Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 9 de novembro de 2013

Para Paulinho, empate do Fla com o Goiás não foi resultado ruim



Goiás x Flamengo - Paulinho (Foto: Carlos Costa/ LANCE!Press)O atacante Paulinho não considerou o empate com o Goiás, na noite deste sábado, no Maracanã, um resultado ruim para o Flamengo. O camisa 26 lembrou a boa campanha do time esmeraldino no Campeonato Brasileiro, que briga por uma vaga no G4. Paulinho ressaltou ainda que, no momento, a equipe rubro-negra não tem de pensar nas finais da Copa do Brasil, que só acontecem nos dias 20 e 27 deste mês.

- Não foi (um resultado ruim), não. Eles começaram o primeiro tempo bem, time difícil. Tínhamos conversado no intervalo que a bola parada deles era forte, mas o empate está bom tamanho - disse o jogador, que completou:

- Acho que não tem nem que pensar na Copa do Brasil agora. Temos ainda os jogos contra São Paulo e Grêmio. Depois do Grêmio, pensamos na Copa do Brasil.

Paulinho, que na última quarta-feira, no segundo jogo contra o Goiás pela semifinal da Copa do Brasil, acusou um incômodo na coxa esquerda, foi titular e atuou os 90 minutos.



Hernane marca contra o Goiás e avisa que vai brigar por artilharia


Após marcar o único gol do Flamengo contra o Goiás, na noite deste sábado, no Maracanã, Hernane já mira a artilharia do Campeonato Brasileiro. O camisa 9 rubro-negro soma, agora, 14 tentos, apenas um atrás de Éderson, do Atlético-PR, que lidera a disputa dos goleadores da competição.

Hernane lembrou que ficou alguns jogos fora no começo do campeonato - quando Marcelo Moreno era titular do Flamengo -, período em que o jogador do Furacão balançou a rede muitas vezes.

- O Éderson fez muito gol no início do campeonato. Eu fiquei alguns jogos de fora, mas já estou vendo ele de perto. O atacante tem sempre que pensar em artilharia. Eu tenho que trabalhar, diminuí a diferença para o Éderson e quero brigar por essa também - avisou o Brocador.

Hernane, por outro lado, não se mostrou satisfeito com o empate em 1 a 1 com o time esmeraldino e lembrou que a equipe de Jayme de Almeida teve um a mais em campo (Hugo foi expulso ainda no primeiro tempo do jogo):

- Foi um resultado que não esperávamos. Tomamos um gol com um a mais. Nosso pensamento era ganhar para sair de vez dessa ameaça de rebaixamento, infelizmente ela não veio, mas temos que levantar a cabeça pois teremos uma sequência de jogos importantes pela frente.


Jayme aponta falha na bola parada como determinante para o empate

 
O técnico Jayme de Almeida classificou como grave o erro cometido pelo Flamengo no lance que culminou no empate do Goiás, responsável por dar números finais ao jogo deste sábado, no Maracanã: 1 a 1. Ele fez elogios à postura do Rubro-Negro em campo no segundo tempo, mas não perdoou o cochilo no jogo aéreo.

- Foi um jogo muito disputado no 11 contra 11. Depois, o Hugo foi expulso, ficamos com um a mais e, por incrível que pareça, no fim do primeiro tempo sofremos contra-ataques e quase o gol. No segundo tempo, fomos mais organizados com o Rafinha, Paulinho aberto e botei o Diego, porque o Amaral tinha amarelo. Fizemos 1 a 0, poderíamos ter matado o jogo, e quando estávamos controlados a bola parada foi um erro nosso. Já tínhamos comentado antes do jogo, no intervalo, e o Goiás empatou o jogo e quase virou na bola parada. Foi uma deficiência grave. Procuramos de todas as maneiras (vencer) sem desespero. O Goiás se fechou bem, o goleiro salvou, mas o resultado em geral não foi ruim. Bobeamos depois do 1 a 0 e o Goiás está de parabéns. Fez o gol e lutou até o final - reconheceu.


Curtinha: Zico acompanha jogo e transforma Elias em coadjuvante


O Flamengo contou com um torcedor ilustre na partida deste sábado, contra o Goiás, no Maracanã, pela 33ª rodada do Brasileirão: Zico. O treinador do Al-Gharafa, do Qatar, acompanhou o confronto em um dos camarotes da diretoria e não teve sossego por um só minuto durante o intervalo. Mesmo com a presença de Elias no local, o Galinho monopolizou as atenções e deixou o atual camisa 8 como mero coadjuvante diante dos torcedores. Sorridente, o volante parecia até se impressionar com tamanho assédio ao maior camisa 10 rubro-negro. Vice-presidente de futebol, Wallim Vasconcellos também acompanhou a partida da área nobre do estádio.

Zico camarote Maracanã Flamengo e Goiás (Foto: Cahê Mota) 
Ídolo em ação: Zico é assediado em camarote e passa intervalo tirando fotos (Foto: Cahê Mota)

Flamengo 1 x 1 Goiás

                                            Ficha técnica


Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 9/11/2013

Hora: 21h (de Brasília)

Gols: Hernane(Fla) Rodrigo(Goi)

Renda: R$ 488.520,00
Público: 10.573 pagantes; 14.798 presentes.

Cartão amarelo: Amaral, Hugo(Goi) Amaral, André Santos (Fla)
Cartão vermelho: Hugo(Goi)


Flamengo: Paulo Victor, Digão, Wallace, González e André Santos; Amaral( Diego Silva), Luiz Antonio, Gabriel(Rafinha) e Adryan( Nixon); Hernane e Paulinho.
Técnico: Jayme de Almeida.

Goiás: Renan;  Renan, Vítor, Ernando, Rodrigo, William Matheus; Amaral, David, Hugo, Renan Oliveira(Thiago Mendes), Eduardo Sasha(Dudu Cearense) e Léo Bonatini(Welinton Junior).
Técnico: Enderson Moreira.

Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Luiz Carlos Silva Teixeira (BA) e Adson Marcio Lopes Leal (BA)



Gol de Hernane Brocador Flamengo 1 x 0 Goiás


Flamengo e Botafogo a um empate da final da OPG; veja os resultados



A grande final do Torneio Otávio Pinto Guimarães deste ano está desenhada. Caso uma grande surpresa não aconteça na última rodada - que será realizada na quarta-feira (13) e no sábado (16) -, Flamengo e Botafogo irão decidir o título da competição. Depois de vencer suas partidas neste sábado, a dupla está a um empate de se classificar para a final. Vale lembrar que somente os líderes de cada grupo avançam.

Fora de casa, no Estádio Giulite Coutinho, os garotos do Rubro-Negro atropelaram o America. A vitória por 6 a 1 levou o Fla aos 13 pontos no Grupo E, três a mais que o segundo colocado, o Serra Macaense, que venceu o Bangu em Moça Bonita. A equipe de Macaé, agora, precisa vencer o Flamengo por cinco ou mais gols de diferença para ir à decisão.

Pelo Grupo F, o Botafogo conseguiu uma importante vitória no clássico contra o vasco e se isolou na liderança. Com 12 pontos, o Glorioso está a trâs de distância do rival e a um empate da final. O Alvinegro enfrenta o Audax Rio na quarta-feira, enquanto o vasco pega o Nova Iguaçu no jogo de tudo ou nada.

Veja os resultados da rodada

Bangu 1 x 2 Serra Macaense - Moça Bonita
America 1 x 6 Flamengo - Giulite Coutinho
Nova Iguaçu 1 x 1 Audax Rio - CT do Laranjão
Coisa maldita, vasco  1 x 2 Botafogo - CT de Itaguaí

Flamengo acerta contrato com empresa para obras no Ninho do Urubu

O Flamengo assinou um contrato com uma empresa do ramo de construções para retomar as obras no centro de treinamento Ninho do Urubu, em Vargem Grande. O vínculo com a Lafarge foi concretizado na última semana e vale a partir de março do ano que vem. A firma fornecerá cimento e concreto para as construções. O Rubro-Negro, em contrapartida, dará publicidade à empresa, com placas, eventos com clientes, divulgação no site oficial do clube e ações na TV Fla.

As obras no Ninho do Urubu estão paralisadas por falta de verbas há cerca de um ano. O clube espera um recurso de R$ 5 milhões da Prefeitura, fruto de um acordo entre o orgão e os clubes do Rio, mas a quantia ainda não foi liberada.

O próprio Flamengo tentou, em algumas ações, arrecadar dinheiro para dar continuidade às obras no CT, como os Tijolinhos, ainda na administração de Patricia Amorim, e, mais recentemente, a venda de camisas em celebração aos 60 anos de Zico, já com Eduardo Bandeira de Mello como presidente.

A Lafarge participou, por exemplo, das obras do calçamento ao redor do Maracanã.



Secador? Cantor flamenguista visita o Santos antes de duelo com a coisa maldita, vasco


Galhardo Renato Abreu Santos Gabriel, o Pensador (Foto: Reprodução  / Instagram)
Flamenguista no CT Rei Pelé, na véspera do duelo santista contra o vasco? Sim, isso ocorreu neste sábado, no último treino realizado pelos jogadores do Santos antes de encarar o time carioca, neste domingo, às 19h30, no Maracanã, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O cantor e compositor de rap, Gabriel, o Pensador, fez uma visita aos jogadores do Peixe. Dois ex-flamenguistas recepcionaram o músico no hotel Recanto dos Alvinegros: Rafael Galhardo e Renato Abreu.

Os dois jogadores do Peixe, por meio de uma rede social, postaram foto ao lado de Gabriel e Renato falou sobre a visita.

- Na saída para o Rio de Janeiro, eu e meu irmão Galhardo encontramos nada mais nada menos que o nosso grandioso Gabriel, o Pensador. Obrigado pela moral!, - disse Renato Abreu.

Renato Abreu e Galhardo ficam no banco de reservas no confronto contra o vasco. O Santos está na nona colocação do Campeonato Brasileiro, com 44 pontos. O time carioca, na zona de rebaixamento, soma 36 pontos e está em 17º lugar.


Baterista do Red Hot Chili Peppers visita concentração do Flamengo

A história envolvendo o baterista da banda Red Hot Chili Peppers, Chad Smith, e o Flamengo, ganhou mais um capítulo neste sábado. Ele visitou a concentração do Flamengo, em um hotel na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, e levou camisas da banda para os jogadores. Uma nova tentativa de limpar sua imagem diante da ira da torcida rubro-negra, depois de simular usar a camisa do clube como papel higiênico durante um workshop sobre percussão em Belo Horizonte na quinta-feira.

O baterista encontrou André Santos, Adryan, Luiz Antonio, Paulinho e Hernane e posou para fotos vestido com a camisa rubro-negra. Ele já havia tentado se redimir na última sexta, em São Paulo, também usando uma camisa do time enquanto tirava foto com fãs em frente ao hotel onde o grupo ficou hospedado. Chad o Red Hot se apresentam no Rio neste sábado.

Chad Smith baterista do Red Hot Chili Pepers com o time do Flamengo (Foto: Gabriel Rangel / AgNews) 
Chad Smith, baterista do Red Hot Chili Pepers, posa com o time do Flamengo (Foto: Gabriel Rangel / AgNews)
 
 

Os dez mandamentos do Rei da Broca - Charge Animada


Com bela atuação de argentino, Flamengo segura o Brasília e vence na estreia

As peças não estavam todas lá. Não dentro de quadra, mas na lateral dela, na condição de torcedores. O Flamengo não tinha Marquinhos e Marcelinho, seus dois maiores pontuadores. Também não contava com Jerome Meyinsse no garrafão. O cenário não era animador para o atual campeão do NBB em sua partida de estreia. Mas se faltavam peças, sobravam pulmões. Dentro das quatro linhas e na arquibancada. Neste sábado, na Arena da Barra, empurrado pelo canto da torcida e sob a batuta do armador argentino Nicolás Laprovittola, o time da Gávea conteve uma incrível reação do Brasília no último quarto e venceu por 84 a 82. No período anterior, a diferença chegara a 19 pontos.

Com 22 pontos, Laprovittola foi o cestinha do jogo e ainda deu quatro assistências. Atrás dele, Guilherme Giovannoni, impossível no último quarto, converteu 21  pontos e pegou 12 rebotes para o Brasília.

Nicolás Laprovittola basquete Flamengo x Brasília NBB (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem) 
Nicolás Laprovittola prepara arremesso: destaque da estreia rubro-negra (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)

Com uma fita preta no lado esquerdo da camisa, o Flamengo mostrava respeito ao companheiro que não pôde estar presente. Jerome Meyinsse teve de voltar para os Estados Unidos para o enterro do pai. O lugar no garrafão foi ocupado por Shilton que, ao lado de Olivinha, levava a melhor nos rebotes e abria caminho para ajudar o time começar a construir uma boa frente. Laprovittola também deu sua contribuição. Com uma sequência de sete pontos seguidos, ele entortava a defesa adversária e levantava a arquibancada, ocupada em número reduzido (2.226) pela torcida rubro-negra.

O Brasília desperdiçava ataques. As bolas teimavam em bater no aro. Os chutes de três também não tinham a precisão habitual. Das cinco tentativas, nenhuma teve o destino esperado. Sergio Hernandez trocava a formação. Colocou Arthur no lugar de Osimani, mas foi o time da casa que terminou o primeiro quarto no comando do placar: 16 a 12.

José Neto basquete Flamengo x Brasília NBB (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)
Na lateral da quadra, o técnico José Neto incentivava seus jogadores a manterem a pegada defensiva. Sem muita resistência, o Rubro-Negro abriu oito pontos no comecinho do período seguinte, com uma enterrada de Olivinha. O Brasília se esforçava, mas tinha dificuldade para conter o ímpeto ofensivo dos anfitriões (30 a 20).

Lá na frente, Alex, zerado até então, fez a primeira cesta a 2min09s do fim da parcial. Pouco depois, converteu uma de três. Depois dela, o Brasília não encontrou novamente espaços e viu o Flamengo ir para o intervalo com uma vantagem confortável: 38 a 28.

O Fla não perdeu o ritmo na volta. A atenção no jogo e a cantoria só foram parcialmente interrompidas por conta de um camundongo que percorreu parte da arquibancada e sumiu. Quando os torcedores voltaram os olhos para a quadra, o Flamengo já tinha 19 pontos de frente: 49 a 30, sob o comando de Laprovittola e Olivinha. O jogo da equipe de Guilherme Giovannoni & Cia não fluía. 
Até Goree conseguir duas cestas consecutivas e Isaac encontrar espaço para um arremesso longo. Em dois minutos, a frente caiu para 12. Foi o suficiente para Neto pedir tempo. O time entendeu o recado, recuperou a atenção e fechou o quarto: 57 a 47.  

O Brasília não se deu por vencido. Nezinho chamou a responsabilidade, fez cinco pontos seguidos e deu uma injeção de ânimo em seus companheiros. O Flamengo se empenhava para frear a reação. Do camarote, Rubén Magnano, técnico da seleção brasileira, acompanhava o confronto com atenção. Via o jovem Laprovittola liderar com segurança sua nova equipe. Quando restavam 4m44s para o fim, a partida foi paralisada por quase 10 minutos para que a rede da cesta de ataque do Flamengo fosse consertada.  Na volta, Giovannoni acertou uma bola de três e fez o Brasília encostar de vez (66 a 65). O Flamengo devolveu na mesma moeda e respirou.

Giovannoni anotou mais dois pontos e manteve o time candango na cola. Os donos da casa não se intimidavam. Mostravam frieza. De longe, Olivinha arriscava e tinha sucesso. O time agradecia (76 a 69).  Brasília ainda acreditava e cortava a diferença para cinco pontos. O tempo era curto. Por isso mesmo Giovannoni buscou a linha de três. Deu certo (78 a 74).  Olivinha converteu dois lances livres em seguida.

Nezinho partiu para o ataque: mais três na conta. Restavam 19s. Benite aproveitou os lances livres. Nezinho fez o mesmo (82 a 79). Não havia muito mais tempo para mudar a situação. Nezinho ainda converteu mais uma da linha de três, no estouro do cronômetro, mas primeira vitória da sexta edição do campeonato era do Flamengo.

Escalações

Flamengo: Gegê (10), Laprovittola (22), Benite (16), Olivinha (19) e Shilton (12). Entraram: Cristiano Felício (5), Diego (0)

Brasília: Nezinho (20), Alex (8), Guilherme Giovannoni (21), Osimani e Goree (18). Entraram: Arthur (8), Isaac (8), Ronald (0)


Com Petkovic, Flamengo goleia Botafogo no primeiro jogo da final do Carioca Fut 7

Se para o Botafogo bastavam apenas dois empates nos jogos da final do Campeonato Carioca de futebol 7, essa vantagem agora faz parte do passado. O Flamengo goleou o Glorioso por 6 a 1, na manhã deste sábado, no primeiro duelo da decisão do estadual, e agora pode perder por até 4 gols de diferença para ser campeão. 

Petkovic atuando ao lado de Bruno Carvalho (Foto: Davi Pereira/JornalF7.com) 
Petkovic atuando contra o Botafogo de Bruno Carvalho (Foto: Davi Pereira/JornalF7.com)

Novamente atuando com a camisa rubro-negra, Petkovic foi discreto na maior parte do jogo, mas mesmo assim foi autor de uma bela assistência no último gol, convertido por Dabá. O atacante Mikimba marcou três vezes, com direito a gol de letra, e assumiu a liderança isolada da artilharia da competição com 20 gols.

- Mikimba é o brocador do futebol 7. Ele fez muitos gols e é muito humilde, um ótimo jogador. Eu estou melhorando fisicamente e estive bem melhor nos últimos jogos, correndo tranquilo. Daqui a pouco estou no nível da garotada (risos) - disse Petkovic.

Flamengo e Botafogo se enfrentam novamente neste domingo, às 9h30m, no segundo jogo da final do Campeonato Carioca de futebol 7, realizado na Vila Olímpica do Salgueiro, na Zona Norte do Rio de Janeiro. A entrada é franca. 

Mikimba marcou três vezes no primeiro jogo da final do Carioca futebol 7 (Foto: Davi Pereira/JornalF7.com)
Um começo arrasador

Precisando da vitória, o Flamengo entrou em campo na Vila Olímpica do Salgueiro com fome de gols. Logo no início, Victor Boleta avançou pelo lado esquerdo e achou Mikimba na cara do gol. O atacante teve tranquilidade e tocou sem chances para o goleiro Paulinho. O Botafogo sentiu o tento e não acertava os passes. Na sequência, Wesley recebeu no meio e bateu forte no canto direito. 2 a 0 em um inicio fulminante do Flamengo.

O técnico Dalbacy Soares pediu tempo para tentar acalmar os jogadores alvinegros. Na volta, o Botafogo esboçou uma reação e trocava a bola com mais tranquilidade, mas falhava na finalização. Até que aos 22 minutos, Gabriel recebeu no meio, protegeu a bola como um pivô e acertou um belo passe para Marquinho diminuir o placar. O esforço botafoguense foi castigado com a falha de Paulinho: o defensor acabou perdendo a bola e Alan Gerbasi chutou sem chances para o goleiro botafoguense. 3 a 1 para o Fla.


Mikimba marcou três vezes no primeiro jogo da final do Carioca futebol 7 (Foto: Davi Pereira/JornalF7.com)


Tranquilidade para abrir vantagem

A vantagem rubro-negra não atrapalhou o time do técnico José Moraes. Buscando o ataque constantemente, Wesley avançou em velocidade pela ala esquerda e cruzou para o artilheiro Mikimba completar de letra. Golaço rubro-negro na arena montada no Salgueiro.

Com a vantagem no marcador ampliada, o Botafogo se desesperou e não se encontrava taticamente em campo. Aos 10 minutos, o goleiro Guilherme deu um passe alto para Victor Boleta cruzar e Mikimba, de cabeça, fazer mais um para o Flamengo. Seu 20º gol na competição, o suficiente para se isolar na artilharia.

Sem tomar sustos e com uma exibição tranquila do goleiro Guilherme, foi a vez do astro do time mostrar que ainda faz diferença: Petkovic dominou na lateral esquerda e cruzou na medida para Dabá finalizar cruzado e decretar números finais à elástica vitória rubro-negra no primeiro jogo da final do Campeonato Carioca: 6 a 1.


Lesionados, suspensos e pendurados para a 33ª rodada do Brasileiro





Info - Suspensos, Lesionados e Convocados 08/11 (Foto: Editoria de Arte)
 

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Descontente com vaias, Jayme sai em defesa de Carlos Eduardo: 'Injustiçado'


O momento do Flamengo é de festa. Classificado para final da Copa do Brasil, o time está nos braços da torcida, que tem lotado o Maracanã e já conta as horas para o encontro decisivo com o Atlético-PR, dia 27. Em alta, Hernane é o Brocador, Paulinho o xodó, e nomes como Elias, Amaral e Léo Moura não se cansam de ser reverenciados nas arquibancadas. Uma rotina, no entanto, nem a boa fase foi capaz de mudar: as vaias a Carlos Eduardo. Mesmo nas vitórias contra Botafogo e Goiás, pela própria Copa do Brasil, o torcedor pegou no pé do camisa 20 a cada erro, e grande parte não se privou de criticá-lo nos momentos de substituição. Nesta sexta-feira, porém, Jayme de Almeida saiu em defesa de seu jogador.

Sereno como de costume, o treinador não escondeu o desconforto com as vaias recorrentes e as classificou como injustas. Desde que Jayme assumiu, Cadu tem sido titular absoluto e foi constantemente elogiado. Na opinião do comandante, o Flamengo tem mais posse de bola com ele em campo e consegue cadenciar mais o jogo. Após o confronto com a Portuguesa, em Fortaleza, por exemplo, Jayme fez questão de dizer que o time tinha sentido a ausência de Carlos Eduardo, que estava suspenso.

- O Carlos Eduardo foi a bola da vez em relação a muita coisa que aconteceu aqui. Até em relação ao próprio Pelaipe, que o pegaram como cara principal. É um garoto que ajuda para caramba, mas podia ajudar mais com apoio. Faz dez jogadas boas e ninguém fala nada. Se erra uma bola, um drible, todo mundo vaia. Isso atrapalha o time, com certeza. É muita pressão. O garoto está lutando para conquistar a torcida, treina, corre, e o vejo como muito injustiçado. Se é o Carlos Eduardo que perde o gol que o Paulinho perdeu, apanha na rua. Para o Paulinho, a torcida bateu palma. Ele erra um passe, e o torcedor grita. Não pode errar nada. A cobrança é muito grande, mas é um cara que todo mundo gosta e acredita.

Contratado por empréstimo ao Rubin Kazan, da Rússia, no começo do ano, Carlos Eduardo tem contrato com o Flamengo até a metade de 2014. Pelo Rubro-Negro, são 37 partidas e um gol marcado, diante do Cruzeiro, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Flamengo suspende vendas antecipadas para jogo de ida da decisão


Vendas Suspensas Ingressos Flamengo  (Foto: Reprodução )Pouco mais de uma hora após enviar um informativo para sócios-torcedores, o Flamengo suspendeu a venda de ingressos antecipados para primeira partida da final da Copa do Brasil, contra o Atlético-PR, dia 20, na Vila Capanema, em Curitiba. De acordo com o texto enviado pelo clube aos membros do “Nação Rubro-Negra”, o adiamento se dá por questões operacionais que serão solucionadas “o mais breve possível”. Ao todo, os rubro-negros terão direito a 1.600 bilhetes.

Ciente de que a quantidade não será suficiente para a demanda dos rubro-negros, o clube já trabalha para inovar e transmitir o confronto direto dos telões do Maracanã. O desejo ainda é recente, e há vários assuntos a serem abordados em termos de logística, desde o custo para utilização do estádio, passando pela organização e também segurança nos arredores e dentro do Maracanã.

O departamento de marketing só passará a trabalhar nessas providências após solucionar toda logística para a comercialização das entradas para grande final do dia 27, no Rio. A venda para o jogo de volta para sócios-torcedores deve começar na próxima segunda-feira.

Coletiva de imprensa marca lançamento do NBB 6



Benite e Neto falaram à imprensa na HSBC Arena Na manhã desta sexta-feira (08.11), na HSBC Arena, uma coletiva de imprensa, organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), marcou o lançamento da sexta edição do Novo Basquete Brasil (NBB). O evento contou com representantes das 17 equipes que vão participar da competição e foi realizado após o último treino do Flamengo antes da partida contra o Brasília, que será disputada neste sábado (09.11), às 10h, na HSBC Arena e abrirá as disputas do NBB 6. Na mesa de coletiva, estiveram, como representantes rubro-negros, o treinador José Neto e o ala-armador Benite.

"Esta edição do NBB será melhor que as passadas. A competição tem um atrativo maior a cada ano que passa. A expectativa é por um campeonato duríssimo, pois todas as equipes realizaram investimentos. É importante começar bem, mas é ainda mais fundamental ter uma trajetória que nos faça chegar lá na frente em condições de brigar pelo título. Estou muito feliz por fazer parte deste grupo aqui presente, que pretende fazer o basquete brasileiro ainda maior, e também por estar representando um grande clube, que é o Flamengo", disse José Neto.

Benite também se mostrou empolgado com o início da competição. Além de destacar a força do Flamengo, que entrará em quadra para começar a defender o título, o ala-armador fez questão de ressaltar a importância do país ter um campeonato nacional de alto nível, como o Novo Basquete Brasil.

"Estou muito feliz por participar deste jogo (contra o Brasília), que mostra o quanto o NBB e os times vem crescendo. Aproveitando esse momento bom para a Liga, coisas boas podem acontecer, dependendo das nossas atitudes. Temos tudo para fazer um bom jogo no sábado e, acima de tudo, um espetáculo para quem estiver assistindo. Objetivo é fazer a pessoa que nunca jogou basquete ter o desejo de começar a jogar e também fazer o que nós amamos", explicou.

A sexta edição do NBB terá representantes de seis estados brasileiros mais o Distrito Federal. Depois da fase de classificação virão os playoffs, que começam no dia 09 de abril de 2014 e terminam no dia 31 de maio seguinte, data da grande final. No meio da temporada, em fevereiro do ano que vem, será realizado o Jogo das Estrelas, em local a ser definido.

Ingressos para estreia do Flamengo contra o Brasília

Ainda nesta sexta-feira, os torcedores podem comprar seus ingressos tanto na internet (site Ingresso Rápido) quanto nos postos físicos de troca e venda de entradas. Já no sábado, dia da partida, os ingressos poderão ser comprados apenas na bilheteria da HSBC Arena, palco do confronto.

Veja abaixo mais detalhes da venda de ingressos.

PREÇOS
Cadeira Nível 3
R$ 20 (R$ 10 a meia)
Torcedores com a camisa do Flamengo ou sócios-torcedores: R$ 10

Cadeira Nível 1
R$ 20 (R$ 10 a meia)
Torcedores com a camisa do Flamengo ou sócios-torcedores: R$ 10

Cadeira Especial
R$ 60 (R$ 30 a meia)
Torcedores com a camisa do Flamengo ou sócios-torcedores: R$ 30

Cadeira de Quadra Lateral
R$ 200 (R$ 100 a meia)
Torcedores com a camisa do Flamengo ou sócios-torcedores: R$ 100

Camarote
R$ 100 (R$ 50 a meia)
Torcedores com a camisa do Flamengo ou sócios-torcedores: R$ 50

Pontos de venda e troca para todos os torcedores

FNAC do Barra Shopping. Até o dia 08.11, das 12h às 20h.

Posto BR Piraquê – Lagoa. Até o dia 08.11, das 10h às 20h.

Saraiva do Norte Shopping. Até o dia 08.11, das 12h às 20h.

Saraiva do Shopping Rio Sul. Até o dia 08.11, das 12h às 20h.

Loja X Co. – Rua Genaro Lomba, 163. Até o dia 08.11, das 9h às 19h.

Posto Ipiranga Três Pontos – Estrada do Cachamorra em frente ao Heliogás. Até o dia 08.11, das 9h às 19h.

Theatro Net Rio – Copacabana – Rua Siqueira Campos, 143. Até o dia 08.11, das 12h às 19h.

Loja Vivo – Rua Visconde de Pirajá, 443 – Ipanema. Até o dia 08.11, das 13h às 19h.

Posto Burgão – Estrada dos Bandeirantes, 3300 – Taquara – Até o dia 08.11, das 12h às 19h.

Sede Social da Gávea - Até o dia 08.11, das 11h às 20h.
 
 

Nove dias após operação no joelho, Felipe já treina com bola no Ninho


de vento
em popa (Cahê Mota)A sexta-feira foi de novidade no campo 5 no Ninho de Urubu. Nove dias depois de passar por uma cirurgia no joelho esquerdo, Felipe já trabalhou com bola com o preparador Vágner Miranda. As atividades ainda foram bem leves, mas o goleiro calçou chuteiras e fez defesas com agachamentos simples, sem muita movimentação para lateral. A previsão inicial do departamento médico do Flamengo era de que a recuperação durasse em torno de quatro semanas. Neste prazo, o camisa 1 estaria fora da finalíssima da Copa do Brasil, marcada para o dia 27, no Maracanã.

Chefe do departamento médico rubro-negro, José Luiz Runco acompanhou de perto da atividade no centro de treinamento e avaliou a recuperação.

- O Felipe está evoluindo bem após a cirurgia, que não foi das mais complicadas. Estamos animados, sim. Depois, com calma, vou conversar com ele e ver como está se sentindo nesses primeiros dias de atividade com bola. Não adianta querer prever nada agora, no primeiro dia de treino com bola dele. Vamos aguardar. Mas existe a chance de voltar esse ano.

Jayme de Almeida foi mais precavido e elogiou a performance de Paulo Victor na meta do Flamengo.

- É o previsto (treinar com bola). Vamos jogo a jogo, dia a dia. É um goleiro experiente, mas vamos ter calma e esperar o dia dele. Estou muito feliz com o Paulo Victor. Ele está lutando, é bonito o empenho dele.

Com Paulo Victor no gol, o Flamengo encara o Goiás neste sábado, às 21h (de Brasília), pela 33ª rodada do Brasileirão. O Rubro-Negro tem 44 pontos e ocupa a décima colocação na tabela.


Flamengo poupa Léo Moura, Chicão, Elias e Carlos Eduardo contra o Goiás


Leo Moura, André Santos e Elias treino do Flamengo (Foto: Marcos Tristão / Agência O Globo)O planejamento do Flamengo para decisão da Copa do Brasil, contra o Atlético-PR, já começou nesta sexta-feira. Preocupado em recuperar fisicamente o elenco, Jayme de Almeida não relacionou quatro titulares para o reencontro com o Goiás, na noite de sábado, no Maracanã: Léo Moura, Chicão, Elias e Carlos Eduardo. Paulinho, que deixou a semifinal de quarta com um desconforto na coxa, vai para concentração e será avaliado para saber se terá condição de entrar em campo pela 33ª rodada do Brasileirão.

O treinador rubro-negro se apressou em deixar claro que não há problema de lesão. O desejo da comissão técnica é descansar os jogadores. Para partida contra o Grêmio, por exemplo, a última antes do jogo de ida da final, a tendência é que o Flamengo entre em campo somente com reservas.

- Vamos cuidar de detalhes que eles sentiram no jogo. Não é nada demais. É para não correr riscos.

Com as mudanças, a equipe titular deve ser formada por Paulo Victor, Digão, Wallace, González e André Santos; Amaral, Diego Silva, Luiz Antonio e Gabriel; Paulinho (Rafinha) e Hernane. Apesar da empolgação pela vitória da última quarta-feira, Jayme promete que o Flamengo não entrará relaxado diante do Esmeraldino e se mostrou preocupado em conquistar mais uma vitória para se livrar de vez do risco de rebaixamento.

- Os jogadores sabem o que alcançaram. Foi muito bonito de ver o que fizeram em um momento difícil que o clube passava. Se uniram e, graças ao esforço e determinação deles, o Flamengo chegou a uma final que ninguém acreditava. Para todo mundo, o ano era perdido. Estamos muito felizes, mas sabemos que temos que voltar a cabeça para os três jogos do Campeonato Brasileiro e focar nisso. Precisamos somar pontos. A Copa do Brasil é dia 20, e até lá temos Goiás, São Paulo e Grêmio. Jogos dificílimos. Com 44, ainda é arriscado. Acho que precisamos de 47. Com esses três pontinhos teremos a tranquilidade.

Por fim, o treinador rubro-negro elogiou o adversário. Em três confrontos na temporada, o Flamengo tem duas vitórias e um empate. O retrospecto, por sua vez, não deixa Jayme tranquilo.

- O Goiás, pelo que fez até agora no Brasileiro, é um time muito credenciado. Vai ser muito difícil. Eles estão voltados para esta competição, estão pertinho do Botafogo, e vai ser uma parada dificílima. Vai ser pegado, mas espero que possamos vencer. Espero o Goiás forte. Saiu de um torneio, mas segue sonhando com uma classificação possível para Libertadores. Não vai ser um jogo de ressaca. Precisamos ficar muito alerta em relação a ele.

Flamengo e Goiás se enfrentam às 21h (de Brasília) neste sábado, pela 33ª rodada do Brasileirão. Com 44 pontos, o time carioca é o décimo colocado no Brasileirão, enquanto o Esmeraldino, em quinto, tem 52.

Atlético-PR x Flamengo: ingressos do primeiro jogo à venda para sócios-torcedores



Flamengo venda de ingressos jogo Atlético-PR (Foto: Reprodução)A venda de ingressos para a partida de ida da decisão da Copa do Brasil entre Flamengo e Atlético-PR, dia 20, na Vila Capanema, em Curitiba, começa nesta sexta-feira para sócios-torcedores do clube carioca. Ciente de que a quantidade não será suficiente para a demanda dos rubro-negros, o clube já trabalha para inovar e transmitir o confronto direto dos telões do Maracanã.

O desejo ainda é recente, e há vários assuntos a serem abordados em termos de logística, desde o custo para utilização do estádio, passando pela organização e também segurança nos arredores e dentro do Maracanã. O departamento de marketing só passará a trabalhar nessas providências após solucionar toda logística para a comercialização das entradas para grande final do dia 27, no Rio. A venda para o jogo de volta para sócios-torcedores deve começar na próxima segunda-feira.

Para o jogo de ida, os sócios "+Paixão" tem a prioridade na compra, a partir das 20h dessa sexta-feira. O grupo "Paixão" pode adquirir suas entradas a partir das 9h de sábado; o "+Amor" no sábado às 16h; o "+Raça" no domingo, às 9h; e o "Raça" no domingo, às 16h. Os valores ainda serão informados, no momento da abertura da venda. Informações no site www.flamengo.com.br.


Flamengo antecipa venda de ingressos para final da Copa do Brasil


O Flamengo já começa a respirar os ares da decisão da Copa do Brasil. O clube antecipará a venda de ingressos para quem é sócio-torcedor e projeta disponibilizar os bilhetes da grande final, dia 27, no Maracanã, já a partir da próxima segunda-feira. Com isso, o clube espera conseguir ainda mais adesões ao programa que cresce em ritmo acelerado com a boa fase do time. Já as entradas para o grande público só acontecerá poucos dias antes do segundo e decisivo jogo.

O Mengão acerta os últimos detalhes para fazer o anúncio oficial do início das vendas para sócio-torcedor. Ainda não foi anunciada a carga total de ingressos para a decisão com o Furacão.

No momento, o clube tem média de 150 adesões por hora e o departamento de marketing projeta um crescimento ininterrupto até a decisão contra o Atlético-PR, dia 27, no Maracanã. Com cerca de 48 mil membros na noite de quinta-feira, o clube estima superar a marca dos 60 mil nas próximas três semanas, ficando assim atrás somente de Inter (109 mil) e Grêmio (74 mil).

Cortesias e gratuidades são razão da polêmica nos ingressos de Flamengo x Goiás

Um aparente erro de cálculo na operação de ingressos para a segunda partida da semifinal da Copa do Brasil entre Flamengo e Goiás criou polêmica entre os rubro-negros. Inicialmente, a concessionária do Maracanã e o clube preferiram o silêncio sobre o tema. Na ata da Federação de Futebol do Rio (Ferj), o total de ingressos à venda foi de 54.030, carga esgotada, conforme anúncio oficial do Flamengo e confirmado no e-mail de serviço de jogo enviado pelo concessionária no dia 5 de novembro. O número de pagantes anunciado no telão do estádio, no dia do jogo, contudo, foi de 49.421. Onde teriam ido parar os 4.609 ingressos da diferença? A resposta: num misto de erros de conta e em um problema de comunicação.

O primeiro erro foi na divulgação do número total de ingressos à venda. Foram 54.430 à venda - 400 ingressos a mais do que inicialmente divulgado - mas não ficou claro que 3.504 desses bilhetes eram destinados à torcida do Goiás (e que muito poucos foram vendidos).  O segundo erro ocorreu na divulgação de cortesias, cativas e gratuidades. Segundo a ata oficial da Ferj, foram 10.381 ingressos desta natureza. O GLOBOESPORTE.COM, no entanto, apurou que foram 1.115 ingressos a mais - num total de 11.536.

Torcida do Goiás compareceu em pequeno número, mas um grande espaço foi inutilizado para o isolamento do grupo que foi feito com lonas e seguranças (Foto: Vicente Seda) 
Torcida do Goiás compareceu em pequeno número, mas um grande espaço foi inutilizado para o isolamento do grupo que foi feito com lonas e seguranças (Foto: Vicente Seda)


Ou seja - se o número total de ingressos foi 64.811 - o número de bilhetes à venda foi menor: 53.275. Com 3.504 bilhetes de Goiás - o total de entradas para a torcida do Flamengo caiu para 49.771. A diferença para o público pagante anunciado no telão, 49.421, corresponde a 350 ingressos que foram comprados pela internet mas cuja transação não foi confirmada pelas operadoras de cartão de crédito - ou seja, a venda não foi concretizada. Resta saber se a conta fecha - porque alguns bilhetes destinados para goianos foram vendidos. Mas até a tarde desta sexta-feira o borderô não havia sido publicado no site da CBF.

Por e-mail, a concessionária confirmou o motivo da diferença:

- A carga total de ingressos colocada à venda incluía ingressos reservados para a torcida do Goiás, que não foram adquiridos pelo clube e nem postos à venda para a torcida do Flamengo; ficando, portanto, indisponíveis. Além disso, foram emitidas gratuidades/cortesias em maior número do que inicialmente previsto na reunião da Ferj.

Concessionária vai apurar venda de bebida alcoólica durante partida


A concessionária avisou também que abrirá procedimento interno para apurar a venda ilegal de bebidas alcoólicas, denunciada pelo GLOBOESPORTE.COM, dentro do estádio:

- Foi aberto procedimento interno a respeito da denúncia de que uma pessoa, com trajes de vendedor credenciado, estaria vendendo bebida alcoólica no setor Norte. A empresa informa que não compactua com essa prática e vai tomar todas as medidas junto às áreas de segurança, credenciamento e bares visando a identificação e coibição de qualquer tentativa de comercialização de produtos ilegais nas dependências do estádio.

Sobre a questão de torcedores usarem as pilastras do anel externo como banheiro, no intervalo dos jogos, quando há filas nos mictórios, a concessionária afirmou

- O Maracanã tem 291 banheiros espalhados em todas as áreas do estádio. Centenas de seguranças e orientadores informam a localização e as equipes de limpeza trabalham incessantemente para mantê-los limpos antes, durante e depois das partidas. Contamos com a colaboração dos torcedores para que evitem tal atitude para a conservação e bom uso do estádio.

A empresa comentou ainda a questão de os bares não emitirem notas fiscais, fato que afeta a prestação de contas ao Flamengo, clube que pelo contrato com a concessionária tem direito a 25% dessa receita. A prestação de contas não satisfatória foi um dos fatores que dificultou a negociação entre as partes.

- Os bares do Maracanã não precisam emitir nota fiscal, por funcionarem apenas durante eventos esportivos. Em conformidade com o artigo 207, parágrafo único, do Regulamento do ICMS do Rio de Janeiro (Decreto nº 27427/2000), a empresa que opera os bares solicitou à Secretaria Estadual de Fazenda dispensa da emissão de documento fiscal junto com o requerimento de inscrição para funcionamento provisório nos jogos realizados no estádio. Este requerimento, segundo a legislação anteriormente citada, assegura o regular funcionamento das unidades.Essa operação é da concessionária do Maracanã.


Artilheiro do Ano: Brocador responde rápido e alcança o topo



Prêmio Friedenreich - artilheiro do ano - 08/11/2013 (Foto: Editoria de arte)




Desempenho dos clubes ajuda a ampliar programas de sócios-torcedores



Torcida do Flamengo no Maracanã (Foto: Paulo César/ LANCE!Press)Por razões distintas, Flamengo e Bahia foram alguns dos clubes brasileiros que mais ampliaram os quadros de sócio-torcedor no terceiro trimestre deste ano (julho, agosto e setembro). O salto obtido pelo Rubro-Negro carioca, que ocupa hoje a quarta posição no ranking do “Movimento Por um Futebol Melhor” com 45.719 sócios, deve-se muito também aos gols do atacante Hernane.

Com pouco mais de 15 mil associados, o Bahia, diferentemente da equipe carioca, vitaminou o seu programa em 337,4%, graças à ação do departamento de marketing, que reduziu os preços das mensalidades. Outro clube nordestino que se destacou no período foi o Santa Cruz, que acaba de se garantir na Série B na próxima temporada. A equipe soma hoje 19.627 sócios, evolução acompanhada pelo rival Sport, cujo programa registrou um salto de 45,8% (22.384 sócios).

A performance dos clubes e o preço das mensalidades são dois fatores importantes, mas não os únicos como afirma o gerente de Marketing da Brahma, Rafael Pulcinelli.

- O resultado dentro de campo é importante, não discordo, mas há outros fatores importantes, como o preço para se associar e o envolvimento do clube com o programa. Os torcedores aderem mais quando se convencem que vão ajudar seu clube e ainda obter vantagens com isso - declarou.



O ranking divulgado ontem pela Brahma mantém a supremacia do Internacional, desde o início líder do movimento, agora com 109.681 sócios. O “Movimento Por um Futebol Melhor” reúne hoje 34 clubes e um total de 630.783 sócios.

O Grêmio se manteve em segundo lugar, com 73.962, seguido pelo Santos, em terceiro, com 53.636 associados. A boa campanha na Série B e as seguidas ações de marketing do Palmeiras garantiram o clube em sétimo com 38.305 (um salto de 43,4%).

Em quinto lugar figura o Corinthians, que agora soma 45.101 torcedores. O clube do Parque São Jorge não foi o único que amargou perdas. O vasco (-10,1%), o rebaixado Náutico e a Portuguesa também sofreram baixas. O Corinthians experimentou uma perda de 5,8%, o equivalente a menos 3.950 associados.

Clubes divulgam valores diferentes

O ranking de sócios-torcedores divulgados pela Brahma gera contestação dos clubes. Da mesma forma que reclamam quando saem as pesquisas de torcedores, quase todos que possuem um número maior de sócios-torcedores.

O critério da Brahma é contar os CPFs dos sócios que estão com o pagamento ao clube está em dia.

O Corinthians aceita vários torcedores no mesmo CPF, com os dependentes pagando menos. Segundo o clube, são 60 mil adimplentes, 33% a mais do que o computado pelo ranking do Movimento.

Na coisa maldita, vasco, se diz que os inadimplentes representam 10.260, mas esses deveriam ser contados porque têm os mesmos benefícios de quem paga (13.731). Para efeito de desconto em compras, não têm, porque são excluídos.

No Botafogo, a situação é inversa. O clube reconhece apenas 9 mil sócios torcedores, contra os 11.190 apontados pelo Movimento.




Em busca de mais um título, Petkovic não vê diferença em ganhar do Bota


Petkovic flamengo e américa semifinal do Carioca Fut7 (Foto: Davi Pereira / JornalF7.com)
Como se já não bastasse o encontro das duas principais potências do futebol 7 nas finais do Campeonato Carioca, o torcedor que acompanhar o duelo entre Botafogo e Flamengo, neste sábado, às 10h, e neste domingo, às 9h30m, na Vila Olímpica do Salgueiro, poderá ver de perto o ídolo sérvio Petkovic em campo. Vestindo mais uma vez a camisa rubro-negra, o gringo segue focado em buscar seu segundo título no futebol 7.

- A chance é boa e faremos de tudo para conquistar mais esse título para o Flamengo. Estamos crescendo e ganhando corpo e força para esse esporte. Botafogo e Flamengo já se enfrentaram muitas vezes e o Fla vem sendo bem sucedido. A preparação para o jogo é basicamente a mesma, porém, algo de diferente nessa preparação não se revela (risos) - disse o sérvio, artilheiro do Mundialito de Clubes de futebol 7.

Se para os torcedores a rivalidade entre Flamengo e Botafogo é um ingrediente a mais na finalíssima, Petkovic é direto ao afirmar que não existe um sabor diferente em ganhar do rival alvinegro.

- Não. O importante é vencer, independente do adversário. Nesse caso o Botafogo é um time forte e é sempre bom vencer um time forte. A garotada do Flamengo é excelente, além, de bons jogadores, são bons rapazes. O ambiente é ótimo. São todos meus fãs, mas, agora que os conheço também virei fã deles - afirmou Pet, aproveitando para elogiar o grupo flamenguista. 

Petkovic América Flamengo futebol 7 (Foto: Davi Pereira/Jornal F7.com) 
Petkovic foi bem no duelo diante do America pela semifinal do Carioca (Foto: Davi Pereira/Jornal F7.com)
 
O gringo tem sido presença marcante com a camisa rubro-negra nos campeonatos da modalidade. No próximo fim de semana, Petkovic viaja com o grupo para a primeira fase da Liga Nacional de Futebol 7, que terá a participação de outros jogadores de sucesso nos gramados, como Deco, Washington e Dodô, além da transmissão do SporTV.

- Esse esporte se assemelha com o futebol de campo. Uma das diferenças é que marcamos mais gols. Com o aumento da visibilidade, acredito que o futebol 7 pode contagiar muita gente. Logicamente o foco é a final do Carioca, mas já projetando a Liga Nacional, é sempre bom rever os amigos.


Elias reconhece: 'Após a saída do Mano, decidimos mudar as coisas'

A temporada de 2013 corria com certa dificuldade para o Flamengo, com uma nova diretoria prometendo não fazer loucuras financeiras. Com uma campanha instável no Campeonato Brasileiro, foi o anúncio de Mano Menezes, no dia 13 de junho, após a Copa das Confederações, que trouxe a garantia de um rumo a ser seguido pelo clube. No entanto, bastou uma derrota por 4 a 2, em casa, diante do Atlético-PR, no dia 19 de setembro, para o então técnico entregar o cargo e as incertezas voltarem. Mas, para Elias, foi nesse momento, quando o Fla estava na 15ª posição, que a tão necessária virada aconteceu.

- Quando o Mano pediu para sair, nos reunimos e decidimos que, se a gente não fizesse uma boa campanha no Campeonato Brasileiro, não tirasse o time da situação que estava, a culpa ia ser dos jogadores. A partir desse momento, a equipe se fechou. Começamos a ser companheiros de clube. Porque companheiro é aquele que no momento difícil vai lá e faz por você - afirmou, durante participação no "Arena SporTV". 


Mano Menezes Elias Flamengo  (Foto: André Durão / Globoesporte.com) 
Mano Menezes orienta Elias: técnico ficou três meses no Fla (Foto: André Durão / Globoesporte.com)
 
Para o camisa 8 rubro-negro, que chegou a ser capitão do time sob o comando de Mano, a saída do ex-técnico da Seleção fez os jogadores ligarem o sinal de alerta, justamente quando começaram a receber o carinho do então auxiliar, e que seria efetivado a novo técnico, Jayme de Almeida.

- A partir dali ligamos a chave de alerta e começamos a trabalhar mais. Também tivemos o apoio e o carinho do Jayme, que foi fundamental, que é um vozão para nós. A partir da saída do Mano, decidimos mudar as coisas - revelou o meia.

O comentarista PC Vasconcellos foi além. Parabenizou a postura do jogador, por ter reconhecido, objetivamente, que a troca de treinador foi importante e ainda elogiou a decisão de Mano Menezes de entregar o cargo, avaliando a atitude como benéfica ao Flamengo.

- Parabéns ao Elias. É raro um jogador de futebol ter essa objetividade ao analisar a saída de um técnico e a chegada de outro. E outro parabéns ao Mano. Embora até hoje muita gente o critique por ter pedido demissão, isso foi motivado por ele ter constatado que não teria condições de fazer esse grupo chegar onde chegou. A atitude do Mano foi a mais perfeita e adequada para o momento que o Flamengo vivia. E o Elias corroborou com isso aqui. Foi a primeira vez que um jogador do Flamengo disse que a mudança do tme começou a partir da saída do técnico - comentou.

Com 1,6 milhão como meta, Flamengo projeta 60 mil sócios antes de decisão


Um contador que não para de girar. Essa tem sido a realidade da medição de sócios-torcedores do Flamengo desde a classificação para final da Copa do Brasil. Se o dia seguinte à vitória por 2 a 1 sobre o Goiás, na semi, foi suficiente para ultrapassar o Corinthians e transformar o "Nação Rubro-Negra" em quarto programa mais bem sucedido do país - com média de 150 adesões por hora -, o departamento de marketing rubro-negro projeta um crescimento ininterrupto até a decisão contra o Atlético-PR, dia 27, no Maracanã. Com cerca de 48 mil membros na noite de quinta-feira, o clube estima superar a marca dos 60 mil nas próximas três semanas, ficando assim atrás somente de Inter (109 mil) e Grêmio (74 mil).

A "boom" do programa se deve muito ao desejo dos flamenguistas em ter prioridade para compra de ingressos para finalíssima. Para se ter ideia, dos quase 50 mil bilhetes vendidos diante do Goiás, cerca de 20 mil foram adquiridos pelos sócios antes de serem destinados ao grande público. O retorno positivo empolga nos bastidores, e o diretor de marketing Fred Luz é claro ao relacionar o sucesso repentino à boa performance da equipe em campo. Tanto que as estimativas crescerão ainda mais em caso de título. Não somente pela empolgação natural, mas também pelo fator Libertadores - seja para ingressos ou formação do elenco.

- É uma coisa muito nova, mas acredito que temos uma chance muito grande de chegar aos 60 mil antes da final. Na hipótese de título, abre uma outra perspectiva: a Libertadores. Os reforços do time já terão que ser diferentes, como o Wallim já falou, e muda bastante essa equação. Se o Flamengo conquista o título, como esperamos, dá outro "boom".

 Sessenta mil membros é uma meta ousada e palpável a curto prazo, mas está longe do objetivo traçado pela diretoria. Ter os cerca de 40 milhões de torcedores do clube efetivos no "Nação Rubro-Negra" é uma utopia, mas, com base no exemplo do Benfica, o diretor Fred Luz sonha alcançar a marca de 1,6 milhão de adesões. 

- A ideia do programa é criar a espiral positiva. O torcedor ajuda o clube, o dinheiro é voltado exclusivamente para o futebol, que sai fortalecido, empolga e o torcedor se engaja. Tomara que isso não tenha fim até atingir os 40 milhões de rubro-negros. Até o momento, a maior conversão de torcedor em sócios é do Benfica, com 4%. Isso significa 1,6 milhão para o Flamengo. Estamos bem para este início, mas ainda muito longe do potencial de um programa bem estruturado. É o começo de um processo. 

Para decisão contra o Atlético-PR, o Flamengo sabe que ainda vão sobrar ingressos para o público que não faz parte do projeto de sócio-torcedor. Futuramente, no entanto, a realidade pode ser diferente, o que fará com que o lucro cresça de acordo com a adesão de categorias mais privilegiadas. Atualmente, seis planos variam entre R$ 39,90 e R$ 199,90, com os sócios que pagam mais caro com prioridade na fila por bilhetes. 

- Boa parte dos sócios está fora do Rio. Contra o Goiás, conseguimos colocar 54 mil ingressos à venda, mas o Maracanã tem muito mais lugares. Cerca de 20 mil sócios compraram. Está longe de lotar o estádio, mas isso vai acontecer. E quando acontecer as faixas de sócio vão importar mais ainda, pelas prioridades diferentes. Além disso, o sócio tem tido desconto. 

Normalmente, o participante do "Nação" tem pago metade do valor que desembolsaria em condições normais (incluindo benefícios de meia-entrada). Na decisão, porém, é possível que o desconto seja menor.  

Para evitar que interessados em ingressos na final se tornem membros somente por este benefício, o clube não aceita adesões com opção de pagamento mensal. O prazo mínimo para se tornar sócio-torcedor é de seis meses. De acordo com Fred Luz, passados oito meses do lançamento do programa, o número de desistências é irrisório. 

- A filosofia do programa de sócio-torcedor é de estabilidade, continuidade. Não é um toma lá, dá cá. Isso não faz muito sentido. Estamos contando com a intenção do torcedor de ajudar o clube com o sonho de construir um time forte, competitivo, líder no Brasil. E o sócio está contribuindo. A taxa de mortalidade é muito baixa. Trabalhamos com programas de seis meses e um ano para que o torcedor se sinta estimulado pela resposta da administração. Temos a consciência de que é preciso manter a responsabilidade, pagando impostos, honrando contrato, mantendo os atletas em dia. É uma situação que está longe de ser resolvida. 

Com a volta definitiva ao Maracanã, o Flamengo passou a disponibilizar também cartões magnéticos para que sócios-torcedores não precisem de ingressos para entrar ao estádio. Assim, reduz o fluxo nas bilheterias e até mesmo nas catracas. De acordo com planejamento, futuramente objeto passará a ser cartão de crédito ou terá a opção de deposito de uma quantia financeira, acelerando também o processo de compra online.


quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Wallim comenta o futuro de Jayme no Flamengo: 'Contamos com ele em 2014'



O trabalho de Jayme de Almeida não satisfez apenas os torcedores do Flamengo. Um dia após a classificação para a final da Copa do Brasil, o vice-presidente de futebol rubro-negro, Wallim Vasconcelos, confirmou que intenção do clube é manter Jayme de Almeida como técnico do time para a próxima temporada. A possibilidade já havia sido levantada pelo próprio dirigente, mas o desejo parece cada vez mais real.

- Não tenha dúvida, contamos com ele em 2014. É um cara de pele rubro-negra, conseguiu conquistar a torcida e isso faz toda a diferença - disse Wallim Vasconcelos à Rádio Bradesco Esporte FM.

Depois de praticamente livrar o Flamengo do risco de rebaixamento para a Série B, Jayme comandou o time contra o Goiás, na vitória por 2 a 1, que garantiu o time na decisão contra o Atlético-PR, e caiu nas graças da torcida. Do dirigente também.

- O Jayme é uma pessoa que você olha e acha que é um cara tranquilo, fala baixo, mas o Jayme é um treinador que cobra bastante dos atletas. Ele não dá moleza no treinamento, nas indicações para os atletas e cobra bastante. Mas, por outro lado, é leal, correto e aberto ao diálogo. Teve o mérito de definir o time, uma tática e essa talvez tenha sido a chave do sucesso. O torcedor sabe qual é o time do goleiro ao ponta.

Em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM, Jayme contou que o processo de reformulação começou há um mês, independentemente de ser confirmado ou não. E o dirigente espera montar um bom time para a disputa da Taça Libertadores caso o time vença a Copa do Brasil.

- Se formos para a Libertadores, como falaram, vamos ter novas peças. É uma disputa dura, precisamos de muita malandragem e gente cascuda para jogar partidas fora do Brasil. E temos que ter um time de jogadores experientes para fazer uma bela campanha, o que a torcida espera fazer - finalizou Wallim.

O Flamengo volta a campo no próximo sábado, contra o Goiás, às 21h (horário de Brasília), no Maracanã, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Zico explica o que funciona no local chamado Flamengo no Qatar


 Zico posta nova foto do lugar chamando Flamengo em Doha (Foto: Reprodução/ Facebook)
  
No comando do Al-Gharafa, do Qatar, Zico postou na terça-feira uma foto inusitada em seu perfil no Facebook. Passeando por Doha, o Galinho encontrou um lugar na cidade com o nome de Flamengo. Mesmo sem saber o que funcionava no local, o eterno camisa 10 da Gávea resolveu compartilhar a descoberta com os rubro-negros. E na tarde desta quinta-feira, Zico postou nova imagem do lugar e explicou o que funciona lá: uma loja de decoração com artigos para casa. Além disso, o Galinho aproveitou o Facebook para elogiar o Rubro-Negro por ter chegado à final da Copa do Brasil.

"E o Mengão está na final! Meus parabéns a todos os jogadores, aos meus amigos Canta e Jayme, toda equipe de apoio e mais uma vez para a torcida que fez sua parte com uma festa de arrepiar pelo que vi daqui. Hoje tivemos uma vitória importante também no Al Gharafa e estou seguindo para o Rio de Janeiro num bate e volta de 3 dias. Abaixo a foto da loja que vi com nome de Flamengo aqui em Doha. Estive perto, fiz uma foto melhor e nosso intérprete matou a charada. É uma loja de decoração com artigos para casa, como dá para perceber na foto da frente da loja. Os donos estavam sem ideia de nome pra loja e uma criança que estava perto sugeriu por causa do pássaro flamingo, eles aceitaram e acabou escrito assim. Curioso.", postou Zico no Facebook.



Paulo Victor chega a 50 jogos louco por título: ‘Vai ser emocionante’

A vitória por 2 a 1 sobre o Goiás, nesta quarta-feira, pela semifinal da Copa do Brasil, foi o 50º jogo de Paulo Victor pelo Flamengo. A marca, expressiva para um goleiro que jamais teve sequência como titular, foi muito comemorada por ele, principalmente pela classificação para a decisão contra o Atlético-PR.

- Fiquei feliz demais pela marca e pela classificação. Estou no Flamengo desde 2005, no profissional desde 2006, e vou completar oito anos de clube agora. Sei o quanto ralei. Fui o quarto goleiro durante quatro anos, entrava pouco nos coletivos, mas mantive a perseverança, acreditava que poderia jogar e hoje me sinto realizado. Ainda não totalmente porque falta o título. Vai ser emocionante – disse PV.

Felipe, que passou por uma artroscopia no joelho esquerdo há uma semana, tenta se recuperar para disputar pelo menos a segunda partida da decisão, dia 27, no Rio. A primeira será no dia 20, no Paraná. A possibilidade, no entanto, ainda é considerada remota pelo técnico Jayme de Almeida. Ele prefere esperar a evolução do tratamento do camisa 1. 

Flamengo goleiro Paulo Victor  (Foto: Getty Images) 
Há quase oito anos no Flamengo, goleiro Paulo Victor irá disputar sua primeira final pelo clube (Foto: Getty Images)
 
Em 2013, Paulo Victor disputou 12 jogos. Com ele no gol, o Flamengo conquistou sete vitórias, empatou três vezes e perdeu duas. Em 50 partidas, foram 46 gols sofridos.

- A gente sabe que goleiro não pode desligar em nenhum momento. O jogo de ontem acabou, nós nos classificamos, mas hoje estava treinando. Sei da responsabilidade que tenho, a oportunidade aconteceu, me preparo cada vez mais para corresponder – afirmou.

Paulo diz que respeita muito o Atlético-PR e aponta alguns dos destaques do Furacão, que além de decidir a Copa do Brasil é o vice-líder do Brasileiro.

- A gente sabe que o Atlético-PR é muito forte dentro de casa. Perdeu só um jogo no Brasileiro. É um time de qualidade, a preparação deles foi diferente da nossa. Só começaram a jogar com força máxima no Brasileiro. Posso falar da qualidade do Éverton, que jogou comigo no Flamengo, do Paulo Baier, que tem uma qualidade incrível para bater na bola. Mas nós temos Elias, Hernane, Wallace, entre outros. Vamos poder jogar de igual para igual.

Antes do Furacão, o Flamengo terá três partidas pelo Brasileiro. Neste sábado, contra o Goiás, no Rio. Na quarta-feira que vem, contra o São Paulo, em Itu-SP, e no dia 17, contra o Grêmio, em Porto Alegre. 


Em grande fase, Flamengo mira o topo no ranking de sócios

Apenas oito meses após lançar seu projeto oficial de sócios-torcedores, o Flamengo acaba de ultrapassar o Corinthians e assumir a quarta posição no ranking nacional, de acordo com o Movimento Por um Futebol Melhor, da Ambev. Classificado para a final da Copa do Brasil – medirá forças com o Atlético-PR – o rubro-negro viveu ao longo desta quinta seu maior boom em termos associativos: quase 1.800 novos adeptos até as 17:30 hs.


No ritmo atual, presume-se que a terceira colocação (pertencente ao Santos, com cerca de 53.600 sócios) seja questão de tempo para os integrantes do projeto Nação Rubro-Negra. Levando em conta a existência de planos que vão de R$ 39 a R$ 199 mensais, dois mil novos associados contribuindo com R$ 50 proporcionam receita adicional anualizada de R$ 1,2 milhão. Em um único dia, o valor supera até mesmo premiações oferecidas por patrocinadores e CBF.

Como o primeiro jogo das finais acontece em duas semanas, é intuitivo que o ritmo de adesões seguirá crescendo – embora em escala naturalmente menor com o passar dos dias. Até terça eram aproximadamente 500 associados/dia, média já suficiente para que o clube atinja 55 mil sócios às vésperas do embate. Em caso de título, a meta de alcançar os 73 mil sócios do Grêmio se tornaria factível. A partir de então, só haveria o “inatingível” Internacional pela frente.

Torcedores visando ingressos para o Maracanã encontram no projeto uma forma mais fácil e barata de consegui-los. Neste sentido, descontos e prioridades continuam sendo a única base do Nação Rubro Negra, sem perspectivas de benefícios como produtos ou direito a voto – razão de críticas por parte da torcida, principalmente dos 80% não-residentes no Rio de Janeiro.

Apesar dos problemas, o projeto sócio-torcedor do Flamengo – último dos grandes clubes a adotá-lo – veio saciar demandas reprimidas e tirar do papel um potencial econômico tido e havido como “inexplorado”. De maneira muito feliz, o repórter Cahê Mota, do Globoesporte.com, relatou que o Flamengo descobriu, vencendo, a melhor estratégia de marketing disponível no mercado.
Um grande abraço e saudações!

Flamengo e Corinthians fecham patrocínio para o Mundialito de Beach Soccer


Flamengo e Corinthians fecharam contratos de patrocínio para o III Mundialito de Beach Soccer, que acontecerá entre os dias 10 e 17 de novembro, na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. O Mengão  selou parceria com a Sika Brasil e o corinthians com a Joli, ambas do setor da construção civil.

Previsto nos acordos, intermediados pela agência de marketing esportivo Wolff Sports & Marketing, a Joli estampará sua logomarca nos ombros e na barra traseira da camisa corintiana durante toda a competição. Enquanto a Sika Brasil será estampada no peito e nas costas do uniforme rubro-negro. Detalhes financeiros não foram revelados.

O  Flamengo estreará contra o próprio Corinthians  no próximo domingo, às 10h, válido pelo jogo de abertura do torneio. O último campeão da competição, o Lokomotiv Moscou (RUS), não irá participar. Os outros concorrentes ao título são Botafogo, Milan, Barcelona, Peñarol, do Uruguai, e Al-Ahli, dos Emirados Árabes e vasco.

Com contrato até o fim do ano, Elias deseja ficar no Flamengo em 2014

A cada vez que entra no Maracanã, Elias ouve "Eô, eô, o Elias é um terror". Some-se a isso o fato de a torcida do Flamengo ter abraçado o jogador no período em que o filho do atleta, Davi, de um ano e oito meses, ficou internado por conta de uma pneumonia, e está formada uma relação de amor difícil de ser quebrada. É isso que espera Elias. Com contrato com o Flamengo até 31 de dezembro de 2013, o jogador quer continuar no Flamengo em 2014.

- Por contrato, tenho que me apresentar ao Sporting, de Portugal, em janeiro. Minha vontade é permanecer aqui. No meu contrato, se não me engano, (a cláusula de rescisão é) de dez a 15 milhões de euros. Mas isso é um absurdo para um jogador de 28 anos e para o mercado brasileiro – explicou o meia, no “Arena SporTV”.

Emprestado de graça até 31 de dezembro, Elias, de 28 anos, tem passe fixado em € 8 milhões (cerca de R$ 24 milhões). O Flamengo, o pai do jogador, Eliseu Trindade, e o empresário Carlos Leite tentam a redução deste valor para adquirir o volante em definitivo. Caso a negociação não dê certo, o acordo já prevê pagamento de € 500 mil (R$ 1,5 milhão) pelo período em que o volante defendeu o clube. Na última semana, a imprensa portuguesa noticiou um possível interesse do Sporting no volante Luiz Antonio, o que poderia facilitar a transação.

Elias Flamengo Arena SporTV (Foto: Divulgação SporTV) 
No Arena SporTV, Elias diz que deseja ficar no Flamengo em 2014 (Foto: Divulgação SporTV)

Elias está confiante que haverá um acerto entre todas as partes e que até o fim do ano tudo esteja certo para ele continuar defendendo o Rubro-Negro.

- Eles (o Sporting) têm uma dívida comigo. Meu pai foi lá e negociou com eles. Acho que tudo vai dar certo, mas o Flamengo tem que ir lá e negociar. Minha parte está feita, agora é com o Flamengo.

Elias tem vínculo com o Sporting até 2016. Contratado pelos portugueses em 2011 por € 8,8 milhões (R$ 26,8 milhões), foi a maior negociação da história do clube de Lisboa. O jogador recebia em Portugal € 1,3 milhão (R$ 3,9 milhões na cotação atual) por ano - R$ 325 mil mensais.


Flamengo x Goiás: ingressos à venda para jogo pelo Brasileirão


Após garantir a classificação à decisão da Copa do Brasil, o Flamengo volta a enfrentar o Goiás. A partida, válida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, será neste sábado, novamente no Maracanã, e os ingressos já estão à venda pela internet e também nas bilheterias físicas.

Para esta partida, o cartão-ingresso dos sócios-torcedores também poderá ser carregado com as entradas dos convidados, de acordo com o plano. Há pontos de venda e troca exclusivos para os associados.

No dia do jogo, as bilheterias fecham às 14h, e os ingressos serão vendidos somente no Maracanã até o início da partida.

Há meia-entrada para estudantes em geral, jovens até 21 anos, adultos entre 60 e 64 anos e professores da rede pública municipal.

Confira os preços:

Superior Nível 2 Norte
R$ 60 (R$ 30 a meia)
Sócios-torcedores: R$ 30 (R$ 15 a meia)
Inferior Norte
R$ 60 (R$ 30 a meia)
Sócios-torcedores: R$ 30 (R$ 15 a meia)
Superior Leste
R$ 80 (R$ 40 a meia)
Sócios-torcedores: R$ 40 (R$ 20 a meia)
Inferior Leste
R$ 100 (R$ 50 a meia)
Sócios-torcedores: R$ 50 (R$ 25 a meia)
Maracanã Mais*
R$ 160 (R$ 100 a meia)
Sócios-torcedores: R$ 100 (R$ 70 a meia)
*Taxa fixa de serviço, no valor de R$ 40, já inclusa

Confira os pontos de venda e troca para o público em geral:

Engenhão (bilheteria Sul)
Maracanã (bilheteria 2)
Gávea
Posto de Gasolina Ale (Botafogo)
Casa Vila da Feira (Tijuca)
Loja Burgão (Jacarepaguá)
Cariocas FC (Penha e Méier)
Loja Fanático (Araruama)
Loja Casa do Atleta (Niterói)
www.futebolcard.com

Confira os pontos de venda e troca para os sócios:

Maracanã (container ao lado do portão E)
Gávea
Lojas Espaço Rubro-Negro (algumas disponíveis apenas para troca)
Lojas FlaBoutique
www.flamengo.com.br