Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 22 de novembro de 2014

Com apoio da torcida, Flamengo treina no Nhozinho Santos

Torcida treino do Flamengo - São Luís (Foto: Bruno Alves)Aproximadamente mil torcedores foram ao Nhozinho Santos na tarde deste sábado para acompanhar o único treino do Flamengo na capital maranhense, antes do confronto contra o Criciúma neste domingo. 

Luxemburgo optou por realizar apenas um rachão leve para os atletas, em virtude do tempo de viagem e do curto descanso após o desembarque em São Luís.
No treino, os atletas já sentiram o carinho da torcida maranhense, que compareceu ao estádio e até formou longas filas para comprar ingressos, apenas para acompanharem a atividade desta terça. Os mais aclamados pelos torcedores foi o lateral-direito Léo Moura e o goleiro Paulo Victor.

A única anormalidade do treino, aconteceu na saída dos jogadores, quando os torcedores invadiram o gramado, mas rapidamente todos os atletas foram retirados para o vestiário. Para o confronto contra o Criciúma, com as ausências de Eduardo da Silva e Samir, o provável time será escalado com Paulo Victor, Léo Moura, Wallace, Chicão e Anderson Pico; Cáceres, Canteros, Márcio Araújo e Everton; Gabriel e Nixon.

treino fla (Foto: Bruno Alves) 
Flamengo realizou apenas um rachão, em São Luís (Foto: Bruno Alves)

Flamengo vence Bostafogo com facilidade e conquista seu oitavo título no OPG

Se nas edições de 2012 e 2013 do Torneio Otávio Pinto Guimarães Flamengo e Botafogo precisaram de pênaltis para decidir o campeão, isso não se repetiu na final desse ano, ocorrida neste sábado, no Estádio Nivaldo Pereira, em Nova Iguaçu. O Rubro-Negro, que passeara no primeiro jogo com vitória por 4 a 2, tornou vencer o rival com facilidade: 3 a 1. Hegemônico no torneio, o Fla chegou a sua oitava conquista.

Flamengo campeão da OPG sobre o Botafogo (Foto: Gilvan de Souza/Fla Imagem) 
Molecada rubro-negra faz a festa após a conquista do título do OPG (Foto: Gilvan de Souza/Fla Imagem)

Matheus Sávio(Foto)  foi destaque absoluto da partida, participando dos três gols rubro-negros, todos feitos na etapa inicial. No primeiro, deu bom passe para Jajá completar com outro ótimo toque. Depois, iniciou jogada que terminou em cruzamento de Jorge para Darlan marcar de cabeça. No último, rolou para Darlan, de calcanhar, fazer um golaço.

Jean, aos 37 do segundo tempo, anotou o único gol do Botafogo.

A partida teve quatro jogadores expulsos. Aos 22 minutos do primeiro tempo, após confusão, o rubro-negro Léo Henrique e o alvinegro Dierson acabaram indo para o chuveiro mais cedo. Aos 38 do segundo tempo, novo desentendimento e vermelho exibido a Jorge (Flamengo) e Andrade (Botafogo).

Vale destacar que houve mudança no comando nos quatro jogos finais. Zé Ricardo dirigiu o Flamengo nas vitórias sobre Olaria (1 a 0), Bangu (2 a 0) e nas finais contra o Glorioso.

Maior campeão do Otávio Pinto Guimarães (OPG), o Flamengo levantou a taça no torneio nos anos de 1984, 1985, 1993, 2006, 2007, 2011, 2012 e 2014.

Flamengo campeão da OPG sobre o Botafogo (Foto: Gilvan de Souza/Fla Imagem) 
Festa no Estádio Nivaldo Pereira, campo do Artsul, foi grande (Foto: Gilvan de Souza/Fla Imagem)

Flamengo x Vitória na Arena Amazônia: ingresso passa a ser parcelado

Os ingressos para a partida entre Flamengo x Vitória, que acontece no próximo sábado, 29, na Arena Amazônia, ainda estão à venda. E a organizadora do confronto válido pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro decidiu promover modificações no que diz respeito a comercialização dos bilhetes: ampliou os locais de venda e permitiu o parcelamento dos ingressos. 

Arena Amazônia - Botafogo e Flamengo (Foto: Isabella Pina) 
Arena Amazônia espera grande público para Flamengo e Vitória (Foto: Isabella Pina)


A partir deste sábado, os torcedores, além da Arena Amadeu Teixeira, poderão adquirir os ingressos para o duelo entre os rubro-negros no quiosque da organizadora da partida, no shopping Cidade Leste, e na loja All Kids, no shopping da Ponta Negra. O horário de vendas será das 10h às 20h, além do site ingresse.com.

Outra novidade é a venda parcelada. Os bilhetes custam R$ 80 (cadeira superior/meia), R$ 120 (cadeira inferior/meia), R$ 150 (cadeira VIP/meia) e R$ 250 (Camarote/por pessoa/meia). Esses valores podem ser parcelados – nos pontos de venda físicos (quiosque, loja All Kids e bilheteria da Amadeu Teixeira) – em até 3X em todos os cartões de crédito (exceto American Express).

No último número divulgado pela organizadora, 16 mil ingressos haviam sido vendidos para o jogo entre Fla e Vitória, mas a expectativa é de que, novamente, mais de 40 mil pessoas estejam no estádio da capital amazonense para acompanhar uma partida da Série A do Campeonato Brasileiro. 

Flamengo desembarca em São Luís e torcida recebe delegação com festa

O Flamengo já está em São Luís-MA. A delegação rubro-negra desembarcou na capital maranhense por volta das 13h deste sábado, com a recepção de centenas de flamenguistas. A equipe carioca faz jogo pelo Brasileiro da Série A contra o Criciúma, neste domingo, no Estádio Castelão, às 17h (horário de Brasília).

Torcida do Flamengo lotou dependencias do Aeroporto Marechal Hugo da Cunha Machado (Foto: Bruno Alves) 
Torcida do Flamengo lotou dependências do Aeroporto Marechal Hugo da Cunha Machado (Foto: Bruno Alves)

Apesar da goleada sofrida na última rodada do Brasileiro da Série A para o Atlético-MG, por 4 a 0, a torcida do Flamengo fez questão de “invadir” o Aeroporto Marechal Hugo da Cunha, em São Luís-MA, e os atletas do rubro-negro carioca foram ovacionados pelos torcedores.


Jogadores do Flamengo foram ovacionados pelos torcedores (Foto: Bruno Alves)A estimativa é de casa cheia para o confronto deste domingo. O Castelão tem capacidade para 40 mil torcedores e só na última quarta-feira mais de 20 mil ingressos já haviam sido vendidos.

Os jogadores do Flamengo ainda realizam um treino na tarde deste sábado na capital maranhense. A movimentação será realizada no Estádio Nhozinho Santos, 17h (horário de Brasília).

A partida entre Flamengo e Criciúma será realizada neste domingo no Estádio Castelão, em São Luís-MA. O confronto está marcado para às 17h (horário de Brasília).

Com 47 pontos, o Flamengo é o nono colocado no Brasileiro da Série A. O Criciúma luta contra o rebaixamento e é o lanterna com apenas 30 pontos.


Luxa faz campanha por Paulo Victor: "Vai despertar os olhos de Dunga"

Paulo Victor treino Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)Quando chegou ao Flamengo em julho deste ano, o técnico Vanderlei Luxemburgo encontrou o time na lanterna do Campeonato Brasileiro e passando por mudanças no elenco, com a saída de alguns jogadores. No entanto, uma delas teve a sua escolha: a entrada do goleiro Paulo Victor como titular.

A chance não passou em branco. Paulo assumiu a posição de titular e conquistou o respeito de todos no clube. Por isso, Luxemburgo já vê no futuro uma possibilidade de ele ser lembrado para a seleção brasileira.

- Se continuar assim, vai despertar os olhos do Dunga para uma chance na Seleção. É um goleiro de defesas importantes. Não faz defesa difícil quando o jogo está 4 a 0. É no 0 a 0 em que ele tira a bola, segura o resultado de 1 a 0. Goleiro bom defende o seu gol quando precisa. Se estiver 4 a 0 pode até tomar um peru - disse o treinador.

Em 2010, Luxemburgo já havia trabalhado com Paulo Victor na reta final do Campeonato Brasileiro. Na época, o goleiro ainda tinha 23 anos, mas ganhou a confiança do treinador para ser o reserva imediato de Felipe no ano seguinte, com a saída de Marcelo Lomba.

- Já gostava dele quando trouxe o Felipe em 2011. Na época, o clube precisava de um nome para a posição e deixei o Lomba sair para o Paulo Victor ficar como reserva. Falava com o Cantarelli antes como ele era rápido e da dificuldade que havia para fazer gol nele no treino. Quando cheguei agora, precisava fazer algo, o Felipe vinha de lesão, tinha perdido um jogo. Botei o Paulo Victor e ele não deixou fugir a oportunidade - comentou Luxemburgo.

Paulo Victor atuou em 36 jogos este ano, a maior parte deles no Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil, e sofreu 37 gols. O goleiro ainda tem contrato com o Flamengo até maio de 2016.

Everton completa 100 jogos pelo Flamengo: "Fundamental"

Depois de aparecer como promessa no Paraná, Everton chegou ao Flamengo como um investimento em 2008 e acabou participando ativamente da conquista do Campeonato Brasileiro do ano seguinte, muitas vezes atuando como lateral-esquerdo. Deixou o clube para jogar no México, defendeu o Botafogo, foi para a Coreia do Sul e estava no Atlético-PR. De volta em janeiro deste ano, o jogador completa 100 jogos neste domingo, contra o Criciúma, pelo Campeonato Brasileiro.

Nesta temporada, Everton se transformou no principal jogador do Flamengo. Ele atuou em 47 jogos, sendo dois como reserva, e marcou nove gols, empatado na vice-artilharia do time em 2014 com Eduardo da Silva e Gabriel, atrás apenas de Alecsandro, que tem 21.

Everton, Ninho do Urubu, treino, Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/ Fla Imagem) 
Everton está com muita moral no Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/ Fla Imagem)

Com contrato até o fim de 2017, Everton é considerado pela  comissão técnica um nome para se tornar parte da espinha dorsal do time em 2015. O técnico Vanderlei Luxemburgo o considera moderno e capaz de se adaptar facilmente ao sistema de jogo escolhido, faltando apenas mais vontade de fazer gols.

- Acho que foi fundamental para o nosso time dentro do que se joga no futebol de hoje, nessa tendência mundial em que ganhou importância o jogador de recomposição, mudança de direção, velocidade pelo lado de campo. É uma realidade antiga. O 4-2-3-1 de hoje nada mais é do que um 4-3-3 disfarçado. Isso encaixou no futebol brasileiro e o Everton tem essa característica. Só tem que aprender a gostar mais de gol. Ele ajudou muito o Flamengo a sair da confusão - afirmou Luxemburgo.

Everton vai completar 26 anos no dia 11 de dezembro e fez sua estreia com a camisa do Flamengo no dia 31 de agosto de 2008, no empate em 2 a 2 com o Fluminense. No elenco atual, em número de jogos, perde apenas para Léo Moura, Felipe e Luiz Antônio.

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Casa cheia em São Luís: Flamengo encontra motivação para cumprir tabela

Jogo entre Flamengo e Criciúma é válido pela 36ª rodada do Brasileiro da Série A (Foto: Tercio Bruno/Divulgação)Depois de ter a sua situação definida do Campeonato Brasileiro, longe da confusão, a diretoria do Flamengo decidiu comercializar seus mandos de campo restantes. Não teve sucesso no confronto com o Coritiba, que seria em Cuiabá, mas a mudança foi vetada pela CBF, acabou marcando a despedida do time do Maracanã em 2014. Com isso, negociou os jogos contra Criciúma e Vitória para São Luís e Manaus, respectivamente.

Neste domingo, o jogo será contra o Criciúma, e a previsão é de 40 mil pessoas no Castelão. A presença dos torcedores pode servir como motivação para os jogadores depois da goleada de 4 a 0 aplicada pelo Atlético-MG quarta-feira, em Belo Horizonte.

- É difícil encontrar motivação quando não se está disputando alguma coisa. Tem a responsabilidade profissional e o salário que ganhamos. Mas com esse jogo, tendo torcedores de outro estado, pode haver uma motivação diferente. Devemos dar uma satisfação ao torcedor - disse o técnico Vanderlei Luxemburgo.

Apesar de concordar com a venda dos dois últimos jogos com mando de campo do time no Brasileiro, Luxemburgo demonstrou preocupação para a próxima temporada. Para ele, o local dos jogos deveria ser definido antes do início da competição, logo depois do lançamento da tabela e não mais 10 dias antes do jogo.

- A CBF não pode determinar só 10 dias para a mudança. Quando a tabela for formatada, ela deveria dar um prazo aos dirigentes para dizer que jogos gostaria de vender. Para São Luís, por exemplo, não há voos frequentes e vamos nos dividir em dois na ida e até em mais na volta. O futebol precisa acompanhar esse processo para que a logística seja programada - disse o treinador.

Para a próxima temporada, Luxemburgo acredita que o Flamengo fará essa negociação antecipada dos jogos. No entanto, depois de uma conversa do departamento de marketing com o de futebol para determinar quais serão escolhidos.

- É uma realidade que vai tomar conta do Campeonato Brasileiro na próxima temporada. O Flamengo necessida de receitas, e há esses jogos alternativos. Não vejo problema. É pegar a tabela e analisar, ver que jogo pode ser jogado fora com pessoal da parte técnica e do marketing, fazendo um projeto, usando o sócio-torcedor - comentou.


Luxa fala em investimento consciente, mas afirma: "Craque é o mais barato"


O ano de 2014 já terminou para o Flamengo. Falta apenas cumprir a tabela do Campeonato Brasileiro, disputando mais três jogos antes das férias. No entanto, o planejamento para 2015 já iniciou há algum tempo e foi acelerado depois de o time cair na Copa do Brasil e se livrar da zona da confusão. Uma reformulação se faz necessária, com jogadores em fim de contrato, outros que voltam de empréstimos e, principalmente, a busca de um nome para assumir o papel de ídolo.

Uma das preocupações da diretoria ao se discutir a contratação de um grande nome é o alto valor do mercado. Com participação ativa na discussão sobre reforços para 2015 e preocupado em disputar títulos importantes em 2015, o técnico Vanderlei Luxemburgo vê de uma forma diferente essa situação.

- Craque é o mais barato. Ele traz campeonato, atrai novos torcedores e enche o estádio. Na época do Zico, a gente dizia: "vamos correr que ele resolve". Caro é quem não dá resposta. Hoje, o problema é que qualquer jogador é craque. Pode ter um projeto. Aquele time do Palmeiras de 1993, quando começou, ninguém conhecia Roberto Carlos e Edílson. Tem que ver no mercado o potencial de crescimento e se aí tornam diferentes. É buscar para dar o tiro certinho, ver quantos jogos faz por ano, se contagia os colegas, olhar e dizer que pode ser - comentou Luxemburgo.

Nessa busca intensa, o treinador mantém seu apoio ao trabalho realizado pela atual diretoria do Flamengo. Para ele, é preciso manter essa responsabilidade, com o departamento de futebol dentro do orçamento, mas sem perder a capacidade de fazer grandes contratações mesmo sem ter recursos. Para isso, lembra a participação dos investidores.

- Não se monta um grande time sem investidores. Isso existe há tempos no futebol. Tem que olhar o mercador sul-americano, ver os brasileiros que estão voltando do futebol internacional. A gente tem que ter discernimento de análise. Não podemos ser irresponsáveis pela necessidade de construir um time. É criar um sem comprometer o orçamento. É questão de inteligência. Modéstia à parte, já faço isso há muito tempo. Nas gestões em que participei, ganhamos campeonatos e auferimos lucros com jogadores de mercado para serem vendidos depois - disse.

Luxemburgo vem conversando diariamente com os dirigentes para determinar nomes capazes de mudar o patamar do Flamengo em 2015. Para ele, esse jogador de mais destaque precisa criar uma identificação para suprir essa ausência de ídolo que o clube vive.

- A gente não pode chegar em um lugar, e o Luxemburgo ser o carro chefe, quem mais tira foto. Tenho minha identificação com o Flamengo e prestígio no futebol, mas precisamos daquele jogador que sai primeiro no saguão do aeroporto para levar a torcida toda com ele e o restante poder sair sem problema. Temos que descobrir esse jogador. O Flamengo precisa desse ídolo. Pode ser que não contrata e surja um. Há alguns meses, queriam trocar o Gabriel pelo Feijão. Pergunta hoje para o torcedor se ele quer que o Gabriel vá embora. Pela jeito de jogar, insinuante, moleque, pode se tornar um ídolo - comentou o treinador.


Flamengo não terá Eduardo da Silva e Samir contra o Criciúma

Eduardo da Silva, Ninho do Urubu, treino, Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/ Fla Imagem)Na reta final da temporada, o Flamengo terá dois problemas para o confronto com o Criciúma, domingo, em São Luís, pelo Campeonato Brasileiro. O atacante Eduardo da Silva, com um problema no tornozelo direito, e o zagueiro Samir, com dores na coxa direita, estão vetados e sequer viajam com o grupo.

Eduardo da Silva vai desfalcar o Flamengo pelo quarto jogo seguido. A última vez em que entrou em campo foi na eliminação da Copa do Brasil para o Atlético-MG, quando deixou o campo no início do segundo tempo.

Samir se machucou na vitória por 3 a 2 sobre o Coritiba e desfalcou o time na derrota por 4 a 0 para o Atlético-MG, quarta-feira, em Belo Horizonte. Na ocasião, Marcelo foi seu substituto.

Em compensação, o técnico Vanderlei Luxemburgo confirmou a volta do paraguaio Cáceres ao time. Considerado o pilar defensivo do time, ele ficou fora dos dois últimos jogos por estar a serviço da seleção do Paraguai. O Flamengo acabou sofrendo seis gols nos confrontos.

O provável time para o jogo de domingo será Paulo Victor, Léo Moura, Wallace, Chicão e Anderson Pico; Cáceres, Canteros, Márcio Araújo e Everton; Gabriel e Nixon.



Angra dos Reis ganha Loja Oficial do Flamengo


Nova Loja da Nação em Angra dos Reis O Shopping Piratas, em Angra dos Reis, passa a ter uma Loja Nação Rubro-Negra para atender aos torcedores do Flamengo na cidade. O estabelecimento vai funcionar no segundo piso, a partir desta sexta-feira (21.11), às 10h. Quem viajar para a região durante o feriado já pode incluir uma visita em sua agenda. Sócios-torcedores têm 10% de desconto. Clique aqui para aderir.

A loja opera em um ponto onde é possível conferir as belezas da cidade. As Lojas Nação Rubro-Negra têm arquitetura e decoração inspiradas no maior patrimônio do Mais Querido: a torcida. Empreendedores interessados em abrir uma loja oficial podem entrar em contato pelo email lojasnacaorubronegra@mfplai.com.br ou pelo telefone (21) 2159-0243.

Flamengo x Criciúma: torcedores formam longas filas por ingressos

Flamengo e Criciúma se enfrentam neste domingo no Estádio Castelão, em São Luís-MA, e promessa é de casa cheia para o confronto pela Série A do Brasileiro. Nessa quarta-feira, o clube carioca anunciou a primeira parcial de vendas e 23 mil bilhetes já haviam sido vendidos. Nesta sexta-feira, esse número deve aumentar consideravelmente, pois as filas por ingressos são extensas.

Torcedores formam longas filas por ingressos para Flamengo e Criciúma (Foto: Tercio Bruno/Divulgação) 
Torcedores formam longas filas por ingressos de jogo entre Flamengo e Criciúma (Foto: Tercio Bruno/Divulgação)

Nesta sexta-feira pela manhã foram iniciadas as vendas de ingressos de meia-entrada e a procura por este tipo de bilhete é sempre muito alta pela carga reduzida. A expectativa é que o confronto entre cariocas e catarinenses alcance a carga máxima do Castelão: 40 mil lugares.

A partida entre Flamengo e Criciúma será realizada neste domingo no Estádio Castelão, em São Luís-MA. O confronto está marcado para às 17h (horário de Brasília).

Com 47 pontos, o Flamengo é o nono colocado no Brasileiro da Série A. O Criciúma luta contra o rebaixamento e é o lanterna com apenas 30 pontos.


Jogo entre Flamengo e Criciúma é válido pela 36ª rodada do Brasileiro da Série A (Foto: Tercio Bruno/Divulgação) 
Jogo entre Flamengo e Criciúma é válido pela 36ª rodada do Brasileiro da Série A (Foto: Tercio Bruno/Divulgação)

Botafogo, Criciúma, Palmeiras e Bahia são favoritos para cair, diz enquete

Botafogo, Criciúma, Palmeiras e Bahia são os quatro clubes com maior chance de queda para a Série B, segundo enquete realizada pelo "Arena SporTV". Desses times, apenas o Verdão está fora da zona do rebaixamento neste momento.

Diante das sete opções apresentadas pelo programa - os sete últimos colocados -, os internautas dividiram seus votos em: Botafogo (29%), Criciúma (26,7%), Palmeiras (24,3%), Bahia (6,7%), Chapecoense (5%), Coritiba (4,7%) e Vitória (3,6%).

Com três rodadas ainda pela frente, o Brasileirão pode ter definições na parte inferior da tabela já na próxima rodada. Caso não vença o Flamengo, domingo, no Castelão (MA), o Tigre já será rebaixado para a Segundona.

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Flamengo perde a segunda seguida no NBB

A viagem para Minas Gerais foi de completo insucesso para o Flamengo. Depois de sofrer sua primeira derrota no NBB para o Minas Tênis Clube, terça-feira, o atual campeão voltou a perder nesta quinta depois de estar vencendo por 14 pontos no terceiro período. Desta vez, para o Uberlândia. Numa partida repleta de bolas de três pontos - foram 25 no total - e muitas reviravoltas, os mineiros chegaram à vitória por 101 a 98 (46 a 44). Invicta até a terceira rodada, a equipe do técnico José Neto perdeu a segunda consecutiva.

Herói do jogo, Audrey anotou 23 pontos e também terminou como cestinha da partida. Com cinco bola de três em nove tentadas, o americano Caleb Brown também se destacou com 21. Mims ainda anotou 20, e Renan, 12. Pelo lado do time carioca, o argentino Herrmann fez 20 pontos e foi o maior pontuador. Meyinsse e Laprovittola, com 19 cada, e Olivinha, com 13, também tiveram boas atuações.


Após goleada para o Patético-MG, Flamengo desembarca no Rio de Janeiro


Desembarque Flamengo - Márcio Araújo (Foto: Cahê Mota)Um exemplo do que não fazer em campo. Essa foi a lição do Flamengo após a derrota por 4 a 0 para o Atlético-MG, quarta-feira, no Independência, pela 35ª rodada do Brasileirão. No desembarque da delegação no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, nesta quinta, o clima festivo da salvação do rebaixamento no fim de semana foi substituído por expressões fechadas e decepção pelo que aconteceu em BH. Faltando três rodadas para terminar a competição, os rubro-negros se cobram para evitar o clima de férias antecipadas.

Márcio Araújo e os outros jogadores desembarcaram com caras desanimadas na volta ao Rio (Foto: Cahê Mota)


Destaque da partida com grandes defesas, apesar dos quatro gols sofridos, Paulo Victor deu entrevistas ouvindo gritos de um torcedor já famoso por sempre buscar confusão nas chegadas ao Santos Dumont. Independente da falta de originalidade do protesto solitário, o goleiro pediu uma mudança de postura diante de Criciúma, Vitória e Grêmio.

- Temos que estar focados em terminar bem o ano. Temos que fazer o nosso dentro de campo para não ouvir esse tipo de coisa. O relaxamento acontece às vezes, mas temos que saber que faltam três jogos e precisamos vencer para terminar o ano com dignidade.



Desembarque Flamengo - Anderson Pico (Foto: Cahê Mota)
Anderson Pico seguiu o discurso do goleiro. Com o contrato próximo do fim, o lateral é um dos que precisa mostrar serviço para seguir no clube em 2015 e falou da importância de já apagar a má impressão deixada em Belo Horizonte no próximo jogo, diante do Criciúma.

- Não podemos deixar o abatimento pegar nossa equipe. Não estamos em clima de férias, o Vanderlei tem testado alguns atletas e deixamos a desejar. Vamos fazer o possível e o impossível domingo para vencer e terminar o ano da melhor maneira.

Com 47 pontos, o Flamengo é o décimo colocado no Brasileirão e encara o Criciúma, domingo, às 17h (de Brasília), no Castelão, em São Luís do Maranhão, pela 36ª rodada.


Contra peneira no Flamengo, Cáceres deve voltar ao time contra o Criciúma

caceres flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)Pilar defensivo do Flamengo na temporada, o volante Cáceres deve voltar ao time domingo, contra o Criciúma, em São Luís, pelo Campeonato Brasileiro. Ele atuou em dois amistosos do Paraguai com o Peru, um tempo em cada. Com isso, deve se reapresentar em boas condições físicas para reforçar o meio-campo.

Nos dois últimos jogos, com Cáceres cedido para a seleção do Paraguai, o Flamengo sofreu seis gols. Antes disso, no empate em 2 a 2 com o Sport, em Recife, ele saiu de campo com o time vencendo por 2 a 0. Os dois gols do adversário saíram nos cinco minutos finais.

Com Cáceres em campo, o Flamengo atuou 29 vezes este ano e sofreu apenas quatro derrotas, três no Campeonato Brasileiro e uma na Copa do Brasil. Em apenas uma delas, o time sofreu mais de dois gols, justamente quando perdeu por 4 a 1 para o Atlético-MG, na eliminação da Copa do Brasil.

Sem o paraguaio, o técnico Vanderlei Luxemburgo optou pela escalação de Márcio Araújo na sua função nos jogos contra Coritiba e Atlético-MG. No segundo tempo do jogo realizado nesta quarta-feira, colocou Amaral em campo para resguardar o time e adiantou Márcio Araújo para a função que está mais acostumado. Ainda assim, não deu resultado.

Nos últimos jogos da temporada, Luxemburgo afirmou que faria experiências já pensando na próxima temporada, na forma como pretende armar o time. A expectativa é de que mudanças possam acontecer nos três próximos jogos para testar outros jogadores.


Sem grandes objetivos em 2014, comissão técnica preserva Alecsandro

Alecsandro treino Flamengo (Foto: Thales Soares)Fora da Copa do Brasil e sem maiores pretensões no Campeonato Brasileiro, a comissão técnica do Flamengo decidiu preservar o atacante Alecsandro de atividades mais intensas neste fim de ano. Assim, o atleta só volta a jogar futebol em 2015. Ele foi submetido a uma cirurgia no rosto no dia 16 de outubro, depois de um choque de cabeça no confronto com o América-RN, pela Copa do Brasil.

Alecsandro vem realizando exercícios físicos, mas ainda não foi liberado para trabalhos com contato. Caso o Flamengo estivesse na disputa da final da Copa do Brasil ou ainda dependendo de resultados no Brasileiro, o processo de recuperação seria acelerado. No entanto, com as duas situações resolvidas, não vale o risco.

A comissão técnica, agora, trabalha para que o jogador encerre o ano em boas condições físicas para entrar na pré-temporada em janeiro no mesmo nível dos companheiros. O atleta tem contrato com o clube até o fim do ano que vem e vai finalizar 2014 como artilheiro do time, com 21 gols.

Além de Alecsandro, o Flamengo ainda tem entregue ao departamento médico o atacante Paulinho, que foi submetido a uma cirurgia no joelho direito e só volta a jogar em 2015. Os dois eram titulares quando sofreram as lesões.

Para o jogo contra o Criciúma, domingo, em São Luís, o Flamengo ainda não deve contar com a volta do zagueiro Samir. O jogador está com dores na coxa direita e, mesmo com a previsão de treinar com o grupo na sexta-feira, não deve iniciar o próximo confronto. Eduardo da Silva, recuperado de um problema no tornozelo direito, tem chances de voltar.


Luxa critica comportamento do Flamengo


Vanderlei Luxemburgo evitou criar maiores fantasmas em cima da goleada por 4 a 0 sofrida pelo Flamengo para o Atlético-MG, nesta quarta-feira, no Independência, em Belo Horizonte, pela 35ª rodada do Brasileirão. Se o empate com o Sport gerou gritos enfurecidos no vestiários e críticas em entrevista coletiva, desta vez os méritos foram para o adversário. O treinador ressaltou a força do Galo no Horto, mas não deixou de dar um puxão de orelhas para postura apática de seus comandados no primeiro jogo após a salvação matemática do risco de rebaixamento.

O Flamengo até começou tentando propor o jogo, apostando na velocidade de Nixon, Everton e Gabriel, mas com dez minutos já tinha sofrido uma bola no travessão e ficou acuado. Luxa usou números que ouviu do presidente rival, Alexandre Kalil, para amenizar o revés. A goleada, no entanto, não tem perdão. Para o treinador, a atuação foi digna de clubes que vivem situação delicada contra a degola.

- Nós jogamos contra a melhor equipe do Brasil. Muito difícil de ser marcada. O Cruzeiro teve problema. Jogando aqui então... Pegando a estatística do Atlético-MG, estava conversando com o Kalil, é de 80% de aproveitamento em casa, terceiro melhor do mundo com mando de campo. Peguei o time na zona de rebaixamento. Com esse comportamento do time hoje estaria na situação do Botafogo, do Palmeiras.

Com 47 pontos, o Flamengo caiu para décima colocação na tabela e terá pela frente o Criciúma, domingo, às 17h (de Brasília), no Castelão, em São Luís do Maranhão, pela 36ª rodada. A delegação rubro-negra desembarca no Rio de Janeiro no início da tarde desta quinta.

Confira a íntegra da entrevista coletiva:

Vanderlei Luxemburgo, Atlético-MG X Flamengo (Foto: Cristiane Mattos / Agência estado)Contrato
Não tenho renovação. Foi só a assinatura. O que estava estabelecido foi só colocar no papel. Já estava sendo cumprido. Tudo vem sendo observado com calma, carinho. Temos que fazer um ano diferente do que está sendo feito nos últimos dois anos. Não pode jogar como jogou, nem como vinha jogando. Vamos procurar um caminho para que possa estar na elite e encontraremos.

Jogo encaixado
Não é com o Flamengo. Encaixou no Corinthians, no Cruzeiro. O Atlético-MG, pela forma que vem jogando, é o melhor time do Brasil hoje. O Flamengo jogou mal. Repetiu aquilo que encontrei quando cheguei, um time sem vida, sem ânimo, sem mostrar a cara que pudesse permanecer na Primeira Divisão.

Reforços
Estou falando com a diretoria. Não adianta falar em nomes dentro do mercado. Vamos colocar situações para uma temporada diferente no ano que vem.

Diferença da Copa do Brasil
Naquele jogo ainda fizemos um primeiro tempo bom. Desta vez, o Atlético-MG jogou e nós, não.

Sem motivação
É inerente ao ser humano. Estava falando com o Kalil. É duro não ter perspectiva de alguma coisa. Única coisa que eles têm que entender é que não passa impune toda hora perder de quatro no Flamengo.

Atlético-MG
O jogo da temporada deles é o da próxima quarta-feira. Depois do que fizeram no primeiro jogo, vieram mais leve para enfrentar o Flamengo, descontraídos. Como aconteceu quando o Atlético-MG poderia ter colocado o Cruzeiro na Segunda Divisão e levou de seis. Aquele jogo valia para o Cruzeiro, e o Atlético-MG entrou relaxado. São situações que acontecem, mas não justificam a realidade.


LÉO MOURA - Ex-jogador
Uma avenida incrível pelo lado direito. Tardelli fez o que quis. Ainda cometeu pênalti e sua situação no jogo levou até a uma discussão com o zagueiro Marcelo na busca pelo posicionamento correto.
Nota: 0


Segunda divisão






Figueirense 1 x 0 Bostafogo






quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Flamengo 0 x 4 Atlético-MG(Léo Moura)




Ficha  técnica    

Gol: Luan(2),  Diego Tardelli, Dodô

Cartão amarelo: Luan, Marcos Rocha
  

Flamengo: Paulo Victor, Léo Moura, Wallace, Marcelo, Anderson Pico(João Paulo); Márcio Araújo(Luiz Antonio), Canteros, Lucas Mugni(Amaral), Gabriel, Éverton e Nixon.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Patético-MG:  Victor, Marcos Rocha, Jemerson, Léo Silva e Douglas Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca, Dátolo(Eduardo) e Luan(Dodô).; Diego Tardelli e Carlos(Marion).
Técnico: Levir Culpi


Banco de reservas Atlético-MG: Giovanni, Uilson, Edcarlos, Tiago, Pedro Botelho, Alex Silva, Pierre, Eduardo, Paulinho, Marion, Josué e Dodô.

Flamengo: Cesar, Chicão, Frauches, Erazo, João Paulo, Léo, Luiz Antonio, Amaral, Muralha, Mattheus, Igor Sartori e Élton.




Data: 19/11/2014
Hora: 22h (de Brasília)
Local: estádio Independência


Transmissão: A TV Globo transmite o jogo para os estados de RJ, MG (menos Belo Horizonte), RS, SC, PR, ES, GO, TO, MS, MT, BA, SE, AL, PB, RN, CE, PI, MA, PA, AM, RO, AC, RR, AP e DF e o Premiere FC e o PFC HD mostram para todo o Brasil.

Árbitro: Flávio  Rodrigues de Souza
Auxiliares: Alessandro A. Rocha de Matos Luiz Carlos Silva Teixeira


Flamengo x Criciúma: 23 mil ingressos vendidos antecipadamente



No próximo domingo, o Castelão receberá o confronto entre Flamengo e Criciúma, pela 36ª rodada do Brasileirão. Com os ingressos já a venda, o Flamengo anunciou a primeira parcial, com 23 mil ingressos já vendidos para o jogo na capital maranhense.

Os ingressos estão sendo vendidos na Loja Nação Rubro-Negra. As entradas para os setores 1, 2, 3, 5 e 6 custam R$ 60, para o setor 4 custa R$ 80 e para o setor de cadeiras cobertas R$ 100. Os sócios-torcedores tem direito ao ingresso com desconto de 50%.

Com 47 pontos, o Flamengo é o nono colocado e o Criciúma ocupa a 20ª colocação com apenas 30 pontos. O jogo, do próximo domingo, será realizado às 17h (de Brasília).

Flamengo faz 4 a 2 sobre o Botafogo no primeiro jogo da final do OPG



Flamengo e Botafogo iniciaram a terceira decisão consecutiva do Torneio Otávio Pinto Guimarães na tarde desta quarta-feira, na Gávea, e o Rubro-Negro abriu ótima vantagem: venceu por 4 a 2. No jogo de volta, sábado, no Artsul, em Nova Iguaçu às 16h, o Fla pode perder por um gol de diferença. Vitória alvinegra por dois gols de diferença leva o jogo para os pênaltis.

Douglas Baggio, Jajá, Darlan e Natan marcaram para o Fla. Baggio, aliás, balançou a rede no primeiro minuto de jogo e logo aos cinco, com dores na coxa esquerda, deu lugar a Darlan. Jean e Luiz Henrique anotaram os gols alvinegros.

O Flamengo construiu a vitória com três belos gols: Jajá, em cobrança de falta; Darlan, de peixinho; e Natan, com toque por cobertura. No ano passado, na partida decisiva entre Flamengo e Botafogo, também na Gávea, um dos gols alvinegros foi feito de bicicleta, por Vinicius Tanque. O Glorioso terminou como campeão após disputa por pênaltis.

O Fla é o maior campeão do OPG, com sete conquistas, quatro a mais do que tem o Bota.

Diretor do Flamengo vê dificuldades em revelar novos talentos olímpicos

No último dia do II Seminário de Gestão do Esporte, realizado em Belo Horizonte, Marcelo Vido, diretor de esportes olímpicos do Flamengo, falou sobre a dificuldade que os clubes brasileiros encontram em descobrir novos talentos nas mais diversas modalidades. Para o dirigente, os problemas mais sérios são naqueles esportes que não são práticados na maioria das escolas do país. 

- Dependendo da modalidade, sim, há uma dificuldade em encontrar novos atletas. Hoje em dia, sabemos que o basquete, o vôlei e o handebol são muito praticados nas escolas. Nós temos problemas mais sérios para detectar talento em esportes como remo, nado sincronizado ou polo aquático. Então, você ter um trabalho de ir buscar o perfil desses meninos nas comunidades, escolas, e trazer para o clube e, aí sim, desenvolver, é um desafio muito grande. Diferente um pouquinho do basquete, vôlei e handebol, já que há a prática nas escolas - explicou Marcelo Vido.

O diretor de esportes olímpicos do Flamengo explicou, porém, que o clube da Gávea tem aproveitado o momento do país às vésperas dos Jogos de 2016 para reestruturar as instalações da sede na zona sul do Rio de Janeiro. Marcelo Vido disse que um dos objetivos da diretoria rubro-negra é aumentar o intercâmbio internacional em algumas modalidades. 

- O Flamengo está utilizando o momento olímpico para reestruturar as instalações com equipamentos. O segundo ponto é buscar a excelência no esporte e, em cada modalidade, buscar onde é praticado o melhor do esporte, por exemplo, o remo na Inglaterra e o basquete nos Estados Unidos. E o terceiro ponto é participar de debates com opiniões, colaborações e que, em cada seminário, se saia com recomendações em prol da melhoria do esporte e desenvolvimento do Brasil - concluiu.

Diretor de esportes olímpicos do Fla vê dificuldades em revelar novos talentos  (Foto: Reprodução SporTV) 
Diretor de esportes olímpicos do Fla vê dificuldades em revelar novos talentos (Foto: Reprodução SporTV)

Saída de Felipe do Flamengo envolve R$ 1 milhão e outras pendências

Felipe Flamengo treino (Foto: Pedro Martins / Agência Estado)De titular do gol do Flamengo - com salário que ultrapassa a barreira dos R$ 200 mil - Felipe passou a ser peça descartável. Mesmo há quatro meses sem atuar, o futuro do goleiro será definido somente ao término do Campeonato Brasileiro. E uma pendenga que ultrapassa a casa de R$ 1 milhão já está sobre a mesa do diretor executivo de futebol, Felipe Ximenes, e do vice-presidente do departamento, Alexandre Wrobel, responsáveis por conseguirem uma solução juntamente com o setor de finanças do clube. É preciso equacionar a dívida para que o jogador deixe o Rubro-Negro.

Os pagamentos na carteira de trabalho estão em dia, mas os direitos de imagem completaram recentemente sete meses de atraso, no total de R$ 980 mil, segundo o GloboEsporte.com apurou. Ainda existe a questão de luvas. As partes debatem percentuais de juros e qual seria o valor exato desse último ponto, mas é certo que o total romperá a casa do milhão.

O Flamengo busca um acordo, pois, além do débito que supera R$ 1 milhão, ainda restam 13 salários a serem pagos - o contrato vence em dezembro de 2015 -, além dos décimos-terceiros.

- Temos questões para serem definidas. Ao término do campeonato, vamos debater as possibilidades. Não confirmo valores, mas existem algumas coisas em aberto. Vamos sentar para saber como isso será acertado - afirmou o empresário Bruno Paiva, responsável pelos interesses de Felipe.

O vice-presidente de futebol, Alexandre Wrobel, reconhece a dívida, mas também prefere não comentar sobre valores.

- Nós estamos conversando com ele, buscando uma saída. Uma composição que seja boa para ele e para o clube. Imagino que ele não tenha interesse em ficar na situação em que está. Tivemos conversas com o empresário dele, estamos em contato direto, com a participação do financeiro. Acho que vamos conseguir resolver isso até o fim deste mês - garantiu Wrobel. 

Durante o processo, Felipe chegou a demonstrar abatimento com a situação, e também se queixou com pessoas próximas sobre a falta de uma posição mais concreta do comando do departamento de futebol.

Martírio completa quatro meses

Nesta quinta-feira completam-se exatos quatro meses do último jogo de Felipe pelo Flamengo. E, em um ano complicado para o goleiro, até essa lembrança é ruim: 4 a 0 sofrido diante do Internacional, em Porto Alegre, no distante 20 de julho. 

Logo depois, Ney Franco foi demitido para chegada de Vanderlei Luxemburgo. Logo nos primeiros treinamentos, Felipe já parecia ser o primeiro da fila. Luxa optou por Paulo Victor e Cesar como reserva. Na semana seguinte à chegada do novo treinador, ele não foi relacionado para vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo. Nos dias seguintes, queixou-se de uma lesão na coxa direita. Ao se recuperar do problema, as dores que passaram a incomodar foram na mão direita.

Contratado em 2011 para uma posição em que os rubro-negros vinham de uma década de ídolos, com Julio César e Bruno, Felipe deu a resposta imediata ao contrato de risco com várias cláusulas imposto por Patricia Amorim. Com defesas importantes em pênaltis, foi decisivo na conquista do Carioca invicto, e em dezembro assinou novo vínculo até o fim de 2015.   



terça-feira, 18 de novembro de 2014

Flamengo é derrotado pelo Minas e perde invencibilidade

No reencontro entre Shilton e o Flamengo, o pivô do time mineiro levou a melhor. Dispensado pela diretoria rubro-negra, o bicampeão do NBB pelo time carioca nem fez tanta diferença assim, mas contribuiu com cinco pontos e sete rebotes para a primeira derrota de seu ex-clube no NBB 7. Numa noite pouco inspirada de Marcelinho e Marquinhos, quem brilhou nesta terça-feira em Belo Horizonte foi a dupla da casa formada por Alex e Ansaloni. Responsáveis por 39 pontos, eles foram fundamentais na vitória por 78 a 76 (35 a 33), decidida nos segundos finais. Com o segundo triunfo mineiro na competição, apenas São José e Limeira seguem com cem por cento de aproveitamento no NBB.   

Com 22 pontos, o ala Alex foi o cestinha da partida. Ansaloni, com um duplo duplo de 17 pontos e 13 rebotes, também teve uma grande atuação. O americano Collum, ex-Uberlândia, ainda contribuiu com 13 pontos. Pelo lado do Flamengo, o argentino Walter Herrmann foi o maior pontuador com 18 pontos. Meyinsse anotou 15, Marquinhos, 14, e Marcelinho, 12.

- Surpreendente (a vitória), é o atual campeão mundial, campeão brasileiro, é uma equipe que tem jogadores de grande nome, mas a gente sabe do nosso potencial, sabemos que nossa equipe tem qualidade defensiva e ofensiva, viemos para o jogo tranquilos. Se perdêssemos seria uma derrota comum, e se vencêssemos seria um grande passo na nossa trajetória. Estamos muito felizes por ganhar esse jogo, e agora é curtir a vitória e pensar no Macaé - disse o cestinha Alex, feliz ainda pelo bom desempenho pessoal: "É importante (ser decisivo), ainda mais eu que sou um dos mais velhos junto com Collum e Shilton. Temos que assumir essa responsabilidade no final do jogo. O Demétrius (Ferracciú) deu essa confiança e fico feliz de ter conseguido chamar o jogo e fazer um bom desempenho no final"

O JOGO
Os cinco pontos anotados por Marcelinho logo nos seus dois primeiros arremessos de quadra sugeriam uma terça-feira inspirada do camisa 4. Mas a bola do ala rubro-negro não caiu mais no primeiro período. Mas a seca do lado carioca não ficou apenas nas mãos de seu capitão. Em sete arremessos de três pontos tentados pelo atual campeão, apenas o primeiro de Marcelinho entrou. O desempenho nas bolas de dois foi apenas um pouco melhor. Em dez, a equipe comandada pelo técnico José Neto acertou cinco.

O aproveitamento do lado mineiro não foi dois melhores também, mas o suficiente para terminar os dez minutos iniciais em vantagem. Principalmente em função de Siqueira. Em pouco mais de quatro minutos em quadra, o ala/armador anotou a única bola de três do Minas e ainda acertou outra de dois. Quase a diferença de três pontos do Minas no primeiro quarto.

Basquete Minas x Flamengo (Foto: Orlando Bento/MTC) 
Com 18 pontos, Herrmann foi o cestinha do Flamengo na derrota para o Minas Tênis  (Foto: Orlando Bento/MTC)

O Flamengo voltou melhor no segundo período. A equipe carioca fez 6 a 2 nos minutos iniciais e retomou a liderança. Mas a vantagem durou pouco. Liderado pelo ala Alex, que acertou seus três arremessos no período, anotou sete pontos e foi o destaque do time mineiro no primeiro tempo. Ansaloni, com cinco, também ajudou o Minas a manter a dianteira.

O prejuízo, que chegou a ser de seis pontos, só não foi maior antes do intervalo porque Marquinhos acordou. Com apenas dois pontos no período inicial, o ala da seleção anotou sete no segundo quarto, chegou aos nove e manteve o clube carioca no jogo. Meyinsse, com oito, também se destacou. Depois de um início quente, Marcelinho acertou apenas uma bola no segundo período e terminou o primeiro tempo vencido pelo Minas (35 a 33) com apenas sete.

A parada fez muito bem ao Flamengo, que voltou muito melhor na etapa final. Com uma corrida de 10 a 2 nos três minutos iniciais, o atual campeão do NBB passou a frente e abriu seis de vantagem, sua maior na partida até então. A liderança rubro-negra, no entanto, durou pouco e escapou num piscar de olhos.

Depois de aproveitar um pequeno apagão do time carioca e diminuir o prejuízo para apenas dois pontos, os donos da casa se beneficiaram de duas faltas consecutivas cometidas por Marcelinho, uma delas antidesportiva. Num só tacada, o Minas anotou seis pontos seguidos - quatro deles em lances livres -, retomou a liderança mais uma vez e encerrou o terceiro período um ponto à frente (54 a 53).

Assim como o Flamengo no terceiro período, o Minas começou os últimos dez minutos com a pontaria calibrada. Em uma bola de três pontos de Alex e outra de dois de Ansaloni, os donos da casa fizeram 5 a 0 e abriram 59 a 53. O time carioca diminuiu com Meyinsse, mas Neto foi punido com uma falta técnica e a vantagem voltou a subir para seis pontos. Para piorar, Coelho fez mais dois na sequência, e o prejuízo rubro-negro aumentou para oito.

Mas o atual campeão não estava morto, e, com quatro lances livres convertidos em dois ataques consecutivos - dois de Herrmann e outros dois de Marquinhos -, a diferença caiu para apenas quatro pontos a pouco mais de quatro minutos do fim e obrigou o técnico Demétrius a pedir tempo. A parada freou a reação do Flamengo, e, na sequência, Collum anotou mais dois para os mineiros.

Os donos da casa só não esperavam que Herrmann fosse anotar uma bola de três no ataque seguinte. Collum tentou dar o troco, mas a bola deu aro. Com a mão quente, o argentino anotou mais dois e diminuiu o prejuízo para apenas um ponto. O jogo era lá e cá e a vantagem só aumentou quando Shilton acertou um lance livre a 1min27seg do fim do jogo.

Herrmann sofreu falta a 44 segundos do fim e deixou tudo igual, mas nem deu tempo de o Flamengo respirar. No ataque seguinte, Alex fez uma jogada de três pontos, recolocou o time da casa em vantagem a 25 segundos do estouro do cronômetro e obrigou Neto e pedir seu último tempo. Os cariocas ainda tentaram, mas não conseguiram impedir a vitória mineira por 78 a 76.

Em alta, Everton diz que não foi sondado: “Ninguém me procurou”

As atuações com a camisa do Flamengo, principalmente na reta final do Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil, deixaram Everton com moral. Mortozinho do time, o meia tem ido bem e, consequentemente, gera cobiça de outros clubes. Porém, focado nas quatro rodadas que restam para o fim da temporada, o jogador garante não ter sido sondado.

- Ninguém procurou, não. Tenho três anos de contrato e estou feliz aqui. Fomos eliminados (da Copa do Brasil), mas acredito que foi um bom ano. Tenho que me preparar mais para 2015. Temos que pensar na frente, e acho que esse próximo ano vai ser melhor - explicou o meia.

Everton comemora gol do Flamengo contra o Coritiba (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Mesmo com as boas atuações, Everton não recebeu propostas para deixar o Fla (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)


Em sua primeira passagem pelo Flamengo, Everton conquistou o título do Brasileiro, em 2009, ao lado de jogadores como Petkovic e Adriano. Depois de rodar por clubes como Tigres-MEX, Botafogo, Suwon Bluewings, da Coreia do Sul, e Atlético-PR, ele se sente mais à vontade para defender o Rubro-Negro.

- Estou mais preparado. Na minha primeira passagem eu tinha 19 anos, com jogadores consagrados, e isso pesa um pouco. Essa rodagem de Coreia e México foi importante. Tive momentos de me machucar, fiz cirurgias e, hoje em dia, tudo isso me faz crescer. 

 Com Everton entre os relacionados, o Flamengo encara o Atlético-MG nesta quarta-feira, às 22h, no Independência. Com 47 pontos, o time é o oitavo colocado do Brasileirão a quatro rodadas do fim da competição.


Flamengo lança segundo "Anjo da Guarda" e pretende dobrar arrecadação de 2013




Atletas Olímpicos Flamengo (Foto: Thiago Quintella)Nesta terça-feira, 18 de novembro, o Flamengo deu o pontapé para o início de seu segundo ano do projeto "Anjo da Guarda Rubro-Negro", que visa, via lei de incentivo fiscal, arrecadar fundos para os esportes olímpicos do clube. Nos mesmos moldes do ano passado, os torcedores que quiserem ajudar o Fla podem destinar até 6% de seu imposto de renda devido para o projeto. Já pessoas jurídicas podem doar 1%. Em 2013, 822 pessoas contribuíram, arrecadando R$ 1.182.804,40 para o Rubro-Negro. A meta para o segundo ano do projeto, segundo a diretoria, é dobrar a arrecadação, chegando a mais de R$2 milhões.

- Quando assumimos a diretoria, demos o famoso passo atrás para dar dois para frente. Estamos dando o segundo passo para frente nesse momento. Em 2014 já foi um ano que conseguimos nos equilibrar. O esporte olímpico tinha um déficit de R$ 17 milhões, dinheiro que saía do futebol. A gente traçou como meta tornar o esporte olímpico autossuficiente. Esse déficit hoje está em torno de R$ 3 milhões, mas temos confiança que o Anjo da Guarda fará com que em 2015 seja o ano que vamos declarar independência financeira - disse Alexandre Póvoa, vice-presidente de esportes olímpicos do Flamengo.

Atletas formados no Fla e o Anjo, torcedor símbolo, estiveram presentes (Foto: Thiago Quintella)

A novidade para este ano é a mudança na divisão dos projetos esportivos: modalidades coletivas de base (basquete, vôlei e futsal), remo e a canoagem, esportes individuais terrestres (judô, ginástica e tênis) e os esportes aquáticos (natação, polo aquático e nado sincronizado). O torcedor pode escolher para qual projeto quer fazer a doação de parte de seu imposto de renda.

Anjo Rubro-Negro Flamengo (Foto: Thiago Quintella) 
Presidente do Flamengo, dirigentes e atletas de esportes olímpicos do clube posam com o "Anjo" (Foto: Thiago Quintella)

Apesar de a captação de 2013 ter sido a maior na história da lei do incentivo fiscal, o presidente rubro-negro, Eduardo Bandeira de Mello, diz não estar satisfeito com os números do primeiro programa. Para ele, com o tamanho da torcida do Flamengo, é possível captar muito mais recursos para os esportes olímpicos, visto que o dinheiro investido já iria para o governo e seria apenas repassado para o clube carioca.

- Não estamos satisfeitos. Nós queremos muito mais. Não tem por quê os torcedores do Flamengo não participarem de um programa como esse. Não consigo imaginar como alguém prefere pagar para a secretaria da receita federal, pagar para o Leão, em vez de pagar para o Urubu. O Urubu é mais manso e a grana vai ser melhor aplicada - brincou o presidente.

Todo o valor doado será repassado para o esporte de base, já que a Lei de Incentivo via imposto de renda não permite investimentos no esporte adulto. Os interessados em colaborar precisam entrar no site do Anjo da Guarda (http://anjodaguarda.flamengo.com.br/). É possível simular a doação e gerar o boleto da ajuda ao clube.



Flamengo anuncia em rede social assinatura do contrato de Luxa

Flamengo anuncia renovação de Luxemburgo (Foto: Reprodução)Depois de uma  longa novela, o Flamengo anunciou nesta terça-feira a assinatura do contrato com o técnico Vanderlei Luxemburgo. Ele já tinha firmado compromisso até o fim de  2015 com o clube, mas havia uma pendência sobre uma cláusula que previa a cessão de ingressos  e camisas por jogo ao comandante.

Com o anúncio, Luxemburgo sacramenta sua permanência no clube. Não há multa no contrato das duas partes em caso de rompimento. O processo é o mesmo de quando Mano Menezes deixou o clube em 2013, quando pagou dois salários para assinar a rescisão contratual.

A multa, aliás, havia sido o primeiro empecilho. Luxa abriu mão e voltou a fazer o mesmo com as cláusulas relacionadas aos ingressos e camisas. No entanto, o clube vai fornecer o número pedido pelo treinador, como já vinha sendo feito, mas sem colocar em contrato.

Luxemburgo havia feito uma cobrança pública para a diretoria se posicionar depois da vitória sobre o Coritiba por 3 a 2, domingo, no Maracanã. Na ocasião, o presidente Eduardo Bandeira de Mello confirmou que o martelo estava batido e que o contrato seria assinado.

Contratado em julho deste ano, Luxemburgo chegou ao clube para tirar o time da zona da confusão. Conseguiu seu objetivo e ainda levou o time às semifinais da Copa do Brasil, sendo eliminado pelo Atlético-MG. No Brasileiro, ocupa a oitava colocação, a melhor este ano desde o início da competição.

Vanderlei Luxemburgo - técnico do Flamengo - Natal (Foto: Alexandre Lago/GloboEsporte.com) 
Vanderlei Luxemburgo agora tem contrato assinado com o Flamengo (Foto: Alexandre Lago/GloboEsporte.com)
 
 
 

No reencontro com o Atlético-MG, Everton fala em “gostinho amargo”

Existem derrotas e eliminações que são difíceis de esquecer. Marcam pela forma como acontecem. Assim foi a queda do Flamengo na semifinal da Copa do Brasil. Duas semanas depois, o adversário é o mesmo: Atlético-MG. O 4 a 1 que tirou o Rubro-Negro da decisão ainda machuca. Os jogadores rubro-negros tentam superar a lembrança ruim, mas...

- É uma outra situação. Claro que o gostinho amargo da eliminação é difícil de esquecer, mas é uma outra competição. Sabemos a dificuldade que é jogar contra o Atlético-MG, mas vamos jogar para conquistar os três pontos - disse o meia Everton

Everton Flamengo treino (Foto: Márcio Mercante / Agência Estado) 
Everton ainda sente a queda diante do Galo na Copa do Brasil (Foto: Márcio Mercante / Agência Estado)

A queda na Copa do Brasil teve como consequências reações da torcida, e questionamentos internos e também a Mattheus, que virou um dos personagens da derrota por 4 a 1.

Diferentemente do clima decisivo que foi naquela ocasião, os rubro-negros chegam para o jogo desta quarta-feira, às 22h, no Independência, com a vida resolvida no Campeonato Brasileiro. Na 8ª colocação, com 47 pontos, está fora da briga para cair e pelo G-4.

- Jogador do Flamengo tem que ter motivação sempre. Se jogar mal esses quatro jogos... A pressão de jogar aqui, começam a falar outras coisas. Tem que estar ciente da responsabilidade de jogar no Flamengo - destacou Everton.

O meia sentiu dores no pé devido a uma pancada no jogo contra o Coritiba e não participou do rachão com o restante do grupo nesta terça-feira. No entanto, está relacionado e não será problema contra o Galo.


Em clima de fim de festa, Flamengo faz treinamento com visita de Beto

O clima é de fim de festa. Em oitavo, com 47 pontos, o Flamengo cumpre as últimas quatro rodadas do Campeonato Brasileiro sem pretensões. Nem briga mais na confusão, nem luta pela vaga no G-4. E o último treino antes do jogo contra o Atlético-MG foi descontraído. Durante o tradicional rachão de véspera dos jogos, Everton deu apenas voltas no campo do Ninho do Urubu, com dores no pé, mas está relacionado para viagem a Minas Gerais. Fora da partida está Samir, com um problema na coxa.

Treino Time do Flamengo (Foto: Diego Rodrigues) 
Clima de descontração marcou o treino do Fla na véspera do jogo contra o Atlético-MG (Foto: Diego Rodrigues)


Quem acompanhou a atividade ao lado do técnico Vanderlei Luxemburgo foi o ex-jogador Beto, com passagens pelos quatro times grandes do Rio de Janeiro. Ao lado de seu filho, conversou com jogadores e comissão técnica e pegou autógrafos.

Se mantiver a equipe que venceu o Coritiba no fim de semana, Luxemburgo deve mandar a campo Paulo Victor, Léo Moura, Wallace, Chicão, Anderson Pico; Márcio Araújo ,Canteros, Lucas Mugni, Everton, Gabriel e Nixon. 

Beto e Luxemburgo Treino do Flamengo (Foto: Diego Rodrigues) 
Beto acompanhou o treino desta terça-feira ao lado de seu filho e do técnico Luxemburgo (Foto: Diego Rodrigues)


Os rubro-negros voltam a encarar o Galo, time que os eliminou na semifinal da Copa do Brasil, nesta quarta-feira, às 22h, no Independência.

Veja a lista dos relacionados para a viagem para Minas Gerais:

Goleiros: Paulo Victor e Cesar
Zagueiros: Chicão, Erazo, Frauches, Marcelo e Wallace
Laterais: Anderson Pico, João Paulo, Léo Moura e Léo
Volantes: Canteros, Amaral, Luiz Antonio, Marcio Araújo e Muralha
Meias: Lucas Mugni, Mattheus e Everton
Atacantes: Gabriel, Nixon, Igor Sartori, Elton

Quarta-feira tem Mengão na Globo


QUARTA-FEIRA, 19/11      
                        
Série A do Campeonato Brasileiro



22h Atlético-MG x Flamengo

Transmissão:
TV Globo para RJ, MG (menos Belo Horizonte), RS, SC, PR, ES, GO, TO, MS, MT, BA, SE, AL, PB, RN, CE, PI, MA, PA, AM, RO, AC, RR, AP e DF (com Luís Roberto, Junior e Paulo Cesar Oliveira) e Premiere, Premiere HD e PFCI (com Rogério Corrêa e Edinho)

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Livre da confusão, Flamengo inicia contagem regressiva para as férias

Eduardo da Silva treino Flamengo (Foto: Cahê Mota)Clima de fim de festa no Flamengo. Na reapresentação após a vitória sobre o Coritiba, que garantiu o time matematicamente na Série A em 2015, apenas os reservas foram para o campo do Ninho do Urubu - raros foram os titulares que deram as caras fora da academia do CT. Paulo Victor e Léo Moura foram os únicos a acompanharem parte da atividade em campo reduzido comandada pelo auxiliar técnico Deivid. Eduardo da Silva deixou o departamento médico e correu em volta do campo ao lado de Alecsandro, mas não encara o Atlético-MG, quarta-feira.

O atacante croata iniciou a parte de condicionamento físico da recuperação de problema no tornozelo direito. Outro que dificilmente viaja para Belo Horizonte é Samir. O zagueiro foi substituído ainda no primeiro tempo do jogo com o Coritiba e iniciou tratamento no músculo adutor da coxa direita. O Flamengo volta a treinar na manhã de terça-feira e segue para capital mineira no início da noite.

Capitão da equipe, Léo Moura falou do alívio de, enfim, riscar a zona da confusão do dicionário rubro-negro em 2014. Sem ter pelo que brigar no Brasileirão, o lateral cobrou seriedade nas quatro partidas que faltam para acabar a temporada.

Eduardo da Silva só correu em volta do campo com Alecsandro e ainda não volta ao time(Foto:Cahê Mota)


Deivid treino Flamengo (Foto: Cahê Mota) 
Auxiliar de Luxa, Deivid foi quem comandou o treino dos reservas do Flamengo nesta segunda-feira (Foto: Cahê Mota)

- Relaxado nunca estamos, mas posso dizer mais tranquilos. O peso foi muito grande desde quando o Luxemburgo assumiu, com apenas sete pontos, na zona de rebaixamento. Poderíamos estar melhor no campeonato, mas não foi possível. Faltam quatro jogos e temos que entrar concentrados para terminar bem a temporada.

Além do Atlético-MG, em BH, o Flamengo encara Criciúma, Vitória e Grêmio antes de entrar de férias. Com 48 pontos, o time é o oitavo colocado na tabela.

Valorizado, Nixon despista sobre renovação: "Não depende só de mim"

Nixon, Ninho do Urubu, treino, Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/ Fla Imagem)
Em um espaço curto de tempo, a sala de imprensa do Ninho do Urubu recebeu dois jogadores com posturas bem contrastantes para situações similares. Fazia pouco tempo que Léo Moura tinha deixado o local confiante na renovação de contrato quando Nixon encarou os microfones para falar do mesmo tema. Se o capitão caminha para a décima temporada no clube, o jovem atacante mantém o mistério a respeito do futuro. Aos 22, termina 2014 em alta e sabe que está valorizado pelas boas atuações recentes. Resta saber como que o Rubro-Negro vai reconhecer isso.

As conversas entre Flamengo e Nixon ainda estão em fase inicial, mas a oferta apresentada pelo clube não agradou. Atualmente, o atacante recebe salários que giram em torno de R$ 20 mil, piso para jovens que sobem da base. Em um primeiro contato, o Rubro-Negro não apresentou um aumento considerável e sugeriu reajustes gradativos ao longo do contrato. Vanderlei Luxemburgo, por sua vez, já deixou claro internamente que conta com o jovem e cobrou uma valorização.

- Não depende só de mim. Estou fazendo a minha parte e as coisas serão resolvidas. Não posso falar nada, afirmar nada. As notícias correm rápido e a certeza que tenho é que meu contrato terminar em 31 de dezembro. O que vai acontecer, não posso afirmar. Existem conversas a serem feitas e só vou afirmar quando tiver algo concreto nas mãos - disse Nixon.

O sorriso fácil a cada resposta evidencia a alegria do jogador com o momento atual. Ao todo, são oito gols na temporada, o dobro dos quatro que marcou em 2013. Se o futuro ainda é uma incógnita, Nixon quer saber somente de melhorar ainda mais a marca nas últimas rodadas restantes do Brasileirão.

- Trabalho, dou o meu máximo em prol do Flamengo, faço tudo que um profissional deve fazer dentro e fora de campo. Vou dar o meu máximo nesses quatro jogos que faltam. Quando tudo acabar, vamos sentar, conversar, e tudo vai ser resolvido. Até lá, vamos colocar a cabeça no travesseiro, pensar um pouco e dar o melhor nos jogos que faltam.

O imbróglio envolvendo a renovação contratual de Nixon poderia ser evitado caso o Flamengo se antecipasse na renovação. Ao contrário do que é comum, o clube não iniciou as conversas até seis meses antes do fim do vínculo, o que permite que o atacante assine pré-contrato com algum interessado. Agora em alta, o jogador admite que refletiu sobre o futuro meses atrás.

- Fiquei bem tranquilo. Acima de tudo, creio que Deus prepara as coisas para o momento certo. Eu sabia que tinha que fazer mais, isso era nítido. Quando colocamos o nosso melhor, mais para frente acontece alguma coisa. Chegou o meio do ano e fiquei pensativo no que poderia acontecer, mas acreditava que poderia exercer meu talento e as coisas iam acontecer. Graças a Deus, foi assim. Estou desfrutando do meu momento. A fase é boa.

No time profissional desde 2012, Nixon tem 64 partidas com a camisa do Flamengo e marcou 13 gols. Na quarta-feira, ele deve estar em campo para encarar o Atlético-MG, no Independência, pela 35ª rodada do Brasileirão.