Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 27 de dezembro de 2014

Derrota só no placar: Zico comanda a festa ao lado de Robinho e do neto

Presença de craques estrangeiros, 19 gols e tabelinha com o neto. Na 11ª edição do Jogo das Estrelas, Zico levou neste sábado mais de 51 mil torcedores ao Maracanã. E se não pôde comemorar a vitória do seu time na partida beneficente, realizou o sonho de jogar ao lado do neto Felipe, de 6 anos, no estádio em que marcou 333 gols em jogos oficiais. Formado por vários ex-jogadores estrangeiros, as Estrelas do Futebol venceram os Amigos do Zico por 10 a 9.

A edição 2014 do jogo beneficente homenageou atletas do exterior que atuaram no Brasil. Seedorf, Romerito, Rincón, Aristizábal, Asprilla e De León participaram da festa. E foi o holandês que fez a primeira bela jogada da partida, ao cinco minutos, acertando o travessão após belo chute de curva. Mas a jogada do gol inicial saiu dos pés do anfitrião. Aos nove, Zico recebeu a bola no meio-campo e fez lindo lançamento para Léo Moura. O lateral do Flamengo invadiu a área e chutou sem defesa para o goleiro Gato Fernandez.

zico robinho jogo das estrelas (Foto: Dhavid Normando/Futura Press) 
Robinho 'engraxa' a chuteira de Zico após o Galinho marcar no Jogo das Estrelas
(Foto: Dhavid Normando/Futura Press)


Um dos estrangeiros do time de Zico, Petkovic ampliou aos 15, após receber passe de Robinho e driblar o arqueiro paraguaio. Renato Gaúcho, de cabeça, fez 3 a 0 com 17 minutos de jogo. Em desvantagem no placar, o time das Estrelas do Futebol reagiu, com dois gols do colombiano Aristizábal, ex-jogador de São Paulo, Santos e Cruzeiro.

Mas o estádio vibrou mesmo aos 27, quando Renato Gaúcho passou para o Zico, que dominou e bateu de direita, cruzado. Na festa pelo gol, o Galinho fez uma dancinha com Robinho, que homenageou o ídolo do Flamengo com o gesto de engraxar a sua chuteira. Antes do fim da etapa inicial, Aristizábal fez o seu terceiro gol na partida, e Leonardo, o quinto do time de Zico, com passe do camisa 10.

Seedorf mostrou a velha categoria e fez dois gols no Jogo das Estrelas (Foto: André Durão)
 O Galinho voltou a dar uma assistência logo aos três do segundo tempo, passando para Robinho estufar a rede. Com a desvantagem de 6 a 3, Roger Flores, Falcão e Alcindo marcaram, igualando o placar para as Estrelas do Futebol.

Coube a Robinho recolocar os Amigos do Zico na frente, com dois gols seguidos. Mas a equipe de camisa branca não esmoreceu e voltou a igualar o marcador, com Seedorf e Falcão. E virou o placar com Rafinha. O holandês, ex-Botafogo, ainda teve tempo de demonstrar a sua categoria, com um belo gol por cobertura.

 
Aos 44, Felipe, neto de Zico, entrou em campo para realizar o sonho do avô de poder jogar no Maracanã ao lado do menino. E o Galinho deu o passe para que o garoto de 6 anos balançasse a rede. Ou quase. Felipe chutou já depois que a bola havia ultrapassado a linha, mas isso não impediu a alegria do maior artilheiro da história do Maracanã.

– Hoje ele conseguiu trocar um passe, estava mais acostumado. É bacana poder homenagear a família dessa maneira. Estou muito feliz por poder contar com esse público, que mais uma vez prestigia o evento – disse Zico, lembrando que o menino ficou assustado no jogo do ano passado e não quis entrar em campo.



Amigos do Zico 9 x 10 Estrelas do Futebol

Gols: Léo Moura, Petkovic, Renato Gaúcho, Zico (2), Leonardo e Robinho (3); Aristizábal (3), Roger Flores, Falcão (2), Alcindo, Seedorf (2) e Rafinha

Amigos do Zico: Carlos Germano (César), Leo Moura (André Santos), Wallace, Hugo de Leon (Fernando) e Leonardo (Arthurzinho); Júnior (Thiago Coimbra), Juninho Pernambucano (Diego Souza), Petkovic (Ramirez) e Zico; Renato Gaúcho (Emerson Sheik) e Robinho.

Estrelas do Futebol: Gato Fernandez (Gatito Fernandez), Sergio Ramirez (Beto), Luisinho (Carlos Alberto Santos), Aldair e Serginho; Rincon (Sergio Ramirez), Romerito (Roger Flores), Etcheverry (Ademir da Guia, depois Tita) e Seedorf; Aristizábal (Alcindo, depois Rafinha) e Asprilla (Falcão).

Jadson é o alvo para a camisa 10, e Flamengo negocia compra dos seus direitos


Jadson Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr / Corinthians)O Flamengo está em busca de um camisa 10 desde a saída traumática de Ronaldinho Gaúcho no começo de 2012. O nome para a posição deve vir do Corinthians: Jadson. O jogador, de 31 anos, não teve um bom rendimento no clube paulista e enfrentou grande concorrência na posição. Seu contrato terminaria no fim de 2015.

Para contar com Jadson, o Flamengo precisa comprar os seus direitos do Corinthians. No entanto, a negociação ainda está em curso e só deve ter um desfecho depois da virada do ano, como vem sendo a política do clube carioca com relação aos reforços.

- Não posso comentar o assunto - afirmou o diretor executivo do Rubro-Negro, Rodrigo Caetano.

Mesma postura teve o vice-presidente de futebol, Alexandre Wrobel. Sem comentar negociações desde que assumiu o cargo em agosto, mais uma vez tratou a negociação com cautela.

- Pode acontecer, mas hoje não tem nada fechado - garantiu o dirigente do Flamengo.

Com as camisas de São Paulo e Corinthians, Jadson não conseguiu emplacar uma boa temporada em sua volta ao Brasil depois de defender o Shakhtar Donetsk. O jogador chegou a participar da conquista da Copa das Confederações em 2013.


Grêmio quer ampliar contrato de Bressan antes de emprestá-lo ao Flamengo

Bressan, zagueiro do Grêmio (Foto: Diego Guichard)O empréstimo de Bressan ao Flamengo está encaminhado, mas não oficializado. Para formalizar isso, o Grêmio busca formas de manter o vínculo com o zagueiro para não deixar o parceiro que ajudou em sua contratação ficar sem lucro algum. No momento, estuda a renovação de contrato do zagueiro.

Bressan assinou com o Tricolor até dezembro de 2015. Caso fique a temporada toda na Gávea, verá seu vínculo com o clube gaúcho se encerrar, deixando o investidor que o trouxe do Juventude no prejuízo. 

- O contrato acaba em dezembro, e há um investidor. Não podemos buscar o investidor quando nos interessa e depois deixá-lo esquecido. Há uma parceira para preservar os interesses do Grêmio e do investidor, que colocou dinheiro no clube - afirmou em entrevista à Rádio Bandeirantes o diretor executivo Rui Costa.

Bressan foi titular em 23 dos 26 jogos em que atuou pelo Grêmio. O clube jogou 68 vezes em 2014. Foi utilizado em momentos nos quais o time não contou com Pedro Geromel e Rhodolfo. Ainda tinha no elenco a concorrência de Werley.

O zagueiro foi revelado pelo Juventude em 2012. Contratado no início de 2013, se tornou titular absoluto com Luxemburgo, tanto no Gauchão quanto na Libertadores. Iniciou os 36 jogos nos quais atuou pelo Brasileirão de 2013 e seguiu dono da posição mesmo com a saída do treinador.


Maracanã recebe Zico com legião estrangeira para Jogo das Estrelas

 As férias dos jogadores deixaram o Maracanã descansar neste fim de ano. O estádio, porém, abre as portas neste sábado, às 18h (de Brasília), para o Jogo das Estrelas. O evento – idealizado e realizado por Zico – receberá craques do passado e do presente em sua 11ª edição. A partida festiva será recheada de atletas estrangeiros, como Etcheverry e Aristizábal, e outros gringos mais habituados ao Brasil, casos de Seedorf, Petkovic, Romerito e Hugo de León. Antes, na preliminar que começa às 16h, o duelo será entre equipes formadas por atores.

Zico, que no ano passado havia afirmado que não atuaria mais no Jogo das Estrelas por questão físicas, mudou de ideia. O Galinho tem escalação confirmada e mostrou-se feliz pela resposta positiva dos gringos ao convite.

– É sempre bom estar em eventos desta natureza. E não posso deixar de participar justamente do que organizo. Neste ano, tivemos a brilhante ideia de homenagear jogadores estrangeiros que passaram por aqui. Além do lado beneficente, sempre marcante, que isso possa ficar na história do novo Maracanã. Será muito legal. Estou feliz por todos terem aceitado esse desafio. Todo ano temos muita gente boa para presentear o público. Não será diferente nessa edição.
Mosaico - JOGO DAS ESTRELAS 2014 (Foto: GloboEsporte.com)

Os ingressos para o Jogo das Estrelas custam R$ 20 (meia-entrada a R$ 10) – sócios do Flamengo têm 50% de desconto, não acumulativo para meia-entrada – para os setores Norte e Sul, e as vendas acontecem até o início da partida, na bilheteria 3 do Maracanã. As áreas Leste e Oeste já estão esgotadas, e a sexta-feira fechou com 40 mil bilhetes vendidos.

Atletas confirmados:

Estrangeiros: Aristizábal, Asprilla, Dario Pereyra, Etcheverry, "El Tigre" Ramírez, "Gato" Fernández, Hugo de León, Petkovic, Rivarola, Rodolfo Rodriguez, Romerito, Seedorf e Sérgio Ramirez.

Brasileiros: Arturzinho, Carlos Germano, Deco, Edmundo, Emerson Sheik, Falcão (futsal), Júnior, Juninho Pernambucano, Leonardo, Luisinho Quintanilha, Lucas Silva, Milton Cruz, Renato Gaúcho, Roger, Robinho, Sávio, Serginho, Tita, Vampeta e Zinho e, claro, Zico.

Nixon, Gabriel, Pico e Luxemburgo em alta no Flamengo

No balanço de 2014 do Flamengo, há quem queira esquecer o ano e quem só tem a comemorar. No segundo grupo, estão jogadores como os atacantes Nixon e Gabriel, que encerraram o ano como titulares do time. De terceira ou quarta opção do ataque rubro-negro, Nixon conseguiu deslanchar nas últimas partidas do ano, marcando gols decisivos no Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil. Um deles foi na vitória sobre o Figueirense, por 2 a 1, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis, quando o rubro-negro ainda corria o risco de rebaixamento no Brasileiro.

Gabriel já vinha tendo mais chances na equipe ao longo das competições e se firmou ainda mais no segundo semestre. Entre outros gols decisivos, o atacante garantiu a classificação rubro-negra às semifinais da Copa do Brasil, ao marcar nas duas viórias por 1 a 0 sobre o América-RN (em Natal e no Maracanã). No Carioca, o atacante que veio do Bahia também marcara na vitória de virada (2 a 1) sobre o Vasco. Tanto Nixon quanto Gabriel marcaram nove gols neste ano.

Um dos últimos a chegar, o lateral Anderson Pico ganhou uma segunda chance no Rio, perdeu peso e garantiu a permanência no grupo com o aval do técnico Vanderlei Luxemburgo.

O treinador também está em alta no clube. Contratado para tirar o time da zona do rebaixamento (o rubro-negro chegou a ser o lanterna do Brasileiro), no segundo semestre, ele ainda levou a equipe às semifinais da Copa do Brasil. Mesmo tendo sofrido a goleada para o Atlético-MG, não foi questionado, assinou contrato até fim de 2015 e está tendo papel de destaque na reformulação do elenco

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Casa cheia por Zico! Mais de 40 mil ingressos já vendidos para Jogo das Estrelas


Jogo das Estrelas, último jogo de Zico no Maracanã, em 2013 (Foto: Bruno de Lima/ LANCE!Press)A temporada do futebol no Maracanã termina neste sábado em grande estilo. O estádio recebe a 11ª edição do Jogo das Estrelas, organizado por Zico, com promessa de casa cheia. Até esta sexta-feira, mais de 40 mil ingressos já tinham sido vendidos para a partida beneficente promovida pelo eterno ídolo do Flamengo (veja abaixo como adquirir o seu bilhete). Toda renda arrecadada será revertida para instituições de caridade. O jogo, que começa às 18h, terá transmissão em tempo real pelo LANCE!Net.

Após a realização da décima edição do Jogo das Estrelas, no ano passado, também no Maracanã, que recebeu um público de 50.625 torcedores, Zico afirmara que era sua “aposentadoria” deste tipo de evento, mas acabou voltando atrás da decisão. O Galinho de Quintino comentou sobre a importância de participar de uma partida que é justamente organizada por ele.

– É sempre bom estar em eventos desta natureza. E não posso deixar de participar justamente do jogo que organizo há 11 edições. Todo ano temos muita gente boa para presentear o público. Não será diferente nesta edição – afirmou Zico.

Antes do Jogo das Estrelas, será realizada uma partida entre artistas, com início programado para 16h. Os torcedores que compraram os ingressos para assistir ao Galinho de Quintino em campo mais uma vez terão a oportunidade de acompanhar esta preliminar no estádio.

VALE SABER

Ingressos
Até esta sexta-feira, mais de 40 mil ingressos já tinham sido vendidos para o Jogo das Estrelas. Cada ingresso custa R$ 20. Sócios-torcedores do Flamengo têm 50% de desconto, não cumulativo à meia-entrada. A compra pode ser feita na bilheteria 3 do Maracanã, entre 12h e 20h. Os portões do estádio serão abertos às 15h para a torcida.

Nomes confirmados
Além de Zico, Robinho, Deco, Edmundo, Emerson Sheik, Juninho Pernambucano, Wallace, Júnior, Tita, Sávio, Renato Gaúcho, Falcão, Leonardo, Vampeta, Roger, Zinho, Seedorf, Petkovic, Rodolfo Rodriguez, “Gato” Fernández, Dario Pereyra, Hugo de León, Romerito, Asprilla, Rivarola, Etcheverry e Aristizábal estão confirmados.

Pará muito perto de acerto com Flamengo

Em entrevista à Rádio Brasil, o diretor executivo do Grêmio, Rui Costa, afirmou que a negociação do lateral-direito Pará com o Flamengo está bem encaminhada. Segundo ele falta trocar documentos, algo que vai ser definido no começo do ano que vem. Só então tudo estará firmado e resolvido. No entanto, as premissas já estão estabelecidas.
Brasileirão

Rafinha e mais nove estão em lista do Flamengo para negociação por Arthur Maia

Rafinha; Bahia (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)Os dirigentes do Vitória têm em mãos uma lista com dez jogadores do Flamengo à disposição para finalizar a negociação de empréstimo do meia Arthur Maia. Os atletas estão sendo analisados pela cúpula rubro-negra, que pretende concluir a transação no início da próxima semana. Entre os jogadores disponibilizados está Rafinha, que este ano defendeu a camisa do Bahia, e Val, que também esteve no Fazendão.

A lista com os nomes foi revelada pelo jornal Correio* nesta sexta-feira. De acordo com a publicação, foram 11 atletas apresentados ao time baiano: Welliton, Frauches e Digão (zagueiros), Val (volante), Mattheus e Lucas Mugni (meias) e Negueba, Rafinha, Thomás e Bruninho (atacantes).

Em contato com o Globoesporte.com, o vice-presidente do Vitória, Epifânio Carneiro, confirmou a relação, mas voltou a negar a possibilidade de Lucas Mugni ser emprestado. Neste caso, seriam dez atletas para que um fosse escolhido.

- Estamos analisando e vamos resolver isso nos próximos dias - comentou Epifânio Carneiro.

O Vitória terá direito a um jogador do Flamengo em virtude do empréstimo de Arthur Maia. O meia vai para o clube carioca com contrato de um ano e valor dos direitos econômicos estipulado. A mesma situação acontecerá com o atleta que viajará do Rio de Janeiro para Salvador.

Após um ano repleto de fiascos, o Vitória trabalha na montagem do elenco para tentar voltar à elite do futebol nacional - o clube terminou o ano rebaixado para a Série B. Até o momento, além de apresentar Anderson Barros para gerir o futebol, o clube anunciou os atacantes Neto Baiano e Rogério.



Revelação do Brasileiro, Erik cogita sair do Goiás e revela carinho de infância pelo Flamengo


Aos 20 anos, o atacante Erik foi a revelação do Campeonato Brasileiro. Foram 12 gols e bons jogos pelo Goiás, o que bastou para o garoto despertar o interesse de clubes no Brasil e no exterior. E o jogador, de família humilde em Novo Repartimento (PA), sonha com voos altos em 2015.

— Tenho contrato até 2018 aqui. O Goiás sempre me tratou muito bem, não posso reclamar, só agradecer. Mas é claro que tenho sondagens após o bom campeonato, isso é legal. É o reconhecimento do trabalho. Quem não sonha jogar na Europa? Espero que seja resolvido da melhor maneira. Se for bom para o Goiás e para mim, pode ser. Que seja feita a vontade de Deus, não sei se me reapresento em janeiro — disse o jovem.

Quem quiser tirar o garoto do Goiás, porém, terá de coçar o bolso. A multa rescisória de Erik está estipulada em 8 milhões de euros (cerca de R$26,4 milhões).

— É um momento muito importante da minha carreira. A premiação (no Brasileiro) foi muito importante pra mim. Estou muito feliz. Espero que em 2015 tudo melhore ainda mais — acrescentou Erik, na mira de clubes como Porto e Benfica, de Portugal.

A ascensão do menino no Goiás foi meteórica. Em 2013, ele foi o artilheiro da Copa São Paulo de Juniores com oito gols. Logo, foi chamado para o time profissional do Goiás. Fez a estreia na partida contra o CRAC, pelo Campeonato Goiano. Teve um ano de adaptação e, em 2014, estourou com a camisa esmeraldina. Chegou a fazer três gols em uma só partida do Campeonato Brasileiro nesta temporada. Foi contra o Atlético-PR, no Serra Dourada.

— Sempre gostei de fazer gols — resumiu Erik, que chegou com 11 anos no Goiás e aos poucos foi levando a família para Goiânia: o pai começou a trabalhar como roupeiro no clube há cinco anos. 

Infância rubro-negra


Nascido no interior do Pará, Erik teve uma infância de admiração pelo Flamengo, clube que tem enorme torcida no estado. Na família do atacante, são muitos os rubro-negros. Até por isso, o jovem tem o sonho de um dia poder vestir a camisa do clube da Gávea.

— Como você sabe, na minha cidade são muitos os torcedores do Flamengo. Acho que no Pará todo. Então eu sempre tive uma grande admiração. Tem uma torcida maravilhosa. Quem sabe um dia não realizo esse sonho. Estou tranquilo no momento e esperando a definição do futuro — afirmou Erik.

Enquanto não define o futuro, a promessa esmeraldina passa dias de descanso com a noiva e parentes.

— Vou aproveitar as férias, principalmente ao lado dela. A gente fica praticamente o ano todo concentrado com o time, viajando. Agora preciso dar essa atenção (risos). Vamos descansar bem para virar o ano com o pé direito — acrescentou.

Orgulho da nação, basquete do Flamengo conquistou todos os títulos em 2014

Flamengo campeão NBB comemoração final (Foto: André Durão / Globoesporte.com) 
O basquete rubro-negro campeão de tudo em 2014 virou o orgulho da nação (Foto: André Durão / Globoesporte.com)
 
Se o ano de 1981 é sagrado para o torcedor do Flamengo por razões mais do que óbvias, o de 2014 também ficará eternizado para sempre na memória dos rubro-negros. Mas não por conta do futebol. Desta vez as glórias foram conquistadas dentro de uma quadra de basquete. Liderada pelo capitão Marcelinho, a equipe comandada por José Neto repetiu o feito de Zico, Júnior & Cia. e ganhou o tri do NBB, as inéditas Ligas das Américas e Copa Intercontinental e o decacampeonato carioca e se transformou no orgulho da nação.

Mas a festa ainda não estava completa, e mundo aos pés do Flamengo foi o passaporte para os Estados Unidos. Amparado pelos inúmeros títulos conquistados, o campeão de tudo foi convidado pela NBA para participar de três partidas válidas pela pré-temporada da liga americana. As vitórias diante de Phoenix Suns, Orlando Magic e Memphis Grizzlies não vieram, mas a experiência adquirida no melhor basquete do mundo teve quase o mesmo peso das glórias de uma temporada inteira.

01
Liga das américas

A "Libertadores do basquete" fez jus à conquista de Zico & Cia. há 33 anos e veio em grande estilo. De forma invicta, com uma campanha irretocável. Desta vez o palco da festa rubro-negra foi o Maracanãzinho. Diante de 8.701 barulhentos torcedores e diante do ídolo Oscar Schmidt, o Flamengo derrotou o Pinheiros, último vencedor do torneio, por 85 a 78, em março, e conquistou um dos dois títulos que ainda lhe faltavam (a Copa Intercontinental era o outro). Com grande atuação do ala Marcelinho, o time da Gávea superou o retrospecto ruim diante dos paulistas e "roubaram" o título de reis das Américas. Além de inédito na história do clube, a conquista ainda garantiu ao time comandado por José Neto o direito de decidir o Mundial da modalidade diante o Maccabi Tel-Aviv, de Israel, campeão da Euroliga.

02
Tricampeão do NBB

O tricampeonato rubro-negro do NBB foi suado e com direito à provocação ao maior rival, mas ele veio dia 31 de maio, na Arena da Barra, no Rio de Janeiro. Sob os gritos dos próprios protagonistas de que "Isso aqui não é vasco, isso aqui é Flamengo", o time rubro-negro bateu o Paulistano por 78 a 73 mais na garra e no coração do que na técnica, faturou o tricampeonato do NBB e se igualou ao Brasília. Aos 39 anos, Marcelinho foi o cestinha da partida com 16 pontos ao lado do pivô americano Jerome Meyinsse, eleito o MVP da decisão.

Flamengo campeão NBB comemoração final (Foto: André Durão / Globoesporte.com) 
Marcelinho ergue a taça de tricampeão do NBB, após vitória sobre o Paulistano (Foto: André Durão / Globoesporte.com)
 
03
Copa intercontinental

Depois de abocanhar o décimo Carioca seguido, o terceiro NBB e a Liga das Américas, o torcedor do Flamengo finalmente pôde encher a boca para comemorar o título de clubes mais importante do planeta: a Copa Intercontinental. Após perder a primeira partida por 69 a 66, os donos da casa tinham a obrigação de vencer o segundo jogos por uma diferença de no mínimo quatro pontos para levantar a taça. Mas não foi só isso que aconteceu. Numa atuação coletiva perfeita e com grandes desempenhos individuais do argentino Nico Laprovittola, cestinha rubro-negro na final com 24 pontos e eleito o MVP da competição, e do americano Jerome Meyinsse, que anotou 22 pontos e cinco rebotes, o time comandado pelo técnico José Neto despachou o Maccabi Tel Aviv, de Israel, por 90 a 77, dia 28 de setembro, novamente na lotada Arena da Barra, e se consagrou como campeão de tudo.

04
NBA

Primeiro time das Américas convidado para participar da pré-temporada da NBA, o time rubro-negro não venceu nos Estados Unidos, mas tampouco fez feio contra três representantes do melhor basquete do mundo. Na estreia em solo americano diante do jovem e promissor time do Phoenix Suns, uma atuação convincente. Depois de vencer o primeiro quarto e liderar o placar no terceiro, o time da Gávea não suportou o ritmo e a intensidade física da franquia do Arizona e vendeu caro uma derrota por 100 a 88.
Diante do Orlando Magic e de milhares de rubro-negros que invadiram a Amway Arena, o time de José Neto não repetiu a boa atuação da partida anterior. Apesar da ótima atuação do ala Marcelinho, cestinha do confronto com 20 pontos, 18 deles em bolas de três, o Rubro-Negro chegou a encostar no marcador no terceiro período, mas acabou derrotado por 106 a 88.

A única atuação fora da curva veia na despedida em Memphis, terra de Elvis Presley. Os primeiros três minutos do Flamengo na vazia FedExForum Arena até  foram promissores, e, com uma defesa agressiva e muita velocidade no ataque, o time de José Neto chegou a abrir 10 a 2. Mas a esperança da primeira vitória na pré-temporada dos EUA parou por aí. A forte defesa e o eficiente jogo de garrafão dos Grizzlies determinaram ao time carioca sua pior derrota das três em quadras americanas. O placar de 112 a 72 retratou a superioridade da terceira colocada da Conferência Oeste e dona da quarta melhor campanha da NBA até o momento.

Marquinhos recebe forte marcação de Markieff Morris, dos Suns, na melhor atualao do Fla na NBA (Foto: Foto: Agência AP)Marquinhos recebe forte marcação de Markieff Morris, dos Suns, na melhor atualao do Fla na NBA (Foto: Foto: Agência AP)
 
05
Decacampeonato carioca

 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012, 2013 e 2014. A supremacia do Flamengo nas quadras do Rio de Janeiro parece não ter fim. Após vencer a Copa Intercontinental, o NBB e a Liga das Américas, o basquete rubro-negro ainda tinha apetite para abocanhar mais um título em sua vasta coleção. Com duas vitórias sobre o Macaé, a segundo e decisiva por 98 a 85, na Gávea, o time comandando por José Neto repetiu um feito histórico alcançado de 1951 a 1960 pelo técnico Kanela e sagrou-se novamente decacampeão. Para abrilhantar ainda mais o sabor da conquista, o triunfo foi conquistado justamente no dia 28 de outubro, data do padroeiro do clube, São Judas Tadeu, quando também é comemorado o Dia do Flamenguista. Neste ano, o torneio teve apenas três times: Flamengo, Macaé e Liga Super Basketball (LSB). 


LUXA 2014: treinador se reinventa na "confusão" e fecha ano em alta no Flamengo


Se o Flamengo em 2014 pode ser visto como A.L. e D.L. (antes e depois de Luxemburgo), com o treinador não é diferente. O retorno ao clube de coração foi a oportunidade ideal para retomar o prestígio no mercado depois de uma temporada ruim seguida de oito meses parado. Moral que o fez receber e recusar neste fim de ano uma proposta do Internacional para comandar os gaúchos na Libertadores. O principal torneio da América do Sul está no planejamento de Luxa, mas em 2016 e com o Rubro-Negro – mesmo tendo contrato só até o fim de 2015, quando termina a primeira gestão de Eduardo Bandeira de Mello. Mas a confiança no trabalho que vem sendo conduzido é tamanha que vale a pena a aposta tanto para a diretoria quanto para a comissão técnica. Um "projeto" – palavra muita usada pelo comandante – que caminha amparado por jogadores e torcida e sobreviveu sem arranhões à dolorosa eliminação na Copa do Brasil.

8 meses parado: "freela" na Copa e paz com Edmundo

A má temporada em 2013, com direito a demissões no Grêmio e Fluminense, deixou Vanderlei Luxemburgo na geladeira no início do ano. Ofertas de trabalho só no exterior, mas nada que tenha ido para frente. O treinador só voltou a ser especulado no mercado nacional em maio, quando o Palmeiras o procurou para ser o substituto de Gilson Kleina. A negociação, no entanto, não avançou por vontade dos próprios dirigentes alviverdes, que concluíram que Luxa não seria o nome mais apropriado para assumir a equipe naquele momento. A situação do técnico fez despertar até um sonho do Bragantino, clube pelo qual foi campeão Paulista em 1990. Porém, ele seguiu fora do futebol e atacou de comentarista durante a Copa do Mundo por um canal de TV a cabo no Brasil.

Nesse período, Luxemburgo iniciou uma reaproximação com Edmundo. No dia 13 de julho, no Maracanã, antes da final da Copa do Mundo, ambos trabalharam como comentaristas e se encontraram no centro de imprensa. A relação entre os dois historicamente tem brigas e reconciliações. O último episódio foi uma cobrança judicial feita pelo ex-atacante, relativa a dois cheques que recebeu do atual técnico do Flamengo, cada um no valor de R$ 200 mil. O Animal alegou que não havia fundos. Na versão de Luxa, ele pagou e não teve recibo. Em 2011, a Justiça determinou o pagamento de uma dívida de quase R$ 2 milhões ao ex-atleta.

Luxemburgo na coletiva do Flamengo de despedida (Foto: Fabio Rossi / Ag. O Globo) 
"Freela": Vanderlei Luxemburgo atacou de comentarista da Copa do Mundo no Brasil (Foto: Fabio Rossi / Ag. O Globo)

"Convocação": volta ao Fla e lua de mel com torcida

A luz potente da lanterna do Campeonato Brasileiro fez o Flamengo recorrer novamente a Luxemburgo dois anos depois da última passagem – e mesmo com ele tendo sido opositor da atual diretoria nas eleições de 2012. Em avaliação interna, o treinador foi considerado "malandro" para lidar com o grupo e suficientemente forte para aguentar a pressão da torcida e da mídia. Além disso, fugiu da exigência por reforços e garantiu a fuga do rebaixamento. Em sua apresentação oficial, admitiu que profissionalmente seria uma boa oportunidade e tratou o convite rubro-negro como uma "convocação".


E uma das primeiras atitudes do comandante ao ser apresentado foi convocar a torcida para abraçar o time na missão contra o rebaixamento – dias antes, torcedores se envolveram numa confusão, com suspeita de agressão, com o lateral-esquerdo André-Santos na saída do Beira-Rio, logo após a derrota por 4 a 0 para o Internacional. A resposta para Luxa foi imediata. No primeiro treino na Gávea depois disso, vários rubro-negros compareceram e incentivaram os jogadores. Além disso, em enquetes realizadas pelo GloboEsporte.com, 83,5% dos votos aprovaram a contratação do técnico e 52% apostaram que ele tiraria o time do Z-4 em até cinco rodadas.


E o reconhecimento veio em forme de gritos das arquibancadas. Ainda no fim do primeiro turno do Campeonato Brasileiro, no triunfo por 2 a 1 sobre o Vitória em Salvador – resultado que deixou o time a sete pontos de distância para a zona de rebaixamento –, a torcida entoou o nome de Luxemburgo em forma de agradecimento no Barradão.

Bê-a-bá de Luxa: A "confusão" e A "caixinha virtual"


Considerado técnico que "fala a língua dos jogadores", no jargão do futebol, Luxemburgo foi além e adotou palavras para lidar com a imprensa em meio à pressão no clube. No bê-a-bá do treinador, ele cunhou a expressão "sair da confusão" para não falar "zona de rebaixamento", termo considerado pesado pelo comandante. Tudo pelo lado psicológico. Para consumo interno, também criou a "caixinha virtual" onde colocou temas e planejamentos para serem discutidos com a diretoria mais tarde, a fim de não atrapalhar a reação da equipe no Campeonato Brasileiro.



Papel de "pai": a contratação de Anderson Pico

Em setembro, Luxemburgo fez também fez as vezes de "pai" no Flamengo durante a contratação de Anderson Pico. O lateral-esquerdo, então desempregado, viajou de Porto Alegre ao Rio de Janeiro de ônibus para pedir ajuda a quem já havia sido seu comandante no Grêmio em 2012. Apesar do histórico de problemas do jogador – a quem Luxemburgo já chamou de "fio desencapado" –, o treinador aceitou o desafio. E teve papel fundamental na recuperação do futebol do atleta, que terminou o ano como um dos destaques do time. Desde que chegou ao clube, já perdeu 15kg e disse que Luxa é "como um pai" para ele.


Assalto, eliminação e protesto: a fase conturbada

Mesmo num ano de redenção, nem tudo foram flores, e o técnico enfrentou uma fase conturbada, com direito até a assalto em seu carro na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro – o assaltante levou o seu relógio. Mas o pior momento foi nos gramados, especificamente no jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil, contra o Atlético-MG no Mineirão. O técnico foi apontado como o principal culpado pela eliminação rubro-negra pelas substituições que fez na partida: colocou Elton e Matheus nos lugares de Nixon e Everton, respectivamente, quando o time ainda conseguia segurar o resultado que lhe era favorável.


Luxemburgo também foi criticado por não ter poupado o time contra a Chapecoense, três dias antes da partida – o Fla venceu por 3 a 0 e praticamente espantou o risco de rebaixamento àquela altura do campeonato. Na volta da delegação ao Rio após a eliminação na Copa do Brasil, ele virou alvo de protestos de torcedores no aeroporto. Alguns rubro-negros culparam o treinador pelo resultado e gritaram contra o comandante, que precisou ser acompanhado por seguranças no trajeto até o ônibus do Flamengo.


Projeto 2015: contrato assinado e "não" ao Inter

Apesar das críticas, a imagem com que Luxemburgo termina a temporada não foi arranhada. O treinador superou o momento conturbado, manteve o prestígio com grande parte da torcida e começou a planejar 2015 com antecedência – antecipou até os exames médicos da pré-temporada. E, enfim, assinou seu contrato após divergência com a diretoria sobre uma cláusula que previa a cessão de ingressos e camisas por jogo ao comandante. A cabeça no Fla o fez recusar até proposta do Internacional para a disputa da Libertadores no ano que vem.

Luxemburgo, Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
Luxemburgo disse não ao Internacional: "Meu compromisso é com o Flamengo" (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

E o planejamento para a próxima temporada inclui a remontagem da dupla com Rodrigo Caetano, contratado no início do mês como o novo diretor executivo do Flamengo. Juntos, os dois não tiveram bons resultados no Fluminense em 2013, mas se mostram empenhados para o novo desafio render frutos e iniciaram as conversas. Em sua apresentação oficial, o dirigente elogiou o técnico e comentou a grande expectativa para o trabalho conjunto.




quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Erazo desconhece proposta do chile

Com futuro incerto no Flamengo, o zagueiro da seleção equatoriana Frickson Erazo vem tendo o nome envolvido em especulações no mercado sul-americano. E segundo a imprensa chilena, o Colo Colo estaria interessado no jogador rubro-negro. Mas o defensor, em entrevista a rádio chilena "ADN", disse que não recebeu proposta e que sua cabeça é seguir no Fla, onde tem contrato até 2016.

erazo, Flamengo



De olho na balança, Pico se segura na ceia de Natal contra os quilos a mais


Anderson Pico, lateral-esquerdo do Flamengo.  (Foto: Janir Junior)O lateral-esquerdo Anderson Pico chegou ao Flamengo desacreditado, sem qualquer alarde, como uma aposta do técnico Vanderlei Luxemburgo em 2014. Quando teve chance, apesar de não estar na forma ideal, ele correspondeu e convenceu a diretoria a renovar seu contrato, que terminaria no fim de dezembro. Agora, seu objetivo é iniciar a temporada 2015 "voando".

Para isso, Anderson Pico teve que aproveitar só "um pouco" a ceia de Natal. Tudo para tentar controlar o peso, já que, segundo o próprio atleta, está "4kg ou 5kg" acima do desejado. Este problema acompanhou o jogador durante boa parte de sua carreira, mas agora ele quer deixar isso para trás.

- Algumas coisas temos que levar de lição na vida, e creio que aprendi. Demorou um pouco, mas a ficha caiu e eu tinha que estar 100% voltado para o profissional. Apesar de eu estar acima do peso, tenho certeza que ano que vem vou chegar ao meu objetivo. Nessas festas eu aproveitei um pouco, mas já começo uma nova fase de preparação para me apresentar bem, perder os 4kg, 5kg que eu preciso - disse Pico à Rádio Brasil.

Animado com a retomada positiva que sua carreira teve em 2014, Anderson Pico agradeceu todo o carinho que recebeu no Flamengo e disse que pretende melhorar mais para poder retribuir a confiança.

- Pensei que não fosse acabar o ano desse jeito, mas consegui a oportunidade de voltar a jogar numa equipe muito grande como o Flamengo. Acabo o ano podendo recomeçar. Fico sem palavras para descrever o que eu estou sentindo hoje. Queria agradecer o torcedor, à comissão técnica. Espero cada vez mais crescer aqui dentro.



O primeiro grupo de jogadores se reapresenta no dia 3 de janeiro, e o segundo dois dias depois, quando acontecerá a viagem para Atibaia-SP, onde a delegação ficará concentrada para a pré-temporada. O Fla fará três amistosos. O primeiro dia 18, contra o Shakhtar Donetsk, no Mané Garrincha. Depois, fará dois em Manaus, contra o Vasco, dia 21, e São Paulo, dia 25.

Regulamento permite que clubes doem ingressos para organizadas durante no Carioca


Ano novo, vida velha. O regulamento do Campeonato Carioca de 2015 pouco mudou em relação ao de 2014, e pelo menos um artigo vai na contramão do que esperam autoridades e especialistas. Enquanto a reivindicação é por mais envolvimento dos clubes no combate à violência das torcidas organizadas, a Federação de Futebol do Rio (Ferj) mantém, desde 2013, um parágrafo que garante ingressos para essas facções.

Segundo o Parágrafo 2 do Artigo 11, "nas partidas com qualquer dos clubes grandes, 5% da capacidade do estádio (...) poderão ser transformadas em permissão de acesso destinada aos integrantes cadastrados das torcidas organizadas, legalmente constituídas e sem impedimentos de qualquer ordem, tomando-se como base de cálculo para efeitos do borderô o valor de uma arquibancada inteira (...)."

Isso garante que as organizadas recebam entradas, prática condenada, inclusive, por dirigentes e até jogadores, vítimas da violência dessas facções. Oficialmente, Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco se recusaram, ao longo de 2014, a dar ingressos. Mas policiais afirmam que apreensões em dias de jogos provam que a rotina continua.

- Essa facilidade das organizadas no acesso aos ingressos ainda existe. Constatamos pelas apreensões em dias de jogos - diz o juiz Marcelo Rubiolli, coordenador do Juizado Especial do Torcedor do Rio. - Isso sustenta a lavagem de dinheiro, que muitas torcidas organizadas fazem. Além disso, permite a entrada nos estádios de torcedores já penalizados por atos de violência, sustentados por essas facções com a conivência dos clubes.

Na teoria, o regulamento tenta proteger os torcedores pacíficos, restringindo o benefício a facções sem punições e que mantenham o cadastro de seus integrantes em dia. Mas, na prática, não é o que ocorre. Segundo a Polícia Militar, as quatro maiores organizadas do Rio - Fúria Jovem, do Botafogo; Torcida Jovem, do Flamengo; Young Flu, do Fluminense; e Força Jovem, do Vasco - não têm cadastros atualizados.

O comandante do Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe), tenente-coronel João Fiorentini, afirma que essas quatro organizadas "raramente passam mais de dois meses sem receber uma punição":

- No Rio, estamos lutando e incentivando as organizadas a manterem seus cadastros atualizados. A Fúria, do Botafogo, por exemplo, não tem. Estamos restringindo a entrada de material de torcida. Mas sabemos que eles têm, sim, facilidade de obter ingressos - diz Fiorentini.

No Carioca de 2014, pelo menos no papel, essas quatro torcidas estavam sob punição. Mas era possível ver seus integrantes nos estádios - e, segundo a polícia, graças a ingressos doados por seus respectivos clubes.

- Enquanto existir essa cultura entre os clubes e as torcidas organizadas, pouco vai mudar - opina o sociólogo Maurício Murad, especialista em violência no futebol. - O controle já é falho para os punidos, a impunidade já impera... Sem o empenho dos clubes e das federações, fica impossível - alerta.



Flamengo tem pior marca de sócios-torcedores desde outubro de 2013 com apenas 52.266.

Esse número supera as somas de Flu, Botafogo e vasco juntos!


Quando atingiu 64.019 sócios-torcedores em abril deste ano, o Flamengo comemorou a consolidação na terceira colocação entre os programas dos clubes cadastrados no Movimento por um Futebol Melhor, atrás apenas de Internacional e Grêmio. No entanto, oito meses depois, a situação é bem diferente, com a perda de quase 12 mil membros e a queda para o sétimo lugar na lista com 52.266 sócios-torcedores.



quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Joia do futebol de Petrolina descansa e planeja seu futuro no Flamengo



Férias de final de ano, momento em que atletas, principalmente os jogadores de futebol, viajam para as suas cidades para ficarem mais próximos da família e dos amigos de longa data. Petros do Corinthians, Daniel Alves do Barcelona e Nixon do Flamengo estão na região do Vale do São Francisco para aproveitar o período, mas um talento promissor de Petrolina que também está na área e segue os passos dos conterrâneos só que no rubro-negro carioca é o jovem Pablo Sampaio.

Pablo Sampaio em Petrolina (Foto: Henrique Almeida) 
Pablo demonstra seu amor pelo Flamengo (Foto: Henrique Almeida)

O dom para jogar bola foi descoberto por Charles Oliveira, primeiro treinador de Pablo. Tamanho talento não podia ser desperdiçado e através de contatos, Charles conseguiu, há quatro anos, um teste no Flamengo e, desde então, o jovem petrolinense e sua família por lá ficaram.

Com 15 anos, Pablo quando vem para casa faz o que mais gosta: jogar uma pelada com os parceiros e aproveitar a comida que ele sente falta no Rio de Janeiro, um tradicional bode assado. Jovem na idade, mas já ciente da responsabilidade que um profissional carrega, Pablo trabalha bastante para sempre se apresentar bem nos jogos, tanto no futsal como no futebol de campo onde joga como meia.

Pablo Sampaio em Petrolina (Foto: Henrique Almeida)- Em Petrolina só venho no final do ano porque tenho que focar mais no futebol lá no Rio. Neste ano eles deram uma atenção melhor para mim e mais quatro garotos, fazemos parte da “força especial”– conta Pablo.

Assim como fizeram com Zico, nos áureos tempos do Galinho de Quintino, o clube realiza um trabalho de ganho de massa muscular e força com Pablo Sampaio, por isso essa denominação “força tarefa”. Charles Oliveira, que acompanha de perto a evolução do seu pupilo vê o trabalho que o Flamengo está realizando muito proveitoso.

- O trabalho de fortalecimento está sendo muito bem-feito. Uma equipe com seis profissionais faz todo esse acompanhamento. Já é possível ver a melhora no rendimento dele e estamos esperando um crescimento maior, pois ele já sobe de categoria agora em 2015.

Em 2014 Pablo participou do Carioca sub 15, competição que ele coloca como a mais importante do ano, onde ficou em terceiro com sua equipe. Na Copa BH, jogou no futebol e também no futsal ficando em segundo no campo e se consagrando campeão invicto no salão. Já para 2015 os planos, além da troca de categoria, é a assinatura do contrato como profissional do Flamengo e a participação na Copa do Brasil. A pressão pode parecer grande, mas para o jogador é mais uma etapa.

Pablo Sampaio em Petrolina (Foto: Henrique Almeida)- Tá tudo tranquilo, minha família está me apoiando sempre – fala em bom “carioquês”, o jovem jogador.

E o seu empresário Olegário Lacerda Júnior, complementa com mais planos.

- A gente enxerga um futuro promissor e acha que ele tem todas as condições de se tornar um atleta profissional. Na realidade ele ainda tá no começo da caminhada, o caminho é muito longo, muito árduo e a gente vê que de mil que sai um chega. Fechamos um contrato profissional agora em 2015, e esperamos que, se Deus quiser, em 2016 ele esteja na Copa São Paulo de Futebol Juniores e logo após a Copa o nosso intuito é que ele já integre o elenco profissional do Flamengo – conclui o otimista Olegário. 



Menino de RO envia carta a Noel e ganha uniforme do Flamengo e ceia


Será que Papai Noel existe? Pelo menos para um jovem torcedor rubro-negro em Rondônia, sim. Sem condições financeiras de sequer ter um peru para a ceia de Natal, Aristeu Junior, de 11 anos, escreveu para o bom velhinho dos Correios pedindo uma camisa e uma chuteira do Flamengo-RJ. E nesta quarta-feira, 24, véspera de Natal, os olhinhos dele não acreditaram de emoção quando abriu a porta do apartamento onde mora.

Transformar o Natal de uma criança levando alegria em formato de amor pelo time faz bem para o coração. Essa foi a ideia da Embaixada Flamenguista de Porto Velho ao descobrir a existência, nos Correios, da carta ao Papai Noel que pedia uma chuteira e uma camisa do Flamengo-RJ.

Embaixada Flamenguista de RO (Foto: Daniele Lira)
Animados com a possibilidade de realizar o sonho de um pequeno torcedor rubro-negro, a embaixada, que está em processo de oficialização, se reuniu e saiu em busca da carta, dentre centenas de outras existentes no local. Depois disso o trabalho se resumiu em encontrar os itens pedidos e planejar a entrega. Ao invés de chuteira e camisa, Aristeu Junior, de 11 anos, iria receber o uniforme oficial completo, bola e uma ceia de Natal. 

A entrega foi agenda para o dia 24, véspera de Natal. Com olhar assustado, o menino recebeu em casa alguns exemplares de Papai Noel, vestidos de vermelho (e preto), touca, presentes e sorrisos. Sem fala nem estabilidade nas pernas, apenas sorriu e segurou as lágrimas. A mãe, Ester Marinho, conta que nunca esteve mais feliz.

- Eu não tenho palavras para descrever o que isso significa para mim. Ele é apaixonado pelo Flamengo. Esse era o sonho dele e agora o nosso Natal vai ser muito mais especial - diz emocionada a mãe do menino.



Embaixada Flamenguista de RO (Foto: Daniele Lira) 
Embaixada Flamenguista de RO (Foto: Daniele Lira)

Antes de deixar o jovem torcedor a sós com a própria felicidade, o presidente da embaixada, Renato Cavalcante, deu um incentivo bem humorado para Aristeu: "Viu como é bom ser Flamenguista? Vascaíno não faz isso".

- É uma honra para a gente poder fazer algo assim. Esse é o espírito do Natal e é o que faz todo o esforço valer a pena. A gente da embaixada busca sempre ajudar pessoas com menos condições e levar adiante a solidariedade. Cada vez que realizamos alguma ação é única, é marcante, e eu tenho certeza que ele não vai tirar essa camisa do corpo por um bom tempo - conta Renato.


Por negociação de Arthur Maia, Vitória analisa opções de atletas do Flamengo

Arthur Maia, meia do América-RN (Foto: Jocaff Souza/GloboEsporte.com)A ida de Arthur Maia para o Flamengo não envolveu qualquer quantia em dinheiro. Para contar com o meia na temporada 2015, o Rubro-Negro carioca vai ceder um jogador do seu elenco ao Vitória, clube que detém seus direitos econômicos. O atleta que desembarca em Salvador, no entanto, ainda não foi escolhido.

De acordo com Epifânio Carneiro, vice-presidente do Vitória, a diretoria está analisando uma lista de atletas que foi colocada à disposição pelo Flamengo.

- Vamos ter um jogador porque é o que foi definido na negociação. O Flamengo apresentou uma lista com atletas disponíveis. Arthur Maia será emprestado com valor de compra estipulado e o mesmo acontece com o jogador que for emprestado ao Vitória – afirma o dirigente rubro-negro.

Um nome que despertou o interesse dos baianos foi o do argentino Lucas Mugni. No entanto, o dirigente rubro-negro revelou que o jogador tem uma proposta do exterior e, por isso, não será possível contar com ele.

- Não porque ele já tem uma proposta para fora; para o exterior. Essa foi a informação que nos foi passada – revela Epifânio Carneiro.

Após um ano repleto de fiascos, o Vitória trabalha na montagem do elenco para tentar voltar à elite do futebol nacional - o clube terminou o ano rebaixado para a Série B. Até o momento, além de apresentar Anderson Barros para gerir o futebol, o clube anunciou os atacantes Neto Baiano e Rogério.


Romário mostra força e indica ex-vice do Flamengo para sec. de esporte do Rio

 

Romário está cada vez mais forte no cenário político, especialmente no Rio de Janeiro. Mais especificamente quando o assunto é esporte e os eventos que se aproximam na cidade. Eleito senador com 4,6 milhões de votos, o ex-jogador se tornou protagonista nas articulações partidárias da capital fluminense e vem fazendo indicações importantes..

A última foi na Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SMEL). Ex-vice presidente de futebol do Flamengo – em 2006 e 2009 – e amigo particular do "Baixinho", o cartola Marcos Braz pode assumir como secretário de uma das principais pastas da prefeitura de Eduardo Paes (PMDB).

A indicação foi feita diretamente por Romário (PSB) ao prefeito do Rio de Janeiro em reuniões realizadas nas últimas semanas. Certo de que o ex-jogador será peça importante na disputa pelo comando municipal em 2016, Paes não apresentou maiores restrições. O acordo entre os partidos deve ser oficializado nos próximos dias.

Pessoas ligadas a Romário e à prefeitura do Rio confirmaram à reportagem o bom andamento das negociações para o cargo. Outros partidos aliados ao PMDB de Eduardo Paes também tentam indicar nomes de menor expressão, mas a influência cada vez maior do senador eleito no cenário político do Rio de Janeiro deve fazer a diferença.

Mesmo com toda sua história ligada ao futebol, Marcos Braz não chega a ser um novato na política municipal. Filiado ao partido de Romário – PSB –, ele foi candidato a vereador em 2012, mas acabou derrotado.

Braz substituirá Octávio Espírito Santo no comando da SMEL. Com o amigo à frente da estratégica secretaria, Romário deve ter participação fundamental nas questões relativas aos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

Apesar da "parceria" com o atual prefeito do Rio de Janeiro no momento, Romário ainda não decidiu seu posicionamento para a eleição municipal de 2016. O senador eleito escolherá entre vir como candidato ou apoiar alguma coligação. Fato é que participará diretamente do pleito e do futuro do município, como vem fazendo cada vez mais.

Parabéns vasco, fazendo a diferença...

Pagando outubro e dando cesta básica com  ração para os funcionários!




Júnior se transforma em Papai Noel em mensagem a amigos


junior capacete caricatura (Foto: Reprodução)Os tradicionais cartões com mensagens de fim de ano passaram a ser enviados por redes sociais para amigos. No mundo do futebol não é diferente. Assim, o ex-jogador Júnior também fez a sua. Em uma charge assinada por Vinicius Cabral, ele apareceu fantasiado de Papai Noel para desejar um Feliz Natal e um próspero Ano Novo aos amigos.

Júnior participou na terça-feira de um evento em homenagem aos 40 anos da conquista do Campeonato Carioca de 1974, o primeiro de Zico como protagonista. Ele compareceu ao lado de outros ex-jogadores, como Rodrigues Neto, Ubirajara Motta, Paulinho e Julinho.

Outros personagens do futebol foram usados em mensagens de fim de ano. Na terça-feira, por exemplo, o técnico Muricy Ramalho aparecia na mensagem de fim de ano do São Paulo, brincando com seu jeito de se expressar.
 
 
 
 
Júnior em sua mensagem de fim de ano
(Foto: Reprodução)
 

Geraldo o assobiador


Heróis de 1974 se reencontram no CFZ

Em 1974, o Flamengo conquistou o 17º título carioca de sua história. Hoje, o Mais Querido coleciona quase o dobro (33 estaduais) e cada taça tem o seu enredo. Naquele ano, Zico, que já havia sido campeão em 1972, conquistou a primeira taça como titular pelos profissionais do Flamengo. Ao mesmo tempo, Junior, Geraldo e Jayme debutavam em conquistas. Aquele seria o único título do assoviador pelos profissionais, que morreria em 1976. Um certo Vanderlei Luxemburgo também fazia parte do elenco.

Quarenta anos depois, na tarde desta terça-feira (23.12), os heróis daquela conquista se reencontram no CFZ para relembrar a conquista. A surpresa começou ao reunir os campeões sem que Zico soubesse. O Galinho viu novamente os companheiros, que não sabiam do que estava por vir, assim como não poderiam adivinhar como seriam suas carreiras.

Junior se tornou o atleta que mais vezes vestiu o Manto Sagrado, Jayme seguiu os passos do pai e se tornou ídolo do Flamengo, Zico virou Zico, Zicão, Zicaço, e Luxemburgo voltou para ocupar o lugar de Joubert, técnico daquele título. O sentimento dos campeões pelo treinador de 1974 é uma das coisas que não mudou. Ele continua querido pelos ex-jogadores como um pai.

Para celebrar a conquista e esse sentimento, Joubert gravou um depoimento para a TV Fla, que foi exibido aos atletas nesse reencontro. "Vocês estão vendo aqui um grande amigo de vocês. Não se esqueçam como pegava no pé de vocês. O trabalho era cobrado, forte e vocês corresponderam. Foi uma troca com muito carinho e amor, sem isso não tem como", falou o técnico. Antes da exibição, todos puderam também rever os gols da conquista.

O irmão de Zico, Edu, recebeu um Manto Sagrado e participou da surpresa. Ele fez um gol decisivo pelo América contra o Vasco, que acabou sendo fundamental para a conquista rubro-negra. O empate tornou possível ao Mais Querido ser campeão com um empate. Além dele, familiares de Liminha, Geraldo e Doval receberam um Manto Sagrado em homenagem aos eternos craques, assim como todos os campeões presentes.

"É sempre uma emoção muito grande rever esses amigos, pessoas que fizeram parte da nossa vida, da nossa história. Agradeço ao Flamengo por essa homenagem. É a lembrança dessa geração que ganhou um dos títulos, ao meu ver, mais importantes das nossas vidas, já que era o início da confirmação do time que vinha das categorias de base. Essa geração depois veio a marcar história no clube. Somos gratos ao veteranos que nos ensinaram o que é ser jogador do Flamengo", disse Zico.

O título

A disputa de 1974 não ocorreu em uma final, mas em um triangular, entre América (campeão da Taça GB), vasco (campeão do 2º turno) e Flamengo (campeão do 3º turno, após vencer o América por 2 a 1, com gols de Junior e Zico). o Mengão garantiu o título ao vencer o América (2 a 1 - gols de Junior e Jayme) e empatar com o vice,  vasco (0 a 0).

Entre os atletas fundamentais para a conquista, três já morreram. Além de Geraldo, Liminha e Doval também participaram do título.




Titular do Grêmio em 23 jogos este ano, Bressan chega com banca ao Flamengo

Bressan, zagueiro do Grêmio (Foto: Diego Guichard)O Flamengo ainda procura sua contratação de impacto para a próxima temporada, mas começa a preencher brechas no elenco. Na noite de terça-feira, o clube acertou o empréstimo do zagueiro Bressan, de 21 anos, que pertence ao Grêmio e chega com moral depois de já ter atuado sob o comando do técnico Vanderlei Luxemburgo.

Nesta temporada, Bressan foi titular em 23 dos 26 jogos em que atuou pelo Grêmio. O clube jogou 68 vezes em 2014. Foi utilizado em momentos nos quais o time não contou com Pedro Geromel e Rhodolfo. Ainda tinha no elenco a concorrência de Werley.

Bressan foi revelado pelo Juventude em 2012. Foi contratado no início de 2013 e se tornou titular absoluto com Luxemburgo, tanto no Campeonato Gaúcho quanto na Taça Libertadores. Iniciou os 36 jogos nos quais atuou pelo Campeonato Brasileiro de 2013 e seguiu dono da posição mesmo com a saída do treinador.

Hoje, o Flamengo conta com Wallace, Marcelo, Samir, Erazo, Frauches e Fernando para a posição. O clube já dispensou Chicão, que terá seu contrato encerrado no dia 31 de dezembro. Entre os jogadores que voltam de empréstimo, o clube receberá Welinton, que estava no Coritiba, e Renato Santos, que atuou na Série B pelo América-MG.

Para ser emprestado ao Flamengo até o fim de 2015, Bressan renovou seu contrato com o Grêmio até dezembro de 2017. O clube gaúcho tem a opção de levar o equatoriano Erazo para compor seu elenco, mas a decisão ainda não foi tomada.

Feliz Natal


Deliberativo do Flamengo aprova contrato de R$ 20 milhões com novo patrocinado

Zico, nova camisa do Flamengo (Foto: Divulgação / Flamengo.com.br)O Conselho Deliberativo do Flamengo aprovou nesta terça-feira o contrato de patrocínio com a Viton 44. A empresa estampará marcas de seus produtos nas mangas e costas do uniforme do time de futebol. Antes, ela ocupava espaço apenas nas mangas, mas ganhou mais visibilidade com a rescisão da Peugeot. O clube receberá R$ 20 milhões pelo acordo.

No entanto, a votação teve momentos polêmicos. A comissão do uniforme questionou as medidas e cores estabelecidas, exigindo mudanças. A comissão jurídica informou em seguida que as alterações sugeridas foram acrescentadas no contrato.

Na camisa, a marca Guaravita ficará em branco nas costas, enquanto Guaraviton estará nas mangas escrito em preto com contorno amarelo.

Em 2014, o Flamengo recebeu R$ 9 milhões da Peugeot, sendo que a Viton 44, que firmou parceria com o clube durante a temporada, pagou R$ 5 milhões pela exposição da marca de uma de suas bebidas somente nas mangas por oito meses. A fábrica de veículos vai ter sua marca exposta no uniforme do basquete.

A Viton 44 tem sido parceira dos clubes do Rio de Janeiro. A empresa até o ano passado foi a patrocinadora master do Botafogo pagando R$ 25 milhões anuais. Nesta temporada, fechou com o Fluminense para o espaço principal da camisa por dois anos – sendo R$ 14 milhões nos primeiros 12 meses e previsto um reajuste em torno de 50% para o último ano.

Outra votação

Além do contrato com a Viton 44, o Conselho foi palco de outra votação. A comissão de assuntos jurídicos se manifestou contrária ao pedido de entrada de novos sócios-proprietários como conselheiros natos. O SóFla, grupo que apoia a atual gestão, foi o principal articulador da mudança.

Na votação da comissão, foram quatro votos contra o pedido e três a favor. A decisão, agora, vai para as mãos do presidente do Deliberativo, Delair Dumbrosck, que já havia dito não concordar com a interpretação do grupo.

Até o momento, 205 sócios-proprietários já haviam preenchido e protocolado as petições para se tornarem membros natos do Conselho Deliberativo. O grupo promete entrar na Justiça contra a decisão e fazer valer o entendimento que tem do estatuto.