Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 6 de dezembro de 2014

Último ato do Flamengo 2014 vira chance aos menos rodados: "Jogo para aproveitar"

Léo, Treino Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)Formado por 33 jogadores, o elenco do Flamengo chega ao último compromisso de 2014 com média de 26 partidas por atleta. Mas o provável time que vai enfrentar o Grêmio neste domingo, na Arena do Grêmio em Porto Alegre, tem apenas cinco dos 11 titulares com um número igual ou maior de jogos disputados no ano: Muralha (26), Amaral (29), Luiz Antonio (36), Mugni (38) e João Paulo (43). O restante entrou em campo menos de 20 vezes na temporada.

Um deles é César, goleiro que começou o ano como segunda opção, virou reserva imediato de Paulo Victor quando Felipe perdeu espaço e vai estrear na temporada. À frente do arqueiro, outro companheiro que pouco jogou: Erazo chegou ao clube com pompa de jogador de seleção equatoriana, mas as atuações da Copa do Mundo não se repetiram nas seis partidas com a camisa rubro-negra. Seu companheiro de zaga neste domingo foi mais participativo ao longo do ano: Marcelo disputou 19 jogos e chegou até a ter ima fase de titular com Luxemburgo no Brasileiro, mas o técnico o sacou da equipe para preservar o defensor, que vinha sendo contestado pela torcida.

Na lateral direita do campo, um loiro Léo deve causar surpresa pelo novo visual. De cabelo tingido desde sexta-feira, o ala tenta mudar também o rumo no clube depois de ter sido contratado em janeiro como um dos destaques do Atlético-PR, enfrentado uma série de lesões e ter defendido o Fla apenas 11 vezes até agora. E o número é parecido com o da provável dupla de ataque contra o Grêmio. A 12ª partida pelo Fla também deve ser a última de Arthur no clube. O atacante, emprestado pelo Londrina, sentiu o peso da camisa e não conseguiu repetir a fase goleadora que teve no Paraná. Já Elton é o novato do grupo, chegou só no fim de agosto e por isso disputou só 12 jogos, com dois gols marcados.

Jogos pelo Fla em 2014:

César - nenhum jogo
Léo - 11 jogos
Marcelo - 19 jogos
Erazo - 6 jogos
João Paulo - 43 jogos
Amaral - 29 jogos
Muralha - 26 jogos
Luiz Antonio - 36 jogos
Lucas Mugni - 38 jogos
Arthur - 11 jogos
Elton - 12 jogos


E o banco de reservas possivelmente será formado por vários jogadores revelados no Rubro-Negro e que também pouco tiveram oportunidades em 2014: nomes como Fernando (2) Frauches (5) jogos, Recife (9), Mattheus (8), Igor Sartori (8) e Negueba (22), por exemplo, ainda não deram retorno ao clube mesmo depois de alguns anos entre os promovidos e podem ser negociados.

- É um jogo para quem não vinha tendo oportunidade aproveitar. Para quem quase não jogou, é importante mostrar que pode continuar no próximo ano. A gente vai saber como estão as coisas e ter um pouco mais de ritmo - afirmou Luiz Antonio, um dos mais rodados do provável time titular deste domingo, com 36 jogos no ano.

A semana foi de treino só para esses jogadores. Chicão foi dispensado, e 13 atletas tiveram as férias antecipadas pela diretoria após os exames médicos de terça e quarta-feira. Luiz Antonio considerou a folga aos titulares justa, mas admitiu que foi estranho trabalhar em menor número.

- A gente está acostumado com os outros jogadores sempre brincando, rindo com os caras mais experientes. Dessa vez foi diferente. A diretoria decidiu liberar mais cedo alguns jogadores e foi merecido, eles jogaram mais que a gente.

Além de novas oportunidades, o jogo deste domingo terá um peso para os jogadores do Flamengo. O Rubro-Negro não sabe o que é derrotar o Grêmio em Porto Alegre há dez anos. A última vitória lá aconteceu no Olímpico, 1 a 0 com gol de Zinho, pela Copa do Brasil de 2004. A equipe que tentará acabar com esse jejum deve ser formada por César, Léo (Pico), Marcelo, Erazo e João Paulo; Amaral, Muralha (Mattheus), Luiz Antonio e Lucas Mugni; Arthur e Elton.


Léo tinge o cabelo e muda o visual antes da última partida em 2014

O torcedor do Flamengo pode não perceber, mas se houver um loiro na lateral direita do campo neste domingo, trata-se de Léo. O jogador tingiu o cabelo na última sexta-feira, antes das férias e da última partida do ano, contra o Grêmio, às 17h (de Brasília) em Porto Alegre. Com os titulares já de férias, o ala é o mais cotado para começar jogando na Arena do Grêmio. E além do visual, ele tenta também mudar o seu rumo no clube. O jogo que fecha a temporada será apenas o 12º do baiano de 23 anos com a camisa rubro-negra. Contratado em janeiro após se destacar pelo Atlético-PR em 2013, conviveu com uma série de lesões e ainda não se firmou.

Léo, com cabelo loiro no treino do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Cabelo loiro de Léo chamou a atenção no treino do Flamengo no Ninho do Urubu (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
 
Em abril, em jogo  pelo Campeonato Carioca, Léo sofreu sua primeira lesão jogando pelo Flamengo. Levou uma pancada e teve uma luxação dos tendões fibulares. Foi preciso passar por uma cirurgia e um mês e meio de recuperação para voltar a treinar apenas no fim de maio. Mas voltou a sentir dores antes dos duelos com Chapecoense e Criciúma no segundo turno, quando teria chances de jogar. O retorno aos gramados aconteceu somente no fim de outubro, diante do Botafogo. O lateral tem dois gols pelo Rubro-Negro, ambos no estadual, sobre Botafogo e Boavista.

Erros, paternidade e volta: Luiz Antonio "vira a página" em 2014

 
Luiz Antonio, Ninho do Urubu, treino, Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/ Fla Imagem)
O ano de 2014 foi conturbado para Luiz Antonio. Titular do ex-técnico Jayme de Almeida na campanha do título da Copa do Brasil de 2013, o volante teve que se readaptar ao Flamengo em uma nova realidade depois do episódio das ações judiciais contra o clube. O retorno contou com perdão à torcida, mudança de treinador e perda da titularidade. O volante não faz rodeios na hora de uma autoanálise: ele próprio afirma que deixou a desejar e planeja uma próxima temporada completamente diferente.

- O ano foi um pouco diferente do que eu estava acostumado. Passei momentos difíceis. Faço uma autocrítica. Me esforcei para ajudar o time, mas não consegui muito. Várias coisas contribuíram para esse rendimento abaixo do esperado, situação no campeonato, mudança de treinador, de jogador. Mas aqueles problemas que tive foram esquecidos. Página virada - disse o volante.

Luiz Antonio atrela o fato de ter sido pai esse ano à necessidade de uma maior maturidade, não apenas em suas funções paternas, mas também no futebol do Flamengo. A temporada de 2014 deixou alguns aprendizados ao volante.

- Ganhei mais maturidade, aprendi a escutar as pessoas. De certa forma, você acaba se deslumbrando com certas coisas. Acha que pode fazer tudo e acaba errando. Agora sou pai e tenho que ser um exemplo para o meu filho. Os erros que cometi servem de aprendizado para o ano que vem.

Um dos fatores que pode ajudar na melhora do desempenho de Luiz Antonio é a pré-temporada junto ao grupo rubro-negro. Esse ano, ele se reapresentou no início de março e não participou do período.

- Isso ajuda. Esse ano eu não participei, e é algo que ajuda bastante na parte física. Acabei ficando um pouco prejudicado. Vai ser bom participar no ano que vem para manter a forma, estar com o grupo.

Neste domingo, em Porto Alegre, Luiz Antonio será titular de Vanderlei Luxemburgo contra o Grêmio, em jogo válido pela última rodada do Campeonato Brasileiro. A partida será realizada às 17 horas (de Brasília).

Flamengo encerra treinos no ano com caneta de Pico, foto posada e aposta surpresa

Do drible de Anderson Pico à foto posada com Igor Sartori, o Flamengo fechou a temporada de treinos num animado rachão na manhã deste sábado no Ninho do Urubu. E o lateral-esquerdo, que terá seu contrato renovado por mais dois anos, novamente se destacou e concentrou as atenções de quem acompanhava o trabalho. Se na sexta-feira fez o único gol do coletivo, na última atividade de 2014 aplicou uma caneta em João Paulo Kuspioz, goleiro improvisado na linha. E ele ainda organizou uma aposta que pegou alguns companheiros de surpresa.

Igor Sartori e Anderson Pico, Treino Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Igor Sartori e Pico posaram para foto na despedida do Ninho do Urubu em 2014 (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)


- A gente fez uma aposta para ficar equilibrado o trabalho e meu time acabou perdendo. Mas não sei qual foi a aposta. Quem combinou foi o Negueba e o Pico, quando fui saber já estava batendo bola e já era tarde. Ainda não sei o que vou ter que pagar (risos) - disse Luiz Antonio.

Apesar do ambiente leve, alguns jogadores viveram o clima de despedida em seu último dia no clube. Casos de João Paulo, que não deve ter o contrato renovado, e de Arthur, que será devolvido ao Londrina. Já Marcelo, que será titular ao lado de Erazo no último jogo do ano, ainda vive a expectativa de seguir no Fla - a diretoria tenta prorrogar o empréstimo junto ao Volta Redonda.

Paulinho treino Flamengo (Foto: Thiago Lima)
Enquanto os jogadores trabalhavam no campo, Paulinho corria em volta do gramado ao lado de Digão. O atacante, que está em fase final de recuperação de uma grave lesão no ligamento cruzado do joelho direito - sofrida diante do Coritiba, pelas oitavas de final da Copa do Brasil - corre contra o tempo para se juntar ao grupo já no início de 2015. Segundo o preparador físico Antonio Mello, se tudo correr conforme o planejado ele terá condições de participar normalmente da pré-temporada em janeiro

Logo após o treino, os jogadores seguiram para o Aeroporto do Galeão, onde embarcam às 14h50 para Porto Alegre. O time enfrenta o Grêmio neste domingo, às 17h, na Arena do Grêmio, pela rodada final do Campeonato Brasileiro. A equipe de Vanderlei Luxemburgo deve jogar com César, Léo (Pico), Marcelo, Erazo e João Paulo; Amaral, Muralha (Mattheus), Luiz Antonio e Lucas Mugni; Arthur e Elton.


Ação para ajudar famílias carentes no Acre ganha reforço de Flamengo

Com o fim de ano cada vez mais próximo, a ação Rio Branco Amiga decidiu buscar ajuda para dar à famílias carentes da capital acreana um natal mais digno. E com essa intenção, os representantes do movimento receberam duas camisas autografadas por jogadores titulares do Flamengo e também da equipe Master do rubro-negro carioca. A entrega das camisas foi feita pelo jogador master José Carlos, na capital do Acre, onde a equipe fez uma apresentação em setembro.

Gicélia Viana, coordenadora da Ação Rio Branco Amiga,recebe camisa autografada de jogador Master do Flamengo (Foto: Divulgação/Ascom PMRB) 
Gicélia Viana, coordenadora da Ação Rio Branco Amiga, recebe camisa autografada de jogador Master do Flamengo (Foto: Divulgação/Ascom PMRB)


Segundo a coordenadora da Ação Rio Branco Amiga, Gicélia Viana, seria realizado um leilão virtual das camisas, através de uma fanpage. Entretanto, a organização decidiu promover a Natal Fest, evento beneficente marcado para sábado (6), às 22h, na boate Zouk, em Rio Branco, onde será sorteada uma camisa do rubro-negro carioca e leiloada outra. A coordenadora diz ainda que duas camisas do São Paulo, também autografadas pelos jogadores do time oficial do tricolor paulista, serão leiloadas na ocasião. Os ingressos para o evento são limitados e podem ser comprados através do telefone 3212-7096.

- O Flamengo master veio para o final do Copão Comunitário. Quando fizemos o contato, demos a sugestão, caso eles tivessem algo que pudesse contribuir com a ação para as famílias carentes. Então, eles nos trouxeram essas camisas de cortesia. O ingresso custa R$ 30 e quem comprar já vai estar concorrendo a uma das camisas do Flamengo. As outras três camisas serão leiloadas durante o evento - explicou.

Ação Rio Branco Amiga, recebe camisas autografadas de time do flamengo e Master. (Foto: Divulgação/Ascom PMRB)Segundo ela, o lance inicial das camisas deve ser de R$ 300. Gicélia destaca que os lances só poderão ser efetuados durante o evento da Rio Branco Amiga e acredita que a ação pode mudar o natal de muitas famílias acreanas, apesar de não apostar que deva superar o número de 200 famílias beneficiadas em 2013.

- Teremos 100% da bilheteria, além do dinheiro arrecadado no leilão, destinado para comprar cestas de natal para famílias carentes referenciadas pelo Centro de Referência de Assistência Social (Cras) No ano passado, conseguimos proporcionar um natal melhor para 200 famílias. Não sei se vamos chegar a esse número este ano, mas o importante é ajudarmos o máximo de famílias possíveis - comenta.

Os jogadores Wallace, Chicão, Negueba, Victor Cáceres, Alex, Daniel, Léo Moura, João Paulo, Igor Sartori, Eduardo da Silva e Anderson Pico, que integram o elenco principal do Flamengo, fizeram questão de entrar na campanha e autografaram uma das camisas.

A outra tem assinaturas do time master. Além de Zé Carlos, também assinaram Valber, Djair, Piá, Nélio, Adriano, Junior Baiano, Renato Carioca, Gelson Baresi e Marquinhos, todos atletas conhecidos e que fizeram história no futebol brasileiro.   


Demora no amadurecimento faz crias do Flamengo ficarem sem espaço

Levar jogadores das categorias de base para o profissional se torna a cada ano um desafio mais complicado. A cada dia, meninos são promovidos mais cedo em busca de resultados que nem sempre permitem um tempo de espera. O Flamengo vem sofrendo com isso há alguns anos e não vê um nome de peso formado no clube desde Renato Augusto, último a vestir a camisa da seleção brasileira.

O diagnóstico vem sendo feito e já vai ter consequências no time profissional. O Flamengo conta com jogadores formados no clube que ainda não deram retorno mesmo depois de alguns anos entre os promovidos. Sequer tiveram sequência de jogos para estabelecer um projeto.

Dentro dessa lógica, nomes como Mattheus, com contrato até maio de 2016, Muralha, dezembro de 2017, Sartori, dezembro de 2015, e Negueba, novembro de 2015, devem deixar o clube. Mattheus é o mais novo, com 20 anos, e Negueba, o mais velho, com 22. Ainda há nessa lista, Frauches (abril de 2016), Fernando (agosto de 2015) e Recife (março de 2017).

Negueba treino Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Mais velho entre os jogadores vindos da base, Negueba não deve ficar no clube (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
 
- São três anos aqui já. Não são mais jovens com 22 anos. Tiveram oportunidade como todos. Uns vão ficar, outros não. Vamos buscar jogadores de talento no departamento amador para integrar o time de cima. Estes que estão aqui já deveriam ter ocupado um espaço melhor do que ocuparam. Às vezes, vejo falarem que no futebol é preciso ter padrinho. Tem é que jogar bola. Com 22 anos, já tem que ter dado muito a cara para apanhar. Os times lançam jogadores com 16, 17 anos pelas circunstâncias do futebol - disse o técnico Vanderlei Luxemburgo.

No atual elenco, apenas Paulo Victor, Samir, Luiz Antonio e Nixon são jogadores mais estabelecidos entre os que se formaram no clube. Nixon, inclusive, vive uma negociação para a renovação de seu contrato, que termina no dia 31 de dezembro.

Mattheus flamengo  (Foto: Pedro Martins / AGIF) 
Mattheus é outro que dificilmente entra em 2015 como jogador do Fla (Foto: Pedro Martins / AGIF)

Contra o Grêmio, domingo, em Porto Alegre, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, Luxemburgo vai dar nova chance a alguns deles. No time escalado, Cesar, Muralha e Luiz Antonio representam as crias do clube em campo. Sartori, Negueba, Mattheus, Frauches, Fernando e Recife estarão no banco de reservas.

Até o momento, o Flamengo dispensou apenas o zagueiro Chicão, de 33 anos, que teria o contrato encerrado no fim do ano. Arthur também será devolvido ao Londrina. O clube ainda negocia as renovações de contrato com Léo Moura, João Paulo, Marcelo e Márcio Araújo. Anderson Pico já tem acertado um compromisso por mais dois anos.



sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Flamengo perde pênalti e só empata com o Palmeiras no Brasileirão sub-20


Flamengo e Palmeiras empataram por 0 a 0 na primeira rodada do Brasileirão sub-20, na noite desta sexta-feira, em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul. As duas equipes tiveram chances de abrir o marcador durante o duelo, mas pararam nos goleiros e na falta de pontaria.

O Mengão, aliás, esteve bem perto de fazer o gol no primeiro tempo, mas Jajá desperdiçou cobrança de pênalti - o goleiro Vinicius, do Verdão, defendeu e salvou a equipe paulista. Na etapa final, menos oportunidades do que na inicial.

Pelo Grupo D da competição, Palmeiras e Flamengo voltam a jogar no próximo domingo, de novo em Novo Hamburgo. O porco encara o Vitória, às 9h, e o Mengão pega o Atlético-PR, às 20h.

Em regulamento geral, CBF inclui artigo contra manipulação de jogos

Regras contra manipulação de resultados, limitação de jogos pelos atletas, diminuição no intervalo das partidas e um artigo já prevendo uma possível aprovação de um Fair Play Financeiro. Essas são as principais mudanças do Regulamento Geral de Competições da CBF, que foi divulgado nesta sexta-feira e valerá para 2015, em relação ao que foi adotado em 2014.

Em relação à manipulação de resultados, o Artigo 50 do regulamento foi introduzido com o objetivo de evitar ou dificultar a manipulação de resultados das partidas com base em apostas nos jogos, listando uma série de condutas consideradas ilícitas, como apostar em si mesmo, dar ou receber presentes ou compartilhar informações.

Número de jogos limitado e intervalo menor entre partidas

Outra mudança no Regulamento Geral de Competições é em relação ao número de jogos permitido para cada jogador, que poderá atuar apenas 60 vezes por ano, em partidas que constam no calendário da CBF, de acordo com o Artigo 102. Se receber uma autorização médica, no entanto, o atleta poderá ultrapassar esse número.

O intervalo entre as partidas também sofreu alterações. Antes, era de 66 horas, com possibilidade de se reduzir para 44 horas, no caso de jogos entre clubes da mesma cidade, ou cujas cidades estejam a 150km de distância uma da outra. Este dispositivo não existe mais.

Confira a íntegra dos artigos que trazem as principais mudanças no regulamento geral:

Documento CBF (Foto: Reprodução)Principais mudanças no Regulamento Geral da CBF (Foto: Reprodução)

Deputado apresenta emenda, e Bom Senso articula para tentar mudar LRFE


O projeto da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte (LRFE) se encaminha para ser votado na Câmara dos Deputados ainda em 2014, mas o Bom Senso FC luta para que isso não aconteça. Pelo menos não a proposta atual, que contém uma emenda substitutiva de autoria do deputado federal Vicente Cândido (PT-SP). Segundo a entidade, que defende os jogadores, a CBF e os clubes se articularam na Câmara para que a LRFE fosse a votação. E sem atender a alguns pontos exigidos pelo grupo.  

 A emenda em questão exclui a CBF do artigo 18-A da Lei Pelé, que, dentre outros itens, determina que uma entidade do Sistema Nacional do Desporto só receba recursos federais se seu presidente ou dirigente máximo tenha o mandato máximo de quatro anos. Diretor executivo do Bom Senso, Ricardo Borges Martins se encontrou na última quinta com os deputados Vicente Cândido e Hugo Leal (PROS-RJ) – membro da comissão que discutiu o projeto – e espera ver mudanças no texto que será votado na Câmara.  
- O Congresso vive um momento delicado, com novas definições do executivo. O projeto foi deixado um pouco à parte, as negociações pararam. Mas com urgência de alguns clubes e sabendo que o executivo estava envolvido com outras questões, alguns deputados, da bancada da bola, se articularam nos bastidores e conseguiram o compromisso do presidente da Câmara para votar ainda esse ano. O Vicente (Cândido) deve apresentar emenda substitutiva que, de maneira substancial, exclui a CBF do Artigo 18-A da Lei Pelé, que fala da transparência e da limitação dos mandatos dos dirigentes esportivos – revelou Ricardo.  

Ricardo Borges Martins, consultor do Bom Senso FC (Foto: Reprodução/SporTV)A emenda do petista é apenas uma das divergências entre as propostas do Bom Senso e as dos clubes. Segundo Ricardo Martins, em outubro as duas partes entraram em consenso para um projeto em comum, mas a CBF e os cartolas recuaram. O texto encaminhado à Câmara não contempla vários pontos exigidos pelos jogadores.   

A aproximação do ex-deputado federal Walter Feldman com a CBF, segundo Ricardo, é indício de que a entidade máxima do futebol articula para que a LRFE seja votada logo e sem alterações no modelo atual. Feldman é filiado ao PSB e foi coordenador da campanha de Marina Silva na última eleição para a Presidência da República.  

- Vendo que o Bom Senso se movimenta, a CBF contratou o Walter Feldman para fazer essa intermediação com os parlamentares. O que o Vicente apresentou é um retrocesso com o que foi aprovado na comissão e ainda mais com relação ao que enviamos. Não há especificação de como vai funcionar o comitê de fiscalização. O Vicente deixou princípios do fair play financeiro apenas como princípios, e não como critérios executáveis. Nosso esforço era de tornar toda essa comissão em artigos de lei – relata o diretor do Bom Senso FC.  

"Problema de interpretação", diz deputado

Vicente Cândido relator da Lei Geral da Copa (Foto: Ag. Estado)O deputado paulista Vicente Cândido amenizou a situação. Segundo ele, sua emenda não retira a CBF do artigo 18-A da Lei Pelé. Segundo o petista, somente entidades que tenham dívidas com a União poderiam ser enquadrados no caso, o que não se encaixa à CBF.

- Precisa ver a interpretação que ele (Bom Senso) teve, a minha é a seguinte: a lei só enquadra quem for beneficiário, quem tem dívida e vai usufruir da LRFE. Os clubes que não têm dívidas não se enquadram. A CBF não tem dívidas, portanto não se enquadra. Quem não tiver dívida não pode se inscrever. Não é só a CBF, é qualquer entidade que não tenha dívida – alegou o deputado.

Vicente Cândido se encontrará novamente com Ricardo Borges Martins e outros representantes do Bom Senso na próxima terça-feira para uma nova reunião de discussão das propostas. Apesar da insatisfação dos jogadores, o autor da emenda substitutiva acredita que o projeto contemple a maior parte das exigências de todas as entidades envolvidas.

- Fizemos várias reuniões com eles. O espírito do que demandam está contemplado. Nessa revisão, estou fazendo muito de acordo com o que o relator do texto, o deputado Otávio Leite (PSDB-RJ), fez. Dei uma organizada. Tinham coisas repetitivas, alguns conflitavam com a Lei. Fiz um texto mais enxuto. Mas acredito que todos estejam contemplados – declarou Vicente.

O petista é sócio do vice-presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, em um escritório de advocacia. No entanto, ele garante que futuro mandatário da entidade não influencia no processo. Vicente assegura que o projeto seja votado ainda em 2014 na Câmara. Ricardo também. Mas não tem tanta pressa.  

- O que a gente quer é um bom projeto, que contemple as nossas demandas. Não queremos é que seja aprovado um projeto que não representa nenhuma melhora para o futebol brasileiro – resume o diretor do Bom Senso FC.


Ainda indefinida, pré-temporada tem de dar lucro para o Flamengo, avalia Luxa

Vanderlei Luxemburgo no treino do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
Com um pé nas férias e pensando em 2015, o Flamengo ainda não tem definido o local onde passará sua pré-temporada a partir de janeiro. Atibaia, em São Paulo, é a cidade mais cotada, mas a Turquia também é um nome explorado e torna-se opção. Independente do escolhido, um fato é sabido - ao menos na opinião de Luxemburgo: a pré-temporada tem de dar lucro para o Flamengo. Por isso, o assunto é discutido com calma e prudência.

Nesta sexta-feira, o treinador usou experiências passadas suas para falar sobre o assunto. Citou como exemplo um amistoso que realizou durante a pré-temporada do Palmeiras em Serra Negra (SP) em 1993. Na ocasião, recebeu 200 mil dólares pela partida, o que, segundo Luxa, "era um bom dinheiro na época". Porém, não deu nenhuma pista de qual possa ser o local escolhido para 2015. Afirmou apenas que "está sendo analisado".

- Discutimos pré-temporada desde que eu estava no Bragantino em 1989. Ela não pode ter custo para o clube, que leva a imprensa para um local. Em 1993, com o Palmeiras, fui para Serra Negra, fizemos um amistoso e o clube recebeu 200 mil dólares, o que, na época, era um bom dinheiro - disse, completando:

- Tem de arranjar uma maneira de fazer isso ser pago por alguém. Então, estamos analisando junto com a comissão técnica e o marketing e o financeiro para ver o melhor lugar para a pré-temporada, com mais visibilidade. Isso está sendo analisado.

De olho no planejamento do futebol para 2015, em todas as instâncias, além da pré-temporada, o Flamengo também passou a reformular seu departamento. Na quarta-feira, o então diretor executivo Felipe Ximenes foi demitido do cargo. Com a saída, Luxa se torna o homem mais forte do Rubro-Negro para planejar a próxima temporada, demonstrando sua força ao confirmar a contratação de Thalllyson, ex-Asa, mesmo sem o jogador ter assinado contrato e encaminhar o empréstimo de Artur Maia, ex-América-RN. O treinador, no entanto, negou atritos com Ximenes e, nesta sexta, voltou a falar sobre o assunto. Usou como exemplo uma empresa e disse que "segue a vida" do clube com a sua saída.

- Se o clube tomou essa decisão (de demitir Felipe Ximenes), o clube tem de saber o que está fazendo. O futebol é muito assim "e agora?". Se na sua empresa, você manda alguém embora, ela quebra? Não. Então segue a vida do Flamengo. Se o clube tomou essa decisão, tem de saber o que estava em curso para poder continuar o trabalho. O futebol não é diferente de qualquer outro segmento - finalizou.

Neste sábado pela manhã, o Flamengo volta a treinar. Será o último da temporada e antes de viajar para Porto Alegre, onde enfrenta o Grêmio, no domingo, pela última rodada do Brasileirão.


Samir faz promessa para a próxima temporada: "Será um ano sem lesões"

Samir Flamengo (Foto: Getty)Ao apagar a velinha em seu 20º aniversário, nesta sexta-feira, Samir terá um desejo: não voltar a se lesionar por longos períodos no ano que vem. O zagueiro do Flamengo promete uma temporada com menos problemas físicos. Em 2014, sofreu com a coxa direita, que o tirou de campo por mais de um mês entre agosto e setembro e voltou a incomodar na reta final do Campeonato Brasileiro. Houve ainda uma lesão nas costas que não permitiu que atuasse na decisão do Carioca.  

- Vamos com tudo para a próxima temporada. E 2015 será um ano sem lesões. Tive um problema que me prejudicou bastante, acabou me limitando em algumas situações. Mas tudo faz parte do aprendizado e amadurecimento - prometeu.

Liberado do último jogo da temporada, contra o Grêmio, pela última rodada da Série A, Samir fez um balanço do ano rubro-negro.

- Posso dizer que, de uma forma geral, o ano de 2014 foi bom. Conquistamos mais um título estadual diante de um grande rival. Depois, tivemos alguns problemas na disputa do Campeonato Brasileiro, mas mostramos a nossa força e nos recuperamos depois de um período delicado. É claro que ficamos chateados pela eliminação na Copa do Brasil, mas não podemos esquecer que o time chegou entre os quatro melhores.

O Rubro-Negro encerra a temporada no domingo, às 17h, contra o Grêmio, na Arena. Com 51 pontos, o time está na nona posição. 

Flamengo quer jogar no Espírito Santo em amistoso e no Campeonato Carioca

Os torcedores rubro negros do Espírito Santo têm grandes chances de matar saudades, em breve, do time de coração. O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, revelou o interesse em trazer o clube para alguns dias de treinos e até para disputar pelo menos um jogo no Estado.

- Se for possível fazermos alguma coisa para o nosso torcedor capixaba, nós faremos, talvez em jogos do Campeonato Carioca. Se não for possível, podemos jogar amistosos ou fazer um período de treinos. Tenho certeza que vai ser um sucesso - declarou Bandeira de Mello, em entrevista à Rádio CBN.

Estádio Estadual Kleber Andrade (Foto: Sidney Magno Novo/GloboEsporte.com)
Estádio Estadual Kleber Andrade (Foto: Sidney Magno Novo/GloboEsporte.com)


O desejo do presidente rubro negro vem pouco após o aval do técnico Vanderlei Luxemburgo. No mês passado, o treinador do Flamengo revelou que também gostaria de ver o time jogando no novo Estádio Kleber Andrade, em fase final de obras.Luxemburgo esteve presente na abertura festiva do estádio, em maio, antes da Copa do Mundo.

Por outro lado, Bandeira de Mello ressaltou que a Federação de Futebol do Rio de Janeiro não costuma permitir que partidas do Campeonato Carioca sejam realizadas em outros Estados.

- É claro que o torcedor do Espírito Santo merece ver o seu time de coração jogar. E agora, com o estádio pronto, isso fica mais evidente. Se houver essa possibilidade, a gente pode tentar. Mas respeitando sempre as regras do Campeonato Carioca. Pode ser até que seja interesse da Federação do Rio estabelecer uma parceria com a Federação do Espírito Santo, e seja interesse de outros clubes cariocas também fazer esse tipo de intercâmbio - disse à Rádio CBN.

Grupo unido, confraternização e pegada: a última semana do Flamengo 2014

Luxemburgo comandou um coletivo no treino desta sexta-feira (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)Não há título ou vaga a serem disputados. Também não há luta para escapar de rebaixamento. O duelo com o Grêmio, no domingo, é apenas para cumprir tabela. O clima, portanto, é de férias no Flamengo. Tanto o é que 13 jogadores já foram liberados para o descanso pelo clube. Entretanto, nada de moleza na última semana de trabalho na temporada. Como mostrou no treinamento desta sexta-feira, o penúltimo antes de viajar a Porto Alegre, Luxemburgo cobra forte dos atletas e quer desempenho 100%. As últimas atividades do ano foram descritas pelo treinador, aliás, como "de pegada".

- Foi muito legal esse final. O coletivo de hoje (sexta-feira) mostrou que eles estão querendo. A semana toda também foi muito boa, foi de pegada. E isso é muito bom - disse.

Na quarta-feira, quando o clube anunciou que Paulo Victor, Léo Moura, Wallace, Samir, Cáceres, Canteros, Márcio Araújo, Gabriel, Alecsandro, Paulinho, Everton, Eduardo da Silva e Nixon já estavam de férias e se reapresentariam um mês mais tarde, em 3 de janeiro, o Flamengo organizou um churrasco de confraternização de fim de ano em um restaurante na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro. Para Luxemburgo, a presença de todos os atletas e demais membros do clube ligados ao futebol é importante para mostrar a união do grupo.

O técnico ainda revelou que "quatro ou cinco" jogadores chegaram a pedir para seguir treinando com o grupo e participar da partida do domingo, contra o Grêmio. Outra prova de que o pensamento presente no Rubro-Negro é pelo coletivo.

- A relação é importante e, quando ela é boa, o trabalho tem resultado. Nossa proposta não foi de título essa temporada. Essa semana (quarta-feira) tivemos um almoço de confraternização. E vocês (jornalistas) sabem como é. Você convida, marca, e nem todo mundo vai, uns vão e ficam 10 minutos... Quarta foram todos, sem exceção. Staff, comissão técnica, membros da diretoria. Todo mundo foi na churrascaria para confraternizar. Você vê que o ambiente é bom. Tem jogadores, quatro ou cinco, que pediram para continuar com o grupo mesmo de férias. Tem também aqueles que pediram para continuar trabalhando porque o filho só sai de férias da escola no dia 8 (segunda-feira) - contou, rindo na última parte.

O Flamengo volta a treinar na manhã deste sábado, no Ninho do Urubu, antes de viajar para Porto Alegre. O duelo com o Grêmio é no domingo, às 17h (de Brasília). A partir de segunda-feira, todo o grupo estará de férias.


Rodrigo Caetano acerta com o Flamengo e assina contrato na terça-feira

rodrigo caetano vasco especial entrevista (Foto: Pedro Veríssimo)O Flamengo ainda não anunciou oficialmente, mas Rodrigo Caetano será o novo diretor executivo do futebol. Ele vai ocupar o lugar de Felipe Ximenes, demitido na quarta-feira, e assinará terça-feira o seu contrato de um ano com o novo clube, depois de trabalhar os últimos 11 meses no vasco.

Rodrigo Caetano está na Costa do Sauipe e volta ao Rio de Janeiro na segunda-feira, quando se encontrará com o novo clube. A assinatura do contrato não acontecerá no mesmo dia pois a cúpula do Flamengo estará envolvida em uma eleição tensa para ocupar 115 lugares no Conselho Deliberativo.

Além da última passagem pelo vasco, onde já havia trabalhado entre 2009 e 2011, Rodrigo Caetano tem no seu histórico recente dois anos de trabalho no Fluminense com um título nacional. Ainda passou pelo Grêmio.

Este ano, levou o vasco ao terceiro lugar na Série B do Campeonato Brasileiro. Também foi vice-campeão carioca, perdendo a final para justamente para o Flamengo. Aos 44 anos, Rodrigo foi jogador de futebol, tendo encerrado a carreira nos campos em 2001.


São Paulo fará amistosos com Flamengo e vasco em Manaus, revela Muricy


Flamengo ,São Paulo e vasco  se enfrentarão em amistosos durante a pré-temporada, em janeiro. Quem revelou o triangular entre os times foi o próprio técnico do Tricolor, Muricy Ramalho. Os jogos provavelmente acontecerão nos dias 21 e 23 do próximo mês, e a ideia do treinador é utilizar seus jogadores titulares apenas na segunda partida.

As férias do São Paulo começarão na próxima segunda-feira, dia 8 de dezembro, e os jogadores terão 30 dias de descanso. A reapresentação, segundo Muricy, está marcada para 8 de janeiro, no CT da Barra Funda.

- Os atletas vão se reapresentar no dia 8 e faremos a pré-temporada no CT da Barra Funda. No meio do período de treinos, teremos dois jogos amistosos em Manaus e já foi combinado que no primeiro, só jogarão os reservas. No segundo, usaremos os titulares. Até porque as partidas serão realizadas na sexta e no domingo – afirmou o treinador.

Arena da Amazônia, Manaus (Foto: Isabella Pina) 
Arena da Amazônia sediará partidas do São Paulo contra Flamengo e Vasco em janeiro de 2015 (Foto: Isabella Pina)
 
Após os amistosos em Manaus, o grupo tricolor retornará para São Paulo e seguirá confinado na Barra Funda até o começo de fevereiro. A estreia no Campeonato Paulista está marcada para o dia 4 de fevereiro, contra a Penapolense, em Penápolis. No mesmo mês, o time também estreará na Libertadores, mas a tabela ainda não foi definida.

Antes do treino, o técnico teve uma conversa com os jogadores e pediu apenas que todos estejam presentes na reapresentação.

- Falei que não adianta vir com papo de que não tinha voo, aconteceu algo com a mãe, com a vó, esse tipo de coisa eu não aceito. Não existe isso. Todos os jogadores são responsáveis e tenho certeza de que ninguém chegará seis quilos acima do peso. Falei que eles podiam comer panetone à vontade que a gente tira isso depois – ressaltou.

Luxa intenso, chuva e gol de Pico em coletivo do Flamengo para enfrentar o Grêmio


O Flamengo já resolveu a sua vida na temporada. Ficou fora da confusão no Campeonato Brasileiro e planeja 2015, com 13 jogadores de férias e Chicão dispensado. Mesmo assim, o técnico Vanderlei Luxemburgo deu demonstrações de que ainda há trabalho a fazer na última semana de treinamentos antes do confronto com o Grêmio, na rodada de encerramento da competição.

Nesta sexta-feira, sob chuva forte, Luxemburgo comandou um coletivo. Na atividade, distribuiu broncas, cobrou intensidade e sobrou até para o goleiro Cesar em uma tentativa de segurar um ataque saindo da área precipitadamente.

- Quer ser goleiro, zagueiro, centroavante, tudo ao mesmo tempo - gritou Luxemburgo, que ao fim da atividade voltou a falar com Cesar ao lado do preparador de goleiros Wagner Miranda.

cesar treino flamengo (Foto: Thales Soares) 
Com nova oportunidade, Cesar também não escapou das broncas de Luxemburgo (Foto: Thales Soares)

O treinador escalou o time para o confronto com o Grêmio com Cesar, Léo, Marcelo, Erazo e João Paulo; Amaral, Muralha, Luiz Antonio e Lucas Mugni; Arthur e Elton. Depois, colocou Pico na vaga de Léo e Mattheus na de Muralha. Assim, Pico marcou o único gol do coletivo, recebendo lançamento de Luiz Antonio, driblando Frauches e chutando forte de pé direito.

- Vejo todo mundo falando para correr e ninguém corre - reclamou Vanderlei em determinado momento para a atividade.

luxemburgo muralha flamengo (Foto: Thales Soares) 
Luxemburgo não economizou nas broncas durante a atividade sob chuva o Ninho do Urubu (Foto: Thales Soares)
 
Como é de costume, o treinador exigiu dos jogadores, orientou e não tolerou reclamações por dores durante o coletivo. Mattheus tentou um drible em Recife, não conseguiu e caiu. Luxemburgo gritou para que levantasse. Depois, fez o mesmo com Léo, que ainda passou boa parte da atividade mancando, com dores no pé esquerdo.

- É importante. Tem a rivalidade, terminar bem a temporada. É um time que não teve a oportunidade de jogar junto. Quando saio de casa para o trabalho, vou motivado para fazer a coisa bem feito. Só consigo dessa forma - disse Luxemburgo.

Nesse clima de intensidade, o Flamengo, atualmente com 51 pontos, vai para o confronto com o Grêmio podendo terminar no máximo na oitava colocação. O adversário é o sétimo, com 60.




Futuro de Léo Moura e Nixon no Flamengo serão decididos na próxima semana



A próxima semana será decisiva para a permanência de Léo Moura e Nixon no Flamengo. A diretoria tem reuniões com os representantes dos jogadores para definir o futuro dos dois atletas, cujos contratos terminam no dia 31 de dezembro.

A situação do capitão do time divide os dirigentes. Há quem não queira renovar com o lateral-esquerdo de 36 anos justamente por causa da idade. Por outro lado, o jogador é considerado ídolo do clube, onde está desde 2005 e conquistou duas Copas do Brasil, um Brasileiro e cinco estaduais. Léo Moura já deixou claro que quer permanecer mais um ano.

 Até o meio do ano, Nixon não estava entre as primeiras opções do ataque rubro-negro. No entanto, com as lesões de Paulinho, Alecsandro e Eduardo da Silva, em diferentes momentos do segundo semestre, o atacante passou a ter chances, marcou gols importantes e terminou o ano valorizado. Ele teve sondagens de outros clubes, mas a tendência é que permaneça no Flamengo.

Flamengo terá piscina de R$ 5 milhões e sonha: "Seremos potência olímpica"

O esporte olímpico do Flamengo irá ganhar uma nova e moderna piscina olímpica em 2015. Com obra prevista para começar em janeiro, o Rubro-Negro terá investimento de R$ 5 milhões na construção da piscina "Myrtha", considerada a mais moderna do mundo. Do montante, R$ 2 milhões serão custeados por uma empresa do ramo de cimento, por meio de recursos do programa do ICMS. Outros R$ 3 milhões virão da Confederação Brasileira de Clubes, onde o clube conseguiu um lugar entre os três melhores projetos avaliados pela CBC.

O modelo de piscina que será instalado no Flamengo é considerado o mais moderno do mundo. O material garante impermeabilização perfeita. A piscina é revestida por uma base de aço inoxidável, com acabamento em PVC. Modelos deste tipo foram usados no Mundial de Barcelona, em 2013, nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, e também nos Jogos de Pequim, no Cubo D'água, em 2008. A tecnologia também é usada em Doha, sede do Mundial de piscina curta este mês.

Piscina olímpica Pequim 2008 (Foto: Getty Images) 
Piscina olímpica das Olimpíadas de Pequim 2008 (Foto: Getty Images)
 
Até o ano de 2013 o Flamengo teve em seu quadro de atletas nomes como Cesar Cielo, Nicholas Santos, Leonardo de Deus e Joanna Maranhão. Em dezembro de 2012, porém, com a entrada da nova diretoria, os atletas não tiveram seus contratos renovados sob a justificativa de que a modalidade não era autossustentável. A diretoria, porém, sinalizou com a possível volta de atletas renomados com a reconstrução do parque aquático da Gávea.

Para Alexandre Póvoa, vice presidente de esportes olímpicos do Flamengo, o clube deu um passo para trás para começar agora a dar dois para a frente. Ele lembra que a piscina antiga estava condenada e o time de natação não tinha quase nenhum patrocínio. 

Alexandre Póvoa Flamengo Anjo da Guarda (Foto: Thiago Quintella)- A piscina antiga foi condenada pelos engenheiros. Tínhamos uma valorosa equipe de natação, mas que custava cerca de R$ 6 milhões/ano, não tinha praticamente patrocínios e nem podia treinar no clube. Não fazia o menor sentido mantê-la em um momento do necessário ajuste. Resolvemos adotar a postura correta, olhando o clube no longo prazo e respeitando os atletas no curto prazo que sofriam com a falta de pagamento. Muitos demagogos de plantão diziam que o objetivo real era “acabar com os esportes olímpicos”, que hoje estão caminhando para a autossustentabilidade em 2015. Demos um passo atrás para voltar a dar dois e mais alguns à frente agora. Dispensamos a equipe adulta no começo de 2013 e cabe ressaltar a postura profissional de atletas espetaculares como Cesar Cielo, que entenderam a questão. Pagamos absolutamente tudo devido para eles, os vários meses de salários que encontramos atrasados - explicou Alexandre Póvoa, vice-presidente de esportes olímpicos do Flamengo.

Na época, os atletas contratados pelo clube não tinham obrigação de treinar na Gávea. Poderiam manter suas atividades em outros locais de treinamento e nas competições oficiais representavam o Flamengo. Em maio de 2010, antes dos Jogos de Londres, ainda na época em que defendia o Rubro-Negro, Cielo tinha dificuldades em treinar na Gávea pela falta de estrutura da piscina do Flamengo. Agora, aos poucos, a ideia é transformar o clube novamente numa potência olímpica.

- Mantivemos a natação de base viva, que é a alma do Flamengo. Voltamos a ter acesso a leis de incentivo. Agora, a partir do ano que vem, de forma responsável e sustentável, e com um equipamento de primeiro mundo, voltaremos gradativamente a ter equipes competitivas em todos os níveis. Que os atletas que vierem para o Flamengo sejam espelhos para os garotos da base e da escolinha do Flamengo, dentro do clube. Não somente na natação, mas a excelência vai voltar em todos os esportes, de forma estruturada. O basquete é campeão do mundo e os outros esportes vão ressurgir mais fortes do que nunca nos próximos anos. Estamos aproveitando o ciclo olímpico para revolucionar o clube. O Flamengo vai, em breve, voltar a ser a maior potência olímpica e formador de atletas do Brasil. - frisa Póvoa.

A melhoria do parque aquático do Flamengo está dentro do plano de ação da parceria fechada com o Comitê Olímpico dos EUA em agosto do ano passado para que os americanos usem a sede do clube como local de treino na preparação para as Olimpíadas de 2016 e garante instalações de treinamento adequadas para a equipe dos EUA.


quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Nova chance como titular do Flamengo é vista como um sonho para goleiro Cesar


Cesar - Flamengo x Cruzeiro (Foto: Pedro Martins/ AGIF)
 
 
Com apenas uma partida entre os profissionais, o goleiro Cesar terá uma nova oportunidade de ser titular do Flamengo, contra o Grêmio, na última partida do Brasileirão, neste domingo. Partida que será realizada um ano após a última vez em que defendeu o Rubro-Negro, contra o Cruzeiro, em 2013. Motivado com a chance dada por Luxemburgo, o jogador garante que estar entre os titulares será mais um sonho realizado.

– Para mim, motivação maior não tem. Muitos dizem que é último jogo. Para mim, é uma grande oportunidade, não só um jogo, mas um sonho poder estar aqui. Todos os jogos, todos os treinos que eu puder fazer, farei motivado e vou me entregar, fazer o meu melhor. Estou tendo a oportunidade de jogar o último jogo e agora é me entregar, chegar e mostrar o que eu posso fazer. Independentemente da situação, vou dar o meu melhor – garantiu o goleiro, que atualmente é o reserva imediato de Paulo Victor.

Mesmo tendo atuado apenas uma vez, desde 2011, o arqueiro de apenas 22 anos já ganhou a confiança de grande parte da torcida. Para muitos rubro-negros, Cesar deveria ser o titular da posição.

– Para mim, é fundamental desde que cheguei ao Flamengo, em 2009. Se hoje tenho o apoio da torcida é mais um motivo para jogar e me dedicar. Quero agradecer o apoio. Se puder sempre ter esse apoio deles, é o que eu mais quero, pois são maravilhosos – finalizou o jogador.

Cesar subiu aos profissionais justamente com Luxemburgo, logo após a conquista da Copa São Paulo de Futebol Junior, em 2011.


À espera de novo apoio no Maraca em 2015, Erazo joga por volta por cima

Erazo corre ao lado de Mattheus no treino desta quinta-feira (Foto: Gilvan de Souza/ Fla Imagem)Contratado com status de jogador de seleção sul-americana, o zagueiro equatoriano Erazo penou no Flamengo. Fez apenas seis jogos, sendo cinco pelo Carioca e um pelo Brasileiro. Virou chacota. Nem o fato de ter defendido o seu país na Copa do Mundo e sobrevivido ao ataque da França, no Maracanã, mudou o seu rumo no clube.

Com atuações desastrosas contra Fluminense e Vasco, Erazo ficou mais de sete meses sem jogar até ser chamado para substituir Marcelo no segundo tempo da goleada por 4 a 0 sobre o Vitória, domingo passado. Agora, será titular contra o Grêmio, em Porto Alegre, no fechamento da temporada, à espera de um futuro diferente.

- No jogo contra a França no Maracanã, depois de passar por uma situação difícil em relação ao torcedor, tive meu nome gritado. Tenho essa vontade. Em um clube grande, todos estão de olho e querem que seu representante no campo dê o máximo. É pensar em dar a volta por cima - afirmou Erazo.

Aos 26 anos e com contrato até janeiro de 2016, prorrogável por mais um ano, Erazo teve sua volta cogitada para o Barcelona de Guayaquil em uma entrevista do presidente do clube equatoriano, Antonio Noboa. No Flamengo, o assunto é desconhecido pelo vice-presidente de futebol, Alexandre Wrobel.

Erazo corre ao lado de Mattheus no treino desta quinta-feira (Foto: Gilvan de Souza/ Fla Imagem)

- Não tenho conhecimento disso - disse o dirigente.

No discurso de Erazo também há a certeza de que ele estará no Flamengo em 2015. Com a saída de Chicão anunciada, o clube ainda terá Wallace, Samir e Marcelo. Além disso, pode contar com a volta de Welinton, que está emprestado ao Coritiba.

- Tive muita dificuldade para me adaptar. Entendi depois que todo jogador precisa desse tempo. Faz parte do futebol. Não há espaço para erros. Tenho que acreditar nas qualidades que me trouxeram para o Flamengo - afirmou o zagueiro.

Erazo lembra que no início até a língua era um problema. Agora, consegue se expressar melhor para se comunicar, principalmente com os companheiros de zaga.

- Para um zagueiro, é difícil por ter que se comunicar o tempo todo com o companheiro. Na minha estreia, eu não entendia o Wallace e nem ele entendia o que eu falava. Agora, já compartilho diálogo com todos - explicou.


Luxa nega atrito com Ximenes e diz priorizar campo: "Não quero ter força"

O departamento de futebol do Flamengo está em reformulação dentro e fora de campo. A saída do diretor executivo Felipe Ximenes, demitido quarta-feira, foi a primeira medida. O técnico Vanderlei Luxemburgo, que renovou seu contrato, negou ter tido problemas com Ximenes e disse estar se concentrando apenas no trabalho em campo.

- Não quero ter força. Minha relação com Ximenes sempre foi profissional. Não tivemos qualquer discussão em todo esse tempo. Apenas indiquei Thallyson e Arthur Maia. Mas quem acertou a contratação deles foram o Ximenes e o Wrobel. Falei naquele dia do Thallyson porque já estava certo - disse Luxemburgo.

Luxemburgo comanda Flamengo no Ninho do Urubu (Foto: Gilvan de Souza/ Fla Imagem) 
Luxemburgo comanda Flamengo no Ninho do Urubu (Foto: Gilvan de Souza/ Fla Imagem)

Luxa tem participado mais ativamente do planejamento do time para 2015 - desde a indicação de jogadores até uma discussão mais ampla sobre o período de treinamentos em janeiro. A prioridade, no entanto, é o trabalho dentro das quatro linhas. 

- Quero me concentrar no campo para fazer o Flamengo voltar a disputar as grandes competições - afirmou Luxemburgo.


Presidente do Barcelona de Guayaquil afirma que Erazo deve voltar ao clube

Erazo Luxemburgo Flamengo (Foto: Thales Soares)
O presidente do Barcelona de Guayaquil, Antonio Noboa, em entrevista à rádio equatoriana "Super K 800", nesta quinta-feira, afirmou que Frickson Erazo deve voltar ao clube. Apesar das palavras de Noboa, o zagueiro deve participar do jogo contra o Grêmio, no próximo domingo, na rodada de encerramento do Brasileiro, como titular.

- Esses dois jogadores devem regressar ao clube, e analisaremos a permanência deles no Barcelona. A ideia é manter a mesma estrutura, mas também reforçaremos em determinadas posições - afirmou, referindo-se ao flamenguista e ao meia Roosevelt Oyola, atualmente emprestado ao Deportivo Cuenca.

A expectativa em Guayaquil é de que Erazo, cujo vínculo com o Flamengo é válido até 2016, e Oyola se reapresentem em janeiro.

Diretoria oficializa adeus de Chicão, e zagueiro sequer vai encarar o Grêmio



Chicão está oficialmente fora do Flamengo. Apesar de ter feito os exames médicos antecipados da pré-temporada, o zagueiro foi informado nesta quinta-feira que não faz parte dos planos para 2015 e não terá seu contrato renovado. Embora não estivesse na lista inicial dos que saíram de férias nesta semana, ele já se despediu do Ninho do Urubu e ficará fora até mesmo da partida de domingo, diante do Grêmio em Porto Alegre. Com a camisa rubro-negra, foram 48 jogos e três gols, além dos títulos da Copa do Brasil e do Carioca.

Após se desligar do Corinthians, Chicão chegou ao Flamengo em agosto do ano passado e foi titular em boa parte da campanha do título da Copa do Brasil. Com um gol de falta, ajudou na vitória por 2 a 1 no jogo de ida da semifinal, contra o Goiás, mas se lesionou na primeira partida da decisão, diante do Atlético-PR, e deu lugar a Samir. O jovem aproveitou a oportunidade e começou 2014 como titular.

Depois de um início de ano de poucas oportunidades, o camisa 3 voltou a ser participativo sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, que o via como um dos líderes do elenco. A diretoria, por sua vez, definiu pelo fim da passagem do zagueiro de 33 anos por conta do alto salário. Chicão tratou o processo com naturalidade:

- O contrato não será renovado, mas o que fica é o respeito e a amizade por todos no Flamengo.

 A última partida de Chicão com a camisa do Flamengo foi no empate por 1 a 1 com o Criciúma, dia 23 de novembro. Além do gol marcado contra o Goiás pela Copa do Brasil, ele fez ainda contra o mesmo adversário, no Brasileirão de 2013, e diante do Atlético-MG, pela semifinal da Copa do Brasil de 2014.



Quase metade dos torcedores do DF se declara flamenguista

Santos x Flamengo - Estádio Mané Garrincha (Foto: Lula Marques / Secopa-DF)De acordo com dados da Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do Distrito Federal (PDAD/DF), o Flamengo é o time de maior torcida na capital do país. Segundo o estudo, quase metade dos moradores do DF que admite torcida por algum clube de alcance nacional se declara rubro-negra.

Da população estimada 2,786 milhões de pessoas, 60% disse torcer por times de fora do DF - montante de aproximadamente 1,670 milhões de pessoas. Dentro desse grupo, cerca de 800 mil, ou 47,9%, é flamenguista. Em segundo lugar vem outro time carioca, a coisa maldita, vasco, com 203,4 mil torcedores - 12,2% do total. O estudo, divulgado nesta quinta-feira, foi realizado pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan), com base em informações da população do DF em 2013.

Na sequência de Flamengo e a coisa maldita, vasco, estão dois clubes paulistas: o Corinthians aparece em terceiro lugar, com 121,9 mil torcedores (7,3%), seguido do São Paulo, com 110,8 mil torcedores (6,6%). Na quinta colocação vem o Botafogo, com 101,8 mil torcedores (6,1%) e em sexto o Fluminense, com 91,8 mil torcedores (5,5%).

Times locais

Em relação aos clubes locais, a pesquisa aponta que apenas 5,9% da população do DF (164,8 mil pessoas) declara torcida por times brasiliense citados na pesquisa. Duas equipes, Brasiliense e Gama, mobilizam 73,2% da torcida pelos times locais: o Jacaré aparece em primeiro lugar, com 45% das preferências, e o Gama em segundo, com 28,2%. Os demais 12 clubes somaram 26,8% do total.

Veja o ranking das torcidas no Distrito Federal (clubes de alcance nacional):

1º - Flamengo: 800.752 torcedores (47,9%)
2º - Coisa maldita, vasco: 203.431 (12,2%)
3º - Corinthians: 121.935 (7,3%)
4º - São Paulo: 110.816 (6,6%)
5º - Botafogo: 101.864 (6,1%)
6º - Fluminense: 91.855 (5,5%)
7º - Palmeiras: 70.908 (4,2%)
8º - Cruzeiro: 53.107 (3,2%)
9º - Atlético-MG: 29.346 (1,8%)
10º - Santos: 22.587 (1,4%)
11º - Grêmio: 15.880 (1%)
12º - Internacional: 10.469 (0,6%)

Erazo evita comentar saída de Ximenes: "É um tema da diretoria"

Erazo Luxemburgo Flamengo (Foto: Thales Soares)A decisão da cúpula do Flamengo em demitir Felipe Ximenes do cargo de diretor executivo surpreendeu os jogadores rubro-negros. Pelo menos, assim foi tratado o assunto pelo zagueiro equatoriano Erazo, que deve ser titular contra o Grêmio, domingo, em Porto Alegre, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, e preferiu não "se meter" no tema.

Ximenes se despediu dos jogadores durante um almoço de confraternização realizado em um restaurante da Barra da Tijuca na quarta-feira. Ele já havia sido comunicado da decisão pelo vice-presidente de futebol Alexandre Wrobel e o CEO, Fred Luz.

- Ninguém falou sobre isso ainda. Mas o Ximenes nos avisou que não ficaria e ficamos surpresos. É um tema da diretoria que ninguém pode se meter - afirmou o zagueiro.

Depois da Copa do Mundo, Erazo ficou um tempo afastado do Flamengo. Na época, alegou que havia recebido propostas do exterior para deixar o clube. No entanto, elas não se concretizaram e, com o fim da janela de transferências, voltou a treinar.

Mesmo assim, Erazo seguiu sem ser aproveitado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo. Ele atuou apenas uma vez com o treinador, entrando em campo na reta final da goleada por 4 a 0 sobre o Vitória, domingo passado, substituindo Marcelo.


Chicão e João Paulo de saída; Léo Moura tem nova reunião marcada


O planejamento de 2015 segue no Flamengo depois da saída do diretor de futebol Felipe Ximenes. Oito jogadores terão seus contratos encerrados no fim deste ano e poucos devem permanecer. Até a sequência do lateral-direito Léo Moura no clube está em risco depois de mais de nove anos defendendo a mesma camisa.

Chicão não deve seguir na Gávea (Foto: Gilvan de Souza/ Fla Imagem) 
Chicão não deve seguir na Gávea (Foto: Gilvan de Souza/ Fla Imagem)
 
O zagueiro Chicão é um dos nomes fora dos planos, ainda que tenha sido elogiado muitas vezes pelo técnico Vanderlei Luxemburgo. O problema é o alto salário na relação custo benefício estabelecida pelo treinador.

Flamengo, tabela dos rubro-negros (Foto: Editoria de arte)

O lateral-esquerdo João Paulo deve seguir os passos de Chicão. O Flamengo teria comprar os direitos econômicos do jogador, que pertence ao Desportivo Brasil, para continuar com ele no grupo. O clube não pretende fazer esse investimento.

Até a situação de Léo Moura está ameaçada. Aos 36 anos, o jogador chegou a dar uma entrevista confirmando a renovação de seu vínculo, o que ainda não aconteceu. Há uma reunião marcada para essa semana em busca de uma solução.

Nixon e Márcio Araújo também negociam suas permanências e têm reuniões decisivas na próxima semana. Nixon, inclusive, já está com uma proposta do Flamengo em mãos, e o clube aguarda uma resposta do atacante, de 22 anos, que se valorizou no fim da temporada.

Com relação ao zagueiro Marcelo, o Flamengo negocia a renovação de seu empréstimo por mais um ano com o Volta Redonda. Para ficar em definitivo com o jogador, teria que pagar R$ 1 milhão por 50%. Anderson Pico está com sua situação resolvida e terá o contrato prorrogado por mais dois anos. Emprestado pelo Londrina, Arthur será devolvido.

Queda de Felipe Ximenes evidencia poder de Luxa no futebol do Flamengo

Luxemburgo, Antônio Mello, Ninho do Urubu, treino, Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/ Fla Imagem)Os últimos dias de Felipe Ximenes deram a certeza ao então diretor de futebol que sua saída era questão de tempo. Desde o anúncio feito por Rodrigo Caetano sobre o seu desligamento do Vasco, a situação mudou da segurança para a dúvida. O respaldo da diretoria já não aparecia com frequência diante da pressão externa, e o técnico Vanderlei Luxemburgo começava a demonstrar sua força ao confirmar a contratação de Thalllyson, ex-Asa, mesmo sem o jogador ter assinado contrato e encaminhar o empréstimo de Artur Maia, ex-América-RN.

Diante desse cenário, a ligação do CEO Fred Luz e do vice-presidente de futebol, Alexandre Wrobel, na manhã de quarta-feira, apenas encerraram as dúvidas de Ximenes. Luxemburgo havia se tornado o homem forte do futebol do Flamengo para planejar a próxima temporada, mesmo com a provável contratação de Rodrigo Caetano.

Ximenes foi contratado em maio e seu primeiro ato acabou vindo a público diante da falta de estrutura do Parque do Sabiá, em Uberlândia. Depois de uma derrota por 3 a 0 para o Cruzeiro, ele deu uma bronca no vestiário que vazou na internet. Colocou os jogadores contra a parede e garantiu ter carta branca da diretoria para tomar decisões.

Aquele foi o último jogo antes da paralisação para a Copa do Mundo. O Flamengo teve um longo período para se preparar, e a demora em tomar decisões nesse período pesou contra Ximenes. Apenas com a volta do Campeonato Brasileiro e dois jogos depois, ele tomou a decisão de demitir Ney Franco e afastar jogadores, como André Santos e Elano.

A contratação de Luxemburgo aconteceu com a presença de Ximenes na casa de Luiz Eduardo Baptista, o Bap, vice de marketing, em São Paulo. Na época, ele fazia parte da cúpula do futebol e defendia o trabalho do então diretor, que havia contratado pessoalmente, ainda que Rodrigo Caetano tenha sido o primeiro alvo.

Desde então, apesar de serem vistos em conversas frequentes na concentração, havia o relato de um relacionamento frio entre Luxemburgo e Ximenes. Além disso, alguns jogadores jamais engoliram a bronca no vestiário, que acabou sendo ouvida pelos jornalistas presentes no estádio.

Nesse período, o episódio da venda de Hernane ainda pesou. O jogador foi negociado com o Al Nassr, da Arábia Saudita. O Flamengo não recebeu os R$ 7 milhões a que teria direito e o caso acabou parando na Fifa. Acusado de liberar o jogador sem garantias, Ximenes viu o caso cair sobre os seus ombros, apesar do respaldo jurídico e executivo do clube na negociação.

No fim de agosto, a mudança no departamento de futebol pesou contra Ximenes. Wrobel assumiu a pasta, e Bap deixou o comitê, formado por seis membros. O vice de marketing tinha outras preocupações internas, principalmente políticas, com votações  em curso nos poderes do clube.

Wrobel iniciou o planejamento ao lado de Ximenes para 2015. Chegou a viajar com o então diretor para a Argentina, onde estreitou as relações com Emmanuel Más, do San Lorenzo, Diego González, do Lanús, e Lucas Pratto, do Velez. Sempre afirmou que ele fazia parte do trabalho para a próxima temporada.

Os resultados deram força a Luxemburgo, que usou sua relação com a torcida para ganhar espaço. Repetiu exaustivamente que a diretoria precisava se posicionar sobre a situação de seu contrato logo depois de conseguir se livrar do rebaixamento. Mais uma batalha vencida quando foi anunciada a sua permanência para 2015 de forma oficial.

Agora, com a saída de Ximenes, Luxemburgo se transformou no homem forte do futebol do Flamengo. Desde a determinação da pré-temporada até os nomes para reforçar o elenco, o treinador é a bola da vez.


quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Atletas do Flamengo visitam INCA


Edmar Ribeiro Nogueira viveu um dia de fortes emoções. Ao fazer o teste de compatibilidade para a doação de medula, descobriu que poderia ajudar o irmão, Elson. Mas era só o começo. Antes mesmo de sair viveu a alegria de conhecer os ídolos Paulo Victor e Éverton, do seu time de coração. Os atletas do Flamengo visitaram o Instituto Nacional de Câncer (INCA) nesta quarta-feira (3.12).

"Sou flamenguista com muito orgulho. Vim ajudar o meu irmão hoje e encontrei com os jogadores. Dia de sorte. Quando tem que acontecer...", revelou Nogueira. O irmão Edmar recebeu presente dos atletas e se disse "muito feliz" com a surpresa. Não foi o único.

"Estou muito animado de poder trazer um pouquinho de alegra. A gente sabe que é muito difícil para eles vir a um estádio ou acompanhar um treino nosso, então a gente fica feliz de estar acompanhando o tratamento deles aqui", explicou o goleiro Paulo Victor. 
 
 
 
 

Marcelo garante concentração total contra o Grêmio: "Vale muito"

Marcelo, Ninho do Urubu, Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/ Fla Imagem)Pela última rodada do Campeonato Brasileiro, o confronto entre Grêmio e Flamengo tem pouco valor para a tabela de classificação. Os dois clubes não passarão de posições intermediárias, fora dos extremos em busca de classificação para a Taça Libertadores ou na fuga do rebaixamento.

O Flamengo, por exemplo, deu férias para 13 jogadores e vai com um time praticamente inteiro de reservas. No entanto, há quem encare a partida com importância, como o zagueiro Marcelo, que tem contrato até o fim do ano com o clube carioca e pertence ao Volta Redonda.

- Para mim, vale muito. Tem uma importância. Se o professor optar por mim, vou concentrado para fechar bem o campeonato para o Flamengo - afirmou Marcelo.

Apesar da vontade demonstrada pelo zagueiro, ele tem consciência de que esse jogo não vai definir quem fica do atual grupo para o ano que vem. Além de Marcelo, há outros sete jogadores em fim de contrato.

- Um jogo não mostra tudo. O Vanderlei me conhece. Não foi à toa que me colocou para jogar. Sempre esperei por isso, chegar a uma equipe como o Flamengo. Trabalhei para estar aqui e vou continuar na mesma direção para almejar coisas melhores - comentou.

Marcelo foi titular logo na estreia de Luxemburgo, na vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo, quando também atuou pela primeira vez  com a camisa do Flamengo. Foram 19 jogos, 18 como titular e um gol marcado.