Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 15 de outubro de 2016

Federação do Rio divulga horários e datas das semifinais do Estadual

Confira os horários e datas resumidos abaixo:  




17/10/2016:19h - vasco sanitário x Macaé - 19h -  galinheiro São Januário
20h - Flamengo  x Botafogo - Tijuca Tênis Clube

19/10/2016:19h15 - Macaé x  vasco sanitário - Macaé
20h - Botafogo x Flamengo - Tijuca Tênis Clube

21/10/2016 (se necessário):20h - Flamengo  x Botafogo - Tijuca Tênis Clube
19h -  vasco sanitário x Macaé -  galinheiro de São Januário

"Cheirinho" e Maracanã turbinam sócio-torcedor do Flamengo


Outubro já registra maior marca do ano em adesões, sob influência da luta pelo título e pela volta da equipe aos jogos no Rio de Janeiro. Programa tem quase 60 mil















Flamengo bate vasco sanitário(vice) e fecha 1ª fase campeão

Em partida realizada nessa sexta-feira (14), o Flamengo bateu o vasco sanitário por 93 a 85 pelo Campeonato Carioca de Basquete. A equipe rubro-negra precisava vencer por cinco pontos ou mais para garantir o topo da tabela na primeira fase da competição, e conseguiu impor o resultado com sobras sobre  coisa  maldita(vasco) em grande atuação coletiva dos comandados do técnico José Neto.

As semifinais da competição serão realizadas nos dias 17, 19 e 21 de outubro, em uma série melhor de três jogos. O Flamengo pegará o Botafogo, primeiro no Tijuca, depois, com mando do bosta, e, novamente, como mandante no ginásio da Zona Norte do Rio, caso haja necessidade de terceiro confronto. Já a coisa maldita, vasco sanitário,encara o Macaé. O primeiro e o terceiro jogos (se for preciso) serão em São Januário. O segundo será realizado fora de casa.

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Polêmica do Fla-Flu: procurador-geral do STJD esfria chances de anulação

Sandro Meira Ricci Fluminense x Flamengo (Foto: Ag. Estado)O Procurador-geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Felipe Bevilacqua, esfriou na manhã desta sexta-feira a possibilidade de anulação do jogo entre Fluminense e Flamengo, realizado na noite de quinta, em Volta Redonda, pela 30ª rodada do Brasileirão. Apesar de ter falado com a reportagem ainda sem ter analisado a súmula da partida ou as imagens do clássico polêmico, Bevilacqua frisou que é mínima a chance de o Tricolor conseguir o que pretende.     

- Ainda é muito cedo para falar sobre o assunto, o jogo foi ontem à noite. Mas o que posso dizer é que o resultado do campo será mantido. É muito improvável que ocorra alguma mudança, mesmo que o árbitro seja indiciado - frisou, por telefone, ao Globo  Esporte.com.

A derrota para o Flamengo por 2 a 1 não é considerada legal pelo Fluminense. Ao analisar o lance do gol anulado de Henrique, o presidente Peter Siemsen disse ter a certeza de que o árbitro Sandro Meira Ricci se baseou em informações externas para considerar o lance irregular. Por conta disto, o dirigente pedirá a anulação do confronto. O Tricolor, que não se pronunciará oficialmente sobre medidas jurídicas por enquanto, ingressará com uma ação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

O Rubro-Negro vencia o duelo até os 39 minutos do segundo tempo. Henrique marcou de cabeça. O auxiliar Emerson Augusto de Carvalho assinalou impedimento. Os atletas do Fluminense pressionaram. O juiz e o assistente validaram o gol. Os atletas do Flamengo, então, reclamaram. A partida ficou paralisada por 13 minutos até que o lance voltou a ser considerado irregular.

Sandro Meira Ricci não explicou na súmula a decisão de anular o gol do empate tricolor. Nela, ele apenas cita que o "jogo foi paralizado (sic) por 10 minutos, aos 40 do segundo tempo, pelos atletas de ambas equipes terem protestado contra a decisão da arbitragem em um lance de impedimento" e que "nada houve de anormal".

A International Board, organização da Fifa responsável pelas regras do futebol, não permite nenhuma interferência externa nas decisões do árbitro. Ele pode consultar apenas os auxiliares e o quarto árbitro. Para Bevilacqua, no entanto, o fato de outras pessoas que trabalharam no jogo terem se aproximado de Ricci não é conclusivo.

- Isso tudo é prova, tem que entrar em análise, mas neste caso entra em cena o aspecto do tumulto, da confusão. Tudo isso tem que ser levado em conta. Fica muito subjetivo. A análise terá de ser feita com calma - afirmou.

Conmebol confirma que Brasileirão dará seis vagas para a Sul-Americana


taca sul-americana (Foto: GloboEsporte.com)
O Campeonato Brasileiro passará a classificar 12 equipes para competições continentais a partir deste ano. A Conmebol anunciou nesta sexta-feira, através de comunicado em seu site oficial, a a divisão de vagas de cada país para os torneios sul-americanos do próximo ano - confirmando que o Brasileirão dará seis lugares na Copa Sul-Americana de 2017: do 7º ao 12º colocado.

Esta nova divisão faz com que campeonatos regionais como a Copa do Nordeste e a Copa Verde percam suas vagas diretas para o segundo torneio de clubes mais importante do continente. A zona de classificação para a Sul-Americana no Brasileirão pode ser alterada caso o campeão da Copa do Brasil esteja entre os seis primeiros colocados - o que faria com o sétimo fosse para a Libertadores, e o 13º, para a Sul-Americana.

Na mesma nota oficial, a Conmebol reiterou que das sete vagas brasileiras para a Taça Libertadores apenas quatro serão diretas para a fase de grupos: a dos três primeiros colocados no Brasileirão e a do campeão da Copa do Brasil. Os clubes que ficarem em quarto, quinto e sexto no Campeonato Brasileiro terão que disputar a fase preliminar, que passará a ter dois confrontos de mata-mata antes da fase de grupos.

A Conmebol também confirmou a participação de equipes mexicanas no torneio do ano que vem, com três vagas para o país. A confederação destaca no comunicado que 2017 "será um ano de ajuste" e que os critérios de classificação serão "de transição".

- Estas mudanças são produto de um estudo técnico e profissional, com uma visão a longo prazo e focada na América do Sul, cujo propósito é superar os próprios objetivos de nosso entorno e aumentar nossas forças. No futuro, estamos certos de que estas melhoras proporcionarão um grande salto de qualidade, tanto no plano esportivo como na questão de infraestrutura, organização de eventos e transmissão de TV em todo o continente, gerando benefícios para os clubes, técnicos e jogadores, os parceiros comerciais e, claro, os torcedores que com sua paixão fazem tudo possível - diz o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, no comunicado.

Maracanã: Flamengo aguarda vistoria na 3ª para definir venda contra o Corinthians


gramado maracanã (Foto: Felippe Costa / GloboEsporte.com)
A ansiedade dos rubro-negros pelo início da venda de ingressos para o jogo entre Flamengo e Corinthians, marcado para o próximo dia 23, às 17h, no Maracanã, tem data para acabar: tudo será definido na terça-feira.

Em documento publicado pela CBF na quinta-feira, com o qual confirmou a realização, a entidade fez uma observação:

"Resta pendente o recebimento de laudos técnicos exigidos pelo EDT (Estatuto de Defesa do Torcedor). Respeitados os prazos contidos no Artigo 13 do RGC, no caso do não recebimento de todos os laudos, a partida em questão será realizada em estádio na mesma cidade. Na inexistência de estádio apto no município do Rio de Janeiro, a receber a partida, a mesma poderá ser programada para equipamento dentro do estado do Rio de Janeiro".  (Veja o documento no fim do texto)

Tais pendências serão encerradas na próxima terça-feira, quando o Corpo de Bombeiros e o Gepe (Grupamento Especial de Policiamento nos Estádios) farão vistorias no Maracanã. A visita se dará para que ambos os órgãos emitam laudos de segurança que permitam ou não a realização do confronto no estádio.

O major Silvio Luiz, do Gepe, explicou que o laudo de segurança confeccionado em dezembro de 2015 tem validade de um ano, mas a descaracterização do estádio em face aos Jogos Olímpicos obriga a realização de um novo.

- O estádio ganhou novas características com a Olimpíada. Retiraram a grade de divisão das torcidas. Então aquele laudo de dezembro do ano passado teoricamente não está mais valendo. Tenho que ir lá para verificar. As grandes ainda não foram colocadas e há muito material a ser retirado. Vai depender de cumprirem o que projetaram até terça-feira. Muito se falou que o Maracanã estava pronto, mas só se falou do gramado. Esqueceram-se das grades e dos materiais, mas o próprio Rio 2016 já citou em uma matéria que retirará a tempo. Só depois do nosso ok e do Corpo de Bombeiros que pode ser iniciada a venda de ingressos - explicou Silvio Luiz.

No Flamengo, o clima é de otimismo pelo Maracanã, mas, em caso de os laudos de segurança desaprovem as condições do estádio, Volta Redonda é a alternativa. O Estádio Raulino de Oliveira, inclusive, já foi apontado pelo clube à CBF como a segunda opçã


Documento CBF (Foto: CBF)

Bandeira reage à indignação de Flu e Palmeiras: "Flamengo está incomodando"


Eduardo Bandeira de Mello Flamengo (Foto: Marcos Ribolli)
Em entrevista à ESPN Brasil nesta sexta-feira, o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, rebateu as acusações de Peter Siemsen e Paulo Nobre, de Fluminense e Palmeiras, respectivamente, que acusaram a arbitragem do clássico da última quinta-feira de agirem sob influência externa no momento de anular um gol tricolor.

- Estou achando muito estranho tudo isso. Não sei o que ele (Paulo Nobre) tem a ver com a partida de ontem. O que é escandaloso e mancha a credibilidade da competição é a expulsão do Márcio Araújo no primeiro tempo do jogo contra o Palmeiras, é a Mancha Verde ficar embaixo do camarote do Flamengo no mesmo jogo, é o Palmeiras encharcar o gramado antes da partida. Quem não tem vergonha na cara? Ele precisa ser explícito ao falar. Eu também gostaria que as arbitragens fossem imparciais. Não gostaria que o Flamengo fosse prejudicado no primeiro turno contra o São Paulo, contra o Palmeiras há pouco tempo ou no último minuto contra o Santos, em Cuiabá, com pênalti não marcado. Ou contra o Corinthians, em que nosso jogador foi massacrado no primeiro tempo e até hoje não voltou, e nem falta o árbitro marcou e expulsou o treinador. Em relação ao presidente do Fluminense, não entendi essa certeza de interferência, externa quando vimos que o bandeira marcou impedimento. É direito de fazer gols ilegais? O lance foi tão claro que um árbitro de padrão Fifa jamais se enganaria. Não estou vendo tanto motivo para isso, a não ser o fato de que o Flamengo esta incomodando.

Eduardo Bandeira de Mello ainda citou o fato de o Palmeiras ter enfrentado o América-MG em Londrina (PR), com mando dos mineiros, e depois a CBF ter impedido que as equipes atuem fora de seus estados nas rodadas finais do Brasileiro. O Rubro-Negro vai enfrentar o América em 16 de novembro.

- O time mais prejudicado dentro e fora de campo é o Flamengo. A CBF impediu o América de flexibilizar seu mando depois do jogo contra o Palmeiras. Gostaria que a melhoria dos problemas fossem focadas no que realmente importa, e não que fossem criados problemas - disse o presidente do Flamengo.

Chances de título, Libertadores e rebaixamento


Súmula do Fla-Flu: árbitro cita, mas não detalha polêmica: "Nada de anormal"


Um dos principais personagens do polêmico clássico entre Flamengo e Fluminense, que acabou com a vitória rubro-negra por 2 a 1, na noite desta quinta-feira, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, o árbitro Sandro Meira Ricci não explicou na súmula a decisão de anular o gol do empate tricolor, marcado aos 39 minutos do segundo tempo pelo zagueiro Henrique. Nela, ele apenas cita que o "jogo foi paralizado (sic) por 10 minutos, aos 40 do segundo tempo, pelos atletas de ambas equipes terem protestado contra a decisão da arbitragem em um lance de impedimento" e que não "nada houve de anormal".

Súmula do Fla-Flu em volta Redonda (Foto: Site oficial da CBF) 
Súmula do Fla-Flu em volta Redonda não detalha lance polêmico no fim (Foto: Site oficial da CBF)

No lance, Henrique cabeceou após cobrança de falta de Gustavo Scarpa e marcou. Seria o empate, mas o auxiliar Emerson Augusto de Carvalho levantou a bandeira para anular. Só que, após pressão do zagueiro autor do gol e conversa com o árbitro Sandro Meira Ricci, o lance acabou validado. Mas apenas por alguns minutos. 

A decisão revoltou os jogadores do Fluminense e, principalmente, a diretoria. Em entrevista para a Rádio Tupi após o clássico, o presidente Peter Siemsen disse ter certeza de que o árbitro se baseou em informações externas para considerar o lance irregular e que pedirá a anulação da partida.

- Eu sou o maior defensor do uso do vídeo no futebol brasileiro. Porém, no momento, ele é irregular. A regra é igual para todos e, neste jogo, não foi. Esse jogo, para mim, tem de ser anulado. Vamos tomar todas as medidas. Vamos pedir a anulação da partida

Ricci considera gol contra de Willian Matheus

Ainda na súmula, o árbitro Sandro Meira Ricci deu gol contra de Willian Matheus aos 12 minutos do primeiro tempo. A dúvida era se o tento seria anotado para Leandro Damião, que chegou a participar da jogada e saiu comemorando como se fosse dele.

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Flamengo 2 x 1 Flu

FICHA TÉCNICA:


Local: Raulino de Oliveira, Volta Redonda (RJ)

Data-hora: 13/10/2016, às 21h (de Brasília)

Árbitro: Sandro Meira Ricci (SC)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Marcelo Carvalho van Gasse (SP)

Público/Renda:
9.008 pagantes (11.166 presentes)/R$ 362350,00

Cartões amarelos:
Wellington Silva, Gustavo Scarpa, Wellington (FLU); Alan Patrick, Jorge (FLA).
Cartões vermelhos: -

Gols: William Matheus - 12’/1º T (gol contra) (0-1), Marcos Júnior - 1'/2ºT (1-1), Fernandinho - 8’/2ºT (1-2)

FLU: Júlio César; Wellington Silva, Gum, Henrique e William Matheus; Pierre (Marquinho, 29'/2T), Cícero, Gustavo Scarpa e Marcos Junior (Magno Alves, 29'/2T); Wellington e Richarlison (Henrique Dourado). 
Técnico: Levir Culpi.

FLAMENGO: Alex Muralha; Pará, Rafael Vaz, Réver e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão; Alan Patrick (Éverton, 10'/2T), Diego e Fernandinho (Marcelo Cirino, 22'/2T); Leandro Damião (Emerson Sheik, 30'/2T) .
 Técnico: Zé Ricardo.

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

No reencontro com a torcida e estreia de Mineiro, Flamengo bate fácil o Botafogo


Flamengo e Botafogo entraram em quadra pela segunda rodada do returno do Carioca na noite desta terça-feira, no Tijuca Tênis Clube, na Zona Norte do Rio de Janeiro. A exemplo do duelo do primeiro turno, quando o Rubro-Negro levou a melhor com 79 a 57 no placar e sem dificuldades, a equipe da Gávea voltou a ser superior e saiu vitoriosa novamente. Com destaque para o retorno de Marcelinho Machado, poupado contra o Macaé, e para a estreia de Rafael Mineiro, estreando no quinteto titular, o time bateu com extrema tranquilidade o rival alvinegro por 92 a 70, ganhando moral para o clássico contra o Vasco da Gama, nesta sexta-feira, às 20h. O Glorioso pega o Macaé, fora de casa, no mesmo dia, às 19h (horários de Brasília).
 
Flamengo x Botafogo; Estadual; basquete (Foto: Gabriel Fricke) 
Flamengo vence o Botafogo comandado por Marcelinho Machado (Foto: Gabriel Fricke)

- É bom sentir isso de novo, ainda mais ao lado da torcida. Lógico que você ainda sente o déficit de força, você ainda fica um pouco fora do tempo, mas eu espero que dentro de duas, três semanas, eu esteja adaptado para ajudar ainda mais o Flamengo. O que pega mais é o tempo de jogo. Você treina, treina, treina, mas o corpo ainda não responde totalmente aos comandos que você quer fazer no jogo. Mas é só ir pegando o ritmo... - comentou Rafael Mineiro.

Com 20 pontos, Marcelinho foi o cestinha da partida. Nenhum outro jogador chegou a essa casa. Pelo lado do Flamengo, também tiveram dígitos duplos Ronald Ramon (18), Olivinha (13) e Marquinhos (12). Abner (17), Guga (16) e Douglas (11) foram os principais pontuadores do Botafogo.

Foi o primeiro encontro dos atletas rubro-negros com sua torcida desde a derrota para o Vasco, na semana passada, quando organizadas do Flamengo protagonizaram cenas lamentáveis nas arquibancadas do ginásio do Tijuca, e a presença de policiais do GEPE foi necessária para conter os ânimos. A Procuradoria do Tribunal de Justiça do Basquete ainda analisa uma possível punição. Diferentemente daquela ocasião, só houve festa dos torcedores, que compareceram em número bem menor ao local nesta terça-feira, mas levaram bandeiras e entoaram músicas alusivas ao clube. O jogo teve torcida única do time da Gávea, conforme prevê o regulamento da competição.

Flamengo x Botafogo; Estadual; basquete (Foto: Matheus Palmieri) 
Rubro-Negros voltam a encontrar sua torcida no Tijuca Tênis Clube (Foto: Matheus Palmieri)
 
O Flamengo entrou em quadra com Marcelinho Machado, Ronald Ramon, Marquinhos, JP Batista e Olivinha. O técnico José Neto não contou com o armador Pedrinho Rava, que ainda se recupera de uma lesão, e precisou lidar com a ausência do ala-armador Humberto, que teve uma fratura confirmada após sair de quadra mancando contra o Macaé, na última quinta-feira. Ricardo Fischer também sentiu dores na panturrilha naquele duelo, passou por exames, mas não houve lesão constatada. Mesmo assim, foi poupado por ainda estar voltando a jogar após ficar seis meses fora. O ala Lelê sofreu uma entorse joelho direito no treino de domingo e está fora do Carioca de basquete. 

Já o Botafogo, do comandante Marcio Andrade, teve como quinteto titular: Roberto, Wesley, Gustavo, Abner e Phillip Flowers. O Glorioso sofreu por estar sem dois de seus principais jogadores. O armador Arnaldinho, com uma inflamação no segundo metatarso dos dois pés, e o pivô Rodrigo Bahia, com um problema no tendão, ficaram fora do duelo.  

Flamengo x Botafogo; Estadual; basquete (Foto: Gabriel Fricke) 
José Neto passando informações a Rafael Mineiro, estreante da noite (Foto: Gabriel Fricke)

O Flamengo vinha de uma vitória contra o Macaé por 91 a 71, fora de casa. Antes disso, havia disputado no próprio Tijuca Tênis Clube a partida que ficou marcada pela confusão entre torcedores de suas próprias organizadas. Naquela ocasião, a equipe acabou derrotada pelo Vasco, de virada, pelo placar de 82 a 77. Atualmente, está em segundo lugar, atrás do time da Colina, que derrotou o Macaé por 85 a 82 nesta terça-feira. O Botafogo chegou a cinco resultados negativos em cinco oportunidades no torneio e amarga a lanterna.

O jogo

Marcelinho iniciou bem pelo Flamengo. Fez duas cestas de dois e uma de três. Mais organizado, o time de José Neto abriu boa vantagem de sete pontos logo no início (9 a 2). O Botafogo errava muito e só conseguiu diminuir em um lance livre convertido por Russell e em jogada de Abner no garrafão. Faltando 6m13, Rafael Mineiro, com a camisa 12, entrou no lugar de Olivinha para fazer sua estreia. Logo depois, Marquinhos levantou a torcida presente com linda enterrada. O número 11 voltou a ir bem quando fez a cesta, sofreu falta, ganhou lance livre de bonificação e ampliou. Assim, o mandante fechou a parcial em 25 a 13. 

O Rubro-Negro entrou melhor no segundo quarto, e o Botafogo continuava errando praticamente tudo que tentava. Marcelinho e Olivinha comandavam as ações ofensivas, e José Neto chegou a promover a entrada de Danilo e João Vitor. Dessa forma, chegou a abrir 23 pontos (40 a 17). Depois, o Flamengo relaxou bastante. Dessa forma, foi para o intervalo com larga vantagem, de mais de 30 pontos: 53 a 22. 

Flamengo x Botafogo; Estadual; basquete (Foto: Gabriel Fricke)Botafogo errou tudo que tentou na quadra do Tijuca nesta terça-feira (Foto: Gabriel Fricke)

Após o intervalo, a torcida do Flamengo se animou na arquibancada e empurrou ainda mais sua equipe, que não tinha dificuldades em manter a extensa vantagem que construiu nos dois primeiros quartos do confronto. O Botafogo teve uma pequena melhora no fim da parcial, que terminou 72 a 43 para os rubro-negros. 

A última parcial seguiu da mesma forma que as outras, mas José Neto aproveitou para lançar jovens jogadores, como João Vitor, Léo Bispo e Heitor, mantendo em quadra os experientes Marquinhos e Marcelinho como comandantes. O Glorioso seguia sem conseguir emplacar seu jogo. Para se ter uma ideia, o americano Phillip Flowers que, contra o Vasco, foi o cestinha, não conseguiu sequer marcar. Depois, o técnico do Flamengo tirou os veteranos e colocou Danilo e Felipin, ficando com um quinteto titular bastante jovem. Os alvinegros melhoraram e conseguiram diminuir um pouco a desvantagem, mas nada que assustasse. O placar final foi 92 a 70.

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Rodrigo Caetano visita presidente da Federação Paulista de Futebol



Foto: Rodrigo Corsi/FPF
Na manhã desta segunda-feira (10), o diretor executivo de futebol do Flamengo, Rodrigo Caetano, visitou a Federação Paulista de Futebol e foi recebido pelo presidente da entidade, Reinaldo Carneiro Bastos. O encontro foi uma forma de agradecimento do Flamengo à Federação, por toda a atenção dispensada para que os jogos do Mais Querido no estádio do Pacaembu acontecem com sucesso.

Com alta adesão do público paulista, o Pacaembu presenciou duas vitórias rubro-negras no Campeonato Brasileiro, contra o Figueirense por 2 a 0 e contra o Santa Cruz por 3 a 0.

Reinaldo Carneiro de Bastos recebeu das mãos de Rodrigo Caetano um Manto Sagrado personalizado com seu nome. O Clube de Regatas do Flamengo agradece a Federação, administração do Pacaembu e todos os paulistas pela acolhida. 
 

Comitê garante Maracanã pronto para jogo entre Flamengo x Corinthians dia 23/10



gramado maracanã (Foto: Felippe Costa / GloboEsporte.com)
Em visita guiada nesta terça-feira, o Comitê Olímpico garantiu que o Maracanã estará de volta aos clubes no dia 23 de outubro para o duelo entre Flamengo e Corinthians. De acordo com o diretor de instalações da Rio 2016, Gustavo Nascimento, falta apenas a liberação do Estado para que o jogo seja realizado no maior palco do futebol carioca, que não deve trazer grandes problemas.

- Não está formalizado com o Estado. Temos certeza que o estádio está com 100% em condições de receber o jogo dia 23. Não é o Rio 2016 que vai operar o jogo. Só depende o Estado dar o OK.

A colocação do gramado, que vem sendo feita desde sábado, será finalizada nesta terça. Para Flávio Piquet, sócio da empresa Greenleaf, que cuida do gramado do Maracanã, a grama do estádio estará melhor do que quando a Rio 2016 passou a administrar o estádio.

- O gramado vai estar melhor do que antes. Todos os 54 aspersores (que fazem a irrigação) foram trocados. Trocar a grama é uma pratica comum na Europa.

De acordo com Rodrigo Tostes, diretor-executivo de operações da Rio 2016, no que depender do comitê organizador haverá jogo no dia 23 de outubro. Segundo ele, o estádio estará liberado para a realização do jogo no dia 20 ou dia 22 deste mês.

- Se depender do Comitê da Rio 2016, sim (vai ter jogo dia 23). As obras estão caminhando a passos largos. Estamos terminando aqui, faltam dez dias e o gramado já está quase pronto. Está tudo preparado de acordo com o cronograma. Conseguimos até antecipar algumas coisas. Vamos entregar o Maracanã da mesma forma que a gente recebeu e ainda com mais história que a gente recebeu. Estará perfeito para os quatro grandes do rio jogarem a partir do dia 23.

Operários Cadeiras Maracanã (Foto: Felippe Costa) 
Operários colocam as cadeiras no lugar. Segundo Tostes, 90% delas está no local adequado (Foto: Felippe Costa)
 
Ainda faltam alguns detalhes para o Maracanã ser liberado, como a colocação das cadeiras cativas. De acordo com o diretor-executivo de operações da Rio 2016, 90% delas está no local adequado.

Segundo Tostes, a operação da partida será feita pelo Flamengo e a Rio 2016 somente apoiará com o que for necessário, como o suporte com a equipe de staff que está no estádio. O diretor-executivo disse ainda que o comitê devolverá definitivamente o Maracanã ao governo do Estado e à concessionária no dia 31 deste mês.

O jogo entre Flamengo e Corinthians está marcado para o penúltimo domingo de outubro, às 17h (horário de Brasília) e é válido pela 32ª rodada do Brasileirão. O clube carioca ocupa a segunda colocação na tabela, com 57 pontos. A equipe paulista está na nona posição e já somou 42 pontos até aqui.

Antes de encarar o Corinthians, o Flamengo vai enfrentar o Fluminense nesta quinta-feira, em Volta Redonda. Na rodada seguinte, no dia 16, o Rubro-Negro vai até Porto Alegre encarar o Internacional.


segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Flamengo consegue extinguir na Justiça cobrança de R$ 100 milhões de ISS



Reprodução

O Flamengo conseguiu na Justiça extinguir a cobrança de cerca de R$ 100 milhões de ISS pelo município do Rio de Janeiro. O valor é referente ao montante acumulado entre 1999 e 2004.

A juíza Juliana Benevides de Barros Araujo, do Tribunal de Justiça do Rio, julgou a cobrança irregular. Cabe, porém, recurso à sentença.

Para se ter uma ideia da importância da decisão para a saúde financeira do clube, a receita prevista do Flamengo para 2016 é de cerca de R$ 420 milhões. Só a folha do Departamento de Futebol custa cerca de R$ 100 milhões ao ano, incluindo salário de jogadores, dirigentes e funcionários.  


Mais uma etapa: Maracanã já tem 85% do novo gramado recolocado


Castigado para receber a cerimônia de encerramento da Paralimpíada no último dia 18 de setembro, o gramado do Maracanã começa a ganhar cara de campo de futebol. A nova grama, que teve origem na mesma fazenda da antiga, em Saquarema, já está com o processo de replantio adiantado. Na tarde desta segunda-feira, por exemplo, apresentava 85% dos trabalhos finalizados. A previsão da Greenleaf é que tudo termine nesta terça-feira.

gramado maracanã 85% (Foto: Felippe Costa) 
Chegando a 85%, gramado do Maracanã começa a ganhar cara de campo de futebol (Foto: Felippe Costa)

Os rolos de aproximadamente 18 metros de comprimento e 1,20 de largura cada um, foram levados para o Maracanã em caminhões na madrugada de sexta para sábado para mantê-los úmidos. A tecnologia avançada desse tipo de colocação chamada de "Maxi Rolo" possibilita que um campo de dimensões oficiais seja plantado em dois dias. A Greenleaf é a única com esse processo no Brasil.

O Flamengo acompanha tudo de perto e mantém muita esperança de mandar seu jogo diante do Corinthians, dia 23, pelo Campeonato Brasileiro, no estádio. A confiança é tanta que o clube não tem um "Plano B". A definição deve acontecer nesta terça-feira, mas tudo leva a crer que o confronto seja mesmo realizado no Maracanã.
 
 
 

Contrato com empresa de engenharia renderá R$ 16 milhões ao Fla até 2018


Imagem mostra como ficará a camisa rubro-negraO contrato entre Flamengo e MRV Engenharia renderá ao clube da Gávea um total de R$ 16 milhões em 27 meses, uma média de R$ 592,5 mil mensais. Mas o valor cresce conforme o tempo de contrato. Neste ano, o Flamengo receberá R$ 1 milhão. Em 2017, o valor passa para R$ 7 milhões por toda a temporada. No ano seguinte, o total será de R$ 8 milhões.


A votação do contrato no Conselho Deliberativo está marcada para esta terça-feira. A tendência é de que o acordo seja homologado sem problemas.


O espaço ocupado pela marca será nas costas do uniforme rubro-negro, na parte superior. O Flamengo renovou também a parceria com o iFood até o fim do ano por R$ 1,5 milhão.


domingo, 9 de outubro de 2016

Flamengo atropela Botafogo e vai aos playoffs com 100% na Superliga de FA

O Flamengo mostrou que está firme na briga pelo título da Superliga Nacional de futebol americano. Neste domingo, o time fechou a primeira fase da competição atropelando o Botafogo Reptiles. Com a vitória por 43 a 3, o Fla ficou com 100% de aproveitamento, vencendo os seis jogos da Conferência Leste.

Flamengo FA comemora vitória sobre o Botafogo Reptiles (Foto: Reprodução/Facebook) 
Flamengo FA comemora vitória sobre o Botafogo Reptiles (Foto: Reprodução/Facebook)

Líder da conferência, o Flamengo agora espera o fechamento da última rodada para saber quem enfrenta nas oitavas de final. Apesar da derrota, o Botafogo também se classificou, com quatro vitórias e duas derrotas na primeira fase. Os times disputam mata-mata até o Brasil Bowl, a final da Superliga.

Neste domingo, o Fla conseguiu cinco touchdowns - o wide receiver Patrick anotou dois; Florêncio, Cebola e Robocop fizeram os outros.

Flamengo 3 x 0 Santa Cruz

FICHA TÉCNICA

LOCAL
: Estádio do Pacaembu, São Paulo (SP)

DATA-HORA 9/10/2016 – 17h (Horário de Brasília)

ÁRBITRO: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
AUXILIARES: Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) e Alessandro Rocha de Matos (Fifa-BA)

CARTÕES AMARELOS: Allan Patrick (FLA);  Allan Vieira (STA)
CARTÕES VERMELHOS: Allan Vieira (STA), aos 44'/2ºT;

GOLS: Felipe Vizeu, 6'/1ºT (1-0), Willian Arão, 11'/2°T (2-0), Marcelo Cirino, 42'/2ºT (3-0).

RENDA E PÚBLICO: R$ 1.003.380,00/ 21.773 pagantes

FLAMENGO: Paulo Victor; Pará, Réver, Rafael Vaz e Chiquinho (Marcelo Cirino, 38'2ºT); Márcio Araújo, Willian Arão, Alan Patrick (Fernandinho, 13'/2°T)e Diego; Everton e Felipe Vizeu (Emerson Sheik, 29'/2ºT).
TEC: Zé Ricardo

SANTA CRUZ: Edson Kölln; Leo Moura, Wellington Silva, Luan Peres e Allan Vieira; Uillian Correia (Mazinho, 29'/1ºT) , Jadson, João Paulo e Arthur (Marion, 35'/2ºT); Grafite (Bruno Morais, 34'/2ºT) e Keno.
TEC: Doriva

Flamengo quer sócio-torcedor para mulheres e aposta em receitas além da camisa

Spindel e Orlean evitam projeções, mas esperam aumento de receitas (Foto: Raphael Zarko)Há um mês na vice-presidência de marketing do Flamengo, Daniel Orlean leva planos ambiciosos para o clube. Terceiro a comandar a pasta na administração Bandeira - José Rodrigo Sabino, sucessor de Bap, deixou o cargo para ser executivo da Primeira Liga -, o empresário quer a marca da geração de renda no departamento de marketing muito além da exposição e dos patrocínios da camisa, que teve queda em 2016, reflexo do contexto econômico e político do país.

- Temos que pensar além da camisa - disse algumas vezes em entrevista ao GloboEsporte.com no início da semana passada.




                             Spindel e Orlean esperam aumento de receitas com patrocínios e marketing digital

Aos 37 anos, ele tem na trajetória casos de empreendorismo - sua antiga empresa de educação corporativa começou com três funcionários e foi vendida com 800 pessoas - e de inovação, o que pretende implantar no Flamengo. Entre as ideias, aumentar o licenciamento de produtos e lançamento de sócio-torcedor direcionado diretamente a mulheres, que hoje respondem a apenas 7% do programa Nação Rubro-Negra.

Ao lado do gerente de marketing do Flamengo, Bruno Spindel, Orlean apostou em 2017 bem melhor para as receitas de todo o clube e para relacionamento com clientes e potenciais patrocinadores.  

Confira abaixo trechos da entrevista da dupla.

Dificuldades de patrocínio de camisa?
Não acho que haja um esgotamento. O que estamos falando é de patrocínio além da camisa, não no lugar do patrocínio da camisa. Aquele investimento na camisa pode ser trabalhado com ativações de outras diversas formas. Só colocar na camisa e não ativar, tem limitação. Estar na camisa e ativar tem outro poder. Não estando na camisa e ativando corretamente abre espaço muito grande para mais investidores.

Renova com a Caixa?
No último trimestre começa-se a falar de orçamento na Caixa. Claro que entidade pública tem limitações processuais. O que a gente vê é que estão satisfeitos com o Flamengo. Estamos tranquilos, mas, falando do ponto de vista em outras ativações, há vários outros parceiros interessados. É legal poder contar com a Caixa, mas apesar da Caixa ser patrocinadora master a gente tem várias outras propriedades de exploração e negociação também. 

Cresce patrocínio de camisa para o ano que vem?
O orçamento para o ano que vem está sendo discutido, não tenho número para passar ainda. O Flamengo está falando com gama enorme de empresas e de agências, apresentando as propriedades para o ano que vem, seja na camisa, seja fora dela. Há marcas digitais, ativações, coisas muito mais amplas do que só a camisa. O sentimento é de 2017 será bem melhor do que 2016 para o mercado todo. 

Crescimento de redes sociais
Hoje o Flamengo tem mais de 17 milhões de pessoas nas suas redes sociais. E o engajamento, com interação, compartilhamento e visualizações, também é o maior. O vídeo das obras do CT atingiu 120 mil visualizações em dois dias. Impressionante. Os bastidores da estreia do Diego também foi demais. Pensamos nesses números com forma de trazer resultados para nossos patrocinadores.

Sócio torcedor para mulheres
Vamos desenhar um pacote de sócio torcedor para mulheres e também linhas de licenciamento maior para o público feminino. Tivemos produtos lançados para mulheres que esgotaram e que mostram o quanto o público feminino está interessado na marca.

Internacionalização do Flamengo
Estamos atrás do título, mas temos confiança de que vamos para a Libertadores. Estamos conversando constantemente com a Adidas (fornecedora de material esportivo) para nos ajudar a criar essa relação com o público lá fora, até de simpatizantes, de entusiastas do Flamengo. 

Planos para o Maracanã
O modelo que entendemos que funciona é o que o clube está envolvido na administração. No modelo em que o clube é o contratante não é bom nem para o clube nem para a concessionária, acaba tendo conflito de interesses. O Flamengo tem que fazer parte da administração, ser protagonista, não pode estar a mercê de ninguém. Existem parceiros conosco que estão capacitados para ter esse protagonismo junto com o Flamengo. A gente precisa que os responsáveis pelo edital tenham isso na cabeça.

Futebol e entretenimento
Não estamos fechados com ninguém no Maracanã. O Roberto Medina (empresário e criador do Rock in Rio) tem histórico grande de entretenimento no Brasil e no mundo, tem todas competências para estar junto com a gente, mas hoje não tem nada. O Maracanã é um equipamento de futebol, mas esporte hoje também é entretenimento. Se for possível casar futebol com entretenimento, a gente vai ser o primeiro interessado a viabilizar isso.

Maracanã e estádio próprio?
Estamos trabalhando com hipótese de administrarmos o Maracanã e sem o Maracanã. Mas não podemos dar nenhum passo que inviabilize o futuro do clube. Só vamos fazer o que for calculado e o que for viável. Pode ser viável só ter o Maracanã, pode ser viável ter só nosso estádio na Gávea ou em outro local e pode ser viável as duas coisas. Importante para a gestão atual é o Flamengo ser campeão e ser potência nesse ano, nos próximos cinco anos, próximos 20 anos e próximos 120 anos.