sábado, 18 de janeiro de 2014

Líder, Flamengo bate Franca pelas mãos de Laprovittola e vence sétima seguida


basquete Franca x Flamengo (Foto: Newton Nogueira / Divulgação)Hoje, o líder do NBB fala com sotaque castelhano. Como um maestro, o argentino Nicolas Laprovittola repetiu o ritmo dos últimos jogos e voltou a comandar o Flamengo em quadra diante do Franca. Pelas mãos do armador, auxiliado por Marcelinho, o Rubro-Negro passou pela equipe paulista fora de casa por 80 a 70 e chegou à sétima vitória seguida, mantendo o conforto no topo da tabela de classificação.

Com a vitória, o Flamengo chega à marca de 13 vitórias em 16 partidas, seguro na liderança da fase de classificação do NBB. O Franca, por sua vez, perdeu o oitavo jogo em 15 duelos.

Laprovittola foi o nome do jogo. O armador argentino marcou 23 pontos e guiou o time em quadra durante toda a partida. Marcelinho, também com 23 pontos, foi outro a se destacar. Pelo Franca, Paulão Prestes, também com 23, foi o principal nome do time.

Fla domina e vence

Foi Leo Meindl quem fez a bola descer pela rede pela primeira vez. Na sequência, Gegê empatou para o Flamengo, mas não demorou para que Franca conseguisse tomar o controle do jogo. E o destaque do time da casa era Paulão Prestes. O pivô, com uma mira afiada, só errou dois arremessos no primeiro quarto, sendo um lance livre. Marcelinho, maior cestinha da história do NBB, ainda alcançou uma marca curiosa: 1.500 arremessos para três pontos. Mas, ainda assim, os francanos viram o cronômetro zerar na frente: 24 a 18.

basquete Franca x Flamengo (Foto: Newton Nogueira / Divulgação) 
Laprovittola faz marcação sobre Cauê Borges (Foto: Newton Nogueira / Divulgação)

O Franca voltou embalado, mas não demorou para que o Flamengo reagisse. Pelas mãos de Laprovittola e Marcelinho, o Rubro-Negro adotou um jogo mais ofensivo e passou a pressionar o time da casa. Os cariocas passaram a dominar a partida e assumiram a dianteira do placar. No fim do primeiro tempo, os visitantes já venciam por 42 a 39.

basquete Franca x Flamengo (Foto: Newton Nogueira / Divulgação)A partida voltou ainda mais equilibrada, e o Franca conseguiu tirar a diferença. O time paulista chegou a assumir a dianteira do placar, mas nenhuma das equipes conseguia abrir uma vantagem que tornasse a situação um pouco mais confortável para o seu lado. Mas, apesar da luta do time da casa, o Flamengo voltou a fechar a parcial à frente: 59 a 55.

No último quarto, o Flamengo disparou. Cansado, o Franca já não conseguia se infiltrar em meio à defesa rival, nem mesmo parar o ataque rubro-negro. Os cariocas mostraram força e logo fizeram a vantagem crescer. O time da casa ainda lutou, mas não conseguiu impedir a derrota para os visitantes: 80 a 70.

Gegê tenta levar o Flamengo ao ataque (Foto: Newton Nogueira / Divulgação)




Classificação




Pts Aprov Jogos V D Pró Contra Avg
#01 FLAMENGO-ESCUDO FLA Flamengo 29 81.3 16 13 3 1298 1191 1.09
#02 Paulistano PAU Paulistano 28 75.0 16 12 4 1330 1226 1.09
#03 Limeira LIM Limeira 27 68.8 16 11 5 1205 1126 1.07
#03 Pinheiros PIN Pinheiros 27 68.8 16 11 5 1366 1285 1.06
#05 Brasilia BRA Brasília 26 62.5 16 10 6 1334 1245 1.07
#06 LogoMascoteUnitriUniverso UBE Uberlândia 24 60.0 15 9 6 1280 1231 1.04
#07 Logo São José SJO São José 25 56.3 16 9 7 1313 1292 1.02
#08 Palmeiras PAL Palmeiras 24 50.0 16 8 8 1254 1273 0.99
#09 Franca FRA Franca 22 46.7 15 7 8 1139 1160 0.98
#10 Basquete Cearense CEA Basquete Cearense 23 43.8 16 7 9 1210 1226 0.99
#10 LogoMogi MOG Mogi das Cruzes 23 43.8 16 7 9 1264 1218 1.04
#12 bauru BAU Bauru 19 35.7 14 5 9 1133 1156 0.98
#13 Minas MIN Minas 20 33.3 15 5 10 1053 1093 0.96
#14 Macae MAC Macaé Basquete 21 31.3 16 5 11 1262 1281 0.99
#14 Universo GOI Goiânia LDB 21 31.3 16 5 11 1223 1300 0.94
#14 Liga-Sorocabana LSB Liga Sorocabana 21 31.3 16 5 11 1205 1348 0.89
#17 Espirito Santo Basquketball ESB Espírito Santo 16 23.1 13 3 10 892 1110 0.80
  • Aprov.: Aproveitamento
  • Pts: Pontos
  • V: Vitórias
  • D: Derrotas
  • Pró: Cestas pró
  • Contra: Cestas contra
  • Avg: Average


Errata: Elias não fechou com o Shandong Luneng, da China


Uma pessoa se passou pelo pai e representante do volante Elias, Eliseu Trindade, e mandou uma mensagem para alguns veículos de imprensa no início da tarde deste sábado avisando que a negociação com o Shadong Luneng (CHI) estava fechada. Ao ligar para o número, o sujeito confirmou a negociação.

Em contato telefônico mais tarde com a reportagem do LANCE!, o pai do jogador, de verdade, lamentou o fato.

- Estamos no meio de uma negociação e uma notícia como esta faz um estrago grande - lamentou Eliseu Trindade.

Diante dos fatos, o LANCE! pede desculpas aos leitores.

Feliz com oportunidade rara, Digão não descarta futuro longe do Flamengo


Digão Flamengo e Goias (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)Digão não está entre os mais prestigiados no elenco do Flamengo. Com a contratação de Léo para reserva de Léo Moura, suas chances de atuar em 2014 ficaram muito reduzidas. E ele sabe disso. Sendo assim, o lateral-direito trata a partida contra o Audax, domingo, às 17h (de Brasília), no Maracanã, não somente como o primeiro jogo da temporada, mas também como a que pode definir o seu futuro neste ano.

Se jogar no Flamengo vai ser complicado, demonstrar um bom futebol enquanto o clube disputar o Carioca com os reservas pode ser importante até mesmo para conseguir uma transferência. Sincero, Digão foge do discurso pronto e confessa que seguir a vida fora da Gávea em 2014 pode ser importante para sua carreira.
.
- Já pensava nisso nas férias, quando vi as contratações. Não descarto essa opção. Pode ser importante para pegar experiência, jogar (...) Mais do que nunca, tenho que mostrar o meu futebol. Pode ser uma das únicas oportunidades que vou ter no ano. Tenho que agarrar com unhas e dentes, mostrar capacidade para estar no grupo. Com a chegada do Léo, vou ter que mostrar mais um pouco. Ele veio para ser reserva do Léo Moura, mas tenho que mostrar o meu potencial.

Na reta final do Brasileirão, quando o Flamengo poupou boa parte dos titulares para disputa da Copa do Brasil, Digão se acostumou a substituir Léo Moura. Na ocasião, mesmo com um time misto, o Rubro-Negro conquistou resultados determinantes na fuga do rebaixamento, e o lateral torce para que a história se repita no Carioca.

- Estamos sendo cobrados como fomos no ano passado no Brasileiro. Até porque é um time muito jovem. Estamos comprometidos para ganhar o jogo com o Audax e todos os outros que jogarmos.

No fim de 2013, o XV de Piracicaba demonstrou interesse em Digão, mas a negociação não avançou. Como profissional, o lateral de 20 anos tem 11 jogos pelo Flamengo.

Paulinho abandona cabelo colorido e exibe visual tradicional

Durou apenas dez dias a ousadia capilar de Paulinho. Depois de se reapresentar para a temporada com um cabelo nas cores preto, vermelho e branco, o atacante voltou à normalidade neste sábado. Ao raspar a cabeça, o camisa 26 exibiu um visual tradicional no recreativo comandado por Jayme de Almeida, no Ninho do Urubu. A mudança, inclusive, deu sorte: com dois gols - um deles em uma belo cabeceio -, ele foi o destaque da equipe azul, vencedora do duelo.

paulinho flamengo (Foto: Cahe Mota) 
Paulinho com cabelo mais tradicional no treinamento do Flamengo (Foto: Cahê Mota)
 
 

Extrato da conta de celular prova que advogado ligou para diretor da Lusa


Osvaldo Sestário, advogado (Foto: Reprodução SporTV)Oswaldo Sestário, advogado que representou a Portuguesa no polêmico julgamento do meia Héverton, entrou em contato com o diretor jurídico do clube, Valdir Rocha da Silva, no dia do ocorrido. É o que mostra o extrato da conta do celular de Sestário. A informação é do colunista Lauro Jardim, da revista Veja.

A Portuguesa vinha sustentando que Sestário não havia entrado em contato com Silva, e, por isso, não havia sido informada da suspensão de Héverton, em julgamento realizado no dia 6 de dezembro, dois dias antes da partida contra o Grêmio, no Canindé. O meia foi suspenso por dois jogos, e, portanto, não poderia ter enfrentado o time gaúcho. Mas entrou no segundo tempo. Por conta da escalação irregular do jogador, a Lusa perdeu quatro pontos em julgamento no STJD e acabou sendo rebaixada para a Série B do Brasileiro, salvando o Fluminense.

O extrato da conta de celular de Sestário mostra que o advogado entrou em contato com o diretor jurídico da Lusa logo após o julgamento e também no dia seguinte, um sábado.

De acordo com as informações da Veja, o celular que Sestário usa, registrado no nome da esposa, registrou telefonemas de Silva às 9h46 e 17h12 do dia 6. O julgamento que suspendeu Héverton no STJD começou às 11h. No dia seguinte, foi Sestário quem ligou para Silva, às 18h52.

O advogado sustenta que informou a Lusa sobre o resultado do julgamento de Héverton.

No último dia 10, um torcedor da Portuguesa conseguiu uma liminar na Justiça de São Paulo que determina que a CBF devolva ao clube os quatro pontos perdidos no STJD. Cinco dias depois, foi a vez de torcedores do Fluminense conseguirem liminares que determinam que as decisões do STJD precisam ser mantidas.

Sonho renovado: Flamengo prepara terceira proposta para manter Elias



Com sete contratações já definidas, o Flamengo dá um pausa no mercado e volta as atenções para aquele que é visto internamente como o maior reforço para temporada: Elias. Após duas recusas por parte do Sporting, o Rubro-Negro aumentará os valores e projeta apresentar nos próximos dias uma terceira proposta para compra de parte dos direitos econômicos do jogador. A insistência carioca se dá um por um motivo muito claro: a manutenção da postura do volante de desejar retornar o clube.

Treinando no time B do Sporting desde o retorno a Portugal, no dia 2 de janeiro, Elias tem um pré-contrato de quatro anos acertado com o Fla e espera fazê-lo valer. Apesar das especulações envolvendo Corinthians, Atlético-MG e o Shandong Luneng, da China, Eliseu Trindade, pai do jogador, garante que ninguém o procurou para tratar do futuro do filho e aguarda novidades a partir de mais uma investida do Rubro-Negro carioca.

- Tenho informações de que o Flamengo vai apresentar uma nova proposta até segunda-feira, que, acredito, será maior. É preciso esperar a postura do Sporting (após receber os valores). Caso exista possibilidade, a resposta seja positiva, aí sim imagino que seja a hora de alguém vir a Portugal negociar pessoalmente.

Em um primeiro momento, as propostas do Flamengo giraram em torno de 4 milhões de euros, cerca de R$ 13 milhões, pelos 50% dos direitos econômicos vinculados aos lisboetas - o restante pertence a um grupo de investidores. O Sporting deseja receber quase o dobro, mas há um consenso externo de que, por já ter quase 29 anos, o valor de mercado de Elias está mais próximo do ofertado pelos cariocas.  

Desde o início das negociações, o volante tem manifestado publicamente a vontade de permanecer no Flamengo, e Eliseu Trindade a reitera.   

- Mantemos a posição. Queremos dar continuidade a tudo de bom que aconteceu no ano passado. O Elias jogou bem, fez sucesso, caiu nas graças da torcida, e a vontade é seguir com tudo isso.

O Flamengo tem usado a paciência como trunfo na transação. Internamente, o clube trata o dia 31 de janeiro, data do fechamento da janela europeia, como data determinante para um acerto. Sabe-se que o Sporting não tem condição de arcar com o salário de Elias, e uma liberação é praticamente inevitável.
 
Todo esse processo, porém, sofreu um abalo no início da semana, quando os chineses do Shandong, time de Cuca, teriam procurado o Sporting com o valor desejado pelos portugueses. As conversas não chegaram até Elias.   

- Não é um questão de não ter aceito. Em momento algum chegou proposta ao Elias. A única que chegou, repito, foi a do Flamengo. Se houve contato com o Sporting, nunca chegou até o jogador.

Elias tem compromisso até 2016 com os portugueses. Contratado em 2011 por € 8,8 milhões (R$ 26,8 milhões), o volante foi a maior negociação da história do time de Lisboa, com salários de € 1,3 milhão ao ano (R$ 3,9 milhões na cotação atual) – cerca de R$ 330 mil mensais.

Recém-promovido, jovem atacante é batizado de Kanu no Flamengo


O jovem Darlan foi integrado ao time profissional do Flamengo nesta semana, mas já foi devidamente batizado pelo elenco. Destaque na campanha rubro-negra no Campeonato Brasileiro Sub-20, em dezembro, o atacante de 19 anos tem participado das atividades entre os profissionais. Entretanto, não tente procurá-lo pelo nome entre os novos companheiros. No time de cima, ele é Kanu. Homem de área, de boa estatura e magro, foi logo comparado ao nigeriano carrasco do Brasil nas Olimpíadas de 1996. Na sexta-feira, Darlan, ou Kanu, já tinha sido escalado no coletivo no terceiro time, ao lado de Alecsandro, e demonstrou boa movimentação, apesar de um certo nervosismo.

darlan flamengo (Foto: Cahe Mota) 
Darlan é apelidado de Kanu pelos colegas de Flamengo (Foto: Cahe Mota)

Outro atacante recém-promovido das categorias de base, Igor Sartori não tem participado dos treinamentos com o grupo. O filho de Alcindo está fazendo trabalho de fortalecimento muscular, assim como o meia Bruninho.

No Rio de Janeiro, Mugni faz exames médicos antes de apresentação oficial

Lucas Mugni já está no Brasil. O sétimo reforço do Flamengo para temporada 2014 desembarcou no Rio de Janeiro na madrugada deste sábado e seguiu direto para o hotel onde o elenco está concentrado para a pré-temporada, na Barra da Tijuca. Na parte da manhã, o argentino não esteve no Ninho do Urubu com os novos companheiros e tirou o dia para realização de exames médicos. O meia será apresentado ao torcedor no domingo, no Maracanã, antes da partida contra o Audax, pela primeira rodada do Carioca, assim como as outras seis caras novas para este ano.

Contratado por cerca de R$ 3 milhões, Mugni ficará no Rubro-Negro por quatro temporadas e é a aposta da vez para vestir a lendária camisa 10 que foi de Zico. Em conversa com o GloboEsporte.com, o jovem, de 22 anos, disse que adoraria ter esse desafio e se definiu como um organizador de jogo. Fã de Riquelme, a tendência é que dê a primeira entrevista coletiva na segunda-feira, no centro de treinamento, quando será integrado ao elenco.

Revelado pelo Colón, Lucas Mugni disputou 75 partidas pelo profissional, 53 com titular, e marcou seis gols pelo time de Santa Fé. Em 2012, foi convocado por Alejandro Sabella para a seleção argentina que enfrentou o Brasil no Superclássico das Américas e chegou a ser apontado como boa opção para vaga de Di María na equipe nacional.

Recreativo e choque entre goleiros marcam treino do Flamengo antes de estreia




paulo victor  flamengo (Foto: Cahe Mota)Manhã de descontração no Ninho do Urubu. Após dez dias de pré-temporada, Jayme de Almeida liberou o elenco do Flamengo para o primeiro recreativo de 2014. A atividade aconteceu em clima de diversão até o lance final, quando Felipe e Paulo Victor, que jogavam na linha, se chocaram em disputa aérea. O goleiro reserva abriu o supercílio e deixou o gramado irritado, colocando um ponto final no trabalho. Em seguida, porém, tratou o episódio com naturalidade e pediu desculpas pelo destempero.

- É lance de treino, acontece. A gente fica exaltado quando vê o sangue, futebol tem muito contato. Queria até me desculpar. Lógico que na hora dá um nervosismo maior quando escorre o sangue, mas depois a gente vê que é normal, acontece. Não é foi a primeira vez, nem vai ser a última - disse Paulo Victor, com um curativo no local do choque.


paulo victor irritado com felipe flamengo (Foto: Cahe Mota) 
Paulo Victor se mostrou inicialmente irritado por causa de choque com Felipe (Foto: Cahê Mota)

Já no vestiário, Felipe também se explicou ao colega de posição. Superado o episódio, Jayme de Almeida dividiu o elenco em dois para trabalhos específicos. De um lado do campo, o time que vai encarar o Audax, domingo, na estreia no Carioca, trabalhou jogadas de bola parada ofensivas e defensivas. Antes do recreativo, os mesmos atletas já tinham participado de um treino tático.

No lado oposto do campo 1 do Ninho do Urubu, o restante do grupo, que contava com o time da Libertadores, fez um longo trabalho de finalização sob a orientação do preparador físico Joélton Urtiga. Estes jogadores voltam a treinar na manhã de domingo, na praia da Barra da Tijuca, e serão liberados no restante do dia para visitarem as famílias.

O Flamengo encara o Audax, domingo, às 17h (de Brasília), no Maracanã, pela primeira rodada da Taça Guanabara. O time titular será formado por Paulo Victor, Digão, Welinton, Frauches e João Paulo; Cáceres, Val e Mattheus; Negueba, Gabriel e Nixon. Carlos Eduardo e o recém-contratado Feijão estão relacionados e "reforçam" o banco de reservas.

Com trio de gringos, Flamengo pega Franca para ampliar a sequência de vitórias


Na última rodada, os gringos já tinham dado o que falar no Flamengo. Em uma reedição da final do NBB da temporada passada, a equipe venceu o Uberlândia por 101 a 95 (46 a 50) na quinta-feira. E muito do resultado positivo se deu por conta das atuações irrepreensíveis do argentino Nicolas Laprovittola, que anotou duplo-duplo de 29 pontos e dez assistências, e o pivô americano Jerome Meyinsse, que fez 25 pontos e teve 100% de aproveitamento nos arremessos (9/9 na linha de dois pontos e 7/7 nos lances livres). Agora o Rubro-Negro pega o Franca, pela 18ª rodada, fora de casa, no ginásio Pedrocão, às 18h (de Brasília). E a esperança é de que eles evoluam ainda mais, até para que o time carioca possa manter seu bom momento.

Atualmente, são seis vitórias seguidas, sendo a melhor sequência positiva entre todos os times da competição. Os atuais campeões do NBB seguem na liderança isolada da competição com 12 vitórias em 15 partidas, sendo 80% de aproveitamento. Já o adversário tem 21 pontos, com sete vitórias e sete derrotas em 14 partidas disputadas. São 50% de aproveitamento.

montagem basquete flamengo Jerome Meyinsse, Nicolas Laprovittola e Tony Washam (Foto: Divulgação) 
Jerome Meyinsse, Nicolas Laprovittola e Tony Washam: trio de gringos deve jogar contra o Franca (Foto: Divulgação)

Além de Laprovittola e Meyinsse, esteve em quadra o americano Tony Washam. Recém-contratado, ele fez sua estreia pela equipe da Gávea e só ficou 21 minutos na partida, tendo marcado apenas quatro pontos. Mesmo assim, há a expectativa de que, desta vez, o estrangeiro possa mostrar um pouco mais de seu basquete. Para o técnico rival Lula Ferreira, o Flamengo tem a pontaria calibrada para o confronto.

- O Flamengo é um time muito forte, com um ataque poderoso, tanto que anotou 101 pontos em seu último compromisso, contra Uberlândia, mesmo jogando dentro da casa deles. Temos uma boa equipe e totais condições de vencê-los. Precisamos manter o potencial defensivo para garantir essa importante vitória e subir na tabela - garantiu o comandante do Franca ao site oficial da equipe.

Recuperado de uma cirurgia no joelho esquerdo, Marquinhos foi relacionado pela primeira vez pelo treinador José Neto, mas não chegou a entrar em quadra. O atleta deve voltar a figurar na lista do comandante para a partida. Pelo Franca, Jefferson Socas continua vetado pelo departamento médico do clube devido à lesão sofrida no cotovelo durante o jogo contra Limeira e não participará da partida.

Marcelinho deve chegar a 1.500 tiros longos tentados, e o Olivinha pode ampliar rebotes

Basquete Marcelinho Flamengo (Foto: Divulgação/Site Oficial do Flamengo)Maior cestinha da história do NBB, o ala Marcelinho Machado deverá alcançar um número curioso neste sábado. Ao chutar sua primeira bola de três pontos, o atleta terá completado 1.500 tiros longos tentados no torneio.

Além disso, o ala-pivô Olivinha, que também foi bem contra o Uberlândia, pode ampliar ainda mais seu status de reboteiro do NBB. Ele tem 10,47 sobras por jogo que, somadas com sua média de 14,07 pontos por duelo, faz com que o camisa 16 do Flamengo seja o único jogador do campeonato com média de duplo-duplo. 

Na história do NBB, o retrospecto entre os times é bastante equilibrado. A equipe carioca leva vantagem de apenas uma vitória sobre os francanos: nas 17 vezes em que se enfrentaram, foram nove triunfos rubro-negros contra oito conquistados pelo Franca.


À la Riquelme: Mugni tem ótimo domínio, mas também é disperso


Lucas Mugni assina contrato Flamengo (Foto: Divulgação/Colón)Órfão de um meia desde a saída de Ronaldinho Gaúcho, o Flamengo voltará a ter um camisa 10 de ofício. Lucas Mugni é clássico um articulador de jogadas, segundo os jornalistas Mariano Casanello e Nicolás Mai, do Diário Uno e da Rádio Aire, ambas de Santa Fe, cidade de origem do Colón, ex-clube de Mugni. A dupla vai além e aponta semelhanças com o futebol de Riquelme, do Boca.

Casanello destaca que a estatura do ex-camisa 10 do Colón, de 1,82m, é incomum para um meia cerebral, conhecido na Argentina como "enganche". E o ponto negativo, de acordo com o jornalista, é a falta de concentração. Isso, porém, não é o suficiente de torná-lo um "pecho frio", termo utilizado pelos hermanos para designar o que os brasileiros chamam de jogador "sem sangue".

- É um meia canhoto, habilidoso e com boa pegada (em relação aos chutes). Tem uma estatura que não é habitual para um "enganche", com 1,82m. É forte fisicamente, mas não é tão rápido. É um jogador mais lento, estilo Riquelme, salvo a qualidade técnica de Riquelme. Ele sabe segurar a bola com o corpo muito bem, é difícil tomar a bola dele quando a prende. Vai bem nas cobranças de falta, chuta de média distância e cruza muito bem. Mas não é driblador, tenta mais os passes. É um jogador cerebral, joga mais com a bola no pé. Não é de encarar dois ou três adversários, privilegia os deslocamentos mais curtos e gosta de assistir seus companheiros. Só que, às vezes, ele consegue ser constante em vários minutos do jogo, mas em outros se perde em campo. Tem características e temperamento parecidos com os de Riquelme. Falam dele as mesmas coisas que falam de Riquelme. Tem um modo particular de jogar. Não o classificaria como "pecho frio". É um jogador que não muda seu estilo perdendo ou ganhando. Não tem a mesma intensidade durante os 90 minutos. Se tiver que parar e pisar em cima da bola com o time perdendo, ele faz - descreveu Casanello.

Nicolás Mai vê o Flamengo como uma grande oportunidade para Mugni render muito mais do que na Argentina, onde, na opinião do jornalista, o atleta foi mal aproveitado. Mai ainda elogiou o caráter do jogador e concordou com Casanello que não se trata de um "pecho frio".

- É um enganche nato, estilo Riquelme, Montillo e Aimar, só que ele é canhoto. Não tem o mesmo nível que eles, mas é um jogador interessante. "Pecho frio" ele não é, teve um ano ruim, assim como todo o time do Colón.  É um 10 clássico, domina muito bem a bola e é um bom passador. Mas faz poucos gols, são apenas seis. Aqui não cuidaram dele corretamente. É um jogador luxuoso, talentoso. Os dirigentes o fizeram acreditar que ele era melhor do que é e não lhe protegeram. Não é de tomar muitos cartões, se porta barbaramente em campo. É um bom garoto, muito tranquilo - completou Nicolás.

Em Santa Fe há quem diga que Mugni gosta da noite e é mulherengo, porém ambos os jornalistas disseram que o novo rubro-negro lança mão de hábitos comuns a um jovem de 22 anos. Além disso, a dupla garante que ele nunca se envolveu em escândalos ou polêmicas.

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

De virada, Corinthians elimina o Flamengo e vai às quartas da Copinha

Com dois gols do meia Zé Paulo, que também acertou uma bola no travessão do goleiro Thiago no segundo tempo, o Corinthians venceu o Flamengo por 2 a 1, na noite desta sexta-feira, e garantiu vaga nas quartas de final da Copa São Paulo de Futebol Júnior. O Timãozinho saiu perdendo, com golaço de Jajá para o Fla, mas conseguiu a virada e a classificação para enfrentar o Paraná na próxima fase.

Jayme prevê Carioca 'mais puxado' e apoia reservas: 'Confiamos muito'


FUTEBOL - FLAMENGO - TREINO - Jayme de Almeida (Foto: Fla Imagem / Alexandre Vidal )Poupar sem menosprezar. Assim o Flamengo começa o Campeonato Carioca de 2014. Para a partida contra o Audax, domingo, às 17h (de Brasília), no Maracanã, Jayme de Almeida mandará para campo um time formado em sua totalidade por reservas - alguns deles nem são a primeira opção para suas posições. O treinador, por sua vez, faz questão de se apressar e garantir que esta não é uma maneira de ver o estadual como menos importante, mas somente cumprir um planejamento para o restante da temporada. 

Cria rubro-negra, Jayme ressaltou a relação histórica do clube com o estadual - é o maior campeão, com 32 títulos - e tratou de valorizar a formação que entrará em campo. O treinador, que confirmou o time titular com Paulo Victor, Digão, Welinton, Frauches e João Paulo; Cáceres, Val e Mattheus; Gabriel, Nixon e Negueba, garantiu confiar em um bom resultado. 

- A história do clube se fez no Campeonato Carioca. É importante para o Flamengo e para torcida. Esperamos fazer uma boa estreia, com um resultado positivo. Não vamos com a formação que consideramos titular, a que terminou o ano. É um time um pouco mais jovem, mas confiamos nos meninos. Estreia é sempre estreia, falta um pouco de ritmo. O grupo está trabalhando com empenho e confiamos muito. 

Neste ano, ao contrário do que é costume, o Carioca terá apenas um turno, a Taça Guanabara. Todos os 16 clubes se enfrentam e os quatro primeiros se cruzam na semifinal e na final. O regulamento foi aprovado para gastar menos datas no calendário, mas não agradou Jayme de Almeida.

- A diferença é que é muito pouco tempo. Nos outros anos, quem começava mal a Taça Guanabara poderia recuperar na Taça Rio e chegar a uma final. Neste tipo de competição, não tem jeito. Não podemos bobear em nenhum momento. É como um mini Brasileiro. Todos os jogos são puxados e importantes. 

Apesar de ser o maior campeão da história da competição, o Flamengo vem de duas campanhas ruins no Carioca. Em 2012 e 2013, o Rubro-Negro sequer chegou a uma final de turno na competição, fato que nunca tinha acontecido no modelo anterior de disputa, que teve início em 2004.

Justiça suspende torcida organizada da coisa maldita, vasco, dos estádios por um ano

A 1ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decretou na tarde desta sexta-feira que a torcida força jovem da coisa maldita, vasco, não poderá frequentar estádios e qualquer outro evento esportivo no Rio de Janeiro por um ano. A punição se refere à pancadaria generalizada entre torcedores do Cruz-Maltino e do Atlético-PR no dia 8 de dezembro, na Arena Joinville, em Santa Catarina, pela última rodada do Campeonato Brasileiro. A decisão, considerada uma antecipação de tutela, ainda é temporária, mas já vale para a estreia do Campeonato Carioca, neste sábado, contra o Boavista, em São Januário.

Este é o segundo gancho à organizada em menos de dois anos, já que, em 2012, o afastamento foi por seis meses. Na ocasião, o motivo foi uma briga com flamenguistas, que terminou em morte. O espaço normalmente ocupado pelo grupo no estádio ficou esvaziado. A provável sanção também se estende a uniformes, faixas e bandeiras da força jovem.

Mais de dez torcedores identificados nos atos de violência que interrompeu o jogo por 73 minutos ainda estão presos, mas, se forem soltos, terão de comparecer a uma delegacia durante um ano nos dias de partidas do vasco. Outros ainda estão foragidos. Três deles foram acusados de tentativa de homicídio e respondem a processo em regime de isolamento, em Joinville.

Segundo nota oficial do órgão judicial, a força jovem do vasco também foi intimada a entregar um cadastro com a relação de todos os associados. O objetivo é cruzar esses dados com a relação de denunciados pelo MP. A torcida tem cinco dias para entregar a lista de nomes.

Caso descumpra a decisão, a organizada terá de pagar multa de R$ 10 mil (jogos de futebol) e R$ 5 mil (outros eventos esportivos). Quem desobedecer, será retirado do local.

Flamengo filma coletivo para análise detalhada de desempenho


Tudo devidamente registrado para que Jayme de Almeida faça os ajustes no Flamengo que começa no próximo domingo uma temporada com Carioca, Libertadores, Copa do Brasil e Brasileirão. No coletivo desta sexta-feira, no Ninho do Urubu, um andaime foi montado na beira do campo para que analistas de desempenho acompanhassem toda a atividade. Membros da comissão técnica permanente do clube, Rafael Vieira e Bebeto filmaram o treinamento e realizaram anotações. A medida é comum em partidas do Rubro-Negro, que estreia no estadual domingo, às 17h (de Brasília), no Maracanã, contra o Audax.

Analistas de desempenho filmam coletivo treino Flamengo (Foto: Cahê Mota) 
Analistas de desempenho filmam coletivo treino Flamengo (Foto: Cahê Mota)

Jayme de Almeida: Elenco de 2014 é melhor do que o do ano passado'



Jayme de Almeida - Treino do Flamengo (Foto: Bruno de Lima/ LANCE!Press)É normal. Em todo início de temporada, os times brasileiros têm o costume de aquecer o mercado do futebol, com muitas contratações e vendas. Após este período de idas e vindas, o técnico do Flamengo, Jayme de Almeida, crê que o Rubro-Negro, de certa forma, saiu no lucro. De acordo com o treinador, o elenco que inicia a temporada de 2014 é ainda mais forte do que aquele que encerrou o ano passado.

- O elenco deste ano está mais forte. Temos mais jogadores, mais opções. Chegaram caras experientes, como Alecsandro, Elano e Erazo. Isto nos deixa com uma equipe mais cascuda, sem dúvidas - opinou o técnico.

Apesar de achar que o atual elenco é melhor do que o antigo, Jayme de Almeida ainda lamenta a perda de Elias e a possível saída de Luiz Antonio, que ainda segue em litígio com o clube.

- Embora os reforços tenham me agradado, fico muito triste por causa do Elias, que nos deixou. Ele era um jogador fundamental. Além dele, também tem esse problema com o Luiz Antonio. É um jovem que estava crescendo muito no fim de 2013. É uma situação complicada - comentou.

 Ao todo, o Flamengo contratou sete reforços para esta temporada: o zagueiro Frickson Erazo, o lateral-direito Léo, o volante Feijão, os meis Elano, Everton e Lucas Mugni, além do atacante Alecsandro.

'Intruso', Elano marca golaço em tarde de confronto entre 'Flamengos'


Tudo igual no duelo de Flamengos nesta sexta-feira, no Ninho do Urubu. Jayme de Almeida comandou um longo coletivo na parte da tarde do centro de treinamento e confrontou a equipe principal, que disputará a Libertadores, com a escalação da estreia no Carioca, domingo, contra o Audax, no Maracanã - confirmada pelo técnico. Após cerca de 40 minutos de bola rolando, não houve gol e a atividade terminou empatada. Em um segundo tempo, as titulares do primeiro jogo na temporada foram sacados, e um terceiro time venceu a equipe A por 2 a 0, gols de Rodolfo e Elano.


Felipe, Léo Moura, Samir, Wallace e André Santos; Amaral, Muralha e Carlos Eduardo; Everton, Paulinho e Hernane formaram o time A. Já a equipe para estreia no Carioca terá Paulo Victor, Digão, Welinton, Frauches e João Paulo; Cáceres, Val e Mattheus; Nixon, Negueba e Gabriel. Por fim, a terceira equipe, que fez atividade física no campo 2 do CT na primeira parte da atividade, tinha a maioria dos reforços e jogou com dez: César, González, Chicão e Erazo; Léo, Elano, Rodolfo e Fernando; Darlan e Alecsandro.

Na primeira parte do coletivo, Jayme de Almeida procurou orientar bastante, principalmente nas ações ofensivas. O time da Libertadores teve maior posse de bola, mas concluía pouco e recebeu um puxão de orelha do treinador:

- Tem que chutar. Em contra-ataques como esses, tem que definir logo.

A equipe da estreia do Estadual, por outro lado, estava bem postada defensivamente e não permitia os arremates. Nas saídas para os contragolpes, a eficiência era pouca, principalmente por opções erradas entre passe e drible. E determinado momento, Jayme gritou para Negueba:

- Para de se jogar toda hora - no momento em que o atacante pediu uma falta após choque com Amaral.

Com o empate por 0 a 0, o time do Carioca foi poupado da parte final do treinamento e deu lugar ao que era formado por reforços. E quem entrou chegou cheio de vontade para buscar uma vaga na equipe. Com muita correria, o terceiro time pressionou os titulares no campo ofensivo e fez seus gols. Rodolfo, que está fora da estreia no Carioca por ter recebido o terceiro amarelo no ano passado, abriu o placar ao interceptar passe de André Santos, e Elano ampliou em linda cobrança de falta.

Neste sábado, o Flamengo volta a treinar pela manhã no Ninho do Urubu com o elenco completo. A estreia no estadual acontece domingo, às 17h (de Brasília), no Maracanã, contra o Audax, pela Taça Guanabara.

Hernane vence enquete de artilheiro do Campeonato Carioca de 2014


Hernane gol jogo Flamengo e Cruzeiro (Foto: Márcio Mercante  / Agência Estado)
O atacante Hernane quase saiu do Flamengo, mas como o Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos, desistiu do negócio, o Brocador garantiu sua permanência no Rio de Janeiro. E mesmo com a Libertadores por disputar, 53,1% dos internautas acreditam que o centroavante rubro-negro garantirá mais uma artilharia na sua carreira de muitos gols. Fred, do Fluminense, ficou em segundo com 25,7%. Edmilson, da coisa maldita, vasco, ficou em terceiro com 16,8%. Em último ficou o atacante do Botafogo, Rafael Marques, com 4,3%.


Goleador do último Campeonato Carioca e do Brasil em 2013, Hernane segue como o representante do Flamengo. O artilheiro de um toque só, que na última edição da competição balançou as redes em 12 oportunidades, é a esperança do Rubro-Negro e tem a preferência dentro os internautas que votaram na enquete. O clube busca reconquistar o título que não aparece na Gávea desde 2011. Com 31 troféus, o time comandado por Jayme de Almeida é o maior vencedor da competição.

Em segundo na enquete, Fred espera se livrar das contusões para voltar a brilhar em 2014. Atrás de uma vaga para a Copa do Mundo, o camisa 9 ficou em segundo lugar na enquete para a busca da artilharia do Carioca. Com mais um troféu do Estadual, o Tricolor chegaria ao 31º título e igualaria o Flamengo no número de conquistas.

Terceiro colocado na votação, apesar de não ter conseguido livrar a coisa maldita, vasco do rebaixamento no Campeonato Brasileiro de 2013, o atacante Edmilson deixou uma boa impressão entre os torcedores cruz-maltinos. Com o contrato renovado, o atacante é a principal aposta da coisa maldita, que não conquista o Estadual desde 2003. Na última temporada, o artilheiro do time no Carioca foi o meia Bernardo, com sete gols, que ainda está no clube.

Em General Severiano, apesar de ser o último colocado na eleição do "É Gol!!!", Rafael Marques é a grande esperança de gols do Botafogo. O atacante teve boa participação na conquista do último Estadual e espera repetir as atuações para levar o time ao bicampeonato. Em 2013, o goleador do Alvinegro na competição foi o uruguaio Lodeiro, com oito gols.





Especialista em direito desportivo diz ter certeza de Brasileiro com 20 times


O Campeonato Brasileiro de 2013 segue com os clubes que serão rebaixados indefinidos, já que torcedores de Flamengo, Fluminense, Portuguesa e Vasco entraram na Justiça Comum tentando manter seus times na primeira divisão. Entretanto, na visão do especialista em direito desportivo Heraldo Panhoca, o imbróglio não vai durar muito tempo, com a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva sendo respeitada, o que decretaria as quedas de Portuguesa e vasco.

- Tem que prevalecer a justiça desportiva. O código é constitucional, não depende de nada. A justiça desportiva tem código individual. A Dilma regulamentou pela Lei Pelé e lá é claríssimo o que rege o código desportivo. Ela não inclui o Estatuto do Torcedor. Será que eles iriam errar de forma tão grotesca? Não - afirmou.

Heraldo Panhoca ainda garantiu que não vê possibilidade do Campeonato Brasileiro ter sua fórmula alterada com a presença de mais de 20 clubes na primeira divisão.

- Tenho a absoluta certeza que teremos um campeonato com 20 times e que o poder judiciário vai manter a decisão do STJD, que é corretíssima - disse.

Heraldo Panhoca, advogado (Foto: Vanessa Santilli/ SporTV) 
Heraldo Panhoca mostrou confiança no Brasileirão com 20 clubes (Foto: Vanessa Santilli/ SporTV)
 
Apesar da certeza de que o Campeonato Brasileiro não sofrerá modificações para 2014, Heraldo explicou que as brechas encontradas por torcedores para tentar beneficiar seus clubes fazem parte dos direitos de qualquer cidadão, entretanto, ele acredita que isso não vai demorar a ser resolvido.

- O cidadão se sentiu maculado com a situação do seu time ser prejudicado já que não teria agido de má fé. Ele admite que o clube foi negligente e irresponsável. O inquérito, provavelmente, vai apurar as responsabilidades dos dirigentes. Mas entendo que o STJD cumpriu (seu papel). O indivíduo tem o direito de peticionar todas as vezes que se sentir lesado. O poder judiciário pode acolher seu pleito e verificar no mérito o que você trouxe, para ele poder te atender. Como tenho absoluta certeza de que não vão conseguir levar mérito a favor do Flamengo ou da Portuguesa, no julgamento isso cai, em primeira instância, muito rápido e vai prevalecer a Justiça Desportiva, senão vamos chegar ao caos. O Estatuto do Torcedor é para a relação do torcedor. Quem redige o Estatuto do Torcedor no Brasil é tão incompetente que não consegue colocar o torcedor sentado no assento que comprou.


Reforços do Flamengo serão apresentados à torcida no domingo, no Maracanã


Treino Flamengo Elano (Foto: Agência Estado)O Flamengo fará a sua estreia no Campeonato Carioca diante do Audax, domingo, às 17h, com o time reserva, mas tendo reforços em campo antes de a bola rolar. Os jogadores contratados - mesmo os que não estão relacionados para a partida - serão apresentados à torcida no Maracanã. Será o primeiro encontro formal de Alecsandro, Elano, Erazo, Mugni, Léo e Feijão com torcedores rubro-negros. Para Everton será um reencontro, já que o meia defendeu o time em 2009.

Dos reforços, apenas Feijão está relacionado para enfrentar o Audax, mas para começar entre os reservas. A provável equipe da estreia é: Paulo Victor, Digão, Welinton, Frauches e João Paulo; Cáceres, Val e Mattheus; Gabriel, Negueba e Nixon.

Contratado junto ao Cólon, da Argentina, Mugni desembarca no Rio de Janeiro na madrugada deste sábado. O meia de 22 anos chegou ao aeroporto de Rosário na tarde desta sexta-feira acompanhado da família, que foi se despedir do jogador.

Flamengo estreia no Carioca com escudeto de campeão da Copa do Brasil



flamengo escudeto copa do brasil   (Foto: Divulgação  )A partir da estreia no Campeonato Carioca contra o Audax, domingo, às 17h, no Maracanã, o Flamengo carregará no peito o orgulho e a marca da conquista que credenciou o time a disputar a Libertadores deste ano. Os jogadores entrarão em campo com o escudeto do tricampeonato da Copa do Brasil, conquistada na temporada passada.

O escudeto traz o desenho da taça da Copa do Brasil e a inscrição "campeão 2013", está localizado no centro da camisa e não será incluído nas camisas para venda. O torcedor que desejar exibi-lo em seu peito terá a opção de comprar e adicioná-lo ao uniforme nas lojas oficiais do Flamengo a partir de fevereiro, ao preço de R$ 19,90.

O procedimento será o mesmo para o brasão que será utilizado na Libertadores. Desde a edição de 2013, a Conmebol passou a obrigar os clubes a utilizarem um selo em uma das mangas, assim como acontece em competições na Europa.

Também já existe o cronograma para mudança completa do uniforme. No final de fevereiro, será apresentado o traje número dois. A vestimenta principal, por sua vez, será remodelada entre o fim de abril e início de maio, enquanto em setembro a nova camisa três será divulgada. É uma estratégia da Adidas para alavancar as vendas dos modelos alternativos ao principal. 

flamengo escudeto copa do brasil   (Foto: Divulgação  ) 
Torcedor poderá colocar o patch na camisa a partir de fevereiro (Foto: Divulgação )
 
 
 

Ministro do Supremo Tribunal Federal defende decisão do STJD


Marco Aurélio Mello, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), defende que seja mantida a decisão do STJD sobre o Campeonato Brasileiro de 2013 - de tirar quatro pontos de Flamengo e Portuguesa por terem escalado jogadores suspensos.

Em conversa por telefone com este blog, o ministro fez duas vezes a ressalva de que só estava acompanhando o caso pelo noticiário - e portanto não o conhece a fundo - mas deixou claro que, em sua opinião, a decisão do tribunal esportivo deve prevalecer.

- Essa decisão tem um simbolismo enorme para o Brasil, o da premissa de que uma regra estabelecida é para ser cumprida. Vamos respeitar a regra do jogo, e isso implica segurança para todos - declarou.

O ministro afirmou ainda não temer que o imbróglio envolvendo Portuguesa, Flamengo e Fluminense prejudique a organização do Campeonato Brasileiro de 2014.

- Se realmente as premissas do STJD foram corretas, se houve transgressão a regras, então creio que teremos aprimoramento, nós teremos melhoria. E cada clube vai colocar as barbas de molho, para não cometer outra vez essa infantilidade, inclusive o meu Flamengo. Se eu tenho uma regra que proíbe uma prática sob pena de sanção, e eu descumpro essa regra, cometo um ato falho.

Por fim, Marco Aurélio Mello preferiu não entrar em detalhes sobre as ações na Justiça Comum, que se baseiam no Estatuto do Torcedor e pedem a anulação das decisões do STJD referentes ao caso.

- Não me debrucei para analisar a regra. Este detalhe eu não conheço. Mas se havia realmente uma norma clara, evidentemente a decisão tem que ser mantida.

Poupado em treino, Cadu deve ser relacionado para estreia no Carioca

Mais um dia de trabalho com foco na Taça Libertadores na manhã desta sexta-feira, no Ninho do Urubu. Como já tinha acontecido no dia anterior, Jayme de Almeida dividiu o elenco e fez apenas o grupo que contém os principais jogadores acordarem cedo para o trabalho no centro de treinamento. Ao todo, 17 atletas participaram de um combinado de atividades físicas e técnicas. A grande ausência foi Carlos Eduardo, que ficou no hotel com o restante dos companheiros e deve ser relacionado para ficar como opção na estreia do Flamengo no Carioca, domingo, contra o Audax.

Os jogadores presentes no Ninho do Urubu foram divididos em três grupos que trabalharam da seguinte forma: enquanto dois times participavam de um trabalho técnico em campo reduzido, com a participação dos goleiros, o terceiro ficava a cargo da preparação física para um pequeno circuito. No gramado do campo 2 do CT, Jayme de Almeida acompanhava tudo de perto.

FUTEBOL - FLAMENGO - Elano (Foto: Carlos Mota) 
Apenas jogadores que integram o 'time principal', treinaram na manhã desta sexta-feira (Foto: Carlos Mota)
 
Na parte da tarde, o elenco do Flamengo volta a treinar. Desta vez, todos os 35 jogadores à disposição do treinador são aguardados, apesar de atividades distintas serem designadas. No último trabalho visando a partida contra o Audax, domingo, às 17h (de Brasília), no Maracanã, pela estreia no Carioca, a escalação rubro-negra teve Paulo Victor, Digão, Welinton, Frauches e João Paulo; Cáceres, Val e Mattheus; Negueba, Nixon e Gabriel.

Confira os jogadores que treinaram no Ninho nesta manhã:

Goleiros: Felipe, César e Luan
Zagueiros: Erazo, Gonzalez, Wallace e Chicão
Laterais: Léo Moura, Léo e André Santos
Volante: Amaral
Meias: Elano, Everton e Rodolfo
Atacante: Alecsandro, Hernane e Paulinho

Foto aérea mostra gramado em péssimo estado em Moça Bonita

Se por um lado o gramado do Maracanã está um tapete e pronto para receber os jogos do Campeonato Carioca, por outro os times irão penar para atuar em determinados estádios. Palco da estreia do Fluminense contra o Madureira neste sábado, às 17h, Moça Bonita apresenta um campo que deixa a desejar e deve prejudicar tecnicamente as equipes.

Ao menos visto de cima, o gramado do Bangu aparenta ter mais terra e areia do que grama, principalmente ao lado esquerdo das cabines de rádio. Nos últimos anos, as queixas contra o gramado de Moça Bonita tem sido constantes por parte dos times que lá atuam no Carioca. Nas sete primeiros rodadas do estadual há jogos marcados para o palco.

Moça Bonita (Foto: Emerson Rocha / Rádio Globo) 
Foto tirada na manhã desta sexta-feira mostra o gramado de Moça Bonita (Foto: Emerson Rocha / Rádio Globo)



No Flamengo, Muralha sonha com Rio 2016: 'Confio muito no meu futebol'


Coletiva Flamengo Muralha (Foto: Agência Estado)
Os sonhos ajudam a buscar os objetivos traçados. Assim, o volante Muralha, de 20 anos, começa a pensar no futuro e trilhar o caminho até realizar um deles, vestindo a camisa da seleção brasileira nas Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro, quando terá idade para disputar a competição.

Muralha já chegou a ser convocado para a seleção brasileira sub-20, mas acabou não se firmando. Ele sofreu com a queda de produção, a perda de espaço no Flamengo e a lesão sofrida na Portuguesa, que o afastou por nove meses do futebol.

Agora, mais maduro e de volta ao Flamengo, Muralha mostra confiança no que pode fazer em campo para realizar esse sonho. Vale lembrar que o Brasil jamais conquistou uma medalha de ouro olímpica no futebol.

- Confio muito no meu futebol. Se eu fizer um bom Campeonato Brasileiro e ganhar títulos, jogando sempre no melhor, posso ter a chance de jogar uma Olimpíada e vestir a camisa amarela. Quem sabe? - disse Muralha.

Nesse reencontro com a camisa do Flamengo, o jovem volante tem a chance de conviver com um jogador que passou pela experiência de defender a seleção brasileira na Copa do Mundo de 2010. Com Elano, espera aprender.

- Ele chama a Amarelinha, participou de Copa do Mundo, jogou com grandes jogadores. Eu tenho 20 anos e ao lado de jogadores como ele você está sempre tirando um pouquinho de experiência em um cantinho - comentou Muralha.

Nesse início de temporada, o volante vem sendo utilizado pelo técnico Jayme de Almeida no time dito titular, preparado para jogar a estreia na Taça Libertadores, dia 12 de fevereiro, contra o León, no México. Muralha não sabe se estará relacionado para domingo, contra o Audax, no Maracanã, pelo Campeonato Carioca.

- Para mim, seria bom poder voltar a jogar logo, principalmente depois de nove meses parado por lesão - afirmou Muralha.

Brocou, ganhou: reajuste de Hernane será pautado em metas e gols



Hernane treino do Flamengo (Foto: Marcos Tristão / Agência O Globo)A saída de Hernane do Flamengo virou conto das arábias. E, a partir de agora, o Rubro-negro - que no papel recebeu apenas a primeira proposta do Al Jazira de 3, 5 milhões de euros ainda em dezembro (a segunda, de 6, 5 milhões de euros não chegou a ser formalizada) - dará compensações financeiras para que o atacante siga honrando o apelido de Brocador. O camisa 9 terá um reajuste salarial - atualmente recebe R$ 120 mil (R$ 88 mil líquidos), menos da metade do que Alecsandro chegou recebendo -, mas o principal acréscimo nos vencimentos terá que sair dos pés dele próprio. O Rubro-Negro prepara uma série de bonificações por gols, artilharias e metas atingidas.

O novo acordo ainda será discutido entre a diretoria e o empresário Paulo Pitombeira, e irá ao encontro daquela que é a conduta que o Rubro-Negro pretende utilizar para renovações daqui para frente. Com uma linha similar à utilizada por muitas empresas, aumentos por rendimento seguirão acontecendo, mas não drasticamente, o que só será possível paralelamente ao crescimento de performance.

Sem abordar diretamente o caso Hernane, o vice-presidente de finanças, Rodrigo Tostes, explicou a teoria. Para o dirigente, esta é uma forma de valorizar o desempenho do atleta e, ao mesmo tempo, blindar o clube de contratos com valores estratosféricos, comuns em gestões anteriores e que tiveram grande participação na dívida de R$ 750 milhões identificada em 2013.

- Citando de forma genérica, um atleta joga seis meses bem, consegue um título e quer discutir um aumento. O mesmo joga 12 meses mal, e não dá direito de rediscutir o salário para baixo. Por que tem que aumentar em um contrato de longo prazo e não posso reduzir se não teve a mesma performance? Me sinto responsável por administrar o dinheiro de sócios, sócios-torcedores, do cara que vai ao estádio... Então, a posição tem que ser a seguinte: cumprir o contrato, seja para bem ou para o mal. Temos que ter essa preocupação. É preciso criar uma estrutura onde se justifiquem os valores. Pode aumentar. Não há nenhum problema nisso, em um atleta que teve um ano muito acima da média receber bonificações. Assim, criam-se metas onde, se ele cumprir isso, isso e isso, vai ganhar mais. Mantém o atleta motivado. Isso é justo. Essa é uma lógica que precisa ser estabelecida.

A novela Hernane

A proposta do Al Jazira chegou à Gávea no dia 11 de dezembro, três dias após o fim do Brasileirão. Inicialmente, o valor de 3,5 milhões de euros foi rechaçado e logo a oferta teria aumentado para 6 milhões de euros (R$ 19,5 milhões). O Flamengo, porém, pediu e não obteve os novos valores no papel ou num email oficial do clube. Internamente, diante dos valores acordados em um segundo momento, a venda chegou até mesmo a ser dada como inevitável.

Mesmo depois do grande ano em 2013, o Flamengo, ao fim da temporada, não acenou com reajuste no salário. O atual contrato do Brocador vence em 2016. Na semana passada, diante do vazamento da proposta, o Rubro-Negro enviou por email uma possibilidade de reajuste para R$ 200 mil – ordenado bruto – mas passou a mapear o mercado em busca de substitutos. Foi aí que o camisa 9 recebeu adesão interna. Líderes do elenco chegaram a questionar internamente sobre a pouca valorização a Hernane.

Aos 27 anos, Hernane receberia 1,4 milhão de euros por temporada (cerca de R$ 4,5 milhões) no Al Jazira e teria direito a um bônus de 10 mil euros (R$ 32 mil) por gol marcado. Durante o período da negociação, o atacante seguiu treinando com o time no Ninho do Urubu e concentrado, sendo escalado entre os titulares no coletivo desta quarta-feira. Nesta quinta, o atacante também participou normalmente das atividades.

Organizador de jogo, Mugni sonha com a 10 de Zico: 'Adoraria o desafio'


Lucas Mugni Flamengo (Foto: Arquivo pessoal)Lucas Mugni é um jovem de poucas palavras, mas muitas ambições. Contratado pelo Flamengo por cerca de R$ 3 milhões, o meio-campo segue para o Rio de Janeiro no fim de semana com um vínculo de quatro anos assinado e sonhando alto. Escolhido para uma função onde o Rubro-Negro esteve carente na temporada passada, o argentino de 22 anos se define como um organizador de jogo e não foge da responsabilidade de vestir a camisa 10 eternizada por Zico - este era o número que utilizava no Colón de Santa Fé.   

- Adoraria ter esse desafio - disse ao GloboEsporte.com.  

Na temporada passada, essa missão foi dada a quatro jogadores e todos decepcionaram. Nixon, Rodolfo, Carlos Eduardo e Gabriel levaram o número 10 nas costas. O último foi o escolhido para numeração fixa a partir do início do Brasileirão e terminou o ano em baixa. Ao que tudo indica, Mugni é a bola da vez. Se não for, já manifestou o desejo. Ousadia de quem sabe que um bom desempenho no Flamengo poderá ajudar a cumprir uma meta complicada: disputar a Copa do Mundo, no Brasil.  

Chamado por Alejandro Sabella para o Superclássico das Américas, em 2012, já foi apontado em seu país como boa opção para reserva de Angel Di María, do Real Madrid. A convocação solitária, por sua vez, não o faz desistir do sonho, apesar de ter consciência de sua situação atual.  

- A verdade é que é muito difícil, mas vou brigar por isso.  

Por fim, Mugni, que aponta Juan Roman Riquelme como inspiração, falou da sensação após o acerto com o Flamengo, demonstrou conhecimento sobre o clube e se disse encantado com o torcedor.  

- É uma alegria muito grande, um esforço de toda minha família. Conheço o Flamengo, e a torcida foi o que mais gostei. Os torcedores e a quantidade. Sei também que o ídolo máximo do clube é o Zico. Estou indo com muita vontade de jogar.  

Com a chegada de Lucas Mugni, o Flamengo passa a ter oito opções para a parte ofensiva do meio-campo: além do argentino, Everton, Carlos Eduardo, Gabriel, Bruninho, Mattheus, Rodolfo e Elano.

Lucas Mugni Flamengo (Foto: Arquivo pessoal) 
Mugni assina contrato com o Flamengo (Foto: Arquivo pessoal)
 
 

Flamengo 10 títulos nacionais

Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!