Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 4 de abril de 2015

Fla-Flu: 31 mil ingressos vendidos antecipadamente para o clássico

A venda de ingressos antecipada para o clássico Fla-Flu deste domingo fechou com 31.514 bilhetes comercializados, além do setor Norte - destinado à torcida do Flamengo e localizado atrás de um dos gols - e a área VIP esgotados. As vendas para os outros setores continuam neste domingo apenas na Gávea e nas Laranjeiras, até às 13h, e no Maracanã, até o final do primeiro tempo da partida. O torcedor também ainda pode comprar pela internet, através do site do Maracanã (www.maracana.com). A carga total disponível ao público é de 56.643 - há ainda 12.746 gratuidades e 3.850 cortesias. A partida começa às 18h30 (de Brasília), e os juniores das duas equipes se enfrentam na preliminar às 16h15, válida pelo Carioca sub-20.

Fila em busca de ingressos Fla x Flu (Foto: Fred Huber)Bilheterias do Maracanã registraram filas desde quinta-feira, quando começaram as vendas (Foto: Fred Huber)
 
Para o domingo de Páscoa, o Maracanã preparou atrações aos torcedores e vai espalhar centenas de ovos de chocolate pelas cadeiras das arquibancadas, além de pintura e brincadeiras para as crianças nas rampas de acesso do estádio. Já na área VIP, o cardápio será característico para a data e haverá ainda um bolo de 1,80m.

O Fla-Flu pode quebrar o recorde de público do estadual até o momento, registrado em Flamengo 2 x 1 Vasco, com 51.085 pagantes e 56.020 presentes (renda de R$ 2.543.220).

Veja os valores setor por setor:
Norte/Sul: R$ 60 (meia: R$ 30) - ESGOTADO Flamengo
Leste Superior/Leste Inferior: R$ 100 (meia: R$ 50)
Oeste Inferior: R$ 100 (meia: R$ 50)
Maracanã Mais: R$ 165 (meia: R$ 105) - ESGOTADO

Pontos de venda:
- Maracanã
Das 10h às 19h15
- Laranjeiras (Sede do Fluminense) – Rua Álvaro Chaves, 41
Das 10h às 13h
- Gávea (Sede do Flamengo) – Rua Borges de Medeiros
Das 10h às 13h

Dono da "pintura" da semana contra o vasco, volante do Acre é flamenguista

O golaço marcado contra o Vasco, pela Copa do Brasil, na derrota por 2 a 1 do Rio Branco, na última quarta-feira (1º), no jogo de ida da competição nacional, na Arena da Floresta, na capital do Acre, rendeu ao volante Kinho, do Estrelão, a eleição de "pintura" da semana do programa 'É Gol!!!', do SporTV. O lance protagonizado pelo jogador acreano conquistou 55,11% dos votos do internautas, superando os gols marcados por Guerrero e Jadson, do Corinthians, na goleada por 4 a 0 sobre o Danúbio, pelo jovem meia Luan, do Grêmio, na vitória por 2 a 1 sobre o Campinense, e por Cauteruccio, do San Lorenzo, na vitória sobre o São Paulo por 1 a 0.

Depois de saber do resultado, Kinho, que é torcedor fanático do Flamengo, agradeceu a preferência dos internautas e aproveitou para cutucar o vasco.

Kinho, volante do Rio Branco-AC, é torcedor fanático do Flamengo (Foto: Manoel Façanha/Arquivo Pessoal) 
Kinho é torcedor do Flamengo; em 2006, atleta ainda estava na base do Estrelão (Foto: Manoel Façanha/Arquivo Pessoal)

- Como flamenguista, é sempre bom fazer gol no vasco. Tem um gostinho a mais, com certeza, além de ter podido ajudar meu time. Fazer um gol no vasco foi um sonho de flamenguista, mas fazer um golaço não tem preço. Agradeço pela oportunidade, à minha família, que sempre está ao meu lado, e aos meus companheiros do Rio Branco. Obrigado a todos que votaram no meu gol, continuarei trabalhando para honrar a camisa do Rio Branco - afirmou.

O volante disse que demorou a dormir após o encontro com o Cruz-Maltino e, lembrando o lance do gol, explicou como tomou a decisão de pegar de primeira a bola cruzada pelo lateral-esquerdo Léo.

- Consegui dormir, mas tarde, por causa da adrenalina da partida. Até em jogos do Campeonato Acreano é assim. A bola veio na medida. Era o que tinha que ser feito. Fiquei muito feliz - ressaltou.

Kinho, volante do Rio Branco-Ac (Foto: Duaine Rodrigues)A derrota por 2 a 1 foi considerada um bom resultado pelo Rio Branco, já que garantiu a realização do jogo de volta contra o Vasco, marcado para o dia 15 de abril, em São Januário. Segundo Kinho, o Estrelão está evoluindo e tem tudo para se apresentar ainda melhor na capital carioca. 

- Algumas peças chegaram e deram mais qualidade ao time. Além disso, o professor Zezito fez uma mudança tática, que achou que seria melhor, e temos jogado bem nos últimos jogos. Isso fez que com nosso time evoluísse até esse jogo contra o Vasco, tanto que jogamos de igual para o igual, tivemos chances de gol. Acredito que um empate teria sido um resultado justo - afirmou.

O Rio Branco encara o líder do Campeonato Acreano, Galvez, neste domingo (5), no estádio Florestão, na capital do Acre, às 17h30 (local). Kinho espera que o Alvirrubro entre com a mesma determinação da última quarta-feira para tentar quebrar a sequência invicta do Imperador e somar pontos para seguir no G-4 do estadual.

- Temos que com a mesma determinação, pois vamos enfrentar o líder. Precisamos nos manter concentrados o tempo inteiro - finalizou.


Liberado pelo Milan, Armero aguarda aval do Udinese para chegar ao Flamengo


Armero, Colômbia X El Salvador (Foto: Agência Reuters)
O Flamengo está muito próximo de anunciar Pablo Armero como reforço. Conforme previsto, as negociações foram intensificadas após o retorno do jogador dos amistosos com a seleção colombiana. Uma reunião está prevista para segunda-feira entre o empresário Luciano Ramalho e o Udinese para concluir o acordo. O lateral-esquerdo já se despediu do Milan, clube com o qual tinha contrato de empréstimo até o meio do ano e aguarda somente o aval para viajar para o Brasil na próxima semana.

O contrato de Armero com o Udinese se encerra junto com a temporada europeia, no fim de maio, e a tendência é que o clube italiano não coloque empecilhos para liberação - até porque não pode mais utilizar o jogador. A janela de transferências para jogadores vindos do exterior fecha no próximo dia 16 no Brasil.

Aprovado por Vanderlei Luxemburgo, com quem trabalhou nos tempos de Palmeiras, Armero vê com bons olhos o retorno ao futebol brasileiro também para não colocar em risco sua continuidade na seleção colombiana. Em uma temporada que conta com o início das eliminatórias para Copa do Mundo de 2018 e Copa América, o jogador sabe da importância de ser visto em campo para não perder espaço. Em 2015, foram apenas três jogos pelo Milan - o último em 24 de janeiro.

Experiente, Armero chegaria para disputar posição com Anderson Pico, que reina absoluto na lateral esquerda. Contratado como aposta ao ASA de Arapiraca, Thallyson não correspondeu nas oportunidades que teve e ligou o sinal de alerta nos bastidores do Ninho do Urubu. Além destes, o jovem Jorge, de 18 anos, está à disposição de Luxa para a posição.

Com faixa, torcedores do Flamengo protestam em frente à sede da Ferj



Pela manhã, muitos torcedores do Flamengo acompanharam ao último treino do time antes do Fla-Flu, na Gávea. Lá mesmo protestaram contra a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj)  e prestaram apoio ao técnico Vanderlei Luxemburgo, que teve seu efeito suspensivo negado para comandar a equipe no clássico. Após a atividade, um grupo foi até a sede da Ferj protestar.

Os torcedores estenderam uma enorme faixa na porta da entrada principal da entidade, que fica bem próxima ao Maracanã, palco do clássico deste domingo. O protesto foi pacífico e durou apenas alguns minutos.

Faixa Protesto Ferj (Foto: GloboEsporte.com) 
Faixa estendida por torcedores do Flamengo em frente à sede da Ferj, neste sábado (Foto: GloboEsporte.com)

Antes mesmo da punição imposta pelo TJD-RJ ao técnico Vanderlei Luxemburgo, o Flamengo já era contrário à forma como a Ferj comanda o futebol carioca. O Rubro-Negro tem o Fluminense, adversário em campo deste domingo, como aliado. Rubens Lopes, presidente da entidade, é um dos principais alvos da dupla Fla-Flu. 

Ao som de "ei, Ferj, vai tomar no ...",



Vanderlei Luxemburgo definiu a escalação para o clássico: Paulo Victor, Pará, Wallace, Bressan e Anderson Pico; Jonas, Márcio Araújo e Gabriel; Marcelo Cirino, Alecsandro e Paulinho.

Flamengo encerra preparação para clássico com apoio da torcida e ao som de "ei, Ferj, vai tomar no ..."

Ao som de "ei, Ferj, vai tomar no ...", o Fla fez apenas um recreativo na Gávea.



O Flamengo trocou o Ninho do Urubu pela Gávea na véspera do clássico contra o Fluminense e atraiu centenas de torcedores. O público incentivou bastante os jogadores no último treinamento antes do Fla-Flu, marcado para as 18h30 deste domingo, no Maracanã. Em campo, observaram uma movimentação descontraída dos jogadores.

Flamengo Alecsandro (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Alecsandro é jogado para o alto na atividade rubro-negra (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

- É bom treinar na Gávea. Entramos no clima de clássico mais cedo - disse o zagueiro Wallace.

Vanderlei Luxemburgo, que suspenso não estará à beira do campo, comandou um treino leve, com o rachão roubando a cena em boa parte da atividade. Fora da partida, o trio Everton, Canteros e Arthur Maia correu em volta do gramado. Os três estão sendo preparados para as semifinais do Carioca.

Flamengo Gávea Torcida (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Torcida estende faixa e marca presença na Gávea (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Muitos parentes dos atletas assistiram ao treino, com os filhos dos jogadores tendo suas entradas liberadas em campo no final. O presidente Eduardo Bandeira de Mello marcou presença, vestindo a camisa Papagaio de Vintém.

Todos os ingressos para o setor Norte, destinados à torcida do Flamengo, foram esgotados. O torcedor rubro-negro ainda pode comprar seu bilhetes para os setores Leste, Oeste e Maracanã Mais, todos mistos. O time lidera o Carioca com 32 pontos e assegura vaga nas semifinais com um empate no clássico.

Flamengo Marcelo Cirino (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Marcelo Cirino distribui autógrafos para os torcedores (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
 


Na véspera do Fla-Flu, Wallace dispara contra punição de Luxemburgo: 'Ditatorial'



Bonsucesso x Flamengo -  Wallace e Matheus Savio (Foto: Wagner Meier/LANCE!Press)

A suspensão de Vanderlei Luxemburgo por ter dito que a imprensa "deveria dar porrada na Ferj" ainda repercute. Prova disso é que neste sábado, em treino realizado na Gávea, o zagueiro e capitão rubro-negro, Wallace, saiu em defesa do treinador e foi enfático ao comentar a pena. Para ele, a decisão do TJD lembra os tempos da ditadura.

- Olha, primeiro ponto. Essa punição foi ditatorial sobre o nosso treinador. A gente fala de democracia no Brasil e sobre liberdade de expressão. Quando você defende seus ideais e é punido vive em uma ditadura. Não sabemos o que vai ser feito, mas sei que tem que ser feito. O Flamengo e Fluminense tem discordado da Federação. Vamos ver o que vai ter que ser feito (protesto no clássico) e fazer talvez algo pacífico - afirmou o jogador, falando sobre a ausência do treinador no clássico:

- Eles (Luxemburgo) passou as recomendações. Mas vai fazer falta dentro de campo. O Vanderlei é importante, tem a palavra no intervalo. Mas todas as informações do Fluminense que quer que façamos passou sim. O Deivid como auxiliar vai trabalhar e fazer o melhor para ajudar.

Imprensa europeia repercute protesto de Luxemburgo contra punição


O protesto de Vanderlei Luxemburgo colocando um esparadrapo na boca contra sua punição por dois jogos no Carioca ganhou o mundo. Neste sábado, vários jornais europeus repercutiram a atitude do treinador do Flamengo, em especial os espanhois. O técnico dirigiu o Real Madrid em 2005.

A imprensa europeia explicou o motivo da suspensão de Luxemburgo e resumiu a briga entre Flamengo e Fluminense contra a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj). O jornal Marca, de Madri, por exemplo, trata o caso como uma "guerra" entre a dupla Fla-Flu e a Ferj. 

O treinador foi suspenso pelo TJD-RJ por dois jogos por ter feito críticas ao Campeonato Carioca na semana passada. Antes, já havia criticado a relação entre o presidente da federação Rubens Lopes e Eurico Miranda, mandatário do Vasco.

Mosaico Mordaça: Imprensa europeia repercute atitude de Luxemburgo flamengo (Foto: Editoria de Arte) 
Algumas chamadas da imprensa europeia sobre o protesto de Luxemburgo na sexta-feira (Foto: Editoria de Arte)

Fla-Flu: torcida do Mengão esgota ingressos para o setor Norte


A procura por ingressos para o Fla-Flu deste domingo, às 18h30, no Maracanã, continua grande. Na manhã deste sábado, o setor Norte, destinado à torcida do Flamengo e localizado atrás de um dos gols, teve os seus bilhetes esgotados. Agora, o torcedor rubro-negro pode comprar entradas apenas para os setores Leste, Oeste ou Maracanã Mais, todos mistos. O setor Sul é apenas para os tricolores.

Até o começo da noite, o Maracanã divulgará quantos ingressos já foram vendidos de forma antecipada e o esquema de compra para domingo. Até sexta-feira, quase 25 mil bilhetes tinham sido comercializados para o clássico.

O Fla-Flu pode quebrar o recorde de público do estadual até o momento, registrado em Flamengo 2 x 1 Vasco, com 51.085 pagantes e 56.020 presentes (renda de R$ 2.543.220).

Veja os valores setor por setor:
Norte/Sul: R$ 60 (meia: R$ 30) - NORTE FLAMENGO ESGOTADO
Leste Superior/Leste Inferior: R$ 100 (meia: R$ 50)
Oeste Inferior: R$ 100 (meia: R$ 50)
Maracanã Mais: R$ 165 (meia: R$ 105)   

Pontos de venda:
- Maracanã
De quinta a domingo, das 10h às 17h (no dia da partida até o fim do primeiro tempo)
- Engenhão (Bilheteria Sul) – Rua Arquias Cordeiro, s/nº
De quinta a sábado, das 10h às 17h
- Laranjeiras (Sede do Fluminense) – Rua Álvaro Chaves, 41
De quinta a domingo, das 10h às 17h (No dia da partida até as 13h)
- Sede Caio Martins – Rua Presidente Backer, s/nº, Icaraí, Niterói
De quinta a sábado, das 10h às 17h
- Cariocas FC – Madureira – Rua Dias da Cruz, 255, Shopping Méier
De quinta a sábado, das 10h às 17h (na sexta as bilheterias funcionarão das 13h às 17h)
- Cariocas FC – Shopping Nova América Avenida Pastor Martin Luther King Jr, 126
De quinta a sábado, das 10h às 17h (na sexta as bilheterias funcionarão das 13h às 17h)
- WQS Via Brasil – Rua Itarepa, 500 – Irajá
De quinta a sábado, das 10h às 17h (na sexta as bilheterias funcionarão das 13h às 17h)

Pontos de venda e troca para sócio-torcedor do Flamengo:
- Gávea (Sede do Flamengo) – Rua Borges de Medeiros
De quinta a domingo, das 10h às 17h (No dia da partida até as 12h)
- Barra da Tijuca (FlaBoutique) – Av das Américas, 7607 Loja 151
De quinta a sábado, das 10h às 17h 
- Tijuca (FlaBoutique) – R. Conde de Bonfim, 685 Loja D
De quinta a sábado, das 10h às 17h 
- Andaraí (FlaBoutique/Iguatemi) – R. Barão de São Francisco, 236 Loja 15
De quinta a sábado, das 10h às 17h 
- Maracanã (Container Mata Machado)
De quinta a domingo, das 10h às 17h (no dia da partida até o final do 1º tempo) 
- Largo do Machado (Flaboutique) – R.Largo do Machado 29 Loja 40 Galeria Condor
De quinta a sábado, das 10h às 17h

Com grande atuação no 4º quarto, Flamengo devolve revés do turno e bate Limeira

O jogo pela última rodada da fase de classificação do NBB 7 entre Flamengo e Limeira não valia briga por vaga na tabela, mas nem precisava. O "amistoso de luxo" do terceiro contra o segundo colocado do campeonato, por si só, já era motivador para ambos os lados. Os presentes ao Tijuca, nesta noite de sexta-feira, puderam, com exceção do último quarto, ver o encontro em alto nível de dois dos favoritos ao título nacional. Com grande atuação dos rubro-negros nos 10 minutos finais, facilitada pela troca do técnico de Limeira, Dedé Barbosa, que optou por dar mais rodagem aos seus reservas, os mandantes devolveram a derrota do turno e venceram o desfalcado vice-líder, sem Nezinho e Rafael Mineiro, recuperando-se de dengue, por 86 a 70 (38 a 32). Essa foi a 12ª vitória consecutiva do time de José Neto na competição.

- A gente veio com uma proposta na viagem e isso foi passado pros atletas para dar ritmo e testar os meninos. Como Mogi perdeu pro Bauru, na rodada antecipada de terça-feira, não tinha a questão de mudança na tabela. Para os meninos foi muito bom, precisavam deste teste, jogar com pressão, com esse time do Flamengo, com uma torcida dessa. Acho que valeu muito e fico feliz que o grupo entendeu. Aqui não tem ego, isso me deixa feliz - explicou a surpreendente decisão o treinador de Limeira.

Flamengo x LImeira, NBB, basquete, Ginásio do Tijuca (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo) 
Com grande atuação no segundo tempo, Laprovittola comandou o Flamengo na vitória sobre o Limeira
(Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
O Flamengo teve como destaque dois jogadores em dois tempos distintos. No primeiro, especialmente no segundo quarto, Marquinhos mandou e desmandou no jogo. Ele fez 16 pontos e quatro rebotes, fechando a partida com 17 pontos e seis rebotes. No segundo, o "dono da bola" foi Nico Laprovittola. Se quando Marquinhos reinou, ele foi discreto, com apenas três pontos, na volta do vestiário o argentino meteu mais 20, terminando o jogo com 23 pontos, e o título de cestinha. Herrmann, com 14 pontos, 12 em bolas de três, Olivinha, com 12 e nove rebotes, e Cristiano Felício, com 10 e quatro, também foram bem. Com 12m30 em quadra, Marcelinho errou os seis arremessos que tentou e saiu zerado.

Mesmo com atuação abaixo do seu padrão, o americano David Jackson foi quem mais pontuou para o Limeira (15). Ronald Ramon (14) e Bruno Fiorotto (13) vieram logo a seguir.

Agora, as equipes têm quase 20 dias de descanso, já que não atuarão nas oitavas de final, benefício aos times que terminam entre os quatro primeiros. Nos playoffs, o Rubro-Negro vai encarar o vencedor de Paulistano e São José. Já o Limeira pega quem passar de Pinheiros e Brasília.

Flamengo x LImeira, NBB, basquete, Ginásio do Tijuca (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo) 
Herrmann teve boa atuação na vitória do Flamengo sobre o LImeira (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Limeira vai quente de trÊs, mas Marquinhos comanda virada

O equilíbrio na tabela foi demonstrado em quadra. Com defesas compactas, fechando seus garrafões, e aproveitamento de 30% nos arremessos de dois, Flamengo e Limeira fizeram um primeiro quarto de placar baixo (16 a 11). Os cinco pontos de vantagem a favor dos paulistas só existiram graças aos chutes de fora. Foram três no período - dois de Ronald Ramon e um de Matheus Dalla - contra um de Marquinhos.

Tudo o que não caiu a favor do Flamengo nos 10 minutos iniciais passou a cair na primeira metade do segundo quarto. "On fire", Marquinhos tomou conta do jogo e foi responsável por 11 pontos seguidos; Herrmann por mais seis. Ao todo, foram cinco bolas de três, praticamente, seguidas. Atônito, o Limeira não pontuava e via a corrida rubro-negra de 17-2  transformar uma vantagem de cinco para uma desvantagem de 10 (28 a 18). Dedé parou o jogo. Neto descansou Marquinhos no banco. O cenário mudou. O atual vice-líder teve nova postura: a marcação encaixou e a bola entrou (28 a 26). Herrmann ainda meteu mais uma de três, a sexta do Flamengo no quarto e colaborou para que o Rubro-Negro fosse pro vestiário vencendo por seis (38 a 32). Com 16 pontos e quatro rebotes, Marquinhos foi "o cara" do primeiro tempo.

Flamengo x LImeira, NBB, basquete, Ginásio do Tijuca (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo) 
Marquinhos foi o destaque do primeiro tempo, quando marcou 16 pontos (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Dedé segura estrelas no 4º quarto, e Fla vence fácil

O Limeira mudou a tática de boa parte do primeiro tempo. Ao invés de criar as jogadas para os chutes de fora, que apresentavam baixo aproveitamento (23%), a equipe passou a atuar mais dentro da área pintada, com os "baixinhos" Ronald Ramon e David Jackson infiltrando entre os gigantes rubro-negros. A dupla de gringos, até então apagada, anotou 19 pontos no quarto, sendo 11 do americano. Quando a bola não caía, Bruno Fiorotto subia alto para pegar rebotes (5) e pontuar (7). O trio foi o responsável pela retomada da liderança ao final do período (61 a 60). O Flamengo conseguia acompanhar o rival, com boa qualidade no ataque. Se Marquinhos não conseguia repetir a atuação da etapa inicial, Laprovittola assumia a batuta e cravava 10 pontos. Mas, defensivamente, o time de José Neto não conseguia segurar o de Dedé.

O último quarto começou com uma decisão do técnico do Limeira, Dedé Barbosa, em poupar seus principais jogadores. Ele tirou de quadra seu trio que mais incomodava e colocou os garotos para ganhar rodagem. O Limeira perdeu poder de fogo e quase não pontuou mais. David Jackson, Ronald Ramon e Bruno Fiorotto viram do banco, o Flamengo, que também segurou Herrmann e Jerome Meyinsse, atropelar na parcial, com atuações de Laprovittola (10 pontos) Olivinha (Olivinha, oito pontos e sete rebotes) e Cristiano Felício (oito pontos e três rebotes). A vitória por 86 a 70, com 26 a 9 no quarto, fez o atual bicampeão chegar ao seu 12º jogo sem perder. Com 20 pontos no segundo tempo, o armador argentino tomou o "troféu" de Marquinhos.

Escalações

Flamengo: Laprovittola (23), Benite (6), Marquinhos (17), Olivinha (12) e Meyinsse (4). Entraram: Gegê (0), Marcelinho (0), Herrmann (14), Léo (0), Cristiano Felício (10), Mingau (0) e Gigante (0).
Tec: José Neto

Limeira: Ronald Ramon (14), David Jackson (15), Matheus Dalla (3), Hayes (7) e Bruno Fiorotto (13). Entraram: Deryk (3), Higor (0), Matheus P. (8), Guilherme Teichmann (5) e Dú Sommer (2).
 Tec: Dedé Barbosa




Info PLAYOFFs NBB (Foto: infoesporte)

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Márcio Araújo vê Flamengo forte mesmo sem Luxa: "Não é desculpa, é motivação"


Marcio Araujo, treino Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
Um Flamengo seguro de si, mesmo sem seu comandante na beira do campo. Pelo menos, é o que garante Márcio Araújo. Tema central do Rubro-Negro ao longo da última semana, a suspensão de dois jogos imposta pelo TJD-RJ a Vanderlei Luxemburgo, por indisciplina, parece não ter afetado o vestiário. Apesar da importância evidente do comandante, o volante ressaltou a sintonia entre o elenco e Deivid, que será responsável pelas orientações no banco de reservas, e garante que toda situação só motiva ainda mais para o Fla-Flu de domingo.

- É como ele (Vanderlei) conversou no vestiário. Está uma situação bem definida. Já vinha trabalhando isso e aconteceu. O Deivid nos acompanha em todos os jogos, participa de todos os treinamentos e tem aprendido muito. Não vai ter problema algum. Não fomos pegos de surpresa. Não é desculpa, é motivação.

Líder do Carioca, o Flamengo se garante na semifinal com um empate e pode até mesmo ser campeão antecipado da Taça Guanabara em caso de vitória. Márcio Araújo chamou a atenção para o caráter decisivo do clássico, que pode complicar ainda a vida do Fluminense, que está fora do G-4.

 - É uma semana decisiva, está chegando na reta final do Carioca, define situação de classificação, título da Taça GB... Foi uma semana cheia, deu para trabalhar bastante e queremos fechar com chave de ouro.

Em coletivo na manhã de sexta-feira, Vanderlei Luxemburgo acabou com o mistério e confirmou o Flamengo sem improvisos, com Jonas no meio-campo e Anderson Pico na lateral. Durante a atividade, o treinador demonstrou preocupação especial com as bolas paradas. Márcio Araújo comentou o tema:

- Em clássico, temos que trabalhar muito mais, até pela qualidade do adversário na bola parada. O Vanderlei explica muito a maneira que gosta de marcar dentro da área e isso faz até com que os adversários mudem a forma de bater na bola. Temos que estar atentos a tudo. Em clássico, um detalhe faz a diferença.

O clássico válido pela 14ª rodada do Carioca acontece às 18h30m (de Brasília) de domingo, no Maracanã. Na manhã de sábado, o Rubro-Negro faz na Gávea o último trabalho antes do clássico. Com 32 pontos, o Flamengo, que ainda treina na manhã de sábado, é o líder do Campeonato Carioca e se garante na semifinal com um empate. Caso vença, torcerá por igualdade entre Botafogo e Madureira, além de um tropeço do vasco contra o Friburguense, para ser campeão antecipado da Taça Guanabara.

Fla-Flu: clássico tem 26 mil ingressos vendidos de forma antecipada



Até o meio da tarde desta sexta-feira, 26.056 torcedores já compraram ingressos para o clássico entre Flamengo e Fluminense, marcado para este domingo, às 18h30, no Maracanã, pela penúltima rodada da primeira fase do Campeonato Carioca. A comercialização continua até o dia do jogo.

O Fla-Flu pode quebrar o recorde de público do estadual até o momento, registrado em Flamengo 2 x 1 Vasco, com 51.085 pagantes e 56.020 presentes (renda de R$ 2.543.220).

Os preços cobrados para arquibancada (R$ 60 e R$ 100) são iguais aos de Flamengo x vasco e são os mais caros dos clássicos até aqui no Carioca. Botafogo x Flamengo, Fluminense x Botafogo e Vasco x Botafogo, todos realizados no Maracanã, tiveram ingressos para os mesmos setores a R$ 60 e R$ 80, R$ 40 e R$ 60 e R$ 40 e R$ 60, respectivamente. Já o duelo Fluminense x vasco, no Engenhão, teve entradas nos valores de R$ 30 a R$ 60.

Veja os valores setor por setor:
Norte/Sul: R$ 60 (meia: R$ 30)
Leste Superior/Leste Inferior: R$ 100 (meia: R$ 50)
Oeste Inferior: R$ 100 (meia: R$ 50)
Maracanã Mais: R$ 165 (meia: R$ 105)   

Pontos de venda:
- Maracanã
De quinta a domingo, das 10h às 17h (no dia da partida até o fim do primeiro tempo)
- Engenhão (Bilheteria Sul) – Rua Arquias Cordeiro, s/nº
De quinta a sábado, das 10h às 17h
- Laranjeiras (Sede do Fluminense) – Rua Álvaro Chaves, 41
De quinta a domingo, das 10h às 17h (No dia da partida até as 13h)
- Sede Caio Martins – Rua Presidente Backer, s/nº, Icaraí, Niterói
De quinta a sábado, das 10h às 17h
- Cariocas FC – Madureira – Rua Dias da Cruz, 255, Shopping Méier
De quinta a sábado, das 10h às 17h (na sexta as bilheterias funcionarão das 13h às 17h)
- Cariocas FC – Shopping Nova América Avenida Pastor Martin Luther King Jr, 126
De quinta a sábado, das 10h às 17h (na sexta as bilheterias funcionarão das 13h às 17h)
- WQS Via Brasil – Rua Itarepa, 500 – Irajá
De quinta a sábado, das 10h às 17h (na sexta as bilheterias funcionarão das 13h às 17h)

Pontos de venda e troca para sócio-torcedor do Flamengo:
- Gávea (Sede do Flamengo) – Rua Borges de Medeiros
De quinta a domingo, das 10h às 17h (No dia da partida até as 12h)
- Barra da Tijuca (FlaBoutique) – Av das Américas, 7607 Loja 151
De quinta a sábado, das 10h às 17h
- Tijuca (FlaBoutique) – R. Conde de Bonfim, 685 Loja D
De quinta a sábado, das 10h às 17h
- Andaraí (FlaBoutique/Iguatemi) – R. Barão de São Francisco, 236 Loja 15
De quinta a sábado, das 10h às 17h
- Maracanã (Container Mata Machado)
De quinta a domingo, das 10h às 17h (no dia da partida até o final do 1º tempo)
- Largo do Machado (Flaboutique) – R.Largo do Machado 29 Loja 40 Galeria Condor
De quinta a sábado, das 10h às 17h

Sem mistério, Luxa confirma Flamengo com Pico e Jonas no clássico


Antes do protesto, o trabalho. E Vanderlei Luxemburgo trabalhou bastante na manhã desta sexta-feira no Ninho do Urubu. Impedido de comandar a equipe na beira do campo no clássico de domingo, contra o Fluminense, o treinador tratou de ajustar todos os detalhes da equipe no terceiro coletivo da semana. Sem mistérios, fez alterações e mandou para campo uma formação mais tradicional, com Jonas e Anderson Pico nos lugares de Lucas Mugni e Luiz Antonio, respectivamente.

Treino do Flamengo (Foto: Cahê Mota) 
Treino desta sexta-feira definiu o time do Flamengo para o clássico (Foto: Cahê Mota)

Depois de treinar um time ofensivo quarta e quinta-feira, Luxa deixou de lado os improvisos. Anderson Pico, que não sente mais dores no joelho operado, atuará na lateral esquerda, com Pará na direita. Já a ideia de escalar Lucas Mugni como volante ficou para uma próxima oportunidade. Recuperado da torção no tornozelo que o tirou das últimas partidas, Jonas formará o meio-campo com Márcio Araújo e Gabriel. O Fla que pega o Flu terá Paulo Victor, Pará, Bressan, Wallace e Anderson Pico; Jonas, Márcio Araújo e Gabriel; Marcelo Cirino, Alecsandro e Paulinho.

Na atividade desta sexta-feira, Vanderlei deu ênfase aos lances de bola parada, principalmente defensivas. Pedindo que as jogadas não fossem filmadas por privacidade, treinou muito e orientou posicionamento. Curiosamente, foram poucas as vezes em que tratou cobranças de escanteio. O foco era nas faltas laterais, vindas da intermediária, e Matheus Sávio era o responsável pelos chutes.

Na manhã de sábado, o Rubro-Negro faz na Gávea o último trabalho antes do clássico. Com 32 pontos, o Flamengo, que ainda treina na manhã de sábado, é o líder do Campeonato Carioca e se garante na semifinal com um empate. Caso vença, torcerá por igualdade entre Botafogo e Madureira, além de um tropeço do Vasco contra o Friburguense, para ser campeão antecipado da Taça Guanabara.

Narrador elogia protesto de Luxa: "Um dos mais lúcidos do futebol brasileiro"



Suspenso de dois jogos no comando do Flamengo por ter criticado a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, o treinador Vanderlei Luxemburgo declarou que não irá ao estádio acompanhar o clássico contra o Fluminense, neste domingo, pelo Campeonato Carioca e usou um esparadrapo na boca para protestar contra a decisão. As palavras do técnico, que criticou o que considera ser censura por parte da Ferj e do TJD-RJ, ganharam elogios dos convidados do “Redação SporTV”. O narrador Evaldo José, da Rádio CBN, disse que Luxa possui razão em sua manifestação e fez um depoimento a favor do futebol.
 
Luxemburgo, coletiva Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)- Tenho muitas críticas ao Vanderlei, muitas reservas, mas testemunhamos um dos depoimentos mais lúcidos do futebol brasileiro. Como cidadão, em primeiro lugar, porque é absurda a medida. O camarada não poder fazer uma crítica. Não é pessoal, é uma instituição que adota uma medida que de fato não funciona. É uma punição no seu ambiente de trabalho. Está punido como profissional do Flamengo por ter opinado como cidadão. Acaba de dar um depoimento que é interessantíssimo para um país que está começando a viver com a democracia.

A punição do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro contra Luxemburgo veio após o treinador dizer que a imprensa carioca deveria “dar porrada” na Ferj. O treinador declarou que a entidade prejudica o futebol ao impedir que mais de cinco jogadores da base sejam usados no Carioca. O órgão puniu o treinador por considerar suas declarações antidesportivas.

Luxa não terá acesso sequer ao vestiário do Flamengo no clássico diante do Fluminense. O Rubro-Negro será comandado pelo auxiliar do treinador, o ex-jogador do Fla Deivid. O duelo acontece no Maracanã, às 18h30 (de Brasília), e é válido pela 14ª rodada do Carioca. O Flamengo é o líder da competição, com 32 pontos, enquanto o Tricolor é o quinto, com 28.


Luxemburgo põe fita adesiva na boca em protesto contra a Ferj


Palavras firmes e uma imagem emblemática. Vanderlei Luxemburgo se posicionou nesta sexta-feira a respeito da suspensão de dois jogos recebida no Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ). Sem abrir espaço para perguntas, o treinador do Flamengo entrou na sala de coletivas do Ninho do Urubu para pronunciamento definitivo após ter uma liminar que o permitiria comandar a equipe no Fla-Flu de domingo concedida na quarta-feira e cassada no dia seguinte. Primeiro, falou como profissional. Depois, como cidadão. Por fim, "amordaçou-se", colocando um esparadrapo na boca e deixou o local.

O comandante rubro-negro adiantou que, em decisão conjunta com Eduardo Bandeira de Mello, não irá ao Maracanã sequer para ver o clássico - Deivid comandará a equipe. Na parte mais firme do pronunciamento, Vanderlei disse sentir-se censurado, garantiu que não irá baixar a guarda diante das sanções e bradou pelo seu direito de expressão. Confira abaixo a declaração do treinador na íntegra:

Luxemburgo, coletiva Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)Luxemburgo põe fita na boca em protesto com a Ferj e o TJD-RJ (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

- Conto com a colaboração de vocês para não ter perguntas, respeitando o meu momento. É só um pronunciamento em função das coisas que estão acontecendo. Acho importante meu posicionamento como cidadão e como profissional. Não é a primeira vez que fico fora de um jogo suspenso. Já aconteceu outras vezes e fui campeão, ganhei. Não vejo como problema para equipe, não vai existir algum tipo de prejuízo. Temos um processo trabalhado com o Deivid. É um situação do futebol, até por expulsão. Os jogadores sabem das nossas propostas. Já aconteceu uma situação em Macaé, onde o Paulo Victor não pôde atuar e tínhamos decisões. Por decisão minha, conversando com a presidência, se não posso estar no vestiário, não estarei no Maracanã, não vou ao jogo. Me senti prejudicado e não tem motivo para estar em um local onde não exercerei meu direito de trabalho. Vou ver o jogo como torcedor. Agora, como cidadão, em um momento importante do Brasil, onde estivemos recentemente uma eleição para presidente da República com debates ferrenhos, acusações, ideias, movimentos ruins de violência, onde confundiram processo democrático com violência e a população não aceitou. Em seguida, tivemos movimentos democráticos a favor e contra o governo. O direito do povo brasileiro foi conquistado através de lutas para quebramos a ditadura, direito de se expressar sem repressão. Não pode, em 2015, em um órgão importante do Rio de Janeiro, voltarmos a viver um momento de ditadura. Começamos lá atrás com a queda de um presidente e está na constituição o direito de liberdade de ir e vir, que não pode ser quebrado. Me senti violentado e agredido como cidadão. Já fiz muitas coisa que mereci ser punido. O que fiz foi buscar o melhor para o povo brasileiro. Em um momento onde tomamos uma derrota de 7 a 0 (7 a 1), busquei um caminho. Não me posicionei contra nenhum dirigente, mas contra qualquer federação que impeça jovens de jogar futebol. Quando usei o termo porrada, não era dar porrada na mão, foi um termo que usamos constantemente, vejo constantemente ser usado na televisão. Não foi tentativa de mandar agredir ninguém. Não podemos buscar através do futebol a moralidade de um segmento que não tem moral. Como cidadão brasileiro, venho repudiar. Vou continuar sendo da forma que sempre fui e vou seguir criticando o que achar que deve ser criticado. Nunca fui de ficar atrás de nada. Vou continuar buscando viver em um país melhor e que minhas filhas e meus netos encontrem um processo democrático ainda melhor. Não vão me calar de jeito nenhum. Se quiserem me tirar do Carioca, que me tirem. Só vou me posicionar quando tiver o meu direito de liberdade.
 
Com dez desfalques para enfrentar o Bangu, na última quarta-feira, Luxemburgo atacou a Ferj por não poder buscar alternativas nas categorias de base. Por regulamento, só é permitido levar cinco juniores para as partidas do Campeonato Carioca.

Luxemburgo, coletiva Flamengo (Foto: Cahê Mota)- Tem que dar porrada na federação. Vou impedir o Bressan de ser convocado para a seleção olímpica? A federação só quer que tenha cinco amadores (juniores) inscritos. Tenho o Leonardo. O trabalho do Flamengo na base está excelente. Não temos quatro, temos cinco zagueiros. Um convocado (Bressan), o Samir está lesionado e o Wallace, suspenso. Temos 23 jogadores, mais quatro a sete do departamento amador. Aí acontece tudo para que a gente possa buscar no departamento amador. Hoje tenho o Sávio, Baggio, Jorge e Jajá. Não poderia pegar um zagueiro também? Não, porque só podem cinco inscritos dos juniores, e já tinha o Daniel como terceiro goleiro. O culpado sou eu ou o futebol está feito de maneira equivocada? O que posso falar? - disse, na ocasião.

No dia 20, dois dias antes do clássico diante do Vasco, Luxemburgo já havia criticado Rubens Lopes por ter assistido ao jogo do time cruz-maltino contra o Nova Iguaçu no camarote do presidente vascaíno, Eurico Miranda, em São Januário.

Luxemburgo foi punido com dois jogos de suspensão pela fala contra a Federação. O departamento jurídico do clube chegou a conseguir uma liminar liberando o técnico para o Fla-Flu. No entanto, um dia depois, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) voltou atrás a pedido da Procuradoria do TJD-RJ - órgão que já havia negado efeito suspensivo para o caso. Agora, o treinador terá que aguardar o julgamento do recurso no Pleno do TJD-RJ, ainda sem data para acontecer.

O efeito suspensivo favorável ao Flamengo na última quarta havia sido concedido pelo vice-presidente do STJD, Ronaldo Piacente, mas o presidente Caio Rocha teve um entendimento diferente do caso e mudou a decisão nesta quinta. De acordo com a Procuradoria do TJD-RJ, a liminar que liberava Luxa abriria uma jurisprudência perigosa, que levaria outras equipes de torneios regionais a impetrarem a medida como forma de evitar que os denunciados condenados cumpram suas penalidades dentro das competições em curso.

Luxemburgo não poderá sequer ter acesso ao vestiário do Flamengo no clássico. Com isso, Deivid, ex-atacante rubro-negro e atual auxiliar do treinador, é quem deve comandar a equipe neste domingo, no Maracanã.

quinta-feira, 2 de abril de 2015

STJD volta atrás, reconsidera liminar sobre Luxa e tira treinador do Fla-Flu


Deivid treino Flamengo (Foto: Ivan Raupp)
Depois de muito vai e vem, Vanderlei Luxemburgo está fora do Fla-Flu deste domingo, no Maracanã, pela 14ª rodada do Campeonato Carioca. Um dia depois de ter concedido uma liminar que liberava o técnico rubro-negro da pena de dois jogos de suspensão imposta pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ), por conta de críticas à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) voltou atrás na noite desta sexta-feira a pedido da Procuradoria do TJD-RJ - órgão que já havia negado efeito suspensivo para o caso. Agora, o treinador terá que aguardar o julgamento do recurso no Pleno do TJD-RJ, ainda sem data para acontecer.

O efeito suspensivo favorável ao Flamengo na última quarta havia sido concedido pelo vice-presidente do STJD, Ronaldo Piacente, mas o presidente Caio Rocha teve um entendimento diferente do caso e mudou a decisão nesta quinta. De acordo com a Procuradoria do TJD-RJ, a liminar que liberava Luxa abriria uma jurisprudência perigosa, que levaria outras equipes de torneios regionais a impetrarem a medida como forma de evitar que os denunciados condenados cumpram suas penalidades dentro das competições em curso.

- Não se quer aqui avalizar o mérito do que foi decidido pela Comissão do TJD ou pelo relator do Pleno do TJDRJ. O fato é que, mesmo que se discorde do que restou decidido, a Justiça Desportiva é um sistema, previsto na Constituição Federal, e regido pela Lei Pelé. Referido sistema prevê ritos que não podem ser excepcionados, princípios que devem ser observados, ainda que não se concorde com uma decisão eventualmente proferida. Dessa forma, o legislador visou evitar que um ponto de vista isolado prevalecesse sobre a decisão resultante de um processo. Decisão esta que é, bem ou mal, produto de um desenvolvimento complexo, que é o processo jusdesportivo. Não fosse este o intuito do legislador, bastaria existir um julgador único a decidir isoladamente o destino de todos os processos - explicou Caio Rocha ao site do STJD.

Luxemburgo não poderá sequer ter acesso ao vestiário do Flamengo no clássico. Com isso, Deivid, ex-atacante rubro-negro e atual auxiliar do treinador, é quem deve comandar a equipe neste domingo, no Maracanã.

Entenda o caso

Com dez desfalques para enfrentar o Bangu na última quarta, Luxemburgo atacou a Ferj por não poder buscar alternativas nas categorias de base. Por regulamento, só é permitido levar cinco juniores para as partidas do Campeonato Carioca.

- Tem que dar porrada na federação. Vou impedir o Bressan de ser convocado para a seleção olímpica? A federação só quer que tenha cinco amadores (juniores) inscritos. Tenho o Leonardo. O trabalho do Flamengo na base está excelente. Não temos quatro, temos cinco zagueiros. Um convocado (Bressan), o Samir está lesionado e o Wallace, suspenso. Temos 23 jogadores, mais quatro a sete do departamento amador. Aí acontece tudo para que a gente possa buscar no departamento amador. Hoje tenho o Sávio, Baggio, Jorge e Jajá. Não poderia pegar um zagueiro também? Não, porque só podem cinco inscritos dos juniores, e já tinha o Daniel como terceiro goleiro. O culpado sou eu ou o futebol está feito de maneira equivocada? O que posso falar? - disse.

No dia 20, dois dias antes do clássico diante do vasco, Luxemburgo já havia criticado Rubens Lopes por ter assistido ao jogo do time cruz-maltino contra o Nova Iguaçu no camarote do presidente vascaíno, Eurico Miranda, em São Januário.

- Tudo o que está sendo falado faz parte de uma rivalidade muito grande de vasco e Flamengo. A única coisa que não faz parte é saber que o presidente da Ferj está frequentando o camarote do presidente do Vasco. O que não faz parte é o presidente do Vasco estar sentado na cadeira do presidente da Federação em algum momento. Isso tudo é que não faz parte do jogo do futebol. Eu não tenho nenhuma preocupação quanto ao árbitro. Eu reclamo, gesticulo. Antigamente, eu ofendia, agora não. O que me preocupa mesmo é essa relação - afirmou, antes do clássico.

Fla-Flu: primeiro dia de venda no Rio fecha com 15 mil ingressos do clássico

O primeiro dia de venda de ingressos em postos físicos do Rio de Janeiro, para o Fla-Flu deste domingo, empolgou os torcedores e terminou com 15.087 bilhetes comercializados, equivalente a 26,6% da carga total disponível ao público, que é de 56.643 - há ainda 12.746 gratuidades e 3.850 cortesias. As vendas continuam nesta sexta-feira pela cidade, das 10h às 17h, ou pela internet, pelo site do Maracanã (www.maracana.com). Os preços vão de R$ 60 a R$ 165 - valores inteiros. Há meia-entrada para estudantes. A partida será realizada às 18h30 (de Brasília) deste domingo, no Maracanã, e os juniores das duas equipes se enfrentam na preliminar às 16h15, válida pelo Campeonato Carioca sub-20.

Fila em busca de ingressos Fla x Flu (Foto: Fred Huber) 
Maracanã recebeu longas filas nesta quinta-feira em suas bilheterias para o Fla-Flu (Foto: Fred Huber)

O Fla-Flu pode quebrar o recorde de público do estadual até o momento, registrado em Flamengo 2 x 1 vasco, com 51.085 pagantes e 56.020 presentes (renda de R$ 2.543.220).

Os preços cobrados para arquibancada (R$ 60 e R$ 100) são iguais aos de Flamengo x vasco e são os mais caros dos clássicos até aqui no Carioca. Botafogo x Flamengo, Fluminense x Botafogo e vasco x Botafogo, todos realizados no Maracanã, tiveram ingressos para os mesmos setores a R$ 60 e R$ 80, R$ 40 e R$ 60 e R$ 40 e R$ 60, respectivamente. Já o duelo Fluminense x vasco, no Engenhão, teve entradas nos valores de R$ 30 a R$ 60.

Veja os valores setor por setor:
Norte/Sul: R$ 60 (meia: R$ 30)
Leste Superior/Leste Inferior: R$ 100 (meia: R$ 50)
Oeste Inferior: R$ 100 (meia: R$ 50)
Maracanã Mais: R$ 165 (meia: R$ 105)   

Pontos de venda:
- Maracanã
De quinta a domingo, das 10h às 17h (no dia da partida até o fim do primeiro tempo)
- Engenhão (Bilheteria Sul) – Rua Arquias Cordeiro, s/nº
De quinta a sábado, das 10h às 17h
- Laranjeiras (Sede do Fluminense) – Rua Álvaro Chaves, 41
De quinta a domingo, das 10h às 17h (No dia da partida até as 13h)
- Sede Caio Martins – Rua Presidente Backer, s/nº, Icaraí, Niterói
De quinta a sábado, das 10h às 17h
- Cariocas FC – Madureira – Rua Dias da Cruz, 255, Shopping Méier
De quinta a sábado, das 10h às 17h (na sexta as bilheterias funcionarão das 13h às 17h)
- Cariocas FC – Shopping Nova América Avenida Pastor Martin Luther King Jr, 126
De quinta a sábado, das 10h às 17h (na sexta as bilheterias funcionarão das 13h às 17h)
- WQS Via Brasil – Rua Itarepa, 500 – Irajá
De quinta a sábado, das 10h às 17h (na sexta as bilheterias funcionarão das 13h às 17h)

Pontos de venda e troca para sócio-torcedor do Flamengo:
- Gávea (Sede do Flamengo) – Rua Borges de Medeiros
De quinta a domingo, das 10h às 17h (No dia da partida até as 12h)
- Barra da Tijuca (FlaBoutique) – Av das Américas, 7607 Loja 151
De quinta a sábado, das 10h às 17h 
- Tijuca (FlaBoutique) – R. Conde de Bonfim, 685 Loja D
De quinta a sábado, das 10h às 17h 
- Andaraí (FlaBoutique/Iguatemi) – R. Barão de São Francisco, 236 Loja 15
De quinta a sábado, das 10h às 17h 
- Maracanã (Container Mata Machado)
De quinta a domingo, das 10h às 17h (no dia da partida até o final do 1º tempo) 
- Largo do Machado (Flaboutique) – R.Largo do Machado 29 Loja 40 Galeria Condor
De quinta a sábado, das 10h às 17h


Luxa mantém Mugni como volante e escala Gabriel no time titular do Flamengo


Vanderlei Luxemburgo manteve o Flamengo ofensivo no treinamento desta quinta-feira, visando o clássico com o Fluminense, domingo, às 18h30m (de Brasília), no Maracanã, pela 14ª rodada do Campeonato Carioca. Assim como tinha acontecido na quarta, o treinador escalou Lucas Mugni como volante, e Luiz Antonio na lateral direita. A única novidade foi a entrada de Gabriel na vaga de Eduardo da Silva, como terceiro homem de meio-campo.

A atividade com bola rolando durou quase uma hora, mas a imprensa só teve acesso aos últimos dez minutos. Neste período, o Fla tinha Paulo Victor, Luiz Antonio, Bressan, Wallace e Pará; Márcio Araújo, Lucas Mugni e Gabriel; Marcelo Cirino, Alecsandro e Paulinho. Anderson Pico, que não participou do coletivo da véspera por se recuperar de dores no joelho, estava entre os reservas. Já Jonas, que treinou normalmente a parte física pela manhã, ficou na academia e não deve ser relacionado para o clássico.

Apesar da manutenção de quase toda a escalação nos dois coletivos, o período do treinamento fechado deixa um mistério no ar. Caso opte por um time mais precavido defensivamente, Luxa pode trocar Lucas Mugni por Victor Cácares. O volante paraguaio se reapresentou na tarde de sábado após defender seu país em amistosos e não foi para o campo, mas tem condição de jogo. Já Everton, Canteros, Arthur Maia, Nixon e Samir estão vetados.

Com a entrada de Gabriel no lugar de Eduardo da Silva, o treinador rubro-negro aposta na velocidade para vencer o clássico. Nesta formação, o Fla terá Alecsandro centralizado e o trio formado por Marcelo Cirino, Paulinho e Gabriel apostando na agilidade e movimentação para complicar as ações da defesa tricolor.

Com 32 pontos, o Flamengo, que ainda treina nas manhãs de sexta e sábado, é o líder do Campeonato Carioca e se garante na semifinal com um empate. Caso vença, torcerá por igualdade entre Botafogo e Madureira, além de um tropeço do Vasco contra o Friburguense, para ser campeão antecipado da Taça Guanabara.

Domingo tem Mengão na TV

O torcedor que não for ao Maracanã neste domingo para assistir ao Fla-Flu poderá acompanhar o clássico apenas pelo canal Premiere, que transmitirá com exclusividade a partida, marcada para as 18h30. O duelo será válido pela 14ª rodada do Campeonato Carioca.

Se ao menos empatar, o Rubro-Negro, líder do estadual, garantirá um lugar nas semifinais. O Tricolor, em quinto lugar, não consegue assegurar vaga mesmo que vença, já que está dois pontos atrás de Botafogo, Madureira e vasco.



Saiba quais são os times dos 39 ministros do Brasil: o vasco é o único sem representante



CARROSSEL - info time dos ministros do brasil

Auxiliares da presidência da república no poder executivo brasileiro, os 39 ministros são figuras importantes no andamento do país. Indicados pelo (a) presidente, costumam ter farta cobertura por parte da imprensa e responsabilidade na gerência de grandes orçamentos.

 Como boa parte da população, eles têm no futebol uma válvula de escape. Dos 39 ministros atuais, apenas três não se declaram torcedores de um time.



O blog Pombo sem asa foi a campo para apurar o clube do coração de cada um, em mais um post da série que pretende revelar a paixão clubística de pessoas conhecidas. Assim foi com governadores, prefeitos das capitais, ministros do STF...veja mais abaixo.

O quadro ministerial é dinâmico. Nas duas últimas semanas houve duas trocas. Cid Gomes, torcedor do Guarany de Sobral-CE, deixou a pasta para a entrada de Renato Janine Ribeiro, sem time. Na secretaria de Comunicação Social, Thomas Traumann, torcedor do Fluminense, pediu demissão, dando lugara Edinho Silva, que torce pela Ferroviária de Araraquara.

A maioria nesta lista é de palmeirenses. Entre as grandes torcidas do Brasil, o Vasco é o único sem representante. Mas isso pode mudar em breve com a iminente entrada de Henrique Eduardo Alves - vascaíno roxo - no Ministério do Turismo. 

A arte é do craque MAURÍCIO HENRIQUES. O post teve grande colaboração do também  craque JOÃO VILLAVERDE. 



Times ministros pombo sem asa


 Classificação final por time:

1 - Palmeiras - 7 ministros
2 - Flamengo e São Paulo - 4
4 - Fluminense e Inter - 3
6 - Botafogo, Corinthians, Santos e Juventude - 2
10 - Atlético-MG, Bahia, Criciúma, Cruzeiro, Grêmio, Ferroviária-SP, Remo, Sport e Vitória - 1
sem time - 3


Torcedores formam filas, e Fla-Flu já tem mais de 12 mil ingressos vendidos

Às vésperas do feriado de Semana Santa, torcedores já formam fila no Maracanã em busca de ingressos para o Fla-Flu de domingo, às 18h30m, no Maracanã, pela penúltima rodada da primeira fase do Campeonato Carioca. O movimento nas bilheterias do estádio é bom, o que pode ser um prenúncio de bom público presente no duelo. O Flamengo divulgou no meio da tarde que pouco mais de 12 mil bilhetes já foram vendidos.

Nos guichês à disposição, a presença de rubro-negros é visivelmente maior que a de tricolores. O Fla-Flu pode quebrar o recorde de público do Carioca até o momento, registrado em Flamengo 2 x 1 vasco san itário, com 51.085 pagantes e 56.020 presentes (renda de R$ 2.543.220).

Os preços variam entre R$ 60 (para os setores Norte e Sul, destinados às torcidas de cada uma das equipes) até R$ 165 (no Maracanã Mais).

Fila Maracanã Fla-Flu (Foto: Cassius Leitão) 
Bilheteria à disposição da torcida rubro-negra apresenta um movimento maior (Foto: Cassius Leitão)

Fila Maracanã Fla-Flu (Foto: Cassius Leitão) 
Fila em guichê destinado à torcida do Fluminense (Foto: Cassius Leitão)

Veja os valores setor por setor:

Norte/Sul: R$ 60 (meia: R$ 30)
Leste Superior/Leste Inferior: R$ 100 (meia: R$ 50)
Oeste Inferior: R$ 100 (meia: R$ 50)
Maracanã Mais: R$ 165 (meia: R$ 105)   

Pontos de venda:

- Maracanã
De quinta a domingo, das 10h às 17h (No dia da partida até o fim do primeiro tempo)
- Engenhão (Bilheteria Sul) – Rua Arquias Cordeiro, s/nº
De quinta a sábado, das 10h às 17h
- Laranjeiras (Sede do Fluminense) – Rua Álvaro Chaves, 41
De quinta a domingo, das 10h às 17h (No dia da partida até as 13h)
- Sede Caio Martins – Rua Presidente Backer, s/nº, Icaraí, Niterói
De quinta a sábado, das 10h às 17h
- Cariocas FC – Madureira – Rua Dias da Cruz, 255, Shopping Méier
De quinta a sábado, das 10h às 17h (na sexta as bilheterias funcionarão das 13h às 17h)
- Cariocas FC – Shopping Nova América Avenida Pastor Martin Luther King Jr, 126
De quinta a sábado, das 10h às 17h (na sexta as bilheterias funcionarão das 13h às 17h)
- WQS Via Brasil – Rua Itarepa, 500 – Irajá
De quinta a sábado, das 10h às 17h (na sexta as bilheterias funcionarão das 13h às 17h)

Pontos de venda e troca para sócio-torcedor do Flamengo:

- Gávea (Sede do Flamengo) – Rua Borges de Medeiros
De quinta a domingo, das 10h às 17h (No dia da partida até as 12h)
- Barra da Tijuca (FlaBoutique) – Av das Américas, 7607 Loja 151
De quinta a sábado, das 10h às 17h 
- Tijuca (FlaBoutique) – R. Conde de Bonfim, 685 Loja D
De quinta a sábado, das 10h às 17h 
- Andaraí (FlaBoutique/Iguatemi) – R. Barão de São Francisco, 236 Loja 15
De quinta a sábado, das 10h às 17h 
- Maracanã (Container Mata Machado)
De quinta a domingo, das 10h às 17h (no dia da partida até o final do 1º tempo) 
- Largo do Machado (Flaboutique) – R.Largo do Machado 29 Loja 40 Galeria Condor
De quinta a sábado, das 10h às 17h

Pará celebra "reforço" de Luxa e cobra Flamengo ligado em clássico


Pará Entrevista Coletiva  Flamengo (Foto: Cahê Mota)
Um Flamengo com o dedo na tomada para vencer o Fluminense e se garantir nas semifinais do Campeonato Carioca. É assim que Pará projeta a equipe para o clássico de domingo, às 18h30 (de Brasília), no Maracanã, pela 14ª rodada do Campeonato Carioca. Escalado para conceder entrevista coletiva nesta quinta-feira, no Ninho do Urubu, o lateral-direito evitou desviar o foco e falar do risco de eliminação do Tricolor, o mistério de Luxa na escalação e até mesmo da polêmica envolvendo o ex-rival de Gre-Nal Fabrício, do Colorado. Em rápidas e objetivas respostas, por sua vez, repetiu três vezes: "Temos que entrar em ligados".

De poucos sorrisos e firmeza nas divididas em campo, Pará é daqueles jogadores que parecem estar sempre a 100km/h. Não perde a viagem, e quer os companheiros com as mesmas características no Fla-Flu.

- Vai ser meu primeiro Fla-Flu. Espero que todos estejamos em uma tarde feliz para um grande jogo e, se Deus quiser, vencer. Se trata de clássico, com grandes equipes, e quem entrar mais ligado vai vencer. Temos que estar concentrados. Fla-Flu é decidido no detalhe. Não pensamos na situação do outro lado. Só em fazer nosso papel. O Fluminense vive uma situação um pouco mais complicada por estar fora do G-4, mas há grandes jogadores lá.

Pará celebrou o efeito suspensivo concedido pelo STJD-RJ para Vanderlei Luxemburgo na noite de quarta. Suspenso por dois jogos por indisciplina em declarações contra a Federação, o treinador poderá comandar a equipe no banco de reservas no Fla-Flu. O jogador, por outro lado, evitou comentar o caso.

- É uma vitória para gente, um reforço. Trata-se de um grande treinador, que nos orienta a todo instante (...) Nossa maior preocupação é jogar futebol. Essas coisas (de Federação) nem chegam ao vestiário, não deixamos. Estamos focados no que o professor Luxemburgo passa para gente. Queremos dar alegria ao torcedor com uma vitória.

Por fim, o jogador falou ainda do duelo à parte entre Fred e Marcelo Cirino pela artilharia do campeonato. Ambos já marcaram nove gols e dividem o posto com Rodrigo Pinho, do Madureira.

- São dois grandes artilheiros. O Cirino está fazendo um belo campeonato. O Fred dispensa comentários, disputou Copa do Mundo, e temos que respeitar. Vai ser um duelo de grandes centroavantes.

Com 32 pontos, o Flamengo é o líder do Campeonato Carioca e se garante na semifinal com um empate. Caso vença, torcerá por igualdade entre Botafogo e Madureira, e um tropeço do vasco contra o Friburguense, o Rubro-Negro para ser campeão antecipado da Taça Guanabara.

Volante? Luxa recua Mugni, que pode ter nova oportunidade no Fla-Flu


Mugni, Ninho do Urubu, treino, Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/ Fla Imagem)
Meio-campo, jovem, argentino, canhoto, estilo camisa 10. Foi com essas credencias que Lucas Mugni chegou ao Flamengo no ano passado, contratado do Colón, da Argentina. O jogador logo ganhou o número que já foi de Zico e gerou grande expectativa na torcida. Mas ela foi caindo conforme as atuações dele não agradavam. A esperança virou desconfiança, e a massa rubro-negra passou a pegar no pé de Mugni.

Virou o ano, o argentino seguiu no elenco, mas perdeu a camisa 10 - agora veste a 11, e a 10 está vaga -, e praticamente não teve chances nas primeiras partidas da temporada. No esquema da rotatividade de Vanderlei Luxemburgo, o meia enfim ganhou sua oportunidade e foi titular contra Friburguense e Volta Redonda, vitórias por 2 a 0 e 2 a 1, pelo Campeonato Carioca, mas novamente não convenceu os torcedores e ouviu vaias das arquibancadas.

Mesmo tendo elogiado o desempenho de Mugni nesses dois jogos, Luxa o sacou da equipe na sequência, até mesmo para preservá-lo. E resolveu fazer um teste durante treinamentos recentes no Ninho do Urubu: colocar seu camisa 11 na posição de volante. O treinador gostou do resultado:

- Quem vem aqui todo dia percebeu que coloquei o Lucas Mugni como volante em três treinos. E ele foi muito bem. De repente dois passos para trás vão fazer muito bem para ele. Treinou muito bem.

Nas ausências de Canteros, contundido; Jonas, que trabalhava a parte física após se recuperar de contusão; e Cáceres, que ainda não havia voltado da seleção paraguaia, Mugni treinou entre os titulares na quarta-feira. Ele formou a dupla de volantes com Márcio Araújo, atrás do meia-atacante Eduardo da Silva. Manter o argentino entre os 11 para o Fla-Flu de domingo é uma possibilidade. Se isso se confirmar, o meia terá mais uma chance de mostrar serviço e, mais do que nunca, precisará de uma boa atuação para ganhar a torcida. Se depender do que ele falou no início da temporada, ainda falta muito para conhecermos o verdadeiro Lucas Mugni.

campinho, flamengo, mugni (Foto: Reprodução) 
Ao lado de Márcio Araújo, Mugni atuará como volante (Foto: Reprodução)


- Estou acostumado ao futebol brasileiro. O primeiro ano foi bom para isso. Por isso, falo que foi bom. Não mostrei minhas qualidades, mas me ajudou na adaptação a um futebol que é muito mais rápido do que o da Argentina. Foi adaptação, a primeira vez que fiquei fora de casa, foi tudo. Não mostrei nem 50% do que posso - disse o jogador.

Possivelmente com Mugni titular, o Flamengo encara o Fluminense às 18h30 deste domingo, no Maracanã, pela penúltima rodada da Taça Guanabara. O Rubro-Negro é o líder da competição, com 32 pontos, e precisa apenas de um empate no clássico para garantir sua classificação às semifinais.

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Com Flamengo em terceiro, NBB conhece classificados aos playoffs


Os sete jogos da noite desta quarta-feira definiram os classificados para os playoffs do Novo Basquete Brasil. Com a última rodada marcada para a próxima sexta-feira, dia 3, com todos os jogos acontecendo ao mesmo tempo, falta definir o alinhamento dos confrontos do mata-mata. Bauru, Limeira, Flamengo e Mogi, os quatro primeiros, já estão garantidos nas quartas de final. Resta agora conhecer os confrontos das oitavas, que acontecerão entre as equipes do 5º ao 12º lugar entre Minas, Paulistano, Pinheiros, Franca, Palmeiras, Brasília, São José e Macaé, todos classificados.

 O Paulistano, sexto colocado, ainda tem o Pinheiros na cola, com apenas uma vitória a menos. O mesmo acontece com o Franca, que tem 14 vitórias, contra 15 do próprio Pinheiros. Brasília e São José, com 12 vitórias cada, ainda lutam para definir quem será o 10º colocado no alinhamento dos playoffs.

Além da briga por uma melhor colocação no mata-mata, a sexta-feira também reserva um duelo que irá mexer com a parte de baixo da tabela. A Liga Sorocabana encara o Basquete Cearense e o Rio Claro joga contra o Macaé. O Rio Claro precisa vencer para seguir na elite do basquete nacional. Já os sorocabanos precisam vencer o Basquete Cearense e torcer por um revés do Rio Claro para não ser rebaixado.

Classificados aos playoffs

Bauru
Limeira
Flamengo
Mogi das Cruzes
Minas
Paulistano
Pinheiros
Franca
Palmeiras
Brasília
São José
Macaé

Confira os jogos da última rodada

20h - Minas x Pinheiros
20h - Bauru x São José
20h - Franca x Mogi das Cruzes
20h - Liga Sorocabana x Basquete Cearense
20h - Paulistano x Brasília
20h - Flamengo x Limeira
20h - Macaé Basquete x Rio Claro Basquete
20h - Uberlândia x Palmeiras

STJD concede efeito suspensivo, e Luxa comandará o Flamengo contra o Flu



O Superior Tribunal de Justiça Desportiva concedeu efeito suspensivo a Vanderlei Luxemburgo na noite desta quarta-feira, e o treinador está livre para comandar o Flamengo à beira do campo no clássico contra o Fluminense, às 18h30 de domingo, no Maracanã. Luxa havia sido suspenso por dois jogos pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) por conta de críticas à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj). O clube da Gávea primeiro entrou com um pedido de efeito suspensivo no próprio TJD-RJ, que foi negado na parte da tarde desta quarta. O setor jurídico do Flamengo, então, recorreu ao STJD, que acatou o pedido e deixou Luxemburgo livre até que se realize um novo julgamento, ainda sem data definida.


É a segunda vez que o Flamengo consegue efeito suspensivo a Luxemburgo junto ao STJD em uma semana. A primeira foi horas antes do duelo contra o Bangu, na quarta passada, pouco depois de o técnico ser suspenso preventivamente pelo TJD-RJ. Tal decisão permitiu que ele estivesse à frente da equipe naquela partida.

O julgamento do caso foi realizado nessa segunda-feira no TJD-RJ, e Luxa foi punido por duas partidas no Campeonato Carioca, sem poder nem entrar no vestiário do Fla, por ter incentivado a imprensa a "dar porrada na Federação", ou seja, criticá-la por conta do regulamento. Com a última decisão do STJD, haverá um novo julgamento do treinador.

Veja o conteúdo da liminar que suspende a punição imediata de Luxemburgo:

O vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Ronaldo Piacente, cancelou, nesta noite (1/4/2015), liminarmente, os efeitos da punição do técnico Wanderley Luxemburgo pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro. Desta forma, o técnico poderá dirigir o Flamengo nos próximos compromissos do clube, até decisão final do caso, provavelmente pelo Pleno do STJD, se houver recurso.

Para Ronaldo Paciente, o processo exige uma "análise mais profunda sobre os fatos", em especial a conotação da frase de Wanderley Luxemburgo que motivou sua suspensão por dois jogos, pelo TJD. Entende que uma eventual negação do efeito suspensivo no Recurso Voluntário causaria prejuízos de dano irreparável ao técnico, pois ele acabaria cumprindo a punição antes mesmo do julgamento final do processo no TJD/RJ.

Além disso, caberá a Luxemburgo, querendo, entrar com Recurso Voluntário contra decisão do Pleno do TJD/RJ para o Pleno do STJD, e assim sendo, eventual Recurso interposto perante ao STJD provavelmente já não faria mais sentido, porque certamente o técnico já teria cumprido a suspensão de duas partidas.