Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 14 de setembro de 2013

Futebol americano: Flamengo vence o Timbó Rex e segue invicto na disputa

O Flamengo segue imbátivel no Torneio Touchdown, competição nacional de futebol americano. Neste sábado, em Timbó, Santa Catarina, o Rubro-Negro bateu o Timbó Rex e chegou a quinta vitória seguida na disputa, mantendo a liderança da Conferência George Halas, à frente do Corinthians Steamrollers, que está em segundo. O triunfo veio apertado, por 7 a 6, no Complexo Esportivo de Timbó.

Rubro-Negro vence o Timbó Rex e segue invicto no Torneio Touchdown (Foto: Jayson Braga/Divulgação) 
Rubro-Negro vence o Timbó Rex e segue invicto no Torneio Touchdown (Foto: Jayson Braga/Divulgação)
 
O Rubro-Negro abriu o marcador logo no primeiro quarto, em seu primeiro drive. Leandro Campo "Cam Newton" conseguiu boa recepção e colocou o Fla na frente. Na segunda etapa, Jordan marcou o primeiro touchdown do Timbó na partida, mas uma falta assinalada na execução do extra point manteve o time do Rio na frente.

Nos dois últimos quartos, as defesas levaram vantagem sobre os ataques e o placar seguiu em 7 a 6 para o Flamengo. Com a vitória, o Rubro-Negro está muito próximo da próxima fase da competição. Na próxima rodada, o time da Gávea encara o Corinthians Steamrollers, no grande confronto do Torneio Touchdown até o momento. O jogo acontece no dia 5 de outubro, possivelmente no Estádio da Portuguesa, na Ilha do Governador.


Flamengo x Atlético-PR: ingressos à venda para os sócios rubro-negros


Os ingressos para o jogo entre Flamengo e Atlético-PR, quinta-feira, às 19h30m, no Maracanã, já estão à venda para os sócios-torcedores do clube. Para esta partida, o cartão-ingresso também poderá ser carregado com as entradas dos convidados. A venda para os demais torcedores começa na segunda-feira. Os postos de troca abrem na terça-feira.

Há meia-entrada para jovens de até 21 anos, adultos entre 60 e 64 anos, estudantes em geral e professores da rede municipal. Idosos acima de 65 anos, crianças com menos de 12 anos e deficientes físicos têm direito à gratuidade.

Confira os preços para os sócios:

Setor Norte: R$ 30
Setor Fã-clube: R$ 50
Setor Leste Premium Clube: R$ 60
Setor Oeste Premium (com R$ 40 de taxa de serviço incluso): R$ 120

Confira os postos de troca para sócios:

Maracanã (bilheteria 4)
Gávea
Lojas Espaço Rubro-Negro


Showbol: Bota bate Flamengo, mas é eliminado por escalação irregular de atletas


O Botafogo venceu o Flamengo neste sábado, por 8 a 6, na Arena Águas de Lindóia, em São Paulo, mas terminou  eliminado do Campeonato Brasileiro de Showbol. O time jogou com quatro jogadores abaixo da idade permitida, quando o regulamento prevê que apenas dois podem ter idade entre 30 e 35 anos. Por conta disso, a equipe perdeu todos os pontos que conquistou na competição e não tem mais chances de se classificar para a semifinal, de acordo com a assessoria de imprensa do torneio. A decisão favoreceu o São Paulo, que conquistou a vaga por índice técnico no Grupo C.

Ao fim do jogo, Emerson, do Flamengo, afirmou que o Botafogo deveria perder os pontos. O técnico alvinegro Gonçalves confirmou o não cuprimento das regras por seu time. Ainda de acordo com assessoria de imprensa, o Botafogo entrou em campo com Rogério Correia (34), Possato (34), Edmar (34) e Marcio Gomes (33), todos abaixo da idade limite.

Possato é um dos quatro jogadores que estavam abaixo da idade (Foto: Reprodução SporTV) 
Possato, camisa 9 do Botafogo, é um dos quatro abaixo de 35 anos (Foto: Luiz Carlos Quadro Junior / Divulgação)
 
A última vaga será decida no duelo entre Flamengo e Santos, neste domingo, às 13h25 (de Brasília). Com três pontos, o Fla está a frente do Peixe pelo saldo de gols e joga pelo empate.

Assim como o Botafogo, o Palmeiras também perdeu pontos por entrar em campo com um goleiro de 25 anos, e as mudanças favoreceram o São Paulo no Grupo A. Dessa maneira, o time tricolor conquistou uma chance na reta final da competição. Com quatro pontos e saldo de três gols, a equipe conquistou a vaga por índice técnico e se junta a Atlético-MG e Internacional já classificados.

O destaque da partida ficou com o goleiro Gabriel, que mesmo lesionado, fechou o gol botafoguense, deu passes precisos para o ataque e ainda marcou o seu.

Desde o início, o time comandado por Gonçalves mostrou superioridade. Possato abriu o placar logo nos primeiros minutos, sem muito esforço e, desde então o Botafogo não deixou mais a liderança do placar. Gabriel, de dentro da sua área, lançou a bola longe e encobriu o goleiro adversário para aumentar a diferença. Logo depois, Fábio Baiano acertou o braço do arqueiro alvinegro, que precisou de atendimento médico. Sem goleiro reserva, os jogadores chegaram a cogitar quem poderia assumir o gol, mas não foi preciso.

Gabriel foi o destaque da partida, mesmo lesionado (Foto: Luiz Carlos Quadro Junior / Divulgação)
 Mesmo com muitas dores, Gabriel voltou para o jogo e fez defesas incríveis. Ainda no primeiro tempo, o time alvinegro chegou a abrir uma diferença de 4 a 0 depois que Alemão e Possato, novamente, marcaram. O Flamengo precisou buscar e conseguiu desencantar com Emerson, que recebeu livre e conseguiu superar Gabriel. Mas o ataque botafoguense voava e Julinho, de cabeça, fez 5 a 1. Fábio Baiano descontou para o Fla com um chute forte.

Na volta para a o segundo tempo, o Flamengo pressionou mais, mas quase deu um gol para o adversário. Djalminha perdeu a bola, mas Emerson salvou. Na sequência, o camisa 10 rolou para Fábio Baiano guardar. Mas Julinho marcou mais um para o Botafogo, deixou o placar em 6 a 3 e não deixou o Flamengo acreditar em uma recuperação. Com a vantagem, os botafoguenses prendiam a bola e faziam o tempo correr.

Benjamin ainda tentou, mas Gabriel fez outra grande defesa. Zé Carlos anotou o sétimo gol do Botafogo nos minutos finais e complicou a situação do Flamengo. O time rubro-negro ainda tentava e adiantou a marcação para tentar mais contra-ataques. Mas a equipe bobeou, e Bruno Carvalho fez mais um para o Botafogo. Djalminha marcou o quarto gol da equipe, mas já era tarde para tentar vencer. Até o goleiro Robertinho deixou a defesa para tentar balançar a rede, mas não conseguiu. Djalminha e Maurinho ainda fizeram mais dois para o Fla.



Marcelinho, Marquinhos e José Neto ministram clínica em evento do 3x3

Os alas do Flamengo, Marcelinho Machado e Marquinhos, o técnico do time, José Neto e o preparador físico do rubro-negro e da seleção brasileira, Diego Falcão estiveram, neste sábado, na etapa das Américas do Circuito Mundial de Basquete 3x3, para jogadores com mais de 18 anos, no Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro. Eles ministraram clínicas para crianças e jovens dos projetos sociais "Cesta para o Brasil" e da comunidade da Mangueira. O jogador da NBA, Leandrinho, confirmou presença na fase final do torneio, que será disputada em Istambul, na Turquia.

Basquete Rio e Madureira (Foto: Divulgação / Thiago Sinionato) 
Marcelinho Machado com as crianças e jovens do projeto social da comunidade da Mangueira
(Foto: Divulgação / Thiago Sinionato)


No primeiro dia de competições da etapa, os times cariocas saíram na frente no evento, quinto e último torneio da fase classificatória. Em jogo, o título do torneio e duas vagas para a fase final do campeonato, no início de outubro. Rio e Madureira venceram suas duas primeiras partidas e largaram bem rumo à classificação para as quartas-de-final da disputa, que reúne 12 times da América do Sul, sendo sete do Brasil.

O evento prossegue neste domingo, a partir das 12h, com transmissão ao vivo do SporTV.

Ex-gordinho, Samir supera dispensa no Flu e se firma como opção no Flamengo



Samir criança flamengo (Foto: Fair Play / Divulgação)
No início da temporada, Samir não ocupava lugar de destaque na lista de promessas do Flamengo. Até por se tratar de opções ofensivas, nomes como Adryan, Mattheus e Rafinha mexiam mais com o imaginário do torcedor. Diante da Ponte Preta, domingo, em Campinas, no entanto, o zagueiro fará sua quarta partida consecutiva como titular rubro-negro e se consolida como opção segura para um setor marcado por um 2013 de dispensas, contratações e mudanças constantes. É o ponto alto de uma trajetória que superou problemas com a balança, dispensa do Flu e encontrou o caminho para o sucesso em uma geração que teve ainda os botafoguenses Vitinho e Hyuri, no Audax.

Com apenas 18 anos, Samir estreou nos profissionais com Jaime de Almeida, no 3 a 0 diante do Criciúma, pela quinta rodada do Brasileirão. Depois, ainda jogou poucos minutos contra Atlético-MG e Portuguesa. No primeiro confronto com o Cruzeiro pelas oitavas de final da Copa do Brasil, a grande chance: foi titular improvisado na lateral esquerda. A atuação foi discreta, mas parece ter agradado Mano Menezes, que voltou a dar uma chance diante do Vitória. Desde então, não saiu mais do time e, mesmo com a volta de González da seleção do Chile, o jovem deve ser mantido diante da Ponte.

- Fiquei muito feliz. Contra o Santos, infelizmente, aconteceu o pênalti, mas serve de aprendizado. Vou levar isso para minha vida toda: zagueiro não dá carrinho na área. Acho que fui bem. Fiz boas partidas. Agora, é manter os pés no chão. Ainda estou começando. O Mano tem me passado confiança, tenho trabalhado manter a vaga. Agradeço a Deus por tudo. Esperava há tempo por esta oportunidade. Pintou contra o Criciúma e aproveitei. Esperei quietinho e venho fazendo boas partidas – disse Samir em autoanálise.

Mosaico Samir Flamengo (Foto: Editoria de arte / Globoesporte.com) 
Samir em diversos momento: Fla, Flu, Seleção e com ídolos (Foto: Editoria de arte / Globoesporte.com)

Rubro-negro desde a infância em São João do Meriti, apesar de ter nascido em São Gonçalo, Samir por pouco não desistiu do futebol na primeira frustação, e vestindo a camisa de um rival. Aos 14 anos, foi dispensado pelo Fluminense. A notícia chegou sem uma justificativa formal, mas o camisa 33 do Fla acredita que um problema com a balança na infância tenha sido determinante.

- Creio que tenha sido por eu ser meio gordinho. Acho que acharam que eu não ia crescer, não confiaram em mim, não trabalharam. Preferiram me dispensar para que eu pudesse ir para outro lugar. Sempre foi uma questão de genética. A minha família tem gente acima do peso. Quando estiquei, nunca mais tive esse tipo de problema. Era só uma fase.  Foram cinco anos no Fluminense, mas acabou que me dispensaram. Pensei em parar de jogar, mas minha mãe é uma guerreira, minha inspiração, e fez tudo por mim.

Com 1.88m, Samir deixou para trás qualquer dúvida sobre sua forma física - o site oficial do Fla não informa o peso. A decepção com a dispensa no Flu, no entanto, só foi superada graças a insistência de sua mãe. Enquanto o jovem pensava em largar a bola, ela conseguiu testes no Vasco e no Audax. A proximidade de casa o fez optar pelo time de São João de Meriti. Tiro certeiro. O zagueiro fez parte de uma geração bem sucedida, que revelou ainda Vitinho, negociado recentemente pelo Botafogo com o CSKA, da Rússia, e Hyuri, nova sensação no próprio alvinegro.

- Felizmente, pude jogar ao lado dessas feras. Fico feliz por eles, por estarem crescendo. Acompanhei a dificuldade deles. Minha mãe sempre me levava para os treinos, eu tinha um certo conforto, mas sabia que o Vitinho ia vencer, mesmo com as dificuldades que passava. Às vezes, ele não ia treinar por conta de tiroteio na comunidade. Sempre foi fenomenal em campo. O Audax é um fábrica de talentos em São Paulo e no Rio.

Samir Flamengo (Foto: Fair Play / Divulgação) 
Samir ao lado de Mattheus na base: dulpa disputou junta o Sul-Americano pela Seleção Sub-20. Badalado, filho de Bebeto voltou para base, enquanto zagueiro se firma no profissional (Foto: Fair Play / Divulgação)

O destaque no Audax fez com que o Flamengo o contratasse por empréstimo de um ano na metade de 2011. Ao término do contrato, o Rubro-Negro não teve dúvida e comprou 60% de seus direitos por R$ 150 mil (30% ainda são do antigo clube e 10% do jogador). Destaque na campanha do vice-campeonato da Taça BH de 2012, Samir chegou até a Seleção Sub-20 e fez parte da desastrosa campanha no Sul-Americano de janeiro deste ano. Se de lá para cá nomes como Mattheus e Adryan passaram a ser questionados, o zagueiro seguiu crescendo e chegou aos profissionais.

Sem pressa, o camisa 33, que é fã confesso de Thiago Silva, a quem trata como “o cara, sem mais!”, apresenta o cartão de visitas no Fla e recebe as boas-vindas do torcedor. Pensar na condição de titular ainda pode ser precoce, mas, na ausência de Chicão, a resposta tem sido positiva. Neste domingo, às 16h (de Brasília), no Moisés Lucarelli, Samir tem mais uma chance de mostrar, contra a Ponte Preta, que o gordinho cresceu, apareceu, mas não perdeu a fome para vencer no futebol.

na medida
certa (Alexandre Vidal/Fla Imagem)


Vice de futebol do Flamengo visita treino e conversa com Mano Menezes


O vice-presidente de futebol do Flamengo, Wallim Vasconcellos, esteve no Ninho do Urubu na manhã deste sábado, véspera da partida contra a Ponte Preta. O dirigente sentou-se em um dos bancos de reservas na lateral do campo 5 do centro de treinamento e conversou por alguns minutos com o técnico Mano Menezes, enquanto so jogadores realizavam as atividades.

Pouco depois do término do treino, Wallim foi embora do CT e Mano Menezes encaminhou-se ao vestiário, onde encontrou com o restante do elenco, que se preparava para viajar para São Paulo.

Visitas dos membros da cúpula ao Ninho do Urubu não chegam a ser comuns, porém, há cerca de 15 dias, foi a vez do presidente Eduardo Bandeira de Mello marcar presença no local e acompanhar as atividades.

Na última semana, a diretoria foi alvo de protestos da torcida rubro-negra. O diretor executivo de futebol, Paulo Pelaipe, e Wallim foram os principais alvos da insatisfação dos torcedores. O protestos aconteceram na Gávea, zona sul do Rio de Janeiro, na sede do clube, e no desembarque do elenco após a derrota para o Cruzeiro, no último domingo.

Resta um: Mano Menezes deixa vaga em aberto para enfrentar a Ponte


Ao melhor estilo da brincadeira infantil resta um, Mano Menezes deixou no ar o mistério sobre a escalação do Flamengo para partida contra a Ponte Preta, domingo, às 16h (de Brasília), no Moisés Lucarelli, pela 21ª rodada do Brasileirão. Neste sábado, o treinador comandou um treinamento fechado no Ninho do Urubu para trabalhar a parte  tática. Após a entrada da imprensa, porém, deu indícios de apenas dez titulares. Felipe, Elias, Léo Moura e Chicão são os desfalques diante da Macaca.

A dúvida principal está na posição onde Luiz Antonio e Paulinho serão aproveitados. A dupla começará jogando. Entretanto, com a ausência de Leonardo Moura, poupado por cansaço muscular, qualquer um dos dois pode ser improvisado na lateral direita. Caso o atacante seja deslocado, Luiz faz dupla com Cáceres na cabeça de área, com a vaga ao lado de Hernane ficando em aberto. Rafinha, Nixon e Bruninho seriam os candidatos.

Mano, Cadu, Gabriel e André Santos em treino Flamengo (Foto: Cahê Mota) 
Mano, Cadu, Gabriel e André Santos em treino Flamengo (Foto: Cahê Mota)

Já a opção por Luiz Antonio na lateral é mais improvável, uma vez que ficaria vaga a posição de Elias. Val seria o mais indicado para o setor, mas não tem gozado de muito prestígio recentemente. Por fim, Mano poderia ainda mudar o esquema para o 3-5-2, com a entrada de Gonzalez ao lado de Wallace e Samir na defesa.

De volta da seleção boliviana, Marcelo Moreno deve começar no banco de reservas. O atacante fez parte do grupo que trabalhou intensamente finalização com o auxiliar Sidnei Lobo e teve bom aproveitamento. Com três gols nos últimos três jogos, Hernane está mantido entre os titulares.

O Brocador, inclusive, também fez “hora extra” e trabalhou cobranças de pênaltis sob a supervisão de Mano Menezes, assim como Gabriel, André Santos e Carlos Eduardo. O Flamengo ainda não tem um cobrador oficial definido. A última penalidade aconteceu diante da Portuguesa, e foi convertida por João Paulo. Antes, Renato Abreu, Léo Moura e Moreno desperdiçaram em sequência.

Para partida contra a Ponte Preta, o Flamengo deve entrar em campo com Paulo Victor, Paulinho, Wallace, Samir e André Santos; Cáceres, Luiz Antonio, Gabriel e Carlos Eduardo; Hernane e Rafinha. Com 25 pontos, o Rubro-Negro é o 11º colocado no Brasileirão.


Lesionados, pendurados e suspensos para a 21ª rodada do Brasileirão



Info Suspensos, Lesionados e convocados 13/09 (Foto: Editoria de arte / Globoesporte.com)
 

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Apesar da posição na tabela, Paulo Victor espera dificuldade no domingo

A vitória sobre o Santos levou o Flamengo para a 11ª colocação na tabela do Brasileirão. Neste domingo, o Rubro-Negro, com 25 pontos, enfrenta a Ponte Preta, penúltima colocada, com 15 e que vem de sete derrotas seguidas. Teoricamente um ótimo adversário para o Fla continuar subindo na tabela, certo? Não é o que pensa o goleiro Paulo Victor, titular do time carioca nas últimas duas partidas.

- Sabemos que as equipes no Brasileirão são equilibradas. Jogar em Campinas é difícil. A Ponte é bem montada, sabemos das dificuldades. Não adianta achar que vai ser fácil por estar atrás na tabela. A Ponte não é uma equipe boba e vai vir para cima. Temos que ter respeito e buscar a vitória sempre – disse o goleiro.

Agora treinada por Jorginho, técnico que passou pelo Flamengo no primeiro semestre, a Ponte Preta está entre os clubes da parte de baixo da tabela que o Rubro-Negro não venceu no primeiro turno do Brasileirão - fez 2 a 0 nos cariocas em Juiz de Fora. São Paulo, Portuguesa e até o lanterna Náutico, todos na zona de rebaixamento, não foram derrotados pelo Fla. Em Brasília, empates com a Lusa e o Tricolor Paulista. Em Florianópolis, também com o Rubro-Negro mandando, o Timbu conquistou uma das duas vitórias que tem no campeonato. Apesar disso, o mau retrospecto contra equipes da parte de baixo da tabela não preocupa o goleiro Paulo Victor.

- Nem analiso muito isso (tabela). Vejo muito jogo a jogo. Cada um é uma situação. Às vezes, a dificuldade contra quem está abaixo é maior do que contra quem está lá em cima. O de baixo tem que jogar fechado, para vencer. O de cima dá mais espaço – analisou Paulo.

Paulo Victor, goleiro do Flamengo (Foto: Bernardo Eyng) 
Paulo Victor concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira (Foto: Bernardo Eyng)

Ainda segundo o goleiro, a vitória sobre o Santos trouxe alívio ao elenco, mas o time deve ficar atento. Apesar de estar a seis posições do Z-4, a diferença para a Portuguesa, primeiro time na degola, é de apenas três pontos. Para Paulo Victor, o importante é somar pontos para começar a focar na parte de cima da tabela.

- Temos que pensar passo a passo. Não é por conta da vitória que temos que achar que está a mil maravilhas. Saímos da zona de desconforto, passamos para 11º e temos que buscar mais. O incômodo saiu um pouco. Estávamos mais próximos (do Z-4) e isso é ruim. Temos que começar a pensar diferente, que a cada três pontos estaremos mais próximos lá de cima. Ficar atrás incomoda muito – finalizou Paulo Victor.


Com 21 gols, Hernane busca recorde em lista com Adriano, R10 e Edilson


Hernane flamengo coletiva (Foto: Janir Júnior)
Melhor que Adriano, empatado com Ronaldinho, na cola de Vagner Love e com o capetinha Edilson na mira. Hernane pode até não ter a grife do elenco citado, mas os números em 2013 o colocam em uma seleta lista com jogadores consagrados que vestiram a camisa do Flamengo e fizeram a alegria do torcedor nos últimos anos. Com 21 gols, o Brocador é o artilheiro rubro-negro na temporada e precisa de apenas mais sete para igualar o recorde de um goleador em um só ano pelo clube neste século.

A marca atualmente pertence a Edilson, que balançou as redes 28 vezes no ano de 2001 - os dois gols mais importantes na decisão do Carioca eternizada pelo gol de Pet, aos 43 do segundo tempo. Desde então, Vagner Love foi quem mais se aproximou deste número, com os 24 marcados no ano passado. O Artilheiro do Amor ocupa ainda a terceira colocação na lista, graças as 23 vezes que superou as defesas adversárias em 2010. O recorde histórico, por sua vez, surge como inatingível: 81 gols de Zico, em 1979.

Tabela artilheiros do Fla no século (Foto: Editoria de Arte)Com 12 gols no Carioca, quando foi artilheiro, três na Copa do Brasil, e seis no Brasileirão, Hernane aparece na quarta colocação, ao lado do trio Deivid, Thiago Neves e Ronaldinho Gaúcho. Em 2011, cada um deles marcou 21 gols, em performances determinantes para o título carioca invicto e a classificação para Libertadores, sob a batuta de Vanderlei Luxemburgo. O Brocador, no entanto, terá tempo de sobra para superá-los.

Como a Copa do Brasil e o Brasileirão ainda estão em andamento, Hernane pode entrar em campo mais 20 vezes em 2013, no mínimo - depende do confronto com o Botafogo pela competição de mata-mata. Mesmo que "empaque", porém, o camisa 9 rubro-negro já pode se orgulhar de ter superado aquele que é aclamado como o maior centroavante que passou pelo Flamengo desde o inicio dos anos 2000: Adriano.

Em 2009, quando foi um dos grandes responsáveis pela conquista do Brasileirão, o Imperador deixou sua marca em 19 oportunidades e foi o artilheiro da competição ao lado de Diego Tardelli. O Brocador também já superou, e de longe, nomes como Souza, Fernando Baiano e o ex-companheiro de clube Renato Abreu.

Atualmente no Santos, o antigo camisa 11 da Gávea foi o goleador máximo em 2005, quando marcou apenas 14 gols, a menor marca no século. No ano seguinte, repetiu o feito, mas em grande estilo: com 19 gols, muitos deles determinantes na campanha do título da Copa do Brasil.

No domingo, o Flamengo volta a campo para encarar a Ponte Preta, às 16h (de Brasília), no Moisés Lucarelli, pela 21ª rodada do Brasileirão. Em um primeiro momento, a briga de Hernane ainda é pela condição de titular, com Marcelo Moreno. Para superar o boliviano, motivação não falta para o Brocador. Afinal, há um recorde a ser perseguido.


Elenco do Flamengo se reapresenta e titulares ficam na academia



Marcelo Moreno - Treino do Flamengo (Foto: Wagner Meier/LANCE!Press)O elenco do Flamengo se reapresentou após a vitória sobre o Santos, na ensolarada tarde desta sexta-feira, no Ninho do Urubu, em Vargem Grande. Enquanto os titulares do jogo contra o Peixe ficaram apenas na academia do CT, realizando um trabalho regenerativo, os reservas e não relacionados foram ao campo cinco.

Reforçados por Marcelo Moreno e González, que retornaram das seleções boliviana e chilena, respectivamente, os suplentes participaram de um trabalho técnico, que durou cerca de 50 minutos. O destaque da atividade foi Digão. O lateral-direito marcou um golaço, de primeira, ao aproveitar belo passe de Moreno.

O goleiro Felipe, o zagueiro Chicão e o lateral-direito Léo Moura, que estão com problemas físicos, não foram a campo e estão fora da partida contra a Ponte Preta.

Visando ao confronto contra a Macaca, o elenco rubro-negro volta a treinar na manhã deste sábado. O duelo está marcado para este domingo, às 16h, em Campinas (SP).


Flamengo tem quatro desfalques para o jogo contra a Ponte Preta



Cruzeiro x Flamengo - Mano Menezes (Foto: Gil Leonardi/ LANCE!Press)O técnico Mano Menezes terá problemas para escalar o Flamengo para o duelo com a Ponte Preta, no domingo. O goleiro Felipe, o zagueiro Chicão e o lateral-direito Léo Moura estão com problemas físicos e não serão relacionados para a partida.

O camisa 1 segue se recuperando de uma torção no tornozelo direito. Já o defensor continua sentindo dores na coxa direita, enquanto o experiente lateral-direito, o único dos três que jogou diante do Santos, reclamou de desgaste muscular e, por causa disso, será poupado.

Além destes, Mano Menezes também não poderá contar com Elias. O volante - principal jogador da equipe - recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Peixe, nesta quinta-feira, e está suspenso.

O jogo contra a Macaca, válido pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, é neste domingo, às 16h, em Campinas (SP).


Filho de Martinho da Vila vai gravar músicas especiais do Flamengo

Martinho da Vila é um vascaíno ilustre, mas o filho não seguiu os caminhos do pai no futebol. Pelo contrário. Tunico da Vila é flamenguista apaixonado e já até compôs duas músicas em homenagem ao clube de coração, que serão gravadas no próximo mês: "Campeão de terra e mar" (veja vídeo ao lado) e "Mulambo Rubro-Negro". Na tarde desta quinta-feira, o músico se reuniu com o presidente do Flamengo Eduardo Bandeira de Melo, na Gávea, e foi assinado um contrato de acordo. Tunico arcará com toda a produção da gravação e o Flamengo vai ajudar na divulgação. A ideia é vender a música através de download em mp3, e o clube ficará com um percentual do lucro. Após a reunião, Tunico ainda ganhou das mãos do mandatário uma camisa do clube com o seu nome.

- É uma parceria muito legal que estamos fazendo. Sou um flamenguista apaixonado e participar disso me deixa orgulhoso. No próximo mês vamos começar as gravações das músicas em estúdio. São músicas que fiz para o clube, vai ser legal - contou Tunico, que vai assistir ao jogo contra o Santos no camarote do presidente, no Maracanã.

Tunico da Vila com o Bandeira, presidente do Flamengo (Foto: Raphael Bózeo) 
Tunico se reuniu com o presidente Bandeira, na Gávea, e ganhou uma camisa  (Foto: Arquivo Pessoal)

Tunico revelou ainda que vai convidar alguns flamenguistas ilustres para cantar com ele nas gravações. O objetivo é unir os sambistas rubro-negros para deixar o projeto mais forte e mais interessante para os torcedores. 

Martinho da Vilacom o filho, Tunico da Vila (Foto: Raphael Bózeo) - Vou convidar Diogo Nogueira, Neguinho da Beija-Flor, Dudu Nobre, Gilsinho da Portela, Pedro Luiz do Monobloco e o Tinga. Se eles quiserem participar, vai ser um prazer. São torcedores como eu e será bacana se toparem. Só não convido o meu pai (Martinho da Vila) porque ele não vai gostar muito da ideia - brincou.

Uma outra música, que começou através de uma brincadeira, também pode ser incluída no projeto. 

Ele fez uma paródia do samba-enredo campeão da Vila Isabel deste ano, que fez com Arlindo Cruz, Martinho da Vila, André Diniz e Leone, e divulgou no Youtube. Para ser incluida, precisa da aprovação de todos os compositores para ser comercializada.

- Apesar de ser vascaíno, o Martinho vai liberar. Vamos conversar com os outros para saber.

Martinho é rival do filho Tunico da Vila quando o assunto é futebol (Foto: Raphael Bózeo)

Wallim revela fim do Conselho Gestor e pede pressão nas urnas por estádio


pressão (Alexandre Vidal/Fla Imagem)O lema do primeiro ano de mandato da Chapa Azul à frente do Flamengo é o da reestruturação. Mas enquanto a equação das dívidas em meio à reformulação do elenco rubro-negro estão na pauta da diretoria, o departamento de futebol também sofre mudanças. Em entrevista ao site Falando de Flamengo, o vice de futebol Wallim Vasconcellos revelou que o Conselho Gestor do clube, formado por Eduardo Bandeira de Mello e alguns de seus vice-presidentes, foi extinto após a renúncia de Flávio Godinho ao cargo de vice de relações externas. Ele deixou a instituição no início de agosto, alegando compromissos profissionais no exterior e por achar que suas opiniões já não eram tão ativas, e foi substituído recentemente por Plínio Serpa Pinto. Segundo Wallim, as reuniões entre a cúpula seguem acontecendo apesar da medida, mas de forma informal.

- Com a saída do Godinho, o Conselho Gestor do Futebol acabou. Oficialmente o conselho gestor do futebol não existe mais, porém para qualquer decisão, mesmo que informalmente, eu opto por compartilhar com Bap (Luiz Eduardo Baptista, vice de marketing), Bandeira e Tostes (vice de finanças). As decisões técnicas são tomadas por mim, Pelaipe (diretor executivo de futebol) e Mano, e compartilhadas com o presidente Bandeira, com o Bap que é a pessoa de marketing que monta os projetos para trazer o profissional, e o Tostes que viabiliza a parte financeira - explicou Wallim, que formava o Conselho Gestor ao lado de Godinho, Bap e Bandeira de Mello.

Outra bandeira da atual presidência é a construção de um estádio na sede do clube, na Gávea. A arena teria capacidade para cerca de 25 mil pessoas e o projeto ganhou força com o imbróglio na relação com o Consórcio Maracanã. Porém, a ideia, uma das plataformas da campanha da Chapa Azul para as eleições do clube, não saiu do papel, já que não houve liberação do governo estadual. Mas Wallim não desistiu do planejado e, convocando a torcida rubro-negra, sugeriu pressão nas urnas para as eleições do Governo do Estado do Rio de Janeiro no ano que vem.

- A Gávea, o Governador já disse que não pode. Não dá autorização para fazer nada aqui. Eu sempre fui a favor, vou bater nessa tecla, que ano que vem sendo ano de eleição, acho que se o Flamengo for contrariado em seus interesses a torcida do Flamengo deve responder nas urnas. Nosso pleito é legítimo. Se é feito para outros e não é feito para o Flamengo, é a única maneira de o Flamengo mostrar sua força, é na hora das eleições. Esta é minha opinião enquanto pessoa física. Se o presidente concorda eu não posso afirmar. Mas eu como pessoa física terei esta postura. Acho que é legítimo termos nosso estádio aqui - defendeu, opinando que ainda com o novo estádio preferiria o Maracanã devido à maior capacidade.

O vice de futebol do Fla também falou pela primeira vez sobre a dispensa de Renato Abreu por motivos de indisciplina. Sem especificar casos específicos, disse que houve uma "mudança comportamental" recorrente do jogador, que "desestabilizava o grupo". E que a diretoria optou pela dispensa do atleta antes do anúncio de Mano Menezes para que não relacionassem a saída a pedido do treinador, que já convocou o apoiador quando esteve à frente da seleção brasileira.

- A questão do Renato foi disciplinar. Já tínhamos decidido internamente que o clube não tinha mais interesse no Renato. Os jogadores tiveram um período de férias, justamente quando contratamos o Mano, que seria apresentado no dia em que os jogadores estavam retornando das férias. Para não acontecer de apresentarmos o Mano e no dia seguinte demitirmos o Renato, e assim criar a notícia de que o Mano dispensou o Renato, o Pelaipe ligou para o procurador do atleta e avisou para ele que o Flamengo não teria mais interesse na permanência do jogador e que esse fato não tem nada a ver com a chegada do novo técnico. O jogador ajudou bastante ao Flamengo, o clube é grato pelo que ele fez, mas o tempo dele aqui acabou. Sem ressentimentos. Conversei com o procurador do Renato sobre a mudança comportamental, que já vinha sendo recorrente, e isso desestabilizava o grupo. Se não temos disciplina em qualquer grupo ou empresa, seguindo as normas e as condutas estabelecidas, certamente teremos problemas.



Com dores na coxa, Léo Moura deve desfalcar time do Fla diante da Ponte

  os PARA OH um, Flaese afasta do Z-4

 dupla
decisiva (Alexandre Vidal / Flaimagem)Depois do gol  e de boa atuação na vitória por 2 a 1 sobre o Santos, na noite de quinta-feira, Léo Moura preocupa para a próxima rodada. O lateral deixou o gramado do Maracanã no segundo tempo da partida com dores na parte posterior da coxa direita. O jogador será reavaliado na tarde desta sexta, no Ninho do Urubu, mas a tendência é que fique fora do confronto com a Ponte Preta, domingo, em Campinas. Questionado sobre o camisa 2, Mano Menezes citou o pouco tempo até o Fla voltar a campo e deixou claro que só levará para o duelo quem estiver com 100% de condições.

- Vamos esperar as próximas horas, o departamento médico vai avaliar o Léo Moura. O tempo é curto. Precisamos estar bem, com força. Conheço o que é jogar com a Ponte lá. Temos que ir muito inteiros. Vou escolher os jogadores que estejam inteiros e com capacidade de render bem - disse o treinador.

Felipe, que desfalcou a equipe diante de Cruzeiro e Santos por conta de problema no tornozelo direito, já treina com bola e deve ser liberado. Chicão, recuperado de incômodo muscular na coxa direita, já estava entregue à preparação física e está à disposição do treinador.

- Estamos pensando no retorno do Chicão e vamos analisar Felipe, que já voltou a trabalhar com bola - afirmou Mano.

O time se reapresenta na tarde desta sexta-feira, no Ninho do Urubu.



Mano exalta Carlos Eduardo e admite escalar Hernane e Moreno juntos

Quando o nome de Carlos Eduardo apareceu entre os titulares do Flamengo no placar eletrônico do Maracanã na noite desta quinta-feira, grande parte da torcida vaiou. Depois da boa atuação do camisa 20 – que pela primeira vez ficou 90 minutos em campo na vitória por 2 a 1 sobre o Santos  –, Mano Menezes observou ter sido o melhor jogo do meia e a volta da confiança. E a mesma torcida que vaiou teve que aplaudir Cadu depois do passe para o gol de Hernane.

- Foi a melhor atuação de Carlos Eduardo no Flamengo. Foi participativo, assumiu a responsabilidade, conseguiu ser mais intenso, armou parte das principais jogadas. É isso que ele precisa manter, aí o torcedor vai gostar, pois é isso que quer ver no Carlos Eduardo. A equipe precisa de um jogador assim. Temos Paulinho, Gabriel, jogadores de maior condução de bola, de fazer a beirada de campo. Precisamos de outro que pense mais, dose o ritmo de jogo. Sentimos novamente a confiança de iniciar com o Carlos Eduardo. Aumentou a confiança. Essa é a parte mais importante para continuar com a expectativa de crescimento - analisou Mano, depois da vitória.

Carlos Eduardo Flamengo e Santos (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem) 
Carlos Eduardo foi garçom de Hernane e deixou Paulinho na cara do gol (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem)
 
A tendência é que Carlos Eduardo seja mantido como titular para a partida diante da Ponte Preta, domingo, em Campinas. Para o duelo, Mano ainda vai decidir como armar a equipe. O treinador admitiu a hipótese de escalar Hernane e Moreno na frente. Depois de servir a seleção do seu país, o boliviano chegou a se apresentar na concentração do time na noite de quarta-feira, mas foi vetado da partida contra o Santos por conta de problema de saúde.

- Não tivemos o Moreno, pois ele chegou febril, com garganta infeccionada. Chegou sem condição, estava muito debilitado. Nós o liberamos, mas ele vai para Campinas. Vamos escolher entre um ou outro, os colocar os dois, dependendo da formação que escolher para a parte defensiva. Vamos pensar nisso para o próximo jogo - despistou.

Com o gol diante do Santos, Hernane chegou a 21 na temporada, sendo seis no Brasileirão. Marcelo Moreno tem 12 jogos no Brasileirão, sendo dez como titular, e apenas dois gols.

Mano comentou ainda as mudanças que tem feito na equipe, seja por opção tática, lesões ou suspensões:

- A parte mais importante é definir uma forma de jogar. Quando tem isso definido e dá segurança, você troca os nomes, mas mantém a ideia de jogo. Precisamos variar um pouco diante de alguns adversários. Não gosto de fazer, mas ainda preciso. A outra questão é o desgaste.

Hernane divide gol com Carlos Eduardo: 'Foi 50% meu e 50% dele'

Se a atuação diante do Santos não foi brilhante, pelo menos a vitória por 2 a 1, no Maracanã, serviu para renovar os ânimos no Flamengo. O resultado levou o clube a 11ª posição, com 25 pontos, e fez o Rubro-Negro respirar um pouco mais aliviado longe do Z-4. Um dos destaques do jogo com uma assistência e um gol, Hernane fez questão de dividir os méritos com toda a equipe, mas especialmente com Carlos Eduardo, que deu um passe açucarado para o atacante marcar o segundo do Fla na partida.

- Não fui eu (que dei a vitória), foi o grupo. Fizemos bom jogo, conseguimos uma vitória muito importante, sabíamos que seria muito difícil. Graças a Deus foi um belo passe do Carlos Eduardo. Foi 50% meu e 50% dele o gol. Agora é um novo campeonato para o Flamengo - afirmou o camisa 9, que após o gol apontou para o camisa 10 e pediu o reconhecimento da torcida.

Hernanes gol Flamengo contra Santos (Foto: Márcio Alves / Ag. O Globo) 
Hernanes aponta para Carlos Eduardo na comemoração do segundo gol (Foto: Márcio Alves / Ag. O Globo)
 
Para Léo Moura, autor do gol que abriu a vitória do Rubro-Negro no Maracanã, o importante agora é dar sequência às vitórias.

- A equipe foi diferente, teve uma postura diferente e agora é dar continuidade a isso. Tem que sempre olhar para cima, buscando as posições de cima. O Flamengo tem de se acostumar a vencer e ter boa sequência no campeonato - disse o lateral.

O zagueiro Samir foi outro que elogiou a disposição mostrada pelo Fla em campo e comemorou o resultado positivo.

- Foi raça até o final. Sabíamos que seria difícil e que a gente precisaria dar o sangue para conseguir a reviravolta em campo. A gente mostrou o que é o Flamengo - concluiu.

Para tentar emplacar pela primeira vez duas vitórias seguidas no Campeonato Brasileiro, o Flamengo precisa vencer no domingo a Ponte Preta, às 16h (de Brasília), no Moisés Lucarelli, pela 21ª rodada.


Melhores momentos de Flamengo 2 x 1 Santos

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Mano celebra, mas alerta para efeito vagalume: ‘Vamos pensar jogo a jogo’

Uma vitória, três pontos e pulo da 15ª para a 11ª colocação na tabela do Brasileiro. Mano Menezes celebrou a vitória por 2 a 1 sobre o Santos, na noite desta quinta-feira, no Maracanã. O treinador espera que seja apenas o início de uma história diferente do que foi na primeira fase do Brasileirão, quando o time sofreu o efeito vagalume, com poucas vitórias e muitos apagões. Ele evitou fazer projeções e destacou a importância de pensar passo a passo para evitar tropeços.

- Era muito importante vencer no começo do returno para mostrar um início diferente de tudo. Não estava aqui, mas tivemos início ruim no turno. Mas apenas conquistamos uma vitória. Ela será importante se daqui para frente escrevermos outra história. Mas, pensando muito essa semana, desisti de fazer projeções. Vamos pensar jogo a jogo. Vencemos bem, poderíamos ter vencido com mais facilidade. O Santos criou uma jogada, a bola que o Thiago bateu cruzado para fora. A outra, nós cedemos uma bola logo depois de fazer o segundo gol. Foi duro, pois era a hora da tranquilidade. Mas ainda poderíamos ter ampliado. E jogou bem. Isso que me deixa contente. Agora, é trabalhar para o jogo da Ponte – afirmou o treinador rubro-negro.

Mano Menezes jogo Flamengo contra Santos (Foto: Márcio Alves / Ag. O Globo) 
Mano Menezes foi expulso no fim do jogo por reclamação (Foto: Márcio Alves / Ag. O Globo)

Mano condenou os critérios do árbitro e comentou sua expulsão no segundo tempo:

- Achei que o árbitro usou dois critérios no segundo tempo, marcando muitas faltas inexistentes contra a gente. Se marca aqui, tem que marcar lá. E sabíamos a característica que o adversário tinha na cobrança de falta. Ele já tinha chamado atenção, achei o lance mais forte, resolveu me tirar, me tirou. Acho que exagerou nos acréscimos também.

O treinador comentou ainda o pulo da equipe na tabela, minimizando resultados favoráveis ocorridos na rodada.

-  Quem ajudou muito o Flamengo foi o Flamengo. Por isso, subimos. Isso também demonstra que ninguém, ou pouca gente está fazendo uma sequência. A regra geral é ganha um, perde um, empata. Precisamos mudar isso no segundo turno.

O time se reapresenta na tarde desta sexta-feira, no Ninho do Urubu. Domingo, o Flamengo enfrenta a Ponte Preta, em Campinas, às 16h. Elias, suspenso, está fora da partida.



Com direito a passe pra gol, Carlos Eduardo sai de campo elogiado






Carlos Eduardo domina a bola na frente da marcação. Meia atuou os 90 minutos e teve mais participação nos lances de ataque do Flamengo
Foto: Marcelo Theobald / ExtraO Flamengo voltou a vencer e respira longe da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Com a vitória por 2 a 1 sobre o Santos, no Maracanã, o Rubro-Negro assumiu a 11ª posição da tabela, começando o returno do campeonato com pé direito.

Apesar dos muitos gols perdidos pelos donos da casa, o meio de campo do Flamengo criou boas oportunidades e as mudanças feitas pelo técnico Mano Menezes surtiram efeito. Com a entrada de Paulinho e a dupla formada por Hernane e Carlos Eduardo no ataque, o Flamengo finalmente reencontrou o caminho das vitórias. E foi dos pés da camisa 20 rubro-negro que saiu o toque para o segundo gol da partida, marcado por Hernane.

- Não dei a vitória, foi o grupo. O gol não foi só meu, pelo belo passe do Carlos Eduardo é 50 meu, 50 dele. Agora é um novo campeonato para o Flamengo - disse o camisa 9 do Fla.

A atuação do meia, um dos jogadores mais contestados pela torcida, também rendeu elogios de outros companheiros da equipe.

- Perdemos muitos gols, mas o que importa é que o time voltou a criar. O Carlos Eduardo também está de parabéns - concluiu o volante.

Com 25 pontos e na 11ª posição na tabela, o Flamengo enfrenta a Ponte Preta no próximo domingo, fora de casa.


Com novo gol no Maracanã, Hernane se consolida na artilharia do Flamengo

  PARA O
ALTO (Márcio Alves / Ag. O Globo) 



Hernane confirmou a condição de artilheiro do Flamengo no Maracanã e marcou pela quinta vez no estádio na vitória desta quinta-feira sobre o Santos.

Com uma assistência também contabilizada na partida, o jogador minimizou o desempenho individual no palco do jogo e valorizou o empenho do grupo para o triunfo que colocou o Rubro-Negro longe da zona de rebaixamento.

– Sabíamos que seria um jogo difícil e o importante seria somar três pontos. É importante vencer em casa, porque no domingo teremos mais uma partida difícil – comentou o camisa 9, que aumentou para 21 os gols na temporada.

Depois de terminar o turno na parte intermediária da tabela, o Flamengo volta a se aproximar do pelotão dos dez primeiros colocados e ganha fôlego para buscar a segunda vitória consecutivo pela primeira vez no Brasileiro diante da Ponte Preta.

– É uma vitória que nos dá tranquilidade para domingo, mas temos de manter os pés no chão – alertou o zagueiro Samir.



Flamengo assina nesta sexta para jogar no Maracanã até o fim do ano

Depois de conseguir condições mais favoráveis em reunião na última segunda-feira, o Flamengo acertou os últimos detalhes com a concessionária Complexo Maracanã S.A. nesta quinta-feira e assinará na sexta contrato para disputar todos seus jogos do returno e os da Copa do Brasil como mandante no Maracanã.

A diretoria do Flamengo já tinha encaminhado ajustes no acordo que vai até o fim do ano. A divisão de gastos foi um dos pontos questionados. Com a ajuda de um pedido do governador do Rio, Sérgio Cabral, o clube deve ter os custos reduzidos para jogar no Maracanã. Existiam divergências no vínculo assinado anteriormente.

Maracanã torcida Flamengo x Santos (Foto: Janir Junior) 
Mano já falou da importância do Maracanã para o Flamengo em 2013 (Foto: Janir Junior)
 
 

Elias recebe o terceiro cartão amarelo e não enfrenta a Ponte Preta

O técnico Mano Menezes já cogitava poupar o volante Elias, mas ainda não tinha decidido em que rodada. Agora não há escolha, já que o camisa 8 será desfalque no próximo domingo, contra a Ponte Preta, em Campinas. Ele recebeu o terceiro amarelo nesta quinta-feira, diante do Santos.

Elias foi advertido nos minutos finais do jogo, quando retardou cobrança de lateral. Luiz Antonio seria o substituto natural, porém Léo Moura deixou o campo com um problema muscular e pode forçar a improvisação de Luiz no setor.

Elias Flamengo e Santos (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem) 
Elias teve atuação discreta contra o Santos (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)
 
 

Flamengo 2 x 1 Santos

            
                       Ficha técnica        

  
Data:  12/09/2013

Hora: 21h

Local:  Maracanã

Gols: Léo Moura, Hernane(Fla) Cícero(San)

Cartão amarelo:  Carlos Eduardo, Samir,Víctor Cáceres,Elias (Fla) Gabriel,Willian José, Cicinho (San)

Público: 16.203 pagantes /  20.780 presentes

Renda: R$ 669.520

Flamengo:: Paulo Vitor; Léo Moura(Luiz Antonio), Wallace, Samir e André Santos; Cáceres, Paulinho(João Paulo), Elias e Gabriel(Rafinha); Carlos Eduardo e Hernane.
Técnico: Mano Menezes

Santos:  Aranha; Cicinho, Gustavo Henrique, Durval e Mena(Emerson); Alison(Gabriel), Renê Júnior, Cícero e Renato Abreu; Thiago Ribeiro e Everton Costa(Willian José).
Técnico: Claudinei Oliveira

Árbitro: Sandro Meira Ricci (PE)
Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Rafael da Silva Alves (RS).

Gol de Leo Moura Flamengo 1 x 0 Santos




Flamengo freia reação do Grêmio e vence no Brasileiro de showbol


O Flamengo deu, nesta quinta-feira, o primeiro passo em busca de seu quarto título do Brasileiro de showbol. O atual campeão deslanchou no segundo tempo para estrear com vitória sobre o Grêmio, pelo Grupo C, em Águas de Lindoia, no interior de São Paulo. Com cara fechada e três gols, Gelson Baresi puxou o triunfo por 9 a 6 na estreia para frear a reação dos gaúchos, que perderam o fôlego na reta final.

Outros destaques do Flamengo foram Djalminha e Braga, cada um com dois gols - Fábio Baiano e Jorginho completaram a vitória do Fla. Pelo lado gremista, Arilson brilhou com três gols e chegou a puxar uma reação, com a ajuda de Guilherme, Carlos Miguel e Patrício, mas não foi suficiente.

Os dois times voltam à quadra do showbol neste sábado. O Grêmio mede forças com o Santos, às 11h. Logo na sequência, o Flamengo encara o Botafogo. As duas partidas serão realizadas em Águas de Lindoia.

Flamengo e Grêmio Showbol (Foto: Luiz Carlos Quadro Junior / Divulgação) 
Flamengo deslanchou no segundo tempo para bater o Grêmio (Foto: Luiz Carlos Quadro Junior / Divulgação)
O JOGO

O Flamengo logo mostrou por que é o atual campeão brasileiro de showbol. Os rubro-negros dominaram os gremistas, perdidos na marcação. Jorginho abriu o placar. Fábio Baiano não teve dificuldades para encontrar um espaço e mandar a bola entre as pernas do goleiro Marcelo Pitol. O jogador ainda fez uma tabela com Djalminha, e o artilheiro do ano passado não desperdiçou. Gelson Baresi aproveitou o rebote de Djalminha para anotar o quarto.

Parecia que o Flamengo iria superar o Botafogo, que minutos antes havia aplicado a maior goleada da competição sobre o Santos. Só que o Grêmio enfim se encontrou. Arilson puxou a reação com um chute forte pela esquerda, sem dar chances ao goleiro Robertinho. O gremista ainda aproveitou um desentendimento entre Robertinho e Jorginho para anotar o segundo e deu o passe para Guilherme fazer o terceiro. Em uma jogada ensaiada de cobrança de falta, Carlos Miguel empatou a partida. No entanto, Baresi apareceu de novo para colocar o Fla em vantagem no final do primeiro tempo (5 a 4).

Na etapa complementar, o Grêmio não tardou a igualar o duelo novamente. Patrício completou com um foguete a assistência do pivô Roberto. Só que o gás gremista acabou por aí, e o Flamengo deslanchou. Gelson Baresi colocou o Rubro-Negro em vantagem novamente. Braga então fez o gol mais bonito da partida. O jogador acertou um tiro de muito longe após conbrança de  falta. Ele mesmo anotou o oitavo do Fla, sem marcação na intermediária. De pênalti, Djalminha completou a vitória. Arilson ainda descontou, também de pênalti. Nada que evitasse o triunfo dos cariocas por 9 a 6.

Vitória acerta empréstimo do zagueiro Renato Santos, do Flamengo



Renato Santos, zagueiro do Vitória (Foto: Divulgação/Site oficial EC Vitória)
A defesa do Vitória ganhou um novo reforço. Nesta quinta-feira, a assessoria de imprensa do Rubro-Negro confirmou a contratação por empréstimo do zagueiro Renato Santos, que estava no Flamengo. O jogador já está em Salvador e realiza exames médicos na Toca do Leão. O contrato entre atleta e clube é válido até o final desta temporada.

Titular no início da temporada, Renato Santos perdeu espaço no Flamengo durante o ano e quase não foi relacionado para as últimas rodadas do Brasileirão. A última partida do defensor na temporada foi contra o Náutico, na 4ª rodada da Série A, no início de junho, antes da pausa na competição nacional para realização da Copa das Confederações.

A Toca do Leão não é estranha ao jogador. Renato Santos passou pelas categorias de base do Vitória antes de se transferir para o Paulista, em 2004. No ano de 2006, o jogador assinou com o Corinthians, mas não emplacou e acabou emprestado para equipes de menor expressão de São Paulo. O jogador possui ainda passagens por Boavista e Penafiel, de Portugal, Joinville e Avai.

Renato Santos chega ao Vitória para reforçar um setor carente. Atualmente, o Ney Franco conta com apenas três opções para a zaga rubro-negra. Kadu, Victor Ramos e Reniê são os zagueiros à disposição do treinador para o Brasileirão. Fabrício, titular após a venda de Gabriel Paulista para o Villareal, sofre uma lesão no joelho e está fora do Brasileirão. David Braz voltou a treinar com o grupo, mas, até o primeiro momento, segue fora dos planos do clube.


Flamengo emite nota de repúdio à briga na Gávea e suspeita de fins políticos

A diretoria do Flamengo se manifestou, através de nota oficial publicada na manhã desta quinta-feira no site oficial do clube, sobre a confusão ocorrida na Gávea na última terça-feira. Na ocasião,  ex-vice-presidente do Fla-Gávea e de administração, Cacau Cotta, discutiu com dois policiais civis armados que fazem a segurança pessoal do presidente Eduardo Bandeira de Mello enquanto cerca de 50 torcedores protestavam no lado de fora da sede. De acordo com a nota, o clube repudia e diz que o tumulto foi orquestrado por “oportunistas que ainda tentam desestabilizar a nova gestão”.

O clube afirma que vai apurar a conduta dos envolvidos a fim de esclarecer se a confusão teve fins políticos.

- Inexplicavelmente são sempre os mesmos sócios e ex-dirigentes de torcidas organizadas que agem de maneira orquestrada, colocam vidas em risco, depredam e picham a sede enquanto poderiam contribuir com sugestões por meio de conversas civilizadas - diz um trecho do texto.

A diretoria faz um alerta quanto à possibilidade dos envolvidos causarem novas brigas, desta vez, nos arredores do Maracanã na noite desta quinta-feira, quando o Flamengo recebe o Santos pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.

- A Nação Rubro-Negra sabe a importância das torcidas organizadas nas situações mais adversas, cantando nas arquibancadas e intimidando as equipes adversárias dentro de campo. Diferentemente destes poucos aproveitadores, que aparecem periodicamente a mando de pessoas sem visão e respeito pelo clube - encerrou o texto.

Confira a íntegra da nota:

“É com repúdio que o Clube de Regatas do Flamengo se manifesta a respeito dos acontecimentos da última terça-feira (10.09), ocorridos na sede social da Gávea. Enquanto a diretoria atua para melhorar a instituição em todos os aspectos, alguns oportunistas ainda tentam desestabilizar a nova gestão, que trabalha às claras e com muito sacrifício para alcançar os objetivos propostos.

As condutas das pessoas envolvidas serão apuradas para esclarecer o motivo e a possibilidade de ter sido uma manifestação direcionada, com fins políticos, num momento em que novos projetos e ideias têm sido discutidos e postos em prática. Inexplicavelmente, são sempre os mesmos sócios e ex-dirigentes de torcidas organizadas que agem de maneira orquestrada, colocam vidas em risco, depredam e picham a sede enquanto poderiam contribuir com sugestões por meio de conversas civilizadas.

Não adianta somente causar tumultos quando não conseguir ingressos e ajuda financeira em viagens, como era feito antigamente. É preciso entender o lado do Flamengo. Perante tais fatos, alertamos o torcedor, nosso maior patrimônio, e também as autoridades competentes para o risco de algumas destas pessoas forçarem brigas no entorno do Estádio do Maracanã antes, durante e depois da partida desta quinta-feira (12.09) contra o Santos.

A Nação Rubro-Negra sabe a importância das torcidas organizadas nas situações mais adversas, cantando nas arquibancadas e intimidando as equipes adversárias dentro de campo. Diferentemente destes poucos aproveitadores, que aparecem periodicamente a mando de pessoas sem visão e respeito pelo clube.

CONSELHO DIRETOR DO CLUBE DE REGATAS DO FLAMENGO”



quarta-feira, 11 de setembro de 2013

SporTV mostra Flamengo x Santos e showbol


A partida entre Flamengo e Santos é o destaque desta quinta-feira na programação ao vivo do SporTV. As duas equipes, que têm o recorde de público do Brasileiro deste ano, jogam no Maracanã. Mas o Canal Campeão não para por aí: ainda tem o Mengão no Brasileiro de Showbol .

Brasileirão

A partir de 21h, o SporTV transmite nesta quinta-feira a partida entre Flamengo e Santos, menos para o Estado do Rio de Janeiro. O jogo no Maracanã terá a narração de Eduardo Moreno e os comentários de Lédio Carmona, além das reportagens de Eudes Junior e Marcos Carvalho. O pré-jogo começa um pouco antes, às 20h40.

O Flamengo, com 22 pontos, luta para se afastar da zona de rebaixamento, enquanto o Santos, com 28 pontos, já busca o G4 do Brasileirão.

marcelo moreno flamengo santos brasileirão 2013 (Foto: Alexandre Vidal / FlaImagem) 
Flamengo e Santos ficaram no empate sem gols no primeiro turno do Brasileirão (Alexandre Vidal / FlaImagem)


Showbol

Começam nesta quinta-feira os jogos do Grupo C do Campeonato Brasileiro de Showbol, e o SporTV mostra as duas partidas do dia. Às 18h30 jogam Santos e Botafogo, e na sequência Flamengo e Grêmio se enfrentam. Os jogos acontecem na cidade do interior paulista de Águas de Lindóia, com narração de Clayton Carvalho e comentários de Marcelo Rodrigues, e ainda as reportagens de Pedro Mota.

As quatro equipes jogam entre si até domingo, e o primeiro colocado da chave se garante nas semifinais, que já têm Atlético-MG e Internacional classificados. A quarta vaga ficará com o melhor segundo colocado entre os três grupos da competição.

Djalminha Flamengo x Grêmio Brasileiro showbol (Foto: Divulgação/Ricardo Cassiano) 
Djalminha é um dos destaques do Flamengo no Brasileiro de Showbol (Foto:  divulgação/Ricardo Cassiano)



Após protestos contra a diretoria, Mano dá receita para paz: ‘Vencer’



Mano Menezes jogo Flamengo contra o Cruzeiro (Foto: Paulo Fonseca / Ag. Estado)
No início, eram quatro. Depois, passou para 10. Na noite desta terça-feira, o número já chegou a cerca de quatro, cinco dezenas. A marola de protestos de parte da torcida do Flamengo, aos poucos, começa a virar onda. A tímida cobrança depois da goleada sofrida para o Corinthians ganhou corpo e se voltou para a diretoria no último domingo, quando a delegação desembarcou no Aeroporto Santos Dumont. Na noite desta terça, novo ato, desta vez na portaria principal da sede da Gávea, com direito a arremesso de laranjas e novos ataques a toda cúpula rubro-negra. Com alvos direcionados, o time tem sido poupado da ira, mas é o principal responsável por tentar selar a paz.

Mano Menezes sabe que é dentro de campo que a resposta terá que ser dada e indica a melhor receita.

- Vencer. Só vencer. Podemos fazer tudo certo no futebol. Se a bola não entrar na casinha, a análise pós-jogo sempre será ruim. O resultado tem uma parte muito importante na análise que se faz do trabalho de todo mundo. Para o torcedor que faz isso com paixão, mais ainda. Sabemos que a parte principal é da gente. A direção se propôs a fazer um trabalho de recuperação do clube, mas eu já disse isso: você pode ser muito bem-intencionado, mas se a parte dentro decampo não funcionar o torcedor não vai estar satisfeito. E é isso que ele está sentindo nesse momento e externou na manifestação no clube. Não vamos nos envolver em questões políticas, mas vamos fazer o melhor que pudermos para nossa contribuição, que é a principal, dentro de campo, para que as coisas voltem ao normal - afirmou o treinador.

Depois da derrota para o Corinthians, no dia 1º de setembro, apenas quatro torcedores apareceram no aeroporto, chegaram tarde, quase não cruzaram com jogadores e disseram que estavam ali para questionar o diretor executivo do clube, Paulo Pelaipe, e o vice de futebol, Wallim Vasconcellos. A dupla, porém, não estava com a delegação.

Paulo Pelaipe, Eduardo Bandeira de Mello e Wallim Vasconcellos, Cúpula do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Fla imagem)Paulo Pelaipe, Eduardo Bandeira de Mello e Wallim Vasconcellos 
 
 
No último domingo, derrota por 1 a 0 para o Cruzeiro, e uma dezena de torcedores esteve no Santos Dumont para protestar. Todos eram conhecidos de seguranças do clube e até mesmo de jogadores, alguns deles de organizadas tinham presença efetiva no dia a dia do clube na gestão de Patricia Amorim. Eles proferiram gritos e palavrões destinados a Pelaipe, que não se abalou com as críticas e disse que chegou a ouvir pedido por ingressos.

No terceiro protesto da série, um grupo se reuniu na porta da sede do clube nesta terça à noite com bumbos, bandeiras e cobranças para toda diretoria, principalmente Wallim, Pelaipe, o presidente Eduardo Bandeira de Mello e Bap, conhecido internamente como quem realmente dá as cartas no Flamengo. Sem apelarem para recursos dos Black Bloc - máscaras e violência -, os torcedores mostraram novamente seus rostos conhecidos. A confusão se estendeu para dentro do clube e envolveu personagens políticos da gestão passada, como Capitão Léo e Cacau Cotta, e policiais civis que fazem a segurança de dirigentes da atual diretoria.

A leitura interna é de que o movimento de parte da torcida tem caráter político, e também seria uma retaliação ao corte da farta distribuição de ingressos que marcou diversas gestões passadas. Um tropeço diante do Santos, nesta quinta-feira, no Maracanã, pode fazer a onda ganhar força, com novos adeptos.

Até o momento, a cobrança se direciona mais para quem montou o time que em 19 partidas no Brasileirão conquistou apenas cinco vitórias e soma sete derrotas e o mesmo número de empates.

- O torcedor cobrou a diretoria, é um caso à parte, cabe à diretoria dar uma resposta ao torcedor - analisou André Santos, depois do protesto de domingo.

Mano destacou que o time deve saber como se portar em campo diante do Santos nesta quinta-feira à noite:

- Estamos trabalhando para corresponder. Sabemos a responsabilidade que temos. Só é possível dar uma resposta, como foi contra o Cruzeiro, pela Copa do Brasil, depois contra o Vitória, você sabendo se comportar. Trabalhar sobre pressão e dar uma resposta.


Elias acusa Sporting de 'desinteresse' para negociar pagamento de dívida



O imbróglio entre Elias e o Sporting, de Portugal, ainda está longe de terminar. Após o jogador entrar com uma ação na Fifa para cobrar salários atrasados, o clube negou a dívida e afirmou que o único débito com o volante se referia ao contrato de direito de imagem que foi rescindido. Nesta quarta-feira, foi a vez do rubro-negro responder e contestar a versão dos portugueses. Por meio de um comunicado oficial, o camisa 8 revelou que há valores pendentes referentes ao mês de outubro de 2011 e sucessivas tentativas de pagamentos que não teriam sido honradas, o que classificou como "desinteresse".

Elias, que tem vínculo com os Leões até 2016, entrou com um processo na Fifa pedindo o rompimento do seu compromisso. O Flamengo espera por uma resolução do caso, que poderia facilitar a permanência do jogador na Gávea, sem que o clube precisasse desembolsar os oito milhões de euros da multa rescisória. O volante está emprestado ao Rubro-Negro até dezembro.

Contratado pelos portugueses em 2011 por € 8,8 milhões (R$ 26,8 milhões na cotação atual), o camisa 8 é a maior negociação da história do time de Lisboa. Segundo o GLOBOESPORTE.COM apurou, Elias recebia no Sporting € 1,3 milhão (R$ 3,9 milhões na cotação atual) por ano – cerca de R$ 330 mil mensais. A dívida dos portugueses com ele gira na casa de R$ 2,6 milhões.


Confira a íntegra do comunicado:

Em atenção às diversas notícias e notas oficias publicadas referente ao meu contrato com o Sporting Clube de Portugal, venho através da presente nota esclarecer que:

1) Em nenhum momento eu, Elias Mendes Trindade, faltei com a verdade ou ofendi a honra ou o bom nome do Sporting, seus diretores, muito menos de sua calorosa torcida.

2) Insistentemente questionado pela imprensa sobre os motivos pelos quais deixei de atuar pelo Sporting, sempre deixei claro que foi por mútuo consentimento, em virtude de problemas financeiros da equipe, que inclusive culminaram com a pública renúncia de seus principais diretores.

3) Os problemas financeiros fizeram com que o Sporting Clube de Portugal não honrasse o acertado comigo em mais de uma oportunidade. Há valores pendentes referentes a outubro de 2011, e meus representantes vêm tentando negociar um acordo amigável desde então.

4) Em agosto de 2012 a dívida foi renegociada e o Sporting não honrou os pagamentos nas datas aprazadas.

5) Em maio de 2013 tentou-se um novo acordo, também não honado pelo Sporting.

6) Em agosto de 2013, antes da propositura de medida perante a Fifa, tentou-se, em vão, uma nova composição.

7) Em que pese a dívida e o desinteresse do Sporting emk negociar uma forma de pagamento, meu contrato permanece válido e meus direitos federativos vinculados ao clube até que o órgão competente da Fifa decida a questão.

8) É importante esse esclarecimento à imprensa, aos acionistas e, principalmente, aos aficionados do Sporting.