sábado, 7 de fevereiro de 2015

Luxa enaltece Resende, aprova resultado e brinca com gols de Pico

Luxemburgo, Flamengo x Resende (Foto: Pedro Martins / Agência Estado)Vanderlei Luxemburgo gostou do resultado conquistado pelo Flamengo na noite deste sábado, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Apesar das dificuldades impostas pelo Resende, o Rubro-Negro bateu o adversário por 2 a 1 e conquistou a segunda vitória em três jogos pelo Campeonato Carioca. O treinador fez questão de enaltecer a postura do time comandado por Edson Souza. 

 - Foi um jogo muito duro e difícil. Jogamos contra uma equipe muito bem treinada mesmo. O Edson está de parabéns, pois o time sabe o que quer fazer dentro de campo. Buscou velocidade, marcou adiantado, tirou nossa saída de bola, tentou abafar e sair. Foi um resultado importante, pelo controle nosso, e contra uma equipe muito bem trabalhada. Uma coisa que tem no futebol hoje, que tento colocar na nossa equipe, eles têm: velocidade.

Bem-humorado, Luxemburgo até brincou com Anderson Pico, que marcou um gol a favor e um gol contra na partida, ambos com a perna direita.

- O resultado foi bom. O Anderson botou um balde de leite bonito, de repente chutou um... (risos). Mas ele jogou muito bem. Achei que a equipe teve uma postura séria contra um time bem treinado. Se não tivéssemos uma postura séria, com certeza poderíamos ter saído de campo hoje com um resultado ruim.

Destaque nas primeiras partidas do Flamengo no ano, o meia Arthur Maia sentiu a marcação em cima do Resende e esteve sumido durante o jogo. Mesmo assim, foi aplaudido pela torcida ao ser substituído por Alecsandro. O treinador rubro-negro tratou a situação com normalidade.

- Isso é uma coisa que a gente vai trabalhar. Falei: 'Arthur, leva o cara para o lado do campo, para cima dos zagueiros'. Quando tem marcação homem a homem, nosso jogadores têm que pegar a bola e jogar em cima deles para tentar um drible ou uma falta, uma situação qualquer. Ou ele sai do meio para a lateral e abre espaço para outros jogadores que vêm de trás, o Canteros e o Márcio Araújo. Mas isso é uma coisa que vai acontecer. É a primeira vez que ele pega uma marcação assim jogando no Flamengo. Encontrou dificuldade. A gente vai fazer com que ele possa crescer em cima disso.

Luxa prometeu fazer mudanças no time já na próxima partida, na quarta-feira, contra a Cabofriense, no Maracanã. Segundo ele, para dar ritmo a outros jogadores.

 Veja o que mais o técnico falou na coletiva pós-jogo, por tópicos:


Luxemburgo, Flamengo (Foto: Ivan Raupp)Cara do Flamengo

- Esse negócio de cara... O futebol tem que ser jogado por 45 minutos, aí você vai analisar o que aconteceu, e depois tem mais 45 minutos. O técnico tem que funcionar, os jogadores têm que funcionar, você percebe alguma coisa. É muito complicado conseguir passar tudo, e num time que está buscando uma formação diferente. Então, não tem muita cara, é futebol. O jogo tem 90 minutos. É difícil você manter a intensidade, e nós jogamos contra um adversário que estava trazendo um prejuízo para nós. A gente não conseguiu fugir. No segundo tempo dei uma corrigida em algumas situações, aí a gente fez algumas mudanças, que foram importantes. Às vezes você mexe, mas nada acontece. Hoje fiz duas linhas de quatro. Coloquei o Marcelo junto do Alecsandro mais enfiado. Falei para o Marcelo puxar a jogada para a direita quando o lateral passasse, O Everton acompanharia e ele sairia por ali. Foi bom, um resultado duro, mas importante.

O que está faltando?
- É duro, né? A gente está começando o trabalho, a temporada. A tendência é a evolução o tempo todo, crescimento, busca de entrosamento. No próximo jogo provavelmente eu já tenha o Gabriel e o Eduardo, são mais duas opções de mudança. Mais para frente o Paulinho. Em mais uma semana pode ser que o Léo Moura possa estar dentro do grupo. É importante ter alternativas. Acho que estamos no caminho certo. Essa coisa de "o que está faltando" é muito precoce, mas entendo os questionamentos. É um processo crescente o tempo todo, e vamos analisando. Falta uma série de detalhes para a nossa equipe. Como esse do Arthur Maia, que sentiu a marcação mais próxima e não conseguiu fugir dela. Tudo são detalhes, e vamos avançar.

Mudanças na equipe
- Estamos trabalhando duro, fazendo mais trabalho físico, mesmo com eles jogando. Estamos avançando fisicamente. Dá uma base muito boa. É um terceiro jogo oficial. Nesta semana, para quarta-feira, sem menosprezar ninguém, a ideia é fazer algumas mudanças na equipe. Vamos botar outros jogadores para adquirir ritmo, para a gente poder analisar.

Dificuldades do Fla no jogo
- Foi o adversário, que estava jogando muito bem (risos). O adversário às vezes nos complica. A equipe não conseguiu fazer o gol, mas produziu. Esquece que é um pequeno contra um grande. Se o pequeno estiver bem treinado, bem posicionado, o jogo é duro.

Gol e gol contra de Pico no mesmo jogo
- Já vi diversas vezes, a gente está nesse negócio há algum tempo. Acontece. A bola nossa não pode chegar do lado toda hora e morrer na área. Isso é perigoso, escorrega em alguém, campo molhado... O cara pega de orelha na bola, que nem pegou o Pico... Então, tem que ter o abafa, tem que estar atento à segunda bola. Com a defesa desorganizada, a segunda bola é perigosa.

Autor de um gol a favor e outro contra, Anderson Pico avalia: "Infelicidade"

O lateral-esquerdo Anderson Pico viveu uma noite inusitada em Volta Redonda, no Raulino de Oliveira, onde o Flamengo venceu o Resende por 2 a 1. O jogador abriu o placar quando o time tinha dificuldades para furar o bloqueio do adversário mas, depois, quando a vantagem já era de 2 a 0 após o pênalti cobrado por Alecsandro, ele quase complicou de novo a vida dos rubro-negros. Ao tentar cortar uma área na bola, furou e desviou somente o suficiente para mandar para a rede.

- É engraçado. Fiz um gol e depois tive infelicidade de fazer contra, na hora de cortar. O mais importante foi a vitória, estamos crescendo e vamos em busca do título.

O jogador afirmou que nunca havia passado por uma situação similar:

- Primeira vez, se não me engano. Mas tranquilo, uma infelicidade, fui rebater, espirrou e saiu o gol contra. Fiz a favor e contra, agora é recuperar porque quarta temos mais um jogo importante e vamos buscar a vitória.

flamengo x resende Anderson pico (Foto: Pedro Martins / Agência Estado) 
Anderson Pico foi herói e vilão na partida em Volta Redonda (Foto: Pedro Martins / Agência Estado)

Pico confessou que ainda tem quilos a perder para chegar à forma física ideal:

- Consegui fazer uma boa pré-temporada, mas ainda falta peso a perder, uns 2,5 kg a perder. Estou tendo acompanhamento muito bom e aguento os 90 minutos.

Quem saiu de campo reclamando foi o atacante Marcelo Cirino. Afirmou que os adversários "bateram o tempo todo".

- Foi uma pancada muito forte que o jogador deles deu sem bola. Bateram o tempo todo. Tomei um chute dentro da área que o juiz disse que não viu. Graças a Deus não aconteceu nada e vou poder estar em campo na próxima rodada.

Os gols de Flamengo 2 x 1 Resende


Flamengo 2 x 1 Resende



Ficha técnica

Gols:   Anderson Pico, Alecsandro(Fla)Anderson Pico(Res)

Cartão amarelo: Geovane Maranhão, Marcel(Res), Wallace(Fla)

Público pagante: 5.700
Público presente: 7.075
Renda: R$ 137.975,00

Local: Volta Redonda
Data: 07/02/2015
Hora: 19h30 (de Brasília)

Transmissão:  O Premiere, PFC HD e PFCI transmitem a partida com exclusividade.

Flamengo: César, Pará, Wallace, Samir e Anderson Pico; Márcio Araújo, Canteros(Cáceres) e Arthur Maia(Alecsandro); Everton, Nixon(Luiz Antonio ) e Marcelo Cirino.
Técnico:Vanderlei Luxemburgo

Resende:Arthur, Cássio, Admilton(Marcelo), Lucas e Uallace; Iuri, Léo Silva, Jeferson Silva(Willian Vitorino) e Marcel; Geovane Maranhão e Jhulliam( Márcio Carioca) .
Técnico: Edson Souza

Árbitro: Grazianni Maciel Rocha
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha.

Flamengo responde LNB e diz que entidade foi ofensiva e também omissa

O imbróglio entre Flamengo e Liga Nacional de Basquete está longe de acabar. Se na quinta-feira a entidade emitiu nota oficial dizendo que não tem qualquer perseguição ao clube, mas que o vice-presidente de esportes olímpicos do rubro-negro, Alexandre Póvia, falta com a veracidade dos fatos, neste sábado foi a vez dos cariocas responderem à entidade. A polêmica ainda é acerca do jogo entre Flamengo e Pinheiros, marcado para o dia 25 de novembro do ano passado pelo NBB 7 e adiado após a interdição do ginásio do Tijuca pelo Ministério Público. O time da Gávea foi responsabilizado, perdeu os pontos do jogo que não aconteceu e ainda foi multado.

Flamengo x Franca ginásio Tijuca Tênis Clube (Foto: Danielle Rocha) 
Jogo entre Flamengo e Pinheiros acabou adiado no ano passado (Foto: Danielle Rocha)

No vai e vem de farpas, desta vez foi o Flamengo quem contra-atacou. Em nota oficial divulgada neste sábado e assinada pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello, o rubro-negro diz que a Liga Nacional de Basquete é astuta ao querer dividir a diretoria, opinião pública e torcida ao centrar suas críticas em cima de Alexandre Póvoa. Diz ainda que posição da entidade foi grosseira e ofensiva. Além disso, garante que a Liga Nacional de Basquete omite sua responsabilidade quanto aos mandos de quadra dos clubes e que não exige os laudos de todos os ginásios, o que seria uma afronta ao Estatuto do Torcedor.

- Nos causa estranheza que a Liga Nacional de Basquete considere equânime denunciar um filiado e não denunciar o outro. Vale lembrar que no dia 6 de novembro de 2014, a partida entre Bauru e Basquete Cearense, válida pelo NBB7, teve que ser suspensa e realizada no dia seguinte, devido aos sérios problemas de goteiras no ginásio "Panela de Pressão" - diz a nota.

Leia a nota do Flamengo na íntegra:

O Clube de Regatas do Flamengo vem a público responder à nota publicada pela Liga Nacional de Basquete com críticas que julgamos injustificadas, fora de proporção e de lamentável falta de educação em relação às decisões tomadas em conjunto pelo Conselho Gestor e pela Vice-Presidência de Esportes Olímpicos do C.R. Flamengo.

O C.R. Flamengo considera que a referida nota é ofensiva ao clube e especialmente grosseira com o nosso vice-presidente de Esportes Olímpicos, Alexandre Póvoa, que em suas notas apenas espelha a opinião fartamente discutida no Conselho Diretor do C.R. Flamengo, tendo total autonomia para exprimi-la. Tanto que assina as duas comunicações oficiais do clube relacionadas às punições impostas ao Flamengo pela não realização do jogo contra o Pinheiros, sempre escritas com as críticas pertinentes e de forma equilibrada, inclusive reconhecendo a importância da Liga Nacional de Basquete para a transformação do esporte. Postura completamente diferente da LNB, que publicou nota em seu site oficial estranhamente de forma apócrifa.

Parece que, ao adotar a tática de centrar de forma intencional as críticas a uma pessoa, a LNB acha que terá sucesso em seu objetivo de dividir a diretoria, a torcida do Flamengo e confundir a opinião pública. Não vai conseguir esse intento.

A nota da Liga Nacional de Basquete, de forma astuta, conta uma longa história sobre a responsabilidade do Flamengo nos fatos, mas simplesmente omite a informação de que foi a própria entidade que marcou diversos jogos para um ginásio que não possuía as devidas autorizações para realiza-los. Percebe-se, claramente, que a Liga Nacional de Basquete tenta se eximir da responsabilidade básica de requerer os laudos de todos os ginásios antes de começar o campeonato, o que afronta o Estatuto do Torcedor.

As solicitações feitas pelo C.R. Flamengo ao Conselho de Administração da Liga em relação ao assunto sequer foram colocadas em pauta. Em seguida, a LNB se negou a fornecer informações solicitadas pelo C.R. Flamengo, fundador, membro do Conselho de Administração e participante da Liga, sob a inaceitável alegação de que "não é estatutariamente obrigada a fazê-lo".

Aliás, não é somente ao nosso clube que a LNB deve resposta à seguinte pergunta: afinal, os ginásios onde são disputadas partidas da NBB, com a presença de milhares de pessoas, possuem ou não os laudos liberatórios? Há duas opções simples de resposta: Sim ou não. Qual a dificuldade em responder e alimentar o STJD com essa informação?

Através de sua nota, a LNB tenta mais uma vez ocultar a sua omissão e o tratamento desigual dispensado aos diversos clubes. Basta citar o artigo do CBJD no qual o Flamengo foi denunciado e enquadrado no julgamento no STJD - Artigo 211 :  "Deixar de manter o local que tenha indicado para realização do evento com infraestrutura necessária a assegurar plena garantia e segurança para sua realização." Além disso, no próprio regulamento da Liga (que foi base da denúncia ao Flamengo) consta: Artigo  5.1. – y. "A quadra de jogo deverá estar liberada, limpa, em bom estado de uso e organizada no mínimo 60 minutos antes do horário previsto para a partida. Nos jogos com transmissão de TV ou WEB, esse prazo passa a ser de 120 minutos antes do início da partida."

A partir desses dois artigos claríssimos em sua redação, nos causa estranheza que a Liga Nacional de Basquete considere equânime denunciar um filiado e não denunciar o outro. Vale lembrar que no dia 6 de novembro de 2014, a partida entre Bauru e Basquete Cearense, válida pelo NBB7, teve que ser suspensa e realizada no dia seguinte, devido aos sérios problemas de goteiras no ginásio "Panela de Pressão".

Aliás, é muito curiosa a posição da LNB em defender com tanta ênfase que o STJD trate os clubes como iguais, quando a própria entidade não o faz na hora de fazer suas denúncias.

O C.R. Flamengo reafirma que o clube recebeu a maior pena da história da LNB e desafia a entidade a mostrar quando um clube teve uma punição maior que um W.O. em alguma de suas edições.

O C.R. Flamengo reforça que considera a penalidade aplicada desproporcional na questão do cancelamento do jogo do Pinheiros (sobretudo para um réu primário e com enormes serviços prestados ao basquete  brasileiro – o que, em qualquer tribunal do mundo, diferentemente da presunção demagoga LNB sobre tratar igualmente os clubes – é um atenuante).

O C.R. Flamengo lamenta profundamente o estranho conceito da LNB no que se refere à "falta de competência", atribuída ao nosso vice-presidente. Sobretudo pelo fato de termos conquistado absolutamente tudo nos últimos dois anos – o C.R Flamengo é Deca campeão Carioca, Campeão da LDB, Bicampeão da NBB, Campeão da Liga das Américas e Campeão do Mundo. Sem mencionar que fomos a primeira equipe da América Latina a ser convidada para jogar a pré-temporada da NBA.

O C.R. Flamengo, além de fundador, sabe exatamente o seu papel no expressivo crescimento da Liga Nacional Basquete, que está transformando o esporte no Brasil. Aliás, temos total consciência da força e da importância de nossos 40 milhões de torcedores para a consolidação dessa mudança. Mas, dentro do mais puro espírito democrático, não abre mão do seu direito de criticar quaisquer decisões sempre que se julgar prejudicado.

Continuamos esperando que o bom senso prevaleça e que partidas e competições de basquete sejam decididas dentro da quadra, sem nenhum tipo de interferência externa.

Eduardo Bandeira de Mello

Luxa aguarda retorno de Paulinho: "Ele se encaixa no perfil da equipe"

No novo esquema ofensivo implementado por Vanderlei Luxemburgo no Flamengo, os jogadores de velocidade ganharam mais destaque. Everton e Nixon são atualmente os titulares nas pontas, com Marcelo Cirino mais centralizado, porém com muita movimentação na frente. Gabriel começou o ano entre os 11, mas perdeu a vaga por precisar fazer um trabalho à parte de reforço muscular e deve voltar à ativa na semana que vem. E o Rubro-Negro tem ainda mais uma boa opção para ocupar esse espaço pelos lados: Paulinho. O camisa 26 é muito querido por Luxa, principalmente por conta de sua função tática.

- É um jogador importante, gosto muito dele. Ele se encaixa no perfil da equipe hoje. Tanto conseguir vir atrás para ajudar na marcação como chega agudo na frente - disse o técnico.

Paulinho Treino Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)Paulinho com a bola no treino do Flamengo nessa sexta-feira (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Paulinho sofreu uma lesão no ligamento cruzado anterior do joelho direito na vitória por 3 a 0 sobre o Coritiba, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, em 3 de setembro de 2014. Quase cinco meses após passar por cirurgia no local, ele apresenta grande evolução nos treinos, apesar de ainda mancar um pouco. O atacante tem mostrado desenvoltura na movimentação, nos trabalhos de toque de bola e nas finalizações, mas a ideia é não apressar qualquer etapa da recuperação, que já está em fase final. A ideia é que ele esteja de volta aos jogos em março.

- Não vamos antecipar. Ele está dentro de um processo de acompanhamento do departamento médico e está liberado para preparação física e parte técnica, que é a transição para o jogo. Mas ele ainda sente, está mancando. Tenho conversado muito com os médicos. Eles disseram que ele treina mancando porque está fazendo os movimentos, e isso vai acabar. Acredito que, com calma, vai estar liberado na primeira ou segunda quinzena de março para poder participar.

O Flamengo enfrenta o Resende neste sábado, às 19h30 (de Brasília), no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela terceira rodada da Taça Guanabara. O Rubro-Negro tem quatro pontos na competição e está atrás de Fluminense e vasco, que têm seis.


Cirino foge de polêmica sobre base, mas dá razão às críticas de Luxa


A goleada do Flamengo sobre o Barra Mansa, por 4 a 0, pela segunda rodada do Campeonato Carioca, deu vida a um tema que promete ser bastante presente nas coletivas do técnico Vanderlei Luxemburgo. Em uma das perguntas sobre o atacante Marcelo Cirino, que fez dois gols na vitória, o treinador rubro-negro se queixou que as categorias de base do futebol brasileiro possuem muitos "teóricos" e poucos ex-jogadores para ensinar detalhes como chute e domínio.

Atacante de movimentação pelos lados no Atlético-PR, seu ex-clube, Cirino não foi escolhido para ser centroavante apenas no esquema tático do Fla. Neste tema, o jogador também aparece como pivô. Embora evite fazer uma análise mais profunda sobre os ensinamentos passados na base do futebol brasileiro, Marcelo Cirino ponderou que um profissional que possui o currículo de Luxemburgo tem razão quando fala sobre o tema.

- O Luxemburgo, melhor do que ninguém, pode falar sobre isso. Com o currículo que o Luxa tem, ninguém pode discutir com ele. Então, se ele está falando isso é porque tem toda a razão - disse o artilheiro do Fla no Carioca, com dois gols, mas que ainda passa por um processo de adaptação à função de responsável pelas finalizações de jogadas.

Marcelo Cirino, Flamengo x Shaktar (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Marcelo Cirino cumprimento Luxemburgo durante amistoso contra o Shakhtar (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
Também na coletiva de imprensa após o jogo com o Barra Mansa, no Maracanã, Luxa afirmou que Cirino "finaliza mal, mas está trabalhando". O tom do treinador foi de quem coloca sua credibilidade em jogo acreditando na evolução do atleta.

De forma mais rigorosa, o trabalho feito nas categorias de base do futebol brasileiro foi criticado após a eliminação do Brasil na Copa do Mundo de 2014, com uma goleada por 7 a 1 para a Alemanha. Marcelo Cirino não concordou com as avaliações que foram feitas, mas também não quis entrar em conflito sobre o assunto e preferiu deixar que os próprios analistas digam o que é preciso para melhorar. 

- No meu ponto de vista, não tem como eu dizer isso (que o trabalho como um todo na base do futebol brasileiro é deficiente). Mas deixo para essas pessoas que estão falando fazerem a análise e ver o que o Brasil precisa - disse. 

Neste sábado, o atacante tem mais uma oportunidade para demonstrar evolução na nova função de centroavante e que os trabalhos de finalização que vem fazendo nos treinos são bem-sucedidos. O Flamengo encara o Resende, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, às 19h30, pela terceira rodada do Campeonato Carioca.

Rapidinhas da coisa maldita, vasco sanitário, janeiro/2015

23 -  vasco sanitário pode perder o galinheiro de  São Januário
A suspensão temporária da confissão de dívida ao ex-advogado do vasco Marcello Macedo, concedida pela juíza Rosa Maria Cirigliano Maneschy, da 47 Vara Cível do TJ-RJ, livra o clube da obrigação de destinar R$ 3,2 milhões das cotas de TV para este débito. Entretanto, o acordo pode ser um risco para o clube, já que o galinheiro de São Januário foi dado como garantia.


22 - vasco sanitário  deposita salário de novembro
Diretoria cruz-maltina quita vencimentos e evita que o terceiro mês seja completado. Agora, falta pagar   dezembro, além das duas partes do 13º.

21 - He-Man recusa vasco sanitário
Rafael Moura, o He-Man, sem espaço no Inter após a chegada de Nilmar no ano passado, o atacante foi sondado pelo vasco sanitário, mas recusou o interesse e preferiu seguir no Colorado.

20 -  vasco sanitário perde na justiça e terá que pagar atrasados para Abedi
Mais uma dívida acabou de ser sacramentada para o vasco sanitário em 2015. O meia Abedi, que passou pelo clube entre 2005 e 2007(eurico presidente), entrou na justiça contra o time do galinheiro de São Januário, e o julgamento do gabinete do desembargador Marcelo Antero de Carvalho, publicado no Diário Oficial, concluiu que o jogador vai receber salários, 13º, férias e FGTS atrasados pelo vasco.

19 - A coisa maldita,  vasco sanitário venceu a primeira em 2015
Romarinho perde pênalti, mas vasco vence jogo contra São Cristóvão time da Série B do carioca. kkkkkkkk

18- Com público tímido, são-paulinos são maioria em duelo com o vasco sanitário  no AM:  8.929 presentes.

17 - A coisa maldita, vasco sanitário, fez o terno em janeiro 2015
Perdeu para: Volta Redonda 1 x 0 , Flamengo 1 x 0 e São Paulo 2 x 1

16 - BICHADO: exame aponta entorse no joelho, e Guiñazu deve passar por artroscopia 
Argentino sofre leve lesão no menisco diante do Flamengo e vai desfalcar o vasco sanitário  no início da temporada.

15 -Sem ceder, Ponte mantém posição e não libera Bruno Silva para o vasco sanitário 
Apesar da tentativa do empresário do volante de levá-lo para o galinheiro  São Januário, diretoria da Macaca volta a recusar proposta de empréstimo: "Estão irredutíveis", diz agente

14 - Flamengo mantém invencibilidade, agora  de nove jogos
Sem perder para a coisa maldita, vasco sanitário há nove partidas (cinco vitórias e quatro empates)

13-  Flamengo vence a coisa maldita, 1 x 0. O vasco sanitário  é muito merda, nem vice esses desgraçados conseguem  ser!

12 - Ponte Preta recusa proposta e Bruno Silva não vem mais para o vasco.
- Não vamos deixar nosso jogador passar fome e sede no Rio(vasco).

11 -   Paulo André(Bom Senso F. C.), afirmou que quando atuou no vasco em 2002, conviveu com ratos e baratas na concentração.  02/12/2013  Folha de S Paulo

10 - Dilma Rousseff veta parcelamento da dívida dos clubes
É o fim do vasco.    Eurico pilantra vai pedir para sair da coisa maldita, vasco sanitário, não pode mais roubar e fugir.

9 -‘O atraso é muito grande’, diz novo vice-presidente de marketing do vasco sanitário
Marco Antônio Monteiro, escolhido por eurico Pilantra para a vice-presidência de marketing, vê o vasco sanitário em grande desvantagem diante de adversários em relação a negócios.
 
8 -  Pé esquerdo:  a coisa maldita, vasco sanitário, perde para o Volta Redonda por 1 a 0,  jogo-treino deste domingo, 18/01

7 -  A Caixa Econômica Federal informou que não vai renovar e nem pagar o pouco que deve ao vasco.

6 - A coisa maldita, vasco sanitário, pagou outubro. Agora só falta pagar, novembro, dezembro, 13º, e semana que vem, janeiro. Já ia me esquecendo, falta encargos sociais e trabalhistas dos últimos 20 anos.

5- Sem pagar rescisões, a coisa maldita, vasco, demite mais de 100 funcionários do clube. Diretoria deve propor acordo coletivo através do Sindeclubes, mas ex-empregados já entraram com ações na Justiça.

4- O melhor jogador do mundo, Falcão disse que jamais trocaria Sorocaba pelo vasco.! Não vou para o Rio passar fome!

3 - A coisa maldita, vasco não disputa Copa Brasil sub-15, pois não tem dinheiro para manter divisões de base.

2 - A coisa maldita, vasco foi eliminada da taça São Paulo de Futebol Junior.

1 - A coisa maldita, vasco foi proibida de disputar o NBB pelo Flamengo.


sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Marcelinho pede desculpas e aceita punição do Flamengo: "Atitude foi errada"

Marcelinho Flamengo Basquete (Foto: Danilo Sardinha/GloboEsporte.com)Marcelinho Machado está fora dos três jogos que o Flamengo faz em São Paulo na próxima semana pelo Novo Basquete Brasil. Após se desentender com o técnico José Neto e sequer ser relacionado para a partida contra o Uberlândia, vencida pelo rubro-negro nesta quinta-feira, o ala-armador, capitão da equipe, foi informado que não encara também Franca, Pinheiros e Palmeiras pelo NBB 7. Um dia após a polêmica, jogador e clube se pronunciaram oficialmente, e Marcelinho garantiu ter aceitado a punição, admitindo seu erro com o treinador da equipe.

Em nota oficial, Marcelinho diz que se excedeu, mas que em momento algum chegou as vias de fato com José Neto. E garantiu que tudo aconteceu no calor da emoção. Capitão do Flamengo, ele diz que deve ser visto como exemplo e não o contrário.

- Gostaria de pedir desculpas aos meus companheiros, comissão técnica e diretoria. Após a partida contra o Minas, me exaltei, me excedi numa discussão com José Neto, treinador da equipe, dentro do vestiário. Ao contrário do que foi noticiado por alguns meios, não me dirigi a ele com palavrões e, menos ainda, houve qualquer tipo de ameaça de agressão. Minha atitude foi errada, no calor da emoção, e por eu ser o capitão, o jogador mais experiente, e por tudo o que já vivi e ainda vivo vestindo a camisa rubro-negra, uma das minhas função é dar exemplo - disse Marcelinho.

Também em nota, o Flamengo confirmou sua ausência em São Paulo e reforçou que o jogador ficará treinando no Rio de Janeiro cumprindo uma agenda estabelecida pela comissão técnica. Marcelinho garante que tudo agora é página virada.

- Tive uma conversa com o José Neto hoje, reconheci meu erro, pedi desculpas a ele e as coisas foram esclarecidas. Fui informado pelo Marcelo Vido que não acompanharei a equipe na viagem em Franca e São Paulo. Errei, recebi a punição e agora isso é página virada - garante o jogador.

Leia na íntegra a nota de Marcelinho:

Marcelinho Machado foi afastado da equipe de basquete do Clube de Regatas do Flamengo. Depois de não atuar contra o Uberlândia (MG), o atleta ficará fora dos próximos três compromissos pelo NBB (Franca, Pinheiros e Palmeiras). O capitão rubro-negro admitiu o seu erro e falou sobre o ocorrido.


"Gostaria de pedir desculpas aos meus companheiros, comissão técnica e diretoria. Após a partida contra o Minas, me exaltei, me excedi numa discussão com José Neto, treinador da equipe, dentro do vestiário. Ao contrário do que foi noticiado por alguns meios, não me dirigi a ele com palavrões e, menos ainda, houve qualquer tipo de ameaça de agressão. Minha atitude foi errada, no calor da emoção, e por eu ser o capitão, o jogador mais experiente, e por tudo o que já vivi e ainda vivo vestindo a camisa rubro-negra, uma das minhas funções é dar exemplo. Tive uma conversa com o José Neto hoje, reconheci meu erro, pedi desculpas a ele e as coisas foram esclarecidas. Fui informado pelo Marcelo Vido que não acompanharei a equipe na viagem em Franca e São Paulo. Errei, recebi a punição e agora isso é página virada."

Leia na íntegra a nota do Flamengo:

O atleta Marcelo Machado, ala-armador da equipe de basquete rubro-negra, por medida disciplinar, foi afastado temporariamente do grupo. O jogador não integrará a delegação que embarca para São Paulo neste sábado (07.02) para as disputas das próximas três partidas do Novo Basquete Brasil (NBB). Nesse período, o atleta cumprirá programação de treinamentos estabelecida pela comissão técnica. 

Time de Futebol Americano do Flamengo inaugura sua escolinha


Quem passar pela praia de Ipanema neste domingo (08.02) e curtir ou quiser saber mais sobre futebol americano terá uma oportunidade imperdível. Das 8h às 10h da manhã, as areias do Posto 9 são palco da Clínica de Lançamento da Flag Football. No evento, os jogadores do Flamengo Futebol Americano (FFA) apresentam o esporte, falando sobre posições, jogadas e fundamentos de um jogo que ganha cada vez mais adeptos no cenário nacional.

O evento será gratuito e aberto ao público. Todos podem se matricular na escolinha, que terá início no dia 23.02. As aulas serão para meninos e meninas, com idade entre 8 e 16 anos.

Rogério Pimentel, um dos atletas da equipe do FFA, tem uma visão muito positiva do que pode propiciar o desenvolvimento dessa escolinha. "Isso não será apenas para formarmos atletas, mas a intenção é ajudar a formarmos cidadãos. Quem sabe alguns desses meninos possam, ainda, jogar conosco no time do Flamengo, não é mesmo!? Além disso, escolinhas como esta, nos ajudam a viabilizar o crescimento do esporte no Brasil. A resposta até agora tem sido muito positiva. Várias pessoas perguntando sobre, buscando informações... Temos tido muitas solicitações", disse Rogério, o 'Big Mike', como é conhecido no time.

O atleta, e agora um dos instrutores da escolinha, aproveitou para falar sobre a participação da equipe do FFA nas aulas para as crianças. "Nosso coordenador ofensivo, o americano Justin Bubar, será o professor, mas, de modo geral, as aulas sempre contarão com nossos atletas fazendo aparições surpresas e ensinando fundamentos. Neste domingo (08.02), inclusive, será realizada ao fim do treino uma partida entre times mistos compostos por alunos e jogadores profissionais. Tenho certeza que tudo isso ajudará muito a desenvolver ainda mais o Futebol Americano no país", concluiu.

Você pode encontrar mais informações sobre Escolinha do FFA no site www.escolaflafa.com.br ou entrando em contato no telefone 2259-4999.
 

Em busca de solidez, Luxa minimiza goleada: "O time está em formação"

A goleada por 4 a 0 sobre o Barra Mansa, pela segunda rodada do Campeonato Carioca, deixou os rubro-negros animados para a sequência da competição. Com gols de Marcelo Cirino (dois), Arthur Maia e Canteros, o Flamengo conquistou sua primeira vitória, após empate por 1 a 1 com o Macaé na estreia. Mas Vanderlei Luxemburgo tratou de colocar um freio nessa empolgação. O treinador afirmou que o time ainda está longe do ideal e previu oscilações num futuro próximo. Por isso, ele desabafou ao já imaginar as críticas que poderá receber.

- O que acontece é que aqui no Brasil se vai do céu ao inferno em 90 minutos e não se vê o projeto de trabalho. Esse time vai oscilar bastante ainda, vai jogar bem e jogar mal, até você criar uma característica firme e sólida para encorpá-lo. Não é por causa do resultado contra o Barra Mansa que encontramos a melhor equipe. Estamos em formação e vamos ter dificuldades. O Cirino não passou a ser melhor ou pior por que fez dois gols. Ele tem muito o que trabalhar, o Arthur também, todos têm, para que a gente possa crescer. O time não está pronto, está em formação - declarou.

Marcelo Cirino, gol Flamengo x Barra Mansa (Foto: André Durão / Globoesporte.com) 
Marcelo Cirino comemora gol com Everton e Nixon, companheiros de ataque (Foto: André Durão / Globoesporte.com)

Luxemburgo promoveu a entrada de Márcio Araújo no lugar de Cáceres na última partida e manteve todos os titulares para o duelo contra o Resende, que ocorre neste sábado. A mudança, segundo o comandante, foi um prêmio para a capacidade de adaptação do camisa 8.

- O Márcio vinha merecendo. Ano passado ele jogava pelo lado direito do campo. Neste ano mudei a característica da equipe, mais solta, e ele vem entrando bem em todos os jogos. O Cáceres joga como primeiro volante, não como segundo, e faz até mesmo um terceiro zagueiro. Vou precisar dele em alguns jogos.

Sobre Marcelo Cirino, que enfim desencantou e logo com dois gols, Luxemburgo afirmou que as pessoas muitas vezes se atrapalham na hora de definir a função do jogador. No esquema atual do Flamengo, Cirino é um atacante que se movimenta bem, e não um centroavante fixo.

- Não me assusta essa discussão. Tem que saber o que é centroavante e o que é atacante. Confundem qualquer um que joga no ataque com centroavante. O centroavante de ofício é mais preso, Serginho Chulapa, Dario. E atacante é como Ronaldo, Romário, o próprio Cirino, que saem bastante. Existe uma discussão, mas está dentro do nosso contexto de futebol, não vai mudar. Tenho que fazer aquilo que tem que ser feito e tentar melhorar o atleta. Não estou preocupado com a figura do centroavante. Até porque a Copa do Mundo foi ganha por um time sem centroavante (Alemanha). O Brasil de 70 não tinha um centroavante.

O próximo desafio do Flamengo será o Resende, às 19h30 (de Brasília) deste sábado, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela terceira rodada do campeonato estadual. O Rubro-Negro está em terceiro lugar, com quatro pontos, atrás de Fluminense e Vasco, com seis. Luxa não espera um gramado da melhor qualidade para a partida. Ao mesmo tempo, entende a mística que envolve o Carioca.

- Lá em Volta Redonda o gramado era bom, agora parece que está ruim. Em Macaé o gramado é bom, deu para jogar bem. Tem que jogar, os jogos no interior aqui são complicados. Não tem estádios que recebam bem as equipes. Alguns são acanhados. Mas é o campeonato estadual, com toda a sua essência, aquela coisa antiga. Mandamos filmar o Resende para não chegar sem conhecimento do adversário. Já estão com todo o material para nos passar, para eu poder preparar a equipe.


Sábado tem Mengão na TV



Sábado, 7

Campeonato Carioca             

19h30 Resende x Flamengo

 
Transmissão: Premiere, PFC HD e PFCI (com Luiz Carlos Júnior e Edinho)



Luxa pede apuração do caso Macaé: "Tem que responsabilizar o culpado"

A polêmica em que o Flamengo se envolveu em sua estreia no Campeonato Carioca, no empate em 1 a 1 com o Macaé, segue gerando desdobramentos. Cerca de cem torcedores rubro-negros entraram sem permissão num dos vestiários do Moacyrzão e confrontaram jogadores da equipe adversária. O goleiro Ricardo Berna foi ferido no queixo ao ser agredido com uma lata de cerveja. Treinador rubro-negro, Vanderlei Luxemburgo pediu para que o caso seja devidamente apurado. Para ele, o responsável precisa ser punido, mesmo que seja o clube da Gávea.

– A única coisa é que (o caso) tem de ser apurado. O futebol é assim: tem denúncias e denúncias, mas não apuram nada. O culpado tem que ser responsabilizado. Se for o Flamengo, tem que ser responsabilizado. Se for o Macaé, vasco(força jovem) e FERJ ou a Polícia Militar, a mesma coisa. O que não pode é deixar de apurar. O responsável tem que pagar, seja quem for, e tem que ser apurado – disse.

Outro problema do Flamengo com a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) é em relação aos desentendimentos por conta dos ingressos de meia-entrada e programas de sócio-torcedor. O presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, afirmou que foi ofendido pelo presidente da entidade, Rubens Lopes, em reunião sobre a pauta e ameaçou ir à Justiça. Questionado se teme alguma retaliação ao Rubro-Negro, Luxemburgo falou em ditadura.

– O processo do futebol é ditatorial. Se eu falar alguma coisa contra a CBF ou o presidente da federação, serei punido. Se for dentro de uma coisa que achei arbitrária e agressiva, tenho o direito de buscar a Justiça comum como qualquer cidadão. Se eu buscar a Justiça comum, o clube que paga meu salário é punido através da Justiça esportiva. Esse debate é amplo. A federação não pode ficar querendo punir o Flamengo, que vai ser prejudicado por uma discussão que é ampla. Não pode voltar o processo ditatorial ao Brasil. Não pode ter direito de falar, de se expressar? A discussão tem que ser melhor para todo mundo. Não tem esse negócio de resolver as coisas como antigamente, de fechar a porta. Muito pelo contrário.

O Flamengo viaja para Volta Redonda logo após o almoço desta sexta, para enfrentar o Resende no sábado, às 19h30, pela terceira rodada do Campeonato Carioca. O Rubro-Negro tem quatro pontos na competição e está atrás de Fluminense e vasco, com seis.



Luxa descarta usar Eduardo e Gabriel na partida contra o Resende, sábado

Treino do Flamengo (Foto: Ivan Raupp)Após treinarem com bola na quinta-feira, os atacantes Eduardo da Silva e Gabriel participaram de um coletivo dos reservas do Flamengo contra os juniores nesta sexta. No entanto, eles não serão utilizados no jogo contra o Resende, neste sábado, às 19h30 (de Brasília), em Volta Redonda, pelo Carioca. A dupla, que fez trabalho de reforço muscular desde a fase de Manaus da pré-temporada, foi descartada pelo técnico Vanderlei Luxemburgo e deve retornar somente contra a Cabofriense, na próxima quarta.

- Eles treinaram porque faz parte do planejamento. A gente vai deixar os jogadores para quarta-feira. Está todo mundo liberado. Só estamos preocupados para não dar nenhum tipo de problema, para que os jogadores não fiquem no departamento médico. Estamos preservando os atletas - disse o treinador.

O treinamento desta sexta também teve os titulares fazendo trabalho físico, seguido de uma atividade de dois toques com os 10 de linha divididos em dois times de cinco. Paulinho atuou de forma neutra e podia trocar passes com as duas equipes. Com César no gol, o grupo de Wallace, Pará, Márcio Araújo, Nixon e Marcelo Cirino levou a melhor e saiu vencedor. O zagueiro, por sinal, foi destaque ao balançar a rede várias vezes.

Paulo victor Treino do Flamengo (Foto: Ivan Raupp) 
Paulo Victor treinou protegido com faixa na cabeça (Foto: Ivan Raupp)


Ainda se recuperando de concussão cerebral, Paulo Victor voltou a treinar com bola e com uma faixa na testa. Ele fez trabalho leve ao lado dos demais goleiros e tem retorno esperado para quarta, contra a Cabofriense. Já Léo Moura, com incômodo na coxa direita, fez trabalho de fisioterapia e não foi a campo.

Luxemburgo confirmou a equipe titular para o duelo contra o Resende com: César, Pará, Wallace, Samir e Anderson Pico; Márcio Araújo, Canteros e Arthur Maia; Everton, Nixon e Marcelo Cirino. Os jogadores são os mesmos que atuaram na goleada de 4 a 0 sobre o Barra Mansa, na última quarta.

O Flamengo viaja para Volta Redonda logo após o almoço desta sexta, para enfrentar o Resende no sábado, pela terceira rodada do Carioca. O Rubro-Negro tem quatro pontos na competição e está atrás de Fluminense e Vasco, que têm seis.

Galinheiro de São Januário:torcida dividida


Um cordão de isolamento, contando com a proteção de cerca de 10 policiais, separou diferentes segmentos de uma mesma torcida organizada do vasco sanitário(força jovem) em São Januário. A dissidência se dá pelo apoio - ou não - ao atual presidente vascaíno, eurico Pilantra. Em alguns momentos de maior tensão por parte de alguns torcedores, a polícia interveio e acalmou os ânimos.

Wallace: "Para jogar no Flamengo tem que ser muito mais homem que jogador"

Capitão do Flamengo na ausência do lesionado Léo Moura, Wallace tem mostrado personalidade suficiente para ocupar essa função em campo. O zagueiro foi um dos comandantes do time na arrancada que tirou o Rubro-Negro da "zona da confusão", como Vanderlei Luxemburgo gosta de dizer, em 2014. Wallace exalta o trabalho feito por ele, companheiros e comissão técnica no ano passado, ao mesmo tempo em que espera um 2015 muito melhor.

- Todos que estavam aqui no ano passado foram muito homens. Para conseguir tirar o Flamengo da situação em que estava, tinha que ser muito homem. Para jogar no Flamengo, tem que ser muito mais homem do que jogador. Neste ano, a gente tem mantido o discurso e a postura. Estamos vendo isso na atitude dentro de campo. Sem dúvida a gente vai ter coisa boa. Não é pela questão técnica, mas pela mentalidade - afirmou.

Wallace coletiva Flamengo (Foto: Ivan Raupp) 
Zagueiro Wallace exalta superação do Fla em 2014 e espera ainda mais em 2015 (Foto: Ivan Raupp)

A goleada de 4 a 0 sobre o Barra Mansa, na quarta-feira, deu ao Flamengo a primeira vitória no Campeonato Carioca. Para Wallace, foi um alívio momentâneo:

- A vitória nos ajudou porque, no Flamengo, é pressão o tempo todo. Se a gente quer conquistar a Taça Guanabara, tem que conquistar pontos o mais rápido possível. Ganhar é sempre importante, é uma cobrança que existe internamente por aqui. Vai dando mais confiança e tranquilidade. Se você vence, vai tirando aquele peso.

Em três amistosos em Brasília e Manaus mais dois jogos pelo Carioca, o Flamengo levou apenas um gol, na estreia no campeonato estadual. O camisa 14 enxerga uma mudança de postura da equipe em campo, o que foi responsável pelo fortalecimento do setor defensivo.

- O fato de o time não estar sofrendo gols é porque está mais compacto. A gente não tem dado espaço e tem marcado melhor lá na frente. Nossa característica ano passado era de esperar. Neste ano, não. A gente tenta diminuir o espaço lá na frente, a bola chega quebrada na defesa e acaba facilitando. A grande mudança é essa, e não a questão de jogar com dois, três, cinco volantes. É muito mais pelas peças que você tem do que pela posição - avaliou.

No treino de quinta, o goleiro Paulo Victor e os atacantes Eduardo da Silva e Gabriel voltaram a trabalhar com bola. O primeiro, no entanto, segue fora do time para este sábado, por ainda estar se recuperando de uma concussão cerebral. Na hora de falar sobre o trio, Wallace é só elogios, especialmente a PV, a quem considera um dos três melhores goleiros do Brasil. Mas Paulo tem a concorrência interna de César, que segue no time titular contra o Resende, o que é tratado com bom humor pelo zagueiro.

- O César foi muito seguro contra o Barra Mansa. Nas bolas que foram ao gol, sempre estava bem postado. Diferentemente de jogador, o goleiro precisa estar jogando, e ele fica muito tempo sem jogar. Mas o César é um baita goleiro, baita profissional. O Paulo Victor que abra o olho dele, porque o César está na frente (risos).

O Flamengo viaja para Volta Redonda nesta sexta-feira, para a terceira rodada do Carioca. O rival será o Resende, em Volta Redonda, às 19h30 (de Brasília), no sábado. O Rubro-Negro tem quatro pontos na competição e está atrás de Fluminense e Vasco, que têm seis.


Flamengo vence o Uberlândia


Nem sempre o resultado é o mais importante em um jogo, seja em qualquer esporte. Quando o Flamengo entrou em quadra nesta quinta-feira para enfrentar o Uberlândia, no ginásio do Tijuca, pelo NBB, a camisa 4 não estava na listagem oficial. Marcelinho foi afastado por problemas internos e os dirigentes não fizeram maiores comentários sobre o caso. O time saiu de quadra com uma vitória importante e expressiva por 91 a 58, que o mantém no caminho da classificação entre os quatro primeiros colocados, mas claramente com um golpe em seus bastidores.

- Foi para esse jogo, por enquanto. A decisão foi tomada hoje (quinta-feira), mas o caso aconteceu antes. Estamos conversando - afirmou o vice-presidente de esportes olímpicos, Alexandre Póvoa.

Flamengo e Uberlândia basquete pelo NBB (Foto: Gilvan Moreira/Inovafoto/COB) 
Rubro-negro jogou no ginásio do Tijuca pelo Novo Basquete Brasil (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Em quadra, Olivinha conseguiu um duplo-duplo, com 13 pontos e 13 rebotes. O pivô ainda atingiu a marca histórica de dois mil rebotes em sua história no Novo Basquete Brasil. Audrei liderou o Uberlândia, com 17 pontos. Marquinhos e Benite, com 22 pontos cada, foram os cestinhas do Flamengo.

Na próxima rodada, ainda sem saber se Marcelinho estará no grupo, o Flamengo enfrenta Franca, fora de casa, no Ginásio Pedrocão, domingo, às 11h, em um confronto direto por uma vaga entre os quatro primeiros colocados. Já o Uberlândia recebe o Paulistano na próxima quarta-feira, em casa, no Ginásio Homero Santos, às 20h.

O jogo

Olivinha em cravada durante jogo do Flamengo contra o Uberlândia (Foto: Gilvan de Souza)Sem Marcelinho, que havia iniciado o jogo com o Minas no banco de reservas, o técnico José Neto optou mais uma vez por Benite. Foi ele o responsável por fazer os três primeiros pontos do jogo, depois de converter uma bandeja e sofrer uma falta. O armador manteve o bom rendimento durante todo o tempo, contribuiu também defensivamente e terminou o confronto com 22 pontos e seis rebotes.

O Uberlândia, ameaçado de ficar fora dos playoffs, conseguiu se manter no jogo até o americano Mims deixar a quadra faltando quatro minutos para o fim do primeiro quarto. O Flamengo, então, começou a se impor jogo e abriu vantagem no segundo quarto.

Mesmo com a volta de Mims, o clube carioca mostrou sua superioridade, principalmente com os rebotes, com 29, sendo 13 ofensivos, contra apenas 15 do adversário, e acertou a marcação no americano.

O Flamengo aumentou ainda mais a vantagem no terceiro quarto. Faltando 1min42s, o placar do Tijuca apagou com o time vencendo por 63 a 44. A pane não se refletiu na quadra. O time soube administrar o resultado até sacramentar a vitória e deixar fora de quadra o problema envolvendo Marcelinho.
ficha técnica

Flamengo: Laprovittola (9), Benite (22), Marquinho (22), Olivinha (13) e Meyinsse (7). Entraram: Danielzinho (0), Chupeta (0), Gegê, Hermann (13), Felicio (5), Mingau (0) e Gigante (0). Técnico: José Neto.

Uberlândia: Mims (6), Hélio (4), Gruber (16), Taboada (0) e Audrei (17). Entraram: Ícaro (10), Rodrigo Silva (0), Teló (2), Renan (3) e Zanini (0). Técnico: Carlos Romano.


Campeonato Carioca(Caixão 2015)


Flamengo x Barra Mansa      Público: 12.933 pagantes
Presentes: 14.443
Renda: R$ 333.100,00


Botafogo x Volta Redonda   Público: 1.659 pagantes
Presentes: 2.236
 
Renda: R$ 38.175,00

Fluminense x Nova Iguaçu    Público: 4.719 pagantes
Presentes: 5.678

Renda: R$ 94.429,00

vasco sanitário x Cabofriense    Público: 6.557 pagantes
Presentes:
7.285
Renda: R$   R$ 104.125,00.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Ingressos à venda para Flamengo x Resende


Os ingressos para a partida entre Flamengo e Resende, neste sábado (07.02), no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, já estão à venda. Confira todos os detalhes e garanta já suas entradas.

Horário da partida: 19h30
Abertura dos portões: 17h30

Preços dos Ingressos*:

Cadeira Especial: R$50 (R$25 meia)
Arquibancada: R$40 (R$20 meia)

*Gratuidades para idosos e crianças até 12 anos somente nas arquibancadas.

Venda Antecipadas no Rio:
Sede da Gávea, Av. Borges de Medeiros, 997
Dias 05/02 e 06/02, das 10h às 17h

Vendas Antecipadas em Volta Redonda, dias 05/02 e 06/02, em horário comercial:
Loterias Volta Redonda:
Avenida Lucas Evangelista,  37 Bairro Aterrado.
Avenida dos ex-combatentes. 200 -Bairro Santa Cruz.
Avenida Antônio de Almeida,  1052 Bairro Retiro.
Avenida Quatro, 181 Bairro Vila Rica (Tiradentes)

Vendas no dia do jogo, a partir das 12h:
Bilheteria Setor Amarelo: cadeiras e arquibancadas
Bilheteria Setor Laranja: cadeiras e arquibancadas
Bilheteria Setor Azul: arquibancadas
Bilheteria Setor Verde: arquibancadas

O Rio de Janeiro continua Mengo


Modelos vermelho e pretoA parceria entre Flamengo e Braziline traz mais um produto exclusivo para os rubro-negros nesse início de 2015. Em comemoração ao aniversário de 450 anos do Rio de Janeiro, a empresa de produtos licenciados do clube desenvolveu a linha "O Rio de Janeiro continua Mengo", inspirada na música "Aquele Abraço", de Gilberto Gil, para vestir bem todos os torcedores do Mais Querido e apaixonados pela cidade maravilhosa.

O modelo, que vem em três cores - preta, vermelha e branca - é 100% algodão, garantindo, além da beleza, o conforto aos rubro-negros. A linha conta com tamanhos P, M, G, GG e XGG e começa a ser comercializada na próxima quinta-feira (05.02), por R$ 64,90 na Loja Oficial do Clube FlaCopacabana (Avenida Nossa Senhora de Copacabana, n° 219C – Copacabana), na parte da tarde. Sócios-torcedores têm 10% de desconto na compra. Ainda não é sócio-torcedor? Clique aqui e entre para o time!

As camisas comemorativas serão distribuídas para as demais Lojas Oficiais do Clube a partir desta sexta-feira (06.02), para que todos os rubro-negros se vistam bem nas comemorações de aniversário da cidade maravilhosa.

Arthur Maia mantém serenidade após o gol e a boa atuação: "Quero ser útil"

Arthur Maia tem sido um dos maiores destaques do Flamengo nesse início de 2015 e foi premiado com o primeiro gol pela equipe na noite de quarta-feira, na vitória por 4 a 0 sobre o Barra Mansa. O meia teve mais uma boa atuação e ganhou muitos elogios da torcida, mas está longe de se iludir com isso. Arthur mantém os pés no chão na hora de falar sobre o momento que vive.

- Não tem essa de "o cara do momento". Sou mais um jogador para ajudar o time, ser útil, e é o que vou procurar fazer. Quero ser útil para o time junto dos meus companheiros.

O meia acredita que o gol marcado com a camisa rubro-negra foi o mais importante da carreira até agora. A cabeçada de Arthur ajudou a conquistar a primeira vitória do Flamengo no Carioca e, segundo ele, deu muita confiança ao time.

- Sem dúvida nenhuma (foi o mais importante). Na verdade você tem que pensar sempre no próximo. Claro que cada gol por onde passei teve sua importância, mas um gol como esse, pelo Flamengo, no Maracanã, e logo no começo de trabalho, sem dúvida é o mais importante. Quando vierem os próximos, cada um que vier a acontecer vai ser importante.

Arthur Maia, Flamengo X Barra Mansa (Foto: Andre Durão) 
Arthur Maia em ação no Maracanã: primeiro gol com a camisa do Flamengo e alegria da família (Foto: Andre Durão)
 
Arthur Maia teve a torcida do pai e da irmã no Maracanã no dia em que marcou pela primeira vez no estádio. Depois, falou com a mãe por telefone. A família toda está numa felicidade só.

- Tive muito retorno nas redes sociais. O pessoal comentou, família, amigos. Fico feliz, aconteceu de uma maneira muito especial. Está sendo um dia feliz. Estou com pensamento de trabalhar para repetir essas coisas que vêm acontecendo.

O Flamengo viaja para Volta Redonda nesta sexta-feira, para a terceira rodada do Carioca. O rival será o Resende, em Volta Redonda, às 19h30 (de Brasília), no sábado. O Rubro-Negro tem quatro pontos na competição e está atrás do líder Fluminense, que tem seis.

Paulo Victor relembra susto contra o Macaé e garante: "Queria voltar"



Paulo Victor viveu momentos de preocupação na estreia do Flamengo no Campeonato Carioca, contra o Macaé, no último sábado. O goleiro se chocou com o meia Aloísio, do time adversário, sofreu um corte na testa e precisou levar nove pontos no local. Por opção médica, ele foi substituído por César e passou a noite no hospital em observação. Com uma faixa na cabeça, PV voltou a treinar com bola na tarde desta quinta-feira, porém de forma mais leve, ainda sem cair no chão para fazer defesas. Fora do duelo contra o Resende, no sábado, ele revelou quando pretende atuar novamente.

- Sei que foi um susto, mas já voltei a treinar um pouco e espero estar em campo na quarta-feira (contra a Cabofriense, no Maracanã) - afirmou à Rádio Globo.


Paulo Victor Flamengo (Foto: Ivan Raupp) 
Paulo Victor treina leve com uma faixa na cabeça no Ninho do Urubu (Foto: Ivan Raupp)


Paulo Victor relembrou o episódio, onde teve uma rápida perda de consciência, motivo maior da preocupação dos médicos. Ele nem se lembrava qual a última vez em que havia deixado o campo por motivo de lesão. O camisa 48 garantiu que gostaria de ter continuado.

- Dor, vou ser sincero, não senti. Eu queria voltar. Não tinha um espelho, não sabia como estava meu rosto. Queria voltar. Mas tinha gente da área médica e que acharam melhor que eu saísse. Queria ficar para ajudar, mas ao mesmo tempo diziam que eu tinha que sair e eu não queria. Os jogadores me puxavam e eu querendo voltar.

O próximo adversário do Flamengo será o Resende, em Volta Redonda, às 19h30 (de Brasília), no sábado. O Rubro-Negro é o segundo colocado do Carioca até o momento, com quatro pontos, atrás do Fluminense, que tem seis.



Eduardo e Gabriel voltam a trabalhar com bola e estão à disposição no Flamengo

Depois de passarem por um trabalho de reforço muscular desde o amistoso com o Shakhtar Donetsk, no dia 18 de janeiro, os atacantes Eduardo da Silva e Gabriel enfim participaram de um trabalho com bola junto do grupo do Flamengo na tarde desta quinta-feira. Após um treino físico, a dupla disputou uma espécie de minicoletivo em campo reduzido na companhia dos reservas e está à disposição de Vanderlei Luxemburgo para o duelo deste sábado, às 19h30 (de Brasília), contra o Resende, em Volta Redonda.

Treino Flamengo (Foto: Ivan Raupp) 
Flamengo treina na parte da tarde, no Ninho do Urubu: Eduardo e Gabriel em ação (Foto: Ivan Raupp)

O goleiro Paulo Victor, que se recupera de uma concussão cerebral sofrida na estreia no Campeonato Carioca, também treinou com bola pela primeira vez após a lesão, mas com menor intensidade. O camisa 48 evitou cair no chão no trabalho comandado pelo preparador de goleiros e utilizou uma camisa como faixa para proteger a área afetada. Ele segue fora do time, assim como o lesionado Léo Moura, que fez fisioterapia na academia. César e Pará vão iniciar o jogo.

Último reforço a ser contratado pelo Rubro-Negro, Jonas treinou normalmente ao lado dos reservas. Os titulares tiveram um treino físico leve regenerativo e não participaram da atividade com bola. Já a chuva, esperada com força para a tarde desta quinta, chegou fraca.

O Flamengo viaja para Volta Redonda nesta sexta-feira, para a terceira rodada do Carioca. O time é o segundo colocado até o momento, com quatro pontos, atrás do Fluminense, que tem seis.


"Abençoado", Marcelo Cirino diz ter recusado propostas pelo Flamengo


Nesta quarta-feira, diante do Barra Mansa, o atacante Marcelo Cirino desencantou e fez seus dois primeiros gols com a camisa do Flamengo. Maior contratação do Rubro-Negro para a temporada, o jogador afirmou que recebeu propostas de outros clubes quando defendia o Atlético-PR. No entanto, quando soube do interesse do clube da Gávea, deu prioridade.

- Antes de vir para cá, tive propostas de outros clubes do Brasil, e de fora também. Mas, quando soube do interesse do Flamengo, no primeiro momento, já disse para meus empresários e familiares que queria vir para cá. Por tudo o que o Flamengo representa, é a maior torcida do Brasil, clube grandíssimo. Estou muito feliz de estar vestindo essa camisa - disse o jogador.

Marcelo Cirino comemora gol do Flamengo contra o Barra Mansa (Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo)O atacante também comemorou o fato de ter balançado as redes no novo clube em sua maior casa, o Maracanã.

- Fiquei muito feliz de voltar a marcar gols, poder marcar com a camisa do Flamengo, diante da torcida, no Maracanã. Naquele momento, passam muitas coisas na nossa cabeça, desde quando a gente começa. Fiquei muito feliz. Deus me abençoou para que meu primeiro gol no Flamengo fosse no Maracanã, diante da torcida.

No Flamengo, sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, Marcelo tem atuado de forma diferente da que fazia no Furacão. O jogador afirmou que o treinador lhe pede para atuar mais centralizado. O atacante disse ainda estar se adaptando à nova função, e espera marcar ainda mais gols no futuro.

- O professor vem pedindo para que eu me movimente bastante e não fique só na direita, como era no meu antigo clube. Caio no lado direito, no esquerdo, mas fico mais próximo do gol, dentro da área. Esse jogo mostrou uma melhora, espero estar melhorando e fazendo mais gols (...) É uma posição nova, na qual estou me adaptando. O professor vem me cobrando bastante finalização, posicionamento, o que requer um bom camisa 9.

Marcelo Cirino afirma que o objetivo de Luxemburgo é que o Flamengo marque o adversário e saia sempre com muita velocidade.

- Ele está querendo uma equipe muito veloz. Já tínhamos mostrado isso nos amistosos em Manaus e nessas duas rodadas do Estadual. É uma equipe que marca muito forte, e busca o ataque com muita velocidade. É isso que ele está procurando.

O Flamengo entra em campo novamente no próximo sábado, para enfrentar o Rezende, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.


Flamengo fatura menos que o Barra Mansa em partida no Maracanã

Flamengo x Barra Mansa (Foto: André Durão / Globoesporte.com)O Flamengo não teve prejuízo, mas o lucro na goleada por 4 a 0 diante do Barra Mansa esteve longe de ajudar as finanças do clube. A estreia do time no Maracanã neste Campeonato Carioca, após tanta polêmica com a Federação de Futebol do Estado do Rio (Ferj), rendeu somente R$ 7.649,60 aos cofres rubro-negros. Menos do que o adversário, visitante e derrotado no confronto, que lucrou R$ 10.297,72.

A Ferj, que fica com 10% da renda obtida em cada partida, faturou quase o dobro dos dois clubes juntos: R$ 31.856,00.

A partida teve público pagante de 12.933 (14.443 presentes) e renda de R$ 333.100. Mil ingressos foram vendidos no preço proposto pela Ferj (R$ 10 e R$ 20), com o restante a R$ 20 e R$ 40. Os gastos, porém, foram altos. As despesas chegaram a R$ 306 mil.

Dos R$ 25 mil que sobraram, os times dividiram, com o Flamengo, vencedor, ficando com 60% do montante. No entanto, o clube rubro-negro teve que pagar R$ 5.480,00 pelo exame antidoping e ainda teve R$ 2.316,99 penhorados.

boletim financeiro flamengo x barra mansa despesas  (Foto: Reprodução) 
Parte do borderô que foi divulgado no site da Ferj (Foto: Reprodução)

São Paulo pode entregar Taça das Bolinhas ao Flamengo

A antiga disputa pela Taça das Bolinhas envolvendo São Paulo e Flamengo pode ter um fim na próxima terça-feira, 10, durante a reunião do Conselho Deliberativo do clube paulista. No encontro, o presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, colocará para votação dos conselheiros a entrega ou não do troféu ao clube carioca. “O Conselho decidirá soberanamente o que fazer e eu cumprirei a decisão”, afirmou Aidar. Por conta da disputa, a Taça das Bolinhas está em poder da Caixa Econômica Federal.

X da questão
No final de 2013, durante sua campanha para presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar já havia manifestado a intenção de acabar com o imbróglio da Taça das Bolinhas entregando-a ao Flamengo. O ponto central da disputa é o reconhecimento do rubro-negro carioca como campeão nacional por ter conquistado a Copa União, em 1987. O torneio foi criado pelo Clube dos 13, que à época era presidido por Aidar.

Deslumbrado no Maraca, Arthur Maia celebra gol: "Vai ficar marcado"


O torcedor entrou em campo e fez bonito. Arthur Maia teve uma estreia dos sonhos no palco que acostumava ver somente pela televisão na infância rubro-negra em Maceió. Sem esconder sua paixão antiga pelo Flamengo, o meia relembrou momentos de celebração com gols de Petkovic, Obina e Diego Tardelli antes de debutar no estádio. Inspiração que fez com que o camisa 19 fosse um dos melhores em campo na vitória por 4 a 0 sobre o Barra Mansa, na noite de quarta-feira, pela segunda rodada do Campeonato Carioca.

Depois de uma atuação apagada no empate por 1 a 1 com o Macaé, quando perdeu até mesmo uma grande chance nos minutos iniciais, Arthur Maia voltou a demonstrar o futebol ousado e vertical que chamou a atenção na campanha do título do torneio de verão de Manaus. Com muita movimentação, tabelou com os atacantes Nixon, Marcelo Cirino e Everton, e não se privou de chegar na área para finalizar. De cabeça, marcou o primeiro gol com a camisa rubro-negra e, minutos depois, quase repetiu a dose.

Arthur Maia gol Flamengo (Foto: Alexandre Cassiano / O Globo) 
Arthur Maia não esquecerá o primeiro gol pelo Fla no Maracanã (Foto: Alexandre Cassiano / O Globo)

A vontade de brilhar no Maraca era tanta que o meio-campista ignorou os riscos e chutou firme em bola dividida com o zagueiro adversário Carlão, aos 10 do segundo tempo. Levou a pior e acabou substituído por Alecsandro. O lance de azar, no entanto, não diminuiu a alegria da estreia no palco mais importante do futebol brasileiro.

- Foi um momento que eu sempre sonhava e vai ficar marcado. Muito feliz por uma vitória e pelo time ter jogado bem. Estou muito feliz e honrado. Meu pensamento era fazer algo diferente, pois vim de um clube de pouca expressão. A cada dia vou trabalhar mais para conseguir meu espaço e ser útil ao Flamengo.

Em alta com Vanderlei Luxemburgo, Arthur Maia volta a defender o Flamengo no sábado, diante do Resende, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, às 19h30m (de Brasília), pela terceira rodada do Carioca. Com quatro pontos, o Rubro-Negro é o vice-líder da competição, atrás do Fluminense.

Flamengo busca regularidade para embalar na reta final de classificação do NBB 7


Os atuais tricampeões querem aproveitar o confronto diante do Uberlândia, nesta quinta-feira, às 20h, no ginásio do Tijuca, para deixar para trás os altos e baixos e embalar de vez na competição.

Os gols de Flamengo 4 x 0 Barra Mansa


Primeiros gols pelo Fla deixam Cirino aliviado: "Posso dormir tranquilo"

Marcelo Cirino, gol Flamengo x Barra Mansa (Foto: André Durão / Globoesporte.com)Marcelo Cirino está aliviado. Ficou, na verdade. Ao marcar duas vezes no 4 a 0 do Flamengo sobre o Barra Mansa, na noite desta quarta-feira, no Maracanã, o atacante desencantou. Deixou para trás o período de quatro partidas de seca - três delas amistosas. E curtiu o momento.  

O trabalho, orientado pelo treinador Vanderlei Luxemburgo, na opinião do camisa 7, foi fundamental para balançar a rede.

- Hoje posso colocar a cabeça no travesseiro e dormir tranquilo. O professor vem pedindo bastante para tirar do goleiro. Para, na hora de finalizar, olhar e tirar a bola do alcance dele. Consegui isso hoje - contou Cirino, para completar:  

- Infelizmente, não estava contando muito com a sorte. Estou muito feliz. Atacante vive de gols. E, depois do primeiro, você tira a ansiedade, a preocupação. Vai sair mais.

Com o resultado, o Flamengo subiu para o segundo lugar do Carioca. Tem quatro pontos. Volta a campo, sábado, em Volta Redonda, às 19h30 (de Brasília), contra o Resende.

Flamengo 10 títulos nacionais

Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!