Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 13 de dezembro de 2014

Juninho Paulista, sobre volta de Eurico: fim do vasco



A saída ocorreu em 2002, quando trocou o Cruz-Maltino pelo rival Flamengo. O desligamento se deu principalmente pelos atrasos de salário, problema comum da gestão de Eurico Miranda na época. 

- Eu era jogador na época. Via muitas coisas erradas. Via prometendo coisas e não cumprindo. Não só comigo, mas praticamente com todo aquele grupo. Eram jogadores com seis meses de salários atrasados, Jorginho (ex-lateral) tinha mais de um ano de imagem atrasada. A minha imagem do Eurico é essa. Ele deu sorte, porque aqueles grupos, tanto o vasco de 2000 como o de 1997 e 98, eram formados por jogadores excepcionais, jogadores com caráter impressionante. Mesmo sem receber, honravam o nome e a camisa do vasco. Hoje, o vasco não tem time. Se administrar da maneira que administrava antes, eu acredito que as coisas não vão sair da maneira que os torcedores estão esperando – disse o ex-jogador, durante sua participação no evento Sports Weekend, realizado no Club Med Trancoso, na Bahia.

Na avaliação de Juninho Paulista, esse e outros episódios não cabem mais na gestão profissional do futebol.

- No grito não se ganha nada. Se ganha dentro de campo. Se não tiver bons jogadores, se não tiver boas condições de trabalho, se não honrar com o que fala, com aquilo que assina, não adianta. Nos bastidores, hoje, não se ganha mais no futebol. Mudou. Esse jeito de querer administrar de antigamente não existe mais. Tem câmeras por tudo quanto é lado, juízes mais preparados, tem que se ganhar dentro de campo.

Flamengo na final da BH Cup

No quintal de casa dos mineiros quem comemorou foram paulistas e cariocas. Até a chuva que caiu durante toda a madrugada em Belo Horizonte deu uma trégua para a meninada medir forças na Toca da Raposa I, pelas semifinais da BH Cup. A competição sub-15 teve dois jogos emocionantes na manhã de sábado, que culminaram com a classificação de Corinthians e Flamengo para a grande decisão do torneio, neste domingo.

O primeiro jogo do dia, entre Cruzeiro e Corinthians, foi recheado de emoções. O time paulista abriu o placar ainda na primeira etapa com Rafael Bilú. O Cruzeiro, jogando em seus domínios e apoiado pela torcida, que compareceu ao CT celeste mesmo no sábado pela manhã, passou o restante da partida pressionando em busca do gol. No entanto, a equipe alvinegra conseguiu segurar o placar e eliminou pela segunda vez o Cruzeiro na mesma competição. Isso porque a Raposa disputou o torneio com duas equipes, sendo o Cruzeiro A e um time considerado alternativo, uma espécie de Cruzeiro B, denominado de Cruzeiro Internacional.

Já na outra semifinal, o Flamengo levou a melhor sobre o Atlético-MG pelo placar de 3 a 0 e ficou com a segunda vaga. Zagueiro e capitão, Matheus Tuler marcou um no primeiro e outro na segunda etapa. Guedes completou o placar para o a equipe rubro-negra, que foi superior durante todo o jogo e ficou com classificação.

A final acontece neste domingo, às 9h (de Brasília) . A troca de ingressos será feita nos supermercados Dona Amélia. Basta levar ou adquirir no próprio supermercado dois quilos de alimentos não perecível. Foram disponibilizados mil ingressos para a decisão.

Após a decisão do torneio será realizado o jogo das estrelas, que contará com as presenças dos jogadores do Shakhtar Donetsk-UCR, Bernard e Fred. O atacante Fred, do Fluminense foi convidado, porém ainda não havia confirmado presença.

Atlético-MG x Flamengo - BH Cup (Foto: Fernando Martins)Disputa de bola entre jovens jogadores do Flamengo  Patlético-MG  (Foto: Fernando Martins)


DNA, decepções e a despedida: Mattheus entra na barca do Flamengo


Mattheus flamengo  (Foto: Roberto Yuan)Em 1994, a comemoração de Bebeto ao fazer um gol sobre a Holanda nas quartas de final da Copa do Mundo despertou o interesse mundial sobre aquela criança que havia acabado de nascer. Mattheus ficou famoso ainda bebê, cresceu, trilhou os caminhos do pai e viveu o sonho de construir uma carreira no futebol. Cria das categorias de base do Flamengo, vai se despedir do clube em 2015 sem ter conseguido se firmar e com duras marcas, agravadas pelo seu DNA. Depende apenas de seus representantes encontrarem um destino, seja por empréstimo ou em definitivo.

Nos treinamentos, Mattheus sempre foi cobrado para apresentar uma dedicação maior. Luxemburgo costuma dizer que jogador precisa tratar o futebol como seu sustento, que quem já tem o filet mignon em casa vive a situação de forma diferente.

Esse ano, depois de sete meses fora dos planos, ressurgiu com Luxemburgo na vitória por 3 a 0 sobre a Chapecoense, no Maracanã, em novembro. No jogo seguinte, entrou em campo na fatídica eliminação da Copa do Brasil para o Atlético-MG quando saiu de campo como um dos vilões. Na volta de Belo Horizonte para o Rio de Janeiro, ouviu cobranças.

No reencontro com o Atlético-MG, desta vez pelo Campeonato Brasileiro, ficou na reserva no Independência. Lá, tornou-se alvo de piadas da torcida rival, que gritou seu nome na volta do intervalo enquanto Mattheus caminhava pelo campo antes de se sentar no banco.

No fim da temporada, Luxemburgo deixou bem claro que uma avaliação estava sendo feita em relação aos jovens jogadores do Flamengo. Até questionou a questão da idade e lembrou que em muitos clubes há titulares com 17, 18 anos.

- Alguns jogadores já deveriam ter conquistado um espaço bem maior do que conquistaram até agora. Uns ficam, outros não - afirmou Luxemburgo na ocasião.

Mattheus frequentou seleções de base e pelo Fla participou da conquista da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2011, com uma geração recheada de promessas que não se tornaram realidade. Acabou sofrendo com a transição para o profissional. Fez sua estreia em 3 de fevereiro de 2012, entrando no segundo tempo do empate por 0 a 0 com o Olaria, um dia depois da demissão de Vanderlei Luxemburgo, que o havia promovido ao grupo principal na pré-temporada.

Em seu primeiro ano entre os profissionais, Mattheus recebeu elogios de Dorival Júnior, que o tratou como um jogador semelhante a Paulo Henrique Ganso. Nas categorias de base, sempre foi tratado como um talento diferente, um meia clássico. Com bom porte físico e um chute potente, esperava-se uma ascensão que não aconteceu.

Em 2013, chegou a ser encostado diante do impasse sobre a sua permanência. Em março daquele ano, houve a decisão de sua negociação para o Juventus, da Itália. No entanto, ela nunca se concretizou. O jogador, então, acabou renovando por mais três anos com o clube.

Desde que foi promovido por Luxemburgo, viu Joel Santana, Dorival Júnior, Mano Menezes, Jorginho, Jayme de Almeida e Ney Franco passarem pelo clube. Nunca emplacou. No primeiro jogo de 2014, com reservas em campo, foi titular e saiu de campo vaiado depois de uma chance incrível desperdiçada na vitória por 1 a 0 sobre o Audax.

Aos 20 anos de idade, Mattheus atuou em apenas 20 jogos com a camisa do Flamengo, clube com o qual tem contrato até 19 de maio de 2016. Vai sair do clube em 2015 sem ter feito um gol sequer como profissional. Uma despedida melancólica diante da expectativa criada em torno do herdeiro de Bebeto.


sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Cobra Coral comemora 100 anos do primeiro título do Flamengo


Modelo comemora centenário do primeiro título de f
Em comemoração ao centenário do primeiro título conquistado pelo futebol do clube, o Flamengo e a Braziline lançam a camisa retrô Cobra Coral. A peça é de meia malha, 100% algodão, e leva no peito o escudo do Rubro-Negro. O torcedor pode encontrar a blusa nos tamanhos P, M, G e GG, nas Lojas Oficiais do Clube. Sócios-torcedores têm 10% de desconto na peça. Se você ainda não faz parte do Nação Rubro-Negra, clique aqui e aproveite as vantagens.

Em 15 de novembro de 1914, apenas dois anos após o início do futebol no Clube de Regatas do Flamengo, o Rubro-Negro vencia o Campeonato Carioca e conquistava seu primeiro título da história, dando início a uma trajetória vitoriosa movida a raça, amor e paixão. A Cobra Coral foi usada pela primeira vez naquele ano, apelidada pela semelhança com o réptil brasileiro. Além de marcar o primeiro troféu do Flamengo pelo esporte bretão, o uniforme foi vestido pelos jogadores que aplicaram a maior goleada do Mais Querido em sua história: 15 a 0 sobre o Paranaguá FC, no mesmo ano.

Uma camisa que marcou a história

A Cobra Coral, originalmente, não tinha escudo, além de ter listras brancas entre as vermelhas e a pretas, porque os remadores – esporte que deu origem ao clube – só aceitaram a criação do departamento de futebol com algumas condições: uma delas era que a camisa não poderia ser igual a que eles usavam.

Em 1916, o time de futebol do Flamengo tirou as listras brancas da Cobra Coral e passou a jogar só de rubro-negro por causa da Primeira Guerra Mundial, já que o Brasil se declarou inimigo da Alemanha naquele ano e a camisa tinha as mesmas cores da bandeira alemã da época.
 
 

Benite sai do banco, anota 24 pontos e comanda vitória do Flamengo no NBB

Parece que o Flamengo embalou de vez no NBB 7. Depois de uma vitória suada e decidida nos minutos finais contra Mogi das Cruzes, na quarta-feira, o atual campeão voltou a vencer nesta sexta-feira, pela 10ª  rodada da competição. Desta vez, do início ao fim. Comandado pelo ala-armador Benite, que anotou 24 pontos vindo do banco, o Flamengo se beneficiou da ausência do pivô Caio Torres, vetado com um ruptura muscular no braço direito, e venceu o São José, no interior paulista, por 94 a 71 (48 a 35). Essa foi a terceira vitória consecutiva do time rubro-negro, a sexta na competição em oito jogos disputados.

Além do cestinha Benite, Marcelinho, com 19 pontos e quatro rebotes, Marquinhos, que anotou 14 pontos e cinco rebotes, e Jerome Meyinsse, com 11 pontos e sete rebotes, também se destaracam na vitória rubro-negra. Pelo lado do time paulista, o americano Baxter, com 19 pontos, três rebotes, três assistências e duas bolas roubadas, Drudi, com 13 pontos e sete rebotes, e Dedé, que contribuiu com 12 pontos, foram os maiores pontuadores.

O JOGO
Os primeiros dois pontos foram dos donos da casa, mas não demorou muito para o Flamengo assumir o controle do jogo no primeiro quarto. Numa tática diferente da partida contra o Mogi das Cruzes, quando o time carioca abusou dos chutes de três pontos, desta vez a equipe do técnico José Neto investiu no jogo dentro do perímetro. E a fórmula deu certo. Liderado por Marcelinho, cestinha do primeiro período com nove pontos, os atuais campeões abriram seis pontos a pouco mais de dois minutos para o fim do quarto e deram a impressão de que fechariam os primeiros minutos com uma vantagem confortável. 

São José Basquete x Flamengo Benite (Foto: Danilo Sardinha/ GloboEsporte.com) 
Com 24 pontos, Benite foi o principal jogador da vitória do Fla sobre São José (Foto: Danilo Sardinha/ GloboEsporte.com)

Mas São José tinha Baxter. O americano Baxter anotou duas bolas de três na sequência e comandou a reação do time paulista, que chegou ao empate com Drudi, a pouco mais de um minuto para o estouro do cronômetro. O Flamengo sentiu e deu pelo menos duas chances aos donos da casa para passar à frente. Mas como quem não faz leva, o time carioca garantiu a diferença mínima ao fim do período com um lance-livre convertido pelo pivô Jerome Meyinsse.

O panorama mudou completamente na volta para quadra. Se as bolas de três do Flamengo não surtiram muito efeito no quarto anterior - foram apenas três em seis tentadas -, nos minutos iniciais do segundo período elas começaram a cair. E, mais uma vez, pelas mãos de Marquinhos. Herói da vitória contra Mogi, quarta-feira, com seis arremessos de longa distância, o ala acertou mais dois em dois ataques seguidos e fez os primeiros seis pontos do Flamengo no quarto.

A sequência rubro-negra não parou por aí. No ataque seguinte, Cristiano Felício anotou mais dois, o Flamengo fez 8 a 0 em menos de três minutos e a diferença subiu para nove. Luiz Zanon pediu tempo, mas a parada não diminuiu o volume rubro-negro. Com Benite inspirado no quarto - o ala anotou oito pontos -, a vantagem chegou a 13 pontos e se manteve até o fim do primeiro tempo.

São José voltou melhor do intervalo e chegou a diminuir a diferença para apenas sete pontos na primeira metade do terceiro período. Mas o Flamengo em nenhum momento perdeu o controle da partida. Com a mesma tática do primeiro período, o time carioca voltou a jogar dentro do garrafão e aumentou a diferença novamente para 13 pontos. Foi a senha para Zanon pedir tempo.

A parada quebrou a sequência do Flamengo, e, com duas bolas de três de Dedé e uma de dois de Laws, contra apenas dois pontos de Marcelinho, a diferença caiu novamente para sete. José Neto mudou praticamente toda a equipe carioca, deixando apenas Marcelinho em quadra dos titulares. A mudança de nada adiantou, e São José diminuiu o prejuízo para cinco. Os paulistas só não contavam com uma bola de três de Benite quase no estouro do cronômetro.

Valtinho São José Basquete x Flamengo Marquinhos (Foto: Danilo Sardinha/ GloboEsporte.com) 
No duelo dos amigos, Marcelinho levou a melhor sobre Valtinho (Foto: Danilo Sardinha/ GloboEsporte.com)

E o último período começou da mesma maneira que terminou o terceiro, com um arremesso de três de Benite, calando o ginásio Lineu de Moura. Olivinha aumentou com uma bandeja fácil e obrigou Zanon a parar o jogo. A parada mais uma vez não surtiu efeito, e o Flamengo continuou dominando as ações. 

Mesmo com praticamente todo o time reserva, os atuais campeões abriram 18 pontos a pouco mais de dois minutos para o fim do jogo e só precisaram administrar a diferença para alcançar sua terceira vitória seguida, a sexta na competição em oito jogos.

Flamengo terá R$ 30 milhões para contratar e mira Sobis, Wagner e Joel


Dupla do Fluminense e atacante do Coritiba são os principais alvo da diretoria rubro-negra, que terá uma verba de R$ 30 milhões para investir em reforços. O diretor executivo Rodrigo Caetano é o responsável pelas negociações com Sobis, Wagner e Joel.



Nos planos de Luxa, Luiz Antônio desperta interesse do mercado


O ano de 2014 foi complicado na vida de Luiz Antonio. Depois de ter participação decisiva na campanha do título da Copa do Brasil, o jogador se perdeu entre ações judiciais e uma suspeita de envolvimento com uma milícia no Rio de Janeiro. Mesmo assim, foi bastante utilizado na temporada, principalmente pelo técnico Vanderlei Luxemburgo.

No entanto, o mercado do futebol dita as regras e Luiz Antonio já foi sondado por quatro clubes. O jogador está nos planos de Luxemburgo para a próxima temporada. Aos 23 anos, foi, inclusive, promovido pelo atual treinador em 2011, quando chegou a ser titular em um time que contava com Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves.

- Em princípio, contamos com o jogador. Foram apenas sondagens. Luxemburgo gosta dele, mas não existe ninguém inegociável - disse o vice-presidente de futebol, Alexandre Wrobel.

No fim do ano passado, Luiz Antonio entrou com uma ação na Justiça pedindo a rescisão de seu contrato com o Flamengo. Na época, alegou falta de pagamento. Depois de uma série de derrotas judiciais, acabou entrando em acordo e voltando a treinar, mas já havia perdido o prazo para ser inscrito na Taça Libertadores e demorou a recuperar seu espaço.

Na época, já estava sabendo que seria pai pela primeira vez e garantiu que o fato havia pesado na sua decisão. Aos poucos, melhorou de rendimento, veio a mudança de treinador e Vanderlei Luxemburgo assumiu o time, logo dando chance ao jogador de voltar a ser titular.

No entanto, uma suspeita de envolvimento com uma milícia do Rio de Janeiro o levou a ser interrogado pela Delegacia de Repressão ao Crime Organizado. Luiz Antonio foi ouvido apenas como testemunha, assim como seu pai. Depois disso, acabaram liberados e não foram chamados novamente.

Luiz Antonio foi um dos poucos jogadores das categorias de base a ter espaço nos últimos anos. Seu nome chegou a ser cogitado para ser envolvido em uma negociação que pudesse levar Elias, que pertencia ao Sporting, de Portugal, para o Flamengo.

Joel recebe propostas do Cruzeiro e Flamengo e pode deixar o Coritiba

O camaronês Joel pode estar de saída do Coritiba. Artilheiro da equipe alviverde com oito gols, o jogador de 21 anos despertou o interesse de vários clubes do futebol brasileiro, entre eles, o Cruzeiro e o Flamengo.

O empresário Sérgio Malucelli, proprietário empresa que agencia e detém os direitos econômicos do atacante e gestor do Londrina, confirmou o interesse dos clubes. Ainda segundo ele, apesar de abrir negociação com o clube mineiro e carioca, o Coritiba ainda está no páreo. Ele declarou que espera as eleições presidenciais do Coritiba, que acontecem neste sábado, para definir a situação do camaronês.

- Sim, existe o interesse de ambas, mas nada concreto ainda. Preciso aguardar as eleições de amanhã (sábado) para definir o destino do Joel. O Vilson já me procurou para renovar com ele e, caso ele vença, darei prioridade para ele. Caso contrário, irei negociá-lo - declarou Sérgio Malucelli, em entrevista ao GloboEsporte.com

Joel Coritiba Botafogo (Foto: Divulgação/ Site oficial Coritiba) 
Cruzeiro e Flamengo já fizeram propostas para ter o camaronês Joel na temporada de 2015 (Foto: Divulgação Coritiba)


O presidente Vilson Ribeiro de Andrade, atual mandatário e candidato a reeleição tem um bom relacionamento com o empresário do camaronês, o que facilitaria a permanência do jogador no Coritiba. Malucelli informou que o candidato da chapa de oposição, Rogério Bacellar, não entrou em contato com ele.

 Joel chegou no início de setembro ao Coritiba emprestado pelo Londrina até dezembro. Na ocasião, o dirigente do Tubarão revelou que o jogador ficaria no clube da capital até o final do ano por uma exigência de um grupo que adquiriu o passe do camaronês. Com isso, o destino do atacante seria o futebol alemão no começo de 2015. 

Flamengo aprova orçamento e futebol terá maior investimento em 2015

coletiva do rodrigo Caetano Flamengo (Foto: Thales Soares)
O Conselho de Administração do Flamengo aprovou na noite de quinta-feira o orçamento para 2015. De uma receita projetada de R$ 365 milhões, o clube investirá R$ 128 milhões no futebol profissional, R$ 7 milhões a mais do que em 2014, que conta com Rodrigo Caetano como novo diretor executivo. A previsão é de que a folha de pagamento fique em R$ 75 milhões anuais, além de aumento de R$ 10 milhões para R$ 30 milhões em contratações. Para a base, o valor de R$ 9,5 milhões caiu para R$ 8 milhões de estimativa de gastos no próximo ano.

- Não houve ressalvas, apenas sugestões de comportamento feitas pelo Conselho Fiscal - explicou o presidente do Conselho de Administração, Maurício Gomes de Mattos.

Os valores de arrecadação previstos para 2015 com o programa de sócio-torcedor chegam a R$ 37 milhões. No início de 2014, o orçamento apontava R$ 45 milhões nessa rubrica. Caiu para R$ 34 milhões no meio do ano e deve terminar abaixo dessa meta. Até setembro, o clube arrecadou R$ 24 milhões. Com bilheterias, o clube prevê arrecadar R$ 49 milhões em 2015.

Com parcelamentos fiscais, O clube prevê ainda gastar R$ 18 milhões e valor idêntico com acordos judiciais. Estão previstos R$ 39 milhões em penhoras para 2015, além de R$ 92 milhões de receita de patrocínio e publicidade, e R$ 29 milhões de receita com programas incentivados.

O total de despesa operacional previsto para o próximo ano é de R$ 188 milhões e a receita líquida fica em R$ 348 milhões. Em 2014, a previsão inicial de receita de R$ 342 milhões foi reajustada no meio do ano para R$ 320 milhões.

O orçamento do clube é sempre um ponto de questionamento. No fim de 2015, ainda haverá eleição presidencial o que pesa no cumprimento das metas estabelecidas no documento.

Embalado, Flamengo encara mais um rival direto na briga pelo primeiro lugar

O Flamengo embarcou para o interior de São Paulo com a dura missão de encarar dois adversários diretos na luta pelos primeiros lugares na tabela de classificação do NBB. O típico jogo dos seis pontos, no basquete, dos quatro. A primeira perna da viagem foi bem sucedida. Além de subir uma posição com a suada vitória contra Mogi das Cruzes por 98 a 94, o time rubro-negro empurrou o rival para a oitava colocação. Nesta sexta-feira, às 19h30, no ginásio Lineu de Moura, o objetivo do técnico José Neto e seus comandados é fazer o mesmo com o São José. Com apenas uma derrota a mais do que os rubro-negros na competição, a equipe paulista aparece no retrovisor dos atuais bicampeões na quarta colocação e quer aproveitar o mando de quadra para vencer e deixar o clube rubro-negro para trás.

Marcelinho, Mogi das Cruzes X flamengo - NBB Basquete (Foto: Cleomar Macedo/Helbor) 
Marcelinho destaca a importância de vencer mais um rival direto na luta pela liderança (Foto: Cleomar Macedo/Helbor)

Feliz com o desempenho do Flamengo na suada vitória sobre do Mogi das Cruzes, quarta-feira, José Neto espera as mesmas dificuldades nesta sexta-feira. Ciente de que com mais uma vitória fora de casa diante de um rival direto o time carioca seguirá na cola do líder Limeira, o treinador rubro-negro alerta seus jogadores para o bom momento vivido pelo adversário de logo mais.

- A vitória contra uma equipe que vai brigar conosco na parte de cima da foi importantíssima já que nosso objetivo é nos classificarmos bem para os playoffs. Eles começaram muito bem o início, com um aproveitamento muito alto nas bolas de três e nos rebotes ofensivos. No segundo nós conseguimos defender melhor, conseguimos controlar os rebotes e fomos mais eficientes na parte ofensiva. Será outro jogo duro contra São José, mais um adversário direto. Como eles têm uma derrota a mais que a gente, temos que entrar em quadra cientes de que precisamos vencer para garantir essa posição. Eles estão vindo embalados após uma vitória na superação contra o Macaé, mas estamos preparados para suportar essa motivação e tentar buscar mais uma vitória - afirmou o comandante do Flamengo.

Aprovado por Luxa, Barrios esbarra em alto salário para jogar no Flamengo

Romao lucas barrios Olympique  x  Montpellier (Foto: Reuters)O Flamengo decidiu estabelecer nesta temporada  uma política salarial mais cautelosa. É justamente essa situação que complica a negociação para levar o atacante paraguaio Lucas Barrios ao clube, que pagaria US$ 180 mil (R$ 474 mil) por mês ao jogador, que pertence ao Spartak Moscou, da Rússia, e passou os últimos quatro meses emprestado ao Montpellier, da França.

Representantes do jogador aguardam um contato do Flamengo nesta sexta-feira por uma posição diante da negociação. Barrios seria emprestado por um ano, com o clube carioca pagando até US$ 500 mil (R$ 1,3 milhão), com valor dos direitos fixados em 1,5 milhão de euros (R$ 4,8 milhões).

Aos 30 anos, Barrios, que é argentino de nascimento, estava emprestado ao Montpellier até 31 de maio de 2015, mas já deixou o clube francês. Lá, disputou 12 jogos, sendo 11 como titular, marcando apenas um gol. Não defende a seleção do Paraguai desde 2012.

O técnico Vanderlei Luxemburgo gostou do nome de Barrios e acenou positivamente para a negociação. O clube analisa a questão do custo benefício antes de formular a proposta definitiva para dar sequência à negociação.

O Flamengo vem negociando com outros jogadores. Um deles é Dudu, que defendeu o Grêmio este ano, mas pertence ao Dínamo de Kiev, da Ucrânia. O clube fez uma proposta de três milhões de euros (R$ 9,7 milhões) por 50%, mas os ucranianos exigem seis milhões de euros (R$ 19,4 milhões) para vender os 100% dos seus direitos.

Até o momento, o Flamengo acertou as contratações de Thallyson, ex-ASA, e Arthur Maia, ex-América-RN. Pará, do Grêmio, também está a caminho do clube. Márcio Araújo, Anderson Pico e Nixon tiveram seus contratos renovados. Léo Moura, João Paulo e Marcelo ainda negociam.

Marquinhos Santos desiste do vasco, que continua à procura de um substituto para Joel


Quem gosta de merda é vasco sanitário!

- Vou continuar no Coritiba, um clube que tem estádio, água, torcida e paga em dia.


kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Comitiva do Flamengo visita o Benfica para conhecer seu programa de sócios


Uma comitiva de dirigentes do Flamengo esteve nesta quinta-feira no Estádio da Luz, campo do Benfica, de Portugal. Liderados pelo presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, Fred Luz, diretor executivo, e Bruno Spindel, diretor de marketing, foram conhecer as instalações do clube português e, principalmente, o modelo do programa de sócios. Recentemente o Benfica divulgou em seu site que está na liderança mundial no número de associados com 235 mil, quase 12 mil a mais que o Bayern de Munique, segundo colocado.

- Já era um projeto nosso. O Benfica é uma referência a nível internacional, tem o melhor programa de sócios do Mundo e o Flamengo sempre se espelhou no Benfica. Fomos muito bem recebidos e vamos tentar aprender um pouco e aplicar no Brasil - disse Eduardo Bandeira de Mello ao site do Benfica.

Comitiva Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello no Benfica (Foto: Rafaela Reis / SL Benfica) 
Comitiva do Fla visita o Estádio da Luz, do Benfica, clube com mais sócios no mundo (Foto: Rafaela Reis / SL Benfica)
 
Dono da maior torcida do país, o Flamengo tem pouco mais de 52 mil sócios-torcedores. Em todas as gestões recentes do clube se fala em explorar o poder da torcida, mas nenhum dirigente conseguiu ainda colocar em prática um modelo que alavancasse o número de associados. No Brasil, o Internacional é o líder com mais de 126 mil.

Para Nuno Gomes, assessor para área internacional do Benfica, a visita da comitiva rubro-negra também servirá para estreitar as relações entre os dois clubes mais populares do Brasil e de Portugal.

- A intenção é que possa surgir deste encontro alguma sinergia que possa ser útil para ambos os clubes - disse Nuno.

Flamengo enfrentará o Shakhtar Donetsk, e não o Spartak em amistoso em janeiro



Dois dias depois de anunciar que enfrentaria o Spartak Moscou em um amistoso, o Flamengo foi obrigado a se corrigir. O adversário na partida do dia 18 de janeiro, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, na verdade será o Shakhtar Donetsk. Uma confusão no departamento de marketing do clube causou a troca no nome do adversário.

A confusão ficou apenas no nome do adversário. A programação do clube para a pré-temporada segue como já estava divulgada. Início no dia 5 de janeiro, em Atibaia e treinos até o dia 17, quando o time viaja para Brasília para enfrentar o time ucraniano.

Nos dias 21 e 25 de janeiro, o Flamengo joga o torneio Super Series, na Arena Amazônia, em Manaus. No primeiro dia enfrenta a  coisa maldita, vasco e no segundo o São Paulo. Nesta quinta-feira, os organizadores divulgaram os detalhes da competição.

A estreia do time no Campeonato Carioca acontece no dia 1º de fevereiro, contra o Macaé.
Publicidade

Com clássico marcado no AM, Eurico prevê: 'Ganhar do Flamengo, sempre' e Bandeira de Melo humilha vasco


Flamengo não cita vasco

Bandeira de Melo, mandatário do Flamengo, também gravou vídeo de apresentação. O dirigente, no entanto, evitou citar o vasco(coisa maldita). Questionado, também, sobre a expectativa e desafios do Super Series, somente a preocupação com o confronto diante do São Paulo foi citada.

- O São Paulo é um grande clube, um clube que tem uma torcida muito grande. Jogar com o ele é sempre motivo de muito interesse para todos os torcedores, e eu tenho certeza que ainda por cima, sendo em Manaus, que é uma cidade autenticamente rubro-negra, o desafio vai ficar ainda mais gostoso.

Super Series

O "Super Series" é um triangular que será realizado em Manaus, na Arena da Amazônia, nos dias 21, 23 e 25 de janeiro. O primeiro jogo é o grande clássico carioca entre Flamengo e vasco. São Paulo e vasco fazem a segunda partida e a competição fecha com Flamengo e São Paulo. 

O sistema de disputa é o tradicional utilizado em triangular. A vitória rende três pontos. Em caso de empate, o jogo vai aos pênaltis: uma vitória nos pênaltis vale dois pontos e uma derrota um. Ao fim, claro, leva a taça o time que mais pontuar. Pela ordem dos jogos, vasco é o único com a chance de ser campeão ainda no meio do torneio.

Novo patrocinador do Flu é ex-oficial do exército e torcedor do Flamengo



Neville Proa (Foto: Reprodução)Ganhando cada vez mais espaço no mercado do futebol carioca, o empresário Neville Proa, dono da Viton 44, que foi anunciada como nova patrocinadora do Fluminense nesta quinta-feira, é  rubro-negro e ex-oficial do exército que viu em 1998 a necessidade de criar uma marca de bebidas com o que o público brasileiro já gostava: o guaraná e que atingisse todas as classes do mercado. Algo diferente do refrigerante. A ideia deu certo e hoje a fábrica de 45 mil metros quadrados, na Zona Oeste do Rio, hoje produz 1,44 milhão de copos de Guaravita e 300 mil garrafas de Guaraviton por dia e conta com 750 funcionários.

A marca de Neville começou a investir no futebol e ganhar espaço no mercado da bola ao se tornar patrocinador master do Botafogo, no início de 2011. Torcedor do Flamengo, ele também acertou um patrocínio para a manga da camisa do Rubro-Negro em abril deste ano. O vínculo dura até o fim desta temporada.

Em entrevista ao LANCE!Net quando começou ainda negociava com o Fluminense, Neville revelou que vários clubes brasileiros estão batendo na sua porta atrás de investimento. Além das equipes do Rio de Janeiro, que já contam com a parceria e o contrato de patrocínio, outros clubes também o procuraram em busca de um investidor.

Foi aproveitando esta paixão do brasileiro pelo futebol que ele viu a possibilidade da visibilidade da marca aumentar consideravelmente. A Viton 44 também fechou contrato de patrocínio master com o Consórcio Maracanã, que hoje administra o estádio e tem placas publicitárias em volta de todo o gramado.

Na camisa do Fluminense ficarão estampadas o Mate Viton, na frente, e Guaravita (carro-chefe da empresa), nas costas. Além das que estarão em destaque no uniforme tricolor, a empresa também conta com bebidas como o Guaraviton, Hula Lala, Boca Loca, Ginga Sport, Persona, Superviton e Carioquinha.

Dínamo de Kiev pede o dobro da proposta feita pelo Flamengo por Dudu

Dudu atacante Grêmio (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)Depois de uma boa temporada pelo Grêmio, Dudu despertou ainda mais interesse dos clubes brasileiros por sua fácil adaptação. O Flamengo entrou nessa briga e fez uma proposta de três milhões de euros (R$ 9,7 milhões). No entanto, o Dínamo de Kiev, dono dos direitos, pediu o dobro para liberar o atacante, de 22 anos.

A proposta do Flamengo havia sido por 50% dos seus direitos. As informações davam conta de que o Dínamo aceitaria o valor, já que a multa em seu contrato é de seis milhões de euros (R$ 19,5 milhões). No entanto, o clube ucraniano manifestou o interesse de negociar o jogador apenas vendendo 100%.

Outros clubes do Brasil demonstraram interesse no jogador, mas ainda não haviam feito proposta. O Grêmio tinha a prioridade, mas desistiu. Um clube da Alemanha ofereceu o mesmo valor do Flamengo pelos 50%.

Dudu seria a primeira grande contratação para a próxima temporada. Por enquanto, o Flamengo acertou com Thallyson, ex-Asa, e Artur Maia, ex-América-RN, ambos considerados investimentos pela diretoria do clube.

Renovação

Enquanto procura reforços, o Flamengo vai resolvendo a situação dos jogadores em fim de contrato. Márcio Araújo foi mais um a renovar contrato por um ano. Nixon já acertou por mais quatro anos e Pico, por dois. Marcelo, Léo Moura e João Paulo seguem em compasso de espera. Arthur e Chicão deixaram o clube.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Flamengo prevê R$ 7 milhões a mais para futebol profissional em 2015

O Conselho de Administração do Flamengo vota nesta quinta-feira o orçamento para 2015, que deve ser aprovado após a leitura dos pareceres da comissão de finanças e do Conselho Fiscal, que homologa o documento pouco antes da sessão. A receita bruta total projetada para o ano de eleição presidencial é de R$ 364 milhões. Os gastos com o futebol crescerão. Depois dos ajustes no orçamento de 2014 durante a temporada, a previsão para o futebol profissional ficou em R$ 121 milhões. Para 2015, foram orçados R$ 128 milhões - incluindo despesas como as taxas para atuar no Maracanã. Para a base, o valor de R$ 9,5 milhões caiu para R$ 8 milhões de estimativa de gastos no próximo ano. As informações foram confirmadas por pessoas que tiveram acesso aos documentos oficiais.

Novamente chamam atenção os valores de arrecadação previstos para 2015 com o programa de sócio-torcedor: R$ 37 milhões. A estimativa é ousada por dois fatores: no início de 2014, o orçamento apontava receita de R$ 45 milhões no ano nessa rubrica. Com o ajuste feito no meio do ano, o valor caiu para R$ 34 milhões. Porém, os números do que foi realizado de fato em 2014 apontam que, até setembro, o clube arrecadou R$ 24 milhões com o programa, ou seja, para atingir o orçamento ajustado, seria necessário arrecadar outros R$ 10 milhões em três meses. Outra receita orçada que chama atenção é a de bilheteria: o clube prevê arrecadar R$ 49 milhões em 2015.

Eduardo Bandeira de Mello Presidente Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Bandeira de Mello garantiu que não deixará de honrar pagamentos para investir em time (Foto: Gilvan de Souza / Fla)
 
O clube prevê ainda gastar R$ 18 milhões com parcelamentos fiscais e valor idêntico com acordos judiciais. Estão previstos R$ 39 milhões em penhoras para 2015, além de R$ 92 milhões de receita de patrocínio e publicidade, e R$ 29 milhões de receita com programas incentivados. O total de despesa operacional previsto para o próximo ano é de R$ 188 milhões e a receita líquida fica em R$ 348 milhões. Em 2014, a previsão inicial de receita de R$ 342 milhões foi reajustada no meio do ano para R$ 320 milhões.

Sem falar em números, o presidente Eduardo Bandeira de Mello confirmou que o montante para o futebol seria maior, mas avisou que se alguém espera loucuras em contratações por ser ano eleitoral, "pode tirar o cavalinho da chuva".

- O que dá para falar é que 2015 será melhor do que 2014, ainda estamos nesse processo de saneamento financeiro do clube, e ainda que esse processo não esteja completo, encontramos o clube em uma situação caótica, 2014 foi melhor do que 2013 e 2015 será melhor do que 2014. O orçamento será maior, acho que a torcida pode esperar um time mais forte. Mas não vamos fazer nada fora da lei. Se alguém está esperando que a gente deixe de recolher impostos, pagar nossos compromissos, para investir no time de futebol, até por ser ano eleitoral ou outra besteira dessa, pode tirar o cavalinho da chuva. A nossa recuperação financeira vai permitir que a gente já possa ter um investimento maior no futebol em 2015.

Questionado sobre o percentual de aumento no orçamento, o presidente explicou:

- O percentual não importa tanto porque há uma renovação do elenco. Alguns não vão continuar conosco, alguns contratos se encerram, alguns penduricalhos que a gente tinha de jogadores que não estão mais no clube e estávamos pagando também se encerram, então você tem uma folga maior que permitirá com competência e criatividade montar um bom time.
 
 

Com anúncio em jornal inglês, Flamengo mira expor clube internacionalmente



 A partir de um espaço no jornal “Financial Times”, da Inglaterra, o Flamengo descobriu uma nova forma para conseguir patrocínios. Sem custos, o clube publicou um anúncio no renomado diário inglês de negócios em busca de parceiros internacionais que estejam interessados em expor suas marcas junto à equipe.

No texto, o Flamengo descreve o seu "tamanho" dentro do futebol brasileiro - dono de uma torcida de 40 milhões de pessoas apaixonadas, a maior do Brasil - além de alguns números: 58% da população do Rio de Janeiro torce para o Rubro-Negro, cujo número de torcedores é o maior em 24 dos 27 estados brasileiros, segundo o anúncio. A peça também aponta que mais de 200 milhões de espectadores assistem aos jogos da equipe carioca.

O anúncio saiu de graça após uma entrevista do vice-presidente de planejamento do clube, Rodolfo Landim, para o “FT”. Segundo o gerente de marketing Bruno Spindel, a publicidade também resgata a credibilidade do Flamengo e o expõe internacionalmente.

- Surgiu essa oportunidade, esse interesse do “Financial Times” em conversar com o Flamengo e, associado a isso, surgiu a oportunidade do anúncio, que a gente julgou sensacional para o planejamento de internacionalização da marca e resgate da credibilidade do clube – disse.

Flamengo destaca, em inglês ser dono de 40 milhões de torcedores (Foto: Reprodução SporTV) 
Flamengo destaca, em inglês ser dono de 40 milhões de torcedores (Foto: Reprodução SporTV)

Entre as intenções está atrair anunciantes internacionais. A receita do Flamengo com publicidade este ano foi de R$ 90 milhões. Quase metade desse valor veio de 3 patrocinadores estrangeiros. A meta para 2015 é arrecadar R$ 120 milhões. O outro objetivo é tornar a marca do Flamengo mais conhecida fora do Brasil.

- O Flamengo consegue internacionalizar sua marca numa publicação como essa, resgata a credibilidade e expõe a marca para grandes “players" globais, que, no espaço em que foi publicada, se interessam por associar suas marcas a clubes de futebol. É algo que abre diversas portas para o Flamengo fora do Brasil e internamente também para a construção de uma marca mais forte de credibilidade – explica Spindel.

A publicação foi uma ação isolada. Por enquanto, o clube não tem planos de fazer mais propagandas no “Financial Times”. No entanto, Spindel destaca que interessados já procuraram o Rubro-Negro.

- O telefone já tocou algumas vezes. Já recebemos alguns e-mails e já têm algumas conversas que se iniciaram pelo anuncio – disse.


Márcio Araújo faz última reunião com o Flamengo e renova por um ano


Heroi do único título do Flamengo nesta temporada (o Campeonato Carioca), Márcio Araújo renovou por mais um ano. Após reunião realizada na manhã desta quarta-feira, ficou acertado que o volante terá um aumento salarial significativo, visto que ele se tornou titular com Vanderlei Luxemburgo no fim deste ano.

Outro que vive indefinição é Léo Moura. A diretoria do Rubro-Negro, na figura do vice de futebol, Alexandre Wrobel, garante que até o fim da semana o jogador assina a renovação ou não com o clube. Hoje, a chance de ele ficar é realmente de 50%. Uma redução salarial foi proposta e ele ainda analisa.

Veja abaixo a lista com as receitas de TV registradas por 23 times em 2013 e suas classificações em 2014.




Novos patrocinadores do Flu após o fim da parceria com a Unimed


                                  

Flamengo deixa problemas de lado e encara Mogi após parada no NBB 7

As duas semanas sem jogos no NBB 7 não resolveram o problema do técnico José Neto, mas pelo menos serviram para amenizar a falta de uma pré-temporada considerada ideal pelo treinador do Flamengo. Nos 14 dias de pausa, o que os rubro-negros menos tiveram foi folga ou descanso. Em busca do tempo perdido, o comandante do atual bicampeão nacional pegou pesado nos treinamentos e não poupou ninguém visando ao duelo contra o Mogi das Cruzes, nesta quarta-feira, às 21h30, no interior paulista, com transmissão do SporTV, no retorno da equipe à competição mais equilibrada de todas as edições.

- Os clubes têm investido bastante na competição por vários motivos. Pelo próprio NBB e pelo que a Liga oferece para os melhores. O Mogi é um bom exemplo disso. Acabou em 12º na temporada regular passada, chegou à semifinal, depois se classificou para a Liga Sul-Americana e acabou chegando à decisão dessa competição. Não vemos mais o Mogi como o 12º colocado, e sim como um dos adversários mais fortes da competição - afirmou Neto.

José Neto conversa com o assistente técnico Rodrigo Carlos da Silva (Foto: Marcello Pires) 
José Neto conversa com o assistente técnico Rodrigo Carlos da Silva durante treino do Fla (Foto: Marcello Pires)

Na quarta colocação do NBB 7 com quatro vitórias e duas derrotas, a mesma campanha do rival paulista, o Flamengo até que começou a temporada como encerrou a última, no lugar mais alto do pódio. O título da Copa Intercontinental, os jogos na pré-temporada da NBA - contra Phoenix Suns, Orlando Magic e Memphis Grizzlies - e o decacampeonato Estadual encheram o torcedor rubro-negro de orgulho, mas custaram caro na preparação do atual bicampeão nacional.

Nada que incomode o técnico José Neto ou sirva como desculpa para os altos e baixos apresentados pelo Flamengo nas seis rodadas iniciais do NBB 7. Muito pelo contrário. Os compromissos previstos no planejamento rubro-negro acabaram mudando a imagem do clube da Gávea no cenário mundial e podem fazer a diferença lá na frente.

- Na verdade nós não tivemos uma pré-temporada. Nossa temporada começou com uma competição curtíssima e uma importância muito grande dentro da nossa programação, que foi a Copa Intercontinental. Em pouco tempo tivemos que deixar a equipe em condições para disputar esse título e conseguimos esse feito. Depois vieram os compromissos nos EUA, onde nem tivemos tempo de nos adaptar à realidade e às regras da NBA, mas não vejo nada de negativo nisso. Só consigo ver coisas positivas - explicou o treinador do Flamengo.

Neto já não pode dizer o mesmo dos vários problemas que atrapalharam a rotina do Flamengo fora de quadra. Salários atrasados - o clube deve dois meses e dia 30 vence o terceiro -, ginásio interditado, jogo sem torcida, jogadores exaustos em razão da Copa do Mundo...

- Quando um time ganha muito como o nosso é claro que gera uma expectativa muito grande.  O fato de termos conquistado tantos títulos importantes faz com que as pessoas achem que somos imbatíveis. Nós podemos ser, mas temos que ter atitude e jogar para isso - destacou o assistente técnico da seleção brasileira.


Reformulando elenco, Flamengo sonda volante Deivid, do Atlético-PR

 
Deivid, volante do Atlético-PR (Foto: Wagner Meier/LANCE!Press)
Com a ideia de dispensar alguns jogadores para a próxima temporada, o Flamengo quer trocar algumas peças também no banco de reservas. Um dos que podem sair é o volante Amaral, que ficou sem espaço nessa temporada, e a "peça de reposição" seria o volante Deivid, do Atlético-PR. O Rubro-Negro já fez o contato inicial e espera para saber a situação de liberação do jogador.

Como o paraguaio Cáceres é visto como o volante titular do Flamengo e homem de confiança do técnico Vanderlei Luxemburgo, o Flamengo não vê como necessário trazer um nome para rivalizar por uma vaga nos onze iniciais. Com 25 anos, Deivid é formado pelo Atlético-PR e estima-se que ele valha algo em torno de R$ 2 milhões.


Negociação entre Léo Moura e Flamengo emperra e ganha ares de novela


Ano após ano, dezembro tem sido um mês de decisões para Léo Moura. Desde o fim de 2012, todo fim de temporada uma novela entra em cartaz. Até o momento, sempre com final feliz e a permanência garantida no Flamengo. Desta vez, porém, a situação parece tomar outra direção e o lateral-direito pode encaminhar para a sua despedida do clube. Aos 36 anos e com mais de 500 jogos, o jogador - um dos 10 que mais defenderam a camisa rubro-negra na história - vê a negociação emperrada e ainda à espera de um desfecho.

Depois do jogo contra o Coritiba, no Maracanã, dia 16 de novembro, Léo Moura chegou a afirmar que sua renovação já era uma certeza e faltava apenas assinar. Recentemente, o empresário Eduardo Uram demonstrou preocupação e estava à espera do contrato para sacramentar o negócio, o que até o momento não aconteceu. 

Léo Moura flamengo saindo do treino amparado pelo médico Márcio Tannure (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com) 
Léo Moura caminha para deixar o Fla (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com).

Internamente, o caso de Léo Moura vem sendo discutido constantemente e uma provável saída já entrou em pauta. Mas o departamento de futebol age com cautela diante do possível fim de um ciclo do lateral-direito que está perto de completar 10 anos no clube.  

Eduardo Uram vive a expectativa de uma decisão do Flamengo para tomar decisões sobre o destino de Léo Moura. O próprio empresário não tem tanta certeza do final feliz. No clube, o vice-presidente de futebol, Alexandre Wrobel, pretende fechar até o fim da semana a lista de quem não fica para a próxima temporada. À pedido de Vanderlei Luxemburgo, Pará chega para a assumir a posição no próximo ano. O presidente do Grêmio, Fábio Koff, indicou que o lateral-direito será incluído em negociação para sanar débito por compra de Rodrigo Mendes, em 2000.

O diretor executivo Rodrigo Caetano, apresentado nesta terça-feira, ainda se mantém distante da negociação, mas demonstrou respeito pela história do lateral.

- Isso está sendo tocado pelo Wrobel. O Léo tem um significado grande para o clube. Tenho boa relação com ele, sempre o admirei como adversário. Não será agora que isso vai mudar - afirmou o dirigente.

Até o momento, o Flamengo já dispensou Chicão e vai devolver o atacante Arthur para o Londrina. Marcelo, João Paulo e Márcio Araújo negociam suas permanências. Anderson Pico e Nixon já acertaram a renovação de seus contratos. O clube acertou duas contratações. O lateral-esquerdo Thallyson, ex-Asa, e o meia Artur Maia, ex-América-RN. Ambos considerados investimentos.

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Grêmio admite ida de Pará para o Fla e vê acordo por dívida perto do fim

Solicitado por Vanderlei Luxemburgo, Pará atuará no Flamengo em 2015. Foi o que indicou o presidente do Grêmio, Fábio Koff, no final da noite desta terça-feira. O lateral-direito será incluído em negociação para sanar débito por compra de Rodrigo Mendes, em 2000.

- Nós praticamente encerramos a negociação com o Flamengo, e ficou envolvido o Pará - afirma Koff. 

Pará e Anderson Pico (Foto: Diego Guichard) 
Pará deverá jogar no Flamengo em 2015 (Foto: Diego Guichard)
 
A negociação entre os clubes avançou neste fim de semana, quando Grêmio e Flamengo se enfrentaram na Arena (empate em 1 a 1), pela última rodada do Brasileirão. A decisão do clube gaúcho foi para evitar complicações na Justiça, como uma possível penhora nas receitas adquiridas.

Como a dívida é de cerca de R$ 13 milhões, o Grêmio completaria esse valor em dinheiro ou acrescentaria parte do valor econômico de algum atleta. No entanto, não deverá ser Matheus Biteco, outro jogador admirado por Luxemburgo, como fora especulado. Formado na base, o jovem é visto como uma das joias do clube.

- A negociação não envolve a saída do Matheus para o Flamengo. O Pará sim faz parte da negociação - disse o presidente eleito Romildo Bolzan para a Rádio Gaúcha.


Pará sempre foi muito elogiado por Vanderlei, que pediu sua contratação quando estava no Grêmio em fevereiro de 2012. O lateral-direito de 28 anos teve passagens por Santo André e Santos, clube pelo qual foi campeão da Libertadores, em 2011. No Brasileiro do ano passado, chegou a marcar um gol sobre o próprio Flamengo no Mané Garrincha.

Dívida antiga e penhoras

No início do ano, o Flamengo chegou a pedir a penhora da renda dos jogos do Grêmio. O crédito por conta de Rodrigo Mendes foi reconhecido pelo STF (Supremo Tribunal Federal) no início de 2014, e era de R$ 3,3 milhões há 14 anos. O montante desejado pelo Rubro-Negro se dá pela correção dos juros ao longo deste período.  

Em 2012, o Flamengo chegou a conseguir a penhora de 7,2% da renda de jogos dos gaúchos por conta do problema, mas o Grêmio recorreu, e a ação foi suspensa. A dívida inicialmente era da ISL, parceira de rubro-negros e gaúchos na ocasião, que repassaria o valor da compra de Rodrigo Mendes ao Fla. Com a falência da empresa, os gremistas se viram obrigados a assumir o montante, e o imbróglio corre desde então.


Flamengo, São Paulo e vasco vão disputar torneio amistoso em Manaus em janeiro




Flamengo, São Paulo e vasco vão disputar o primeiro troféu de 2015 em Manaus. O torneio, um triangular, vai se chamar "Super Series", e deve ter seu lançamento realizado ainda nesta semana, na capital do Amazonas. As três partidas serão disputadas nos dias 21, 23 e 25 de janeiro, todas na Arena da Amazônia. Antes de jogar contra seus rivais, o Flamengo vai jogar um amistoso contra o Spartak de Moscou no Mané Garrincha, em Brasília, no dia 18 de janeiro.

Flamengo receberá mais de R$ 1,6 milhão do Governo para construção de CT

Obras Ninho do Urubu Flamengo (Foto: Hector Werlang)Além do anúncio da contratação de Rodrigo Caetano, o Flamengo recebeu outra notícia importante para o departamento de futebol. O Governo do Estado do Rio de Janeiro publicou nesta terça-feira no Diário Oficial a aprovação de incentivos fiscais para a construção do centro de treinamento do clube, o Ninho do Urubu.

O valor chegará ao clube por meio dos incentivos fiscais à Ambev, parceira na construção do centro de treinamento. O valor é de R$ 1.666.666,67 e estará disponível a partir de janeiro do ano que vem.

Para receber o incentivo, o projeto deve ser aprovado pela Comissão de Projetos Esportivos Incentivados, obter o Certificado de Mérito Esportivo, e o reconhecimento, pela Secretaria do Estado de Fazendo quanto à regularidade fiscal da respectiva empresa patrocinadora.

O Flamengo vem tendo dificuldades para finalizar o centro de treinamento. Os módulos dos profissionais estão em construção ao lado do campo 5. Por enquanto, os jogadores usam as instalações provisórias que estão no local desde 2011.

Chapa Azul manobra para ter novos membros natos no Deliberativo do Flamengo

A eleição do corpo transitório do Conselho Deliberativo, realizada na segunda-feira e vencida pela chapa de situação por 764 votos a 426, pode ter um desfecho ainda mais positivo para o grupo que apoia a atual gestão do clube. Além de manter sua bancada no órgão, o SóFla, principal articulador da Chapa Azul, pretende abrir a porta para que outras centenas de sócios-proprietários possam atuar como membros permanentes já a partir de janeiro de 2015. Uma petição nesse sentido já foi protocolada nesta terça-feira no Deliberativo e o SóFla já inicia sua campanha de divulgação nas redes sociais, e também através de contato direto, para "deixar os associados cientes dos seus direitos". O presidente do Deliberativo, Delair Dumbrosck, disse não concordar com essa interpretação do estatuto e afirmou que pedirá um parecer à comissão jurídica antes de se posicionar.

De acordo com o advogado Gilberto de Freitas Magalhães, membro do grupo de trabalho sobre estatuto do SóFla, a eleição para o corpo transitório do Deliberativo faz com que os requisitos do estatuto para inclusão de conselheiros natos sejam preenchidos. A argumentação é baseada no artigo 86 do estatuto, que diz: "O sócio Proprietário que desejar integrar o Corpo Permanente do Conselho Deliberativo deverá manifestar, por escrito, esse propósito, nos três últimos meses do ano em que houver eleição para este Conselho".

Urnas apuração Flamengo (Foto: Vicente Seda) 
Chapa Azul saiu vitoriosa na eleição para repor membros eliminados do corpo transitório do conselho (Foto: Vicente Seda)
 
Segundo o que foi mapeado pelo grupo, cerca de 500 sócios-proprietários que entraram no fim de 2012 estariam aptos a pedir a inclusão no conselho, além de outros 1.500 associados que já poderiam ter feito isso e não quiseram. Destes 500, 36 mais próximos dos integrantes da Chapa Azul já preencheram e protocolaram petições, número que o grupo acredita que crescerá bastante com o início das comunicações por email, redes sociais e também contatos diretos com associados.

- O estatuto no artigo 86 e o regimento interno do Deliberativo no seu artigo segundo determinam que sempre que houver uma eleição no conselho, o proprietário que tiver dois anos de vida associativa pode solicitar o seu ingresso. Essa eleição não foi pedida pelo SóFla. Depois que ela foi convocada e realizada, o que temos de fazer é divulgar para os associados os direitos deles. Até porque um dos princípios que regem os nossos grupos é a ampliação da participação política dos associados. Então a gente entende que é nosso dever comunicar todos os direitos estatutários e estimular essa participação. Acreditamos que nos próximos dias haverá uma adesão muito grande. Não é nem brecha, o estatuto é muito claro - explicou o advogado.

Delair, Flamengo (Foto: Vicente Seda / Globoesporte.com)Para o presidente do Deliberativo, Delair Dumbrosck, que rachou com o SóFla e chegou a exonerar membros do grupo de cargos no conselho, como o ex-secretário Edmilson Varejão, não é tão claro assim. Ele interpreta de outra forma o estatuto e afirma que, no seu entendimento, a inclusão de membros no corpo permanente só pode acontecer quando houver eleições gerais para o conselho e não para substituição de membros temporários jubilados. Ainda assim, ele adiantou que pedirá um parecer da comissão jurídica sobre a questão.

- O corpo permanente só é formado no momento da eleição geral do Flamengo. Só nesse momento e são aqueles que estavam em condição em 31 de agosto do ano da eleição. É feita uma listagem dos associados em condição de serem votados e de votar. No meio de gestão, não se altera o conselho. Mudou agora porque teve gente eliminada. Teve uma eleição para repor. Fora isso não mexe. Vou verificar, ver as petições. Essa eleição foi de mandato tampão, não foi uma eleição normal. Pedirei um parecer à minha comissão jurídica independente disso, mas me parece que não é o caso - analisou.

Confira o comunicado da Chapa Azul sobre a inclusão de membros permanentes no Conselho Deliberativo:

“Os grupos constituintes da Chapa Azul (SóFla, Ideologia Rubro-Negra e Sinergia Rubro-Negra) têm como princípio inegociável a ampliação da participação política dos associados, para que as decisões do Flamengo sejam cada vez mais democráticas, legítimas e transparentes.  Defendemos, também, o irrestrito respeito às prerrogativas do associado da categoria “Proprietário”, em cumprimento ao Estatuto Social do Clube.

Por isso, nada mais natural que estimularmos publicamente o ingresso de novos conselheiros natos no Conselho Deliberativo do Flamengo, após o término da eleição realizada ontem. O art. 86, § 1º do Estatuto Social e art. 2º § 1º do Regimento Interno do Conselho Deliberativo estabelecem que todo o “sócio Proprietário que desejar integrar o Corpo Permanente do Conselho Deliberativo deverá manifestar, por escrito, esse propósito, nos três últimos meses do ano em que houver eleição para este Conselho”.

Como ontem foi realizada a eleição para recomposição do Conselho Deliberativo, através da escolha de associados de outras categorias, o Estatuto Social fornece essa mesma oportunidade de renovação para os Proprietários, mediante simples manifestação formal de vontade até o dia 31/12/2014, insuscetível de indeferimento.

Lembramos, por fim, que a eleição realizada ontem foi convocada por iniciativa exclusiva do Presidente do Conselho Deliberativo do Flamengo, sem qualquer ingerência ou pedido dos grupos integrantes da Chapa Azul, vencedora do pleito. Contudo, uma vez realizada a eleição, entendemos que é nosso dever instruir os associados sobre os seus direitos estatutários e contribuir para a renovação política e democracia no Flamengo.”   


Flamengo e Internacional brigam por Lucas Barrios e Rômulo



O Flamengo e o Internacional estão brigando pelas contratações do atacante Lucas Barrios, de 30 anos, e do volante Rômulo, de 24 anos, visando reforçar as equipes já no início da próxima temporada. Representantes do Spartak Moscou - equipe da Rússia dona dos direitos dos dois jogadores e que fechou um amistoso com o Flamengo, em Brasília, no dia 18 de janeiro - no Brasil iniciaram as negociações com o Rubro-Negro, mas depois o Colorado entrou na disputa com uma proposta maior e está mais perto de fechar as transferências. Uma definição deve acontecer até o fim da semana.

Inicialmente, o Flamengo pagaria 1,5 milhão de euros (cerca de R$ 4,8 milhões) pelo passe definitivo de Lucas Barrios. De salário, o jogador receberia aproximadamente R$ 400 mil. Já Rômulo, que não conseguiu se adaptar na Rússia, chegaria por empréstimo de uma temporada sem custos, com valor fixado para a compra dos direitos no fim do período. De salário, receberia cerca de R$ 250 mil.

Diretor executivo geral do Flamengo, Fred Luz participou diretamente das conversas, pediu o parcelamento dos valores e os representantes do Spartak conseguiram atender o pedido em três vezes. A negociação ficou a ponto de ser fechada no fim da semana passada, mas a saída do diretor executivo de futebol, Felipe Ximenes, acabou travando as conversas, provocando uma demora no envio oficial da proposta por parte do Flamengo.

Com isso, o Internacional atravessou as conversas na noite do último domingo e ofereceu 500 mil euros (cerca de R$ 1,6 milhão) a mais do que o Flamengo, e à vista. Sucessor de Ximenes no Flamengo, Rodrigo Caetano já está participando das conversas e trabalha para mudar o panorama da negociação. O técnico Vanderlei Luxemburgo já aprovou os nomes. O comandante rubro-negro, inclusive, já conversou por telefone com Lucas Barrios.

Lucas Barrios nasceu na Argentina, mas é naturalizado paraguaio. Defende a seleção do país desde 2010 e já passou por clubes como Colo Colo (CHI), Atlas (MEX) e Tigre (ARG). Pelo Borrusia Dortmund (ALE), foi campeão alemão na temporada 2011/12. Depois ainda passou pelo Guangzhou Evergrande, da China, antes de acertar com o Spartak e ser emprestado ao Montpellier (FRA). Já Rômulo é brasileiro e ganhou destaque na coisa maldita, vasco, antes de se transferir ao Spartak. O volante também já foi convocado pelo técnico Dunga para a Seleção Brasileira.

Flamengo acerta amistoso e vai encarar o Spartak Moscou, em Brasília


 O Flamengo adicionou mais um amistoso à sua pré-temporada. O Mengão irá enfrentar o Spartak Moscou, da Rússia, dia 18 de janeiro, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Este é o terceiro amistoso do Flamengo programado para o próximo mês. A equipe liderada por Vanderlei Luxemburgo, que ficará em pré-temporada, em Atibaia (SP), a partir de 5 de janeiro, deixará a cidade no dia 17 para enfrentar o time russo.

Nos dias 21 e 25 de janeiro, o Flamengo disputa amistosos contra vasco e São Paulo, respectivamente, na Arena da Amazônia, em Manaus.

Em 1º de fevereiro, o Mengão volta a campo e estreia no Campeonato Carioca 2015, contra o Macaé,

Caetano mira reforços e pede apoio da torcida: "Quero viver isso a favor"

Dentro da reformulação que vem sendo feita no departamento de futebol, o Flamengo apresentou nesta terça-feira Rodrigo Caetano como novo diretor executivo, assumindo o lugar de Felipe Ximenes. Em 2014, o dirigente trabalhou no Vasco e deixou o clube recentemente com a eleição de Eurico Miranda. Com ele na função, o time terminou na terceira colocação na Série B do Campeonato Brasileiro.

Rodrigo assinou contrato até o fim de 2015, quando termina o mandato da atual gestão do Flamengo. Na sua chegada, já reencontrou o técnico Vanderlei Luxemburgo, com quem trabalhou no Fluminense em 2013.

coletiva do rodrigo Caetano Flamengo (Foto: Thales Soares) 
Fred Luz, Rodrigo Caetano, Bandeira de Mello e Alexandre Wrobel na entrevista de apresentação (Foto: Thales Soares)


- Motivo de honra chegar a esse grande clube. Da minha parte não vai faltar comprometimento. Uma estrutura que defende a profissionalização, acredita nisso como modelo de gestão, o que me fez aceitar o convite de pronto, que posso colaborar. Ser mais uma peça nisso tudo, salientando que substituo outro profissional, Felipe Ximenes, meu amigo, que meu trabalho vai ser facilitado. Tempo corre, já trabalhamos ontem. Iniciar os processos liderados anteriormente para em janeiro ter o que achamos mais próximo do ideal - disse Rodrigo Caetano.

Algumas situações do planejamento para o ano que vem já estão definidas. Chicão já foi liberado, assim como Arthur será devolvido a Londrina. Ainda há uma discussão sobre as renovações de Léo Moura, Marcelo, Márcio Araújo e João Paulo. Nixon já acertou por quatro anos e Anderson Pico, por mais  dois.

- Tenho convicção de que em 2015 teremos um time mais forte e competitivo. Não posso ser leviano de prometer grandes contratações. Estamos atentos ao mercado. Existe a possibilidade de grande contratação, mas não queremos criar ilusões. Trabalhamos para ter um time mais forte ano que vem - disse o vice de futebol Alexandre Wrobel, que esteve ao lado de Rodrigo Caetano. o presidente Eduardo Bandeira de Mello e Fred Luz, diretor executivo do clube, também estiveram à mesa.

A pré-temporada rubro-negra será realizada em Atibaia a partir do dia 5 de janeiro. Estão definidos dois amistosos em Manaus, contra vasco, dia 21 de janeiro, e São Paulo, dia 25, pelo torneio Superseries.

Veja outros tópicos da entrevista de Rodrigo Caetano:

Reforços
O ano de 2015 será de travessia, para chegar a melhor momento em 2016. Já existem situações em andamento, mas não temos como passar nada. Vamos dar seguimento, modificar uma coisa ou outra, mas objetivo é o custo beneficio. Indicar o melhor resultado, com o menor custo. Buscaremos isso de janeiro a dezembro.

O Flamengo tem seus processos hoje. Vamos criar elementos confiáveis para a melhor decisão. Seja contratação, logística. Estão todos, claro, ansiosos por reforços, saídas e entradas de atletas. Essa é uma das funções. Queria que tivesse um pouco de calma: as coisas foram rápidas e intensas.

Mercado sul-americano
São jogadores valorizados, por ter possibilidade maior de irem à Europa. Nessa questão, ficamos um pouco aquém da nossa capacidade. Mas é nossa obrigação ficarmos atentos a isso. O Flamengo tem possibilidade de avançar em relação a número de estrangeiros. Estamos trabalhando incessantemente.

Busca por um ídolo
Quando você busca qualidade, se aproxima da construção do ídolo. Ou você o faz em casa ou identifica um jogador extra-classe, que se adeque à realidade financeira. Como um grande espetáculo, muitas vezes busca-se o espetáculo com as grandes estrelas. Futebol não é diferente. É um desafio nosso nos adaptarmos à história do clube.

Torcida do Fla e briga por títulos
Devemos trabalhar para isso. Não pode trabalhar sem mirar título. Quando disse travessia, isso foi dito anteriormente. Tem diretrizes que precisam ser respeitadas pelos executivos. Vamos tentar montar com o Vanderlei e o Wrobel o melhor elenco possível, para disputar para ganhar todos os títulos. Vi como adversário a força da torcida do Flamengo e quero viver isso a favor.

Futebol rubro-negro
Claro que tem objetivos esportivos, que estão a frente. O carro-chefe é o futebol, mas através de uma boa gestão que se atinge os objetivos. Trabalharemos com intenção de reduzir gastos, não investimentos, que são coisas diferentes. O Flamengo procura investir bem. Vamos integrar cada vez mais as divisões de base, e o Ninho do Urubu facilita.

Elenco atual
O Flamengo tem por obrigação qualificar. O que vejo são jovens com muita qualidade, uma equipe rápida, que é um diferencial. O Flamengo hoje tem uma base de time que, melhorada, pode estar disputando de igual para igual com todos. Não é demagogia, mas tem um reforço que é de fora, a torcida. Tem jogadores que jogam além da capacidade porque o torcedor empurra.

Renovação de Léo Moura
Isso está sendo tocado pelo Wrobel. O Léo tem um significado grande para o clube. Tenho boa relação com ele, sempre o admirei como adversário. Não será agora que isso vai mudar.

Ninho do Urubu
A minha surpresa foi positiva. Estive lá hoje pela manhã com o Fred (Luz, diretor executivo do clube). O que o Flamengo dispõe, é bastante bom em relação ao que já vivenciamos Brasil afora. O que existe no Ninho só tem a melhorar. Os mini projetos já estão em andamento, com orçamento para isso. Tem uma boa ferramenta de trabalho.

Relação com Luxemburgo
O Vanderlei, pelo que representa como técnico e para o Flamengo, tenho expectativa que meu trabalho seja facilitado por tudo que ele conhece. Tenho expectativa grande em relação ao que pode ser feito em 2015. Ele é um profissional capaz. Tivemos a primeira reunião ontem, e o técnico sempre vai estar inserido no planejamento da equipe, ainda mais com toda história dele. Nesse período o Vanderlei foi ouvido, assim como será, sempre.

Ciclo no futebol carioca
Eu cumpri os meus contratos. Tanto no Fluminense e no Vasco esse ano. É meu sétimo ano no Rio de Janeiro, trabalhei em três grandes clubes. Para mim é motivo de honra. O fato de conhecer a questão do futebol do Rio pode facilitar um pouco mais, mas não tenho como responder pelos demais.