Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 2 de maio de 2015

Icasa 0 x 1 Flamengo


Ficha técnica

Gol: Gabriel

Data: 02/ 05/2015
Hora: 19h30
Local: estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte

Transmissão: SporTV (com Jader Rocha e Edinho)


Flamengo: Paulo Victor(César), Pará(Luiz Antonio), Bressan(Marcelo), Wallace(Frauches) e Anderson Pico(Thallyson); Jonas(Víctor Cáceres), Márcio Araújo(Mugni) e Arthur Maia(Almir); Éverton, Marcelo Cirino(Eduardo da Silva)e Gabriel.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo


Icasa: Rodolpho; Charles, Rodrigo Almeida e Ciro; Alan, Rodrigo Vitor, Lima(Maurício), Danrlei(Gabriel) e Rian; Guilherme(Dagson) e Furlan.
Técnico: Vladimir de Jesus

Rapidinhas da coisa maldita, vasco sanitário

 
Galinheiro de São Januário lotado para culto, futebol vazio
O time de Doriva não teve a bênção da capela de Nossa Senhora das Vitórias que fica dentro do galinheiro. O pastor pagou R$ 4.000,00 pelo aluguel e o Flamengo ganha R$ 500.000,00 no amistoso.

O vasco sanitário prepara anúncio de equipe de ginastas ex-Fla
Ex-atletas do Flamengo, eles estavam sem clube desde que foram dispensados pelo Rubro-negro em março de 2013. O vasco sanitário só pega MERDA

Hoje mais de R$ 1bilhão
O vasco sanitário fechou suas contas de 2014 com um passivo de R$ 688 milhões.



Flamengo bate o Sporting e pega o Lokomotiv na final de torneio em Barcelona



O Flamengo está na decisão do Torneio Internacional de Futebol de Areia de Barcelona. Depois de atropelar o Valencia por 12 a 1, na sexta-feira, na primeira rodada da competição, o time rubro-negro derrotou o Sporting, de Portugal, por 7 a 2, neste sábado, e vai enfrentar o Lokomotiv, de Moscou, na final de domingo, às 10h30 (horário de Brasília), na Espanha.   Bernardo (2), Digo, Léo, Gabriel, André e Dmais marcaram para a equipe carioca. Jordan e Madjer descontaram para os portugueses.

Adversário do Flamengo na decisão, o Lokomotiv, dos brasileiros Fernando DDI e Daniel, teve uma tarefa bem mais complicada para se classificar. Numa partida com muito gols, o time russo passou pelo Barcelona, de Bruno Xavier, por 7 a 4. Leonov (2), Peremitin (2) Daniel, Fernando DDI e Marakov marcaram para o time de Moscou. Bruno Xavier, Antonio, Ott e Llorenç descontaram para os espanhóis.

Outros resultados de sábado:

Valencia 3 x 2 Levante

Bate Borisov 5 x 5 Boca Juniors (2 x 3 nos pênaltis)

Equipes sub-15 e sub-17 vencem jogos na Gávea

Flamengo ganha do Botafogo nas três categorias pela Taça Guanabara


Pela 4ª rodada da Taça Guanabara de suas categorias, as equipes sub-15 e sub-17 do Flamengo venceram o Botafogo neste sábado (02.05). Ambos os jogos foram na Gávea, pela manhã. 

O sub-15 goleou por 4 x 0 , com gols de Lincoln, Yuri, Lincoln e Marx. Na partida seguinte, Lucas Abreu marcou para o Flamengo mas a partida terminou nos pênaltis.  Lucas Silva, Vinicius Souza, Bernardo e Arthur marcaram para o Mais Querido e o goleiro Vinicius agarrou dois pênaltis.

Flamengo vence o Bota, conquista Taça GB e se garante na final do Carioca sub-20

 

O futebol de base rubro-negro também conta com recursos do Nação Rubro-Negra. Seja Sócio-Torcedor e ajude o Flamengo a ser mais forte. Clique aqui e entre para o time.
 

Flamengo vence o Bota, conquista Taça GB e se garante na final do Carioca sub-20


O Flamengo conquistou na tarde deste sábado o título da Taça Guanabara de juniores. A equipe sub-20 rubro-negra venceu o Botafogo por 2 a 0 em Moça Bonita, com gols de Douglas Baggio e Jorge, faturou o primeiro turno do Campeonato Carioca e se garantiu na final da competição. O primeiro encontro com o Glorioso, no último fim de semana, terminou em 2 a 2, e o Fla já tinha a vantagem de jogar por um novo empate, uma vez que teve a melhor campanha da fase classificatória - o Bota ficou em segundo.


A partida começou bem equilibrada e quase não teve chances claras no primeiro tempo. O Flamengo cresceu de produção na segunda etapa e logo no início teve um gol anulado. Em lance duvidoso, Rafael Dumas acertou a cabeçada após cobrança de falta de Matheus Sávio, mas foi marcado impedimento. Na sequência, o reserva Thiago Santos saiu do banco e mudou a história do jogo, sofrendo faltas que causaram as expulsões de Baiano e Rabello. Nos minutos finais, saíram os gols. Primeiro de Douglas Baggio, que contou com desvio da zaga alvinegra após passe de Jajá. E depois de Jorge, batendo com categoria na saída do goleiro Saulo após receber bela bola de Thiago Santos. Além do futebol, o destaque foram as várias pipas que caíram no gramado, o que é tradição em Moça Bonita, e que atrapalharam o andamento do duelo.

 Jogadores levantam a Taça Guanabara Sub-20 após vitória sobre o Botafogo (Foto: Thiago Sinionato / Flamengo)

A Taça Rio, segundo turno do Estadual, começa no próximo dia 6 e é disputada no mesmo esquema da Taça Guanabara. Ela vai definir o adversário do Flamengo na final do Campeonato Carioca. Se o Rubro-Negro também levar a Taça Rio, será campeão estadual direto.

Torcida Flamengo final Taça GB (Foto: Thiago Sinionato / Flamengo)

Uma final no vermelho: Botafogo e vasco sanitário somam dívidas de R$ 1,5 bilhão

 

Nos balanços financeiros divulgados nesta semana, vasco e Botafogo, juntos, fazem a final do déficit de R$ 1,5 bilhão. O vasco fechou suas contas de 2014 com um passivo de R$ 688 milhões, enquanto o Alvinegro atingiu um endividamento da ordem de R$ 848 milhões.

Com recepção calorosa, Flamengo desembarca no Cariri para amistoso

Com muita festa da torcida, o Flamengo foi recebido em Juazeiro do Norte, no final da manhã deste sábado (2) para o amistoso contra o Icasa, preparatório para a Série A do Campeonato Brasileiro. Do aeroporto até o hotel, uma caravana de motos e carros acompanhou a delegação rubro-negra. No local que o Fla ficará hospedado, centenas  pessoas esperavam o time carioca. Alguns, inclusive, conseguiram entrar no saguão do hotel e tietar os jogadores.


Torcida chegada Flamengo Juazeiro do Norte (Foto: Juscelino Filho) 
Torcida tenta registrar a chegada do time do Flamengo a Juazeiro do Norte, interior do Ceará (Foto: Juscelino Filho)


Paulo Victor e Gabriel foram dois dos atletas que deram atenção aos presentes. Muitas fotos, autógrafos e vídeos foram registrados pelos torcedores fanáticos. O goleiro rubro-negro agradeceu o carinho da torcida.

- É muito gratificante saber que podemos dar um pouco de força para essa torcida maravilhosa - pontuou o jogador.

Gabriel, hotel Flamengo Juazeiro do Norte (Foto: Juscelino Filho)Meio-campo Gabriel é assediado por torcedores dentro do hotel Flamengo em Juazeiro do Norte (Foto: Juscelino Filho)


Gabriel também foi bastante tietado pelos presentes. Foi, inclusive, o último jogador a conseguir entrar para os quartos, precisando da ajuda de seguranças para ser "salvo" da multidão.

- O Flamengo é assim. Por onde passa, arrasta multidões. Isso é uma coisa que nos deixa muito felizes - afirmou o atleta.

Família rubro-negra

Família torce para o Flamengo em Juazeiro do Norte (Foto: Juscelino Filho)
Devidamente uniformizada, a família do autônomo Thiago de Brito Alves, de 36 anos, foi prestigiar os jogadores e garantiu fotos com vários jogadores. O patriarca enalteceu a oportunidade de acompanhar o time carioca em Juazeiro do Norte.

- É uma alegria muito grande poder acompanhar esse time aqui. a última vez que vieram faz muito tempo. Por isso, trouxe a família inteira para cá. Todos são Flamengo. Só não trouxe o cachorro porque não deu para trazer - brincou o torcedor.

O amistoso contra o Icasa está marcado para as 19h30 deste sábado (2), no estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte. Foram colocados 10 mil ingressos à venda. Os ingressos custam R$ 100 ou R$ 200. O GloboEsporte.com acompanha os detalhes do jogo em Tempo Real a partir das 19h.


Nova camisa do Flamengo terá barra branca e gola olímpica



A nova camisa do Flamengo, que será lançada em breve pela Adidas, terá gola olímpica e mais listras verticais rubro-negras em comparação ao atual modelo. Outra novidade será uma barra branca no final do tecido.

Nas mangas, as três listras da Adidas perdem o destaque, pois serão de cor escura em cima da listra preta. A faixa negra na lateral continua, separando os dois lados da camisa.

Em fevereiro, mostramos aqui como será o uniforme reserva, branco, que lembra um modelo antigo do Milan (confira).





Nova camisa FlamengoNova camisa Flamengo







Diretoria do Fla trabalha para definir rumo de jogadores emprestados


Thomás, Ponte Preta (Foto: Carlos Velardi/ EPTV)Não é novidade que a diretoria e o técnico Vanderlei Luxemburgo tenham feito uma limpa no elenco do Flamengo. De acordo com o clube, 21 jogadores estão emprestados, 15 deles em 2015. Mas agora, com o término do vínculo de alguns deles e o desinteresse dos times que os contrataram, o Rubro-Negro começa a pensar na definição do futuro dos atletas. Se nomes como o atacante Negueba e o zagueiro Welinton agradaram ao Coritiba, esses casos são exceções.

Oito jogadores desse grupo chegaram com soluções pendentes ao departamento de futebol nessa semana, e alguns já têm novos destinos. Emergente, o mercado dos Estados Unidos surge como solução para determinados casos. Jovens como o meia Thomás e o volante Caio Quiroga estão muito perto de acertarem com clubes de diferentes ligas locais. O primeiro não faz mais parte dos planos da Ponte Preta e deve concretizar a ida para atuar pelo Seattle e disputar a MLS.

Thomás não deve permanecer na Ponte Preta e pode ir para os EUA (Foto: Carlos Velardi/ EPTV)

Já Caio Quiroga, emprestado ao ASA de Arapiraca, foi repassado ao Fort Lauderdale Strikers, por indicação do ex-capitão rubro-negro Léo Moura, apresentado pelo mesmo clube há pouco mais de um mês. No time de Alagoas, também estava o atacante Darlan, que foi para o Ituano.

Negueba Coritiba Londrina (Foto: Giuliano Gomes/PRPRESS) 
Negueba agradou no Coritiba e é exceção em meio aos emprestados do Fla (Foto: Giuliano Gomes/PRPRESS)


O volante Val, emprestado ao Mogi Morim até o fim do Campeonato Paulista, teve seu vínculo com o Flamengo encerrado agora em maio. No XV, estava o atacante Bruninho, também até o fim do estadual de São Paulo. Ele ainda tem mais um ano de contrato com o Rubro-Negro, mas não está nos planos do clube, que busca uma solução para a situação.

O trio Renato Santos, Muralha e Igor Sartori ainda tem contrato com o Bragantino, mas o clube paulista não demonstra interesse em estender o vínculo. O zagueiro e o volante foram especulados no Macaé. O primeiro, porém, recusou proposta do clube do Rio de Janeiro. O segundo ainda pode concretizar uma negociação. Já o atacante tem uma proposta do RB Brasil.

Adryan fala sobre seu momento no Leeds (Foto: Caio Corrêa / Felipe Rocha)Além dos oito já citados, há também o volante João Vitor, que tem contrato encerrado com o Alecrim-RN, mas a tendência é que ele siga no futebol do Nordeste.

O meio-campo Adryan tem contrato de empréstimo com o Leeds United, da Inglaterra, até junho. O Flamengo aguarda que os ingleses exerçam o direito de compra do jogador. O empréstimo de Mattheus, filho de Bebeto, ao Estoril se encerra ao término da temporada europeia, mas há uma renovação automática.

Atualmente, o Flamengo treina com 28 jogadores no profissional, além de alguns garotos da base quando convocados, como Douglas Baggio, Matheus Sávio, Jajá e Jorge - que disputam o sub-20 do Carioca.

Neste sábado, o Sportv.com transmite a final da Taça Guanabara sub-20 entre Flamengo e Botafogo, direto de Moça Bonita, às 15h - a bola rola às 15h20 (de Brasília). Na primeira partida houve empate por 2 a 2 e os rubro-negros têm a vantagem de empate.

Adryan fica no Leeds United ao menos até junho (Foto: Caio Corrêa / Felipe Rocha)

sexta-feira, 1 de maio de 2015

José Neto espera que Flamengo faça valer mando de quadra para ir à semi

O Flamengo enfrentou o São José nessa quinta-feira, 30, com o intuito de conquistar uma vitória no ginásio Lineu de Moura para fechar a série de quartas de final do NBB. Não conseguiu. Com a derrota por 81 a 76, terá que decidir a classificação à semifinal no quinto e último jogo do playoff. Neste jogo de vida ou morte para as duas equipes, a ser disputado na próxima terça-feira, 5, no Rio de Janeiro, José Neto espera que o Rubro-Negro aproveite o direito de jogar a decisão em casa.

– Durante a temporada toda, todas as equipes trabalham para se classificar bem e poder ter o mando de quadra no playoff. Agora, vamos usufruir desse benefício que conquistamos na temporada. É fazer bem a nossa parte em casa, brigar por essa vaga (na semifinal) e conquistá-la – destacou o treinador.

O horário do duelo, por enquanto, ainda não foi definido. Para alcançar a meta, José Neto espera por uma postura diferente do time em relação ao último jogo. Aponta a defesa como o principal ponto a melhorar para a partida.

– O São José veio preparado para uma partida decisiva, em que se eles perdessem eles iriam ficar fora. Vieram muito bem preparados para isso. Jogaram de uma maneira que mereceram a vitória. Nós não defendemos bem. Nossa defesa falhou muito. Deixamos eles jogarem situações onde poderíamos ter defendido melhor. Precisamos acertar isso. Se melhorarmos atrás, conseguimos deslanchar, fazer contra-ataques. Hoje (ontem), quase não conseguimos fazer isso. Isso acaba diminuindo bastante a nossa pontuação – comentou.

José Neto deixa a quadra do Lineu de Moura após derrota para o São José (Foto: Rafael Silva/Gazeta Press)

SporTV.com transmite final da Taça Guanabara Sub-20 neste sábado


Matheus Sávio, flamengo x botafogo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Matheus Sávio carrega a bola no primeiro Flamengo e Botafogo da decisão (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Se no domingo, Botafogo e vasco sanitário  e  decidem o título do Campeonato Carioca, neste sábado também tem decisão no futebol do Rio.  Flamengo  x Botafogo disputam a finalíssima da Taça Guanabara Sub-20. E o SporTV.com e o GloboEsporte.com transmitem a partida ao vivo, a partir das 15h20, direto do estádio de Moça Bonita.

No primeiro jogo da decisão, as duas equipes empataram em 2 a 2, no último sábado, no Engenhão. Por ter feito a melhor campanha da fase de classificação, o Rubro-Negro tem a vantagem de jogar por um novo empate. 



Uma das apostas do Flamengo para o duelo é o meia Matheus Sávio. O jogador de 18 anos chegou a disputar quatro partidas pelo time principal este ano e marcou dois gols sob o comando de Vanderlei Luxemburgo.

Atual campeão carioca da categoria, O Botafogo, apesar da obrigação da vitória, chega animado após ter arrancado o empate no primeiro jogo nos acréscimos. Graças a um gol do atacante Vinícius Tanque, aos 46 minutos do segundo tempo. Também com experiência no time principal do Alvinegro, Tanque é o artilheiro do Carioca Sub-20, com 17 gols.

A transmissão começa às 15h, com narração de Daniel Cardoso, comentários de Pedro Venâncio e reportagens de Felippe Costa e Edgard Maciel de Sá.


Almir diz que não vai assistir à decisão: "Vou passar o dia dormindo"


Almir e Luxemburgo (Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo Oficial)Ainda não faz um mês que Almir chegou ao Flamengo, mas já está no clima do grupo. No rachão desta sexta-feira, o meia entrou na brincadeira dos companheiros e parecia animado como os demais. No sábado, a delegação viaja para Juazeiro do Norte, local do amistoso com o Icasa. Logo no início da próxima semana, o Rubro-Negro vai para Atibaia, onde fará alguns dias de treinamento. Os dias serão agitados. Domingo, dia da final do Campeonato Carioca, entre Botafogo e Vasco, será o tempo de descanso dos jogadores. Perguntado se assistirá à decisão, o meio-campo disse que não.

- No domingo, vou dormir, porque vamos chegar cansados de Juazeiro. Na segunda, já viajamos, então passarei o dia dormindo (risos) - disse.

Almir estreou na vitória por 2 a 0 sobre o Salgueiro, pela Copa do Brasil, logo após a eliminação do Campeonato Carioca. Na ocasião, na volta ao Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, ele foi parado por torcedores para algumas fotos. O apoiador, que se destacou pelo Bangu no estadual, disse que estava com saudades da pressão de um clube grande e do assédio dos fãs.

- Estava com saudade disso. Fiquei cinco anos na Coreia e perdi até o costume de dar entrevista. Lá não tem esse assédio da imprensa e senti muita falta. É gostoso ser reconhecido.

Por enquanto, Almir não figura entre os titulares de Vanderlei Luxemburgo, que durante a semana montou o meio de campo com Jonas, Canteros e Arthur Maia. A disputa por posição não desanima o meia.

- Estou acostumado. Jogar em uma grande equipe você tem que conviver com isto. Sempre chegam jogadores de qualidade. Existem contratações, mas é o Flamengo que tem a ganhar com isto. Na hora que tiver a oportunidade, me dedicarei bastante para aproveitar.

Neste sábado, o Flamengo faz um amistoso com o Icasa, em Juazeiro do Norte, às 19h30 (de Brasília). No mesmo dia, o Sportv.com transmite a final da Taça Guanabara sub-20 entre Flamengo e Botafogo, direto de Moça Bonita, às 15h - a bola rola às 15h20 (de Brasília). Na primeira partida houve empate por 2 a 2 e os rubro-negros têm a vantagem de empate.

Flamengo divulga lista de relacionados para amistoso; Alecsandro não viaja


Após treino animado na manhã desta sexta-feira, o técnico Vanderlei Luxemburgo escolheu os 20 jogadores que vão a Juazeiro do Norte, no Ceará, enfrentar o Icasa em amistoso marcado para este sábado. Com dores no pé esquerdo, decorrente de uma pancada durante um treino desta semana, Alecsandro não viaja com a equipe. Sem treinar com os companheiros desde terça-feira, o jogador esteve no Ninho do Urubu hoje e fez trabalho à parte.

Samir, que marcou um dos gols na atividade desta manhã, não aparece entre os relacionados. O jogador ainda se recupera de lesão e fica no Rio para dar prosseguimento ao tratamento. O mesmo acontece com Paulinho e Nixon.

Canteros que, por sua vez, vinha sendo utilizado como titular ao longo da semana, também está fora do grupo que embarca na manhã deste sábado. Assim como o argentino, o colombiano Armero segue fazendo trabalho com o restante da equipe no Ninho.

Flamengo e Icasa se enfrentam às 19h30 (de Brasília). No mesmo dia, o Sportv.com transmite a final da Taça Guanabara sub-20 entre Flamengo e Botafogo, direto de Moça Bonita, às 15h - a bola rola às 15h20 (de Brasília). Na primeira partida houve empate por 2 a 2 e os rubro-negros têm a vantagem de empate.

Confira a lista de relacionados:

Goleiros: Paulo Victor e Cesar
Laterais: Anderson Pico, Pará e Thallyson
Zagueiros: Bressan, Frauches, Marcelo e Wallace
Volantes: Cáceres, Jonas, Luiz Antonio e Márcio Araújo
Meias: Almir, Arthur Maia, Éverton, Lucas Mugni,
Atacantes: Eduardo, Gabriel e Marcelo Cirino

Rachão com olé, "general chegou" e cobranças animam o treino do Flamengo


Paulo Vitor e Eduardo da Silva (Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo Oficial)O último treino antes da viagem para Juazeiro do Norte, local do amistoso deste sábado, contra o Icasa, foi animado no Ninho do Urubu. Dois times mistos, um deles com o auxiliar Deivid, disputavam um rachão. Os jogadores levavam a brincadeira a sério e cobravam uns aos outros a todo instante. Márcio Araújo estava disposto e não parava de rir e gritar.

Quando Anderson Pico fez boa jogada, Pará gritou do outro lado do campo para o companheiro:

- O general chegou! Boa, Pico! - em referência ao funk que diz: "Acabou o caô, o general chegou".

Wallace também não parava de falar e orientar os companheiros de seu time. Gabriel perdeu uma bola simples no campo de ataque, e o capitão, que é muito amigo do atacante, não aliviou.

- Gabrieeeeeeeel! Você só pode estar de sacanagem, né? - disse o capitão, causando risadas no restante do time.

Em lance de ataque dos sem coletes, Anderson Pico empurrou Arthur Maia, que foi parar atrás do gol. O meio-campo abriu os braços cobrando a falta. Paulinho, sentado na beira do campo, ria sem parar e comemorou:

- Valeu, Pico!

O time vencedor, por 5 a 4, foi o sem colete: César, Luiz Antonio, Frauches, Anderson Pico, Pará, Bressan, Cáceres, Jonas, Almir, Márcio Araújo e Marcelo Cirino. O gol de Márcio Araújo, o quarto de seu time, foi muito comemorado. Ele empurrou até Anderson Pico para o fundo das redes. Mas quem fechou o placar foi Luiz Antonio, após os jogadores colocarem os adversários "na roda" e gritarem "olé".

Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo Oficial) 
Time vencedor no rachão desta sexta posa para foto da vitória (Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo Oficial)


Do outro lado, destaque para Samir, que mostrou desenvoltura e marcou um dos gols. O zagueiro não viaja para Juazeiro, assim como Paulinho e Nixon. O colombiano Armero correu em volta do campo.

Alecsandro não treinou pelo terceiro dia consecutivo, por causa de uma pancada sofrida no pé esquerdo. A ida do atacante para Juazeiro ainda é incerta.

Enquanto isso...

O treinador Vanderlei Luxemburgo apenas observou de longe o rachão e a animação dos jogadores. O comandante só foi para a metade do campo onde a atividade era realizada depois que a maioria dos rubro-negros deixou o gramado, e alguns ficaram para treinar cobranças de falta e pênaltis. Depois, Luxa e o vice de futebol do Flamengo, Alexandre Wrobel ficaram conversando durante quase meia hora.

Luxemburgo e Wrobel no Ninho (Foto: Sofia Miranda/ GloboEsporte.com) 
Luxemburgo e Wrobel ficaram reservados durante quase meia hora no Ninho (Foto: Sofia Miranda/ GloboEsporte.com)


O Flamengo viaja na manhã deste sábado para Juazeiro do Norte, onde enfrenta o Icasa às 19h30 (de Brasília). No mesmo dia, o Sportv.com transmite a final da Taça Guanabara sub-20 entre Flamengo e Botafogo, direto de Moça Bonita, às 15h - a bola rola às 15h20 (de Brasília). Na primeira partida houve empate por 2 a 2 e os rubro-negros têm a vantagem de empate.

Sábado tem Mengão na TV



SÁBADO, 2
 

Amistoso

19h30  Icasa x Flamengo
 
Transmissão: SporTV (com Jader Rocha e Edinho)

Sem direito ao erro, Flamengo trava botes, mas mira Robinho e Petros

Reforçar é preciso. No Flamengo, ninguém duvida disso. Do consenso de que qualificar o elenco é fundamental para que a ambição no Brasileirão seja maior até a chegada de contratações, no entanto, há um longo caminho. E as duas semanas desde a eliminação no Carioca não foram suficientes para que fosse percorrido. Com o orçamento apertado, o departamento de futebol esmiúça o mercado por "tiros certeiros". Na prática, a munição rubro-negra conta com apenas duas balas que dependem do aval de setores do clube para serem disparadas. Alvos não faltam, mas, no momento, a mira aponta para os nomes de Petros e Robinho. Até o início do Brasileirão, a tendência é de que caras novas não pintem no Ninho do Urubu.

Com uma reserva de orçamento prevista para contratações, o Flamengo usa de uma avaliação criteriosa para tal. Ter o dinheiro previsto para o longo do ano está longe de significar tê-lo em mãos para compra de jogadores. Ninho do Urubu e Gávea trabalham em parceria, em organograma que prevê aprovação do conselho gestor para investimentos mais polpudos. A preocupação em não errar - como aconteceu no caso Carlos Eduardo, por exemplo - é evidente e exige paciência, por mais que a proximidade do Brasileirão torne a pauta emergencial. Elo entre estes setores, o vice de futebol, Alexandre Wrobel, reforça a ideologia da gestão Bandeira de Mello:

- Não podemos fugir de uma diretriz. Trabalhamos sempre em conjunto. Temos um orçamento e trabalhamos dentro dele. Lógico que podem surgir excepcionalidades. Aí, sentamos e conversamos numa boa.

 
Flamengo quer contar com Robinho, velho desejo de Luxa, e o volante Petros (Foto: GloboEsporte.com)

Nestes diálogos, o departamento de futebol já expôs a necessidade de melhorias no centro de treinamento e chegada de reforços para que o trabalho evolua ao longo da temporada. Por mais que a avaliação trate o elenco com homogêneo, a contratação de peças com maior poder de decisão é considerada fundamental para que o Flamengo brigue na parte de cima da tabela. Vanderlei Luxemburgo já expôs por mais de uma vez seu desejo por qualificação do elenco. Mesmo com as decisões sendo coletivas, o treinador e o diretor executivo, Rodrigo Caetano, são os alvos mais visíveis diante de um possível fracasso no Brasileirão.

- Se o elenco for completado da maneira que queremos, vamos atingir outro estágio. Se eu continuar com a zona da confusão ou com o saco de cimento, vai ser tudo complicado, fica tudo horrível (...) A garotada é muito boa, mas, para pensar em coisa maior, precisamos de alguma coisa para completar o elenco. E essa é a discussão que eu venho tendo com a diretoria - disse em entrevista coletiva na última terça-feira, no Ninho.

Com o contrato de empréstimo do Milan ao Santos próximo do fim, o Robinho é o nome dos sonhos. Mais do que o retorno técnico dentro de campo, o jogador é tratado como ideal para movimentar torcida e clube como um todo, sendo um investimento que praticamente "se pagaria" se bem trabalhado. Diretoria e comissão técnica compartilham da mesma opinião e uma forma de dar um novo bote está sendo trabalhada nos bastidores. No fim de 2014, as partes chegaram a iniciar uma conversa, mas o Flamengo não se dispôs a "esticar a corda" para alcançar a pedida financeira do jogador, brecando o tema ainda em estágio inicial.

Desta vez, o clube ainda arquiteta um projeto que permita um final feliz antes de entrar em contato com a advogada do atacante, Marisa Alija. Ainda com um ano de contrato com o Milan após o término do vínculo atual com o Santos, Robinho dificilmente voltará para o clube italiano e já começa a pensar no futuro. Com meses de direito de imagem a receber no Santos, não aceita discutir um novo contrato antes de negociar a dívida, o que abre brecha para clubes interessados.

-  Não há uma postura tão radical, mas, para discutirmos um contrato futuro, precisamos resolver as questões do contrato anterior. É uma relação como a de todo empregado. Nessa época, sempre surge esse disse me disse. Já falaram do Cruzeiro, agora do Flamengo, mas é semana de final de campeonato. O contrato de empréstimo se encerra no final de junho e precisamos começar a ver o que vai acontecer. O Robinho tem opções fora e também pode ser que fique no Brasil - explicou Marisa Alija.

O caso de Petros é menos complexo e pode ter solução mais breve. Insatisfeito com a condição de reserva no Corinthians, o volante conta com o aval de Vanderlei Luxemburgo e uma consulta prévia já foi realizada. O diretor executivo, Rodrigo Caetano, ouviu as condições para uma transferência: o Flamengo terá que adquirir parte dos direitos econômicos do atleta, divididos entre o Timão e a empresa que cuida de seus interesses. O Rubro-Negro discute a viabilidade do investimento no atleta de 25 anos. Empresário do corintiano, Fernando Garcia vê a negociação com bons olhos.

- Houve uma consulta. Acho interessante uma ida para o Flamengo. Até porque, o jogador está sendo subutilizado no Corinthians. Mas é algo ainda muito prematuro.

Com a mira apontada para o mercado, o Flamengo não tem pressa para disparar as poucas balas que tem. Se a obrigação é o tiro certeiro, a roleta russa é algo proibido. E não faltam dedos para segurar o gatilho rubro-negro.

quinta-feira, 30 de abril de 2015

Em jogo emocionante, São José bate Flamengo e força quinto jogo da série



Playoff entre Flamengo e São José tem sido sinônimo de equilíbrio nos últimos anos. Nas duas últimas vezes que se enfrentaram em mata-mata, a luta pela sobrevivência foi até o quinto jogo. Na atual edição do NBB, não vai ser diferente. Na noite desta quinta-feira, os joseenses bateram o Rubro-Negro por 81 a 76, no ginásio Lineu de Moura, no Vale do Paraíba, e empataram a série de quartas de final em 2 a 2. Assim, a decisão de quem avança à semi do torneio sairá apenas na próxima terça-feira, quando as duas equipes se enfrentam no quinto e último jogo da série, no Rio de Janeiro, em horário ainda não confirmado


Ficha técnica

Playoffs - Jogo 4 das quartas de final

Ginásio: Lineu de Moura, em São José dos Campos (SP)


SÃO JOSÉ: Valtinho (6), Andre Laws (11), Jimmy Baxter (21), Drudi (12) e Caio Torres (18)..
Entraram: Dedé (10), Renan Lenz (3) e Betinho (0)
Técnico: Luiz Zanon

FLAMENGO: Laprovittola (9), Benite (7), Marquinhos (26), Olivinha (4) e Meyinsse (14)..
Entraram: Gegê (0), Felício (4), Herrmann (6) e Marcelinho (5)
Técnico: José Neto

*Entre parênteses, os pontos anotados por cada jogador


Resultados da série

23/04 - Flamengo 85 x 62 São José - Ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio
25/04 - Flamengo 76 x 82São José - Ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio
28/04 - São José 68 x 86Flamengo - Ginásio Lineu de Moura, em São José dos Campos
30/04 (19h30) - São José 81 x 76 Flamengo - Ginásio Lineu de Moura, em São José dos Campos
05/05 (horário a confirmar) - Flamengo x São José - Ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio


Balanço mostra que Ferj tem R$ 7,2 mi em créditos de contas correntes dos clubes





O balanço financeiro de 2014 da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) mostra um aumento de receitas de R$ 16,5 milhões para R$ 25,4 milhões. A maior fatia desse crescimento é atribuída à publicidade - o Carioca do ano passado teve patrocínio de uma marca de bebidas. No entanto, o documento aponta um superávit menor em relação a 2013, caindo de R$ 2.006.895,38 para R$ 1.006.478,12.


O item "créditos" revela o saldo das contas correntes dos clubes, que passou de R$ 6.060.110,94 para R$ 7.199.314,40. Mas não há descrição de quem deve e quanto deve. Para se ter ideia do peso desse "crédito", um clube como o Bonsucesso teve receita bruta anual de R$ 761.502,06 em 2013, de acordo com o seu balanço. Ou seja, o clube arrecadou em um ano 10,5% do valor que a Ferj tem de "crédito" com seus filiados - sem levar em conta que o Bonsucesso fechou aquele ano com déficit de R$ 582 mil e despesas de R$ 1,34 milhões.

Se houve aumento nas receitas e um superávit menor, as despesas também cresceram. As despesas financeiras passaram de R$ 146.913,92 em 2013 para R$ 967.164,23 em 2014. As "despesas gerais" foram de R$ 3,9 milhões para R$ 7,3 milhões. Há também um salto de R$ 384 mil para R$ 5,4 milhões no item "despesas com indenizações judiciais".

Outros itens são curiosos, como as "doações", em redondos R$ 760.000,00 em 2013, e que caíram para R$ 716.701,60 no último exercício. No fim do documento, consta ainda o parecer do Conselho Fiscal da entidade, Leonardo Ribeiro, também conhecido por Capitão Léo, que já exerceu o mesmo cargo no Flamengo.

O Flamengo questionou diversos pontos da demonstração financeira em nota oficial exibida em seu site, incluindo empréstimos feitos pela entidade, sem referência de quem recebeu o dinheiro. O Fluminense também concordou com os questionamentos, levados à Assembleia Geral nesta quinta-feira, na sessão que aprovou o balanço - com voto contrário da dupla. Os dois clubes alegam não ter acesso aos documentos e indagam sobre possível favorecimento de determinadas instituições.

Balanço 2014 da FERJ: Flamengo e Flu votam contra a aprovação do documento



Na tarde desta quinta-feira (30.04), Flamengo e Fluminense votaram contra a aprovação do Balanço 2014 da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), apresentado no mesmo dia, na sede da entidade. Confira os questionamentos dos clubes com relação a oito pontos do documento:

1)     Ressalva 2014 (Ativo imobilizado; Valores Históricos); Depreciação não apropriada: ausência de estudo de "impairment" (deterioração) do imobilizado;

Diante desta ressalva, a única certeza que têm os clubes é de que o valor do ativo imobilizado da FERJ, comprado com dinheiro dos clubes de futebol do Rio de Janeiro, está demonstrado por um valor irreal nas demonstrações financeiras. Por que não são contabilizadas corretamente as depreciações, uma vez que esta ressalva vem passando de ano para ano?

2)     Contrato de Mútuo Clubes (empréstimos) no valor aproximado de R$ 16,3 milhões;

Quanto a FERJ emprestou para cada clube? Quais são os prazos envolvidos nestes empréstimos? Qual a possibilidade do não-recebimento? É necessário constituir provisão? A FERJ está privilegiando algum clube em detrimento de outro? Por que emprestar para alguns e não para todos?

3)     Depósitos Judiciais no valor aproximado de R$ 6,6 milhões não provisionados;

Estes depósitos judiciais se referem a que ação? Será que a Provisão para Contingências foi corretamente calculada, baseada em um relatório jurídico com probabilidades de perda?

4)     Contrato de Mútuos Clubes (empréstimo) no valor aproximado de R$ 5,2 milhões;

Da mesma forma que no Circulante, quais são os valores envolvidos, prazos e devedores? Quais foram os critérios utilizados para a aprovação desses contratos? Por que os demais clubes não foram comunicados?

5)     Adiantamentos diversos no valor aproximado de R$ 5,7 milhões;

Quem foram os beneficiados com estes adiantamentos? Quando irão devolver estes recursos? São bons pagadores? Não seria necessária uma provisão para créditos de liquidação duvidosa?

6)     Redução do valor de Títulos da Dívida com o INSS a compensar (versus despesas gerais) – Consta que não existe valor e que estava no balanço erroneamente;

Onde se encontra a extinção ou arquivamento do processo por parte do órgão público competente? Como pode-se ter certeza da regularidade fiscal da FERJ?

7)     Ausência de explicação para passivo com o INSS no valor aproximado de R$ 2,1 milhões; o INSS é retido da receita dos clubes e deveria ser repassado pela FERJ para os entes públicos.

Como pode-se ter certeza de que esses recursos estão sendo repassados? Qual a possibilidade de os clubes serem responsabilizados solidariamente, caso o repasse não esteja sendo feito?

 8)     Inexistência de quaisquer aberturas de receitas e despesas;

Como pode-se saber qual o destino dado às receitas cobradas por intermédio da taxa de 10%, se não há qualquer transparência nas demonstrações financeiras? As notas explicativas que, como o próprio nome sugere, deveriam elucidar os questionamentos, não passam de peça decorativa. Será que o real intuito não é justamente não informar onde estão sendo gastos os recursos oriundos dos clubes?


Amistoso em Juazeiro do Norte renderá R$ 500 mil ao Flamengo



Torcida Flamengo Juazeiro (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)Um esforço justificado com bolso cheio. Com jogos fora do Rio de Janeiro previstos em orçamento como fonte de receita, o Flamengo não perdeu a oportunidade de lucrar com a ausência na final do Campeonato carioca. Enquanto estudava a possibilidade de disputar um Fla-Flu em Brasília, o Rubro-Negro recebeu uma proposta de R$ 500 mil para enfrentar o Icasa, em Juazeiro do Norte, e aceitou de prontidão. Com o valor limpo em mãos, a equipe segue para o interior do Ceará, onde entra em campo sábado, às 19h30m (de Brasília), no estádio Romeirão. 

A empresa é a mesma que já levou jogos do Rubro-Negro nos últimos dois anos para praças com estádios que fizeram parte da Copa do Mundo de 2014. Além da quantia em dinheiro, a organização é responsável pelo voo fretado que sai do Rio no início do sábado e volta logo após o jogo, além de hospedagem e toda logística em Juazeiro. O fato do jogo ser no sábado foi ainda ao encontro do planejamento de Vanderlei Luxemburgo, que previa o domingo de folga para todo elenco, seguido de viagem para Atibaia, no interior de São Paulo, na segunda-feira – o que não seria possível com o Fla-Flu. 

Recentemente, o Flamengo teve uma passagem rápida por Juazeiro do Norte e foi muito assediado, quando fez pousou e seguiu de ônibus para Salgueiro, Pernambuco, onde bateu os donos da casa por 2 a 0, pela segunda fase da Copa do Brasil. Ex-jogador do clube, Ronaldo Angelim mora na cidade e a diretoria estuda uma maneira de homenageá-lo. Entrar em campo para uma partida de despedida, no entanto, está descartado. O amistoso com o Icasa é o último compromisso rubro-negro antes da estreia no Brasileirão, dia 10 de maio, contra o São Paulo, no Morumbi.

Feliz de todo jeito, Anderson Pico avalia disputa por posição com Armero

Anderson Pico está de bem com a vida. Para quem viveu dúvidas sobre o futuro no futebol durante boa parte da temporada passada, começar 2015 como titular do Flamengo parece um sonho. E nem a forte concorrência com a chegada de Pablo Armero o faz acordar. Ciente que a disputa por posição com o colombiano vai ser dura, o lateral-esquerdo trata o tema com muita naturalidade. Indicado por Vanderlei Luxemburgo, assim como o novo companheiro, o camisa 6 afirma não ter dúvidas da justiça na escolha do dono da posição e garante: nem mesmo o banco de reserva o fará ficar triste.

- Fico feliz por ter um companheiro do nível do Armero, de seleção colombiana. Ele vem disputar a posição. Hoje, sou titular, mas independentemente de quem jogar, vou estar feliz e buscar o meu espaço, como faço desde o ano passado. Quem tiver melhor, vai ser o titular. Para ajudar o Flamengo, tem que estar 100%. Altos e baixos acontecem. Mas só de começar o ano bem, como titular, fico feliz. Não conseguimos o título do Carioca, mas vejo o time em uma crescente. Temos um grupo muito forte.

Anderson Pico, treino Flamengo, Ninho (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Anderson Pico celebra a boa fase no Fla e se diz tranquilo com a chegada de Armero (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)


Ainda com programação física extra após cada treinamento - nesta quinta, correu em volta do gramado com Frauches -, Pico garante que a forma física não tem sido problema ao longo da temporada. Com tratamento especial e rígido da comissão técnica, o lateral-esquerdo reduziu o percentual de gordura e o peso em relação ao início do Carioca, no fim de janeiro.

- Estou me sentido bem, evoluindo cada vez mais. O (Antonio) Mello (preparador físico) cobra bastante, Pavanelli (fisiologista), Léo Acro (nutricionista)... Todos cobram para que estejamos bem fisicamente. Sigo focado.

Fora da final do Carioca, o Flamengo tem tido a semana livre para treinamentos. Vanderlei Luxemburgo aproveitou para realizar três coletivos nos últimos três dias, e Anderson Pico aprovou a programação. Apesar dos titulares terem sido dominados pelos reservas no trabalho desta quinta, o lateral se mostrou satisfeito com a evolução da equipe.

- Depois dessa eliminação na Carioca e do jogo da Copa do Brasil, o Vanderlei falou que ia dar essa ênfase nesses trabalhos técnicos e táticos. Estamos felizes por montar uma equipe qualidade, com velocidade e marcação na saída de bola. Esperamos impor isso no amistoso de sábado e na estreia no Brasileirão.

Eliminado do Carioca há dez dias, o Flamengo volta a jogar no sábado, às 19h30m (de Brasília), em amistoso com o Icasa, no Romeirão, em Juazeiro do Norte (CE). Na próxima semana, o elenco rubro-negro realiza período de treinos em Atibaia (SP) até a estreia no Brasileirão, dia 10, contra o São Paulo, no Morumbi.

Mesmo sem Canteros, Luxa mantém Flamengo ofensivo em coletivo no Ninho


 
Marcelo Cirino, Cesar, Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)Vanderlei Luxemburgo manteve a formação ofensiva no Flamengo que se prepara para estrear no Brasileirão dia de 10 de maio, contra o São Paulo, no Morumbi. No terceiro coletivo realizado na semana, o treinador até teve que fazer uma mudança, mas seguiu com Arthur Maia como meia atrás do trio formado por Gabriel, Marcelo Cirino e Everon. Canteros foi a baixa na atividade e ficou na academia fazendo reforço muscular, sendo substituído por Márcio Araújo. 

Alecsandro, que sofreu uma pancada no pé esquerdo no treinamento de terça-feira, segue fora e é dúvida para viagem de sábado para Juazeiro do Norte, no interior do Ceará, onde a equipe faz amistoso contra o Icasa. Nixon e Paulinho são os outros jogadores que estão no departamento médico. Já Samir e Armero fizeram trabalhos para recuperarem a forma física, nesta quinta.

Com Paulo Victor, Pará, Bressan, Wallace e Pico; Jonas, Márcio Araújo e Arthur Maia; Gabriel, Everton e Marcelo Cirino, os titulares tiveram atuação discreta em coletivo que terminou sem gols. Reforçado por promessas do juniores, como Renan Panterinha, filho do ex-atacante Donizete, os reservas tiveram maior posse de bola e fizeram boas jogadas, principalmente de ultrapassagem pelas laterais, o que tirou Vanderlei Luxemburgo do sério. O treinador não se privou de paralisar bastante o coletivo para orientar posicionamento. 

O Flamengo volta a treinar na manhã desta sexta-feira, no Ninho do Urubu, e segue para Juazeiro do Norte no início do sábado. O elenco irá em voo fretado, voltando ao Rio de Janeiro logo após a partida. No domingo, o elenco folga, com viagem para Atibaia marcada para segunda-feira.

Márcio Araújo, Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Márcio Araújo substituiu Canteros em treino nesta quinta-feira (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Flamengo negocia com a Jeep patrocínio para a barra da camisa



Brasileiro terá jogo às 11h de domingo; Grêmio x Ponte Preta estreará horário


Arena do Grêmio antes do Gre-Nal (Foto: Diego Guichard/GloboEsporte.com)
O Campeonato Brasileiro passará a ter um horário diferente para os jogos em 2015: às 11 horas da manhã de domingo. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) adotou o horário para o que chamou de "período de testes" e divulgou a decisão no fim da tarde desta quinta-feira em seu site oficial. A tabela da competição deve ter pelo menos uma partida matinal por rodada. E a estreia do horário será no duelo entre Grêmio e Ponte Preta, dia 10 de maio, na Arena do Grêmio.

Além das 11h, os outros horários de jogos do Brasileirão são: 16h e 18h30 aos domingos, 18h30 e 21h aos sábados; e 19h30, 21h e 22h nas quartas e quintas-feiras.

Flamengo vota novo patrocínio e encaminha renovação com a Caixa para voltar a ter camisa mais valiosa do país no Brasileirão

 

Bandeira de Mello apresenta camisa de ArmeroSe ainda não está perto de anunciar nenhum novo reforço de peso, o Flamengo caminha para apresentar um novo uniforme para a estreia no Brasileiro dia 10, contra o São Paulo. A promessa é voltar a ter a camisa mais valiosa do Brasil depois de o Palmeiras alegar ser o novo líder.

Com a renovação do contrato com a Caixa Econômica em fase final de acordo, já que o vínculo se encerra em maio, a diretoria também vota na semana que vem um patrocínio para a barra da camisa no Conselho Deliberativo.

O banco público não deve pagar mais do que os atuais R$ 25 milhões, mas com o acréscimo da nova empresa, na faixa de R$ 5 milhões, o Flamengo passaria a receber R$ 50 milhões por ano. A conta inclui R$ 20 milhões da Guaraviton e R$ 2,5 milhões da Tim.

O valor seria semelhante ao do Palmeiras, mas se for levado em consideração o resíduo da rescisão de contrato com a Peugeot, de R$ 5,6 milhões, o Flamengo já tinha o uniforme com a maior receita, sobretudo pelo ganho anual maior por parte da Adidas, de mais de R$ 35 milhões.

O Conselho Diretor mantém os valores dos novos contratos em sigilo, assim como o nome da empresa que estampará sua marca na barra da camisa. As especulações ao longo das últimas semanas apontaram para a negociação com uma multinacional que patrocina um grande clube da Europa, mas as supostas conversas seriam pensando numa alternativa para o caso da Caixa não renovar.


Jornal cita ídolo do Mengão como atleta que celebra o Dia do Trabalho o ano todo

por Redação do L! em 30.abr.2015 às 11:42h
 
O site do jornal “Marca” aproveitando a moda das listas na internet,  preparou uma em que cita “cinco atletas que celebram o dia do trabalhador todos os dias”, ou seja, atletas que não gostam de trabalhar nenhum dia e fazem desse feriado o ano todo. Adriano Imperador é o brasileiro que aparece nessa lista, que vive entre indas e vindas na carreira e já não faz uma partida oficial há mais de um ano – a última foi no dia 8 de abril de 2014, pelo Atlético-PR. Os outros nomes citados são: James Harden, Allen Iverson, Anelka e Guti (os dois primeiros jogadores de basquete).

(Foto: Reprodução / Marca.com)
(Foto: Reprodução / Marca.com)

Rubro-negros de Macaé arrecadam R$6 mil pelo Fla em Dia


Projeto já pagou mais de R$546 mil em dívidas
Desde o surgimento do Fla em Dia, não param de aparecer grupos com intuito de impulsionar ainda mais o projeto, que visa quitar todos os débitos do clube com a Fazenda Nacional a partir de contribuições dos próprios torcedores. Os rubro-negros emitem os DARFs (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) e automaticamente, ao pagarem, já abatem o valor da dívida rubro-negra.

A exemplo de outros grupos, em janeiro de 2015, surgiu a "Fla em Dia Macaé" para, basicamente, ajudar o Flamengo. A turma que se reúne através do Whatsapp começou com poucos torcedores e hoje já conta com cerca de 90 pessoas. Seguindo a sugestão feita pelo próprio presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, Thales Coutinho, um dos fundadores do grupo, já vê resultados interessantes surgindo. "Como eu costumo falar com a nossa turma, temos que aproveitar o comprometimento dessa gestão para contribuir ao máximo com a reformulação do Flamengo. Em aproximadamente três meses já arrecadamos R$6 mil. Como o grupo está crescendo, a ideia é aumentar ainda mais essa arrecadação. Nosso objetivo é estimular que cada cidade crie seu grupo, pois a maior força do Flamengo é sua torcida", disse Thales.

Outro fundador do grupo, Rômulo Miranda, chamou a atenção para outro interessante fato que o "Fla em Dia Macaé" busca: aumentar o número de sócios-torcedores do Rubro-Negro. "Inicialmente, 70% do nosso grupo era de membros do Nação. Hoje criamos a regra que todos precisam fazer parte para participar. Objetivamos, com isso, não só o pagamento das DARF mas um número cada vez maior de sócios-torcedores para o Flamengo, pois entendemos que isso também é muito importante. Temos uma rede de contatos muito grande, então o grupo está cada vez maior", finalizou.

Você também é apaixonado pelo Flamengo e quer fazer a diferença? Seja sócio-torcedor e invista no futebol rubro-negro e participe do Fla em Dia para pagar as dívidas do clube diretamente ao governo.

"Nosso xerife": Eduardo aponta Wallace como sucessor de Léo Moura

Por 10 anos, o sinônimo de liderança no Flamengo foi Leonardo Moura. Com uma passagem marcante no clube, o lateral-direito conquistou o respeito de todos que passaram pelo grupo. Após a saída do jogador, a dúvida foi quem assumiria a responsabilidade. Além de herdar a braçadeira de capitão, Wallace, aos poucos, vai tomando conta do posto de referência do Rubro-negro.

Wallace Flamengo (Foto: Cahê Mota/GloboEsporte.com) 
Wallace herdou a braçadeira de capitão e é visto como sucessor de Léo Moura (Foto: Cahê Mota/GloboEsporte.com)

Titular incontestável do time de Vanderlei Luxemburgo, o jogador de 27 anos já ganhou o reconhecimento dos companheiros. Para Eduardo Silva, até mais experiente que Wallace (32 anos), o Flamengo está bem servido de líderes. O atacante, autor do gol marcante contra o Nacional, do Uruguai, na despedida de Léo Moura, com passe do ex-camisa 2, contudo, deixou claro: existe apenas um “xerife”.

- O nosso capitão é o Wallace. Ele é o nosso xerife. Claro que temos outros jogadores experientes, como Alecsandro, Paulo Victor, que já está no Flamengo há muito tempo. Nós temos um grupo experiente que ajuda bastante, mas é o Wallace o nosso xerife.

Com moral, Wallace foi titular nos 17 jogos oficiais que disputou em 2015 – 14 pelo Campeonato Carioca e três pela Copa do Brasil, atuando inicialmente ao lado de Samir, que, lesionado, deu lugar ao jovem Bressan. Com o “xerife” em campo, a defesa rubro-negra sofreu apenas oito gols.

Wallace é presença certa no amistoso diante do Icasa, em Juazeiro-CE, no sábado. O capitão também estará com o grupo, a partir de segunda-feira, em Atibaia-SP, em preparação para a estreia do Campeonato Brasileiro no dia 10 de maio, contra o São Paulo.

Eduardo da Silva Treino do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Eduardo da Silva no treino do Fla: atacante apontou Wallace como líder do grupo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Com técnica, união e títulos, "Geração 2000" enche o Flamengo de esperança

Abraços para cá, sorrisos para lá. O clima da garotada é de total descontração. Mas basta o técnico iniciar o treino para as brincadeiras darem lugar à atenção e ao comprometimento dentro de campo. Não é à toa. É ali que todos esses meninos alimentam a cada dia o sonho de se tornarem atletas profissionais de futebol. Alimentam também a esperança do Flamengo de poder contar, nos próximos anos, com um grupo que tem sido extremamente vencedor na base. Colecionadora de títulos, a chamada "Geração 2000" rubro-negra tem vários atletas constantemente convocados para a seleção brasileira da categoria. Ela tem obtido tanto destaque que vem sendo comparada à última grande safra da Gávea, de 25 anos atrás. Do time campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 1990 saíram nomes como Marcelinho Carioca, Djalminha, Paulo Nunes, Júnior Baiano, Nélio e Fabinho. E da atual equipe sub-15 podem sair Athirson, Patrick, Marx Lenin, Yuri, Vinícius, entre outros.

Equipe Sub-15 do Flamengo Geração 2000 (Foto: André Durão/GloboEsporte.com) 
Geração 2000 em clima descontraído após treino no Ninho do Urubu (Foto: André Durão / GloboEsporte.com)

Se vão vingar ou não, são outros quinhentos. O fato é que o Flamengo tem tratado com carinho essa geração de garotos nascidos no ano 2000. Segundo o treinador Dudu Patetuci, que também os comandou no sub-14 e subiu para o sub-15 junto deles, técnica e espírito coletivo são os diferenciais do grupo.

- Essa é uma geração que tem um potencial técnico muito grande, de domínio do fundamento. O domínio da técnica é determinante na prática do futebol. E tem potencial de conjunto, pois eles vêm jogando juntos desde a categoria mirim (12 anos). Existe uma amizade muito grande entre eles. Acredito que terão um futuro no Flamengo - disse.

Patetuci, por sinal, foi jogador da base rubro-negra no passado e fez parte da última e já citada grande geração revelada pelo clube. Para ele, as semelhanças entre aquele elenco e o sub-15 atual são muitas. Por isso, acredita num futuro brilhante para seus meninos.

- Aquele grupo tinha muita amizade, muita técnica, foi campeão em todas as categorias e conseguiu projetar ao profissional uma quantidade muito grande de jogadores. Era muito talento junto: Marcelinho Carioca, Djalminha, Paulo Nunes... Todos foram profissionais com projeção a nível nacional e até internacional. Vejo potencial de acontecer algo bem similar com esses garotos do sub-15 - afirmou o treinador, que não ficará surpreso se até oito jogadores chegarem ao profissional, número bem maior do que o normal.

A "Geração 2000" se acostumou a vencer, mas precisou lidar com alguns baques em 2015. Após ser campeão invicto dos três campeonatos que disputou em 2014 e da Copa Votorantim no início deste ano, o Rubro-Negro sofreu a primeira derrota desde 2011 diante do Nova Iguaçu pelo Carioca, o que foi amenizado pelas duas vitórias seguintes no torneio, onde o time segue muito vivo. A maior decepção ocorreu depois: a recente eliminação na semifinal da Copa Nike, com revés por 1 a 0 para o Santos. Pedras no caminho que servem para deixar os garotos mais cascudos, mais experientes, mais maduros. Saber perder faz parte. E acompanhamento não falta por parte do Flamengo.

Mosaico Flamengo Geração 2000 (Foto: André Durão / Globoesporte.com) 
Um dia de treino do sub-15 do Flamengo (Foto: André Durão / Globoesporte.com)

- Realmente é uma geração muito boa, que foi desenvolvida lá embaixo. A gente cuida deles com muito carinho desde o começo. E hoje isso se reflete na convocação de seis, sete jogadores para a seleção brasileira. É muito difícil dizer que é a geração mais promissora, pois muita coisa acontece no caminho desses meninos. Mas com certeza é uma das melhores gerações do Brasil atualmente - afirmou Carlos Noval, diretor das categorias de base do Fla.

"O medo é uma ilusão", diz craque do time

O grande destaque do time é o atacante Vinícius. O menino de São Gonçalo-RJ foi o único desfalque do treino acompanhado pelo GloboEsporte.com durante esta semana no Ninho do Urubu, CT do clube que fica em Vargem Grande, bairro do Rio de Janeiro, mas por um bom motivo. Mesmo com só 14 anos, foi chamado para defender a equipe sub-17 do Flamengo na primeira partida da semifinal da Copa do Brasil contra o Vitória - perderam por 3 a 2 na última quarta. Via telefone, ele não deixou de falar com a reportagem e mostrou maturidade.

- Sei que minha responsabilidade é muito grande, mas é uma coisa gostosa. Sei do meu potencial e chamo essa responsabilidade dentro de campo. Faço parte de uma geração que gosta de ganhar e trabalha a cada dia para conquistar cada vez mais títulos pelo Flamengo. Nosso grupo tem uma amizade muito boa, e isso se transfere para o campo. Um corre pelo outro, e não tem vaidade.

Vinícius geração 2000 Flamengo (Foto: Divulgação/Flamengo)
Segundo o técnico Dudu Patetuci, Vinícius tem muita velocidade, joga aberto e dificilmente não passa de um marcador quando vai em direção ao gol. É o típico jogador que decide. Com direito a frase de efeito, a promessa de craque também mostrou ter personalidade.

- Meu ídolo atualmente é o Neymar, porque jogo bem parecido com ele, ousado e alegre, com muita alegria nas pernas e sem medo de errar. O medo é uma ilusão.

Vinícius defende a seleção brasileira sub-15. Além dele, outros jogadores do time fazem ou já fizeram parte das convocações: o lateral-direito Wesley, o zagueiro Patrick, o lateral-esquerdo Athirson, os meias Marx Lenin e Leandro, e o atacante Lincoln.

Patrick, que é capitão tanto do Flamengo quanto do Brasil, foi outro a mostrar maturidade. Inspirado em Aldair, o garoto de 15 anos e 1,83m de altura está no Rubro-Negro desde 2013, quando chegou da escolinha União, do Rio de Janeiro, após quase parar no Vasco.

- Acho que ser capitão é uma responsabilidade enorme. O grupo é muito brincalhão, então de vez em quando tenho que puxar a corda desses meninos, senão extrapolam. O capitão é sempre o chato, o mais sério, mas acho bem legal. Muitos queriam ser capitão, e tive essa oportunidade - afirmou o zagueiro, como se já fosse um veterano.

Athirson do Acre e Marx Lenin

A história de Athirson é uma das mais curiosas. Nascido em Manaus, o garoto morou no Acre dos 4 aos 10 anos. Em 2011, aproveitou as férias dos pais no Rio de Janeiro para fazer teste no Flamengo. Como foi aprovado, pai e mãe pediram demissão de seus empregos para segui-lo na Cidade Maravilhosa - hoje só o pai está empregado. E o nome não é mera coincidência com o passado do clube da Gávea. No auge do ex-lateral-esquerdo, entre 1999 e 2000, a tia do menino manauara que ainda nem havia nascido viu um gol de Athirson pela televisão e sugeriu o nome, já que a família tem tradição de nomes começando com a letra A. Mas a coincidência veio de fato depois: o futuro jogador é canhoto e virou, veja só, lateral-esquerdo. Hoje peça fundamental do time sub-15, Athirson destacou a união da "Geração 2000".

- Nosso grupo é realmente muito qualificado, tanto no coletivo quanto individualmente. Todo mundo é amigo, trabalha junto, sempre com o mesmo objetivo: vencer. Quando um ganha um prêmio individual, não é só ele que fica feliz. Todos nós ficamos felizes porque sabemos que fazemos parte dessa conquista. Tenho certeza que nossa união vai continuar assim até o profissional. Todo mundo sonha em ser jogador e quer chegar lá junto.

Athirson e Patrick geração 2000 Flamengo (Foto: André Durão/GloboEsporte.com)

Lateral-esquerdo Athirson (E) e zagueiro e capitão Patrick: defensores maduros (Foto: André Durão / GloboEsporte.com)

Em matéria de nome curioso, quem ganha é o meia Marx Lenin. A mãe dele queria homenagear o marido, Antônio Marques, colocando Marques como primeiro nome do menino, mas o cartório não permitiu. A mãe, então, tentou adaptar e inovar ao mesmo tempo e escolheu Marx Lenin, mesmo só por achar os nomes bonitos e sem saber a história dos revolucionários comunistas de Alemanha e Rússia, respectivamente. O garoto, por sua vez, diz que gosta do nome que tem e sabe que Marx foi um "grande filósofo", mas não tem ideia de quem foi Lenin. Aos 15 anos, ele tenta lidar com a pressão, não de influenciar milhões com seus pensamentos, mas de corresponder à expectativa criada em cima da "Geração 2000".

- É uma pressão, sim, porque para jogar num grupo qualificado como esse você tem que estar bem, senão o companheiro vem melhor. Também é mais confiança, pois a gente entra em campo e o pessoal respeita. Mas para ser respeitado tem que botar a bola no chão e jogar.

Marx Lenin se destacou no CFZ-RJ e foi levado pelo próprio Zico para o Flamengo em 2009. Quem fez o teste e passou junto dele foi o amigo Yuri, também meia. Os dois meninos de Volta Redonda-RJ já eram amigos e inclusive haviam se enfrentado algumas vezes na cidade sul-fluminense. Atualmente eles compartilham do sonho maior de ser jogador profissional.

- Todo mundo sabe que vida de jogador não é fácil. Por isso a gente está aí, batalhando sempre, acordando cedo todo dia para treinar. Não é fácil, não. Tem que lutar mesmo. Desistir? Nunca! - cravou Yuri.

Marx Lenin e Yuri geração 2000 Flamengo (Foto: André Durão/GloboEsporte.com) 
Marx Lenin (E) e Yuri: sorridentes meio-campistas dão alegria ao Fla (Foto: André Durão / GloboEsporte.com)
 
Extracampo: psicologia, pedagogia...

Com tantos destaques na equipe, o assédio de outros clubes será uma coisa inevitável. Nenhum deles pôde assinar ainda contrato com o Flamengo - a Lei Pelé só permite que um atleta assine contrato de trabalho com um clube a partir dos 16 anos de idade -, mas a maioria já possui empresário. Todos os selecionáveis têm, por exemplo. E é junto desses agentes que o Rubro-Negro tenta dar acompanhamento extracampo para os jogadores.

A pressão da família, que muita vezes depende de aquele sonho virar realidade para ter uma vida melhor, pode ser um grande problema para os meninos. Para cuidar de casos como esse, o Flamengo fornece um acompanhamento de psicologia e assistência social a todos do grupo. A pedagogia também ajuda quando a escola vira um problema.

- O Flamengo procura trabalhar com seus departamentos, tratando dessa questão do emocional, da escola, da família. Esses fatores externos influenciam diretamente dentro do campo. Então, o Flamengo está muito atento a isso. Ultimamente não tem acontecido nada. O comportamento deles está bem legal. Está tudo tranquilo. Se acontecer, o Flamengo estará preparado para chamar a família e o agente para conversar. A comunicação também está muita atenta, já que hoje existe essa coisa das redes sociais, que estão dominando a meninada - disse o técnico Dudu Patetuci.

Muita coisa ainda vai acontecer na vida desses meninos de no máximo 15 anos. Se serão profissionais, se terão carreiras de sucesso, só o tempo vai dizer. Mas, se tudo correr conforme o planejado, a torcida rubro-negra pode esperar boas novidades para os próximos anos.