Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 14 de maio de 2016

Vamos Mengão! Rumo a mais um título do NBB

Flamengo 93 x 91 Mogi


Jogo 5: Flamengo x Mogi (17/05 - 21h - Tijuca Tênis Clube, Rio de Janeiro/RJ)

A vez do garoto: aos 19 anos, Léo Duarte vai substituir Wallace

Léo Duarte deve estrear pelo profissional no jogo contra o Bangu (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Léo Duarte em treino do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Aos 19 anos, o jovem Léo Duarte terá uma chance de ouro no Flamengo. Ele deve substituir Wallace no time rubro-negro, neste sábado, contra o Sport, na estreia do Campeonato Brasileiro. O garoto foi o escolhido para o lugar do ex-capitão, que pediu para ser negociado e deixará o clube.

Léo Duarte foi o capitão do Flamengo na conquista da Copa São Paulo de Futebol Júnior, no início deste ano. Ele chamou atenção de Muricy Ramalho com boas atuações e foi promovido ao elenco profissional após a competição.

O defensor atuou apenas uma vez pelo time profissional, na partida contra o Bangu, pelo Campeonato Carioca. Ele é muito elogiado internamente e é considerado um jogador de muito potencial.

Antes mesmo da saída de Wallace, alguns torcedores já vinham pedindo que Muricy utilizasse o jovem no time titular. Em pouco tempo, Léo Duarte conquistou a confiança de Muricy e agora tem a chance de se firmar, enquanto o clube ainda tenta a contratação de outros zagueiros.



Flamengo só aceita vender Wallace


Wallace Flamengo

A situação de Wallace no Flamengo chegou a um impasse. O jogador levou ao clube uma proposta para ser emprestado ao Grêmio até o final do ano, e o Flamengo não aceitou. O recado que chegou ao jogador foi o seguinte: saída, só em definitivo.

Ou seja, a tendência hoje é que Wallace permaneça no Flamengo, treinando separado do grupo, até que apareça um clube disposto a comprá-lo. Empréstimo - por ora - está fora de cogitação. Wallace tem contrato até o fim de 2018. A situação volta a ser discutida na segunda-feira.

Flamengo precisa vencer para se manter vivo. Duelo é às 14h10 deste sábado, em Mogi


A série

Jogo 1: Mogi 86 x 81 Flamengo (30/04 - Gin. Prof. Hugo Ramos, Mogi das Cruzes/SP)
Jogo 2: Flamengo 81 x 71 Mogi (06/05 - Tijuca Tênis Clube, Rio de Janeiro/RJ)
Jogo 3: Flamengo 77 x 83 Mogi (09/05 - Tijuca Tênis Clube, Rio de Janeiro/RJ)
Jogo 4: Mogi x Flamengo (14/05 - 14h10 - Gin. Prof. Hugo Ramos, Mogi das Cruzes/SP)
*Jogo 5: Flamengo x Mogi (17/05 - 21h - Tijuca Tênis Clube, Rio de Janeiro/RJ)

Flamengo depende de equilíbrio para vencer o Sport em estreia no Brasileiro


Equipe entra em campo neste sábado tentando colocar em prática o que busca desde janeiro: harmonia entre eficiência ofensiva e consistência defensiva

É com este intuito que a equipe enfrenta o Sport, às 16h, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ).

Confira abaixo a provável escalação

Wallace diz que pediu ao Flamengo para ser emprestado a outro clube

Por meio de nota enviada ao blog, o zagueiro Wallace informou que procurou a diretoria do Flamengo e pediu para ser emprestado. Na noite desta sexta-feira, o Flamengo informou que o zagueiro não jogaria mais pelo clube. Wallace contesta essa versão. Confira a nota do jogador:

Tenho profundo respeito e carinho pelo Clube de Regatas Flamengo! Nesse tempo que estou aqui posso ser acusado de tudo, menos de não ter me entregado de corpo e alma ao time.

Acontece que desde meados de outubro que nossa relação anda conturbada e tenho a sensação de que mais atrapalho do que ajudo. 

Sigo me empenhando, treinando forte e tentando fazer o melhor jogo, mas parece que não sou mais bem quisto por quem de fato é o dono do clube: a torcida. 

Para preservar justamente o investimento que o clube fez em mim, acho que o melhor para ambos é a minha saída. 

Obviamente que a pressão sobre mim e minha família está em um nível insuportável, expondo pessoas que amo a situações indesejáveis em enorme sequência e tudo isso me faz ter a certeza de que o melhor para ambos é que cada um siga seu melhor caminho.

Justamente por isso, pedi para que emprestassem sem custo a um grande clube do futebol brasileiro (que não precisa ser citado aqui, já que não é parte nessa relação). Para que eu não exponha mais meus colegas de time cada vez que entro em campo e também para que consiga proteger as pessoas que me cercam.

Se dei a entender que não jogaria mais no Flamengo, eu me expressei mal e peço desculpas! Só pedi para que me emprestassem sem custo e com valor de transferência fixado a um grande clube do futebol brasileiro com meus salários sendo pagos pela outra agremiação, gerando assim também economia ao Flamengo.

E voltei ao Rio atendendo ao pedido da direção do clube.

Marcio Braga não acabou: 80 anos de pérolas do ex-presidente do Flamengo

- O tabelião Marcio Baroukel de Souza Braga foi presidente do Flamengo por 14 anos em seis mandatos: 1977 a 1980; 1987 e 1988; 1991 e 1992; 2004 a 2009.

- Títulos mais importantes:
4 brasileiros; 1 Copa do Brasil e 9 cariocas.

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Kleber Leite crava chegada de Juninho; Flamengo adota cautela


Juninho Coritiba (Foto: Monique Silva)Acostumado a fazer comentários e dar opiniões em seu blog pessoal, o ex-presidente do Flamengo Kleber Leite, que foi radialista durante muitos anos, antecipou a chegada do zagueiro Juninho, do Coritiba. A tentativa do Rubro-Negro não é nova, mas a diretoria ainda trata com cautela o negócio.

Os dirigentes rubro-negros admitem as tratativas, mas negam que o reforço esteja contratado. O Flamengo compraria parte dos direitos econômicos do jovem zagueiro, de 21 anos. A diretoria do Coritiba também não confirma o negócio.

Bem relacionado na cúpula do futebol, Kleber também afirma que seu quase homônimo Cleber, do Hamburgo, não vem mais. Embora não seja ainda carta fora do baralho, a contratação realmente é considerada difícil. O Fla fez proposta de 2 milhões de euros pelo jogador de 25 anos, mas os alemães querem mais dinheiro pela venda.

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Muricy espera resultados: "No quadro, somos invictos. Na prática é diferente"


Muricy Ramalho Flamengo coletiva (Foto: Fred Gomes)
A dois dias da estreia no Campeonato Brasileiro de 2016, Muricy Ramalho prefere não revelar qual a formação do Flamengo para o jogo contra o Sport. Pode ser no 4-3-3, como atuou na maior parte do ano, ou no 4-2-2, nos quais a equipe mostrou mais consistência, o treinador saiu em defesa das duas alternativas para a disputa da competição.

- Para o Brasileiro, se você joga com um esquema só, é porque você é previsível. Se você joga com duas variações, é porque tem variações. A gente joga com o que temos para jogar. Temos que respeitar as características dos nossos jogadores, temos os 4-3-3, temos também o 4-4-2. Temos que ter variações. A semana de trabalho é pra você botar em prática. Aqui no microfone e no quadro negro, somos invictos. Na prática é diferente - explicou.

Confira outros trechos da coletiva de Muricy Ramalho nesta quinta-feira
 
Ajuste no meio-campo
Jogar mais junto, não tão separado. Trabalhar mais a bola no setor do meio-campo. Jogamos muito abertos, mas é a característica do nosso time. Com certeza temos que corrigir um pouco o meio-campo.

Mancuello nos dois esquemas táticos
No 4-3-3 ele tem mais liberdade porque Cuéllar joga atrás dele e do Arão. Sem a bola, passa a ser um dos três volantes. No outro esquema, ele fica um pouco mais atrás na linha de quatro para organizar um pouco mais o time.

Estrear no Brasileiro com vitória
É sempre importante. Campeonato Brasileiro é sempre importante estrear. Por isso é importante o apoio da nossa torcida, e o nosso campo vai ser Volta Redonda, onde pode se fazer uma pressão.

Busca por zagueiro
César não fica... O Benfica não autorizou, então só temos três zagueiros. Temos que ter no mínimo cinco, porque vêm cartões e contusões. Estamos há muito tempo buscando, claro que a gente não faz para justificar, vamos trazer só se valer a pena. Com Léo, Wallace e Juan está bom para começar.

Incentivo para lotar o Raulino de Oliveira
Dei ideia pra diretoria, não sou de dar palpite, mas falei do ingresso mais barato, de promoções. A gente sabe que a vida não está fácil para o torcedor, porque é caro o ingresso. O clube tem que se sacrificar, e nós temos que melhorar para chamar o torcedor de volta. Espero que vão, que o pessoal de Volta Redonda e o pessoal daqui do Rio, que não é longe, nos apoiem bastante.

Planejamento da competição
Cada jogo é uma decisão. Se você sai mal, vem a desconfiança. Conta é um pouquinho mais para frente. Se você consegue a primeira colocação, tem que ver onde joga o adversário mais próximo. Tem que ver se pode empatar, ou não, fora. Começar com plano é muito difícil. Não é um mata-mata, que em um dia você está bem ou que o árbitro erra e define o jogo. É competição de competência, você tem que acertar na logística. Tem que ter um plantel para revezar bastante. Sair de cara com um plano é muito difícil.

Preparação para jogo contra o Sport
Tivemos tempo para treinar, tivemos só o jogo com o Fortaleza. A competição é dura, e para o nosso plantel falta pouca coisa para a competição. Resolvemos fazer o rodízio por conta de viagens e estamos chegando bem preparados.

Análise do adversário deste sábado
Sport é um bom time. Apesar de não ter vencido o Pernambucano, é bom. Adversário perigoso, temos que tomar cuidado. No Brasileiro, não tem jogo fácil, é o campeonato mais difícil do mundo.

Oswaldo de Oliveira, ex-técnico do Fla e atual treinador do Sport
Hoje temos obrigação de conhecer adversários, temos muitas ferramentas, têm pessoas que vão assistir o adversário. Claro que se você trabalha com um jogador ou outro, você sabe alguma coisa a mais.

Impeachment de Dilma Rousseff
O povo brasileiro está muito triste com a situação. Eu não tenho partido, para mim interessam as pessoas que vão lá e trabalham para o povo. Não estão fazendo isso. Veja que são 11 milhões de desempregados, no mês passado três da minha família perderam emprego. Está na hora de trabalhar para o povo. A gente espera que não pensem neles, nos amigos deles e que pensem no povo. A gente espera que não pensem neles, nos amigos deles e que pensem no povo. A coisa está muito feia e não sei se eles sabem. Não sei vão às ruas. Chegou na hora de pensar no país.

Muricy ensaia time para a estreia com volta de Sheik e Everton no Flamengo

À procura da formação ideal no seu 4-3-3, o técnico Muricy Ramalho ensaiou mudanças na equipe nos últimos dias. O treinador colocou no ataque Emerson Sheik e Everton à frente com Guerrero. Os dois jogadores, recuperados de lesão, deve ser as mudanças do técnico para o jogo de sábado contra o Sport. O Flamengo enfrenta o time pernambucano no fim de semana, às 16h, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Titulares contra o Fortaleza, Fernandinho e Marcelo Cirino, que é o artilheiro da equipe na temporada com 10 gols, devem começar a partida no banco de reservas. As mexidas ainda não são definitivas, até porque Muricy deve fazer coletivo nesta quinta-feira, mas treinos táticos e as orientações do treinador indicam esta nova mexida no ataque do time.

Se Muricy mantiver a formação, Sheik deve cair mais pelo lado direito, com o apoio do lateral-direito Rodinei. Do outro lado, Everton vai se entender com Mancuello. 

A nova formação deve ter Sheik atuando pela direita (Foto: Reprodução) 
A nova formação deve ter Sheik, que costuma jogar na esquerda, atuando pelo lado direito (Foto: Reprodução)
 
As mudanças indicam nova tentativa de Muricy com o atacante de 37 anos. Emerson disputou 13 das 18 partidas oficiais na atual temporada (sem contar amistosos) e marcou quatro gols, todos pelo Campeonato Carioca. Destas partidas, ele foi titular em 11 (sendo que em três foi substituído) e saiu do banco em duas. A última vez de Sheik em campo foi no empate em 2 a 2 com o Botafogo, em Juiz de Fora.

Defesa mantida
 
Na busca pela contratação de um ou dois zagueiros, o Flamengo segue com a base titular no setor defensivo. Perseguido pelos torcedores e defendido por Muricy, Wallace se mantém ao lado de Juan na defesa. O garoto Léo Duarte, campeão da Copinha, é a primeira opção do treinador para o setor. César Martins vive seus últimos momentos no Rubro-Negro, pois tem contrato até o fim do próximo mês. Rafael Dumas está fora dos planos e deve ser emprestado.

No gol, Paulo Victor tem Alex Muralha no banco. Contratado este ano, Rodinei foi bem no Carioca. Com desempenho inferior ao do ano passado, Jorge tem a confiança de Muricy. O jogador admitiu que

- A questão não é cair de rendimento. Não sou o Jorge de apoiar do ano passado. Hoje posso dizer que o Jorge evoluiu muito na marcação, acho que vai ser muito importante para mim não só aqui no Flamengo, mas também para a minha carreira. O Muricy me pede para me preocupar primeiro com a marcação para depois subir e chegar na boa. O rendimento de atacar acho que caiu um pouco, mas acho que é questão da função. O próprio Juan conversa muito com essa questão de só ir na boa - explicou.

Flamengo terá camisa mais limpa na estreia, mas negocia marcas de R$ 15 milhões


Novas camisas do Flamengo na loja oficial do clube (Foto: Gustavo Rotstein)
A expectativa era de estrear no Brasileiro com mais novidades além da camisa nova. Mas ainda não será possível. Para o jogo contra o Sport, o Flamengo terá no espaço mais valorizado da camisa a Caixa Econômica Federal e o restante da camisa limpo. Depois de colocar marcas pontuais - a Konami e a Euro Colchões -, a diretoria rubro-negra ainda negocia novos parceiros para as costas e a barra do uniforme. Um dos nomes é da Clipper, marca de isqueiro, que deve fechar por R$ 4 milhões para ocupar a barra. Nas costas, a expectativa é de um acordo para que o Flamengo receba R$ 11 milhões - totalizando cerca de R$ 15 milhões.

Pelo contrato de um ano com a Caixa, o Flamengo recebe R$ 25 milhões - é o segundo maior patrocinado pelo banco público. O Corinthians ganha R$ 30 milhões. Na projeção de orçamento para o ano, o clube esperava conseguir R$ 5 milhões para a barra. Mas a Clipper deve pagar um pouco menos, porém, por tempo de exposição mais curto.

Em compensação, nas costas, o valor deve ser um pouco maior do orçamento de 2016, que previa R$ 9 milhões para o espaço. O Flamengo espera fechar com o novo patrocinador por R$ 11 milhões. A diretoria e o departamento de marketing não se pronunciam sobre as negociações em andamento. Mas existe otimismo nas duas tratativas. Os acordos para serem assinados ainda vão precisar passar pelos conselhos do clube.

Em entrevista ao GloboEsporte.com, na semana passada, o vice-presidente de finanças, Claudio Pracownik, lembrava que as duas partes - clube e investidores - procuravam meio-termo para fechar a parceria e colocar a marca na camisa do Flamengo.

- Não vamos depreciar nossa marca, mas também não vamos fechar os olhos para a situação financeira do país. Não existe veículo melhor para exposição do que a camisa do Flamengo; por outro lado também está na mesa a situação financeira do país. Os patrocinadores estão defendendo o lado deles, nós, o nosso. Tenho esperança de que chegue num bom senso e encontremos um meio do caminho - dizia o dirigente do Flamengo.

Flamengo bate Ferroviária e vai à final do Brasileiro de Futebol Feminino 2016

O Flamengo venceu a Ferroviária por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, 11, e garantiu vaga na final do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino 2016. O Mengão perdeu o jogo de ida, em Araraquara, mas marcou um gol fora de casa (2 a 1). O Fla agora vai disputar sua primeira final de Campeonato Brasileiro no futebol feminino. O novo formato da competição nacional começou a ser disputado em 2013. Desde então os campeões foram Centro Olímpico, Ferroviária e Rio Preto, todas equipes do estado de São Paulo.
O Flamengo vai encarar Rio Preto na final. O time de São José do Rio Preto venceu São José na outra semifinal (saiba como foi).

Clique aqui e saiba mais sobre o time feminino do Flamengo.

Flamengo Ferroviária futebol feminino semifinal

terça-feira, 10 de maio de 2016

Para lotar o Raulino: Fla faz promoção para mulheres, crianças e lança camisa

Flamengo x confiança (Foto: Fred Gomes)
Com média de 4.300 pagantes por jogo em Volta Redonda na temporada (no fim da matéria confira os públicos de cada jogo), o Flamengo preparou um pacote de ações para ter casa cheia na estreia rubro-negra no Brasileiro, marcada para sábado, às 16h, no Estádio Raulino de Oliveira, contra o Sport. A principal envolve gratuidade: os 3 mil primeiros que chegarem ao Raulino com ingresso ganham outro automaticamente, mas a cortesia é exclusiva para mulheres. 

Outras duas promoções são exclusivas para sócios-torcedores, que poderão trocar pontos do programa de fidelidade por experiências. Uma delas coloca 120 pares de ingressos com transporte incluso (Rio-Volta Redonda-Rio) à disposição dos associados ao Nação Rubro-Negra. Para concorrer, é preciso ter 50 pontos no extrato. A outra ação envolve crianças. Cinquenta pequenos entrarão em campo para brincar com o mascote oficial do clube, um urubu cujo nome é Rei e que é figurinha conhecida nos jogos de basquete. Os interessados na última opção precisam de 10 pontos.

Urubu Rei está sempre com o time de basquete no NBB (Foto: Divulgação)Além das ações cujo objetivo principal é conseguir um público expressivo no sábado, o Flamengo aposta como chamariz principal para torcedores o lançamento oficial da camisa no dia do jogo. A campanha #omantoehmeu foi divulgada na semana passada, com vários vídeos envolvendo figuras conhecidas da geral e até mesmo Ronaldo Angelim. Historicamente a apresentação de um uniforme novo geralmente se dá com evento oficial dentro do clube, mas desta vez o Rubro-Negro optou por fazê-lo no estádio. E os flamenguistas serão os protagonistas disso. Vinte e dois foram escolhidos para assinar as camisas com as quais os jogadores entrarão em campo para enfrentar o Sport.

- O Flamengo, em conjunto com a Adidas e a NBS, vem fazendo uma série de ações junto com o lançamento de camisa que estreia no sábado para retribuir todo carinho, amor e paixão que o torcedor, maior patrimônio do clube, tem com a instituição e atletas. Esperamos com essas ações que consigamos contar com apoio em massa para ajudar na busca pelo heptacampeonato. Que eles possam apoiar o time e assistir in loco uma campanha inédita do mundo de lançamento de camisa. Ao autografarem a camisa dos jogadores, os torcedores acabam entrando em campo com eles - disse Bruno Spindel, diretor de marketing do Flamengo.

Públicos pagantes do Flamengo em Volta Redonda em 2016:

Portuguesa 0x5 Flamengo: 7.077
Flamengo 5x0 Resende: 7.605
Flamengo 3x1 Bangu: 2.868
Flamengo 1x0 Madureira: 2.951
Volta Redonda 1x0 Flamengo: 2.255
Flamengo 3x0 Boavista: 3.086
Flamengo 3x0 Confiança: 4.333

Os primeiros 3 mil que chegarem ao estádio com ingresso terão a direito a uma acompanhante sem custos; antes do jogo, 50 pequenos brincarão com o mascote

Mogi vence terceiro jogo pelas semifinais do NBB.




Lucas Mariano; Flamengo x Mogi; jogo 3; NBB (Foto: Estadão Conteúdo)Lucas Mariano era um personagem discreto até os instantes derradeiros do terceiro jogo entre Flamengo e Mogi pelas semifinais do NBB. Resolveu aparecer quando seu time mais precisava. Com um fim de partida pegando fogo no abarrotado Ginásio do Tijuca, o ala-pivô do Mogi anotou cinco pontos seguidos - com direito a uma cesta da linha dos três - e decretou a importante vitória da equipe visitante, por 83 a 77 (37 a 31), fazendo 2 a 1 na série melhor de cinco. Diante de um Flamengo irregular o tempo todo e muito dependente do talento individual de Marquinhos, Mogi controlou melhor os nervos e está perto de sua primeira final de NBB. Basta vencer o quarto jogo, sábado, em casa.

- Lutamos até o fim, soubemos levar o jogo até o fim bem equilibrado. Agora, a gente tem uma oportunidade de fechar a série. Mas sabemos que está 2 a 1, não tem nada definido - disse Lucas Mariano, autor de oito pontos no último período.


Lucas Mariano brilha na vitória do Mogi sobre o Flamengo pelo NBB (Foto: Estadão Conteúdo)

Além de Lucas, que terminou com 11 pontos, Tyrone, com 22, e Shamell, com 17, foram fundamentais para o triunfo mogiano. O Flamengo teve Marquinhos, cestinha da partida com 25 pontos, como destaque quase solitário. É verdade que Rafael Mineiro e Olivinha, com 17 pontos cada, também tiveram bons momentos. Mas nomes importantes como Meyinsse, Jason Robinson e Rafa Luz, com números ruins em todos os fundamentos, tiveram noite para esquecer. 

- Acho que Mogi aproveitou bem. A gente às vezes tem a mania de desprezar a qualidade do adversário. Claro que erramos, mas eles tiveram o mérito de aproveitar os erros que tivemos - analisou o técnico do Flamengo, José Neto.
 
Escalações e pontuação

FLAMENGO: Marquinhos (25), Rafa Luz (0), Meyinsse (1), Robinson (4) e Olivinha (17). Entraram: Rafael Mineiro (17), Marcelinho (4), Gegê (0), Ronald Ramon (3), JP Batista (6). Técnico: José Neto

MOGI: Tyrone (22), Shamell (17), Larry Taylor (6), Lucas Mariano (11), Gerson (6). Entraram: Filipin (7), Jimmy (3), Wagner (0), Vitinho (5), Paulão (6). Técnico: Danilo Padovani

A série

Flamengo (1º) 1 x 2 Mogi das Cruzes (5º)
Jogo 1 - Mogi  86 x 81 Flamengo, em Mogi
Jogo 2 - Flamengo  81 x 71 Mogi, no Rio de Janeiro
Jogo 3 - Flamengo 77 x 83  Mogi no Rio de Janeiro
Jogo 4 - 14/05, em Mogi, às 14h10
Jogo 5 - no Rio de Janeiro (data e horário a definir) *
* Se necessário

O SporTV 2 transmite o jogo 4 ao vivo, às 14h10, no ginásio Professor Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes - o GloboEsporte.com acompanha ponto a ponto, em Tempo Real.

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Muricy admite dificuldade para vinda de zagueiro e mira topo do Brasileiro


Muricy Ramalho deixa o encontro de técnicos na CBF (Foto: Vicente Seda)

Apesar dos resultados insatisfatórios no primeiro semestre, Muricy Ramalho se diz otimista quanto ao desempenho do Flamengo no Campeonato Brasileiro. Mas em relação ao anúncio da contratação de um zagueiro até a estreia, contra o Sport, neste sábado, a história é diferente. O treinador deixou claro que a busca de diretoria e comissão técnica é incessante, mas admite que está complicando encontrar um nome.

- Só temos três zagueiros (Juan, Wallace e Léo Duarte). E quando você tem três, daqui a pouco não tem nenhum. Estamos olhando, está muito difícil, mas temos que trazer porque o campeonato é longo. E a gente tem um pouco de experiência nisso. Não vamos trazer por trazer. Não é para dar satisfação. Temos que ser responsáveis também na parte econômica. Vamos trazer quem pode jogar. É difícil, mas estamos atentos - disse Muricy, que nesta segunda-feira compareceu ao o 2º Encontro de Técnicos, promovido pela CBF.

Apesar de ainda buscar um elenco mais equilibrado, Muricy espera liderar o Flamengo na parte de cima da tabela no Brasileiro. No entanto, ressaltou que o equilíbrio entre as equipes e as diversas variáveis ao longo da competição impedem um prognóstico.

- Espero que o Flamengo chegue em primeiro. Isso todo mundo quer. Mas não dá para saber, é preciso o campeonato acontecer primeiro. Às vezes dá quem não é apontado como favorito. Ainda vai abrir a janela, vai gente embora... É preciso calma para analisar. Mas o começo é para dar confiança. Vamos tratar de começar bem - destacou o técnico rubro-negro.

domingo, 8 de maio de 2016

Jogadores posam com nova camisa do Flamengo, que estreia no 1° jogo do Brasileiro

Uma palhinha já tinha sido dada com campanha que homenageou a torcida, mas agora os rubro-negros já podem ver a nova camisa do Flamengo com todos os detalhes. Uma foto com os jogadores Mancuello, Ronaldo, Paulo Victor, Marcelo Cirino e Guerrero usando as peças circulou na internet após o treino deste sábado, na Gávea. O novo uniforme, que provavelmente será lançado na próxima terça-feira, estreia no jogo contra o Sport, sábado, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro, em jogo que será disputado no Estádio Raulino de Oliveira em Volta Redonda.

No novo desenho, as tradicionais listras da Adidas passaram dos ombros para as laterais, e as listras rubro-negras verticais voltaram a ser mais grossas. A gola também ganhou novo formato (detalhes adiantados no dia 15 de abril pelo blog Manto FC). 

Foto nova camisa Flamengo (Foto: Reprodução) 
Mancuello, Ronaldo, Paulo Victor, Marcelo Cirino e Guerrero posam para foto com as novas camisas (Foto: Reprodução)

Flamengo negocia com marca de isqueiro para parte inferior traseira da camisa


Isqueiros com a marca de Barcelona e Real Madrid são populares na Espanha (Foto: Reprodução)

Com a expectativa de entrar no Campeonato Brasileiro com todas as propriedades de sua camisa fechadas, o Flamengo está em estágio avançado de negociação para acertar seu primeiro patrocínio visando a competição. Trata-se da marca de isqueiros Clipper, fabricada pela empresa espanhola Flamagas. Na Espanha, aliás, há acendedores da Clipper de Real Madrid e Barcelona licenciados.

Caso a negociação seja concretizada, o logo da Clipper ocupará a parte inferior da parte traseira da camisa rubro-negra, região conhecida como barra. O contrato em princípio terá duração de menos de dois meses, porém um vínculo maior já está em pauta entre os potenciais parceiros. Os valores ainda não são conhecidos. No orçamento divulgado pelo clube para 2016, foi exposta a expectativa de receber R$ 5 milhões pelo preenchimento do espaço por um ano.

O gerente de marketing do Flamengo, Dirceu Júnior, foi quem iniciou as conversas com a Flamagas. Recentemente, ele havia participado diretamente do acerto para a exibição da marca do game PES 2016, da Konami, na vitória por 3 a 0 sobre o Bangu, pela Taça Guanabara.

A Flamagas voltou a investir fortemente no mercado brasileiro no segundo semestre de 2015. Os isqueiros da marca Clipper são febre na Europa, onde foi criado o termo Clipper-Mania.