Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

NBB: classificação temporada: 2016/2017





Ptos Aprov Jogos V D Pró Contra Saldo
#01 FLA Flamengo 19 90.0 10 9 1 908 811 97
#02 BRA Brasília 19 72.7 11 8 3 914 826 88
#03 MOG Mogi 13 62.5 8 5 3 662 625 37
#04 CAP Paulistano 16 60.0 10 6 4 824 769 55
#04 VIT Vitória 16 60.0 10 6 4 762 758 4
#06 PIN Pinheiros 19 58.3 12 7 5 995 975 20
#07 BAU Bauru 17 54.6 11 6 5 870 864 6
#07 FRA Franca 17 54.6 11 6 5 866 872 -6
#07 CMO Campo Mourão 17 54.6 11 6 5 821 855 -34
#10 CEA Basq. Cearense 16 45.5 11 5 6 846 845 1
#11 vas vasco sanitário
13 44.4 9 4 5 662 701 -39
#12 MIN Minas 15 36.4 11 4 7 870 877 -7
#12 LSB L. Sorocabana 15 36.4 11 4 7 801 815 -14
#14 MAC Macaé 12 20.0 10 2 8 737 787 -50
#15 CAX Caxias do Sul 13 8.3 12 1 11 844 1002 -158
  • Aprov.: Aproveitamento
  • Pts: Pontos
  • V: Vitórias
  • D: Derrotas
  • Pró: Cestas pró
  • Contra: Cestas contra
  • Saldo: Saldo de cestas

Com 100º duplo-duplo de Olivinha no NBB, Flamengo bate Vitória e segue no topo


No duelo que juntava dois dos três primeiros colocados do Novo Basquete Brasil, prevaleceu o líder. Após ser derrotado pelo Basquete Cearense na terça-feira, o Flamengo bateu o Vitória nesta quinta no ginásio do Tijuca Tênis Clube pelo placar de 98 a 87. Com a presença ilustre do ex-pivô do time pentacampeão, o americano Jerome Meyinsse, o Rubro-Negro carioca mostrou que o revés na rodada anterior não abalou o elenco. Comandado por Marcelinho e Olivinha, o time da Gávea venceu o então terceiro colocado do NBB. Do outro lado, em sua segunda temporada na elite do basquete brasileiro, o Leão chegou a encostar no placar, mas sofreu sua quarta derrota no torneio.

- Foi bem melhor. Não é fácil depois de uma derrota como tivemos vencer assim, mas o campeonato é assim. Não podemos ficar alimentando muita coisa nem quando ganhamos, nem quando perdemos. Eles são um time que é difícil de ganhar. Fizemos 98 pontos na melhor defesa do campeonato, e isso é um mérito muito grande - analisou o técnico José Neto.

Flamengo x Vitória, NBB, basquete (Foto: Staff Images/Flamengo) 
Flamengo derrota o Vitória no NBB (Foto: Staff Images/Flamengo)

Sem Ricardo Fischer, o Flamengo teve como destaque o raçudo Olivinha, principalmente no terceiro quarto. O pivô fez um duplo-duplo após anotar 22 pontos e ainda pegou outros 13 rebotes. Esse é o centésimo do camisa 16 no NBB, que é o primeiro jogador a alcançar o feito. Além dele, Marcelinho Machado fez outros 23 pontos e foi o cestinha. Do lado baiano, André marcou 15 pontos, enquanto que Hayes também fez seu duplo-duplo. Ele marcou 20 pontos e pegou 12 rebotes. 

Com o triunfo, o Fla tem nove vitórias e uma derrota na competição e lidera. Na terça, o time da Gávea joga a última partida de 2016. Jogando no Tijuca, o líder encara o Caxias na próxima terça-feira às 19h30 (de Brasília). Já o Vitória encara o Basquete Cearense no dia 07/01 às 19h.

O jogo

Na partida que juntava dois dos três melhores times do NBB o equilíbrio foi constante no início do primeiro quarto. Mesmo com as duas equipes vindo de resultados diferentes, Flamengo e Vitória acertaram belas cestas e pontuaram logo nos segundos iniciais do duelo. Inclusive, antes da metade do primeiro quarto, foram três viradas na partida. A última do Rubro-Negro carioca, que com Olivinha e Ramón, em chutes de três, abriu a primeira boa vantagem no placar: oito pontos. O bom momento dos donos da casa fez o comandante do Leão parar a partida, mas o time baiano demorou para entrar de novo no confronto. Com pontos em sequência de André e Coimbra, os visitantes chegaram a diminuir a distância para três pontos, mas Marcelinho Machado fez cinco pontos em sequência. No fim, Arthur Mariano deu números finais ao primeiro quarto, com triunfo do Flamengo por 25 a 20.

O começo do segundo quarto não foi muito diferente do anterior. Se JP Batista e Humberto abriram os trabalhos do Fla, André comandou o Vitória nos primeiros minutos em quadra. O que quebrou a dinâmica de "ponto lá, ponto cá" foi um chute de três pontos de Rafael Mineiro. Sem ver o Vitória ser efetivo com a posse da bola, Marrelli voltou a parar a partida após Pedrinho Rava aumentar a vantagem para oito. Na volta, Mineiro voltou a fazer três pontos - arremesso de dois e lance livre convertido - , mas o Leão voltou a encontrar o caminho da cesta, com André e Key. Mesmo com alguns erros de passe dos mandantes, o Rubro-Negro baiano não conseguia reduzir a vantagem até o pivô Hayes sofrer falta, converter três pontos seguidos e diminuir a diferença para três. Mas não durou muito tempo. O pentacampeão do NBB mostrou sua força, com direito a uma bela cravada de Lelê, e fechou o primeiro tempo em 50 a 39. 

Flamengo x Vitória, NBB, basquete (Foto: Staff Images/Flamengo) 
Marcelinho Machado foi importante na vitória do Fla (Foto: Staff Images/Flamengo)

O terceiro quarto trouxe um Vitória mais ligado. André fez os primeiros três pontos na parcial, mas foi aí que começou o show pessoal do camisa 4 da Gávea. Com apenas sete pontos no primeiro tempo, Marcelinho Machado apareceu de vez na partida. O ala do Flamengo acertou três chutes de três e fez a vantagem subir para 15. Mesmo os quatro pontos seguidos de Dawkins não frearam o líder. Quando a diferença chegou em 17, Marrelli parou o jogo novamente. O Leão até dava mostras de reação, como a bela cravada de Hayes ou o chute certeiro de três de Key, mas não conseguia segurar o ataque dos mandantes. No fim, os sete pontos seguidos de Olivinha fecharam a parcial em 75 a 62 para o Flamengo.

O pivô do Flamengo continuou com sua boa atuação na noite desta quinta. Além de anotar os primeiros pontos do último quarto, pegou quatro rebotes que o permitiram alcançar a marca de 100 duplos-duplos pelo NBB (em segundo está Murilo Becker, do Vasco, com 69). Mesmo com uma vantagem considerável no placar, o Leão não desistiu do jogo e buscava voltar à partida. Faltando dois minutos para o fim do duelo, a dupla de americanos Dawkins e Hayes reduziu para seis a distância no placar e deu nova vida ao Vitória. Mas não dava mais tempo, e o Flamengo venceu por 98 a 87.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Brasileiros conhecem adversários na Libertadores


Info-SORTEIO-Libertadores-v2 (Foto: infoesporte)


Primeiras fases

Representante brasileiros nas fases classificatórias,  Botafogo e Atlético-PR iniciam antes suas trajetórias. O time carioca enfrenta o Colo-Colo. O primeiro jogo acontece no Rio de Janeiro, e a a decisão da vaga será em Santiago. Caso avance, o Alvinegro vai enfrentar o Olímpia (PAR) ou o vencedor Independiente Del Valle (EQU) e Deportivo Municipal (PER). Caso chegue à fase de grupos, o Botafogo estará no Grupo 1, ao lado de Atlético Nacional (COL), Estudiantes e Barcelona de Guayaquil.

O Furacão, por sua vez, enfrenta o Millionários, da Colômbia. Se avançar, o Atlético-PR enfrentará o vencedor de Deportivo Capiatá x Deportivo Táchira. Caso avance, o time jogará no Grupo 4, ao lado de San Lorenzo, Universidad Católica e Flamengo.

A Libertadores começa numa segunda-feira, em 23 de janeiro, na primeira fase preliminar, e acaba na sexta seguinte. Com mais duas etapas, os playoffs terminam ainda antes do Carnaval, em 23 de fevereiro. A fase de grupos inicia em 7 de março e vai até 25 de maio. O mata-mata vai de 4 julho até 2 novembro.

Fase de grupos

fase de grupos da libertadores (Foto: Reprodução) 
fase de grupos da libertadores (Foto: Reprodução)

Cabeças de chave, Grêmio, Atlético-MG e Santos aparentemente pegaram caminhos mais fácies. No Grupo 8, o clube gaúcho terá Guarani (PAR), Zamarora (VEN) e Dep. Iquique (CHI) pela frente. No Grupo 6, o Galo enfrenta Libertad (PAR), Godoy Cruz (ARG) e Sport Boys (BOL). O Peixe vai enfrentar Independiente Santa Fé (COL), Sporting Cristal (PER) e o G-3 da fase classificatória.

O caminho do Flamengo parece mais difícil. O time carioca terá pela frente o San Lorenzo (ARG), a Universidad Católica (CHI) e o um classificado das primeiras fases, que pode ser o Atlético-PR.

Campeão brasileiro. o Palmeiras está no Grupo 5, ao lado de Peñarol (URU), Jorge Wilstermann (BOL) e o G4 (time que virá da fase classificatória). Campeã da Sul-Americana, a Chapecoense está no Grupo 7 juntamento com Nacional (URU), Lanús (ARG) e Zúlia (VEN)

Mudança nas oitavas de final
A mudança na definição dos confrontos das oitavas é uma novidade para a edição 2017 do torneio sul-americano. O sistema antigo, de cruzamento do melhor 1º com o pior 2º e assim sucessivamente, dá lugar ao sorteio nos moldes da Liga dos Campeões da Europa.

Entre os jogos de ida e volta das oitavas, há um espaço de mais de um mês. Nas quartas e semifinais, a definição acontece na semana seguinte à abertura do confronto. Os duelos da decisão do título estão marcados para 22 e 29 de penúltimo mês do ano.

A 58ª edição da Libertadores terá o maior número de participantes da história. Serão 47 clubes, e pela primeira vez a competição terá duas fases prévias


 - Rodrigo Caetano, diretor executivo do Flamengo, falou sobre o grupo após o sorteio da Libertadores.
- Fato positivo realmente é a questão da logística, em tese não tem muito desgaste (com viagens). Mas há uma probabilidade grande do quarto integrante também ser brasileiro, o Atlético-PR. Aí fica tudo nivelado, cada jogo passa a ser uma decisão. Temos que ficar preparados para seis decisões.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Basquete Cearense derrota Flamengo(líder) na prorrogação e vasco perde e cai para 11ª posição, quase eliminado da próxima fase



Décimo colocado no NBB, o Basquete Cearense venceu, na noite desta terça-feira, o Flamengo, em partida emocionante disputada no ginásio da Tijuca, no Rio de Janeiro. O resultado final foi de 94 a 88, após empate de 83 a 83 no tempo normal. O resultado acabou com a invencibilidade do líder rubro-negro, que tinha oito vitórias em oito partidas. Já os cearenses alcançaram o quinto triunfo em nove jogos. Na quinta-feira, os cariocas jogam contra o Vitória, enquanto o Basquete Cearense duela com o Macaé. 




Pts Aprov Jogos V D Pró Contra Saldo
#01 FLA Flamengo 17 88.9 9 8 1 810 724 86
#02 MOG Mogi 12 71.4 7 5 2 595 551 44
#03 BRA Brasília 17 70.0 10 7 3 835 764 71
#04 VIT Vitória 15 66.7 9 6 3 675 660 15
#05 CAP Paulistano 16 60.0 10 6 4 824 769 55
#05 BAU Bauru 16 60.0 10 6 4 808 785 23
#07 CMO Campo Mourão 17 54.6 11 6 5 821 855 -34
#07 PIN Pinheiros 17 54.6 11 6 5 921 908 13
#09 CEA Basq. Cearense 15 50.0 10 5 5 793 781 12
#09 FRA Franca 15 50.0 10 5 5 791 798 -7
#11 vas vasco sanitário 13 44.4 9 4 5 662 701 -39
#12 MIN Minas 14 40.0 10 4 6 796 802 -6
#13 LSB L. Sorocabana 13 30.0 10 3 7 718 745 -27
#14 MAC Macaé 10 11.1 9 1 8 673 734 -61
#15 CAX Caxias do Sul 12 9.1 11 1 10 774 919 -145




terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Aplicativo de transporte acerta com o Fla, rede de ortodontia patrocina base



Antes da virada do ano, o Flamengo se movimenta no campo do marketing na busca por novas marcas parceiras. O clube espera anunciar nos próximos dias o patrocínio do aplicativo de transporte Uber. Inicialmente, o contrato será até dia 20 de fevereiro, podendo renovar. A marca será exposta apenas nos uniformes de treinamento, além de ter espaço também nas redes sociais do clube. 

O Rubro-Negro não descarta que, posteriormente, o Uber seja parceiro também em transporte para jogos. A ideia ainda está sendo estudada.

Outro novo parceiro será uma empresa de ortondontia com filiais em diversos estados do Brasil. Por mais que o clube ainda não anuncie oficialmente, a Orthopride já divulgou internamente o plano. A marca irá estampar um espaço uniformes das divisões de base, além de ter exposição em placas publicitárias no CT do Ninho do Urubu e na Gávea. 


A empresa também deve ser responsável pela saúde bucal dos atletas do Flamengo. Além dos jogadores de futebol, a ação se estenderá aos esportes olímpicos do clube. Por enquanto, o clube segue trabalhando a renovação de seus outros patrocinadores para a próxima temporada.

Flamengo ameaça não jogar no Maracanã se "entidades hostis" assumirem o palco



O Flamengo voltou a bater forte no Governo do Estado do Rio de Janeiro em relação ao futuro do Maracanã. Em nova nota oficial divulgada, o Rubro-Negro reiterou o desejo de que ocorra nova licitação. De quebra, ameaçou não jogar no estádio dependendo de quem passar a administrar o palco.

O temor rubro-negro é que a LU Arenas (Largardère/BWA) assuma a gestão do Maracanã. De acordo com o Flamengo, as empresas "não possuem capacidade de cumprir o item do edital que trata do capital mínimo exigido do concessionário". O clube carioca ainda cita más administrações da parceria à frente do Castelão e do Independência. 

- O Flamengo reitera que não jogará no Maracanã caso o estádio venha a ser gerido por entidades hostis ao clube e incompatíveis com nossos princípios. Como informado anteriormente, o Flamengo acredita que uma nova licitação é o melhor caminho para a gestão do Maracanã, embora admita a hipótese de firmar uma parceria com os novos concessionários no caso de transferência, caso a negociação se dê com empresas idôneas e num processo transparente e republicano - diz um trecho da nota do Flamengo.

O clube rubro-negro, assim como o Fluminense, prefere que o grupo inglês CSM passe a gerir o estádio. O consórcio da Oderbrecht, que assumiu a gestão do Maracanã em 2013, pediu a rescisão do contrato.

Em meio ao impasse em relação ao Maracanã, o Flamengo começa a projetar sua temporada na Arena da Ilha, estádio que mandará jogos em 2017. A diretoria estuda três projetos de modelagem da arquibancada e quer adotar estilo mais próximo de caldeirão.

A nota oficial divulgada pelo Flamengo:
"O Clube de Regatas do Flamengo volta a se manifestar sobre o futuro do Maracanã. A poucos dias do término do ano, o Governo do Estado do Rio de Janeiro ainda não definiu o destino do estádio, deixando os clubes e toda a população carioca, responsável pelo financiamento de inúmeras reformas, sem saber quando e como poderá usufruir novamente do estádio. Neste cenário de incerteza, o Flamengo destaca pontos de extrema relevância e pontua os motivos pelo qual se opõe a uma parceria com a LU Arenas (Largardère/BWA) e com a FERJ.

No edital de concessão entre Governo e Odebrecht ainda válido, está claro que o concessionário precisa ter contrato assinado com dois clubes para ser válido. Neste momento, apenas o Fluminense Football Club detém contrato de longo prazo, já que o vínculo com o Flamengo encerra-se no dia 31 deste mês. É válido destacar também que a Lagardère e a BWA não possuem capacidade de cumprir o item do edital que trata do capital mínimo exigido do concessionário.

Até o momento não foi apresentado o estudo da Fundação Getúlio Vargas encomendado pelo Governo do Estado sobre o esperado reequilíbrio financeiro após a decisão de impedir as obras no entorno do complexo.

Neste cenário de indefinição não há como tornar o processo transparente, mostrando qual a contrapartida que deverá ser oferecida ao Estado e, consequentemente, ao contribuinte.

Hoje exemplo de transparência e de credibilidade reconhecido por todos, o Flamengo se recusa a firmar um compromisso de longo prazo com entidades que no passado e em tratativas recentes não apresentaram comportamento compatível com os princípios e valores adotados pelo clube.

Ao contrário do que a empresa francesa Lagardère diz, a Arena Castelão e a Arena Independência, locais administrados pela LU Arenas, apresentam uma série de problemas. Além de críticas pelo mau estado de conservação, a sócia BWA é acusada pelo América-MG de não repassar há 10 meses o percentual ao clube e ao Governo de Minas Gerais das receitas do estádio. Em 2014, o Governo do Estado do Ceará suspendeu a concessão devido "à existência de deficiências graves na organização da Concessionária Arena Castelão Operadora de Estádio S.A., afetando o regular desenvolvimento das atividades abrangidas pela Concessão, e causando inclusive risco à segurança de pessoas e bens e considerando que o Poder Concedente deve adotar medidas acautelarias para assegurar a continuidade da prestação dos serviços públicos, de forma adequada e eficiente", conforme decreto 31.625 publicado no Diário da União em 21 de novembro daquele ano.

Assim que iniciaram as especulações sobre o destino do Maracanã, a Lagardère procurou o Flamengo para negociar uma possível parceria. No entanto, ao perceber que o Flamengo fazia questão de ter controle sobre as arrecadações dos jogos de futebol e sobre seu programa de sócio torcedor, iniciou tratativas paralelas totalmente à nossa revelia, com o objetivo de assumir a concessão do estádio e de forçar a contratação do Flamengo, certamente em condições lesivas aos nossos interesses.

O Flamengo reitera que não jogará no Maracanã caso o estádio venha a ser gerido por entidades hostis ao clube e incompatíveis com nossos princípios. Como informado anteriormente, o Flamengo acredita que uma nova licitação é o melhor caminho para a gestão do Maracanã, embora admita a hipótese de firmar uma parceria com os novos concessionários no caso de transferência, caso a negociação se dê com empresas idôneas e num processo transparente e republicano.

Caso estes aspectos fundamentais não sejam atendidos, o Flamengo não jogará no Maracanã. A partir de 2017, teremos à disposição o estádio em parceria com a Portuguesa da Ilha e todas as arenas Brasil afora que tão bem têm nos recebido. Lá poderemos mandar as nossas partidas em todas as competições, até que consigamos uma solução definitiva no Rio de Janeiro à altura da grandeza do clube e de sua torcida.

Nossa torcida, inegavelmente o nosso maior patrimônio, certamente estará do nosso lado, consciente de que eventuais sacrifícios poderão ser necessários para que ela e o Flamengo voltem a ser respeitados".

Flamengo estuda projetos para Ilha e quer estilo ''caldeirão'' para Libertadores


Arena, Botafogo, Ilha (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)Um caldeirão para chamar de seu. No aguardo do desenrolar das negociações da Odebrecht, governo do estado e duas concorrentes para assumir o Maracanã, o Flamengo quer fazer da Arena da Ilha uma verdadeira panela de pressão para os adversários. A diretoria estuda três projetos de modelagem da arquibancada - que serão erguidas após o Botafogo retirar as cadeiras atuais - e quer adotar estilo mais próximo de caldeirão.

A ideia é ter arquibancadas mais inclinadas e próximas do gramado, com capacidade de pouco mais de 20 mil espectadores. O Conselho Deliberativo do Flamengo aprovou em reunião realizada nesta segunda-feira o contrato assinado pelo clube com a Portuguesa da Ilha. Até o fim da semana deve ser definida pela diretoria o desenho de como vai ficar o estádio. O acordo prevê que o Flamengo pague cerca de R$ 7 milhões ao clube português, para utilização do espaço por três anos. O clube também vai pagar pela utilização dos bares e estacionamento.

As obras estão previstas para começar nos primeiros dias de janeiro. A previsão é fique pronta a estrutura em 60 dias, perdendo o primeiro turno do Carioca e a Primeira Liga, mas com “estreia” assegurada na Libertadores. Mesmo se voltar ao Maracanã, a ideia é atuar no estádio lusitano em jogos de menor porte.

- Não podemos falar nada de aspectos comerciais, mas existe sim um projeto de ampliação para 20 mil espectadores, um pouquinho mais: 21 mil pessoas. Vamos fazer a reforma das instalações também, com gramado de primeira qualidade e vestiários também vão ser todos reformados - disse o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello.

domingo, 18 de dezembro de 2016

Flamengo prevê folha 20% maior para caber Romulo, Conca e espera por Marinho


Rômulo Spartak Moscou (Foto: Divulgação)
Entram, pelo menos, Trauco, Romulo, Conca e Marinho. Saem Chiquinho, Sheik, Alan Patrick e Fernandinho e mais alguns outros menos votados. A conta é mais ou menos esta - com previsão, expressa no orçamento de 2017, de aumento de cerca de 20% no custo - que a diretoria do Flamengo faz para as mudanças no elenco do Flamengo para 2017. O clube planeja entrar na Libertadores com salto de R$ 7,5 milhões para R$ 9 milhões na folha.

Evidente que ainda falta acerto com Romulo e Conca - o primeiro por três anos e o segundo por empréstimo de um ano -, mas o cenário - principalmente no que diz respeito aos negócios com os dois atletas - é positivo e o clube trabalha com possibilidade de anunciar o volante e o argentino na virada do ano. Mas a espera por Marinho deve ser maior. A nova diretoria do Vitória trata como um dos principais objetivos manter o atacante, que se destacou e se valorizou bastante no fim do Brasileiro.

- Vamos fazer todos esforços para ficar com Marinho. A gente sabe que existem propostas de dentro e fora do país, mas o futebol da Bahia precisa de ídolos - disse o novo diretor de futebol do Vitória, Sinval Vieira, admitindo, porém, as dificuldades de manter o atacante.

 O Flamengo quer contrato com Marinho de três a quatro anos e assiste de longe a definição do Vitória. Os empresários Jorge Machado e Bismarck cuidam do caso. A proposta do Flamengo segue firme para comprar 50% dos direitos econômicos de Marinho - metade pertence ao Vitória, 30% ao Cruzeiro e 20% à JMB, empresa de representação de jogadores de Machado e Bismarck.

Ao GloboEsporte.  com, nesta sexta-feira, Bismarck admitiu que o interesse de mais dois clubes, além do Flamengo: Grêmio e Botafogo. No mercado, porém, as informações dão conta que é o Rubro-Negro carioca quem tem boas chances de levar Marinho. Apesar da mudança na diretoria do Vitória. "Pode mudar tudo", diziam os dirigentes do Flamengo na véspera da eleição. As expectativas do Flamengo são positivas e pode envolver troca de jogadores - Marcelo Cirino é uma das alternativas estudadas de oferta dos cariocas. 

Lucas Mugni Flamengo (Foto: Richard de Souza/ Globoesporte.com)Além de Chiquinho, Sheik, Alan Patrick e Fernandinho, que, somados, custavam cerca de R$ 800 mil, o departamento de futebol do Flamengo tem a missão de desonerar mais a folha para não inflacionar a folha com valorizados jogadores contratados. A previsão é de que os quatro ou cinco que devem chegar correspondam a um pouco mais de R$ 1 milhão.

Emprestado ao Bahia até o fim deste ano, Luiz Antonio agradou e pode permanecer no Tricolor de Aço. A diretoria baiana, que não comenta negociações, acenou com procura pelo goleiro Paulo Victor e também o meia Mugni. O argentino está treinando separado do grupo principal rubro-negro e tenta voltar ao futebol. Ainda não há propostas oficiais, porém.

Os jogadores do Flamengo que voltam de empréstimo também devem ser realocados em clubes da Série A e B do Brasileiro. A expectativa do Rubro-Negro é trabalhar com 30 a 33 atletas no plantel profissional, na pré-temporada. Um dos objetivos do ano é que 40% deste elenco sejam formados em casa. A promessa é de que a garotada do Ninho do Urubu tenha mais chances - e que este fato por si só represente outra economia no custo do grupo principal.






                                                                                          PV, Luiz Antonio e Mugni na mira do Bahia