sábado, 4 de janeiro de 2014

Presidente do Sporting diz que há clubes além do Fla de olho em Elias


O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, comentou na noite deste sábado a situação do volante Elias. O jogador, que esteve emprestado pelo clube português ao Flamengo ao longo de 2013, está de volta a Lisboa. A intenção é acertar com o Rubro-Negro. Por enquanto, porém, a pedida do Sporting está muito alta para Flamengo. Bruno de Carvalho salientou que há outros clubes interessados em contar com Elias, que foi um dos principais destaques flamenguistas na última temporada.

- A negociação não é simples, até porque há mais clubes que nos últimos dias têm demonstrado vontade de ficar com o jogador. O jogador e o seu representante têm mostrado uma vontade muito grande de falar, o Sporting, mais de fazer do que falar. Pelo que tem sido dito, a vontade do atleta não seria ficar, mas se ficar será para cumprir o contrato. A vontade do Sporting é fazer as negociações com o Flamengo e ouvir o que os outros clubes têm para dizer - declarou o presidente, em entrevista ao programa Zona Mista da RTP Informação.

Bruno de Carvalho disse ainda que Elias não está integrando o time B do Sporting.

- Einstein dizia que só há duas coisas infinitas: o universo e a estupidez humana. E eu tenho visto muita estupidez. Hoje há um treino conjunto entre as equipes A e B. Não faz sentido dizer que um jogador está a treinar na equipe B. Elias está a ser negociado com o Flamengo. Se vai sair ou não, não sabemos - finalizou.

Elias tem compromisso até 2016 com o Sporting. Contratado pelos portugueses em 2011 por € 8,8 milhões (R$ 26,8 milhões), o volante foi a maior negociação da história do time de Lisboa. O jogador recebe no Sporting € 1,3 milhão (R$ 3,9 milhões na cotação atual) por ano – cerca de R$ 330 mil mensais.

O peso da dívida do Flamengo



Libertadores, pode estranhar. No entanto, a aparente falta de poderio é, segundo a diretoria, reflexo da realidade projetada para 2014. O ano rubro-negro aponta para um paradoxo: enquanto é previsto um recorde de arrecadação, a temporada será a de maior peso para o clube no pagamento de impostos atrasados e correntes, além de acordos cíveis e trabalhistas envolvendo dívidas.

O Flamengo trabalha com uma projeção de arrecadar mais de R$ 300 milhões em 2014. O número parece animador, já que representa quase 50% de aumento em relação a 2013. Mas os impostos e dívidas prometem consumir mais da metade. O orçamento aponta para o pagamento de cerca de R$ 100 milhões entre impostos atrasados e correntes. As parcelas das dívidas tributárias precisam ser pagas para evitar o risco de perda das Certidões Negativas de Débito. Além disso, são previstos gastos de R$ 56 milhões com acordos em torno de dívidas com prestadores de serviços ex-funcionários.

Folha do futebol sobe 30%

O aumento de receita se origina, basicamente, do projeto de Sócio Torcedor, que pretende arrecadar R$ 40 milhões em 2014, e de projetos de captação de recursos via incentivos fiscais. Há, ainda, uma cota de patrocínio para a manga do uniforme que não foi preenchida. Mesmo com o peso das dívidas, a expectativa é ampliar o orçamento do futebol em cerca de 30%.

— O que sobra é para pagar a folha salarial de todo o clube, é muito apertado. O aumento das receitas é substancial, mas o passado ainda nos condena. Nas minhas contas, o peso deste passado dura uns seis anos, mas atinge o ápice em 2014 — alerta Rodrigo Tostes, vice-presidente de finanças do Flamengo. — Em 2015, os acordos de dívidas que hoje somam R$ 56 milhões diminuem drasticamente e nem vão existir em 2016, quando já trabalharemos com sobra de caixa.
Diante do orçamento elevado, mas de uma disponibilidade de dinheiro escassa, Tostes defende mudanças de processos no clube. Em especial a tomada de decisões no mercado de jogadores. Segundo ele, um ativo de R$ 300 milhões não pode ser “colocado na mão de uma ou duas pessoas". No caso, o vice de futebol Wallim Vasconcelos e o diretor executivo, Paulo Pelaipe.

— É dinheiro demais para que uma só pessoa tome todas as decisões. Um ou dois caras não podem, sozinhos, decidir pagar R$ 600, 700 mil ou 1 milhão a um jogador. Num clube, para vender uma caneta, uma lixeira, tem que convocar o Conselho Deliberativo. Mas para pagar R$ 1 milhão a um jogador um só cara pode decidir. Em termos de governança, está errado — diz Tostes. — Colocar tudo na mão de vice de futebol, do diretor de futebol, é ruim para o cara. Ele não pode, sozinho, ser responsável pelo sucesso de um jogador ou o fracasso de outro. É poder demais.

Tostes explica como imagina que o novo processo de decisões deva funcionar.

— O futebol identifica as necessidades, as carências. E apresenta uma lista de nomes no mercado. O jurídico deve ter um modelo de contrato, que pode ter pequenas alterações negociadas. Junto com o financeiro, identifica-se a quantidade de recursos, senta-se também com o marketing e se avalia se receita e despesa estão batendo, se é possível cumprir aquele contrato — diz Tostes. — É preciso discutir porque pagar 400 e não 300, o critério, ter discussão e aprovação. O desafio é não perder agilidade. E o futebol ser avisado pelo financeiro do seguinte: quer pagar R$ 1 milhão por esse cara, este dinheiro vai sair desta continha aqui. Se tem R$ 2 milhões disponíveis, vai sobrar só R$ 1 milhão para o resto das carências do elenco.

André Santos assiste a show do Sorriso Maroto e dá camisa a vocalista


André Santos entrega camisa ao vocalista do Sorriso Maroto (Foto: Divulgação) 
André Santos segue curtindo suas férias - agora, já nos últimos dias. Na noite desta sexta-feira, o lateral do Flamengo marcou presença no show do grupo de pagode Sorriso Maroto em uma casa de shows em Balneário Camboriú, em Santa Catarina. O jogador posou para fotos ao lado dos artistas e ainda presenteou o vocalista Bruno Cardoso com uma camiseta rubro-negra com o seu número e nome.

A reapresentação do grupo do Flamengo para iniciar a pré-temporada acontece nesta quarta-feira, dia 8, no Ninho do Urubu.




 André Santos entrega camisa ao vocalista do Sorriso Maroto (Foto: Divulgação)



André Santos curtiu show do Sorriso Maroto em SC (Foto: Divulgação) 
André Santos curtiu show do Sorriso Maroto em SC (Foto: Divulgação)



Flamengo superou expectativa em sua estreia na Copinha, diz técnico


O técnico Cleber dos Santos, do time sub-20 do Flamengo, elogiou a atuação de sua equipe na goleada de 4 a 1 sobre o Santo André, na tarde da última sexta-feira, em partida válida pela estreia do Rubro-Negro na 45ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Para ele, a equipe conseguiu, logo na abertura da competição, encaixar seu jogo.

Cleber dos Santos, técnico do sub-20 do Flamengo na Copinha (Foto: Sérgio Pais) 
Para Cleber dos Santos, Caio Rangel, recém-promovido aos juniores, deve ser lançado aos poucos (Foto: Sérgio Pais)

– O desempenho dos garotos superou as expectativas, pois, mesmo com pouco conhecimento do adversário e do local do jogo (estádio Alfredo de Castilho, em Bauru), conseguimos encaixar nosso estilo de jogo, que é de toques rápidos, muitos passes, manutenção da posse de bola e infiltrações. Com isso, conseguimos controlar o jogo, principalmente no segundo tempo – disse o treinador.

 Mesmo diante da boa estreia, Cleber dos Santos sugere cautela na segunda rodada do torneio, contra o Aquidauanense, time que também estreou com vitória ao bater os donos da casa, o Noroeste, por 2 a 1, na partida que abriu a Copinha. A partida do Rubro-Negro contra o sul-matogrossenses será nesta segunda-feira, às 21h, novamente no estádio Alfredo de Castilho, em Bauru.

– O Aquidauanense se mostrou um time muito perigoso, com atacantes velozes, e que explora com eficiência os contra-ataques, uma arma que eles exploram com qualidade. Foi assim que eles venceram na estreia. A Copinha é uma competição muito complicada, com pouco tempo para identificar os adversários, por isso devemos ter muita cautela – disse o técnico.

 
Caio Rangel Flamengo (Foto: Reprodução/Site Oficial do Flamengo)Cuidado com a 'Joia'

Um dos destaques do Flamengo em Bauru, o meia-atacante Caio Rangel ficou no banco de reservas até os 26 minutos do segundo tempo, quando entrou no lugar de Renan Donizete, o filho do "Pantera", com o placar de 4 a 1 e o jogo praticamente definido. Recém-promovido do time sub-17, o jovem atleta integrou a Seleção Brasileira sub-17 que disputou o Mundial da categoria no ano passado, nos Emirados Árabes.

Para o técnico Cleber dos Santos, essa opção revela o cuidado que o clube tem com o meia-atacante, considerado uma das "joias" de suas categorias de base.

– O Caio subiu agora para o time sub-20 e tem outros jogadores que já estão consolidados no time. Ele é um jovem talentoso, em quem acreditamos muito, mas temos de ter cuidado com sua carreira, lançando-o aos poucos no time júnior – explicou o treinador. 



Léo se reapresentará ao Vitória antes de definir negociação com o Flamengo


Léo atlético-pr internacional (Foto: Reprodução / Site Oficial do Atlético-PR)O destino de Léo será definido na próxima semana. Pretendido por Atlético-PR e Flamengo, o lateral-direito deve mudar do Paraná para o Rio de Janeiro, mas, antes de chegar em terras cariocas, o atleta terá que se reapresentar juntamente com o restante do elenco do Vitória, na tarde desta segunda-feira, em Salvador. O procedimento é praticamente protocolar, uma vez que o jogador tem contrato em vigor com o time baiano. Há um consenso entre as partes, porém, de que o futuro será no atual campeão da Copa do Brasil.

Léo pertence ao time baiano e disputou a Série A pelo Atlético-PR por empréstimo. O clube paranaense tinha preferência na compra do jogador. De acordo com o diretor de futebol do Vitória, Raimundo Queiroz, o Furacão chegou a depositar o valor estipulado, mas não chegou a um acordo com o lateral, que pretende ir para o Flamengo. Internamente, cariocas e baianos admitem que prevalecerá a vontade do atleta e a previsão é de que desembarque no Rio até a próxima sexta-feira.

- Ele se reapresenta na segunda, mas uma coisa é certa: vai para um desses dois clubes. O Atlético-PR fez o depósito, mas não fechou com Léo. O clube foi notificado de que precisa se acertar com o jogador. Caso não acerte, o negócio não será feito. Léo acertou com o Flamengo, mas o Atlético-PR tem prioridade – afirmou Raimundo Queiroz.

O impasse existe por causa de uma cláusula no contrato de empréstimo do lateral ao Furacão, que se encerrou no dia 31 de dezembro. O clube do Paraná tinha a preferência de comprar e, no caso de outra proposta superior, ele era obrigado a cobrir esse valor. No dia 1º de janeiro, o vice-presidente do Vitória, Epifânio Carneiro, disse ao GloboEsporte.com que a tendência era de Léo ir para o Flamengo, já que este seria o desejo do jogador.

Luiz Antonio aguarda orientação de advogados sobre reapresentação


Luiz Antonio jogador Flamengo (Foto: Cahê Mota)O Flamengo já deu a ordem, mas Luiz Antonio ainda não decidiu se estará presente na reapresentação do elenco, quarta-feira, no Ninho do Urubu. O volante pede na Justiça do Trabalho o fim do vínculo com o clube, que vai até 2016, e aguarda a posição de seus advogados para definir se irá ao centro do treinamento. A volta das férias acontece exatamente uma semana antes do julgamento da ação, na 16ª vara do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), marcado para o dia 15.

Luiz Antonio cobra supostos vencimentos atrasados, entre eles encargos trabalhistas. O Flamengo, por sua vez, garante que está em dia com o atleta, de 22 anos. Em um primeiro momento, o TRT se mostrou a favor do Rubro-Negro e negou os pedidos de antecipação de tutela e mandado de segurança, ambos para que o jogador ficasse livre de imediato.

De acordo com o empresário do volante, Francisco Dambros, a orientação dos advogados que o defendem no caso será conhecida terça-feira, véspera da reapresentação, e cumprida.

- É uma questão conceitual. É preciso decidir até onde faz sentido um empregado litigiado se apresentar ao trabalho faltando apenas uma semana para decisão (do caso). Se faltar, perde os dias de treinos, mas pode se apresentar e encontrar um ambiente desconfortável. Não há temor de caracterizar abandono de emprego. Isso se caracteriza só com 30 dias de ausência sem justificativa.

O desejo de Luiz Antonio e seu empresário é a quebra imediata de contrato. Caso isso aconteça, o volante ficará livre e com 16 dias pela frente até o fechamento da janela para Europa. O Porto, de Portugal, é um dos favoritos para contar com o jogador. Se o parecer da Justiça for favorável ao Fla, o jovem segue treinando até que seja definido se será reintegrado ao elenco de Jayme de Almeida.


Elias é integrado ao Sporting B; Flamengo prega paciência por desfecho positivo


 Elias voltará a treinar no Sporting, mas não será reintegrado ao time que disputa ponto a ponto com Benfica e Porto o título nacional em Portugal. Com o futuro indefinido e negociação em curso para permanência no Flamengo, o volante fará parte do time B, que joga a chamada Segunda Liga. O jogador já foi avisado, porém, que não será relacionado para os jogos. A situação é a mesma de outros jogadores fora dos planos dos lisboetas por contarem com altos salários, como Jeffren, ex-Barcelona.

Apesar da longa novela, a diretoria do Flamengo está confiante em um desfecho positivo para o caso. Internamente, a palavra de ordem é paciência. Sabe-se que o Sporting prolongará o jogo duro por conta da abertura da janela de transferências europeia, até o dia 31 de janeiro. No momento, porém, não há outra proposta por Elias, o que pesa a favor dos rubro-negros, uma vez que o time de Lisboa não tem condição de arcar com o alto salário do jogador.

Na quinta-feira, em Lisboa, o volante, que tem contrato até 2016 com o lusos, teve um encontro com o presidente do clube, Bruno de Carvalho, e reforçou o desejo de ser adquirido pelo Flamengo. Eliseu Trindade, pai e agente do volante, também esteve presente. Para liberar o jogador, o Sporting pede cerca de R$ 27 milhões por 50% dos direitos econômicos, valor fora da realidade dos cariocas, que projetam pagar metade deste montante.

Contratado pelos portugueses em 2011 por € 8,8 milhões (R$ 26,8 milhões), Elias foi a maior negociação da história do time de Lisboa. O jogador recebe no Sporting € 1,3 milhão (R$ 3,9 milhões na cotação atual) por ano – cerca de R$ 330 mil mensais.



sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Flamengo passa por 'algoz' Santo André e inicia 2014 líder de grupo na Copinha


O ano de 2014 iniciou bem para o Flamengo. Como é tradicional a cada temporada, os primeiros a pisarem no gramado foram as promessas da equipe, na Copa São Paulo de Futebol Júnior. E quem começou chamando a atenção foram o volante Recife, os meias Jajá e Douglas Baggio e o atacante Renan Donizete, que marcaram na vitória por 4 a 1 sobre o Santo André, na tarde desta sexta-feira. 

Flamengo x Santo André Copa São Paulo (Foto: Sérgio Pais) 
Meninos do Fla fizeram time começar bem temporada de 2014 (Foto: Sérgio Pais)

Em 2004, o time paulista foi o algoz Rubro-Negro, na final da Copa do Brasil. Uma década depois, quem ostenta o título da competição é o Flamengo. Já a equipe do ABC sequer disputará a Série D do Campeonato Brasileiro e integra a Série A2 do Campeonato Paulista. 

Na Copinha, os cariocas agora lideram, com 3 pontos, o Grupo I, disputado no estádio Alfredo de Castilho, em Bauru. O Ramalhão divide a lanterna com o Noroeste, dono da casa, que na partida anterior foi derrotado por 2 a 1 pelo Aquidauanense, do Mato Grosso do Sul.

A próxima rodada da chave será disputada na segunda-feira. Noroeste e Santo André jogam na segunda-feira, às 19h. Na partida seguinte, às 21h, o Flamengo encara o Aquidauanense. 

Tranquilo

Flamengo x Santo André Copa São Paulo (Foto: Sérgio Pais)Contra um adversário nervoso, sem ameaçar e dando bastante espaço. Assim, foram os primeiros minutos do Flamengo, que teve caminho livre para abrir o placar aos nove minutos de jogo. Nem precisou trabalhar muito a bola nas trocas de passes. Foi necessária apenas a felicidade do meia Jajá que, de canhota, arriscou da intermediária e encobriu o goleiro Guilherme: 1 a 0.

Embora com a inexperiência da juventude, os jogadores do Santo André evoluíram e começaram a fazer frente ao Flamengo. Passaram a criar mais e a suportar a pressão, quando necessário, como aos 21 do primeiro tempo, quando Douglas Baggio, após invadir a área, encheu o pé e obrigou Guilherme a voar para fazer a defesa.

A superioridade do Flamengo ainda não dava total segurança à equipe, que por vezes falhava. Aos 29, um erro na saída quase comprometeu a equipe. O atacante André Luiz aproveitou e só parou nas mãos de Thiago, após forte chute de dentro da área. O Fla respondeu na sequência, com Thiago Santos, que bateu cruzado e permitiu que o goleiro adversário fizesse a defesa.

O Flamengo conseguiu ampliar o marcador aos 43. O esforço de Recife lhe rendeu a posse de bola em boas condições. O volante flamenguista ainda bateu com categoria para fazer 2 a 0.

Rápida resposta

Atrás no placar, o Santo André voltou ligado para o segundo tempo. Fazendo pressão na marcação ofensiva. O meia Lucas Gomes roubou a bola no ataque, driblou Rafael Dumas e tocou por baixo do goleiro Thiago, diminuindo a desvantagem.

Flamengo, Santo André, Copa São Paulo (Foto: Sérgio Pais) 
Fla contém ações do Santo André e leva a melhor em Bauru (Foto: Sérgio Pais)

Entretanto, um balde de água fria acabou com a chance do Santo André na partida. Ainda com esperanças de empatar o jogo, a equipe paulista não conseguiu fechar a defesa e permitiu que o meia Douglas Baggio, aos oito da etapa final. O passe veio do autor do primeiro gol, Jajá. Baggio girou e bateu rasteiro no canto do goleiro Guilherme.

Com isso, o Fla encontrou uma segunda etapa mais tranquila e dominou o restante da partida. O Rubro-Negro fechou o placar aos 23, após bela troca de passes na área adversária. A bola sobrou para Renan Donizete, o filho do "Pantera", sozinho, fazer o quarto gol e colocar a equipe na liderança da chave.



Ranking Brasileiro de Clubes 2013 – Atlético Mineiro é o líder, vasco é 164

Há diversos rankings de clubes no mercado. Historicamente, o meu preferido, tanto nacional como internacional, é o da Folha de S.Paulo, que já se aproxima do 20º ano de realização (começou em 1996 para a edição nacional e 2002 para a edição internacional). Outro ranking bastante interessante é o da revista Placar. Mas há outros, inclusive o da CBF, bastante limitado e com critérios de pontuação – na minha opinião – bastante questionáveis.

Vamos ver hoje a 2ª edição de um dos rankings mais novos e interessantes do mercado, o da Pluri Consultoria. Esse ranking também serve como base para a consultoria preparar o IPEG – Índice Pluri de Eficiência na Gestão do Futebol, que terá sua próxima edição divulgada em abril próximo.

Pelo ranking Pluri, o Clube Atlético Mineiro é o grande líder do ano de 2013, em que pese não ter chegado à final do Mundial de Clubes.

Critérios utilizados

(O trecho abaixo é transcrição do material da Pluri Consultoria.)

O critério de avaliação leva em consideração o grau de dificuldade de cada competição, em função do nível e da quantidade dos clubes participantes. Também buscamos atribuir pontuação além dos tradicionais 1º e 2º lugares, pois assim podemos ter uma percepção maior do nível de distribuição de forças a nível Nacional, Regional e Estadual. Além disso, são pontuadas todas as divisões do campeonato Brasileiro, e é atribuída pontuação negativa quando o clube é rebaixado de uma divisão para a outra. As premissas para a definição da pontuação de cada campeonato seguem os mesmos critérios do Ranking Mundial de Clubes PLURI, conforme abaixo:


- A pontuação dos 2º colocados de cada competição equivale a 50% da pontuação dos campeões. Do 3º colocado em diante, o clube terá pontuação equivale nte a 60% do clube que lhe precede na tabela. O número de clubes pontuados é proporcional à importância do  campeonato, nível e quantidade dos participantes;

- Copa do Brasil tem pontuação equivalente a 60% do Campeonato Brasileiro;

- Copa do Nordeste tem pontuação equivalente a 150% da pontuação do Estadual mais relevante entre os clubes participantes (no caso, campeonatos Baiano e Pernambucano);

- Em função do número de participantes e sua competitividade, o Campeonato Paulista tem pontuação equivalente a 40% do Campeonato Brasileiro. Demais Estaduais são divididos em uma escala de graduação de 7 níveis;

- Copa Libertadores tem pontuação equivalente a 150% do Campeonato Brasileiro;

- Copa Sul-Americana tem pontuação equivalente a 50%  da Copa Libertadores;

- Recopa Sul-Americana tem pontuação equivalente a 10% do Campeão da Copa Libertadores;

- Times rebaixados nas 3 primeiras divisões do Campeonato Brasileiro sofrem penalização, com pontuação negativa equivalente a 20% da pontuação do vencedor do respectivo campeonato;

- Campeonato Mundial da FIFA tem pontuação própria e em função do pequeno número de participantes e a disparidade técnica (peso, influência, tradição, etc) entre eles;

- Apesar de não concordarmos com as mudanças atribuídas pelo julgamento do STJD, utilizamos a classificação oficial do campeonato, mantendo o Fluminense na 1ªdivisão e o respectivo rebaixamento da Portuguesa à 2ª divisão. Alteraremos o ranking caso ocorram novas mudanças.

Observação: essa posição acima é da Pluri Consultoria, com a qual esse não concorda de forma alguma, como já ficou claro nos posts a respeito.

A próxima tabela coloca os pontos correspondentes a cada competição e posição.



Veremos, a seguir, um conjunto de tabelas com o Ranking 2013 isolado e ao lado o ranking acumulado desde o ano de 2008.

 




Com negociação por Elias parada, Flamengo tem esperança, mas analisa plano B



A esperança ainda existe, mas está por um fio. Nesta sexta-feira, o vice de futebol do Flamengo, Wallim Vasconcellos, disse que ainda acredita num acerto com o Sporting para manter o volante Elias, mas está prestes a jogar a toalha. De acordo com o dirigente, a negociação com os portugueses está parada.O prazo estabelecido pela diretoria para tentar contratar o jogador é até a próxima semana. Segundo Wallim, o clube já estuda um plano B caso o desfecho não seja positivo.

- Esperança a gente sempre tem, mas a negociação parou. Elias deve ter treinado hoje, seu pai está lá tentando encontrar uma solução. Como ele falou, se vier para o Brasil, ficará no Flamengo. Estamos vendo se o Sporting flexibiliza sua pedida pelos direitos econômicos do Elias. Acho que semana que vem é decisiva, apesar de termos até 31 de janeiro para trazer um estrangeiro. Se não flexibilizar semana que vem, acho que as chances caem quase a zero. Espero que isso não ocorra. Não pode ficar muito tempo esperando. Se entender que ele não ficará, temos de trazer um do mesmo quilate, não podemos perder em qualidade. Estamos estudando um eventual plano B - disse Wallim, em entrevista à "Rádio Brasil".

Nesta quinta-feira, em Lisboa, o volante, que tem contrato até 2016 com o lusos, teve um encontro com o presidente do clube, Bruno de Carvalho, e reforçou o desejo de ser adquirido pelo Flamengo. Eliseu Trindade, pai e agente do volante, também esteve presente. Para liberar o jogador, o Sporting pede cerca de R$ 27 milhões por 50% dos direitos econômicos, valor fora da realidade dos cariocas, que projeta pagar metade deste valor.

Além do risco de perder Elias, o Flamengo aguarda a solução do caso de Luiz Antonio. O jogador move uma ação na Justiça contra o Flamengo requerendo vencimentos que estariam atrasados e a quebra do contrato que vai até 2016. O processo corre na 16ª vara do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e será julgado no dia 15 de janeiro, uma semana após o início das atividades do clube carioca, dia 8. 

- Nossa prioridade é meio-campo, tem a questão do Elias e do Luiz Antonio. Dia 15 teremos uma audiência na Justiça. Estamos dando atenção a esse setor, selecionando jogadores para trazer, e no ataque também, precisamos reforçar. O Marcelo Moreno saiu, temos de trazer pelo menos dois atacantes. Em 2013 tivemos um ano difícil, mas montamos um time base e teremos agora de ter um elenco para o Carioca e Libertadores - frisou Wallim. 

O Flamengo estreia no Carioca em 19 de janeiro, contra o Audax, no Maracanã, às 17h (de Brasília).


Copa São Paulo de Futebol Júnior 2014

Começa nesta sexta-feira a Copa São Paulo de Futebol Júnior, a competição mais tradicional da categoria no país. Famosa por revelar craques, o torneio chega a sua 45ª edição com um número recorde de clubes inscritos. São 104 times divididos em 26 chaves (quatro por grupo), superando a marca do ano passado quando 100 equipes participaram da primeira fase.

Na história da Copinha, o estado que organiza o evento tem a hegemonia de títulos: 26. Por sinal, o maior vencedor da competição é da terra da garoa: o Corinthians, com oito conquistas (1969, 1970, 1995, 1999, 2004, 2005, 2009 e 2012). São Paulo (1993, 2000 e 2010) e Santos (1984 e 2013) também integram a lista de campeões da Copa SP.

Para comprovar o domínio dos times paulistas, talvez muito por conta do elevado número de participantes, de todas as edições do torneio eles não tiveram presentes em apenas quatro finais: 1971 (Fluminense x Botafogo), 1980 (Internacional x Atlético-MG), 1996 (América-MG x Cruzeiro) e 2011 (Flamengo x Bahia).  

O Rio de Janeiro aparece na vice-liderança com mais troféus: oito. Desses, cinco foram erguidos pelo Fluminense (1971, 1973, 1977, 1986 e 1989), o segundo clube com mais títulos na Copinha. Flamengo duas vezes (1990 e 2011), e Vasco com uma conquista em 1992, são os outros times cariocas campeões do torneio.   

Ainda na região Sudeste, Minas Gerais é o terceiro estado que mais soma títulos na competição: cinco no total. O Atlético-MG faturou três canecos (1975, 1976 e 1983). Enquanto América-MG e Cruzeiro conquistaram a Copinha em 1996 e 2007, respectivamente. 

Na parte debaixo do país completam a lista os estados do Rio Grande do Sul, com quatro títulos, todos do Internacional (1974, 1978, 1980 e 1998) e Santa Catarina, com uma conquista do Figueirense em 2008.

Por outro lado, nenhum clube das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste sagrou-se campeão da Copinha. O time nordestino que chegou mais perto de levantar a taça foi o Bahia, que perdeu a final para o Flamengo por 2 a 1, em 2011. Já no Centro-Oeste, o Goiás também foi vice-campeão ao sofrer uma derrota de 3 a 1 para o Santos na decisão do ano passado. Dentre os grandes clubes do futebol brasileiro Palmeiras, Botafogo e Grêmio jamais foram campeões da Copa São Paulo. 

Veja abaixo a lista de títulos por estado e seus respectivos campeões.

tabela campeões Copa SP



 

1 hora de Musicas ''Carnaval de Salão'' as 30 melhores (Marchinhas de Carnaval) bons tempos...


Vice de futebol do Flamengo diz que Bahia desistiu de emprestar Feijão


montagem Rafinha e Feijão (Foto: Editoria de Arte)A chegada de Feijão ao Flamengo e a ida de Rafinha para o Bahia, numa troca entre os clubes, não deve ocorrer, segundo o vice de futebol do Rubro-Negro, Wallim Vasconcellos. De acordo com o dirigente, os baianos informaram que não pretendem mais ceder o volante, de 19 anos. Desta forma, o atacante também não deixará o Rio.  

- Com o Feijão a negociação está praticamente descartada. A diretoria do Bahia nos informou que não vai ceder o jogador para o Flamengo. Então, o Rafinha continua na Gávea – disse Wallim, em entrevista à “Rádio Tupi”.

Os clubes haviam apalavrado a troca por empréstimo de um ano na última segunda-feira, e o departamento jurídico do Flamengo já preparava os documentos para a assinatura do acordo. A repercussão negativa do negócio com os torcedores do Tricolor teriam feito o clube desistir de liberar Feijão. Também chegariam à Gávea dois jovens baianos para as categorias de base: o atacante Lourival e o meia Gabriel.  

Segundo o GloboEsporte.com apurou, o Bahia continua interessado em ter Rafinha e não descarta liberar Feijão. No entanto, a diretoria tricolor não estaria satisfeita com as condições de negócio previamente acertadas. Internamente, as tratativas não estão encerradas de forma oficial.


     

Gegê vibra com momento no Flamengo e admite mudança dentro de quadra



Gegê, Chupeta e Douglas (Foto: Fabio Leme)O ano de 2013 já ficou para trás, mas as memórias da melhor temporada da carreira ainda não saem da cabeça de Gegê. Campeão da quinta edição do NBB, atuando por quase 15 minutos na finalíssima, campeão do estadual, sendo titular na campanha, e líder, capitão e campeão do time sub-22 na Liga de Desenvolvimento de Basquete na última semana mostram que o menino de 22 anos está no caminho certo.

Depois da ida para o basquete espanhol aos 17 anos, quando foi atuar no Torrejon, e uma primeira passagem sem muito brilho pela Gávea em 2011, o armador precisou voltar ao Tijuca - clube onde começou a carreira - para ganhar a experiência e a confiança necessárias para engrenar dois anos mais tarde no time mais tradicional da modalidade no Rio de Janeiro.

 Gegê, Chupeta e Douglas após o título do Flamengo na LDB (Foto: Fabio Leme)

- Foi um ano maravilhoso. Ser campeão no adulto e também no sub-22 é muito bom, além de está sendo meu momento de afirmação na equipe do Flamengo, que está no NBB. Sou novo, tenho muito a evoluir e não tem esta de não querer atuar entre os mais jovens, não tenho este tipo de ego, vaidade. O que eu quero é marcar meu nome na história do Flamengo e isto só vem com títulos - afirmou Gegê.

Gegê basquete Flamengo x Minas (Foto: Fabio Leme) 
Gegê em ação contra o Minas na última semana. O armador foi decisivo na conquista rubro-negra (Foto: Fabio Leme)

A mudança na forma de atuar dentro de quadra veio através de observações fora dela, já que é acostumado a conversar muito com seu pai, mas, principalmente, pelo amadurecimento de sua personalidade, o que é visto durante as partidas.

- Converso muito com meu pai, que foi atleta, e ele sempre fala que eu tenho que agarrar todas as oportunidades que passam. Tento sempre fazer isto. Outra coisa importante é que estou me sentindo com liberdade para falar com o pessoal, dar opinião, poder fazer isto em quadra também. Teve um momento que eu não estava sendo - admitiu o camisa 19.

Gegê tenta, mas não evita derrota do Brasil para o Canadá (Foto: Wander Roberto / Divulgação)E as oportunidades apareceram. A melhora técnica do armador veio muito por conta do aumento de seu tempo em quadra, devido às lesões de Marcelinho, Marquinhos e Benite. Fundamental na distribuição de jogo do quinteto rubro-negro ao lado de Laprovittola, Gegê sonha em levantar mais um troféu com a camisa do clube para, quem sabe, alçar voos maiores.

- Em 2014, eu pediria o título inédito da Liga das Américas, que não temos e depois sonhar com a seleção brasileira. Este ano fui convocado para a seleção de novos e foi muito bom. O (José) Neto vem me ajudando bastante, o (Rúben) Magnano (técnico da seleção) sempre está por aqui vendo os jogos. Mas sei que tenho muito a crescer ainda, que está cedo. Mas sonhar, sempre sonho - completou.


Gegê pela seleção de novos contra o Canadá (Foto: Wander Roberto / Divulgação)


Flamengo inicia luta pelo tri da Copinha com humildade: 'Não teremos jogo fácil'

O Flamengo estreia na Copa São Paulo de Futebol Júnior nesta sexta-feira, contra o Santo André, às 16h (o SporTV transmite, e o GloboEsporte.com acompanha em Tempo Real). O Rubro-Negro está no Grupo I, com sede em Bauru, e tentará conquistar o título da competição pela terceira vez. O clube foi campeão em 1990 derrotando o Juventus-SP na final por 1 a 0, com uma equipe que contava com jogadores como Júnior Baiano, autor do gol do título; Marquinhos; Nélio e Fabinho. Em 2011, o Fla levantou a taça novamente ao vencer o Bahia na decisão por 2 a 1 com uma equipe repleta de jovens talentos, como Adryan, Negueba, Muralha, Thomás, Frauches e o goleiro Cesar.

Todas as partidas da chave serão realizadas no Estádio Alfredo de Castilho, com capacidade para 18.840 pessoas. Após enfrentar o Ramalhão, o time carioca pega na sequência da primeira fase o Aquidauanense, no dia 6, às 21h, e o Noroeste, dono da casa, no dia 9, às 16h. O técnico Cleber dos Santos deverá iniciar a partida contra o time do ABC Paulista com a seguinte escalação: Thiago, Romário, Nicolas, Rafael Dumas e Marcos Vinícius; Recife, Leo Henrique, Renan Donizete e Jajá; Douglas Baggio e Thiago. Na opinião do treinador, três jogadores têm grandes chances de se destacar na competição.

- O meia Renan Donizete, que deve ser o camisa 10, tem muita qualidade técnica e capacidade de improviso. É Muito bom no um contra um, além de ser um excelente cobrador de falta. Apesar de ser destro trabalha muito bem com a perna esquerda também. Já o atacante Douglas Baggio, que se destacou por ter marcado mais de 70 gols em 2012, é um artilheiro nato. Ótimo finalizador, bem versátil e completo. Joga muito próximo à meta do adversário e apesar de ser destro também finaliza bem com as duas pernas. Além disso é um bom cabeceador. O meia Jajá, por sua vez, é um meia canhoto clássico, que bate bem na bola e tem um controle de bola muito bom.

 Em 2014, a equipe quer apagar a má campanha do ano passado, quando foi eliminada ainda na primeira fase. Para conseguir tal objetivo, a equipe passou por intenso período de treinamentos, incluindo o período das festas de final de ano e realizou três amistosos no último mês

- Os jogadores se conscientizaram que teriam que fazer um sacrifício neste momento para fazermos uma boa campanha na competição.  

Confira a entrevista com o técnico Cleber dos Santos.

GloboEsporte.com: Há quanto tempo você comanda esta equipe do Flamengo? Que títulos já conquistou?
Cleber: Estou no comando da equipe desde junho de 2012. Pelo Sub-20 fomos campeões da Taça OPG 2012 e da Taça Rio 2013, além de ficarmos em segundo lugar na Taça BH 2012, no Estadual 2013 e na Taça OPG 2013.   

Quantas participações na Copa São Paulo você tem?
Em 2014 será a minha terceira participação. A primeira vez que disputei a Copa São Paulo foi pelo Pão de Açúcar - atual Audax-SP - em 2011, quando ficamos na quinta colocação no geral. Este ano, já atuando pelo Flamengo, fomos eliminados ainda na primeira fase.

Qual a importância de conquistar a Copa São Paulo para a sua carreira e para estes jovens jogadores?
Cleber - A Copa São Paulo é considerada a principal competição da categoria sub-20 no país, projetando novos jogadores para suas equipes profissionais e gerando uma expectativa muito grande nos torcedores que acompanham diretamente a competição, pois é realizada em um período de férias do futebol profissional. A conquista fortalece as convicções sobre o trabalho realizado pela comissão técnica na categoria de base e aumenta a possibilidade de ascensão de jovens jogadores para o profissional.

técnico do Flamengo Cleber dos Santos com equipe sub-20 que vai disputar a Copinha (Foto: Assessoria de imprensa do Flamengo) 
Cleber dos Santos será o técnico do Flamengo na Copinha (Foto: Assessoria de imprensa do Flamengo)

A base da equipe que vai disputar a Copa São Paulo é a mesma que disputou o Brasileiro Sub-20 e acabou sendo eliminada nas quartas de final para o Palmeiras ?
Cleber - Não. A base que irá disputar a Copa São Paulo permaneceu no Rio fazendo a preparação no CT. Alguns jogadores que estão inscritos na competição participaram do Campeonato Brasileiro e retornaram aos treinos no último dia dia 20 de dezembro.

A recente eliminação no Brasileiro Sub-20 para o Palmeiras abalou a confiança dos jogadores ou já foi superada?
Cleber - Mais de 90% do grupo que irá para São Paulo ficou no Rio concentrado e treinando para a competição. Mesmo assim tivemos algumas conversas com todo o grupo para refletirmos sobre a participação no Campeonato Brasileiro Sub-20.

Como está a preparação da equipe para a Copa São Paulo?
Cleber - Fizemos um planejamento de 30 dias de preparação no nosso CT, de 02 de dezembro até 02 de janeiro, sendo alguns dias em período integral. Dentro deste planejamento realizamos três partidas amistosas. Os jogadores estão muito concentrados e participaram dos treinamentos com bastante intensidade para chegar na competição em um bom nível.

Como foi o ritmo de treinos durante as festas de fim de ano?
Como nosso primeiro jogo, contra o Santo André, será dia 03 de janeiro, tivemos que manter o ritmo dos treinos de forma intensa mesmo com as festas de final de ano. Os jogadores se conscientizaram que teriam que fazer um sacrifício neste momento para fazermos uma boa campanha na competição.  

Jogadores mais experientes do elenco profissional passaram algum tipo de conselho ou instrução para estes jogadores?
Como a maioria dos treinos das duas categorias são realizados no mesmo horário e no mesmo local, as conversas são frequentes e desde a chegada do Jayme de Almeida temos realizado muitos treinos coletivos com a equipe profissional. Isso é muito importante para a integração entre as categorias e a troca de experiência entre os jogadores.

Qual a sua expectativa e a dos jogadores para esta competição? Estão ansiosos?
Temos a certeza que é uma competição muito disputada, mas se mantivermos a seriedade e a concentração que temos demonstrado nos treinamentos poderemos chegar longe. 

Podemos dizer que o Flamengo é um dos favoritos para a Copa São Paulo?
Quando o Flamengo entra em qualquer competição é sempre rotulado como um dos favoritos. Temos que assumir a responsabilidade de vestir essa camisa e representar este grande clube como grandes jogadores. A torcida do Flamengo exige que os jogadores tenham muita determinação e entrega dentro de campo e isso não vai faltar neste grupo.

Qual o time base que deve começar jogando a Copa São Paulo?
Temos 30 jogadores inscritos que estão treinando e buscando seu espaço. No entanto, se não houver nenhum imprevisto, o time que irá a campo na primeira partida contra o Santo André será este: Thiago, Romário, Nicolas, Rafael Dumas e Marcos Vinícius; Recife, Leo Henrique, Renan Donizete e Jajá; Douglas Baggio e Thiago.

técnico do Flamengo Cleber dos Santos com equipe sub-20 que vai disputar a Copinha 03 (Foto: Assessoria de imprensa do Flamengo) 
Elenco do Fla passou por um período intenso de treinos visando a Copinha (Foto: Assessoria de imprensa do Flamengo)

Que jogadores você destacaria como promessas que podem despontar nesta Copa São Paulo? Qual a posição deles e as principais características?
O meia Renan Donizete, que deve ser o camisa 10, tem muita qualidade técnica e capacidade de improviso. É Muito bom no um contra um, além de ser um excelente cobrador de falta. Apesar de ser destro trabalha muito bem com a perna esquerda também. Já o atacante Douglas Baggio, que se destacou por ter marcado mais de 70 gols em 2013, é um artilheiro nato. Ótimo finalizador, bem versátil e completo. Joga muito próximo à meta do adversário e apesar de ser destro também finaliza bem com as duas pernas. Além disso é um bom cabeceador. O meia Jajá, por sua vez, é um meia canhoto clássico, que bate bem na bola e tem um controle de bola muito bom.

Que análise você pode fazer de cada um dos adversários do Flamengo na primeira fase - Aquidauanense, Santo André e Noroeste?
Hoje temos o CAD, que é um departamento de análise dos adversários e alguns observadores que também realizam esse tipo de análise. Estamos buscando informações sobre os adversários para conhecê-los melhor. Partimos do princípio que não teremos jogo fácil. Todos os adversários quando jogam contra o Flamengo se doam ao máximo. Precisamos ter muita atitude em todos os jogos e traçar as melhores estratégias para neutralizar os pontos fortes de cada equipe. Poderemos observar o Aquidauanense e o Noroeste no próprio local da competição para fazer uma análise mais real de cada equipe. Já o Santo André, que é o nosso primeiro adversário, estamos buscando informações com pessoas de nossa confiança que trabalham em São Paulo. 

O Noroeste por jogar em casa - Bauru - teoricamente é o adversário que deve dar mais trabalho?
Acredito que não teremos distinção entre os adversários.

Tem algum jogador que seja filho de ex-jogador do Fla ou de algum outro clube?
Renan Donizete, filho do Donizete Pantera.

técnico do Flamengo Cleber dos Santos com equipe sub-20 que vai disputar a Copinha 02 (Foto: Assessoria de imprensa do Flamengo) 
Cleber dos Santos acredita que Fla fará uma boa campanha na Copinha (Foto: Assessoria de imprensa do Flamengo)




Bandeira de Mello prega criatividade para Flamengo driblar problemas financeiros


 
prudência (Richard Souza)
A classificação para Libertadores fez com que a esperança do torcedor do Flamengo crescesse a respeito de possíveis reforços. Em entrevistas, dirigentes prometeram contratações mais ousadas do que na temporada passada. Entretanto, faltando uma semana para reapresentação do elenco, a atuação rubro-negra no mercado é discreta. Apenas Everton, ex-Atlético-PR, foi anunciado oficialmente, e o lateral Léo, que também defendia o Furacão, é outro acertado. E Eduardo Bandeira de Mello freia as expectativas mais ambiciosas.

Assim como aconteceu no primeiro ano de mandato, o presidente ressaltou as dificuldades financeiras que o Flamengo tem encarado. Sendo assim, Bandeira de Mello aposta na criatividade de seu departamento de futebol para montar um elenco forte para disputa continental. De acordo com o planejamento, dois atacantes, um volante e um zagueiro ainda chegarão para Jayme de Almeida – além da tentativa de manutenção de Elias.

- Vamos ter muita determinação para reforçar o time e sermos mais fortes do que em 2013. Vamos ter sempre muita precaução, a situação não é nada confortável, mas se comparar com um ano atrás é muito melhor. Ano passado, estávamos com a receita penhorada, sem certidão negativa, quase fora da Timemania. Era caótico.  Agora, não é mais caótico, é difícil. Tivemos um crescimento expressivo do sócio-torcedor, receita do marketing, mas ainda não é confortável. Vamos usar a criatividade para formar um time que a torcida merece. Não é o time de 81, mas vamos fazer um elenco que dê alegrias ao torcedor – disse Eduardo Bandeira de Mello.

Na temporada passada, o Flamengo teve cinco reforços no início da temporada: Elias, Wallace, João Paulo, Gabriel e Carlos Eduardo.

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Elias se reúne com Sporting e mantém conversas por sequência no Flamengo

Reunião de cerca de quatro horas, muita conversa e a indefinição sobre o futuro de Elias continua. Já em Lisboa para se reapresentar ao Sporting, o volante teve um encontro com o presidente do clube, Bruno de Carvalho, e reforçou o desejo de ser adquirido pelo Flamengo. Eliseu Trindade, pai e agente do volante, também esteve presente e manteve a esperança dos rubro-negros viva.

Sem pressa, Elias começa a treinar na equipe lisboeta em dois dias. Para liberar o jogador ao Fla, o Sporting pede cerca de R$ 27 milhões por 50% dos direitos econômicos, valor fora da realidade dos cariocas, que projeta pagar metade deste valor. Eliseu Trindade falou sobre o caso e manteve as negociações abertas.

- Não chegamos a um acordo. Segue o impasse. Aguardamos até o fechamento da janela. A negociação com o Flamengo continua. Enquanto isso, o Elias começará a treinar. Ele não pode ficar parado. Esperamos que tudo se defina. Continuo confiante.

O pai de Elias não fecha as portas para outros clubes, principalmente do exterior. O desejo de sequência no Flamengo, por sua vez, é público. Clube e jogador, por sinal, já têm um acerto por um novo vínculo de quatro anos.

- Não temos um prazo, mas esperamos que tudo se resolva até o fechamento da janela, ver se aparece alguma proposta da Europa. Até porque, pelos valores que estão pedindo, não há quem tenha condição no Brasil.

Elias tem vínculo com o Sporting até 2016. Contratado pelos portugueses em 2011 por € 8,8 milhões (R$ 26,8 milhões), o camisa 8 foi a maior negociação da história do time de Lisboa. O jogador recebe no Sporting € 1,3 milhão (R$ 3,9 milhões na cotação atual) por ano – cerca de R$ 330 mil mensais. Na contratação do jogador, o Flamengo comprometeu-se a pagar € 500 mil (R$ 1,5 milhão) no fim do vínculo, mesmo que não tenha interesse em ficar com ele.

Timemania: confira a colocação do seu time no acumulado da Timemania no ano de 2013


Colocação Time UF Nº de apostas Percentual
FLAMENGO RJ 6.816.531 5,41%
CORINTHIANS SP 5.942.493 4,72%
SAO PAULO SP 4.737.572 3,76%
SANTOS SP 4.290.662 3,40%
GREMIO RS 4.042.828 3,21%
PALMEIRAS SP 3.991.813 3,17%
COISA  MALDITA             VASCO     RJ 3.538.997 2,81%
INTERNACIONAL RS 3.522.052 2,79%
BOTAFOGO RJ 3.412.018 2,71%
10º ATLETICO MG 3.135.154 2,49%
11º FLUMINENSE RJ 3.065.779 2,43%
12º CRUZEIRO MG 2.976.563 2,36%
13º BAHIA BA 2.538.381 2,01%
14º FORTALEZA CE 2.301.838 1,83%
15º GOIAS GO 2.058.682 1,63%
16º VITORIA BA 1.832.787 1,45%
17º ATLETICO PR 1.749.610 1,39%
18º ABC RN 1.745.514 1,39%
19º CEARA CE 1.665.473 1,32%
20º CORITIBA PR 1.642.837 1,30%
21º SANTA CRUZ PE 1.584.393 1,26%
22º AVAI SC 1.508.259 1,20%
23º TREZE PB 1.472.869 1,17%
24º SPORT PE 1.374.276 1,09%
25º GUARANI SP 1.360.407 1,08%
26º AMERICA RN 1.342.955 1,07%
27º ATLETICO GO 1.288.469 1,02%
28º LONDRINA PR 1.276.961 1,01%
29º GAMA DF 1.260.852 1,00%
30º JOINVILLE SC 1.242.403 0,99%
31º JUVENTUDE RS 1.201.256 0,95%
32º NAUTICO PE 1.199.856 0,95%
33º PORT DESPORT SP 1.185.328 0,94%
34º BOTAFOGO PB 1.156.214 0,92%
35º BANGU RJ 1.154.369 0,92%
36º REMO PA 1.153.483 0,92%
37º ITUANO SP 1.149.545 0,91%
38º AMERICA RJ 1.142.836 0,91%
39º PONTE PRETA SP 1.132.642 0,90%
40º RIVER PI 1.125.721 0,89%
41º IPATINGA MG 1.120.429 0,89%
42º MARILIA SP 1.119.240 0,89%
43º AMERICA MG 1.106.996 0,88%
44º MIXTO MT 1.074.374 0,85%
45º INTER LIMEIRA SP 1.071.920 0,85%
46º MOTO CLUBE MA 1.063.543 0,84%
47º JI-PARANA RO 1.045.949 0,83%
48º PAYSANDU PA 1.043.936 0,83%
49º FIGUEIRENSE SC 1.023.329 0,81%
50º JUVENTUS SP 1.022.867 0,81%
51º SAO CAETANO SP 1.013.235 0,80%
52º BRAGANTINO SP 1.001.528 0,79%
53º SANTO ANDRE SP 996.333 0,79%
54º BRASILIENSE DF 963.158 0,76%
55º SAMP CORREA MA 956.877 0,76%
56º PARANA PR 953.169 0,76%
57º CRICIUMA SC 935.221 0,74%
58º PALMAS TO 927.947 0,74%
59º SERGIPE SE 925.806 0,73%
60º BARUERI SP 906.741 0,72%
61º AMERICANO RJ 886.897 0,70%
62º VILA NOVA GO 874.659 0,69%
63º NACIONAL AM 847.828 0,67%
64º S RAIMUNDO AM 844.219 0,67%
65º TUNA LUSO PA 842.701 0,67%
66º CRB AL 839.578 0,67%
67º OLARIA RJ 838.469 0,67%
68º RIO BRANCO ES 834.559 0,66%
69º YPIRANGA AP 828.195 0,66%
70º UBERLANDIA MG 801.993 0,64%
71º OPERARIO MS 778.628 0,62%
72º CSA AL 774.785 0,61%
73º RIO BRANCO AC 759.337 0,60%
74º RORAIMA RR 757.144 0,60%
75º XV PIRACICABA SP 698.778 0,55%
76º UNIAO S JOAO SP 683.106 0,54%
77º DESPORTIVA ES 682.717 0,54%
78º PAULISTA SP 636.517 0,51%
79º U BARBARENSE SP 613.184 0,49%
80º VILLA NOVA MG 609.309 0,48%

Torcedor rival cria aplicativo onde internautas podem rebaixar o Flu

A permanência do Fluminense na Série A do Campeonato Brasileiro, após um erro de escalação de um jogador da Portuguesa evitar a queda tricolor, deixou muitos torcedores rivais contrariados. E um deles resolveu promover o rebaixamento do clube virtualmente. O palmeirense Heitor Hack, de 21 anos, criou no último dia de 2013 um aplicativo chamado “Rebaixe o FLU” onde o internauta deve capturar os ícones da Segunda Divisão que aparecem na tela, e ainda fugir dos símbolos do STJD, para levar o Tricolor à degola. O aplicativo está disponível gratuitamente na loja virtual “Google Play”, para o sistema operacional Android de smartphones e tablets, e já conta com mais de cem downloads.

 

Cadu promete empenho para levar Flamengo à final da Libertadores


O meia Carlos Eduardo iniciou 2013 nos braços da torcida rubro-negra. Anunciado como principal reforço do clube para a temporada passada, foi muito festejado nas redes sociais. Más atuações, entretanto, o transformaram no maior alvo dos flamenguistas, e as vaias o acompanharam em praticamente todos os jogos. Mas Cadu não abaixou a cabeça e, mesmo diante dos incessantes pedidos por um novo camisa 10, promete lutar muito para levar o Flamengo à final da Libertadores, algo que considera totalmente palpável.

- O Flamengo, como é o Flamengo, tem que contratar jogadores de qualidade. Eles me contrataram, talvez esperavam um pouquinho mais de mim, e infelizmente não fui muito bem. Mas agora no final consegui ajudar a equipe. Vejo como coisa normal (a busca por reforços para o meio). O Flamengo é um grande clube, tem tudo para chegar ao título da Libertadores. Para chegar, tem que ter elenco, e a chegada de reforços é natural. Todos jogadores que vêm para o Flamengo vão brigar por espaço. Libertadores não é brincadeira. Então, se eu ficar aqui, vou lutar o máximo para ajudar o Flamengo a ir até as finais da Libertadores - disse o camisa 20, em entrevista à Rádio Globo.

Carlos Eduardo Hotel Flamengo (Foto: Fred Gomes) 
Carlos Eduardo acredita num Flamengo vitorioso na temporada de 2014 (Foto: Fred Gomes)


Vice-campeão da Libertadores com o Grêmio em 2007, quando tinha apenas 20 anos, Cadu crê que sua experiência na competição é um dos fatores preponderantes para a diretoria do Flamengo querer contar com ele até o fim do empréstimo - até julho.

- Não depende de mim, mas acho que sim (que a diretoria quer que ele fique). Já joguei uma Libertadores, sei como é. Joguei uma final. Joguei todos os jogos de titular, é uma competição difícil. Há campos ruins, estádios péssimos, e a pressão é muito grande. Os caras batem, e o juiz deixa rolar. Na Europa também é assim.

Carlos Eduardo acredita que viveu sua melhor fase com a camisa do Flamengo na reta final de 2013, dando ênfase aos últimos jogos da Copa do Brasil. Já em relação aos momentos complicados, ele não soube eleger um e admitiu que foram muitos.

- A melhor fase foi agora no final, que a gente foi campeão e a torcida gritou meu nome. Minha família gostou de ver, eles também passaram por momentos ruins. Então com certeza esse título foi muito importante. E os piores momentos foram muitos. Passei o ano sendo vaiado em todos os jogos praticamente, mas mesmo assim consegui jogar e nunca me abati em campo, sempre levantando a cabeça. Talvez, se fosse um jovem, a bola ia queimar. Comigo não (queimou), continuei jogando normalmente e dando o máximo - prosseguiu.

Cadu crê que a lesão no joelho direito, responsável por deixá-lo inativo por quase dois anos na Rússia, o fez mudar como jogador. E essa alteração em seu ritmo de jogo, segundo ele, foi o grande pivô da irritação da torcida rubro-negra consigo.

- Eu era um jogador de muita velocidade. Perdi velocidade e confiança, demorei para entrar no eixo (no Flamengo), mas melhorei aos pouquinhos. Fui importante para o grupo, mas sei que posso render mais. Hoje sou um jogador de dois toques na bola, não procuro contato, porque ainda não tenho total confiança. A torcida pegou no meu pé talvez por causa disso também. Às vezes pego a bola e toco para o lado para dar uma cadenciada - concluiu.



De volta a Portugal, Elias cita espera, mas já fala em 'mostrar potencial'

'tudo pode
acontecer' (Mauro Horita)
Aguardando a definição de seu futuro, o volante Elias desembarcou em Portugal nesta quinta-feira para se reapresentar ao Sporting Lisboa, clube que detém seus direitos econômicos. No aeroporto da capital lusa, o brasileiro citou a espera sobre um possível retorno ao Brasil, mas também admitiu a possibilidade de cumprir seu contrato.

- Estou disponível e motivado para mostrar a todos o meu potencial. Não sei o que vai acontecer, mas agora estou pensando em cumprir o contrato. O Sporting rejeitou a proposta do Flamengo. Até 31 de janeiro tudo pode acontecer - disse, citado pelo jornal "A Bola".


Com vínculo até 2016 com o clube português, Elias afirmou que não reduzirá seu salário - uma possibilidade ventilada pela imprensa portuguesa, já que trata-se de um dos vencimentos caros do elenco.

- Tenho contrato assinado e não tenho que reduzir salário. Na oferta que tive do Flamengo, o salário era até maior. Por isso, vamos ver o que vai acontecer. - apontou.

Após muitas rodadas de negociação, o Sporting não aceitou as duas propostas feitas pelos cariocas por 50% dos direitos econômicos. Os lusos pediram € 8,37 milhões para liberar o jogador - pouco mais de R$ 27 milhões -, valor fora da realidade do Flamengo, que previa pagar pouco menos da metade.

Contratado pelos portugueses em 2011 por € 8,8 milhões (R$ 26,8 milhões), o camisa 8 foi a maior negociação da história do time de Lisboa. O jogador recebe no Sporting € 1,3 milhão (R$ 3,9 milhões na cotação atual) por ano – cerca de R$ 330 mil mensais. Na contratação do jogador, o Flamengo comprometeu-se a pagar € 500 mil (R$ 1,5 milhão) no fim do vínculo, mesmo que não tenha interesse em ficar com ele.

Felipe lembra decepção do passado como ensinamento na Libertadores



Disputar Libertadores voltou a ser rotina para o Flamengo. A participação em 2014 será a quinta nos últimos oito anos. O retrospecto recente, no entanto, não tem sido dos melhores. Campeão ao estrear na disputa, em 1981, o Rubro-Negro colecionou micos nos últimos anos, como a eliminação para o América do México, de Cabañas, no Maracanã, em 2008, e a desclassificação na primeira fase em 2012. Presente na última campanha, Felipe relembra a decepção do passado como ensinamento para um reencontro mais feliz com a competição mais importante das Américas.

Naquele ano, o Flamengo tinha Olimpia, do Paraguai, Lanús, da Argentina, e Emelec, do Equador, na chave e ficou em terceiro, com oito pontos. Em 2014, os equatorianos estão novamente no caminho rubro-negro, e o goleiro chama a atenção para os perigos de um grupo que conta ainda com León, do México, e os bolivianos do Bolívar.

- O importante não é classificar em primeiro, o negócio é classificar. São viagens longas, de 15 horas, seis horas contra adversários complicados, mas em competições dessas não temos que escolher. Temos que chegar e jogar contra todo mundo. Temos a lição de 2012. Vamos entrar focados para fazer uma bela Libertadores. O Flamengo há tempo não conquista, e seria importante para o elenco e torcedor um título dessa grandeza.

Felipe aposta na manutenção da base campeã da Copa do Brasil para uma boa participação na Libertadores. Assim como no ano passado, o camisa 1 acredita que sem alarde o Flamengo pode desempenhar um papel de protagonista.

- Em 2012, quando saímos na primeira fase, a equipe era diferente. Os tempos são outros. Temos que trabalhar, não adianta falar muito. Em 2013, ninguém acreditava que fôssemos conquistar a Copa do Brasil, e conquistamos. Sabemos que a Libertadores é bem mais difícil, mas com reforços chegando, a manutenção de peças, temos tudo para fazer uma grande competição.

A estreia do Flamengo na Libertadores está marcada para o dia 12 de fevereiro, contra o León, no México. O elenco está de férias e se reapresenta no próximo dia 8 para pré-temporada no próprio centro de treinamento Ninho do Urubu.


quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Favas contadas: vice do Vitória acredita em acerto de Léo com o Fla


O destino do lateral Léo deve ser selado nos próximos dias. Envolvido em uma confusão entre Atlético-PR e Flamengo, que brigam publicamente para adquirir o seu passe junto ao Vitória, o jogador deve mesmo parar na Gávea. Pelo menos essa é a ‘tendência’, de acordo com Epifânio Carneiro, vice-presidente do Rubro-Negro baiano. A disputa por Léo ganhou destaque nos últimos dias, quando os paranaenses acusaram os cariocas de aliciamento. A diretoria do Flamengo se defendeu e diz agir de acordo com as normas do contrato.

O motivo da discórdia está em uma cláusula presente no contrato de empréstimo de Léo com o Furacão, que se encerrou no dia 31 de dezembro. Apesar de ter a preferência de compra do atleta, os paranaenses eram obrigados a cobrir qualquer eventual proposta superior ao valor fixado. Foi justamente o que aconteceu. O Flamengo fez uma oferta superior para contar em definitivo com o jogador e deve levá-lo para o Rio de Janeiro. De acordo com Epifânio Carneiro, o Vitória encaminhou ao Atlético-PR a proposta feita pelos cariocas, mas os paranaenses não cobriram a oferta e depositaram apenas o valor estipulado em contrato. Ainda de acordo com o vice-presidente do Leão, Léo teria revelado o interesse em defender o Flamengo.

– O Atlético-PR tinha a preferência de compra do atleta até o dia 31 de dezembro, quando encerrava o empréstimo, só que existia uma cláusula no contrato que obrigava o Atlético a cobrir o valor, caso outro clube fizesse uma proposta superior ao que foi estipulado. E foi o que aconteceu. O Flamengo fez uma proposta superior. Nós encaminhamos essa proposta para o Atlético, mas eles preferiram não cobrir e depositaram somente o valor inicial. Então nós temos esse impasse, mas a tendência é que ele vá para o Flamengo, até porque, pelo que conversamos com o procurador e com o próprio atleta, esse é o desejo dele – garante Carneiro.

Flamengo 10 títulos nacionais

Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!