao campo na sexta-feira, teve uma longa conversa com Mano Menezes. Depois, novamente estava ao lado do treinador, mas desta vez com a companhia de André Santos, outro recém-contratado com passagem pelo Corinthians. O zagueiro ainda ouviu as instruções do preparador físico.

No treinamento, Mano rapidamente deu demonstrações de confiança em Chicão. Em uma atividade técnica, colocou o jogador ao lado de Wallace e González em um time formado por 13 jogadores de linha, que contava com os titulares habituais do treinador.

Chicão demonstrou firmeza nas disputas e talento para lançamentos longos. Não falou muito, pois o posicionamento era restrito a uma determinada área do gramado. Depois, ainda ficou em campo para um treino de ataque contra defesa no qual os zagueiros ficavam em menor número.

Com a camisa 3 e um apelido que remete ao volante Chicão, ex-Atlético-MG, São Paulo e Seleção, o zagueiro do Flamengo tem o confronto com o Fluminense pela frente em sua provável estreia pelo novo clube. Mano sabe o que ele pode dar ao time no Maracanã.

- É bom conhecer os jogadores. Você encurta caminhos. O quanto mais nós pudermos encurtar, é bom para a gente. Ele é um desses jogadores. Trabalhamos quase três anos juntos. Dá essa condição ao técnico. Faz com que o entrosamento dentro de campo seja mais rápido, que essa referência volte. Os jogadores têm suas referências um dos outros. Quando se encontram, é como se reavivassem aquilo e levassem dentro de campo - comentou Mano.


Fla-Flu: Mano diz não ter problemas com rival e Fred minimiza reencontro


panos
quentes (Editoria de Arte)A relação entre  Mano Menezes e fred nunca foi das melhores. O próprio atacante chegou a revelar em algumas oportunidades que não se dava bem com o ex-treinador da seleção brasileira e que nem pensava em vestir a amarelinha enquanto Mano fosse o comandante. No entanto, após a chegada de Felipão e o título da Copa das Confederações com direito a dois gols na final, Fred agora prefere nem tocar no assunto. Às vésperas do Fla-Flu, o camisa 9 negou que haja um duelo particular com o técnico, hoje no comando do Rubro-Negro.

- Tudo normal. Meu duelo vai ser contra os zagueiros, volantes e laterais. Vamos brigar pela bola, pelo espaço ali (dentro de campo). Eu para fazer os gols e eles para defenderem. Não tem nada de especial não - garantiu.

Fred foi convocado por Mano para a disputa da Copa América, em 2011, e depois disso foi lembrado em apenas duas oportunidades. O atacante ficou fora da Seleção entre as duas edições do Superclássico das Américas, quando apenas jogadores que atuavam no Brasil foram chamados, em 2011 e 2012. Há aproximadamente um ano, Fred chegou a jogar a toalha em relação ao seu futuro defendendo o Brasil.

- Nunca tive problema com o Fred. São questões da preferências inerentes do cargo de técnico e da opinião do jogador. Cada um tem a sua opinião. Respeito como um jogador que tem capacidade de definição muito boa, vamos ter que cuidar para que essa bola não chegue para ele definir. Centroavante sempre merece marcação especial - disse Mano.

Mano Menezes Treino Flamengo (Foto: Richard Souza)
No Campeonato Brasileiro, Fred nem vem em um grande momento, tendo desperdiçado duas cobranças de pênaltis seguidas. No entanto, fez dois gols nos últimos três jogos. Mano fez muitos elogios ao atacante.

- Fred faz gol de tudo quanto é jeito. Ele preocupa por baixo e por cima. São grandes jogadores que você tem que cuidar. Enxergo futebol coletivamente e temos de cuidar do Fluminense como um todo. Sabemos como a bola chega nele. A origem da jogada às vezes é mais imprtante do que tudo. O aproveitamento é alto - analisou Mano.

O reencontro entre Mano e Fred acontece neste domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã. A partida é válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro e pode render um salto na tabela. As duas equipes possuem 14 pontos, mas o Fluminense leva vantagem no número de vitórias: 4 a 3.

Header transmissão PremiereFC 1 (Foto: Infoesporte)



sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Mano cogita escalar Chicão com Marcos González e Wallace

Sem Victor Cáceres, suspenso, Mano Menezes repensa o Flamengo. Na manhã deste sábado, num treino que será fechado, o técnico vai preparar o time para o Fla-Flu de domingo, às 16h, no Maracanã. Mano pode optar por uma alteração simples e lançar Diego Silva na vaga do paraguaio, mas não descarta mudar o esquema. Como pode contar com Chicão, recém-chegado do Corinthians, existe a possibilidade de escalá-lo sem tirar González e Wallace. A opção, no entanto, não seria o 3-5-2. O treinador descarta começar o clássico com três zagueiros em linha.

- Não vou iniciar o jogo com três zagueiros (pausa). Quando digo isso quero dizer três zagueiros em linha. Porque você pode jogar com um zagueiro como volante. Jogar com linha defensiva de três zagueiro eu não vou fazer – disse.

Chicão e Mano Menezes Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem) 
Chicão pode formar zaga com Wallace e González (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)

Um deles poderia ser escalado como volante, o que manteria a marcação no meio-campo reforçada. Nas duas últimas rodadas, Mano usou Cáceres, Luiz Antonio e Elias no setor.

Wallace não chegou a jogar como volante no Flamengo, mas no Corinthians executou a função sob o comando do técnico Tite. Da dupla com González, é ele quem mais sai com a bola dominada para tentar ajudar nas jogadas ofensivas.

Por enquanto são hipóteses. Apesar de ter relacionado Chicão, Mano não o confirma como titular.

- Vamos com calma sobre a questão da estreia. Não tomei essa decisão ainda. Todos os relacionados podem aparecer na formação titular.

Há também a possibilidade de entrar com mais um meia armador, o que daria a Carlos Eduardo a chance de voltar ao time.

- O Carlos Eduardo estava sendo usado na equipe titular há pouco tempo, saiu nos dois últimos jogos, mas pode retornar à equipe, sim – disse Mano.

O Flamengo tem 14 pontos e está na 13ª posição. O Fluminense também tem 14, mas está em 12º, já que tem uma vitória a mais (4 contra 3).



Volta do Fla-Flu ao Maraca tem 14 mil ingressos vendidos

O Fla-Flu volta ao Maracanã no próximo domingo, às 16h, pelo Campeonato Brasileiro, e até o momento, apenas 14 mil pessoas garantiram ingresso para o jogo. A expectativa das diretorias de Flamengo e Fluminense é para que ocorra uma grande procura por entradas neste sábado. Cabe lembra que no domingo, dia da partida, não haverá comercialização.

Confira abaixo como garantir o ingresso:

PREÇOS – FLUMINENSE X FLAMENGO:

Arquibancada Sul | Níveis 1 e 2 – Acessos “B” e “C” (Fluminense): R$ 80,00 (inteira)
Arquibancada Sul | Nível 5 – Acesso “A” – UERJ (Fluminense):  R$ 80,00 (inteira)
Arquibancada Norte | Níveis 1 e 2  - Acessos “E” e “F” (Flamengo): R$ 80,00 (inteira)
Arquibancada Norte | Nível 5 – Acesso “D” – Belini (Flamengo):  R$ 80,00 (inteira)
Fã-Ticket – R$ 100,00 (inteira)
Premium Clube Leste – R$ 140,00 (inteira)
Premium Leste – R$ 180,00 (inteira)
Premium Clube Oeste – R$ 140,00 (inteira)
Premium Oeste – R$ 180,00 (inteira)

SÓCIOS DO FLUMINENSE

A reserva para sócios do Fluminense para os dois próximos jogos já está aberta desde domingo, dia 4, e será encerrada 24h antes de cada partida. Mais informações em:

VENDA ONLINE:

RETIRADA DE INGRESSOS – VENDA ONLINE:

De quarta à sexta, das 10h às 17h / Sábado: 10h às 19h
Maracanã – Bilheteria 2 do Maracanãzinho – Av. Eurico Rabelo s/nº  (Torcida Fluminense)
Maracanã – Bilheteria 4 do Maracanã – Av. Maracanã s/nº  (Torcida Flamengo)

RETIRADA POR TERCEIROS:

Se houver alguma dificuldade para comparecer nos dias acima citados, os seguintes documentos deverão ser apresentados pela pessoa que for retirar:
• Declaração escrita pelo titular da compra, autorizando o terceiro a retirar o(s) ingresso(s) em seu nome.
• Documento de identidade da pessoa que está retirando o ingresso;
• Resumo do Pedido (Comprovante da compra);
• Documentos que comprovem o benefício da meia-entrada (se for o caso em ingressos extras).

PONTOS DE VENDA – HORÁRIO DE 10 às 17h:


1) Maracanã – Bilheteria 2 do Maracanãzinho – Av. Eurico Rabelo s/nº  (Torcida Fluminense)
2) Maracanã – Bilheteria 4 do Maracanã – Av. Maracanã s/nº  (Torcida Flamengo)
3) Sede Fluminense - Rua Álvaro Chaves, nº 41 – Laranjeiras (Torcida Fluminense)
4) Posto de Gasolina – ALE – Góis Monteiro, 195 – Botafogo (Torcida Fluminense e Flamengo)
5) Cariocas FC – Penha Circular – Av. Vicente de Carvalho, 909 – Shopping Carioca 2º piso  (Torcida Fluminense e Flamengo)
6) Cariocas FC – Méier – Rua Dias da Cruz, 255 Shopping Méier. (Torcida Fluminense e Flamengo)
7) Loja Fanático – Av. John Kennedy, 292 – Loja – 217 – Lagoa Shopping – Araruama. (Torcida Fluminense e Flamengo)
8) Loja Burgão – Estrada dos Bandeirantes, 3.300 – Jacarepaguá (Torcida Fluminense e Flamengo)
9) Loja Casa do Atleta – Rua José Clemente, 34 – Centro – Niterói  (Torcida Fluminense e Flamengo)
10) Casa da Vila da Feira – Hadoock Lobo, 195 – Tijuca (Torcida Fluminense e Flamengo)
11) Sede Flamengo – Praça Nossa Senhora Auxiliadora, s/nº (Torcida Flamengo)
12) Sede Flamengo – Av. Borges de Medeiros, (Sócio Flamengo)

GRATUIDADE – ATENÇÃO ÀS MUDANÇAS


Os ingressos de GRATUIDADE serão distribuídos no dia do jogo, nos acessos às Arquibancadas (Setores Sul – Fluminense; Norte – Flamengo), mediante comprovação do benefício.
As entradas com as catracas específicas para gratuidade estarão sinalizadas.
Tem direito a gratuidade torcedores acima de 65 anos, crianças (menores de 12 anos) e Portadores de Necessidades Especiais.
Sem o documento que comprove o direito ao benefício, a entrada não será permitida.

MEIA-ENTRADA:


Têm direito a meia-entrada mediante apresentação de documento que comprove o direito (tanto na compra do ingresso quanto no acesso ao estádio):
- Estudantes (Boleto bancário não será aceito como comprovante de meia-entrada);
- Jovens até 21 anos;
- Idosos de 60 a 64 anos;
- Professores da rede pública municipal de ensino do RJ.

Reforços da coisa maldita, vasco


Zagueiro Cris, de 36 anos -   O Grêmio rescindiu oficialmente o contrato do zagueiro Cris em função de sua já avançada idade.

Colombiano Montoya - Meia do All Boys, dispensado por insuficiência técnica.

Argentino Guiñazu - 35 anos - Dispensado pelo Inter em função de sua já avançada idade tentou voltar jogar no Libertad não conseguindo.

Juninho Pernambucano - 38 anos - Dispensado do New York Red Bulls pois com idade avançada não acrescentou nada ao clube em sua curta passagem.

Fagner - Jogador do Wolfsburg, da alemanha não conseguiu se firmar veio passar as férias no Brasil e fez um contrato de 5 meses.


Mano relaciona André Santos e Chicão, mas escalação no Fla-Flu é incerta

ri nscrito no BID e diz que
está bem fisicamente para estrear

xerifão
no campo (Richard Souza)O aviso aos jornalistas foi dado por Mano Menezes nesta sexta-feira. O técnico vai trabalhar com portões fechados na manhã deste sábado, no Ninho do Urubu. Na última atividade antes do Fla-Flu de domingo, ele vai armar o Flamengo para o clássico e quer privacidade. Mano vai ter mais duas opções: o zagueiro Chicão e o lateral-esquerdo André Santos. Eles estão relacionados, mas não confirmados na equipe titular.

André, enfim, fica à disposição do treinador. O jogador chegou ao clube fora de forma e não participou dos jogos contra Botafogo, Bahia, Atlético-MG e Portuguesa. O camisa 27 ainda não está na melhor condição física, mas será uma opção.

- Na conversa que tivemos o jogador disse que apresenta condição de ser utilizado. Eu disse isso no término do jogo em Brasília, que só iria aproveitá-lo se tivesse essa condição. Queria confirmar isso conversando com ele, visivelmente sentimos isso quando chegamos aqui. Por isso está relacionado para o jogo.


Não significa, porém, que o lateral vai começar o clássico. Mano, que não pode contar com o volante Victor Cáceres, suspendo, quer testar todas as alternativas possíveis e pode até mudar o esquema.

André Santos treino Flamengo (Foto: Marcos Trisão / Ag. O Globo)- Não defini a equipe titular, ainda não. Vou definir num trabalho fechado. Precisamos tomar algumas decisões e definições que julgo ser importantes, pode ser até um pouco diferente do que fizemos até aqui. Temos necessariamente que mexer em uma posição, que é a do Cáceres, o que pode mexer no setor de meio-campo. Se tomar uma decisão mais tradicional, vou colocar um volante com a mesma característica (Diego Silva). Se não fizer isso, poderia mexer um pouco na estrutura do meio-campo. Essa decisão que vou tomar na manhã deste sábado. 

Caso André Santos não inicie o Fla-Flu, João Paulo será mantido na lateral esquerda. As equipes se enfrentam às 16h (de Brasília), no Maracanã.



Chicão é regularizado e pode estrear no Fla-Flu de domingo

Minutos depois de ser apresentado como novo reforço rubro-negro, o zagueiro Chicão teve seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF e já tem condições de estrear pelo Flamengo.

Chicão participou de treino nesta sexta-feira em que Mano Menezes formou uma equipe com 14 titulares. Em sua entrevista, afirmou que tinha o desejo de estrear num clássico.

Chicão apresentação flamengo carrosselq (Foto: Richard Souza) 
Chicão é o novo camisa 3 do Rubro-Negro (Foto: Richard Souza)

Chicão se coloca à disposição para estrear no Fla-Flu: 'Eu estou bem'

Um treinamento com o grupo no Ninho do Urubu, a apresentação oficial e a camisa 3 nas mãos. O zagueiro Chicão, finalmente, consolidou sua transferência para o Flamengo e poderá fazer a sua estreia no clássico diante do Fluminense, domingo, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. O jogador assinou contrato até o fim de 2014 e foi regularizado na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) na noite desta sexta.

O técnico Mano Menezes chegou a utilizar Chicão em um time com 13 jogadores de linha, que contava com os titulares. O jogador está confiante no que pode apresentar no Flamengo. Seu último jogo pelo Corinthians foi contra o Bahia, no dia 7 de julho, pelo Campeonato Brasileiro.

- Fui muito bem recebido, conheço bastante gente do grupo, minha relação é muito boa com o Mano, com os atletas. O objetivo é conquistar meu espaço primeiro e conquistar títulos. Não quero só passar pelo Flamengo - afirmou Chicão.

Chicão apresentação Flamengo (Foto: Thales soares) 
Chicão veste a camisa do Flamengo de jogo pela primeira vez (Foto: Thales Soares)

Apesar da expectativa pela estreia já em um clássico, Chicão disse que Mano ainda não teve qualquer conversa com ele relacionada ao sistema de jogo. Segundo o jogador, ele está em boas condições físicas para atuar os 90 minutos.

- Eu estava trabalhando lá, estava treinando, estava à disposição. E agora aqui vou procurar meu espaço e procurar jogar. Eu estou bem fisicamente, entrosamento é na base da conversa. A expectativa é a melhor possível. Saindo a documentação, vou estar à disposição. É bacana estrear num clássico, mexe com o torcedor. Disputei muitos clássicos em São Paulo. Sei que mexe - comentou Chicão.

No Flamengo, o jogador encontrou uma série de ex-companheiros de Corinthians. O fato ajuda Chicão a se entrosar ainda com mais facilidade no grupo.

- A gente tem que conversar bastante. Fiz algumas partidas com o Wallace em São Paulo. Faz tempo que não jogo com o André Santos, com o Felipe. Mas vamos procurar entrosamento. Vamos procurar brigar o máximo pelo topo na tabela. Neste momento, é difícil falar em Libertadores, Sul-Americana - disse Chicão.

No jogo contra o Fluminense, o zagueiro terá de cara um confronto com o atacante Fred, titular da seleção brasileira na conquista da Copa das Confederações. Chicão evitou esquentar o duelo.

- Já marquei o Fred, tem qualidade, é um jogador de Seleção, vou respeitar e procurar marcá-lo - afirmou Chicão.

O Flamengo ocupa apenas a 13ª colocação no Campeonato Brasileiro, com 14 pontos. Chicão está acostumado a ficar na parte de cima da tabela e garante ter consciência de sua responsabilidade.

- Meu objetivo é vencer sempre, esse é mais um desafio na minha vida. Cheguei ao Corinthians desconhecido, conquistando espaço, chego aqui de maneira diferente. Quero conquistar o torcedor. Todo jogador que chega ao Flamengo chega com responsabilidade, comigo não é diferente. Tem uma garotada boa aí, vou procurar ajudar, conversar, incentivar, passar tranquilidade. O que me motiva é estar numa grande equipe. Isso já é uma motivação muito grande - afirmou Chicão.

Marcelo Moreno melhora e pode voltar ao time na semana que vem



A volta de Marcelo Moreno ao time do Flamengo ainda é incerta, mas a recuperação do atacante deixa o departamento médico animado. O jogador se machucou na partida contra o Atlético-MG e sofreu um estiramento na coxa direita. Ausente contra a Portuguesa, ele também não enfrenta o Fluminense neste domingo. Segundo o chefe do departamento médico do clube, José Luiz Runco, é possível que ele fique à disposição de Mano Menezes na próxima semana e volte a treinar com o grupo.   

- Ele está evoluindo bem, já fez alguns exercícios de musculação. Ainda não há uma previsão, mas vamos continuar avaliando. A participação dele nos jogos da próxima semana depende da evolução dele – disse Runco.

marcelo moreno flamengo Atlético-mg (Foto: André Dusek / Agência Estado) 
Marcelo Moreno se machucou na vitória contra o Galo (Foto: André Dusek / Agência Estado)

Desde o diagnóstico da lesão, no início da semana, Moreno tem feito tratamento intenso. Será assim também no sábado e no domingo. Na segunda-feira, ele será reavaliado para saber se terá condição de integrar a delegação que viaja ao Centro-Oeste para enfrentar Goiás, em Goiânia, e São Paulo, em Brasília. Após o tratamento desta sexta, ele assistiu parte do treinamento da equipe sentado à beira do gramado.

O atacante rubro-negro sentiu a lesão logo nos minutos iniciais do confronto com o Atlético-MG, mas permaneceu em campo. O passe para o gol de Nixon, aos 11 minutos, porém, foi a gota d´água e, sem aguentar as dores, Moreno foi substituído por Rafinha. No banco de reservas, ele não escondeu a frustração e chorou.


Luxa diz que rivalidade contra o Flamengo está adormecida e comete gafes

aano relaciona André Santos,
ação no Fla-Flu é incerta
com o fla
na cabeça (Ivo Gonzalez / Agencia O Globo)Adormecida. Assim Vanderlei Luxemburgo classificou a rivalidade entre Fluminense e Flamengo. E é por isso que ele espera uma vitória tricolor. Na sua visão, o momento dos clubes na tabela - ambos possuem 14 pontos - pode ser fundamental para reviver o clima de disputa regional que, para ele, nos últimos anos ficou mais entre o Flamengo e a coisa maldita, vasco. Mas ao mesmo tempo, ressaltou que em termos de classificação e futuro no Brasileiro, o jogo de domingo não decide nada.

Ao mesmo tempo, Luxa sabe que o jogo é importante para ele pessoalmente. Desde que chegou ao Fluminense, o treinador convive com perguntas sobre o fato de ele ser torcedor assumido do Flamengo. Apesar da pressão, garante que isto não o influencia em absolutamente nada.

- Não tem nada pessoal. Tem a questão profissional. Este é um clássico de rivalidade adormecida devido ao Flamengo e vasco. E queremos reviver isso. Será importante vencer para crescermos na tabela, mas na verdade não decide nada. Quem perder será achincalhado, sacaneado, mas em termos de tabela não muda muita coisa - afirmou.

O pensamento ele garantiu que não está no Flamengo. Mas ao mesmo tempo se confundiu nas palavras. Em mais de um momento, cometeu gafe ao citar o nome do clube quando na verdade queria falar sobre o Maracanã.

- O que eu falei é que o Flamengo, ou melhor, o Maracanã tinha a magia porque era o maior do mundo. As pessoas vinham visitar o Flamengo, (corrigindo-se outra vez) o Maracanã, o gigante. Aquilo que era diferente passou a ser uma coisa normal. Para mim ficou meio acanhado, nesse sentido. Espero que Flamengo, agora sim, e Fluminense voltem a reviver, com o estádio cheio, que a gente via, um lado rubro-negro, o outro tricolor e no meio a torcida mista. Poderemos ver de novo o Maracanã lotado, e a torcida tendo influência. Acho meio complicado, a arena não permite isso. O Maracanã era um negócio mágico, agora não é mais.

Depois, ao ser questionado sobre Luiz Antônio, revelado por ele no Rubro-Negro, decretou que não quer comentar nada sobre o rival.

- Eu não tenho o que falar sobre os jogadores do Flamengo. Espero que o Fluminense faça um grande jogo. É sobre os jogadores do Flu que eu tenho de falar - decretou.

Com 14 pontos conquistados, o Fluminense ocupa a 12ª colocação na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. O clássico contra o Flamengo será no próximo domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã.



Antes de ser apresentado, Chicão faz primeiro treino com grupo do Flamengo


Recém-chegado ao Flamengo, Chicão teve o primeiro contato com todo o grupo e com o técnico Mano Menezes na tarde desta sexta-feira, no Ninho do Urubu. O zagueiro, que já havia feito atividades no CT com jogadores que não foram relacionados para as partidas contra Atlético-MG e Portuguesa, será apresentado. Chicão chegou ao campo 1 acompanhado por Léo Moura e André Santos. Num primeiro momento, esteve mais próximos de André e Elias, ex-companheiros dele no Corinthians.

O defensor, de 32 anos, também já jogou com o goleiro Felipe e com o zagueiro Wallace no clube paulista, além de ter sido treinado por Mano Menezes. O técnico, aliás, só iniciou a atividade desta sexta após uma conversa com todos os atletas. Os membros da comissão técnica também participaram.

Chicão e Andre Santos Treino Flamengo  (Foto: Richard Souza) 
Chicão e André Santos treinam lado a lado no Ninho do Urubu (Foto: Richard Souza)

Mano comandou um treino tático diferente, nesta sexta-feira, em campo reduzido em que as traves foram colocadas em cima da linha da grande área. Formou a base titular com 14 jogadores em campo e um time reserva com 13.

Chicão fez parte da equipe principal, que foi escalada da seguinte forma: Felipe, Léo Moura, Wallace, Chicão, González e João Paulo; Diego Silva, Luiz Antônio, Elias, André Santos e Gabriel; Nixon, Hernane e Cadu.

Os reservas formaram com Paulo Victor, Digão, Renato Santos, Frauches, Samir e Ramon; Amaral, Val, Paulinho e Adryan; Fernando, Bruninho e Rafinha.

Chicão está bem fisicamente, diferentemente de André Santos, que ainda não apresenta muita mobilidade em campo e está visivelmente acima do peso.

A presença de Chicão no Fla-Flu do próximo domingo, às 16h, no Maracanã, depende da regularização do atleta na CBF. O Rubro-Negro tem 14 pontos e está em 13º na tabela.

Ídolos do Fla, Andrade, Adílio e Julio César reúnem torcedores em Sergipe

A cidade de Estância, interior de Sergipe, recebe neste domingo três ídolos do Flamengo: Andrade, Adílio e Julio César. Eles estão confirmados para o 1º Encontrão da Nação Rubro-Negra na cidade. Além de seções de fotos e autógrafos, eles acompanham os flamenguistas no clássico contra o Fluminense.

Ídolos do Fla, Andrade, Adílio e Julio César reúnem torcedores em Sergipe (Foto: Arquivo pessoal) 
Ídolos do Fla, Andrade, Adílio e Julio César reúnem torcedores em Sergipe (Foto: Arquivo pessoal)
 
Os ex-craques do clube estarão no evento a partir das 13h, no Colégio Estadual Senador Walter Franco.

- É importante trazer estes ídolos, como Andrade, Adílio e Julio César, pois são ícones de uma geração de ouro do Flamengo. Eram jogadores de muita qualidade, hoje em dia um pouco escasso. Além do mais, aqui em Sergipe temos cerca de 200 mil flamenguistas - afirmou Thiago Moura, organizador do evento.

Equipe sub-20 busca o tetra da Taça BH


Na semana que vem, o time de juniores do Flamengo embarcará rumo a Belo Horizonte, Minas Gerais, com o objetivo de conquistar o quarto troféu da Taça BH para o clube. Em 28 edições da competição, o Rubro-Negro chegou a seis finais e foi campeão em três. Este ano, a disputa será dos dias 15 a 31 de agosto, com 36 equipes na briga pelo título.

"É uma responsabilidade grande, porque chegamos à final no ano passado. Trabalhar no Flamengo envolve cobrança para ganhar título. O grupo está habituado a isso. Alguns jogadores são remanescentes da Copa São Paulo, e grande parte deles estava no título do Torneio OPG, em 2012, e participou da última edição da Taça BH. Isso só aumenta a responsabilidade", falou Cleber dos Santos, técnico dos juniores do Mais Querido.

O time sub-20 iniciou a pré-temporada no dia 20 de julho. Desde então, os meninos disputaram alguns jogos-treinos e amistosos. O último deles foi contra o Bangu, na quarta-feira passada (07.08), na Gávea, e o Flamengo venceu por 1 a 0. Nesse amistoso, os titulares foram a campo com a seguinte escalação: Luan, Robert, Fernando, Rafael Dumas e Pablo; Recife, Vitor Hugo e Mattheus (gol); Romário, Eduardo e Igor Sartori.

"Tivemos uma boa evolução, fechando com o confronto contra o Bangu. Fizemos alguns amistosos e jogos-treinos, inclusive com o profissional do Flamengo, e tivemos a entrada de alguns jogadores (Luan, Rodolfo e Mattheus) que vieram do time de cima. Eles agregam valor a nossa equipe e aumentam nossas possibilidades de conseguir um bom resultado", explicou o treinador rubro-negro.

As 36 equipes da competição estão divididas em seis grupos. O Flamengo, ainda sem data oficial para estrear, está no grupo B com outros cinco times: Atlético/MG, Osasco-SP, Araxá/MG e dois clubes que ainda serão convidados. Em 2012, já sob o comando de Cleber dos Santos, os juniores terminaram a Taça BH na segunda colocação.

De volta à base, Rodolfo se esforça, mas admite: ‘Você fica frustrado’


Rodolfo flamengo bangu amistoso (Foto: Richard Souza)
Rodolfo recebeu de Mano Menezes a notícia de que voltaria à base do Flamengo no fim de julho. Ouviu o treinador, respeitou, acatou, mas reconhece que não gostou. Depois de ser promovido por Dorival Júnior, técnico do time no início de 2013, ter chances como titular, inclusive com a camisa 10, e assinar um contrato de quatro anos, não esperava o retorno para a equipe sub-20.

- Não tem como não ficar chateado. É teu sonho, você conseguiu, aí você vai de novo para a base e fica frustrado. O Mano é bem sério, foi direto no assunto, concordamos com ele, disse que não ia precisar da gente a curto prazo, entendemos e voltamos aos juniores. É estranho, mas o jeito é lidar com isso da melhor forma possível. Não fui aproveitado com o Mano, ele me desceu, explicou que era para jogar a Taça BH, ganhar ritmo de jogo e tentar voltar ao ritmo que estava no começo da temporada. Se ele precisar de mim, vou ajudar novamente - disse o garoto de 20 anos. 

Além de Rodolfo, o goleiro Luan, o meia Mattheus e o atacante Thomás voltaram ao time júnior ao mesmo tempo. A partir do próximo dia 15, os quatro estarão no grupo que vai disputar a Taça BH, que vai até 31 de agosto. Foi na edição do ano passado que Rodolfo apareceu e ajudou a equipe a ficar com o vice-campeonato.

A saída do meia do time principal mexeu com a torcida do Flamengo. Nas redes sociais, muita gente pede o retorno dele, principalmente em um momento em que Carlos Eduardo não vive boa fase. Rodolfo agradece o carinho, treina e espera. 

- Eles (torcedores) perguntam do Rodolfo, mas não adianta. Eles sabem onde estou, estou treinando, dou o máximo para a chance chegar de novo. Na hora certa vou voltar com o Mano Menezes e mostrar o futebol que me fez subir.

Promovido por Dorival após a Copa São Paulo deste ano, ganhou chances também com Jorginho. Em março, teve 25% de seus direitos econômicos adquiridos. O restante continua com o Madureira, clube que o revelou. A multa rescisória para clubes do exterior é de cerca de R$ 130 milhões.

O jogador tem combatido a frustração com trabalho e recentemente foi elogiado pelo técnico da equipe sub-20, Cleber dos Santos, pelo empenho nos treinos.
       
- Estava encostado (no profissional). Para descer e ficar de má vontade, é melhor nem vir. Acordar cedo lá em Mesquita (município da Baixada Fluminense) para chegar aqui (na Gávea, Zona Sul) e ficar de sacanagem, é melhor nem vir. Eu penso assim. É treinar da melhor forma possível, o Cleber está vendo que a gente está dando o máximo. E isso é bom para mim e para todo mundo.

Não foi uma simples volta para a base. Um ano depois de se destacar na competição, Rodolfo agora está entre os mais experientes do grupo e precisa exercer liderança. 

- Na Taça BH do ano passado conseguimos chegar à final e foi lá que apareci, mostrei meu futebol, fui um dos artilheiros do time junto com o Lucão (Lucas, atacante). Tomara que a gente chegue novamente à final, e a oportunidade apareça para outros garotos também. O Cleber dá total liberdade para termos essa liderança. Às vezes, num jogo apertado, difícil, temos de chamar a responsabilidade. No que ele precisar pode contar comigo.

O Flamengo está no Grupo B da Taça BH, com Atlético-MG, Grêmio Osasco-SP, Araxá-MG e outros dois times que ainda não foram definidos. A estreia será contra o Grêmio Osasco.



Neto vira a página e diz: 'Nada vai ser mais fácil só por sermos campeões'


jose neto flamengo basquete (Foto: Fernando Azevedo/Fla Imagem)
A simples menção daquele 1º de junho provoca uma pausa, seguida de um sorriso. A lembrança de seu primeiro título no NBB, numa temporada pontuada pela superação do time e volta do Flamengo ao topo do basquete nacional, é boa, sim. Mas não demora para que o rumo da prosa mude e o técnico José Neto deixe claro que a página já foi virada. Só consegue pensar na próxima a ser escrita. E já sabe de antemão que ela exigirá ainda mais empenho do grupo, treinos ainda mais fortes e um apetite ainda maior para brilhar nos três compromissos da temporada: o Estadual, a Liga das Américas e o NBB6.

Do grupo que ergueu o troféu, quatro nomes tomaram novos rumos. Kojo, Caio Torres, Duda e Bruno Zanotti não fazem mais parte do elenco. A nova formação contará com o armador argentino Nicolás Laprovittola, com o pivô americano Jerome Meyinsse e o jovem ala-pivô Cristiano Felício. Com a experiência dos dois primeiros, que atuavam no basquete argentino, e a disposição de Felício no jogo interior, a expectativa de Neto é que o Rubro-Negro ganhe ainda mais intensidade e regularidade.

- Não sou uma pessoa de ficar muito apegada a uma coisa que já passou. O título foi importante para o Flamengo, para a continuidade do projeto já que o clube estava em transição. Mas aquilo já foi. A gente conseguiu fazer uma grande equipe e a ideia é que continue sendo assim. Agora é pensar daqui para frente. E seremos muito exigidos nesta temporada. Não podemos achar que vamos entrar nas competições e que vai ser mais fácil. Nada vai ser mais fácil só por sermos campeões. Se pensarmos dessa forma, estaremos mortos. Todo mundo vai querer ganhar do campeão. Então, vamos ter que treinar mais forte porque o campeonato vai ser assim - disse.

O treinador admite ser difícil pensar nas perdas, nos jogadores que ajudaram na conquista e tiveram que deixar a Gávea. Mas também gosta de olhar para frente e ver Marcelinho Machado apto a jogar. Foi complicado, logo no primeiro jogo do campeonato nacional, vê-lo cair no chão se queixando de dores no joelho direito. Foi o só o primeiro sinal de uma notícia que não queria ouvir. Seu cestinha e capitão estava fora de combate. Teria que ser submetido a uma cirurgia.

Basquete nbb Flamengo e Uberlândia final campeão (Foto: André Durão / Globoesporte.com) 
Flamengo comemora título após vitória sobre o Uberlândia (Foto: André Durão / Globoesporte.com)

Se terá um lugar no quinteto titular em seu retorno, Neto não garante. Diz ainda ser cedo para definir os que sairão jogando. Não gosta de rotular titulares absolutos ou reservas. Cita o próprio exemplo de Marcelinho na seleção brasileira. Sob o comando de Rubén Magnano ele passou a sair do banco e fazer a diferença.

- Para nós será a volta de um líder para a equipe. Ele nunca deixou de ser, mesmo lesionado. Dentro da quadra o que pode acontecer é potencializar mais a equipe. Ele viu muito bem estando do lado de fora e agora a vontade de estar na quadra é muito maior. Marcelo é um reforço muito importante para o time. Acho que na seleção ou em qualquer time o jogador tem que estar disponível para a equipe. E ele mostrou bem isso na seleção. Foi muito importante para que conseguíssemos a vaga nos Jogos de Londres. Então, não acho importante quem começa jogando. Vamos ver a necessidade de acordo com o adversário. Nossa equipe vai ser muito versátil e estou com uma expectativa muito grande. Isso pode me dar opções diversas de jogo. Hoje não temos um time base.

Neto aposta na união, no bom relacionamento de seus comandados para chegar longe. Foi assim no NBB. Apesar das constantes lesões, resultado da disputa de quatro competições, os jogadores não se abateram. Driblaram problemas e adversários. Estabeleceram um recorde de 20 vitórias seguidas. Compraram a proposta de trabalho feita por seu comandante e atingiram o objetivo maior.

- Nós fizemos uma boa pré-temporada e deu certo. Ela vai ser fundamental de novo. Temos que nos preparar fisicamente para a maratona de jogos que teremos. Acho que nós podemos ser mais intensos a maior parte possível do jogo, e podemos jogar melhor como equipe. Temos isso a melhorar. E temos jogadores que já sabem o caminho que dá certo. Nosso foco tem que ser sempre na solução e não no problema. Os meninos mais novos que estão jogando o LDB, por exemplo, estão colocando em prática hábitos que tiveram no time adulto. Nesta próxima temporada, nós queremos colocar ainda mais em prática no Flamengo uma maneira de trabalhar, de jogar o basquete, de formar uma equipe. Vamos procurar ter atividades das equipes de base junto com a adulta, para que os jogadores mais experientes possam participar na formação dos mais jovens. Queremos criar hábitos de jogo.


Mano defende Hernane de vaias e o garante no Fla-Flu: 'É importante'

A vibração do torcedor ao ver o número 9 na placa que apontava quem seria substituído por Samir e as vaias ao deixar o campo no empate por 1 a 1 com a Portuguesa, quarta-feira, em Brasília, eram sinais mais do que claros de que Hernane não convenceu na volta ao time titular. Escolhido para vaga de Marcelo Moreno, que se recupera de um estiramento na coxa, o Brocador até tentou, teve oportunidades de gol, mas não foi bem. De positivo, o pênalti sofrido que resultou no gol de João Paulo. Entretanto, duas chances claras perdidas, principalmente a do primeiro tempo, marcaram negativamente a atuação.

Com a partida ainda 0 a 0, Hernane recebeu bom passe, driblou o goleiro e chutou torto quando poderia se consagrar. No segundo tempo, avançou bem pela direita, cortou Valdomiro e chutou muito fraco de canhota. As críticas, no entanto, podem ser amenizadas pela falta de ritmo de jogo - foi a primeira vez que o Brocador iniciou uma partida sob o comando de Mano Menezes. E o próprio treinador saiu em defesa do atacante, que continuará como titular no clássico de domingo, contra o Fluminense, no Maracanã.

- Não acho que tenha sido uma atuação que mereça vaias. Hernane estava sem iniciar um jogo há bastante tempo, e isso conta. Mas fez um jogo das suas características, que são diferentes das do Moreno. Ele tem menos movimentação, é mais de definição. Na hora mais importante do jogo (lance do pênalti), esteve lá, fez sua parte, contribuiu. Perdeu um gol no primeiro tempo. De repente, por ter feito a escolha errada. Poderia ter batido de perna esquerda e mais rápido, mas são escolhas. Segurou a bola na frente, saiu sentindo uma pancada no fim, e é importante ter um jogador que dê sustentação para que essa bola chegue na frente. Às vezes, é preciso usar força.

Hernane jogo Flamengo x Portuguesa (Foto: Jorge William / Ag. O Globo) 
Hernane é travado ao finalizar durante o jogo contra a Portuguesa (Foto: Jorge William / Ag. O Globo)

Único centroavante para substituir Moreno no elenco, Hernane seguirá na equipe e poderá marcar um gol pela primeira vez no Maracanã. Em sua estreia no estádio, no clássico com o Botafogo, deixou boa impressão, finalizou bastante e deu a assistência para o gol de Elias. É evidente, por outro lado, que a cobrança do torcedor sobre o atacante tem crescido. Na derrota por 1 a 0 para o Náutico, na quarta rodada, ele já tinha sido muito vaiado, mas deu a volta por cima deixando sua marca no 3 a 0 sobre o Criciúma.

Com 16 gols, Hernane ainda é o artilheiro do Flamengo na temporada. Sob o comando de Mano Menezes, ele entrou no decorrer do amistoso com o São Paulo e no clássico com o Bota, além de ser titular contra a Lusa. Com o Brocador em campo, o Rubro-Negro encara o Fluminense, domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã, pela 13ª rodada do Brasileirão.


Pracownik e Bap se estranham em clube do Rio de Janeiro


Cláudio Pracownik e Luiz Eduardo Baptista - Flamengo (Fotos: Reprodução/ Divulgação)Dois vice-presidentes do Flamengo, Cláudio Pracownik, de administração e Fla-Gávea, e Luiz Eduardo Baptista, de marketing, se estranharam em julho. Eles estiveram no Clube dos Marimbás com outros membros da diretoria e discutiram acaloradamente.

Em determinado momento do encontro, Bap deu a ideia de que a mensalidade dos sócios do Flamengo teria de ser aumentada, o que Pracownik não concordou, por achar desnecessário no momento. Bap argumentou que a medida aumentaria a receita do clube e insistiu na tese, o que irritou Pracownik. A ideia de Bap foi aceita e os valores serão reajustados a partir de setembro.

Mesmo sem estar presente, Paulo Pelaipe também foi tema do encontro. E, mais uma vez, os vice-presidentes divergiram. Bap reafirmou a vontade de demitir o executivo, desagradando Pracownik.

Com o clima cada vez mais instável, há quem diga nos corredores da Gávea que outros vice-presidentes se demitirão ainda neste ano.

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Flamengo tem projetos de lei de incentivo aprovados


O Clube de Regatas do Flamengo teve três projetos de leis de incentivo aprovados por diferentes esferas do governo. Com isso, mediante à captação, a diretoria poderá usar até R$ 23,2 milhões para investimentos em esportes olímpicos. As iniciativas foram aprovadas, pois a atual gestão pagou mais de R$ 40 milhões em impostos nos primeiros seis meses do ano e recuperou todas as Certidões Negativas de Débito (CND).

Agora, a busca é por empresas que estejam dispostas a ter o nome associado aos projetos. Até o final de setembro, a diretoria ainda pretende protocolar, nos âmbitos federal e estadual, projetos para a reconstrução do parque aquático da sede social, remodelação do centro de treinamento do futebol de base, manutenção das equipes de remo, canoagem, vôlei, basquete de base, futsal e tênis.

Veja abaixo os detalhes dos três projetos já aprovados.

"Flamengo Olímpico – Natação, Polo Aquático e Nado Sincronizado" (Lei de Incentivo Federal) - R$ 6,7 milhões

- Direcionado à formação e manutenção de equipes da base até a ponta, beneficiando de 419 atletas, por, no mínimo, um ano.

-  Além da manutenção de equipes e participação em competições, o projeto se compromete a imprimir mais qualidade nos treinamentos e formação de atletas, por meio de equipes multidisciplinares das diversas áreas das Ciências do Esporte.

-  Com este projeto, o Flamengo poderá aumentar e requalificar seu quadro de atletas e corpo técnico, tornando-se mais competitivo e presença garantida nas principais competições do Brasil.

- O projeto foi aprovado pelo Ministério do Esporte na 62ª Reunião Ordinária da Comissão Técnica da Lei de Incentivo ao Esporte. Empresas tributadas com base no lucro real podem destinar até 1% do IR devido para apoiar os projetos. Pessoas físicas também podem contribuir, destinando até 6% do IR devido. Em ambos os casos o contribuinte obtém 100% de renúncia fiscal do valor investido.

   
"Flamengo Olímpico – Esportes Terrestres – Judô e Ginástica" (Lei de incentivo Federal) - R$ 8 milhões

-  Este projeto pode marcar a retomada das equipes adultas de Ginástica Artística ao Clube, em melhores condições de treinamentos, inclusive com a aquisição de novos equipamentos.

- Beneficiará 190 atletas, prevendo, inclusive, profissionais especializados em fisioterapia, fisiologia e nutrição, com dedicação exclusiva para a Ginástica e Judô.

- O projeto foi aprovado pelo Ministério do Esporte na 62ª Reunião Ordinária da Comissão Técnica da Lei de Incentivo ao Esporte. Empresas tributadas com base no lucro real podem destinar até 1% do IR devido para apoiar os projetos. Pessoas físicas também podem contribuir, destinando até 6% do IR devido. Em ambos os casos o contribuinte obtém 100% de renúncia fiscal do valor investido.


"Fla Basquete – 2013" (Lei de Incentivo Estadual) - R$ 8,3 milhões

-  Destina-se à manutenção da equipe de basquetebol masculina adulta do clube, prevendo a sua participação nos campeonatos NBB, Liga das Américas e Estadual 2013/2014, prevendo custeamento de passagens aéreas, taxas federativas, arbitragens e demais custos operacionais para a participação nestes campeonatos.

-  O projeto prevê ainda a contratação de profissionais das diversas ciências correlatas ao esporte como bioestatísticos, fisiologistas e nutricionistas, atuando exclusivamente para a equipe e aumentando assim a eficiência técnica do time.

-  Outro item que o projeto trata é com relação à produção dos jogos, prevendo a locação de ginásios para a realização dos jogos dos campeonatos, bem como interações com a torcida, tornando os jogos verdadeiros espetáculos de entretenimento para a família.

-   Renúncia fiscal do Estado a favor das empresas que se interessarem a usar o ICMS a pagar para patrocinar o projeto.

-   Projeto aprovado e publicado no Diário Oficial do Estado em 08/07/13.

Pelo Maracanã, Frente Nacional do Torcedor se une a protesto contra Cabral


Protesto (Foto: Diego Neves)A Frente Nacional do Torcedor levou cerca de 15 pessoas ao ato "Fora Cabral", concentrado na tarde desta quinta-feira na Praça da Candelária. O grupo se uniu ao protesto em favor do impeachment do atual governador do estado do Rio de Janeiro para reivindicar o cancelamento imediato da privatização do Maracanã. Fundado em 2010, a FNT tem como bandeira a luta por um futebol justo, democrático e popular.

- O Maracanã sempre foi mundialmente conhecido por sua grandiosidade e, principalmente, por ser popular. Sua capacidade de misturar pessoas de diferentes culturas e diferentes classes sociais sempre foi nacionalmente e internacionalmente admirada. Com a privatização e a sua descaracterização estrutural, para atender a demanda da FIFA, o estádio tem perdido o que tradiocinalmente tinha de mais importante. Nossa exigência é que a privatização do Maracanã seja cancelada, para que ele volte a ser público, e que haja garantia de setores populares, como era o caso da antiga geral. Nossa luta é contra a elitização do futebol - disse o assessor de imprensa da FNT, João Pedro Soares.


Entre as principais pautas de reivindicações expostas durante o protesto destacou-se a inconformidade com os elevados preços de ingressos pedidos após a reabertura do Maracanã. Realizado no último dia 27, o clássico entre Botafogo e Flamengo tinha a entrada mais barata avaliada na quantia de R$100 e a mais cara em R$ 350.

Na visão do manisfestante Flávio Vilela, um dos caminhos para lutar contra a elitização do futebol carioca, é a consolidação de um canal de comunicação entre o torcedor brasileiro e o governo do estado.

- Queremos o cancelamento da privatização para que o estádio volte ao povo. É o povo brasileiro o verdadeiro dono do Maracanã. O próximo passo, seria a construção de um canal de dialogo para que o torcedor possa dizer como ele quer o Maracanã. Entendo que o principal estádio do Rio tem que ser público, popular e respeitar a nossa forma de torcer.