Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 27 de setembro de 2014

Organização da Copa Intercontinental de Clubes muda regulamento

A poucas horas da disputa da final da Copa Intercontinental de Clubes, a organização do torneio decidiu mudar o regulamento que define o campeão. A partir de agora, uma vitória do Flamengo por três pontos de diferença, por qualquer placar (maior ou menor que o do primeiro jogo - 69 a 66), leva a partida para a prorrogação. Caso os cariocas devolvam os 69 a 66 da última sexta-feira, a decisão do título também sairá no tempo extra. O GloboEsporte.com confirmou o novo critério com a Fiba. A entidade afirmou que uma conversa técnica com as equipes promoveu a mudança de última hora.

Uma vitória do Flamengo por quatro ou mais pontos de diferença dá o título ao Rubro-Negro. Já uma vitória do Maccabi ou uma derrota por um ou dois pontos de diferença dá o título à equipe de Israel.

Flamengo X Maccabi, copa intercontinental de Basquete (Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo) 
Flamengo e Maccabi disputam a Copa Intercontinental (Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo)

No modelo original - divulgado pela Federação Internacional (FIBA) na sexta-feira, em caso de uma vitória de cada time nas duas partidas pela mesma diferença de pontos (por exemplo, 100 x 97 e 90 x 93), o campeão seria a equipe que tivesse anotado mais pontos (no exemplo, quem venceu o primeiro). Assim, depois do jogo de sexta-feira, o Flamengo precisaria vencer por três de diferença com placar superior a 69 a 66 para ficar com o título. 

O jogo 2 da final da Copa Intercontinental de clubes será no domingo, novamente na Arena da Barra, às 12h, com transmissão ao vivo do SporTV e cobertura em Tempo Real do GloboEsporte.com. Os assinantes do Canal Campeão também podem acompanhar tudo pelo SporTV Play.
,


Fla-Bahia organiza Encontro das Embaixadas do Nordeste


Este domingo (27.09) tem tudo para ser uma data mais que especial para os rubro-negros. Ao meio dia os atletas do basquete do Flamengo entram em quadra pela segunda partida do Mundial, contra o Maccabi Tel-Aviv. Pouco depois da decisão, é vez do futebol rubro-negro fazer sua parte. O Flamengo encara o Bahia, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, em Salvador.

Para acompanhar esse domingo cheio de emoções, a Embaixada Fla-Bahia organizará o 7º Encontro das Embaixadas do Nordeste. A reunião, que terá início às 10h, em um bar já conhecido dos torcedores soteropolitanos, promete não só uma grande e confiante torcida aos jogadores de basquete e de futebol do Mais Querido, como também um dia com sorteio de brindes, música ao vivo e muito mais, terminando com a ida de 980 torcedores para a Arena da Baixada, local da partida do Campeonato Brasileiro.

"Começamos o projeto da nossa Embaixada em 2008. Nesses nossos encontros já trouxemos ex-jogadores, troféus de grandes conquistas, e até o presidente Eduardo Bandeira de Mello já nos prestigiou com sua presença. Amanhã será mais um dia de festa. Contaremos com muitas Embaixadas de toda a Bahia e do Sergipe, e pedimos o apoio da Polícia Militar porque devemos, inclusive, fechar a rua do bar em que assistiremos o jogo do basquete. Serão mais de mil rubro-negros torcendo. Não tenho a menor dúvida de que seremos campeões e de que venceremos o Bahia", disse Vinicius Araujo, o embaixador da Fla-Salvador.

No que depender da empolgação dos torcedores nordestinos do Flamengo, o Encontro será realmente épico. Fla-Juazeiro, Fla-Itabaiana e Fla-Valença, são apenas algumas das Embaixadas que estarão presentes. A reunião de rubro-negros promete também contar com a presença de outras torcidas, das mais variadas cidades do interior, para empurrar o Mais Querido. 

"Entre todas as nossas atrações do Encontro contaremos, também, com o sorteio de brindes já tradicional. Serão camisas oficias entre outros produtos, todos devidamente licenciados pelo clube, para presentear alguns dos rubro-negros presentes. Visamos, acima de tudo, agregar. Nosso papel como Embaixada é trazer o torcedor de fora do Rio de Janeiro para perto da gente e, consequentemente, do Flamengo. Temos um orgulho imenso dessas iniciativas. A Maior Torcida do Mundo precisa, cada vez mais, estar próxima", concluiu Vinicius.

Autor: Comunicação
Fonte: Site Oficial do Clube

Série B - 2014 - classificação



Classificação PG J V E D GP GC SG %
Ponte Preta 49 26 14 7 5 43 26 17 63
Avaí 49 26 14 7 5 39 22 17 63
Joinville 47 26 14 5 7 36 26 10 60
Coisa maldita, vasco 47 26 12 11 3 38 24 14 60
Ceará 43 26 12 7 7 45 38 7 55
Boa Esporte Clube 41 26 12 5 9 35 30 5 53
Sampaio Correa-MA 40 26 10 10 6 39 29 10 51
Náutico 38 26 11 5 10 30 31 -1 49
Atlético-GO 35 26 10 5 11 36 39 -3 45
10° Luverdense 34 26 10 4 12 30 33 -3 44
11° Santa Cruz-PE 34 25 8 10 7 32 26 6 45
12° ABC 32 26 9 5 12 22 25 -3 41
13° Bragantino 32 25 9 5 11 30 36 -6 43
14° Paraná Clube 31 26 8 7 11 28 32 -4 40
15° Oeste 30 26 7 9 10 29 41 -12 38
16° América-RN 26 26 7 5 14 28 36 -8 33
17° Icasa 1 24 26 6 6 14 20 31 -11 31
18° Vila Nova-GO 20 26 6 2 18 17 40 -23 26
19° Portuguesa 20 26 3 11 12 23 39 -16 26
20° América-MG 2 19 26 12 4 10 34 30 4 24


Flamengo derrota a coisa maldita, vasco, de virada


No duelo entre chefe e estagiário, a hierarquia falou mais alto. Num jogo eletrizante e disputado até os últimos minutos, o Flamengo de Bruno Rosa, mais conhecido como Sapo, levou a melhor  sobre a coisa maldita,  vasco Patriotas de seu "subordinado" Lipe Fernandes e venceu, de virada, o clássico carioca válido pelo Campeonato Brasileiro de Futebol Americano (Liga Touchdown) por 28 a 23, neste sábado, no Estádio da Portuguesa, na Ilha do Governador.

Bruno Sapo e Lipe, Flamengo x Vasco futebol americano (Foto: Jayson Braga / TTD) 
Bruno Sapo e Lipe durante o clássico entre Flamengo x Vasco pela Liga Touchdown (Foto: Jayson Braga / TTD)

Com a vitória, o time rubro-negro assumiu a liderança do Oeste, garantiu sua classificação aos playoffs por antecipação e vai decidir na última rodada da fase de classificação o primeiro lugar do grupo contra o Corinthians  Steamrollers.

Um dos responsáveis pelo triunfo rubro-negro ao impedir uma conversão do Vasco no fim da partida, Bruno "Sapo" destacou o trabalho defensivo do Flamengo.

- Muito feliz com a vitória. Jogo de dois times que têm condições de chegar ao título. Difícil porque a maioria se conhece há muito tempo, já sabe o estilo de jogo. A defesa teve um trabalho fundamental na vitória contra um dos melhores ataques do torneio. Mostramos que a derrota para o Jaragua não nos abateu e vamos com muita confiança para o jogo contra o Corinthians e para os playoffs", disse Sapo.

Apesar de perder sua invencibilidade na competição justamente para seu maior rival, a derrota não trouxe maiores prejuízos para o time de São Januário, que chegou a abrir 10 a 0 no primeiro tempo do clássico. Com cinco vitórias e agora uma derrota, o time comandando pelo técnico Gabriel Mendes já entrou em campo classificado para os playoffs como primeiro colocado do Grupo Norte.

- Infelizmente perdemos nossa invencibilidade, mas foi um jogo muito bom para quem compareceu ao campo da Portuguesa. Começamos melhor, abrimos 10 a 0, mas permitimos que ele virassem para 21 a 10. Fizemos 21 a 15, eles abriram 28 a 23 e nós tivemos a chance de virar no final, mas nosso ataque sofreu uma interceptação e acabamos perdendo nos detalhes - lamentou o treinador vascaíno. 

Flamengo bate o Vasco pelo torneio touchdown (Foto: Divulgação) 
De virada, o Flamengo derrotou o vasco por 28 a 23, neste sábado, no Estádio da Portuguesa (Foto: Divulgação)

Por recuperação de Everton, Gabriel surpreende e diz: "Espero não entrar"


Gabriel, Flamengo, Ninho do Urubu (Foto: Gilvan de Souza/Fla Imagem)Sinceridade ao limite na entrevista coletiva de Gabriel neste sábado, no Ninho do Urubu. Após a boa atuação no empate por 2 a 2 com o São Paulo, quarta-feira, no Morumbi, o meia-atacante foi mantido por Vanderlei Luxemburgo para o confronto com seu ex-time, o Bahia, neste domingo, às 16h (de Brasília), na Fonte Nova, em Salvador. A escalação, no entanto, ainda não está confirmada e depende do veto do departamento médico a Everton, que viajou para capital baiana, mas ainda se recupera de uma pancada no tornozelo. Diante das circunstâncias, o camisa 17 surpreendeu e disse: prefere não jogar.

Questionado sobre a responsabilidade de substituir aquele que tem sido o principal jogador do Flamengo na temporada, Gabriel respondeu sem maiores explicações:

- Espero não entrar no lugar dele. Espero que ele jogue. Ainda é uma dúvida, mas espero não entrar.

Dentro ou fora do campo, Gabriel será importante para que o Flamengo deixe Salvador com os três pontos. Revelado pelo Bahia, o jogador conhece bem os pontos fracos do rival deste domingo e acredita que um bom início do Rubro-Negro pode fazer com que a atmosfera da Fonte Nova passe a atrapalhar o time da casa.

- Temos que fazer um jogo consciente, equilibrado. Se não houver problema com a arbitragem, é melhor ainda. A torcida é apaixonada e se o resultado não acontecer no início do jogo, eles vão pressionar. Temos que aproveitar isso.

Com 31 pontos, o Flamengo é o décimo colocado no Brasileirão. De Salvador, a delegação segue direto para Natal, onde encara o América-RN, quarta-feira, na Arena das Dunas, pela partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil.

Com recepção calorosa, Flamengo chega a Salvador para encarar o Bahia


leonardo moura flamengo x bahia desembarque (Foto: Cahe Mota)Uma pequena multidão recepcionou o Flamengo com festa em Salvador no fim da tarde deste sábado. Na capital baiana para o confronto com o Bahia, domingo, às 16h (de Brasília), na Fonte Nova, a delegação rubro-negra recebeu o carinho de centenas de  torcedores - de acordo com a segurança  da Infraero - ao pisar no setor de desembarque do Aeroporto Luiz Eduardo Magalhães. Apesar do forte esquema de segurança armado, o assédio foi grande e os atletas tiveram dificuldade para chegar ao ônibus que os levou ao hotel.

Antes mesmo do avião que conduziu o elenco do Rio de Janeiro para Salvador pousar, era possível ouvir a festa dos flamenguistas no local. Além do hino do clube e cantos de incentivos, os baianos gritavam: "A Arena é nossa, aha, uhu". Assim que avistaram os jogadores ainda na parte interna do aeroporto, um frisson tomou conta do aeroporto. Como de costuma, Léo Moura foi quem mais mexeu com os nervos dos rubro-negros.

flamengo x bahia desembarque (Foto: Cahe Mota) 
A torcida do Flamengo no estado da Bahia é muito grande (Foto: Cahe Mota)

Um cordão de isolamento foi feito para a saída da delegação, que se dividiu, com boa parte saindo pelo lado oposto ao que estava o alvoroço quase que anônima. O grupo que encarou a multidão, no entanto, não conseguiu ser escoltada pelos seguranças até o ônibus se teve que se espremer entre fãs e máquinas fotográficas para fotos. Enquanto isso, Vanderlei Luxemburgo permaneceu na parte interna do desembarque conversando com alguns amigos.

O treinador atendeu pedidos para fotos e autógrafos no setor, onde havia bem menos gente, e deixou o local escoltado por seguranças e sob gritos de "herói". Na atividade deste sábado no Ninho do Urubu, Luxa armou o Flamengo com Paulo Victor, Léo Moura, Wallace, Samir e João Paulo; Márcio Araújo e Canteros; Luiz Antonio, Eduardo da Silva e Gabriel; Elton. Com 31 pontos, o Rubro-Negro é o décimo colocado no Brasileirão.

Confira a delegação do Flamengo em Salvador:

Goleiros: Paulo Victor, César e Daniel.
Laterais: Léo Moura, João Paulo e Anderson Pico.
Zagueiros: Wallace, Samir, Chicão e Marcelo.
Volantes: Márcio Araújo, Canteros, Luiz Antonio, Recife, Amaral e Muralha.
Meias: Everton, Lucas Mugni e Gabriel.
Atacantes: Elton, Arthur, Eduardo da Silva e Nixon.


Flamengo distribui doces e faz a festa da criançada no Ninho do Urubu

O Flamengo preparou uma festa para as crianças neste sábado, no Ninho do Urubu. Como tem sido costume desde a chegada de Vanderlei Luxemburgo, o dia foi de visita de familiares no centro de treinamento, e a direção do local preparou atrações especiais para os filhos de jogadores e funcionários por conta do dia de São Cosme e São Damião - tradicional pela distribuição de doces. Uma mesa com guloseimas foi montada no departamento de futebol. Em campo, Victor Emanuel, filho de Cáceres, foi a grande atração.

treino flamengo - lucas mugni e cáceres  (Foto: Cahê Mota) 
Victor Emanuel curte o Ninho com o papai Cáceres e Lucas Mugni (Foto: Cahê Mota)

Com muita desenvoltura, o menino de 5 anos tomou conta do campo 1 após o coletivo e se divertiu em disputa de pênaltis com Hector Canteros no gol oposto ao que Vanderlei Luxemburgo comandava atividade de finalização. Em seguida, o pequeno paraguaio brincou com Lucas Mugni e recebeu ainda atenção de Muralha e do pai, que está fora da partida com o Bahia, domingo, por suspensão.

treino flamengo - filhos everton (Foto: Cahê Mota)Quem também levou os filhos para o Ninho do Urubu foi Everton. O meia-atacante fez somente fisioterapia para se recuperar de uma pancada no tornozelo direito, mas foi visto em campo sorrindo com os pequenos Guilherme e Gabriella.

Em clima familiar e de descontração, o Flamengo seguiu para Salvador, onde desembarcou no fim da tarde. O confronto com o Bahia está marcado para domingo, Às 16h (de Brasília), na Fonte Nova, pela 25ª rodada do Brasileirão. O Rubro-Negro soma 31 pontos.






Com Élton e Luiz Antonio, Luxemburgo monta time ofensivo para pegar Bahia

O Flamengo vai para cima do Bahia em Salvador. Sem Cáceres e Alecsandro, suspensos, Vanderlei Luxemburgo tentou fazer mistério no treinamento deste sábado, no Ninho do Urubu, fechou boa parte da atividade para imprensa, mas o GloboEsporte.com apurou que Élton e Luiz Antonio foram os escolhidos para as duas vagas. A única dúvida está na utilização de Everton. O meia-atacante se recupera de uma forte pancada no tornozelo direito e fez somente fisioterapia, ficando fora do coletivo. 

Na defesa, Samir ganha a disputa com Chicão e segue como titular. A maior surpresa na escalação, porém, foi a escolha por Márcio Araújo mais recuado na vaga de Cáceres, em vez de Amaral ou Recife, que são volantes com características semelhantes às do paraguaio. No ataque, Eduardo da Silva volta ao time após ser desfalque contra o São Paulo, e Gabriel foi mantido diante do problema de Everton. A equipe titular treinou com Paulo Victor, Léo Moura, Wallace, Samir e João Paulo; Márcio Araújo e Canteros; Luiz Antonio, Eduardo e Gabriel; Elton.

Elton, treino Flamengo (Foto: Mário Farache / Mowa Press) 
Atacante fará sua estreia como titular do Flamengo (Foto: Mário Farache / Mowa Press)

Esta será a primeira partida de Elton como titular do Flamengo. O camisa 9 entrou no decorrer dos jogos contra Vitória, Corinthians, Palmeiras e Fluminense, mas ainda não fez gol com a camisa rubro-negra. Caso Everton seja liberado para começar jogando, a tendência é que Gabriel seja sacado da equipe. Outra opção seria a saída de Luiz Antonio, tornando o time ainda mais ofensivo.

Após o coletivo, já com o treinamento aberto para imprensa, Vanderlei Luxemburgo acompanhou de perto atividades de finalização e não se privou de chamar a atenção dos comandados. Lucas Mugni e Nixon foram as principais vítimas. Na parte final, Chicão treinou bastante cobranças de falta e teve ótimo aproveitamento.

O Flamengo chega a Salvador no fim da tarde deste sábado. O confronto com o Bahia acontece no domingo, às 16h (de Brasília), na Fonte Nova, pela 25ª rodada do Brasileirão. Com 31 pontos, o Rubro-Negro é o décimo colocado na tabela, enquanto os baianos estão na 16ª posição, com 26 pontos. 


No Flamengo, empréstimo é aprovado após acordo político



HOME - Bandeira de Mello (Foto: Divulgação)O Conselho de Administração do Flamengo aprovou, na noite da última quinta-feira, um empréstimo com a Caixa Econômica Federal. Inicialmente, o valor solicitado ao banco era de R$ 15 milhões, mas como existia a possibilidade do pedido não ser aprovado por falta de quórum articulado pela oposição, membros da situação realizaram um acordo político com os oposicionistas para que o empréstimo passasse sem problemas. Neste acordo, o valor da transação acabou reduzido para quase R$ 4 milhões.

Como garantia, o Flamengo deu o próprio contrato de patrocínio que tem com a Caixa e também o vínculo do sócio-torcedor. Durante a reunião, o diretor executivo de finanças do clube, Paulo Dutra, afirmou que outro empréstimo será solicitado a um banco diferente ainda este ano e que usará o contrato com a Adidas como garantia.

Vale lembrar que o orçamento inicial de 2014 previa R$ 35,5 milhões pré-aprovados para empréstimos. Após a readequação, esse montante chegou a R$ 63,5 milhões. Com isso, o Flamengo já pegou emprestado R$ 46 milhões. De adiantamentos, foram R$ 18 milhões, como cotas de transmissão pela televisão dos jogos rubro-negros.

No início deste ano, o Fla pegou R$ 18 milhões com o Complexo Maracanã. Há seis meses, outros R$ 9 milhões tinham sido pegos com a concessionária. Em junho, R$ 5 milhões foram emprestados pelo Banco BMG. Já com o Banco Modal, o clube solicitou R$ 10 milhões, dando de garantia os passes do volante Canteros e do atacante Paulinho.



Caracter lamenta derrota, mas vira principal preocupação do Maccabi

O pouco tempo para se adaptar aos novos companheiros não foi tão sentido. E, mesmo com a derrota por 69 a 66 diante do Maccabi, Derrick Caracter deu trabalho e se tornou uma grande preocupação para o time israelense. Em sua estreia com a camisa do Flamengo, o jogador americano fez um duplo-duplo com 10 pontos e 11 rebotes durante os 22 minutos que atuou. Após a partida desta sexta-feira, o pivô lamentou o placar adverso na primeira partida, mas disse ter se sentido bem em quadra.

- Tentei me ajustar no treinamento. Jogar o tipo de basquete que gosto de fazer. Infelizmente não conseguimos ganhar. Queria ter ajudado ainda mais o time. Mas estava dizendo que é minha primeira competição nesta época do ano. Mas gosto deste tipo de atmosfera de pressão, quando a torcida está apoiando você é muito melhor. Foi bom - disse o jogador.

Flamengo X Maccabi, copa intercontinental de Basquete (Foto: André Durão) 
Derrick Carter diz que gostaria de ter ajudado mais o Flamengo (Foto: André Durão)

Caso os cariocas devolvam os 69 a 66 do primeiro jogo, a decisão do título sairá na prorrogação. Na hipótese de uma vitória rubro-negra por três pontos, mas por outro placar, o campeão será o time que tiver anotado mais pontos. Assim um triunfo brasileiro por três de diferença com placar superior a 69 a 66 dá a taça ao Flamengo. De 68 a 65 para baixo, o título é do Maccabi Tel Aviv.

O jogo 2 da final da Copa Intercontinental de clubes será no domingo, novamente na Arena da Barra, às 12h, com transmissão ao vivo do SporTV e cobertura em Tempo Real do GloboEsporte.com. Os assinantes do Canal Campeão também podem acompanhar tudo pelo SporTV Play.

Jeremy Pargo e Guy Goodes do Maccabi (Foto: Amanda Kestelman)Após a partida, o ala Marquinhos demonstrou ao canal SporTV uma insatisfação com a escolha da comissão técnica rubro-negra em relação às entradas do pivô americano do ala-pivô argentino Walter Herrmann. O treinador José Neto, entretanto, discordou e elogiou os novatos do time.

Na coletiva de imprensa realizada após o confronto, o técnico do Maccabi Tel Aviv, Guy Goodes, demonstrou toda a sua preocupação com Derrick Caracter. O israelense afirmou que sua equipe precisa marcar melhor sobretudo os rebotes do americano, a quem enalteceu muito.

- Eu conheço bem Caracter. Jogou em Israel, sabemos como ele é. O quanto é difícil jogar contra ele. Temos que fazer um trabalho melhor. Tirar de perto do garrafão. Fez um estrago ali com seus rebotes ofensivos. Ele é um fera ali dentro. Temos que tirá-lo do rebote. Definitivamente, temos que fazer um trabalho melhor com ele - disse, de forma enfática, o técnico israelense. 

Derrick foi draftado pelo Los Angeles Lakers em 2010 como 58ª opção, mas nunca se firmou. Depois de frequentar a D-League, liga de desenvolvimento da NBA, o atleta rodou pelo mundo. Tem passagens pelo basquete de Porto Rico, de Israel e da Lituânia. Seu último clube foi o Idaho Stampede da D-League.


Luxa exalta grupo do Flamengo em recuperação: "70% pertence a eles"

A chegada de Vanderlei Luxemburgo no fim de julho coincidiu com a reação do Flamengo no Campeonato Brasileiro. Ele assumiu o comando quando o time estava na lanterna da competição, sem maiores expectativas a não ser "sair da confusão", como ele mesmo definira. Ao adotar o discurso e falar abertamente com os jogadores sobre a diferença técnica para os adversários, conseguiu um resultado efetivo.

No entanto, Luxemburgo coloca 70% da reação na conta dos jogadores. Para ele, a capacidade do grupo foi fundamental para a equipe hoje estar numa situação mais confortável no Brasileirão, ocupando a 10ª colocação, com 31 pontos, ostentando momentaneamente uma série de quatro jogos sem derrota, sendo uma vitória e três empates – além de uma sequência de cinco vitórias, algo que apenas o Inter também conseguiu.

Luxemburgo Flamengo treino (Foto: Cahê Mota) 
Todos atentos ao professor: Luxemburgo conversa com os jogadores antes do treino (Foto: Cahê Mota)


– Ouço muito "Luxemburgo isso" ou "Luxemburgo aquilo", mas se não estivesse com este grupo eu não chegaria a esse ponto. Eles se identificaram com o trabalho, e 70% do que tem acontecido pertence aos jogadores, que se juntaram e procuraram se aperfeiçoar. O grupo não é tecnicamente excelente, mas entendeu – afirmou Luxemburgo.

Sob o seu comando no competição, o Flamengo conquistou 24 de 39 pontos possíveis. Foram sete vitórias, três empates e três derrotas, sofrendo apenas 10 gols em 13 jogos – antes de sua chegada, havia sofrido 19 em 11. No geral, ainda conseguiu a classificação nas oitavas de final da Copa do Brasil ao eliminar o Coritiba nos pênaltis.

O próximo jogo é contra o Bahia, domingo, em Salvador, pelo Brasileirão. Luxemburgo não contará com Cáceres e Alecsandro, suspensos, e ainda pode perder Everton, que levou uma pancada no tornozelo direito no empate com o São Paulo, quarta-feira, no Morumbi.

O Flamengo vem de jogos contra Corinthians, Fluminense e São Paulo e terá na sequência o Bahia, fora de casa, e o Santos, no Maracanã. Entre essas duas rodadas, ainda enfrenta o América-RN, em Natal, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil.

– Dentro da nossa análise da competição, passamos pelo momento mais crucial. Enfrentamos equipes que estão no topo da tabela, o Bahia e o Figueirense fora de casa. É complicado – afirmou Luxemburgo, referindo-se a dois times que brigam para escapar do rebaixamento no Brasileiro.

Flamengo sofre virada no finzinho, e Maccabi leva três pontos de frente para jogo 2


À primeira vista, o campeão da Euroliga parecia imbatível. Repleto de americanos, cinco ao todo, sendo dois naturalizados, o Maccabi Tel Aviv apresentava uma certa soberba no anúncio dos jogadores na Arena da Barra. Dava a impressão de que viera ao Rio apenas para cumprir um protocolo. Mas dentro de quadra, a história não foi bem assim na noite desta sexta-feira. Numa noite pouco inspirada de Marcelinho, que errou suas oito tentativas para três pontos, o Flamengo saiu na frente e controlou o jogo até os três minutos finais. O problema foi que Jeremy Pargo, que havia anotado apenas sete pontos no primeiro tempo, acordou no segundo. Com duas bolas de três e 14 pontos - o dobro dos vinte minutos iniciais - o camisa 4 mudou o roteiro do jogo e foi o protagonista da vitória do campeão da Euroliga por 69 a 66, obrigando o Flamengo a vencer por pelo menos quatro de vantagem - ou três com placar a partir de 70 a 67 no próximo domingo para comemorar o título da Copa Intercontinental. 

Um triunfo rubro-negro por três pontos, de 68 a 65 para baixo, dá a taça aos israelenses. Ou seja, uma vitória para cada lado por diferença igual de pontos dá o título a quem venceu pelo placar mais algo. Se o Fla devolver os 69 a 66, decisão vai para a prorrogação.

O jogo 2 será no mesmo local, às 12h, com transmissão ao vivo do SporTV e cobertura em Tempo Real do GloboEsporte.com. Os assinantes do Canal Campeão também podem acompanhar tudo pelo SporTV Play

Flamengo X Maccabi, copa intercontinental de Basquete (Foto: Divulgação / FIBA) 
Jeremy Pargo parte para a cesta, diante da marcação de Meyinsse (Foto: Divulgação / FIBA)

Além de Pargo, cestinha da partida com 21 pontos e cinco rebotes, Guy Pnini, com 11, Landesberg, que anotou 10 pontos e cinco rebotes, e Brian Randle, com oito pontos e nove rebotes, também se destacaram pelo Maccabi Tel Aviv.

- A vitória é grande, pois nos deixa confiantes para domingo. Não importa quantos pontos de diferença foram, pois não foram muitos. Nós temos jogadores que jogam juntos há muito tempo e outros que chegaram agora. A cada jogo que fazemos, vamos melhorando - disse o armador Keith Haynes ao SporTV.

Pelo lado do Flamengo, Olivinha saiu do banco e foi o maior pontuador com 13 pontos. O estreante Derrick Caracter, com um duplo-duplo de 10 pontos e 11 rebotes, e Marquinhos, que contribuiu com 11 pontos e quatro rebotes, também tiveram boas atuações. Reforço de peso para a temporada, o argentino Herrmann fez nove pontos e pegou cinco rebotes, todos defensivos. A principal decepção do Rubro-Negro foi Marcelinho Machado. O ala-armador anotou apenas quatro pontos. Como um todo, o ponto negativo da equipe foi o aproveitamento da linha de três, com quatro cestas em 31 tentativas (13%).

- Perdemos o jogo nos detalhes hoje. Mostramos que é possível e que nossa equipe tem muita qualidade. Domingo vamos com tudo pra cima deles. Contamos com o apoio do nosso torcedor. Alô nação rubro-negra, vamos lotar a Arena da Barra e fazer dela um caldeirão no domingo - afirmou Olivinha.

Olivinha, Flamengo X Maccabi, copa intercontinental de Basquete (Foto: André Durão) 
Olivinha, cestinha rubro-negro, tenta a infiltração (Foto: André Durão)

Equilíbrio do início ao fim

Se o público era apenas razoável na Arena da Barra, o primeiro quarto também não foi dos melhores. Com as duas equipes errando demais no ataque, os primeiros pontos saíram em dois lances livres de Marcelinho. Com o garrafão dominado pelo gigante australiano Maric, de 2,11m, o time carioca abusava dos chutes de três, mas a pontaria rubro-negra só funcionou uma única vez no período, com Walter Hermann. A cesta do argentino foi justamente a que colocou o Flamengo novamente à frente, muito em função do baixo aproveitamento israelense no ataque. 

O técnico Guy Goodes trocou todos os seus titulares durante o primeiro período. Com mais opções no banco, o Maccabi melhorou com as mudanças, assumiu a liderança nos últimos minutos e só não terminou o quarto em vantagem graças a uma infiltração de Laprovittola, que deu a liderança parcial ao time rubro-negro por 15 a 14.

Flamengo X Maccabi, copa intercontinental de Basquete (Foto: André Durão)José Neto voltou com o estreante Derrick Caracter e Benite, além de Olivinha, que havia entrado no finzinho do primeiro período. Com os titulares de volta, o Maccabi deu a impressão de que reassumiria o controle da partida. Mas não foi isso que aconteceu. Se os arremessos de fora continuavam amassando o aro, o jogo interno do Flamengo passou a funcionar com Olivinha e, principalmente, Caracter.

Além de dois rebotes defensivos, o americano mudou o jogo e anotou seis pontos no período. Benite também entrou muito bem, anotou sete pontos e foi determinante para que a liderança chegasse a 10 a pouco mais de três minutos para o intervalo. Neto trocou Caracter por Jerome Meyinsse, mas a noite não era do MVP (jogador mais valioso) da final do NBB 6. Zerado no jogo, o americano não conseguia levar vantagem sobre a defesa israelense.

Não à toa, o campeão europeu cresceu no jogo, tirou sete pontos seguidos e diminuiu o prejuízo para três. Mas Benite continuava com a mão quente e, em outro arremesso da cabeça do garrafão, ampliou a diferença para cinco. Laprovittola quase aumentou a vantagem num chute de três do meio da quadra no estouro do cronômetro, mas a bola caprichosamente bateu no aro e saiu: 35 a 30 para o Fla. 

Espectadores ilustres na Arena da Barra,  Vanderlei Luxemburgo e Wallace, técnico e zagueiro do time de futebol do Flamengo, respectivamente, foram muito assediados pelos torcedores no intervalo.

Flamengo X Maccabi, copa intercontinental de Basquete (Foto: André Durão) 
Herrmann faz o arremesso, observado por três rivais do Maccabi (Foto: André Durão)

O Flamengo começou o segundo tempo com uma bola de três de Marquinhos, ampliando a diferença para oito pontos. Mas o ala Landesberg, principal pontuador do time europeu, acordou no jogo. Com seis pontos consecutivos, o camisa 15 diminuiu a diferença para apenas dois pontos e se manteve até pouco mais de quatro minutos para o fim.

Depois de quatro ataques errados, o Flamengo voltou a pontuar numa bola de três de Nico Laprovittola. Mas foi só. Nos três ataques seguidos, Marcelinho, duas vezes, e o próprio argentino erraram seus arremessos de longa distância, e os israelenses, que passaram boa parte do período com um quinteto formado apenas por americanos, encostaram de vez, após outra cesta de Landesberg.

Assim como no segundo período, José Neto trocou Marcelinho, que continuava numa noite pouco inspirada, por Olivinha. Novamente o time cresceu, e a diferença que era de apenas um ponto subiu para cinco no fim do terceiro período (51 a 46).

Jeremy Pargo decide


Marcelinho, Flamengo X Maccabi, copa intercontinental de Basquete (Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo)
Os donos da casa voltaram mal para o último período e viram Landesberg e Pnini, numa bola de três, deixarem tudo igual. Mas Herrmann e Gegê, numa bola de três do meio da rua, recolocaram o Flamengo cinco pontos à frente.  Brian Randle diminui, mas Olivinha deu o troco na jogada seguinte. Foi quando Jeremy Pargo resolveu aparecer com duas bolas de três: 60 a 59.

Sem os tiros de longe de seus principais pontuadores, a vantagem rubro-negra resistiu a dura penas até os três minutos finais. Mas, numa cravada de Hayes, o time israelense assumiu a liderança pela primeira vez desde o primeiro quarto. Mas Caracter, um monstro dentro do garrafão, recolocou o Flamengo em vantagem num tapinha. O jogo era lá e cá, e Pargo mudou a diferença de lado numa cesta de dois. O Flamengo desperdiçou dois ataques seguidos, enquanto o Maccabi não errava mais. Em outra bola de Pargo, a diferença chegou a três. Tyus teve dois lances livres para matar o jogo com menos de 30 segundos para o fim, mas errou os dois e deu ao Flamengo a chance do empate numa bola de três. Laprovittola teve a primeira chance e errou.  A três segundos do fim, Marcelinho também falhou. Meyinsse ainda cravou com raiva a quatro segundos do fim, mas o inspirado Jeremy Pargo anotou mais dois no estouro do cronômetro: 69 a 66.

ESCALAÇÕES

Flamengo: Marquinhos (11), Marcelinho (4), Herrmann (9), Laprovittola (5) e Meyinsse (2); Entraram: Benite(9), Olivinha (13), Caracter (10), Gegê (3)
Técnico: José Neto

Maccabi: Pargo (21), Randle (8), Pnini (11), Landersberg (10) e Maric (2); Entraram: Haynes (5), Smith (0), Tyus (8), Ohayon (2), Linhart (2), Cohen (0)
Técnico: Guy Goodes

Marquinhos e José Neto divergem sobre entrada de reforços estrangeiros

O Flamengo não começou a decisão da Copa Intercontinental, diante do Maccabi Tel Aviv, da forma que gostaria. No primeiro jogo da final, nesta sexta-feira, na Arena da Barra, no Rio de Janeiro, o time rubro-negro foi derrotado por 69 a 66. Após o duelo, o ala Marquinhos demonstrou insatisfação com a escolha da comissão técnica rubro-negra em relação às entradas do pivô americano Derrick Caracter e do ala-pivô argentino Walter Herrmann.

Caso os cariocas devolvam os 69 a 66, a decisão do título sairá na prorrogação. Na hipótese de uma vitória rubro-negra por três pontos, mas por outro placar, o campeão será o time que tiver anotado mais pontos. Assim um triunfo brasileiro por três de diferença com placar inferior a 69 a 66 dá a taça ao Maccabi. De 70 a 67 em diante, o título é do Flamengo.

Derrick, que tem passagem pelo Los Angeles Lakers, da NBA, atuou por quase 22 minutos, fez dez pontos e pegou 11 rebotes. Ele chegou durante a semana e treinou com o restante do grupo em apenas duas atividades. Já Herrmann está no clube desde a semana passada, jogou três partidas pelo rubro-negro (uma pelo Carioca e dois amistosos contra o Pinheiros). O argentino jogou 30 minutos, pegou cinco rebotes e fez nove pontos. Para Marquinhos, o Flamengo deveria privilegiar seu conjunto, colocando em quadra por mais minutos os atletas que se conhecem.

Flamengo X Maccabi, copa intercontinental de Basquete (Foto: André Durão) 
Marquinhos não aprovou o rendimento dos reforços estrangeiros do Flamengo (Foto: André Durão)

- Ao meu modo de ver, hoje eles não conseguiram implantar o jogo deles. Temos um time que se conhece. Eles não entraram bem e ao meu ver acho que cabe ao Neto (José, técnico do Flamengo) colocar um time que se conhece em quadra - disse Marquinhos ao SporTV no fim da partida.

Questionado sobre a posição de Marquinhos, José Neto preferiu não se estender.

- Eu sou técnico, não sou comentarista. Não vou comentar o que outra pessoa falou - frisou Neto.

Exclusivamente sobre as atuaçõesde Caracter e Herrmann, o treinador rubro-negro disse ter gostado do que viu em quadra.

- Trouxemos dois jogadores para ajudar. E ficou muito claro que eles ajudaram demais. Apesar da derrota, ajudaram demais e acho que serão importantes na sequência dessa competição - finalizou o treinador do Flamengo.

Marquinhos crê em virada

 Flamengo X Maccabi, copa intercontinental de Basquete (Foto: André Durão)Após a derrota no primeiro jogo, Marquinhos garantiu que o time israelense soube fechar o garrafão, dificultando a vida do Flamengo, que tentou as bolas de três pontos mas teve aproveitamento muito baixo (13%), com apenas quatro em 31 tentadas. O ala terminou o jogo com 29m32s, 11 pontos e quatro rebotes.

- Não era nossa estratégia arremessar tanto para três pontos. Mas o time deles fechou bem o garrafão e tentamos outra saída. Tivemos um aproveitamento ruim da linha de três. Agora é ver o vídeo do jogo, ver o que pode melhorar para o próximo jogo e voltar melhor - frisou o ala.

Mesmo com a derrota por três pontos, Marquinhos acredita que o Flamengo tem total chance de reverter a situação no domingo, ao meio-dia, novamente na Arena da Barra. Todos os ingressos já foram vendidos, e a promessa é de uma festa nas arquibancadas.

- É uma partida de oito quartos, são dois jogos, eles saíram com a vantagem, mas três pontos não são nada no basquete. Temos o segundo jogo todo para recuperar e sair com a vitória - finalizou o ala, que segundo sites internacionais, teria recebido uma proposta do Washington Wizards para deixar o Flamengo e voltar para a NBA.

Flamengo X Maccabi, copa intercontinental de Basquete (Foto: André Durão) 
Argentino Walter Herrmann anotou nove pontos e pegou cinco rebotes (Foto: André Durão)

Assediado pela torcida, Luxa dá força ao Flamengo em decisão: "Tem muita tática"


Vanderlei Luxemburgo, Basquete Flamengo (Foto: Amanda Kestelman)O time de basquete do Flamengo ganhou um apoio extra na decisão da Copa Intercontinental, diante do Maccabi Tel Aviv, na Arena da Barra, no Rio de Janeiro. O técnico do time de futebol, Vanderlei Luxemburgo, o zagueiro Wallace, o diretor executivo Felipe Ximenes e o presidente Eduardo Bandeira de Mello acompanham das arquibancadas o jogo 1 da final entre brasileiros e israelenses.

Um dos principais responsáveis pela crescimento do Flamengo no Campeonato Brasileiro, com a saída do time da zona de rebaixamento, com 31 pontos, na 10ª colocação, o técnico Vanderlei Luxemburgo foi bastante assediado pelos torcedores da área dos camarotes, com pedidos de fotos e autógrafos.

O treinador chegou ao ginásio acompanhado das netas e dos filhos. Além da presença como torcedor, Luxa também aproveitou, como ele mesmo disse, para observar algumas situações táticas do basquete que podem ser aproveitadas no futebol.

- Gosto de basquete, acompanho, tem muita coisa tática, como no futebol. O basquete é um esporte que te traz ensinamentos. Meu tio foi técnico do Flamengo e trouxe muita coisa do basquete para o futebol. Marcação em zona, movimentação, fazer a cobertura. Quem está sem a bola ajudando quem está com a bola. Uma série de coisas que você vê aqui no basquete. O Flamengo tem um time de altíssimo nível, muita qualidade e está disputando um título mundial em função disso. E isso me inspira no futebol. A gente sempre quer buscar alguma coisinha - disse Luxemburgo.

Vanderlei Luxemburgo na Arena da Barra acompanhando o time de basquete do Flamengo (Foto: Amanda Kestelmann) 
Vanderlei Luxemburgo na Arena da Barra acompanhando o time de basquete do Flamengo (Foto: Amanda Kestelmann)

O treinador apostou em uma vitória do Flamengo no primeiro jogo da decisão que pode dar o título de campeão mundial ao time rubro-negro.

- É legal estar aqui, estou com meus filhos, minhas netas. Meu palpite é o Flamengo ganhar. Quanto vai ser é complicado. Pode ser muito, pode ser pouco.

Além de Luxa, o zagueiro Wallace, que é fã de basquete, também foi muito solicitado pelos torcedores, principalmente no intervalo do primeiro tempo. O jogador já havia acompanhado a final da Liga das Américas, quando esteve no ginásio do Maracanãzinho ao lado do atacante Wallace, que já deixou o rubro-negro. Wallace é fã de Marquinhos, ala do Flamengo.

Wallace e Luxemburgo, Flamengo X Maccabi Basquete (Foto: André Durão) 
Vanderlei Luxemburgo ao fundo e o zagueiro Wallace nas arquibancadas da Arena da Barra (Foto: André Durão)

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Flamengo renova contrato de lateral Jorge e atacante Felipe Vizeu, ambos da base


Flamengo treino jorge (Foto: Thales Soares)
O lateral-esquerdo Jorge, de 18 anos, renovou contrato com o Flamengo até dezembro de 2017 nesta sexta-feira. O jovem já foi aproveitado no profissional, no empate por 2 a 2 com o Bangu, pela Taça Guanabara, e treinou por um período na gestão Jayme de Almeida. É tido como uma das grandes apostas do time sub-20, atualmente carente de talentos.

Há a expectativa de que Jorge seja integrado ao time profissional na próxima temporada. O Flamengo só tem dois atletas para a posição: João Paulo e Anderson Pico.

Outra joia, esta do juvenil (sub-17), o atacante Felipe Vizeu, artilheiro da equipe na categoria, também renovou até 2017. Seu vínculo, todavia, vence em setembro.

Muralha leva bronca, e Luxa garante que arbitragem não é mais assunto


Muralha e Leo Moura Flamengo Intagram (Foto: Reprodução / Instagram)Depois de reclamações de todos os lados contra a arbitragem no empate em 2 a 2 com o São Paulo, o Flamengo passou a deixar de lado o assunto. O técnico Vanderlei Luxemburgo chegou a repreender o volante Muralha, que fez uma postagem em rede social na quinta-feira, afirmando que queriam derrubar o time, antes da viagem de volta ao Rio de Janeiro.

No confronto, um pênalti foi marcado depois de um toque de mão de Samir fora da área. Ainda houve um impedimento de Canteros assinalado por um assistente de forma equivocada, além de outras reclamações, como a distribuição dos cartões amarelos.

- Já esquecemos. Ficou para trás tudo que foi discutido. Chamei a atenção do Muralha. Colocou algo que não tem nada a ver. Se tiver algo pessoal que coloque, mas nada relacionado ao Flamengo - afirmou o treinador.

Luxemburgo garantiu que o time esqueceu tudo que aconteceu contra o São Paulo e se concentrou apenas no confronto com o Bahia, domingo, em Salvador. O Flamengo tem 31 pontos no Campeonato Brasileiro, cinco à frente do adversário.

- Vai ser um adversário duro, que está ali com 26 pontos. Um jogo de decisão - comentou Luxemburgo.



Brasileirão tem oito times com aproveitamento de rebaixado


Se a disputa pelo título do Brasileiro está empolgando basicamente os torcedores do Cruzeiro, já que o líder tem oito pontos a mais do que o segundo colocado (o Inter), a luta para escapar da temida zona do rebaixamento está cada vez mais acirrada. Oito times apresentam performance de time rebaixado, ou seja, têm menos de 40% dos pontos disputados (29 pontos a essa altura do campeonato). São eles: Atlético-PR, Chapecoense, Botafogo, Bahia, Palmeiras, Vitória, Coritiba e Criciúma.

Desde 2006, quando o Brasileirão de pontos corridos passou a ter 20 clubes, esse cenário só aconteceu em 2008. Naquele ano, 44 pontos livraram da degola o Náutico, 16º colocado, no fim da disputa. No entanto, para o matemático Tristão Garcia, 46 pontos continuam sendo o mínimo necessário para fugir do rebaixamento neste ano, mesmo com tantos concorrentes com aproveitamento baixo. 

INFO - Raio-X briga dos clubes contra o rebaixamento (Foto: Editoria de Arte)

Os 23 pontos do Criciúma fazem com que ele seja o lanterna com a maior pontuação a essa altura do campeonato desde 2006. Outro dado curioso envolvendo o Z-4 é que nunca a diferença entre o 17º e o 20º colocado foi tão pequena - somente dois pontos separam o Palmeiras do Criciúma.

- Isso mostra que este ano não temos nenhuma galinha morta, como o América-RN em 2007 ou o Náutico em 2013 - avaliou Tristão Garcia, que calcula 74% de risco de rebaixamento para o Criciúma, 65% para o Coritiba, 59% para o Vitória e 46% para o Palmeiras.

Ele cita Chapecoense 3 x 0 Atlético-PR como um jogo-chave da rodada passada na luta contra o Z-4.

- Se o Furacão tivesse vencido, estaria com 31 pontos, dois acima da média estipulada de 29 pontos, enquanto o time catarinense estaria no Z-4, com 24 pontos. O Flamengo conseguiu uma reação rápida e pouco provável na época, com cinco vitórias consecutivas. Agora temos que acompanhar que times terão força para repetir este desempenho e assim reduzir o risco de cair. O Fluminense, em 2009, conquistou 19 dos 21 pontos disputados nas últimas sete rodadas.

Se dividirmos as 24 rodadas do Brasileiro em três grupos de oito, é possível ter uma ideia de que times estão em evolução ou em queda. Dos oito principais candidatos ao rebaixamento, somente três tiveram um aproveitamento superior a 40% nos últimos oito jogos: Botafogo (42%), Bahia (46%) e Palmeiras (46%). O problema é que, mesmo se conseguirem esse percentual nas 14 rodadas restantes, podem ser rebaixados. O Alvinegro carioca, por exemplo, precisa de 48% para atingir 46 pontos (veja no infográfico acima).

Atuar em casa com o apoio da torcida, e de preferência contra um concorrente direto, poderá fazer a diferença. O Coritiba é o time que tem o cenário mais favorável neste caso: faz seis duelos contra equipes que brigam contra o Z-4, cinco deles em casa. Já o rival Atlético-PR disputará cinco jogos, mas apenas um com mando de campo seu. Chapecoense e Bahia também terão cinco duelos cada, sendo três em seus domínios. Botafogo, Palmeiras e Criciúma farão cinco partidas, mas só duas diante dos seus torcedores. O Vitória, por sua vez, fará quatro jogos, sendo três em casa.



Luxa confia na recuperação de Everton e relaciona Pico pela primeira vez


Luxemburgo, Flamengo, Luxa, Ninho (Foto: Gilvan de Souza/Fla Imagem)A escalação do Flamengo para o jogo com o Bahia ainda é uma incógnita, já que o técnico Vanderlei Luxemburgo terá uma série de desfalques. Cáceres e Alecsandro, suspensos, são peças fora do confronto. Além disso, ele precisa esperar pela recuperação de Everton, que levou uma pancada no tornozelo direito no empate com o São Paulo, mas está confirmado na lista d 23 relacionados para domingo.

Everton segue em tratamento, assim como o zagueiro Samir, que deixou o campo quarta-feira com dores na coxa direita. Além da dupla, a novidade será o lateral-esquerdo Anderson Pico, relacionado pela primeira vez depois de um mês de treinamento com o grupo.

Para esse jogo, o treinador precisará escalar Amaral, Recife ou Luiz Antonio. Até mesmo dois destes três nomes  podem estar entre os titulares. Gabriel e Elton são outros jogadores candidatos a uma vaga na escalação inicial contra o Bahia.

- Vamos pensar na possibilidade de o Everton jogar. Vai melhorar bastante até domingo - afirmou Vanderlei.

Nessa mesma viagem, a delegação ainda vai se deslocar de Salvador para Natal, onde enfrenta o América-RN, quarta-feira, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Mesmo que não atue domingo, Everton estará à disposição para o confronto seguinte.

- Confio no elenco. Essa é a função do técnico. São coisas que acontecem para você dentro da competição. Não dá para sair com jogadores do início ao fim. Sempre acho que vai dar certo - comentou o treinador.



Volante Caio Quiroga renova com o Flamengo até dezembro de 2015


Camisa 8 do Flamengo na disputa do Torneio Octávio Pinto Guimarães (OPG), o volante Caio Quiroga, de 20 anos, renovou contrato até dezembro de 2015. Caio faz sua última temporada no time júnior e jamais atuou entre os profissionais do clube - foi relacionado para partida do Carioca 2013, contra o Macaé.

Quiroga chamou atenção no início de 2011, quando, à época ainda com apenas 16 anos, foi destacado dos juvenis para atividade dos profissionais. Vanderlei Luxemburgo o incumbiu a marcar Ronaldinho Gaúcho em treinamento, e o garoto não foi mal.

Kleina faz mistério sobre escalação e time do Bahia faz treino recreativo



Elenco do Bahia faz trabalho regenerativo no Fazendão (Foto: Divulgação/EC Bahia)Nesta sexta-feira, o elenco do Bahia treinou no estádio do Pituaçu, em Salvador, preparando-se para o jogo deste domingo, contra o Flamengo. O treinador Gilson Kleina, no entanto, não quis entregar a escalação para o duelo e só comandou um rachão.

Kleina terá dois desfalques para o confronto com o Flamengo: o atacante Kieza está suspenso após receber o terceiro cartão amarelo, enquanto o atacante Rafinha não pode enfrentar o rubro-negro já que pertence ao clube carioca. O comandante tricolor ainda não deu indicações sobre quem ocupará a vaga dos desfalques.

A boa notícia fica por conta do retorno do lateral Roniery, que estava no departamento médico do clube há duas semanas, recuperando-se de lesão muscular na coxa. O atacante Jeam também foi reintegrado ao time, após disputar a Copa do Brasil sub-20 com as categorias de base tricolor.

Neste sábado, o Bahia realiza o último treino antes de enfrentar o Flamengo, e Kleina deve decidir a escalação final. Ainda assim, o treiandor deixou claro que os onze do Bahia só serão divulgados na Arena Fonte Nova.

Bahia e Flamengo se enfrentam neste domingo, às 16h da tarde, em partida válida pela 25ª rodada. O Tricolor de Aço é o 16º colocado, com 26 pontos, enquanto o Flamengo soma 31 pontos, na 10ª posição.

Everton faz tratamento, deve viajar, mas não sabe se enfrenta o Bahia


Michael Bastos e Everton, São Paulo x Flamengo (Foto: Anderson Rodrigues / Ag. Estado)As dores no tornozelo direito continuam, e Everton não sabe se terá condições de enfrentar o Bahia, neste domingo, às 16h, na Fonte Nova.. Atingido por Michel Bastos no empate diante do São Paulo na última quarta-feira, o meia rubro-negro realiza tratamento, mas deve viajar para Salvador.

Caso não possa ser aproveitado no confronto, válido pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, o meio-campista seguirá com a delegação para Natal. Na capital do Rio Grande do Norte, o Flamengo enfrentará o América-RN na próxima quarta-feira, pelas quartas de final da Copa do Brasil.

- O Everton faz tratamento nesta sexta e no sábado para saber se viaja e joga - disse Marcelo Soares, médico do Flamengo.

Quem reforçará a equipe será o atacante Eduardo da Silva. Nesta sexta-feira à tarde, no CT Ninho do Urubu, o atacante participou normalmente de uma atividade técnica ao lado dos reservas. Samir, recuperado de dores musculares, ficou apenas na academia, mas é outro que estará à disposição de Vanderlei Luxemburgo. Alecsandro e Cáceres, suspensos, desfalcam.

O Flamengo empatou as três últimas rodadas e está em décimo lugar, com 31 pontos.


Neto vê atletas determinados em fazer história no Flamengo: ''Só pensam nisso''



O fator psicológico é sempre fundamental em grandes disputas e exige trabalho extra de todo treinador. Para a disputa da Copa Intercontinental de clubes, no entanto, o técnico José Neto, do Flamengo, vê uma equipe com a cabeça pronta para a missão de conquistar o título mais importante do basquete rubro-negro. Segundo ele, os comandados pensam dia e noite em escrever o nome na história do clube. Para isso, terão que passar pelos dois jogos diante do Maccabi Tel Aviv, neste fim de semana.

- Acho que só pensam nisso (em fazer história pelo Flamengo). Talvez não exista motivação maior do que disputar um campeonato como este. Ter uma possibilidade como esta. Vejo todos eles conscientes da situação. Estão focados na disputa deste título. Tudo isso é fruto de uma temporada que fizemos, um prêmio que a gente não pode jogar fora. Vamos tratar muito bem disso. Estamos vendo com bons olhos uma possibilidade boa de fazermos história pelo Flamengo - disse José Neto.

Basquete Flamengo treino (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
José Neto vê Flamengo bem preparado mentalmente para as finais (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Na equipe do Flamengo desde o ano passado, o armador Nico Laprovittola ressaltou mais uma vez o fato de o grupo rubro-negro estar mais unido do que nunca no objetivo do título intercontinental. Para ele, o Flamengo precisa jogar da mesma maneira que fez no primeiro semestre, quando venceu a Liga das Américas e se credenciou para o Mundial.

- Ano passado, a Liga das Américas era o principal torneio que íamos jogar. Chegar aqui é uma consequência disso. Estou muito feliz e temos que jogar da mesma maneira que fizemos no ano passado - disse o argentino. 

O Flamengo inicia sua caminhada rumo ao título inédito nesta sexta-feira, às 21h30m (Brasília). No domingo, as equipes voltam a se enfrentar, às 12h, Os dois jogos da Copa Intercontinental de Basquete serão na Arena da Barra e terão transmissão ao vivo do SporTV e cobertura em Tempo Real do GloboEsporte.com. Os assinantes do Canal Campeão ainda podem assistir pelo SporTV Play.


Bahia x Flamengo: mais de 20 mil ingressos vendidos e setor de visitante esgotado


A Arena Fonte Nova divulgou uma nova parcial da venda de ingressos para a partida entre Bahia e Flamengo, no próximo domingo. Até o meio dia desta sexta, mais de 20 mil ingressos já haviam sido comercializados. Entre estes, os pouco mais de quatro mil destinados aos flamenguistas, que já esgotaram o seu setor.

A venda continua ao longo desta sexta e durante o final de semana. Assim como diante do Sport, o Bahia e Arena Fonte Nova vendem ingressos por preços promocionais. A entrada mais barata custa R$ 10. Confira os preços:

Setor Super Norte: R$ 10 (meia) / R$ 20 (inteira)
Norte inferior e intermediário: R$ 15 (meia) e R$ 30 (inteira)
Leste superior: R$ 15 (meia) e R$ 30 (inteira)
Oeste superior: R$ 15 (meia) e R$ 30 (inteira)
Leste inferior e intermediário: R$ 22 (meia) / R$ 44 (inteira)
Cadeira especial oeste: R$ 25 (meia) e R$ 50 (inteira)

Crianças de até seis anos, acompanhadas por pai ou responsável, têm acesso gratuito ao estádio. A Arena informa que a venda de ingressos é realizada de forma escalonada e limitada a quatro bilhetes por pessoa. À medida que os setores forem se esgotando, outros serão disponibilizados.
pontos de venda

Os ingressos para os setores Norte, Leste e Oeste podem ser adquiridos pela internet, sem a necessidade de troca de voucher. O torcedor pode imprimir o ingresso sem pagamento de taxa.

Sexta (26/09)
Ticketmix – Shoppings Iguatemi, Paralela, Salvador: 9h às 22h
Central de Ingressos – Shoppings Piedade e Lapa: 9h às 21h
Internet (exclusivo para o Bahia)
Bilheteria Norte (Ladeira Fonte das Pedras): 9h às 19h - (exclusivo para o Bahia)

Sábado (27/09)
Ticketmix – Shoppings Iguatemi, Paralela, Salvador: 9h às 22h
Central de Ingressos – Shoppings Piedade e Lapa: 9h às 21h
Internet (exclusivo para o Bahia)
Bilheteria Norte (Ladeira Fonte das Pedras): 9h às 19h - (exclusivo para o Bahia)

Domingo (28/09)
Arena Fonte Nova – Bilheterias Norte, Sul e Visitante: a partir das 9h
Internet (exclusivo para o Bahia): até 15h30
Meia-entrada

A nova lei de meia-entrada mantém o desconto de 50% no valor dos ingressos aos estudantes que apresentarem a carteira expedida pelas associações. No entanto, não serão mais aceitos boletos de pagamento das instituições educacionais nem comprovantes de matrícula. Os idosos precisam apresentar documento de identidade, enquanto as pessoas com deficiência podem adquirir meia-entrada também para os acompanhantes mediante apresentação da identificação fornecida pelo Conselho Municipal de Deficientes e documento de identidade. Além disso, jovens de 15 a 29 anos com renda de até dois salários mínimos passam a ter direito ao benefício. Para estes, será necessária a apresentação da inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Sócios, arena tricolor e estacionamento

SÓCIO DO BAHIA
- Os sócios patrimoniais do Bahia continuam com o desconto promocional na compra do seu ingresso para todos os setores (exceto Super Norte), tanto pela internet quanto nos pontos de venda dos shoppings, nas bilheterias da Arena e também no Capemi. Pela internet, a identificação do torcedor como sócio é feita através do CPF cadastrado. Não é cobrada taxa de entrega e não é necessário fazer a troca do voucher, basta apresentar na catraca o ingresso impresso. As vendas nos shoppings e bilheterias acontecem mediante apresentação do cartão de sócio.

ARENA TRICOLOR – Os torcedores participantes do plano de temporada Arena Tricolor já acessam o estádio com o cartão do plano, por catracas especiais. Para os torcedores do setor Leste ou Oeste, ao chegar no setor, retirar a pulseira de circulação nos balcões sinalizados.

ESTACIONAMENTO – Os torcedores poderão acessar o Edifício-Garagem (EDG) pelo viaduto de acesso na Av. Presidente Costa e Silva ou pela rampa de acesso na Av. Presidente Castelo Branco. Também estará disponível o Estacionamento Externo (EE), em frente ao Dique do Tororó. Os tickets são vendidos na hora (R$ 15 moto e R$ 20 carro) e o pagamento é feito em espécie. Para os clientes Premium Clube e Lounge Premium, o estacionamento interno (R$ 15 moto e R$ 25 carro) está disponível mediante apresentação do ingresso/cartão.