Tu és... Time de tradição... Raça, amor e paixão... Oh meu Mengo!!! Eu... Sempre te amarei... Onde estiver estarei... Oh meu Mengo!!!

sábado, 1 de abril de 2017

Rapidinhas do Mengão


Flamengo viaja sem Guerrero, Réver, Mancu e Rômulo, todos poupados contra o Flu 
Everton também não treina com o grupo neste sábado e será mais um fora do clássico no Espírito Santo

Brasília vence Flamengo por 77 a 71, mas fica em 4º
Apesar da derrota, neste sábado, em Manaus, Flamengo termina a fase de classificação em 1º lugar. Equipe brasiliense também segue para as quartas de final

Guerrero recebe proposta, mas diz não a clube da China 
Beijing Guoan de Renato Augusto e Ralf se dispôs a pagar R$ 20 milhões. Peruano recusou oferta que não chegou ao Flamengo

Pede música! Na maratona de Fla-Flus na base, Rubro-Negro vence as três


Na véspera do Fla-Flu que encerra a Taça Rio no profissional – e que não vale nada para as equipes em relação a classificação no Carioca -, a base entrou em campo para representar os rivais em uma maratona de clássicos na manhã e na tarde deste sábado.

E o Rubro-Negro se deu melhor, vencendo as três partidas: 1 a 0 no sub-15 e 2 a 1 no sub-17, em jogos realizados na Gávea, e 3 a 1, de virada e com boa participação de Vinicius Junior no sub-20, em Xerém.

Sub-15 - Flamengo 1 x 0 fluminense
Com 100% de aproveitamento nos dois primeiros jogos, os rivais se encontraram pela terceira rodada. O ataque do Fluminense, o melhor da competição após aplicar 7 a 0 em Campos e Sampaio Correa, não funcionou. Com gol de Lázaro, o Flamengo fez 1 a 0 e chegou a nove pontos, liderando a Taça Guanabara da categoria – havia vencido Tigres por 3 a 1 e Portuguesa por 4 a 1.   

Jogadores do Flamengo comemoram vitória no clássico sub-15 (Foto: Hector Werlang) 
Jogadores do Flamengo comemoram vitória no clássico sub-15 (Foto: Hector Werlang)

O Rubro-Negro foi melhor, apesar de jogar com um a menos em todo o segundo tempo. Lázaro, o autor do único gol do jogo, acabou sendo expulso ao final da primeira etapa - recebeu dois cartões amarelos, por falta por trás, em um intervalo menor do que cinco minutos. A bola na rede foi um lindo chute, da entrada da área, após um rebote da defesa. 

O Fluminense, até pela vantagem numérica, teve maior volume de jogo. Porém, sucumbiu à boa marcação do adversário. Não criou praticamente nada. Reinier e Daniel, aliás, quase ampliaram para o Fla, nas melhores chances da etapa final.   

Sub-17 - Flamengo 2 x 1 fluminense
O cenário até a terceira rodada era bastante parecido com o do sub-15: ambos vinham de dois triunfos e o Tricolor também possuía o melhor ataque e defesa ainda não vazada na competição. E o resultado também foi favorável ao Rubro-Negro: 2 a 1, de virada e com dois gols de Patrick – o último no fim da partida.

Rubro-negros comemoram gol de Patrick no Fla-Flu sub-17 (Foto: Hector Werlang) 
Rubro-negros comemoram gol de Patrick no Fla-Flu sub-17 (Foto: Hector Werlang)

O jogo começou nervoso, com muitos erros. Em um deles, o Fluminense abriu o placar, com Leandro Spadacio. O goleiro Victor Hugo errou passe, na tentativa de sair jogando. O atacante tricolor, então, o encobriu e marcou belo gol. A partir daí, o Flamengo melhorou. Passou a ter volume de jogo e a controlar o rival. Empatou com Patrick, de cabeça, após cobrança de escanteio, e virou com outro gol do zagueiro e capitão, da mesma forma, porém, de perna esquerda, no último minuto do confronto.  
 
O segundo tempo foi de altos e baixos. Ora, o Fla era melhor. Ora, o Flu. Wendel e Leandro, respectivamente, quase colocaram os seus times na frente. Pararam nos goleiros adversários. O Flu teve mais outras duas chances, com Navarro e Matheus. Perderam, e o time foi castigado no fim.  
 
Sub-20 - fluminense 1 x 3 Flamengo
 
Debaixo de forte calor em Xerém, a garotada sub-20 do Flamengo levou a melhor sobre o Fluminense e venceu de virada em partida válida pela 13ª rodada da Taça Guanabara - gols de Jean Lucas, Lincoln, de pênalti, e Vinicius Junior. Mascarenhas marcou para o Flu. Com público de cerca de mil pessoas na arquibancada de Xerém, o Tricolor saiu na frente em falha de Gabriel Batista. Mascarenhas bateu fraco, mas o goleiro deixou a bola escapulir. 

Bem marcado, Vinicius Júnior só conseguiu aparecer bem no segundo tempo. Recebeu passe na ponta e cruzou na jogada que terminou em finalização firme de Jean Lucas para empatar. Mesmo sem fazer grande partida, o 11 do Flamengo apareceu e foi decisivo na reta final da partida. Primeiro sofreu o pênalti para Lincoln, com muita categoria, marcar e depois ganhou de Eduardo, que até então levava a melhor contra o rubro-negro, para bater de esquerda e fechar o placar: 3 a 1 para o Flamengo.

Vinicius Junior Flamengo x Fluminense sub-20 (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo) 
Vinicius Junior em ação pelo Fla-Flu sub-20 que terminou com vitória rubro-negra (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
 

sexta-feira, 31 de março de 2017

Zé confirma força máxima para Fla-Flu "desde que não haja risco de lesão"


Zé Ricardo coletiva (Foto: Amanda Kestelman)
No próximo domingo, o Flamengo fecha a fase de grupos da Taça Rio contra o Fluminense, no estádio Kleber Andrade, no Espírito Santo. Dessa vez, porém, o clássico é bem menos badalado que o que decidiu a Taça Guanabara no início de março, já que ambas as equipes estão classificadas e com vantagem garantida nas semifinais do Campeonato Carioca, por terem as duas melhores campanhas do geral.

Mesmo assim, Zé Ricardo optou ir com força máxima para a partida, enquanto o Tricolor irá com o time misto, em razão de compromisso pela Sul-Americana no meio da próxima semana. 

- É a nossa intenção sim. Acredito que o Abel tomou a decisão (de escalar o Flu com reservas) em virtude do jogo que eles têm quarta-feira (pela Sul-Americana). Assim como a Libertadores é importante, o Abel deve pensar da mesma forma. Vamos com aquilo que temos de força máxima, desde que não tenha risco de lesão. Todos têm risco de sofrer, mas não vamos propiciar ou facilitar isso no domingo.

A tendência é de que Romulo e Mancuello sejam poupados. O primeiro segue tratando um desconforto na panturrilha direita, e o segundo o joelho esquerdo. Os dois não foram ao gramado nesta sexta-feira. Réver, que trabalhou separadamente, será avaliado na véspera e só jogará se estiver 100%.

- O Réver trabalhou no campo, não o tempo todo com o grupo, só uma parte, está em um processo diferente. O Romulo e o Mancuello ficaram na academia, amanhã faremos uma última avaliação. Acho difícil os dois jogares. O Réver ainda temos de esperar. Vamos levar para campo quem estiver 100%. Não vale a pena expor em um jogo no qual já temos a classificação garantida - explicou o técnico. 

Ederson teve torção, mas retorno está adiantado
Afastado dos campos desde julho por conta de uma lesão e cirurgia no joelho, Ederson já está treinando com o restante do grupo há algumas semanas. Seu retorno está ''adiantando''. No entanto, Zé Ricardo explica que ainda é preciso corrigir alguns fontes e dar o ritmo correto. O jogador teve um torção no tornozelo recentemente, mas já se recuperou.

- O Ederson está um pouco mais adiantado, semana passada teve uma torção no tornozelo, mas se recuperou. Agora é ritmo de jogo, corrigir um pouco a mecânica do movimento, e quando estiver totalmente equilibrado, os dois membros inferiores, damos uma posição para vocês. Quando entrar em campo, não pode ter um risco maior de lesão. O Ederson não é aquele ponta de velocidade, de explosão, é um meia, um pouquinho mais por dentro. Se houver necessidade, tem capacidade de fazer três funções. Ele percebe o que a gente quer, é inteligente, e o ritmo de jogo é que vai dar essa condição a ele - disse Zé.

Confira tópicos da coletiva de Zé Ricardo:
 
Fla-Flu para cumprir tabelaAcredito que será um Fla-Flu um pouco diferente em relação ao contexto do jogo. Precisa ser feita uma avaliação pela Ferj para a próxima temporada. Chegar classificado nessa fase esvazia um pouco. Mas a gente está encarando o jogo de forma muito séria, vendo mais uma possibilidade de nos colocarmos à prova para a fase final do Carioca e também para a Libertadores no dia 12.

Sobre o clássico
Creio eu que esse clássico tem por essência duas equipes que gostam de jogar, ter a bola, ir ao ataque. Sem dúvida será um jogo decisivo pelo menos no que diz respeito à classificação na Taça Rio. A minha preocupação é que a gente consiga executar bem o que estamos treinando.

Sobre o FluminenseÉ a possibilidade de avaliarmos nossa equipe, tem um treinador que dispensa comentários e essa oportunidade de enfrentar uma equipe forte nós temos de aproveitar para preparar a nossa equipe.

Everton Ribeiro vem ou não vem?
Vocês estiveram com o Rodrigo Caetano. Uma consulta, nada mais do que isso. Tem uma característica muito interessante, se encaixaria muito bem. Jogador experiente, vencedor, se vier ao Brasil no meio do ano, o Flamengo seria um bom lugar para ele trabalhar. Mas nem pergunto, continuamos focados aqui, até porque se for o caso, é só no segundo semestre.

Conca, mais uma vez treinando com bolaA gente percebe que a vontade dele, a motivação dele de trabalhar, ajuda o desenvolvimento. Ainda é prematuro fazer qualquer prognóstico, mas é importante que ele se sinta bem para ajudar na recuperação. Para todo mundo é importante ver um atleta da capacidade do Conca se recuperando. Sem pressa, sem pular etapas, não é mais um garoto, para voltar na sua plenitude.

Jogadores que voltaram de compromissos com suas seleções
A gente tem os três (Diego, Trauco e Guerrero) disponíveis para o jogo de domingo e estamos contando com eles para o treino de amanhã.

Programação para reta final do estadual e próximos jogos da Libertadores
Estamos com uma semana bem programada. A semifinal pode ser sábado ou domingo. Se for sábado, há possibilidade de usar todos os atletas. No domingo é um pouco mais arriscado. Mas os atletas estão preparados. A gente jogou a final da Taça GB em um domingo e depois fomos bem contra o San Lorenzo.

Sobre elenco, opções e disputa interna
A gente tem um grupo com 32 atletas sedentos por jogar. A gente tem de ter uma estratégia para cada um deles, é isso que procuramos fazer. Não temos condições de fazer rodízios por muito tempo, partidas cada vez mais decisivas, mas procuro dar chance a todo mundo, observar todo mundo, jogadores que estavam parados estão suportando mais, os meninos bem mais confiantes para jogar. O mais importante é que os atletas entendam que os atletas estão ali em um combate direto pela posição de titular, e com isso elevar toda a nossa performance, o nosso nível. É normal que um ou outro supere seu companheiro de posição. Procuramos ser corretos nas avaliações para que disputem de forma leal.

Sobre bola parada
Bola parada é um momento do jogo que tem de ser sistematicamente trabalhado. Em estatística, 30%, 40% dos gols saem em lances de bola parada. A gente ano passado fez muitos gols e sofremos poucos de bola parada, esse ano começando fazendo muitos também, e sofremos um gol agora na última partida. O Volta Redonda trabalha isso. Vamos continuar trabalhando, isso aí não tem fim.

Banner_Flamengo_690 (Foto: Divulgação) 
 

Diego fala em motivação extra após Seleção e garante presença no Fla-Flu


Nos últimos dias Diego desfalcou o Flamengo por boa causa. Passou breve temporada ao lado da Seleção, sob o comando de Tite, pela disputa das eliminatórias da Copa de 2018. E participou, mesmo sem entrar em campo, da classificação antecipada do Brasil ao Mundial. De volta ao Rio de Janeiro, treinou nesta quinta, se derreteu ao falar sobre o clube rubro-negro e cravou sua participação no Fla-Flu deste domingo.

Diego conversa com o presidente Bandeira de Mello (Foto: Isabella Pina)Diego conversa com o presidente Bandeira de Mello (Foto: Isabella Pina)


- Quando eu planejei vir ao Flamengo, vim em busca de um sonho. E ele tem superado as minhas expectativas. Eu acho que nada é por acaso. A cada dia mais eu entendo o meu propósito de estar aqui vestindo a camisa do Flamengo - comentou, creditando sua convocação à campanha que tem feito dentro do clube.

O Diego pós-Tite é outro, garante. Depois de quase 10 dias com a Seleção, o camisa 35 do Flamengo destaca a motivação que adquiriu ao viver, de perto, o sonho da classificação para a Copa do Mundo. A motivação vai direto para o Ninho do Urubu, com mira no clássico do fim de semana.

A cada dia mais eu entendo o meu propósito de estar aqui vestindo a camisa do Flamengo
Diego
 
- Tivemos algumas conversas, e foi um período muito especial que eu passei com a Seleção. Ser escolhido para fazer parte deste ambiente, desse trabalho que tem sido muito bem feito pelo Tite foi muito bom. Volto muito motivado. Vamos manter o nível das apresentações, e vou procurar me esforçar para poder continuar sendo convocado.

O próximo compromisso de Diego - e do Flamengo -, é o clássico contra o Fluminense, que acontece neste domingo, no Espírito Santo, às 16h (de Brasília). Poupado contra o Volta Redonda, o meia garante sua presença no Fla-Flu.

- Eu me reapresentei e fiz o meu primeiro treino quinta-feira. Se eu jogo, isso vai ser planejado pelo Zé. Mas estarei à disposição, independentemente do adversário. Nós jogamos pelo Flamengo e o nosso foco é sempre entrar para vencer. Voltei muito motivado, vamos dar continuidade ao trabalho que tem sido muito bem feito para que a gente continue conquistando as vitórias.

Sinta o orgulho de ser sócio-torcedor do Mengão e tenha muitas vantagens - clique aqui! (Foto: Reprodução) 
 

Fim do vasco sanitário

Se o vasco perder para o Nova Iguaçu, Volta Redonda ou Portuguesa-RJ vencer seu jogo e o Botafogo vencer na última rodada, a equipe do galinheiro de São Januário estará eliminada do Carioca (ficaria fora das semis da Taça Rio e perderia posição pela classificação geral).

Rapidinhas do Mengão



Flamengo e Everton Ribeiro mantêm namoro, mas clube árabe ainda trava negócio
Estrutura, estabilidade financeira e exemplo de Diego na Seleção atraem meia para retornar ao futebol brasileiro. Al-Ahli não quer vender e promete dificultar acerto.

Com Adryan sem chances, agente diz: "Acho que o ciclo dele no Flamengo acabou"
Meia de 22 anos não tem um jogo completo em 2017 e está há mais de um mês sem atuar; na quarta, quando Zé levou time alternativo, ficou no banco, mas não entrou.

Líder e de olho no Brasília, técnico do Flamengo diz: "Não vamos poupar ninguém"
Rubro-negro encara o Brasília neste sábado, em Manaus, pela última rodada da primeira fase do NBB. Rival tem vaga no G-4 ameaçada, enquanto Flamengo garantiu ponta.
 
Jogador bichado
Ederson está perto do retorno. Embora não tenha dado prazo, o técnico Zé Ricardo disse que o meia precisa corrigir apenas a "mecânica dos movimentos":

- O Ederson está um pouco mais adiantado, semana passada teve uma torção no tornozelo, mas se recuperou. Agora é ritmo de jogo, corrigir um pouco a mecânica do movimento, e quando estiver totalmente equilibrado, os dois membros inferiores, damos uma posição para vocês. Quando entrar em campo, não pode ter um risco maior de lesão.

Santos bate o Flamengo na Gávea e segue entre os líderes do Grupo 2 
Sereias da Vila venceram as meninas do Mengão por 2 a 1. Jogo válido pela quarta rodada do Brasileiro Feminino foi disputado na última quinta-feira, no Rio de Janeiro.
As comandadas pelo técnico Caio Couto voltam a jogar no próximo domingo, contra o Vitória-BA, às 15h, na Vila Belmiro. O Flamengo volta a jogar no mesmo dia e horário, contra a Ponte Preta, na Gávea. O Mengão ocupa o quarto lugar da chave, com 6 pontos.

Classificação geral, por vagas na semifinal do Carioca


1º Flamengo 26
2º Fluminense 25
3º  vasco 18
Botafogo 17
5º Nova Iguaçu 16
Volta Redonda 13
7º Madureira 12
8º   Boavista 11
9º Portuguesa 9 
10º Bangu 9
11º Resende 8
12º Macaé 1

quinta-feira, 30 de março de 2017

Flamengo massacra e garante o número 1 na tabela


Uma campanha de primeiro lugar não é feita somente do quinteto titular. Mostrando a pluralidade do seu elenco, o Flamengo jogou com seriedade na penúltima partida da fase de classificação do NBB 9 e atropelou o Minas por 108 a 74 e garantiu a primeira colocação na tabela.


 
O bom aproveitamento nos três pontos do time rubro-negro. O Flamengo começou a partida maltratando a defesa mineira nos arremessos de três pontos com Ronald Ramon e Marcelinho. Danilo Siqueira ajudou a recolocar o Minas no jogo. Mas os pontos de Lelê e Ricardo Fischer ajudaram o Flamengo a terminar com boa diferença no placar –  24 a 17.

O time do Minas se precipita e Marquinhos comanda o Fla. O segundo quarto foi marcado pela ansiedade e as precipitações ofensivas do time do Minas. O Flamengo com isso, contou com a eficiência de Marquinhos para se impor ainda mais no jogo e quase dobrou a diferença no marcador no final do primeiro tempo: 52 a 31.

Marcelinho e Marquinhos desequilibrando nas bolas de três. O Minas continuou mostrando falhas na marcação dos arremessos de três do Flamengo. Melhor para a dupla Marcelinho e Marquinhos que continuaram desequilibrando. O time mineiro contou com a boa atuação do norte-americano Rodgers no quarto, mas a diferença era muito grande a favor do time da Gávea – 82 a 51.

Com a larga vantagem no placar, o último quarto foi marcado pelas boas jogadas tramadas pelos jogadores Lelê, Ricardo Fischer e Rollins. O Minas viu a diferença disparar mais ainda e o Flamengo confirmou uma grande vitória que assegurou o primeiro lugar na tabela.

O time volta à quadra no próximo sábado, contra o Brasília, em Manaus, às 14 horas.


DESTAQUES DO JOGO:

-Marquinhos foi o cestinha do Flamengo e do jogo com 20 pontos. Marcelinho assinalou 19 pontos. Lelê assinalou 16 pontos. Ricardo Fischer terminou com 12 pontos.


 

quarta-feira, 29 de março de 2017

Flamengo 1 x 1 Volta Redonda

 Ficha técnica

Gols: Felipe Vizeu, 36'/1°T (0-1), Luan, 16'/2°T (1-1)

Volta Redonda: Douglas Borges; Henrique, Luan, Mailson e Cristiano; Pablo, João Cleriston, Marcelo e Diego Souza (Gustavo, 21'/2°T); Pipico (Caio, intervalo) e Luã Lucio (Pedro Rosa, 40'/2°T). Técnico: Felipe Surian.

Flamengo: Thiago, Rodinei, Léo Duarte, Donatti e Renê; Ronaldo, Cuéllar e Matheus Savio (Leandro Damião, 27'/2°T); Mancuello (Paquetá, intervalo), Cafu (Cirino, 11'/2°T) e Felipe Vizeu. Técnico: Zé Ricardo.

 Público e renda: 1.539 pagantes, 2.413 presentes / R$ 34.500,00

Cartão amarelo: Ronaldo (FLA)
Local: Raulino de Oliveira, Volta Redonda

Data e horário: quarta-feira, 21h45 (de Brasília)

Arbitragem: Wagner do Nascimento Magalhães, auxiliado por Luiz Claudio Regazone e Michael Correia. 

Transmissão: TV Globo para RJ, MG, ES, TO, SE, PB, RN, MA, PI, PA, AM, RO, AC, RR, AP e DF (com Luis Roberto, Junior e Paulo Cesar Oliveira) e Premiere (com Eduardo Moreno e Ricardo Gonzalez).

Vinicius dá um chapéu em noite de Klebinho no Raulino


Pedaladas, um chapéu e uma falta batida na barreira. Este foi o repertório de Vinicius Junior em sua estreia no Campeonato Carioca Sub-20 na noite desta quarta-feira, em Volta Redonda. O dono da preliminar, porém, foi o lateral-direito e capitão do Flamengo, Klebinho. Fez dois gols na vitória por 3 a 2 sobre o Voltaço, conquistada aos 51 minutos da etapa final.

Primeiro tempo: golaço de Klebinho e falta de Vinicius na barreira 


No primeiro tempo, Vinicius foi discreto, mas não se omitiu. Desde a saída da bola, passou a pedir a redonda o tempo inteiro. Seu primeiro toque aconteceu com um minuto e 12 segundos de jogo. Aos 11 minutos, saiu a primeira jogada do garoto. Recebeu de Lincoln, arrancou e acabou derrubado na entrada da área. Mesmo novato no sub-20, teve personalidade e pegou a bola para bater. Cobrou mal, na barreira.

Klebinho teve boa atuação em Volta Redond (Foto: Reprodução) 
Klebinho teve boa atuação em Volta Redond (Foto: Reprodução)


Aos 14 minutos, o primeiro gol do jogo. Um golaço por sinal. Klebinho recebeu com liberdade, avançou e soltou a bomba de pé direito.

A outra boa jogada de Vinicius na etapa inicial deu-se aos 29 minutos. Encontrou Lucas Silva sozinho na área, mas o camisa 7 não aproveitou o bom passe da joia e chutou em cima do goleiro rival, também chamado Vinicius.

Foi discreto nos 45 minutos iniciais, mas não se furtou de rodar o campo todo, trocando seu posicionamento constantemente.

Chapéu, discussão e falta recebida na etapa final

Aos 10 minutos, o Flamengo retomou a liderança no placar com boa participação de outra joia de 16 anos, Lincoln. O camisa 9 deu o passe para Gabriel Silva desempatar com um chute cruzado de pé esquerdo.

Preliminar sub-20 flamengo volta redonda - vinicius junior  (Foto: Fred Gomes)Vinicius apareceu mesmo aos 16 minutos, quando recebeu na ponta esquerda, gingou, voltou e aplicou chapéu em Shalon, que foi pacífico e não revidou com pontapé. Quatro minutos depois, Semente não foi tão receptivo e deu uma pancada no camisa 11 após algumas pedaladas.

Aos 30 minutos, Alan Carius, ex-Flamengo, empatou o jogo numa jogadaça individual. Driblou vários adversários e finalizou com o pé esquerdo.

Quando o jogo se encaminhava para o empate, muitos jogadores do Volta Redonda caíam em campo. O juiz acresceu dois minutos ao tempo regulamentar, e, em jogada pelo lado esquerdo, Klebinho acreditou num lance que parecia perdido. Disputou e soltou a bomba de pé direito.


Destaque da base, Vinicius em ação no Raulino (Foto: Fred Gomes)

NBB: Com jogo sábado, Fla e Brasília chegam em Manaus nesta quinta-feira




Flamengo x Brasília NBB Manaus (Foto: Divulgação)
No sábado, dia 1º de abril, a Arena Amadeu Teixeira, em Manaus, será palco do Novo Basquete Brasil (NBB).  O confronto será entre os únicos campeões da competição, Flamengo x Brasília, às 13h (14h de Brasília), pela fase classificatória. As duas equipes chegam à capital amazonense nesta quinta-feira, dia 30, às 14h55 (15h55 de Brasília), no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. 

Esta será a segunda partida do Flamengo pelo NBB em Manaus. No início do mês, fez o clássico contra o Vasco e venceu por 94 a 86. Para o duelo de sábado, o Rubro-Negro tem a missão de manter a liderança ao receber o segundo colocado da tabela, o Brasília.  A equipe realizará dois treinos abertos à imprensa em Manaus. Na quinta, dia 30, às 19h30 e na sexta às 12h30. Ambos na Arena Amadeu Teixeira.

Maracanã social: Flamengo e Prefeitura negociam estreia e ação no Brasileiro


A relação entre Flamengo e a Prefeitura do Rio não reacendeu "apenas" o sonho de o clube construir seu próprio estádio na Gávea. O próximo passo é realizar grande ação social em parceria entre governo municipal e a Nação rubro-negra. O prefeito Marcelo Crivella negociou com a Odebrecht isenção de aluguel para o Flamengo estrear no Maracanã contra o Atlético-MG, dia 13 de maio, às 18h30, pelo Campeonato Brasileiro. A renda seria revertida para a reabertura de um dos restaurantes populares na cidade do Rio de Janeiro. 

Para o jogo com o Galo, a Prefeitura também entrará com serviços de limpeza, conservação, campo, evitando gastos operacionais por parte do Flamengo.   

E como se deu a aproximação entre Flamengo e Prefeitura? Crivella tinha em mente que a estreia do time no Brasileirão tinha que ser no Maracanã para que pudesse colocar em prática uma de suas ideias: arrecadar alimentos para que a prefeitura reabra um dos restaurantes populares. Mas faltavam amarrar muitas pontas para que saísse do papel.

 
Mosaico Flamengo Torcida - Flamengo x San Lorenzo Libertadores 2017 (Foto: Staff Image / Flamengo) 
Em tratativas com a Prefeitura, Fla pode estrear no Brasileiro contra o Galo no Maracanã (Foto:Staff Image/ Flamengo)

Aconteceu, então, uma primeira conversa entre o prefeito e três vice-presidentes do Rubro-Negro. Foi quando Crivella recorreu à Subsecretária de Esportes da prefeitura e ex-presidente do Flamengo, Patricia Amorim, que passou a ser responsável por tocar as reuniões e auxiliar o prefeito nas tratativas. A primeira aconteceu na segunda-feira, com a presença do presidente Eduardo Bandeira de Mello e do diretor-geral Fred Luz.

O que ficou acertado: a prefeitura fez uma estimativa de quanto seria necessário em alimentos para reabrir um restaurante popular e mantê-lo por um ano. Num cálculo de público estimado em 20 mil pessoas, seria necessário que cada rubro-negro levasse 5 kg. A dificuldade de recolher e armazenar os mantimentos numa circunstância dessa derrubou a ideia de alguns dirigentes que chegaram a sugerir que nem fossem cobrados ingressos. 

As entradas serão vendidas normalmente, e R$ 2 milhões da renda seriam cedidos à prefeitura para a compra de alimentos. Esse valor pode subir mais caso o público - e consequentemente a renda - seja maior. O clube também tem a opção de repassar os R$ 2 milhões em alimentos mesmo. 

Além de a Prefeitura ter agido para que o Flamengo não pague o aluguel do Maracanã (para o Flamengo x Vasco pelo Carioca, por exemplo, a concessionária cobrou R$ 500 mil) na estreia do Brasileirão, também entrou com a cartada de olhar com mais carinho e ajudar no sonho de construir um estádio na Gávea.

Próximo passo
 
As ideias e o planejamento da ação social estão agora com o marketing do Flamengo. Na próxima segunda-feira, um novo encontro contará com Crivella, com a subsecretária de esportes da prefeitura Patricia Amorim e dirigentes do Flamengo para colocar no papel e debater possíveis pendências e projetar ações de ambas as partes. 

Ao mesmo tempo, três dirigentes do Flamengo têm rodado alguns países conhecendo projetos de estádio. O clube estuda outras soluções, como um estádio de médio porte em Niterói. Enquanto isso, seguem as obras no Estádio Luso-Brasileiro, onde o Flamengo planeja jogar a partir de maio.       

Flamengo x Atlético-PR: ingressos à venda a partir desta quinta-feira

A partir das 10h desta quinta-feira começarão a ser vendidos ingressos para o jogo entre Flamengo e Atlético-PR, no Maracanã, pela Libertadores (dia 12 de abril). A primeira leva de bilhetes, entretanto, será liberada apenas para os sócios-torcedores do plano +Paixão. A venda geral pela internet será em 8 de abril, e os pontos de venda físicos estarão abertos às 10h do dia 10.

Confira o cronograma de venda dos ingressos:
 
30/3, 10h - +Paixão
31/3, 10h - Paixão
1/4, 10h - +Amor
2/4, 10h - Amor
3/4, 10h - +Raça
4/4, 10h - Raça
7/4, 10h - Tradição
8/4, 20h - Venda online para Nação Jr e público geral
10/4, 10h - Abertura dos pontos de venda físicos

Veja os preços
 
- Norte
Público geral e sócios-torcedores Nação Jr: R$ 120 (R$ 60 meia)
Sócio-torcedor Tradição: R$ 90 (R$ 45 meia)
Sócio-torcedor Raça e superiores: R$ 60 (R$ 30 meia)

- Sul
Público geral e sócios-torcedores Nação Jr: R$ 140 (R$ 70 meia)
Sócio-torcedor Tradição: R$110 (R$ 55 meia)
Sócio-torcedor Raça e superiores: R$ 70 (R$ 35 meia)

- Leste Superior
Público geral e sócios-torcedores Nação Jr: R$ 160 (R$ 80 meia)
Sócio-torcedor Tradição: R$120 (R$ 60 meia)
Sócio-torcedor Raça e superiores: R$ 80 (R$ 40 meia)

- Leste Inferior e Oeste Inferior
Público geral e sócios-torcedores Nação Jr: R$ 200 (R$ 100 meia)
Sócio-torcedor Tradição: R$ 150 (R$ 75 meia)
Sócio-torcedor Raça e superiores: R$ 100 (R$ 50 meia)

- Maracanã Mais*
Público geral e sócios-torcedores Nação Jr: R$ 395 (R$ 220 meia)
Sócio-torcedor Tradição: R$ 310 (R$ 180 meia)
Sócio-torcedor Raça e superiores: R$ 220 (R$ 135 meia)

*Os valores dos ingressos para o Maracanã Mais incluem o serviço

Pré-jogo: Flamengo x Minas

Foram exatos quarenta e um dias longe de casa em jogos oficiais do NBB 9, mas hoje isso acaba. No reencontro com a torcida carioca, o Flamengo vai encarar o Minas, às 20h, no ginásio do Tijuca Tênis Clube. Em caso de vitória, o Rubro-Negro irá assegurar a primeira posição da fase classificatória e alcançará uma meta importante no planejamento da temporada.


No primeiro turno, em Belo Horizonte, melhor para o Fla: 89x60. O conjunto fez total diferença e seis jogadores chegaram ao dígito duplo na pontuação: Marquinhos e JP Batista (16), Lelê (13), Olivinha (12) e Marcelinho e Mineiro (11).


Provável quinteto do Flamengo: Ronald Ramon, Marquinhos, Marcelinho, Olivinha e JP Batista.
Técnico:  José Neto.
Provável quinteto do Minas:  Paulinho Boracini, Danilo, Rodgers (Pedro Macedo), Maynard e Big (Mosso).
Técnico:  Luiz Fernando Leão.


terça-feira, 28 de março de 2017

Após reuniões, Flamengo conta com apoio do prefeito por estádio acústico na Gávea


O sonho de voltar a mandar jogos no Estádio José Bastos Padilha, popularmente conhecido como Gávea, sempre esbarrou na prefeitura, pressionada pela Associação de Moradores do Leblon. O panorama mudou. Após reuniões com Marcelo Crivella entre as duas últimas semanas e esta segunda-feira, o Flamengo contou com a receptividade do prefeito do Rio de Janeiro. Subsecretária de esportes da prefeitura e ex-presidente do Flamengo, Patrícia Amorim tem forte influência no processo. 

Principal barreira contra a reutilização da Gávea para jogos do time profissional é a resistência dos moradores vizinhos ao estádio, onde o clube mandou jogos de 1938 a 1997. A última partida disputada lá foi entre Flamengo e Americano, em 27 de abril de 97, quando o Rubro-Negro venceu por 3 a 0, com gols de Romário, Fábio Baiano e Evandro. As principais queixas são em relação ao barulho e sobretudo impactos no trânsito da região.

Treino Flamengo - Gavea (Foto: Gustavo Rotstein) 
O Flamengo ainda não fez nenhum treino na Gávea em 2017 (Foto: Gustavo Rotstein)


Para evitar transtornos, o novo estádio teria que ser acústico - não fechado em sua totalidade, mas com barreiras de som capazes de impedirem que a vibração da torcida incomode a vizinhança. Outro aspecto é não construir um estacionamento, estimulando que as pessoas cheguem à Gávea utilizando transporte público. Isso se tornou mais fácil após a inauguração das estações de metrô Jardim de Alah e Antero de Quintal.

O veto a estacionamentos já existe no Estádio Luso-Brasileiro, que receberá partidas do Flamengo, muito provavelmente, a partir de maio. Para atuar na Ilha do Governador, o clube firmou contrato de três anos com a Portuguesa da Ilha e investiu cerca de R$ 12 milhões no local.

O Flamengo também trabalha em outras frentes por terrenos que possam possibilitar a construção de um estádio maior. Um situado na região das barcas em Niterói vem sendo alvo de estudos frequentes. Outros, na Zona Oeste, entre Barra e Guaratiba, também não estão descartados. O atual impasse em relação ao futuro do Maracanã acelera essa busca.

Durante as eleições municipais de 2016, o presidente Eduardo Bandeira de Mello conversou com candidatos, inclusive Crivella, e manifestou a eles o desejo de fazer um estádio-boutique na Gávea. Bandeira estimava capacidade para 20 mil pessoas. Ainda nesta semana, o Rubro-Negro tem reunião interna para discutir projetos para a casa que não utiliza desde 1997.

É bom destacar que a situação ainda está em estágio embrionário. Não foi nem discutido o projeto oficialmente nem que empresa faria a remodelação da arena. Com a Ilha à disposição, o Flamengo tem tempo para iniciar a reconstrução de sua casa.

Conca ''passa'' em avaliações e inicia preparação física no Flamengo nesta semana


O processo de recuperação de Darío Conca segue progredindo dia após dia. No Flamengo desde o começo de janeiro, quando foi apresentado, o argentino inicia nos próximos dias seu trabalho de preparação física. É mais uma etapa a ser cumprida no tratamento. Avaliações e exames feitos até aqui mostram boa evolução no problema no joelho do meia. Agora, será observado como ele responderá. 

Conca se recupera de uma cirurgia delicada no joelho esquerdo. A lesão foi sofrida em meados de agosto, quando atuava pelo Shangai SIPG. No processo de contratação do meia, o Rubro-Negro abriu as portas para que o jogador utilizasse a estrutura do CT do Ninho do Urubu e o aparato médico. A expectativa inicial era de que ele poderia estrear com a camisa do clube em maio. O último boletim médico divulgado pelo Flamengo foi em fevereiro.

Conca trabalha diariamente nos campos do CT do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza) 
Conca trabalha diariamente nos campos do CT do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza)

Desde o mês passado, Conca vem sendo visto com frequência em seu trabalho separado no Ninho do Urubu. O meia também dividiu em alguns momentos as atividades com Ederson, que também tratava de lesão, mas já voltou a trabalhar recentemente com o restante do grupo. 

Nesta segunda-feira, o Flamengo publicou um vídeo em suas redes sociais em que Conca aparece trabalhando com bola no gramado. Ele trocou passes e jogou ''golzinho'' com outros atletas.

A comissão técnica ainda não conta com o argentino na programação - a ideia é ter paciência na espera pelo jogador, considerado trunfo para a Libertadores. Dedicado, Conca trabalha em dois períodos e chega a fazer seis horas por dia de trabalho no CT. 

Conca (Foto: Divulgação/Flamengo) 
Conca chegou no Flamengo no começo da temporada e segue tratamento (Foto: Divulgação/Flamengo)

segunda-feira, 27 de março de 2017

Quarta-feira tem Mengão na Globo

QUARTA, 29

Campeonato Carioca
 

21h45 Volta Redonda x Flamengo        

   

Transmissão: TV Globo para RJ, MG, ES, TO, SE, PB, RN, MA, PI, PA, AM, RO, AC, RR, AP e DF (com Luis Roberto, Junior e Paulo Cesar Oliveira) e Premiere (com Eduardo Moreno e Ricardo Gonzalez)

Ingressos para o Fla-Flu começam a ser vendidos nesta terça, pela internet


Fluminense e Flamengo se enfrentam no próximo domingo, às 16h, no Kleber Andrade, em Cariacica, no Espírito Santo, pela sexta e última rodada da Taça Rio 2017. E, os ingressos para a partida começam a ser vendidos na tarde desta terça-feira, apenas pela internet, no site www.meubilhete.com.

Na quarta, a partir das 12h, os bilhetes também poderão ser adquiridos nos pontos físicos, que ainda serão divulgados, assim como os respectivos preços. No domingo, dia do jogo, as bilheterias do estádio abrirão a partir das 9h.

Leitores do jornal Notícia Agora poderão participar da promoção limitada, que dá direito à meia-entrada, com o selo que será publicado a partir de quarta-feira.

CUIDAR: o trunfo do Flamengo para prosseguir como excelência nos Esportes Olímpicos



A sigla, por si só, já é autoexplicativa. Mas ao olhar o nome inteiro, é possível entender porque o Flamengo investiu no Centro Unificado de Identificação e Desenvolvimento de Atletas de Rendimento. Inaugurado em dezembro de 2015, o projeto completou um ano recentemente e tem sido um sucesso na Gávea. 


Para entender melhor do que se trata, o GRN conversou exclusivamente com Izabel Miranda, responsável por administrar todo o processo de trabalho. A profissional detalhou como funciona.

- O CUIDAR é o centro que foi criado para prevenir as lesões e, principalmente, o excesso de treinamentos, além de melhorar o desempenho. A gente só consegue fazer isso com a presença do fisioterapeuta, médico, nutricionista, preparador físico e psicólogo. Também temos um consultório científico que faz a mediação dessas informações para dar suporte às decisões internas. É um projeto a longo prazo e atende as equipes de ponta, digo, as principais. Queremos formar atletas para chegar no alto rendimento. A estrutura foi montada para atendermos tudo e identificarmos o real talento com o intuito de trabalhar visando a evolução - explicou e exemplificou.

Com larga experiência no programa, por conta de sua passagem pelo Minas Tênis Clube, a Coordenadora revelou a metodologia e fez um balanço geral.


- Nós começamos o ano fazendo a avaliação da pré-temporada. Esse, talvez, é o carro chefe do CUIDAR, o acompanhamento do estado atual do atleta. Como ele chega aqui fisicamente, psicologicamente e em termos nutricionais, por meio do percentual de gordura. Precisamos checar a saúde mesmo. Realizamos uma bateria de testes para, a partir disso, começarmos o treinamento. Temos um planejamento montado para todos e vamos direcionar as atividades em busca da melhora da performance. Na base, vamos observar a evolução em quatro aspectos: comportamental, físico, tático e técnico. O diferencial é esse. Começaremos com trabalhos preventivos para evitar um afastamento. E o maior objetivo é preparar meninos e meninas das categorias inferiores para serem submetidos a maiores cargas sem o risco de comprometer nada. O pensamento é no futuro. Quatro anos é o prazo mínimo para a formação, o máximo é dez. Vamos apresentar, em breve, uma novidade: a integração das escolas com o esporte. A meta é estar presente na vida do esportista desde cedo. Iremos verificar o rendimento escolar, que é um pilar importante. O Flamengo pensa assim, e vamos montar um programa especial, dando oportunidades para estagiários, pedagogos e professores - destrinchou.

O basquete faz parte do processo e é peça fundamental na engrenagem. Devido a unificação dos esportes olímpicos, funcionários, agora, vivem o mesmo dia a dia. Questionada sobre o tema, Izabel destacou a importância. 

- Nós trabalhamos com a perspectiva de abordagem multidiscpilinar, que por si só, valida o que fazemos. Existem programas internos com o técnico, que é o líder, mas tem uma equipe por trás. Mais para frente, teremos encontros mensais ou quinzenais, de olho no direcionamento de treinos. Certamente, o número de lesões irá diminuir. Isso (união de profissionais) já está sendo um diferencial. Muitos atletas estão procurando o clube por conhecimento do investimento que vem sendo feito. Toda vez que chega alguém novo para conhecer a estrutura, como foi o caso do Hakeem Rollins, a gente sente uma confiança. O Flamengo tem a preocupação de apresentar um panorama favorável. Os pais do pessoal da base que vêm aqui, ficam encantados com o centro. Eu, como mãe, iria gostar se meu filho viesse para cá - abordou.


A gerente esmiuçou a organização, apontou acertos e mostrou inovações.

- Quando Póvoa e Vido me convidaram, a gente já tinha um planejamento pré-estabelecido. Nesse tempo, cumprimos tudo e entregamos um pouco além do que esperávamos. Eu achava que seria mais difícil. O Fla é uma grande força, mas nada é fácil. Mudar a forma de pensar dos profissionais é complicado. Hoje, após um ano, vejo a equipe organizada no atendimento ao atleta. O conceito do CUIDAR é fornecer serviços ao esporte. Houve uma melhoria no acompanhamento geral e na aproximação com os pais. Falta muita coisa à frente, temos um longo caminho. Aqui, às vezes, o menos é mais. O simples se torna efetivo. Fizemos setecentas avaliações, isso nunca tinha acontecido. É uma mudança significativa, e estamos salvando vidas e fornecendo uma linha de trabalho. Vou adiantar até uma informação: fechamos uma parceria de troca de conhecimentos. Vamos mandar 21 funcionários nossos para Colorado Springs, durante uma semana, para novas experiências. Quatro gestores também irão à Londres para um encontro. Esses dois acontecimentos são frutos da negociação excelente que o clube fez com os dois comitês (americano e britânico). Creio que servimos de exemplo pela seriedade - concluiu sua fala.


Rafael Bernardelli, multicampeão com o FlaBasquete, passou a integrar a base de sustentação do Centro. Em papo rápido, o preparador físico deu sua opinião com argumentos relevantes. 

- O CUIDAR é importante porque dá uma estrutura altamente qualificada para atletas e técnicos de esportes olímpicos trabalharem. As informações científicas ajudam a diminuir o indíce de lesão e, com isso, o departamento médico fica mais vazio. O método é simples e multidisciplinar. Fazemos uma avaliação completa com cada um e formatamos o perfil. Assim, fica mais fácil identificar o ponto negativo que pode ser melhorado - disse.


O escolhido para encerrar foi Marcelo Vido que, de forma sucinta e objetiva, complementou.

- Hoje, o esporte é de rendimento. É preciso enfatizar que, ciência, conhecimento e tecnologia precisam caminhar juntos. Não da para desassociar o crescimento sem os pilares. E, claro, nós temos como prioridade de importância o desempenho escolar dos nossos atletas. O Flamengo quer continuar sendo referência em todas as áreas - finalizou.

Fla-Flu tem local confirmado e será disputado pela 1ª vez em Cariacica



O clássico entre Fluminense e Flamengo, marcado para o próximo domingo, às 16h, teve seu local confirmado: o Estádio Kleber Andrade, em Cariacica, no Espírito Santo. O duelo encerra a participação dos rivais na fase de grupos da Taça Rio. Será a primeira vez que o Fla-Flu será disputado no estado.

Já classificados para as semifinais do Carioca, Fla e Flu estão próximos também de garantir vaga nas semis da Taça Rio. O clássico do próximo domingo esteve perto de ser marcado para o Mané Garrincha, em Brasília, mas houve mudança de planos no fim da semana passada.

Mandante, o Fluminense atuou apenas uma vez em Cariacica no ano passado. Em 16 de junho, perdeu por 4 a 2 para o Santos. O Rubro-Negro foi anfitrião mais frequente no Klebão, onde jogou oito vezes e registrou sete vitórias e apenas uma derrota.

olta do que não foi: após 50 dias, Cirino tem nova chance no Flamengo


Marcelo Cirino treino Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Em sua terceira temporada de Flamengo, Marcelo Cirino retornou aos planos de Zé Ricardo após ver seu desejo de trocar o clube pelo Internacional frustrado. Mais do que isso: neste domingo voltou a atuar, algo que não fazia há 50 dias - o último jogo foi contra o Nova Iguaçu (4x0), em 4 de fevereiro. Substituiu Berrío no empate por 2 a 2 com o Vasco aos 40 minutos da etapa final e não foi bem. O atacante de 25 anos cometeu faltas que escancararam sua falta de ritmo.

Após a partida, Zé afirmou que Cirino terá novas oportunidades caso demonstre resultados nos treinamentos. Para o clube, interessante colocá-lo na vitrine, já que terá de assumir uma dívida superior a R$ 16 milhões em janeiro de 2018 caso não consiga negociá-lo.

É bom frisar, entretanto, que o Rubro-Negro tem boa relação com a Doyen, fundo de investimento que viabilizou a ida do camisa 7 para a Gávea e que fez do energético Carabao, uma de suas marcas, novo patrocinador rubro-negro no início do ano.

- Ele não está 100% porque ficou 10 dias sem treinar em virtude do nascimento da filha dele, que é outro fator importante para o amadurecimento do atleta. Não estava 100% fisicamente, mas com a contusão do Gabriel, sabíamos que o Berrío talvez não mantivesse o nível durante 100% da partida. Ganhou a oportunidade. Agora vai depender unicamente do dia a dia dele. Se ele mostrar que tem condições de retornar ao time titular e que está melhor que o atleta que está jogando no momento, vai ter oportunidade, assim como todos têm - avaliou Zé Ricardo.

Segundo relato do técnico, Cirino se comprometeu a dar tudo de si enquanto estiver defendendo o Flamengo, mas admitiu que o mesmo estava muito satisfeito quando a ratificação da transferência para o Inter estava na iminência de acontecer. Mas o acerto melou.

- A gente sabe que o Marcelo é um jogador com qualidades específicas e interessantes para o futebol de hoje. Tem muita velocidade e está bastante motivado com a nova oportunidade no clube. Em princípio, segundo as palavras do próprio, a saída dele do clube tinha sido muito boa para ele. Sempre preferimos que o atleta se sinta bem, mas infelizmente a negociação com o Internacional e o Atlético-PR não se concretizou. Ele voltou muito motivado, sabe que vai ter que cumprir o contrato dele, é atleta do clube. Enquanto estiver aqui, segundo palavras dele, vai se doar ao máximo. A gente espera que seja sim, até porque não tem outra alternativa para ele.

Sucesso nos estaduais e sumiço nos grandes campeonatos
 
Grande contratação do mercado de verão de 2015, Marcelo Cirino chegou ao Flamengo credenciado pelas grandes exibições com a camisa do Atlético-PR. Veloz e de chute potente, arma que havia demonstrado sobretudo na decisão da Copa do Brasil de 2013 - entre Furacão e o Fla - , quando fez um golaço no jogo de ida.

Marcelo Cirino completou 100 jogos na partida contra o Vila Nova (Foto: Reprodução/Instagram) 
Marcelo Cirino completou 100 jogos na partida contra o Vila Nova (Foto: Reprodução/Instagram)
 
Não vingou na Gávea. Foi sempre um jogador de verão. Dos 24 gols marcados pelo clube, 20 deles (83,33% do total) saíram no primeiro semestre. Em 2015, foram 11: nove no Carioca, um na Copa do Brasil e outro no Brasileiro.

Na temporada passada, mais uma vez só apareceu no estadual, desta vez até marcando em clássicos - fez nos empates por 1 a 1 com Vasco e Botafogo, respectivamente. Foram 13: sete no Carioca, um em amistoso, dois na Copa do Brasil, dois no Brasileiro e um na Sul-Americana.

Neste ano, chegou a 100 jogos pelo Flamengo sem qualquer alarde. Alcançou tal marca na derrota por 2 a 1 contra o Vila Nova. Entrou no segundo tempo do amistoso, em Goiânia.

Gabriel recupera-se de problema na parte posterior da coxa direita, e Berrío está suspenso na Copa Libertadores. Ponta veloz, mas de rendimento bem abaixo do esperado até então, Cirino aproveitará a nova chance ou seguirá sem qualquer destaque na Gávea? Com a resposta, o próprio.

Banner_Flamengo_690 (Foto: Divulgação)





domingo, 26 de março de 2017

Arbitragem rouba a cena, e clássico Flamengo x vasco termina empatado


FLAMENGO 2 X 2 vasco


Público/Renda: 28.071 pagantes / R$ 1.279.720

Gols:
Yago Pikachu, 15'/1ºT (0-1); Willian Arão, 14'/2ºT (1-1); Berrío, 19'/2ºT (2-1); Nenê, 49'/2ºT (2-2)

FLAMENGO
: Alex Muralha; Pará, Réver (Léo Duarte, 24'/2ºT), Rafael Vaz e Renê; Márcio Araujo, Willian Arão e Mancuello (Lucas Paquetá, 32'/2ºT); Berrío (Marcelo Cirino, 40'/2ºT), Everton e Leandro Damião.
Técnico: Zé Ricardo


Local:
Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)

Data/Hora: 26/3/2017, às 18h30

Árbitro: Luiz Antonio Silva Santos
Assistentes: Daniel do Espírito Santo e Diego Luiz Barcelos

Cartões amarelos: Everton, Willian Arão (FLA); Jean, Jordi, Luis Fabiano, Jomar, Douglas (VAS)

Cartão vermelho:
Luis Fabiano (VAS)

vasco: Jordi, Gilberto, Jomar, Rafael Marques e Henrique; Jean, Douglas, Andrezinho (Escudero, 25'/2ºT), Yago Pikachu (Manga Escobar, 17'/2ºT) e Nenê; Luís Fabiano.
Técnico: Milton Mendes

Flamengo terá superávit de R$ 146 milhões em 2016, aponta banco


O banco Itaú BBA divulgou ontem uma projeção do desempenho financeiro dos clubes na temporada passada. Segundo o levantamento, o Flamengo é quem fechará o ano com o maior superávit, de R$ 146 milhões, seguido do Palmeiras, com R$ 112 milhões.

O melhor equilíbrio financeiro, de acordo com a instituição financeira, ocorreu após o clube Rubro-Negro atingir a segunda maior receita no ano passado (R$ 379 milhões) e apenas a quinta maior despesa (R$ 233 milhões). Já o Palmeiras, foi o líder em faturamento (R$ 477 milhões) mas também liderou em despesas (R$ 365 milhões), o que afetou o superávit do clube paulista ao final da temporada.

O único a ter saldo negativo foi o Internacional, que ficou com déficit de R$ 20 milhões.

O levantamento do Itaú BBA abrangeu os 12 maiores clubes de futebol do país. Segundo a projeção, o faturamento do grupo terá um crescimento de 19,6% em 2016 em relação à temporada anterior, atingindo um total de R$ 3,2 bilhões. Entretanto, os custos e despesas dos principais clubes deverá aumentar em 25%, chegando perto dos R$ 2,7 bilhões, segundo a instituição financeira.

Veja abaixo o ranking de equilíbrio financeiro divulgado pelo banco.

Clube                 Saldo (em R$ milhões)
Flamengo                       146
Palmeiras                       112
São Paulo                       107
Corinthians                   101
Botafogo                       46
Santos                            38
Grêmio                          26
Fluminense                   15
Cruzeiro                        11
Vasco                             8
Atlético-MG                  6
Internacional                -20