Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 23 de abril de 2016

Reservas mudam o jogo no 2º quarto, Flamengo vira sobre Rio Claro e vai à semi


Quando afirmou que ainda achava possível vencer um jogo no Rio de Janeiro e levar a série de volta para o interior paulista, o técnico Dedé Barbosa não estava falando da boca para fora. Depois de um começo animador, quando veio para o tudo ou nada, Rio Claro trouxe problemas para o técnico José Neto e por 15 minutos manteve as esperanças de seguir vivo no NBB 8. O problema é que do outro lado estava o Flamengo, dono de um elenco que quase nenhuma outra equipe possui na competição. E Isso ficou claro neste sábado. Se nada deu certo nos 10 minutos iniciais com seu quinteto titular, tudo voltou à normalidade quando o comandante rubro-negro começou a rodar o time e achou a formação ideal. Com Ronald Ramon, Marcelinho, Robinson, Rafael Mineiro e JP Batista em quadra, os donos da casa fizeram 29 a 14 no segundo período e praticamente selaram a classificação. Com o ginásio do Tijuca abarrotado apesar do calor que castigou o público que trocou a praia pelo basquete, os atuais tricampeões voltaram arrasadores no segundo tempo, venceram por 93 a 82 (40 a 30) e avançaram às semifinais em apenas três jogos.

Com direito cinco a bolas de três, o ala-armador Marcelinho acabou sendo o maior pontuador do Flamengo, com 22 pontos. O cestinha do jogo, porém, foi o ala Gui Deodato, do Rio Claro, autor de 33 pontos.

Confira a tabela de classificação dos playoffs

Mais vivo do que nunca na briga pelo quinto título da competição, o quarto consecutivo, o time rubro-negro agora espera de camarote o desfecho da série entre Basquete Cearense e Mogi das Cruzes. As duas equipes se enfrentam neste domingo, às 19h, no ginásio Professor Hugo Ramos, no interior paulista. Em vantagem por 2 a 1 no confronto, os donos da casa avançam em caso de vitória. Já o time de Alberto Bial precisa vencer fora de casa para forçar o quinto jogo, em Fortaleza, ainda sem data definida. 

Flamengo Rio Claro NBB (Foto: Marcello Pires) 
Flamengo avança às semifinais do NBB (Foto: Marcello Pires)

Flamengo ganha mais que o Corinthians em direitos de TV, mas diferença cai em 2015

O Flamengo continua sendo o líder em arrecadação com direitos de TV no futebol brasileiro, superando por mais uma temporada o Corinthians. A diferença em 2015 foi de R$ 5,6 milhões, com o Rubro-Negro embolsando R$ 127,8 milhões e o Timão ficando com R$ 122,2 milhões.

Mas a distância no quesito diminuiu em relação ao ano anterior. Em 2014, o Flamengo recebeu R$ 6,36 milhões a mais que o Corinthians, ficando R$ 115 milhões para os cariocas contra 108,7 milhões para os paulistas. 

Os números de direitos de TV contribuíram para que o Flamengo fosse campeão de receitas com futebol no país em 2015, chegando a 308,7 milhões. Ou seja, os direitos de TV representam 41,4% do montante. Em 2014, foram 38%. 

Mas o percentual dos direitos de TV nas receitas do Corinthians é maior. Dos R$ 269,5 milhões arrecadados no futebol em 2015, 45,3% vieram do quesito. Em 2014, foram 47,3%.

Mais uma diferença entre as contas de Flamengo e Corinthians está no resultado operacional. Em 2015, o Flamengo teve lucro de R$ 130 milhões, enquanto o Corinthians teve prejuízo de R$ 97 milhões.

Multidão, sinalizadores e correria: Flamengo chega ao AM para semifinal



Caos total - quase que numa tradução da fixação do Amazonas pelo Flamengo - foi o que marcou a chegada da delegação carioca em Manaus, na noite desta sexta-feira. O time, que enfrenta o Vasco neste domingo, pela semifinal do Carioca, parou o aeroporto Eduardo Gomes com o desembarque regado a sinalizadores, bandeiras e muito - muito! - grito. Segundo a Polícia Militar, mais de 900 pessoas se espalharam pelo saguão e estacionamento para acompanhar a "saga" do time rubro-negro na capital amazonense.

Diferente da chegada do Vasco, que aconteceu horas antes, o desembarque do Flamengo foi muito mais tumultuado e, portanto, exigiu esforço redobrado da segurança do aeroporto, de empresa privada e da PM. Para assegurar a passagem tranquila dos jogadores pelo corredor da torcida, um corredor "secreto" foi formado. Todos os atletas passaram discretamente, sem muita conversa e correram para o ônibus.

Torcida transformou aeroporto em arquibancada (Foto: Mauro Neto/Sejel) 
Torcida transformou aeroporto em arquibancada (Foto: Mauro Neto/Sejel)
O primeiro a aparecer no saguão foi o presidente, Bandeira de Mello. Foi simpático, passou no corredor "oficial", acenou e comemorou a festa num breve: "caramba, hein?", para a imprensa. Quanto aos jogadores, foi difícil parar para fazer qualquer comentário. O goleiro Paulo Victor, um dos mais festejados, só agradeceu o carinho, mas voou para o ônibus. Esse foi, basicamente, o modus operandi do elenco.

Pará e Cirino foram um dos poucos a parar - nem que por dois segundos - para uma foto com a torcida. Guerrero, que saiu da sala de desembarque entoado por gritos eufóricos tentou ser discreto, colocou um boné e, acompanhado de três seguranças, seguiu para o ônibus.

Quando todos embarcaram no veículo foi que o drama começou. A torcida, ensandecida, fez do subsolo do aeroporto uma arquibancada. Disparou sinalizadores e puxou tradicionais cânticos. Mas nem só de paz viveu o desembarque. Um ou outro torcedor mais exaltado deu início à guerra contra o ônibus da delegação. Chutes e "chacoalhadas" assustaram a PM que precisou intervir. Relatos dão conta, inclusive, que foi necessário o uso de spray de pimenta para conter a multidão.

Flamengo desembarca em Manaus (Foto: Isabella Pina)

Flamengo desembarca em Manaus (Foto: Isabella Pina)

Passada "muvuca", quando o motorista finalmente pôde, depois de mais de 10 minutos de espera, dar a partida, os torcedores invadiram a pista e saíram em disparada pela rua para acompanhar o trajeto. Um carro chegou a bater em um dos canteiros na saída do aeroporto. E uma moto, com dois passageiros, caiu. Ninguém ficou ferido, no entanto.

Depois da saga no aeroporto o time seguiu para o hotel que fica hospedado até domingo, dia da semifinal do Carioca contra o Vasco, que acontece às 16h (horário de Brasília), na Arena da Amazônia, em Manaus.

Torcida se apertou nas grades para tentar chegar perto do elenco (Foto: Mauro Neto/Sejel) 
Torcida se apertou nas grades para tentar chegar perto do elenco (Foto: Mauro Neto/Sejel)

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Flamengo fecha acordo com Rio 2016 e Ninho vai receber Argentina nas Olimpíadas


Ônibus Flamengo Ninho do Urubu (Foto: Raphael Zarko)
Não vai ter Messi, mas vai ter Olimpíadas no Ninho do Urubu. O Flamengo fechou acordo com o Comitê Organizador para servir de campo de treinamento da equipe de futebol masculina da Argentina durante os jogos da Rio 2016 - olimpíadas que serão realizadas no mês de agosto. Os compatriotas de Mancuello e de Canteros vão usar o centro de treinamento rubro-negro por período aproximado de 20 dias de preparação para a competição. Em contrapartida, a organização dos Jogos vai reformar dois campos de futebol do Ninho e também vão contribuir para a construção da estrutura definitiva de vestiário no CT rubro-negro.

Com os atacantes “brasileiros” Calleri e Centurión, do São Paulo, e Allione (Palmeiras), o técnico Gerardo "Tata" Martino apresentou recentemente lista de 57 atletas pré-convocados. Ele já avisou que o melhor o jogador do mundo não vem para a Rio 2016. Campeão olímpico em 2008 em Pequim, Messi vai jogar apenas a Copa América pela seleção de seu país. A Argentina faz dois jogos no Engenhão, dias 4 e 8, contra Portugal e Argélia, respectivamente, e fecha a primeira fase contra Honduras, em Brasília.

A contrapartida por parte do Comitê vai ajudar o Flamengo a acelerar as obras no Ninho do Urubu. Nas últimas semanas, ao lado do estacionamento do futebol, está sendo pavimentada a área, com estacas, para novo local de carros. Nos módulos 16 e 17, que vão atender em definitivo aos profissionais do Flamengo - com novas salas de musculação, estrutura de imprensa, piscinas para tratamento e muito mais -, caminhões com material de construção passam para levar equipamentos. De longe não é possível notar avanços nos edifícios. A assessoria de imprensa do clube informou que as intervenções seguem no local. A reforma dos campos e a estrutura definitiva de vestiários do CT têm previsão de ficar pronta em julho.

- Fechamos com o Comitê Organizador das Olimpíadas, que vai transformar dois dos campos do Ninho em padrão Fifa. Como não se trata de um contrato de exclusividade, o Flamengo seguirá treinando no CT durante este período - disse o vice-presidente de patrimônio, Alexandre Wrobel.

Caso Plaza: benemérito cobra ação contra Kleber Leite em até 30 dias


Kleber Leite eleição Flamengo  (Foto: Nelson Veiga / Globoesporte.com)
A aprovação do acordo de R$ 61 milhões do Flamengo com o Consórcio Plaza, em reunião na quinta-feira da semana passada, ainda agita os corredores na Gávea. Conselheiro benemérito do clube, o desembargador Siro Darlan - relator em comissão interna em 2010 sobre o caso - protocolou carta nesta quarta-feira, na secretaria do clube, cobrando do presidente Eduardo Bandeira de Mello para entrar com ação de regresso contra o ex-presidente Kleber Leite. No texto, divulgado pelo blog Ser Flamengo, Darlan diz que é "imperioso" que Bandeira tome as "providências, no prazo de 30 dias, para ressarcir o prejuízo causado pelo responsável pelo uso indevido do clube sem o necessário respaldo do Conselho Deliberativo". 

- Em 2010, fui relator da comissão que apurou responsabilidade do Kleber Leite neste caso. Já naquela ocasião, o Conselho Deliberativo tinha aprovado entrar com ação rescisória. Mas só podia entrar depois de pagar a dívida, o que foi feito agora, com o Conselho aprovando o pagamento. A sentença judicial autoriza o clube a entrar com essa ação regressiva. O Kleber Leite assinou contrato sem autorização do Conselho Deliberativo. Estou pedindo apenas que o presidente cumpra essa decisão em colegiado para evitar dano ao clube - disse Darlan.

No seu blog - veja o texto completo aqui -, Kleber Leite se diz vítima de "conspiração de malandragem, inconsequência e incompetência". O ex-dirigente lembra que a condição para o recebimento de R$ 6 milhões era a aprovação da construção do shopping na Gávea, o que chegou efetivamente a ser aprovado. Mas a confissão do presidente do Consórcio José Isaac Perez de que havia corrompido vereadores, que aprovaram o empreendimento na Câmara, levou o governador Anthony Garotinho a revogar a decisão. 

Para Kleber Leite, o erro foi de Edmundo dos Santos Silva - presidente do Flamengo em 1999 -, que não tomou nenhuma providência contra o Consórcio e ainda "admitiu dívida que não existia", ironizando tratar-se de "uma louca vontade (de Edmundo) de pagar..." o Plaza. Darlan diz que já ouviu e leu todas as justificativas de Kleber Leite a respeito do assunto, mas não se convenceu. 

- Tenho a gravação do depoimento dele. Ele diz que o Flamengo não deve, que foi mal defendido... Tem muita coisa aí - afirmou, enigmático, o desembargador, que pressiona Bandeira de Mello. - Ou toma as providências ou vai assumir a responsabilidade pela negligência.

A diretoria rubro-negra - através do departamento jurídico e decisão final do Conselho Diretor - analisa o caso. Nos últimos dias, o ex-presidente Kleber Leite publicou novo texto em defesa própria sobre o Consórcio Plaza. Nos bastidores da Gávea, há ceticismo quanto a eventual cobrança e consequente enfrentamento dos dirigentes atuais ao ex-presidente. Na reunião da semana passada, a reação de conselheiros da situação e também de oposicionistas forçou o presidente do Conselho Deliberativo, Rodrigo Dunshee de Abranches, a levar ao voto a aprovação com a possibilidade de ação de regresso contra responsáveis pela dívida.

Na terça-feira da semana que vem o Conselho Deliberativo volta a se reunir. Em pauta, a aprovação do balanço patrimonial do clube de 2015 e também a avaliação sobre emendas ao estatuto do Flamengo. 


 Em 1995, o então jogador do Flamengo, Edmundo, fez um gesto nada delicado para a torcida do vasco que o xingava.


Entenda o caso
A disputa judicial entre Flamengo e Consórcio Plaza se arrasta desde 2002 nos tribunais. O problema começou em 1996, quando Kleber Leite era o presidente do Flamengo. O montante se refere a uma dívida, que o clube não reconhecia, contraída com recebimento de R$ 6 milhões feito junto ao consórcio, que arrendaria a Gávea por 25 anos para a construção de um shopping. O empreendimento não saiu do papel e a verba já havia sido aplicada na contratação de Edmundo, e o caso passou a ser contestado na Justiça. Com o passar dos anos, a dívida se multiplicou e hoje, de acordo com cálculos do clube, passou de R$ 90 milhões. Na semana passada, o Conselho Deliberativo aprovou acordo de pagamento de R$ 61 milhões ao grupo Multiplan, do Consórcio Plaza, para encerrar o caso.

Cestinha, Olivinha celebra evolução na série: "Nos sentimos mais à vontade"

Em casa, o Flamengo venceu Rio Claro na segunda partida das quartas de final do NBB 8 por 93 a 73. Inflamado pela festa da torcida rubro-negra que lotou o ginásio do Tijuca, os cariocas não apresentaram o seu melhor basquete, mas evoluíram em relação ao primeiro confronto, no interior paulista. Destaque da equipe nesta quinta-feira, Olivinha cresceu com toda a equipe e foi o cestinha do confronto que deu a vantagem de 2 a 0 na série melhor de cinco para os donos da casa com 20 pontos. Além disso, o ala-pivô pegou cinco rebotes.

Olivinha admite que no primeiro jogo a falta de ritmo fez com que o Flamengo jogasse um pouco abaixo do normal. No entanto, o jogador acredita que a equipe conseguiu se impôr mais na partida e aproveitou para exaltar o trabalho feito pelo preparador físico.

- Acabamos sentindo um pouco a falta de ritmo de jogo na primeira partida. Mas agora estamos mais à vontade. Já voltamos ao ritmo antigo, principalmente nesse segundo tempo, quando conseguimos colocar um ritmo muito forte, e Rio Claro não conseguiu nos acompanhar. Abrimos uma grande diferença e saímos com mais essa vitória. Temos que enaltecer o trabalho do Diego Falcão, nosso preparador físico, que pegou bastante no nosso pé e agora estamos colhendo os frutos – afirmou o jogador, que acertou as duas bolas de três que tentou.

 
O técnico José Neto também elogiou o desempenho da equipe, mas acredita que o time ainda tem potencial para muito mais.

- Sem dúvida podemos melhorar. Mas já melhorou bastante em relação ao que não fizemos tão bem no jogo passado. Em São Paulo, perdemos muitos rebotes de defesa. Nesta quinta já foi diferente. Partida passada demos 13 assistências e a nossa média é de 19. Hoje demos 23. Então já deu uma equiparada. Conseguimos fazer um jogo mais coletivo, mas ainda temos muita coisa pra melhorar – analisou o comandante.

Flamengo x Rio Claro, basquete, NBB, Ginásio do Tijuca (Foto: Marcello Pires)Olivinha elogiou o comportamento do Flamengo no segundo jogo contra Rio Claro no Tijuca (Foto: Alexandre Ribeiro)
 
Olivinha espera fechar logo a série neste sábado para o time poder ter mais tempo de descanso. Porém, o ala-pivô não acredita em um adversário fragilizado no jogo 3, apesar da vantagem e do retrospecto favorável para o lado rubro-negro – são quatro vitórias em quatro jogos contra o Rio Claro neste NBB.

- Acho que o Rio Claro vem mais forte ainda. Eles sabem que se perderem estão fora do campeonato. Mas vamos tentar fazer nossa parte do lado da nossa torcida e sair com mais uma vitória e a classificação. Será importante para termos um tempo maior de descanso e consertar alguns erros até definir o adversário da semifinal - explicou o camisa 16, que aproveitou para elogiar a festa que a torcida rubro-negra fez do início ao fim. 

- Jogar ao lado da nação rubro-negra é um prazer muito grande, ainda mais nessa fase do campeonato, quando ela costuma lotar o ginásio. Nosso torcedor fez uma festa muito grande, é nosso sexto homem. Nos apoiaram do início ao fim e nossa equipe correspondeu dentro de quadra. 

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Com Tijuca lotado, Flamengo bate Rio Claro, faz 2 a 0 e fica a uma vitória das semis



Comandados por Olivinha, cestinha da partida com 20 pontos e cinco rebotes, rubro-negros vencem por 93 a 73 e seguem vivo na briga pelo quinto título, o quarto seguido

Flmengo pode até estar longe de lembrar aquele time que ficou 13 jogos sem perder - 10 pelo NBB e 3 pela Liga das Américas - entre os meses de janeiro e fevereiro, mas a essa altura do campeonato o que vale é vencer. E o time comandado pelo técnico José Neto venceu. Diante de um ginásio do Tijuca completamente lotado e com uma decoração toda nova, com direito a fotos dos jogadores e efeitos especiais na apresentação do elenco, os atuais tricampeões repetiram os altos e baixos do jogo 1, em Rio Claro, mas não tiveram maiores problemas para aumentar a vantagem na série melhor de cinco. Mesmo com um aproveitamento bem abaixo do normal nas bolas de três - foram apenas nove acertos em 23 arremessos tentados -, os rubro-negros comandados por Olivinha, cestinha do confronto com 20 pontos, venceram por 93 a 73 (40 a 34) e estão a uma vitória das semifinais do NBB 8.    

- Ainda tivemos muitos altos e baixos durante o jogo, sabemos que ainda dá para melhorar muito, mas hoje já foi bem melhor. Principalmente nos rebotes defensivos e nas assistências - disse o técnico do Flamengo José Neto.

Flamengo x Rio Claro, basquete, NBB, Ginásio do Tijuca (Foto: Reprodução/Twitter NBB)As duas equipes voltam a se enfrentar no próximo sábado, às 14h10, novamente no ginásio do Tijuca, pela terceira partida na série melhor de cinco. Rio Claro precisa vencer para seguir vivo na série e levar a disputa para o quarto jogo, se necessário, de volta para o interior paulista, na próxima terça-feira, às  20h, no ginásio Felipe Karam. 

Além de Olivinha, que ainda anotou cinco rebotes, uma assistência e uma bola roubada, JP Batista, com 15, Marquinhos, com 11, e Rafael Mineiro, com 10, também se destacaram. Pelo lado do time paulista, Tatu e Dedé foram os maiores pontuadores com 18 e 17 pontos, respectivamente. Gui Deodato terminou com 12.

- Mais uma vez tivemos um acúmulo de erros, e contra uma equipe contra o Flamengo isso não pode acontecer. Eles conseguem sempre achar o melhor quinteto, troca um, dois, mas o ritmo não cai e eles conseguem aumentar a vantagem - garantiu Dedé, do Rio Claro.

FLAMENGO: Rafa Luz (3), Jason Robinson (8), Marquinhos (11), Olivinha (20) e Jerome Meyinsse (8). Entraram: Rafael Mineiro (10), JP Batista (15), Marcelinho (5), Gegê (6), Ronald Ramon (7), Danielzinho (0) e Mingau (0). TÉCNICO: José Neto.     

RIO CLARO: Tatu (18), Gui Deodato (12), Dedé (17), Guilherme Teichmann (6) e Daniel Alemão (2). Entraram: Vinícius (1), Pastor (9), Bruno Fiorotto (2), Fernando Penna (0), Atílio (6), Nicolas (0) e Léo (0). TÉCNICO: Dedé Barbosa.


 Meyinsse sobe para marcar dois pontos para o Fla (Foto: Reprodução/Twitter NBB)

Flamengo estampará logomarca do "Pacto Pelo Esporte" no Manto


Em mais uma ação que comprova a transparência de sua gestão, o Flamengo estampará nas costas do Manto Sagrado, na partida contra o Vasco, no próximo domingo, em Manaus, a logomarca do "Pacto Pelo Esporte". A iniciativa se dá no momento em que o clube orgulhosamente atinge 100% de conformidade com o Pacto. 

O "Pacto pelo Esporte" define um conjunto de regras positivas para que as entidades esportivas obtenham patrocínio. O pacto é voluntário, autorregulado e tem como objetivos apoiar a melhoria da gestão das entidades esportivas, estabelecer segurança para os patrocínios e definir regras claras e mecanismos para promover integridade, transparência e gestão eficiente no esporte.

Os ideais de austeridade, ética e transparência mantêm o posicionamento do Flamengo na liderança na busca por credibilidade no mercado. Além do "Pacto pelo Esporte", o Rubro-Negro também lutou pelo Profut, que trouxe uma nova realidade regulatória aos clubes.

"A conformidade com os princípios do "Pacto pelo Esporte" é mais uma marca atingida pelo Flamengo, que esteve à frente da formulação e da aprovação do Profut. Somos reconhecidos como clube cidadão e, por isso, somos vencedores de vários prêmios relativos à transparência e à qualidade de governança. Essa é uma marca do nosso clube que só renderá frutos positivos", destaca o presidente Eduardo Bandeira de Mello.

"Com a adequação final ao "Pacto pelo Esporte", o Flamengo se credencia a fazer parte de um conjunto muito restrito de entidades esportivas que podem receber patrocínios e investimentos de grandes empresas nacionais e multinacionais que prezam pelo cumprimento dos mais elevados padrões de governança corporativa. Para nós da EY, parceiros e patrocinadores dos esportes Olímpicos do Flamengo, é motivo de satisfação e tranquilidade saber que os nossos investimentos e, no fim, a nossa marca, está sendo tratada com seriedade e profissionalismo conforme indicado pelos preceitos do "Pacto pelo Esporte", afirma Alexandre Rangel, Sócio da Ernest & Young. 

O Flamengo também já se dispôs a ser a primeira agremiação de futebol a ser avaliada pelo "Pacto pelo Esporte". O "Pacto pelo Esporte" é assinado por empresas importantes do mercado, tais como: Correios, Johnson & Johnson, Carrefour, Coca-Cola, Estácio, P&G, entre outras. A iniciativa é da "Atletas pelo Brasil", entidade formada por esportistas e ex-atletas de diferentes modalidades e gerações, que luta pelo desenvolvimento do esporte e do país, junto com parceiros como o Instituto Ethos e Lide Esporte. A "Atletas pelo Brasil" tem nomes consagrados como Ana Moser, Ida, Gustavo Borges, Raí e outros. Campeão do mundo com a seleção brasileira de futebol em 1994, Raí agradece a parceria do Flamengo:

"Esta é uma iniciativa muito importante para divulgar o "Pacto pelo Esporte". O apoio do Flamengo é um exemplo e abre espaço para que outros clubes vejam a importância de uma nova era na gestão eficiente e transparente. Com isso, ganham as equipes, as empresas patrocinadoras e todo o esporte.", argumenta o ex-jogador.

Signatária do "Pacto pelo Esporte", a Estácio comemora mais uma parceira com o Flamengo:

"Como uma das maiores incentivadoras do esporte brasileiro, a Estácio sempre busca parceiros que compartilhem seus valores, como ética e transparência na gestão. O Flamengo é reconhecidamente uma instituição que preza pelas melhores práticas de governança e por isso a Estácio é parceira do time de Basquete, e os atletas da modalidade são nossos alunos. Nossa parceria é sólida e estamos juntos no "Pacto Pelo Esporte", afirma Claudia Romano, Diretora de Responsabilidade Social e Parcerias do Grupo Estácio.

O Site Oficial do Flamengo já disponibiliza todos os documentos referentes às políticas de governança rubro-negras. Basta acessar a seção "Transparência".

Rapidinhas do Mengão

Vai lotar: 44 mil ingressos vendidos para a semifinal entre vasco sanitário e Flamengo
Já estão esgotados os ingressos de arquibancadas para o duelo entre Vasco e Flamengo, que será disputado no domingo, na Arena da Amazônia, em Manaus, e é válido pela semifinal do Campeonato Carioca. A carga total colocada à disposição foi de 44 mil entradas. A organização da venda de ingressos informou que nesta quinta-feira ainda serão disponibilizadas 500 entradas para a área vip e 210 camarotes, de dois tipos, apenas pela internet e pelo telefone.


NBB 8
Jogo 2 – 21/04, no Rio de Janeiro, às 19 horas – ao vivo no SporTV

terça-feira, 19 de abril de 2016

Flamengo ignora a falta de ritmo, bate o Rio Claro e sai na frente nas quartas



Olivinha Flamengo NBB (Foto: Luiz Pires / LNB)
 Meyinsse e Olivinha comemoram a vitória do Flamengo no primeiro jogos das quartas (Foto: Luiz Pires / LNB)

Com o Flamengo sem jogar desde o dia 29 de março, a única preocupação do técnico José Neto era com a falta de ritmo. Porém, mal a bola subiu no ginásio Felipe Karam para o primeiro jogo das quartas de final do NBB, nesta segunda-feira, contra Rio Claro, deu para perceber que os 20 dias sem entrar em quadra oficialmente não seriam problema para os rubro-negros. Com um aproveitamento de quase 70% nos arremessos de quadra, os visitantes passearam nos 10 minutos iniciais, abriram 17 pontos por duas vezes, seguraram a pressão dos donos da casa no terceiro período e nos dois minutos finais e venceram por 88 a 79 (43 a 32).  Se vencer os próximos dois jogos no ginásio do Tijuca Tênis Clube, quinta-feira, às 18h, e sábado, às 14h10, os atuais tricampeões garantem vaga nas semifinais. Rio Claro precisa vencer pelo menos um dos dois confrontos no Rio para a levar a série melhor de cinco de volta para São Paulo.

- Sabíamos que jogar aqui seria difícil, pois eles fizeram uma série muito equilibrada com Franca, mas sabíamos da nossa qualidade. Fizemos uma defesa muito forte e conseguimos fazer nosso jogo de transição. Nosso ataque podia ter sido um pouco melhor, mas é normal pelo fato de estarmos 20 dias sem jogar. O mais importante foi que conseguimos uma vitória importante fora de casa no primeiro jogo da série. Agora é ter tranquilidade para vencer os próximos dois jogos e fechar no Rio de Janeiro - disse o ala Marquinhos, cestinha do Flamengo com 20 pontos.

Além do camisa 11, que ainda anotou seis rebotes, três assistências e três roubadas de bola, Rafa Luz, com 16 pontos, três rebotes e três assistências, e Jerome Meyinsse, com outros 13 pontos, também se destacaram. Marcelinho fez 10, Olivinha, oito, e Rafael Mineiro, sete. Pelo lado do Rio Claro, o grande destaque foi Tatu. Apesar da derrota, o armador foi o cestinha da partida com 23 pontos. Dedé, com 17, e Teichmann, com 12, também tiveram boas atuações.

Marquinhos Flamengo NBB (Foto: Luiz Pires / LNB) 
Com 20 pontos, Marquinhos foi o cestinha da partida na vitória sobre o Rio Claro (Foto: Luiz Pires / LNB)
 
 RIO CLARO: Tatu (23), Dedé (17), Gui Deodato (7), Guilherme Teichmann (12) e Atílio 95). Entraram: Pastor (8), Vinícius (2), Bruno Fiorotto (5), Léo (0) e Nicolas (0). Técnico: Dedé Barbosa
 
FLAMENGO: Rafa Luz (16), Marquinhos, Jason Robinson (3), Olivinha (8) e Jerome Meyinsse (13). Entraram: Gegê (0), Rafael Mineiro (7), JP Batista (6), Ronal Ramon (5), Marcelinho (10) e Mingau (0). Técnico: Entraram: José Neto
 
 

domingo, 17 de abril de 2016

Briga pelo título do NBB 8 chega às quartas as final: confira os confrontos

Deu a lógica na primeira rodada dos playoffs. Donos das melhores campanhas entre os times que disputaram as oitavas, Rio Claro, Pinheiros, Brasília, e Mogi das Cruzes aproveitaram o mando de quadra e despacharam Minas, Caxias do Sul, Franca e Vitória, respectivamente. Vivos na briga pelo título do NBB 8, os quatro classificados agora medirão força pelas quarta de final com Flamengo, Bauru, Paulistano e Basquete Cearense, os quatro primeiros colocados na fase de classificação.  

Para esta temporada, novamente o formato das séries de playoff será realizado numa melhor de cinco jogos. No entanto, com apenas uma alteração com relação ao ano passado. Os Jogos 2, 3 e 5 sendo realizados na casa da equipe de melhor campanha na fase de classificação.

Flamengo, Bauru, Paulistano e Basquete Cearense foram, nesta ordem, os quatro primeiros colocados da fase de classificação.

Confrontos

(1º) Flamengo x Rio Claro (8º)
Jogo 1 – 18/04, em Rio Claro, às 19 horas – ao vivo no SporTV
Jogo 2 – 21/04, no Rio de Janeiro, às 19 horas – ao vivo no SporTV
Jogo 3 – 23/04, no Rio de Janeiro, às 14h10
Jogo 4* – 26/04, em Rio Claro, às 20 horas
Jogo 5* – data e horário a definir, no Rio de Janeiro

(2º) Bauru x Pinheiros (7º) 

Jogo 1 – 18/04, em São Paulo, às 21 horas
Jogo 2 – 22/04, em Bauru, às 19 horas – ao vivo no SporTV
Jogo 3 – 24/04, em Bauru, às 12h30 – ao vivo no SporTV
Jogo 4* – 27/04, em São Paulo, às 19 horas
Jogo 5* – data e horário a definir, em Bauru

(3º) Paulistano x Brasília (6º)
Jogo 1 – Brasília88 x 83 Paulistano
Jogo 2 – 20/04, em São Paulo, às 19h30
Jogo 3 – 22/04, em São Paulo, às 21 horas
Jogo 4* – 25/04, em Brasília, às 21 horas – ao vivo no SporTV
Jogo 5* – data e horário a definir, em São Paulo

(4º) Basquete Cearense 0 x 1 Mogi das Cruzes (5º)
Jogo 1 – Mogi67 x 64 Basquete Cearense
Jogo 2 – 19/04, em Fortaleza, às 20h30 – ao vivo no SporTV
Jogo 3 – 21/04, em Fortaleza, às 16h30 – ao vivo no SporTV
Jogo 4* – 24/04, em Mogi das Cruzes, às 19 horas
Jogo 5* – data e horário a definir, em Fortaleza
*Se necessário

Rapidinhas do Mengão

Peso da grana: finais devem render R$ 2 milhões de bilheteria para o Flamengo
Mais do que a obrigação de chegar na semifinal e medir forças com os três rivais para voltar a ser campeão carioca, o Flamengo entra em campo contra o Bangu, às 16h (de Brasília), em Macaé, de olho no bolso. Ficar fora significaria perder receitas nos últimos jogos da competição – justamente a fase em que ela fica mais rentável. O orçamento do clube previa menor faturamento no estadual – em comparação com as outras competições do ano -, mas a projeção é de que a semifinal e as finas gerem quase R$ 2 milhões para os cofres do Rubro-Negro.



Flamengo é campeão, e duelo Flu x vasco marca Corrida das Torcidas no Aterro