Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 12 de dezembro de 2015

Rapidinhas do Mengão


Sheik por mais um ano: Flamengo e atacante chegam   a acordo para renovação 

Novo contrato, até o fim de 2016, será assinado na próxima segunda-feira, de acordo com o empresário do jogador, Reinaldo Pitta. Emerson receberá aumento salarial

Flamengo anuncia oficialmente as contratações de Juan e Rodinei 

Zagueiro, que estava no Internacional, retorna ao clube de origem após 13 anos. Lateral-direito despertou interesse do Rubro-Negro depois de se destacar pela Ponte

Muricy traz boas perspectivas para o Flamengo

Minha bola de cristal esta no estaleiro e, com isso, não dá para cravar que Muricy Ramalho vai dar certo no Flamengo. Tentando pensar com a cabeça da diretoria, imagino que ele foi chamado para dar um jeito num departamento de futebol que tradicionalmente deixa-se tomar pela preguiça, pela incompetência, pela falta de autoridade. Se não tiver respaldo para a faxina, Muricy não vai durar. Mas se tiver apoio, tem bastante a dar ao Flamengo.


Alvo de especulações, Guerrero tem preço alto para sair do Fla: R$ 76 mi 

De acordo com a diretoria rubro-negra, atacante peruano só sai com pagamento de multa rescisória de US$ 20 milhões. Flamengo teria grande lucro em caso de venda

Flamengo manifesta interesse, faz consulta por Lavezzi e monitora a situação 

Reserva no PSG, atacante argentino de 30 anos entrou em pauta. Diretoria prioriza outras posições, mas se mantém atenta à possibilidade. Valores são altos


Pratas da casa do Flamengo emprestados ainda não sabem se voltam em 2016  
 
O Flamengo não deve aproveitar os jovens formados no clube que foram emprestados para ganhar experiência e retornariam em 2016. Pratas da casa como Thomas, Rodolfo e Muralha ainda não foram avisadas se estão nos planos para a temporada, mas estão desanimadas.

— Quero ficar, mas estou aguardando — disse Rodolfo, que estava no Coritiba.

ADVERTISEMENT
Thomás, emprestado ao Seatle, dos Estados Unidos, também aguarda contato.

— Ficaram de me avisar. Achei que alguns poderiam jogar no Estadual — afirmou o meia, esperançoso.

O volante Muralha, que defendeu a Luverdense na Série B, já sabe que precisará procurar outro destino. O Flamengo informou que avaliará caso a caso mais adiante, e não disse quem fica.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Flamengo assina com lateral-direito Rodinei, ex-Ponte, por quatro anos


Rodinei lateral Ponte Preta (Foto: Fábio Leoni / PontePress)O Flamengo fechou nesta quinta-feira a contratação do lateral-direito Rodinei, ex-Ponte Preta. O jogador assinou contrato de quatro anos com o Rubro-Negro, até o fim de 2019. A informação foi confirmada ao GloboEsporte.com por um de seus empresários, Fernando Garcia, que é líder da empresa Elenko Sports.

Os direitos de Rodinei estão vinculados ao SEV Hortolândia, da Segunda Divisão do Campeonato Paulista. Na transferência, foi feita uma parceria nessa parte entre o clube e o Flamengo, mas os detalhes ainda não foram revelados.

É a segunda contratação fechada pelo Fla para a próxima temporada. A primeira foi a do zagueiro Juan, ex-Internacional. Os próximos nomes devem ser o lateral-esquerdo Chiquinho, de saída do Santos, e o volante Willian Arão, que nesta quinta conseguiu na Justiça se liberar do Botafogo.

Rodinei chegou a estar em conversas bem encaminhadas com o Grêmio, mas o Flamengo atravessou o negócio e levou vantagem na disputa. Destaque da Ponte Preta desde o ano passado, o jogador conta com aprovação e admiração de Muricy Ramalho. Ele chegará para ser titular, uma vez que Pará não conta com a confiança do novo treinador e tem chance de não permanecer para a próxima temporada.

Rodinei Marcelo de Almeida tem 23 anos, 1,75m de altura e é natural de Tatuí, no interior de São Paulo. Ele foi revelado nas categorias de base do Avaí e teve breves passagen

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Justiça libera Willian Arão, e volante está livre para assinar com o Flamengo


Willian Arão não é mais jogador do Botafogo. A Justiça do Trabalho concedeu tutela antecipada e liberou o atleta de seu vínculo com o clube, na tarde desta quinta-feira. Apalavrado com o Flamengo, Arão está livre para assinar contrato. A decisão foi da juíza titular da 27ª Vara do Trabalho, Danielle Soares Abeijon.

- A tutela foi antecipada. O processo só está apenas começando. Mas o jogador já está livre para assinar com qualquer clube – comemorou o advogado de Willian Arão, Bichara Neto.

Willan Arão Botafogo (Foto: Vitor Silva / SSPress / Botafogo) 
Willan Arão está livre para assinar com outro clube, mas disputa judicial está apenas no começo
(Foto: Vitor Silva / SSPress / Botafogo)
 
No dia 30 de novembro, o Botafogo ingressou com ação na 27ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro contra o jogador e apresentou ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT-RJ) os comprovantes de depósitos e depositou o valor em juízo. Willian Arão também entrou na Justiça na época. A primeira decisão foi favorável ao Alvinegro.

No entanto, a juíza Danielle Soares Abeijon havia dado ao Botafogo o prazo de cinco dias para se pronunciar antes de apreciar o pedido de liminar feito pelo jogador. Nesta quinta, houve a decisão favorável ao atleta.

O clube mantém a confiança e lembra do caso Leandro Amaral. em 2008, o ex-atacante deixou o Vasco para acertar com o Fluminense. Foi apresentado, defendeu o Tricolor em alguns jogos mas, depois, foi obrigado, pela Justiça, a retornar ao time de São Januário.

De férias, Willian Arão se casou na última terça-feira, em São Paulo. O jogador ainda não se pronunciou sobre a decisão da Justiça. 

Na noite desta quinta-feira, o Botafogo divulgou uma nota oficial a respeito do caso, em que afirma que a decisão da juíza baseia-se no princípio fundamental da liberdade do trabalho e que o efeito vinculante da cláusula indenizatória para o Botafogo ainda será apreciado. Por fim, o clube afirma que confia na Justiça do Trabalho para que sejam cumpridos os direitos e deveres de ambas as partes.

Leia a nota completa:
Tendo em vista a decisão proferida pelo Juízo 27ª Vara do Trabalho do TRT do Rio de Janeiro, nos autos da Ação Declaratória proposta pelo atleta Willian Souza Arão da Silva, o BOTAFOGO DE FUTEBOL E REGATAS vem esclarecer que: 

1 – O referido Juízo autorizou que o atleta se desvinculasse do BOTAFOGO, facultando-lhe sua vinculação a qualquer nova entidade de prática desportiva de sua escolha, tão somente por força do princípio fundamental da liberdade de trabalho, considerando que o atleta não poderia ser obrigado a continuar trabalhando para quem não deseja;
 


2 – O referido Juízo ressalvou expressamente que oportunamente apreciará o efeito vinculante decorrente da cláusula  indenizatória desportiva e o consequente direito do BOTAFOGO de receber a indenização pré-fixada no montante de R$ 20.000.000,00 (vinte milhões de reais);
 


3 – O referido Juízo indeferiu os pedidos do atleta, no sentido de que:
 
(i) não fosse considerada válida a opção de aquisição de direitos econômicos garantidos ao BOTAFOGO;



(ii) fosse declarada a impossibilidade de renovação automática do vínculo contratual com o BOTAFOGO.
 


4 – As referidas questões serão oportunamente decididas pelo Juízo da 27ª Vara do Trabalho e até lá, caso o atleta venha a se vincular a qualquer associação desportiva, o será em caráter absolutamente precário.
 


5 – O BOTAFOGO DE FUTEBOL E REGATAS confia que o Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro aplicará a lei de acordo com os fins sociais a que ela se dirige e as exigências do bem comum, fazendo com que sejam respeitados  os direitos e as obrigações livremente convencionadas entre o atleta e o BOTAFOGO.


Rapidinhas do Mengão

 
Nos planos: após "moral" de Muricy, tendência é que Cirino fique no Fla mengo
Representante do grupo de investimentos Doyen Sports, que levou o atacante ao Flamengo, admite reviravolta: "Isso realmente melhora bastante a situação dele"

Só falta assinar: Flamengo espera selar acerto com Rodinei até esta sexta-feira
Após se destacar na Ponte Preta, jogador chega para assumir condição de titular da lateral direita no lugar de Pará

Jayme recebe amigo Muricy: "Quero ajudá-lo a entender o Flamengo"
Auxiliar relembra parceria nos tempos de jogador, no São Paulo, e confia no histórico vencedor do amigo para fazer um Rubro-Negro melhor em 2016

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Chiquinho admite acerto próximo com o Flamengo: "Faltam alguns detalhes"


Chiquinho Santos (Foto: Ricardo Saibun/ Santos FC)
Chiquinho e Flamengo estão cada vez mais próximos. Presente na partida beneficente promovida pelo ex-jogador Narciso nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, o lateral-esquerdo admitiu que o negócio está perto de ser concretizado. O jogador tem contrato até o fim do ano com o Santos e já fala em tom de despedida.

- Faltam alguns detalhes. Falta o BMG, que tem a minha porcentagem, dar ok ao Flamengo. Expectativa de voltar a jogar em um time grande novamente. Agradeço ao Santos por ter aberto as portas. Fui campeão paulista. Agradeço à diretoria do Santos que me apoiou. Dei meu máximo sempre - afirmou Chiquinho.

Chiquinho está com 26 anos e teve passagem pelo futebol do Rio de Janeiro em 2014, quando defendeu o Fluminense. Na época, era reserva de Carlinhos. O Flamengo pensa na contratação do lateral para compor elenco e ser o reserva do jovem Jorge, que se destacou nesta temporada. O colombiano Armero, por sua vez, já se despediu do Ninho do Urubu.

Em Regulamento Geral, CBF prevê fair play financeiro e trabalhista para 2016


Com poucas modificações, a CBF divulgou, nesta quarta-feira, o Regulamento Geral de Competições (RGC) para 2016. No documento, a entidade já prevê que incluirá regras de fair play financeiro e normas trabalhistas nos regulamentos específicos das competições sob risco de punições esportivas. Entretanto, a Copa Verde já teve suas normas divulgadas para 2016, mas sem tais itens. A nova regra já seria uma adequação à Lei 13.155, Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (Profut).

A Lei, sancionada em agosto pela presidente Dilma Rousseff, determina que os clubes cumpram uma série de pré-requisitos, tais como comprovar o pagamento dos vencimentos acertados em contratos de trabalho e dos contratos de imagem dos atletas, apresentação de Certidões Negativas e de certificado de regularidade do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O não cumprimento de tais leis pode acarretar no rebaixamento da equipe. Em 2015, a CBF incluiu nos regulamentos das Séries A, B, C e D o "Fair Play Trabalhista", que prevê punições aos clubes que atrasarem salários. No entanto, a lei se mostrou ineficaz nesta temporada.  
Regulamento Geral de Competições (Foto: Reprodução)Artigo 105 do Regulamento Geral de Competições da CBF prevê que torneios terão normas sobre fairplay financeiro e trabalhista (Foto: Reprodução)
 
Segundo o RGC, a CBF “publicará, através dos regulamentos específicos de competições ou resolução da Presidência, normas sobre fairplay (jogo limpo) financeiro e trabalhista que estabeleçam requisitos e responsabilidades”. A entidade prevê ainda que “o cumprimento estrito de tais normas, com a adoção de padrões gerenciais que resguardem o equilíbrio econômico-financeiro e competitivo dos clubes, é condição essencial para assegurar às agremiações o direito de participação nas competições, bem como a manutenção dos pontos e classificação conquistados”.   

Outra novidade no documento divulgado nesta quarta-feira é a inclusão do Regulamento Geral de Marketing (RGM) como um dos três regimentos que regularão as competições da CBF. Os outros são o próprio RGC e o regulamento específico dos torneios. O RGM foi criado em 2015 com a intenção de criar padrões para a comercialização das competições e deixá-las com identidade.   

Em 2016, as comissões técnicas poderão contar com seis pessoas no banco de reservas, e não cinco, como previsto na temporada que se encerrou. O novo Regulamento Geral também prevê agora que o árbitro deve interromper qualquer partida quando a temperatura no local do jogo superar os 28ºC para hidratação, restringindo-se uma parada por tempo, sempre após os 20 minutos. A CBF manteve os artigos com regras contra a manipulação de jogos e a limitação do intervalo entre partidas em 60 horas, novidades que apareceram em 2015.    

O GloboEsporte.com tentou entrar em contato com Manoel Flores, diretor de Competições da CBF, para comentar as alterações, mas ele não atendeu as ligações.



Presidente diz que Flamengo voltará a formar jogadores como na década de 80


Eduardo Bandeira de Mello Flamengo (Foto: Reprodução SporTV)Muricy aceitou o desafio de treinar o Flamengo pelos próximos dois anos. O técnico desembarcou no Rio na terça-feira e disse que uma das condições para aceitar a proposta do Rubro-Negro foi a de integrar mais a base com o time profissional. Em participação no "Seleção SporTV", o presidente Eduardo Bandeira de Mello lembra da tradição na formação de atletas, principalmente nas década de 80 e início de 90, e explica que existe uma reestruturação das categorias de base do clube em andamento, com o lateral Jorge como exemplo. 

- O Flamengo, nos anos 80, talvez fosse o principal padrão mundial de formação de jogadores. O Flamengo foi campeão do mundo de 81 com um time que tinha oito jogadores formados em casa. A cada ano o Flamengo formava três, quatro jogadores no nível de time titular, nível de seleção brasileira. Nós éramos invejados e copiados. Infelizmente a competência que nós tínhamos se deteriorou ao longo do tempo. Tivemos o último suspiro na geração de 90, da Copinha, que tinha Djalminha, Marcelinho, Marquinho, Paulo Nunes, Júnior Baiano, Piá, Nélio. Tínhamos tido antes Zinho, Leonardo. Nos últimos 25 anos quem o Flamengo formou? Sávio, Juan, Renato Augusto, Felipe Melo, Athirson, Adriano (...) Hoje, se você pegar essa divisão do departamento de futebol do Flamengo, que já foi a melhor do Brasil e do mundo no passado, vários outros clubes nos ultrapassaram. Para você voltar a ter a fábrica de talentos que você tinha, isso não é um investimento que você faz agora e colhe o produto daqui a meia hora, daqui a um ano. Esse trabalho já foi começado por nós, e agora só vamos voltar a ter o padrão de excelência que nós tínhamos nos anos 80 daqui a alguns anos. Talvez no final desse nosso segundo mandato esteja tentando se aproximar de uma coisa parecida - prometeu o presidente.

Em busca do sucesso dos anos anos 80, Eduardo Bandeira de Mello diz que existe uma evolução ano a ano das diversas categorias do futebol de base do Fla, mas admite que é um trabalho de longo prazo.

- Nosso sub-20 nos deu o Jorge, que acho que tem potencial. Nosso sub-17 é melhor que o sub-20. O sub-15 do Flamengo talvez seja o melhor do Brasil, e os meninos do sub-13 parecem uma geração muito boa. Mas isso é um trabalho de longo prazo (...) O Muricy vai ter elementos para usar a base do Flamengo. Talvez não tanto quanto o Claudio Coutinho tinha naquela época, mas vai poder usar. A gente também trabalha com o que se chama de meia confecção, que é trazer o jogador semipronto para jogar no sub-17 ou sub-20 e terminar sua formação no Flamengo. Foi o caso do Bebeto, formado no Vitória-BA, Jorginho, que foi formado no América-RJ e chegou no Flamengo já para terminar sua formação.

O técnico assinará com o Flamengo por dois anos. A contratação foi confirmada na segunda-feira, logo após a reeleição de Eduardo Bandeira de Mello à presidência. Muricy estava afastado desde o início do ano, quando deixou o São Paulo e decidiu ficar fora dos gramados por um período para tratar da saúde.

Flamengo promete autonomia a Muricy e R$ 12 mi para CT, que vive casos curiosos




Ninho do Urubu  (Foto: Fred Gomes)Ao desembarcar no Rio de Janeiro na manhã desta terça-feira, Muricy Ramalho bebericava um café quando foi abordado por um torcedor. Selfie feita, o novo técnico do Flamengo recebeu o desejo de boas-vindas, mas com um adendo: “Espero que você tenha autonomia”. No que o treinador respondeu de bate-pronto: “Isso eu tenho”. Com uma diretoria que ficou marcada pelas decisões tomadas numa espécie de colegiado - o Conselho Gestor - no primeiro triênio, Muricy deixou claro que no campo e bola quem dá as cartas é ele. O técnico chega com promessas de reforços e investimento na estrutura do Ninho do Urubu, que passou por alguns episódios curiosos na atual temporada. 

Durante as negociações para o acerto com o Flamengo, Muricy ouviu da atual diretoria - reeleita na noite de segunda-feira para mais três anos de mandato - que o clube terá em 2016 por volta de R$ 12 milhões para investir na conclusão da parte do CT destinada aos profissionais. O Ninho, que começou a ser deixado de lado ainda na gestão anterior, de Patricia Amorim, e continuou assim com Bandeira, há anos tem apenas instalações provisórias que viraram permanentes. As obras ou ficaram paradas ou andaram em ritmo lento, e a estrutura é bem abaixo do ideal, seja na sala de musculação ou nos alojamentos que até hoje se mantém com camas beliches que são rejeitadas pelos jogadores.

- Me chamaram a atenção a convicção e a seriedade dos dirigentes de querer melhorar o Flamengo em todos os níveis, ou seja, estrutural e também de resultados - disse Muricy ao chegar ao Rio de Janeiro, nessa terça-feira.

O dinheiro para ser investido no CT é fruto da inclusão do Flamengo no Profut (Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro). A ideia é que o módulo profissional do Ninho do Urubu esteja pronto até outubro de 2016, segundo o vice-presidente de patrimônio, Alexandre Wrobel. O espaço que está sendo utilizado atualmente pelos profissionais ficará para as categorias de base quando o centro de treinamento tiver as obras completamente finalizadas. A conclusão do projeto da base está estimada em mais R$ 25 milhões ao longo de três anos.

- O Muricy tomou consciência das deficiências, temos vantagens e desvantagens, e ele decidiu comprar o pacote. A conclusão do módulo profissional do CT para 2016 já era um projeto nosso, garantimos que estará concluído - afirmou o presidente Eduardo Bandeira de Mello, em participação no Seleção SporTV de terça. 

"Vaquinha" de PV e Wallace; "europeus" incomodados
 
ninho do urubu (Foto: divulgação)Na atual temporada, alguns episódios demonstraram a precariedade do CT e o incômodo dos jogadores. Em março, Paulo Victor e Wallace tiveram iniciativa, fizeram um rateio e bancaram do próprio bolso a colocação de um novo piso no vestiário e mais alguns retoques, como a personalização dos armários dos atletas, num valor total de cerca de R$ 12 mil. Na ocasião, a direção garantiu aos dois que os reembolsaria, o que nove meses depois ainda não aconteceu. Procurado pelo GloboEsporte.com, Wallim Vasconcellos, então vice de patrimônio e responsável pelo Ninho, disse que só foi saber do episódio um tempo depois e preferiu não comentar o assunto.

Em outro momento, em um dia de treino integral, Guerrero abriu mão de tirar um cochilo em uma das beliches que ficam nos contêineres para dormir na maca. Um dos jogadores do elenco chegou a registrar o momento com uma foto feita pelo telefone celular.

Por falar no peruano, tanto ele quando Ederson, que estão acostumados ao nível europeu dos centros de treinamento, ficaram impressionados de forma negativa com a estrutura do Ninho, principalmente na parte de equipamentos de reabilitação. Os dois, por sinal, passaram bom tempo no departamento médico nos últimos meses.

- Mas isso é inquestionável. Qual é a dúvida? Não vamos tapar o sol com a peneira, não vamos falar que nosso CT é de primeiríssimo mundo. Lógico que não é. Na própria campanha eleitoral nós falamos abertamente sobre isso. Por isso vamos investir nos próximos três anos. Nossa ideia é que ao final da próxima gestão tenhamos todo o CT concluído, base e profissional - afirmou o atual vice de patrimônio, Alexandre Wrobel, ao ser contactado pela reportagem.

Já a cena protagonizada por Paulinho em um dia de treinos em nada tem a ver com estrutura, mas sim com mau comportamento: nu e com grandes fones de ouvido, o jogador apareceu na sala de musculação e desandou a dançar, para espanto de alguns companheiros. 

Ao deixar o Flamengo um dia antes da penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Oswaldo de Oliveira condenou a estrutura do clube.

- Tem que ter melhores condições, ou então você vai competir em desigualdade de condições com quem está melhor aparelhado. Não tem dúvida. 

Ninho do Urubu, Flamengo (Foto: Ivan Raupp) 
Ninho do Urubu ainda é composto de estruturas provisórias que viraram permanentes (Foto: Ivan Raupp)
 
Na sua passagem pelo Fluminense, Muricy deixou o clube em 2011 alegando justamente problemas na estrutura das Laranjeiras e promessas de melhorias não cumpridas, e disparou na ocasião:

- Saí por uma coisa apenas: porque não tem nenhuma condição de trabalhar. Porque me prometeram que a estrutura iria melhorar, o ano mudou e nada mudou. Não melhorou nada. Não tem equipamento, os jogadores se machucam, tem até rato no vestiário.

"Santíssima trindade" do futebol
 
Ao mesmo tempo, o Flamengo também dá alicerces à sua estrutura no departamento de futebol. Rodrigo Caetano segue como diretor executivo. Flávio Godinho, que negociou com Muricy Ramalho, será o vice da pasta. O clube também busca um gerente para formar a "santíssima trindade" que ditará os rumos do futebol rubro-negro, mas

Durante o primeiro mandato de Bandeira, o Conselho Gestor - formado por advogados, economistas e administradores - ditou alguns rumos no futebol. O discurso oficial sempre deu ao diretor executivo Rodrigo Caetano a chancela sobre as principais decisões, mas a realidade por vezes fugiu da teoria. O regime do Flamengo é presidencialista, mas as decisões em todas as áreas do clube foram tomadas em colegiado, sistema anunciado desde a entrada de Bandeira, em 2013. Isso faz com que o voto do presidente tenha o mesmo peso do voto do vice de esportes olímpicos, por exemplo, na hora de tomar uma decisão sobre o futebol.

- Nunca teve ninguém dando pitaco no departamento de futebol do Flamengo. Na demissão do Luxemburgo, ele disse que não tinha autonomia e nem o Rodrigo Caetano. Isso é falso. O que existe no Flamengo são comitês temáticos, como o de finanças, de comunicação, e tem o de futebol, que lida com questões estratégicas, e não com o dia a dia. Rodrigo tem autonomia. Muricy também - disse Bandeira.

O novo treinador do Flamengo, apresentado oficialmente nesta terça-feira, na Gávea, já trabalha em reuniões e projeções para 2016, mas retorna a São Paulo nesta quinta-feira para preparar a mudança para o Rio de Janeiro.

Detalhes separam Rodinei do Flamengo; Pará perde espaço com chegada de Muricy



Rodinei, lateral-direito da Ponte Preta (Foto: Carlos Velardi/ EPTV)Depois de fechar com o experiente zagueiro Juan, o Flamengo está muito perto de sacramentar mais uma contratação para 2016. O lateral-direito Rodinei já se despediu dos companheiros de Ponte Preta, com quem encerra o contrato no fim do mês, e está por detalhes de ser anunciado como reforço rubro-negro. A diretoria e a nova comissão técnica dão a transferência como certa. Outros dois nomes esperados no Fla são o volante Willian Arão, do Botafogo, e o lateral-esquerdo Chiquinho, de saída do Santos.

Rodinei estava com negociação bem encaminhada com o Grêmio, mas o Flamengo atravessou e levou vantagem na disputa. Destaque da Ponte desde o ano passado, o jogador de 23 anos conta com aprovação e admiração de Muricy Ramalho, novo técnico da equipe.




Rodinei se despedindo dos companheiros de Ponte Preta na semana passada (Foto: Carlos Velardi/ EPTV)

Pará Flamengo x Atlético-PR (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
Com a chegada de Muricy, por sinal, Pará, titular na maior parte de 2015, perde espaço no grupo. Os dois trabalharam juntos no Santos entre 2011 e 2012, e o treinador nunca morreu de amores por ele, que não era um de seus homens de confiança no time. A questão é que Pará terá, ao fim de dezembro, o contrato renovado automaticamente por mais dois anos. Se o comandante não quiser ficar com ele, a solução mais viável seria emprestá-lo ou usá-lo como moeda de troca.

Se Pará permanecer, a tendência é que comece a temporada na reserva e que Rodinei venha para ser titular, pelo menos a princípio. Para a lateral direita ainda há a opção de Léo, que está voltando de empréstimo do Internacional e tem compromisso com o Fla até o fim de 2017. A diretoria e Muricy vão analisar se Léo será reintegrado ou novamente emprestado. Ayrton, por sua vez, está em fim de contrato e não está nos planos para a próxima temporada.

Pará perde espaço com a chegada de Muricy ao Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Olivinha volta, Mineiro "descansa", e Flamengo passeia contra o Caxias


A febre repentina de um de seus comandados pegou o técnico José Neto de surpresa. Rafael Mineiro não estava na condição ideal, mas iria para o sacrifício. Por precaução, Olivinha, que só voltaria ao NBB na rodada de quinta-feira já recuperado de um edema ósseo na fíbula, ficaria no banco de reservas. Com as rédeas do jogo já no primeiro quarto, Mineiro pôde descansar depois de seis minutos. O Flamengo imprimiu um ritmo forte e passeou em quadra no confronto contra o Caxias do Sul, nesta terça-feira, na Gávea. Venceu por uma diferença de 42 pontos: 93 a 51.

O cestinha da partida foi o pivô Meyinsse, com 17 pontos e que ainda pegou sete rebotes. Com 15, Marquinhos também contribuiu. Pelo lado dos gaúchos, Vinicius e Diego anotaram 13 cada um.

 
Flamengo x Caxias do Sul - NBB basquete - Marcelinho (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Marcelinho foi um dos destaques na vitória do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)


Com o resultado, o atual tricampeão da competição assegurou o sexto triunfo em oito partidas. O próximo compromisso do Rubro-Negro será contra o Pinheiros, na quinta-feira, novamente no Rio, às 20h. Já o Caxias encara o Macaé, no mesmo dia e horário, no Norte Fluminense.

FICHA DO JOGO
Resultado: Flamengo 93 x 51 Caxias do Sul
Local: Ginásio Hélio Maurício (Gávea)
Árbitros: Diego Chiconato (1), Gustavo Edson Mathias (2) e Davi Geovani de Souza (3).

FLAMENGO
Titulares: Rafael Luz (8), Marquinhos (15), Rafael Mineiro (0), Robinson (14) e Meyinsse (17). Entraram: Marcelinho (13), JP Batista (13), Danielzinho (2), Olivinha (0), Gegê (0), Pedro (3) e Mingau (8). Técnico: José Neto.

CAXIAS DO SUL
Titulares: Gustavinho (6), Marcão (2), Diego (13), Stabile (3) e Betinho (12). Entraram: Vinicius (13), Tobias (0), Rubem (0) e Dida (2). Técnico: Rodrigo barbosa.


Flamengo acerta o retorno do zagueiro Juan, ex-Internacional


Juan Internacional (Foto: Agência Getty Images)O zagueiro Juan está de volta ao Flamengo. O defensor, que foi revelado pelo clube rubro-negro e vestiu nos últimos três anos o uniforme do Internacional, é o primeiro reforço da equipe que será comandada por Muricy Ramalho no próximo ano. A informação é do repórter Éric Faria, da TV Globo, que disse ainda não existir uma data para o anúncio oficial. 

De acordo com o repórter, clube e jogador já conversam há mais de um mês, e agora basta os dirigentes agendarem quando será feita a apresentação oficial. Juan participará no dia 27 do Jogo das Estrelas, organizado por Zico, no Maracanã, e já falará como atleta rubro-negro. 

Muricy Ramalho foi anunciado oficialmente como novo treinador do Flamengo nesta segunda-feira, após Eduardo Bandeira de Mello ser reeleito presidente do clube por mais três anos. O técnico já está no Rio de Janeiro e deverá ser apresentado na quarta-feira.

Aos 36 anos, Juan começou a sua carreira no Flamengo, clube que defendeu até 2002, quando se transferiu para o Bayer Leverkusen. O jogador ficou por anos na Alemanha até ser contratado pelo Roma. Em 2012, ele acertou o seu retorno ao futebol brasileiro para defender o Internacional. 
 
 

Otimista, Muricy chega ao Rio de olho na base e na reorganização do time


Após ter seu nome confirmado pelo presidente reeleito Eduardo Bandeira de Mello, Muricy Ramalho já está no Rio de Janeiro para iniciar o trabalho à frente do Flamengo. O primeiro passo será uma reunião durante almoço com a cúpula do futebol rubro-negro. O técnico desembarcou no fim da manhã desta terça-feira acompanhado do auxiliar Tata, do analista de desempenho Cláudio Grilo e do empresário Rivellino. Na chegada, Muricy foi assediado por alguns torcedores e falou sobre “um dos maiores desafios” de sua carreira.

-  É um dos maiores (desafios). Já peguei coisas mais complicadas financeiramente, como no Internacional. Aqui a coisa está mais adiantada. Me chamou a atenção a convicção e a seriedade dos dirigentes de querer melhorar o Flamengo em todos os níveis, ou seja, estrutural e também de resultados. Financeiramente não foi tão melhor como os outros (clubes que fizeram proposta), mas estou numa fase da minha vida que preciso de desafios como este - disse o técnico ainda no aeroporto. 

Muricy Ramalho aeroporto (Foto: Marcelo Hazan) 
Pronto para o Fla: Muricy Ramalho chega ao Rio para começar o trabalho (Foto: Marcelo Hazan)

Muricy falou ainda que uma das condições para aceitar a proposta rubro-negra foi a de integrar mais a base com o time profissional. O técnico deu a entender que apostará na prata da casa e que trabalhará diretamente na contratação de reforços, o que será feito dentro dos limites financeiros do clube.
Vamos ter trabalho para reorganizar o time, mas a expectativa é boa.
 
- Pedi autonomia para unificar a base. E vamos ver o que eles têm de investimento. É uma empresa, não se pode gastar mais do que se tem. Vamos ter trabalho para reorganizar o time, mas a expectativa é boa e estamos muito atentos ao mercado para melhorar isso.

E um dos reforços deve mesmo ser o lateral-direito Rodinei, da Ponte Preta, que já tem o acerto encaminhado pela diretoria. Sobre o jogador, o novo treinador rubro-negro disse apenas:

- Bom jogador e no futuro poderemos fazer negócio.

Muricy Ramalho deve ser apresentado oficialmente como técnico do Flamengo nesta quarta-feira. A diretoria ainda não confirmou local e horário.

Muricy Ramalho aeroporto Rio de Janeiro (Foto: Marcelo Hazan) 
Muricy Ramalho atende torcedores no aeroporto do Rio de Janeiro (Foto: Marcelo Hazan)

Loja do Flamengo explora imagem de Muricy após anúncio e avisa: "Aqui é trabalho"

Após um ano conturbado e com problemas de indisciplina nos bastidores, o Flamengo anunciou o técnico Muricy Ramalho como novo treinador para 2016 e, logo após ter confirmado o nome, já deu indícios de que pretende usar a imagem do técnico junto ao torcedor. Em imagem que circula na internet, com a marca da boutique do clube, o novo comandante rubro-negro aparece com a camisa do clube e a frase que virou sua marca registrada: "Aqui é trabalho".

Flamengo; Muricy Ramalho; Fla Boutique (Foto: Reprodução/Internet) 
Flamengo deve apresentar técnico hoje e explorar a imagem junto ao torcedor (Foto: Reprodução/Internet)
 
A imagem chamou atenção do apresentador André Rizek, do "Redação SporTV", que destacou a abordagem da loja, que vende produtos oficiais do clube. 

- Nos mandaram a imagem da Fla Boutique, já explorando, a partir de hoje, a imagem do Muricy. Aqui é trabalho, meu filho! -  destacou.

Muricy Ramalho foi confirmado como novo treinador do clube logo após a reeleição do presidente Eduardo Bandeira de Mello, na segunda-feira. Fora do mercado desde que deixou o São Paulo no inicio do ano, devido a problemas de saúde, Muricy deve ser apresentado ainda nesta terça-feira. Aos 60 anos, o técnico tem quatro títulos brasileiros no currículo (três com o São Paulo e uma com o Fluminense) e uma conquista da Libertadores pelo Santos, entre outras taças, como estaduais pelo Internacional e Náutico. 

Foco no topo e pé no chão: Flamengo recebe o Caxias do Sul pelo NBB


Após um triunfo consistente diante do Vitória, o Flamengo espera seguir nos trilhos nesta edição do Novo Basquete Brasil. Com cinco vitórias em sete jogos, o Rubro-Negro encara nesta terça-feira, às 20h (de Brasília), o Caxias do Sul. O time gaúcho é o 11º na tabela de classificação, e a partida será no ginásio Hélio Maurício, na sede da Gávea. Ao elogiar o momento do próximo oponente, o técnico José Neto espera uma receita clássica e eficaz para seu time seguir vencendo.

- A equipe do Caixas está mais entrosada como equipe e vem motivada por uma boa vitória em casa contra a Liga Sorocabana. Por isso temos que estar preparados para impor nosso ritmo e ter o controle do jogo nesta terça feira para seguir vencendo na competição.

Rafael Mineiro, Marcelinho Machado, Meyinsse, Flamengo, Basquete, NBB 8 (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo) 
Rafael Mineiro, Marcelinho Machado e Meyinsse: Flamengo quer se impor (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)
 
 

Rebaixamentos: Hélio dos Anjos vira recordista; Jorginho amarga o seu terceiro



Veja a lista completa de todos os técnicos que participaram de ao menos um rebaixamento na história dos pontos corridos:

6 REBAIXAMENTOS

Hélio dos Anjos
Goiás 2015 - (8 jogos)
Atlético-GO 2012 - (6 jogos)
Figueirense 2012 - (7 jogos) 
Fortaleza 2006 - (13 jogos) 
São Caetano 2006 - (6 jogos) 
Vitória 2004 - (8 jogos)

5 REBAIXAMENTOS

Adilson Batista
Joinville 2015 - (10 jogos)
vasco 2013 - (7 jogos)  

Atlético-GO 2012 - (2 jogos)  
Atlético-PR 2011 - (6 jogos) 
Grêmio 2004 - (8 jogos)  

Antônio Lopes(vascaíno)
América-MG 2011 (4 jogos)
Atlético-PR 2011 (18 jogos)
Vitória 2010 (10 jogos)
vasco 2008 (18 jogos)
Coritiba 2005 (2 jogos)  

Gilson Kleina
Avaí 2015 - (34 jogos)
Bahia 2014 (19 jogos)
Palmeiras 2012 - (13 jogos) 
Paraná 2007 - (9 jogos) 
Paysandu 2005 - (16 jogos)

Lori Sandri
América-RN 2007 - (8 jogos)
Paraná 2007 - (9 jogos) 
Atlético-MG 2005 - (7 jogos) 
Criciúma 2004 - (18 jogos) 
Guarani 2004 - (8 jogos)

Toninho Cecílio
Criciúma 2014 - (4 jogos)
Avaí 2011 - (16 jogos)
Prudente 2010 - (13 jogos)
Vitória 2010 - (7 jogos) 
Fortaleza 2006 - (1 jogo) 

4 REBAIXAMENTOS

Márcio Bittencourt 
Náutico 2009 - (5 jogos)
Ipatinga 2008 - (10 jogos)
Fortaleza 2006 - (9 jogos)
Brasiliense 2005 (9 jogos) 

Vagner Mancini
Botafogo 2014 - (38 jogos) 
Sport 2012 - (15 jogos) 
Ceará 2011 - (23 jogos)
Guarani 2010 - (38 jogos) 

3 REBAIXAMENTOS

Alexandre Gallo
Avaí 2011 - (13 jogos)
Santo André 2009 - (8 jogos)
Figueirense 2008 - (2 jogos)

Artur Neto
Goiás 2015 - (3 jogos)
Atlético-GO 2012 - (10 jogos)
Goiás 2010 - (4 jogos) 

Emerson Leão
Goiás 2010 - (16 jogos) 
Sport 2009 - (10 jogos) 
São Caetano 2006 - (7 jogos)

Jorginho Amorim, vasco (ex-Seleção)
vasco 2015 - (19 jogos)
Ponte Preta 2013 - (22 jogos) 
Goiás 2010 - (17 jogos)

Nelsinho Baptista
Sport 2009 - (4 jogos)
Corinthians 2007 - (11 jogos)
São Caetano 2006 - (9 jogos)

PC Gusmão
Joinville 2015 - (23 jogos)
Figueirense 2008 - (18 jogos) 
São Caetano 2006 - (4 jogos) 

Valdir Espinosa
Portuguesa 2008 - (9 jogos) 
Santa Cruz 2006 - (7 jogos) 
Brasiliense 2005 - (8 jogos)

2 REBAIXAMENTOS

Agnaldo Liz
Guarani 2004 - (7 jogos)
Vitória 2004 - (11 jogos)

Carpegiani
Ponte Preta 2013 - (11 jogos) 
Corinthians 2007 - (24 jogos) 

Cláudio Duarte
Juventude 2007 - (5 jogos)
Grêmio 2004 - (8 jogos) 

Cuca
Coritiba 2005 - (28 jogos) 
Grêmio 2004 - (9 jogos) 

Dorival Júnior
vasco 2013 - (25 jogos) 
São Caetano 2006 (9 jogos)

Estevam Soares
Ceará 2011 - (8 jogos)
Portuguesa 2008 - (16 jogos) 

Evaristo de Macedo
Vitória 2004 - (13 jogos)
Bahia 2003 - (19 jogos)

Giba
Ipatinga 2008 - (6 jogos)
Santa Cruz 2006 - (4 jogos) 

Guto Ferreira
Ponte Preta 2013 - (4 jogos)
Portuguesa 2013 - (29 jogos)

Joel Santana
Brasiliense 2005 - (25 jogos) 
Guarani 2004 - (5 jogos) 

Jorginho (ex-Palmeiras)Vitória 2014 - (10 jogos)
Náutico 2013 - (5 jogos)

Levi Gomes

Náutico 2013 - (7 jogos) 
Sport 2009 - (7 jogos) 

Márcio Araújo
Coritiba 2005 - (7 jogos) 
Fortaleza 2003 - (20 jogos) 

Marco Aurélio
Ponte Preta 2006 - (21 jogos) 
Atlético-MG 2005 - (18 jogos) 

Ney Franco
Vitória 2014 - (25 jogos)
Coritiba 2009 - (19 jogos) 

Pintado
Figueirense 2008 - (3 jogos) 
Paraná 2007 - (10 jogos) 

Renato Gaúcho
Atlético-PR 2011 - (12 jogos)
vasco 2008 - (13 jogos)  

Sérgio Guedes
Sport 2012 - (10 jogos) 
Santo André 2009 - (14 jogos)

Silas
Náutico 2013 - (3 jogos) 
Avaí 2011 - (3 jogos)

Vagner Benazzi
Portuguesa 2008 - (13 jogos)
Criciúma 2004 - (28 jogos) 

Waldemar Lemos
Sport 2012 - (10 jogos)
Náutico 2009 - (5 jogos)

Zetti
Paraná 2007 - (2 jogos)
Guarani 2004 - (12 jogos) 


1 REBAIXAMENTO

Abel Ribeiro (3 jogos) - Figueirense 2012
Antônio Carlos Zago (6 jogos) - Prudente 2010
Antonio Lopes Júnior (3 jogos) - Coritiba 2005
Argel Fucks (10 jogos) - Figueirense 2012
Augusto César (4 jogos) - Goiás 2015
Beto Almeida (19 jogos) - Juventude 2007
Bobô (5 jogos) - Bahia 2003
Caio Júnior (2 jogos) - Criciúma 2014
Carlos Alberto Torres (12 jogos) - Paysandu 2005
Carlos Amadeu (2 jogos) - Vitória 2014
Charles Fabian (7 jogos) - Bahia 2014
Celso Roth (11 jogos) - vasco 2015
Cláudio Marques (2 jogos) - Coritiba 2005
Daniel Frasson (2 jogos) - Fortaleza 2006
Danny Sérgio (7 jogos) - Goiás 2015
Dimas Filgueiras (7 jogos) - Ceará 2011
Dino Camargo (3 jogos) - São Caetano 2006
Doriva (8 jogos) -vasco 2015
Eder Bastos (1 jogo) - Vitória 2014
Edinho (7 jogos) - Bahia 2003
Edson Borges (1 jogo) - Coritiba 2009
Edson Neguinho (6 jogos) - Avaí 2011
Edson Pimenta (9 jogos) - Portuguesa 2013
Enderson Moreira (7 jogos) - Ipatinga 2008
Ernesto Guedes (2 jogos) - Santa Cruz 2006
Fábio Giuntini (11 jogos) - Prudente 2010
Felipão (24 jogos) - Palmeiras 2012
Ferdinando Teixeira (12 jogos) - Fortaleza 2003
Fernando Gil (4 jogos) - Figueirense 2012
Fito Neves (14 jogos) - Santa Cruz 2006
Flávio Campos (12 jogos) - Juventude 2007
Geninho (28 jogos) - Náutico 2009
Givanildo Oliveira (24 jogos) - América-MG 2011
Guilherme Macuglia (5 jogos) - Figueirense 2008
Gustavo Bueno (3 jogos) - Sport 2012
Hemerson Maria (5 jogos) - Joinville 2015
Ivo Wortmann (1 jogo) - Juventude 2007
Jair Picerni (11 jogos) - Guarani 2004
Jairo Araújo (20 jogos) - Atlético-GO 2012
José Luiz Plein (21 jogos) - Grêmio 2004
Julinho Camargo (14 jogos) - Goiás 2015
Leandro Niehues (2 jogos) - Atlético-PR 2011
Lino Fachini Júnior (1 jogo) - Guarani 2004
Luizinho Vieira (3 jogos) - Criciúma 2014
Lula Pereira (13 jogos) - Bahia 2003
Luiz Carlos Cruz (14 jogos) - Fortaleza 2003
Marcelo Chamusca (2 jogos) - Bahia 2003
Marcelo Martellote (16 jogos) - Náutico 2013
Marcelo Rospide (5 jogos) - Prudente 2010
Marcelo Veiga (14 jogos) - América-RN 2007
Márcio Barros (3 jogos) - Prudente 2010
Márcio Goiano (14 jogos) - Figueirense 2012
Mário Sérgio (10 jogos) - Figueirense 2008
Marquinhos Santos (12 jogos) - Bahia 2014
Maurício Simões (11 jogos) - Santa Cruz 2006
Mauro Fernandes (9 jogos) - América-MG 2011
Milagres (1 jogo) - América-MG 2011
Narciso (1 jogo) - Palmeiras 2012
Oswaldo de Oliveira (14 jogos) - Vitória 2004
Paulo Autuori (6 jogos) - vasco 2013
Paulo Campos (12 jogos) - Paysandu 2005
Paulo Moroni (16 jogos) - América-RN 2007
Péricles Chamusca (17 jogos) - Sport 2009
Raul Cabral (4 jogos) - Avaí 2015
Renato Morungaba (1 jogo) - Guarani 2004
Renê Simões (18 jogos) - Coritiba 2009
Ricardo Drubscky (15 jogos) - Ipatinga 2008
Ricardo Silva (21 jogos) - Vitória 2010
Roberval Davino  (13 jogos) - Fortaleza 2006
Sandro Gaúcho (1 jogo) - Santo André 2009
Saulo de Freitas (8 jogos) - Paraná 2007
Sérgio Soares (15 jogos) - Santo André 2009
Sinomar Neves (2 jogos) - Paysandu 2005
Tita (7 jogos) - vasco 2008
Tite (17 jogos) - Atlético-MG 2005
Vadão (8 jogos) - Ponte Preta 2006
Valteir Gomes Franco (1 jogo) - Juventude 2007
Wagner Lopes (15 jogos) - Criciúma 2014
Wanderley Filho (2 jogos) - Goiás 2015
Wanderley Paiva (9 jogos) - Ponte Preta 2006
Wilson Vaterkemper (1 jogo) - Criciúma 2014
Wladimir Araújo (1 jogo) - Goiás 2010
Zé Augusto (3 jogos) - Corinthians 2007
Zé Sérgio (1 jogo) - Ponte Preta 2013
Zé Teodoro (7 jogos) - Náutico 2013

Fonte: Futpédia
Obs: Em 2003, apenas dois clubes foram rebaixados da Série A para a Série B.


Flamengo começa a reestruturar futebol; Luiz Antonio caminha para engordar barca

A tranquila vitória de Eduardo Bandeira de Mello na eleição dessa segunda-feira mostrou que a Chapa Azul teve boa avaliação de forma geral entre os sócios do Flamengo durante os três anos em que esteve no poder, mas não escondeu os problemas no futebol, que teve desempenho pífio, principalmente em 2015, e ficou muito aquém do esperado pelo torcedor. Por conta disso, e querendo retribuir a confiança que lhe foi depositada novamente, a diretoria já iniciou a reestruturação da área para a próxima temporada.

As mudanças começam pelo comando da pasta. Gerson Biscotto saiu da vice-presidência de futebol e em seu lugar entrou Flávio Godinho, ex-vice de planejamento. Rodrigo Caetano vai continuar como diretor executivo e, para completar o trio do poder, o clube busca um gerente de futebol após a saída de Gabriel Skinner, que foi para a China. Além disso, há uma tendência para que o Conselho Gestor mude sua forma de atuação e tenha menos voz nas decisões, que ficariam mais a cargo do trio em vez de sempre passarem por um grupo de vice-presidentes de áreas aleatórias. 

Na noite de domingo, após a derrota para o Palmeiras na última rodada do Campeonato Brasileiro, dirigentes se reuniram com Cícero Souza, que faz essa função no Verdão e já trabalhou com Caetano no Grêmio. No entanto, apesar do interesse rubro-negro, o acerto é visto como improvável pelo Fla. O próprio Palmeiras já recebeu de Cícero a garantia de que não sairá.

A busca do Flamengo também é por profissionais da comissão técnica, uma vez que seis também estão de saída para o Tianjin Quanjian FC, time de Vanderlei Luxemburgo na Segunda Divisão da China. O preparador de goleiros Oscar Rodriguez e o analista de desempenho Gustavo Nicoline, ambos do Palmeiras, foram sondados.

Reunião Flamengo diretores (Foto: GloboEsporte.com) 
Cícero Souza, com a palavra, em mesa com Fred Luz, Godinho, Plinio Serpa e Rodrigo Caetano (Foto: GloboEsporte.com)

Luiz Antonio perto da China
 
Luiz Antônio, Flamengo x Cruzeiro (Foto: André Durão)Em relação a técnico, Muricy Ramalho foi o escolhido pela Chapa Azul e, em sintonia com o projeto do Flamengo, aceitou o desafio. O novo treinador deve ser apresentado oficialmente ainda nesta terça-feira ou, no máximo, na quarta pela manhã. E ele terá um elenco reformulado. O mais novo provável integrante da barca é Luiz Antonio. Conforme apurou o GloboEsporte.com, o volante é alvo do interesse do Guangzhou R&F, da China, que acena com uma proposta superior a US$ 1 milhão pela compra de seu passe, o equivalente a mais de R$ 4 milhões, e deve oficializá-la nos próximos dias.

Os demais integrantes da barca não são novidade. Em fim de contrato, Marcelo, Almir, Armero e Ayrton não estão nos planos para 2016. Everton está bem perto de se transferir para o time de Luxa na China; Samir está de malas prontas para o Udinese, da Itália - primeiro será emprestado ao Granada, da Espanha -; e Paulinho, visto internamente como símbolo maior da falta de comprometimento da equipe na temporada, é outro que será negociado, provavelmente emprestado. Jogadores como Márcio Araújo, em fim de contrato, e Marcelo Cirino dependerão de avaliação de Muricy para seguirem ou não no grupo.

Pará, Emerson Sheik e Alan Patrick também têm compromisso somente até o fim de dezembro. O primeiro vive caso à parte por já ter prevista no papel a renovação automática por mais dois anos. Quanto ao segundo, a renovação por uma temporada está perto de ser sacramentada, apesar de a proposta do futebol chinês, muito vantajosa financeiramente, ainda não ter saído da cabeça do atacante. E no caso de Alan, o Flamengo está otimista em estender o empréstimo junto ao Shakhtar Donetsk-UCR até o fim de 2016.

Na parte das contratações, o primeiro reforço a ser anunciado deve ser o zagueiro Juan, de saída do Internacional e que já está apalavrado. A diretoria encaminhou acertos com o lateral-direito Rodinei, da Ponte Preta, e o lateral-esquerdo Chiquinho, do Santos. Willian Arão, outro que está apalavrado com o Flamengo, antes precisa resolver problema judicial com o Botafogo.

Vários nomes estão sendo estudados pela diretoria, como o de Everton Ribeiro, que está no Al-Ahli, dos Emirados Árabes. No caso do meia, após uma consulta inicial, ele foi considerado muito caro, uma vez que tem salário superior a R$ 1 milhão por mês. Outro nome por quem havia muito interesse era o do argentino Dátolo, do Atlético-MG, mas o caso foi bem parecido com o de Everton Ribeiro: susto com o valor e recuo. Certo é que alguns atletas mais conhecidos serão contratados. E atualmente as posições de zagueiro, volante e meia são as prioridades. A mudança do futebol clama por urgência.

Jornal catalão coloca Guerrero como opção de contratação do Barcelona


Guerrero Flamengo treino (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Com o fim do ano se aproximando, aumentam as especulações quanto as novidades dos clubes europeus na abertura da janela do mercado da bola. Interessado por mais uma atacante para servir de opção para seu estrelar tridente Messi/Neymar/Suárez, o Barcelona busca um nome de qualidade, porém experiente, e o tabloide “Mundo Deportivo” colocou entre as alternativas que estariam sendo observadas o avante peruano Paolo Guerrero, do Flamengo.

A lista divulgada pelo jornal catalão nesta terça-feira contém doze nomes, incluindo veteranos que já veem bem próximo o fim da carreira, como os italianos Luca Toni (38 anos, do Verona), Antonio Di Natale (38, Udinese), o também peruano Claudio Pizarro (37, Werder Bremen), o polonês naturalizado alemão Miroslav Klose (36, Lazio), o búlgaro Dimitar Berbatov (34, PAOK), o austríaco Marc Janko (32, Basel) e o argentino Fernando Cavenaghi (32, ex-Internacional), que indicava pendurar as chuteiras ao se despedir do River Plate no meio do ano, mas acabou indo para o futebol cipriota.

Além dos “velhinhos”, a relação dos elementos que estariam sendo monitorados pelo Barça tem o alemão Mario Gómez (30 anos, Besiktas), o espanhol Jonathan Soriano (30, Salzburg), o argentino Marco Ruben (29, Rosario Central) e o “caçulinha” israelense Moanes Dabour (23, Grasshopper).

Tudo azul? Vitória de Bandeira tem ironia à oposição e gritos por reforços


Eduardo Bandeira de Mello Flamengo (Foto: Janir Júnior / GloboEsporte.com)
Antes mesmo de a apuração chegar ao fim, os integrantes da Chapa Azul já festejavam a vitória de Eduardo Bandeira de Mello na eleição presidencial do Flamengo. A Chapa Verde, principal concorrente, foi alvo de muitas provocações. Wallim Vasconcellos, postulante ao cargo, foi embora antes de ouvir os gritos de "Ah, é Sampaoli", em ironia pela promessa de trazer o treinador. Houve também, no entanto, cobrança, mesmo que leve, ao próprio Bandeira.

Gritos de "queremos jogador" foram entoados por parte do grupo vencedor, em tom de brincadeira, mas que revela a insatisfação com o futebol rubro-negro em 2015. O time terminou o Brasileirão com 19 derrotas, em 12º lugar, com 49 pontos. O atacante Paulinho teve sua saída pedida por vários torcedores: "Ei, Godinho, fora com o Paulinho". Flávio Godinho será o vice de futebol rubro-negro em 2016.

Eduardo Bandeira de Mello Flamengo (Foto: Janir Júnior / GloboEsporte.com) 
Eduardo Bandeira de Mello é ovacionado ao chegar em bar (Foto: Janir Júnior / GloboEsporte.com)

A festa, que começou dentro da sede do clube, se estendeu a um bar próximo à Gávea. Eduardo Bandeira de Mello, ao entrar no local, foi recebido aos gritos de "Acabou o caô, o Bandeira chegou", no ritmo do funk feito ao atacante Guerrero.

Bandeira venceu pela Chapa Azul com 1.632 votos. Wallim Vasconcellos, da Chapa Verde, recebeu 834 votos, e Cacau Cotta, da Chapa Branca, 259. Foram 14 nulos e 14 em branco.


 

Bandeira confirma Muricy e arrisca: "Acho que se encantou com o Flamengo"

Muricy Ramalho, Unefut, Itu (Foto: Guilherme Giavoni)O acerto já estava feito, mas faltava a confirmação do novo presidente para que Muricy Ramalho fosse efetivado com o treinador do Flamengo para 2016. Não falta mais. Após o fim da eleição realizada na Gávea durante esta segunda-feira, a Chapa Azul de Eduardo Bandeira de Mello comemorou a vitória com o anúncio de Muricy. Ainda adiantou que muito provavelmente o técnico será apresentado nesta terça-feira, na Gávea.

- Vamos apresentar o Muricy provavelmente amanhã (terça-feira). É superar obstáculos e montar o futebol que o Flamengo merece. Trabalhamos para fazer um time mais forte. Estamos trabalhando nisso. Muricy é um excelente profissional. Acho que o Muricy se encantou pelo Flamengo. Estamos trabalhando por reforços de peso. Ficamos devendo no futebol, porque antes tínhamos que recuperar a credibilidade - afirmou Eduardo Bandeira de Mello.

Horas antes de a vitória azul ser consolidada, Muricy Ramalho falou pela primeira vez como treinador do Flamengo, durante a premiação Bola de Prata. O técnico destacou a política de austeridade financeira da atual diretoria e, mesmo ciente das condições do Ninho do Urubu, prontificou-se a ajudar na melhoria do centro de treinamentos.

Eduardo Bandeira de Mello Flamengo (Foto: André Durão / GloboEsporte.com)- O Flamengo não atrasou salário nenhum dia esse ano. A parte administrativa está estruturada, a parte da dívida está estruturada. O clube está pronto para crescer. Me falaram que a estrutura do CT não é boa, mas nós vamos melhorar isso. Com certeza o Flamengo em pouco tempo será fortíssimo em termos de estrutura e títulos. O Flamengo é grande, quem não quer dirigir o Flamengo? Por isso que aceitei esse desafio. É um gigante do futebol mundial, tem uma gestão profissional e muito séria. Um time forte em títulos e também na sua estrutura, que chamou a minha atenção. É também um lugar para o qual vou poder colaborar.

O ex-são-paulino ainda garantiu ter recebido ofertas mais vantajosas financeiramente, porém o fato de encarar Flamengo como um objetivo profissional o fez colocar o dinheiro em segundo plano.

- O meu pensamento é o mesmo da gestão, é o de melhorar, é o de unificar as categorias da base ao profissional. A distância para o time de cima não pode continuar como está. Tinha outros convites melhores financeiros, mas estou numa fase que quero desafios. As pessoas que estão lá me convenceram que era a melhor alternativa

Muricy Ramalho tem 60 anos e é tetracampeão brasileiro (três com o São Paulo e uma com o Fluminense) e campeão da Libertadores com o Santos. Deixou o São Paulo no início deste ano, devido a um problema de saúde e aproveitou o período para estudar, inclusive na Espanha.



Bandeira de Mello vence adversários com larga vantagem e é reeleito no Flamengo

Sem dar chances aos adversários, Eduardo Bandeira de Mello se reelegeu, na noite desta segunda-feira, presidente do Flamengo para os próximos três anos - 2016, 2017 e 2018 -, em votação realizada na sede do clube, na Gávea. Com pauta de boa saúde financeira e redução de dívidas em seu primeiro mandato, o líder da Chapa Azul conquistou vitória folgada. Arrebatou 1.632 votos, contra 834 de Wallim Vasconcellos, da Chapa Verde, e 259 de Cacau Cotta, da Chapa Branca. Foram 14 nulos e 14 em branco.  

 - Não preparei nada, não (discurso). Em nome de todo o grupo, quero agradecer e falar em nome deles. Essa vitória é deles e não minha. Quero agradecer muito a todos os sócios do Flamengo por me darem mais três anos para seguirmos na jornada de recuperação do nosso Mengão. Não poderia deixar de agradecer à minha família. Meu pai, minha mãe, filhos, irmãos, sogro e sogra, sobrinhos. Quero agradecer a essa massa de militância. A Chapa Azul não tem essa de ter o melhor callcenter, mas tem essa massa aqui. Isso não perde eleição. É impossível perder eleição assim. Muito obrigado a todos os nossos apoiadores. Não vou nem falar o nome de todo mundo. Brigadão! Saudações Rubro-Negras!

Eduardo Bandeira de Mello Flamengo (Foto: André Durão / GloboEsporte.com) 
Eduardo Bandeira de Mello comemora a vitória (Foto: André Durão / GloboEsporte.com)

Não foi apenas o presidente que tocou muito na questão política após a vitória. Membros do SoFla (Sócios pelo Flamengo), principais apoiadores da candidatura do mandatário reeleito, gritaram "recordar é viver, SoFla acabou com você". Também fizeram uma paródia de uma provocação dos flamenguistas à torcida do Botafogo.

O grande desafio agora é fazer com que o futebol, enfim, engrene. Para triunfar no carro-chefe do clube, a aposta é no técnico Muricy Ramalho. Apesar das conquistas da Copa do Brasil (2013) e do Carioca (2014), o desempenho ruim no Brasileiro marcou a gestão negativamente. Sua melhor colocação foi registrada no ano passado - 10ª. Em 2013, o Fla foi 16º e em 2015, 12º.

Administrador de 62 anos, Bandeira de Mello entrou na vida política do Flamengo quase que por acaso. Colega de Wallim no BNDES, Bandeira teve de substituí-lo nas eleições passadas após o antigo aliado ter sido impugnado, situação que se estendeu ao seu vice, Rodolfo Landim. Em 2012, Bandeira conquistou vitória com larga vantagem, arrebatando 1414 votos de 2675 válidos - 52,85%. Foi seguido por Patrícia Amorim, sua antecessora, que registrou 914 votos (34,16% dos válidos). Jorge Rodrigues, com 347 votos (12,97% dos válidos), terminou na terceira colocação.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Ação de patrocinadora leva a bandeira do Flamengo até a Muralha da China

A bandeira do Flamengo na Muralha da China
A bandeira do Flamengo na Muralha da China Foto: Reprodução
Todo torcedor do Flamengo acredita que o seu clube é o maior do mundo. Ao ver a bandeira vermelha e preta tremulando na Muralha da China, um dos maiores monumentos do mundo, ele passa a acreditar ainda mais nisso. Confira o vídeo com este momento aqui.

O gesto foi parte da ação de marketing da Jeep, patrocinadora do Rubro-negro. Através de pesquisa feita pela internet, 53% dos torcedores escolheram o ponto turístico chinês para levar a bandeira rubro-negra. As outras opções eram o Vulcão Eyjafjallajökull, na Islândia; o deserto do Saara, no Egito; e a Península de Kenai, no Alaska, Estados Unidos.

A bandeira do Flamengo na Muralha da China
A bandeira do Flamengo na Muralha da China Foto: Reprodução
Tiago Feitosa, rubro-negro que mora em Quanzhou, a 1.200 km de Pequim, foi selecionado para levar a bandeira até o local. Ele tem um time de pelada na cidade que leva o nome de “Flamengo China”.

— Fiquei extremamente emocionado e lisonjeado de levar o nosso manto até um dos lugares mais bonitos do mundo. Foi uma emoção única — disse Tiago, que também tem um bar com as cores vermelha e preta na região.

Júnior dá "voto de confiança" a Bandeira, mas cobra futebol mais forte

 
Júnior chegou para votar às 15h18 ao Ginásio Hélio Maurício (Foto: Vicente Seda/GloboEsporte.com)Lateral-esquerdo do maior time da história rubro-negra e maestro da equipe que conquistou o pentacampeonato brasileiro, em 1992, Júnior chegou ao Ginásio Hélio Maurício, na Gávea, às 15h18 desta segunda-feira, e votou pela continuidade. Eduardo Bandeira de Mello é seu candidato, mas destacou que o cenário ideal seria de uma união entre Bandeira e Wallim Vasconcellos.

- Meu voto vai ser de confiança à situação. Logicamente os erros aconteceram e vão acontecer com qualquer um que entre. Acho que o voto de confiança é principalmente porque no ano que vem, com a questão financeira praticamente resolvida, muitas coisas boas podem acontecer. O ideal seria que o pessoal do Bandeira e do Wallim se juntasse para dar continuidade àquela ideia de três anos atrás, quando começaram a reformar o clube.

O comentarista da TV Globo ainda destacou que é preciso entender as peculiaridades do departamento de futebol do Flamengo para dirigi-lo com êxito.

- Acho que tem muita coisa para melhorar, sobretudo na questão do futebol. As pessoas podem entender de futebol, mas as pessoas têm que entender de futebol do Flamengo e como funciona o departamento de futebol do Flamengo. Acho que, com a experiência de três anos, entre erros e acertos, 2016 pode ser um ano muito melhor - prosseguiu.

Júnior também comemorou o fato de a Chapa Azul ter fechado com Muricy Ramalho. Em evento realizado em São Paulo, o treinador confirmou o acordo com a atual diretoria.

- Só o fato de trazê-lo com a vontade que está depois do ano em que ficou parado com questões de saúde e até mesmo para reordenar suas ideias. Se ele vier, acho que o Flamengo vai ganhar.