Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Laprovittola acorda no 2º tempo, mas Fla não resiste ao calor e ao Pinheiros


O calor que faz do ginásio do Tijuca, um verdadeiro Saara, foi o de sempre. Mas desta vez o resultado foi diferente. O início rubro-negro foi até bom, graças ao ala Marcelinho, que anotou 11 pontos seguidos. Mas no restante da partida, o Pinheiros foi mais eficiente e suportou melhor a alta temperatura que castiga o Rio de Janeiro. Principalmente Joe Smith. Com 18 pontos, seis rebotes e quatro assistências, o ala-armador americano foi o destaque da vitória paulista por 80 a 71 (34 a 30), neste sábado, que, de quebra, acabou com uma sequência de 11 vitória dos donos da casa. Esse foi o quarto resultado negativo do time carioca, que segue na liderança isolada da competição. 

Além de Joe Smith, Rafael Mineiro, com 15 pontos, Morro, com 11, Shamell e Jonathan Tavernari, que contribuíram com nove cada um, foram os destaques do time paulista. Pelo Flamengo, Marcelinho, que anotou 19, e Laprovittola, com 15, foram os maiores pontuadores. 


 
Classificação




Pts Aprov Jogos V D Pró contra Avg
#01 FLAMENGO-ESCUDO FLA Flamengo 38 81.0 21 17 4 1719 1573 1.09
#02 Pinheiros PIN Pinheiros 29 70.6 17 12 5 1446 1356 1.07
#03 Limeira LIM Limeira 32 68.4 19 13 6 1454 1356 1.07
#03 Paulistano PAU Paulistano 32 68.4 19 13 6 1590 1483 1.07
#05 Logo São José SJO São José 33 65.0 20 13 7 1653 1601 1.03
#06 Brasilia BRA Brasília 34 61.9 21 13 8 1763 1642 1.07
#07 LogoMascoteUnitriUniverso UBE Uberlândia 27 58.8 17 10 7 1435 1390 1.03
#08 Basquete Cearense CEA Basquete Cearense 30 50.0 20 10 10 1544 1537 1.01
#09 LogoMogi MOG Mogi das Cruzes 29 45.0 20 9 11 1585 1537 1.03
#09 Palmeiras PAL Palmeiras 29 45.0 20 9 11 1591 1635 0.97
#11 Franca FRA Franca 26 44.4 18 8 10 1358 1386 0.98
#12 bauru BAU Bauru 27 42.1 19 8 11 1559 1569 0.99
#13 Macae MAC Macaé Basquete 26 36.8 19 7 12 1506 1536 0.98
#14 Minas MIN Minas 24 33.3 18 6 12 1267 1310 0.97
#15 Liga-Sorocabana LSB Liga Sorocabana 25 31.6 19 6 13 1442 1607 0.90
#16 Universo GOI Goiânia LDB 25 25.0 20 5 15 1524 1651 0.92
#17 Espirito Santo Basquketball ESB Espírito Santo 20 17.7 17 3 14 1173 1440 0.82



Justiça de SP concede mais duas liminares contra CBF e estipula multa


 O juiz Marcello do Amaral Perino, da 42ª Vara Cível de São Paulo, que já havia concedido duas liminares a torcedores da Portuguesa contra a decisão do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) de retirar quatro pontos do clube pela escalação irregular do meia Héverton no Campeonato Brasileiro, concedeu mais duas liminares parecidas nesta sexta-feira. A diferença em uma delas, uma ação civil coletiva ajuizada pela Associação Brasileira do Consumidor, é a determinação para que a CBF pague multa de R$ 500 mil em caso de descumprimento.

Perino escreveu na decisão que, para determinar o valor da multa, levou em consideração "o poderio econômico da ré". Segundo o juiz, o dinheiro deverá ser revertido para o Fundo de Defesa dos Direitos Difusos. A CBF só teria de cumprir a decisão a partir do dia 20 de fevereiro, data final para publicação da tabela do Série A.

- O torcedor brasileiro, na realidade, salvo quando comprovada a má-fé, fraude ou prática de crime, quer ver acolhido e respeitado o resultado obtido em campo - escreveu o juiz na sentença.

A outra liminar concedida na sexta-feira foi ajuizada pelo advogado Bruno Henriques Capelo. Assim como nas duas liminares anteriores, Perino se justificou dizendo que a decisão da Justiça desportiva desrespeitou o artigo 35, “caput”, e parágrafo 2º do Estatuto do Torcedor. Perino entende que a data da publicidade da decisão da suspensão de Héverton “se deu em momento posterior ao jogo contra o Grêmio (9/12/2013), conforme demonstrado na exordial, de forma que o referido atleta estava em condições regulares para participar da partida contra o time gaúcho – 06/12/2013”.

Enquanto isso, MP investiga conduta da Lusa

A decisão da 42ª vara cível nada tem a ver com a investigação do Ministério Público sobre a escalação de Héverton. Para o promotor Roberto Senise Lisboa, há "indícios fortes" de que alguém da Portuguesa recebeu dinheiro para que o jogador fosse escalado contra o Grêmio.

Ciente da investigação do MP, o presidente da Portuguesa, Ilídio Lico, afirmou na segunda-feira que desconfia da postura de dois funcionários do clube no "caso Héverton". 


Sporting faz inscrição de Elias na Liga Portuguesa para resto da temporada



Treinando com o time B do Sporting e ainda com o futuro indefinido, Elias foi inscrito pelo clube no Campeonato Português. Como essa sexta-feira foi o último dia de inscrições, a diretoria optou por registar o brasileiro, que ainda pode deixar Portugal nos próximos dias. 

Elias é alvo do Flamengo, clube que defendeu por empréstimo em 2013. No entanto, a equipe carioca já chegou ao seu limite de investimento pelo jogador e aguarda um desfecho do caso. O Sporting, no entanto, tem se mostrado irredutível e garante que não vai baixar sua pedida, que é de € 8 milhões (R$ 26,4 mi) por 50% dos direitos do Elias. O Fla aceitaria pagar no máximo € 6 milhões (R$ 20 milhões).

O fechamento da janela europeia, nesta sexta-feira, não impediria a transferência de Elias para o Flamengo, uma vez que a janela de transferências brasileira dura até o dia 1º de abril. Entretanto, o Rubro-Negro espera por um desfecho do caso até 10 de fevereiro, último dia em que o clube poderá inscrever atletas na fase de grupos da Libertadores sem pagar multa (se quiser, o Flamengo pode apresentar a lista no dia 11, véspera da estreia, mas teria de desembolsar 10 mil dólares).

Em situação financeira delicada, o Sporting não tem como arcar com os salários de Elias e deseja negociar o jogador, que tem a receber o correspondente a um milhão de euros (R$ 3,3 milhões pela cotação atual) em salários atrasados e teria firmado um acordo com os portugueses no fim do ano passado para retirar a ação que movia na Fifa, com a garantia de que seria negociado no fim da temporada brasileira.

Elias já expressou o desejo de retornar ao Flamengo. 

Felipe dá apoio ao Brocador em jejum no Flamengo: 'Tenho plena confiança nele'


Hernane treino do Flamengo (Foto: Marcos Tristão / Agência O Globo)O goleiro Felipe comemora a evolução da defesa rubro-negra, enxerga nela um ponto forte do Flamengo, mas não se permite criticar o artilheiro do time em 2013, Hernane, com 36 gols, que vive um jejum neste início de temporada. Ele lembrou que, no ano passado, o atacante também viveu sob olhares desconfiados nos primeiros meses e, depois, se firmou como goleador.

O Brocador tem agora a sombra de Alecsandro, que iniciou a reação rubro-negra para obter o empate após estar perdendo por 2 a 0 para o Duque de Caxias no Maracanã no sábado passado. Ainda assim, Felipe confia que o jejum se encerrará em breve.

- Tenho plena confiança no Hernane. No ano passado, ninguém confiava, mas ele nunca se abateu com isso. Trabalhou, treinou e fez todos aqueles gols. Não tenho dúvida de que, quando fizer o primeiro, será do mesmo jeito - disse o goleiro.

Neste domingo, o Flamengo enfrenta o Macaé, em Volta Redonda, e Jayme de Almeida deverá repetir a escalação da última quarta-feira, quando o time venceu por 2 a 0 o Friburguense. A única alteração será na zaga, com a entrada do equatoriano Frickson Erazo, regularizado na sexta-feira, no lugar de Samir.

Erazo estreia pelo Flamengo neste domingo no lugar de Samir



a vez de
erazo (Pedro Martins/ Agência Estado)
O Flamengo escalará pela primeira vez, e já como titular, o zagueiro Frickson Erazo, da seleção equatoriana, que foi regularizado na sexta-feira, um dia após a assinatura do contrato com o clube. Ele entrará no lugar do jovem Samir. Outro reforço regularizado, o lateral-direito Léo também tem boas chances de fazer a sua estreia, mas começará a partida contra o Macaé, neste domingo, em Volta Redonda, no banco de reservas. O técnico Jayme de Almeida, que comandou uma hora de trabalho tático a portas fechadas no Ninho do Urubu neste sábado, deverá, fora a mudança na zaga, repetir a escalação de quarta-feira.

Samir se firmou como titular em 2013 e fez seu primeiro gol como profissional na última quarta-feira, na vitória sobre o Friburguense por 2 a 0. Na ocasião, Jayme escalou Felipe; Léo Moura, Wallace, Samir e André Santos; Amaral, Muralha, Elano e Carlos Eduardo; Paulinho e Hernane.

Para a partida deste domingo, contra o Macaé, o técnico rubro-negro relacionou os seguintes jogadores: Alecsandro, Amaral, André Santos, Cáceres, Carlos Eduardo, Chicão, Elano, Erazo, Felipe, Gabriel, Hernane, Léo, Léo Moura, Muralha, Negueba, Paulinho, Paulo Victor, Samir e Wallace.

Questionado sobre a disputa acirrada na zaga, o goleiro Felipe comemorou a fartura de zagueiros no elenco. Afirmou que enxerga uma mudança na forma como as pessoas observam hoje a defesa rubro-negra. Se antes era motivo de desconfiança, agora é apontada como ponto forte do time.

- A gente fica feliz, antes o ponto fraco que todo mundo dizia era a defesa. É uma coisa que melhorou muito, e o goleiro se sente tranquilo dessa forma. Temos o Wallace e o Samir, que são jovens, mas têm experiência. Especialmente o Wallace, que procura ajudar, dar conselhos - comentou o goleiro. 


À espera de oportunidades, Negueba planeja voltar a ser feliz no Flamengo


“Dar a volta por cima”. O velho clichê insiste em aparecer em entrevistas de jogadores de futebol a todo instante, mas para um em específico torna-se lema de um recomeço. Aos 21 anos, Negueba inicia a temporada de 2014 com a cabeça erguida e os problemas esquecidos para brilhar no Flamengo. Depois de uma passagem sem sucesso pelo São Paulo, o atacante atuou nas duas primeiras partidas do Rubro-Negro carioca neste ano, e, mesmo com a utilização dos titulares, está relacionado para a viagem a Volta Redonda, onde a equipe enfrenta o Macaé no próximo domingo. Fato confirmado pelo comandante Jayme de Almeida em entrevista na última sexta-feira.

negueba flamengo treino (Foto: Thales Soares) 
Negueba voltará a brilhar com a camisa do Flamengo? (Foto: Thales Soares)

- Tenho conversado bastante com ele. Sabe que trabalhando comigo tem que correr atrás, treinar bem, se preparar. As oportunidades vão vir. Ele vai para a concentração, deve ir para o banco domingo (contra o Macaé). As oportunidades vão aparecendo, ele pode nos ajudar, já falei isso com ele. Tem que estar bem, pronto, confiante. No futebol as oportunidades sempre aparecem, e quando aparecer tem que mostrar – pontuou o treinador rubro-negro.

Jayme tem tudo para ser incentivo e incentivador do jovem. Negueba trata sua relação com o treinador como a de neto e avô, o que pode acabar preenchendo uma lacuna, já que o jogador perdeu a avó no ano passado, quando ainda se recuperava de uma cirurgia no joelho na capital paulista.

- Me abalou um pouco, mexeu comigo. Não pude vir ao enterro dela, pois estava tratando (o joelho). Isso me deixou abalado. Já estava pela lesão, aí me atrapalhou.
 
A lesão, que levou à cirurgia, fez com que Negueba inclusive cogitasse abandonar a carreira.

- Fui com a esperança de dar a volta por cima no São Paulo, começar a jogar. E logo no primeiro dia me machuquei. Passou um monte de coisa pela minha cabeça, conversei com a minha mãe. Deu vontade até de parar de jogar bola. Deu vontade porque você olha para o lado e só tem a muleta, tem que tirar força de onde não tem.

O atacante estreou pelo Flamengo em novembro de 2010, sob o comando de Vanderlei Luxemburgo. Antes de sua saída, em 2013, somou 67 jogos e quatro gols marcados. Destaque na conquista da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2011, era apontado por muitos como bastante promissor. Mas o lado ruim chegou, e a imaturidade atrapalhou.

- No começo tudo são flores, você vê a torcida te pedindo autógrafo, te abraçando, vendo na rua e cumprimentando. Então você acaba se acostumando com coisa boa. De repente vem essa coisa de vaia, você já começa a ficar mais para baixo. Se não tiver apoio da família, dos amigos, fica difícil para trabalhar – disse o atacante.  

Confira outros trechos da entrevista de Negueba:

Relação com outros treinadores no Flamengo
- Foi muito boa. Com o Luxemburgo era um pouco mais de cobrança, me ajudou bastante a amadurecer um pouco mais rápido, ele cobra muito de garotos novos. E com o professor Joel foi diferente, ele já tem aquela coisa de abraçar o garoto novo, passar a mão por cima, brincar bastante. Foram dois treinadores diferentes e que me ajudaram bastante.

Saída para o São Paulo
- Eu saí daqui um pouco para baixo, desmotivado, mas aí quando veio o São Paulo, falei com meus pais que ia voltar a ser feliz, voltar a reconquistar o meu espaço em outro lugar.

Queda de rendimento e problema no Tricolor paulista
- Em alguns momentos eu deixei cair um pouco na parte física, mental também, que a torcida estava pegando um pouco no pé, então isso atrapalhou um pouco a minha passagem pelo Flamengo. Mas no São Paulo o que me atrapalhou foi uma troca de treinadores. Fui com o Ney Franco, joguei com o Autuori e não fui utilizado pelo Muricy. Foram três treinadores na minha passagem pelo São Paulo.

“Volta por cima”
- Dar a volta por cima no clube que me fez, né. O clube que fez o Negueba, que sempre teve as portas abertas para mim. Então é a hora de dar a volta por cima e ajudar o Flamengo a ganhar títulos.

Recado para a torcida
- Dizer para eles que podem confiar no Negueba, agora não tem mais nenhum menino, já tem um homem. É a hora de dar a volta por cima, a hora de ajudar o Flamengo e a hora de eu voltar a ser feliz como eu era antes, brincando com todo mundo, um Negueba alegre. E agora a torcida pode confiar mais ainda no Negueba.

Relação com Jayme
- Falou para mim que sou como um neto para ele, porque já me pegou com oito anos de idade aqui no Flamengo. Temos uma boa relação não é de agora. Ele sempre me incentivou na base, quando subi também. Vou sempre procurar ajuda-lo da melhor forma possível. Está mostrando que todo jogador do elenco vai ter sua oportunidade.





Erazo é relacionado pela primeira vez para um jogo do Flamengo


Erazo treino Flamengo (Foto: Thales Soares)
O zagueiro equatoriano Frickson Erazo foi relacionado para a partida deste domingo, contra o Macaé, às 17h, em Volta Redonda. O técnico Jayme de Almeida avisou que deveria dar oportunidades a quem não ainda não viu jogando em 2014, e Erazo, assim como o lateral-direito Léo, tem boas chances.

- Não (será o mesmo time da última partida), vou definir no domingo. A grande maioria é a mesma, 80%, 90%. Prefiro falar com os jogadores primeiro. Nada técnico, tático não. Posso colocar jogadores que ainda não vi jogando. Estou resolvendo isso, mas estou bem satisfeito com os que estão jogando, só para deixar claro. Não resolvi ainda - disse Jayme, na sexta-feira.

Confira a lista dos relacionados: Alecsandro, Amaral, André Santos, Cáceres, Carlos Eduardo, Chicão, Elano, Erazo, Felipe, Gabriel, Hernane, Léo, Léo Moura, Muralha, Negueba, Paulinho, Paulo Victor, Samir e Wallace.


Felipe vê Flamengo '70% pronto' para a estreia na Libertadores


felipe flamengo treino (Foto: Thales Soares)O Flamengo tem três compromissos (contra Macaé, Boavista e Fluminense) antes da estreia na Libertadores 2014, marcada para o próximo dia 12, contra o León, no México, mas a competição mais importante do continente já é cercada de expectativa dentro do clube. O goleiro Felipe acredita que o time ainda não está na ponta dos cascos para a estreia, mas também não o vê tão longe do ideal.

- Acho que o time está 70% (pronto) na preparação para a estreia na Libertadores. A gente perdeu muito com a saída de dois grandes atletas, Elias e Luiz Antônio, e isso fez com que a gente perdesse aquele entrosamento que havia no ano passado. Mas com o trabalho nos treinos e jogos do Carioca vamos estar 100% para a estreia. Só não podemos esquecer o Estadual, tem que jogar as duas competições da mesma forma - afirmou.

Se Felipe ainda não tem certeza do quão preparado está o Rubro-Negro, de uma coisa ele não tem dúvidas: a equipe vai sofrer pressão pela conquista do bicampeonato.

- A expectativa para a Libertadores é a melhor possível, mas não pode pensar só nisso. Se comenta que o Flamengo não tem obrigação de ganhar a Libertadores, mas quando o time entrar em campo a cobrança será a mesma.

A contratação de sete reforços, segundo o camisa 1, qualificou o elenco rubro-negro, algo que considera bom para o técnico Jayme de Almeida.

O Jayme tem um bom elenco na mão, qualquer treinador gostaria de ter a dor de cabeça que ele tem hoje com dois ou três jogadores para cada posição. E com esse novo formato do Carioca, que é totalmente diferente, temos de somar pontos a cada rodada para seguir entre os líderes - concluiu.

Após uma hora de treino fechado, rubro-negros disputam rachão



treino Flamengo jogadores rachão (Foto: Vicente Seda)
A exemplo do ocorrido na sexta-feira, o técnico Jayme de Almeida não deu pistas de qual time enfrentará o Macaé, neste domingo, às 17h, em Volta Redonda. Neste sábado, só permitiu que os jornalistas acompanhassem as atividades após uma hora de treino fechado, período no qual comandou um trabalho técnico. Após isso, foi iniciado um rachão.

Depois de 30 minutos de treino recreativo, Jayme comandou um trabalho de finalizações. Alecsandro também aproveitou para aprimorar suas cobranças de pênalti.

O Flamengo deve ter duas novidades contra o Macaé. O zagueiro Frickson Erazo e o lateral-direito Léo, já regularizados, devem estrear. Os meias Everton e Mugni ainda aguardam a liberação para atuar.

Flamengo efetua pagamento por Lucas Mugni




Apresentação do Lucas Mugni no Flamengo (Foto: Paulo Sergio/ LANCE!Press)O Flamengo também efetuou na quinta-feira o pagamento para compra de 100% dos direitos econômicos do meia Lucas Mugni. O clube desembolsou 1,25 milhão de dólares (R$ 2,95 milhões) ao Colón de Santa Fé, da Argentina.

O nome do argentino, inclusive, já aparece no Boletim Informativo de Registro de Atletas (Bira) da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj). A inscrição aparece com data do último dia 28, porém, ainda na parte de exigências.

De acordo com o site da federação, ainda falta a taxa de contrato e a transferência da Federação Argentina (AFA). O jogador, de 22 anos, assinou com o Flamengo por quatro temporadas.

Pelo combinado entre os clubes, os argentinos terão direito a 10% da diferença do valor pago pelo Rubro-Negro e de uma proposta no caso de uma eventual transferência do jogador no futuro.



Operação de compra de Everton atrasa regularização do jogador pelo Flamengo


Everton - Treino do Flamengo (Foto: Pedro Leanza)Everton deverá ser inscrito pelo Flamengo nos próximos dias a tempo de estar disponível para o jogo de quarta-feira, contra o Boavista. A demora para a regularização do primeiro reforço, anunciado em dezembro do ano passado, se deu em função da operação de compra, feita em parceria entre o clube e o agente Carlos Leite.

O empresário adquiriu a totalidade dos direitos econômicos do meia ao Tigres, do México, por cerca de US$ 3 milhões (R$ 7,2 milhões). A informação foi confirmada ao L!Net por um diretor do clube mexicano, que pediu para não ser identificado. Metade dos direitos econômicos, então, foi fixada para compra por parte do Rubro-Negro, que efetuou o pagamento na quinta-feira. O valor não foi divulgado.

As conversas com o Flamengo aconteceram por meio do empresário Márcio Bittencourt, que é sócio de Leite e tem mesa no escritório do agente, conforme o LANCE!Net mostrou no dia 7 de janeiro. Somente os detalhes do contrato de Everton é que foram conduzidos pelo empresário do jogador.

A forma de pagamento do valor por parte do Rubro-Negro, além das burocracias financeiras relativas à compra dos direitos econômicos por Carlos Leite, retardaram o processo para que Everton já tivesse condição de jogo.

Por ter comprado 50% dos direitos econômicos, o Flamengo, automaticamente, passa a ser detentor de 100% dos direitos federativos – que conferem poder de registro por parte do clube.

Pelo fato de Everton ainda não estar vinculado a qualquer clube brasileiro, o nome dele sequer consta no Boletim Diário Informativo (BID) da CBF. Essa situação, entretanto, mudará até o início da próxima semana.

Apesar de não estar vinculado ao Rubro-Negro nos trâmites legais, Everton já havia assinado o contrato por quatro anos com o clube, quando recebeu o aval do Tigres para rescindir o acordo que tinha com os mexicanos.

Traffic fica à parte da operação

A operação de venda de Everton para o Flamengo poderá agravar a relação entre Tigres e Traffic. Isso porque o clube negociou com o empresário Carlos Leite 100% dos direitos econômicos do jogador. E a empresa brasileira é detentora de 20%.

O L!Net ouviu dois diretores do alto escalão do grupo e eles desconheciam qualquer detalhe da transação. Não houve, até esta semana, qualquer comunicado por parte do clube mexicano sobre a venda.

Há uma ação da Traffic na Fifa originada da falta de repasse por parte dos mexicanos do dinheiro relativo aos empréstimos do meia-atacante a Botafogo, Suwon Bluewings (Coreia do Sul) e Atlético-PR, nas últimas três temporadas. O grupo entende que deveria ter recebido 20% do valor dos três empréstimos, percentual referente à parte dos direitos econômicos.


Jayme busca entrosamento e elogia recém-chegados Muralha e Elano


Jayme de Almeida no jogo Flamengo e Friburguense (Foto: Marcelo Theobald / Agência O Globo)
As contratações feitas pela diretoria flamenguista para a temporada de 2014 foram muitas, mas, pelo menos a princípio, apenas duas vagas entres os onze titulares apresentaram novidades em relação ao último ano. Com as novelas de Elias, que voltou ao Sporting, e Luiz Antonio, envolvido em imbróglio judicial com o Rubro-Negro, as posições no meio-campo foram herdadas por Muralha e Elano. O primeiro retornou de empréstimo da Portuguesa, e o segundo veio do Grêmio.

Como em toda mudança, o tempo será capaz de ajudar no entrosamento dos novos comandados de Jayme de Almeida. De acordo com o próprio treinador, é o que o time precisa para engrenar.

- O Flamengo como um todo pode e deve melhorar em todos os setores. O entrosamento é o principal, com os dois novos que estão jogando no time, Muralha e Elano. Eles possuem características diferentes do Elias e do Luiz Antonio, até mesmo do Gabriel que atuou em algumas ocasiões. O Muralha entrou bem, assumiu a posição, está crescendo como atleta, e o Elano tem bagagem, espero que cresça. Não podemos é deixar espaço no meio-campo – analisou Jayme.

Quem pontuou as mudanças em relação ao time que terminou a última temporada foi o zagueiro Wallace. Mais breve em suas palavras, o defensor acredita que o time terá de recuperar nos próximos jogos a principal arma, inclusive, da conquista da Copa do Brasil.

- Temos muito o que evoluir. O grupo fortaleceu, mas ainda não encaixou o jogo que tivemos ano passado. Nosso forte era a transição rápida, e a ausência do Elias deu uma quebrada nisso. Mas o Muralha entrou bem, Elano também. Ficou um time com mais toque, e ano passado era mais rápido. A diferença é essa - resumiu.

Falta de pontaria?

Perguntado sobre outros pontos do time, o treinador observou a falta de pontaria nos primeiros jogos do ano, mas deu crédito ao artilheiro do Brasil em 2013, que passa por uma breve seca de gols.

- Temos que crescer na finalização, criamos mas não temos feito muitos gols. Contra o Friburguense criamos quatro oportunidades para fazer mais e não fizemos. Nem é só o Hernane, porque com centroavante é assim mesmo. Ele está correndo atrás para que os gols voltem o mais rápido possível.

Com o Brocador em busca do primeiro gol no ano, o Flamengo encara o Macaé pela quinta rodada do Campeonato Carioca. A partida está marcada para as 17h (horário de Brasília) deste domingo, no Raulino de Olivera, em Volta Redonda.

Líder e encorpado, Flamengo reencontra Pinheiros, seu primeiro algoz no NBB


No dia 23 de novembro de 2013, Pinheiros e Flamengo faziam seu primeiro duelo pelo NBB 6. Na ocasião, o jogo em São Paulo, pela quarta rodada da competição, promovia a estreia do craque Leandrinho no time paulista, que ainda contava com os americanos Shamell e Joe Smith. Em contrapartida, os cariocas, mesmo vindos de três vitórias consecutivas, chegavam abalados e muito desfalcados para o confronto. Na rodada anterior, diante do Palmeiras, o armador Benite sofria uma grave lesão no joelho e precisava ser operado. Para completar, o técnico José Neto não podia contar com os alas Marcelinho, suspenso, e Marquinhos, machucado, além do ala/pivô Tony Washam, que não havia sido contratado. Com o cenário totalmente a favor, o Pinheiros aplicava, diante de sua torcida, o primeiro revés aos cariocas por 74 a 62.

- É muito difícil você perder um jogador tão importante quanto o Benite e ter um jogo duro em seguida logo com a estreia do Leandrinho. Mas isso é coisa do passado. A gente pensa em vencer um adversário direto. Temos um saldo negativo contra eles e, em um possível empate, estaríamos atrás. É com essa mentalidade que vamos entrar para vencer. Vamos com tudo para cima deles, que têm um time muito ofensivo. Se quisermos ganhar o jogo, vamos ter que jogar muito bem na defesa - opinou Marcelinho, cestinha do Rubro-Negro contra o Palmeiras com 21 pontos.

basquete marcelinho e marquinhos flamengo e goiânia (Foto: Alexandre Vidal / FlaImagem) 
Ausentes no primeiro turno, Marcelinho e Marquinhos são algumas das boas opções do técnico José Neto para o clássico com o Pinheiros (Foto: Alexandre Vidal / FlaImagem)

Dois meses depois (70 dias mais exatamente), os times se reencontram em uma situação diferente, principalmente pelo lado rubro-negro. Mesmo ainda sem ter Benite, José Neto já conta com a dupla "artilheira" Marcelinho/Marquinhos e a participação de Washam. Laprovittola, que já mostrava seu talento na partida de novembro, hoje, é um dos melhores jogadores do campeonato, inclusive o que mais pontuou com 352 pontos em 20 jogos. Para completar, os cariocas não sabem o que é derrota há 11 rodadas e vivem seu melhor momento na temporada, com um elenco encorpado, confiante e com boas variações táticas.

- Passou um bom tempo, algumas coisas diferentes aconteceram. Foi um dos times que ganhou da gente neste ano e isso já coloca um pouco de tempero no jogo. Pelo que conheço do caráter dos nossos jogadores, isso é uma coisa que vai estimular bastante. Mas sabemos que eles não venceram por acaso, pois trata-se de uma grande equipe, o atual campeão da Américas e que vem de uma boa classificação na primeira fase da Liga das Américas. A gente pôde ver, recentemente, que se trata de um time brioso, que não desiste e gosta de um desafio. A expectativa é de um jogo duro, contra uma grande equipe - declarou Neto.

Laprovittola basquete Flamengo x Uberlândia (Foto: Orlando Bento / Divulgação)Laprovittola é, hoje, o cestinha em pontos do NBB com 352 em 20 jogos. Ele é candidato sério ao troféu de MVP da temporada (Foto: Orlando Bento / Divulgação)

No Pinheiros, a fase também é boa, mas o elenco do técnico Claudio Mortari já não tem mais o astro da NBA, que voltou para os Estados Unidos para atuar pelo Phoenix Suns. De quebra, algumas contusões atrapalham o melhor entrosamento do quinteto, que tem o retorno de Joe Smith, recuperado de uma torção no tornozelo esquerdo, mas também os desfalques do ala Jonathan Tavernari, com um estiramento na panturrilha direita, e do armador Paulinho, com ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho.

- É um jogo difícil, mas importante para nos mantermos bem na classificação. O Flamengo atravessa um grande momento e nós também. O resultado na Liga das Américas mostra que o nosso momento é bom. Lamentavelmente, estamos com problemas de contusão. É uma partida importante. A gente tem feito bons jogos no Rio. Temos conseguido resultados bastante favoráveis e vamos mais uma vez lá, apesar de todo o cansaço e de o estado físico não ser o ideal. Acho que o aspecto de classificação na Liga já dá um moral muito grande - analisou o técnico Claudio Mortari.

Claudio Mortari sabe das dificuldades que o Pinheiros vai encontrar no Rio de Janeiro (Foto: Luiz Pires/Fotojump) 
Claudio Mortari sabe das dificuldades que o Pinheiros vai encontrar no Rio de Janeiro (Foto: Luiz Pires/Fotojump)
O forte conjunto do adversário somado ao bom momento de algumas peças individuais preocupa o comandante paulista ainda mais.

- A individualidade. O Laprovittola tem sido o grande destaque do campeonato. Tem o Marcelinho, o Olivinha, a volta do Marquinhos...A soma dessas individualidades tem dado um conjunto muito positivo. Eles têm jogado muito bem e ganharam algumas partidas até com muita tranquilidade - completou Mortari.

Com transmissão do SporTV, Flamengo e Pinheiros fazem o clássico da 22ª rodada, neste sábado, às 19h15, no Tijuca. O duelo marca o encontro do líder do NBB contra o terceiro colocado.


sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Erazo tem situação regularizada e deve estrear contra o Macaé


Jayme de Almeida não confirmou a equipe que entra em campo neste domingo, contra o Macaé, mas disse que fará algumas mudanças em relação ao último jogo. Uma delas deve ser a entrada do zagueiro Frickson Erazo. O equatoriano teve sua pendência de transferência internacional regularizada no Boletim Informativo de Registro de Atletas (Bira) da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro e está liberado para estrear com a camisa rubro-negra.

Jayme de Almeida, Alecsandro treino Flamengo (Foto: Marcio Mercante / Agência Estado) 
Jayme de Almeida testou Erazo durante atividade em campo reduzido nesta sexta (Foto: Marcio Mercante/Agência Estado)
 
Por outro lado, Jayme segue sem poder contar com Lucas Mugni e Everton: o primeiro ainda depende do pagamento da taxa de contrato da Ferj, enquanto o segundo nem sequer foi inscrito e seu nome não consta no boletim da federação. O treinador não deu pistas de quem deve sair da equipe titular e disse que as opções não seriam técnicas, e sim para realizar experimentos e conhecer melhor o futebol de alguns. Além de Erazo, o lateral-direito Léo pode ser outra novidade.

Flamengo e Macaé se enfrentam no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela quinta rodada do Campeonato Carioca. A partida é válida pela quinta rodada do estadual, e o Rubro-Negro defende a liderança da competição.

Wallace quer Libertadores e Carioca para manter marca anual de títulos


Contando com jogadores rodados no elenco, como por exemplo Felipe, de 29 anos, e Léo Moura, de 35, o Flamengo foi atrás de mais experiência para a temporada em que retorna à Libertadores da América. Entre os reforços, Elano e Alecsandro chegaram para reforçar o grupo com bagagem internacional e de 32 anos. Mas um atleta mais jovem, de 26, pode ser apontado como um dos mais calejados quando o assunto é título: Wallace, que há sete anos não passa uma temporada em branco no currículo.

Wallace treino Flamengo (Foto: Marcio Mercante / Agência Estado) 
Wallace foi um dos únicos titulares a treinar em tempo integral nesta sexta (Foto: Marcio Mercante / Agência Estado)
 
O zagueiro estreou pelo time profissional do Vitória em 2006, mas entrou em apenas duas partidas na temporada. A partir de 2007, quando passou a atuar mais vezes, os números positivos tiveram início. Pelo Rubro-Negro baiano, foram quatro conquistas consecutivas do estadual até 2010, ano em que também venceu a Copa do Nordeste. Vendido ao Corinthians, seguiu o ritmo, com o Campeonato Brasileiro de 2011, a Libertadores – não entrou em campo, mas fez parte do grupo – e o Mundial de 2012 – entrou no fim da decisão contra o Chelsea, da Inglaterra. Na primeira temporada no Flamengo, o título da Copa do Brasil veio em 2013.

- Pretendo manter a média, é um número bom. A Libertadores é de suma importância. Há 33 anos que o clube não conquista, o torcedor está carente, e nas últimas edições só brasileiros ganham. Mas também quero ganhar o carioca, pela forma que perdemos no ano passado. Com o elenco que temos, fortalecendo, temos condições. E se o Elias retornar vamos ter muito mais – analisou, mostrando a fome por mais conquistas.

Chicão São Paulo e Flamengo (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)
Mesmo com a principal competição continental conquistada e no currículo, o desejo é de poder vencer ajudando dentro das quatro linhas, diferente do que aconteceu em 2012. Curiosamente, Chicão, hoje reserva no Flamengo, era um dos titulares da equipe comandada por Tite – ao lado de Paulo André -, que tinha o atual xerife rubro-negro no banco de reservas.

- É uma relação de muito respeito, quando um joga, o outro dá apoio. Era assim no Corinthians e é aqui no Flamengo também – disse, a respeito do companheiro de zaga.

O Flamengo estreia pela Libertadores no México, contra o León, no dia 12 de fevereiro, mas antes ainda tem compromissos pelo Campeonato Carioca. O próximo deles é pela quinta rodada do Carioca, contra o Macaé, neste domingo, às 17h (horário de Brasília), em Volta Redonda.

Flamengo e Lusa identificam, mas ainda não punem, quem errou na última rodada




Tanto Flamengo quanto Portuguesa já identificaram, internamente, quem errou na última rodada do Campeonato Brasileiro. Os dois times escalaram jogadores que estavam suspensos, por isso perderam quatro pontos em julgamentos realizados pelo STJD.

O Flamengo já sabe quem foi o funcionário que bancou a escalação de André Santos contra o Cruzeiro, apesar de o jogador estar suspenso. Mas decidiu não puni-lo até que o caso seja resolvido. O clube recorreu da decisão do STJD no TAS (Tribunal Arbitral do Esporte) na Suíça.

O presidente do Portuguesa, Ilídio Lico, afirmou que desconfia de dois funcionários do clube no "Caso Héverton", mas que não pretende afastá-los neste momento. A Lusa vai aguardar o desfecho de uma investigação do Ministério Público de São Paulo sobre o caso.

Jayme poupa sete titulares de treinamento em campo reduzido




Leo Moura e jogadores no treino do Flamengo (Foto: Globoesporte.com)Apenas alguns titulares participaram em tempo integral dos treinamentos realizados pelo Flamengo na tarde desta sexta-feira, no Ninho do Urubu. Todo o elenco realizou aquecimento no gramado durante cerca de 30 minutos, mas enquanto a maioria da equipe principal ficou fora da última parte da atividade, realizada em campo reduzido, Wallace, André Santos e Amaral foram os únicos que participaram ao lado dos reservas sob os olhares de Jayme de Almeida. Felipe também não teve descanso e fez todo o treinamento com os demais goleiros do plantel.

À beira do campo, Léo Moura, Samir, Muralha e Carlos Eduardo observaram grande parte da atividade, que começou com duelos de duplas e passou para times de até quatro jogadores. Elano, Paulinho e Hernane apareceram por pouco tempo em campo.  

Jayme se mostrou ansioso para poder testar "quem ainda não viu jogar" e indicou que fará pequenas alterações na equipe que venceu o Friburguense na última quarta-feira. Dos reforços que ainda não estrearam, apenas o lateral-direito Léo está regularizado e pode ganhar sua primeira chance no time. Frickson Erazo, Lucas Mugni e Everton, ainda sem regularização para atuarem oficialmente pelo clube, também treinaram. A situação dos gringos tem que ser normalizada até o fim desta sexta-feira para que possam entrar em campo no fim de semana. O meia brasileiro, ex-Atlético-PR, é desfalque certo, já que seu nome ainda não apareceu no Boletim Informativo de Registro de Atletas - o Bira - no site da Ferj.


Descanso: Cadu, Samir, Muralha e Léo Moura 
observam treino de fora (Foto: Globoesporte.com)

- Não (será o mesmo time da última partida), vou definir no domingo. A grande maioria é a mesma, 80%, 90%. Prefiro falar com os jogadores primeiro. Nada técnico, tático não. Posso colocar jogadores que ainda não vi jogando. Estou resolvendo isso, mas estou bem satisfeito com os que tem jogado, só para deixar claro. Não resolvi ainda - despistou o comandante rubro-negro.

O Flamengo enfrenta o Macaé, neste domingo, às 17h (horário de Brasília), pela quinta rodada do Campeonato Carioca. Líder com dez pontos, o Rubro-Negro manda o jogo no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.



André Santos no treino do Flamengo (Foto: Globoesporte.com) 
André Santos foi um dos quatro titulares que não tiveram descanso durante treino desta sexta (Foto: Globoesporte.com)

Antes da estreia na Itália, Adryan se diz pronto, mas admite ‘frio na barriga’


Recém-contratado pelo Cagliari, o meia Adryan fará sua estreia oficial pelo novo clube neste sábado. Contra a Fiorentina, em casa, pela 22ª rodada do Campeonato Italiano, o brasileiro atuará pela primeira vez em território europeu. Aos 19 anos, Adryan chegou por empréstimo de um ano e meio, junto ao Flamengo.

Animado com o novo desafio na carreira, o jovem apoiador brasileiro admite o frio na barriga, mas mostra confiança.

- É claro que bate um friozinho na barriga. Não tem jeito, quem joga bola sabe. Mas eu estou muito confiante e ansioso. Venho treinando forte nas últimas semanas. Não tem porque não acreditar em mim mesmo. Sei do meu potencial, e, se Deus quiser, tudo dará certo. Estou pronto para estrear aqui na Itália e defender com muita vontade as cores do Cagliari – disse Adryan.

Adryan assina contrato Cagliari (Foto: Site Oficial Cagliari) 
Adryan está emprestado pelo Flamengo ao Cagliari (Foto: Site Oficial Cagliari)


Com 21 pontos, o Cagliari está atualmente na 14ª colocação do Campeonato Italiano. A Fiorentina, por sua vez, ocupa o quarto lugar, com 41 pontos.

Ingressos à venda para Flamengo x Macaé: time tenta manter a liderança


Estão à venda os ingressos para o jogo entre Flamengo e Macaé. As equipes se enfrentam no domingo, às 17h (de Brasília), no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela quinta rodada do Campeonato Carioca. O sistema de cartão-ingresso ainda não está funcionando, portanto, o associado que fizer a compra online terá de retirar o bilhete na entrada do estádio. Os preços vão de R$ 20 a R$ 70. O Fla lidera o estadual, com dez pontos, e tenta seguir no topo.

 Confira abaixo os preços e os pontos de venda:

Preços

- Arquibancada
Sócio-torcedor inteira – R$40
Sócio-torcedor meia – R$20
Torcedor comum inteira – R$50
Torcedor comum meia – R$25

- Cadeira Especial
Sócio-torcedor inteira – R$56
Sócio-torcedor meia – R$28
Torcedor comum inteira – R$70
Torcedor comum meia – R$35

Pontos de venda

- Rio de Janeiro

Sede Social da Gávea (aberto de quinta-feira a sábado, de 10h às 16h)

-Volta Redonda (abertos de quinta-feira a sábado, de 10h às 17h)

Loterias do Meia Meia:
Avenida Lucas Evangelista, 37 - Bairro Aterrado
Avenida dos ex-combatentes, 200 - Bairro Santa Cruz
Avenida Antônio de Almeida, 1052 - Bairro Retiro
Avenida Quatro, 181 - Vila Rica/Tiradentes
Posto Ap Gás - Av. Nestor Pelegrino Nº 500 , Bairro Aterrado (9h às 18h)

Bilheteria do Acesso Verde do Estádio Raulino de Oliveira (venda presencial para sócio-torcedor somente nesta bilheteria)

Bilheteria setor Azul do lado Direito do Estádio Raulino de Oliveira (troca de ingressos do sócio-torcedor)

- Vendas no dia do jogo, nas bilheterias do estádio (de 11h às 17h)

Bilheteria setor Amarelo: Vendas Cadeira Especial e Arquibancada para torcidas de Flamengo e Macaé
Bilheteria setor Azul do lado esquerdo: Vendas Arquibancada Torcida Flamengo

Flamengo vence o Palmeiras e segue líder do NBB

  mais uma (Marco Aurelio/Fla Imagem)

Antes do jogo, a tabela mostrava o oitavo colocado do NBB enfrentando o líder, vindo de dez vitórias consecutivas e, ainda por cima, jogando em casa, em um Tijuca com um grande e ensurdecedor público. Provocações eram ouvidas o tempo inteiro, principalmente no banco de reservas, do tipo: "vocês sabem que não vão ganhar" ou "time de segunda divisão". Todavia, indiferente a tudo isto, o Palmeiras veio ao Rio para incomodar o Flamengo. Incomodou. E bastante.

Em um autêntico clássico dos gramados, as equipes fizeram um duelo acirrado, catimbado, quase brigado dentro de quadra, como na áspera discussão entre Tyrone Curnell e Gegê no intervalo. O americano, inclusive, veio para desnortear os rubro-negros, seja dentro do jogo ou fora dele. Provocado, diversas vezes foi visto olhando para a torcida e respondendo aos insultos, o que tiravam os flamenguistas do sério.

Mas no fim das contas, com bons desempenhos de Marcelinho e Olivinha, o atual campeão brasileiro provou que nos momentos decisivos a maior experiência do seu plantel pesa. O bom basquete dos paulistas não foi o suficiente para impedir a décima primeira vitória seguida do Rubro-Negro na competição, desta vez, por 84 a 76. De consolo fica a corajosa performance de um time notadamente inferior tecnicamente, mas que conseguiu um feito que os demais adversários não haviam conseguido no último mês: vencer o primeiro tempo (39 a 37).

Marcelinho Basquete Flamengo x Palmeiras (Foto: Celso Pupo / Ag. Estado) 
Marcelinho, cestinha do Fla com 21 pontos, atrás de Neto, que marcou 25 para o Palmeiras (Foto: Celso Pupo / Ag. Estado)

- Quase bateu no aro. O jogo, aqui, a gente sabia que ia ser difícil, é a casa do Flamengo, time que tem muita qualidade. A nossa defesa foi muito bem no primeiro tempo, no segundo, nós tivemos algumas falhas, principalmente, no ataque, alguns jogadores sentiram o nível da partida e ficou meio complicado chegar no final com desvantagem aqui dentro fica muito difícil reverter. Mas foi uma boa partida para o nosso time - analisou o técnico palmeirense Betão.

Assim como no resultado positivo de segunda-feira sobre o Espírito Santo, Marcelinho foi o cestinha rubro-negro com 21 pontos e cinco assistências. Olivinha, com um primeiro quarto primoroso, bateu no aro para mais um duplo-duplo ao assinalar 17 pontos e nove rebotes - foi a segunda vez seguida que o ala/pivô fica a um rebote do quesito. Mas o cestinha do clássico foi o palmeirense Neto, autor de 25 pontos e seis passes decisivos.

Jogo duro, como a gente já esperava, muito físico. O time do Palmeiras tem esta característica de intensidade, jogo bastante truncado, mas o nosso time se adaptou. Nosso time, hoje, é muito versátil, a gente consegue fazer um jogo de velocidade, cinco contra cinco. Temos muitas variáveis, muitas formações e isso é muito bom. Foi gostoso. É sempre muito bom poder jogar com o Tijuca desta forma. A torcida sempre vem, mas, hoje, foi especial, até pela rivalidade contra o Palmeiras. Fica a sugestão para que outras equipes de camisa entrem no campeonato - disse Marcelinho.

Basquete NBB - Flamengo x Palmeiras - Stanic e Laprovittola (Foto: Celso Pupo/Agência Estado) 
No duelo argentino entre Stanic e Laprovittola, deu o rubro-negro (Foto: Celso Pupo/Agência Estado)
 
Na próxima rodada, o Flamengo terá o Pinheiros pela frente. O clássico colocará frente a frente Marcelinho e Shamell. O jogão será no sábado, às 19h15m, novamente no Tijuca, com transmissão do SporTV. Já o Palmeiras permanece no estado do Rio de Janeiro, onde enfrenta, no mesmo dia, o Macaé, às 19h, no ginásio Juquinha, na região Norte-Fluminense.

Bandeira conversa com torcida do Flamengo após protesto por preço de ingressos

A vitória do Flamengo sobre o Palmeiras pelo NBB foi pano de fundo para um protesto da torcida rubro-negra por fatos ligados ao futebol do clube. Os torcedores aproveitaram a presença do presidente do Fla, Eduardo Bandeira de Mello, no ginásio do Tijuca Tênis Clube, para reclamarem do preço dos ingressos para as partidas no Maracanã. O mandatário, então, foi atencioso e explicou as necessidades do clube junto à arquibancada, enquanto ouvia os argumentos dos fãs.

Ao avistarem o presidente rubro-negro numa área reservada das arquibancadas, os torcedores começaram a gritar palavras de ordem e cantos que tinham o preço das entradas como grande alvo.

- Mãos para o alto, esse ingresso é um assalto - cantavam os torcedores, que também provocavam ao dizer que Bandeira é "fantoche do Wallim", vice-presidente de futebol.

Eduardo Bandeira de Mello protesto torcida Flamengo NBB (Foto: Ian Sena/Blog Garrafão Rubro-Negro )Eduardo Bandeira de Mello conversa com torcedores (Foto: Ian Sena/Blog Garrafão Rubro-Negro )

Após a partida, em entrevista ao GloboEsporte.com, Bandeira de Mello mostrou serenidade ao comentar o assunto, embora tenha dado sinais de que a revisão dos preços não está nos planos do Flamengo em breve.

 - Eu conversei com eles, acho que eles entenderam. Claro que os torcedores querem sempre o ingresso mais barato possível, mas eles têm que entender que o Flamengo tem que pagar seus compromissos, pagar a folha, pagar impostos. E o custo para jogar no Maracanã é muito alto. Então, eu conversei com eles, e acho que eles entenderam. O pessoal saiu na boa - disse.

Algumas torcidas organizadas rubro-negras têm feito boicote aos jogos da equipe no Maracanã no começo deste ano por considerarem altos os preços das entradas. Muitos membros de tais grupos estiveram na partida desta quinta-feira no Tijuca Tênis Clube, uma vez que Bandeira é o único dirigente do universo do futebol rubro-negro que tem comparecido às partidas de basquete. Nesta semana, o clube lançou um novo plano do programa de sócio-torcedor, mais barato que os já existentes, mas com desconto menor na compra dos ingressos.

Eduardo Bandeira de Mello protesto torcida Flamengo NBB (Foto: Ian Sena/Blog Garrafão Rubro-Negro) 
Presidente tenta explicar preço dos ingressos para jogos do time de futebol (Foto: Ian Sena/Blog Garrafão Rubro-Negro)

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

'Reconstruído', Elano mira Copa do Mundo: 'Não é da boca para fora'


 O começo no Flamengo foi promissor, mas Elano quer mais. Muito mais. E não somente em vermelho e preto. Destaque nas duas partidas em que entrou em campo pelo Rubro-Negro, o meia chutou para o alto todo o clichê de necessidade de adaptação a um novo clube ou dificuldades em início de pré-temporada. Passes precisos, chutes perigosos, muita movimentação e um gol fizeram parte do repertório apresentado neste início de 2014 aos flamenguistas e a Felipão. Sim, a Luiz Felipe Scolari. Porque o desejo de voltar à Seleção vem a reboque de tudo que o jogador fizer pelo clube da Gávea. 

Fora da equipe nacional desde a Copa América de 2011, na Argentina, Elano se diz preparado para o retorno. Após uma queda de rendimento no Santos e a transferência para o Grêmio, onde foi reserva nos últimos meses do ano passado, o meio-campo garante estar no auge de sua forma física e técnica. Lembrando o jovem que despontou na Vila Belmiro há 12 anos, ele não impõe limite para o futuro. 

- Vou fazer uma comparação simples: na seleção brasileira, quando você é convocado, às vezes, tem um jogo para fazer o melhor. Senão, não vai ter outra chance. No Flamengo, a regularidade tem que ser constante e diária. Se trata do maior clube do Brasil. Onde for, é casa cheia. Tive um período de dois anos de muita dificuldade. Hoje, posso dizer que estou completamente zero, inteiro. Tive uma reconstrução total. Me sinto como em 2002, no Santos. Trabalho para ser cada dia melhor. Não é da boca para fora o sonho de disputar mais uma Copa do Mundo. Vou ter essa chance se fizer o melhor em campo. 

 Elano reforçou que o desejo de ser convocado é um estimulante para cada partida que fizer pelo Flamengo. Para chamar a atenção de Felipão, o jogador não promete muito: "somente" ser eficiente e regular, como nos tempos em que foi determinante por quatro anos para Dunga. 

- Nessas duas partidas, não fiz nada de diferente do que sempre fiz, com simplicidade: chutando bem, passando bem, fazendo tudo que me pedem. Tenho treinado bem, estou preparado, e com pessoas que colaboram. Isso é importante para mim. Vou ter, dentro do Flamengo, seis meses para possibilidade de disputar uma Copa. É o grande objetivo. Cada jogo para mim é uma oportunidade de ser convocado novamente. Tenho que me apresentar sempre melhor. 

Campeão da Copa das Confederações, o Brasil tem o grupo bem encaminhado para o Mundial em casa. A experiência com a camisa amarelinha, por sua vez, permite a Elano sonhar. Atento a tudo que cerca o time nacional, ele citou até declarações recentes de Felipão. 

- São 68 convocações, quase sete anos de Seleção. Em momento algum, estive confortável ou com a certeza de que estaria na lista final (para Copa de 2010). Os atletas que estão sendo convocados estão fazendo sua parte. Tive a experiência de jogar uma Copa e com um grande trabalho tenho a possibilidade de jogar. Não estive na Copa por estar. Eu joguei. Respeito muito quem está lá, mas vou procurar o meu espaço por fora. A Seleção nunca está fechada, e são palavras do próprio Felipão recentemente. Tenho que sonhar algo. Vim para o Flamengo porque é um clube que pode me ajudar nisso. 

Flamengo x São João da Barra, jogo treino (Foto: Alexandre Vidal / Flaimagem) 
Elano (esq) assiste junto dos titulares ao jogo-treino dos reservas no Ninho do Urubu (Foto: Alexandre Vidal / Flaimagem)

A palavra "Seleção" foi a mais repetida na longa entrevista coletiva de Elano no Ninho do Urubu, nesta quinta-feira. Ao ser apontado como substituto de Elias, o meia lembrou convocações em parceria com o jogador do Sporting para explicar que joga em uma posição diferente e reforçou a alegria nas primeiras semanas de Flamengo. 

- Sinto o carinho desde quando cheguei ao Flamengo. Na minha apresentação, deixei claro que minha posição nada tem a ver com o Elias. Ele é segundo volante, e eu sou meia. Tanto que fomos convocados juntos para Seleção em posições diferentes. É uma perda grande, por ser um grande atleta e um amigo. Tento ter uma regularidade em campo e tive boa participação nas partidas. Estou bem mais leve, melhor. É uma alegria estar presente neste momento, no treinamento. Estou entusiasmado. 

Com Elano em campo e louco para Felipão estar ligado na TV, o Flamengo encara o Macaé, domingo, às 17h (de Brasília), no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela quinta rodada da Taça GB. O Rubro-Negro tem 10 pontos e lidera a competição.

Em alta, Samir deixa veteranos para trás e se consolida na zaga do Flamengo

Samir comemoração Flamengo contra Friburguense (Foto: Uanderson Fernandes / Agência Estado)O Flamengo buscou jogadores experientes para Libertadores, trouxe Frickson Erazo para reforçar a defesa, mas quem se consolida cada vez mais como unanimidade na equipe titular é um jovem de apenas 20 anos: Samir. Aposta de Jayme de Almeida desde a temporada passada, o defensor teve atuação destacada na vitória por 2 a 0 sobre o Friburguense, quarta-feira, e marcou o primeiro gol pelo profissional. Firme na defesa, apareceu outras vezes no ataque e será mantido no time mesmo que o novo concorrente equatoriano seja regularizado a tempo da partida de domingo, diante do Macaé. 

Tamanha desenvoltura em campo vem muito da postura de Samir fora dele. A juventude nunca veio acompanhada de algum tipo de melindre desde a subida para o profissional. Pelo contrário, demonstra sempre uma tranquilidade até certo ponto surpreendente para responsabilidade que carrega nas costas. Nesta quinta, entrou na sala de imprensa do Ninho do Urubu cantando antes de avaliar seu momento no Fla.

- Estou confiante e se tiver que jogar (a Libertadores), vou jogar. Fico feliz pela confiança do professor. Venho trabalhando e procuro observar os mais experientes para absorver o que eles fazem em campo. Esse começo está sendo muito bom. Estava almejando esse gol e, graças a Deus, veio. Trabalho bastante para cada vez mais me consolidar e ajudar o Flamengo. 

Em Nova Friburgo, além do gol de cabeça, Samir obrigou o goleiro rival a fazer grande defesa em outra jogada aérea e em algumas oportunidades avançou até a linha de fundo pela lateral, em parceria com André Santos. A característica já tinha sido evidenciada em escalações por aquele setor na época em que Mano Menezes era o treinador. O jovem, por sua vez, reitera que tratam-se de situações esporádicas e sua missão é evitar gols de maneira simples. 

- Minha função mesmo é defender. Quando aparecer oportunidade, como contra o Friburguense, posso ser uma válvula de escape e fazer aquele lado esquerdo. Mas estou ali para defender. Faço o simples: desarmo e toco para dar prosseguimento ao jogo. 

Muito da confiança e da boa fase de Samir vem do apoio de Jayme de Almeida. Ex-zagueiro, o treinador é só elogios para o jovem, que não se priva de diálogos com os mais experientes. 

- Ele nos instrui muito, fala e conversa bastante. Eu e o Wallace também conversamos muito com toda rapaziada. Isso ajuda a nossa relação, ajuda o meio-campo. 

Com 10 pontos, o Flamengo é o líder do Campeonato Carioca e encara o Macaé, domingo, às 17h (de Brasília), em Volta Redonda, pela quinta rodada.



Caso Héverton pode ser investigado pela promotoria criminal

Héverton jogador da PortuguesaÉ provável que o Caso Héverton passe a ser investigado também pela promotoria de Justiça Criminal do Ministério Público de São Paulo. Até agora, o caso está com a Justiça do Consumidor, nas mãos do promotor Roberto Senise Lisboa.

A apuração do MP até aqui levantou "fortes indícios", nas palavras de Senise Lisboa, de que funcionários da Portuguesa receberam "vantagens indevidas" para  prejudicar o clube no caso. O presidente da Lusa, Ilídio Lico, disse desconfiar da postura de dois funcionários - inclusive contou isso ao MP.

Senise e Lico desconfiam de funcionários da Lusa por conta de os procedimentos internos do clube na última semana do Campeonato Brasileiro terem fugido ao padrão do resto do torneio.

Toda segunda-feira, o departamento de futebol da Portuguesa abre uma pasta _ uma pasta física, de papel mesmo_ na qual relaciona os jogadores que por algum motivo não poderão atuar na próxima rodada.

Aparece ali quem está machucado, em tratamento, suspenso, com julgamento marcado no STJD ou tenha qualquer outro motivo que o impeça de atuar na partida seguinte. É com essa informação que a comissão técnica trabalha.

Na semana da última rodada do Campeonato Brasileiro, só o nome do atacante Gilberto estava na pasta. Héverton não. Por que não, se no dia 3 de dezembro o clube recebeu um e-mail da CBF avisando que o atleta seria julgado na sexta-feira, dia 6, dois dias antes da partida contra o Grêmio?

Héverton foi julgado, pegou uma suspensão de duas partidas, mas foi escalado no domingo - entrou no segundo tempo e pouco fez. Por isso, a Portuguesa foi punida com a perda de quatro pontos pelo STJD e acabou rebaixada.

O e-mail com o aviso do julgamento chegou para a presidência da Lusa e foi encaminhado para os departamentos jurídico e de futebol. O advogado Osvaldo Sestário recebeu este e-mail, tanto que defendeu Héverton no STJD, na sessão de 6 de dezembro.

Mas o aviso nunca chegou até a comissão técnica. O treinador Guto Ferreira foi ouvido pela promotoria, e sustentou que sempre trabalhou com a informação de que Héverton poderia jogar.

Corrobora a versão do técnico o fato de Héverton ter ficado concentrado desde sexta-feira após o treino, dividiu quarto com o volante Willian Arão. No sábado, dia seguinte ao julgamento no STJD, ele participou do último rachão da Portuguesa em 2013.

Este é um ponto. O outro é a comunicação entre Osvaldo Sestário e Valdir Rocha. O primeiro afirma que avisou a Portuguesa sobre a punição aplicada a Héverton. O segundo diz que nunca foi informado. 
*Colaborou David Abramvezt

Fax STJD Portuguesa Heverton