Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 14 de fevereiro de 2015

Flamengo não terá tradicional "Baile do Vermelho e Preto" neste carnaval

Tradição desde a década de 1970, o "Baile do Vermelho e Preto" não será realizado pelo Flamengo no carnaval de 2015. Sem conseguir fechar com local nem patrocínio, o clube não chegou a um modelo ideal para este ano. Como o objetivo era promover uma grande e organizada festa, o Fla optou por deixar 2015 passar em branco. A ideia é que o baile volte no próximo carnaval.

O "Baile do Vermelho e Preto" foi criado no ano de 1977, na primeira gestão de Marcio Braga como presidente, para reunir torcedores e personalidades rubro-negras. A festa, que teve diversas edições até hoje, costuma coroar rei e rainha. Jogadores como Ronaldinho Gaúcho, Vagner Love, Petkovic, Mozer e Adílio foram eleitos reis do baile em anos mais recentes.

baile vermelho e preto (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem) 
Torcedores do Flamengo empolgados no Baile do Vermelho e Preto (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)


Tradição no interior de AL, bloco do Flamengo arrasta foliões há 13 anos

O carnaval está apenas começando, mas tem folião querendo que chegue logo a quarta-feira de cinzas. Na cidade histórica de Marechal Deodoro, região metropolitana de Maceió, o dia da ressaca da festa de momo é marcado pelo desfile do bloco Nação Rubro-Negra.

Organizado há 13 anos pelo flamenguista Edglemes Santos, o bloco começou a tomar as ruas depois de uma ideia simples: unir as paixões por futebol e carnaval.

- No carnaval, a minha casa sempre ficou cheia de convidados. E certa vez, na quarta-feira de cinzas, eu pensei: "Poxa, precisamos colocar esse povo pra sair!  E como vou fazer?" Foi daí que veio a ideia de juntar os familiares e colocar o povo na rua. Como sou flamenguista, decidi homenagear o meu time de coração - explicou.

Edglemes garante que está tudo pronto para o desfile do Nação Rubro-Negra (Foto: Denison Roma / GloboEsporte.com) 
Edglemes garante que está tudo pronto para o desfile do Nação Rubro-Negra (Foto: Denison Roma / GloboEsporte.com)

Ele afirma que, no começo, não imaginava que a festa poderia ganhar tanta proporção. Segundo o organizador, para o primeiro desfile foram feitas apenas 150 camisas. Hoje, ele vende 800 e garante que não vende mais porque preza pela segurança e boa organização do evento.

- Quando começamos, só foram feitas 150 camisas. Hoje eu mando confeccionar 800 e vendo todas. Inclusive, já estão quase todas vendidas. Já me pediram para aumentar a quantidade, mas não quero que o bloco tome uma proporção muito grande para não atrapalhar a organização - afirmou, acrescentando que o ambiente familiar é uma das principais marcas.

- Quando iniciei o bloco, achava que ele não sairia com muitos jovens e crianças porque o meu objetivo é sempre trazer uma orquestra para tocar. E pelo que a gente vê os jovens preferem muita música de axé, de swingueira. Mas me enganei, e hoje uma das marcas é a presença de famílias inteiras com a gente.

Bloco Flamengo AL (Foto: Viviane Leão/GloboEsporte.com) 
Em 2014, bloco do Flamengo levou uma multidão às ruas de Marechal Deodoro (Foto: Viviane Leão/GloboEsporte.com)


E falando em família,Telma Jatobá sabe bem como isso funciona. Ela tem uma irmã que mora em São Paulo, há 12 anos, mas faz questão de ir a Alagoas justamente no período carnavalesco para desfilar no Nação Rubro-Negra.

- Minha irmã [Ilka] mora em São Paulo, mas todo carnaval ela vem nos visitar. Aliado à visita, ela faz questão de sair no bloco, justamente por esse caráter familiar que o Nação Rubro-Negra tem. A minha irmã inclusive já mandou o dinheiro para que eu comprasse o kit dela. Ela vai chegar aqui em Alagoas na segunda-feira, dia 16, e com certeza vai estar conosco no bloco - garantiu.

Apesar de ser torcedora do Palmeiras, ela garantiu que o bloco tem espaço para admiradores de qualquer clube e o que vale mesmo é cair na folia.

- Sou torcedora do Palmeiras, mas há quatro anos que participo do bloco do Flamengo. Mas é uma coisa tranquila e não tem essa de rivalidade. A gente vê muita família e o clima é de alegria e descontração que toma conta de todo mundo. Isso é o que importa - disse.

Outra apaixonada por carnaval que não deixa de tomar as ruas com o bloco do Flamengo é a funcionária pública Lu Alcântara. Colega de trabalho do organizador, ela destaca que foi uma das primeiras mulheres a desfilar com o Nação Rubro-Negra.

- Eu saí com o bloco em todas as edições. No começo, eu vi que só tinham homens organizando e então eu disse: "Tem que ter mulher nesse bloco também. E eu vou a ser primeira!" Daí, pronto, comecei a participar e não deixo mais de ir. Tenho todas as camisas - revelou, animada.

- É uma alegria muito grande quando a gente sai pelas ruas e vê a animação de todos. Estou ansiosa esperando que chegue logo a quarta-feira - disse Lu, exibindo a camisa que vai usar no próximo desfile.

Foliã exibe com orgulho camisa do Bloco Nação Rubro-Negra (Foto: Denison Roma / GloboEsporte.com) 
Torcedora exibe com orgulho camisa do Bloco Nação Rubro-Negra (Foto: Denison Roma / GloboEsporte.com)

Enquanto o dia do desfile não chega, a movimentação na sede do bloco é para compra dos kits, que custam R$ 25,00 e R$ 35,00, sendo último valor com direito a bebidas. Além de camisa, o folião tem direito ainda a um boné. O desfile está marcado para a próxima quarta-feira, às 9h. A concentração será na Rua da Matriz. Antes de ganhar as ruas de Marechal Deodoro, a organização do Nação Rubro-Negra realiza um sorteio de 10 prêmios.  

Folião compra um kit para desfilar no bloco do Mengão (Foto: Denison Roma / GloboEsporte.com) 
Folião compra um kit para desfilar no bloco do Flamengo (Foto: Denison Roma / GloboEsporte.com)

Sem moleza, Flamengo sua a camisa em treino forte no sábado de carnaval

Os jogadores do Flamengo não tiveram moleza no sábado de carnaval. Se por um lado o clube cancelou o treino da tarde, por outro o da manhã teve um ritmo bastante pesado. Dividido em grupos, o elenco teve de suar a camisa primeiro num teste fisiológico. Na sequência, eles fizeram um trabalho físico e técnico onde se revezaram entre circuito físico, treino com bola em campo reduzido e finalizações. A atividade durou pouco mais de 1h30m, sob calor de 33°C no Ninho do Urubu, em Vargem Grande. O cansaço foi tão grande que Eduardo da Silva brincou que cancelaria a entrevista coletiva programada para dar em seguida.

Eduardo da Silva, Márcio Araújo e Paulinho trabalham explosão (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Eduardo da Silva, Márcio Araújo e Paulinho trabalham explosão (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

- Hoje o treino foi pesado, como se fosse uma partida de futebol, pelos movimentos... Era para ter jogo no final de semana, mas não tem por causa do carnaval. Foi pesado e estava abafado, com a temperatura bem forte. Isso faz parte, a gente gosta de fazer. Mas foi realmente um treino físico pesado hoje - afirmou o atacante naturalizado croata.

O atacante Nixon, que tirou os últimos dias para tratar dores no tendão patelar do joelho direito, voltou a treinar normalmente com a equipe neste sábado. A única ausência no campo foi Anderson Pico, que passou por uma artroscopia de manhã e vai se reapresentar na segunda-feira. O procedimento, segundo o departamento médico rubro-negro, foi bem-sucedido.

O Flamengo folga no domingo e volta a treinar na segunda. O próximo compromisso da equipe pelo Campeonato Carioca é na quinta-feira, contra o Boavista, às 19h30 (de Brasília), no Maracanã. Após quatro rodadas, o clube se mantém invicto na competição e é vice-líder, com 10 pontos, atrás apenas do Fluminense, que tem 12.

Canteros, Mugni e Gabriel ralam no treino do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Canteros, Mugni e Gabriel ralam no treino do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
 
 
 

Anderson Pico passa por artroscopia e se reapresenta já na segunda-feira


O Flamengo informou que a cirurgia de Anderson Pico na manhã deste sábado foi um sucesso. Após passar pela artroscopia em razão de uma lesão no joelho direito, o atleta já poderá se reapresentar na segunda-feira no Ninho do Urubu. O clube só não especificou a data de retorno do lateral-esquerdo aos gramados.

O jogador sofreu uma entorse no joelho direito ao pisar em falso no jogo contra a Cabofriense, na última quarta, e teve de ser substituído ainda no primeiro tempo. Após ressonância magnética, a lesão no menisco externo foi diagnosticada.

Por ora, Vanderlei Luxemburgo pode usar Thallyson, ex-Asa de Arapiraca. Outra opção seria deslocar Pará para a esquerda e escalar Luiz Antonio na direita. Pará também pode ser deslocado para a volta de Léo Moura, que voltou a treinar normalmente após se recuperar de dores na coxa direita. O próximo jogo da equipe é na quinta da semana que vem, contra o Boavista, no Maracanã, pela quinta rodada do Campeonato Carioca.

Quarta fase da LDB começa neste domingo e define os oito classificados

Chegou a hora da definição na principal competição nacional sub-22 do país. Com sedes em Mogi das Cruzes (SP) e Belo Horizonte (MG), a quarta e última etapa da fase de classificação da Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB) definirá os oito classificados para o octogonal final do torneio. Das 24 equipes que disputam as partidas que começam neste domingo e vão até o dia 21 de fevereiro, apenas 16 possuem chances matemáticas de classificação.

Estádio Hugo Ramos, Caldeirão, basquete (Foto: FIBA) 
Estádio Hugo Ramos é um dos ginásio que receberão os jogos em Mogi das Cruzes (Foto: FIBA)

Além do líder invicto Basquete Cearense e do segundo colocado Pinheiros, que já estão praticamente garantidos na próxima fase, Limeira (SP), Paulistano (SP) e Sport Club do Recife (PE) também estão com suas classificações para o octogonal final muito bem encaminhadas.

Flamengo (RJ), atual campeão, Bauru (SP) e Brasília (DF) completam a lista dos oito primeiros colocados antes do início da terceira fase. Franca (SP), Basquete Curitiba (PR) e Mogi das Cruzes/ (SP) correm por fora, enquanto Praia Clube (MG), Minas (MG), Náutico (PE), Taubaté (SP) e Macaé (RJ) continuam com possibilidades matemáticas.

Na sede paulista, que terá jogos em dois ginásios, estão Basquete Cearense, Pinheiros, Limeira, Paulistano, Sport, Brasília, Mogi das Cruzes, Praia Clube (MG), Náutico (PE), Taubaté, Associação de Basquete de Anápolis (GO) e o Regatas de Campinas (SP), os dois últimos sem chances de classificação.

Já a sede de Belo Horizonte (MG) terá suas disputas realizadas na Arena Minas e contará com seis clubes com chances de avançar ao octogonal: o atual campeão Flamengo, Bauru, Franca, Basquete Curitiba, o anfitrião Minas Tênis Clube e Macaé. Grêmio Náutico União (RS), Tittas (PR), Blumenau (SC), Joinville (SC), Tijuca (RJ) e Botafogo (RJ), eliminados, completam apenas cumprem tabela.

Além da disputa acirrada pelas oito vagas no octogonal, outro atrativo da etapa é a presença do jogador do Pinheiros, Georginho, de 18 anos e 1,95m, destaque no renomado site americano DraftExpress. Com médias de 11,9 pontos, 5,5 rebotes e 3,7 assistências por partida na competição, o armador foi convidado para participar da 18ª edição do Nike Hoop Summit, evento que reúne os maiores talentos Sub-19 dos Estados Unidos e do mundo inteiro, que já teve em suas quadras jogadores da NBA como Tony Parker, Dirk Nowitzki, Kevin Garnett, Anthony Davis, Kevin Durant, Luis Scola, entre outros.

Confira as partidas da primeira rodada da 4ª etapa da LDB

Mogi das Cruzes (SP):
09h - Paulistano (SP) x Basquete Cearense (CE) - Ginásio Hugo Ramos
10h - Taubaté (SP) x Brasília (DF) - Clube de Campo MC
14h - Regatas (SP) x Praia Clube (MG) - Clube de Campo MC
14h - Pinheiros (SP)  x Sport Club (PE) - Ginásio Hugo Ramos
16h - Mogi das Cruzes (SP) x Associação de Basquete de Anápolis (GO) - Ginásio Hugo Ramos
16h - Limeira (SP) x Náutico (PE) - Clube de Campo MC

Belo Horizonte (MG):
09h - Joinville (SC) x Tijuca Tênis Clube (RJ) - Arena Minas
11h - Grêmio Náutico União (RS) x Macaé (RJ) - Arena Minas
13h - Blumenau (SC) x  Franca Basquete (SP) - Arena Minas
15h30 - Tittas (PR) x Flamengo (RJ) - Arena Minas
17h30 - Basquete Curitiba (PR) x Bauru (SP) - Arena Minas
19h30 - Minas Tênis Clube (MG) x Botafogo (RJ) - Arena Minas

Fim da ''armação'': meia-entrada universal derruba parceria e público do Madureira, vasco sanitário, federação e etc... kkkkk


A decisão da meia-entrada universal, definida em conselho arbitral de Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro + eurico, chegou ao fim.

Segundo o MP, baseado nos artigos 5º, inciso XXXII, 127, 129, inciso III e 170, inciso V, da Constituição Federal; os artigos 81 e 82, inciso I do Código de Defesa do Consumidor (Lei 8.078/90); os artigos 1º e 5º da Lei 7.347/85; o artigo 40 da Lei 10.671/2003; e a Lei 12.993/13, estudantes, menores de 21 anos, professores da rede pública municipal e idosos (com idade igual ou superior a 60 anos), que comprovarem ter direito ao benefício, devem pagar a metade do valor, mesmo que esse seja promocional.

Sem bloco do Flamengo: clube libera, mas jogadores prometem "carnaval família"


Os jogadores do Flamengo têm treinamento programado para a manhã deste sábado, às 10h. Depois disso, folgam domingo e só voltam ao Ninho do Urubu às 17h de segunda-feira. Nesse meio tempo, poderão aproveitar o carnaval do Rio com direito a muita diversão. Mas cada um se diverte da maneira como achar adequado. Mesmo liberada pela comissão técnica, boa parte do grupo garante que não troca o tempo com a família e o descanso por blocos e noitadas.

- A gente tem que saber separar o que é trabalho e o que é folga. A gente fez nossa parte no último jogo, ganhou bem, e a folga é merecida. Agora é aproveitar o carnaval com a família. Vou ficar só em casa, descansar. Não curto muito ir ao sambódromo. Sou mais ficar em casa, curtindo com minha mãe e meu pai - disse o zagueiro Samir, de apenas 20 anos.
 
 O atacante Marcelo Cirino, que passa carnaval no Rio de Janeiro pela primeira vez, e o goleiro Paulo Victor fazem coro a Samir quando o assunto são os planos para a folga de carnaval.

- Vou ficar em casa com meus familiares, assistindo à televisão - garantiu Cirino.

- Carnaval é descansar com a família, a esposa. Não sou de ir à avenida - afirmou PV.

Nem o baiano Gabriel, oriundo de umas das terras com mais tradição em carnaval do Brasil, pretende sair de casa para aproveitar as muitas festas que estão acontecendo nas ruas.

- Não sou da folia. Vou ficar em casa, deitado. Não tenho curiosidade, não é meu forte (risos).

Antes da folga, os atletas vão sofrer neste sábado se depender de Antônio Mello. O preparador físico e fiel escudeiro do treinador Vanderlei Luxemburgo prometeu um treino de alta intensidade para testar os limites do elenco. Ao mesmo tempo, quer que eles curtam a folga.

- Você não pode impedir um menino de 20, 25, 30 anos de se divertir. Acho que eles têm mais é que se divertir. Temos grandes exemplos de Vanderlei, Zico, Junior, de um dia desfilar em três ou quatro escolas de samba, mas sempre dando demonstração de profissionalismo e capacidade. A vida é curta, e se divertir faz parte dela. Sou muito liberal com diversão.

Por falar em Luxemburgo, o comandante costuma desfilar na Sapucaí pelo Salgueiro, mas está pouco animado para este ano, apesar de ainda não ter se decidido totalmente. Ele disse que o mais provável é que apareça apenas no camarote na companhia da esposa.

Além de segunda-feira, o Fla também vai treinar normalmente na terça e na quarta. Na quinta, encara o Boavista, no Maracanã, às 19h30, pela quinta rodada do Campeonato Carioca. O clube da Gávea é o vice-líder da competição, com 10 pontos, atrás do Fluminense, que tem 12.
 
 
 

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Flamengo cancela treino sábado à tarde por receio de trânsito e queda de energia

O Flamengo havia se planejado para trabalhar de forma integral no sábado de carnaval, às 10h e às 16h30, mas mudou a programação para somente um treino, às 10h. Foram duas as razões para isso: primeiro, o trânsito que pode ser originado na Barra da Tijuca por conta de blocos de carnaval, já que muitos jogadores moram no bairro ou até mais longe e precisam se deslocar até o Ninho do Urubu, que fica em Vargem Grande; e, segundo, porque o centro de treinamento rubro-negro tem sido vítima de quedas de energia momentâneas nos últimos dias, os chamados piques de luz. Quando isso acontece, o ambiente na academia e nas salas do Ninho fica sob forte calor, sem ar condicionado, quase impraticável, segundo a comissão técnica. Só nesta sexta, por exemplo, houve três piques de luz num espaço de 20 minutos, que puderam ser percebidos na sala de imprensa.

A programação de carnaval do Flamengo só tem folga no domingo. O time treina na parte da tarde de segunda a quarta-feira. Na quinta, volta a campo para enfrentar o Boavista, no Maracanã, às 19h30 (de Brasília), pela quinta rodada do Campeonato Carioca. O Rubro-Negro é o vice-líder da competição, com 10 pontos em quatro partidas disputadas.

Ninho do Urubu, Flamengo (Foto: Ivan Raupp) 
Ninho do Urubu nesta sexta-feira. Há o temor por novos piques de luz no sábado (Foto: Ivan Raupp)
 
 
 

Léo Moura joga como meia, faz gol, mas reservas perdem para juniores

Flamengo, treino, Ninho (Foto: Ivan Raupp)A sexta-feira rubro-negra foi marcada por um coletivo entre reservas e juniores - os titulares que iniciaram a partida contra a Cabofriense, na quinta-feira, fizeram trabalhos físicos no campo e na academia. A garotada surpreendeu e venceu por 2 a 1. Léo Moura, que atuou como meia, descontou para a equipe profissional.

Jajá, de pênalti, abriu o placar. Léo empatou após cruzamento de Eduardo da Silva. Elton, dos juniores, fechou a conta em 2 a 1, aproveitando-se de rebote dado por César em chute de Matheus Sávio.

O meio-campista Jajá, o lateral-esquerdo Jorge e o volante Jackson foram os principais destaques da equipe júnior.

César, Frauches, Marcelo, Bressan e Thallyson; Cáceres, Jonas, Léo Moura e Mugni; Eduardo da Silva e Alecsandro representaram os profissionais na atividade. No fim do treino, Alecsandro saiu, e Matheus Sávio ficou por poucos minutos no time de cima.

O Flamengo, vice-líder do Campeonato Carioca com 10 pontos, volta a campo na próxima quinta-feira, quando encara o Boavista, no Maracanã, às 19h30.

Pico será submetido a artroscopia na manhã de sábado



O lateral-esquerdo Anderson Pico será submetido a uma artroscopia às 9h deste sábado, no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca. José Luiz Runco, chefe do departamento médico rubro-negro, será o responsável pelo procedimento.

Sem poder contar com Pico, Vanderlei Luxemburgo tem a alternativa de Thallyson, contratado do Asa, de Arapiraca. É o atleta da posição. O treinador pode, porém, repetir o que fez na quarta: deslocar Pará para a esquerda e escalar Luiz Antonio na direita. Pará também pode ser deslocado para a volta de Léo Moura, que até já treinou com bola nesta quinta. O próximo jogo da equipe é na quinta da semana que vem, contra o Boavista, no Maracanã.

Empresário de Felipe espera acordo com o Flamengo, mas elogia diretoria

O empresário de Felipe, Marcelo Robalinho, negou que o goleiro vá entrar com um processo na Justiça contra o Flamengo. Mesmo assim, segundo o agente disse na tarde desta sexta-feira em entrevista à Rádio Brasil”, as duas partes ainda precisam chegar a um acordo financeiro após o clube rescindir o contrato do atleta. Sem falar em valores, ele evitou criticar os dirigentes rubro-negros e até elogiou a pontualidade da equipe no pagamento de salários.

- O Felipe foi demitido, e tentamos um acordo que não saiu. Na semana passada, foi homologada a rescisão e estamos negociando com o Flamengo. Não é verídica a informação de que há um processo na justiça. Não gosto de falar de valor. Hoje, no futebol brasileiro, o Flamengo é um dos times mais pontuais no pagamento. Existe uma situação com o Felipe, em razão do ano passado, mas hoje o Flamengo é um dos times financeiramente mais fortes do Brasil.

felipe cabelo loiro (Foto: Reprodução) 
Agora com cabelo loiro, Felipe pode estar de mudança para o futebol dos Estados Unidos (Foto: Reprodução)
 
Relação com PV e futuro na MLS

Robalinho ainda deu a entender que o relacionamento entre seu atleta e Paulo Victor, que herdou o posto de Felipe na meta rubro-negra, não era dos melhores. Longe do Flamengo, o goleiro  está treinando no Rio de Janeiro e deve aceitar uma oferta para jogar no futebol dos Estados Unidos.

- Recebemos propostas de times considerados grandes do Brasil. A ideia é buscar algo no exterior. Ele mesmo prefere no futebol internacional. Estamos numa conversa interessante com um time da MLS. Vamos aguardar.

Segundo o empresário, o grande objetivo do atleta é jogar no exterior. Mesmo com a janela fechada, ele poderia se transferir para o exterior por estar sem vínculo com qualquer equipe. O problema, no caso de uma eventual mudança para a Europa, é a questão do passaporte.

- Hoje o Felipe é um jogador livre e a janela não fecha para ele. Só está fechada para o jogador que tem contrato. O problema para goleiro é questão de passaporte. Como ele não tem passaporte estrangeiro, é difícil um time abrir mão de um jogador – completou o empresário.


Apesar de susto, PV descarta evitar novas divididas: "Coisa do futebol"

O susto pelo qual Paulo Victor passou foi grande e o tirou de duas partidas do Flamengo no Campeonato Carioca, mas não vai fazer com que ele evite entrar em novas divididas. Quem garante é o próprio goleiro, que voltou a jogar na noite de quarta-feira, na goleada por 5 a 1 sobre a Cabofriense, após se recuperar da pancada que lhe rendeu nove pontos na testa e uma concussão cerebral. O lance ocorreu na dividida com Aloísio, do Macaé.

- Aquilo deixou a família e as pessoas em casa assustadas. O menos assustado era eu. Sabia que estava sangrando, mas não sabia o corte que tinha no meu rosto. O mais importante é ter a tranquilidade de ter uma bola e você entrar na dividida de novo, saber que isso é coisa do futebol - contou o camisa 48.
 Foi a primeira vez em 10 anos que Paulo Victor ficou fora de um jogo por motivo de contusão, de acordo com o próprio, que ficou incomodado com a situação. Ele ficou inquieto no dia a dia com os médicos, louco para voltar o quanto antes. Na terça, tirou os pontos e, com o corte cicatrizado, enfim, retomou sua rotina na quarta:


- Me senti bem e fico feliz por estar voltando a fazer o que mais amo, que é vestir a camisa do Flamengo. Foi muito importante a vitória sobre a Cabofriense, um time que vai tirar pontos de outros times grandes. A gente tem que parabenizar o elenco pela vitória.

Na ausência de Paulo Victor, quem tomou conta da meta rubro-negra foi César, que teve boas performances contra Barra Mansa e Resende de maneira geral e ganhou elogios do amigo.

- Ele foi muito bem, tenho que parabenizá-lo. O Flamengo só ganha com isso. Tem que parabenizar o trabalho que o Wagner (Miranda, preparador de goleiros) vem fazendo, cuidando do primeiro até o quarto goleiro. Quando precisa do goleiro, sempre está bem preparado - destacou o titular.

Paulo Victor, treino Flamengo (Foto: Divulgação) 
Paulo Victor no treino Flamengo na quinta-feira, após a goleada no Maracanã (Foto: Divulgação)

Após quatro rodadas do Carioca, o Flamengo ocupa a vice-liderança da competição, com 10 pontos. O líder é o Fluminense, com 12. O Rubro-Negro volta a campo na próxima quinta-feira, contra o Boavista, no Maracanã, a partir das 19h30 (de Brasília).

Insatisfeito, Luciano pode trocar Corinthians pelo Flamengo

Luciano CorinthiansO atacante Luciano está perto de deixar o Corinthians. E seu destino pode ser o Flamengo. O empresário do jogador, Marcos Santos, está bastante contrariado com o fato de Luciano ter tido poucas oportunidades em 2015 e pretende tirá-lo do clube alvinegro.

- O jogador precisa de novos ares, precisa de destaques. Estão dificultando as coisas para ele no Corinthians. O Luciano foi o vice-artilheiro do Corinthians no ano passado (com 15 gols, um a menos que Guerrero) e todas as oportunidades estão sendo dadas para jogadores que acabaram de chegar. Se continuar do jeito que está, ele não vai ficar - declarou o agente.

Segundo o empresário, houve uma consulta do Flamengo há cerca de duas semanas. Essa co

Essa nversa deve ser retomada depois de uma reunião entre o estafe do jogador e a diretoria do Corinthians, o que deve acontecer nos próximos dias.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Flamengo supera pressão e vence clássico contra o Palmeiras no NBB


Basquete Palmeiras x Flamengo (Foto: Fabio Menotti / Ag. Palmeiras)A pressão foi grande para o Flamengo nesta quinta-feira. O time viu o Palmeiras crescer no “clássico das camisas” do NBB, empurrado pela torcida que compareceu em peso ao ginásio Palestra Itália. Só que é difícil bater o atual bicampeão brasileiro quando Marquinhos e Benite estão inspirados. Com a mira calibrada, os alas lideraram a virada rubro-negra em São Paulo para quebrar o domínio alviverde em casa e vencer por 89 a 85. Foi o quinto triunfo consecutivo do Fla para continuar ladeira acima do NBB-7. Um jogo que acabou com aplausos para os dois times.

- Uma partida extremamente difícil, principalmente porque estamos vindo de três partidas muito complicadas fora de casa. Começamos com uma marcação forte, rodamos muito bem a bola no nosso ataque e felizmente conseguimos uma boa vitória. Melhoramos muito nossa marcação nesses jogos fora de casa - afirmou Marquinhos, cestinha do jogo com 24 pontos.


Com 24 pontos, Marquinhos foi o principal jogador do Flamengo na vitória sobre o Palmeiras (Foto: Fabio Menotti / Ag. Palmeiras)
Com a mão calibrada, Marquinhos foi um dos destaques do Flamengo. Benite, com 23, Laprovittola, com um duplo-duplo de 19 pontos e 11 assistências, e Herrmann, que anotou 12, também tiveram boas atuações. Pelo lado do Palmeiras, Fabrício, com 18, e Toyloy, com 17, foram os maiores pontuadores.

- Fizemos o que tínhamos de fazer, lutamos, brigamos. Eles mataram três ou quatro bolas no segundo tempo com a mão na cara. O Flamengo é um grande time, tem uma qualidade enorme, é campeão do NBB e da Liga das Américas. Agora está jogando o que pode - disse o armador argentino Maxi Stanic, do Palmeiras.

O Flamengo teve trabalho, mas conseguiu quebrar o domínio do Palmeiras no ginásio Palestra Itália - antes o time tinha mais de 85% de aproveitamento no local. O atual campeão da NBB confirmou a boa fase e se firmou na terceira colocação da temporada 2014/15. O time poderá descansar no carnaval, já que só volta à quadra no dia 25 de fevereiro, às 20h (de Brasília), quando encara o Mogi das Cruzes no ginásio do Tijuca Tênis Clube.

- Todo clássico tem esse nível de vontade. Esse jogo foi diferente, o Palmeiras jogou muito bem, estávamos sempre correndo atrás. Mas fizemos um bom trabalho. Estou muito fezli com a vitória. Foi nos detalhes, algumas bolas que não caíram para eles e que acabaram caindo para a gente. Foi muito parelho. Quem ganhasse seria merecedor - disse Benite.

O Palmeiras, por sua vez, amargou a sexta derrota diante do Flamengo. Foi por pouco desta vez, mas continua a escrita alviverde de nunca ter vencido o clássico no NBB. O time de Régis Marrelli tem tempo para se recompor e voltar à quadra no dia 24 de fevereiro, às 19h30, para encarar o Paulistano fora de casa.

 Com 23 pontos, mais uma vez Benite foi um dos maiores pontuadores do Flamengo (Foto: Fabio Menotti / Ag. Palmeiras)

 
FLAMENGO: Laprovittola (19), Benite (23), Herrmann (12), Marquinhos (24) e Jerome Meyinsse (2). Entraram: Olivinha (4), Gegê (5) e Cristiano Felício.  
TÉCNICO: José Neto.

PALMEIRAS: Max Stanic (15), Gianella (9), Neto (14), Fabrício (18) e Toyloy (17). Entraram: Locke (3), Átila dos Santos (7), Douglas Nunes (2), Jhonatan, Rodrigo e Marone.  
TÉCNICO: Régis Marrelli.

Léo Moura treina com bola e aumenta chance de estar à disposição na quinta

Léo Moura voltou a treinar com bola no Flamengo. Na tarde desta quinta-feira, o lateral-direito participou de todas as atividades com o grupo de jogadores que não foram titulares na goleada sobre a Cabofriense: aquecimento, treino físico e trabalho com bola em campo reduzido. Por tabela, aumentou a chance de estar à disposição de Vanderlei Luxemburgo para a próxima quinta, diante do Boavista. Essa já era a ideia do departamento médico do clube.

Léo Moura treino Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Léo Moura voltou a treinar com bola no Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Foi na estreia do Fla no Carioca, em empate com o Macaé, no dia 31 de janeiro, que o camisa 2 sentiu o problema físico (veja vídeo abaixo). Desde então, a recuperação de Léo tem ocorrido da forma programada. Ele fez apenas trabalhos na academia e de fisioterapia na última semana e, como não acusou nenhum resquício, foi à campo para trabalhar com bola nesta quinta.

Os titulares diante da Cabofriense fizeram treino regenerativo, focando na academia. Luiz Antonio, que entrou no primeiro tempo após lesão de Anderson Pico, apenas correu no gramado, enquanto os atacantes Eduardo da Silva e Alecsandro, que entraram na segunda etapa, treinaram normalmente com bola ao lado dos demais. Já Paulo Victor, que voltou a jogar após concussão cerebral, impressionou com defesas difíceis em trabalho com o preparador de goleiros Wagner Miranda.

 
Após quatro rodadas, o Flamengo se mantém invicto no Campeonato Carioca. Foram três vitórias, duas delas goleadas, e um empate na estreia. O próximo jogo, contra o Boavista, será realizado no Maracanã, às 19h30 (de Brasília) da próxima quinta-feira.

Incomodado com falha, Samir vibra em dobro pelo gol: "Apaga o erro"

A noite de quarta-feira poderia ter sido péssima para Samir, que falhou ao entregar a bola de graça no gol de empate da Cabofriense. Mas o Flamengo, com a ajuda do zagueiro, foi para frente e impôs na sequência um 5 a 1 contra a equipe da Região dos Lagos. O camisa 4 participou do segundo gol, atrapalhando o zagueiro adversário, e fez de cabeça o terceiro do Rubro-Negro no jogo. Os lances, principalmente o fato de ter marcado, foram um alívio para ele. 


- Apaga o que a gente errou lá atrás, né? Mas não gosto de errar, ninguém gosta. Me sinto incomodado de não ter saído 100% da partida. Mas sei que não é a primeira e nem vai ser a última vez. Graças a Deus Ele me honrou e pude apagar essa situação - disse.

Samir contou que o segredo para ter se recuperado logo depois da falha foi conseguir manter a postura firme e não se deixar abalar no lado emocional.

- Aconteceu aquela situação, mas tive a cabeça no lugar e a consciência de que foi uma desatenção minha na saída de bola. Consegui manter a cabeça no lugar e fazer um gol para ajudar o Flamengo a sair com o resultado positivo.
 
O segundo tempo rubro-negro foi ruim no início, por conta da falha de Samir, mas depois foi só alegria. Já na primeira etapa o time se complicou e errou muitos passes quando a Cabofriense adiantou a marcação. Samir fez uma análise do que viu em campo.

- A gente tem que jogar como Flamengo. A gente foi superior do início ao fim do jogo. Eles só foram ao nosso gol com bobeira nossa, pois demos a oportunidade. Mas, tirando isso, não criaram nenhuma jogada. Felizmente saímos com a vitória e assumimos a liderança do campeonato. Agora é manter o foco, pois não vai ter jogo fácil, e ficar ligado para que não aconteça mais esse tipo de coisa (falha).

A vitória deixou o Fla na liderança provisória do Campeonato Carioca, com 10 pontos em quatro partidas. Está à frente do Botafogo pelo saldo de gols. A equipe pode ser ultrapassada nesta quinta-feira por Fluminense, Vasco e Volta Redonda, que ainda jogam na rodada.

De volta, Gabriel agradece paciência e se diz "casado com academia"

Gabriel enfim estreou no Campeonato Carioca na noite de quarta-feira. O jogador, escalado no time titular por Vanderlei Luxemburgo no início da pré-temporada, passou a fazer trabalho de reforço muscular logo após o primeiro amistoso do ano e ficou fora do início do estadual. Contra a Cabofriense, o meia-atacante esteve em campo até os 21 minutos do segundo tempo. Foi um bom retorno para o camisa 17, que agora está "casado com a academia".

- Com certeza (o trabalho de reforço muscular ajudou). Tiveram paciência comigo. Tenho muito a crescer ainda durante o ano. Tenho que viver casado com a academia, né (risos)? Tem jogadores que já têm a força e só precisam de manutenção. Eu tenho que estar sempre ganhando, e musculação está fazendo parte da minha rotina.


Gabriel mostrou boa movimentação e quase balançou as redes ao forçar o goleiro Rafael, da Cabofriense, a fazer defesa difícil em chute de longe.

- Consegui me movimentar bastante. Vinha treinando forte. Claro que o ritmo é outro, você vai ganhando com o tempo, mas acho que deu para me movimentar. O fato de os outros jogadores já estarem com ritmo me ajudou bastante.

O trabalho feito na pré-temporada tem sido de grande importância, segundo o próprio Gabriel. Assim como ele, o atacante Eduardo da Silva fez reforço muscular e também estreou bem no Carioca na noite de quarta-feira, com direito a um gol.

- Ajuda bastante. Não fiz a primeira pré-temporada porque tinha feito cirurgia. Ano passado foram cinco dias só, porque o time reserva estreou com uma semana de pré-temporada, e eu estava dentro. Neste ano foi mais longa, e espero que me ajude e dê força para jogar o ano todo.

A vitória deixou o Fla na liderança provisória do Campeonato Carioca, com 10 pontos em quatro partidas. Está à frente do Botafogo pelo saldo de gols. A equipe pode ser ultrapassada nesta quinta-feira por Fluminense, Vasco e Volta Redonda, que ainda jogam na rodada.



Luxa diz que goleada não apaga mau 1º tempo do Flamengo: "Fomos morosos"

Luxemburgo Flamengo x Cabofriense (Foto: Rudy Trindade / Ag. Estado)
Goleada de 5 a 1, liderança (temporária) do Carioca e uma semana sem jogos. Após a vitória sobre a Cabofriense, na noite desta quarta-feira, o cenário indica tranquilidade ao Flamengo. Não a Vanderlei Luxemburgo. Ao avaliar a partida, disputada no Maracanã, o treinador disse que não gostou do primeiro tempo. Definiu o time como "moroso".

Só após o intervalo, no entender de Luxa, o Rubro-Negro conseguiu implementar a sua proposta de jogo. Então, o tornou fácil.

- O resultado foi bom, mas não gostei do time no primeiro tempo. Acho que nós jogamos no ritmo da Cabofriense. Não é isso que queremos. Queremos jogar no nosso ritmo. Eles faziam faltas, que não eram violantes, e nós, com a bola, éramos morosos. Para termos um time de velocidade, temos que achar os caras da frente para pegarem os adversários mal posicionados. No intervalo, disse que assim eles iam achar um gol. Acharam e aí, sim, colocamos a velocidade que queríamos. Em desvantagem, eles saíram um pouco mais e abriram para contragolpe. Gostei do segundo tempo porque a proposta foi do Flamengo, como tem que ser, de propor o que interessa - contextualizou o comandante. 

Com dez pontos, o Fla está à frente do Botafogo pelo saldo de gols: 9 a 8. Pode perder a primeira posição, nesta quinta, para Fluminense, Vasco ou Volta Redonda. A próxima partida é na quinta-feira diante do Boavista no Maracanã.

 A íntegra da entrevista:

 Eduardo e Gabriel

O Gabriel deu velocidade quando tinha que dar, mas senti que ainda estava fora de ritmo. Foi bom ter voltado. O Eduardo eu deixei um pouco mais de tempo para entrar com o adversário mais afogado. Ele é impressionante. Com cinco minutos, está em situação de fazer gol, bota a bola para dentro. É um jogador muito inteligente. Conseguiu fazer e criou oportunidades. O que quero é isso, todo mundo em forma. Temos jogo quinta que vem, depois domingo. Provavelmente, jogue com situações diferentes para dar uma equilibrada no ritmo de jogo e nos preparamos para o primeiro jogo da Copa do Brasil, que já é decisivo.

Disputa por posições

Isso é característica do Brasil. Tem que ter disputa de posição, mas há isso de que o elenco não é importante. O Cruzeiro mostrou que o elenco ganha, não tinha jogador diferenciado, mas com elenco equilibrado, jogadores parecidos que fazem a diferença no ano logo. Temos que ter disputa de posição, mas quero o elenco em busca de um objetivo. Futebol é "nós". Quero ter alternativas e estamos criando de acordo com a necessidade do jogo.

Lesão de Pico

Não atrapalhou. Já temos alternativas. Quando tirei o Thallyson do banco, é porque tenho o Pará para o lado esquerdo. O Luiz Antonio entrou muito bem. Foi ruim porque a lesão do Anderson pode ser algo mais importante, até me preocupa, mas tenho que criar alternativas antes do jogo, na formatação do elenco. Quando contratei o Pará, é porque joga de lateral-esquerdo e direito.

Falha e gol de Samir

É o futebol. Prefiro que ele não faça o gol de cabeça e não tomemos um gol na função do zagueiro, que é quando ele não pode se equivocar. É o mais complicado. A saída errada ali proporcionou, mas não é algo de hoje. É preciso ter uma concentração maior para que isso não acontece. É um jogador de potencial fantástico, de apenas 19 anos.

Força do ataque

Estamos distantes do ideal. O ideal não é um resultado de cinco, mas uma série de situação que, se fosse com uma equipe de maior qualidade, poderíamos sair no prejuízo. Precisamos criar umas coisas. Principalmente, quando estamos sendo atacados para buscar algo na frente. Temos jogadores que, se pegarem o adversários desarrumado, chegam na cara do gol. Temos que achá-los.

Folga no Carnaval

Já vi os caras marcarem jogo domingo de Carnaval, quarta de cinzas... Carnaval é algo da cultura do Brasil, não tem como proibir. Quantas confusões já tivemos com jogadores por causa do Carnaval? Esse ano, deu uma aliviada. Falei para eles: "Você vão para o Carnaval, têm que se divertir". Vamos trabalhar sábado de manhã e de tarde e na terça só cinco horas da tarde. Por que? Porque o cara que for para avenida pode tomar um café reforçado, descansar e chegar para trabalhar. Não tem como proibir. Eu vou! Como que vou proibir?

Equipe moderna

É cultura nossa de elogiar muito de fora, não só do futebol, e esquecer o que o Brasil faz. Eu lembro de um Flamengo com Andrade, Adílio e Zico. Quem era o volante? Aí, enaltecemos quem é de fora. Vimos uma Alemanha sem volante de marcação. Lá atrás, falei que quem tem que começar a jogar futebol é um volante de qualidade. Não é algo de agora. De repente, fomos mudando e tirando os caras que jogavam bola por causa da marcação. A melhor marcação é a posse de bola, tivemos 60% contra a Cabofriense.

Passe de Marcelo para Alecsandro

Isso é conjugar o verbo na primeira pessoa do plural. Vamos ganhar quando todos nós nos sentirmos importantes. Achei legal o Marcelo dar o passe para o Alecsandro, mas ele também tem que ter ambição de fazer o gol. O artilheiro tem que pensar primeiro em fazer o gol. O Alec teve duas, três chances e não fez. O Marcelo deu o passe? Foi fantástico, mas se não desse o passe também ia ser bom. Não quero que o Marcelo se acostume a ser garçom. Tem que ter a ambição de direcionar para o gol, querer fazer o gol. É um trabalho difícil, não é fácil mudar um menino que tem jogado há tempo assim, mas tenho gostado do que ele tem buscado. Muda para um lado, para o outro... A movimentação ainda é como a da época do Atlético-PR, mas quero que busca mais uma situação próxima do gol.

Os gols de Flamengo 5 x 1 Cabofriense


Anderson Pico sofre entorse no joelho direito e será reavaliado nesta quinta


A goleada do Flamengo sobre a Cabofriense por 5 a 1 na noite desta quarta-feira teve uma baixa: Anderson Pico. O lateral-esquerdo pisou em falso após dar um pique em lance na linha de fundo, precisou receber atendimento médico e foi substituído por Luiz Antonio aos 36 minutos do primeiro tempo. O médico Marcelo Soares, após o primeiro exame, informou que Pico sofreu uma entorse no joelho direito e será reavaliado na quinta-feira.

Caso Pico não tenha condições, Vanderlei Luxemburgo tem como alternativa Thallyson, contratado do Asa, de Arapiraca. É o atleta da posição. Pode, porém, repetir o que fez esta noite: deslocar Para para a esquerda e escalar Luiz Antônio na direita. O próximo jogo da equipe é na quinta da semana que vem, contra o Boavista, no Maracanã.

O Flamengo é o líder do Campeonato Carioca. Em quatro rodadas, soma dez pontos. Está à frente do Botafogo pelo saldo de gols. Pode ser ultrapassado, nesta quinta, pelo Fluminense, que tem nove e enfrenta o Boavista.

Flamengo vai à Justiça contra a Federação e pede instauração de processo contra Rubens Lopes



A rixa entre a dupla Fla-Flu e a Federação está longe de acabar. Neste mês, o Flamengo fez duas representações jurídicas na procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) contra a Federação.

Uma delas pede a responsabilização da Ferj no episódio da invasão de torcedores rubro-negros ao vestiário do Macaé, na estreia do Carioca. A segunda é sobre as supostas ofensas proferidas pelo presidente da Ferj, Rubens Lopes, ao presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello. Nessa, a punição ao dirigente da Ferj poderá chegar a 90 dias de suspensão e multa de até R$ 100 mil.

- No dia 10 de fevereiro, última quarta-feira, entramos com a segunda representação na procuradoria do TJD sobre o episódio em Macaé. O Flamengo nega responsabilidade no caso e pede a responsabilização da Federação com base no Artigo 16 do Regulamento Geral de Competições da Ferj, que estipula que a responsabilidade pela segurança é da entidade, que até agora não estava sendo investigada - disse Flavio Willeman, vice-presidente jurídico do Flamengo.

A outra representação deu entrada na procuradoria do órgão judicial no último dia 5 deste mês.

- Com base no Artigo 243-F, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), solicitamos ao procurador que instaure processo contra Rubens Lopes no caso das ofensas ao presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, em arbitral. A Federação. Neste caso, a punição poderá chegar a 90 dias de suspensão e multa de até R$ 100 mil - informou Willeman.

O dirigente do Flamengo disse ainda que, apesar de incipiente, trabalha na proposta de deixar o Estadual em 2016 para a disputa de uma liga de futebol independente que seria fundada.

- Ainda está incipiente, começamos os estudos agora, o que eu posso dizer é que estudo, sim, a possibilidade de montar uma liga e não disputar o Carioca. O Flamengo não tem nenhuma posição jurídica sobre o assunto, estuda os prós e contras e checa as viabilidades jurídicas, sem conclusão objetiva, por enquanto. Mas o Flamengo está rompido com a Federação, insatisfeito com a condução do futebol do Rio, e quer mudar - declarou Willeman.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Flamengo 5 x 1 Cabofriense

                                                               
Ficha técnica


Gols: Samir, Marcelo Cirino, Everton, Eduardo,Alecsandro (Fla), Sassá(Cab)

Cartões amarelo: Hiroshi, Kaká, Arthur Faria(Cab)Wallace(Fla)

Renda:R$ 309.270,00
Público pagante: 10.273
Público presente: 11.512


Flamengo Paulo Victor, Pará, Wallace, Samir e Anderson Pico(Luiz Antonio); Márcio Araújo, Canteros e Arthur Maia(Eduardo da Silva); Everton, Gabriel(Alecsandro) e Marcelo Cirino.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Cabofriense: Rafael, Lenon, Vladimir, Victor Silva e Leandro; Hiroshi, Everton, Kaká(Jones) e Têti(Marcinho); Arthur Faria e Fabricio Carvalho(Sassá).
Técnico: Alfredo Sampaio

Árbitro: João Batista de Arruda
Auxiliares:Wagner de Almeida Santos e Eduardo de Souza Couto
 
Data: 11/02/2015

Hora: 22h (de Brasília)
Local: Maracanã, estádio do Flamengo


Transmissão:   O duelo terá transmissão ao vivo da TV Globo - para RJ, ES, TO, PB, RN, PI, MA, PA, AM, RO, AC, RR e AP - e do Premiere.




Mesmo preso, ex-goleiro Bruno vai receber R$ 600 mil do Flamengo



Preso desde o primeiro semestre de 2010 pelo assassinato da modelo Eliza Samudio, o ex-goleiro Bruno (campeão brasileiro em 2009 pelo clube) vai receber R$ 600 mil do Flamengo. Bruno entrou na Justiça em 2011 cobrando R$ 2 milhões, por salários e direitos de imagem atrasados. Goleiro e o clube rubro-negro entraram em acordo e o clube vai depositar a quantia no Ato Trabalhista. 

Bruno foi preso em 2010, com o amigo Luiz Henrique Romão, o Macarrão. Em março do ano passado, ele foi condenado a 22 anos e três meses de prisão, pelos crimes de homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver, além de sequestro e cárcere privado de seu filho com Eliza. Já Macarrão recebeu a pena de 15 anos de prisão. Também foi condenado pelo crime o ex-policial civil Bola (22 anos).

Flamengo, em rota de colisão com a federação, ameaça: ‘Nas bases atuais, não desejamos jogar o Carioca-2016’


 
Fred Luz quer revisão de alguns pontos do CariocaEm meio a sua cruzada a favor do direito de precificar livremente suas partidas no Estadual, o Flamengo sobe o tom e estica a corda do cabo de guerra em que se transformou a relação com a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj). No que depender dos planos da diretoria capitaneada por Eduardo Bandeira de Mello, o rompimento está próximo e o Rubro-Negro já admite não participar da competição regional no próximo ano. O diretor geral do Flamengo, Fred Luz, garantiu que, nas bases atuais, o clube estará fora da próxima edição do Estadual.

Ao Jogo Extra, Fred Luz disse que os corpos jurídicos da dupla Fla-Flu já estudam meios de criar liga independente à Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), sem que sanções desportivas sejam aplicadas. Um dos desafios jurídicos que os advogados terão de driblar está no Estatuto da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), já que um de seus artigos prevê que o abandono do Estadual implicará rebaixamento à divisão inferior no Estado, impedimento de participação de qualquer competição coordenada pela CBF, bem como de jogos oficiais ou amistosos interestaduais, nacionais e internacionais.

— A Ferj quer cada vez ter mais receitas para ela em prejuízo dos clubes. Não achamos legal o intervencionismo, e é isso que está sendo feito. O ponto é o seguinte: este ano a decisão foi disputar o Campeonato Carioca, mas não desejamos jogar nas bases atuais em 2016 — explicou Fred Luz.

Os principais pontos de discórdia entre o clube e a entidade são: a abolição da meia entrada universal — já considerada ilegal pelo Ministério Público —, o fato de a Ferj não estabelecer mandantes no Carioca e não dar ao mandante o direito de fixar o preço dos ingressos. Caso o clube não consiga reverter todas estas situações, o Flamengo estuda buscar seus direitos na Justiça Comum.

— Estamos sob protestos. Este não é o modelo que vai desenvolver o futebol do Rio de Janeiro — afirmou Luz.

O apetite financeiro da Ferj incomoda: em três jogos do Estadual-2015, o clube da Gávea levou para seus cofres R$ 57 mil, enquanto a entidade ficou com uma fatia de R$ 69,3 mil só com as taxa de 10% cobrada nos jogos do Rubro-Negro.


Volta de Jayme de Almeida ao Flamengo ganha força novamente



O flerte entre Flamengo e Jayme de Almeida, iniciado no fim do ano passado, ganhou nova força. Amigo do ex-treinador, Vanderlei Luxemburgo soube que ele atravessa momento pessoal difícil e se empenha em trazê-lo de volta para sua comissão técnica, como já ocorreu na passagem anterior do atual técnico.

Não é a primeira vez que Luxemburgo faz a ponte entre o clube e o técnico campeão da Copa do Brasil-13 e Estadual-14. Mas, na tentativa anterior, Flamengo e Jayme não chegaram a um acordo e as conversas esfriaram.

Este ano, o assunto voltou à tona. Sem emprego desde que foi demitido pelo próprio Rubro-negro em maio do ano passado, Jayme já não desfruta de situação financeira tão confortável. Por isso, Luxemburgo insiste em tê-lo ao seu lado.

A volta de Jayme vem sendo comentada nos corredores do Ninho do Urubu. Como o ex-treinador é querido no clube, há chances de sucesso na nova tentativa.

Flamengo vai à Argentina na semifinal da LDA; Bauru e São José vão ao México

O Flamengo seguirá na briga pelo bicampeonato da Liga das Américas na cidade de Mar del Plata, na Argentina. A Fiba Américas divulgou em seu site oficial as sedes e os grupos da segunda fase da competição, chamada de semifinal, mas que conta com quatro times divididos em duas chaves. Os cariocas estão na B, ao lado dos anfitriões Peñarol, dos venezuelanos do Trotamundos e dos mexicanos do Halcones Rojos. Os jogos serão disputados entre os dias 27 de fevereiro e 1º de março.

Outros dois representantes do país ainda vivos no torneio, Bauru e São José caíram juntos na chave A, com sede na paradisíaca Cancún, no México. Além dos paulistas, o Pioneros de Quintana Roo (MEX) e Regatas Corrientes (ARG) completam o quarteto. A chamada semifinal 1 começa já no próximo dia 20 de fevereiro indo até 22. Quarta equipe do Brasil na LDA, o Paulistano caiu na primeira etapa.

A tabela da segunda fase ainda não foi divulgada, diferentemente das datas do Final Four, que reúne os quatro finalistas. Esse acontecerá nos dias 13 e 14 de março, ainda sem sede definida.

flamengo x pinheiros FINAL FOUR BASQUETE   (Foto: André Durão) 
Flamengo vai jogar em Mar del Plata na Liga das Américas, competição que tenta o bicampeonato (Foto: André Durão)
 
 

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Laprovittola tem grande atuação e puxa virada do Flamengo diante do Pinheiros

Laprovittola, Flamengo X Pinheiros - Basquete (Foto: Ricardo Bufolin/Divulgação ECP)Arremessos precisos dos três pontos, assistências e roubadas de bolas. Passou pelas mãos de Nico Laprovittola a virada do Flamengo sobre o Pinheiros, nesta terça-feira, em São Paulo. Quando o atual campeão brasileiro passava por dificuldades fora de casa, chegando a estar mais de dez pontos atrás no placar, o armador argentino cresceu, fez o papel de maestro e comandou o time na arrancada do segundo tempo para assegurar a vitória por 89 a 68, a quarta consecutiva dos rubro-negros no NBB 7.

- O jogo pode ser dividido em duas partes. No primeiro tempo, o Pinheiros jogou bem. Eles impuseram o jogo, fizeram o que queriam, e nós corremos atrás. No segundo tempo, acho que o Flamengo se impôs. Temos que ir para os próximos jogos esquecendo esse primeiro tempo e olhando as melhores coisas desse segundo tempo - disse Laprovittola.

Laprovittola foi o cestinha da partida com 27 pontos. O argentino ainda pegou quatro rebotes, deu quatro assistências e roubou outras quatro bolas. Pelo Flamengo também se destacaram Marquinhos, com 13 pontos e cinco rebotes, Herrmann, com 12 pontos e quatro rebotes, Olivinha, com 12 pontos, e o jovem Felício, com dez pontos e sete rebotes. Do outro lado, no Pinheiros, Jason Smith fez 16 pontos, e Felipe fez 13 pontos e pegou cinco rebotes.

- Sabíamos desde o início que só tínhamos uma maneira de ganhar deles: fazer com que o ataque tão poderoso deles não tivesse muita eficiência. No primeiro tempo, estavam eficientes, principalmente no primeiro quarto. Acho que eles se conscientizaram e conseguiram executar muito bem o ritmo defensivo e daí veio nossa vitória - disse o técnico José Neto.

Com o resultado, o Flamengo ultrapassou o Mogi das Cruzes e assumiu o terceiro posto da classificação. O time do técnico José Neto tenta manter o embalo e conquistar o quinto triunfo seguido nesta quinta-feira, às 20h (de Brasília), quando encara o Palmeiras no ginásio Palestra Itália. O Pinheiros, por sua vez, amargou a segunda derrota consecutiva e busca dar fim à sequência negativa também na quinta-feira, só que às 19h, contra o Macaé Basquete, novamente no ginásio Poliesportivo Henrique Villaboim.


O jogo

Basquete Pinheiros x Flamengo (Foto: Ricardo Bufolin/Divulgação ECP)Apesar de estar bem atrás do Flamengo na classificação, o Pinheiros logo mostrou que é forte no ginásio Poliesportivo Henrique Villaboim. Os anfitriões montaram uma defesa forte e conseguiram se impor durante todo o primeiro quarto, apostando nos arremessos de  três pontos dos alas Ted Smiões e Jason Smith e nos contra-ataques. Em um deles, Felipe deu um belo toco em Marquinhos, e Toledo completou o contragolpe com uma enterrada. O Fla, por sua vez, tentava tirar a desvantagem com infiltrações em velocidade e com a força do pivô Meyinsse no garrafão. Só que a pontaria dos pinheirenses estava calibrada, e o dono da casa fechou a primeira parcial em vantagem: 21 a 14.

O Pinheiros manteve o ritmo no segundo quarto. Com uma bola de três pontos de Jason Smith, o anfitrião abriu 10 pontos de frente pela primeira vez (29 a 19). O Flamengo buscou reagir, Cristiano Felício até acertou uma ponte-aérea, mas o Pinheiros não dava espaço para uma virada. O jogo ficou quente, e os dois treinadores acabaram tomando falta técnica por reclamação. Os donos da casa, porém, apagaram nos dois minutos finais e viram o Fla tirar oito pontos de vantagem. O armador argentino Laprovittola converteu uma bola de três pontos. Olivinha fez uma cesta ao sofrer falta e acertou o lance livre de bonificação. A torcida rubro-negra se inflamou em São Paulo com a reação: 38 a 36.

Laprovittola, Flamengo X Pinheiros - Basquete (Foto: Ricardo Bufolin/Divulgação ECP)O intervalo não ajudou o Pinheiros a acordar. Laprovittola aproveitou para fazer mais uma cesta de três e colocar o Flamengo à frente pela primeira vez na partida (39 a 38). Os anfitriões enfim voltaram a pontuar, mas deixaram de fazer a forte marcação do primeiro quarto. Com espaço, o armador argentino do Fla cresceu, com assistências e arremessos precisos para abrir vantagem (53 a 44). O Pinheiros até ensaiou retomar a liderança do placar, mas outro argentino rubro-negro apareceu: o pivô Herrmann. Os dois hermanos deixaram o Fla com boa vantagem para o quarto final: 64 a 53.

O Pinheiros se esforçava para equilibrar novamente a partida, mas dava muito espaço para o ataque rubro-negro. Olivinha, Felício, Gegê e Laprovittola arremessavam sem marcação para levar a vantagem a mais de 15 pontos. Sem forças, o Pinheiros colocou em quadra seus reservas. Eles não conseguiram diminuir o ritmo do Fla, que fechou o placar em 89 a 68.

EQUIPES E PONTUAÇÕES

Pinheiros: Campos (3), Morro (2), Joe Smith (7), Jason Smith (16), Toledo (8), Lucas Dias (0), Georginho (1), Humberto (0), Felipe (13), Kurtz (2), Ted Simões (11) e André Bambu (5). Técnico: Marcel de Souza.

Flamengo: Herrmann (12), Danielzinho (0), Laprovittola (27), Benite (4), Chupeta (0), Marquinhos (13), Olivinha (12), Gegê (5), Felício (10), Mingau (0) e Meyinsse (6). Técnico: José Neto.

Flamengo e Bauru dominam votação do Jogo das Estrelas com quatro atletas cada

Equipe NBB Brasil (Foto: Divulgação )Equipes que mais investiram na atual temporada e apontadas por todos como principais candidatas ao título do NBB 7, Bauru, líder da competição, e Flamengo, quarto colocado, dominaram a votação dos jogadores que participarão do fim de semana do Jogo das Estrelas, dias 6 e 7 de março, no ginásio Pedrocão, em Franca (SP). Enquanto os cariocas são maioria no time do NBB Mundo, com a presença do americano Jerome Meyinsse e dos argentinos Nicolás Laprovittola e Walter Herrmann, Alex Garcia, Jefferson, Rafael Hettsheimeir e Ricardo Fischer formam a base da equipe do NBB Brasil.

Com três selecionados cada, o Palmeiras, que ocupa a oitava colocação, e o Franca, a sexta, foram os outros times que mais cederam atletas. Quatro times terão dois representantes na festa do basquete brasileiro: o vice-líder Limeira; o terceiro colocado, Mogi das Cruzes; o quinto, Minas; e o Paulistano, na sétima posição.

Para comandar as equipes foram chamados Guerrinha, técnico do líder Bauru, Demétrius, que tem mantido o surpreendente Minas Tênis entre os cinco primeiros colocados desde o início da competição, Dedé, que liderou boa parte do NBB com o Limeira, e Paco García, o espanhol comandante do Mogi das Cruzes. Enquanto os dois primeiros terão a missão de conduzir o time brasileiro, os dois últimos ficarão responsáveis pela equipe dos estrangeiros.

De volta a Franca, o Jogo das Estrelas do NBB 7 seguirá os moldes das edições anteriores. No primeiro dia festivo, serão realizados os Torneios de 3 Pontos e Enterradas e o Desafio de Habilidades, além do Arremesso das Estrelas, competição criada na temporada passada com os trios formados por um jogador do campeonato nacional, um ex-atleta e uma jogadora que atua na LBF (Liga de Basquete Feminino).

No sábado, será disputado o ponto alto da festa do basquete brasileiro. Pelo quinto ano consecutivo, os melhores atletas brasileiros da competição enfrentarão os principais estrangeiros do campeonato no duelo entre NBB Brasil e NBB Mundo. A equipe verde-amarela vem de três vitórias seguidas e lidera o histórico do confronto por 3 a 1.


Equipe NBB Mundo (Foto: Divulgação )

NBB Brasil

Armadores
Ricardo Fischer (Bauru)
Nezinho (Limeira)
Coelho (Minas)

Alas Alex Garcia (Bauru)
Marquinhos (Flamengo)
Léo Meindl (Franca)
Neto (Palmeiras)

Pivôs Hettsheimeir (Bauru)
Jefferson (Bauru)
Caio Torres (São José)
Lucas Mariano (Franca)
Cipolini (Brasília)

NBB Mundo

Armadores Kenny Dawkins (Paulistano)
Laprovittola (Flamengo)
Maxi Stanic (Palmeiras)

Alas David Jackson (Limeira)
Shamell (Mogi)
Mata (Franca)
Holloway (Paulistano)
Robby Collum (Minas)

Pivôs
Meyinsse (Flamengo)
Herrmann (Flamengo)

Toyloy (Palmeiras)
Tyrone (Mogi)

Luxa expõe critérios para mudanças na equipe: "Não há menosprezo"

Treino Flamengo - Luxemburgo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)Alterações para dar ritmo para novos jogadores e tornar o elenco cada vez mais homogêneo para os momentos decisivos do Campeonato Carioca. Essa foi a justificativa de Vanderlei Luxemburgo para a escalação que mandará para campo na quarta-feira, às 22h (de Brasília), no Maracanã, diante da Cabofriense, pela quarta rodada do Carioca. E olha que nem foram tantas mudanças assim. Em relação ao time que venceu o Resende, no último fim de semana, apenas Paulo Victor e Gabriel entram no time titular, nas vagas de César e Nixon. O treinador, por sua vez, fez questão de deixar claro que sua decisão não representa menosprezo ao rival.

Com praticamente mesma formação desde o início da competição - apenas o próprio PV e Léo Moura foram sacados por motivo de lesão -, Luxa projeta um rodízio na equipe, conforme já tinha avisado no período de treinamentos em Atibaia. Ainda no interior paulista, o comandante rubro-negro disse que o Carioca ainda teria uma cara de pré-temporada. Sendo assim, para evitar mal-entendido, reafirmou que a decisão nada tem a ver com o fato da Cabofriense ser somente a 14ª colocada, com um ponto.

- Às vezes, o pessoal nem vem aqui ver o que acontece e faz análise de longe, falando em menosprezo ao adversário, que não é momento... Mas não vem ao CT nenhum dia para ver o embasamento. Qualquer decisão a ser tomada será por conta do planejamento. Falamos tanto do planejamento da Alemanha na Copa e agora tomamos porrada. O ano começa com a pré-temporada, jogos amistosos, Estadual, Copa do Brasil, que está próxima. Tudo é um trabalho, há critério. Na Europa, isso é totalmente natural.

As alterações, por sua vez, já eram previstas. Paulo Victor naturalmente recuperaria a posição quando tivesse condição de jogo, e Gabriel tinha começado 2015 como titular, mas teve que fazer reforço muscular por conta de uma fibrose na coxa direita. Para Vanderlei, o mais importante é dar rodagem para que o time não perca o conceito tático, independentemente das peças escolhidas.

- É questão de dar ritmo. Não sei quem vai começar. O Nixon não vai nem para o jogo, já vinha com uma dor no tendão patelar desde a pré-temporada. Vamos dar tempo para recuperar melhor. Vamos dar ritmo. De repente, neste jogo ou no próximo. O importante é que não é menosprezo. Temos que buscar a classificação em primeiro lugar. Quero todo mundo inteiro para não faltar ritmo na hora da decisão. O que eu quero é conseguir ter opções no elenco para ter o grupo sincronizado na hora decisiva.

Com sete pontos, o Flamengo é o vice-líder do Campeonato Carioca por levar vantagem sobre Botafogo e Vasco nos critérios de desempate. O Fluminense, com nove pontos, ocupa a primeira posição. Confira abaixo outros tópicos abordados por Vanderlei Luxemburgo na entrevista coletiva desta terça-feira, no Ninho do Urubu.

César

- Ele foi bem, é um excelente goleiro. Temos dois grandes goleiros. Claro que o Paulo está um estágio na frente, até por ser mais experiente, mais rodado. O César tem algumas incertezas normais de quem está há tempo sem jogar, mas tem muito futuro.

Escalação

- Não tem nada a ver com recomeço ou começo. É um processo natural em cima de análises. O jogador que iniciar hoje pode não iniciar amanhã. Não tem busca ou novidade. São mudanças e variações táticas que podem acontecer. Mudei os jogadores, mas não mudei o desenho do time. Esse é o trabalho que estamos fazendo. A responsabilidade é minha. Estamos fazendo as coisas com profissionalismo. Falei que íamos entrar no Estadual ainda em pré-temporada.

Gabriel

- O Gabriel não recuperou da lesão do ano passado, teve um prejuízo e voltou para o departamento médico. Foi ruim por perdemos tempo com ele. Está recuperado. No ano passado, gostava muito de lado, mas eu queria vê-lo mais agudo. Atacante tem que gostar de gol. Vai voltar, vai jogar. Tem potencial para crescer ainda mais.


Curtinha: ex-volante, Fabinho faz estágio com Rodrigo Caetano no Flamengo

Cara nova no dia a dia do Flamengo no Ninho do Urubu. Aposentado desde 2009, quando defendeu o Fluminense, o ex-volante Fabinho, que também teve passagem pela Gávea em 2003, tem visitado o centro de treinamento para acompanhar o trabalho do diretor executivo, Rodrigo Caetano. O ex-jogador, de 38 anos, projeta um futuro na função e faz um estágio com o dirigente rubro-negro. A experiência permite ainda o reencontro com o Vanderlei Luxemburgo, com quem foi campeão brasileiro pelo Santos, em 2004.

Fabinho faz estágio no Flamengo com Rodrigo Caetano (Foto: Carlos Mota) 
Fabinho encontra Rodrigo Caetano e Luxemburgo durante o treino do Fla nesta terça, no Ninho (Foto: Gilvan de Souza)

Jonas é relacionado pelo Flamengo, que volta a liberar elenco de concentração

Treino Flamengo - Luxemburgo e Jonas (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)Se Paulo Victor e Gabriel são as novidades do Flamengo dentro de campo para partida com a Cabofriense, nesta quarta-feira, no Maracanã, a grande cara nova da delegação rubro-negra pode estar mesmo no banco de reservas: Jonas. O volante, contratado ao Sampaio Corrêa há duas semanas, foi relacionado pela primeira vez e tem chances de fazer sua estreia. A dúvida está pela dependência de cortes horas antes do jogo: dos 22 convocados, apenas 18 podem ficar à disposição de Vanderlei Luxemburgo.

Como já tinha acontecido na partida com o Barra Mansa, há uma semana, os atletas rubro-negros foram liberados da concentração e tem apresentação marcada para o fim da manhã, no hotel onde tradicionalmente se preparam para jogos, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Com sete pontos, o Flamengo é o vice-líder do Campeonato Carioca por levar vantagem sobre Botafogo e Vasco nos critérios de desempate. O Fluminense, com nove pontos, ocupa a primeira posição.

Confira a lista de relacionados:

Goleiros: César, Paulo Victor.
Zagueiros: Bressan, Frauches, Marcelo, Samir e Wallace.
Laterais: Anderson Pico, Pará e Thallyson.
Volantes: Cáceres, Canteros, Jonas, Luiz Antonio e Márcio Araújo.
Meias: Arthur Maia, Everton, Gabriel e Lucas Mugni.
Atacantes: Alecsandro, Eduardo da Silva e Marcelo Cirino.