Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 3 de janeiro de 2015

Flamengo faz proposta por Conca, mas tem negativa do Flu e sim da Unimed


 O Flamengo quer ter Darío Conca como camisa 10 a partir de 2015. E apesar de considerar difícil tirar o meia argentino do rival Fluminense, os dirigentes rubro-negros tentam contratá-lo. O caminho tomado é muito parecido com o do Corinthians, mas vai além. Segundo o GloboEsporte.com apurou, o presidente da Unimed, Celso Barros, ex-patrocinador do clube, foi procurado. O diretor de futebol do Flamengo, Rodrigo Caetano, também fez contato com o vice de futebol do Tricolor, Mário Bittencourt, por e-mail. A resposta do clube das Laranjeiras foi negativa. 

- Recebemos proposta oficial do Flamengo por e-mail enviada pelo diretor executivo Rodrigo Caetano. Respondemos em seguida e de forma imediata que não temos nenhum interesse em negociar o Conca. Por dever já avisamos ao nosso antigo patrocinador (deixei um recado para o Dr. Celso) e ao próprio atleta que recebemos a proposta e recusamos imediatamente - disse Mário Bittencourt ao GloboEsporte.com.
A reportagem procurou a diretoria do Flamengo, que informou que não falará sobre o assunto.


A negativa tricolor pode não ter encerrado o tema. Tudo por conta da crise com o antigo parceiro. Além de pagar a maior parte do salário do camisa 11, a Unimed é dona de 80% dos direitos econômicos do jogador - o Flu tem os direitos federativos.

A empresa não vai facilitar a permanência de Conca. A ex-patrocinadora não pagou os direitos de imagem de novembro no quinto dia útil de dezembro e avisou que não haverá depósito também em janeiro, referente a dezembro. Em novembro, a cooperativa médica já havia atrasado em 20 dias o pagamento, e o jogador, assim como outros que são pagos por ela, não recebeu o 13º, apenas a parte que cabe ao Fluminense - que fez o depósito adiantado.

A ideia de Celso Barros é causar uma asfixia financeira. Nos bastidores, o clima é de queda de braço. A Unimed diz que só pagará se o Fluminense liberar o argentino para que ela exerça os direitos econômicos e cumpra eventuais prejuízos. 

A reportagem apurou que a proposta rubro-negra é maior que a do Timão, mas os dirigentes têm noção do tamanho do sonho e sabem que a parte mais difícil é convencer o presidente do Fluminense, Peter Siemsen, a liberar o ídolo tricolor.

O Flamengo tem o corintiano Jadson como um plano B para ser o meia-armador nesta temporada. Por mais que a Unimed veja a possibilidade de negócio com bons olhos, é necessário o aval do Fluminense. Pesa contra o Tricolor o divórcio com o antigo patrocinador, já que o clube não tem condição de arcar com a despesa sozinho.

A proposta rubro-negra não cobre os R$ 750 mil que o atleta recebe, mas é consideravelmente maior que os R$ 250 mil que o Fluminense paga entre CLT e direitos de imagem. A parte de responsabilidade da Unimed é de R$ 500 mil.

De acordo com apuração, Conca foi receptivo ao contato rubro-negro, mas demonstrou preocupação em só deixar as Laranjeiras em clima pacífico, sem arranhar a imagem construída ao longo dos últimos anos. 

O argentino possui vínculo com o Fluminense até janeiro de 2017 e outro contrato de imagem com a Unimed pelo mesmo período. Assim como o Corinthians, o Flamengo seria um caminho para o ex-patrocinador a se livrar da despesa mensal com o jogador.

Crise sem fim entre Flu e Unimed

É do interesse de Celso Barros que os jogadores busquem outros clubes, especialmente Conca. Com isso, a Unimed ficaria livre do compromisso de continuar com o pagamento dos direitos de imagem. Apesar de ter encerrado o vínculo com o Fluminense, a Unimed ainda tem contratos a cumprir com vários jogadores: Fred, Conca, Henrique, Walter, Jean, Wagner e Cícero. Todos eles recebem direitos de imagem. São valores que representam de 50% a 80% de seus vencimentos.

Por outro lado, Celso Barros ficaria marcado como o homem que tirou Darío Conca das Laranjeiras, fato que poderia atrapalhar um possível retorno dele ao clube no futuro. Recentemente, o presidente da cooperativa de médicos deixou aberta a possibilidade de conversar com clubes sobre o assunto, mas lembrou que o Fluminense tem de ser procurado.   

- Eu não tenho mais nada com o Fluminense. Com os jogadores é diferente. Fluminense é com Mário Bittencourt e Peter Siemsen. Eu não sou dirigente do Fluminense, não tenho relação desse tipo. Se tiver interesse, vai mandar a proposta para o Fluminense. 


Flamengo empresta Léo para o Internacional


Leo Flamengo (Foto: Vicente Seda)O Flamengo segue trabalhando para levar um elenco enxuto para Atibaia. Enquanto busca clubes para emprestar as pratas da casa fora dos planos de Vanderlei Luxemburgo, o Rubro-Negro liberou Léo para o Inter de Porto Alegre. O lateral-direito ficará no Beira-Rio por uma temporada, com opção de compra ao término do contrato. Com a chegada de Pará e a renovação de Léo Moura, o jogador ficou sem espaço na Gávea.

Destaque do Atlético-PR na campanha do vice-campeonato da Copa do Brasil e do terceiro lugar no Brasileirão de 2013, Léo não conseguiu repetir a performance no Flamengo. Em 2014, foram apenas 11 atuações, com dois gols marcados. O lateral teve inúmeras lesões musculares e passou ainda por uma cirurgia no tornozelo direito. Sua última partida foi no dia 9 de novembro, no empate por 2 a 2 com o Sport Recife. O jogador é o quinto emprestado pelo Rubro-Negro carioca neste início de temporada. Thomás renovou com a Ponte Preta, Val e Bruninho foram para o XV de Piracicaba, e Amaral seguiu para o Vitória na transação que levou Arthur Maia para o Rio de Janeiro.

A maior parte do elenco do Flamengo se reapresenta na próxima segunda-feira, no Ninho do Urubu, e segue para Atibaia (SP), onde realizará pré-temporada. Os jogadores que enfrentaram o Grêmio na última rodada do Brasileirão só voltam aos trabalhos na próxima quinta-feira. Antes do retorno ao Rio de Janeiro, o time ainda enfrenta o Shakhtar Donetsk, dia 18, em Brasília, e participa de um triangular com São Paulo e coisa maldita, vasco, em Manaus.

Movimentação e versatilidade fazem de Marcelo um atacante único no Flamengo


O Flamengo não tinha um jogador em seu elenco como Marcelo Cirino, que com apenas 22 anos se movimenta pelos dois lados do ataque com velocidade tanto finalizando quanto sendo solidário com passes para companheiros concluírem em gol.

Paulinho tem características semelhantes, mas aparece mais pela esquerda e jogou pouco no Brasileirão-2014; Gabriel aparece mais pela direita. Marcelo é mais versátil e ainda tem o porte físico a seu favor, mesmo com a pouca idade.

Na equipe carioca, além de Paulinho e Gabriel, a velocidade era vista nos deslocamentos de  Everton, que joga praticamente fixo na esquerda, facilitando a marcação sobre ele. Alecsandro se movimenta para os lados, mas praticamente dentro da área, assim como Eduardo da Silva, que teve eficácia impressionante em 2014.

o versátil


Finalizações de Marcelo pelo Atlético-PR no Brasileirão-2014 (Foto: Globo)Aos 22 anos, a mobilidade do atacante durante o Brasileirão-2014 pelo Atlético-PR fica evidente quando se analisa seu mapa de finalizações. Ele aposta na força muscular para fazer jogadas em velocidade e arriscar conclusões de longe, tendo feito 23 finalizações de fora da área, mas sem conseguir marcar. De dentro, tem praticamente o mesmo número de finalizações tanto da esquerda quanto da direita, resultado de sua movimentação.

Se seu número de gols foi baixo (um gol a cada 12 tentativas), o atacante compensou deixando seus colegas na cara do gol. Além das 60 finalizações, fez 33 assistências para conclusões, quatro para gols. Os passes saem de fora da área. A grosso modo, pode-se dizer que dentro da área, ele conclui em gol. Foram só três assistências de dentro da área. De fora, pode passar ou chutar.

Uma grande questão é se com a juventude irá sentir a adaptação. Outra é o alto número de vezes em que foi flagrado em impedimentos. Foi o sétimo jogador mais vezes pego em posição irregular, 23 vezes. O Flamengo foi a equipe que mais teve ataques anulados por esse motivo (104). Alecsandro foi pego em 25 impedimentos, e Everton em 23, os recordistas no Fla.



O canhoto


Finalizações de Everton pelo Flamengo no Brasileirão-2014 (Foto: GloboEsporte.com)

Os números evidenciam como Everton, aos 26 anos completados após o fim do Brasileirão, aparece muito mais pelo lado esquerdo do ataque, com um desempenho de um gol a cada 13 tentativas. 

Além das 30 finalizações pela esquerda, fez ainda 25 assistências para finalizações desse lado contra apenas três pela direita. É a maior diferença para Marcelo, que se movimenta muito mais pelos dois lados, conseguindo assim encontrar mais espaços.

Jogou 11% menos tempo do que Marcelo no Brasileirão. Sua velocidade ajudou muito e se jogar com Marcelo a seu lado, pode acabar favorecido pela divisão com ele da atenção que receberá dos marcadores.










Finalizações de Alecsandro pelo Flamengo no Brasileirão-2014 (Foto: GloboEsporte.com)O especialista

Aos 33 anos, Alecsandro teve participação menor no Brasileirão-2014. Esteve em campo 30% menos tempo do que Marcelo. Ainda assim, conseguiu mais gols, sete, desempenho de um gol a cada sete tentativas. Uma das explicações para isso é o fato de passar muito mais tempo dentro da área e se desgastar muito menos com os deslocamentos desde o meio-campo, ainda que também se movimente e seja guerreiro.

A seu favor pesam a larga experiência para lidar com a imensa pressão no Flamengo e o fato de ser referência. Faz isso finalizando. Chama a atenção a desproporção entre finalizações (50) e assistências para finalizações (11), o que o torna um pouco mais previsível.





O iluminado

Finalizações de Eduardo da Silva pelo Flamengo no Brasileirão-2014 (Foto: GloboEsporte.com)



Tudo o que o torcedor flamenguista quer é que Eduardo da Silva repita o desempenho de 2014 e que permaneça em campo por mais tempo. Conseguiu a proeza de marcar um gol a cada duas tentativas, mas apesar de ter participado de 18 partidas, atuou por 928 minutos, uma média de 51 minutos por jogo ou pouco mais de um tempo. Deixou a equipe após a eliminação na Copa do Brasil para o Atlético-MG, tendo ficado fora a partir da 33ª rodada do Brasileirão para fazer tratamento no tornozelo.

No Brasleirão, além das 19 finalizações, sendo 16 de dentro da área (de onde fez todos os seus gols) fez ainda 14 assistências para finalizações de companheiros, sendo nove delas da área, de onde duas viraram gols. Enfiado na área, finaliza mais do lado esquerdo. Quando se desloca para a direita, a tendência é fazer assistências.



Imprensa argentina diz que Flamengo tenta comprar Lucas Romero, do Vélez

O Flamengo apresentou Marcelo Cirino nesta sexta-feira, mas segue em busca de reforços para a temporada. De acordo com o diário argentino “Olé”, o clube carioca ofereceu US$ 3 milhões (cerca de R$ 8 mi) pelo volante Lucas Romero, do Vélez Sarsfield.

Segundo a reportagem, os argentinos teriam rejeitado a primeira oferta, mas as negociações estariam em andamento. O jornal afirma que uma comitiva do Flamengo desembarca na próxima segunda-feira em Buenos Aires para tentar selar o acordo.  O Vélez pede US$ 5 (aproximadamente R$ 13 milhões) para ceder Romero em definitivo. 

Lucas Romero e Bruno Mendes Velez x Atlético-PR (Foto: AFP) 
Lucas Romero em ação contra o Altético-PR, na Libertadores do ano passado (Foto: AFP)
 
O Flamengo, no entanto, não seria o único interessado em Lucas Romero. O “Olé” também cita o interesse do Cruzeiro, mas não fala em proposta pelo da Raposa pelo jogador. O Vélez já teria recusado uma oferta do Torino pelo empréstimo do volante.

Lucas Romero exerce a função de primeiro volante e, apesar de ter apenas 20 anos, é titular do Vélez Sarsfield desde 2012, quando estreou entre os profissionais. Caso acerte com o Flamengo, o jogador reencontrará Héctor Canteros, com quem atuou no futebol argentino.


Flamengo corre para ter todos os reforços à disposição na segunda-feira


Montagem Jogadores - Thallyson, Arthur Maia, Pará e Bressan (Foto: Editoria de arte) 
Thallyson, Arthur Maia, Pará e Bressan devem ser anunciados na segunda-feira (Foto: Editoria de arte)

O fim de semana vai ser intenso no departamento de futebol do Flamengo para que Vanderlei Luxemburgo tenha quase todo elenco à disposição já a partir de segunda-feira. Após apresentar oficialmente Marcelo Cirino, o Rubro-Negro trabalha para colocar no papel outros nomes já acertados para que se apresentem no Ninho do Urubu e sigam para pré-temporada em Atibaia (SP). Arthur Maia e Thallyson já estão com as situações definidas, e os gremistas Pará e Bressan definem os últimos detalhes do contrato.

Pela primeira vez, o diretor executivo Rodrigo Caetano falou abertamente sobre a negociação com o quarteto, mas seguiu a linha de precaução. Todas as situações, por sua vez, estão muito bem encaminhadas e dependem apenas de questões burocráticas.

- Nossa ideia é já apresentar os outros quatro reforços que vocês (imprensa) dão como certos na segunda-feira. Por excesso de zelo, ainda não comunicamos oficialmente. Falo sobre Arthur Maia, Thallyson, Pará e Bressan.

Boa parte do elenco rubro-negro se reapresenta na segunda-feira, às 9h (de Brasília), no Ninho do Urubu. Os jogadores que estiveram em campo no empate com o Grêmio, pela última rodada do Brasileirão, só voltam na quinta-feira para que completem um mês de férias. O Fla fica em Atibaia até o dia 17, quando segue para Brasília, onde enfrenta o Shakhtar Donestk, em amistoso, no Mané Garrincha. Depois, viaja para disputar um torneio com São Paulo e Vasco em Manaus.

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Jajá e Baggio, em sua última Copinha, são as apostas do Flamengo em busca do tri


Bicampeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o Flamengo é um clube que entra na competição objetivando a revelação de novos valores, mas principalmente com a responsabilidade de lutar por sua terceira conquista. A estreia flamenguista na Copinha 2015 está marcada para este sábado, às 21h, em Osasco, contra o Sampaio Corrêa-MA. O Rubro-Negro integra o Grupo Q, ao lado de Osasco-SP, Vilhena-RO e Sampaio.

Em 1990, a geração de Júnior Baiano, Djalminha, Marcelinho Carioca, Nélio, Paulo Nunes e outros levantou a primeira Copinha do Rubro-Negro, com direito a uma goleada por 7 a 1 sobre o Corinthians. A maioria deles, no entanto, precisou deixar a Gávea para decolar. Vinte e um anos depois, o bi veio com o brilho do goleiro César na decisão contra o Bahia. As promessas Muralha, Negueba, Adryan, Rafinha e Thomás, cruciais na campanha, buscam afirmação até hoje com empréstimos.

Para a 46ª edição da Copa São Paulo, que se inicia neste sábado, o Flamengo do técnico Zé Ricardo tem o meia Jajá e o atacante Douglas Baggio como suas principais esperanças. Ambos completam 20 anos em 2015 e disputam sua última Copinha. Debutante, o meia Matheus Sávio é outro que merece atenção. O ponto forte do Flamengo que entra na competição é o poder ofensivo. Na linha defensiva, o cara é o lateral-esquerdo Jorge, que completa 19 anos em março.

Jajá e Matheus Sávio puxam a comemoração do Flamengo no OPG (Foto: Gilvan de Souza/Fla Imagem) 
Matheus Sávio e Jajá, os dois em destaque na primeira fila, são destaques do Fla (Foto: Gilvan de Souza/Fla Imagem)


Prova desta vocação para buscar o ataque foi dada nas finais do Torneio Octávio Pinto Guimarães, em novembro. O Fla foi campeão com vitórias por 4 a 2 e 3 a 1 sobre o Botafogo, ambas construídas com muita facilidade. Darlan, artilheiro da finalíssima com dois gols, faz 21 anos em fevereiro e não pode disputar a Copinha - as inscrições têm como limite atletas nascidos em 1995. Jajá, que anotou o outro na partida derradeira diante do rival, vê o torneio como uma ponte para o time profissional.

- A expectativa é grande. Estamos trabalhando para a primeira competição de 2015, que será a Copinha, para quem sabe ter uma oportunidade de ir para o profissional. É um sonho que tenho desde criança. Já fui ao Maracanã e vi a torcida gritando. Dá um arrepio. Passa pela cabeça estar ali.

Apesar do título da OPG, o Flamengo foi mal em sua última competição de 2014. Caiu na primeira fase do Brasileiro sub-20, com apenas uma vitória e um empate em quatro jogos disputados. O meia Cafu e o atacante Nathan, ambos com condições de jogo para a Copinha, marcaram os escassos quatro gols feitos pelo Fla no torneio - dois para cada. 

O Rubro-Negro tem na Copinha a oportunidade de iniciar um ano estável. A temporada passada foi marcada por duas trocas no comando técnico. Iniciou com Cléber dos Santos como treinador, que acabou substituído por Marcelo Buarque. Em novembro, Buarque deu lugar a Zé Ricardo, atual comandante.


Marcelo é apresentado: "Todo jogador que pensa grande, pensa jogar no Flamengo"


Novo dono da camisa 7 do Flamengo para a temporada que se aproxima, Marcelo Cirino foi apresentado como reforço na tarde desta sexta-feira no auditório Rogério Steinberg, na sede da Gávea, no Leblon. Ao lado do presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, do vice de futebol Alexandre Wrobel e do diretor de futebol, Rodrigo Caetano, o jogador afirmou que é uma honra jogar no time e que fará de tudo para honrar a confiança recebida, atuando ainda melhor do que o fez no Atlético-PR.

- Queria agradecer a Deus primeiro por tudo, por me dar a chance de estar desfrutando desse momento. Agradecer ao sócio-torcedor do Flamengo, boa parte foi o que me fez vir ao Fla. Agradecer a minha família, ao meu empresário, a minha noiva, à diretoria do Flamengo, que fez todos os esforços para fechar pelo lado bom. É um prazer enorme estar vestindo essa camisa. Quando fiquei sabendo do interesse, fiquei muito feliz. Falei para meus empresários para fazer de tudo para vir para cá. Todo jogador que pensa grande, pensa em jogar no Flamengo. O torcedor pode ficar tranquilo porque o Marcelo vai fazer de tudo, mais do que fez no Atlético-PR, para honrar essa camisa - disse.

Apresentação Marcelo Cirino Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Marcelo Cirino é apresentado no Flamengo pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

O atleta se mostrou emocionado com a recepção que recebeu da torcida na sua chegada ao Rio de Janeiro nesta sexta. Alguns torcedores estiveram no aeroporto Santos Dumont, no centro, e lhe deram apoio. 

- Primeira emoção que tive foi no aeroporto quando alguns sócios-torcedores estavam me esperando e senti como vai ser essa minha passagem no Flamengo. Ouvi o hino na chegada aqui e no fim tem a estátua do maior ídolo (Zico). Não sei se chegarei ao porte dele, mas espero me tornar um ídolo - afirmou.

Marcelo chega ao Flamengo por meio de um grupo de investidores, que comprou seus direitos ao Atlético-PR. Na articulação entre o Flamengo e a Doyen Sports, cujo representante na América Latina é o empresário Renato Duprat, ficou acordado que o clube pagará cinco milhões de euros (aproximadamente R$ 16,5 milhões) por 50% dos direitos sobre Cirino, ao fim de um contrato de três anos. Caso o jogador seja negociado antes disso, o clube ficará com 20% do valor e a Doyen com 80%. O departamento jurídico do Flamengo analisou os mecanismos mais seguros diante das novas regras da Fifa que começaram a valer nesta quinta.

De janeiro a abril, novos contratos com a participação de terceiros como investidores ainda poderão ser assinados, mas com duração máxima de um ano. A partir de maio, não será mais permitida a participação de terceiros em direitos sobre atletas. Ou seja, caso a documentação não tivesse sido assinada, a transação só poderia ter validade de um ano, o que provavelmente inviabilizaria o negócio.

O Flamengo se reapresenta na próxima segunda-feira para iniciar a preparação visando a temporada 2015. O time viaja para Atibaia, interior de São Paulo, onde iniciará os trabalhos. O clube ainda tem agendado um torneio contra Vasco e São Paulo, em Manaus, e um amistoso contra o Shakhtar Donetsk, em Brasília.

Confira a entrevista coletiva completa:

Primeiras palavras

- Quero agradecer a Deus por tudo, por me dar a chance de desfrutar deste momento. Agradecer ao sócio-torcedor, a minha família, minha empresária, minha noiva.. É um prazer enorme vestir essa camisa. Quando soube do interesse do Flamengo, fiquei feliz e disse para meus empresários fazerem de tudo. É um clube onde todo jogador que pensa grande quer jogar. Comigo não é diferente. O torcedor pode ficar tranquilo que farei melhor do que fiz no Atlético-PR para honrar essa camisa.

Opção pelo Flamengo

- Tive propostas de outros times, mas ficou na conversa, não teve um que tenha feito uma proposta mesmo, só o Corinthians no ano passado. O Flamengo fez um esforço grande e estou feliz por ter aceitado. Fiz a escolha certa.

Foto com estátua do Zico

- Minha primeira emoção foi no aeroporto. Quando cheguei, tinha alguns sócios me esperando e vi como seria esse tempo no Flamengo. Vi o hino na escada, a estátua do maior ídolo, e poder vestir a camisa que ele vestiu não tem explicação. Estou muito feliz. Não sei se chegarei ao porte dele, mas quero ser ídolo e muito feliz.

Estreia

- Fisicamente não estou 100% por estar há quase 30 dias parado, mas fiz atividades. Já soube do clássico com o Vasco e se o professor me escolher para jogar, estarei à disposição.

Concorrência no ataque

- Acompanho o Flamengo há muito tempo, mas depois que perdi a final da Copa do Brasil meus olhos passaram a ser outros. Vi aquela torcida maravilhosa e não sabia que um dia vestiria essa camisa. O professor Luxemburgo está feliz com todas as opções e vou trabalhar para conquistar o meu espaço.

Reencontro com o Everton

- Ainda não tive contato com ele, mas a dupla deu certo no ano de 2013. Sem dúvidas, espero que no Flamengo seja ainda melhor.

Relação com o Flamengo

- Tenho familiares e amigos flamenguistas e que ficaram muito felizes. Meu maior desafio aqui é pelo investimento que foi feito, mas sou capaz de deixar a desconfiança de lado e mostrar que sou jogador de time grande. Estou preparado para vestir a camisa do Flamengo.

Estilo de jogo

- Meu estilo de jogo é de jogador que se dedica o tempo inteiro, que não para. Tenho muita velocidade, muita entrega. Agora, no Flamengo, vou me entregar cada vez mais. Sou um jogador mais de beiradas. No último ano, com o Claudinei, treinei e joguei bastante como 9 também. Não é a posição que estou acostumado e prefiro, mas se precisar estou acostumado. Não sou aquele 9, que fica mais centralizado, perto do gol. Sou um cara que se entrega, ajuda na marcação e na criação de jogadas. Meu ponto mais forte é a assistência.

Pressão

- Apesar do investimento, não me considero o jogador mais importante do grupo. O Flamengo tem um time forte. O professor vai ter 30 jogadores importantes para a temporada.

Briga por títulos

- Me vejo preparado para vestir a camisa do Flamengo. Sei que é importante, significa muito no Brasil e no mundo. A cobrança é grande, mas tenho certeza de que faremos um grande ano.

Jornal argentino diz que Flamengo fará uma proposta pelo lateral-esquerdo Emmanuel Más

De acordo com o diário argentino "Olé", esta semana o Flamengo fará uma proposta pelo lateral-esquerdo Emmanuel Más, do San Lorenzo, da Argentina. Em outubro, o vice-presidente de futebol rubro-negro, Alexandre Wrobel, e o então diretor executivo Felipe Ximenes estiveram na Argentina. A missão incluía o contato com possíveis reforços.

Emmanuel Mas comemoração san lorenzo - libertadores

Shakhtar confirma tour de 20 dias no Brasil, com cinco amistosos

O Shakhtar Donetsk confirmou nesta sexta-feira, através de nota oficial, que realizará um tour de 20 dias no Brasil neste mês, aproveitando a pausa do Campeonato Ucraniano. A viagem pelo país ocorrerá de 8 a 27 de janeiro e tem cinco amistosos marcados, contra Bahia, Flamengo, Atlético-MG, Internacional e Cruzeiro.

Shakhtar Donetsk  (Foto: Reprodução / Site Oficial Shakhtar Donetsk) 
Com 13 brasileiros, Shakhtar fará tour no país (Foto: Reprodução / Site Oficial Shakhtar Donetsk)

A primeira partida é contra o Bahia, no dia 16, em Salvador. No dia 18, a equipe comandada por Mircea Lucescu terá como adversário o Flamengo, em Brasília. Em seguida vem o jogo contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte, no dia 21, e dois dias depois, o Internacional, em Porto Alegre. Por fim, os ucranianos pegam o Cruzeiro, no dia 25, em Brasília.

As partidas contra Flamengo e Cruzeiro fazem parte da Granada Cup, torneio que será realizado na capital federal e ainda conta com Goiás, Gama e Zalgiris Vilnius, da Lituânia, no outro grupo. O regulamento diz que cariocas e mineiros são apenas convidados, não podendo ser campeões e levarem o prêmio de R$ 100 mil. O vencedor será que tiver mais pontos entre as outras quatro equipes.

O Shakhtar Donetsk conta com 13 brasileiros no elenco: os laterais Ismaily e Márcio Azevedo; os meias Fred, Fernando, Marlos, Ilsinho, Douglas Costa e Alex Teixeira; e os atacantes Bernard, Dentinho,
Wellington Nem, Luiz Adriano e Taison.

Confira o calendário do Shakhtar no Brasil:

16/01 - Shakhtar x Bahia - Salvador
18/01 - Shakhtar x Flamengo - Brasília
21/01 - Shakhtar x Atlético-MG - Belo Horizonte
23/01 - Shakhtar x Internacional - Porto Alegre
25/01 - Shakhtar x Cruzeiro - Brasília

Marcelo é recebido com festa e será apresentado nesta sexta-feira

Marcelo Cirino Flamengo (Foto: Divulgação / Flamengo)O atacante Marcelo Cirino já está no Rio de Janeiro. Ele desembarcou no aeroporto Santos Dumont, no centro da cidade, na manhã desta sexta-feira. Torcedores presentes no local reconheceram o jogador e deram as boas-vindas cantando o hino do Flamengo. Com o negócio sacramentado, sua apresentação oficial e a coletiva de imprensa acontecem às 15h30 (de Brasília) desta sexta-feira, segundo o site oficial do Flamengo.

Pouco menos de uma hora depois, o atacante já posava para fotos na sede do clube, no bairro do Leblon, no Rio de Janeiro. Marcelo aparece ao lado da estátua de Zico, eterno ídolo rubro-negro, na entrada social. O Flamengo promoveu uma ação com sócios-torcedores para recepcionar o novo atacante.


Marcelo Cirino na sede do Flamengo (Foto: Reprodução / Twitter)Marcelo chega ao Flamengo através de um grupo de investidores, que o comprou seus direitos ao Atlético-PR. Na articulação entre o Flamengo e a Doyen Sports, cujo representante na América Latina é o empresário Renato Duprat, ficou acordado que o clube pagará cinco milhões de euros (ou aproximadamente R$ 16,5 milhões) por 50% dos direitos sobre Cirino, ao fim de um contrato de três anos. Caso o jogador seja negociado antes disso, o clube ficará com 20% do valor e a Doyen com 80%. O departamento jurídico do Flamengo analisou os mecanismos mais seguros diante das novas regras da Fifa que começaram a valer nesta quinta.

De janeiro a abril, novos contratos com a participação de terceiros como investidores ainda poderão ser assinados, mas com duração máxima de um ano. A partir de maio, não será mais permitida a participação de terceiros em direitos sobre atletas. Ou seja, caso a documentação não tivesse sido assinada, a transação só poderia ter validade de um ano, o que provavelmente inviabilizaria o negócio.


Marcelo Cirino com torcida do Flamengo (Foto: Reprodução / Instagram)Torcedora do Flamengo postou uma foto com Marcelo no Instagram na saída do aeroporto Santos Dumont. Além de torcedores, o fotógrafo oficial do clube também estava presente para registrar a chegada.(Foto: Reprodução / Instagram)

O Flamengo se reapresenta na próxima segunda-feira para iniciar a preparação visando a temporada 2015. O time viaja para Atibaia, interior de São Paulo, onde iniciará os trabalhos. O clube ainda tem agendado um torneio contra Vasco e São Paulo, em Manaus, e um amistoso contra o Shakhtar Donetsk, em Brasília.

Futevôlei, lições e dicas de Luxa: Samir promete um 2015 diferente


O futevôlei é considerado uma forma de diversão para muitos jogadores de futebol. A modalidade, no entanto, tem seu lado profissional, com competições mundo afora. Além disso, serve como terapia e treinamento para quem pretende se manter em forma mesmo nas férias, como o zagueiro Samir, do Flamengo, de 20 anos, considerado uma das principais revelações do clube nos últimos anos.

Samir transformou o lazer em treinamento com a ajuda do preparador físico Flavio Velasco, conhecido como Bombeiro, que trabalha com outros jogadores, como Alecsandro e Thiago Silva. Depois de passar por uma temporada de lesões, altos e baixos, o zagueiro prefere não perder tempo antes de se apresentar no dia 5 de janeiro para o início da pré-temporada.
,
- Há uns sete ou oito meses que pratico futevôlei. Tive o incentivo dos meus amigos, principalmente do Bombeiro. Ele disse que poderia aperfeiçoar meus movimentos no campo e, pelo que pude perceber, ajudou sim, como no gol que fiz contra o Atlético-PR - comentou Samir.

Flavio, Samir e Marcinho, Futevôlei (Foto: Thales Soares)Flavio, Samir e Marcinho na partida de futevôlei (Foto: Thales Soares)
 
Nas férias, o jovem tem aproveitado o tempo para praticar o futevôlei no mínimo três vezes por semana. Durante o período de treinamentos, ele evita. Segundo Bombeiro, a modalidade ajudou outros jogadores a encontrarem novos caminhos e jogadas nos gramados.

- O Romário treinou comigo e levou várias jogadas de futevôlei para o campo. Ajuda nos fundamentos. É um modo de manter a forma na parte técnica e física - disse Bombeiro, que é pai de Marcinho, de 15 anos, jogador das categorias de base do Flamengo.

Consciente de que precisa recuperar seu espaço no Rubro-Negro, Samir lamentou as lesões sofridas durante a temporada. Na sua posição, o clube dispensou Chicão e contratou Bressan, do Grêmio, por empréstimo. A concorrência segue grande na posição. Este ano, ele disputou 39 jogos, sendo 38 como titular, e fez dois gols.

- Tenho que levar um aprendizado deste ano. Amadureci. Precisei aguentar a pressão quando algumas coisas aconteceram na Libertadores (falha na derrota por 1 a 0 para o Bolívar, em La Paz). Tive o apoio dos meus pais e amigos. Vou levar isso comigo para 2015. A gente não pede para sofrer lesão, mas tem que ter uma prevenção, que estou fazendo desde já para ser um Samir diferente em 2015 com mais sequência de jogos - afirmou o zagueiro.

Representante das categorias de base do Flamengo, Samir carrega uma responsabilidade. O clube vem tendo dificuldades para formar jogadores nos últimos anos. Apenas quatro estão com espaço no time principal. Além dele, o goleiro Paulo Victor, o volante Luiz Antonio e o atacante Nixon são jogadores estabelecidos.

Samir Futevôlei (Foto: Thales Soares).
Samir pratica futevôlei nas férias como forma de manter os exercícios (Foto: Thales Soares)

- Na base, alguns jogadores se perdem muito. Não têm objetivos traçados. Quando se tem um objetivo, é melhor. Na minha época, vi jogadores que não tinham aquele comprometimento, tesão de estar no profissional, e o pessoal de cima sempre pergunta. Na Europa, se você for contratado, vão ligar para saber seu comportamento, a vida no clube. Alguns pecaram por isso, tinham qualidade para estar lá em cima, mas falta cabeça, suporte da família, como eu tive. Tem que virar homem mais cedo, se não fica para trás - afirmou.

A presença do técnico Vanderlei Luxemburgo no clube é considerada por Samir um fator importante para o seu desenvolvimento como jogador. Logo na sua chegada, em julho, já recebeu um recado antes mesmo do primeiro treinamento sob o seu comando.

- Ele via os jogos, é flamenguista fanático, e deu muitas dicas. Via meus erros e chegou cobrando. Falou sobre o meu posicionamento, disse que se um dia quisesse ser um jogador de nível ainda teria que melhorar muito, que não posso me contentar com pouco. Fico feliz em ter um treinador como ele para minha carreira alavancar cada vez mais - comentou Samir.


Pivô do Flamengo celebra virada de ano com hino do clube tocado no seu trompete


Fã de música, trompete e Flamengo, Jerome Meyinsse resolveu juntar os três em uma coisa só. Para celebrar a virada de ano, o pivô americano aprendeu a tocar o hino do clube no instrumento musical e postou em uma rede social. Na legenda, o agradecimento aos companheiros de time, comissão técnica e torcida.

- Hino do Flamengo!!! Que o ano de 2015 seja melhor ainda do que o de 2014. Foi o maior prazer jogar com este time, com esta comissão técnica, e com esta torcida. Uma vez Flamengo, sempre Flamengo - postou o camisa 55, que está em sua segunda temporada no clube.


Sem jogos pelo NBB desde o dia 22 de dezembro, o jogador se reapresenta ao técnico José Neto de olho na partida contra o Rio Claro, na próxima quarta-feira, na cidade paulista.

Jerome Meyinsse pivô do flamengo tocando trompete (Foto: Marcello pires) 
Jerome Meyinsse aprendeu a tocar Hino do Flamengo no seu trompete (Foto: Marcello pires)

Investidor explica modelo usado com Flamengo e crê que novas regras não durarão

Marcelo Cirino, Atlético-PR x Sporting Cristal (Foto: EFE)O futebol passa a viver, a partir de agora, o impacto das novas regras da Fifa, que proíbe a participação de terceiros em direitos sobre jogadores de futebol. Até o fim de abril, acordos incluindo investidores ainda poderão ser assinados, com validade máxima de um ano. Em maio, a proibição passa a valer em definitivo. De acordo com Marcos Motta, advogado e membro do grupo de estudos da Fifa sobre o tema, afirmou que contratos que tenham como garantia percentuais sobre a venda futura de atletas também estão vetados. Na outra ponta, Nélio Lucas, diretor-executivo mundial da Doyen Sports, não acredita que as novas normas serão mantidas por muito tempo.

A Doyen recentemente articulou a contratação de Marcelo Cirino pelo Flamengo, que correu para garantir a documentação principal do acordo até quarta-feira para não ficar sujeito às novas medidas. No formato utilizado, o jogador assina por três temporadas e a empresa empresta ao clube uma determinada verba para compra de direitos. Sendo vendido antes disso, a empresa fica com 80% do valor e o clube com o restante. Segundo Nélio Lucas, a Fifa proibiu a propriedade de terceira parte (Third-party ownership, ou TPO na sigla em inglês) e a empresa está utilizando o investimento de terceira parte (Third-party investment, ou TPI na sigla em inglês), o que o leva a crer que poderá manter o modelo de negócio, talvez com algumas alterações.

- Esses negócios foram estruturados dentro do nosso formato tradicional e que já era diferente. Ao contrário dos demais que se enquadram no tão famoso TPO, em que um terceiro é co-proprietário do jogador, a Doyen criou um modelo diferente, o TPI. A diferença é que a operação é feita num gênero de financiamento em que o clube só terá desse capital caso tenha possibilidade de o pagar um dia. O objetivo é promover uma saúde financeira estável e não passar um cheque em branco ao clube. A forma como é estruturado leva a que a operação fique registada e assim não há uma fuga ao Fair Play Financeiro. É um modelo de exigência e responsabilidade. Assim que quando um clube quer comprar um jogador e pede assistência financeira à Doyen nós analisamos bem todos os números, o fator risco e potencial, a saúde financeira do clube, o valor do atleta e potencial de valorização, entre outros fatores, e aí definimos um prazo que permita ao clube poder fazer o pagamento desse financiamento. Normalmente é uma média de 3 anos. Para isso o clube tem que entregar uma garantia que encerrado o prazo permita à Doyen reaver ser capital - explicou o executivo.

Questionado se a empresa, neste caso, não estaria passando a atuar como uma instituição financeira, Lucas respondeu:

- A diferença entre a Doyen é um banco é que primeiro os bancos não estão emprestando dinheiro para o futebol e nós sim, e muito. Mas mais importante que isso é que aceitamos garantias que os bancos não aceitam e essa garantia não é executada antes do financiamento mas no encerramento do contrato. Isso tem permitido a todos os clubes que trabalham conosco de dispor de jogadores que não tinham capital disponível para comprar e terem ganho muito dinheiro com as transferências desses atletas muitas vezes sem terem que colocar dinheiro porque toda a transação é suportada pela Doyen. Até hoje não executamos uma garantia e isso é sintomático de que o somos um parceiro "gold" para os clubes!

Mesmo informado das declarações de Marcos Motta, membro do grupo de estudos da Fifa que aprovou a medida, dando conta de que o modelo divulgado da negociação entre Doyen e Flamengo estaria vetado pelas novas regras por incluir percentual para a empresa sobre a venda futura do atleta (no caso, Cirino), Nélio Lucas não pareceu preocupado:

- Como falei o negócio com o Flamengo a ser concluído será feito no modelo tradicional porque o negócio original (CAP-Doyen) foi feito duramente o mês de dezembro e portanto está fora do prazo em que entra a nova lei. Consideramos que podemos seguir operando com mesmo modelo talvez tendo que alterar algumas nuances. O que fala o Dr. Marcos Motta está correto, mas como falei não se aplica nesses negócios que estamos falando. No futuro essa lei talvez nos obrigue a ser ainda mais criativos, mas sinceramente nós na Doyen não estamos preocupados com essas novas regras que, de qualquer forma, não acredito que fiquem em vigor muito tempo.

Flamengo não encontra solução para Felipe e goleiro pode se reapresentar e treinar separado



Felipe deixa o campo da Gávea em treino nesta terça-feiraCarta fora do baralho do técnico Vanderlei Luxemburgo desde 2014, o goleiro Felipe vai se reapresentar ao Flamengo na próxima segunda-feira para treinar separadamente, quase seis meses após seu último jogo. O Rubro-negro não recebeu propostas pelo jogador.

A expectativa da diretoria era chegar a um acordo sobre a dívida com o ex-camisa 1 antes do fim das férias, mas nenhuma solução foi encontrada no período que agradasse as partes.

A diretoria terá o tema como um dos mais importantes a serem decididos no início da temporada. Uma solução possível é emprestar a algum clube interessado pagando boa parte do salário. 

O Flamengo deve entre direitos de imagem, décimo-terceiro salário e luvas cerca de R$ 1 milhão, mas a dívida total para a liberação chegaria a R$ 3 milhões se o clube pagasse o restante de contrato até dezembro de 2015.

Felipe chegou em 2011, após o clube não encontrar substituto para Bruno, mas nunca conseguiu ser unanimidade. Depois de ganhar o apelido de Paredão, falhou algumas vezes e gerou polêmicas que o desgastaram. Entre elas, a própria passagem do técnico Luxemburgo em 2012, quando a relação teria se desgastado. Na volta do treinador em 2014, Felipe foi afastado depois da goleada para o Internacional no dia 20 de julho, quando ficou um período no departamento médico.

Já são quase seis meses de “geladeira”. Com salário superior a R$ 200 mil, o goleiro virou um impasse na Gávea e o setor financeiro tenta um acordo desde que o treinador o descartou e lançou Paulo Victor como titular. Felipe não deve facilitar as coias.

— Ele vinha 17 ou 20 e poucos dias sem jogar e jogou contra o Inter, e não jogou bem. E o Paulo Victor eu já conhecia. Falei: tenho que fazer alguma coisa, mudar a cara. Optei pelo Paulo Victor, que foi bem. Então, automaticamente, o Felipe foi ficando esquecido, e aí vai ter que buscar outro clube, faz parte do futebol — disse Luxemburgo ao SporTV em dezembro.

A reportagem vascaína procurou representantes do Flamengo e do jogador, mas ninguém foi encontrado para falar sobre o caso.


quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Orçamento de 2015 prevê crescimento de receitas, investimentos e redução da dívida


No último dia 11/12, o Conselho de Administração do Clube de Regatas do Flamengo aprovou o orçamento do clube para o ano de 2015, que pode ser consultado na íntegra na página de Transparência do site oficial do Flamengo.

Veja abaixo a evolução dos principais números e indicadores.

   image
*Valores em milhões de Reais

O Orçamento de receitas para o ano de 2015 prevê um crescimento de 20% em relação ao projetado para 2014. A maior contribuição para esse crescimento (49%) vem das receitas ligadas a patrocínio (como o novo e recém-aprovado da Viton 44 para o futebol), bilheteria e sócio-torcedor – se você ainda não é sócio-torcedor, clique aqui para também fazer parte do Flamengo mais forte. Outros 31% do crescimento total, se darão nos patrocínios incentivados, que crescerão 197%.  Isto demonstra que ter as certidões negativas de débito, honrar as responsabilidades e ser um clube-cidadão também se transforma em importantes receitas de incentivos fiscais.

Confira o gráfico abaixo (último trimestre de 2014 e o ano de 2015 foram projetados):
image

*Valores em milhões de Reais

Seguindo a trajetória de redução dos últimos dois anos, alcançada graças ao aumento de receitas, controle de gastos e cumprimento orçamentário, ao final de 2015 o Flamengo já deverá ter um endividamento inferior a R$ 500 milhões. Isso dá ao clube a perspectiva de ter uma dívida equalizada e mais facilmente administrável no próximo triênio, criando melhores condições para a gestão ir em busca do sucesso esportivo. 

image
   *Valores em milhões de Reais

O endividamento cai não apenas em números absolutos, mas também na proporção em relação ao faturamento anual do clube. Em 2012, a dívida total era 3,7 vezes maior que a receita do ano, relação que deverá ter caído pela metade ao fim de 2015.
 
image

                                                                  *Valores em milhões de Reais

O grande superávit previsto para o clube para o ano de 2014 deverá ser quase duplicado em 2015. Este superávit contábil (cruzamento das receitas e despesas do ano) será usado para o pagamento de dívidas acumuladas e investimentos urgentes. 2015 deverá ser o ano em que os esportes olímpicos alcançarão a autossustentabilidade, não dependendo mais dos recursos do futebol para sobreviver e caminhando orgulhoso com as próprias pernas.

Conclusão
O Flamengo não é uma entidade com fins lucrativos, mas apenas buscando aumentar suas receitas e pagar suas dívidas voltará a ter o tamanho que merece - o tamanho da sua torcida. O Conselho Diretor, representando todos os sócios do clube e seus mais de 40 milhões de torcedores, tem buscado cumprir o dever de dar exemplo de cidadania e criar as condições para que o Flamengo alcance todo o sucesso esportivo pelo qual torcem os rubro-negros.

Com a camisa do Flamengo, Zico pede um ano de conquistas e que time consiga brigar pelo título do Brasileiro

Zico pediu um ano de conquistas para o Flamengo e que time consiga brigar pelo título do Brasileiro Foto: Reprodução / Facebook

Começar o ano novo com uma mensagem de otimismo de Arthur Antunes Coimbra, o Zico, é um presente e tanto para os flamenguistas. Como especial para a chegada de 2015, o clube gravou um vídeo com o seu eterno camisa 10, que fez pedidos importantes. Um deles é que seja um ano de conquista para o rubro-negro e outro, muito importante, é que o time volte a brigar pelo título do Campeonato Brasileiro.


“Alô galera rubro-negra! Queria desejar a todos um 2015 com saúde, felicidade e de muitas vitórias. Que o nosso Flamengo consiga grandes conquistas, que entre no Brasileiro para disputar o título, e que a gente ao final do ano possa ter uma grande alegria. Saudações rubro-negras!”, disse.

Com documentos assinados, Flamengo espera anunciar Cirino nesta sexta

Marcelo Cirino, Atlético-PR x Sporting Cristal (Foto: EFE)O Flamengo deverá confirmar oficialmente nesta sexta-feira a contratação do atacante Marcelo Cirino, destaque do Atlético-PR, que chega em negociação envolvendo a Doyen Sports. A partir desta quinta, já passaram a valer as novas regras da Fifa proibindo a participação de terceiros em direitos sobre jogadores. De acordo com pessoas ligadas ao departamento de futebol rubro-negro, todos os documentos que teriam de ser sacramentados antes da virada do ano para que a negociação não seja afetada pelas novas medidas foram assinados até quarta-feira e, desta forma, restam somente detalhes burocráticos para o anúncio oficial. O futebol do clube, ao lado do jurídico, montou uma força-tarefa nos últimos dias do ano para concretizar o reforço.

Na articulação entre o Flamengo e a Doyen Sports, cujo representante na América Latina é o empresário Renato Duprat, ficou acordado que o clube pagará cinco milhões de euros (ou aproximadamente R$ 16,5 milhões) por 50% dos direitos sobre Cirino, ao fim de um contrato de três anos. Caso o jogador seja negociado antes disso, o clube ficará com 20% do valor e a Doyen com 80%. O departamento jurídico do Flamengo analisou os mecanismos mais seguros diante das novas regras da Fifa que começaram a valer nesta quinta.

De janeiro a abril, novos contratos com a participação de terceiros como investidores ainda poderão ser assinados, mas com duração máxima de um ano. A partir de maio, não será mais permitida a participação de terceiros em direitos sobre atletas. Ou seja, caso a documentação não tivesse sido assinada, a transação só poderia ter validade de um ano, o que provavelmente inviabilizaria o negócio.

- O investidor empresta dinheiro, mas quer como garantia o próprio jogador. Pronto, já não pode. Porque é uma participação em uma venda futura. É muito simples: clubes e jogadores estão proibidos de firmar contrato com participação de terceiros sobre os direitos do atleta, ou participação de terceiros em venda futura total ou parcial desses direitos. Se a garantia do negócio é um percentual de venda do jogador, o investidor só terá a garantia por um ano a partir de janeiro e, a partir de maio, não poderá mais ter nenhuma - analisou o advogado Marcos Motta, membro do grupo de estudos da Fifa que definiu a medida.

Fora dos planos do Flamengo, João Paulo acerta com o Palmeiras

Joao Paulo Flamengo (Foto: Cahê Mota) 
Após iniciar o ano com sete reforços acertados, o Palmeiras vai ganhar mais uma opção para a sua lateral esquerda logo no início de 2015. O lateral-esquerdo João Paulo, do Flamengo, acertou com os porcos. O vínculo com o clube paulista deve ser por uma temporada.

Caixa dificilmente aumentará patrocínios em 2015


A Caixa Econômica Federal dificilmente vai aumentar os valores dos contratos de patrocínio em 2015. O banco estatal foi o maior patrocinador de clubes em 2014 - gastou mais de R$ 100 milhões com times das Séries A, B e C do Campeonato Brasileiro. A tendência é de contenção nos gastos.

A maioria dos contratos vence no primeiro semestre deste ano - é o caso do Corinthians (janeiro) e do Flamengo (maio). O vínculo de maior duração é o do CRB, que vence em agosto.

O mercado aguarda com ansiedade as próximas ações do banco. Enquanto os clubes que já foram patrocinados tentam a renovação dos contratos, outros como Atlético-MG, Cruzeiro e Palmeiras buscam entrar no grupo dos apoiados pela estatal.

Feliz ano novo rubro-negro: quem fica e quem sai do Flamengo em 2015


Feliz 2015! O ano que começa nesta quinta-feira reserva três competições para o Flamengo: o Carioca, a Copa do Brasil e o Brasileirão. A partir de segunda-feira, Vanderlei Luxemburgo inicia os trabalhos de pré-temporada, que será dividida entre Atibaia, Brasília e Manaus, e terá em mãos um elenco com algumas caras novas. Arthur Maia, Thallyson, Bressan, Pará e Marcelo Cirino chegam; João Paulo, Chicão, Felipe, Amaral e Arthur se despedem. E boa parte da garotada prata da casa está na prateleira para ser emprestada para outros clubes. Com base no site oficial do Rubro-Negro, o GloboEsporte.com listou todo grupo que terminou 2014 para analisar a situação na temporada que inicia:

Goleiros
Paulo Victor treina nesta quinta-feira no Ninho do Urubu (Foto: Gilvan de Souza/Fla Imagem)
Paulo Victor - Em alta após grande temporada em 2014. Absoluto no gol rubro-negro, negocia ampliação do contrato até o fim de 2018.

Felipe - Com contrato até o fim de 2015, não continuará no Flamengo. Sem jogar desde a chegada de Vanderlei Luxemburgo, negocia dívida em direito de imagem e luvas, além dos 12 meses de salário que tem a receber, para rescindir o contrato.

César - Grande aposta para o futuro do gol rubro-negro, permanece como reserva imediato de Paulo Victor.

Daniel - Prata da casa de 19 anos, segue no clube e reveza no posto de terceiro goleiro com João Paulo.

João Paulo - Aos 20 anos, não tem mais idade para jogar no juniores e segue no clube. Reveza no posto de terceiro goleiro com Daniel.


Laterais


Anderson Pico, lateral-esquerdo do Flamengo.  (Foto: Janir Junior)Léo Moura - Prestes a completar uma década de Flamengo, renovou o contrato até o fim do Carioca. A condição de titular absoluto, no entanto, não existe mais e terá a sombra de Pará.

Léo - Sofreu com lesões em 2014 e não deu conta do recado quando foi aproveitado. Ainda não tem o futuro definido, mas perde ainda mais espaço com a renovação de Léo Moura e a chegada de Pará.

Anderson Pico - Aposta de Vanderlei Luxemburgo, foi bem quando testado e renovou o contrato por mais dois anos. Começa 2015 como dono da lateral esquerda e pode ser ainda opção para jogar na direita quando necessário.

João Paulo - Deixa o Flamengo após duas temporadas. Bastante utilizado, esteve em campo em 97 partidas, mas nunca convenceu o torcedor. Fez um bom Brasileirão ofensivamente, deu assistências, mas não foi procurado para renovar o contrato.





Zagueiros

Wallace - Capitão da equipe na ausência de Léo Moura, é o zagueiro que conta com mais prestígio. Titular absoluto, saberá na pré-temporada quem será seu companheiro. Samir, Erazo, Marcelo e o novato Bressan disputam a vaga.

Samir - Uma das poucas pratas da casa que permanecerá no clube. Grande revelação rubro-negra para o setor nos últimos anos, começa a temporada como favorito para jogar ao lado de Wallace, mas terá que convencer Vanderlei Luxemburgo dessa condição na pré-temporada.

Chicão - Titular em partidas importantes para o Flamengo na arrancada contra o rebaixamento e na campanha da Copa do Brasil, não teve o contrato renovado e seguirá a carreira em outro clube.

Marcelo - Aposta depois de fazer bom Carioca pelo Volta Redonda, teve boa participação em 2014. Eficiente nas jogadas aéreas, ainda é afobado com a bola nos pés. O Flamengo não exerceu a prioridade de compra, mas renovou o empréstimo com valor fixado por mais um ano.

Erazo - Equatoriano tem bom mercado na América do Sul, mas conta com a simpatia de Luxa. A princípio, segue no Flamengo em busca de mostrar em campo que é mesmo tudo que se ouve dele em seu país.

Frauches - Participou de apenas cinco jogos em 2014, todos no Estadual, e não faz parte dos planos. Fla procura clube para emprestá-lo.

Fernando - Mesma situação de Frauches. Tem a favor o fato de ser mais jovem, com 21 anos. Fla pensa em colocá-lo em outro clube para pegar experiência. Entrou em campo duas vezes em 2014.

Volante

caceres flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)Victor Cáceres - Intocável no time de Vanderlei Luxemburgo. Um dos destaques do Flamengo em 2014. Tem mais um ano e meio de contrato. Em 2015, porém, deve desfalcar a equipe com o início das eliminatórias para Copa de 2018.

Hector Canteros - Um dos melhores reforços em 2014, começa 2015 em alta e forma a dupla de volantes gringos de Luxa.

Amaral - Reserva imediato de Cáceres, emagreceu bastante e terminou o ano com certo prestígio com Luxa. Acabou emprestado ao Vitória para que o Flamengo recebesse o meia Arthur Maia.

Luiz Antonio - Melhor em campo na final da Copa do Brasil de 2013, teve um péssimo 2014. Começou o ano colocando o Fla na Justiça, foi acusado de envolvimento com milicianos e foi muito mal em campo. Ainda assim, conta com a simpatia de Luxa e segue no clube.

Márcio Araújo - Reforço sem grife no ano passado, terminou 2014 em alta. Autor do gol do título estadual, fez 47 partidas na temporada e teve o contrato renovado por mais um ano.

Muralha - Não foi bem quando esteve em campo em 2014. De boa técnica, é visto como lento e de pouca pegada para função de volante. Negocia empréstimo com a Chapecoense.

Recife - Com a ida de Amaral para o Vitória, fica como reserva imediato de Cáceres. Em 2014, entretanto, perdeu espaço após ser utilizado na ausência do paraguaio. Precisa provar que está pronto para jogar no profissional.

Meias

Everton comemora gol do Flamengo contra o Coritiba (Foto: Getty Images)Everton - Grande nome do Flamengo em 2014. Demonstrou uma regularidade impressionante e deu conta do recado sempre que necessário. Começa 2015 como titular absoluto.

Lucas Mugni - O Flamengo não irá se opor caso seja necessário utilizá-lo em uma boa oportunidade de negócio. A tendência, porém, é de que permaneça no clube. Vanderlei Luxemburgo gosta muito de seu futebol e tem consigo o desejo de fazer com que o argentino, enfim, desabroche na Gávea.

Igor Sartori - Conta com a simpatia da comissão técnica, mas o desejo do clube é emprestá-lo para pegar experiência. É visto como bom nome para o futuro.

Mattheus - Vive situação diferente de Igor Sartori. Marcado pela participação na eliminação na Copa do Brasil, não faz parte dos planos e seguirá a carreira em outro clube.


Atacantes

Eduardo da Silva, treino Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)Alecsandro - É o principal centroavante do elenco no momento. Ficou fora da reta final de 2014 por conta de uma lesão grave na cabeça, mas deve iniciar 2015 como titular.

Eduardo da Silva - Muito importante na campanha da fuga da zona da confusão. Poderá fazer a pré-temporada completa e a esperança é que demonstre uma condição física melhor em 2015. Tecnicamente, é um dos melhores do elenco.

Elton - Tem contrato até o fim do Estadual e precisa provar que tem condição de permanecer no clube. Marcou dois gols na reta final do Brasileirão, mas será necessário mostrar mais.

Arthur - Depois de doze jogos e nenhum gol, foi devolvido ao Londrina.

Gabriel - Teve um 2014 de afirmação e começa a temporada em alta. É uma das melhores opções ofensivas do Flamengo para 2015.

Nixon - Foi muito bem no fim do ano e se valorizou. Renovou o contrato por quatro temporadas e conta com a confiança de Luxa.

Paulinho - Fora de boa parte da temporada por conta de uma cirurgia no joelho, está em fase final de recuperação e terá forte concorrência. Além da contratação de Marcelo Cirino, Everton, Gabriel e Nixon foram muito bem em 2014 e têm as mesmas características.

Negueba - O garoto da alegria das pernas não convenceu nem mesmo Vanderlei Luxemburgo, responsável por sua chega ao time profissional, e está fora dos planos. Também negocia com a Chapecoense. 


quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Flamengo vira o ano de olho em reforços de peso



A torcida do Flamengo entra o ano de 2015 sonhando com um começo de temporada um pouco mais animador. A negociação por Marcelo Cirino ainda não foi confirmada oficialmente, mas o clube espera anunciar a contratação do atacante, destaque do Atlético-PR nas últimas duas temporadas, até o início dos treinos, segunda-feira. Outro jogador que está na mira rubro-negra é o meia Jadson, do Corinthians, que joga em uma posição carente no elenco do Flamengo.

O volante Lucas Lima, do Santos, que tem 80% dos direitos federativos ligados ao fundo de investimento Doyen, é outro possível reforço. O grupo Doyen é o mesmo que negocia a transferência de Marcelo Cirino para o Mengão.

Por ora, o clube da Gávea só tem um reforço confirmado, o meia Arthur Maia, do América-RN, embora outros três jogadores já tenham acertado a transferência para o rubro-negro: o lateral-esquerdo Thallyson, ex-Asa de Arapiraca, o lateral-direito Pará e o zagueiro Bressan, ambos do Grêmio.

O Flamengo também já acertou renovações de contrato com jogadores do atual elenco, como o atacante Nixon, o zagueiro Marcelo, o lateral-esquerdo Anderson Pico e o volante Márcio Araújo. O lateral-direito Léo Moura já acertou a permanência até o fim do Carioca de 2015, mas ainda não assinou o novo contrato. Outros jogadores foram dispensados, como o lateral-esquerdo João Paulo e o cabeça-de-área Amaral, emprestado ao Vitória.

Léo Moura: acertado, mas não garantido



O assunto que parecia resolvido, agora volta a ter contornos de incerteza. Quando se reapresentar ao Flamengo, na próxima semana, o lateral Léo Moura será chamado para uma reunião com a diretoria.Inicialmente, o encontro seria para a assinatura do novo contrato, até o fim do Estadual. Mas a situação mudou. Uma publicação do jogador na internet, com o título “O ingrato”, dias após acertar a renovação, irritou dirigentes, que vão pedir explicações. A permanência passou a correr riscos.

Numa rede social, Léo Moura publicou um texto intitulado “O ingrato”. Nele, define o personagem como aquele que “recebe, recebe, recebe até que um dia resolve dar. Dar um tapa na cara de quem o amou”.  Dirigentes entenderam o texto como uma crítica velada e fora de hora ao clube, embora não haja referência explícita ao Flamengo. Pouco antes da renovação, a irmã do jogador já se manifestara de forma crítica ao Flamengo, também por redes sociais.

Feliz Ano Novo


Exclusivo! Presidente do Flamengo faz balanço de 2014: 'Saldo positivo'



Eduardo Bandeira - Flamengo (Foto: Paulo Sergio/LANCE!Press)Vejo o balanço do ano de 2014 como bastante positivo para o Flamengo. Nos esportes, apesar de o futebol não ter tido um bom desempenho na Libertadores e no Campeonato Brasileiro, nossa equipe conquistou a Taça Guanabara, o Campeonato Carioca  e chegou nas semifinais da Copa do Brasil. O basquete rubro-negro é um exemplo de como a gestão em moldes profissionais pode ser benéfica ao esporte. O Fla-Basquete em 2014 teve uma temporada perfeita, conquistando todos os campeonatos que disputamos, culminando no inédito título mundial.

Ao contrário do que maldosamente foi divulgado, os esportes olímpicos no Flamengo não acabaram. Pelo contrário, graças aos projetos incentivados, aos quais agora o Flamengo está plenamente capacitado para captar, foi possível fazer uma série de investimentos nos esportes olímpicos e no remo, cujos resultados já começam a aparecer.

Na área administrativa, consolidamos nossa posição de clube-cidadão, cumprindo os compromissos, sendo transparentes nas finanças e readquirindo confiança e credibilidade no mercado. Comisso, conseguimos abater parcela significativa dos nosso débitos e obtivemos melhores taxas de juros, adequando o perfil da nossa dívida à capacidade de pagamento.

Além disto, com a expressiva melhora da imagem administrativa, conseguimos novas parcerias que colocaram o Flamengo como o clube de maior receita do futebol brasileiro (excetuando-se a venda de jogadores). Não sem sacrifício conseguimos manter nossas Certidões Negativas de Débito, que nos permitiram captar recursos muito importantes para o esporte olímpico e são também um atestado da correção com que o Flamengo vem lidando com seus credores.

Por tudo o que  foi realizado em 2013 e 2014, temos certeza que preparamos uma sólida plataforma para que o Flamengo avance ainda mais em 2015, dentro do planejamento e dos rígidos princípios éticos que adotamos.

Como sempre falamos,  nosso projeto é colocar o Flamengo entre os clubes mais importantes do mundo e entendemos que essa condição exige uma administração financeira responsável. Não pretendemos nos desviar dessa meta e estamos preparando o clube para que ela seja alcançada o mais brevemente possível.

Temos consciência de que ainda estamos longe da posição que o Flamengo merece e que nosso torcedor exige, mas enquanto tivermos o apoio da torcida e dos associados continuaremos a trabalhar com a mesma seriedade e com o mesmo entusiasmo que tivemos em 2013 e 2014.

O caminho é longo, os obstáculos são muitos, mas a meta é grandiosa. E ser rubro-negro é pensar grande, é pensar sempre na liderança, é pensar em Vencer, Vencer, Vencer.

Em 2015 trabalharemos ainda mais para conquistarmos este objetivo.

*Eduardo Bandeira de Mello escreveu a coluna exclusiva em convite do LANCE!Net. Texto especial do presidente do Flamengo também foi publicado na edição de fim de ano do Diário LANCE! Rio de Janeiro, que fica nas bancas nesta quarta-feira e quinta-feira.



Por elenco enxuto, Flamengo negocia empréstimos de pratas da casa

Montagem Jogadores Flamengo - Thomás, Welinton, Negueba, Muralha e Rodolfo  (Foto: Editoria de arte) 
Thomás, Welinton, Negueba, Muralha e Rodolfo. Saiba o destino do quinteto (Foto: Editoria de arte)

Enxugar o elenco e dar rodagem para seus patrimônios. O Flamengo tem trabalhado para colocar suas pratas da casa sem espaço no elenco para 2015 em outros clubes. Das revelações, somente Samir, Luiz Antonio e Nixon, além dos goleiros César, Daniel e João Paulo, devem permanecer. Nomes como Thomás, Negueba, Muralha, Rodolfo e Welinton já têm negociações em curso, e a expectativa é de que tenham os destinos selados em breve.

Retornando de empréstimos, Thomás e Welinton devem seguir em Ponte Preta e Coritiba, respectivamente. O meia-atacante é quem tem a situação mais adiantada, enquanto o Coxa já demonstrou interesse em manter o zagueiro. Outro rubro-negro que está na mira do time do Couto Pereira é Rodolfo, e as conversas também já estão em curso.

Há grandes chances de o Sul do país também ser o destino de Negueba e Muralha. A dupla foi oferecida à Chapecoense, e a negociação está em andamento. Mesmo responsável por levar o atacante de "alegria nas pernas" para o profissional, Luxa pouco o utilizou nesta passagem pelo Fla: apenas em três partidas.

Outros jovens têm futuro indefinido: Rafinha, Mattheus, Fernando, Frauches e Igor Sartori. O quinteto, no entanto, não faz parte dos planos, e o Flamengo busca alternativas para emprestá-los. O mesmo serve para Renato Santos, que voltou do empréstimo ao América-MG e já foi informado de que não participará da pré-temporada.

O elenco do Flamengo se reapresenta na próxima segunda-feira, no Ninho do Urubu, quando segue para período de treinamentos em Atibaia. Muitas caras novas são esperadas: o meia Arthur Maia, o lateral-esquerdo Thallyson, o lateral-direito Pará, o zagueiro Bressan e o atacante Marcelo Cirino. Antes da estreia no Carioca, dia 1º de fevereiro, diante do Macaé, o Rubro-Negro realiza amistosos contra o Shakhtar Donetsk, dia 17, em Brasília; Vasco, dia 21, e São Paulo, dia 25, ambos em Manaus.