Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 5 de março de 2016

Ranking de sócios-torcedores. Veja lista

Confira a lista completa organizada pela Máquina do Esporte com a FS Consulting:
TABELA Sócios torcedores no mundo (Foto: SporTV.com) 
TABELA Sócios torcedores no mundo (Foto: SporTV.com)



* Cadê vasco sanitário e Botafogo

Apoiado pela nação, Flamengo bate Pinheiros "em casa" e é líder


Flamengo x Pinheiros, basquete, NBB (Foto: Daniel Forley/ECP)
Derrotado pelo Pinheiros no primeiro turno do NBB 8, o Flamengo até deu o troco nesta sexta-feira, em São Paulo, mas teve de suar a camisa. Depois de abrir 19 pontos no primeiro tempo, os visitantes, que nem pareciam que jogavam longe de casa, quase permitiram a virada do time paulista. Com o torcedor rubro-negro em maior número no ginásio Poliesportivo Henrique Villaboim, o time do técnico José Neto sentiu o cansaço em virtude da maratona de quase 40 horas para ir e voltar de Barquisimeto, na Venezuela, cidade que sediou as semifinais da Liga das Américas e também receberá o Final Four da competição, dias 11 e 12 deste mês, mas segurou a pressão dos donos da casa nos minutos finais, venceu por 81 a 75 (42 a 29) e se manteve na liderança isolada da competição. 

Com 17 pontos, o ala Marquinhos foi o principal personagem da vitória do Flamengo. Marcelinho e Jason Robinson, cada um com 13, e Rafael Mineiro, com 10, também tiveram boas atuações. Pelo lado do Pinheiros, Humberto foi o destaque. Com 25 pontos, o ala foi o cestinha da partida. Lucas Dias fez 18 e Mineiro, 16.




sexta-feira, 4 de março de 2016

Remo do Flamengo nas mãos das categorias de base

Detentor de 47 títulos estaduais, com ídolos como Buck, o remo do Flamengo agora está nas mãos da base. Desde o início do ano, o rubro-negro não conta mais com a equipe profissional. A diretoria dispensou os atletas sêniores e o técnico Marco Aurélio Amorim, o Marcão, que conquistou oito cariocas na última década.

Os juniores vão representar o clube na primeira regata do Estadual, em abril. Porém, o Flamengo não terá atletas em todas as provas, incluindo as principais como peso leve masculino e feminino. Assim, dificilmente retomará a hegemonia no Rio, hoje nas mãos do Botafogo, que levou os três últimos cariocas.

- Foram 16 atletas dispensados, incluindo medalhistas. Os argentinos Joaquin Iwan e Agustín Diaz (prata no Pan de Toronto), João Hildebrando (prata no Pan de Guadalajara) e Allan Bitencourt e Leandro Tozzo ( medalhistas no Pan do Rio). Para o pré-olímpico continental, a atleta Fernanda Nunes vai tentar a vaga nos Jogos do Rio - enumera Marcão, que foi o primeiro a ser dispensado, no dia 5 de janeiro.

Membros dos conselhos do clube reclamam da falta de investimentos no esporte fundador do clube. Após a eleição do o presidente Eduardo Bandeira de Mello, o Flamengo não conquistou títulos importantes. Atualmente, orçamento do remo é basicamente composto por leis de incentivo ao esporte. Marcão confirma que as condições atuais não são as melhores:

- De bom, apenas a nova sala de musculação. Mas o clube está deficiente em barcos e remos, a flotilha é antiga. E há o racionamento de gasolina para os técnicos acompanharem os treinos na lancha. O café da manhã não é apropriado para atletas de uma modalidade considerada de rendimento.

O supervisor técnico do remo do Flamengo, Edson Figueiredo, alegou que há uma estratégia de recuperação do esporte a longo prazo, com valorização da base e a contratação de um técnico estrangeiro depois dos Jogos do Rio. As olimpíadas também foram um dos motivos da dispensa:

- Teremos um ano atípico e difícil, onde nosso pátio será interditado por três meses devido a demandas da Rio 2016(13/06 até 23/09). Não temos ainda uma posição do estado e da entidade. Este ano, não haverá cobranças acima das expectativas. O objetivo é uma reformulação como a que ocorreu na ginástica e na natação.


Rapidinhas do Mengão


Clube japonês prepara nova oferta por Kayke, agora de compra em definitivo
Flamengo tem consciência de proposta deve chegar em breve e dá atenção especial a Nixon, recuperado após mais de um ano sem atuar

Fla busca espaço no orçamento e mira capitão do Nacional para o Brasileiro
Com a melhor defesa da Série A nos primeiros nove jogos da temporada, o Flamengo ainda tenta mais um jogador para a zaga para qualificar o setor. O clube mapeou zagueiros, principalmente no futebol sul-americano, e encontrou um alvo que já esteve na lista inicial de jogadores para reforçar a defesa: Diego Polenta. Capitão do Nacional, do Uruguai, de 24 anos, motivou viagem há cerca de um mês do diretor executivo de futebol Rodrigo Caetano. O dirigente, que não comenta o assunto, se reuniu com dirigentes do clube uruguaio e também com representante do jogador. O Rubro-Negro tenta garantir prioridade para contratar o jogador depois da Libertadores.

Flamengo aposta na força mental para vencer o Pinheiros antes do Final Four
Ao mesmo tempo que o desgaste após os três jogos pelas semifinais da Liga das Américas e uma verdadeira saga de quase 40 horas para ir e voltar de Barquisimeto, na Venezuela, é inevitável e indiscutível, a preparação mental do time carioca para a partida contra o Pinheiros, válida pela 25ª rodada do NBB 8, será uma arma extremamente importante. Apesar de acostumado a virar a chave e mudar o foco de uma competição para outra nas últimas três temporadas, o experiente elenco rubro-negro sabe que o fator psicológico também entrará em quadra nesta sexta-feira, às, 19h30, na capital paulista. O SporTV  transmite o confronto ao vivo.

Fim do vasco sanitário


Após impasse sobre valores em 2016, Caixa desiste de patrocinar o vasco

Em Brasília, a Caixa Econômica Federal não conta mais com a hipótese de patrocinar o Vasco. Já no Rio, o clube garante que ainda tem conversas em andamento para seguir com a parceria. Entre as versões, a realidade bate à porta na Colina: será em um mercado difícil que o clube tentará prospectar novos parceiros em 2016.

Procurada, a direção do banco afirmou que “não se manifestará sobre a negociação de patrocínio ao vasco”. Nos bastidores, porém, o clube é tido como carta fora do baralho. O impasse quanto ao valor - R$ 12,5 milhões oferecidos pelo patrocinador e R$ 15 milhões pedidos por Eurico Miranda - não foi resolvido. Apenas uma intervenção política para reverter o quadro a favor do clube.

Já em relação à Viton 44, o fim do patrocínio é oficial. Diretoria e Neville Proa, presidente da empresa, chegaram a um acordo. O Vasco receberá em forma de parcelas o valor referente às cotas atrasadas de 2015 e, ainda por cima, indenização pela quebra de contrato.