Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 3 de outubro de 2015

Pivô Rafael Mineiro acerta com o Flamengo: "Dá até frio na barriga"

Rafael Minero medalha de ouro Pan Toronto (Foto: Divulgação/William Lucas/InovaFoto)

 
Rafael Minero participou da conquista da medalha de ouro no Pan de Toronto (Foto: Divulgação/William Lucas/InovaFoto)
 
O Flamengo ainda não confirma oficialmente, mas acertou a contratação do pivô Rafael Mineiro por uma temporada. A negociação já foi concluída, e o clube aguarda apenas o retorno do jogador ao Brasil após dois amistosos do Bauru nos Estados Unidos - o time vice-campeão intercontinental embarca neste sábado à noite para enfrentar o New York Knicks no dia 7 e o Washington Wizards no dia 11, respectivamente em Nova York e Washington, pelo NBA Global Games.  

Medalha de ouro com a seleção no Pan de Toronto, Rafael Mineiro está empolgado com a transferência. 

- O Rio é maravilhoso, e jogar no Flamengo dá até frio na barriga. Minha família está muito feliz. Primeiro porque se trata de um grande clube, e depois porque quase todos são rubro-negros.  

Rafael Mineiro disputou a última edição do NBB pelo Limeira, eliminado pelo próprio Flamengo na semifinal. O pivô fez 320 pontos em 32 jogos ao longo da competição. Nos rebotes, foram 101 defensivos e 43 ofensivos.

O jogador fechou com o Bauru para a disputa do último Intercontinental depois que o Limeira anunciou o fim da equipe por questões financeiras. . O Bauru perdeu para o Real Madrid por 91 a 79 no último domingo, no Ibirapuera.

Faltas, bola aérea e gols de Guerrero: Oswaldo ensaia jogadas antes do JEC


O Flamengo realizou na manhã deste sábado o último treino antes do jogo contra o Joinville, que vai acontecer às 11h de domingo, no Maracanã. O foco da atividade foram as jogadas ensaiadas, com destaque para as cobranças de falta de Alan Patrick para a área e a bola aérea ofensiva. Essa parte do trabalho foi aberta à imprensa, mas imagens não foram permitidas.

Guerrero conseguiu marcar pelo menos dois gols. No primeiro, acertou cabeçada no canto, após cruzamento de Alan Patrick. E o segundo surgiu a partir de jogada ensaiada, onde Alan cobrou curto com Paulinho, que ajeitou para o chute surpresa de Everton; César deu rebote, e o peruano chegou rápido para empurrar para a rede.

Flamengo treino Ninho do Urubu (Foto: Ivan Raupp) 
Flamengo fez neste sábado o último treino antes do jogo contra o Joinville (Foto: Ivan Raupp)

Oswaldo mostrou o time que vai enfrentar o Joinville: César, Ayrton, César Martins, Samir e Jorge; Márcio Araújo, Canteros e Alan Patrick; Everton, Paulinho e Guerrero. O goleiro César treinou entre os reservas com o objetivo de ser mais exigido na bola aérea defensiva - Daniel trabalhou com os titulares. Os reservas, além dele, tiveram Luiz Antonio, Marcelo, Rafael Dumas e Jajá; Jonas, Almir e Gabriel; Marcelo Cirino, Douglas Baggio e Kayke.

Numa espécie diferente de coletivo, o técnico permitiu que algumas jogadas tivessem uma sequência maior. Numa dessas, os reservas armaram contra-ataque, e Cirino fez o gol.

Na parte final, os jogadores treinaram faltas direto para o gol e pênaltis. Nas faltas, o grupo formado por Alan Patrick, Ayrton, Kayke e Canteros teve bom desempenho. Com boa pontaria, todos eles balançaram a rede e também acertaram as traves.

Alan Patrick se prepara para cobrar falta: bom desempenho dele e de outros (Foto: Ivan Raupp) 
Alan Patrick se prepara para cobrar falta: bom desempenho dele e de outros (Foto: Ivan Raupp)

Wallace, em fase final de recuperação de problema muscular na coxa esquerda, participou do aquecimento junto dos companheiros no campo 2 do CT e depois fez trabalho à parte com a comissão técnica. Assim como o suspenso Emerson Sheik, que participou de treino físico. Fora da partida de domingo, Ederson e Pará ficaram na academia e não foram a campo.



ÚLTIMOS COLOCADOS E RISCO DE REBAIXAMENTO


                  Tabela de pontos ganhos


 

Clubes Pontos ganhos Vitórias Empates Derrotas Saldo de Gols Gols pró Gols contra Jogos Risco
20 . Joinville 24 5 9 14 -14 20 34 28 95%
19 . Vasco 26 7 5 16 -29 18 47 28 85%
18 . Figueirense 28 7 7 14 -17 25 42 28 77%
17 . Chapecoense 31 8 7 13 -12 20 32 28 40%
16 . Goiás 31 8 7 13 0 27 27 28 41%
15 . Avaí 32 9 5 14 -16 29 45 28 30%
14 . Coritiba 33 8 9 11 -6 21 27 28 22%
13 . Cruzeiro 36 10 6 12 1 29 28 28 4%
12 . Fluminense 37 11 4 13 -6 30 36 28 3%
11 . Atlético-PR 38 11 5 12 -2 30 32 28 2%
10 . Sport 40 9 13 6 10 39 29 28 1%
9 . Ponte Preta 40 10 10 8 1 32 31 28 -
8 . Inter 41 11 8 9 -3 28 31 28 -
7 . Flamengo 41 13 2 13 -2 37 39 28 -
6 . São Paulo 43 12 7 9 5 35 30 28 -
5 . Santos 43 12 7 9 12 46 34 28 -
4 . Palmeiras 45 13 6 9 18 49 31 28 -
3 . Grêmio 51 15 6 7 16 42 26 28 -
2 . Atlético-MG 53 16 5 7 18 48 30 28 -
1 . Corinthians 60 18 6 4 26 48 22 28 -
PG - pontos ganhos; V - vitórias; E - empates; D - derrotas;
S - saldo de gols; GP - gols pró; GC - gols contra; J - jogos
REGULAMENTO: ao final do campeonato, 4 clubes são rebaixados.
CRITÉRIOS: PG » V » S » GP


Oswaldo exalta jogos às 11h: "Vemos as famílias chegando. Define o futebol"


Oswaldo de Oliveira (Foto: Ivan Raupp)A gritaria por parte dos jogadores contra o horário das 11h surtiu efeito, e CBF resolveu exclui-lo do Campeonato Brasileiro, em decisão confirmada na última quarta-feira. Contraponto aos insatisfeitos é o técnico rubro-negro Oswaldo de Oliveira, que trata o calor como único inconveniente nesta questão. O comandante está ansioso para ver muitas famílias na sessão matutina do próximo domingo no Maracanã, onde Flamengo e Joinville duelam.

- O único senão é a temperatura. Quanto mais se aproxima do verão, fica mais difícil. Mas os outros aspectos são positivos. Gosto muito de jogo nesse horário. No Palmeiras, jogamos seguidamente nesse horário víamos as famílias chegando. Como eu via no Japão. No Japão, jogávamos às 13h. É um espetáculo que define o que é o futebol, que é festa, evento. E espero ver muitas famílias no jogo contra o Joinville - torce.

No comando do Palmeiras, foram três partidas às 11h, entre março e maio (um a cada mês). Embora exalte o ambiente, reconhece que a temperatura prejudica o rendimento dos jogadores. Por isso, já entrou contato com diversos setores do Flamengo para evitar problemas.

No único jogo que o time disputou neste horário, na derrota por 4 a 2 para o Palmeiras, válida pela rodada final do primeiro turno, Everton passou mal. O próprio fez seu protesto nessa semana.

- Acho muito bom, mas dominar a temperatura é muito difícil. Temos que trabalhar para adaptar. Quando aconteceu em São Paulo, procurei mobilizar todos os departamentos do clube para nos prepararmos. Nutricionistas, fisiologistas, jogadores. Nessa semana de Flamengo procuramos fazer isso também para que tudo dê certo.

FlaBasquete

.

A equipe de basquete adulto do Clube de Regatas do Flamengo conta com aporte direto de recursos de seus patrocinadores – SKY, Estácio e Peugeot – além de investimentos da Tim via Lei Estadual de Incentivo ao Esporte/Secretaria de Estado de Esportes, Lazer e Juventude (ICMS). Você também pode contribuir para a formação de novos atletas do FlaBasquete se tornando um Anjo da Guarda Rubro-Negro. Basta transferir até 6% de seu IR devido, recebendo sua contribuição de volta na restituição do imposto de renda.

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Flamengo pode ter acesso a recursos da Lei Rouanet




Na última quinta-feira (01.10), o Patrimônio Histórico do Flamengo deu mais um passo no processo de desenvolvimento do departamento. O Conselho Deliberativo do Rubro-Negro aprovou, por unanimidade, um acréscimo nos objetivos do clube, previstos no Estatuto e, além de ter fins esportivos, o Flamengo passou a ter fins culturais. Por isso, o Mais Querido agora terá acesso a recursos de incentivo à cultura previstos pela Lei Rouanet (Lei nº 8.313/91).

A alteração - um verdadeiro gol de placa em prol da riquíssima e centenária história rubro-negra - consistiu no acréscimo do inciso VI no art. 2º do Estatuto, com o seguinte conteúdo:

"Art. 2º - O FLAMENGO tem como objetivos promover, incentivar e desenvolver: [...] VI - atividades culturais e de promoção à cultura, através de projetos, programas e medidas que fomentem os conhecimentos históricos e as tradições do FLAMENGO, por meio de espetáculos, cursos, simpósios, artes audiovisuais, exposições, concursos e quaisquer manifestações culturais vinculadas aos objetivos do clube".

Tais atividades ficam sob a batuta do departamento de Patrimônio Histórico, responsabilidade que consta no inciso XVI do art. 131 do capítulo X:

"Compete aos vice-presidentes de departamentos: [...] XVI – de PATRIMÔNIO HISTÓRICO: [...] coordenar a execução de projetos, programas e medidas de incentivo à cultura, nos termos do inciso VI do art. 2º deste Estatuto".

Daniel Rosenblatt, responsável pelo Patrimônio Histórico do Flamengo, comemorou a aprovação pelo CODE.

"O Flamengo passa a fomentar atividades culturais, desenvolvendo projetos para livros, documentários, filmes, melhorar o acervo, seus equipamentos para restauração de troféus, e tudo mais que diz respeito à promulgação da arte e suas mais variadas possibilidades. A Lei Rouanet é muito abrangente neste sentido", explicou.

Rosenblatt ainda lembra que a Cidade Maravilhosa passa por um grande momento no âmbito artístico e cultural, com novos museus e exposições lotadas, e o Rubro-Negro pode fazer parte deste movimento.

"O Rio de Janeiro está passando por uma revolução cultural e o Flamengo quer estar inserido neste contexto. Definitivamente, este é um passo muito importante que nos aproxima do tão sonhado Museu do Flamengo. Poderemos dar andamento a diversos projetos que estavam parados por falta de verba. Com a promulgação da alteração do Estatuto, podemos voltar ao mercado para apresentá-los às empresas interessadas, que terão as contrapartidas previstas pela Lei", disse.

Vanguarda rubro-negra
Extinta em 2004, a vice-presidência de Patrimônio Histórico do Flamengo foi recriada no dia 29 de outubro de 2013, no primeiro ano da nova gestão. Foi feito um planejamento para cuidar do acervo do Mais Querido e a equipe passou a buscar profissionais e parceiros para organizar, conservar e incrementar os valores históricos do clube.

Para melhorar o andamento de tudo, Rosenblatt sentia falta de uma coisa: receita. No dia 1º de outubro, última quinta-feira, a aprovação da mudança do Estatuto veio como uma boa saída.

"O Flamengo até onde sabemos, é pioneiro nesta questão de ter em seu Estatuto a cultura como uma das atividades econômicas secundárias. O clube, com certeza, está na vanguarda desse movimento. É um projeto lento, mas foi um passo enorme que demos", finalizou.

Entenda a Lei Rouanet
A Lei Rouanet pôs em prática o Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac), que é formado por três mecanismos: o Fundo Nacional de Cultura (FNC), o Incentivo Fiscal (Mecenato) e o Fundo de Investimento Cultural Artístico (Ficart).

O mecanismo mais conhecido, de Incentivo Fiscal, possibilita que pessoas físicas e jurídicas apliquem parte de seu Imposto de Renda devido em ações culturais e ganhem 100% de isenção fiscal - além de investirem em sua imagem institucional fomentando tais projetos.

Em caso de pessoa jurídica, podem ser investidos até 4% do Imposto de Renda, enquanto no caso de pessoa física até 6%. O investimento pode ser feito em forma de patrocínio - com direito à publicidade do patrocinador - ou doação.

Empresas interessadas podem ligar para o telefone 2159-0199.

Oswaldo destrincha lesão de Guerrero e pede apoio: "Vamos ajudar o cara!"


Oswaldo de Oliveira está com Guerrero e não abre. No treino da última quarta-feira, pediu que os atletas passassem a bola para o centroavante o tempo inteiro, independentemente se ele estivesse dando sequência às jogadas ou não. Nesta sexta, em coletiva, destacou o esforço do peruano no processo de recuperação de lesão ligamentar sofrida no tornozelo direito. O período, inclusive, foi marcado por infiltrações e atuações com dores. Oswaldo atacou de médico e deu uma rica explicação a respeito do problema. Após o "diagnóstico", fez um apelo aos rubro-negros: "Vamos ajudar o cara".

Oswaldo concede coletiva na manhã desta quarta-feira, no Ninho (Foto: Ivan Raupp/GloboEsporte.com)- (O Guerrero) Sofreu uma contusão pesada, muito dolorida, e a articulação do tornozelo é muito difícil de recuperar. Tem muitos tendões, músculos, ossos e nervos. É uma articulação altamente irrigada e isso traz um trauma muito grande. A recuperação é diretamente proporcional a esse evento todo. E isso, claro, está prejudicando o cara. É um cara tímido, na dele, que está se adaptando ao Flamengo. Estou aqui para ajudá-lo. Vai ser muito importante para o Flamengo, nesse ano, no próximo e para sempre. Vamos com Guerrero, vamos ajudar o cara! - afirmou.

Oswaldo justificou o pedido lembrando a importância de Guerrero para o Flamengo. Dentro e fora de campo. O técnico ainda citou que o camisa 9 integra pré-lista de jogadores que concorrem à Bola de Ouro - o jornal italiano Gazzetta dello Sport a divulgou nesta quarta.

- O Guerrero é uma situação muito especial para o Flamengo nessa temporada. A contratação dele foi um evento. Fizeram até música, e achei muito legal aquilo. Acredito que está entre os 70 que vão disputar a Bola de Ouro. É um cara que temos de reverenciar. Passou por problemas, fez uma Copa América muito bonita - opinou.

Oswaldo de Oliveira confirmou a participação do goleiro César no jogo contra o JEC, domingo, ás 11h.
 
Além da defesa ao seu principal jogador, o comandante rubro-negro fez questão de minimizar a discussão entre César Martins e Alan Patrick, ocorrida no treino de quinta-feira. Ao abordá-la, recorreu ao ano em que ingressou no futebol para tratar o tema como algo banal no esporte.

- Circunstância natural. Hoje é dia 2, não é? Então parabéns para mim (risos). Ontem (quinta) fiz 40 anos de profissão. Comecei em 1º de outubro de 1975 no Bonsucesso. Já vi jogadores discutindo por incontáveis vezes. Atores discutem, funcionários em repartições. A busca pelo acerto às vezes dá discordância. Já vi muitas vezes e continuará acontecendo. Não é exclusividade do Flamengo - afirmou Oswaldo, que iniciou no futebol como preparador físico, função que exerceu de 1975 a 1996, quando virou auxiliar técnico. Virou treinador em 99, ao substituir Vanderlei Luxemburgo no Corinthians.

De importante também dito pelo treinador foi a confirmação de César no gol do Fla contra o Joinville, no domingo, às 11h, no Maracanã. O goleiro não havia treinado no campo ainda nesta semana.

- Treinou bem hoje, normal, e vai para o jogo, sim.

Confira outras declarações de Oswaldo abaixo:

Desfalques
Ainda tinha esperança em relação ao Pará, porque não era lesão muscular, mas hoje não conseguimos colocá-lo em campo e estou meio desanimado. Ederson levou pancada muito forte contra o Vasco, está muito dolorido. Como não treinou na semana, não deve ser aproveitado para o jogo. Wallace tem lesão sendo curada, e ele ainda não reassumiu o ritmo para voltar à equipe.

Cabeça dos jogadores com o momento ruim
Alguns jogadores têm mais experiência e rapidamente já se recompõem. Outros nem tanto. O estado geral é muito bom, vejo a equipe muito animada e confiante. Tenho procurado passar isso através dos treinamentos. Está novamente pronta para reiniciar uma arrancada vitoriosa.

Briga por Libertadores e, caso a vaga se confirme, a importância de conquistá-la
Objetivo muito forte, muito importante para o clube, torcida, jogadores e para o futebol brasileiro. O Flamengo é gigante e precisa se manifestar nesse sentido, precisa ter essa satisfação. Para o próprio Flamengo, futebol brasileiro e mundial.

Queda no astral do time
Sentiu muito a partida contra o Coritiba, jogou muito mal. A partir daquele jogo houve um decréscimo no ânimo dos jogadores. O espaço era muito pequeno para reanimar. Normalmente as equipes mais equilibradas, com técnico há mais tempo, se reestruturam mais rapidamente.

Pressão por vencer o ameaçado Joinville
Pressão é de sempre. Pode mudar em relação à camisa do adversário ou em relação ao mando, de se jogar dentro ou fora. O Joinville respeito muito de maneira especial, porque, embora não estejam vencendo, eles vêm jogando bem. Contra o Corinthians, jogaram bem. Pô, perderam de 3 a 0, mas antes de o Corinthians abrir o placar, eles tinham perdido duas chances claras.

Grêmio, Cruzeiro e Flamengo os maiores finalistas da Copa do Brasil




Finaistas Copa do Brasil

Flamengo encaminha festão e amistoso para 120 anos; rival deve ser sul-americano


O Flamengo vai completar 120 anos de existência no dia 17 de novembro, e a data não passará em branco. Longe disso. O clube deixou encaminhada uma grande festa para o dia 15 de novembro, um domingo, combinada a um jogo amistoso para comemorar o aniversário no Maracanã. De acordo com o diretor de marketing rubro-negro, Bruno Spindel, o adversário muito provavelmente será um time sul-americano. Há boa possibilidade de ser da Argentina. A definição sobre isso deve acontecer dentro de 10 dias.

Flamengo, Maracanã (Foto: Alexandre Vidal) 
Maracanã será a casa do aniversário de 120 anos do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal)
 
O Fla deve usar seu time principal no amistoso. Vários clubes foram cogitados para o duelo, entre eles o Juventus, da Itália, mas a ideia não avançou. A intenção é que a partida comece às 17h. A festa, por sua vez, terá a presença de ídolos do passado.

O dia 15 de novembro foi escolhido pela viabilidade por conta da paralisação do Campeonato Brasileiro para as Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. Ou seja, não haverá jogos pela competição nacional nessa data.



Apesar dos problemas, fisiologista do Flamengo vê Ederson perto da forma ideal


ederson treino flamengo (Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo)
Ederson chegou ao Flamengo com status de titular e ganhando a famosa camisa 10. A expectativa da torcida era - e ainda é - grande em cima dele, mas a realidade é um pouco diferente disso. O meia-atacante vem tendo dificuldade de readaptação ao futebol brasileiro, após anos na Europa, e voltou a sofrer, mesmo que em proporção bem menor, com os problemas físicos que o atormentaram principalmente na última temporada.

Em 2014/15, pelo Lazio-ITA, Ederson fez apenas cinco jogos, quatro saindo do banco de reservas. Mesmo com pouco tempo de Rubro-Negro, já fez mais do que isso. Foram nove partidas, quatro como titular. Mas ele teve um estiramento na coxa esquerda e, no último jogo, uma contusão joelho direito por conta de pancada do adversário. Como ainda não treinou com o grupo nesta semana, a chance de ser relacionado para enfrentar o Joinville no domingo é remota.

Ainda assim, pelo que o atleta apresentou até agora, o fisiologista do Flamengo, Cláudio Pavanelli, acredita que Ederson está perto da forma física que considera ideal.

- Ele está com uma musculatura bem equilibrada em relação a quando chegou. Isso me dá uma segurança maior, então fica mais fácil de atuar. A gente fica atento pelo passado dele, e não porque está demonstrando característica diferente. Até agora só posso falar que tem coisa boa - disse o fisiologista, em entrevista ao GloboEsporte.com.

O técnico Oswaldo de Oliveira já disse que imagina Ederson como titular em seu time ideal, desde que ele esteja 100% fisicamente. Mas Pavanelli prefere não dar previsão para o jogador estar em sua condição plena.

O trabalho que o fisiologista tem realizado com o jogador é de prevenção. Como Ederson já tem no Flamengo uma sequência de jogos superior à da última temporada, Pavanelli considera que esse tratamento preventivo está sendo efetivo e o resultado, satisfatório.

- Quando ele chegou, fizemos uma bateria de avaliações e vimos o que ele precisava, que era um reforço específico para uma questão preventiva. Não é uma questão curativa, pois ele já chegou treinando. O objetivo era fazer um trabalho preventivo e preparativo para que ele tivesse condições de ser submetido aos jogos e minimizar esses problemas que eram de rotina dele.

Perguntado se considera Ederson um caso à parte, Pavanelli disse que todo atleta é um caso à parte, pois cada um tem sua necessidade específica. E ele fez uma análise específica do 10.

- É um atleta que passou muito tempo lá fora, com característica de treinamento e de jogos muito diferentes das que a gente encontra no Brasil. E ele teve um número de lesões lá muito grande. Não é um atleta recém-formado. Então, a gente precisa colocar tudo isso no nosso planejamento.

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Médico do Flamengo explica infiltração em Guerrero: "Normal. Não tem lesão"


Paolo Guerrero revelou nesta quinta-feira que ainda sente dores no tornozelo direito, o mesmo que sofreu uma lesão que o deixou afastado por seis jogos, e contou ainda que tomou uma infiltração no local nesta semana para poder treinar melhor. Chefe do departamento médico do Flamengo, o Dr. Márcio Tannure explicou a situação mais tarde e tentou tranquilizar a torcida ao dizer que trata-se de algo normal. Ele garantiu que o peruano não tem mais lesão no local.

- O Guerrero sentiu dor ontem, o que é uma coisa absolutamente normal dentro da reabilitação dele. Para deixar bem claro que ele não tem nenhuma lesão. O que ele sentiu foi uma dor no tornozelo, nem é no mesmo local, é próximo. Isso é normal no jogador de futebol, todos eles sentem algo em algum momento. E a gente optou por fazer uma infiltração, que é um procedimento onde você injeta um anti-inflamatório local, exatamente por ser algo pequeno, e a gente preferia que o efeito fosse só local para melhorar essa dor - disse o médico.

Guerrero, treino do Flamengo, 01/10 (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Guerrero treinou normalmente nesta quinta-feira no Ninho do Urubu (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
 
Tannure afirmou que Guerrero seguirá treinando normalmente no decorrer da semana e não será problema para o jogo de domingo, às 11h, no Maracanã, contra o Joinville, pelo Brasileirão.

- Tenho certeza que isso não vai ser nenhum impedimento para ele continuar treinando, assim como treinou normalmente hoje, sem nenhuma limitação. Também não vai ser problema para os treinos do resto da semana e para o jogo do fim de semana. Ele sentir insegurança é uma coisa absolutamente normal dentro da reabilitação de uma lesão de um atleta.

Setor Norte esgotado e 23 mil ingressos vendidos para Flamengo e JEC


A previsão é de casa cheia para o jogo das 11h, domingo, no Maracanã. E o torcedor do Flamengo que quiser assistir à partida contra o Joinville de arquibancada Norte terá que refazer os planos. Isso porque os ingressos para o setor foram esgotados nesta quinta-feira, como divulgado pelo Maracanã no Twitter. Até fim desta tarde, 23 mil ingressos já haviam sido vendidos. Os setores ainda disponíveis são o Sul, Leste Inferior e Maracanã Mais.

filas no maracanã fla x joinville (Foto: vicente seda)Torcedores formam fila por ingressos da partida entra Flamengo e Joinville, domingo, no Maracanã (Foto: Vicente Seda)

O Flamengo vem de três derrotas consecutivas no Brasileirão, mas isso parece não ter esfriado o ânimo do torcedor. Desde a manhã desta quinta, rubro-negros fizeram fila para conseguir ingressos no Maracanã.
Confira os preços abaixo:

Sul Nível 1 / Sul Nível 2 / Sul Nível 5 (Flamengo)R$ 50 (Inteira) / R$ 25 (meia-entrada)

Sul Nível 1 (Joinville)R$ 50 (Inteira) / R$ 25 (meia-entrada)

Leste Inferior (Setor Misto e com lugares marcados)R$ 80 (Inteira) / R$ 40 (meia-entrada)

Leste Superior - (Setor Misto e com lugares marcados) – BLOQUEADOR$ 80 (Inteira) / R$ 40 (meia-entrada)

Maracanã Mais (Setor Misto e com lugares marcados) – com serviçosR$ 155 (Inteira) / R$ 100 (meia-entrada)

PORTÕES DE ACESSOSOs portões abrem às 9h e fecham no início do segundo tempo da partida.

A – Maracanã Mais, Camarotes, Cadeiras Cativas e Setor Norte Nível 5 (Torcida do Flamengo)
B – Setor Sul Nível 1 (Torcida do Joinville)
C – Setor Sul Nível 1 e 2 (Torcida do Flamengo) - Bloqueado
D – Setor Leste Inferior e Leste Superior (Setores Mistos) e Setor Sul Nível 5 (Torcida do Flamengo)
E – Setor Norte Nível 1 e 2 (Torcida do Flamengo)
F – Setor Norte Nível 1 e 2 (Torcida do Flamengo)

PONTOS DE VENDA E RETIRADA ANTECIPADA – 10h às 17h
Maracanã (Bilheteria 4) - Av. Maracanã, s/nº (Flamengo)
Estádio Caio Martins - Rua Presidente Backer, s/nº - Icaraí, Niterói
Sede do Flamengo – Av. Borges de Medeiros, nº 997 (Sócio)
Sede do Flamengo – Praça Nossa Senhora Auxiliadora, s/nº
Espaço Rubro Negro – Méier – R. Dias da Cruz, nº 255 – Shopping Méier
Espaço Rubro Negro – Shopping Nova América – Av. Pastor Martin Luther King Jr, nº126 – 1º piso
Espaço Rubro Negro – Via Brasil – Rua Itapera, nº500 – Irajá
Espaço Rubro Negro – Quitanda – Rua da Quitanda, nº87 – Centro
Espaço Rubro Negro – Downtown – Av. das Américas, nº500, loja 114 – Barra
Espaço Rubro Negro – Madureira – Estada do Portella, nº222
Cariocas FC – Shopping Nova América – Av. Pastor Martin Luther King Jr, nº126 – 1º piso
Ticket Point Bar e Lanchonete – Av. Atlântica, quadra 12

*No dia do jogo, só haverá venda de ingressos nas bilheterias do Maracanã até o término do primeiro tempo.

Confiantes no Flamengo, torcedores encaram fila para ingressos do jogo contra o Joinville


Torcedores do Flamengo encaram longa fila para comprar ingressos do jogo contra o Joinville
Torcedores do Flamengo encaram longa fila para comprar ingressos do jogo contra o Joinville 

Mesmo com o Flamengo na sétima posição, a torcida confia que o clube irá continuar firme na briga pelo G-4 do Campeonato Brasileiro. Nesta quinta-feira, os torcedores encararam uma longa fila na bilheteria 4 do Maracanã para comprar ingressos do duelo contra o Joinville, no domingo, às 11h de Brasília.  Os valores das entradas variam entre R$ 50 e R$ 155, todos com meia-entrada.


Torcedores do Flamengo encaram longa fila para comprar ingressos do jogo contra o Joinville
Torcedores do Flamengo encaram longa fila para comprar ingressos do jogo contra o Joinville Foto: Márcio Alves / Extra
Com 41 pontos, o Flamengo está a quatro de alcançar o Palmeiras, o último a entrar no G-4 do Brasileiro. No entanto, mesmo se vencer o Joinville, o Rubro-Negro ainda não ficaria entre os quatro primeiros colocados, mas colaria no bolo que dá vaga para a Copa Libertadores de 2016.


Torcedores do Flamengo encaram longa fila para comprar ingressos do jogo contra o Joinville
Torcedores do Flamengo encaram longa fila para comprar ingressos do jogo contra o Joinville Foto: Márcio Alves / Extra
Serviço do jogo:

VALORES
Norte Nível 1 / Norte Nível 2 / Norte Nível 5 (Flamengo)
R$ 50 (Inteira) / R$ 25 (meia-entrada)
Sul Nível 1 / Sul Nível 2 / Sul Nível 5 (Flamengo) – BLOQUEADO
R$ 50 (Inteira) / R$ 25 (meia-entrada)
Sul Nível 1 (Joinville)
R$ 50 (Inteira) / R$ 25 (meia-entrada)
Leste Inferior (Setor Misto e com lugares marcados)
R$ 80 (Inteira) / R$ 40 (meia-entrada)
Leste Superior - (Setor Misto e com lugares marcados) – BLOQUEADO
R$ 80 (Inteira) / R$ 40 (meia-entrada)
Maracanã Mais (Setor Misto e com lugares marcados) – com serviços
R$ 155 (Inteira) / R$ 100 (meia-entrada)
,
PONTOS DE VENDA E RETIRADA ANTECIPADA – 10h às 17h
Maracanã (Bilheteria 4) - Av. Maracanã, s/nº (Flamengo)
Estádio Caio Martins - Rua Presidente Backer, s/nº - Icaraí, Niterói
Sede do Flamengo – Av. Borges de Medeiros, nº 997 (Sócio)
Sede do Flamengo – Praça Nossa Senhora Auxiliadora, s/nº
Espaço Rubro Negro – Méier – R. Dias da Cruz, nº 255 – Shopping Méier
Espaço Rubro Negro – Shopping Nova América – Av. Pastor Martin Luther King Jr, nº126 – 1º piso
Espaço Rubro Negro – Via Brasil – Rua Itapera, nº500 – Irajá
Espaço Rubro Negro – Quitanda – Rua da Quitanda, nº87 – Centro
Espaço Rubro Negro – Downtown – Av. das Américas, nº500, loja 114 – Barra
Espaço Rubro Negro – Madureira – Estada do Portella, nº222
Cariocas FC – Shopping Nova América – Av. Pastor Martin Luther King Jr, nº126 – 1º piso
Ticket Point Bar e Lanchonete – Av. Atlântica, quadra 12


Em visita do basquete ao Ninho, Canteros leva a melhor em desafio


Há um grande envolvimento do Flamengo em torno do confronto com o Orlando Magic, dia 17 de outubro, pela pré-temporada da NBA, a liga americana de basquete. O confronto será realizado na Arena da Barra e para aumentar a expectativa por esse momento, foi promovido nesta quinta-feira um desafio ao time de futebol do clube no qual os jogadores precisavam acertar a cesta de uma distância equivalente ao meio da quadra.

A estrutura foi montada no campo 5 do centro de treinamento do Flamengo, em Vargem Grande, o Ninho do Urubu. Gegê, Olivinha, Meyinsse, JP Batista e o técnico José Neto representaram o time de basquete do clube. A vitória acabou nas mãos do argentino Canteros, que superou Samir na morte súbita com a colaboração de Gegê.

NBA DESAFIO FLAMENGO (Foto: Thales Soares) 
Canteros posa ao lado de Gegê. Argentino foi o vitorioso (Foto: Thales Soares)



- A sensação é a mesma de fazer um gol. Bola na rede ou na cesta. Já joguei basquete assim de brincadeira e acompanhava o time de basquete do Flamengo por causa do Laprovittola (argentino que deixou o clube recentemente para jogar na Lituânia) - disse o argentino, que é fã de NBA e Michael Jordan.


NBA DESAFIO FLAMENGO (Foto: Thales Soares)
Na disputa, Canteros, Samir, Cirino, Gabriel, Ederson e Paulo Victor tiveram cinco chances cada de acertar a cesta em uma distância equivalente ao meio da quadra de basquete. Apenas Canteros e Samir conseguiram uma vez. Os outros passaram em branco.

No desempate, Canteros e Samir perderam as duas primeiras chances e tinham a possibilidade de pedir ajuda aos profissionais do basquete. O zagueiro pediu a Meyinsse e o pivô errou. O argentino contou a colaboração de Gegê para vencer o desafio.

- É fácil ensinar a eles. Já contam com o talento esportivo. Sou fã de futebol e essa brincadeira dá um prazer enorme. Estamos com a adrenalina a mil para esse jogo com o Orlando Magic e espero que eles possam estar lá no ginásio torcendo pela gente - comentou Gegê.

Esta será a segunda participação do Flamengo na pré-temporada da NBA. No ano passado, o time disputou três jogos nos Estados Unidos, contra Orlando Magic, Memphis Grizzlies e Phoenix Suns, sofrendo três derrotas.

Venda de ingressos

A compra pode ser feita nas bilheterias da Gávea ou  pelo site Tudus (www.tudus.com.br). Os preços variam de R$ 40 a R$ 600. Será permitida a compra de até oito ingressos por CPF, sendo o máximo de quatro pagantes de meia-entrada.

Nível 3
Setor cinza - R$ 80 (meia R$ 40)
Setor roxo - R$ 150 (meia R$ 75)
Setor laranja - R$ 200 (meia R$ 100)

Nível 1
Setor vermelho - R$ 250 (meia R$ 125)
Setor verde - R$ 350 (meia R$ 175)
Setor azul - R$ 500 (meia R$ 250)
Setor amarelo - R$ 600 (meia R$ 300)


CBF pede prazo de 48 horas para dar resposta sobre a Liga Sul-Minas-Rio


Secretário-geral da CBF, Walter Feldman (Foto: Felippe Costa)
Representantes dos clubes participantes da Liga Sul-Minas-Rio participaram nesta quinta-feira de uma reunião na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para tentar o seu apoio. Depois do encontro, dirigentes de Atlético-MG, Atlético-PR, Flamengo, Fluminense, Cruzeiro, Coritiba e Avaí saíram otimistas quanto à realização com o aval da CBF, apesar de a entidade ter pedido um prazo de dois dias para dar uma resposta. Para o executivo-chefe da Liga, Alexandre Kalil, a competição deve nascer com a chancela.

– A reunião foi surpreendentemente espetacular. A Liga está formada, e temos que colocá-la em cinco ou seis datas no primeiro semestre. O problema era político, não jurídico. O assunto está na rua, é legal e histórico, então o presidente (da CBF, Marco Polo Del Nero) ficou de me comunicar (a resposta). Ele falou que está de acordo, que é um avanço – disse Kalil, explicando como cuidará do torneio. – Vou tomar conta da Liga, ou seja, trabalhar e vender esse produto. Os clubes passam por um momento difícil, e a Liga é um passo histórico e definitivo. 

O secretário-geral da CBF, Walter Feldman, mostrou-se menos empolgado que o ex-presidente do Atlético-MG, mas acredita que Del Nero veja com bons olhos a ideia da Copa Sul-Minas-Rio.

– Ele recebeu a documentação e a confecção da competição, comprometendo-se a estudar em conjunto com a área jurídica para se posicionar. Foi uma reunião muito tranquila. O presidente reconhece que existe uma experiência boa com a Copa do Nordeste e com a Copa Verde. Nós temos que evitar o conflito que muitas vezes acontece, por isso nos colocamos à disposição. É cedo dizer que será aprovado, mas ele vai estudar em conjunto com alguns departamentos.

Os presidentes de Flamengo e Fluminense ressaltaram mais uma vez a necessidade de os clubes se unirem, criticando mais uma vez o modelo dos estaduais.

– Entregamos os estatutos e o pedido de autorização da CBF. A recepção foi ótima. É a criação de um instrumento para valorizar o futebol, e ela (CBF) prometeu dar a resposta em 48 horas. O presidente pediu o prazo, mas não existe nada que possa impedir esse projeto. Não queremos substituir os estaduais. (A Liga) será jogada paralelamente, e Flamengo e Fluminense optaram por jogar o estadual com times mistos. Em 2016, ele não é prioridade para o Flamengo. Vamos disputar porque somos obrigados, então precisamos lutar pelos nossos valores – disse Eduardo Bandeira de Mello, mandatário rubro-negro.

Peter Siemsen, do Tricolor, ainda lembrou do potencial econômico do torneio.

– É bom ver os clubes unidos trabalhando para melhorar o futebol. O foco era falar com o presidente. Ele (Del Nero) gostou porque existe uma união entre os clubes. Ele me pareceu muito favorável. Podemos trabalhar com a TV, pois são jogos com apelo. Está todo mundo empolgado com a competição. 

A Liga Sul-Minas-Rio conta com 15 clubes: América-MG, Avaí, Atlético-MG, Atlético-PR, Chapecoense, Coritiba, Criciúma, Cruzeiro, Figueirense, Fluminense, Flamengo, Internacional, Joinville, Grêmio e Paraná. A primeira edição, no entanto, contaria apenas com 10 participantes – Paraná e América-MG, que se filiaram por último, se juntariam a Chapecoense, Criciúma e Joinville, o grupo que ficaria fora em 2016.

Linha do tempo
. 16/07 – Clubes aprovam Sul-Minas com dupla Fla-Flu, e nova reunião é marcada
. 17/07 – Projeto da Sul-Minas com dupla Fla-Flu se espelha em formato da Champions
. 28/08 – Fla e Flu se aproximam, e Liga Sul-Minas já tem até fórmula de disputa definida
. 10/09 – Com Fla e Flu, nasce a Liga Sul-Minas-Rio
. 11/09 – Ferj marca reunião sem Fla e Flu sobre Sul-Minas-Rio, e confirma estudar Rio-SP
. 24/09 – Clubes definem Liga Sul-Minas-Rio de fevereiro a abril, com dois grupos de cinco
. 29/09 – Rubens Lopes reforça críticas à Liga Sul-Minas-Rio: "Elitista e prejudicial"

Guerrero fala de discussão em treino: "Estávamos calados, precisando disso"


Guerrero, coletiva de imprensa 01/10 (Foto: Ivan Raupp)

Guerrero tem sido alvo de críticas de boa parte da torcida do Flamengo nessa sequência de três derrotas que afastaram um pouco o time do G-4 do Brasileirão. O peruano jogou as duas últimas partidas, após ter sido desfalque em seis seguidas por conta de uma lesão no tornozelo direito, e não teve boa atuação em ambas. Nesta quinta-feira, em entrevista coletiva no Ninho do Urubu, o camisa 9 se defendeu e revelou que não está 100% fisicamente. Ele disse que ainda sente dores no local e que tem jogado à base de infiltrações.

- Tive uma lesão muito forte e fiquei três semanas parado, agora estou voltando. Ainda tenho um pouco de dor, o que me impede de fazer alguns movimentos. Mas os médicos dizem que isso vai passando conforme vou jogando. Ontem tomei infiltração para ver se melhora, hoje melhorou muito. Espero que fique assim até domingo, pois será um jogo importante para nós. Fico tranquilo, me cobrando nos treinos e fazendo todo o esforço para pegar ritmo novamente. É isso que quero - afirmou.

Guerrero contou que tomou infiltração na quarta-feira e que não sentiu dores no treino desta quinta. Mas se o incômodo voltar, ele terá que tomar outra para poder encarar o Joinville no domingo, às 11h, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro.

- Quero ajudar o Flamengo, mais ainda pela situação em que a gente está. Infelizmente essa lesão me deixou três semanas fora dos campos. Estou voltando, fazendo todo o esforço fisicamente. Treinei só sábado com o time e fui para o jogo contra o Atlético-MG. Depois veio o outro jogo (contra o Vasco). Mas estamos aqui, estou pegando meu ritmo, conversando com meus companheiros e com o treinador, que precisa de mim. Espero que esse incômodo que tenho no pé não exista mais no domingo. Infelizmente no último jogo isso me incomodou muito, me impediu de fazer muitos movimentos. Hoje fizemos um coletivo e não me incomodou em nada, porque tomei uma infiltração ontem. Espero que siga assim, porque senão vou ter que tomar outra infiltração para jogar domingo.

Veja outros tópicos da coletiva de Guerrero:

Falta de gols
 
Estou tranquilo. O torcedor sempre vai ficar bravo com os resultados. O torcedor não quer só ver meus gols, quer os três pontos. Se quer ganhar, ele vai estar feliz porque o Flamengo ganhou. Se eu faço gol, o torcedor fica feliz. Fico tranquilo, fazendo meu trabalho. Não sei só fazer gol, sei também dar passe para gol. Infelizmente no domingo tomamos dois gols que não deveríamos e perdemos o jogo. Em vez de fazer mais gols, a gente tomou e perdeu. A gente tem que ver isso, melhorar em outros aspectos. Não jogo sozinho, temos um elenco aqui de muita qualidade. E temos que corrigir muitos erros. A cobrança não é só para mim por que não estou fazendo gols. É para todos.

Cobrança no Flamengo é maior?
 
Não, que acho que em todos os times (a torcida) pega no pé. É normal. Quando as coisas não estão saindo como a torcida quer, sempre vai ter cobrança. É isso que estamos passando agora. Mais ainda nessa briga por G-4, que é um objetivo nosso.

Entrosamento do time

Cheguei há dois meses e sei que é muito difícil o time pegar entrosamento com jogadores novos. A torcida tem que ter paciência, não é da noite para o dia. Esse é o futebol.

Cobrança pelo tamanho do investimento

É do jogo, estou tranquilo. Mas acho estranho, porque cheguei há dois meses só e já está assim. Estamos na sétima posição. Quando cheguei estávamos bem abaixo. Demos uma melhorada, o time está se entrosando. E o torcedor tem que ter calma. Nosso objetivo é o G-4. As pessoas da imprensa sempre vão querer fazer polêmica, mas nem escuto. Não tenho nada para falar, só de futebol. Também chegou um novo treinador, com nova filosofia e novo sistema tático. Estamos nos entrosando. Isso é assim, acontece em todos os times.

Concorrência de Kayke

Fiquei feliz pelos resultados, pelo bom momento do Kayke, estava fazendo gols e ajudando o time. Mas é assim, todo mundo está aqui para ajudar. Somos um elenco grande, não somos dois ou três, e todos têm a oportunidade de jogar. O treinador vai precisar do Kayke e ele vai jogar. Para isso temos um treinador que elege quem está melhor.

Discussão no treino desta quinta

Não, foram só as cobranças, mas isso é normal, acontece com todos os times. A gente está falando um pouco mais dentro do campo, era disso que a gente precisava, o time estava muito calado. Agora estamos falando mais quando o time tem que pressionar, quando tem que recuar, quando precisa ter a bola. Mas não teve nenhuma briga, só estamos falando mais alto, cobrando como temos que fazer. A gente está se entrosando, se conhecendo e se ajeitando. Isso que é bom, porque agora o time está começando a falar. Os zagueiros estão falando para os meias quando pressionar, quando sair. Isso é bom. Vamos nos entrosando e melhorando.

Não cobrou o pênalti contra o Atlético-MG

Não me sentia em condições para bater o pênalti, estava saindo de uma lesão muito forte, que segue incomodando, para ser sincero. E não me senti em condições para bater o pênalti. Quando estiver bem, logicamente vou falar para o professor que gostaria de bater. Ele tem a última decisão e decide quem bate. Temos bons batedores, mas vou dizer a ele que poderia ser uma das alternativas para bater os pênaltis.

Erros do Flamengo

A gente tomou muitos gols de bola aérea. Melhoramos nesse aspecto, mas precisamos estar mais concentrados. A gente está melhorando. Não tomamos gol de bola aérea no último jogo. Estamos falando mais, ficando bem colados um no outro.

Viagem com a seleção peruana atrasou recuperação?

Não sei. O médico da seleção veio para cá conversar com os médicos do Flamengo e decidir o que era melhor para mim. Eles chegaram a um acordo que eu deveria ficar três semanas fora até melhorar. Não sei se atrasou, porque não sou médico. De qualquer jeito, fiz muita fisioterapia lá. Consegui trotar, mas com muita dificuldade, tinha muita dor. Voltei para cá e continuei fazendo muita fisioterapia. Mas não sei se melhorou ou atrasou.

Euforia após bom início atrapalhou?

Acho que o torcedor sempre vai ter esse desejo de que o jogador sempre brilhe. No primeiro jogo já tem que brilhar. Mas futebol é assim, acontece com qualquer jogador quando chega a um time novo. Eu falei antes de chegar que não sou salvador, não sou Super Homem, que vou fazer meu trabalho para tentar ajudar o time. É isso que estou fazendo. Tenho dois meses e estou conhecendo cada vez mais meus companheiros. No começo não sabia. Agora conheço muito por exemplo o Alan Patrick, que joga de 10. Sei seus movimentos, sei quando ele vai me dar um passe. É disso que preciso. Infelizmente perdi o ritmo por causa da lesão, perdi a parte física, que é muito importante, porque todos os jogos são bem pegados. Agora estou recuperando com o trabalho que estou fazendo aqui.


Sul-Minas-Rio tenta apoio da CBF, mas garante seguir de qualquer forma



A nova Liga Sul-Minas-Rio pretende dar um passo importante, nesta quinta-feira, quando terá um encontro na CBF. Em reunião na entidade, presidentes de Atlético-MG, Atlético-PR, Flamengo, Fluminense, Cruzeiro, Coritiba e Avaí tentarão apoio para a realização da competição (entenda). No entanto, caso o desfecho não seja positivo, os clubes estão dispostos a manter a proposta, segundo o apresentador do "Redação SporTV", André Rizek.

- Conversei com um integrante dessa delegação que me garantiu que, ainda que a CBF não apoie, eles vão para o confronto e vão fazer de qualquer jeito (...) Eles estão lá para tentar organizar de forma conjunta, como é a Copa do Nordeste, que é uma liga também. Caso a CBF não dê seu apoio, vão organizar a Liga mesmo assim, se aproveitar desse momento de fragilidade por causa das denúncias feitas com vários dirigentes do mundo, inclusive ex-presidentes da CBF e suspeitas dos atuais dirigentes - disse o jornalista.

Sul-minas-Rio; arte (Foto: Reprodução/SporTV) 
(Foto: Reprodução/SporTV)
 
Segundo Rizek, uma delegação de 13 pessoas participa da reunião na CBF. A intenção da Liga, que foi fundada por 13 clubes, é buscar a expansão. À frente, está o ex-presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, eleito de forma unânime para assumir o cargo de executivo-chefe. 

- Essa Liga Sul-Minas é, para esses dirigentes, o embrião de uma Liga Nacional. O próximo passo é procurar os grandes clubes de São Paulo - afirmou. 

A liga, que inicialmente contava com 10 clubes, passou a ter 15 (com a entrada de Paraná, América-MG, Criciúma, Joinville e Chapecoense). A primeira edição da competição, porém, vai contar apenas com os 10 fundadores: Atlético-MG, Cruzeiro, Fluminense, Flamengo, Internacional, Grêmio, Avaí, Figueirense, Coritiba e Atlético-PR disputarão a competição, prevista para o primeiro semestre de 2016.