Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 7 de dezembro de 2013

Pelaipe confirma permanência no Flamengo na próxima temporada


 O Flamengo não terá mudanças em seu comando no futebol em 2014. Depois de confirmar o acerto com Jayme de Almeida para seguir como técnico da equipe até o fim de 2015, chegou a vez de Paulo Pelaipe decretar sua continuidade na Gávea. A situação já era uma tendência, principalmente após o título da Copa do Brasil, mas ainda carecia de uma posição oficial. E foi o próprio diretor executivo o responsável pela confirmação, neste sábado, no Maracanã, após o empate por 1 a 1 com o Cruzeiro, no último jogo da temporada.

- Já acertei tudo com o Wallim (Vasconcellos, vice de futebol). Vou ficar.

Com isso, o Flamengo faz valer a cláusula de renovação automática presente no contrato do dirigente gaúcho, que chegou ao clube juntamente com a gestão Eduardo Bandeira de Mello. O primeiro ano de trabalho de Pelaipe foi conturbado diante de acusações de ser difícil de lidar e questionamentos por contratações como a de Carlos Eduardo. O executivo, entretanto, termina o ano em alta, principalmente pelo sucesso de apostas como Paulinho e o zagueiro Wallace.

Depois do título da Copa do Brasil, ainda no gramado do Maracanã, Elias encabeçou uma homenagem a Pelaipe e o ergueu em direção a torcida juntamente com os companheiros. O gesto praticamente decretou a permanência e sepultou questionamentos sobre seu relacionamento com o grupo. Tanto o executivo quanto Wallim, por sua vez, continuavam reticentes em confirmar a extensão do contrato publicamente até a noite deste sábado.

Com o futuro definido, os dirigentes trabalham no planejamento para 2014, quando o Flamengo volta a disputar a Libertadores, e buscam reforços. O volante Rodrigo Souza, que disputou a Série B pelo Boa Esporte, deve ser o primeiro deles e tem as conversas bem adiantadas. Antes de anunciar uma contratação, porém, o Rubro-Negro deve definir a renovação de contrato de Léo Moura por mais uma temporada. A expectativa é de que uma reunião no começo da semana sele o acordo.

Cesar fecha o gol na estreia como profissional: 'Noite inesquecível’



Cesar - Flamengo x Cruzeiro (Foto: Pedro Martins/ AGIF)Festivo, o jogo deste sábado tinha tudo para ser daqueles que poucos lembrariam daqui a um tempo. Contudo, a partida não sairá da memória do goleiro Cesar tão cedo. Melhor jogador em campo, ele fechou o gol, fez pelo menos três intervenções milagrosas e só foi vazado em um chute indefensável de Souza, do Cruzeiro, que decretou o empate por 1 a 1.

Após o jogo, o jovem de apenas 21 anos e que foi aclamado pela torcida durante e após o jogo, estava em êxtase e afirmou que a noite de 7 de dezembro será inesquecível.

– Foi maravilhoso. Estrear aqui no Maracanã era o meu sonho. Estava desde sexta-feira ansioso junto com minha esposa. Sou só um coadjuvante nesse elenco, mas foi uma noite inesquecível, sem dúvidas – afirmou o terceiro goleiro do Flamengo.

Distribuindo autógrafos para os torcedores que estavam na arquibancada após o jogo, Cesar parecia ser um ídolo da torcida. Apesar do assédio, Cesar não esqueceu de quem lhe ajudou e deu a chance de atuar diante do Maraca lotado:

– Só tenho a agradecer a confiança de todos. Do Jayme, do Cantareli (auxiliar técnico e ex-goleiro do Flamengo) e do Wagner Miranda (preparador de goleiros). Todas defesas foram maravilhosas. Se fizesse um encaixe já estava feliz demais.


Torcida do Mengão não perdoa e tira sarro de Fluminense e da coisa maldita, vasco no Maracanã

Ainda em festa com o título da Copa do Brasil, a torcida do Flamengo não perdoou Fluminense e Vasco durante o duelo contra o Cruzeiro, neste sábado, no Maracanã. Aos gritos de "Arerê, o vasco vai voltar pra Série B" e "Chora, vascaíno, o sonho acabou... Libertadores, sou eu que vou", os flamenguistas presentes no estádio fizeram questão de tirar sarro dos rivais que lutam para evitar o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. A situação de ambos é complicada e já é certo que pelo menos um deles vai jogar a Série B.

torcida gozação Flamengo contra Cruzeiro brincadeiras (Foto: Márcio Alves / Agência O Globo) 
Rubro-negros fazem montagem com Fred e Juninho, referências de Flu e Vasco (Foto: Márcio Alves / Agência O Globo)
 
Em um dos cartazes, os torcedores colocaram Fred e Juninho com vestidos com o modelo "tomara que caia", em alusão à queda para a Segunda Divisão. Outros falaram da saudade que terão dos jogos entre os rivais cariocas no ano que vem, e também foram vistos os tradicionais caixões com as cores do Tricolor e do Cruz-Maltino, simulando um velório. 

torcida gozação Flamengo contra Cruzeiro brincadeiras (Foto: Márcio Alves / Agência O Globo) 
Torcida do Fla fez a festa contra o Cruzeiro e aproveitou para tirar sarro dos rivais (Foto: Márcio Alves / Agência O Globo)



Fluminense e Vasco jogam suas últimas fichas neste domingo, às 17h. Enquanto o Tricolor visita o Bahia, o Cruz-Maltino vai até Joinville enfrentar o Atlético-PR. Além de vencer seus jogos, os dois precisam torcer por uma combinação de resultados para evitar o rebaixamento.

torcida gozação Flamengo contra Cruzeiro brincadeiras (Foto: Márcio Alves / Agência O Globo) 
Tradicionais caixões também marcaram presença no Maracanã (Foto: Márcio Alves / Agência O Globo)
 
 
 

Pelas mãos de Marcelinho, Flamengo bate o Espírito Santo e se recupera no NBB

Do outro lado, um velho conhecido. Ex-assistente de Neto, João Batista fazia sua estreia à frente do Espírito Santo. Não demorou muito, porém, para perceber que teria problemas. Seu time até começou bem, mas não conseguiu fazer frente ao Flamengo. O Rubro-Negro, que havia perdido na última rodada, contou com boas partidas de Marcelinho e Felício para se recuperar no NBB e vencer fora de casa, por 77 a 60.

Marcelinho deixou a quadra como cestinha do confronto, com 19 pontos. Felício, com 15, foi outro destaque rubro-negro. Do outro lado, Arnaldinho, com 18 pontos, foi o maior destaque.

Marcelinho foi o cestinha da vitória do Flamengo sobre o Espírito Santo nbb (Foto: Sidney Magno Novo/Globoesporte.com) 
Marcelinho foi o cestinha da vitória do Flamengo sobre o Espírito Santo (Foto: Sidney Magno Novo/Globoesporte.com)

Agora, o Flamengo volta à quadra em uma semana. O time carioca encara o São José em casa, no sábado, às 17h. O Espírito Santo joga antes, na quinta, às 20h, contra o Mogi das Cruzes.

O jogo

Foi com uma cesta de Shilton que o Flamengo largou na frente no primeiro quarto. Mas o Espírito Santo queria surpreender. Gorauskas, em arremesso de três, virou o placar. Os donos da casa faziam um jogo duro e até conseguiam ter o controle da partida por um momento. O Rubro-Negro, porém, reagiu. Com Gegê, abriram seis pontos (18 a 12). Os capixabas tentaram reagir, mas os cariocas venciam por 20 a 15 no zerar do cronômetro.

O domínio rubro-negro aumentou no segundo quarto. Olivinha e Marcelinho acertaram a mão, e o Flamengo viu sua vantagem aumentar. Apesar da luta do Espírito Santo, os cariocas mantiveram o controle do jogo e foram para o intervalo com 39 a 26 no placar.

No retorno à quadra, Arnaldinho tentou levar o Espírito Santo à frente. Principal jogador do time capixaba, o armador se esforçava, mas o Flamengo era superior. E seguiu assim até o fim do quarto, quando já vencia por 20 pontos de diferença: 63 a 43.

A partir daí, tudo o que o Flamengo fez foi controlar o jogo. O Espírito Santo melhorou em quadra, mas não o suficiente para incomodar. O Rubro-Negro se manteve com boa vantagem no placar e fechou a partida em 77 a 60.

Confira os outros resultados da rodada:

Pinheiros 96 x 87 Franca
Goiânia 72 x 101 Brasília
Minas Tênis Clube 67 x 65 Macaé Basquete
Paulistano 94 x 79 Basquete Cearense
Liga Sorocabana 81 x 79 Mogi das Cruzes
Palmeiras 68 x 64 Uberlândia
São José 88 x 78 Bauru

Fotos, faixas e troféus: Flamengo e Cruzeiro fazem a festa antes de jogo


flamngo 1 x 1 cruzeiro até 2014 Em noite de comemoração
pelo título da Copa do Brasil, Fla se despede do Brasileiro com empate
ritmo de festa (Dhavid Normando / Futura Press) 

A festa começou antes de a bola rolar neste sábado no Maracanã. Campeões da Copa do Brasil e da Série A, Flamengo e Cruzeiro aproveitaram a coincidência na tabela do Brasileirão para comemorarem juntos seus tricampeonatos. Exibição dos troféus, troca de faixas e fotos oficiais marcaram o encontro já no gramado nos minutos que antecederam a partida pela 38ª rodada.

Ciente das ações previstas, o público, que compareceu em bom número, entrou mais cedo no Maracanã e recebeu um "carinho" do Flamengo. A foto oficial do título da Copa do Brasil foi feita com a presença de flamenguistas que estavam no setor Norte do estádio. Jogadores e comissão técnica se posicionaram no gramado com o torcedor de fundo. Até quem não está relacionado para partida, como Elias, Paulo Victor e Cáceres, vestiu o uniforme e participou do registro. Wallace, que já está de férias em Salvador, foi a ausência.

Em seguida, todos os atletas ficaram perfilados para que os cruzeirenses entregassem a faixa de campeão. Depois, os rubro-negros retribuíram a gentileza. Por fim, as duas equipes posaram em clima descontraído com seus troféus para os fotógrafos. Era o fim da festa e hora de fazer a bola rolar.

Flamengo 1 x 1 Cruzeiro

                                      
                                       Ficha técnica  

Data: 07/12/2013

Hora: 19h (de Brasília)

Local: estádio do Flamengo, Maracanã

Gols: Hernane(Fla) Souza(Cru)

Cartão amarelo:Vinícius Araújo, Luan, Bruno Rodrigo, Júlio Batista (Cru) Léo Moura, Luiz Antonio (Fla)
Cartão vermelho: Carlos Eduardo(Fla) Everton(Cru)

Renda: R$1.304.305,00
Público pagante: 32.624
Público presente: 41.272

Flamengo: César, Léo Moura, Samir(Chicão), Gonzalez, André Santos; Amaral(Diego Silva), Luiz Antônio, Carlos Eduardo, Nixon; Paulinho( Bruninho) e Hernane.
Técnico: Jayme de Almeida

Cruzeiro:  Rafael; Mayke, Léo, Bruno Rodrigo e Everton; Leandro Guerreiro(Elber), Souza, Tinga( Lucas Silva), Júlio Baptista e Luan; Vinícius Araújo(.
Técnico:Marcelo Oliveira

Árbitro: Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC)
Auxiliares: Altemir Hausmann (RS) e Celso Barbosa de Oliveira (SP)


Jayme evita drama por limitação de jogos no Maraca: 'Não adianta chorar'


Jayme de Almeida treino do Flamengo (Foto: Guilherme Pinto / Agência O Globo)O Flamengo encarou sem maiores dramas a limitação da Fifa para realização de apenas quatro jogos por mês no Maracanã até a Copa do Mundo de 2014. Com uma Libertadores pela frente, o Rubro-Negro ainda não sabe a demanda mensal de jogos para próxima temporada, mas Jayme de Almeida preferiu encarar com naturalidade qualquer obrigação de mandar suas partidas fora do Rio de Janeiro. Questionado sobre o tema, o treinador adotou discurso de respeito à ordem da entidade máxima do futebol, apesar de lamentar.

- A Fifa definiu, não tem que ficar chorando. Não tem, não tem, vamos jogar em outro lugar. Se não pode, não pode. Respeitamos. É uma pena. O Maracanã sempre foi e sempre vai ser a casa do Flamengo, mas vamos mostrar nossa força.

Na atual temporada, virou rotina o Fla mandar seus jogos fora do Rio de Janeiro e, por um período, durante o primeiro turno do Brasileirão, Brasília passou a ser a casa da equipe. O retrospecto no Mané Garrincha, no entanto, esteve longe do nível apresentado diante do torcedor carioca. No Maracanã, o Rubro-Negro se afastou do risco de rebaixamento e se sagrou campeão da Copa do Brasil. Jayme de Almeida admitiu que jogando na sua verdadeira casa o time se tornou mais poderoso.

- No mata-mata, fomos muito bem. A força do Flamengo no Maracanã é incontestável. Quando a torcida percebeu que tínhamos uma equipe que dava o máximo, nos recebeu muito bem.

Problemas com o Maracanã à parte, o clube deixará para buscar soluções no ano que vem. Após uma temporada que se pintava como trágica e acabou com um título, Jayme admite que o grupo só pensa em descansar e curtir férias a partir de domingo.

- Todo mundo só fala em viajar, fala para onde vai... Foi um ano pesado. O primeiro semestre não foi bom, e aqui no Flamengo a oscilação do céu ao inferno é muito grande. Quem trabalha aqui sabe disso. Cumprimos nosso dever de uma maneira muito bonita.

Neste sábado, às 19h (de Brasília), no Maracanã, o Flamengo encara o Cruzeiro, pela 38ª rodada do Brasileirão, em seu último compromisso em 2013. A reapresentação para próxima temporada está marcada para o dia 8 de janeiro, no Ninho do Urubu, onde será realizada a pré-temporada.


Em busca da recuperação, Flamengo reencontra ex-assistente João Batista

Na partida que marcará o reencontro do time do Flamengo com João Batista, novo comandante do Espírito Santo e ex-assistente de José Neto na conquista do NBB 5, cariocas e capixabas se enfrentam neste sábado, às 19h, no ginásio Tartarugão, em Vila Velha, pela oitava rodada, em busca da recuperação no NBB. Na última quarta-feira, enquanto os rubro-negros foram surpreendidos pelo Minas, que até então não havia vencido na competição, os donos da casa perderam para o Macaé diante de seus torcedores.

Pior do que a segunda derrota na competição, o técnico José Neto reconheceu a péssima atuação do atual campeão brasileiro em Belo Horizonte.

- Contra o Minas, não conseguimos impor nosso ritmo de jogo porque não defendemos bem. Isso custou nosso jogo de transição que nos dá o controle do jogo - lamentou o técnico do Flamengo.

Basquete NBB - Minas x Flamengo (Foto: Orlando Bento/Divulgação) 
Cestinha do Fla na temporada, Laprovittola não conseguiu impedir a vitória do Minas (Foto: Orlando Bento/Divulgação)

Na segunda colocação da competição ao lado do Pinheiros, com cinco vitórias em sete partidas e 71,4% de aproveitamento, a equipe rubro-negro precisa triunfar para seguir na cola do rival paulista e do líder Limeira, única equipe invicta até o momento. Já o time capixaba ocupa apenas a décima colocação, com dois triunfos em quatro jogos disputados.

Apesar da distância entre as duas equipes na tabela, o treinador rubro-negro espera uma partida equilibrada e muito disputada fisicamente.

- O time do Espírito Santo exige muito fisicamente do adversário por ter jogadores que jogam muito bem em transição e em situações de um contra um. Temos que estar bem preparados para suportar essas situações - explicou Neto.

O Espírito Santo Basquetebol, antes nomeado de Vila Velha, jamais venceu o Flamengo em confrontos válidos pelo NBB. Foram dez partidas, com dez triunfos dos cariocas. Assistente do Flamengo por sete temporadas, João Batista enfrentará seu ex-clube pela primeira vez como treinador principal de uma equipe.

Confira os demais jogos da 8ª rodada:

Pinheiros x Franca - 16h
Goiânia x Brasília - 16h15m (com transmissão do SporTV)
Paulistano x Basquete Cearense - 18h
São José x Bauru - 18h
Minas x Macaé - 18h
Palmeiras x Uberlândia - 18h
Liga Sorocabana x Mogi das Cruzes - 18h

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Curtinha: Cáceres volta a treinar e é relacionado para festa com o Cruzeiro

Victor Cáceres é a novidade na lista de relacionados do Flamengo para última partida da temporada, sábado, às 19h (de Brasília), contra o Cruzeiro, no Maracanã. Um mês e meio após realizar cirurgia por conta de uma hérnia inguinal, o paraguaio foi liberado pelo departamento médico para trabalhar com a preparação física na quinta-feira e já foi convocado por Jayme de Almeida. O volante, porém, não tem condição de jogo e faz parte da lista apenas para não perder a festa prevista pelo departamento de marketing, com distribuição de faixas e foto oficial com o torcedor de fundo. Nesta sexta, ele correu em volta do gramado, no Ninho do Urubu, ao lado do preparador Daniel Félix.

Campeão da Copa do Brasil e livre de rebaixamento, a comissão técnica liberou os jogadores da concentração para partida contra a Raposa, e o grupo se apresenta no dia da partida em um hotel na Barra da Tijuca.

Caceres treino Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem) 
Cáceres corre no Ninho do Urubu ao lado de preparador Daniel Félix (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem)


Igor Sartori marca em vitória do Flamengo no Brasileiro Sub-20


O Flamengo estreou na tarde desta sexta-feira no Campeonato Brasileiro Sub-20 vencendo o Atlético-MG por 1 a 0, com gol de Igor Sartori. Com o resultado, o Rubro-Negro é líder do Grupo B com três pontos. O jogador da Gávea comemorou o resultado.

- Foi um jogo muito equilibrado e tivemos uma postura equilibrada durante toda a partida. Jogamos com inteligência e soubemos aproveitar os contra-ataques. Uma vitória importante para nossa equipe que está encarando os quatro jogos como finais de campeonato. Nosso objetivo é fazer a melhor campanha da primeira fase e ganhar entrosamento para as fases seguintes - afirmou Sartori.

Na próxima rodada, o Flamengo folga e o Atlético-MG pega o Náutico no domingo, às 15h30. O Rubro-Negro volta a campo apenas na terça-feira, às 19h, diante do Santos. As duas partidas citadas serão realizadas no Estádio Passo D'Areia.

CBF confirma aumento de limite de estrangeiros para cinco em 2014



A CBF divulgou nesta sexta-feira o Regulamento Geral de Competições para o ano de 2014. No documento, oficializou a mudança no limite do número de estrangeiros por partida. Agora, os clubes são autorizados a utilizar até cinco jogadores de fora do Brasil, segundo prevê o artigo 45 do RGC.

Outra mudança significativa para 2014 foi uma alteração nas punições do Superior Tribunal de Justiça Desportiva. O STJD havia pedido para que a CBF incluísse a pena com portões fechados novamente o regulamento. A entidade também acatou este pedido.

Do sofá, rubro-negros acompanham drama e garantem não secar rivais


André Santos torcida Flamengo (Foto: Rafael Moraes / Agência O Globo)
Em paz e sem querer o mal de ninguém. Assim o Flamengo chega para última rodada do Campeonato Brasileiro. Campeão da Copa do Brasil e livre de qualquer risco de rebaixamento, o Rubro-Negro se despede de 2013 com tranquilidade neste sábado, contra o Cruzeiro, no Maracanã, e acompanha de camarote o drama dos rivais. Botafogo, Vasco e Fluminense prometem ter um domingo tenso. O Glorioso sonha com uma vaga na Libertadores, enquanto vascaínos e tricolores vivem o drama do alto risco de disputarem a Série B no próximo ano. Já de férias, os rubro-negros vão acompanhar de casa a última rodada e garantem: não vão torcer contra ninguém.

Sempre muito polido em suas palavras, Jayme de Almeida vai além e revela não querer que vasco e Flu caiam juntos para Segunda Divisão. Com o rebaixamento de um deles já determinado, o treinador lamenta a situação e lembra os dias de agonia que viveu quando sofreu o mesmo risco com o Flamengo, há nove anos.

- Não seco. Infelizmente, um já vai cair. Acho assim: para o futebol do Rio, é péssimo se caírem os dois. Não vejo vantagem nenhuma em tirar o Fluminense, o vasco, ou os dois. Isso é para torcedor, que tem rivalidade. É normal. Do lado do meu trabalho, de quem vive do esporte, para o futebol do Rio e até brasileiro, é ruim caírem dois times de tradição que, por uma razão ou outra, não tiveram um bom ano. É uma pena. Não torço contra. Domingo, vou comer uma macarronada na casa da minha mãe, sentar e ver. Deve ser duro para eles. Muito duro. Passei por isso no Flamengo em 2004. O Júnior era o diretor, chamou o Andrade (para ser técnico) e me convidaram para ser auxiliar, eu era gerente na base. Salvamos na última rodada, contra o Cruzeiro. Foram dois meses terríveis. É uma sensação horrorosa, você não dorme, tem ansiedade. É duro para caramba. Não torço para ninguém cair. Torço para ganhar deles, isso é o legal do esporte.

André Santos foi outro que evitou tripudiar sobre os rivais. Um ano após o episódio relatado por Jayme, o lateral viveu o mesmo drama no Flamengo. Desta vez, ele prefere celebrar a despedida sem pressão e em clima de festa de uma temporada que chegou a ser tensa e terminou com o grito de campeão.

- É até difícil falar. Graças a Deus, nunca caí. Já passei por esse risco em 2005 aqui mesmo no Flamengo. Tínhamos nove partidas para ganhar sete ou oito, e salvamos. Foi um fato histórico, muito difícil. Imagino como está a cabeça deles do outro lado. Não podemos torcer contra. O mais importante é olharmos para dentro da nossa equipe e ver que nosso dever foi cumprido. O que vai acontecer lá (nos rivais), ninguém sabe. Temos que deixar acontecer, deixar rolar. Cada um tem que seguir seu caminho.

Flamengo e Cruzeiro se enfrentam no Maracanã, sábado, às 19h (de Brasília). Já Fluminense e vasco encaram Bahia e Atlético-PR, respectivamente, fora de casa, e precisam vencer e torcer por resultados para evitar a queda. Já está definido, porém, que os dois não permanecem juntos na Série A.

Para coroar o ano, Atlético-PR encara duelo com vasco como 'jogo da vida'



O Atlético-PR tinha como principal objetivo em 2013 garantir a permanência na elite nacional. Ele, porém, teve campanha acima da média. Está no G-4 há 22 rodadas, é o terceiro colocado e tem 55% de aproveitamento. Se antes ficar na Série A já era o suficiente, agora o Furacão quer mais. Para coroar o ano, jogadores miram uma vaga na Taça Libertadores de 2014.

Para isso, o time precisa vencer a coisa maldita, vasco, às 17h (horário de Brasília) de domingo, na Arena Joinville. Se perder ou empatar, depende de tropeços de Goiás e Botafogo - que pegam Santos e Criciúma, respectivamente. Até por isso, o Atlético-PR considera o duelo como "jogo da vida".

O atacante Ederson, artilheiro com 18 gols, espera um confronto equilibrado, mas diz que toda a temporada serve de exemplo para o Furacão:

- Estamos bem concentrados. Temos que colocar em prática tudo o que fizemos de janeiro até hoje. O jogo mais difícil que vamos encontrar. O vasco também precisa da vitória. Então, a gente vai em busca dessa vitória. Esperamos conquistar uma grande vitória e a classificação - falou o camisa 77 em entrevista ao GloboEsporte.com.

Todos os jogos envolvendo briga pela Libertadores estão marcados para 17h de domingo. O meia Zezinho, que disputa vaga com Paulo Baier e Felipe, diz que o time precisa superar o cansaço pela maratona de jogos para conquistar a vaga:

- É o jogo do ano. A maioria dos jogos durante o ano teve pressão para a gente. Domingo não vai ser diferente. Contra o Flamengo, era o jogo da nossa vida. Não conquistamos, infelizmente. Agora é para a gente concretizar um objetivo, um sonho da torcida, um sonho nosso mesmo de jogar uma Libertadores. Tem que dar o máximo. É o último jogo do ano. Não tem dor que atrapalhe. Para a gente ir para a Libertadores ou para a pré, tem que ganhar. Não pode ficar pensando em outras equipes, como Grêmio, Goiás e Botafogo - completou Zezinho.


De contrato renovado, Jayme celebra reconhecimento e projeta Libertadores

No adeus a 2013, Jayme de Almeida, enfim, falou do futuro no Flamengo. Depois de muito se negar a comentar a permanência no comando da equipe para a próxima temporada, o treinador acertou a renovação por dois anos e não escondeu a satisfação com a situação. De interino a incontestável, o ex-auxiliar técnico permanente trocou o acordo como funcionário padrão - na carteira de trabalho - por um contrato até o fim de 2015 e deixou clara sua principal missão: levar o Rubro-Negro de volta ao topo do continente.

Jayme de Almeida treino do Flamengo  (Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo) 
Jayme de Almeida acertou contrato com o Fla até dezembro de 2015 (Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo)

Apesar de ser parte da geração que conquistou a Libertadores em 1981, Jayme foi negociado com o São Paulo em 1977 e não viveu em campo a época mais vitoriosa do Flamengo. Agora, do banco de reservas, tem o sonho de reviver a parte mais gloriosa daquela história. E as conversas para que pudesse comandar a equipe em 2014 não se prolongaram muito.

- Foi rápido. Agradeço o reconhecimento. Vou poder disputar uma Libertadores, que é um campeonato que o Flamengo vai tentar vencer. Estou honrado pela responsabilidade. Fico muito feliz. Falei que não teria problema (para renovar). O Flamengo me fez uma proposta às 8h50m e 9h10m tudo estava resolvido. Sei que tenho que mostrar mais como técnico. Está todo mundo satisfeito.

Para apagar o histórico recente de decepções na disputa continental, o clube já corre atrás de reforços. Jayme de Almeida faz questão de esconder os nomes, mas admite que a participação na Libertadores fará com que o investimento seja maior. O desejo do Fla é contratar seis jogadores.

- Já começamos a conversar há mais de um mês em relação a reforços normais para 2014. Com a conquista da Copa do Brasil, a diretoria resolveu investir mais, nomes mais qualificados.

Jayme de Almeida fez ainda uma reflexão sobre a temporada que o alçou ao mercado de técnicos do Brasil.

- Foi um ano de muito aprendizado. Até pelas circunstâncias que aconteceram no clube. Aprendemos sempre, nos erros e nos acertos. Em relação a minha carreira, a minha vida, nunca ia imaginar o que aconteceu. Não quer dizer que eu não estava preparado, mas não imaginei que seria técnico em um momento tão difícil, e que conseguiríamos reverter o perigo do rebaixamento, ver as coisas andarem na Copa do Brasil... O que tiro desse ano é que temos que trabalhar duro para estarmos prontos quando a oportunidade aparece. Estou muito feliz, satisfeito e leve com tudo o que aconteceu. A vontade é enorme de fazer as coisas acontecerem ano que vem.

Por fim, o treinador do Flamengo falou sobre a partida de sábado, diante do Cruzeiro, no Maracanã. Apesar do clima de férias para ambos, campeões da Série A e da Copa do Brasil, Jayme prometeu um espetáculo de bom nível para os torcedores que forem se despedir da equipe na última rodada do Brasileirão.

- Vale terminar bem o ano. Vai ter torcedor do Flamengo, a motivação é grande e temos que ter o respeito. Vamos buscar um jogo bacana. Vai ser entrega de faixa, não vai ser um jogo de desespero, de quem tem que ser campeão. Vai ser bonito de ver.

Com 48 pontos, o Flamengo é o 11º colocado no Brasileirão e pode terminar a competição até na nona colocação. O pior cenário deixaria o Rubro-Negro em 16º.



Curtinha: Léo Moura faz a festa de funcionários do CT no adeus a 2013

O título da Copa do Brasil e a salvação com rodadas de antecedência de qualquer possibilidade de rebaixamento garantiu um clima de festa na última semana de treinamentos no Ninho do Urubu. Primeiro, houve um churrasco de confraternização. Já na reapresentação, Marcelo Moreno distribuiu presentes. E nesta sexta-feira, foi a vez de Léo Moura antecipar o Natal dos funcionários do centro de treinamento. Há oito temporadas no Flamengo, o capitão repetiu um gesto de 2012 e distribuiu 21 cestas para trabalhadores do local - grupo que não faz parte da divisão de premiação por vitórias e conquistas, mas trabalha diretamente com o departamento de futebol.

Leo Moura (Foto: Alexandre Vidal / Flaimagem) 
 
Léo Moura confraterniza com funcionários do Ninho do Urubu nesta sexta-feira (Foto: Alexandre Vidal / Flaimagem)


Léo Moura tem contrato com o Flamengo até o próximo dia 31 de dezembro e a diretoria já revelou que irá propor renovação por mais uma temporada. As conversas tiveram início nesta semana e a expectativa é de que uma solução aconteça em breve. Em entrevistas, o capitão, de 35 anos, já revelou que pretende jogar por mais dois anos antes da aposentadoria. 


Copa-2014: Brasil estreia contra Croácia

                                           

                                                               Confira os grupos



GRUPO A                    
Brasil
Croácia
México
Camarões

GRUPO B
Espanha
Holanda
Chile
Austrália

GRUPO C
Colômbia
Grécia
Costa do Marfim
Japão

GRUPO D
Uruguai
Costa Rica
Inglaterra
Itália

GRUPO E
Suíça
Equador
França
Honduras

GRUPO F
Argentina
Bósnia
Irã
Nigéria

GRUPO G
Alemanha
Portugal
Gana
Estados Unidos

GRUPO H
Bélgica
Argélia
Rússia
Coreia do Sul




Vídeo com paródia da música ‘Aquele abraço’ zoa Flu e vasco


Em dia de exposição de taças, rubro-negros revelam lado secador



Exposição das taças Flamengo e Cruzeiro (Foto: Thiago Benevenutte)Para os atuais campeões nacionais, tudo é motivo para sorrir. E na exposição dos troféus da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro, na tarde desta sexta-feira, em supermercado na Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro, não foi diferente. Cruzeirenses e rubro-negros se uniram para poses ao lado das taças acompanhados dos mascotes – raposas e urubus – dos clubes.

Mas o clima amistoso ficou apenas na véspera da partida entre mineiros e cariocas, neste sábado, às 19h, no Maracanã. Para os torcedores do Flamengo, em maioria absoluta no espaço destinado à exposição, a decisão simbólica precisa terminar com vitória rubro-negra. Para completar, alguns revelam tirar o domingo apenas para ligar o secador e ver os dois rivais ameaçados – Fluminense e vasco – rebaixados.

- Calhou de cair na última rodada o jogo. É meio que uma final, não tem essa de amistoso, tem que ganhar. No domingo, é torcer para o Coritiba se livrar e os dois cariocas caírem. Eles secaram muito a gente na final da Copa do Brasil, agora é a nossa vez – brincou Rogério Quintanilha, militar de 24 anos.

Exposição das taças Flamengo e Cruzeiro (Foto: Thiago Benevenutte)
O evento de exposição das taças faz parte do projeto “Movimento por um futebol melhor” e teve sua edição mineira realizada na última quinta-feira, em Santa Luzia, na grande Belo Horizonte.

Flamengo e Cruzeiro se enfrentam neste sábado, às 19h (horário de Brasília), no Maracanã, pela 38ª rodada do Brasileiro. Fluminense e vasco enfrentam, respectivamente, Bahia e Atlético-PR, fora de casa, às 17h de domingo.

Chuva forte deixa Maracanã com áreas inundadas e peixes

A chuva que caiu no Rio de Janeiro na noite da última quinta-feira trouxe prejuízos para o Maracanã. O estádio, que do lado de fora já apresentava um cenário devastador, também teve consequências na parte interna. Como está em uma região abaixo do nível do mar, houve pontos de inundação e acúmulo de lixo, o carpete em torno do campo chegou a levantar, e até peixes foram vistos no local - provavelmente oriundos do Rio Maracanã.

Um dos problemas foi com o banco de reservas, coberto por água. As salas de entrevista coletiva de imprensa, estacionamento VIP, banheiros e corredores internos ficaram inundados. A água invadiu o local principalmente pelo setor Leste. Em uma das bandeirinhas de escanteio, era possível ver as poças. A equipe do GLOBOESPORTE.COM passou pelo entorno do estádio e conversou com funcionários que relataram alguns dos problemas e preferiram não se identificar. 

maracanã estragos da chuva de sexta-feira (Foto: André Durão) 
Entorno do Maracanã alagado após chuva da noite de quinta-feira  (Foto: André Durão)



É tão ruim a situação no auditório onde geralmente são realizadas as entrevistas coletivas que já se cogita a mudança de local para os jogos deste fim de semana - Flamengo x Cruzeiro, no sábado, e Botafogo x Criciúma, no domingo, ambos válidos pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Outro problema é o sistema de som. Ao ser testado, apresentou algumas falhas.

O caso não é uma novidade. Em março deste ano, em apenas 30 minutos o estádio recebeu um volume de 90mm (número considero alto) na chuva que atingiu o Rio, com o estádio ainda em construção. Em 2010, antes do fechamento para obras, um jogo do Flamengo chegou a ser adiado na Libertadores.

Segundo especialistas, o problema está no tipo de terreno onde o Maracanã está localizado: originalmente um mangue, a área encontra-se abaixo do nível do mar. Além do Rio Maracanã, outros rios que formam a Bacia Hidrográfica do Canal do Mangue, como o Joana, são indicados como motivos para o grande volume de água em dias de forte chuva.

Manifestação

É esperada para a tarde desta sexta-feira, na estátua do Bellini, uma manifestação contra a grande quantia de dinheiro envolvida nas obras para modernização do estádio. Os protestos devem ser direcionados aos gastos considerados excessivos de mais de R$ 1 bilhão.
 
 

Flamengo anuncia parceria e retomada de obras no Ninho do Urubu em 2014


 O Flamengo espera, enfim, dar continuidade às obras no Ninho do Urubu em 2014, e anunciou nesta sexta-feira uma parceria para isso. Paralisadas desde agosto de 2012, a construção deve ser retomada em breve com o apoio de uma empresa de cimento e concretos, que investirá R$ 1,5 milhão no centro de treinamento. Somado a isso, o Rubro-Negro conta com a captação de recursos de ICMS para finalizar o módulo profissional do local até o fim do próximo ano, de acordo com o diretor de marketing, Fred Luz. No mesmo período, a previsão é de que todo centro de treinamento seja pavimentado.

O Flamengo confia ainda na aprovação de uma lei de incentivo fiscal para investimento no núcleo destinado a categoria de base e conclusão total das obras. Durante toda temporada, o time utilizou normalmente as instalações do Ninho do Urubu, apesar de as obras estarem paralisadas há mais de um ano - desde agosto de 2012. Em março, o Rubro-Negro recebeu a promessa de uma verba de R$ 5 milhões da Prefeitura do Rio para voltar a tocar a construção, mas até o momento o dinheiro não foi repassado pelo órgão. O valor será destinado aos módulos 16 e 17, que serão utilizados pelo futebol profissional. Estima-se, porém, que sejam necessários cerca de R$ 9 milhões para conclusão do setor - ou seja, R$ 4 milhões a mais.

Adeus, 2013: em clima festivo, Flamengo faz último treinamento da temporada

   
Adeus, 2013 (Alexandre Vidal/Fla Imagem)Clima de festa na despedida do Flamengo do Ninho do Urubu em 2013. Nesta sexta-feira, o elenco campeão da Copa do Brasil trabalhou pela última vez na temporada no centro de treinamento, e Jayme de Almeida abriu mão de qualquer preparativo para a partida contra o Cruzeiro, sábado, no Maracanã, pela  última rodada do Brasileirão. O que se viu em campo foi um descontraído recreativo com gritos de "é campeão" do time vencedor, de colete, ao término.

A única ausência foi Wallace, que foi expulso diante do Vitória e já está de férias. Elias, que ficou fora das atividades de quarta e quinta, treinou, mas não será utilizado diante do campeão brasileiro. Coube a André Santos conceder a última entrevista coletiva de um jogador no ano. E o lateral falou da mistura de alívio e felicidade de um grupo que foi muito questionado e termina a temporada com um título e garantido na Libertadores.

- O clima é de término de ano. Depois de tudo que aconteceu, um ano tenso, difícil, nada melhor do que terminar assim. Todo mundo vê no rosto de cada um que fez o seu melhor. Independentemente de ser uma pelada, está todo mundo relaxado e feliz pelo objetivo conquistado.

Além de Wallace e Elias, os goleiros Paulo Victor e Felipe também estão fora do confronto com o Cruzeiro, sábado, às 19h (de Brasília). O jovem César fará sua estreia entre os profissionais. Após a partida, todo elenco entra de férias e se reapresenta para pré-temporada no próprio Ninho do Urubu, no dia 8 de janeiro.

Flamengo x Cruzeiro: ingressos à venda para jogo no Maracanã


Os ingressos para o jogo entre Flamengo e Cruzeiro, neste sábado, às 19h, no Maracanã, estão à venda nos pontos físicos e pela internet. A carga disponível para venda é de 55.150 mil bilhetes. Os valores variam de R$ 60 a R$ 160.

Há meia-entrada para estudantes, jovens de 12 a 21 anos, adultos entre 60 e 64 anos e professores da rede pública municipal. Crianças menores de 12 anos, idosos e pessoas com deficiência têm acesso gratuito ao estádio.

No dia da partida, os pontos de venda fecham às 14h, com exceção das bilheterias do Maracanã, que funcionam até o fim do primeiro tempo.

Confira os valores:

Cadeira Inferior e Superior Norte (Flamengo)
R$ 60 (inteira) / R$ 30 (meia)
Sócio-torcedor: R$ 30 (inteira) / R$ 15 (meia)

Cadeira Inferior e Superior Sul (Flamengo)
R$ 60 (inteira) / R$ 30 (meia)
Sócio-torcedor: R$ 30 (inteira) / R$ 15 (meia)

Cadeira Superior Sul (Cruzeiro)
R$ 60 (inteira) / R$ 30 (meia)

Cadeira Inferior Leste (Flamengo)
R$ 100 (inteira) / R$ 50 (meia)
Sócio-torcedor: R$ 50 (inteira) / R$ 25 (meia)

Cadeira Superior Leste (Flamengo)
R$ 80 (inteira) / R$ 40 (meia)
Sócio-torcedor: R$ 40 (inteira) / R$ 20 (meia)

Cadeira Maracanã Mais (Com serviços)
R$ 160 (inteira) / R$ 100 (meia)
Sócio-torcedor do Flamengo: R$ 100 (inteira) / R$ 70 (meia)

Confira os pontos de venda:

Bilheteria Sul do Engenhão
Bilheteria 4 do Maracanã
Gávea
Posto Ale (Botafogo)
Cariocas FC (Méier)
Loja Burgão (Jacarepaguá)
Loja Fanático (Araruama)
Casa Vila da Feira (Tijuca)



Flamengo busca reforço capaz de reviver as glórias da camisa 10


 Ela continua lá. Mítica e carregada de história. Mas anda em baixa, opaca e fora de cena. A camisa 10 do Flamengo até saiu do armário em 2013, ganhou um dono depois de passar por algumas mãos, mas não um porto seguro. A peça mais valiosa do clube, eternizada por Zico, hoje é usada pelo meia Gabriel, um dos jogadores mais criticados do elenco rubro-negro pelo desempenho frustrante. Na conquista do tricampeonato da Copa do Brasil, a 10 sequer foi notada e espera que em 2014, em sua volta à Libertadores da América, possa ser vestida um protagonista. A diretoria busca um reforço capaz de honrar o número. O meia Diego, do Wolfsburg, da Alemanha, é um dos alvos.
        
De 26 de maio do ano passado, quando Ronaldinho Gaúcho fez sua última partida pelo Rubro-Negro, até 19 de janeiro desse ano, dia em que Nixon teve a chance de carregá-lo, ninguém usou. Depois do atacante de 20 anos, mais três jogadores foram escolhidos para jogar com a 10: Carlos Eduardo, Rodolfo, que voltou para a base, e Gabriel, que ficou com ela depois que o clube adotou numeração fixa, em maio. 


Apresentado em janeiro para ser o craque do time, Carlos Eduardo foi contratado para vestir o número que o Galinho de Quintino consagrou. Na chegada, se disse pronto para a missão, mas não conseguiu corresponder como os rubro-negros esperavam. Como Gabriel vivia um momento melhor no fim do primeiro semestre, Cadu ficou com a 20. Apesar de terminar a temporada como titular de Jayme de Almeida e campeão da Copa do Brasil, o meia-atacante reconhece que ainda pode render mais. O clube procura um jogador que possa fazer a função de articulador da equipe na Libertadores.    

Gabriel é o 10 da vez e foi o dono da camisa na maior parte do ano. O futebol dele, no entanto, não esteve à altura do número. Reserva de Jayme, o meia-atacante termina 2013 questionado pelos torcedores. Apesar de sempre ser usado pelo treinador, não consegue agradar e não emplacou.


Substituto imediato de Cadu em algumas partidas no início do ano, Rodolfo usou o número depois de ganhar a posição, mas não manteve o bom nível e acabou sendo preterido. Com a chegada de Mano Menezes, voltou para os juniores em agosto e perdeu espaço. Ele retorna ao grupo principal em 2014. 

Hoje, a única camisa que é vendida com número pela Adidas é a 10. Segundo executivos da empresa, é natural que a procura aumente e as vendas cresçam quando a numeração é utilizada por um grande jogador. A história de Zico é o que sustenta o número no Rubro-Negro. Diante de um presente apagado e de um futuro incerto, o passado ainda mantém a mística livre das traças.


Jayme de Almeida(maluco) torce para rival se salvar na luta contra o rebaixamento


Jayme de Almeida técnico Flamengo (Foto: Diego Rodrigues)Boa parte da torcida do Flamengo sonha com o fim de ano perfeito. Não bastasse o título da Copa do Brasil, eles torcem ainda para a queda de Fluminense e Vasco para a Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro. E ainda pela não classificação do Botafogo para a Taça Libertadores, competição que os rubro-negros estão garantidos pela troféu conquistado neste fim de ano. Porém, nem todo mundo quer ver o final trágico dos rivais. É o caso do técnico Jayme de Almeida.

- Eu respeito muito os clubes. Não vejo vantagem nenhuma para o futebol carioca se caírem as duas equipes. Infelizmente, pela matemática, um vai cair. Não é um motivo de alegria porque fomos campeões da Copa do Brasil e nos safamos no Brasileiro, ficar feliz de ter um clube do Rio rebaixado - disse o técnico durante um dia de autógrafos em uma das lojas oficiais do clube.

A situação dos rivais é bem complicada. Para o Fluminense, além de precisar vencer o Bahia, é necessário que vasco e Coritiba não conquistem três pontos contra Atlético-PR e São Paulo, respectivamente. O Vasco precisa vencer o Atlético-PR e torcer para uma destas três hipóteses: o Coritiba ao menos empatar com o São Paulo, o Criciúma perder para o Botafogo ou o Internacional cair diante da Ponte Preta.

O Botafogo, para se classificar para a Libertadores, necessita de um triunfo combinado com derrota do Atlético-PR ou empate do Goiás. Se empatar, ainda tem chance de ficar em quarto caso os goianos percam para o Santos, em casa. Porém, se a Ponte for campeã da Copa Sul-Americana o quarto colocado perde a vaga. 

Queridinho da torcida, Rodolfo volta ao grupo principal do Flamengo em 2014


Rodolfo flamengo bangu amistoso (Foto: Richard Souza)A pergunta que a torcida do Flamengo tanto fez ao longo de 2013 já tem uma resposta. O paradeiro de Rodolfo está definido. O meia, de 20 anos, que chegou a usar a camisa 10 do Rubro-Negro, vai retornar ao grupo principal no ano que vem. Após voltar à base em agosto por determinação de Mano Menezes, o jogador sofreu lesões, jogou pouco e praticamente sumiu entre os juniores. Como estourou o limite de idade da categoria, Rodolfo teria de subir ou ser reintegrado. O técnico Jayme de Almeida tem planos para a promessa e ele se apresenta dia 8 de janeiro no Ninho do Urubu.

Depois de ser promovido por Dorival Júnior, técnico do time no início de 2013, ter chances como titular e assinar um contrato de quatro anos, o jogador foi pego de surpresa com o retorno para a equipe sub-20. Na última edição da Taça BH, jogou pouco por ter problemas físicos. Foi na edição de 2012 da competição que ele apareceu e ajudou a equipe a ficar com o vice-campeonato.

A saída do queridinho da torcida do time principal mexeu com os flamenguistas. Em 13 jogos, marcou um gol. Foi sobre o Bangu, na vitória por 2 a 1 pelo Campeonato Carioca. Nas redes sociais, muita gente pediu o retorno dele ao longo de 2013, principalmente nos piores momentos de Carlos Eduardo no time de cima.

Promovido por Dorival após a Copa São Paulo deste ano, Rodolfo ganhou chances também com Jorginho. Em março, teve 25% de seus direitos econômicos adquiridos. O restante continua com o Madureira, clube que o revelou. A multa rescisória para clubes do exterior é de cerca de R$ 130 milhões.

Igor Sartori tem chances de voltar ao time profissional

Igor Sartori na partida do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)A volta de Rodolfo é certa, e outros jogadores podem subir em definitivo para o grupo principal. É o caso do atacante Igor Sartori. Ele também vai atingir o limite de idade na categoria sub-20 e está sendo observado.

Filho do ex-atacante Alcindo, campeão brasileiro em 87, da Copa do Brasil de 90 pelo Flamengo e que fez história com Zico pelo Japão, Sartori aumenta a lista de jovens com passagens pelo profissional. Aos 20 anos, o jovem entrou em campo em três oportunidades e não marcou gols. No Carioca, chegou a ser utilizado por Dorival Júnior em alguns jogos, mas desde a chegada de Jorginho, hoje na Ponte Preta, retornou para a base. Na última edição da Taça BH, conseguiu se destacar com gols, apesar de o time ter sido eliminado na primeira fase.

Sartori vai participar do Brasileiro sub-20, organizado e dirigido pela Federação Gaúcha de Futebol (FGF). Os garotos rubro-negros estreiam nesta sexta contra o Atlético-MG, às 15h30m, no estádio Passo D’Areia, em Porto Alegre (RS). As equipes estão no grupo B, que também tem Náutico, Vitória e Santos.

Além de Sartori e Rodolfo, o zagueiro Fernando e o meia Fernandinho, que também participaram do grupo principal em 2013, atingem o limite de idade nos juniores e terão de ser promovidos ou emprestados.

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Minas bate o Flamengo e vence a primeira

Flamengo e Minas tênis entraram em quadra nesta quinta-feira, em Belo Horizonte, pela sétima rodada do NBB, com objetivos completamente diferentes. Enquanto os rubro-negros buscavam a sexta vitória para seguir na cola do líder Limeira, que derrotou o São José por 82 a 76, fora de casa, os donos da casa lutavam desesperadamente pelo primeiro resultado positivo na competição. E como no esporte a lógica nem sempre prevalece, a equipe do técnico Carlos Romano dominou a partida inteira e, surpreendentemente, atropelou o atual campeão brasileiro por 84 a 66 (35 a 31). 

Basquete NBB - Minas x Flamengo (Foto: Orlando Bento/Divulgação) 
O pivô Shilton não consegue evitar a cesta do time mineiro, que bateu o Flamengo por 84 a 66, em Belo Horizonte, pela sétima rodada, e venceu a primeira no NBB 6 (Foto: Orlando Bento/Divulgação)

Para chegar à primeira vitória na competição, o Minas Tênis contou grandes atuações de Betinho, cestinha do confronto com 23 pontos, Douglas Nunes, que anotou 19 pontos e nove rebotes, e Coelho, que contribuiu com outros 17 pontos. Pelo lado rubro-negro, Olivinha, com um duplo-duplo de 18 pontos e dez rebotes, e o argentino Nicolas Laprovittola, que anotou 16, foram os maiores pontuares. Marcelinho e Jerome Meyinsse marcaram 13 pontos cada. 

Após a partida, os maiores pontuadores do time carioca lamentaram a segunda derrota rubro-negra através das redes sociais.

- Tivemos um mal jogo e temos que melhorar. No sábado, temos tudo para nos recuperarmos - escreveu Nicolas Laprovittola, através de sua conta no Twitter.

- Hoje (quinta-feira) perdemos do Minas, mas nem sempre as coisas acontecem do jeito que nós queremos. Temos que seguir trabalhando porque sábado tem mais - postou Olivinha em sua conta no Facebook.

As duas equipes voltam à quadra neste sábado, pela oitava rodada. Enquanto o Minas recebe o Macaé, em Belo Horizonte, às 18h, o Flamengo viaja até vitória para tentar a reabilitação diante do Espírito Santo, às 19h. 

O JOGO

Na vice-liderança do NBB, o time rubro-negro precisava da vitória em Belo Horizonte para seguir na cola do Limeira. Com Marcelinho ainda longe da sua melhor forma física no banco de reservas, o time rubro-negro não jogou bem nos primeiros dez minutos. Liderado por Douglas Nunes, cestinha com oito pontos, o Minas Tênis dominou as ações durante todo o primeiro período, chegou a abrir nove pontos (16 a 7) e venceu por 18 a 13. O prejuízo só não foi maior porque Olivinha, com sete pontos, e Nicolas Laprovittola, com seis, carregaram o time carioca.

O Flamengo voltou melhor na segunda etapa. Mesmo com Marcelinho descalibrado - o ala errou seus três primeiros arremessos e anotou apenas três pontos no primeiro tempo -, o time do técnico José Neto equilibrou o jogo, perdeu o quarto por apenas um pontinho e foi para o vestiário perdendo por apenas quatro pontos (35 a 31). Betinho foi o destaque da equipe mineira no período com nove pontos.  

O intervalo não fez bem ao time rubro-negro. Neto optou em manter Olivinha no banco, e a equipe carioca voltou perdida. Com Douglas Nunes em noite inspirada, os donos da casa abriram 46 a 35, a maior diferença no jogo, e pareciam que deslanchariam no marcador. Com o ala-pivô de volta e o americano Meyinsse levando vantagem debaixo do garrafão, o time rubro-negro reagiu, fez uma corrida de 9 a 1 e diminuiu o prejuízo para apenas três pontos (47 a 44).

A virada parecia questão de tempo. Mas acabou não vindo. Pelo contrário. Surpreendentemente, o time carioca parou em quadra, sofreu dez pontos consecutivos e viu a diferente aumentar para 13 pontos (57 a 44). Olivinha ainda marcou mais dois pontos, chegou aos 15 na partida, e o Minas terminou o terceiro período vencendo por 57 a 46.

Basquete NBB - Minas x Flamengo (Foto: Orlando Bento/Divulgação) 
Meyinsse, que anotou 13 pontos, tenta passar pela defesa do Minas na derrota do Fla (Foto: Orlando Bento/Divulgação)
 
Betinho continuava fazendo grande partida e anotou os dois primeiros pontos dos últimos dez minutos. Apagado, Marcelinho finalmente apareceu com sua segunda bola de três no jogo e trouxe a diferença para dez pontos. Mas o Minas tinha Douglas Nunes e Betinho com as mãos calibradas, e a dupla mantinha a diferença confortável.

O camisa 4 rubro-negro até acordou de vez, e, com cinco pontos seguidos, chegou a 11 e diminuiu a diferença para oito. Mas Douglas Nunes e Betinho, numa disputa quase particular pelo posto de cestinha do jogo, não deixavam o Flamengo encostar. A cinco minutos do fim, a vantagem mineira era de 15 pontos (74 a 59) e a primeira vitória no NBB após três derrotas consecutivas parecia cada vez mais próxima.

Em grande desvantagem no marcador, os atuais campeões não conseguiram reagir e praticamente jogaram a toalha. Com a vitória nas mãos, os donos da casa não diminuíram o ritmo e só tiveram o trabalho de ampliar a vantagem para 18 pontos.    

Outros resultados:

Pinheiros 76 x 84 Uberlândia
São José 76 x 82 Limeira
Espírito Santo 65 x 89 Macaé
Paulistano 93 x 89 Mogi das Cruzes
Liga Sorocanaba 92 x 83 Basquete Cearense

Copa do Brasil rende R$ 16 mi ao Flamengo



Marcado inicialmente pelo anúncio de R$ 750 milhões em dívidas e de reestruturação do clube, 2013 se transformou para o Flamengo num ano de ampliação de receitas, conquista da Copa do Brasil e de uma vaga na Libertadores da América. O título representou dinheiro extra nos cofres do clube. Só em bilheteria com as partidas no Maracanã contra Cruzeiro, Botafogo, Goiás e Atlético PR, o clube faturou R$ 9,524 milhões, já descontados gastos com o estádio e com o consórcio Maracanã SA.

Outra receita importante veio das premiações. Somente a Libertadores deu ao time da Gávea R$ 3,450 milhões - R$ 3 milhões da CBF, R$ 300 mil da Adidas e R$ 150 mil da Peugeot. O Flamengo ainda faturou outros R$ 3 milhões ao longo da competição por ter avançado em todas as fases até chegar à final. Para o consultor de gestão esportiva da BDO Brazil, Pedro Daniel, o sucesso financeiro dentro de campo foi muito rápido: "Desde o início, a gestão vendeu que seria um ano difícil, de reestruturação, de pagamento de dívidas, para que em três anos o Flamengo voltasse a disputar títulos". O diretor financeiro do clube, Paulo Dutra, comemorou a conquista, mas salientou que a reestruturação está em andamento e levará mais de um ano.

Por conta da conquista da Copa do Brasil, o clube viu ainda as adesões a seu programa de sócio-torcedor se multiplicarem. Dos 37.664 associados, no fim de setembro, quando ainda estava nas quartas de final, o programa chegou a 60 mil na semana do título. O número aumentou devido à confiança no clube e também às vantagens oferecidas, como prioridade na compra do ingresso. Isso resulta em uma receita mensal de R$ 3 milhões. Como na assinatura do programa é obrigatória a fidelidade por no mínimo 6 meses, pelo menos R$ 18 milhões em receitas estão garantidos.

Segundo o consultor da BDO Brasil, o sucesso dentro de campo potencializa as receitas, mas também destaca a força do programa: "As vitórias trazem aquela parcela de torcedores que são consumidores, mas o caso do sócio-torcedor que, no início foi marcado por uma campanha mais fraca do time dentro de campo, pode ser considerado um exemplo de sucesso". Apesar dos resultados positivos, Daniel destaca que o projeto ainda pode ser aperfeiçoado no futuro. "O sócio-torcedor do clube já foi modificado, mas ainda falta, não só ao Flamengo mas também aos outros clubes, ativar o patrocínio. Não só estar com a marca na camisa, mas promover a relação do patrocinador com os torcedores. Acredito que esse será o próximo passo."

O sócio-diretor da Pluri Consultoria, Fernando Ferreira, acredita que o clube está certo ao focar no sócio-torcedor como fonte de receita "O Flamengo tem um potencial gigantesco para receitas com o programa e o foco tem sido este, já que o torcedor é seu maior patrimônio". Na semana da final, a de 26 de novembro, o clube já havia divulgado um aumento de 23,5% da receita nos nove primeiros meses do ano. O faturamento saltou de R$ 131,4 milhões, de janeiro a setembro de 2012, para R$ 162,3 milhões no mesmo período deste ano. Outro ponto de destaque foi a redução da dívida. Ainda de acordo com os números apresentados pela diretoria rubro-negra, a dívida caiu de R$ 750 milhões para R$ 650 milhões. Para Daniel, a reestruturação foi mais rápida do que o esperado para o primeiro ano de gestão. "Mais importante do que o aumento de receitas foi a redução de custos. Pagar as dívidas foi bem surpreendente pelo histórico do clube."

Ferreira admite que as dívidas arranharam a imagem do time nos últimos anos, mas que a transparência na nova gestão já mudou a forma como as empresas viam o clube. "Boa parte da torcida do Flamengo ouviu a vida inteira que o clube atrasa salários - isso há 20 anos - e esta mudança era necessária. Essa é a mais simbólica das mudança de gestão, assim como o acordo com a Receita e a conquista das CND" [certidões negativas de débito, que demonstram que ele está em dia com a Receita].

Com a conquista da Copa do Brasil e a vaga na Libertadores no próximo ano, a expectativa de ampliação de receita é ainda mais promissora. "A Libertadores traz mais receitas indiretas do que diretas.

Os valores pagos como direitos de transmissão e de premiação são muito baixos, inferiores aos das nossas competições. A receita vai vir da bilheteria e do que a Libertadores traz, que é visibilidade em outros países, interesse das marcas", diz Daniel. O clube pretende captar recursos por meio de projetos incentivados. O dinheiro irá para esportes olímpicos e obras do centro de treinamento, além de iniciativas extra-campo.


Jayme visita loja, ouve pedido por reforços e para fazer Cadu jogar bola



Jayme de Almeida e a torcida do Flamengo estão vivendo uma fase de lua de mel. Campeão da Copa do Brasil, o treinador renovou seu contrato com o clube até o fim de 2015. O acerto foi confirmado na manhã desta quinta-feira. Na parte da tarde, o treinador foi assediado ao visitar uma loja oficial do clube, situada num shopping da Barra da Tijuca. Lá, posou para fotos e deu autógrafos a torcedores rubro-negros. E falou da renovação.

- Depois de um início difícil, o Flamengo foi campeão, com uma festa fantástica, e eu estou muito orgulhoso pela diretoria confiar no meu trabalho. Estamos renovando o contrato, é ano de Libertadores e a cobrança é grande. Vamos trabalhar para dar mais uma alegria para a torcida - disse o treinador. 

Jayme de Almeida técnico Flamengo (Foto: Diego Rodrigues) 
Jayme de Almeida dá autógrafo em loja oficial do Flamengo na Barra da Tijuca (Foto: Diego Rodrigues)


Para dar alegria é preciso também ouvir os mais variados pedidos. Tranquilo e solícito, Jayme, ao mesmo tempo que autografava, precisava dar algumas explicações. Recebeu pedidos de contratações. Os nomes estavam na ponta da língua. Primeiro, surgiu o de Everton, do Atlético-PR, depois o do seu companheiro de clube, o atacante Marcelo. Para fechar, Cícero, do Santos. Com um sorriso no rosto, o técnico não deixou de dar sua versão.

- O Marcelo tem o preço alto.

Além das sugestões da torcida, um nome foi especulado nesta quarta-feira: Seedorf, do Botafogo. O técnico, porém, desconhece qualquer negociação ou interesse do clube.

- Sinceramente, escutei na mídia, mas a mim não chegou nada - explicou.

Em seguida, foi questionado se é um atleta que interessa. Respondeu:

- Falar do Seedorf é falar de jogador de qualidade, e qualquer equipe fala de jogador de qualidade. Que eu saiba não tem nada do Seedorf, mas é um bom jogador.

A posição do holandês, aliás, é uma que traz certa dor de cabeça à torcida. Titular da meia, Carlos Eduardo já foi vaiado, aplaudido e está sempre em pauta nas conversas rubro-negras. Um torcedor, ao receber seu autógrafo, pediu:

- Por favor, faz o Carlos Eduardo jogar bola.


No Amapa, torcida do FLAMENGO é três vezes maior que a do vasco, diz pesquisa


Torcida do Flamengo faz festa pelo título nas ruas de Juiz de Fora (Foto: Reprodução/TV Integração) 
Flamengo teve a preferência de 43,2% dos torcedores entrevistados no AP (Foto: Reprodução/TV Integração)
 
Uma pesquisa exclusiva do blog 'Teoria dos Jogos', assinado por Vinícius Paiva,  publicada nesta quinta-feira (5) aponta que o Flamengo, do Rio de Janeiro, tem a maior torcida no Amapá. Do universo de 600 entrevistados no mês de setembro de 2009, 43,2% dos torcedores declararam torcer para o FLAMENGO, enquanto 14,2% afirmaram torcer para o vasco.

O Corinthians(ridículo) aparece na terceira colocação, com  6,3% e o São Paulo está na quarta posição na preferência dos amapaenses, com 5,3%. Outro time do Rio, o Botafogo, aparece com 3,2%, seguido de Palmeiras, com 2,9% e Fluminense, com 1,6%.

No universo da pesquisa no Amapá, o rubro-negro carioca também aparece absoluto na preferência das mulheres. O Flamengo aparece como resposta de 45,7% delas. O time também lidera nos quesitos nível de escolaridade e renda dos entrevistados no Estado.

- Esse crescimento da torcida no Amapá é resultado de vários elementos. Um deles é a afinidade familiar, o filho que torce pelo time por causa do pai. Outro é a grandiosa história do Flamengo, não à toa considerado o mais querido do Brasil - avalia Jonathan Simplício, um dos líderes da torcida organizada do Flamengo no Amapá.

Simplício ainda acredita que o número de flamenguistas no Amapá deve aumentar ainda mais com a recente conquista do tricampeonato da Copa do Brasil e mais um rebaixamento do vasco.



Com Felipe poupado e Paulo Victor fora, Cesar assume o gol do Flamengo


Cesar goleiro no treino do Flamengo (Foto: Leandro Martins / Futura Press / Agência Estado)A última rodada do Brasileirão será uma oportunidade para o goleiro Cesar. Terceiro da posição no Flamengo, atrás de Felipe e Paulo Victor, o jogador de 21 anos vai assumir a posição no jogo contra o Cruzeiro, neste sábado, às 19h (de Brasília), no Maracanã. Titular, Felipe será liberado do compromisso e só joga em 2014. Paulo Victor, o substituto natural, teve de extrair um dente e não terá condições de jogar. Ambos não treinaram com o grupo na quarta e na quinta.

Cesar é uma das promessas da base do Flamengo e está no clube desde 2010. Ele foi titular na campanha rubro-negra na conquista da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2011. Na base, também tem dois títulos da Taça OPG.

No grupo profissional, fez parte da campanha do título da Taça Guanabara de 2011 e foi o terceiro goleiro ao longo da conquista do tricampeonato da Copa do Brasil deste ano. O técnico Jayme de Almeida ainda não divulgou a escalação, mas pelas últimas atividades manterá a base titular. A provável formação: Cesar, Léo Moura, González, Samir e André Santos; Amaral, Diego Silva, Luiz Antonio e Carlos Eduardo; Paulinho e Hernane.


Em paz, rubro-negros e cruzeirenses prestigiam taças em supermercado

Torcedor tira fotos das taças (Foto: Maurício Paulucci )

Os torcedores cruzeirenses compareceram em bom número nesta quinta-feira a um supermercado em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, para ver de perto as taças do Brasileirão e da Copa do Brasil, que estão expostas juntas numa ação de marketing de Cruzeiro e Flamengo. Mesmo longe do Rio, alguns rubro-negros também estiveram no local para ver os troféus.





Torcedores flamenguistas também marcaram presença no evento (Foto: Maurício Paulucci )

O rubro-negro Henrique Alexandrino Ribeiro vive em Santa Luzia e passou o amor pelo clube ao filho Leonardo. O garoto não conteve a empolgação ao tirar foto com o troféu que foi levantado pelo ídolo Léo Moura na semana passada.

- Eu sou flamenguista fanático. Sou fã do Léo Moura, e ver de perto a taça que ele levantou há pouco tempo é muito emocionante. Eu achei a taça muito bonita e acompanhei a Copa do Brasil inteira. O Cruzeiro acha que o Flamengo é ruim, mas foi o Flamengo que eliminou o Cruzeiro este ano. O Flamengo tem o Hernane brocador - disse o menino.