Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 5 de julho de 2014

Mugni sai do banco e dá vitória ao Flamengo em jogo-treino contra Madureira



Alecsandro Jogo treino Flamengo e Madureira (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)O Flamengo empatava com o Madureira até aos 36 minutos do segundo tempo. Foi quando Lucas Mugni saiu do banco e, de cabeça, marcou o gol que deu a vitória ao Rubro-Negro por 2 a 1. Além do meia argentino, Alecsandro balançou a rede adversária, na tarde deste sábado, no Ninho do Urubu, no segundo jogo-treino do dia.  

Pela manhã, com Mattheus se destacando, os reservas golearam o time do Sindicato dos Atletas do Rio de Janeiro por 5 a 0. Os titulares, então, treinaram apenas à tarde, no segundo teste do esquema 3-5-2 implantando por Ney Franco – a primeira vez foi diante do Tupi-MG na semana passada. O trabalho foi fechado à imprensa.   

Ney, então, de acordo com a assessoria do clube, mandou a campo a equipe que vem treinando nos últimos dias: Paulo Victor; Wallace, Chicão e Samir; Léo Moura, Recife, Elano, Everton e André Santos; Paulinho e Alecsandro. Pois o centroavante, aos 40 do primeiro tempo, após cruzamento de Everton, abrir o placar de cabeça.  

- O jogo foi bom para entrosar mais o time e conhecer o estilo do treinador – disse Mugni.  

Além dele, César, Luiz Antonio, Muralha e Caio Rangel foram testados no time. O Flamengo terá folga neste domingo. A retomada dos trabalhos será na segunda-feira. O dia 16 marca a volta ao Brasileirão contra o Atlético-PR.


Com lesão parecida, Hernane se solidariza a Neymar: "Dor insuportável"


 

Hernane foi, talvez, o único dos torcedores brasileiros que não ficou apreensivo ao ver Neymar se contorcer de dor no gramado do Castelão. A entrada de Zúñiga, usando um dos joelhos, a tentativa sem sucesso de Marcelo em levantar o colega e, especialmente, o choro do camisa 10 da Seleção, momentos antes de o Brasil passar pela Colômbia e chegar à semifinal da Copa, na última sexta-feira, fizeram o centroavante do Flamengo ter certeza: o atacante canarinho tinha uma grave lesão. A mesma que o fez perder as finais do Carioca e as últimas rodadas da fase de grupos da Libertadores no começo de 2014 (veja vídeo acima). Ao se solidarizar ao colega de profissão, o Brocador define a dor pela fratura de uma vértebra como “insuportável” e acredita em maldade do marcador.

A lesão de Hernane ocorreu em 29 de março em partida contra a Cabofriente, em dividida com Luizão. Para se recuperar da fratura de três vértebras, o jogador precisou de quatro semanas. E muita superação. Passava os dias sentado em casa - a exceção eram as sessões de fisioterapia no clube. E só conseguia dormir no chão. Isso depois de cinco noites em claro.

- Na hora que vi o Neymar se contorcendo no chão, tive certeza de que poderia ter sido a mesma lesão que sofri. Os movimentos, o choro, o Marcelo tentando levantar... Como torcedor, fiquei triste. É uma dor insuportável. Fiquei cinco noites sem dormir. Depois, só conseguia deitar no chão. Não tinha posição confortável em casa: passava os dias sentado em uma cadeira por causa da dor – lembra o atleta.

Neymar sofreu uma fratura na terceira vértebra lombar após sofrer uma joelhada de Zúñiga nas costas e está fora da Copa do Mundo. A primeira previsão seria de quatro a seis semanas necessárias para a recuperação. No entanto, ainda há a necessidade de se verificar todos os resultados dos exames feitos pelo camisa 10. Após deixar a Granja Comary, no Rio, rumou para o Guarujá, em São Paulo, onde ficará com a família. Hernane entende que houve maldade.
 
- Os atacantes jogam de costas. Uma falta normal de jogo é de empurrar, dar uma peitada. Se usa o joelho, não tem como não pensar que teve um pouco de maldade. Foi assim no meu lance também – comparou o centroavante.  

Hernane, por fim, deseja uma rápida recuperação a Neymar:  

- O tratamento não tem muito o que fazer. É só repouso total. Depois, começa a fisioterapia com calor na região. Tem de esperar calcificar. Diria para ele ter força. É momento muito difícil. Tem de agradecer por não ser mais grave. Acalmar a cabeça e o coração. O grupo está com ele. Depois dessa, o time vai trabalhar dobrado para trazer a Copa. Sei que ele ficou chateado, mas o título virá para amenizar a dor.  

O Brasil, sem Neymar, enfrenta a Alemanha, terça-feira, em Belo Horizonte, por vaga à final da Copa. O Flamengo só volta a atuar pelo Brasileirão no dia 16 contra o Atlético-PR.

Hernane Flamengo e Cabofriense (Foto: André Durão / Globoesporte.com)Hernane sofreu problema em jogo do Flamengo contra Cabofriense (Foto: André Durão / Globoesporte.com)

Meia Mattheus marca duas vezes, e reservas do Flamengo goleiam em jogo-treino


Mattheus é destaque do Flamengo em jogo contra Sindicato dos Atletas (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)Os reservas do Flamengo não tiveram dificuldades para vencer o time do Sindicato dos Atletas do Rio de Janeiro. Em jogo-treino realizado na manhã deste sábado, no Ninho do Urubu, a equipe comandada por Mattheus venceu por 5 a 0. O meia marcou duas vezes, e o placar foi completado com gols de Nixon, Igor Sartori e Luiz Antônio. A equipe titular entrará em campo, a partir das 15h, para enfrentar o Madureira, em mais um teste visando a retomada do Brasileirão.  

Mattheus, que começou o período de treinos em Atibaia como titular do Rubro-Negro, foi o grande destaque da atividade fechada à imprensa. De acordo com a assessoria rubro-negra, um gol foi de falta e outro em desvio na saída do goleiro. O atleta ainda deu passe para o gol de Igor Sartori.


A equipe entrou em campo com a seguinte escalação, no esquema 4-4-2: César (Luan); Márcio Araújo, Marcelo, Fernando (Frauches) e João Paulo; Amaral (Muralha), Luiz Antônio, Mugni (Igor Sartori) e Mattheus; Nixon (Caio Rangel) e Negueba (Arthur). Antes da folga de domingo, os titulares treinarão à tarde.

O Flamengo volta a disputar o Brasileirão no próximo dia 16. O adversário será o Atlético-PR, em Macaé.

Nixon abre o placar a favor do Flamengo contra Sindicato dos Atletas (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Nixon fez gol que abriu o placar a favor do Flamengo contra Sindicato dos Atletas (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Sai fora Fred seu cone maldito!


Ainda sem Felipe e Hernane, Ney mira evolução do Flamengo em 2º jogo-treino


jogadores flamengo treino (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)A primeira impressão, não fica. O Flamengo tentará adaptar o ditado popular no que diz respeito ao desempenho do time. Depois de má atuação e dificuldades físicas contra o Tupi-MG, com vitória dos titulares e derrota dos reservas, Ney Franco espera evolução técnica neste sábado, às 15h, no Ninho do Urubu. Mesmo que Felipe e Hernane estejam vetados do teste contra o Madureira.  

Hernane não atua desde 18 de maio, dia de derrota para o São Paulo pelo Brasileirão. No recesso do campeonato, motivado pela Copa do Mundo, faz recuperação física após curar a lesão no tornozelo direito. Apenas nesta semana passou a trabalhar com bola. Felipe, por sua vez, fraturou a região das costelas durante um treino em Atibaia, cidade que sediou a primeira parte da preparação rubro-negra visando a partida contra o Atlético-PR, dia 16, em Macaé.  

- Eles não poderão atuar. Hernane já participa de treinos com bola, mas ainda não está liberado para trabalhos táticos. Felipe ainda não trabalha com bola. Os dois, a partir da semana que vem, vão estar liberados. Aí, poderemos avaliar – diz Ney Franco.  

Mas o resto do grupo? Contra o Tupi-MG, os titulares atuaram por 45 minutos. Devem completar a partida de sábado.  

- Acho que vai ter desempenho técnico melhor. No primeiro, usamos o time principal apenas 45 minutos. Estávamos em transição do físico para a bola. Então, os jogadores sentiram a parte física. Esta semana trabalhamos mais com bola, e chegaremos com o grupo mais descansado. O time principal deve atuar toda a partida. Vamos usar mais. Com certeza, isso terá reflexo na parte técnica. Vamos evoluir – espera o treinador.  

Será o segundo teste do 3-5-2, esquema idealizado para reforçar a defesa – a segunda pior do campeonato, com 13 gols sofridos. O time, então, deve ter: Paulo Victor; Wallace, Chicão e Samir; Léo Moura, Recife, Elano, Everton e André Santos; Paulinho e Alecsandro. A partir das 9h, o time reserva enfrentará o do Sindicato dos Atletas.

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Ney Franco revela seu projeto no Flamengo: "Quero a Libertadores"


Ney Franco Treino Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)Os cinco jogos sem vitória ou a incômoda 19ª posição, na zona do rebaixamento, não colocam dúvidas na cabeça de Ney Franco. O treinador tem total confiança em fazer o Flamengo render mais no Brasileirão. A partir da partida contra o Atlético-PR, em 16 de julho, a luta não será apenas por fugir do Z-4. O projeto é buscar uma das quatro vagas do G-4 e colocar o Rubro-Negro na Libertadores de 2015.  

A tarefa não é fácil. Além de recuperar as boas atuações, o time carioca precisa retomar terreno perdido. Está a um ponto do Bahia, o primeiro fora do Z-4. Nove do São Paulo, o primeiro do G-4. E, em relação ao Cruzeiro, o líder, a desvantagem é de 12 pontos.  

- Estamos muito mal no Brasileirão. O grande desafio é colocar o Flamengo em condição melhor. E o grande projeto é levar o clube à Libertadores do ano que vem. São dois caminhos: título da Copa do Brasil ou ficar entre os quatro do Brasileiro. A nossa prioridade, por ora, é sair da zona do rebaixamento e ir para a parte de cima da tabela – diz Ney Franco.  

Com apenas um reforço para a retomada do Brasileirão e a disputa da Copa do Brasil, o meio-campista argentino Canteros, contratado do Vélez, Ney aposta na recuperação de jogadores do atual grupo:  

- Estamos trabalhando e podem vir um ou dois novos jogadores. O certo é que temos um compromisso no dia 16, o retorno do Brasileiro, e o torcedor pode ter certeza de que verá uma equipe diferente. Alguns jogadores, que estavam em baixa, ou seja, que poderiam render mais, vão mostrar que estão recuperados.  

O Flamengo volta a treinar neste sábado. Pela manhã, os reservas disputam jogo-treino contra o Sindicato dos Atletas. Os titulares, à tarde, enfrentam o Madureira.



Copa 2014: Schweinsteiger e Podolski comemoram vitória da Alemanha com a camisa do Flamengo




Os jogadores da seleção da Alemanha já deixaram o Rio de Janeiro rumo à Bahia, onde farão a preparação para a disputa da semifinal da Copa do Mundo. No avião, Schweinsteiger e Podolski comemoraram a vitória sobre a França com a camisa do Flamengo.

“Tivemos excelentes dias no Rio. Esperamos voltar logo. #tudonosso #flamengo #euamobrasil #rio #poldi #aha #dfb #GERFRA #CopadoMundo #TamoJunto #etois #team #friends”, escreveu Podolski na rede social Instagram.

Na imagem, também aparecem Khedira, Özil, Boateng e Müller.

Podolski ganhou a camisa do Flamengo do amigo André Santos, com quem ele jogou no Arsenal. Já Schweinsteiger já tinha a camisa rubro-negra.

Na zona mista, depois da vitória sobre a seleção francesa, Poldi falou sobre o Flamengo:

- A camisa do Flamengo é uma camisa bacana. É um dos grandes clubes do Brasil e hoje também haviam várias camisas do Flamengo no Maracanã. Eles nos apoiaram. Foi legal.

Flamengo desiste de nova saída do Rio e fará último teste antes de volta ao Brasileiro


Ney Franco Treino Flamengo (Foto: Globoesporte.com)A estadia em Atibaia, na avaliação interna, foi tão boa que fez o Flamengo planejar a repetição de um período de treinos fora do Rio. Porém, o hotel escolhido para receber o clube em Mangaratiba, na Costa Verde do estado, o mesmo que virou sede da Itália na Copa do Mundo, não conseguiu liberação da Fifa, e a ida nesta semana acabou cancelada. Faltando 12 dias para a volta do Brasileirão, o Rubro-Negro decidiu: completará a preparação para enfrentar o Atlético-PR no Ninho do Urubu. Com um último teste na próxima sexta-feira (11).  

Ney Franco revelou a decisão do clube em entrevista coletiva nesta sexta-feira. A ideia de sair visa manter o grupo unido, com maior controle de treinos, repouso e alimentação.  

- O plano era viajar esta semana. Tivemos alguns problemas, então, vamos realizar a preparação aqui no Ninho. Houve qualidade aqui, sim. A nossa preparação será toda aqui na semana que vem até a volta do campeonato – disse o treinador.  

Neste sábado, o Fla tem dois jogos-treino. Pela manhã, o time reserva enfrenta o Sindicato dos Atletas. Já na parte da tarde, os titulares encaram o Madureira – domingo passado foi a vez de desafiar o Tupi-MG. Após a folga de domingo, o grupo se reapresentará na segunda. E sexta será dia de ter o último teste: novo jogo-treino, ainda sem adversário.  

- Sexta terá novo jogo. Não quero cravar o adversário, ainda não sabemos. Mas logicamente este último definirá o time contra o Atlético-PR – completou o comandante.  

Desde Atibaia, onde o Fla ficou de 16 a 23 de junho, Ney Franco testa o esquema 3-5-2. E será a partir dele que o Flamengo começará a luta para sair da zona do rebaixamento do Brasileirão: é o atual 19º, com sete pontos.



Léo Moura e Zico viram Lahm Moura e Özilco em vitória da Alemanha

A relação entre Flamengo e Alemanha se tornou próxima depois que a seleção passou a usar as cores do clube carioca em seu segundo uniforme – com listras como as da camisa rubro-negra. E um bom número de fãs rubro-negros, que já esgotaram a camisa nas lojas, compareceu ao Maracanã para apoiar os alemães. Dois deles apareceram usando a vestimenta da seleção europeia com trocadilhos com os nomes do lateral direito Léo Moura e do ídolo Zico. Eles viraram Lahm Moura e Özilco, uma referência a Philip Lahm, lateral alemão, e Mesut Özil, meia da equipe.
- A nação está presente no Maraca! Muito obrigado pelo carinho, galera! Ficou muito maneiro, hahaha! #ANaçãoFazADiferença - comentou Léo Moura, do Flamengo, em sua conta oficial em uma rede social.


Leo Moura

Mais cedo nesta sexta-feira, os jogadores Bastian Schweinsteiger e Lukas Podolski apareceram na varanda de seu hotel com camisas do Flamengo, e Léo Moura repercutiu. A Alemanha venceu a França por 1 a 0 e se garantiu nas semifinais. Caso o Brasil passe pela Colômbia, irá encontrar o time de Joachim Löw.

Léo Moura deixa rivalidade Fla-Flu de lado e apoia Fred: "Que dê a volta por cima"


Capitão e lateral direito do Flamengo, Leonardo Moura postou uma mensagem de apoio ao atacante Fred, do Fluminense, na partida da seleção brasileira contra a Colômbia, nesta sexta-feira, às 17h (de Brasília), na Arena Castelão, em Fortaleza, válida pelas quartas de final. O jogador rubro-negro disse que "hoje não existe rivalidade" e afirmou que torce muito para que o camisa 9 do Brasil dê a volta por cima.


- Hoje não existe rivalidade e sim o apoio e a torcida pela nossa seleção brasileira, para que tenhamos uma tarde de sucesso. Sou brasileiro e vou torcer muito para que um grande atleta como o Fred dê a volta por cima e tenha sucesso, pois infelizmente muitos não dão a mão e o apoio na hora da dificuldade, e sim vê a oportunidade e a facilidade de te jogar mais pra baixo. Seja forte e corajoso, pois Deus é quem vai te levantar e te honrar. Boa sorte a toda seleção brasileira. Brasil! Brasil! Brasil! - comentou o atleta veterano.


Léo Moura posta mensagem de apoio a Fred

“Paraguaio”, Canteros treina com o grupo e será testado em jogo-treino


Flamengo treino  (Foto: Hector Werlang)Apresentação na quinta, trabalho na sexta. Canteros começou a sua passagem pelo Flamengo ao participar de um treino recreativo, nesta manhã, no Ninho do Urubu. E foi alvo de brincadeiras dos novos colegas. Chamado de “paraguaio”, o argentino teve de ouvir as provocações por integrar o time que perdeu o rachão. Reagiu com silêncio e risos tímidos. Por estar treinando com o Vélez em Buenos Aires, não sentiu o ritmo. Mais: está à disposição de Ney Franco para o jogo-treino contra o Madureira deste sábado.  

O trabalho desta sexta, então, foi leve. O grupo foi dividido entre os times de Léo Moura e André Santos – vitória dos comandados pelo lateral-esquerdo por 7 a 6. Ao lado de Mugni, Canteros formou a equipe perdedora. E teve de ouvir.  

- Lucas, fala para este paraguaio aí que ele escolheu o time errado – brincou André.

Canteros mostrou ser um jogador com visão de jogo. Deu diversos passes de primeira mesmo com marcação sob pressão. Ney gostou do que viu.  

- Foi uma bela de uma contratação. Analisamos muito antes de definir o nome. Ele tem passagem pela seleção da Argentina, com confrontos com o Brasil. Como teremos dois esquemas, o 3-5-2 e o 4-2-3-1, ele pode ser segundo volante. Aquele clássico ou que sai mais para o jogo. Tem a experiência de ser meia. Ele, então, chega ao ataque e recompõe rápido. Amanhã (sábado) ele está à disposição e vamos observar.  

A parte da tarde não reserva treino ao Flamengo. O grupo se reapresenta na manhã de sábado, quando o time reserva enfrentará o Sindicato dos Atletas. À tarde, os titulares jogam contra o Madureira. Tudo faz parte da preparação para a retomada do Brasileirão, em 16 de julho, contra o Atlético-PR.

Flamengo treino  (Foto: Hector Werlang) 
Durante o treino, Canteros deu diversos passes de primeira mesmo com marcação sob pressão (Foto: Hector Werlang)



Unidos pela camisa, rubro-negros reforçam torcida da Alemanha no Rio


A Alemanha terá um reforço em sua torcida no jogo contra a França, nesta sexta-feira, no Maracanã. Muitos torcedores do Flamengo chegam ao estádio e prometem torcer pelos alemães no duelo das 13h, contra a França. A relação se tornou próxima depois de a seleção usar as cores do clube carioca em seu segundo uniforme – com listras como as da camisa rubro-negra.

O uniforme fez sucesso entre os alemães e também entre os flamenguistas. Muitos compraram a camiseta. Outros tantos vestem a camisa do Flamengo mesmo. A simpatia aumentou depois de jogadores da Alemanha posarem com a roupa do clube brasileiro.

- Vou torcer para a Alemanha por causa do Flamengo. Vi o Schweinsteiger e o Podolski posando com a camisa hoje. Seriam bons reforços, né? O Canteros já chegou – brincou Diego Rocha Dias, 15 anos, estudante.

torcedores Flamengo Alemanha (Foto: Alexandre Alliatti) 
Rubro-negra tira fotos com alemães vestindo camisa inspirada no Flamengo (Foto: Alexandre Alliatti)


Um grupo de amigos alemães vestia a camisa antes do jogo. Tim Weild, 28 anos, analista de sistemas, sabia que o uniforme da seleção fazia referência a um clube brasileiro. Mas não sabia especificar qual.

- Já li essa história em algum lugar, mas não sei direito. São Paulo? Botafogo? Na Bahia tem um time com essas cores. Vitória, né?

torcedores Flamengo Alemanha (Foto: Alexandre Alliatti)Camisa rubro-negra da Alemanha faz sucesso na torcida europeia (Foto: Alexandre Alliatti)


Ao serem informados que era um time do Rio, eles comemoraram o apoio que receberão no jogo.

- Flamengo? Ah, sim! Não sabíamos que era por causa disso, mas é algo legal. Vamos ter torcida extra, então – falou Weild.

Amanda Ficha, estudante de nutrição, vestia a camisa do Flamengo e tinha as cores da Alemanha pintadas no rosto. Não gostou de saber que os alemães desconheciam a relação com o Flamengo:

- Eles não sabiam que a camisa era uma homenagem ao Flamengo? Sabem de nada...

Alemanha e França se enfrentam às 13h. O vencedor estará nas semifinais da Copa do Mundo, contra Brasil ou Colômbia.

torcedores Flamengo Alemanha (Foto: Alexandre Alliatti) 
Flamenguistas apoiam Alemanha no Maracanã (Foto: Alexandre Alliatti)

Schweinsteiger e Podolski vestem camisas do Flamengo: "Dia de jogo"

Os alemães vão entrar em campo nesta sexta-feira, às 13h (de Brasília), no Maracanã, para enfrentar a França, em jogo válido pelas quartas de final da Copa do Mundo. E, nos momentos que antecedem o duelo, eles relaxam no hotel na Barra da Tijuca. Bastian Schweinsteiger e Lukas Podoski apareceram na varanda vestindo camisas do Flamengo. O meia do Bayern de Munique, inclusive, publicou uma imagem dos dois sorrindo com o uniforme rubro-negro.

Jogadores alemães usam camisas do Flamengo (Foto: Reprodução) 
Jogadores alemães usam camisas do Flamengo (Foto: Reprodução)

Nesta quinta-feira, Podolski recebeu a visita do lateral André Santos, que joga no clube carioca. Os dois, que atuaram juntos no Arsenal, posaram para uma foto com a camisa do Rubro-Negro que o brasileiro deu de presente ao amigo. 

Schweinsteiger e Podoslki aparecem na varanda do hotel (Foto: Fred Huber) 
Schweinsteiger e Podoslki aparecem na varanda do hotel (Foto: Fred Huber)
 
 

Paulo Victor fala de disputa por vaga no gol do Flamengo e cita exemplo de Grohe


 
Aos 27 anos, Paulo Victor ainda busca se firmar como titular do gol rubro-negro. A disputa pela posição com Felipe é evidente, e diária. Apesar de passar bastante tempo na reserva, já teve chances no time e barrou o concorrente em outras ocasiões. Agora, com a chegada de Ney Franco, recebeu oportunidade nos três últimos jogos antes da parada para a Copa do Mundo. Com a lesão de Felipe na viagem para Atibaia (machucou a costela), ele acredita que é o momento de se firmar de vez no clube e cita o gremista Marcelo Grohe como exemplo.

- Procuro pegar exemplos bons. O Marcelo Grohe ficou oito anos na reserva do Grêmio, trouxeram o Dida, ele soube esperar mais um ano e hoje é titular do Grêmio com destaque - disse o goleiro.

Paulo Victor sabe que se a diretoria for atrás de Julio César, titular da seleção brasileira na Copa do Mundo, irá perder espaço na equipe. O goleiro mesmo elegeu o brasileiro como o melhor do Mundial até agora e não poupou elogios ao camisa 12 do Brasil. Além disso, lembrou de quando trabalhou com o colega, por apenas dez dias, em um período de treinos no Ninho do Urubu.

- O Julio César aqui seria fantástico. Quem não queria ter um grande goleiro? A gente sabe das nossas qualidades, mas temos que saber que ele é um goleiro acima da média. Busco o meu espaço, hoje as coisas estão acontecendo, mas ele é um goleiro titular de Copa do Mundo na seleção brasileira. Seria um orgulho enorme poder trabalhar com ele um dia. Quando eu cheguei (no Flamengo), fiquei um ano só na base e fui para o profissional. O Julio César tinha acabado de ser vendido. Mas tive a oportunidade de treinar uns dez dias com ele no CT, quando estava de férias.

Paulo Victor em coletiva do Flamengo (Foto: Raphael Bózeo)

Paulo Victor em coletiva do Flamengo no Ninho do Urubu (Foto: Raphael Bózeo)
 
Confira os principais tópicos da entrevista de Paulo Victor:

Disputa com Felipe
- Eu respeito, a gente não precisa conversar. É o trabalho, o dia a dia, as palavras que são usadas, é o que mais vale. Cabe a decisão do Ney Franco, a gente tem que respeitar ele.

Exemplo de Marcelo Grohe
- Você com as críticas tem que ter o seu pensamento. Procuro pegar exemplos bons, o Marcelo Grohe ficou oito anos na reserva do Grêmio, trouxeram o Dida, ele soube esperar mais um ano e hoje é titular do Grêmio com destaque. Às vezes as pessoas falam que está na hora de sair, mas eu procuro manter o foco. Eu que tenho que saber, não as pessoas. E dar exemplos bons como esse é legal, ele tem a minha idade, por exemplo.

Paulo Victor e Ney Franco (Foto: Raphael Bózeo) 
Paulo Victor recebe orientação de Ney Franco nesta quinta-feira (Foto: Raphael Bózeo)
 
Relação com a torcida
- Unanimidade é muito difícil. Mesmo sendo cria da base vai ter torcedor que eu não vou agradar. Respeito, tomo as críticas como incentivo. E sei que a torcida tem um carinho muito grande por mim. Já estou há mais de oito anos no Flamengo, se precisar ficar mais oito, vou ficar. O atleta precisa disso, confiança que o torcedor transmite. Vou trabalhar ainda mais para que os torcedores que não agrado, no futuro possam torcer por mim também.

Carreira
- A gente não sabe o dia de amanhã, são nove anos e meio de Flamengo, e quase nove de profissional. É muito tempo, e deixo na mão de Deus. Trabalho dia a dia para isso. Agradeço muito o Flamengo por tudo. A gente não sabe o dia de amanhã, mas o foco está no Flamengo agora.

Goleiros na Copa
- Isso foi até um comentário nosso no treinamento, que o diferencial tem sido os goleiros. O Julio César é um grande goleiro, minha referência, tem feito a diferença. Você vê também o do México (Ochoa) se destacando. Isso é bom para o nosso lado, mostra a evolução dos goleiros hoje em dia, jogando com os pés, fazendo boas defesas. Isso valoriza mais. Antes só se olhava para os meias e atacantes que faziam gols.

Referência na posição
- Sou fã do Marcos, mas não posso deixar de falar do Rogério Ceni e do Julio César também, que são goleiros fantásticos. Mas sempre acompanhei o Marcos, desde pequeno. O futebol mundial tem que agradecer ao Rogério Ceni, porque ele que começou a usar muito os pés dessa forma. E o Julio é outra referência, jogou no Flamengo e temos que agradecer a ele.

O melhor arqueiro da Copa
- Julio César.

Holanda e Flamengo têm relação histórica, e conselheiro exalta bons ares da Gávea

Antes mesmo de a Copa do Mundo começar, a relação entre Flamengo e Holanda sofreu uma estremecida, após o clube fazer novas exigências no contrato que previa melhorias na sede. Mas a questão foi sanada, os holandeses fizeram da Gávea sua casa no Rio, Zico apareceu para uma visita, famílias de jogadores frequentam alguns treinos e o clima é de leveza. A Holanda avançou de fase e pega a Costa Rica nas quartas de final, neste sábado, às 17h, em Salvador. Em caso de vitória, aumentará ainda mais sua permanência no Rubro-Negro. A relação, que propaga o clube internacionalmente, vem de de outro século, está gravada na história e é atestada por historiadores. E fez Walter Oaquim viajar no tempo e apostar que os bons fluidos da Gávea ajudam a seleção europeia. Conselheiro, ele vive há décadas no Flamengo, já teve cargos no futebol, presidente do Conselho Deliberativo, entre outros.

- Eles estão pegando os bons fluidos da Gávea, fluidos de Domingos da Guia a Zico, com Dequinha, Rubens... O Flamengo tem história e magia fantásticas. Eles estão treinando no clube mais popular do Brasil com seu nome derivado dos holandeses no Brasil à época. A parceria ajuda a divulgar o Flamengo no mundo. E eles têm ali um pouco da história deles. O que eles deixaram de melhor foi a palavra Flamengo – afirmou Walter Oaquim.

Treino Holanda Gávea (Foto: Agência AP ) 
Holanda faz da Gávea a sua casa durante a Copa do Mundo (Foto: Agência AP )

Com base nos livros "O Brasil Holandês", de Evaldo Cabral de Mello, e "Civilização Holandesa no Brasil", de José Honório Rodrigues, Oaquim divulgou um texto no qual fala sobre a relação da Holanda com o Rubro-Negro: “O Flamengo possui uma relação histórica com a Holanda. Os holandeses eram chamados de flamengos pelos portugueses e espanhóis (...) Quando os holandeses foram expulsos do Brasil Colônia e voltaram para a Europa, 300 holandeses não conseguiram lugar nos navios e vieram morar na Praia dos Sapateiros no Rio de Janeiro. Quando os nativos queriam se referir aos holandeses, diziam “lá na Praia dos Flamengos “. Com o passar do tempo foi chamada de Praia do Flamengo, onde foi fundado em 1895 o Clube de Regatas do Flamengo que se tornou o Clube mais popular do Brasil”.

Walter Oaquim Flamengo Van Gall Holanda n Gávea (Foto: Arquivo Pessoal )Oaquim volta ao ano de 1988, quando o time com Leandro, Edinho, Zinho entre outros, disputou o Torneio de Amsterdã com Ajax, Benfica e Sampdoria. À época presidente do Conselho Deliberativo do Flamengo, ele fez um discurso falando sobre a relação. E foi questionado se tinha se sentido como Rui Barbosa em Haia. E emendou:

- Me senti o Urubu em Amsterdã.

A história e a relação Flamengo e Holanda farão parte do acervo do museu do Flamengo. O historiador e professor do Colégio PH, Luiz Antonio Simas, atesta a relação entre Holanda, o bairro carioca da Zona Sul e o clube Flamengo.

 Walter Oaquim (centro) posa junto de Van Gaal (direita) na Gávea (Foto: Arquivo Pessoal )

- É isso, sim. Por conta da região de Flandes, onde fica a Holanda, quem é dali se chama flamengo. Tem a relação pelo fato de a região onde eles ficaram no Rio ter se transformado bairro do Flamengo. E depois o clube com o nome do bairro – afirmou o historiador.

Nesta sexta, já em Salvador, a Holanda realiza o último treino antes de enfrentar a Costa Rica. O mistério é quem será o substituto de De Jong, com um problema na virilha. Nesta quinta, Van Gaal realizou atividade fechada à imprensa no estádio Pituaçu.


Huntelaar tieta Zico na Gávea e posta na internet (Foto: Reprodução) 
O atacante holandês Huntelaar fez questão de tirar foto junto a Zico com o escudo do Fla ao fundo (Foto: Reprodução)

Passando de fase, a Holanda retorna de Salvador para o Rio, onde dará sequência aos treinos na sede da Gávea, a casa de holandeses, Domingos da Guia, Zico e de flamengos e Flamengo.



Flamengo não perde na Copa do Mundo 2014


Fla/Holanda, treina na Gávea


Fla/Alemanha, usa o nosso manto


Fla/Brasil, tem Júlio César





Coisa maldita, vasco/Portugal é eliminado no primeiro jogo, da primeira fase: ridículos!!!


quinta-feira, 3 de julho de 2014

Com André Santos, Podolski posta foto com a camisa do Flamengo: "Mengão"

No Rio de Janeiro, Podolski recebeu a visita do lateral André Santos, do Flamengo. Os dois, que atuaram juntos no Arsenal, posaram juntos para uma foto com a camisa do Rubro-Negro que o brasileiro deu de presente ao amigo.

Nesta sexta-feira, o time da Alemanha entra em campo diante da França pelas quartas de final da Copa do Mundo, no Maracanã, a partir das 13h (de Brasília).

O alemão aproveitou para brincar com a semelhança da camisa do Flamengo com um dos uniformes de sua seleção. Nas hashtags, ainda exaltou o Flamengo e aderiu ao "É Tois", criado por Neymar.

- Não é o que parece. É só o agasalho da Alemanha .. Obrigado @andre_santos27 #Flamengo #Adidas #éTois #Mengão #brazil #poldi #TorcidaJovem - postou em português.

Podolski com André Santos mostra camisa do Flamengo

Podolski com André Santos e as camisas do Flamengo

André Santos visita Podolski e leva camisa do Flamengo personalizada


André Santos aproveitou a passagem da Alemanha pelo Rio de Janeiro para visitar antigos amigos. O jogador do Flamengo esteve no hotel na Barra da Tijuca onde a seleção está concentrada para entregar uma camisa do Rubro-Negro a Podolski e também ver o zagueiro Mertesacker, seus ex-companheiros de Arsenal, da Inglaterra, nesta quinta-feira.

André Santos leva camisa do Flamengo para Podolski (Foto: Cintia Barlem) 
André Santos leva camisa do Flamengo para Podolski (Foto: Cintia Barlem)


- Vim visitar meus amigos Podolski e Mertesacker e também entregar uma camisa do Flamengo para o Podolski. Na realidade, vim trocar também por uma da Alemanha (risos) - disse o lateral do clube carioca, que atuou no Arsenal de 2011 a 2013.

O atleta brasileiro chegou na hora do jantar dos alemães. Logo depois eles seguem para os quartos e o lema é concentração total. Nesta sexta-feira, o time entra em campo diante da França pelas quartas de final da Copa do Mundo, no Maracanã, a partir das 13h (de Brasília).


Ney Franco usa tarde para ensaiar bola parada do Flamengo

O Flamengo fechou a quinta-feira de trabalho integral com o técnico Ney franco dando ênfase à bola parada da equipe. O treinador comandou uma atividade tática, entre titulares e reservas, na qual parou inúmeras vezes para ensaiar jogadas de escanteio e faltas laterais. Em uma dessas tentativas, houve o lance mais bonito da tarde: Alecsandro cabeceou forte na primeira trave e Cesar fez linda defesa.

O time titular foi o mesmo que vem treinando, com Paulo Victor, Chicão, Wallace e Samir; Léo Moura, Recife, Elano, Everton e André Santos; Paulinho e Alecsandro. Os reservas formaram com Cesar, Leo, Marcelo, Fernando e João Paulo; Luiz Antônio, Amaral, Marcio Araujo e Mugni;  Mattheus e Negueba.

No sábado à tarde, a equipe rubro-negra realiza um jogo-treino contra o Madureira, às 15h, no Ninho do Urubu.

Ney Franco Treino Flamengo (Foto: Globoesporte.com) 
Ney Franco orienta o elenco rubro-negro no treinamento (Foto: Globoesporte.com)

Canteros é apresentado e exalta Zico e a torcida: "É grande, muito grande"



O volante Hector Canteros foi apresentado oficialmente ao Flamengo na tarde desta quinta-feira no Ninho do Urubu. Após realizar uma série de exames e assinar contrato de três anos, ele falou pela primeira vez como jogador do Rubro-Negro. Recebeu a camisa 20 (número escolhido pelo próprio) da mão da torcedora Vanessa Maia (escolhida em promoção no programa de sócios torcedores do clube), e, mesmo sem falar português conseguiu se comunicar. Com frases curtas por conta da dificuldade de entender o português, o argentino disse estar feliz com o desafio de jogar no Brasil e lembrou da dificuldade em acertar com o clube da Gávea, já que a negociação começou no início do ano. O ponto alto se deu quando disse o que conhece do Flamengo: prontamente exaltou dois patrimônios rubro-negros, a torcida e Zico, maior ídolo da história do clube, que escreveu uma carta de boas vindas ao hermano.

- Estou muito feliz de estar aqui. Recebi muito carinho das pessoas em mensagens pelo Twitter. A verdade é que estou, realmente, muito contente de estar em um clube como Flamengo. Não vejo a hora de começar a jogar pelo Flamengo - afirmou Tito Canteros, ao site do clube.

Apresentação Canteros Flamengo (Foto: Globoesporte.com) 
Canteros recebe a camisa 20 do Flamengo (Foto: Globoesporte.com)



Confira os principais pontos da entrevista coletiva:

Chegada ao Flamengo- A verdade é que é uma alegria enorme estar aqui. E com muita gana vou começar a treinar, conhecer os companheiros e jogar.

Demorou para acertar....
- Creio que foi um pouco difícil, não impossível. É bom porque deu tudo certo e estou contente.

Apresentação Canteros Flamengo (Foto: Globoesporte.com)Canteros posa para fotos antes de atender os jornalistas (Foto: Globoesporte.com)


Outros sul-americanos no Flamengo ajudam em quê?- Creio que facilita mais a tradução, é melhor ter companheiros para ajudar com os demais.

 Por que o número 20?
- A opção foi porque usava a 20 no Villarreal e eu gosto desse número. Lá eu cumpri o meu objetivo na equipe de levar à Primeira Divisão. Por minha trajetória escolhi esse número.

O que conhece do Flamengo?- O Flamengo tem uma grande torcida, muito grande, e Zico. Ele é um marco para o Flamengo. Tem grande identificação com o Flamengo. Precisa de sacrifício, vou lutar e tratar de ajudar a minha equipe.

Se chegasse antes ajudaria na preparação?- Creio que semana que vem vou estar pronto e à disposição do técnico, fiquei poucos dias parado. Estou bem, vinha treinando no Vélez.

O que conhece do compatriota Mugni?
- É um jogador muito talentoso, com muita técnica e difícil de se marcar. É bom que não é mais adversário (o enfrentou quando jogava pelo Vélez, e Mugni, pelo Colón).

Canteros Flamengo ninho do Urubu (Foto: Raphael Bozeo) 
Canteros (de branco) chega ao Ninho do Urubu ao lado do presidente Bandeira (Foto: Globoesporte.com)
 
Chegada inusitada no Ninho
Momentos depois de firmar o contrato na Gávea, Canteros chegou ao Ninho do Urubu de forma curiosa. Saiu do carro ao lado do presidente Eduardo Bandeira de Mello às 16h35, acompanhado de seu empresário, na frente do campo 2 do CT, onde os jogadores treinavam. O fato de ter caminhado em área próxima ao gramado chamou a atenção. Com educação, ele cumprimentou aos profissionais de imprensa e os funcionários do clube. Um deles, depois da formalidades, o recebeu para apresentar as dependências do CT do Flamengo.

Héctor Canteros apresentado no Flamengo (Foto: Site Oficial do Flamengo) 
Antes de ser apresentado, Canteros posa com camisa ao lado do presidente (Foto: Site Oficial do Flamengo)

Zico dá boas vindas a Canteros: "Traga muitas felicidades"





O argentino Hector Canteros chegou ao Rio de Janeiro na quarta-feira (3.07) e já recebeu um importante incentivo. Zico, o maior ídolo da história do Flamengo, enviou uma carta para o novo reforço rubro-negro. No texto, o camisa 10 da Gávea explica que o jogador vai viver algo diferente de tudo que já passou. "Vou torcer muito por você e pelo nosso Flamengo. Eu e mais de 40 milhões", escreveu o Galinho.

E não foi a única carta do dia. O presidente Eduardo Bandeira de Mello também deu boas vindas ao jogador e o parabenizou por chegar ao clube. "Eu, você e todos que trabalham aqui têm um compromisso muito importante: representar mais de 40 milhões de torcedores. Nosso Departamento de Futebol avaliou você como um jogador capaz de simbolizar a Nação Rubro-Negra.", afirmou.

Anderson Silva registra encontro com Zico e ganha camisa autografada


Anderson Silva, Zico (FOTO: Reprodução)
  
Ainda longe de voltar ao octógono do UFC, Anderson Silva segue treinando e recuperando a boa forma aos poucos. Enquanto isso, o ex-campeão dos médios recebe o apoio de inúmeros ilustres. Na tarde desta quinta-feira, Spider publicou a imagem de um encontro com Zico, ídolo do Flamengo, que deu de presente ao lutador uma camisa do Brasil autografada pelo próprio. 

- Grande mestre Zico, obrigado pelas dicas, vou voltar mais forte. Obrigado mesmo, você me deu mais motivação para superar está fase - escreveu Anderson em sua conta no Instagram.

Sem jogar no CSKA, Vitinho é oferecido ao Flamengo por empréstimo

Vitinho - CSKA (Foto: Site Oficial CSKA)

Buscando soluções para sair da incômoda zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro, o Flamengo viu aparecer uma possibilidade inesperada. Os empresários de Vitinho, do CSKA Moscou (RUS), procuraram o clube carioca e o ofereceram por empréstimo até o fim desta temporada. O Rubro-Negro demonstrou interesse, mas ficou de analisar a chance da contratação.

Vitinho, que está com 20 anos, se destacou e apareceu para o futebol brasileiro durante o Campeonato Brasileiro do ano passado, fazendo excelentes partidas pelo Botafogo. Apadrinhado por Seedorf, ele foi considerado uma das grandes revelações da competição, mesmo saindo no meio do ano por R$ 31 milhões. A tendência é que se realmente o Rubro-Negro se interessar pela contratação do jogador, novas conversas aconteçam na próxima semana.

Vale lembrar que o Fluminense também já sondou Vitinho nas últimas semanas e demonstrou interesse no jogador. No entanto, o clube da Gávea não deve entrar em uma disputa com o rival, vide o que aconteceu na chegada de Carlos Eduardo. Com isso, o Flamengo entraria na negociação apenas com uma probabilidade muito grande de o negócio ser fechado.

A posição do CSKA Moscou (RUS) é de ceder Vitinho para que ele volte a atuar no alto nível que demonstrou em 2013. Na última temporada europeia, o meia-atacante fez apenas 18 jogos, não marcando nenhum gol, sendo apenas quatro como titular e sendo substituído em todos eles. O próprio jogador tem interesse de retornar ao Rio de Janeiro, onde foi criado e tem raízes muito fortes.

Flamengo fará jogo-treino contra o Madureira no sábado


Em preparação para a volta do Campeonato Brasileiro, o Flamengo fará dois jogos-treino no sábado. O time principal disputa a segunda partida de preparação contra o Madureira às 15h, no Ninho do Urubu. Quem não for relacionado para este confronto, joga pela manhã, às 9h, contra o time da Saferj (Sindicato dos atletas de futebol do estado do Rio). Como de praxe, as atividades aos sábados são fechadas para a imprensa.

Até o momento o Rubro-Negro só realizou um jogo-treino, contra o Tupi-MG no último domingo. Os titulares venceram no primeiro tempo por 2 a 1. No intervalo o time todo foi trocado, e o placar final foi de 4 a 2 para os mineiros.

Na espera por Canteros, Flamengo treina em período integral no Ninho do Urubu

Após chegar no Rio de Janeiro na quarta-feira e passar por uma série de exames na manhã quinta, o volante Canteros deve ser apresentado oficialmente na parte da tarde, no Ninho do Urubu. O argentino vai assinar contrato de três temporadas com o rubro-negro e é o primeiro reforço desde a chegada do técnico Ney Franco, no início de maio. Enquanto o reforço ainda não está integrado ao elenco, os jogadores suaram a camisa pela manhã, na primeira parte do treino integral.

Os jogadores começaram o dia realizando um treinamento funcional, com o objetivo de prevenir lesões. Além disso, passaram pela academia antes de irem para o campo 2 do centro de treinamentos. No gramado, eles realizaram um trabalho físico e técnico, de toque de bola em movimentação.

Treino do Flamengo (Foto: Raphael Bózeo) 
Flamengo realiza treino no Ninho do Urubu (Foto: GloboEsporte.com)

Os goleiros, com exceção de Felipe, trabalharam à parte com o preparador de goleiros Wagner Miranda. O paraguaio Cáceres ficou apenas realizando musculação já que ainda se recupera de uma fratura na mão esquerda. A programação prevê um treino tático na parte da tarde.

Em penúltimo lugar no Campeonato Brasileiro, o Flamengo volta a campo no dia 16 de julho contra o Atlético-PR no Moacyrzão, em Macaé, às 22h, pela 10ª rodada da competição.

Secretário confirma que times poderão ser rebaixados por atraso de tributo

Enquanto os torcedores vivem as emoções da Copa do Mundo, alguns clubes brasileiros estão preocupados com uma grande dor de cabeça: a dívida com a União. A lei de responsabilidade fiscal deve ser votada na Câmara dos Deputados em agosto. Caso seja aprovada, atacará imediatamente as dívidas fiscais das agremiações, com contrapartidas pesadas, como rebaixamento da equipe e punição pessoal a dirigentes que não pagarem impostos e salários em dia. Secretário de Futebol do Ministério dos Esportes, Toninho Nascimento explica que o montante com a União gira em torno de R$ 2 bilhões.  

- Nós, Governo Federal, Ministério dos Esportes, clubes e Bom Senso achamos que é preciso renegociar as dívidas dos clubes, algo em torno de R$ 2 bilhões. Fazer como em qualquer outro setor econômico, que é refinanciar as dívidas e fortalecer os clubes. Em contrapartida, obriga os clubes a modernizarem as suas gestões, responsabilizando os dirigentes pelos seus atos. Não poderão mais atrasar salário nem direito de imagem do jogador, e o mais importante para mim, os clubes são obrigados a ter Certidão Negativa de Débito (CND). Significa que não pode mais atrasar tributo federal. Se atrasar, é rebaixado direto - explicou.

Secretário explica rebaixamento dos clubes em caso de atraso nos impostos (Foto: Reprodução SporTV) 
Secretário explica rebaixamento dos clubes em caso de atraso nos impostos (Foto: Reprodução SporTV)
 
Como há recesso no Congresso a partir de 17 de julho, o deputado Otávio Leite (PSDB-RJ), relator do projeto de lei, e os dirigentes dos clubes brasileiros aguardam uma definição sobre a votação da lei para o mês de agosto. Enquanto isso, o presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, lidera a intenção dos cartolas de conseguirem uma reunião com a presidente Dilma Rousseff e ministros do Esporte e da Fazenda. A iniciativa também conta com o apoio dos mandatários do Atlético-PR, Botafogo, Chapecoense, Corinthians, Flamengo, Goiás e Vitória.

O rebaixamento em caso da dívida tributária ainda é considerado como um tabu. Mas Toninho Nascimento esclarece que a intenção é mudar a forma da administração esportiva no Brasil. O secretário do governo federal citou, inclusive, uma proposta do presidente do São Paulo de se criar uma liga independente para iniciar algumas mudanças no cenário administrativo.   

- O presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, está falando de liga. Não é como a Bundesliga (que administra o Campeonato Alemão), por exemplo. Mas uma liga para que os clubes possam mudar alguma coisa. Os dirigentes acham que a CBF não representam os clubes como deveria, o que eles têm razão. E esse projeto de lei, que depende de votação na Câmara dos Deputados, seria o fair play financeiro, o jogo limpo que se faz na Europa - esclareceu Toninho.

Após Canteros, Flamengo mira reforçar grupo com meia e atacante


Ney Franco conversa com jogadores do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)Demorou, mas chegou. E não deve parar por aí. O Flamengo deseja contratar mais dois jogadores, após acertar com o volante argentino Canteros, para a retomada do Brasileirão e começo da Copa do Brasil. Um meia e um atacante são as prioridades do Rubro-Negro.  

Canteros, que também atua como meia, chegou ao Rio na quarta. Há chance, desde que os exames médicos e a assinatura do contrato de três anos sejam concluídos, de ser apresentado nesta quinta. O que confirmaria a primeira contratação desde que Felipe Ximenes e Ney Franco assumiram, respectivamente, como diretor executivo e treinador. Isto foi em 14 de maio, ou seja, quase dois meses depois.  

- Enquanto o mercado estiver aberto, estamos no mercado. Sempre existe a chance de o Flamengo se reforçar – diz Ximenes, sem citar posições carentes ou nomes que interessam.  

O Flamengo também terá de ter atenção aos prazos. A janela de transferências internacionais fecha em 20 de julho. E as inscrições no Brasileirão e na Copa do Brasil são permitidas, respectivamente, até 3 de outubro e até 28 de agosto. Caso mais ninguém seja contratado, Ney descarta reclamar. Ele entende que não pode ficar refém de reforços para, por exemplo, tirar o clube carioca da zona do rebaixamento do Nacional.

- Definimos um grupo de trabalho, então, não posso ficar refém de contratação. Temos a consciência de que este período, de 30 dias, é suficiente para preparar o time. Trabalho com quem eu tenho aqui. Recuperamos atletas dentro de treinamento. Vamos mostrar ao torcedor que, alguns jogadores, que poderiam ser descartados, estão em novo momento. Especialmente pela entrega e pela dedicação - comenta o técnico.

A preparação do Fla continuará nesta quinta-feira com treino em dois períodos. O próximo jogo é contra o Atlético-PR, dia 16, em Macaé.


Tito de "Hectito", Canteros vibra com carinho e é exaltado por Mugni


Canteros Flamengo (Foto: Fred Gomes)
O meio-campo Hector Canteros realiza nesta quinta-feira a etapa final dos exames que definirão se está apto ou não a assinar contrato de três anos com o Flamengo. Antes de firmar compromisso, Tito ainda não pôde falar muito de seu novo desafio. Hernán Jara, um de seus representantes, contudo, revela o sentimento do cliente.

- Ele está muito feliz com o carinho dos torcedores e com a recepção dos dirigentes - afirmou Jara.

A combinação entre argentinos e apelidos é comum. Messi, a Pulga, Saviola, o Coelho, e Burrito Ortega são alguns dos exemplos. Hector é Tito, mas a explicação é simples, segundo Jara. Trata-se do diminutivo do nome. Hector vira Hectito e, consequentemente, Tito.

Mugni empolgado
O outro argentino do Flamengo, Lucas Mugni não conhece Tito Canteros pessoalmente, mas já testemunhou a qualidade do novo companheiro nos tempos em que defendia o Cólon e Canteros, o Vélez.

- Não conheço o Canteros. Só de ver em jogos. Muito bom jogador. Tem muita qualidade. Quem vier vai ser bom para o grupo, pois vai vir para competir - afirmou


Lei de responsabilidade fiscal: clubes esperam votação em agosto


Oito clubes da Série A do Campeonato Brasileiro esperam, em agosto, conseguir votar na Câmara o projeto da lei de responsabilidade fiscal, que pretende escalonar as dívidas fiscais das agremiações com contrapartidas pesadas, como rebaixamento da equipe e punição pessoal a dirigentes que não pagarem impostos e salários em dia. A previsão é do deputado Otavio Leite (PSDB), autor da proposta. Após conversa com o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, ele contou ter ouvido que antes do fim da Copa do Mundo o projeto não entrará na pauta.

Como há recesso no Congresso a partir de 17 de julho, ele e os cartolas aguardam para o próximo mês uma definição. Enquanto isso, como já cobrara o presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, querem uma reunião com a presidente Dilma Rousseff e ministros do Esporte e da Fazenda. A intenção, segundo o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, é saber se o governo vê algum obstáculo para que o projeto vá a plenário e, se for o caso, oferecer alternativas. Representantes de Atlético-PR, Botafogo, Chapecoense, Corinthians, Flamengo, Goiás, São Paulo e Vitória compareceram à reunião desta quarta. Eles assinaram um documento com o pedido formal da audiência com Dilma.

- O projeto está pronto para ser votado. Houve ontem (terça-feira) uma reunião de líderes de partido com o presidente da Câmara, Henrique Alves, e fui pessoalmente. Ele disse que não seria votado antes da Copa. A proposta está concluída há cerca de dois meses e o Ministério da Fazenda ficou de fazer um estudo, mas até hoje não retornou com os dados. Vamos seguir lutando para que seja colocado em pauta. O recesso começa em 17 de julho, em agosto e setembro haverá sessões. Ele aponta a viabilidade talvez em agosto, foi sinalizado nessa direção - disse o deputado.

Bandeira de Mello falou sobre a reunião que aconteceu na tarde desta quarta-feira, no consulado francês, no Rio de Janeiro, onde acontecia um seminário sobre futebol que contou com a presença do presidente da Fifa, Joseph Blatter, na abertura.

- Na realidade o consenso nosso é de que, apesar de haver vários pontos a serem discutidos no futebol brasileiro, disparado o mais urgente é a lei de responsabilidade fiscal, que está para ser votada em plenário. É um marco necessário para que a gente chegue a uma nova governança no futebol brasileiro.

O cartola fez questão de ressaltar que não haverá anistia das dívidas fiscais, apenas será prolongado o pagamento de modo a sufocar menos os clubes. O Flamengo, por exemplo, para manter suas Certidões Negativas de Débito (CND), gasta cerca de R$ 7 milhões mensais. Ele estimou que a Receita Federal deverá recuperar créditos na ordem de R$ 140 milhões por ano se o projeto for aprovado.

- O Flamengo está suando para conseguir manter as CND, os compromissos em dia, assumimos um parcelamento extremamente severo porque, afinal de contas, a gente devia e quem deve tem de pagar. Se for aprovada a lei, não só vamos ter essas novas medidas de responsabilidade que vão obrigar os clubes a andar na linha, pagar salários e impostos em dia, sob pena de sanções esportivas e até pessoais para os dirigentes. Por isso está sendo previsto esse escalonamento, esse alongamento da dívida, sem perdão, sem anistia, sem nada disso. Se isso acontecer, será melhor financeiramente para o Flamengo e todos os clubes, e para a Receita Federal também. Isso representa cerca de R$ 140 milhões por ano em recuperação de crédito pela União.

Mais cedo, no mesmo seminário, Carlos Miguel Aidar, presidente do São Paulo, mandou um recado para tentar pressionar o governo a receber os clubes. Frisou a proximidade das eleições e a quantidade de votos que a torcida das equipes da elite do futebol nacional representam.

- O importante é que a presidente da República, ou seja, o governo federal, tenha consciência de que 20 clubes da Primeira Divisão carregam atrás de si dezenas de milhões de torcedores eleitores, e se esses clubes saírem às ruas dizendo que o governo não apoia e não quer o bem do futebol, serão dezenas de milhões de votos jogados pela janela por quem detém o poder. Então, está na hora de os clubes falarem alto - disparou.

quarta-feira, 2 de julho de 2014

No Ninho, Alecsandro se destaca e Gabriel deixa a atividade mais cedo


Alecsandro e Elano durante o treino do Flamengo (Foto: Cleber Mendes/LANCE!Press)
Muito trabalho para sair da amarga zona de rebaixamento do Brasileirão. Esse é o lema no Flamengo, que, depois de treinar na parte da manhã, voltou aos treinos durante a tarde desta quarta-feira, no Ninho do Urubu.

Os jogadores chegaram ao gramado às 15h e iniciaram o aquecimento, que foi descontraído. A partir das 16h, já aquecidos, mudaram de campo para participar de um treino coletivo. Ney Franco, que antes apenas observa de longe, foi para junto dos atletas, passou instruções e paralisou a atividade inúmeras vezes, dando ênfase às bolas paradas - cobranças de escanteio e faltas próximas à área.

O treinador orientava que os atletas repetissem as cobranças por cinco vezes. Em caso de gols, todas as cinco cobranças voltavam, até que a zaga conseguisse se safar. Ney dizia: "Quero o setor (defensivo) sem tomar gols". Além disso, gritava pedindo movimentação.

Gabriel deixou o treinamento na metade, com o nariz sangrando, depois de disputar a bola dentro da área. Cáceres só participou do treino da manhã e Hernane, ainda em fase de recuperação, não esteve no coletivo, apesar de ter sido figura presente no Ninho.

O grande destaque foi Alecsandro. Autor de três gols, o atacante decretou a vitória dos titulares por 3 a 0, além de ter sido importante para garantir a integridade defensiva nas bolas paradas.

Duas horas depois de iniciado, o treino foi encerrado por Ney Franco, às 17h. Trabalho longo para uma caminhada longa que o Rubro-Negro terá pela frente, quando o Campeonato Brasileiro voltar.

As vitórias rubro-negras em disputas de pênaltis


A Copa do Mundo faz com que os torcedores rubro-negros relembrem momentos de tensões e alegrias vividos com as disputas de pênaltis. Ao longo da história do clube, o Mais Querido saiu vitorioso em 30 decisões por penalidades.

A primeira dessas vitórias foi contra o Fluminense, em 23 de fevereiro de 1975. Naquela ocasião, derrotou seu adversário por 5 a 4, pelo Troféu João Havelange, no Maracanã. Essa foi uma das quatro vitórias em penalidades contra os rivais tricolores, fazendo com que se tornassem, ao lado do Botafogo, o time que mais vezes foi derrotado pelo Rubro-Negro. Três anos mais tarde, o mesmo Fluminense perderia outra disputa, pelo Trófeu Teresa Herrena, realizado em La Coruña.

A geração vitoriosa de 1981 também marcou época com grandes vitórias em penalidades. A equipe venceu o Grêmio na final da Copa Punta Del Este, credenciando ainda mais aquele time de craques.

Dez anos depois, o Flamengo viajou à França para o Torneio Internacional de Paris. Lá, o Rubro-Negro derrotou o Paris Saint German – anfitrião do torneio -, no estádio Parc de Princes. Esta não foi a única vez em que o Flamengo derrotou times internacionais. Em 1993, por exemplo, venceu o River Plate, no Maracanã, em jogo válido pelas quartas de final da Supercopa dos Campeões.

A última vitória do clube em disputas de pênaltis foi em 2011, contra o vasco. No dia 1º de maio daquele ano, o Flamengo se sagrou campeão da Taça Rio e do Carioca, com uma vitória por 3 a 1, contra o Cruzmaltino. Vale ressaltar que das últimas sete disputas de pênaltis realizadas, o Rubro-Negro saiu vitorioso em todas.

Confira as 30 vitórias rubro-negras em disputas de pênaltis:

- 23 de fevereiro de 1975:
Flamengo 0 x 0 Fluminense
Fla 5 x 4, nos penaltis
Troféu João Havelange
Estádio: Maracanã

- 13 de dezembro de 1975:
Paulista 0 x 0 Flamengo
Fla 7 x 6, nos pênaltis
Torneio Quadrangular de Jundiaí  - Final
Estádio: Jaime Cintra - Jundiaí (SP)

- 01 de fevereiro de 1976:
Corinthians 1 x 1 Flamengo
Fla 6 x 5, nos pênaltis
Taça Cidade de São Paulo - Disputa do 3º lugar
Estádio: Morumbi

- 11 de agosto de 1978:
Flamengo 0 x 0 Fluminense
Fla 3 x 1, nos pênaltis
Troféu Teresa Herrera - Semifinal
Estádio: Riazor - La Coruña (Espanha)

- 30 de agosto de 1980:
Flamengo 2 x 2 Dinamo Tbilisi (Geórgia, ex-União Soviética)
Fla 4 x 3, nos pênaltis
Troféu Ramón de Carranza - Semifinal
Estádio: Ramón de Carranza - Cádiz (Espanha)

- 21 de maio de 1981:
Grêmio 1 x 1 Flamengo
Nos pênaltis, 7 x 7 - Fla venceu no sorteio
Copa Punta del Este - Final
Estádio: Olímpico - Porto Alegre (RS)

- 11 de agosto de 1988:
SPAL (Itália) 3 x 3 Flamengo
Fla 5 x 4, nos pênaltis
Torneio Internacional de Padova - Disputa do 3º lugar
Estádio: Comunale - Ferrara (Itália)

- 2 de outubro de 1988:
Flamengo 2 x 2 Botafogo
Fla 5 x 4, nos pênaltis
Campeonato Brasileiro - 1ª Fase
Estádio: Maracanã
Obs: No Brasileirão de 1988, os jogos que terminavam empatados eram decididos nas cobranças por pênaltis.

- 9 de outubro de 1988:
Flamengo 0 x 0 Grêmio
Fla 4 x 2, nos pênaltis
Campeonato Brasileiro - 1ª Fase
Estádio: Maracanã
Obs: No Brasileirão de 1988, os jogos que terminavam empatados eram decididos nas cobranças por pênaltis.

- 6 de novembro de 1988:
Cruzeiro 0 x 0 Flamengo
Fla 4 x 2, nos pênaltis
Campeonato Brasileiro - 1ª Fase
Estádio: Mineirão
Obs: No Brasileirão de 1988, os jogos que terminavam empatados eram decididos nas cobranças por pênaltis.

- 27 de novembro de 1990:
Flamengo de Varginha (MG) 2 x 2 Flamengo
Fla 7 x 6, nos pênaltis
Torneio Quadrangular de Varginha - Semifinal
Estádio: Melão - Varginha (MG)

- 10 de julho de 1991:
Paris Saint-Germain (França) 1 x 1 Flamengo
Fla 3 x 1, nos pênaltis
Torneio Internacional de Paris - Semifinal
Estádio: Parc des Princes - Paris (FRA)

- 17 de julho de 1991:
Young Boys (Suíça) 1 x 1 Flamengo
Fla 5 x 4, nos pênaltis
Torneio Internacional de Berna - Semifinal
Estádio: Wankdorf - Berna (SUI)

- 12 de agosto de 1992:
Paraná 2 x 2 Flamengo
Fla 4 x 3, nos pênaltis
Taça dos Campeões Brasileiros
Estádio: Durival Britto - Curitiba (PR)
Obs: Jogo único entre os campeões da Série A e B do Campeonato Brasileiro daquele ano.

- 2 de agosto de 1993:
Genoa (Itália) 1 x 1 Flamengo
Fla 4 x 3, nos pênaltis
Torneio Centenário do Genoa
1º jogo do Triangular
Estádio: Luigi Ferrara - Genova (ITA)
Obs: Torneio de dois jogos de 45 minutos cada

- 27 de agosto de 1993:
Sevilla (Espanha) 2 x 2 Flamengo
Fla 3 x 2, nos pênaltis
Torneio Cidade de Bilbao - Disputa do 3º lugar
Estádio: San Mamés - Bilbao (ESP)

- 27 de outubro de 1993:
Flamengo 1 x 0 River Plate (Argentina)
Fla 6 x 5, nos pênaltis
Supercopa dos Campeões
Quartas-de-finais - Jogo de volta
Estádio: Maracanã
Obs: A classificação foi decidida nos pênaltis, apesar da vitória do Flamengo nos 90 minutos, pois o jogo de ida, na Argentina, havia terminado 2 x 1 para o River Plate.

- 9 de novembro de 1994:
Flamengo 2 x 0 Madureira
Fla 2 x 1, nos pênaltis
Copa Rio - Taça da Capital
Quartas-de-finais - Jogo de volta
Estádio: Gávea
Obs: A classificação foi decidida nos pênaltis, apesar da vitória do Flamengo nos 90 minutos, pois o jogo de ida, havia terminado 1 x 0 para o Madureira.

- 23 de agosto de 1997:
Valência (Espanha) 1 x 3 Flamengo
Fla 4 x 1, nos pênaltis
Troféu Naranja - Disputa do 3º lugar
Estádio: Luís Casanova - Valência (ESP)
Obs: Neste torneio, independente do resultado, havia disputa de pênaltis.

- 3 de março de 2001:
Flamengo 1 x 1 Fluminense
Fla 5 x 3, nos pênaltis
Campeonato Carioca
Final da Taça Guanabara
Estádio: Maracanã
Obs: Campeão da Taça GB pela 15ª vez.

- 9 de maio de 2001:
Juventude 2 x 1 Flamengo
Fla 3 x 2, nos pênaltis
Copa do Brasil
Oitavas-de-finais - Jogo de volta
Estádio: Alfredo Jaconi - Caxias do Sul (RS)
Obs: A classificação foi decidida nos pênaltis, apesar da derrota do Flamengo nos 90 minutos, pois o jogo de ida havia terminado 2 x 1 para o Flamengo.

- 29 de novembro de 2001:
Grêmio 0 x 0 Flamengo
Fla 4 x 2, nos pênaltis
Copa Mercosul
Semifinais - Jogo de volta
Estádio: Olímpico - Porto Alegre (RS)
Obs: A classificação foi decidida nos pênaltis, pois o jogo de ida também havia terminado empatado, em 2 x 2.

- 2 de abril de 2003:
Flamengo 1 x 0 Ceará
Fla 4 x 3, nos pênaltis
Copa do Brasil
2ª Fase - Jogo de volta
Estádio: Maracanã
Obs: A classificação foi decidida nos pênaltis, apesar da vitória do Flamengo nos 90 minutos, pois o jogo de ida, em Fortaleza, havia terminado 1 x 0 para o Ceará.

- 2 de dezembro de 2005:
Olaria 0 x 0 Flamengo
Fla 5 x 4, nos pênaltis
Copa Record - Final
Estádio da Rua Bariri
Obs: Campeão

- 25 de fevereiro de 2007:
Flamengo 1 x 1 Vasco
Fla 3 x 1, nos pênaltis
Campeonato Carioca
Semifinal da Taça Guanabara
Estádio: Maracanã

- 6 de maio de 2007:
Flamengo 2 x 2 Botafogo
Fla 4 x 2, nos pênaltis
Final do Campeonato Carioca
Estádio: Maracanã
Obs: Campeão carioca pela 29ª vez.

- 3 de maio de 2009:
Flamengo 2 x 2 Botafogo
Fla 4 x 2, nos pênaltis
Final do Campeonato Carioca
Estádio: Maracanã
Obs: Campeão carioca pela 31ª vez.

- 20 de fevereiro de 2011:
Flamengo 1 x 1 Botafogo
Fla 3 x 1, nos pênaltis
Campeonato Carioca
Semifinal da Taça Guanabara
Estádio: Engenhão

- 24 de abril de 2011:
Flamengo 1 x 1 Fluminense
Fla 5 x 4, nos pênaltis
Campeonato Carioca
Semifinal da Taça Rio
Estádio: Engenhão

- 1 de maio de 2011:
Flamengo 0 x 0 Vasco
Fla 3 x 1, nos pênaltis
Campeonato Carioca
Final da Taça Rio
Estádio: Engenhão
Obs: Campeão carioca pela 32ª vez e da Taça Rio pela 9ª vez.


Autor: Comunicação
Fonte: Site Oficial do Clube